Você está na página 1de 8

4 maneiras de escrever o

Backstory que importa (como


esboçar para NaNoWriMo, pt. 5)
O email
Tweet salvar 1K +

Existem duas partes igualmente vitais


para qualquer história: a parte que
você vê e a parte que você não vê. O
contexto e subtexto. A história e
a história de fundo .

Se você está tentando descobrir como delinear


o NaNoWriMo (apenas um dia!) Ou apenas
precisar de um plano de jogo para o seu
próximo trabalho em andamento, uma das
considerações mais importantes sempre será
a história de fundo .

Backstory nem sempre é algo que


consideramos quando falamos sobre novos
contornos . Não é, estritamente falando, parte
da história. É apenas uma coisa que aconteceu no passado do personagem. Vai aparecer
naturalmente quando for a hora certa. Não há necessidade de explorá-lo antes de
começar a escrever, da mesma forma que você faz o enredo principal.

Certo?

Bem, isso não é necessariamente errado , mas é uma mentalidade que pode levar a
muitas oportunidades perdidas.
A história de fundo vai influenciar tudo o que acontece na sua história principal - desde
os eventos da trama até as motivações dos personagens até a sua capacidade de
gerenciar seu subtexto temático.

Em suma, é importante. Sendo assim, é definitivamente algo a considerar em seu


esboço.

4 maneiras descobrir o Backstory que


importa realmente a seu lote
O que é exatamente o passado?

É a história antes da história. É tudo o que aconteceu no


passado do seu personagem. Pode até incluir o passado
de seus pais , na medida em que eles tenham impactado o
próprio personagem, sua infância, suas escolhas e a vida que o
tornou quem ele é quando os leitores o descobrem no Mundo
Normal do Primeiro Ato de sua história .

Tudo o que aconteceu com seu personagem influenciará a


pessoa que ele é. Mas isso significa que tudo é
importante? Todos os jogos de beisebol de infância, todas as espinhas no ensino médio,
todas as entrevistas de emprego?

Esta é uma armadilha fácil de cair. Você deveria descobrir a história do seu personagem,
então você se senta e começa a escrever sobre todas as coisas que aconteceram com
ele. Mas, francamente, a maioria disso ronca .

A única história que importa é a história que influencia a história principal.

Se seu personagem sofreu uma lesão cerebral depois de ser atingido na cabeça com uma
bola de beisebol, então seus jogos de infância são importantes para sua história de
fundo. Mas se ele apenas gostasse de beisebol? Não, provavelmente não será
importante o suficiente para se preocupar em delinear, muito menos incluir na sua
história.
Então, como você decide quais partes do passado do seu personagem são
importantes? Como você cria uma história de fundo que não é apenas interessante, mas
que realmente traz profundidade e peso à sua história principal?

Existem apenas quatro perguntas que você precisa se perguntar para encontrar a
melhor história de fundo possível da sua história.

1. O que trouxe seu caráter ao começo de sua história principal?


Primeiro, considere o ambiente físico de seu personagem ao entrar na história. O que o
trouxe aqui? Existem dois lados diferentes para isso, que podem ou não se aplicar à
situação do seu personagem.

O que trouxe seu caráter aqui propositadamente ?

Que razão tem o seu personagem para estar presente quando o conflito principal
começa no inciting Event da sua história ? Ele estava ciente do conflito que se
aproximava antes de sua iniciação com os outros personagens? Ele tinha um desejo
e / ou objetivo que o levou a querer se envolver com o conflito? Ou talvez ele
quisesse tentar pará-lo?

De qualquer forma, se o personagem tem uma razão consciente para estar presente
quando o conflito começa, sempre há um passado para trás. O que o trouxe até este
ponto? O que o fez ciente do que estava acontecendo?

Por exemplo: em meu romance histórico Dieselpunk


/ Storming , o protagonista do biplano-piloto Hitch
Hitchcock entra na esfera do conflito principal quando ele
retorna para a casa do Meio-Oeste e fugiu anos antes. Há um
importante histórico tanto em suas razões iniciais para ter
saído de casa (a lei estava atrás dele) quanto em sua decisão
de finalmente retornar (ele precisa vencer o grande show
aéreo que chegou à cidade).

O que trouxe seu personagem aqui fisicamente?


