Você está na página 1de 24

PROTEÇÃO DE

SISTEMA ELÉTRICO
PROFESSOR: KLEBER SANTANA
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
REQUISITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA DE PROTEÇÃO

Um projeto de proteção tem que levar em considerar algumas propriedades fundamentais para ter
um bom desempenho:

a) Seletividade:

Técnica utilizada no estudo de proteção e coordenação, em que somente o elemento de proteção


mais próximo do defeito desconecta a parte defeituosa do sistema elétrico.

b) Zonas de atuação:

Durante a ocorrência de um defeito, o elemento de proteção deve ser capaz de definir se aquela
ocorrência é interna ou externa à zona protegida.

Se a ocorrência está nos limites da zona protegida, o elemento de proteção deve atuar e acionar a
abertura do disjuntor associado, num intervalo de tempo definido no estudo de proteção.
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
REQUISITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA DE PROTEÇÃO

c) Velocidade

Desde que seja definido um tempo mínimo de operação para um elemento de proteção, a velocidade
de atuação deve ser a de menor valor possível, a fim de propiciar as seguintes condições favoráveis:

• Reduzir ou mesmo eliminar as aviaras no sistema protegido.

• Reduzir o tempo de afundamento da tensão durante as ocorrências nos sistemas de potência.

• Permitir a ressincronização dos motores.


PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
REQUISITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA DE PROTEÇÃO

d) Sensibilidade:

É a capacidade que um elemento de proteção tem de reconhecer com precisão a faixa e os valores
indicados para a sua operação e não operação.

Para avaliar numericamente o nível de sensibilidade de um elemento de proteção, pode-se aplicar a


Equação (1.1), ou seja:
Iccmi – corrente de curto-circuito em seu valor máximo, tomado no ponto mais
extremo da zona de proteção, considerando a condição de geração mínima;

Iac – corrente de acionamento do elemento de proteção, isto é, o valor mínimo


da corrente capaz de acionar o referido elemento de proteção.

Para conseguir um nível de sensibilidade adequada deve-se ter: 1,5< Ns < 2.


PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
REQUISITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA DE PROTEÇÃO
f) Automação

É a propriedade que o elemento de proteção tem de operar automaticamente quando for solicitado
pelas grandezas elétricas que o sensibilizam e retornar sem auxílio humano, se isso for
conveniente, à posição de operação depois de cessada a ocorrência.

✓ Existem outras propriedades fundamentais para o bom desempenho dos dispositivos de


proteção:

• Os relés não devem ser sensibilizados pelas sobrecargas e sobretensões momentâneas.

• Os relés não devem ser sensibilizados pelas oscilações de corrente, tensão e frequência
ocorridas naturalmente no sistema, desde que consideradas normais pelo projeto.

• Os relés devem ser dotados de bobinas e circuitos de pequeno consumo de energia.

• Os relés devem ter suas características inalteradas para diferentes configurações do sistema
elétrico.
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO

Existem dois dispositivos básicos empregados na proteção de sistemas elétricos de qualquer


natureza: os fusíveis e os relés.

✓ Os fusíveis são dispositivos que operam pela fusão do seu elemento metálico construído com
características específicas de tempo × corrente.

✓ Os relés constituem uma ampla gama de dispositivos que oferecem proteção aos sistemas
elétricos nas mais diversas formas: sobrecarga, curto-circuito, sobretensão, subtensão etc.

✓ Cada relé de proteção possui uma ou mais características técnicas que o definem para
exercer as funções básicas, dentro dos limites exigidos pelos esquemas de proteção e
coordenação, para cada sistema elétrico em particular.
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO

✓ Os relés têm evoluído progressivamente desde que surgiu o primeiro dispositivo de proteção
eletromecânico em 1901, era um relé de proteção de sobrecorrente do tipo indução.

✓ Por volta de 1908 foi desenvolvido o princípio da proteção diferencial de corrente, seguindo-
se, em 1910, o desenvolvimento das proteções direcionais.

✓ Somente por volta de 1930 foi desenvolvida a proteção de distância.

✓ Na década de 1930 surgiram os primeiros relés de proteção com tecnologia à base de


componentes eletrônicos, utilizando semicondutores.
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO

✓ Os relés eletrônicos ou estáticos não tiveram um boa aceitação no mercado, devido à forte
presença dos relés eletromecânicos, que já nessa época eram fabricados com tecnologia de alta
qualidade, robustez, praticidade e competitividade, eram verdadeiras peças de relojoaria de
precisão.

