Você está na página 1de 48

Protocolos

de
Aplicação

IN VITRO
Diagnóstica

Human

Quality and Reliability

BTS 310

Rua Cromita 278 - Distrito Industrial - Itabira - MG


Telefax: 31 3834-6400
e.mail: dsa@invitro.com.br
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

ÁCIDO ÚRICO ENZIMÁTICO


Cat.: 10687 Volume: 100 mL Nº testes: 100
Cat.: 10688 Volume: 250 mL Nº testes: 250
Cat.: 10689 Volume: 50 mL Nº testes: 50

#
NOMBRE TECNICA Preparo do reagente:
O reagente já vem pronto para
UNIDADES PFE uso.
MODO DE CALCULO MONO
Estabilidade:
MODO DE LECTURA - • 2 - 8ºC: até o vencimento da
data de validade
FILTRO DE REFERENCIA 505 • 15 - 25ºC: 2 semanas,
FILTRO LECTURA - protegido da luz solar direta

FACTOR 1 Amostra:
Soro, urina e outros líquidos
TIEMPO ESTAB. - biológicos
TIEMPO INCUBATION -
Linearidade:
TIEMPO INTERVALO - A reação é linear até 20 mg/
dL. Para valores maiores diluir
Nº INTERVALOS 400 1 parte da amostra com 1
VOLUM. DE ASP. C parte de solução salina 0,9%.
Multiplicar o resultado por 2.
TIPO DE REACCION 8.0
Calibração:
ESTANDARD 1 Usar o padrão que acompanha
Nº DE ESTANDARES - o kit (8 mg/dL) ou Humatrol P
ou Humatrol N como
DUP. MUESTRAS - multicalibrador.

ESCALAS ABS. - Valor de referência:


CONC. - Homem: 3,4 - 7,0 mg/dL
Mulher: 2,4 - 5,7 mg/dL
FACTOR DILUICION 37
TEMPERATURA

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

ALBUMINA

Cat.: 002 Volume: 500 mL Nº testes: 500

#
NOMBRE TECNICA ALBUMINA
UNIDADES g/dL
Preparo do reagente:
MODO DE CALCULO PFE Adicionar Reagente de Cor
MODO DE LECTURA MONO (nº2) a 450 mL de água
destilada.
FILTRO DE REFERENCIA -
Estabilidade: 6 meses
FILTRO LECTURA 578
FACTOR - Amostra:
Soro, plasma.
TIEMPO ESTAB. 1
Linearidade:
TIEMPO INCUBATION - A reação é linear até 6,0 g/
TIEMPO INTERVALO - dL. Para valores maiores diluir
amostra com solução salina
Nº INTERVALOS - 0,9%. Multiplicar o resultado
pelo fator de diluição.
VOLUM. DE ASP. 400
TIPO DE REACCION C Calibração:
Usar o padrão que
ESTANDARD 3.8 acompanha o kit (3,8 g/dL) ou
Humatrol P ou Humatrol N
Nº DE ESTANDARES 1 como multicalibrador.
DUP. MUESTRAS -
Valor de referência:
ESCALAS ABS. - 3,5 a 5,5 g/L
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

ALFA-AMILASE LIQ1UICOLOR

Cat.: 12018 Volume: 120 mL Nº testes: 120

#
NOMBRE TECNICA A-AMILASE
UNIDADES U/L Preparo do reagente:
Reagente está pronto para
MODO DE CALCULO CDF uso.
MODO DE LECTURA MONO
Estabilidade: D e p o i s d e
FILTRO DE REFERENCIA - aberto o frasco é estável por
12 semanas quando
FILTRO LECTURA 405 armazenado entre 2 e 8ºC e
FACTOR 24820 por 4 semanas entre 15 e
25ºC.
TIEMPO ESTAB. 60
Amostra:
TIEMPO INCUBATION 60 Soro, plasma (heparina),
TIEMPO INTERVALO 30 urina

Nº INTERVALOS 2 Linearidade:
Se a absorbância por minuto
VOLUM. DE ASP. 400 exceder 0,300, diluir 0,1mL da
TIPO DE REACCION C amostra com 0,5mL de salina
e repetir o teste utilizando a
ESTANDARD - diluição. Multiplicar o resultado
por 6.
Nº DE ESTANDARES -
DUP. MUESTRAS - Calibração:
Usar Humatrol P ou Humatrol
ESCALAS ABS. - N como multicalibrador.

CONC. - Valor de referência:


FACTOR DILUICION - Soro, plasma: até 220 U/L

TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

BILIRRUBINA DIRETA

Cat.: 003 Nº testes: 276

#
NOMBRE TECNICA BILD
UNIDADES mg/dL
MODO DE CALCULO MDE Preparo do reagente:
O diazoreagente deve ser
MODO DE LECTURA MONO preparado na hora do uso.
FILTRO DE REFERENCIA - Estabilidade:
FILTRO LECTURA 546 Os reagentes são estáveis
em temperatura ambiente até
FACTOR - o vencimento da data de vali-
dade.
TIEMPO ESTAB. -
TIEMPO INCUBATION - Calibração:
Utilizar o kit Padrão de
TIEMPO INTERVALO - Bilirrubina Cat. 005 para
calibração. Ensaiar em
Nº INTERVALOS - triplicata, sendo que a varia-
VOLUM. DE ASP. 400 ção não deve ser superior a
5%.
TIPO DE REACCION C
Controle de qualidade:
ESTANDARD 10 Recomendamos o uso de um
Nº DE ESTANDARES 1 de nossos soros controle
Humatrol N, Humatrol P,
DUP. MUESTRAS - Serodos ou Serodos Plus para
que os parâmetros de aplica-
ESCALAS ABS. - ção sejam verificados.
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

BILIRRUBINA TOTAL

Cat.: 003 Nº testes: 276

#
NOMBRE TECNICA BILT
UNIDADES mg/dL
Preparo do reagente:
MODO DE CALCULO MDE O diazoreagente deve ser
preparado na hora do uso.
MODO DE LECTURA MONO
FILTRO DE REFERENCIA - Estabilidade:
Os reagentes são estáveis
FILTRO LECTURA 546 em temperatura ambiente
até o vencimento da data de
FACTOR - validade.
TIEMPO ESTAB. -
Calibração:
TIEMPO INCUBATION - Utilizar o kit Padrão de
Bilirrubina Cat. 005 para
TIEMPO INTERVALO - calibração. Ensaiar em
Nº INTERVALOS - triplicata, sendo que a varia-
ção não deve ser superior a
VOLUM. DE ASP. 400 5%.

TIPO DE REACCION C Controle de qualidade:


ESTANDARD 10 Recomendamos o uso de um
de nossos soros controle
Nº DE ESTANDARES 1 Humatrol N, Humatrol P,
Serodos ou Serodos Plus para
DUP. MUESTRAS - que os parâmetros de aplica-
ESCALAS ABS. - ção sejam verificados.

CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

BILIRRUBINA DIRETA E TOTAL

Cat.: 10740 Nº testes: 100

#
NOMBRE TECNICA BILD e T
UNIDADES mg/dL
MODO DE CALCULO MDE Preparo do reagente:
Os reagentes se
MODO DE LECTURA MONO encontram prontos para
FILTRO DE REFERENCIA - uso.

FILTRO LECTURA 546 Estabilidade: Os reagentes


são estáveis, mesmo
FACTOR 13 depois de abertos até a
TIEMPO ESTAB. - data de validade impressa
no rótulo, quando
TIEMPO INCUBATION - armazenados entre 15 e
25ºC.
TIEMPO INTERVALO -
Nº INTERVALOS - Amostra:
Soro, plasma.
VOLUM. DE ASP. 400
Linearidade:
TIPO DE REACCION C A reação é linear até 25
ESTANDARD - mg/dL.

Nº DE ESTANDARES - Calibração:
Recomendamos usar o
DUP. MUESTRAS - Serodos Plus Cat. 13151
ESCALAS ABS. - como calibrador.

