Você está na página 1de 2

A Civilização Persa

A Civilização Persa formou o maior império da Antiguidade Oriental.

Por muito tempo os povos semitas, hititas, Egípcios e Gregos foram vassalos dos reis
persas.

Por volta de 2000 a.C. a região do atual Irã, era habitada por dois povos distintos, os

Medos e os Persas. Em 558 a.C, os persas


liderados por Ciro, destruíram a unidade politica dos Medos e passaram a controlar a
região.

Foi formado o Reino da Pérsia que posteriormente conquistaria todo o Oriente. A


Mesopotâmia, a Ásia Menor, e o Egito, passariam a fazer parte do Império Persa de
Ciro, O Grande.

Com a morte do Rei Cambises, filho de Ciro, o controle da Pérsia passaria para Dario I
que dividiu o grande império em 20 Sátrapias, o mesmo que províncias.

Apesar de impor a sua dominação política sobre os vários povos do oriente, os Persas
respeitavam as particularidades culturais de cada povo.

Cada província seria governada por um Sátrapa, líder provinciano indicado pelo rei.
Existia também outros funcionários, os chamados Olhos e os Ouvidos do Rei que
tinham a função de fiscalizar essas províncias.

Para estimular o comércio no território persa, foram construídas estradas que


interligavam as principais cidades do império. Um eficiente sistema de correio passava
as informações de uma província para a outra. As mais importantes cidades persas eram
Susa, Persepolis, Babilônia e Ecbatana.

Para impulsionar as atividades comerciais no imenso império, foi criada uma única
moeda padrão, O Dárico, cunhada em prata ou em ouro.

A Religião Persa

No início de sua Civilização, os persas adoravam diversos deuses, mas, por volta do
Século a.C.,o Profeta Zoroastro ou Zaratrusta, fundou uma religião monoteísta na
Pérsia, o Zoroastrismo.

A nova religião persa ensinava que no Mundo existe duas forças antagônicas que
representava o Bem e o Mal.

Ormuzd Mazda era o único e verdadeiro Deus. Criador de todas as coisas boas no
mundo. Uma de suas criações, Arimã, preferiu escolher um caminho errado, lançou
sobre a terra a maldade que assola os humanos.

As pessoas que praticassem boas ações, estariam seguindo Mazda. Como recompensa
ele daria aos seus seguidores a vida eterna num lugar maravilhoso.

Já para aqueles que andasse no caminho do Mal, se tornariam escravos de Arimã e


passariam a viver junto com ele no Reino das Trevas. Os princípios do Zoroastrismo
estão contidos no Zend Vesta, a Bíblia Persa.

Arte e Arquitectura Persa

No campo da arte, os persas assimilaram a produção artística dos povos dominados por
eles. Boa parte dos palácios persas foram construídos por artistas assírios, babilónicos e
egípcios.

O Fim do Império Persa

Na tentativa de conquistar os povos da Grécia, o Império Persa encontraria o seu fim.


No governo de Dario I, eles lutaram contra os gregos nas Guerras Medicas. Desde a
Batalha de Maratona, os Persas amargariam sucessivas derrotas.

Assim como Dario I, os reis persas Xerxes e Artaxerxes fracassaram no objetivo de


subjugar os Gregos.

No choque entre as duas Civilizações os gregos levaram a melhor. O Império


Macedônico que havia conquistado toda a Grécia, tomou as dores dos gregos e
passaram a lutar contra o Persas.

Em 332 a.C. o Império Persa chegaria ao seu fim. Alexandre o Grande, Rei da
Macedônia, depois de uma série de batalhas, conquistaria todo Oriente, antes
pertencente a Dario III, último Rei da Pérsia Antiga.

http://www.civilizacaoantiga.com/2009/05/civilizacao-persa.html

Você também pode gostar