Você está na página 1de 8

CONVENÇÃO BATISTA NACIONAL DO MARANHÃO

ORDEM DOS PASTORES BATISTAS NACIONAIS – ORMIBAN


COMISSÃO DE EXAME TEOLÓGICO

MANUAL DO CANDIDATO

Este Manual foi organizado para fornecer informações relevantes ao candidato


ao Exame Teológico da ORMIBAN-MA.

Recomenda-se, portanto, a leitura atenta deste Manual, pois as


informações nele contidas são necessárias para garantir a correção dos
procedimentos administrativos da ORDEM DE MINISTROS BATISTAS
NACIONAIS.

O ingresso na ORDEM DOS MINISTROS BATISTAS NACIONAIS DO


MARANHÃO-ORMIBANMA, se dará por meio de três vias: a do Exame da
Comissão de Sindicância, a do Exame Teológico e a do Período
Probatório, desde que o candidato esteja inscrito sob a forma da lei que
regulamenta a ORMIBAN-MA. Cada uma dessas etapas é reprovativa.

O processo se dá mediante requerimento por escrito da igreja solicitante ao


CORPLEX, tendo em vista os requisitos exigidos e preenchidos do Estatuto e
Regimento Interno da ORMIBAN, bem como do Manual Básico dos Batistas
Nacionais;

Além da prova de compreensão, os candidatos farão, necessariamente, o


período probatório sob a orientação de um pastor-tutor, que durará de 1 a 2
anos, podendo ser antecipado mediante um relatório do próprio pastor.

Transcrevemos abaixo os Requisitos Para Pedido de Ordenação e


Ingresso na Ordem, do Manual da ORMIBAN, pág. 41:

1. O candidato deve ter experiência de salvação há no mínimo 05(cinco)


anos, tendo sido neste período membro ativo de igreja, sendo
atualmente membro de Igreja filiada à CBN;
2. Se o candidato for casado, deve o ser na forma da lei;
3. O candidato deve ter curso teológico completo, ou estar cursando o
penúltimo ano, submetendo-se sempre ao Exame Teológico;
4. O candidato deve estar em estreita colaboração e harmonia com o
Pastor de sua igreja há no mínimo 2 (dois) anos, tendo sido testado e
2

aprovado pelo Pastor que o recomenda e mais um Pastor conhecido e


ativo na Ordem;
Candidato-Pastor oriundo de outra denominação, precisará de um período
probatório de 6 (seis) meses ao lado de um pastor da CBN, antes de
solicitar seu ingresso;
5. O candidato deve estar presente na reunião da Ordem por ocasião do
seu pedido de ordenação;
6. O candidato deverá assumir por escrito compromisso de fidelidade a
CBN e a ORMIBAN por ocasião de seu Exame Teológico, compromisso
esse exigido também aos candidatos recebidos por transferência de
outras seções estaduais, e de outras denominações;
7. Os itens 1, 2, 3 e 4 serão observados pelo Pastor ou Igreja solicitante
do candidato, que deverá anexar aos demais os documentos
necessários quando no pedido de ordenação;
8. Incluir um relatório devidamente assinado pelo Pastor apresentante
com sua experiência pessoal tida com o candidato na convivência
diária, que então venha prestigiar o pedido de ordenação;

Obs. A tramitação e aprovação ou não da solicitação da igreja ou


candidato, terá limite máximo de 12 (doze) meses.

O candidato também obedecerá o que está exposto no Regimento Interno da


Ordem dos Ministros Batistas Nacionais, mais especificamente o Art. 26 e 27
que diz
Art. 26 - Para cada processo de arrolamento será constituída
especificamente uma Comissão de Sindicância, que de posse da
respectiva documentação apresentará em até 60 dias um relatório após
proceder exame do candidato quanto a:
I. seu comportamento no ambiente eclesiástico e social;
II. suas condições e relacionamento conjugal;
III. sua maturidade espiritual e familiar;
IV. suas experiências de liderança nos setores eclesiásticos;
V. sua personalidade, caráter, conduta moral, social e
financeira
Art. 27 – Caso o parecer da Comissão de Sindicância seja pela
aprovação do candidato, a Diretoria constituirá uma Comissão de
Exame Teológico que apresentará, em até 60 dias, um relatório após
examinar o candidato quanto a:
I. Sua convicção de fé e chamado;
II. Seu conhecimento bíblico e doutrinário;
III. Seu conhecimento eclesiológico no âmbito da CBN;
IV. Suas convicções e compromissos denominacionais.