CONC. - Valor de referência:


Direta até 0,25 mg/dL.
FACTOR DILUICION - Total até 1,1mg/dL.
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

CÁLCIO

Cat.: 004 Volume: 200 mL Nº testes: 100

#
NOMBRE TECNICA CALCIO
Preparo do reagente:
UNIDADES mg/dL O Reagente de cor e o
Tampão estão prontos para
MODO DE CALCULO PFE uso.
MONO Monoreagente: Preparar a
MODO DE LECTURA
quantidade necessária para
FILTRO DE REFERENCIA - 1 dia de trabalho. Seguir a
proporção de 1mL de Tampão
FILTRO LECTURA 578 + 1mL de Reag. de cor.
FACTOR -
Amostra:
TIEMPO ESTAB. 1 Soro, plasma (heparina),
urina e líquor.
TIEMPO INCUBATION -
- Linearidade:
TIEMPO INTERVALO
A reação é linear até 25 mg/
Nº INTERVALOS - dL. Para valores maiores diluir
a amostra com água destilada
VOLUM. DE ASP. 400 e multiplicar o valor obtido
C pelo fator de diluição
TIPO DE REACCION
empregado.
ESTANDARD 10
Calibração:
Nº DE ESTANDARES 1 Usar o padrão que
- acompanha o kit (10 mg/dL)
DUP. MUESTRAS
ou usar Humatrol P ou
ESCALAS ABS. - Humatrol N como
multicalibrador.
CONC. -
- Valor de referência:
FACTOR DILUICION
Soro, plasma: 8,4 a 10,6 mg/
TEMPERATURA 37 dL
Urina: 50 a 200 mg/24 h

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

CAPACIDADE DE LIGAÇÃO DE FERRO

Cat.: 007 Volume: 60 mL Nº testes: 40

#
NOMBRE TECNICA CLF
UNIDADES µg/dL
MODO DE CALCULO PFE Utilizar o kit de Ferro Cat. 015 para
a colorimetria.
MODO DE LECTURA MONO Se o kit de Ferro CAB Cat. 079 for
FILTRO DE REFERENCIA - utilizado seguir seu protocolo para
leitura.
FILTRO LECTURA 546
Estabilidade:
FACTOR - Os reagentes são estáveis em tem-
TIEMPO ESTAB. 3 peratura ambiente até o vencimen-
to da data de validade.
TIEMPO INCUBATION -
Calibração:
TIEMPO INTERVALO - Utilizar o padrão que acompanha o
Nº INTERVALOS - kit de Ferro (100 µg/dL) ou um
calibrador.
VOLUM. DE ASP. 400
Controle de qualidade:
TIPO DE REACCION Recomendamos o uso de um de nos-
ESTANDARD 500 sos soros controle Humatrol N,
Humatrol P, Serodos ou Serodos Plus
Nº DE ESTANDARES 1 para que os parâmetros de aplica-
ção sejam verificados.
DUP. MUESTRAS -
ESCALAS ABS. -
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

CK-MB (NAC-ACT)

Cat.: 12008 Volume: 60 mL Nº testes: 60

#
NOMBRE TECNICA CK-MB
UNIDADES U/L Preparo do reagente:
MODO DE CALCULO CDF Reconstituir o conteúdo do
reagente nº 2 com 3,0 mL de
MODO DE LECTURA MONO tampão e homogenizar.
Após reconstituição o
FILTRO DE REFERENCIA - reagente de uso é estável 8
FILTRO LECTURA 340 horas entre 15 - 25 ºC ou por
5 dias entre 2 - 8 ºC.
FACTOR 8254 Amostra:
Soro, plasma (heparina,
TIEMPO ESTAB. 10 EDTA).
TIEMPO INCUBATION 300 Linearidade:
A reação é linear até 2000 U/
TIEMPO INTERVALO 30 L. Para valores maiores diluir
a amostra 1 + 3 com solução
Nº INTERVALOS 2 salina 0,9% e multiplicar o
VOLUM. DE ASP. 400 resultado por 4.
Calibração:
TIPO DE REACCION C Usar Serodos ou Serodos
Plus como calibrador.
ESTANDARD - Valor de referência:
Nº DE ESTANDARES - A probabilidade de ocorrer o
infarto do miocárdio será alta
DUP. MUESTRAS - quando os três critérios
abaixo forem encontrados:
ESCALAS ABS. -
CONC. - 1- CK Total
Homem: > 195 U/L
FACTOR DILUICION - Mulher: > 170 U/L
2- CK-MB > 25 U/L
TEMPERATURA 37 3- A atividade da Ck-MB se
encontra entre 6% e 25% da
atividade da CK To

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

CK-MB LIQUIUV

Cat.: 12118 Volume: 100 mL Nº testes: 100

Preparo do reagente:
# Reagentes já se encontram
prontos para uso. Para
NOMBRE TECNICA CK-MB Monoreagente misturar 4 partes
de R1 com 1 parte de R2. O
UNIDADES U/L Monoreagente é estável por 30
MODO DE CALCULO CDF dias entre 2º e 8º C.

MODO DE LECTURA MONO Amostra:


Soro, plasma (heparina, EDTA).
FILTRO DE REFERENCIA -
FILTRO LECTURA 340 Estabilidade: O reagente de uso
é estável por 30 dias entre 2 e 8ºC
FACTOR 6666 e por 2 dias entre 15 e 25ºC.
TIEMPO ESTAB. 1 Linearidade:
TIEMPO INCUBATION 300 Se a média das diferenças das
absorbâncias por minuto for
TIEMPO INTERVALO 30 superior a 0,200 par Hg 334nm e
340nm ou 0,110 par Hg 365nm,
Nº INTERVALOS 2 diluir 0,1mL de amostra com 1,0mL
VOLUM. DE ASP. 400 de salina e repetir o teste.
Multiplicar o resultado por 11.
TIPO DE REACCION C
Calibração:
ESTANDARD - Usar Serodos ou Serodos Plus
Nº DE ESTANDARES - como calibrador.

DUP. MUESTRAS - Valor de referência:


A probabilidade de ocorrer o
ESCALAS ABS. - infarto do miocárdio será alta
CONC. - quando os três critérios abaixo
forem encontrados:
FACTOR DILUICION - 1 - C K T o t a l
Homem: > 195 U/L
TEMPERATURA 37 Mulher: > 170 U/L
2- CK-MB > 25 U/l
3- A atividade da Ck-MB se
encontra entre 6% e 25%
da atividade da CK Total

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

CK-NAC LIQUI UV
Cat: 12015 Volume: 100 mL Nº Teste : 100

#
NOMBRE TECNICA CK-NAC
UNIDADES U/L Preparo do reagente:
MODO DE CALCULO CDF Os reagentes já se
encontram prontos para
MODO DE LECTURA MONO uso.
FILTRO DE REFERENCIA - Amostra:
FILTRO LECTURA 340 Soro, plasma (heparina,
EDTA).
FACTOR 6508
Linearidade:
TIEMPO ESTAB. 1 Se a média das difernças das
TIEMPO INCUBATION 30 absorbâncias por minuto for
superior a 0,200 para Hg
TIEMPO INTERVALO 60 334nm e 340nm ou 0,110
para Hg 365nm, diluir 0,1mL
Nº INTERVALOS 3 da amostra com 1,0mL de
VOLUM. DE ASP. 400 salina e repetir o teste.
Multiplicar o resultado por
TIPO DE REACCION C 11. A linearidade pode ser
aumentada pela redução do
ESTANDARD - volume de amostra e
Nº DE ESTANDARES - alteração devida do fator.

DUP. MUESTRAS - Calibração:


Usar Serodos ou Serodos
ESCALAS ABS. - Plus como calibrador.
CONC. -
Valor de referência:
FACTOR DILUICION - Homem: 24 - 190 U/L
Mulher: 24 - 170 U/L
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

COLESTEROL ENZIMÁTICO
Cat.: 10013 Volume: 200 mL Nº testes: 200
Cat.: 10014 Volume: 500 mL Nº testes: 500
Cat.: 10016 Volume: 100 mL Nº testes: 100

#
NOMBRE TECNICA COL
UNIDADES mg/dL
Preparo do reagente:
MODO DE CALCULO PFE O reagente já vem pronto para
MODO DE LECTURA MONO uso.

FILTRO DE REFERENCIA - Estabilidade:


• 2 - 8ºC: até o vencimento da
FILTRO LECTURA 505 data de validade
FACTOR - • 15 - 25ºC: 2 semanas,
protegido da luz solar direta
TIEMPO ESTAB. 1
Amostra:
TIEMPO INCUBATION - Soro, plasma (heparina, EDTA).
TIEMPO INTERVALO -
Linearidade:
Nº INTERVALOS - A reação é linear até 500 mg/dl. Para
valores maiores diluir a amostra 1 + 2
VOLUM. DE ASP. 400 com solução salina 0,9% e multiplicar
TIPO DE REACCION C o resultado por 3.

