Você está na página 1de 41

1

METODOLOGIA

Cidade de São Paulo

800 entrevistas com paulistanos de 16 anos ou mais

Margem de erro: 3 pontos percentuais, para mais ou para


menos, sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Entrevistas realizadas entre os dias 08 e 27 de dezembro de


2017

Coleta Face a Face e Online

Os resultados foram ponderados para restabelecer o peso de


cada região da cidade e o perfil dos respondentes

Obs.: os dados evolutivos presentes nessa apresentação consideram o primeiro e os quatro últimos anos de aplicação das respectivas perguntas.
2
ÍNDICE – TÓPICOS QUE SERÃO ABORDADOS
1 Bem-estar e Qualidade de Vida

2 Educação

3 Saúde Pública e Privada

4 Segurança

Confiança nas Instituições e


5 Avaliação Administrativa

6 Aprendizados
3
PERFIL DA
AMOSTRA

4
Perfil da amostra (%)

SEXO IDADE +16

16 20 19 18 28

16 - 24 25 - 34 35 - 44 45 - 54 55+
46% 54%
ESCOLARIDADE RELIGIÃO

44% 22%
33 38 29
Católica Evangélica/
Protestante
Ensino Fundamental
Ensino Médio 12% 22%
Superior Outras Ateu/ sem
religião/ NR
Base: Total da amostra (800)
5
Perfil da amostra (%)

RENDA FAMILIAR RAÇA/ COR


(EM SALÁRIOS MÍNIMOS – SM)
52% Branca

45% Parda/ Preta

3% Outras

CLASSE SOCIOECONÔMICA
32
25 24
19
36 Classe A
9
7 Classe B

Até 2 SM Mais de Mais 5 SM Não Classe C


2 a 5 SM respondeu
47 Classe D/ E

Base: Total da amostra (800)


6
Distribuição Amostral por Região (%)

REGIÃO

19 Norte
Leste
Oeste 35
10
Centro
4

Sul
32

Base: Total da amostra (800) 7


BEM-ESTAR E
QUALIDADE DE
VIDA

8
Melhora o grau de satisfação com a qualidade de vida na cidade de São Paulo
em relação ao ano passado
% Notas % Notas % Notas (%)
NS/NR
de 1 a 5 de 6 a 8 9 e 10

2013 5,8 46 46 8 0

2014 6,6 29 55 16 0

2015 5,8 42 43 11 4

2016 5,4 SIG. 54 36 10 0

2017 6,0 SIG. 42 45 13 0

Totalmente insatisfeito 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Totalmente satisfeito 10

Base: Total da amostra (2014: 1512 | 2015: 1512 | 2016: 1001| 2017: 800)
P01) Numa escala de 1 a 10, em que 1 significa que o(a) sr(a) está totalmente INSATISFEITO(A), e 10 significa que o(a) sr(a) está totalmente
SATISFEITO(A), qual o seu grau de satisfação em relação a sua qualidade de vida na cidade de São Paulo? (RU) 9
Há estabilidade na percepção da qualidade da própria vida e diminuição no
percentual dos paulistanos que sairiam da cidade
(%)
Qualidade de vida: Se pudesse, sairia ou não da cidade?
42 13
2009 13 29 45 8 5 2009 57 41 1
39 14
2013 8 31 46 10 4 2013 55 44 1
13
2014 9
37
28 50 10 3 2014 57 40 3
23 36 2015 68 30 2
2015 6 17 41 19 17
21 38 2017 61 39
2017 4 17 41 25 13
Sairia Não sairia NS/NR
Melhorou muito
Melhorou um pouco Entre aqueles que sairiam de São Paulo, se destacam:
Ficou estável Homens; 25 a 34 anos; Ensino Médio e Superior;
Piorou um pouco Respondentes com renda familiar mensal acima de 2 Salários
Piorou muito Mínimos (S.M); Regiões Centro e Oeste; Entrevistados que se
autodeclaram brancos e os menos satisfeitos com a qualidade
de vida da cidade (notas de 1 a 5).