ORMIBAN-MA-Comissão de Exame Teológico – Manual do Candidato


3

Da Inscrição

Art. 1º – Todos os candidatos devem estar devidamente inscritos pelas suas


respectivas igrejas, bem como terem sido examinados, previamente, pela
Comissão de Sindicância da ORMIBAN;

§ 1º – Cada candidato deverá pagar uma taxa equivalente a ½ salário


mínimo à ORMIBAN-MA para custeio das despesas com material de
expediente e alimentação no dia do Exame;

§ Únicoº – não haverá ressarcimento das taxas por quaisquer motivos


alegados;

Art. 2º - Por esta prova, cada candidato será considerado apto ou não apto –
mediante resultado divulgado em até 60 dias pela Comissão de Exame
teológico - para ingresso no referido quadro de Pastores da ORMIBAN.

Das Provas

Art. 3º - As provas objetivas e discursivas do Exame Teológico da


ORMIBAN-MA versarão sobre matérias do núcleo comum(ver anexo)
obrigatório do Curso de Bacharel em Teologia do SETEBAN-MA;

§ 1º – Todos os candidatos farão provas onde CADA DISCIPLINA constará de


5(cinco) questões: 2(duas) objetivas, 2(duas) discursivas e 1(uma) de
argüição oral;

§ Únicoº – Cada questão valerá 2(dois) pontos, sendo que o candidato


deverá obter nota 7,0 para aprovação em cada disciplina, bem como na média
final;

Data, Local e Horário das Provas

Art. 4º - Para os candidatos ao Exame teológico definido no CORPLEX do dia


___/___/____ , as provas serão aplicadas no dia ___/___/____, nas
dependências do Seminário Teológico Batista Nacional – SETEBAN, sito à Av.
01, Quadra 07, 1 “A” – Bequimão, São Luís –MA.

Art. 5º - As provas obedecerão aos seguintes horários:


I – Das 08h às 12h, provas discursivas;
II – Das 13h30m às 15h, provas objetivas;
III – Das 15h às 18h, provas de argüição oral.

§ Únicoº – as provas iniciar-se-ão impreterivelmente às 08:00h da manhã.

Art. 6º - Com relação à reprovação, o candidato obedecerá ao que está


exposto no § 3º do Art. 28 do Regimento Interno da ORMIBAN-Ordem dos
Ministros Batistas Nacionais que diz:

§ 3º - Em caso de reprovação no quesito conhecimento bíblico e


doutrinário, o candidato só poderá voltar a fazer novos exames após
decorridos 6 meses de carência.

ORMIBAN-MA-Comissão de Exame Teológico – Manual do Candidato


4

§ 1º – O candidato fará novos exames apenas nas disciplinas em que ficar


reprovado;

§ Únicoº – Caso o candidato fique reprovado em 50% do Exame Teológico,


irá repeti-lo completamente.

Art. 7º – As disciplinas do Núcleo Comum são as seguintes: 1)Português e


Redação. Temas da Teologia Sistemática: 2) Bibliologia, 3)Teologia
Propriamente dita(Deus), 4)Antropologia Bíblica, 5)Hamartiologia,
6)Angelologia(Anjos Eleitos e Anjos Caídos), 7) Cristologia, 8) Soteriologia, 9)
Pneumatologia, 10)Eclesiologia Geral e Batista Nacional, 11)Ética Cristã e
Pastoral, 12)Escatologia;

I - as provas de Português e Redação serão comuns a todos os candidatos;


II – a redação versará sobre um tema da atualidade em conexão com a
teologia e será dissertativa, de pelo menos 25 linhas;
III – Na redação será avaliado a organização do texto dissertativo, a
coerência, a coesão e o poder de argumentação do candidato. O texto da
redação tem que ser legível e o candidato não deve “fugir” do tema proposto;

ANEXO

NÚCLEO COMUM DO CURSO DE BACHAREL EM TEOLOGIA DO


SETEBAN-MA

Programa de Disciplinas

1. (a)Português e (b)Redação: (a) Português: ortografia oficial.


