Você está na página 1de 5

FICHA DE TRABALHO

Curso: vários
Disciplina: Português
Turma:
Módulo nº.:
Designação do Módulo:
Ficha de Trabalho n.º:4
O Docente: Sílvia Nunes

Leia os textos com muita atenção.


TEXTO A
Violência entre crianças

1 No rescaldo de três homicídios cometidos por crianças, a opinião pública internacional


viu-se obrigada a procurar as causas e a apontar responsáveis. Os culpados até agora
encontrados são a família, a sociedade e a televisão. A caixa mágica que revolucionou o
mundo parece estar a inspirar alguns atos violentos praticados por crianças. Em
5 Fevereiro de 1993 duas crianças de 11 anos raptaram um bebé de dois anos num centro
comercial em Liverpool e espancaram-no até à morte. Em Outubro de 1994, três
crianças de seis anos que brincavam no jardim infantil de Trondheim (Noruega)
decidiram espancar uma rapariga (com cinco anos de idade) até à morte. Na mesma
altura, em Chicago, um grupo de crianças atirou uma outra de um arranha-céus.
10 Coincidências? Em comum todas estas crianças alegaram imitar o que tinham visto na
TV. As crianças de Liverpool visionavam com frequência vídeos violentos que o pai de
uma delas tinha em casa e as de Chicago disseram que tinham feito o mesmo que as
Tartarugas Ninja, que caem e nunca se aleijam...
A TV 7 Dias deslocou-se ao infantário O Ursinho, onde falou com algumas crianças e
15 com a diretora do jardim de infância. A educadora Teresa Espírito Santo é peremptória
em afirmar que a televisão influencia o comportamento das crianças, tanto mais que tem
visto um aumento da agressividade infantil ao longo dos anos em que exerce da
profissão. "Os heróis que eles hoje imitam são cada vez mais violentos. Embora haja
uma luta contra o mal, o mais importante para eles é ser forte e para isso têm de ser os
20 mais maus. Claro que isso se reflete nas suas brincadeiras”, refere a educadora. E tal
como cada criança tem uma forma própria de mostrar a sua agressividade, também
existe uma idade certa para serem influenciadas e entenderem aquilo que captam. A
esse propósito a diretora de O Ursinho diz que "a idade em que a agressividade mais se
revela é entre os quatro e os cinco anos; depois quando vão para a primária começa a
25 haver uma fase em que eles percebem que não é tanto assim, que nem sempre é o

EF.30.r3
FICHA DE TRABALHO

mais forte que vence, mas também vence aquele que sabe mais". As imagens que as
crianças veem na televisão interferem na formação da sua personalidade. "Aqui no
jardim-de-infância temos crianças com uma grande carga agressiva. Muita dessa
agressividade pode ser justificada pela educação e pela vivência dos miúdos, mas
30 também pelo que eles captam das imagens televisivas", diz Teresa e acrescenta:
"tínhamos uma criança extremamente agressiva e quando chegava ao infantário
contava-nos que tinha visto filmes de terror. E isso revelava-se no seu comportamento.
À menor briga explodia"... Em relação aos desenhos animados que as crianças
preferem, a educadora explica que "há crianças a quem o Bambi e a Branca de Neve
35 não dizem nada e preferem as Tartarugas Ninja, enquanto outros gostam de ambos os
géneros. Isso tem a ver com a própria natureza das crianças".
O Ursinho tem crianças entre os três e os oito anos de idade, divididas por duas classes.
Falámos com algumas dessas crianças e ficámos a saber que a sua preferência ia para
as Tartarugas Ninja e os Moto-Ratos. O Toninho tem quatro anos e diz que os desenhos
40 animados que preferem são os Flintstones. "Mas eles não batem muito. Às vezes dão
pontapés. E eu faço como eles, mas não dou pontapés." O Francisco prefere os Widget
e afirma: "Eles não batem muito, só se transformam, mas há uns que são muito maus.
Eu quando brinco não bato nos meus amigos, só me transformo; os bons são mais
giros. Se eu tivesse que escolher só via desenhos animados com bons." Um dos
45 adoradores das Tartarugas Ninja é o Pedro Miguel, de quatro anos. "Eu gosto mais de
ver as Tartarugas Ninja. "Mas elas são boas, batem só nos maus. Eu gosto dos bons e
não bato neles quando brinco às Tartarugas Ninja". Os Moto-Ratos são outros dos
eleitos. O pequeno Tiago, de cinco anos, diz: "Eu gosto dos Moto-Ratos porque eles são
bons e matam os maus. Eu acho bem matar os maus. Quando brinco aos Moto-Ratos
50 também mato os maus e mato-os com a mota. A moto tem tiros e pistolas. Mas se eu
pudesse escolher, escolhia só os bons".

In: TV 7 Dias

55

1. Complete cada uma das s e g u i n t e s frases, t ranscrevendo, para a folha de prova, a


alínea que contém a opção correta, de acordo com o texto.

2..O assunto do texto divide-se em duas partes:

a) a primeira parte é constituída pelo primeiro parágrafo porque apresenta o tema a ser
abordado e a segunda parte é formada pelos restantes parágrafos em que se recolhe
informação acerca da causa apresentada no tema.

b) a primeira parte é começa na linha 1 e termina na linha 39 porque apresenta o tema a


ser abordado e recolhe-se informação para o fundamentar. A segunda parte é constituída
pelo último parágrafo, pois apresenta a conclusão do tema.

c) a primeira parte é constituída pelo primeiro parágrafo porque apresenta as causas do


tema tratado e a segunda parte é formada pelos restantes parágrafos em que se recolhe
informação acerca da problemática do rapto de crianças.

d) a primeira parte é constituída pelo primeiro e segundo parágrafos porque apresenta o


tema a ser abordado e a segunda parte é formada pelo último parágrafo em que se conclui
o tema tratado no texto.

