Você está na página 1de 1

PROJETO SALA DE RE…

PROJETO
SALA DE
RECURSOS Editar com o app Documentos

MULTIFUNCIO
Faça ajustes, deixe comentários e
compartilhe com outras pessoas para
editar simultaneamente.

NAIS NÃO, OBRIGADO INSTALAR O APP

São Luís – MA
2018

APRESENTAÇÃO

A sala de recursos multifuncional é um espaço físico


onde há atendimento educacional especializado para
atender os alunos que possuem algum tipo de
deficiência e necessidades especiais.
As salas devem ser organizadas institucionalmente
para alunos do ensino infantil/
fundamental/médio/alfabetização de jovens e adultos,
dando um apoio e complementação que favoreça o
desenvolvimento desses alunos.
O atendimento educacional especializado em forma de
apoio pode ser oferecido dentro ou fora da sala de aula
no mesmo turno da escolarização do aluno, por meio
dos serviços intérprete de libras, braile, guia intérprete
e professor de apoio favorecendo o acesso ao currículo
escolar.
Vemos que o atendimento educacional
especializado em forma de complementação
representa um trabalho pedagógico necessário ao
desenvolvimento de competências e habilidades
próprias, sendo realizado no contraturno nos
seguintes serviços, sala de recursos e oficinas
pedagógicas de formação e capacitação
profissional, tendo como papel fundamental oferecer
o que não é próprio do currículo da base nacional.

JUSTIFICATIVA

Com o intuito de assegurar o direito a Educação às


pessoas com deficiência, e promover sua autonomia e
independência, queremos ofertar, além da matrícula
nas classes comuns, o atendimento educacional
especializado nas salas Multifuncionais.
Com os principais avanços nos aspectos pedagógicos,
a lotação de professores auxiliares e cursos de
formação continuada que foram ofertados a estes
profissionais pela Educação com o intuito de
qualificá-los ainda mais para o trabalho educativo com
alunos portadores de necessidades educacionais
especiais: atendimento educacional especializado
constitui parte diversificada do currículo dos alunos
com necessidades educacionais especiais, organizado
institucionalmente para apoiar, complementar e
suplementar os serviços educacionais comuns. Dentre
as atividades curriculares específicas desenvolvidas no
atendimento educacional especializado em salas de
recursos se destacam: o ensino de Libras, o sistema
Braille, a comunicação alternativa, o enriquecimento
curricular, dentre outros.
Neste sentido, buscando contribuir ainda mais com o
ensino ofertado aos alunos com deficiência, nossa
escola se disponibilizará ao atendimento exclusivo
desta clientela, uma sala Multifuncional, onde
profissionais habilitados estarão desenvolvendo
atividades de caráter pedagógico, que terão como
objetivo principal facilitar o desenvolvimento do
processo ensino/aprendizagem de alunos com
deficiência.
Vale ressaltar, que este espaço funcionará como uma
extensão da sala de aula do ensino regular, permitindo
que nossos alunos inclusos tenham, através de
recursos tecnológicos e didáticos, uma educação de
qualidade, favorecendo com isto o acesso ao
conhecimento.
Refletir sobre isso requer modificação e desempenho
para fazer valer o direito a educação para todos e para
isso, devemos dispor de outros métodos com
procedimentos acessíveis, onde todos os alunos
possam acompanhar conteúdos expostos na sala de
aula de modo significativo para adquirir novos
conhecimentos e assim conseguir fundamentar a ideia
de inclusão.
A importância desse estudo se pauta em fazer valer a
escola inclusiva onde seu papel principal seja que
todos os alunos matriculados no ensino regular com
deficiência ou não possam aprender juntos
independente de qualquer diferença.

OBJETIVO GERAL
● · Atender os alunos com deficiência
física, intelectual, cognitiva, auditiva, múltipla e
hiperatividade, favorecendo o acesso destes ao
conhecimento através de recursos didáticos,
pedagógicos e tecnológicos, que minimizem as
barreiras no processo ensino/aprendizagem.
● ·Desenvolver ações e estratégias de
funcionamento e acompanhamento do processo
de inclusão no ensino.
● Fundamentar e orientar sobre o processo
global da educação de pessoas com
necessidades educacionais especiais, criando
possibilidades e condições adequadas para o
desenvolvimento pleno de suas
potencialidades, tendo em vista o exercício
consciente da cidadania e as possíveis
implementações das práticas de educação
inclusiva.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
● Efetivar, significativamente, o
funcionamento e acompanhamento da Sala de
Recursos Multifuncionais;
● Oferecer aos alunos que possuem
necessidades especiais um apoio pedagógicos
efetivo afim de que desenvolvam suas
habilidades cognitivas;
● Sensibilizar e capacitar os professores para
que possam desenvolver um trabalho
verdadeiramente inclusivo;
● Sensibilizar os pais para que reconheçam
o potencial de seus filhos e assim se
comprometam com o acompanhamento dos
mesmos;
● Preparar material específico para uso dos
alunos na sala de recursos multifuncionais,
considerando as necessidades específicas
dos mesmos.

