Você está na página 1de 12

Curso Superior de Tecnologia

AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

AULA
ATIVIDADE
TUTOR

Curso:
Superior de Tecnologia em
Segurança Pública
Curso Superior de Tecnologia
AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

Disciplina: Fundamentos de Investigação e Criminalística.


Teleaula: 04.

Título: Medicina Legal.

Prezado (a) tutor (a),

A aula atividade tem a finalidade de promover o auto estudo das competências e


conteúdos relacionados à Unidade de Ensino 04 – Medicina Legal. Esta atividade terá a
duração de 1 hora e está organizada em duas etapas: “Avaliação de resultados de
aprendizagem” e “Fechamento do Tópico da Unidade do Fórum de Discussão”.

Siga todas as orientações indicadas e conte sempre com a mediação do seu tutor e a
interatividade com o professor no Chat Atividade e Fórum de Discussão.

Bons estudos!
Curso Superior de Tecnologia
AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

Avaliação de resultados de aprendizagem

O que devo Descrição dos conhecimentos prévios para realização


conhecer das questões.
previamente para
1) Conhecer aspectos da traumatologia forense;
fazer a atividade?
2) Conhecer aspectos da toxicologia;
3) Dominar o conhecimento sobre os exames de
corpo de delito.
O que farei? Resolução individual das 4 (quatro) questões objetivas
indicadas a seguir.

Em quanto 30 minutos.
tempo?

Como farei? 1. Resolver as questões objetivas individualmente;


2. Comparar os meus resultados com o gabarito
disponibilizado pelo professor no Chat Atividade;
3. Registrar as respostas e/ou dúvidas pontuais no
Fórum no Chat Atividade para mediação e ampliação
comentada do gabarito pelo professor.
Quando farei? No decorrer da aula atividade.

Por que devo Para avaliar os resultados de aprendizagem dos


fazer? conteúdos propostos na Unidade de Ensino.

Questões Objetivas:

1. (FUNCAB - PC/PA - 2016 - adaptada) Medicina Legal é a reunião de conhecimentos e


práticas médicas e paramédicas direcionadas a questões relacionadas às ciências
jurídicas, destinadas a auxiliar a elaboração, bem como a interpretação e execução dos
Curso Superior de Tecnologia
AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

mais diversos dispositivos legais relacionados ao campo da Medicina aplicada. Sobre a


traumatologia forense, pode-se afirmar corretamente que este ramo da Medicina Legal
estuda, precipuamente:
a) os crimes contra a dignidade sexual;
b) questões voltadas ao vínculo entre familiares;
c) a gravidez, aborto e infanticídio;
d) as lesões corporais e as energias causadoras do dano;
e) a identidade e identificação da vítima.

Comentário à Questão 01:


A alternativa correta é a letra "d" - As lesões corporais e as energias
causadoras do dano.
O estudo da traumatologia forense para é o ramo da Medicina Legal que
estuda a ação de uma energia externa sobre o organismo do indivíduo, ou
seja, é o estudo das lesões e estados patológicos, imediatos ou tardios,
produzidos por violência sobre o corpo humano.
FONTE: FRANÇA, G. V. Traumatologia Médico-Legal. Em: Medicina Legal.
Guanabara Koogan, 8.a Ed. Rio de Janeiro. 2008.

2. (FUNCAB - PC/PA – 2016 - adaptada) As equimoses representam o extravasamento e


dispersão do sangue nas malhas dos tecidos e podem surgir em diversas partes do corpo,
bem como assumir certos tipos de coloração. No âmbito da Medicina Legal, é correto
afirmar que, de acordo com o espectro equimótico de Legrand Du Saulle, uma equimose
de coloração amarela indica ter sido causada há, aproximadamente:
a) seis meses.
b) duas horas.
c) um dia.
d) doze dias.
e) um mês.
Curso Superior de Tecnologia
AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

Comentários à questão 02:


Espectro equimótico de Legrand du Saulle:
• vermelho – 1º dia;
• violáceo - 2º e 3º;
• azul – 4º a 6º;
• esverdeado – 7º a 10º;
• amarelado – 11º a 17º.

