Você está na página 1de 41

ADOLESCÊNCIA

uma nova visão


Anísia Cunto Motta
1 Razões para
se rever o
tema
Fatos preocupantes
Crescimento
Mundial da
População
Adolescente

1
2

3
Fatos preocupantes
Mundo:
metade das • EUA – pesquisa 2018 – Journal of Developmental
and Behavioral Pediatrics – diagnósticos de
doenças mentais ansiedade – aumento de 20% (2007/2012).
início – 14 anos • Brasil – pesquisa – 2006/2015 – Revista Brasileira
de Psiquiatria – UNIFESP – 24% aumento de
(OMS) suicídios adolescentes (grandes capitais) – sexo
masculino 3X mais frequente.
• Brasil – Instituto Nacional de Psiquiatria do
Desenvolvimento da Criança e Adolescente –
2015 – população de 6/16 anos – 13% com
transtornos mentais – sobretudo: 7% ansiedade;
4,5% TDAH; 0,5% depressão.
4
Fatos preocupantes
Impactam Violência física/psicológica
Doenças Mentais Abuso sexual
Bullying
Redes sociais
Questão de orientação sexual
Álcool/Drogas
Pressão escolar
Problemas familiares
5
2 Revendo o
CONCEITO DE
ADOLESCÊNCIA
Interesse pelo tema:
explosão demográfica no pós-guerra
(anos 40/50)
percentual adolescente cresce,
ampliação da faixa etária.
7
Passado:
crianças → vida adulta
sem estágio intermediário

População rural:
✓ meninos – +/- 7 anos – enxada
✓ meninas – afazeres domésticos e cuidado dos menores.
8
Século XIX – fenômeno moderno:
industrialização/urbanização/modernização
Adolescência
fase intermediária – infância/idade adulta.

9
Mudanças socioeconômico demográficas
reorganização histórica

GLOBALIZAÇÃO
transforma três instituições básicas:
FAMÍLIA/EDUCAÇÃO/SISTEMA LABORAL
variação de gênero
violência – vários ambientes.
10
Resultados: precocidade comportamental
relações sexuais
consumo de drogas
experiências homoeróticas...
Explicação – relação – entornos
Atenção: condutas adolescentes
família/lazer/escola
formas de expressão de aprendizagem social.
11
PUBERDADE
Distinções
Necessárias:

ADOLESCÊNCIA JUVENTUDE

12
PUBERDADE (OMS)
Conjunto de modificações puramente
“ orgânicas, comuns a todas as espécies
com fenômenos neuro-hormonais e
antropométricos... Ocorrem
mudanças orgânicas que levam a
maturidade biológica adulta, com
dismorfismos sexual e capacidade
reprodutiva”.
13
ADOLESCÊNCIA (OMS)
Período de transição Bio-Psico-Social
“ que ocorre entre infância e a idade
adulta... Ocorrem modificações
corporais e de adaptação a novas
estruturas psicológicas e ambientais
que levam à vida adulta”.

14
JUVENTUDE (OMS)
Compreende os momentos intermediários
“ e finais da adolescência e os primeiros da
idade adulta... Predominam as frustrações
durante a maturidade da personalidade e
início da integração na produção dentro da
sociedade a qual pertence”. Definição de
identidade e tomada de responsabilidade.
Fase variável segundo cada grupo social.
15
Destaques

1
2
3

16
ADOLESCÊNCIA
Reconhecimento recente
Etapa vital “inventada” → entre infância/idade adulta
Fase de formação regular às tarefas produtivas
Garantia autossubsistência.

17
Início/Fim – indefinição
ADOLESCÊNCIA
faltam critérios científicos
segundo a ONU → 10/19 anos.
Exemplos:
❖ Jean Garfunkel (63 anos):
“Nunca fui adulto, passei da adolescência
para velhice”.
(adolescente até 60 anos)
❖ Dr. Dráuzio Varella cita o avô:
fim da adolescência – 12 anos
sustenta mãe/irmãos. 18
Nature:
mudanças físicas/psicológicas/comportamentais – antecipam-se.
Puberdade:
• Mulheres europeias:
início séc. XX: +/- 17 anos
menarca
hoje: 12/13 anos; até menos
• Mulheres chinesas: menarca um ano antes.
• Mulheres dinamarquesas: mamas desenvolvidas
um ano antes.
• Causas (?) – fatores hormonais
Ex.: fitoestrógenos;
conteúdos eróticos – estimulação cerebral. 19
Nature:
mudanças físicas/psicológicas/comportamentais – antecipam-se.

Idade adulta:
▪ Sem características anatômicas/fisiológicas notáveis
▪ Fatores psicológicos/sociais – mais marcantes
(variáveis segundo culturas)
▪ Primeiro casamento (marco social adulto):
dois anos mais tarde (ONU – mundo todo);
brasileiros hoje: +/- 27 anos
(21 anos há duas décadas).
20
Nature:
mudanças físicas/psicológicas/comportamentais – antecipam-se.

