Você está na página 1de 3

5 exercícios para desenvolver a sua

inteligência emocional

1- Conhecer a si mesmo
Conhecer a si mesmo é uma aventura que dura uma vida inteira. É um esforço diário, fixando
objetivos e aprendendo com eles; é um exercício de introspeção que fazemos toda manhã.
Pergunte a si mesmo o que deseja para hoje e para amanhã.

Quando a noite chegar, reflita sobre como se sentiu durante todo o dia. Você agiu como
queria? Você se expressou de acordo com os seus valores? Faça perguntas a si mesmo e
escreva um diário, em um papel qualquer ou um livro de pensamentos. É um exercício simples,
mas de grandes resultados.

1
2- Equilíbrio emocional
Pense nas suas emoções como uma balança, onde não vale a pena chegar aos extremos,
porque acabamos sempre por perder.

Não se deixe manipular e nem revide palavras cheias de raiva ou fúria.

O ideal é o equilíbrio, nunca chegue ao limite das suas emoções.

Quando você perceber que está prestes a “explodir” visualize uma pequena sala tranquila e
arejada; é o seu palácio de pensamentos. Esta sala é um espaço só seu, utilize-o sempre que
precisar.

Antes de agir, pense, reflita e analise a situação. Quando se sentir equilibrado


emocionalmente, tome a sua decisão.

Ninguém tem mais controle sobre a sua vida do que você mesmo, nunca se esqueça disso.
Portanto, não permita que outras pessoas o levem a perder a calma ou a sua identidade,
trabalhe o seu equilíbrio interior.

3- Empatia
A empatia é um conceito que faz parte da inteligência emocional e todos nós conhecemos e
valorizamos. No entanto, não o colocamos em prática tanto quanto deveríamos. É mais fácil se
colocar no lugar de pessoas que nos transmitem sentimentos positivos. Nos identificamos com
elas e o nível de compreensão e intimidade é maior.

Mas, por que não tentar a empatia com alguém que nos incomoda? Por exemplo, aquele chefe

que não o respeita, o colega que sempre fala mal dos outros e só procura problemas. Tente

2
colocar-se no lugar deles, e talvez descubra o que está por trás desse comportamento. Pode se
insegurança, baixa autoestima… experimente, pode ser um bom aprendizado.

4- Motivação
Pode ser que você esteja um pouco desanimado. Mas a partir deste momento faremos um
exercício simples: vamos olhar somente para o lado positivo das coisas e esquecer o lado
negativo. Levante-se todos os dias pensando em algo que o anime e que deseja conseguir.

“A vida sem esperança não é vida, busque a sua motivação diária”.

Qualquer coisa pode ser útil para nos motivar: tomar um café naquela cafeteria que você não
conhece, ligar para uma pessoa que não vemos há muito tempo, comprar um vestido novo,
planejar uma viagem para o final da semana, começar um curso de ioga ou pintura ou sorrir
um pouco mais…

5- Habilidades sociais
Vamos tentar nos comunicar um pouco melhor. E não apenas por palavras, mas com os gestos
também. Chegue mais perto das pessoas, dê um sorriso, acaricie, dê um tapa no ombro ou um
abraço e perceba que a reação delas será diferente.

Busque e ofereça emoções positivas, olhe nos olhos e tente ouvir a pessoa que está na sua
frente. Talvez descubra muito mais coisas do que com simples palavras. Coloque tudo isso em
prática, desenvolva a sua inteligência emocional e seja mais feliz, fazendo os outros felizes
também.

Você também pode gostar