Base: Total da amostra (2009 | 2013 | 2014 | 2015: 1.512 | 2017: 800)
P02) Considerando os últimos 12 meses, o(a) sr(a) diria que a sua qualidade de vida: (RU)
P03) Gostaria de saber se, caso pudesse, o(a) sr(a) sairia de São Paulo para viver em outra cidade, ou não sairia de São Paulo? (RU) 10
SAÚDE PÚBLICA E
PRIVADA

11
Uso de serviços municipais de saúde pública atinge o maior patamar da série
histórica
(%)
Entrevistado ou pessoas de sua família que utilizaram algum serviço de saúde pública nos últimos 12 meses:
100
90 84
80 71 72 74
70 64
Destacam-se:
60
• 25 a 34 anos;
50 • Ensino Médio;
40 • Renda Familiar até 5 S.M.;
• Região Norte
30
20
10
0
2008 2013 2014 2015 2017

Base: usou pessoalmente ou alguém da família utilizou os serviços de saúde pública nos últimos
12 meses (2008: 968| 2013: 1.080 | 2014: 1.090 | 2015: 1.115 | 2017: 666 entrevistas)
P.04) Para começar, gostaria de saber se o(a) sr(a) ou pessoas de sua família que moram em seu domicílio utilizaram nos últimos 12 meses 12
Utilização é maior nas regiões Norte e Leste
(%)

89 Norte
Leste
Oeste 87
76
Centro
81

Sul
80

Base: Total da amostra (800)


P.04) Para começar, gostaria de saber se o(a) sr(a) ou pessoas de sua família que moram em seu domicílio utilizaram nos últimos 12 meses 13
Utilização de serviços de saúde pública – Perfil dos usuários (%)

2008 2013 2014 2015 2017


SEXO
Homem 44 42 43 44 45
Mulher 56 58 57 56 55
IDADE
16 a 24 anos 22 17 18 19 17
25 a 34 anos 11 12 10 9 21
35 a 44 anos 20 19 23 19 19
45 a 54 anos 17 17 17 17 17
55 anos ou + 30 35 33 35 26
ESCOLARIDADE
Ensino fundamental 45 42 46 38 32
Ensino médio 39 41 39 41 41
Superior 15 17 15 20 27
RENDA FAMILIAR
Até 2 SM 32 32 43 44 35
+de 2 a 5 SM 42 50 41 33 28
+de 5 SM 21 19 16 14 22
NS /NR 6 - - 9 15
Base: Usuários do serviço público de saúde 968 1080 1090 1115 666

P.04) Para começar, gostaria de saber se o(a) sr(a) ou pessoas de sua família que moram em seu domicílio utilizaram nos últimos 12 meses 14
Aumenta o uso dos serviços municipais de saúde avaliados: com destaque
para Distribuição gratuita de medicamentos (+18 p.p.), Serviços de Odontologia
(+ 17 p.p) e Consulta com especialistas (+12p.p)
(%)
Morador(a) ou pessoas de sua família utilizaram nos últimos 12 meses:
41 10
46 12
Distribuição gratuita de medicamentos 52 10
51
Internação e intervenções cirúrgicas 15
69 18
39 7
8
55 7
Atendimento Ambulatorial 57 Serviços de ambulância 9
56 12
65 3
26 5
32 Serviços de psiquiatria e saúde 4
Consultas com especialistas 36 mental 6
36 8
48
23
24
Atendimento de emergência 28 2008
28
34 2013
9 2014
14
Serviços odontológicos 13
15 2015
32
2017
Base: Total da amostra (2008 | 2013 | 2014 | 2015: 1.512 | 2017: 800 entrevistas)
P.04) Para começar, gostaria de saber se o(a) sr(a) ou pessoas de sua família que moram em seu domicílio utilizaram nos últimos 12 meses 15
Destacam-se na região Norte a demanda mais alta por praticamente todos os
serviços (%)