ESTANDARD 200 Calibração:


Usar o padrão que acompanha o kit (200
Nº DE ESTANDARES 1 mg/dL) ou Humatrol N ou Humatrol P
DUP. MUESTRAS - como calibrador.

ESCALAS ABS. - Interpretação Clínica:


Suspeito: > 220 mg/dL
CONC. - Elevado: > 260 mg/dL
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

COLESTEROL HDL ENZIMÁTICO

Cat.: 044 Volume:25mL Nº testes: 60 (técnica semi-micro)

#
NOMBRE TECNICA HDL Estabilidade: O reagente
UNIDADES mg/dL precipitante é estável mesmo
depois de aberto até a data de
MODO DE CALCULO PFE validade impressa no rótulo
MODO DE LECTURA - quando armazenado entre 2 e
- 25ºC, após a abertura do kit o
FILTRO DE REFERENCIA
padrão deve ser armazenado
FILTRO LECTURA 505 entre 2 e 8ºC.
FACTOR -
1 Preparo do reagente:
TIEMPO ESTAB. Diluir o volume necessário do
TIEMPO INCUBATION - precipitante a ser usado na
TIEMPO INTERVALO - seguinte proporção: 4 partes do
precipitante + 1 parte de água.
Nº INTERVALOS -
VOLUM. DE ASP. 400 Amostra:
TIPO DE REACCION C Soro, plasma (heparina, EDTA).

ESTANDARD 70 Interpretação Clínica:


Nº DE ESTANDARES 1 Valor desejável:
- Homem:> 50 mg/dL
DUP. MUESTRAS
Mulher:> 65 mg/dL
ESCALAS ABS. -
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

COLESTEROL HDL LIQUICOLOR

Cat.: 10084 Volume: 80 mL Nº testes: 80

#
NOMBRE TECNICA HDL
UNIDADES mg/dL Preparo do reagente:
Os reagentes já se encontram
MODO DE CALCULO PFE prontos para uso.
MODO DE LECTURA - Estabilidade: O s r e a g e n t e s s ã o
FILTRO DE REFERENCIA - estáveis até a data de validade
impressa no rótulo quando
FILTRO LECTURA 578 armazenados entre 2 e 8ºC. Não
congelar.
FACTOR -
TIEMPO ESTAB. 1 Calibração:
Reconstituir o conteúdo do frasco com
TIEMPO INCUBATION - 4 mL de água destilada ou
deionizada. Homogeneizar
TIEMPO INTERVALO - gentilmente para ocorrer a dissolução,
Nº INTERVALOS - evitando-se a formação de espuma.
Esperar 30 minutos antes de usar.
VOLUM. DE ASP. 400 Estabilidade do padrão reconstituído:
10 dias de 2º a 8º C, ou 30 dias a -
TIPO DE REACCION C 20º C.
ESTANDARD #
Linearidade: até 150mg/dL
Nº DE ESTANDARES 1
Amostra:
DUP. MUESTRAS - Soro, plasma (heparina, EDTA).
ESCALAS ABS. -
Interpretação Clínica:
CONC. - Valor desejável:
< 35 mg/dL: fator de risco
FACTOR DILUICION - > 60 mg/dL: risco reduzido
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

CREATININA

CAT.: 006 VOLUME: 250 mL Nº. TESTE: 250


CAT.: 006-E VOLUME: 1250mL Nº. TESTE: 1250
Preparo do reagente:
#
Diluir o volume necessário do
NOMBRE TECNICA CREA reagente para 1 dia de trabalho.
UNIDADES mg/dL Misturar 1 parte do Ácido pícrico
(nº 1) com 4 partes do Reagente
MODO DE CALCULO TFE alcalino (nº2).
MODO DE LECTURA -
FILTRO DE REFERENCIA Amostra:
-
Soro, plasma (heparina, EDTA),
FILTRO LECTURA 505 urina.
FACTOR -
TIEMPO ESTAB. Linearidade:
1 A reação é linear até 10 mg/dL.
TIEMPO INCUBATION 30 Para valores maiores diluir a
TIEMPO INTERVALO 60 amostra com água destilada, e
multiplicar o valor obtido pelo
Nº INTERVALOS - fator da diluição.
VOLUM. DE ASP. 400
TIPO DE REACCION C Calibração:
Usar o padrão que acompanha
ESTANDARD 3 o kit (3 mg/dL) ou Humatrol N
Nº DE ESTANDARES 1 ou Humatrol P como
DUP. MUESTRAS multicalibrador.
-
ESCALAS ABS. - Valor de referência:
CONC. - Soro: 0,4 a 1,4 mg/dL
FACTOR DILUICION Urina:Homem:21 a 26 mg/Kg/
- dia
TEMPERATURA 37 Mulher: 16 a 22 mg/kg/
dia

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

FERRO

Cat.: 007 Volume: 65 mL Nº testes: 40

#
NOMBRE TECNICA FERRO
UNIDADES µg/dL
Preparo do reagente:
MODO DE CALCULO MFE Misturar na proporção de 1,5 ml de
MODO DE LECTURA Tampão e 0,100 ml de Reagente
- de Cor. Deixar em banho maria a
FILTRO DE REFERENCIA - 37º C antes de utilizá-lo no
equipamento.
FILTRO LECTURA 546
FACTOR Estabilidade : Os reagente são
- estáveis, mesmo depois de
TIEMPO ESTAB. 3 abertos, até a data de validade
impressa no rótulo, quando
TIEMPO INCUBATION - armazenados entre 2 e 8ºC.
TIEMPO INTERVALO - Amostra:
Nº INTERVALOS - Soro.

VOLUM. DE ASP. 400 Linearidade:


TIPO DE REACCION A reação é linear até 400 mg/dL.
C
ESTANDARD 100 Calibração:
Não utilizar o padrão que
Nº DE ESTANDARES 1 acompanha o kit. Utilizar somente
DUP. MUESTRAS calibrador protéico.
-
ESCALAS ABS. - Valor de referência:
45 a 150 mg/dL
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

FERRO CAB

Cat.: 10229 Volume: 60 mL Nº testes: 60

# O reagente já se encontra pronto para


uso.
NOMBRE TECNICA FERRO CAB
UNIDADES µg/dL
Estabilidade:
O reagente é estável entre 2 e 25 ºC
MODO DE CALCULO PFE até o vencimento da data de valida-
de.
MODO DE LECTURA -
FILTRO DE REFERENCIA -
Calibração:
Utilizar o padrão que acompanha o kit
FILTRO LECTURA 623 (100 µ g/dL). Ensaiar em triplicata, sen-
do que a variação não deve ser supe-
FACTOR - rior a 5%.
TIEMPO ESTAB. 1 Controle de qualidade:
TIEMPO INCUBATION - Recomendamos o uso de um de nos-
sos soros controle Humatrol N,
TIEMPO INTERVALO - Humatrol P, Serodos ou Serodos Plus
Nº INTERVALOS -
para que os parâmetros de aplicação
sejam verificados.
VOLUM. DE ASP. 400
TIPO DE REACCION C
ESTANDARD 100
Nº DE ESTANDARES 1
DUP. MUESTRAS -
ESCALAS ABS. -
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

FOSFATASE ALCALINA CINÉTICA

Cat: 12017 Volume:100 mL Nº. testes: 100


Cat: 12037 Volume: 1000 mL Nº. testes: 1000

#
NOMBRE TECNICA FALC
UNIDADES U/L Preparo do reagente:
Preparar o volume necessário para
MODO DE CALCULO CDF 1 dia de trabalho. Misturar 2mL de
MODO DE LECTURA - Substrato (R2) a
8 mL de Tampão (R1).
FILTRO DE REFERENCIA -
FILTRO LECTURA 405 Estabilidade: 5 dias entre 15 -
25 ºC ou 4 semanas entre
FACTOR 2751 2 - 8 ºC.
TIEMPO ESTAB. 1
Amostra:
TIEMPO INCUBATION 20 Soro, plasma (heparina).
TIEMPO INTERVALO 30
Linearidade:
Nº INTERVALOS - A reação é linear até 700 U/L. Se
VOLUM. DE ASP. 400 a média das difernças das
absorbâncias por minuto for
TIPO DE REACCION C superior a 0,250, diluir 0,1 mL da
ESTANDARD - amostra com 0,5 mL de solução
salina e multiplicar o resultado por 6.
Nº DE ESTANDARES 1
DUP. MUESTRAS - Calibração:
Usar Humatrol N ou Humatrol P
ESCALAS ABS. - como multicalibrador.
CONC. -
Valor de referência:
FACTOR DILUICION - Criança até 15 anos: até 644 U/L
TEMPERATURA 37 De 15 a 17 anos: até 483 U/L
Homem: 80 - 306 U/L
Mulher: 64 - 306 U/L

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

FÓSFORO UV

Cat:10027 Volume:100 mL Nº testes: 200

#
NOMBRE TECNICA FOSF
UNIDADES mg/dL Preparo do reagente:
MODO DE CALCULO PFE O reagente já se encontra pronto
para uso.
MODO DE LECTURA -
FILTRO DE REFERENCIA - Estabilidade: até o vencimento da
data de validade quando
FILTRO LECTURA 340 armazenado entre 15 e 25ºC.
FACTOR -
Amostra:
TIEMPO ESTAB. 1 Soro, plasma (heparina, EDTA).
TIEMPO INCUBATION -
Linearidade:
TIEMPO INTERVALO - A reação é linear até 20 mg/dL.
Nº INTERVALOS - Para valores superiores diluir a
amostra com água destilada e
VOLUM. DE ASP. 400 multiplicar o resultado pelo fator
TIPO DE REACCION C de diluição.