3. (FUNCAB - PC/AC - 2015 - adaptada) Perícia é exame minucioso realizado por quem
detém conhecimentos técnicos, científicos ou artísticos, realizado por determinação de
Autoridade Policial ou pela Autoridade Judiciária e que tem por finalidade comprovar fatos
de interesse da Justiça. Acerca das perícias em geral, previstas na legislação processual
penal, assinale a assertiva correta:
a) Nos casos de morte violenta, bastará o simples exame externo do cadáver,
quando não houver infração penal que apurar.
b) A autópsia será feita pelo menos cinco horas depois do óbito, salvo se os peritos, pela
evidência dos sinais de morte, julgarem que possa ser feita antes daquele prazo, o que
declararão no auto.
c) Tratando-se de perícia complexa que abranja mais de uma área de conhecimento
especializado, obrigatoriamente será designada a atuação de mais de um perito oficial.
d) Os cadáveres serão sempre fotografados na posição de decúbito dorsal, bem como, na
medida do possível, todas as lesões externas e vestígios deixados no local do crime.
e) Para representar as lesões encontradas no cadáver, os peritos, sempre juntarão ao
laudo do exame provas fotográficas, esquemas ou desenhos.

Comentários à Questão 03:

a) Nos casos de morte violenta, bastará o simples exame externo do cadáver,


Curso Superior de Tecnologia
AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

quando não houver infração penal que apurar. (CORRETA).


* Art. 162, parágrafo único: Nos casos de morte violenta, bastará o simples
exame externo do cadáver, quando não houver infração penal que apurar, ou
quando as lesões externas permitirem precisar a causa da morte e não houver
necessidade de exame interno para a verificação de alguma circunstância
relevante.

b) A autópsia será feita pelo menos cinco horas depois do óbito, salvo se os
peritos, pela evidência dos sinais de morte, julgarem que possa ser feita antes
daquele prazo, o que declararão no auto. - ERRADA (6 horas) - fundamento:
art. 162 do CPP:
*Art. 162. A autópsia será feita pelo menos seis horas depois do óbito, salvo
se os peritos, pela evidência dos sinais de morte, julgarem que possa ser feita
antes daquele prazo, o que declararão no auto.

c) Tratando-se de perícia complexa que abranja mais de uma área de


conhecimento especializado, obrigatoriamente será designada a atuação de
mais de um perito oficial - ERRADA (não é obrigatório, poderá mais 1
perito) - fundamento: art. 159, §7º do CPP:
*§ 7º Tratando-se de perícia complexa que abranja mais de uma área de
conhecimento especializado, poder-se-á designar a atuação de mais de um
perito oficial, e a parte indicar mais de um assistente técnico.

d) Os cadáveres serão sempre fotografados na posição de decúbito dorsal,


bem como, na medida do possível, todas as lesões externas e vestígios
deixados no local do crime - ERRADA (fotografas na posição em que forem
encontrados) - fundamento: art. 164 do CPP:
*Art. 164. Os cadáveres serão sempre fotografados na posição em que forem
encontrados, bem como, na medida do possível, todas as lesões externas e
vestígios deixados no local do crime.
Curso Superior de Tecnologia
AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

e) Para representar as lesões encontradas no cadáver, os peritos, sempre


juntarão ao laudo do exame provas fotográficas, esquemas ou desenho -
ERRADA (quando possível) - fundamento: art. 165 do CPP:
* Art. 165. Para representar as lesões encontradas no cadáver, os peritos,
quando possível, juntarão ao laudo do exame provas fotográficas, esquemas
ou desenhos, devidamente rubricados.