METODOLOGIA:

Para ofertar a escola acessível aos alunos com


deficiência que fazem parte de nossa comunidade
escolar, adotaremos os seguintes procedimentos:
1. Será disponibilizado e adequado um
espaço pedagógico onde estes alunos
possam receber um atendimento
especializado de qualidade:
2. Solicitaremos a lotação, junto ao órgão
competente, de profissionais que sejam
especialistas para o ensino de alunos
com deficiência, intelectual, cognitiva,
auditiva, visual, múltipla e hiperatividade,
oportunizando a esta clientela o contato
com atividades direcionado às suas
necessidades:
3. Será organizado um horário de
atendimento no contraturno para que
estes alunos possam participar do projeto
sem prejuízo a sua frequência na sala de
aula do ensino regular;
4. Os grupos de alunos em atendimento
serão organizados preferencialmente por
faixa etária ou conforme necessidade
pedagógica semelhantes;
5. O aluno deverá receber atendimento de
acordo com as suas necessidades.

RECURSOS PEDAGÓGICOS:

A escola que acolhe e tira partido das


diferenças e busca construir coletivamente
uma pedagogia que parte das diferenças dos
seus alunos como impulsionadoras de novas
formas de organizar o ensino.
Atendendo a essas diferenças os recursos
pedagógicos e de acessibilidade colaboram
para que pessoas com deficiência participem
ativamente do processo escolar.
Os recursos podem ser considerados ajudas,
apoio e também meios utilizados para
alcançar um determinado objetivo, são
ações, práticas educacionais ou materiais
didáticos projetados para propiciar a
participação autônoma do aluno com
deficiência. Entre a grande variedade de
materiais e recursos pedagógicos que
podem ser utilizados para o trabalho na sala
multifuncionais, destacam-se:

- Jogos pedagógicos que valorizam os


aspectos lúdicos, a criatividade e o
desenvolvimento de estratégias de lógica
e pensamento.
- Livros didáticos e paradidáticos
correspondentes á atividade proposta pelo
professor, livros de histórias, dicionários e
livros em libras e braile.
- Recursos específicos para cada deficiência
e outros materiais relativos ou
desenvolvimento de estratégias de lógica
e pensamento.
- Recursos específicos para cada deficiência
e outros materiais relativos ao
desenvolvimento do processo
educacional.
- Mobiliários adequados e adaptados.

Nesse sentido, todos os recursos utilizados


no atendimento educacional especializado
das salas de Recursos Multifuncionais, não
pode ser confundido com atividades de mera
repetição de conteúdos programáticos
desenvolvidos na sala de aula, mas deve
constituir um conjunto de procedimentos
específicos mediadores do processo de
apropriação e produção de conhecimentos.

AS ATRIBUIÇÕES DO PROFESSOR DA
SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS.

O Professor da Sala de Recursos


Multifuncional não tem como única atribuição
o atendimento em si ao aluno. Suas
atribuições estão atreladas a outras ações
que promovem os recursos de
acessibilidade, identificando as necessidades
específicas dos alunos de forma a construir
um plano de atuação e traçar os resultados
desejados. Caberá também ao professor
elaborar o plano de AEE (atendimento
educacional especializado) que definirá o
tipo de atendimento para o aluno e
confeccionar os materiais necessários para
facilitar seu aprendizado.
A elaboração e execução do plano de AEE
serão feitos a partir do conhecimento sobre o
aluno, reunindo dados coletados com os
professores da sala de aula regular,
membros da comunidade e de familiares.
Outra atribuição do professor é acompanhar
e orientar o professor do aluno, da sala
comum, sobre os recursos utilizados, suas
dificuldades e avanços no processo de
desenvolvimento.

AVALIAÇÃO:

O acompanhamento pedagógico do aluno


deverá ser registrado semestralmente,
deverão ser registrados os avanços
acadêmicos e situações que ocorreram
nesse período.
No relatório deve ser observado:
- As dificuldades encontradas, os sucessos,
avanços e os desafios;
- A interação do aluno com os colegas,
professores e demais de seu convívio
educacional;
- As condições psicológicas e
comportamentais;
- A relação familiar, no sentido de garantir
que apoiem de forma efetiva a aprendizagem
do aluno.