Você está na página 1de 7

Governo do Estado do Ceará

Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente - CONPAM


Superintendência Estadual do Meio Ambiente – SEMACE
Rua Jaime Benévolo, 1400, Bairro de Fátima – 60050-081 – Fortaleza/CE
S U P E R I N T E N D Ê N C I A E S T A D U A L D O M E IO A M B IE N T E
Fones: (0**85) 3101.5570 / Recepção – Fax Atendimento: (0**85) 3101.5562

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST)

OBRAS HÍDRICAS

CÓDIGO GRUPO/ATIVIDADES
PPD AGRUPAMENTO NORMATIVO
31.00 OBRAS HÍDRICAS
31.01 Açudes, Barragens e Diques; M
31.02 Canais de Derivação, interligação de bacias
M
hidrográficas e implantação de sistema adutor;
31.03 Canais para Drenagem; M
31.04 Captação de Águas Subterrâneas – Poços; M OBRAS HÍDRICAS
31.05 Dragagem e Derrocamento em Corpos de
M
Água;
31.06 Retificação de Corpos Hídricos Correntes; A
31.07 Outros
Governo do Estado do Ceará
Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente - CONPAM
Superintendência Estadual do Meio Ambiente – SEMACE
Rua Jaime Benévolo, 1400, Bairro de Fátima – 60050-081 – Fortaleza/CE
S U P E R I N T E N D Ê N C I A E S T A D U A L D O M E IO A M B IE N T E
Fones: (0**85) 3101.5570 / Recepção – Fax Atendimento: (0**85) 3101.5562

OBRAS HÍDRICAS (Códigos: 31.01 - 31.02 - 31.03 - 31.04 - 31.05 – 31.06 – 31.07)

LICENÇA PRÉVIA – LP - Não autoriza o inicio das obras nem o de qualquer outro tipo de atividade.
Concedida na fase preliminar do planejamento do empreendimento ou atividade, aprova sua localização e
concepção, estabelecendo os requisitos básicos, estudos e condicionantes a serem atendidos nas próximas
fases de sua implementação. Nesta fase será definida a necessidade ou não de Estudo de Impacto
Ambiental e respectivo Relatório de Impacto Ambiental - EIA/RIMA ou de outros estudos específicos,
conforme Termo de Referência expedido pela SEMACE.

SIM DISCRIMINAÇÃO
Requerimento on line (gerado no agendamento eletrônico) a ser impresso e
assinado pelo representante legal do empreendimento, conforme contrato social
ou estatuto, ou o seu procurador, mediante apresentação de instrumento
procuratório acompanhado de documento de identificação com foto do outorgante
e do outorgado.
Para pessoa jurídica: Cópia da Identificação de Pessoa Jurídica (CNPJ) atualizado
e do contrato social mais último aditivo, ou comprovante de inscrição de empresario
individual;
Para pessoa física: Cadastro de Pessoa Física (CPF) e documento de
identificação com foto do outorgante e do outorgado.