Total - utiliza Centro Oeste Norte Leste Sul


Base: Total da amostra 800 85 101 192 208 214

Distribuição gratuita de medicamentos 69 66 55 71 75 65


Atendimento ambulatorial 65 53 52 71 69 64
Consultas com especialistas, tais como:
48 48 44 57 49 42
otorrino, ginecologista, ortopedista
Atendimento de emergência 34 27 27 36 37 32
Serviços odontológicos 32 20 28 36 31 32
Internações e intervenções cirúrgicas 18 20 23 19 18 17
Serviços de ambulância 12 15 6 18 14 8
Serviços de psiquiatria e saúde mental 8 11 6 10 8 9

P.04) Para começar, gostaria de saber se o(a) sr(a) ou pessoas de sua família que moram em seu domicílio utilizaram nos últimos 12 meses 16
O número de entrevistados com plano de saúde privado cresce e volta ao
patamar do início da série histórica
(%)
• 35 a 44 anos;
• Ensino Superior;
• Renda Familiar acima de 2 S.M.;
• Regiões Centro e Oeste;

69 70 72 • Entrevistados que se autodeclaram


66 -6p.p 66 brancos.

32 30 30 33
26 +7p.p Sim
Não
2 0 0 2 0
NS / NR

2011 2013 2014 2015 2017

Base: Total da amostra (2011 | 2013 | 2014 | 2015: 1.512 | 2017: 800 entrevistas)
P.06) O(a) sr(a) tem algum plano de saúde privado? 17
Centro e Oeste são as regiões onde há maior proporção de entrevistados (%)
com plano de saúde privado
1

Norte
33
66
Leste
33 %
TEM plano de
saúde privado
30
70

66% NÃO tem plano de


saúde privado
1

Oeste Centro
53 46 44 52

0% NS/NR
4

Sul 69
31

Base Amostra: Total (800) | Centro (85) | Oeste (101) | Norte (192) | Leste (208) | Sul (214)
P.06) O(a) sr(a) tem algum plano de saúde privado? 18
Aumenta significativamente o tempo médio entre a marcação e a realização
dos serviços públicos e privados de saúde; destaque para os procedimentos
mais complexos Procedimentos mais complexos
CONSULTAS EXAMES (internações, intervenções cirúrgicas)
(tempo médio em dias) (tempo médio em dias) (tempo médio em dias)

Saúde Pública Saúde Privada 359

170 169 186


146
160 161
103
82 79 78 98
52 60 56 70 65 68 42
39 38
15 7 13 15 17 7 19 18 19

2011 2013 2014 2015 2017 2011 2013 2014 2015 2017 2011 2013 2014 2015 2017

Indicadores previstos na lei 14.173/06


Base: 2011: 491 | 2013: 101 | 2014: 450 | 2015: 396 | 2017: 284 Base: usou pessoalmente ou alguém da família utilizou os serviços de saúde pública nos últimos
entrevistados que possuem plano de saúde privado 12 meses (2011: 1.118 | 2013: 1.053 | 2014: 1.164 | 2015: 1.097 | 2017: 666 entrevistas)
P05) Pela(s) experiência(s) que o(a) sr(a) já teve ou pelo que o(a) sr(a) sabe, qual é o tempo médio entre a marcação e a realização dos serviços públicos de saúde que eu vou ler
agora: P.07) Pela(s) experiência(s) que o(a) Sr(a) já teve ou pelo que o(a) Sr(a) sabe, qual é o tempo médio entre a marcação e a realização dos serviços privados de saúde que eu
vou ler agora: 19
EDUCAÇÃO

20
Cerca de 4 em cada 10 entrevistados, que têm filhos ou moram com crianças
que precisam de creche municipal, declaram que esperaram por vaga nos
últimos anos
4 (%)
53% têm filhos ou moram com Norte
44
crianças que precisam de creche. 52 58
Leste
Dentre eles... 31