Acentuação gráfica. Morfologia. Classes de palavras e flexões. Estrutura e
formação de palavras. Sintaxe. Os termos da oração: essenciais. integrantes
e acessórios. aposto e vocativo. Concordância nominal. Concordância verbal.
Figuras de linguagem.

(b) Redação: A prova de redação procurará avaliar se o candidato sabe


utilizar a modalidade escrita culta de língua para explicitar o seu pensamento
sobre determinado assunto proposto, o qual será pertinente ao curso ou à
realidade atual. A avaliação levará em conta se:

1. O candidato discorreu sobre o tema proposto, cumprindo


adequadamente o que foi solicitado no enunciado;
2. O texto foi produzido com a utilização da norma escrita culta, revelando
domínio, por parte do candidato, das regras gramaticais que organizam
a modalidade escrita culta da língua portuguesa;
3. O texto foi estruturado de modo coeso, com o emprego adequado dos
recursos coesivos (advérbios, pronomes, conjunções, repetições, etc.)
de que dispõe a modalidade escrita culta da língua portuguesa;

ORMIBAN-MA-Comissão de Exame Teológico – Manual do Candidato


5

4. O texto foi desenvolvido coerentemente (a partir da solicitação


proposta), demonstrando a habilidade do candidato em manter uma
seqüência lógica de idéias.
5. Espera-se que o candidato elabore um texto dissertativo cujo
conteúdo mantenha relação com o tema escolhido. Se o candidato se
afastar do tema, perderá alguns pontos neste item. Se fugir totalmente
do tema, terá sua redação anulada. Do mesmo modo, se se afastar do
tipo de texto solicitado para o tema que escolheu, perderá pontos neste
item, e se produzir outro tipo de texto (por exemplo, uma narrativa
quando se pede uma dissertação), terá sua redação anulada.

2. Bibliologia. Origem, tradução, transmissão e preservação da Bíblia,


determinando sua importância como a Palavra de Deus e possuidora da
verdade divina. Provas da Revelação. Teorias da Inspiração: Intuição,
Iluminação, Ditado e Dinâmica: Analise das diferenças entre a origem natural
e sobrenatural da escritura e distinguir os livros canônicos e apócrifos.
Processos de canonização do Antigo e Novo Testamentos. Traduções
vernaculares da Bíblia e o Processo pelo qual ela chegou ao Brasil. Autoria,
data, local, destinatários e assunto de cada livro.

3. Deus: Teologia propriamente dita. Definição(Os nomes bíblicos de


Deus) e Existência. Natureza de Deus: Essência e Atributos. Unidade e
trindade(Velho e Novo Testamento). Os Decretos de Deus. A Obra de Deus: a
criação. Seu Governo Soberano(Preservação e Providência). Opiniões não-
cristãs: Ateísmo, Agnosticismo, Panteísmo, Politeísmo, Dualismo e Deísmo.
Teologia Natural.

4. Antropologia Bíblica. A Origem e o caráter original do homem.


semelhança com Deus. A Unidade e a Constituição do Homem(parte física e
imaterial, Questões sobre a Alma). A Queda do Homem: Fatos e
Consequencias. Teoria Agostiniana, Teoria Pelagiana e Teoria Arminiana.
Propósito e plano divino.

5. Harmartiologia. Conceito. A Origem do Pecado no Ato Pessoal de Adão. A


Universalidade do Pecado(natureza e extensão da depravação). Natureza e
Grau da Culpa. Caráter e Significado do castigo. Conseqüências Finais.

6. Angelologia/Demonologia. Origem, natureza, Classificação, Organização


e Hierarquia, obra, destino dos Anjos Bons, O ministério dos anjos na Bíblia,
Os anjos a serviço da Igreja, A Queda dos Anjos(fato, época, causa e
resultado), Classificação, Organização e Hierarquia, obra e destino dos Anjos
Maus.

7. Cristologia. Estudar a Pessoa e a obra de Jesus Cristo: A evolução da


doutrina e sua relação dentro da Trindade; Examinar os Credos dos Concílios
e as controvérsias cristológicas no período patrístico; As Duas Naturezas:
Divindade e Humanidade; personalidade; impecabilidade de Cristo; Os
Estados de Cristo: Humilhação e Exaltação, Analisar os Títulos (ou Nomes) de
Cristo vendo neles chaves para melhor entender o seu ministério; Estudar o
significado, dentro do cumprimento messiânico, dos Ofícios de Cristo; A Obra
de Cristo: Natureza de Sua Morte: resgate, substitutiva, vicária, expiatória e

ORMIBAN-MA-Comissão de Exame Teológico – Manual do Candidato


6

propiciatória; Importância de sua morte, Extensão de Sua Morte;


Ressurreição, Ascensão e Exaltação.