ESTANDARD 70 Calibração:
Nº DE ESTANDARES 1 Usar o padrão que acompanha o kit
ou usar Humatrol N ou Humatrol P
DUP. MUESTRAS - como multicalibrador.
ESCALAS ABS. -
Valor de Referência:
CONC. - Adulto: 2,5 - 5,0 mg/dL
FACTOR DILUICION - Criança: 4,0 - 7,0 mg/dL

TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

GAMA-GT CINÉTICO

Cat: 12013 Volume: 100 mL Nº. testes: 100


Cat: 12033 Volume: 1000 mL Nº. testes: 1000

#
Preparo do reagente:
NOMBRE TECNICA GGT Preparar um volume suficiente
UNIDADES U/L para 1 dia de trabalho, seguindo
CDF a seguinte proporção: 2 mL de
MODO DE CALCULO
substrato + 8 mL de tampão.
MODO DE LECTURA -
FILTRO DE REFERENCIA - Estabilidade: 5 dias entre 15
- 25 ºC ou 6 semanas entre 2
FILTRO LECTURA 405
- 8 ºC.
FACTOR 1158
TIEMPO ESTAB. 1 Amostra:
Soro, plasma (EDTA).
TIEMPO INCUBATION 30
TIEMPO INTERVALO 20 Linearidade:
Nº INTERVALOS 3 A reação é linear até 230 U/L.
Se a média das difernças das
VOLUM. DE ASP. 400 absorbâncias por minuto for
TIPO DE REACCION C superior a 0,200 para Hg
- 405nm, diluir a amostra 1 + 5
ESTANDARD
com solução salina 0,9% e
Nº DE ESTANDARES - multiplicar o resultado por 6.
DUP. MUESTRAS -
Valor de referência:
ESCALAS ABS. -
Homem: 10 - 47 U/L
CONC. - Mulher: 7 - 30 U/L
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

GLICOSE ENZIMÁTICA
Cat:10261 Volume:500 mL Nº. Teste : 500
Cat:10262 Volume:1000 mL Nº. Teste : 1000
Cat.:10263 Volume: 250 mL Nº. Tetes: 250

#
NOMBRE TECNICA GLIC Preparo do reagente:
UNIDADES O reagente já vem pronto para uso.
mg/dL
MODO DE CALCULO PFE Estabilidade:
MODO DE LECTURA • 2 - 8ºC: até o vencimento
- da data de validade
FILTRO DE REFERENCIA - • 15 - 25ºC: 2 semanas,
FILTRO LECTURA protegido da luz solar direta
505
FACTOR - Amostra:
TIEMPO ESTAB. Soro, plasma, líquor, líquidos
1 sinovial, pleural e ascítico.
TIEMPO INCUBATION -
TIEMPO INTERVALO Linearidade:
- A reação é linear até 500 mg/dL.
Nº INTERVALOS - Para valores superiores diluir a
VOLUM. DE ASP. amostra com solução salina 0,9%
400 e multiplicar o resultado pelo fator
TIPO DE REACCION C de diluição.
ESTANDARD 100 Calibração:
Nº DE ESTANDARES 1 Usar o padrão que acompanha o kit
DUP. MUESTRAS (100 mg/dL) ou usar Humatrol N ou
- Humatrol P como multicalibrador.
ESCALAS ABS. -
CONC. Valor de referência:
- Plasma:70 - 110 mg/dL
FACTOR DILUICION - Líquor: 65% da glicemia
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

GOT CINÉTICO UV
CAT.:12300 VOLUME:: 60 mL Nº.TESTES: 60
CAT.: 12301 VOLUME: 100 mL Nº.TESTES: 100
CAT.: 12031 VOLUME: 1000mL Nº.TESTES: 1000

Preparo do reagente:
# Preparar o volume
necessário para 1 dia de
NOMBRE TECNICA GOT trabalho. Misturar 2mL de
UNIDADES U/L Substrato (R2) a
8 mL de Tampão (R1).
MODO DE CALCULO CDF
MODO DE LECTURA MONO Estabilidade: 5 dias entre
15 - 25 ºC ou 4 semanas
FILTRO DE REFERENCIA - entre 2 - 8 ºC.
FILTRO LECTURA 340
Amostra:
FACTOR 1745 Soro, plasma
TIEMPO ESTAB. 1 (heparina,EDTA).
TIEMPO INCUBATION 30 Linearidade:
TIEMPO INTERVALO 60 A reação é linear até 350
U/L. Se a média das
Nº INTERVALOS 3 diferenças das absorbâncias
VOLUM. DE ASP. 400 por minuto for superior a
0,160 para Hg 334nm e
TIPO DE REACCION D 340nm ou 0,080 para Hg
ESTANDARD - 365nm, diluir 0,1 mL da
amostra com 0,9 ml de
Nº DE ESTANDARES - solução salina e multiplicar o
DUP. MUESTRAS - resultado por 10.
ESCALAS ABS. - Calibração:
CONC. - Usar Humatrol N ou
Humatrol P como
FACTOR DILUICION - multicalibrador.
TEMPERATURA 37
Valor de referência:
Homem: até 37 U/L
Mulher: até 31 U/L

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

GPT CINÉTICO UV
CAT.: 12401 VOLUME: 60 mL Nº. TESTES 60
CAT.: 12402 VOLUME: 100 mL Nº. TESTES: 100
CAT.: 12032 VOLUME: 1000 mL Nº. TESTES: 1000

#
NOMBRE TECNICA GPT Preparo do reagente:
UNIDADES U/L Preparar o volume
necessário para 1 dia de
MODO DE CALCULO CDF trabalho. Misturar 2mL de
MODO DE LECTURA MONO Substrato (R2) a
8 mL de Tampão (R1).
FILTRO DE REFERENCIA -
FILTRO LECTURA 340 Estabilidade: 5 dias
entre 15 - 25 ºC ou 4
FACTOR 1745 semanas entre 2 - 8 ºC.
TIEMPO ESTAB. 1
Amostra:
TIEMPO INCUBATION 30 Soro, plasma (heparina,
TIEMPO INTERVALO 60 EDTA).

Nº INTERVALOS 3 Linearidade:
VOLUM. DE ASP. 400 A reação é linear até 150
U/L. Se a média das
TIPO DE REACCION D diferenças das
ESTANDARD - absorbâncias por minuto
for superior a 0,160 para
Nº DE ESTANDARES - Hg 334nm e340nm ou
DUP. MUESTRAS - 0,080 para Hg 365nm ou
se a atividade for maior
ESCALAS ABS. - que 150 U/L para 25/30ºC
CONC. - ou 280 para 37ºC, diluir 0,1
mL da amostra com 0,9
FACTOR DILUICION - mL de solução salina e
TEMPERATURA 37 multiplicar o resultado por
10.

