Você está na página 1de 2

Exercícios

Títulos de crédito

1) Cite e explique as características dos títulos de crédito.


Os títulos de crédito possuem três características específicas.
O formalismo, que observa o previsto ao final do artigo 887, do Código Civil, em que é
necessário o cumprimento de determinados requisitos legais para que sejam considerados
títulos de créditos.
A circulabilidade refere-se a própria facilitação de circulação dos títulos de crédito, sendo
a razão pela qual eles foram criados. Esta característica não é obrigatória para que o
documento seja considerado um título de crédito.
Por fim, a força executiva ou executividade, conforme dispõe o artigo 784, I, do Código
de Processo Civil, os títulos de créditos são títulos executivos extrajudiciais, de forma que
podem ser executados sem qualquer ação anterior

2) O que é um título de crédito?


Título de crédito, conforme conceito apresentado por Cesare Vivante, e como estabelece
o artigo 887, do Código Civil, é o documento necessário ao exercício do direito, literal e
autônomo.

3) Quais são os princípios aplicáveis ao regime cambial?


O próprio conceito de título de crédito possui terminologias que remetem aos princípios
do regime cambial.
O “necessário” se refere ao princípio da cartularidade, o qual é obrigatório portar o
documento original para que seja realizada a cobrança.
O termo “literal” refere-se ao princípio da literalidade, em que o documento deverá conter
todas as informações que constar no documento valerá como título de crédito, devendo
ter os lançamentos exigíveis pela legislação para que produza efeitos jurídicos.

4) Qual a diferença de ordem de pagamento e promessa de pagamento?


Ordem de pagamento se caracteriza pela criação de três situações jurídicas distintas a
partir da emissão, sendo o sacador, sacado e tomador, enquanto a promessa de pagamento
cria duas figuras, a do sacador e do tomador.

5) Qual a diferença de aval e fiança.


Tanto o aval quanto a fiança são garantias fideussórias, com vínculo subjetivo, de
natureza pessoal, que podem ser prestados parcialmente ou integralmente. Entretanto,
aval é uma garantia cambial e autônoma com a relação à obrigação do avalizado, ou seja,
a invalidade da obrigação principal não invalida a obrigação do avalista.
Enquanto que a fiança é uma garantia não cambial, e é acessória com relação à obrigação
do afiançado, de modo que havendo invalidade da obrigação principal, a obrigação do
fiador também é inválida.

6) O que é aceite? Explique a diferença entre limitativo e modificativo?


Aceite é o ato realizado pelo sacado que consiste na concordância em efetuar o pagamento
do título de crédito, em que há a concordância com a ordem de pagamento.
O aceite limitativo é quando o aceitante concorda em pagar apenas uma parte do título,
enquanto o aceite modificativo é quando o aceitante altera qualquer dado existente no
título.
7) O que é endosso e quais seus efeitos?
Endosso é o ato de transferência do título de crédito, representado por título à ordem. Os
seus efeitos são a transferência do crédito, deixando o endossante de ser credor e a
vinculação do endossante ao título, na condição de coobrigado/codevedor.

8) Explique a diferença de vencimento para pagamento e os efeitos que cada um


produz.
Vencimento é o memento pelo qual o crédito se torna exigível, o efeito é de que a dívida
vence, podendo ser realizada a cobrança de valores.Pagamento é o adimplemento do
débito, tendo como efeito a extinção total ou parcial da dívida.

9) Quais as três hipóteses para protocolo de protesto?


As três hipóteses para protesto são por falta de pagamento, falta de aceite, ou devolução
do título.

10) Explique uma ação cambial a sua escolha.


a) Execução de título extrajudicial
É a principal ação cambial, em que o credor utiliza para efetuar a cobrança do crédito
contra o devedor.
No caso da execução do título extrajudicial há a cobrança de uma dívida líquida, certa e
exigível, devendo ser juntado o documento original para que a inicial seja apta.

b) Ação de regresso (solidariedade cambial)


A ação de regresso traduz a ideia de solidariedade, responsabilidade dos devedores, de
modo que nesta ação é possível qualquer um dos codevedores figurarem a obrigação
cambiária, podendo serem acionados para o pagamento do débito.

c) Ação de anulação/substituição cambial


É proposta pelo credor do título, sendo cabível em caso de extravio, destruição parcial ou
total, furto, roubo ou apropriação indébita do título. De modo que haverá a anulação
cambial para que haja a substituição do título de crédito por uma sentença judicial.

d) Ação monitória
A ação monitória será cabível quando o autor quiser cobrar o pagamento de uma
determinada quantia baseada em prova escrita, que não possui eficácia de título executivo.
No caso dos títulos de crédito, a ação poderá ser usada quando o título não puder mais ser
executado.

e) Ação declaratória de inexistência de débito e cancelamento


Ocorre na hipótese de que um devedor seja apontado indevidamente, em razão de fraude,
de modo que busca por meio da ação a anulação do título, evitando que haja a negativação
tanto no tabelião do protesto quanto nos órgãos de cadastro de inadimplentes.

Você também pode gostar