8. Soteriologia. Revelação do Propósito, Plano e Método de Deus. A


necessidade da salvação bem como a controvérsia predestinação versus livre-
arbítrio, Eleição e Vocação versus reprovação (Agostinho, Pelágio, Calvino e
Armínio). Conversão (arrependimento e fé). Justificação e regeneração. União
com Cristo e Adoção. Santificação. Perseverança e os Meios de Graça(Palavra
e Oração). Analisar a aplicação da salvação e seus desdobramentos na vida
da fé individual e da igreja, a natureza da experiência e as condições
mediante as quais ela pode ser usufruída.

9. Pneumatologia. Estudar a doutrina do Espírito Santo: sua natureza,


personalidade, divindade, nome, símbolos e manifestações. Conhecer sua
obra: na criação, no Velho e Novo Testamento. Estudar analiticamente a
presença do Espírito Santo no ministério de Jesus e na vida da Igreja
Apostólica. A doutrina do Batismo no Espírito Santo e Dons Espirituais; suas
realidades para os dias atuais. Estudar, de forma panorâmica, a obra do
Espírito Santo na Igreja pós-apostólica, especialmente nos grandes
avivamentos. O “movimento” Renovação Espiritual e outros atualmente em
curso no Brasil, no que respeite à Pneumatologia. A posição dos Batistas
Nacionais, dentro da Pneumatologia, nas questões doutrinárias e práticas, nos
termos da moldura histórica desse movimento e do nosso compromisso com
ele.

10. Eclesiologia. Origem da igreja no plano eterno e histórico; Identidade e


Missão da Igreja no mundo; Definição bíblica e teológica da igreja.
Relacionamento entre Trindade, Reino de Deus e Igreja. Os Oficiais da Igreja.
Os multiministérios à luz do Novo Testamento; Funções congregacionais da
igreja; Ordenanças. Disciplina. Governo(forma democrática pura e
representativa). Sustento. Fatores de crescimento e o sistema de membresia
da igreja. Culto, cerimônias, vida e mensagem da igreja. A igreja no contexto
social, econômico, político e temporal. Trabalho Cooperativo Convencional.
Natureza, estrutura e funcionamento de uma Igreja Batista Nacional.
Elementos fundamentais da pragmática dos Batistas Nacionais, seus usos e
costumes;

11. (a)Ética Cristã e (b)Pastoral. (a) Apresentar a Ética Cristã a partir de


uma familiaridade entre suas bases e alternativas filosóficas e bíblicas, com
ênfase especial nos ensinos de Jesus, dos apóstolos e na atuação ética do
Espírito de Deus. Aplicação destes princípios básicos aos problemas modernos
relacionados especialmente com o namoro, o sexo, a família, o amor próprio,
a guerra, a eutanásia, a pena de morte, o suicídio, os jogos, os vícios, o
racismo, a ecologia e as relações sociais, clonagem, células-troncos (b)
Pastoral: Identificar e aplicar os parâmetros da Ética Ministerial ao contexto
do exercício do Ministério Pastoral: Conduta Pessoal. Relações com a Igreja.
Relações com os Colegas. Relações com a denominação. Relações com a
Sociedade e a Política.

12. Escatologia. Escolas de interpretação escatológica – estudo comparativo


à luz dos livros de Daniel, Apocalipse, ensinos de Jesus e dos Apóstolos.

ORMIBAN-MA-Comissão de Exame Teológico – Manual do Candidato


7

Crítica às diversas escolas escatológicas(dispensacionalismo, milenismo,


amilenismo, pré, pós e meso tribulacionismo) em face dos posicionamentos
históricos dos batistas, com ênfase n aposição batista nacional. Estudo sobre
morte física, estado intermediário, segunda vinda de Cristo, Arrebatamento da
Igreja, Ressurreição, Juízo Final, Estado Final do Justo e do injusto: céu e
inferno.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Esta bibliografia não é obrigatória, tendo apenas caráter de informação e


sugestão ao candidato, exceto o Manual Básico dos batistas nacionais, Manual
da Ormiban e a Eclesiologia de Enéas Tognini.