Matrícula do imóvel ou Certidão expedida pelo Cartório respectivo, em nome


do requerente (expedida em até 90 dias da data do requerimento da licença
e autenticada). Caso o requerente não seja o titular da propriedade, apresentar
autorização do proprietário para utilização do imóvel ou contrato de
arrendamento, locação ou escritura de compra e venda, se for o caso;
Certidão Negativa de inexistência de registro/matricula do imóvel e declaracão
da condição de posse, quando for o caso;
Certidão de Ocupação (SPU) para terrenos de marinha;
Decreto de utilidade publica ou interesse social para terrenos em processo
de desapropriação
Publicação em jornal da solicitação de licença prévia, conforme modelo
padrão(trazer a folha do jornal inteira);
Comprovante de pagamento do custo de licenciamento ambiental (As
microempresas estão isentas deste pagamento, desde que comprovem a sua
inscrição nessa categoria no Cadastro Geral da Fazenda-CGF, através da
apresentação da Ficha de Inscrição Cadastral - FIC)
Descrição da concepção geral do projeto, contendo: objetivo, atividades a serem
desenvolvidas, equipamentos, destino dos resíduos e efluentes, localização e
acessos etc, bem como de outros aspectos ou informações relevantes.
Planta georeferenciada (coordenadas UTM – DATUM SAD 69) da poligonal do
imóvel, identificando: o empreendimento com as estruturas internas projetadas e/
ou existentes (quando for o caso), a delimitação das áreas de preservação
permanente e a localização em termos de bacia hidrográfica, sendo uma via em
meio impresso e outra em meio digital de extensão Shape (.SHP e suas
extensões derivadas: .SHX, .DBF, .PRJ), acompanhada da ART do responsável
técnico.
Levantamento Planialtimétrico da bacia hidráulica com indicação dos respectivos
contribuintes, de sua poligonal. Para a atividade de código 31.01.
Planta de localização do sistema, em termos de bacia hidrográfica, contendo o traçado
das alternativas propostas, desde o ponto de captação até o destino final, com indicação
dos pontos de cruzamento com os demais recursos hídricos, unidades de conservação ou
Governo do Estado do Ceará
Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente - CONPAM
Superintendência Estadual do Meio Ambiente – SEMACE
Rua Jaime Benévolo, 1400, Bairro de Fátima – 60050-081 – Fortaleza/CE
S U P E R I N T E N D Ê N C I A E S T A D U A L D O M E IO A M B IE N T E
Fones: (0**85) 3101.5570 / Recepção – Fax Atendimento: (0**85) 3101.5562

outras áreas de preservação permanente. Para as atividades de códigos 31.02 e 31.03).


Anuência do município declarando que o local e o tipo de empreendimento ou
atividade, estão em conformidade com a legislação aplicável ao uso e ocupação
do solo, indicando sua localização em área urbana ou rural;
Estudo Ambiental pertinente, quando couber, após a emissão do TR pela
SEMACE, acompanhado da taxa de análise e Cadastro Técnico Estadual, ART's
do(s) técnico(s) responsável(eis) por sua elaboração e execução;
Autorização emitida pela Gerencia da Unidade de Conservação(UC), quando a
área do projeto estiver inserida, no todo ou em parte em UC ou em sua zona de
amortecimento ou, quando se tratar de UC federal, Requerimento de
Autorização para Licenciamento Ambiental – REALA (IN n.º 5, de setembro
de 2009/ICMBio).

Autorização emitida pela FUNAI, no caso de empreendimentos localizados em


áreas com ocupação indígena.
Planta de localização do recurso hídrico a ser dragado, em termos de bacia hidrográfica.
Para a atividade de código 31.05.
Licença para a construção de obras ou serviços de interferência hídrica, emitida pela
SRH.

OBSERVAÇÃO: As cópias dos documentos devem ser autenticadas em cartório ou pelo


Núcleo Gerencial de Atendimento -NUGA, mediante a apresentação do original.
Governo do Estado do Ceará
Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente - CONPAM
Superintendência Estadual do Meio Ambiente – SEMACE
Rua Jaime Benévolo, 1400, Bairro de Fátima – 60050-081 – Fortaleza/CE
S U P E R I N T E N D Ê N C I A E S T A D U A L D O M E IO A M B IE N T E
Fones: (0**85) 3101.5570 / Recepção – Fax Atendimento: (0**85) 3101.5562

OBRAS HÍDRICAS (Códigos: 31.01 - 31.02 - 31.03 - 31.04 - 31.05 – 31.06 – 31.07)

LICENÇA DE INSTALAÇÃO – LI - Autoriza a instalação ou construção do empreendimento ou


atividade de acordo com as especificações constantes dos projetos, estudos ambientais, planos, programas
e propostas aprovados, incluindo as medidas de controle ambiental e demais condicionantes da qual
constituem motivo determinante.

