Você está na página 1de 2

V.01.

17

Faculdade de Medicina Dentária

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR


2019/2020

TÉCNICAS LABORATORIAIS DE PRÓTESE REMOVÍVEL II

1. DESCRIÇÃO GERAL DA UC
Curso: Licenciatura em Prótese Dentária Ciclo: 1º 2º 3º Não conferente de grau

ECTS: 6 Localização no Plano de Estudos: 1º Ano 2º Semestre

Características: Semestral Anual Obrigatória Opcional

Horas de Trabalho: 168 Horas de Contacto: 80 (T:16 TP:-- PL:64 S:-- TC:-- E:-- OT:--)

Horário de funcionamento: 2ª Feira (08:30-09:30), Turma A, 3ª Feira (08:30-12:30); Turma B, 5ª Feira (08:30-12:30)

Horário de apoio pedagógico: 2ª Feira (09:30-11:30)

2. OBJETIVOS E COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER


1. Conhecer os princípios da harmonia, estética e oclusão dentárias, de modo a seleccionar e posicionar os dentes artificiais
nas arcadas dentárias.
2. Realizar o processo laboratorial conducente ao processamento das bases das próteses em resina.
3. Conhecer os diferentes métodos de polimerização existentes.
4. Realizar ajustes oclusais após a polimerização.
5. Saber acabar e polir as próteses totais.
6. Saber realizar rebasamentos em prótese total.
7. Conhecer as técnicas de duplicação de uma prótese total.
8. Conhecer os procedimentos necessários à realização de um conserto de uma prótese acrílica.
9. Conhecer os passos principais no sistema CAD/CAM- da digitalização à fresagem.
10. Realizar, utilizando as ferramentas do programa CAD, a colocação de dentes artificiais tendo como referência uma pré-
montagem.
11. Realizar, utilizando as ferramentas do programa CAD, o posicionamento dos dentes artificiais num desdentado total.

3. PRÉ-REQUISITOS (precedências)
A disciplina é leccionada no segundo semestre do primeiro ano tendo como precedência a disciplina de Técnicas
Laboratoriais de Prótese Removível I.

4. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
O programa teórico da disciplina de Técnicas Laboratoriais de Prótese Removível II incide sobre: Processamento da prótese
total bimaxilar; Ajustes das próteses após a inserção na boca; rebasamentos; consertos e duplicação das mesmas e
principios básicos de CAD/CAM aplicados à prótese total removível

1. Regras na montagem de dentes


2.Determinação da zona neutra
3. Diferentes técnicas de montagem de dentes
4 Tipos de dentes artificiais
5. Caracterização gengival
6. Tipos de acrílicos para a base da prótese
7. Técnicas de polimerização das próteses totais
8. Muflagem em prótese total
9. Ajuste oclusal pós polimerização e indíce oclusal
10. Acabamento e polimento das prótese totais
11. Consulta de inserção e pós-inserção
12. Rebasamentos em prótese total
13. Consertos de próteses acrílicas
14. Duplicação de uma prótese total
15. Desenho de prótese total utilizando o CAD

Tipologia das horas de contacto: T- Teórica; TP- Teórico-Prática; PL- Prática Laboratorial; S- Seminário; TC- Trabalho de Campo; E- Estágio; OT- Orientação Tutorial
1
Faculdade de Medicina Dentária
O programa Prático da disciplina de Técnicas Laboratoriais de Prótese Removível II é ministrado durante o 2º semestre
conjuntamente com o programa teórico. Nele estão incluídos todos os procedimentos laboratoriais conducentes à
confecção de uma prótese total bimaxilar.