4. (VUNESP - PC-CE – 2015 - adaptada) A traumatologia forense constitui um campo da


medicina legal que se ocupa das implicações jurídicas dos traumatismos ou lesões em
geral. Sobre este tema específico, assinale a única alternativa correta:

a) os instrumentos perfurocontundentes produzem lesões por pressão intensa nos tecidos,


em geral, com perfuração e secção. As lesões apresentam fundo irregular, com integridade
de vasos e nervos no fundo da lesão.

b) os instrumentos contundentes podem produzir uma grande diversidade de lesões:


escoriação, equimose, hematoma, ferida contusa, fratura, rotura de vísceras ocas,
entre outras.

c) as características do orifício de saída produzidas por arma de fogo são: forma irregular,
halo de enxugo, aréola equimótica e menos sangrantes que o orifício de entrada.

d) as lesões por agentes perfurantes comumente estão relacionadas com ação suicida ou
acidental, raramente sendo consequência de ação homicida.

e) a equimose é a expressão final da infiltração hemorrágica nas malhas dos tecidos;


apesar disso, ela tem pouca importância médico-legal, uma vez que não é possível
correlacioná-la de forma temporal com o evento, lesão ou trauma.

Comentários à questão 04:

a) os instrumentos perfurocontundentes produzem lesões por pressão intensa


nos tecidos, em geral, com perfuração e secção. As lesões apresentam fundo
Curso Superior de Tecnologia
AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

irregular, com integridade de vasos e nervos no fundo da lesão. ERRADA: os


instrumentos perfurocortantes produzem lesões por pressão intensa nos
tecidos, em geral, com perfuração e secção. As lesões contusas apresentam
fundo irregular, com integridade de vasos e nervos no fundo da lesão.

b) os instrumentos contundentes podem produzir uma grande diversidade de


lesões: escoriação, equimose, hematoma, ferida contusa, fratura, rotura de
vísceras ocas, entre outras. CORRETA.

c) as características do orifício de saída produzidas por arma de fogo são:


forma irregular, halo de enxugo, aréola equimótica e menos sangrantes que o
orifício de entrada. ERRADA: tem a forma irregular, com bordas evertidas,
apresentando maior sangramento que o orifício de entrada e com aréola
equimótica.

d) as lesões por agentes perfurantes comumente estão relacionadas com ação


suicida ou acidental, raramente sendo consequência de ação
homicida. ERRADA: estão relacionadas com ações suicidas e homicidas,
raramente acidental.

e) a equimose é a expressão final da infiltração hemorrágica nas malhas dos


tecidos; apesar disso, ela tem pouca importância médico-legal, uma vez que
não é possível correlacioná-la de forma temporal com o evento, lesão ou
trauma. ERRADA: na equimose o sangue extravasou e pode ser visto através
da camada da pele (infiltração hemorrágica no tecido).Legrand du Saulle
desenvolveu a tese do Espectro Equimótico, percebendo que havia mudança
da coloração da equimose com o passar do tempo. Trata-se de importante
estudo para determinar o tempo da lesão.

GABARITO

1 D

2 D

3 A

4 B
Curso Superior de Tecnologia
AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

Fechamento do Tópico da Unidade do Fórum de Discussão


Realizar a atividade “Fechamento do Tópico da
O que farei?
Unidade do Fórum de Discussão” descrita a seguir.

Em quanto tempo? 30 minutos.

Quando farei? No decorrer da aula atividade.

1. Leia atentamente a questão reflexiva proposta


pelo professor.
2. Buscar esclarecimentos ou retirar possíveis
dúvidas com o professor no Chat Atividade;
3. Resolver a questão utilizando os conteúdos
Como farei? estudados nas webaulas e no Livro didático.
4. Apresentar no Chat atividade um resumo do
processo de resolução para a mediação do
professor.
5. Compare sua resposta com as contribuições do
professor.
Para avaliar o nível de aprendizagem alcançado
Por que devo fazer?
durante a TA.

Com quem irei Individualmente.


fazer?

Onde registrarei? No Chat Atividade.

Questão reflexiva do Fórum de Discussão

Leia o texto.