Seu personagem também pode ser um participante inconsciente no conflito
inicial. Ela está andando, sem noção, cuidando de seus próprios negócios -
quando, wham! , o conflito estica o pé e a tropeça. Mas ela tinha que ter uma razão
para estar fisicamente neste espaço particular. Porque ela está aqui? Que
(aparentemente?) Objetivo não relacionado ela está perseguindo que,
acidentalmente, a leva a esse lugar em particular neste momento específico?

Se você tem permissão para uma grande coincidência em sua história , é isso. Ainda
assim, é melhor se você conseguir uma causa e efeito sólidos para o motivo de seu
personagem estar no lugar errado na hora errada (ou talvez seja o lugar certo na
hora certa?).

Por exemplo: em Storming , Hitch primeiro escovas o conflito principal


no gancho no primeiro capítulo, quando duas pessoas caem do céu claro na frente
de seu biplano. A história de fundo imediata responde à pergunta de por que ele
está por aí voando no escuro (testando uma modificação em seu avião), bem como
por que essas duas pessoas caindo estão lá fora (SPOILER!).

Há uma seção inteira no software Delineando seu livro de


exercícios para ajudá-lo a lidar com questões importantes sobre o
passado.

2. Qual é a motivação do seu personagem?


Indiscutivelmente, a descoberta mais importante que você pode fazer ao delinear sua
história é a motivação do seu personagem. O que ele quer no enredo? Qual é a coisa que
ele quer da vida? E qual objetivo relacionado está alimentando-o através do enredo
principal?

E, mais importante de tudo, por que ele quer isso?

Pense na história de fundo como a causa do efeito da sua história principal . Se a


história principal é o que , o passado é o porquê .

Este é um emparelhamento crucial. É cria a ilusão de realismo dentro do mundo da sua


história. Sem essa motivação tão importante no histórico de seu personagem, a
verossimilhança da história se desfaz. Na vida real, as pessoas nunca perseguem as
coisas sem motivos. Levantamo-nos para tomar um copo de água porque estamos com
sede. Compramos um presente para alguém porque amamos. Nós roubamos bancos
porque somos pobres ... ou gananciosos ... ou viciados em adrenalina. Há sempre uma
razão.

Nas histórias, a motivação do personagem pode se manifestar de duas maneiras:

Motivação de dentro da própria história

Às vezes, a motivação de seu personagem surgirá de dentro da própria história. Ele


fica paralisado no Primeiro Ponto Plot , que inicia uma motivação e um objetivo que
ele nunca teve que pensar antes deste evento: aprender a andar novamente .

Mas mesmo nesses casos, é melhor que o novo objetivo do personagem se baseie em
uma razão mais profunda em sua vida passada. Indiana Jones não tem nenhum
objetivo ou motivo para buscar a Arca da Aliança até que ele saiba de sua existência,
mas suas razões para estar em posição de ir atrás dele - a razão pela qual ele é um
arqueólogo / aventureiro - estão profundamente enraizadas em sua vida atual. e
(como descobrimos em The Last Crusade ) sua relação de infância com seu pai.
As motivações de Indiana Jones para se tornar um arqueólogo
remontam à sua infância, como finalmente descobrimos em sua
história de fundo em The Last Crusade .

Por exemplo: em Storming , Hitch conhece uma das pessoas que caíram do céu -
a jovem misteriosa e imprevisível Jael - e concorda em ajudá-la a voltar ao que ela
insiste que é sua casa no céu. Antes de conhecê-la, esse objetivo não estava em lugar
algum em seu radar, mas sua motivação está fundamentada em seu objetivo
preexistente de ganhar o show aéreo (Jael concorda em andar em seu ato como
parte do acordo) e fora de seu próprio tempo, se conflitos, relacionamentos com
pessoas (querendo ajudá-los, mas com medo de ficar amarrado - e é por isso que ele
deixou sua cidade natal todos esses anos atrás).

Motivação do passado do personagem

A principal motivação do seu personagem para perseguir o objetivo principal da


história também pode estar profundamente enraizada em eventos que aconteceram
antes do início do livro em si. Quase sempre, você vai querer que a Mentira, a
Personagem Acredita, que está no coração do arco do personagem e do tema , esteja
enraizada em sua vida passada (veja a próxima seção sobre o Fantasma). Mas o
objetivo em si pode se originar antes da história, apenas para ser complicado à
medida que ele se envolve com os obstáculos do conflito principal no Inciting Event
e no First Plot Point.