Calibração:
Usar Humatrol N ou
Humatrol P como
multicalibrador.
Sugerimos a utilização de soros controle para
a verificação dos parâmetros de aplicação. Valor de referência:
Homem: até 42 U/l
# Definido pelo operador. Mulher: até 32 U/l

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

HEMOGLOBINA GLICOSILADA
CAt.: 10657 Nº. TESTES: 20 CAT: 20658 Nº. TESTES: 60
CAT.: 10658 Nº. TESTES: 30 CAT.: 20657 Nº. TESTES: 100

#
NOMBRE TECNICA HB
UNIDADES ABS
MODO DE CALCULO PF
MODO DE LECTURA MONO Reagente:
O Reagente já se encontra
FILTRO DE REFERENCIA - pronto para uso. O método é
FILTRO LECTURA 415 baseado em resina de troca
iônica.
FACTOR -
TIEMPO ESTAB. 1 Estabilidade:
Ver instrução de uso.
TIEMPO INCUBATION -
TIEMPO INTERVALO - Calibração:
Usar o fator da bula
Nº INTERVALOS - que acompanha o kit
VOLUM. DE ASP. 800
Valores de referência: 4,5%
TIPO DE REACCION - a 7,0% pessoas com metabo-
ESTANDARD - lismo saudável ou diabetes
controladas.
Nº DE ESTANDARES - 7,0% a 8,5% tratamento ina-
DUP. MUESTRAS - dequado ou diabetes
subclínicas com valor normal
ESCALAS ABS. - de glicose mas teste de tole-
CONC. - rância alterado.
> 8,5% diabeticos sem con-
FACTOR DILUICION - trole
TEMPERATURA 25ºC

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

LDH CINÉTICO UV
Cat: 12014 Volume: 100 mL Nº testes: 100
Cat: 12024 Volume: 400 mL Nº testes: 400

# Preparo do reagente:
NOMBRE TECNICA LDH Preparar o volume necessário para
1 dia de trabalho. Misturar 2mL de
UNIDADES U/L Substrato (R2) a
MODO DE CALCULO CDF 8 mL de Tampão (R1).

MODO DE LECTURA - Estabilidade: 3 dias entre 15 - 25


FILTRO DE REFERENCIA - ºC ou 3 semanas entre 2 - 8 ºC.

FILTRO LECTURA 340 Amostra: Soro, plasma (heparina,


FACTOR 16030 EDTA).

TIEMPO ESTAB. 1 Linearidade:


TIEMPO INCUBATION 60 A reação é linear até 2500 U/L. Se
a média das diferenças das
TIEMPO INTERVALO 30 absorbâncis por minuto for superior
Nº INTERVALOS 3 a 0,150 para Hg 334nm e 340nm ou
superior a 0,07 para Hg 365nm, diluir
VOLUM. DE ASP. 400 0,1 mL da amostra com 0,9 mL de
TIPO DE REACCION C solução salina e multiplicar o resultado
por 10.
ESTANDARD -
Nº DE ESTANDARES - Calibração:
Usar Humatrol N ou Humatrol P
DUP. MUESTRAS - como multicalibrador.
ESCALAS ABS. -
Valor de referência:
CONC. - Adulto:225 - 450 U/L
FACTOR DILUICION - Criança ate 12 anos: até 500 U/L

TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

LIPASE
CAt.: 010 Nºtestes: 40

#
NOMBRE TECNICA Lipase
UNIDADES ABS
MODO DE CALCULO PF Preparo dos reagentes:
Prontos para uso.
MODO DE LECTURA MONO
Estabilidade:
FILTRO DE REFERENCIA - Até a data de validade impressa no
FILTRO LECTURA 410 rótulo quando conservados como des-
crito na instrução de uso.
FACTOR 1
Cálculo:
TIEMPO ESTAB. 003 O resultado obtido pelo aparelho será
TIEMPO INCUBATION - somente absorbância. para a obten-
ção do valor da concentração utilizar
TIEMPO INTERVALO - a seguinte fórmula de cálculo:

Nº INTERVALOS - Lipase (UI) = {(Aa - Ac) / 7} x 1000


VOLUM. DE ASP. 800
Aa = Absorbância da amostra
TIPO DE REACCION - Ac = Absorbância do controle
ESTANDARD -
Nº DE ESTANDARES Não
DUP. MUESTRAS -
ESCALAS ABS. -
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 25ºC

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

MAGNÉSIO LIQUICILOR

Cat:10010 Volume:200 mL Nº testes 200

#
NOMBRE TECNICA MAG
UNIDADES mg/dL
MODO DE CALCULO PFE
- Preparo do reagente:
MODO DE LECTURA
O reagente já se encontra pronto
FILTRO DE REFERENCIA - para uso.
FILTRO LECTURA 505
Estabilidade: Os reagentes são
FACTOR - estáveis até a data de validade
1 impressa no rótulo, quando
TIEMPO ESTAB.
armazenados entre 2 e 25ºC.
TIEMPO INCUBATION -
- Amostra:
TIEMPO INTERVALO
Soro, plasma (heparina, EDTA).
Nº INTERVALOS -
400 Linearidade:
VOLUM. DE ASP.
A reação é linear até 5.0 U/L. Para
TIPO DE REACCION C valores maiores diluir 0,1 mL da
2.5 amostra com 0,9 ml de solução salina
ESTANDARD
e multiplicar o resultado por 10.
Nº DE ESTANDARES 1
- Calibração:
DUP. MUESTRAS
Usar Humatrol N ou Humatrol P
ESCALAS ABS. - como multicalibrador.
CONC. -
Valor de referência:
FACTOR DILUICION - Adulto: 1.9-2.5 mg/dL
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

POTÁSSIO

CAT:10118 VOLUME:100 mL Nº. TESTES: 100

#
NOMBRE TECNICA K
UNIDADES ABS
MODO DE CALCULO PFE Estabilidade: Os reagentes são
MODO DE LECTURA - estáveis até a data de validade
impressa no rótulo, quando arma-
FILTRO DE REFERENCIA - zenado entre 2 e 25ºC. O
FILTRO LECTURA 578 reagente de trabalho é estável
por 30 dias se armazenado entre
FACTOR - 15 e 25ºC e por 60 dias entre 2 e
TIEMPO ESTAB. 1 8ºC.
TIEMPO INCUBATION - Preparo dos reagentes: O pa-
TIEMPO INTERVALO - drão e o precipitante estão pronto
para uso, o padrão não deve ser
Nº INTERVALOS - diluído. Reagente de uso: mistu-
VOLUM. DE ASP. 800 rar o conteúdo do frasco do TPB
com o conteúdo do frasco de
TIPO DE REACCION C NaOH, para obter o reagente de
ESTANDARD 5.0 uso. Para volumes menores mis-
turar na proporção de 1 + 1. Dei-
Nº DE ESTANDARES 1 xar a solução em repouso por 15
DUP. MUESTRAS - a 30 minutos antes de usar.
ESCALAS ABS. - Linearidade: O teste é linear até
CONC. - a concentração de 10mmol/L,
acima deste valor deve ser diluí-
FACTOR DILUICION - da 1 + 1 com solução fisiológica,
TEMPERATURA 37 multiplicar o resultado por 2.

Valores de referência:
Soro: 3,6 - 5,5 mmol/L
plasma: 4,0 - 4,8 mmol/L

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

PROTEINA TOTAL

Cat: 013 Volume: 500 mL Nº testes: 500

Preparo do reagente:
# Adicionar ao reagente nº1 (Reag. de
NOMBRE TECNICA PT cor) 450 ml de água destilada.

UNIDADES g/dL Estabilidade: 6 meses a


MODO DE CALCULO PFE temperatura ambiente armazenado
em frasco de plástico.
MODO DE LECTURA -
FILTRO DE REFERENCIA - Amostra:
Soro, líquor, líquidos sinovial, pleural
FILTRO LECTURA 546 e ascítico.
FACTOR -
Linearidade:
TIEMPO ESTAB. 1 A reação é linear até 12 g/dL. Para
TIEMPO INCUBATION - valores superiores diluir a amostra
com solução salina 0,9% e
TIEMPO INTERVALO - multiplicar o resultado pelo fator
Nº INTERVALOS - de diluição.