11
39% precisaram
esperar por vaga 5

Oeste Centro
6% 55% Não precisaram
esperar por vaga
53 43 43 54
NS/ NR
2

Sul
41 57

Base: Domicílios com alguma criança que precisam estudar em creches (2017: 388 entrevistas)
2
Base: Centro (24) | Oeste (29) |Norte (92) | Leste (123) | Sul (120)
P08) Nos últimos anos, seus filhos ou alguma criança que mora na sua casa precisou esperar por vagas em creches municipais? 21
A maioria deles precisou esperar mais de 6 meses por vaga nas creches
públicas

6% 13% 23%
Mais de 1 mês Mais de 3 meses
Até 1 mês até 3 meses até 6 meses

25% 56% 31%


Mais de 6 meses Mais de 1ano
até 1ano
MÉDIA (DIAS)

1% 283
NS/ NR
Total
Base: Precisou esperar por vagas em creches municipais (2017: 158 entrevistas)
P09) [CARTELA 02] Gostaria que o(a) sr(a) me dissesse, quanto tempo seus filhos ou alguma criança que mora na sua casa precisou esperar para conseguir vaga nas
creches públicas ou pré-escolas? (RU) 22
Os moradores da região Sul apontam o maior tempo médio – em dias – de
espera por vagas nas creches
Norte
MÉDIA (DIAS) 283
283 Centro
Total 235

Leste 257

Oeste 286

Sul
308

Base : Total (158) | Centro (11) | Oeste (14) | Norte (53) | Leste (36) | Sul (44)
P09) [CARTELA 02] Gostaria que o(a) sr(a) me dissesse, quanto tempo seus filhos ou alguma criança que mora na sua casa precisou esperar para conseguir vaga nas
creches públicas ou pré-escolas? (RU) 23
SEGURANÇA

24
Roubo/Furto é a situação de violência mais vivenciada nos últimos 12
meses pelos entrevistados ou outros moradores do domicílio (%)
ACONTECERAM OU NÃO ACONTECERAM NOS ÚLTIMOS 12 MESES?

Roubo ou Furto Algum tipo de preconceito Agressão física (tapa, soco, Assédio sexual
ou discriminação pontapé, etc.)

74 90
82 93

25 8
14 5
1 2 2
4

Entre os respondentes que mencionam Roubo ou furto, destacam-se: SIM, ACONTECERAM


Entrevistados entre 35 e 44 anos, Ensino Superior, Renda familiar acima
NÃO ACONTECERAM
de 2 S.M., Classes A e B, Região Centro e aqueles que se autodeclaram
brancos
NS/ NR

Base: Total da amostra (2017: 800 entrevistas)


P10) Pensando nos últimos 12 meses, por favor me diga se alguma dessas situações aconteceram ou não aconteceram com o(a) sr(a) ou com
alguém que mora com você: (RU POR LINHA) 25
A região Central tem o maior número de “vítimas” de roubo/ furto e de
preconceito e discriminação
(%)

9 90 1
22 77 2 Norte
5 93 2 11 86 4
10 86 4 Leste 28 72 0
Total da amostra - Aconteceram 4 94 2
18 78 4
Agressão física 8%

Roubo ou Furto 25% 5 93 3 6 92 1


21 76 3 Oeste Centro 38 60 1
Assédio sexual 5%
11 83 6 7 89 3
Preconceito ou discriminação 14%
13 76 11 21 74 5

Sim Não NS/NR 4 95 1


Sul 22 77 1
5 94 1
12 86 2
Base Amostra: Total (800) | Centro (85) | Oeste (101) | Norte (192) | Leste (208) | Sul (214)
P10) Pensando nos últimos 12 meses, por favor me diga se alguma dessas situações aconteceram ou não aconteceram com o(a) sr(a) ou com
alguém que mora com você: (RU POR LINHA) 26
Assalto/ Roubo figura no topo do ranking das possíveis situações que causam
mais medo no paulistano. A violência em geral aparece em seguida (%)

