Você está na página 1de 3

RENAME SAÚDE MENTAL

Componente Básico
Denominação genérica Indicação
ácido valproico (valproato de Transtorno bipolar, para prevenir episódios de
sódio) mania e de depressão, ótimo estabilizador de
humor, aplicado quando o lítio não pode ser
utilizado
carbamazepina Esquizofrenia, eficaz como agente de segunda
linha na profilaxia de episódios maníacos e
depressivos nos transtornos bipolares, Alivio de
desvios comportamentais e emocionais no
epiléptico, síndrome de Abstinência Alcoólica
carbonato de lítio Tratamento de episódios maníacos nos
transtornos bipolares; no tratamento de
manutenção de indivíduos com transtorno
bipolar, diminuindo a frequência dos episódios
maníacos e a intensidade; prevenção da fase
depressiva e tratamento de hiperatividade
psicomotora. Adjunto aos antidepressivos na
depressão recorrente grave, suplemento para o
tratamento antidepressivo na depressão maior
aguda
clonazepam Síndrome do Pânico, ansiedade, distúrbio bipolar,
agorafobia, depressão (coadjuvante de
antidepressivos, pois estes geralmente causam
insônia), epilepsia (como coadjuvante)
cloridrato de amitriptilina Depressão; enurese noturna sem causas
orgânicas; propriedades ansiolíticas e sedativas
cloridrato de clomipramina Depressão e distúrbios do humor, Depressão
associada à esquizofrenia. Obsessões, estados de
pânico e fobias, condições de dor crônica e
fraqueza muscular (cataplexia) associados com
ataques repetidos de sonolência excessiva
(narcolepsia) em adultos, ejaculação precoce. Em
crianças acima de 5 anos, utilizado para tratar
obsessões e incontinência urinária noturna
cloridrato de clorpromazina Antipsicótico clássico; ansiedade e agitação;
tratamento sintomático contra os efeitos
induzidos por drogas de abuso em geral -
estados maníacos/psicóticos; tratamento da
hiperexcitabilidade em crianças; tratamento
da cefaleia tipo tensional com componente
emocional importante
cloridrato de fluoxetina Depressão associada ou não com ansiedade,
bulimia nervosa, TOC, transtorno disfórico pré-
menstrual (TDPM), incluindo tensão pré-
menstrual (TPM), irritabilidade e disforia
cloridrato de nortriptilina antidepressivo tricíclico não inibidor da
monoaminoxidase, opção alternativa de
tratamento para TDAH nos casos em que os
pacientes não toleram estimulantes
(principalmente quando há comorbidade de
"tiques motores" - Síndrome de Tourette)
decanoato de haloperidol Manutenção de pacientes psicóticos crônicos
estabilizados
diazepam Para ansiedade, tensão, agitação, espasmos
musculares, síndrome de abstinência alcoólica,
ansiolítico
fenobarbital Anticonvulsivante, hipnótico e sedativo
flumazenil antagonista dos efeitos hipnóticos, sedativos e
da inibição psicomotora provocados pelos
benzodiazepínicos
haloperidol Indicado para o alívio de transtornos do
pensamento, de afeto e do comportamento
como: delírios; desconfiança não usual;
alucinações; confusão (algumas vezes associada
ao alcoolismo); agitação psicomotora;
agressividade; estados maníacos. Além disso,
haloperidol é indicado para tratar movimentos
incontrolados como: tiques; soluços; náusea e
vômito; síndrome de Tourette
midazolam Benzodiazepínico, contra ansiedade, convulsões
e relaxante muscular. Anestésico

Componente Estratégico
cloridrato de Depressão; reduz os sintomas da síndrome de abstinência
bupropiona e a vontade de fumar
nicotina efeito estimulante exercido no locus ceruleus e um efeito
de recompensa no sistema límbico; efeito tranquilizante,
bloqueando o estresse. Seu uso causa dependência
psíquica e física, provocando sensações desconfortáveis
na abstinência
talidomida Sedativo, anti-inflamatório e hipnótico. Tem
efeitos teratogénicos

Componente Especializado
bromidrato de Mal de Alzheimer de intensidade leve a moderada.
galantamina Aumenta quantidade de acetilcolina
clobazam Ansiolítico e sedativo; transtornos psicossomáticos sem
causas orgânicas
cloridrato de Mal de Alzheimer de intensidade leve, moderadamente
donepezila grave e grave. Aumenta quantidade de acetilcolina
cloridrato de metadona Opióide utilizado principalmente no tratamento dos
toxicodependentes de heroína e outros opióides.
Poderoso analgésico
cloridrato de selegilina Mal de Parkinson e tratamento da síndrome psicorgânica
primária (conjunto de sintomas como perturbações da
consciência e da atenção, da percepção, do pensamento,
da memória, da coordenação motora e dos sentidos, das
emoções e do ritmo vigília-sono)
cloridrato de esquizofrenia, transtornos esquizoafetivo e
ziprasidona esquizofreniforme, estados de agitação psicótica e
mania bipolar aguda, para manutenção da melhora
clínica e prevenção de recidivas durante a continuação
da terapia e tratamento de manutenção em pacientes
com transtorno bipolar
clozapina Esquizofrenia em pacientes refratários, transtorno
esquizoafetivo, que podem tentar cometer suicídio; para
tratar distúrbios do pensamento, emocionais e
comportamentais em pacientes com doença de
Parkinson
dicloridrato de Mal de Parkinson e tratamento sintomático da Síndrome
pramipexol das Pernas Inquietas (SPI) idiopática
etossuximida tratamento de crises de ausência (lapso da consciência
que dura de 5 a 30 segundos em que a pessoa para o
que estava fazendo)
hemifumarato de Antipsicótico, melhora os sintomas de alguns tipos de
quetiapina transtornos mentais como esquizofrenia e episódios de
mania e de depressão associados ao transtorno afetivo
bipolar
lamotrigina Tratamento da epilepsia; tratamento da doença bipolar,
para prevenir os períodos de depressão, também atua
como estabilizador de humor
olanzapina Tratamento agudo e de manutenção da esquizofrenia e
outros transtornos mentais (psicoses), nos quais
sintomas positivos (exemplo: delírios, alucinações,
alterações de pensamento, hostilidade e desconfiança)
e/ou sintomas negativos (exemplo: afeto diminuído,
isolamento emocional/social e pobreza de linguagem)
são proeminentes. Tratamento de episódios de mania
aguda ou mistos do transtorno bipolar, com ou sem
sintomas psicóticos e com ou sem ciclagem rápida.
Prolongar o tempo entre os episódios e reduzir as taxas
de recorrência dos episódios de mania, mistos ou
depressivos no transtorno bipolar
risperidona Antipsicótico atípico, tratamento de psicoses delirantes,
incluindo esquizofrenia. Utilizada para tratar algumas
formas de transtorno bipolar, psicose depressiva,
transtorno obsessivo-compulsivo e Síndrome de Tourette.
Tratamento sintomático de irritabilidade em crianças e
adolescentes autistas
rivastigmina Problemas de memória e demência leve a
moderadamente grave do tipo Alzheimer
topiramato Anticonvulsivante com evidências de agir como
estabilizante de humor e como neuroprotetor. Epilepsia;
Enxaqueca; Transtornos alimentares; Dor neurogênica;
obesidade; Transtorno bipolar e ciclotimia; Alcoolismo;
Tabagismo; Dependência em cocaína e; Transtorno de
estresse pós-traumático. Diminui a fome, estabiliza o
humor e facilita o auto-controle