SIM DISCRIMINAÇÃO
Requerimento on line (gerado no agendamento eletrônico) a ser impresso e
assinado pelo representante legal do empreendimento, conforme contrato social
ou estatuto, ou o seu procurador, mediante apresentação de instrumento
procuratório acompanhado de documento de identificação com foto do outorgante
e do outorgado.
Solicitação para Autorização do Desmatamento (quando constar nos
condicionantes da LP).
Publicação em jornal da solicitação de licença de instalação, conforme modelo
padrão(trazer a folha do jornal inteira).
Comprovante de pagamento do custo de licenciamento ambiental (As
microempresas estão isentas deste pagamento, desde que comprovem a sua
inscrição nessa categoria no Cadastro Geral da Fazenda-CGF, através da
apresentação da Ficha de Inscrição Cadastral - FIC)
Certificado de Regularidade no Cadastro Técnico Federal de Atividades
potencialmente poluidoras e ou utilizadoras de recursos naturais, emitidas pelo
IBAMA.
Projeto técnico do empreendimento, acompanhado da ART do responsável.
Outros documentos exigidos nas condicionantes da licença prévia (quando for o
caso).
OBSERVAÇÃO: As cópias dos documentos devem ser autenticadas em cartório ou pelo
Núcleo Gerencial de Atendimento -NUGA, mediante a apresentação do original.
Governo do Estado do Ceará
Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente - CONPAM
Superintendência Estadual do Meio Ambiente – SEMACE
Rua Jaime Benévolo, 1400, Bairro de Fátima – 60050-081 – Fortaleza/CE
S U P E R I N T E N D Ê N C I A E S T A D U A L D O M E IO A M B IE N T E
Fones: (0**85) 3101.5570 / Recepção – Fax Atendimento: (0**85) 3101.5562

OBRAS HÍDRICAS (Códigos: 31.01 - 31.02 - 31.03 - 31.04 - 31.05 – 31.06 – 31.07)

LICENÇA DE OPERAÇÃO – LO - Autoriza a operação da atividade ou empreendimento, após a


verificação do efetivo cumprimento do que consta das licenças anteriores, com as medidas de controle
ambiental e condicionante determinadas para a operação.

SIM DISCRIMINAÇÃO
Requerimento on line (gerado no agendamento eletrônico) a ser impresso e
assinado pelo representante legal do empreendimento, conforme contrato social ou
estatuto, ou o seu procurador, mediante apresentação de instrumento procuratório
acompanhado de documento de identificação com foto do outorgante e do
outorgado.
Publicação em jornal da solicitação de licença de operação, conforme modelo
padrão(trazer a folha do jornal inteira);
Comprovante de pagamento do custo de licenciamento ambiental (As
microempresas estão isentas deste pagamento, desde que comprovem a sua
inscrição nessa categoria no Cadastro Geral da Fazenda-CGF, através da
apresentação da Ficha de Inscrição Cadastral - FIC)
Quando se tratar de área rural, apresentar comprovante de Averbação da Reserva
Legal;
Cópia da Outorga de Água, expedida pelo órgão competente (SRH, ANA);
Outros documentos exigidos nas condicionantes da licença de instalação (quando
for o caso).
OBSERVAÇÃO: As cópias dos documentos devem ser autenticadas em cartório ou pelo
Núcleo Gerencial de Atendimento -NUGA, mediante a apresentação do original.
Governo do Estado do Ceará
Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente - CONPAM
Superintendência Estadual do Meio Ambiente – SEMACE
Rua Jaime Benévolo, 1400, Bairro de Fátima – 60050-081 – Fortaleza/CE
S U P E R I N T E N D Ê N C I A E S T A D U A L D O M E IO A M B IE N T E
Fones: (0**85) 3101.5570 / Recepção – Fax Atendimento: (0**85) 3101.5562

OBRAS HÍDRICAS (Códigos: 31.01 - 31.02 - 31.03 - 31.04 - 31.05 – 31.06 – 31.07)