1° 68% Assalto / Roubo Destaque também para:


•Entrevistados entre 25 a 44 anos; Nenhuma dessas
•Ensino Médio e Superior; opções/outras
2° 58% Violência em geral
- SITUAÇÕES QUE CAUSAM MEDO +

•Renda Familiar acima de 2 S.M.; 1%


•Classes A e B.
3° 29% Sair à noite
4° 28% Tráfico de Drogas
5° 18% Violência sexual
6° 12% Atropelamentos
7° 11% Alagamento
8° 9% Trânsito | Torcidas de Futebol
9° 4% Andar de metrô/Ônibus/Trem | Multidão

10° 3% Dirigir | Não sente medo de nada


Base: Total da amostra (2017: 800 entrevistas)
P11) Pensando no seu dia-a-dia em São Paulo, gostaria de saber que situações mais fazem com que você sinta medo na cidade de São
Paulo? Dessa lista, do que você tem mais medo?(ATÉ TRÊS MENÇÕES) 27
No Centro, a violência em geral é o que mais amedronta os moradores. Na
região Oeste, assalto/roubo e violência dividem a primeira posição do ranking
Do que tem mais medo no dia-a-dia em São Paulo?
(Ranking por região – 4 mais citadas)
Norte
Assalto/Roubo 66 (%)
Total Leste
Violência em geral 61
Assalto/Roubo 70
Assalto/ Tráfico de Drogas 30
68 % Roubo Sair à noite 27
Violência em geral
Tráfico de Drogas 33
55

Sair à noite 28
Violência
58 % em geral Violência em geral 70
Oeste
Centro
Violência em geral 75
Assalto/Roubo 70
Assalto/Roubo 61
Sair à
29 % noite
Sair à noite
Tráfico de Drogas
27
25
Sair à noite 32
Tráfico de Drogas 24

Tráfico de Sul
28 % Drogas Assalto/Roubo
Violência em geral 53
69

Sair à noite 31
Base Amostra: Total (800) | Centro (85) | Oeste (101) | Norte (192) | Leste (208) | Sul (214) Tráfico de Drogas 24
P11) Pensando no seu dia-a-dia em São Paulo, gostaria de saber que situações mais fazem com que você sinta medo na cidade de São
Paulo? Dessa lista, do que você tem mais medo?(ATÉ TRÊS MENÇÕES) 28
Educação de qualidade para jovens de baixa renda é a medida mais
importante para diminuir a violência na cidade (%)
Total de menções 2012 2013 2014 2015 2017
Investir em educação de qualidade para jovens de baixa renda 27 22 25 30 36
Combater a corrupção na polícia e nos presídios 42 24 30 34 28
Criar oportunidades de trabalho para jovens de baixa renda 31 19 23 29 26
Combater mais severamente o tráfico de drogas 21 23 26 20 25
Aumentar o número de policiais nas ruas 28 29 33 33 23
Diminuir a desigualdade entre as regiões ricas e pobres 25 20 20 22 22
Agilizar a ação da justiça 14 26 23 18 21
Equipar melhor a polícia (armas, coletes, viaturas, etc) 10 11 13 10 14
Remunerar melhor os policiais 15 20 17 17 12
Promover o trabalho conjunto da Polícia Militar, da Guarda Civil Metropolitana e do Exército 10 7 9 7 12
Proporcionar mais opções de atividades culturais e esportivas nas regiões carentes 12 8 10 11 12
Promover a capacitação e treinamento de policiais 17 11 12 12 11
Acabar com a violência policial 14 14 16 13 10
Implementar nos presídios programas de recuperação dos presos para a sociedade 7 4 5 7 9
Investir na melhoria da iluminação de ruas e avenidas 4 7 5 6 8
Aumentar o número de cadeias, penitenciárias e delegacias 10 10 9 8 8
Promover ações para aproximar a polícia da população 3 7 10 7 8
Outros - - - - 2
Nenhuma destas 1 3 2 2 1
NS / NR 1 1 4 2 1
Base: Total da amostra (2012 | 2013 | 2014 | 2015: 1.512 | 2017: 800 entrevistas)
P.12) Entre as opções desta lista, na sua opinião, qual destas ações ou medidas o(a) sr(a) considera importante para diminuir a violência na
cidade de São Paulo? E em segundo lugar? E em terceiro lugar? 29
Investimento em educação de qualidade para jovens de baixa renda (%)

