Você está na página 1de 3

QUESTÕES DE ESTEQUIOMETRIA E EXPRESSÃO DA CONCENTRAÇÃO

QUÍMICA TECNOLÓGICA – 1O BIMESTRE DE 2010/2 – (EPC – ELE)

1) Uma solução de amônia concentrada traz as seguintes especificações: d =0,90kg/L,


28%m/m e MM= 35,0g/mol (referindo-se à fórmula NH4OH).
a) Expressar a concentração dessa solução em mol/L.
b) Calcule o volume dessa solução que deve ser diluído para se obter 500mL de solução
0,5M (nota: M=mol/L).

2) O rótulo de uma solução concentrada de ácido clorídrico, utilizada com freqüência nos
laboratórios de Química traz as seguintes especificações: Densidade: 1,19kg/L; 37%
de soluto em massa e Massa molar do HCl: 36,5g/mol.

- Calcular o volume (mL) dessa solução concentrada necessário para se preparar, por
diluição, 500mL de uma solução a 0,1M. NOTA.: “M”= mol/L.

3) Quando se dissolve um soluto não-volátil em um solvente resulta um efeito de


aumento da temperatura de ebulição da solução (∆ Te) em relação ao solvente puro.
Denomina-se efeito ebulioscópico. Constata-se experimentalmente que há uma
relação linear entre o ∆ Te e a concentração da solução expressa em mol de
soluto/kg de solvente:

∆Te = k e .C ,

Onde:
C = concentração em mol de soluto/kg de solvente
Ke = constante de proporcionalidade (constante ebulioscópica)

Os sistemas de refrigeração de automóveis contém, usualmente, uma mistura de volumes


iguais de etilenoglicol (C2H6O2), densidade 1,11g/cm3 e água, densidade 1,00g/cm3. A
constante ebulioscópica da água é 0,52 oC.mol-1 kg.

a) Calcular a concentração em mol de soluto/kg de solvente da solução utilizada no


sistema de refrigeração.
b) Calcular a sua temperatura de ebulição com base na equação do efeito ebulioscópico
dada acima.

4) A máxima concentração de íons sulfato (SO42-) permitida pela Resolução CONAMA


357/2005 para lançamento como efluente é 250ppm. Expressar em mol/L.

5) A densidade do mercúrio líquido a 20o C é 13,6g/cm3. O raio atômico do Hg é 0,155nm


(n = 10-9). Calcule a % do volume total de uma amostra de Hg (l) que é efetivamente
ocupada pelos átomos de Hg a 20o C.

6) Qual a fórmula empírica (proporção em mol dos elementos no composto) para a


substância que apresenta a seguinte composição centesimal:

K43,2%Cl39,1% O17,7%
7) “Superóxido de potássio, fórmula KO2, é utilizado em equipamentos de respiração em
sistemas fechados, como cabines de naves espaciais, submarinos (...). Essa
substância remove o dióxido de carbono e a água exalados na respiração e gera
oxigênio. As seguintes equações químicas representam como se dá essa remoção,
em duas etapas:

(I) 4KO2(s) + 2H2O(l) → 3O2(g) + 4 KOH(s)


(II) KOH(s) + CO2 → KHCO3(s)
a) Que massa (kg) de superóxido de potássio (KO2) é consumido para remover 1kg de
CO2 ?
b) Que volume de O2(g) pode ser gerado, simultaneamente, a 1atm (≈ 105Pa) e 20o C.
Dados:

R = 8,31Pa.m3mol-1K-1 (constante universal dos gases)


T(K) = T(oC) + 273

8) Uma amostra contendo um óxido do elemento Rutênio (Ru) foi submetido à passagem
de uma corrente elétrica de 120mA durante 500s, tendo-se obtido uma deposição de
31,0mg de rutênio metálico no catodo:
Ru n+(l) + ne- → Ru0(s)
Dados:
Ru = 101g/mol
qelétron = 1,60 x 10-19C
q( C) = i(C/s) . t(s)
a) Calcular a carga (n) dos cátions de rutênio.
b) Calcular massa de grafite que é consumida no eletrodo anódico, onde,
simultaneamente, ocorre:

C(graf) +2 O2-(l) → CO2(g)+ 4 e-

9) A “água oxigenada” é uma solução aquosa de peróxido de hidrogênio, cuja fórmula é