A IMPORTÂNCIA DA PERÍCIA CRIMINAL E A ESCASSEZ DO QUADRO DE


FUNCIONÁRIOS
Curso Superior de Tecnologia
AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

Eduardo Prado

Este artigo conceitua a perícia criminal e enfatiza a sua importância para o


sucesso do processo judicial, podendo se basear em provas objetivas e científicas. Ainda,
menciona o problema da falta de peritos para atender a demanda de todos os delitos.

A perícia criminal é garantida no sistema judiciário, sendo função do Estado e


que tem como incumbências os exames de corpo de delito, o qual abrange desde a
avaliação de materiais até a elucidação de dinâmica criminosa, através da observação e
análise de vestígios encontrados em local de crime.

Segundo ZAVERUCHA (2003), a atuação errônea do exame pericial e de


seus órgãos é um fator importante para a elevação dos índices da criminalidade e
impunidade. Também argumenta que o trabalho da perícia criminal é fundamental para a
decisão judicial se basear em critérios objetivos e científicos e sua livre atuação é
determinante para a defesa dos direitos e garantias fundamentais das pessoas.

A ciência conectada com a perícia criminal é intitulada de Criminalística,


sendo assim, uma ciência aplicada que emprega entendimentos de outras áreas do
conhecimento, principalmente associados com as ciências tecnológicas e naturais. A
Criminalística possui metodologias e regulamentações próprias que são embasadas em
normas específicas constantes na legislação de cada país; no Brasil os Códigos de
Processo Penal (CPP) e Processo Penal Militar são os principais dispositivos legais que
fundamentam o trabalho pericial. O CPP é o código que mais faz alusão sobre a Perícia
Criminal no Brasil e sendo assim, é geralmente o principal mencionado sobre o tema.

Com base no CPP, temos no artigo 158 que: “quando a infração deixar
vestígios, será indispensável o exame de corpo de delito, direto ou indireto, não podendo
supri-lo a confissão do acusado” (Brasil, 1941).

Quem realiza as perícias é o Perito, que significa: hábil em alguma ciência ou


arte. Sendo assim, alguém que detém um amplo conhecimento em uma área, utilizando-o
para originar uma determinada investigação. Considerando a área criminal o perito tem a
incumbência de realizar exames técnicos – científicos para relatar a dinâmica dos fatos,
descobrir a autoria do crime e analisar os objetos e locais envolvidos. A verificação se
inicia normalmente no ambiente em que ocorreu o delito e nos vestígios ligados ao crime.

No Brasil, para exercer o cargo de Perito Criminal é necessário passar em


concurso público, e possuir formação superior em determinadas áreas. Como está explícito
no Código de Processo Penal: “os exames de corpo de delito e outras perícias serão feitos
por perito oficial, portador de diploma de curso superior” (BRASIL, 1941).

O processo de investigação é examinado com cuidado de forma a sempre ter


conclusões baseadas em análises objetivas com metodologia científica, já que o trabalho
do perito é de fé pública e não se pode distorcer resultados ou manipular o laudo.
Curso Superior de Tecnologia
AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

No meio jurídico há uma constatação de que as provas materiais precisam de


princípio científico que lhes deem a credibilidade suficiente ao estabelecimento da certeza
do juiz. Além disso, a própria natureza de certos exames, tais como a classificação de
substâncias proibidas, a determinação de dinâmicas de acidentes de trânsito, a
comparação de padrões de impressão digital e de projéteis e os exames de materiais
biológicos demandam, por si só, o uso de técnicas e métodos provenientes da biologia,
física e química, por exemplo.

Posteriormente à realização das verificações e exames necessários o Perito


Criminal relata os resultados obtidos no laudo.

Atualmente, esses profissionais que atuam na perícia criminal estão em falta.