destaca-se nas regiões Centro e Norte


Norte (Ranking por região – até 4 ações )
Total de menções Leste
Investir em educação para jovens 40
Investir em Combater a corrupção na polícia 33 Investir em educação para jovens 32
educação de
36 % qualidade para Trabalho para os jovens 30 Combater mais o tráfico 30
jovens de baixa Combater mais o tráfico 23 Combater a corrupção na polícia 29
renda
Trabalho para os jovens 23
Combater a
28 % corrupção na Oeste Centro
polícia e nos Investir em educação para jovens 45
presídios Investir em educação para jovens 37
Trabalho para jovens 31 Combater corrupção na polícia 29

26% Criar oportunidades


de trabalho para
Combater a corrupção na polícia
Aumentar o número de policiais
24
23
Combater tráfico de drogas

Diminuir a desigualdade entre as regiões


28
28
jovens de baixa
renda
Sul
25% Combater mais
severamente o
Investir em educação para jovens
Aumentar o número de policiais 30
37

tráfico de drogas
Trabalho para os jovens 27
Combater a corrupção na polícia 24
Base Amostra: Total (800) | Centro (85) | Oeste (101) | Norte (192) | Leste (208) | Sul (214)
P.12) Entre as opções desta lista, na sua opinião, qual destas ações ou medidas o(a) sr(a) considera importante para diminuir a violência na
cidade de São Paulo? E em segundo lugar? E em terceiro lugar? 30
CONFIANÇA NAS
INSTITUIÇÕES E
AVALIAÇÃO
ADMINISTRATIVA

31
Diminui a confiança em 10 das 13 instituições avaliadas, mas em todas cresce a parcela dos que
não se posicionam. Metrô, SPTrans e CET são as únicas que registram aumento da desconfiança

2008 82 16 1
2013 79 19 2
Única com mais de
Destaque também para: Metrô 2014 71 28 1
50% de confiança
•Mais velhos 2015 65 34 1
•Mais escolarizados 2017 54 38 8 +7p.p
•Maior renda
•Classes A e B 2008 77 22 1
•Brancos 2013 82 17 1
•Regiões Centro, Oeste e Norte SABESP 2014 62 37 1
2015 54 45 1
2017 48 43 9 +8p.p

2008 57 38 6
Conselho Tutelar da Criança e 2013 61 36 3
2014 52 45 3
do Adolescente 2015 49 49 2
2017 45 39 16 +14p.p

2008 46 53 1
2013 47 51 2
Polícia Militar 2014 39 59 1 Única que a confiança
2015 aumenta
36 64 1
2017 41 50 8 +7p.p

Confia Não confia NS/NR


Base: Total da amostra (2008 | 2013 | 2014 | 2015: 1.512 | 2017: 800 entrevistas)
P30) De maneira geral, o(a) sr(a) diria que confia ou não confia em cada uma destas instituições que vou ler: 32
Diminui a confiança em 10 das 13 instituições avaliadas, mas em todas cresce a parcela dos que
não se posicionam. Metrô, SPTrans e CET são as únicas que registram aumento da desconfiança

2008 67 31 2
2013 65 33 2
SPTrans 2014 56 43 2
2015 53 46 1
2017 36 54 10 +9p.p

2008 47 50 3
2013 50 48 2
Guarda Municipal 2014 42 56 2
2015 37 61 1
2017 36 53 11 +10p.p