Se isto é assim em sua história, pergunte a si mesmo: Por que o personagem


primeiro concebeu esse objetivo? O que o levou a querer isso? Qual a motivação
dele? O que o levou a transformar seu desejo em ação?
Por exemplo: em Storming , Hitch começa a história com a meta existente de
ganhar a famosa competição aérea do Coronel Bonney Livingstone, para que ele
possa ganhar dinheiro suficiente para começar seu próprio circo aéreo. Essa é a
Coisa que Ele Quer, que fornece a estrutura para suas ações ao longo de toda a
história, mesmo antes de ele ganhar o objetivo da história principal de ajudar Jael.

3. Qual é o fantasma do seu personagem?


O que cria motivação de caráter em sua história? Ainda mais ao ponto, o que cria uma
motivação de caráter que é pertinente ao seu conflito principal?

Não procure mais do que o Fantasma .

O Fantasma é o evento mais importante que aconteceu na vida do seu personagem antes
da história principal. De certa forma, é a razãopela qual a história principal está
acontecendo. Se você não sabe mais nada sobre o passado de seu personagem, pelo
menos conheça o Ghost. Isso influenciará todas as decisões que você tomar sobre a sua
história, desde motivações de caráter até traçar metas e princípios temáticos.

O Fantasma é a ferida na história do personagem . É a razão pela qual ele se apega à


Mentira que Ele Acredita. Pode ser algo profundo e escuro (como o assassinato de um
ente querido) ou pode ser comparativamente pequeno e normal (como um pai que
desaprova). Seja o que for, é a raiz da motivação de seu personagem e, por extensão, a
Coisa que Ele Quer e seu objetivo muito trama.

O Fantasma é o que garante que o seu passado não seja uma história aleatória anexada
ao seu personagem apenas para fazê-lo parecer mais “redondo”. O Fantasma é parte
integrante da história principal. É o que cria o subtexto do seu personagem. Não
compreenda o Fantasma da sua história - ou, pior, deixe de dar ao seu personagem uma
história que realmente importa para o conflito principal - e você perderá a causa
mais importante para o efeitoda sua história .

Por exemplo: Em Storming , o Hitch's Ghost é seu relacionamento rompido com


sua família - sua esposa morta, seu irmão ferido e sua cunhada amargurada. Ele
quer que sua família restante entenda por que ele teve que sair (porque um xerife
corrupto estava em sua cola), mas ele ainda está preso em seu próprio medo de que
a responsabilidade e os relacionamentos irão destruir sua independência.
4. Quais Revelações Históricas Ajudarão o Enredo?
Depois de explorar as perguntas acima e obter uma visão completa do passado de seu
personagem, por que ela é assim e o que fará com que ela reaja ao seu principal conflito
do jeito que ela é - seu último passo é descobrir como você também pode usar todo esse
material suculento para alimentar a trama principal.

Na sua forma mais simples, a história de fundo fornecerá apenas o contexto necessário
para as motivações do seu personagem. Mas você pode aumentar a aposta usando a
história de fundo para alimentar a trama através de descobertas e revelações.

O que seu personagem pode descobrir sobre seu próprio passado que irá mover o
conflito? O que ela pode descobrir sobre o passado de outros personagens? O que outros
personagens podem descobrir sobre o passado dela ? E o que pode ser revelado aos
leitores em momentos estratégicos que os aprofundarão na história?

Escreva uma lista de todas as coisas suculentas que você descobriu na história de fundo
de seu personagem. Agora considere: como você pode usar essas coisas para criar
mistério e atrair leitores? Em vez de simplesmente contar aos leitores tudo sobre o
histórico de fundo, como você pode descobri-lo, pouco a pouco, em momentos
estratégicos ao longo da história, de uma forma que avança o enredo?

Você sabe que algo avança a trama quando muda o conflito. Sua revelação permite que o
personagem avance de maneira informada, ou cria obstáculos que ela deve descobrir
como superar. Este é o papel mais delicioso da história para qualquer história.

Por exemplo: em Storming , as misteriosas origens de Jael são distribuídas


lentamente ao longo da história. Como Hitch descobre mais e mais sobre sua
história de fundo, ele é atraído mais e mais profundo no conflito principal de ajudá-
la a chegar em casa antes que seus perseguidores possam destruir sua cidade natal.

Um aviso sobre as prioridades: não


fique muito apaixonado pela sua história
Brainstorming backstory é sempre uma das minhas partes favoritas do esboço. Você
nunca sabe quais possibilidades intrigantes você descobrirá no passado de seus