Existem inúmeros casos para se solucionar com um quadro de peritos escasso. A diretora
do Instituto de Criminalística, Norma Bornaccorso admite: “Está um número um pouco
apertado. Na verdade, a perícia está respondendo a contento e quem tem sido sacrificado
um pouco é o perito”.

O prazo para a finalização de um laudo pericial deveria ser de dez dias, algo
que só pode ser aplicado, hoje, quando se trata de crimes menos complexos. José Antonio
de Moraes, perito aposentado, argumenta: “Casos que a gente atende sempre que
demandam uma série de exames complementares não sai em 10 dias o laudo. Não sai
nem em 30".

O quadro de peritos em São Paulo permanece praticamente estático, sendo o


mesmo desde 1987, com 1177 postos. Considerado um número bem abaixo do ideal para
atender toda a demanda de crimes que ocorrem e necessitam de uma apuração que
auxilie no seu processo judicial. O número de assassinatos no estado de São Paulo é
praticamente quatro vezes maior do que o de peritos. A presidente da Associação de
Peritos Criminais de São Paulo, Maria do Rosário Seraphin, defende: “Eu suponho que uns
quatro mil peritos dariam para amenizar o quadro agora”.

Em síntese, o Perito Criminal, responsável pelas perícias associadas à


criminalística, é componente fundamental para efetuar os exames necessários e
confeccionar o laudo. A Perícia Criminal, área de grande importância perante os
departamentos policiais brasileiros, tem o encargo de realizar exames e análises
relacionados aos vestígios deixados pelos mais variados crimes, para assim dar
fundamento concreto da materialidade e autoria do delito. Caso este papel não funcione
corretamente, a justiça não será concretizada da maneira mais eficiente e a impunidade
aumentará, em contraste com a diminuição da elucidação dos delitos, logo, seus autores
não sofrerão qualquer espécie de punição.

Texto disponível em: <https://jus.com.br/imprimir/31602/


a-importancia-da-pericia-criminal-e-a-escassez-
do-quadro-de-funcionarios>. Acesso em 09.07.2019.
Curso Superior de Tecnologia
AULA ATIVIDADE TUTOR em Segurança Pública

QUESTÃO: Discorra sobre importância da realização da perícia criminal nos


inquéritos policiais, destacando casos (exemplos) reais em que a perícia teve papel
decisivo para o deslinde da investigação.

Resposta: Trata-se de questão subjetiva que visa a reflexão do aluno sobre o


tema. Contudo, é importante realizar um paralelo com os casos reais em que a perícia teve
papel importante para a solução do crime. Ex.: Caso Suzane von Richthofen; Caso
Francisco de Assis Pereira (maníaco do parque), etc.
Dizer-se que o inquérito policial consiste em mero procedimento administrativo,
que encerra, tão só, investigação, é simplificar, ao excesso, a realidade sensível. Resta-se,
na necessidade esforçada de asseverar, em conseqüência, que a decisão judicial, que
receba a denúncia ou a queixa, embasada em inquérito, volta no tempo e no espaço
judiciarizando alguns atos do procedimento. As buscas e as apreensões, bem como todas
as perícias – exames, vistorias e avaliações – emergem quais modelos de tal operação.
Espécie de banho lustral sobre os meios de prova, encontráveis no inquérito. Sem
esquecer eventual encarte de documentos – instrumentos ou papéis – aos autos de
inquérito.

Preparando-se Para a Próxima Teleaula

Prepare-se melhor para o nosso próximo encontro organizando o autoestudo da


seguinte forma:

1. Planeje seu tempo de estudo prevendo a realização de atividades diárias.


2. Estude previamente as webaulas e a Unidade de Ensino antes da teleaula.
3. Produza esquemas de conteúdos para que sua aprendizagem e participação na
teleaula seja proveitosa.
4. Utilize o fórum para registro das atividades e atendimento às dúvidas e/ou
dificuldades.
Conte sempre com o seu tutor à distância e o professor da disciplina para
acompanhar sua aprendizagem.

Bons Estudos!
Professor Hugo C. Zuan Esteves.