2008 42 53 5
2013 50 48 2
Ministério Público 2014 34 63 3
2015 34 64 2
2017 29 61 10 +8p.p
2008 44 53 4
2013 45 53 3
Poder Judiciário 2014 40 57 2
2015 33 66 2
2017 29 61 10 +8p.p
Confia Não confia NS/NR
Base: Total da amostra (2008 | 2013 | 2014 | 2015: 1.512 | 2017: 800 entrevistas)
P30) De maneira geral, o(a) sr(a) diria que confia ou não confia em cada uma destas instituições que vou ler: 33
Diminui a confiança em 10 das 13 instituições avaliadas, mas em todas cresce a parcela dos que
não se posicionam. Metrô, SPTrans e CET são as únicas que registram aumento da desconfiança
2008 57 36 6
2013 60 36 4
2014 49 47 4
CET 2015 41 56 3
2017 25 65 10 +7p.p
2008 50 46 3
2013 31 67 2
2014 30 69 2
Prefeitura de São Paulo 2015 24 75 1
2017 23 68 9 +8p.p

2008 49 46 5
2013 34 63 3
2014 31 67 2
* Prefeituras regionais 2015 25 74 2
2017 19 72 9 +7p.p

2008 34 59 7
2013 39 57 4
Tribunal de Contas do 2014 27 69 4
Município 2015 23 74 3
2017 16 71 13 +10p.p
2008 32 63 4
2013 30 68 2
Câmara Municipal de São Paulo 2014 21 77 2
2015 15 84 2
2017 11 80 9 +7p.p
Confia Não confia NS/NR
Base: Total da amostra (2008 | 2013 | 2014 | 2015: 1.512 | 2017: 800 entrevistas)
P30) De maneira geral, o(a) sr(a) diria que confia ou não confia em cada uma destas instituições que vou ler: (*) Termo de 2008 a 2015: Subprefeituras 34
Permanece estável o percentual dos que avaliam positivamente a Administração
Municipal, as Prefeituras Regionais e a Câmara de Vereadores. Por outro lado, recua o
número de entrevistados que as avaliam negativamente
2008 46 41 12
2013 11 49 39 1 (%)
ADMINISTRAÇÃO
MUNICIPAL 2014 15 45 40 1
2015 13 31 56 1
2017 15 43 41 1

2008 40 41 13 6
2013 12 46 39 3
PREFEITURA REGIONAL 2014 16 36 44 3
2015 12 30 55 3
2017 12 38 46 4

2008 23 44 26 7
2013 6 37 54 3
CÂMARA DE VEREADORES 2014 10 31 55 4
2015 5 21 71 4
2017 5 22 67 6
Ótima/Boa Regular Ruim/Péssima NS/NR
Base: Total da amostra (2008 | 2013 | 2014 | 2015: 1.512 | 2017: 800 entrevistas)
P31) De uma maneira geral, como o(a) sr(a) avalia a atual administração municipal? O(A) sr(a) acha que ela está sendo:/
P32) E como o(a) sr(a) avalia a atuação da Prefeitura regional da sua região? O(A) sr(a) acha que ela está sendo:(RU) /
P33) E como o(a) sr(a) avalia a atuação da Câmara de Vereadores de São Paulo? O(A) sr(a) acha que ela está sendo: (RU) 35
Administração Municipal é melhor avaliada pelos moradores do Centro e da região Oeste;
Percepção das Prefeituras Regionais é homogênea em todas as regiões, enquanto a Câmara de
Vereadores tem pior avaliação nas regiões Norte, Sul e Oeste (%)
Total da amostra 14 40 43 3
ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL 11 38 47 5 Norte
Ótima/Boa 15 12 47 40 0
Regular 43 2 19 71 8 Leste
13 40 45 1
Ruim/Péssima 41
4 32 60 4
NS/NR 1
PREFEITURA REGIONAL
Ótima/Boa 12
24 28 46 1 24 34 38 4
Regular 38 Oeste
14 31 47 7
Centro
Ruim/Péssima 46 12 39 39 11
NS/NR 4
8 12 73 7 1 18 70 11
CÂMARA DE VEREADORES
Ótima/Boa 5
Regular 22 12 47 40 1
Ruim/Péssima 67 Ótima/Boa Regular Sul
11 37 47 5
NS/NR 6 Ruim/Péssima NS/NR
5 18 73 5