2. 2. Os culpados apontados no texto para os atos violentos praticados pelas crianças são:

a) a televisão, os vídeos e as histórias infantis.


b) a família, a sociedade e a televisão
EF.30.r3
FICHA DE TRABALHO

c) a família, a sociedade e as brincadeiras de infantário.


d) a sociedade, a televisão e a carga agressiva das crianças.

2.3. O repórter da revista TV7 Dias desloca-se a um infantário que se chama:

a) Bambi.
b) Widget.
c) O Ursinho.
d) Flintstones.

2.4. Quem ouviu o repórter da revista TV7 Dias no infantário foram:


a) as famílias e a diretora do infantário.
b) a diretora do infantário e as crianças.
c) a diretora do infantário e a educadora Teresa Espírito Santo.
d) a educadora Teresa Espírito Santo e as famílias das crianças.

3. Faça corresponder um único elemento da coluna A a um único elemento da coluna B de


modo a obter afirmações verdadeiras. Transcreva o enunciado para a sua folha de prova.

COLUNA A COLUNA B

1. O Toninho a) Se eu tivesse que escolher só via desenhos


animados com bons.
2. Teresa Espírito Santo
b) …A caixa mágica que revolucionou o mundo parece
estar a inspirar alguns atos violentos praticados por
3. As crianças de Liverpool crianças.

4. O Francisco c) Eu gosto dos Moto-Ratos porque eles são bons e


matam os maus

5. A diretora d) Às vezes dão pontapés. E eu faço como eles, mas


não dou pontapés.
6. O Pedro Miguel
e) …Mas elas são boas, batem só nos maus

7. O Tiago f) …não é tanto assim, que nem sempre é o mais forte


que vence, mas também vence aquele que sabe
mais.

g) …Em Fevereiro de 1993 duas crianças de 11 anos


raptaram um bebé de dois anos num centro
comercial.

h) …diz que os desenhos animados que preferem são


os Flintstones.

EF.30.r3
FICHA DE TRABALHO

TEXTO B
BRITÂNICA DE 89 ANOS CRUZA ATLÂNTICO À VELA
Uma britânica de 89 anos O filho mais novo, de 46 Recusando levá-la por
concluiu na quinta-feira a anos, juntou-se à família razões de segurança.
travessia do Atlântico a nas Bermudas, para a “Fiquei completamente
bordo de um veleiro última fase da travessia. irritada. Navegávamos
desenhado há cerca de 60 Antes do regresso a casa, sempre juntos e ele não
anos pelo seu falecido via Bermudas, a me levou nessa viagem
marido, anunciou a navegadora fez escala em que eu tanto esperava.
imprensa britânica. A território continental de Agora, fi-la finalmente”,
octogenária Helen Tew Espanha e Portugal, em explicou Helen ao Daily
lançou âncora ao início da Antígua e nas ilhas Telegraph. (…)
tarde no Beaulieu River Canárias (Espanha) e dos Apesar da avançada
Sailing Club, em Needs Ore Açores. idade, Helen Tew não tem
(Hampshire, Sul de Com 10 metros de ainda a intenção de
Inglaterra), depois de deixar comprimento, o “Mary atracar definitivamente e
para trás 14 400 quilómetros Helen” foi desenhado em deixar de navegar. Como
percorridos por mar. 1937 pelo marido de Helen resposta a um jornalista
O seu filho mais velho, Tew, um arquiteto naval, que lhe colocou essa
Donald, de 60 anos, que morreu em 1976. Com questão, avançou: “Meu
acompanhou a mãe nesta este feito, a veterana Deus, não! Participarei
aventura transatlântica de velejadora fez uma bonita nas regatas do fim-de-
ida e volta a bordo do “Mary desfeita ao seu pai, o semana, como é
Helen”, que se iniciou a 1 de capitão- -de-fragata habitual.”
Agosto em Beaulieu. Douglas Graham, que em In Público, 08-07-01
1934 atravessou sozinho o (Domingo)
Atlântico num veleiro,

Após a leitura atenta do texto e das questões, responda com clareza e correção.

1. Diga a que género pertence o texto transcrito.


2. Delimite o lead e comprove.
3. Refira se pode considerar o título da notícia um bom título e justifique.
4. O título da notícia resume os factos narrados no texto.
4.1. Refira quem deu origem à notícia.
4.2. Mencione o que fez de extraordinário.
4.3. Parece-lhe importante que na identificação do autor da proeza se identifique a sua idade. Justifiq
a sua resposta.
5. Lendo, agora, o texto da notícia, indique onde teve início e onde terminou a aventura de Helen Tew
data do início e a data do fim da aventura, os acompanhantes, os locais por onde passou, a distân
percorrida e as motivações para a aventura.

EF.30.r3
FICHA DE TRABALHO

6. Transcreva todas as palavras e expressões utilizadas no texto para referir a “Britânica de 89 anos”.
7. Indique todos os dados biográficos relativos a Helen Tew fornecidos na notícia (direta ou indiretamente
8. Mencione o nome dado aos restantes parágrafos de uma notícia (além do lead).
8.1 Refira as informações aí contidas.

Bom trabalho.
A professora,
Sílvia Nunes 

EF.30.r3

Interesses relacionados