VOLUM. DE ASP. 400 Calibração:


TIPO DE REACCION C Usar o padrão que acompanha o
kit (4,0 g/dL) ou usar Humatrol N
ESTANDARD 4 ou Humatrol P como multicalibrador.
Nº DE ESTANDARES 1
Valor de referência:
DUP. MUESTRAS - Recém-nascido:5,3 a 8,9 g/dL
ESCALAS ABS. - Até 6 anos: 5,6 a 8,5 g/dL
Adulto: 6,0 a 8,0 g/dL
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

SÓDIO

CAT:573351 VOLUME:120 mL Nº. TESTES: 60

#
NOMBRE TECNICA Na
UNIDADES ABS
MODO DE CALCULO PFE
MODO DE LECTURA - Reagente:
FILTRO DE REFERENCIA - O Reagente já se encontra
FILTRO LECTURA pronto para uso.
578
FACTOR - Estabilidade:
TIEMPO ESTAB. Ver instrução de uso.
1
TIEMPO INCUBATION - Linearidade:
TIEMPO INTERVALO 10 mmol/L
-
Nº INTERVALOS - Cálculo:
VOLUM. DE ASP. Realizar a leitura somente em
800 absorbância. O cálculo da con-
TIPO DE REACCION C centração deverá ser realiza-
ESTANDARD do manualmente.
5.0
Nº DE ESTANDARES 1 Leitura:
DUP. MUESTRAS Zerar o equipamento com
- água destilada ou deionizada.
ESCALAS ABS. - Realizar a leitura do Reagente
CONC. Branco, Padrão e Amostra
- contra a água.
FACTOR DILUICION - O Reagente Branco terá leitu-
TEMPERATURA ra maior que a leitura do Pa-
37
drão e da Amostra.

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

TRANSAMINASE OXALACÉTICA

CAT:015 VOLUME: 600 mL Nº. TESTES:200

#
NOMBRE TECNICA TGO
UNIDADES U/L
MODO DE CALCULO PFE
MODO DE LECTURA MONO Reagente:
FILTRO DE REFERENCIA - Verificar a Instrução de Uso
para o preparo do Hidróxido
FILTRO LECTURA 505 de Sódio de uso.
FACTOR - Os outros reagentes se en-
contram prontos para uso.
TIEMPO ESTAB. 1
TIEMPO INCUBATION - Estabilidade:
Ver instrução de uso.
TIEMPO INTERVALO -
Nº INTERVALOS - Cálculo:
O resultado fornecido pelo
VOLUM. DE ASP. 400 equipamento será
TIPO DE REACCION C absorbância. Os valors de abs
deverão ser plotados em um
ESTANDARD - papel monolog com suas con-
Nº DE ESTANDARES 5 centrações correspondentes.
A concentração da amostra
1º PADRÃO 0 deverá ser obtida nesta cur-
2º PADRÃO 24 va interpolando-se sua abs.

3º PADRÃO 61 Leitura:
4º PADRÃO 114 Zerar o equipamento com
água destilada ou deionizada.
5º PADRÃO 190 Realizar a leitura do Reagente
DUP. MUESTRAS - Branco, Calibradores e Amos-
tras contra a água.
ESCALAS ABS. -
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 0

Sugerimos a utilização de soros controle para a


verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.


IN VITRO Human
REV.04/03
Quality and Reliability
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

TRANSAMINASE PIRÚVICA - TGP

CAT:016 VOLUME:600 mL Nº. TESTES: 200

#
NOMBRE TECNICA TGP
UNIDADES U/L
MODO DE CALCULO PFE
MODO DE LECTURA MONO Reagente:
Verificar a Instrução de Uso
FILTRO DE REFERENCIA -
para o preparo do Hidróxido
FILTRO LECTURA 505 de Sódio de uso.
Os outros reagentes se en-
FACTOR -
contram prontos para uso.
TIEMPO ESTAB. 1
Estabilidade:
TIEMPO INCUBATION -
Ver instrução de uso.
TIEMPO INTERVALO -
Cálculo:
Nº INTERVALOS -
O resultado fornecido pelo
VOLUM. DE ASP. 400 equipamento será
absorbância. Os valors de abs
TIPO DE REACCION C
deverão ser plotados em um
ESTANDARD - papel monolog com suas con-
centrações correspondentes.
Nº DE ESTANDARES 5
A concentração da amostra
1º PADRÃO 0 deverá ser obtida nesta cur-
va interpolando-se sua abs.
2º PADRÃO 28
3º PADRÃO 57 Leitura:
Zerar o equipamento com
4º PADRÃO 97
água destilada ou deionizada.
5º PADRÃO 150 Realizar a leitura do Reagente
Branco, Calibradores e Amos-
DUP. MUESTRAS -
tras contra a água.
ESCALAS ABS. -
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 0

Sugerimos a utilização de soros controle para a


verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO Human
REV.04/03
Quality and Reliability
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

TRIGLICÉRIDES LIQUICOLOR MONO


CAT.: 10726 VOLUME: 100 mL Nº. TESTES: 100
CAT.:10727 VOLUME: 200 mL Nº. TESTES: 200
CAT.: 10728 VOLUME: 400 mL Nº. TESTES: 400

# Preparo do reagente:
NOMBRE TECNICA TRI O reagente já se encontra pronto
para uso.
UNIDADES mg/dL
MODO DE CALCULO PFE Estabilidade:
• 2 - 8ºC: até o vencimento
MODO DE LECTURA - da data de validade
FILTRO DE REFERENCIA - • 15 - 25ºC: 4 semanas,
protegido da luz solar direta
FILTRO LECTURA 505
FACTOR - Amostra:
Soro, plasma (heparina, EDTA).
TIEMPO ESTAB. 1
TIEMPO INCUBATION - Linearidade:
A reação é linear até 1000 mg/dL.
TIEMPO INTERVALO - Para valores superiores diluir a
Nº INTERVALOS - amostra com solução salina 0,9%
e multiplicar o resultado pelo fator
VOLUM. DE ASP. 400 de diluição.
TIPO DE REACCION C
Calibração:
ESTANDARD 200 Usar o padrão que acompanha o kit
Nº DE ESTANDARES 1 (200 mg/dL) ou usar Humatrol N ou
Humatrol P como multicalibrador.
DUP. MUESTRAS -
ESCALAS ABS. - Interpretação Clínica:
Idade mg/dL
CONC. - Até 39 até 150
FACTOR DILUICION - 40 - 49 até 160
50 - 59 até 190
TEMPERATURA 37 60 - 69 até 180
> 70 até 170

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

URÉIA ENZIMÁTICA
CAT.: 10505 VOLUME: 200 mL Nº. TESTES: 200
CAT.: 11506 VOLUME: 500mL Nº. TESTES: 500
CAT.: 10505-E VOLUME: 1000 mL Nº. TESTES: 1000

#
NOMBRE TECNICA URÉIA
UNIDADES mg/dL
MODO DE CALCULO PFE
MODO DE LECTURA - Preparo dos reagentes: O
reagente 2 e o padrão já estão
FILTRO DE REFERENCIA - pronto para uso. O reagente de
FILTRO LECTURA 578 trabalho é preparado a partir da
mistura do frasco 3 com o frasco
FACTOR - 1 nas seguinte proporção: 1mL
TIEMPO ESTAB. 1 de concentrado enzimático com
100mL de reagente do frasco 1
TIEMPO INCUBATION - ou 5 mL de concentrado
TIEMPO INTERVALO - enzimático com 500mL de
reagente de frasco 1.
Nº INTERVALOS -
VOLUM. DE ASP. 400 Estabilidade: Os reagentes são
estáveis quando selados, até a
TIPO DE REACCION C data de validade impressa no ró-
ESTANDARD 70 tulo quando armazenado entre 2
e 8ºC. O reagente de trabalho é
Nº DE ESTANDARES 1 estável por 4 semanas a 2 e 8ºC
DUP. MUESTRAS - ou 2 semanas entre 15 e 25ºC. O
reagente 1,2 e 3 são estáveis
ESCALAS ABS. - após abertos por 6 semanas a 2
CONC. - e 8ºC o 10 dias entre 15 e 25ºC.

FACTOR DILUICION - Linearidade: até 400mg/dL no


TEMPERATURA 37 soro ou plasma.
até 400g/L na urina.

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

URÉIA LIQUI UV

CAT:10521 VOLUME:150 mL Nº. TESTES: 150


CAT:10521-E VOLUME:300 mL Nº. TESTES: 300

#
Preparo da reagente:
NOMBRE TECNICA URÉIA UV Preparar o Reagente de Uso
UNIDADES mg/dL misturando 4 partes de R1 com 1
parte de R2.
MODO DE CALCULO TFE
MODO DE LECTURA - Estabilidade: O reagente de uso
é estável por 5 dias entre 15º e
FILTRO DE REFERENCIA - 25º C, e 4 semanas entre 2º e 8º
FILTRO LECTURA 340 C.

FACTOR - Amostra:
TIEMPO ESTAB. 1 Soro, plasma, urina.