1. BANCROFT, E.H. Teologia Elementar. São Paulo. Editora Batista Regular,


1999.
2. BAXTER, Richard. O Pastor Aprovado. Ed. PES.
3. BERKHOF, Louis. Teologia Sistemática. Campinas: Ed. Luz para o
caminho, 1990.
4. CHAFER, Lewis Sperry. Teologia Sistemática. 4 vol. São Paulo: HAGNUS
Editora.
5. DAGG, John L. Manual de Teologia. Ed. FIEL.
6. DOCKERY, David. S. (Ed.) Manual Bíblico Vida Nova. São Paulo: Vida
Nova, 2001;
7. FERREIRA, Ebenezer Soares. Manual da Igreja e do Obreiro. Rio de
Janeiro: JUERP, 1993.
8. FISHER, David. O Pastor do Século 21. Ed. Vida.
9. GEISLER, Norman. Ética Cristã: Alternativas e Questões
Contemporâneas. Vida Nova, 2002.
10. GEISLER, Norman; NIX, William. Introdução Bíblica. Como a Bíblia
chegou até nós. São Paulo: Vida, 2001;
11. GRUDEM, Wayne A. Teologia Sistemática. São Paulo: Ed VIDA NOVA,
1999.
12. HALLEY, Henry H. Manual Bíblico. 4ª ed. São Paulo. Edições Vida Nova,
1994.
13. HODGE, Charles. Teologia Sistemática. São Paulo: HAGNUS Editora.
14. Informações sobre a história da Igreja, especialmente no período da
Reforma, poderão ser adquiridos mediante a leitura de DREHER, Martin N. A
crise e a renovação da Igreja no período da Reforma. São Lepoldo:
Sinodal, 1996. CAIRNS, Earle. O Cristianismo Através do Século. Vida
Nova

ORMIBAN-MA-Comissão de Exame Teológico – Manual do Candidato


8

15. MOLTMANN, Jürgen. O Caminho de Jesus Cristo – Cristologia em


dimensões messiânicas.1ª ed. Ed. ACADEMIA CRISTÃ. São Paulo, 2009.
16. LANGSTON, A. B. Esboço de Teologia Sistemática. 3ª ed. são Paulo:
JUERP, 1999.
17. MANUAL BÁSICO DOS BATISTAS NACIONAIS
18. MANUAL DA ORMIBAN
19. MILLARD. Erickson. Introdução à Teologia Sistemática. São Paulo:
VIDA NOVA,
20. MORENO, Cláudio e COIMBRA GUEDES, Paulo. Curso Básico de
Redação. 2. Ed. São Paulo: Ed. Ática, 1992.
21. PEARLMANN, Myer. Através da Bíblia Livro por Livro. São Paulo: Vida,
2001 ou outros.
22. REIFLER, Hans Ulrich. A Ética dos Dez Mandamentos. São Paulo: Vida
Nova, 1992.
23. RIGGS, Ralph M. O Guia do Pastor. Ed. Vida
24. RUDNICK, Milton L. Ética Cristã Para Hoje. 2ed. Rio de Janeiro: Juerp,
1991.
25. STRONG, Auguste Hopkins. Teologia Sistemática. 2 vol. São Paulo:
HAGNUS Editora.
26. SHEDD, Russell P. O Líder que Deus Usa: Resgatando a Liderança
Bíblica Para a Igreja no Novo Milênio. Edições Vida Nova.
27. THIESSEN, Henry Clarence. Palestras Introdutórias em Teologia
Sistemática. São Paulo: IMPRENSA BATISTA REGULAR DO BRASIL, 1989.
28. TOGNINI. Enéas. Eclesiologia. São Paulo: Imprensa da Fé, 1986.

São Luís(MA), 04 de dezembro de 2009.

Comissão de Exame Teológico:


Pr Joelcio Ferro Abreu (relator)
Pr. Carlos Augusto Fernandes Machado
Pr. Jave Silva Reis
Pr Nilson dos Santos Bastos

ORMIBAN-MA-Comissão de Exame Teológico – Manual do Candidato