✓ Na década de 1980, com o desenvolvimento acelerado da microeletrônica, surgiram as primeiras


unidades de proteção utilizando a tecnologia digital.

✓ O mercado nacional não absorveu de imediato a tecnologia de proteção digital devido ao


fracasso tecnológico das proteções eletrônicas, com as sucessivas falhas desses dispositivos.

✓ Algumas concessionárias, tiveram receio de usar os relés digitais, chegaram a utilizá-los


juntamente com os relés eletromecânicos como proteção de retaguarda.
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO

✓ Os relés eletromecânicos e eletrônicos são considerados dispositivos burros, enquanto os


relés digitais incorporam todas as facilidades que a tecnologia dos microprocessadores
oferece, além de preços competitivos e confiabilidade.

✓ Uma mudança sentida pelos profissionais de proteção está ligada à formação técnica.

✓ Na época dos relés eletromecânicos de indução, o tempo de treinamento de um técnico de


nível médio para ajustar e realizar as manutenções necessárias no relé de um determinado
fabricante se restringia a cerca de 10 horas.

✓ Atualmente o tempo de treinamento de um técnico para ajustar e realizar manutenção num


determinado tipo de relé digital de um fabricante pode durar semanas.
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO

✓ Atualmente os relés de proteção pode ser classificados conforme descrito a seguir;

✓ Relés eletromecânicos de indução:

Figura 1.3 Relé de sobrecorrente do tipo indução.


PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO

✓ Atualmente os relés de proteção pode ser classificados conforme descrito a seguir;

✓ Relés eletrônicos:

Figura 1.4 Relé eletrônico.


PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO

✓ Atualmente os relés de proteção pode ser classificados conforme descrito a seguir;

✓ Relés digitais:

Figura 1.5 Relé digital.


PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
DISPOSITIVOS DE
PROTEÇÃO
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO

DISPOSITIVOS DE
PROTEÇÃO
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO

DISPOSITIVOS DE
PROTEÇÃO
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO

DISPOSITIVOS DE
PROTEÇÃO
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO
Tabela 1.5 Nomenclatura complementar das funções de proteção e manobra (ANSI)
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO
Tabela 1.5 Nomenclatura complementar das funções de proteção e manobra (ANSI)
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
✓ Características construtivas e operacionais

✓ Os relés de proteção apresentam diversas características que particularizam a sua aplicação


num determinado sistema, de acordo com os requisitos exigidos.

✓ Essas características podem ser agrupadas conforme segue:

✓ Requisitos Básico do Relé Quanto ao Desempenho

✓ Os relés de proteção devem apresentar os seguintes requisitos básicos quanto ao seu


desempenho:

• Sensibilidade.

• Rapidez.

• Confiabilidade.
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
✓ Classificação do Relé Quanto à forma Construtiva

✓ Os relés podem ser fabricados de diversas formas, cada uma delas utilizando princípios
básicos peculiares. Em relação à forma de construção, podem ser classificados como:

▪ Relés fluidodinâmicos.

▪ Relés eletromagnéticos.

▪ Relés eletrodinâmicos.

▪ Relés de indução.

▪ Relés térmicos.

▪ Relés eletrônicos.

▪ Relés digitais.
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
✓ Classificação do Relé Quanto sua Grandeza Elétrica

✓ Basicamente, um relé é sensibilizado pelas grandezas da frequência, da tensão e da corrente a


que está submetido.

✓ Porém, tomando-se como referência esses valores básicos, é possível construir relés que
sejam ajustados para outros parâmetros elétricos da rede, tais como impedância, potência,
relação entre as grandezas anteriores etc.

✓ De modo geral, os relés podem ser assim classificados:

• Relés de tensão.

• Relés de corrente.

• Relés de frequência.

• Relés direcionais.

• Relés de impedância.
PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
✓ Classificação do Relé quanto a Temporização

✓ Em geral esperamos que o Relé atue o mais rápido possível, por questões de seletividade entre
os vários elementos de proteção, é necessário permitir aos relés uma certa temporização
antes que ordene a abertura do disjuntor.

✓ Logo, os relés podem ser classificados quanto ao tempo de atuação em:

• Relés instantâneos.

• Relés temporizados com retardo dependente.

• Relés temporizados com retardo independente.


PROTEÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO
✓ Classificação do Relé quanto sua forma de Acionamento

✓ Os relés podem acionar os equipamentos de interrupção de dois diferentes modos, pelos quais
são comumente conhecidos:

• Relés primários.

• Relés secundários.

Você também pode gostar