Mudanças Neurocognitivas – grande variação:


Córtex pré-frontal – tomar decisões / planejar ações / resistir impulsos
Adolescente – sem empatia / não avalia consequências
conexões neurais processando-se.
Impulsivos – acidentes trânsito – mortalidade – 15/19 anos
35% maior que aos 10/14 anos.
Rebeldes – violência – suicídios (grande crescimento) – álcool – droga
cigarros. Explosão hormonal (?) – visão superada.
Sensatos / abstêmios
“Não há características psicossociais de um adolescente médio”. (Varella) 21
3 ADOLESCÊNCIA:
construto cultural
Interação das condições
psicossociais e imagens
histórico-culturais
Adolescentes hoje – (Aborrecentes?) – distintos
Passado recente: perdiam direitos/privilégios de criança;
assumiam deveres/responsabilidades.
“Eles são um presente (não só um futuro), porém são também
uma metáfora antecipatória do que será nossa sociedade em
um tempo próximo”. (P. Cottett – editor chileno – 2015)
POR QUE?
Dois grande desafios Expansão ilimitada do EU
Retração da intimidade
23
Expansão ilimitada do EU
Sociedade da Incerteza:
• “sociedade líquida” (Bauman)
• diluição – VALORES
(pontos de referência)
• “NUVEM” – grande ponto de encontro
(volátil/inconsistente)
24
Expansão ilimitada do EU
Característica:
- maio 1968 – grito “mudar o mundo”
- hoje ? – busca – mudar próprio EU
(literatura de autoajuda)
“inadequação do EU” (Bauman)
- “viver melhor” – “respirar” – “sentir-se leve” → RELATIVISMO
SENTIDO DA VIDA – liquefaz-se. 25
Expansão ilimitada do EU
Desafio:
- Encontrar um SENTIDO DA VIDA
(fragmentos)
- Superação das crises de sentido
Temática das RELAÇÕES:
com os outros – com Natureza
consigo mesmo – com DEUS. 26
Expansão ilimitada do EU
Relação adequada - EU:
Construção de identidade

AUTOACEITAÇÃO
(ausência → distorções)
jovens armados matam companheiros... abusos.
27
Expansão ilimitada do EU
Aprender a usar a liberdade – tensão social compromete:
Hoje:
- múltiplas possibilidades desde a infância:
programas de TV / Apps celulares / Internet – compras
conexão MUNDO (não se olha quem passa...)
- ritmo acelerado da vida – sem caminho seguro
sem padrões preestabelecidos → TENSÃO PERMANENTE. 28
Expansão ilimitada do EU
Aprender a usar a liberdade – tensão social compromete:
Hoje
- “Formaturas” (hoje ?) – EDUCAÇÃO sempre
- Emprego/trabalho – único/permanente ?
múltiplos/instáveis
- Moradia – mudanças... outros países.
29
Expansão ilimitada do EU
Resultado:
- Perda de confiança em si
nos outros

insegurança; à deriva; riscos


- Experiência - prescindível
esforço - desvalorizado
- EU – cada um por si – sociedade → EU extremo – NARCISISMO. 30
Expansão ilimitada do EU
Passado Hoje
Sociedade Sociedade de Rendimento
disciplinar (bancos / centros comerciais / ginásios / laboratórios genéticos
indústrias)
“Sujeitos de Cotas a cumprir – empreendedores de si mesmo
obediência”
“eu não posso” “eu posso” – “nada é impossível”

deprimido – cansado – “não consigo” – “não é possível” 31


Retração da Intimidade
Tensiona liberdade
✓ Sociedade de incerteza
EU - narcisismo
✓ Sociedade de desigualdade – falta preocupação com o outro
✓ Globalização – “redes” – interconexão – MUNDO VIRTUAL
✓ Famílias/comunidades – ameaçadas MUNDO REAL
falta comunicação
32
Retração da Intimidade
✓ Trânsito Cultural ?
Do BEM COMUM → autorrealização autônoma ?
(Ética/Moral) (RELATIVISMO)
✓ Bauman – sociedade atual – desconfiança – NÓS X ELES
NÓS – familiares
ELES – além do entorno – “os desconhecidos” (medo...)

Migrantes - Pobres 33
Retração da Intimidade
✓ Além da opressão/exploração

EXCLUSÃO – “cultura do descarte”


afeta PERTENCIMENTO (à família – à sociedade)
✓ Sociedade individualista de grandes desigualdades
UNESCO → 1% população mundial – quase 1/2 das riquezas.
(2016) 34
Retração da Intimidade
✓ Modelo social atual:
fase das privatizações/diminuem responsabilidades do ESTADO

dificuldade – distribuição de bens/serviços


(saúde/educação/moradia...) – erosão da proteção social

consequências: enfraquecimento do tecido social


Indivíduos – não cidadãos – sem sentir-se um todo coletivo (um NÓS).
35
Retração da Intimidade
✓ Lar – refúgio – privacidade das casas – “fortalezas” – isolamento
PRIVACIDADE (proteção/controle – tranquilidade) – Paradoxo
redes sociais – adolescentes – exposição.

✓ Família – não espaço de encontro/formação

refúgio – temor da cidade – fragilidade relações


queda confiança (coesão social) – compromete DEMOCRACIA.
36
Balanço da realidade para
Adolescentes/Jovens
Mundo contemporâneo – pressão – muitas demandas:
aparência/estudos/profissão/mundo virtual
ser felizes/apreciados pelos pares...

37
Balanço da realidade para
Adolescentes/Jovens
Resultado:
autoagressão/transgressões/turbulências
adesão a grupos-tribos pela popularidade...
VULNERABILIDADE

38
Balanço da realidade para
Adolescentes/Jovens
Necessidade de NOVO OLHAR:
acolhimento – elos afetivos – diálogo (ESCUTA)
sentir PERTENCIMENTO (Segurança – Maturidade)
Políticas Públicas para envolvê-los com Coletividade.

39
40
Obrigada!
Dúvidas?
anisfermotta@bol.com.br
14 997922237

41