Você está na página 1de 2

AÇO PARA MOLDES VIMCOR

Composição Química:
C Mn Cr Si S

0,05 2,50 12,00 0,40 0,10

Similares: VIMCOR não pertence a nenhuma classe padronizada de aços, porem ele pode
substituir a classe de aços inoxidáveis ressulfurados AISI 420, tais como:
≈ DIN: X33CrS16 WNr. 1.2085; ≈ UNS S 42020 AISI 420 F; ≈ AFNOR:
Z35CD16+S; ≈ EN: X33CrS16.

Cores de Identificação: Preto - Branco

Características: VIMCOR é um aço inoxidável martensítico de baixo teor de carbono, desenvolvido


para aplicações em câmaras quentes, porta moldes, placas de refrigeração e moldes
de injeção de termoplásticos que requeiram elevada usinabilidade em sua
confecção, baixa demanda em polibilidade e resistência a corrosão. O aço é
fornecido no estado beneficiado. Devido à utilização de processos metalúrgicos
especiais em sua produção (VOD, por exemplo), o aço VIMCOR apresenta a maioria
das propriedades desejadas por fabricantes de moldes e usuários finais. Esse aço
pode ser utilizado em substituição aos aços do tipo AISI 420F e DIN 1.2085,
apresentando ainda: melhor usinabilidade e estabilidade dimensional.
Algumas características do aço VIMCOR:
-Excelente usinabilidade; -Excelente soldabilidade; -Boa resistência a corrosão,
adequando-se a ambientes de elevada umidade como os encontrados em câmaras
quentes e na armazenagem de porta moldes; -Uniformidade de dureza e ductilidade
em toda a secção da peça; -Estabilidade dimensional melhorada; -Alta
reprodutibilidade de desempenho.

Estado de fornecimento: Tratado para 290 - 330 HB.

Formas e bitolas disponíveis:


Placas: Espessura máxima de até 200 mm e largura máxima de até 1250 mm.
Outras dimensões, sob consulta.

Aplicações: As excelentes propriedades de usinabilidade e soldabilidade associadas a uma boa


resistência a corrosão e mecânica, torna possível o uso do aço VIMCOR nas
seguintes aplicações:
• Câmaras quentes (Hot Runners);
• Porta moldes e fixadores;
• Placas de refrigeração;
• Moldes para injeção, extrusão e sopro de polímeros termoplásticos não clorados,
com baixa demanda em polibilidade;
• Para aplicações que requerem alta tenacidade: Entre em contato com a
assistência técnica da Villares Metals.
Homogeneidade de
Dureza e Melhoria na
Soldabilidade: Normalmente moldes são produzidos, a partir de blocos que foram endurecidos por
processos convencionais de têmpera e revenimento. As taxas de resfriamento em
processos tradicionais de têmpera conduzem a heterogeneidades na microestrutura
e dureza dos aços. Contudo, devido às características metalúrgicas específicas do
aço VIMCOR, é possível atingir as propriedades desejadas, com baixas taxas de
resfriamento, e conseqüentemente, boa estabilidade dimensional e perfil de dureza

Mai/2011
AÇO PARA MOLDES VIMCOR

homogêneo. Além disso, VIMCOR possui menor teor de carbono do que os aços da
série AISI 420, o que lhe atribui uma melhor soldabilidade e menores durezas após a
solda.

Propriedades Mecânicas: Resistência ao Impacto:


Ensaio Charpy V, direção LT em temperatura ambiente.

Dureza (HB) 320


Energia ao impacto (J) 15

Resistência a tração:
Amostras na longitudinal ensaiadas em temperatura ambiente.

Dureza (HB) 320


Limite de escoamento, Rp 0,2 (MPa) 967

Limite de ruptura, Rm (MPa) 1125


Alongamento, A5 (%) 14

Redução em área, Z (%) 60

Eletroerosão: A camada branca deve ser mecanicamente removida via retífica ou lixamento. A
camada branca no aço VIMCOR não é tão dura quanto à do aço AISI P20, graças ao
seu menor teor de carbono. Após a eletroerosão e a remoção da camada branca, é
recomendado um alívio de tensões a 400ºC.

Usinagem: O VIMCOR apresenta excelente desempenho nas principais operações de


usinagem, como torneamento, fresamento, furação e retífica. A boa usinabilidade foi
confirmada em testes de vida de ferramenta em fresamento, como pode ser
observado na figura abaixo.

Teste comparativo de usinabilidade entre os aços VIMCOR e VP420T.

Nota: Todas as informações apresentadas são apenas orientativas. Elas não têm relação com garantias de propriedades específicas.

Mai/2011