Base Amostra: Total (800) | Centro (85) | Oeste (101) | Norte (192) | Leste (208) | Sul (214)
P31) De uma maneira geral, como o(a) sr(a) avalia a atual administração municipal? O(A) sr(a) acha que ela está sendo:/
P32) E como o(a) sr(a) avalia a atuação da Prefeitura regional da sua região? O(A) sr(a) acha que ela está sendo:(RU)/
P33) E como o(a) sr(a) avalia a atuação da Câmara de Vereadores de São Paulo? O(A) sr(a) acha que ela está sendo: (RU)
36
Apenas 6% dos entrevistados participaram de atividades da Câmara nos
últimos 12 meses. Os moradores da região Central se destacam
(%)

Total Centro Oeste Norte Leste Sul


NS/ NR
2 Base: Total da amostra 800 85 101 192 208 214
Não 92 6 Sim
Sim 6 13 9 3 6 8

Não 92 86 88 96 92 91

NS/ NR 2 1 3 1 3 1

Entre os respondentes que não participam


de alguma atividade na Câmara, destacam-
se aqueles com Ensino Fundamental e da
Região Norte.

Base: Total da amostra (2017: 800 entrevistas)


P34) O(A) sr(a) participou de alguma atividade na Câmara Municipal de São Paulo nos últimos 12 meses? (RU)
37
Mais da metade dos entrevistados não lembra em quem votou para vereador
em 2016. Destacam-se os moradores das regiões Norte e Leste.
(%)
NS/ NR
2

Não Total Centro Oeste Norte Leste Sul


55 44 Base: Total da amostra 800 85 101 192 208 214

Sim 44 61 61 40 40 43
Sim
Destacam-se:
• Mulheres Não 55 39 37 59 59 55
• Ensino Fundamental
• Renda familiar até 2 S.M. NS/ NR 2 0 2 1 2 2
• Classe C
• Regiões Norte e Leste
• Pretos/ Pardos

Base: Total da amostra (2017: 800 entrevistas)


P35) O(A) sr(a) se lembra do vereador que votou na última eleição de 2016? (RU)
38
APRENDIZADOS

39
Uso de Serviços Públicos
Cresce a demanda por serviços públicos municipais
Qualidade de Vida em SP 1 de saúde. Aumenta o tempo médio entre
Melhora a satisfação com a qualidade de vida marcação e realização dos serviços de saúde
5 (públicos e privados). Maioria aguarda mais de
na cidade e cresce o número de paulistanos
dispostos a seguir vivendo em São Paulo seis meses por vaga em creches ou escolas
públicas
APRENDIZADOS

4 2 Violência na Cidade
Poder Público Municipal:
Não melhora a percepção positiva sobre o poder Assalto/roubo é o que mais amedronta os
público municipal (executivo e legislativo), fica paulistanos. Investimento em educação de
estável. No entanto, há retração da avaliação qualidade aos jovens de baixa renda é a ação
negativa de todas as esferas avaliadas. Câmara mais indicada para diminuir a violência em
3 São Paulo
dos Vereadores é percebida como ruim ou
péssima pela maioria dos entrevistados
Confiança nas Instituições
Instituições registram o menor patamar de confiança da série,
mas há crescimento daqueles que não se posicionam. Aumenta
o percentual dos que não confiam no Metrô, CET e SPTRANS 40
Obrigada!
Márcia Cavallari Nunes

w w w. i b o p e i n t e l i g e n c i a . c o m

facebook.com/IBOPE.In twitter.com/IBOPE_In linkedin.com/user/IBOPEinteligencia

*Todas as imagens utilizadas estão licenciadas sob Creative Commons Zero (Unsplash.com).
41

Interesses relacionados