H2O2. No comércio, são encontradas soluções cuja concentração é freqüentemente
expressa em “VOLUMES”.
NOTAS:
-“ x VOLUMES” corresponde a uma solução cujo 1L da mesma é capaz de liberar “xL de
O2 nas condições normais de temperatura e pressão (CNTP)”, pela reação abaixo:
H2O2 →H2O + ½ O2
- O volume molar de qualquer gás nas CNTP é igual à 22,4L.
Utilize a proporção estequiométrica entre O2 liberado e o conteúdo de H2O2 na solução,
expressa na equação química acima e CALCULE A CONCENTRAÇÃO mol/L de uma
água oxigenada “20 volumes”.

10) O mineral ilmenita, FeTiO3, é uma importante fonte de titânio (Ti). Calcule a % em
massa de titânio na ilmenita.

11) Denomina-se “aluminotermia” à série de processos de obtenção de metais por meio


do alunínio, utilizado como agente redutor. Um dos exemplos desses processos é a
obtenção de cromo metálico (Cr) a partir do óxido de cromo III (Cr2O3), cuja equação
química está representada segundo: Cr2O3 + 2 Al → 2 Cr + Al2O3
- Calcule a massa (toneladas) de alumínio consumida para a obtenção de cada tonelada
de cromo.

12) A primeira pilha seca foi inventada em 1867 pelo francês Laclanché. Essa pilha era
constituída de uma carcaça de zinco, atuando como doador de elétrons (Eq.I), na qual
se tem um bastão de grafite (condutor) em contato com uma pasta úmida de cloreto
de zinco, cloreto de amônio, dióxido de manganês e carvão. Esta pasta atua como
receptor de elétrons (Eq. II).

ANODO: Zn(s) → Zn2+(aq) + 2e-


CATODO: 2MnO2(s) + 2NH4+ + 2e- → Mn2O3(s) + 2 NH3(g) + H2O(l)

- Considerando um funcionamento gerando uma corrente de 10mA durante 100h, qual a


massa de zinco consumida no anodo?

13) A análise de uma amostra de um efluente industrial indicou a presença média de 1,0 x
10-5 mol de mercúrio para uma alíquota de 25mL analisada. A Resolução CONAMA
357/2005 proíbe o despejo de efluentes com concentração superior a 0,50ppm de Hg.
Determinar se o efluente requer ou não tratamento prévio para remoção de Hg antes
do seu despejo. Mostre os cálculos. (Massa molar do Hg = 200g/mol).

14) Com a chegada dos carros com motor Flex, que funcionam tanto com álcool quanto
com gasolina, é importante comparar o preço do litro de cada um desses
combustíveis. Considere que, para o mesmo percurso, idêntica quantidade de energia
seja gerada no motor Flex, quer se use gasolina, quer se use álcool. Nesse contexto,
qual quociente entre o preço do litro de álcool (C2H5OH) e da gasolina (C8H18) para
que se torne indiferente, em termos econômicos, usar álcool ou gasolina?

25
C8H18(l) + O2 (g) → 8 CO2(g) + 9 H2O (g) + 5100 kJ
2
C2H5OH(l) + 3O2 (g) → 2 CO2(g) + 3 H2O (g) + 1200 kJ

Massa Molar (g/mol) Densidade (g/mL)


Gasolina - C8H18(l) 114 0,70
Álcool - C2H5OH(l) 46,0 0.80

15) 2,0000g de uma mistura contendo cloreto de sódio e iodeto de sódio foram tratados
com solução de nitrato de preta em excesso, de modo a precipitar totalmente os
halogenetos como AgCl e AgI. Filtrando-se, secando-se e pesando-se o precipitado,
verificou-se uma massa total de 4,4626g. Calcular as massas de NaCl e NaI na mistura
inicial.

16) Dolomita é um calcário constituído por uma mistura dos carbonatos de cálcio e
magnésio, respectivamente: CaCO3 e MgCO3. Quando se aquece uma amostra de
dolomita com massa igual a 9,66g ocorre decomposição, liberando-se CO2 e restando um
resíduo de massa 4,84g constituído por uma mistura de óxidos CaO e MgO. Com base
nas massas antes e após a decomposição, determine o teor de CaCO 3 e de MgCO3 na
dolomita.