TIEMPO INCUBATION 20 Linearidade:


TIEMPO INTERVALO 60 A reação é linear até 300 mg/dL.
Para valores superiores diluir a
Nº INTERVALOS - amostra com solução salina 0,9%
VOLUM. DE ASP. 400 e multiplicar o resultado pelo fator
de diluição.
TIPO DE REACCION D
ESTANDARD 70 Calibração:
Usar o padrão que acompanha o kit
Nº DE ESTANDARES 1 (80 mg/dL) ou usar Humatrol N ou
DUP. MUESTRAS - Humatrol P como multicalibrador.

ESCALAS ABS. - Interpretação Clínica:


CONC. - Soro: 10 - 50 mg/dL
Urina: 20 - 35 g/24 h
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

APOLIPOPROTEÍNA A1

CAT.:11101 / 11101-SP VOLUME: 30 mL Nº. TESTES: 30


CAT.:11101-E VOLUME: 60 mL Nº. TESTES: 60

# Preparo do reagente:
O monoreagente se encontra
NOMBRE TECNICA APO A1 pronto para uso.
UNIDADES mg/dL
Estabilidade: O r e a g e n t e é
MODO DE CALCULO PFE estável até a data de validade
MODO DE LECTURA - impressa no rótulo, quando
armazenado entre 2 e 8ºC e
FILTRO DE REFERENCIA - hermeticamente fechado. O
FILTRO LECTURA 340 monoreagente após aberto é
estável por 60 dias entre 2 e 8ºC.
FACTOR - Evitar contaminação e
TIEMPO ESTAB. 1 congelamento.
TIEMPO INCUBATION - Amostra:
TIEMPO INTERVALO - Soro.
Nº INTERVALOS - Linearidade:
VOLUM. DE ASP. 400 A reação é linear até 40-400 mg/
dL.
TIPO DE REACCION C
ESTANDARD - Calibração:
Recomendamos usar o padrão que
Nº DE ESTANDARES 5** acompanha o kit .
DUP. MUESTRAS -
Valor de referência:
ESCALAS ABS. - Homem: 115-190 mg/dL
CONC. - Mulher: 115-220 mg/dL
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

APOLIPOPROTEÍNA B
CAT.:11102 / 11102-SP VOLUME:30 mL Nº. TESTES: 30
CAT.:11102-E VOLUME:60 mL Nº. TESTES: 60

# Preparo do reagente:
O monoreagente se encontra
NOMBRE TECNICA APO B pronto para uso.
UNIDADES mg/dL
Estabilidade: Os reagentes são
MODO DE CALCULO PFE estáveis até a data de validade
MODO DE LECTURA - impressa no rótulo, quando
armazenados entre 2 e 8ºC e
FILTRO DE REFERENCIA - hermeticamente fechado. Após
FILTRO LECTURA 340 aberto o monoreagene tem
estabilidade de 60 dias entre 2 e
FACTOR - 8ºC, o padrão é estável por 30 se
TIEMPO ESTAB. 1 conservado entre 2 e 8ºC.
TIEMPO INCUBATION - Amostra:
TIEMPO INTERVALO - Soro.
Nº INTERVALOS - Linearidade:
VOLUM. DE ASP. 400 A reação é linear até 20-800 mg/
dL.
TIPO DE REACCION C
ESTANDARD - Calibração:
Recomendamos usar o padrão que
Nº DE ESTANDARES 5** acompanha o kit .
DUP. MUESTRAS -
Valor de referência:
ESCALAS ABS. - Homem: 60-138 mg/dL
CONC. - Mulher: 52-129 mg/dL
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

ASO TURBIDIMÉTRICO
CAT.: 11251 / 11251-SP VOLUME:50 mL Nº. TESTES: 50
CAT.: 11251-E VOLUME: 100 mL Nº. TESTES: 100
CAT.: 11251-H VOLUME: 200 mL Nº. TESTES: 200

#
NOMBRE TECNICA ASO
UNIDADES UI/mL
MODO DE CALCULO TFE
MODO DE LECTURA -
Preparo do reagente:
FILTRO DE REFERENCIA - Os reagentes se encontram
FILTRO LECTURA 545 prontos para uso.

FACTOR - Estabilidade: Os reagente são


TIEMPO ESTAB. 1 estáveis após abertos por 20 dias
entre 2 e 8ºC
TIEMPO INCUBATION 10
TIEMPO INTERVALO 120 Amostra:
Soro, plasma.
Nº INTERVALOS -
VOLUM. DE ASP. 400 Linearidade:
A reação é linear até 800 IU/mL.
TIPO DE REACCION C
ESTANDARD 1 Calibração:
Recomendamos usar o padrão que
Nº DE ESTANDARES - acompanha o kit .
DUP. MUESTRAS -
Valor de referência:
ESCALAS ABS. - Até 200 IU/mL
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

FATOR REUMATÓIDE TURBIDIMÉTRICO


CAT.:11261 VOLUME:50 mL Nº. TESTES: 50
CAT.:11261-E/ 11261-O VOLUME: 100 mL Nº. TESTES: 100
CAT.:11261-H VOLUME: 200 mL Nº. TESTES: 200

#
NOMBRE TECNICA FR
UNIDADES UI/mL Preparo do reagente:
Os reagentes se encontram prontos
MODO DE CALCULO PFE para uso.
MODO DE LECTURA - Amostra:
FILTRO DE REFERENCIA - Soro.

FILTRO LECTURA 545 Estabilidade: Os reagentes são


estáveis até a data de validade
FACTOR - impressa no rótulo quando
TIEMPO ESTAB. 1 armazernados entre 2 e 8ºC. O STD
após ser reconstituído é estável por
TIEMPO INCUBATION - 1 mês entre 2 e 8ºC ou por 3 meses
em -20ºC.
TIEMPO INTERVALO -
Nº INTERVALOS - Linearidade:
A reação é linear até 120 IU/mL
VOLUM. DE ASP. 400
Calibração:
TIPO DE REACCION C Calibração de um ponto recomenda-
ESTANDARD - se usar o CAL de cerca de 40 UI/
mL. Se for necessária melhor
Nº DE ESTANDARES 5 exatidão e faixa mais ampla
recomenda-se trabalhar com curva
DUP. MUESTRAS - de calibração. Preparar diluição do
ESCALAS ABS. - padrão utilizando salina fisiológica
(0,9%).Multiplicar a concentração do
CONC. - STD pelo fator de diluição. Curva de
calibração (2 - 160 UI/mL).
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37 Diluição 1 2 3 4 5

STD (µL) 10 20 40 60 80

NaCl (µL) 70 60 40 20 0

Fator 0,125 0,25 0,5 0,75 1,0


Sugerimos a utilização de soros controle para
a verificação dos parâmetros de aplicação. Valor de referência:
Até 20 IU/mL

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

IMUNOGLOBULINA IgA

CAT.:11002 VOLUME: 30 ml Nº. TESTES: 15


CAT.:11002-E VOLUME: 90 ml Nº. TESTES: 45

#
Preparo do reagente:
NOMBRE TECNICA IgA Os reagentes se encontram
UNIDADES mg/dL prontos
PFE para uso.
MODO DE CALCULO
MODO DE LECTURA - Estabilidade: Os ragentes após
FILTRO DE REFERENCIA - abertos são estáveis por 6
340 semanas quando
FILTRO LECTURA armazenados entre 2 e 8ºC.
FACTOR -
TIEMPO ESTAB. 1 Amostra:
Soro.
TIEMPO INCUBATION -
TIEMPO INTERVALO - Linearidade:
- A reação é linear até 50-1500
Nº INTERVALOS
mg/dL.
VOLUM. DE ASP. 400
TIPO DE REACCION C Calibração:
1 Recomendamos usar o
ESTANDARD padrão
Nº DE ESTANDARES - que acompanha o kit .
DUP. MUESTRAS -
- Valor de referência:
ESCALAS ABS. Adulto: 90-450 mg/dL
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

IMUNOGLOBULINA IgG
CAT.:11001 VOLUME: 30 mL Nº. TESTES: 15
CAT.:11001-E VOLUME: 90 mL Nº. TESTES: 45

#
NOMBRE TECNICA IgG
UNIDADES mg/dL
Preparo do reagente:
MODO DE CALCULO PFE Os reagentes se encontram
MODO DE LECTURA - prontos
para uso.
FILTRO DE REFERENCIA -
FILTRO LECTURA 340 Estabilidade: Os reagentes
- após abertos são estáveis por
FACTOR
6 semanas quando
TIEMPO ESTAB. 1 armazenados entre 2 e 8ºC.
TIEMPO INCUBATION -
- Amostra:
TIEMPO INTERVALO Soro.
Nº INTERVALOS -
VOLUM. DE ASP. 400 Linearidade:
A reação é linear até 200-
TIPO DE REACCION C
4000 mg/dL.
ESTANDARD 1
Nº DE ESTANDARES - Calibração:
Recomendamos usar o
DUP. MUESTRAS - padrão
ESCALAS ABS. - que acompanha o kit .
CONC. -
Valor de referência:
FACTOR DILUICION - Adulto: 800-1800 mg/dL
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

