Você está na página 1de 25

Introdução à Psicologia

Os primórdios da Ciência e da Filosofia Modernas:


contribuições de René Descartes

Prof.ª M.ª Laura Augusto Souza


VÍDEO

https://www.youtube.com/watch?v=M3oLEGlzs6k

Qual a relação das proposições de Descartes com a constituição do


pensamento psicológico?
O pato Mecânico

“Sem o pato cagão, não haveria


nada para nos lembrar da glória da
França”.

Voltaire apud Wood, 2002.


Do século 17 ao 19

Autômato
 Máquinas industriais
 Relógios

MECANICISMO  doutrina para a qual os processos


naturais são determinados mecanicamente e passíveis de
explicação pelas leis da física e da química.
René Descartes (1596-1650)

TEORIA DO ATO REFLEXO

• Evento externo provoca uma


resposta involuntária.

• O comportamento humano
é previsível se o passado
for conhecido.
René Descartes (1596-1650)

• Desviaram a atenção da alma para o estudo


científico da mente.

• Mudou os métodos intelectuais :

 análise metafísica
 observação objetiva e experimentação
René Descartes (1596-1650)
• Suporte do pensamento Cristão.

• Os animais não possuem alma, sentimentos, imortalidade,


os processos de pensamento, ou o livre-arbítrio.

• Comportamento animal: explicado totalmente em termos


mecanicistas.
René Descartes (1596-1650)
O PROBLEMA MENTE-CORPO

• Pré-Descartes  Mente influência o corpo / A marionete e o fantoche.

• Descartes  uma interaçãomútua.

Mente influencia o corpo, mas a influência deste sobre a mente era maior do que
se acreditava.

A glândula pineal

O local da interação mente-corpo


René Descartes (1596-1650)
A DOUTRINA DASIDEIAS

• Ideias derivadas
Produtos das experiências dos sentidos

• Ideias inatas
Desenvolvimento a partir do interior da mente, em vez de por meio
dos sentidos
Zeitgeist -MECANICISMO

 O universo é visto como uma enorme máquina.

 Matéria constituída por pequenas peças (átomos), que interagiam de


forma previsível (ou seja, eles eram mecânicos).

 Portanto, os processos naturais podem ser medidos e explicados


logicamente.
MECANICISMO

• Pode ser possível medir todos os aspectos do


universo natural e se os cientistas pudessem
compreender as leis pelas quais o mundo
funcionava, eles seriam capazes de
determinarseu percurso futuro.
Zeitgeist - REDUCIONISMO:

• Podemos reduzir um relógio para os


seus componentes, tais como molas e
rodas, para compreender o seu
funcionamento.

• Implica que a análise ou a redução do


universo às suas partes mais simples
produzirá compreensão dele.
Zeitgeist -DETERMINISMO:

• Cadaatoé causado por umevento passado(s).


• Não há livre arbítrio.

Tal comoacontece comumrelógio, o universo...

• tem partes que funcionam com ordem e regularidade.


• assim que o relógio é colocado em movimento, os eventos vão
continuar de uma maneira previsível, sem influência externa.
A máquina calculadora
Criada por Charles Babbage (séc.19).

Máquina fez matemática básica, tinha


memória, jogava jogos.

Primeiratentativa bem
sucedida de simular os
processos cognitivos
humanos.
Zeitgeist - EMPIRISMO

A busca do conhecimento através da


observação e atribuição de todo
conhecimento à experiência.
Revisão do Zeitgeist
O termo ZEITGEIST é definido como o espírito de época, espírito
do tempo ou sinal dos tempos.

Mecanicismo
 Reducionismo
Clima intelectual e cultural do mundo,
 Determinismo numa certa época, ou as
características genéricas de um
 Empirismo determinado período de tempo
John Locke(1632-1704)
Ensaio sobre o entendimentohumano (1690)
"Marca o início formal do empirismo britânico“

Como é que a mente adquiri conhecimento?

 Rejeita existência de ideias inatas.


 Qualquer inato aparente devido à aprendizagem precoce e
hábito.
 Todo o conhecimento é derivado empiricamente: mente como
uma tabula rasa, ou lousa em branco
John Locke(1632-1704)
Dois tipos de experiências

• Sensações: entrada de objetos físicos externos experimentado como


impressões sensoriais, que operam na mente.

• Reflexões: a mente opera sobre as impressões sensoriais para produzir


ideias.

  Sensações sempre procede reflexões.


John Locke(1632-1704)

Teoria da associação-Locke

• Ideias simples (átomos do mundo mental).


• Ideias complexas.
• Associação = aprendizagem.
• Ideias simples podem ser conectadas para formar as
complexas.
George Berkeley (1685 - 1753)
• A percepção é a única realidade.

• Para Berkley, todo conhecimento era uma função ou dependia da


experiência ou da percepção do indivíduo.

MENTALISMO: doutrina que considera que todo conhecimento é função


de um fenômeno mental e depende da pessoa que o percebe ou
vivencia.
George Berkeley (1685 - 1753)

• Associação das sensações – Berkley aplicou o princípio da


associação para explicar como passamos a perceber os
objetos do mundo real.

• Ideias complexas formadas pela união das ideias simples


recebidas por meio dos sentidos.
David Hartley (1705 – 1757)
• Associação por contiguidade (proximidade) e por repetição – Ideias
ou sensações que ocorrem juntas, simultaneamente ou
sucessivamente, tornam-se associadas, de modo que a ocorrência de
uma ocasiona a ocorrência da outra.

• REPETIÇÃO – noção de que, quanto mais frequente é a ocorrência de


duas ideias simultâneas, mais rápida será sua associação.

• Influência do mecanicismo.
John Mill (1806 – 1873)
• Síntese criativa noção de que ideias complexas, formadas
de ideias simples, adquirem novas qualidades; a
combinação dos elementos mentais cria um conjunto maior
ou diferente do que a soma dos elementos originais.

Ex: azul + vermelho + verde = branco

ELEMENTO NOVO
• Estudo científico da mente.
Metodologia Ativa – Mapa Conceitual

Em pequenos grupos (4 a 6
alunos), confecciona um mapa
conceitual contemplando o
conteúdo da aula e do texto.
laura.souza@fadergs.edu.br