AUTORIZAÇÃO AMBIENTAL

SIM DISCRIMINAÇÃO
Requerimento on line (gerado no agendamento eletrônico) a ser impresso e
assinado pelo representante legal do empreendimento, conforme contrato social ou
estatuto, ou o seu procurador, mediante apresentação de instrumento procuratório
acompanhado de documento de identificação com foto do outorgante e do
outorgado.
Para pessoa jurídica: Cópia da Identificação de Pessoa Jurídica (CNPJ) atualizado
e do contrato social mais último aditivo, ou comprovante de inscrição de empresario
individual;
Para pessoa física: Cadastro de Pessoa Física (CPF) e documento de
identificação com foto do outorgante e do outorgado.
Matrícula do imóvel ou Certidão expedida pelo Cartório respectivo, em nome
do requerente (expedida em até 90 dias da data do requerimento da licença
e autenticada). Caso o requerente não seja o titular da propriedade, apresentar
autorização do proprietário para utilização do imóvel ou contrato de
arrendamento, locação ou escritura de compra e venda, se for o caso;
Certidão Negativa de inexistência de registro/matricula do imóvel e declaracão
da condição de posse, quando for o caso;
Certidão de Ocupação (SPU) para terrenos de marinha;
Decreto de utilidade publica ou interesse social para terrenos em processo
de desapropriação
Comprovante de pagamento do custo de licenciamento ambiental (As
microempresas estão isentas deste pagamento, desde que comprovem a sua
inscrição nessa categoria no Cadastro Geral da Fazenda-CGF, através da
apresentação da Ficha de Inscrição Cadastral - FIC)
Descrição da concepção geral do projeto, contendo: objetivo, atividades a serem
desenvolvidas, equipamentos, destino dos resíduos e efluentes, localização e
acessos etc, bem como de outros aspectos ou informações relevantes.
Planta georeferenciada (coordenadas UTM – DATUM SAD 69) da poligonal do
imóvel, identificando: o empreendimento com as estruturas internas projetadas e/
ou existentes (quando for o caso), a delimitação das áreas de preservação
permanente e a localização em termos de bacia hidrográfica, sendo uma via em
meio impresso e outra em meio digital de extensão Shape (.SHP e suas
extensões derivadas: .SHX, .DBF, .PRJ), acompanhada da ART do responsável
técnico.
Planta de Situação do empreendimento com indicação de pontos de referência (croqui) e
Levantamento Planialtimétrico da bacia hidráulica, (delimitando a bacia hidrográfica) com
indicação dos respectivos contribuintes, de sua poligonal, em escala compatível, com
coordenadas UTM e /ou geográfica, especificando o DATUM utilizado. Indicar os recursos
naturais e /ou artificiais existentes, delimitando todas as Áreas de Preservação Permanente
definidas pela Legislação vigente. Para a atividade de código 31.01.

Planta de localização do sistema, em termos de bacia hidrográfica, contendo o traçado


das alternativas propostas, desde o ponto de captação até o destino final, com indicação
dos pontos de cruzamento com os demais recursos hídricos, unidades de conservação ou
Governo do Estado do Ceará
Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente - CONPAM
Superintendência Estadual do Meio Ambiente – SEMACE
Rua Jaime Benévolo, 1400, Bairro de Fátima – 60050-081 – Fortaleza/CE
S U P E R I N T E N D Ê N C I A E S T A D U A L D O M E IO A M B IE N T E
Fones: (0**85) 3101.5570 / Recepção – Fax Atendimento: (0**85) 3101.5562

outras áreas de preservação permanente, definidos através de GPS- discriminando o Datum


utilizado, com coordenadas UTM e/ou geográfica. Para as atividades de códigos 31.02 e
31.03);
Planta de localização da captação (poço) indicando sua localização em termos de bacia
hidrográfica, utilizando GPS- discriminando o Datum com coordenadas UTM e/ou
geográfica. Para a atividade de código 31.04;
Planta de localização do recurso hídrico a ser dragado, em termos de bacia hidrográfica,
com indicação de coordenadas UTM através de GPS- discriminando o Datum utilizado;
Autorização emitida pela Gerencia da Unidade de Conservação(UC), quando a
área do projeto estiver inserida, no todo ou em parte em UC ou em sua zona de
amortecimento ou, quando se tratar de UC federal, Requerimento de
Autorização para Licenciamento Ambiental – REALA (IN n.º 5, de setembro
de 2009/ICMBio).

Autorização emitida pela FUNAI, no caso de empreendimentos localizados em


áreas com ocupação indígena.
Anuência emitida pela SRH;
Anuência do município declarando que o local e o tipo de empreendimento ou
atividade, estão em conformidade com a legislação aplicável ao uso e ocupação
do solo, indicando sua localização em área urbana ou rural;

OBSERVAÇÃO: As cópias dos documentos devem ser autenticadas em cartório ou pelo


Núcleo Gerencial de Atendimento -NUGA, mediante a apresentação do original.