IMUNOGLOBULINA IgM

CAT.:11003 VOLUME: 30 mL Nº. TESTES: 15


CAT.:11003-E VOLUME: 90 mL Nº. TESTES: 45

#
NOMBRE TECNICA IgM
UNIDADES mg/dL
MODO DE CALCULO PFE
MODO DE LECTURA -
Preparo do reagente:
FILTRO DE REFERENCIA - Os reagentes se encontram
prontos
FILTRO LECTURA 340
para uso.
FACTOR -
Estabilidade: Os reagentes após
TIEMPO ESTAB. 1
abertos são estáveis por 6
TIEMPO INCUBATION - semanas quando armazenados
entre 2 e 8ºC.
TIEMPO INTERVALO -
Nº INTERVALOS - Amostra:
Soro.
VOLUM. DE ASP. 400
TIPO DE REACCION C Linearidade:
A reação é linear até 30-1300
ESTANDARD 1
mg/dL.
Nº DE ESTANDARES -
Calibração:
DUP. MUESTRAS -
Recomendamos usar o padrão
ESCALAS ABS. - que acompanha o kit .

CONC. -
Valor de referência:
FACTOR DILUICION - Adulto - 60-259 mg/dL
Mulheres- 70-280 mg/dL
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

IMUNOGLOBULINA IgA DIRETA


CAT.:11500/11500-CP VOLUME: 80mL Nº. TESTES:40
CAT.:11501 VOLUME: 80 mL Nº. TESTES:40

#
NOMBRE TECNICA IgAD
UNIDADES mg/dL
MODO DE CALCULO PFE
MODO DE LECTURA -
Preparo do reagente:
FILTRO DE REFERENCIA - Os reagentes se encontram
prontos para uso.
FILTRO LECTURA 570
FACTOR - Estabilidade: Os reagentes após
abertos são estáveis por 30 dias
TIEMPO ESTAB. 1
quando armazenados entre 2 e
TIEMPO INCUBATION - 8ºC.

TIEMPO INTERVALO -
Amostra:
Nº INTERVALOS - Soro.

VOLUM. DE ASP. 400


Linearidade:
TIPO DE REACCION C A reação é linear até 20-700 mg/
dL.
ESTANDARD -
Nº DE ESTANDARES 5 Calibração:
Recomendamos usar o padrão que
DUP. MUESTRAS -
acompanha o kit .
ESCALAS ABS. -
Valor de referência:
CONC. -
Adulto - 70-400 mg/dL
FACTOR DILUICION - Recém nascido -0%

TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

IMUNOGLOBULINA IgG DIRETA

CAT.:11500/11500-CP VOLUME: 80 mL Nº. TESTES: 40


CAT.:11502 VOLUME: 80 mL Nº. TESTES: 40

#
NOMBRE TECNICA IgGD
UNIDADES mg/dL
MODO DE CALCULO PFE
MODO DE LECTURA - Preparo do reagente:
FILTRO DE REFERENCIA - Os reagentes se encontram
prontos para uso.
FILTRO LECTURA 570
FACTOR - Estabilidade: Os reagentes após
abertos são estáveis por 30 dias
TIEMPO ESTAB. 1 quando armazenados entre 2 e
TIEMPO INCUBATION - 8ºC. Evitar o congelamento dos
reagentes.
TIEMPO INTERVALO -
Nº INTERVALOS - Amostra:
Soro.
VOLUM. DE ASP. 400
TIPO DE REACCION C Linearidade:
A reação é linear até 150-3000
ESTANDARD - mg/dL.
Nº DE ESTANDARES 5
Calibração:
DUP. MUESTRAS - Recomendamos usar o padrão que
ESCALAS ABS. - acompanha o kit .
CONC. - Valor de referência:
FACTOR DILUICION - Adulto - 700-1600 mg/dL
Recém nascido- Nível Normal
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

IMUNOGLOBULINA IgM DIRETA

CAT.: 11500/11500-CP VOLUME: 80 mL Nº. TESTES: 40


CAT.: 11501 VOLUME: 80 mL Nº. TESTES: 40

#
NOMBRE TECNICA IgMD
UNIDADES mg/dL Preparo do reagente:
Os reagentes se encontram
MODO DE CALCULO PFE prontos para uso.
MODO DE LECTURA -
Estabilidade: Os reagentes após
FILTRO DE REFERENCIA - abertos são estáveis por 30 dias
FILTRO LECTURA 340 quando conservados entre 2 e 8ºC.
Evitar congelamento.
FACTOR -
TIEMPO ESTAB. 1 Amostra:
Soro.
TIEMPO INCUBATION -
TIEMPO INTERVALO - Linearidade:
A reação é linear até 20-500 mg/
Nº INTERVALOS - dL.
VOLUM. DE ASP. 400
Calibração:
TIPO DE REACCION C Recomendamos usar o padrão que
ESTANDARD - acompanha o kit .

Nº DE ESTANDARES 5 Valor de referência:


DUP. MUESTRAS - Adulto 40-230 mg/dL
Recém nascido - Cerca de 30%
ESCALAS ABS. -
CONC. -
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

LIPOPROTEÍNA A

CAT:11105/11105-SP VOLUME: 53 mL Nº. TESTES 61

#
NOMBRE TECNICA LP(A)
UNIDADES mg/dL
MODO DE CALCULO PFE
MODO DE LECTURA - Preparo do reagente:
FILTRO DE REFERENCIA - Os reagentes se encontram
prontos
FILTRO LECTURA 570 para uso.
FACTOR -
Estabilidade: Os reagentes são
TIEMPO ESTAB. 1 estáveis após abertos por 60 dias
TIEMPO INCUBATION - e o padrão por 30 dias quando
armazenados entre 2 e 8ºC.
TIEMPO INTERVALO -
Nº INTERVALOS - Amostra:
Soro e plasma.
VOLUM. DE ASP. 400
TIPO DE REACCION C Linearidade:
A reação é linear até 6-200 mg/
ESTANDARD - dL.
Nº DE ESTANDARES 6
Calibração:
DUP. MUESTRAS - Recomendamos usar o padrão
ESCALAS ABS. - que acompanha o kit .

CONC. - Valor de referência:


FACTOR DILUICION - Até 30 mg/dL

TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03
IN VITRO DIAGNÓSTICA
APLICAÇÕES PARA O BTS 310 - BIOSYSTEMS

PROTEÍNA C REATIVA TURBIDIMÉTRICA

CAT.: 11241/11241-SP VOLUME: 55 mL Nº. TESTES: 50


CAT.: 11241-E VOLUME: 110 mL Nº. TESTES: 100

#
NOMBRE TECNICA PCR Preparo do reagente:
Os reagentes se encontram
UNIDADES mg/dL prontos
MODO DE CALCULO Ponto Final para uso.

MODO DE LECTURA - Estabilidade: Os reagentes são


FILTRO DE REFERENCIA - estáveis após abertos por 6
semanas quando armazenados
FILTRO LECTURA 340 entre 2 e 8ºC.
FACTOR -
Amostra:
TIEMPO ESTAB. 1 Soro.
TIEMPO INCUBATION 03
Linearidade:
TIEMPO INTERVALO A reação é linear até 25 mg/dL.
Nº INTERVALOS
Calibração:
VOLUM. DE ASP. 400 Recomendamos usar o padrão
TIPO DE REACCION C que acompanha o kit .

ESTANDARD 1 Valor de referência:


Nº DE ESTANDARES - Recém nascido até 3 dias- Até
1.5 mg/dL
DUP. MUESTRAS - Recém nascido de 4 dias e
ESCALAS ABS. - crianças-
Até 1.0 mg/dL
CONC. - Adultos - até 0.8 mg/dL
FACTOR DILUICION -
TEMPERATURA 37

Sugerimos a utilização de soros controle para


a verificação dos parâmetros de aplicação.

# Definido pelo operador.

IN VITRO

Human

Quality and Reliability


REV.09/03

Você também pode gostar