1. Montagem das bases de registo maxilo-mandibular em articulador.


2. Montagem dos dentes nas bases de registo maxilo-mandibular.
3. Caracterização gengival das bases
4. Muflagem das próteses totais
5. Processamento das próteses totais em acrílico
6. Desmuflagem, rearticulação e ajuste oclusal
7. Acabamento e polimento das próteses totais

5. BIBLIOGRAFIA PRINCIPAL
1. Prosthodontic Treatment for Edentulous Patients: Complete Dentures and Implant-Supported Prostheses. Zarb GA,
Bolender CL. 13th Edition. Mosby-Year Book, Inc. 2012.
2. Blakeslee, R & Renner, R. (1980). Dental Technology – Theory and practice. Mosby Company. U.S.A.
3. Hayakawa, I. (1999). Principles and practices of complete dentures. Quintessence Publishing. Tokyo – Japão .
4. Morrow, P & Rudd, B. (1986). Dental laboratory procedures – Complete dentures – Volume one. Mosby Company. U.S.A.
5. Sowter, J (1968). Dental Laboratory Technology – Prosthodontic Techniques. University of North Carolina. U.S.A.
6. Turano, J. & Turano, L. (2000). Fundamentos de Prótese Total. 5ª Edição. Quintessence Publishing. Chicago-U.S.A.
7. Manual da disciplina de Técnicas Laboratoriais de Prótese Removível.

6. MÉTODOS DE ENSINO
A carga horária desta disciplina é de 80 horas, sendo 16 horas de aulas teóricas e 64 horas de aulas práticas. Na primeira
aula teórica é apresentado o programa, os objectivos globais, os métodos de ensino, os métodos de avaliação e o corpo
docente da disciplina.
A duração das aulas teóricas é de uma hora. Nestas, além da transmissão de conhecimentos, procura-se que os estudantes
participem colocando questões sobre a matéria dada. Durante as aulas é dada especial ênfase a exemplos práticos, os quais
tem por objectivo motivar o interesse dos alunos no aprofundamento dos conhecimentos. No início de cada aula são
distribuídos pelos alunos o sumário e a bibliografia recomendada, que consiste, de um modo geral, de um ou mais capítulos
de livros de texto complementados, em alguns casos, por artigos publicados em revistas científicas.
As aulas práticas da disciplina têm a duração de 4 horas e são leccionadas nos laboratórios de prótese dentária. Estes
laboratórios estão devidamente equipados com bancadas de trabalho e todo o equipamento, permitindo que os alunos
apliquem na prática os procedimentos laboratoriais aprendidos nas aulas teóricas e demonstrados nas aulas práticas. Os
exercícios práticos são executados pelos alunos sempre sob a supervisão dos docentes.

7. MÉTODOS DE AVALIAÇÃO
Modalidade de avaliação: Avaliação contínua Avaliação por exame final Avaliação mista
Descrição: A – Avaliação Contínua
Avaliação Teórica (50% da nota final)
A avaliação teórica corresponde às classificações obtidas nas duas frequências. O estudante está dispensado do exame final
teórico caso obtenha uma classificação média igual ou superior a 12,5 valores nas duas frequências, não tendo em
nenhuma delas nota inferior a 9,5.

Avaliação Prática (50% da nota final)


A avaliação prática consiste na avaliação de conhecimentos e dos exercícios realizados durante as aulas práticas. Uma
classificação inferior a 9,5 valores implica reprovação à disciplina, não existindo exame final prático.

B – Exame Final Teórico (50% da nota final)


A avaliação teórica é feita em exame final, obrigatoriamente para quem tiver uma classificação média inferior a 12,5 valores
nas duas frequências ou uma classificação inferior a 9,5 numa das mesmas. O exame consiste numa prova de avaliação de
conhecimentos sobre toda a matéria leccionada. Uma classificação inferior a 9,5 valores implica reprovação na disciplina.

8. DOCENTES (assinalar o regente)


Regente: João Paulo Rodrigues Martins, Professor Auxiliar
Cristina Bettencourt Neves, Professora Auxiliar
Isabel Gomes, Assistente
Virgínia Santos, Assistente
Cátia Branco, Assistente Convidado

9. LÍNGUA(S) DE ENSINO
Português

Página 2 de 2