Você está na página 1de 31

CIRCUITOS LÓGICOS

• Estudo das principais ferramentas para descrição, análise e projeto de


circuitos combinacionais de portas lógicas:

 Álgebra Booleana  ferramenta matemática (relação entre entrada e saída)


 Tabela verdade  ferramenta de organização de dados
 Símbolos  ferramenta de desenho
 Diagrama de Tempo  ferramentas gráficas
ÁLGEBRA BOOLEANA
• Portas lógicas  blocos fundamentais a partir dos quais todos os circuitos lógicos
e sistemas digitais são construídos. Podem ser construídos a partir de diodos,
transistores e resistores interconectados de modo que a saída do circuito seja o
resultado de uma operação lógica básica realizada sobre as entradas.
• Álgebra booleana  constantes e variáveis podem ter apenas dois valores
possíveis, 0 ou 1. Possui três operações lógicas básicas:
 OR (OU)
 AND (E)
 NOT (NÃO)
• Variáveis booleanas  usadas para representar o nível de tensão (nível lógico)
presente em uma conexão ou em terminais de entrada/saída de um circuito.
 valor booleano 0  qualquer tensão dentro da faixa de 0 a 0,8 V
 valor booleano 1  qualquer tensão dentro da faixa de 2 a 5 V.
TABELAS VERDADE
• Técnica para descrever como a saída de um circuito lógico depende
dos níveis lógicos presentes nas entradas.

Ex.: Quantas linhas deve ter uma tabela que representa um circuito de
n entradas?
ÁLGEBRA BOOLEANA – OPERAÇÃO OR (OU)
ÁLGEBRA BOOLEANA – OPERAÇÃO OR (OU)
OPERAÇÃO OR (OU) – RESUMO
1. A operação OR gera um resultado (saída) 1 sempre que quaisquer
das entradas for 1. Caso contrário, a saída é 0.

2. Uma porta OR é um circuito lógico que realiza uma operação OR


sobre as entradas do circuito.

3. A expressão x = A + B é lida ‘x é igual a A ou B ’.


OPERAÇÃO OR (OU) – EXERCÍCIOS
1. Qual a finalidade da porta OR no circuito abaixo?
OPERAÇÃO OR (OU) – EXERCÍCIOS
Muitos sistemas de controle industrial requerem a ativação de uma função
de saída sempre que qualquer de suas várias entradas for ativada. Por
exemplo, em um processo químico, pode ser necessário que um alarme seja
ativado sempre que a temperatura do processo exceder um valor máximo ou
sempre que a pressão ultrapassar certo limite. O circuito transdutor de
temperatura produz uma tensão de saída proporcional à temperatura do
processo. Essa tensão, VT, é comparada com uma tensão de referência para
temperatura, VTR, em um circuito comparador de tensão. A saída do
comparador de tensão, TH, é normalmente uma tensão baixa (nível lógico 0),
mas essa saída muda para uma tensão alta (nível lógico 1) quando VT excede
VTR, indicando que a temperatura do processo é muito alta. Uma
configuração similar é usada para a medição de pressão, de modo que a
saída do comparador, PH, muda de BAIXA para ALTA quando a pressão for
muito alta.
OPERAÇÃO OR (OU) – EXERCÍCIOS
2. Determine a saída da porta OR na figura a partir da análise dos
diagramas de tempo das entradas A e B.
ÁLGEBRA BOOLEANA – OPERAÇÃO AND (E)
ÁLGEBRA BOOLEANA – OPERAÇÃO AND (E)
OPERAÇÃO AND (E) – RESUMO
1. A operação AND é realizada da mesma maneira que a
multiplicação convencional de 1s e 0s.
2. Uma porta AND é um circuito lógico que realiza uma operação
AND sobre as entradas do circuito.
3. A saída de uma porta AND será 1 somente quando todas as
entradas forem 1; para todos os outros casos, a saída será 0.
4. A expressão x = A.B é lida como ‘x é igual a A e B’.
OPERAÇÃO AND (E) – EXERCÍCIOS
1. Determine a saída x da porta AND na figura abaixo.
OPERAÇÃO AND (E) – EXERCÍCIOS
2. Determine a saída x da porta AND na figura abaixo.
ÁLGEBRA BOOLEANA – OPERAÇÃO NOT (NÃO)
OPERAÇÃO NOT (NÃO) – EXERCÍCIO
1. A saída da porta AND é conectada à entrada de um INVERSOR.
Determine a tabela-verdade deste circuito mostrando a saída X do
INVERSOR para cada combinação das entradas A e B.
ÁLGEBRA BOOLEANA – OPERAÇÃO NOR (NÃO – OU)
OPERAÇÃO NOR (NÃO – OU) – EXERCÍCIOS
1. Determine a expressão booleana para uma porta NOR de três
entradas seguida de um INVERSOR.
ÁLGEBRA BOOLEANA – OPERAÇÃO NAND (NÃO – E)
OPERAÇÃO NAND (NÃO – E) – EXERCÍCIOS
1. Implemente o circuito lógico usando apenas portas NOR e NAND da
seguinte expressão booleana: X = A. B. (𝐶 + 𝐷)
2. Qual é o único conjunto de condições de entrada que produz uma
saída nível ALTO em uma porta NOR de três entradas?
3. Determine o nível lógico da saída do circuito implementado na
questão 1 para A = B = 1 e C = D = 0.
4. Troque a porta NOR do circuito implementado na questão 1 por
uma NAND e troque a NAND por uma NOR e determine a nova
expressão booleana para a saída X?
ÁLGEBRA BOOLEANA – EXERCÍCIOS
1. Determine a expressão booleana que relaciona a saída X com as
entradas A, B e C dos circuitos lógicos abaixo.
ÁLGEBRA BOOLEANA – EXERCÍCIOS
ÁLGEBRA BOOLEANA – EXERCÍCIOS

2. No circuito acima, troque cada porta AND por uma OR e cada porta OR
por uma AND e escreva a nova expressão para a saída X.
3. De posse das expressões booleanas determinadas, determine o nível
lógico da saída X para o caso em que:
A=0 e B=C=D=1
A=D=0 E B=C=1
ÁLGEBRA BOOLEANA – EXERCÍCIOS

4. No circuito acima, troque cada porta AND por uma OR e cada porta OR
por uma AND e escreva a nova expressão para a saída X.
5. De posse das expressões booleanas determinadas, determine o nível
lógico da saída X para o caso em que:
A=C=E=0 e B=D=1
A=B=E=1 e C=D=0
ÁLGEBRA BOOLEANA – EXERCÍCIOS
6. Preencha a tabela verdade do circuito abaixo. Observar entradas,
nós intermediários e saída.
ÁLGEBRA BOOLEANA – EXERCÍCIOS
7. Desenhe o diagrama do circuito que implementa as seguintes expressões
booleanas:

𝑌 = 𝐴. 𝐶 + 𝐵𝐶 + 𝐴𝐵𝐶

𝑋 = 𝐴+𝐵 . 𝐵+𝐶

𝑋 = 𝐴𝐵𝐶(𝐴 + 𝐷)

𝑌 = 𝐷+ 𝐴+𝐵 𝐶 𝐸
ÁLGEBRA BOOLEANA – CONCLUSÃO
• Qualquer circuito lógico, independente de sua complexidade, pode
ser descrito usando-se as três operações booleanas básicas, porque
as portas OR, AND e INVERSOR são os blocos fundamentais dos
sistemas digitais.
TEOREMAS BOOLEANOS
• Simplificar expressões e circuitos lógicos.
TEOREMAS BOOLEANOS
• Teoremas com mais de uma variável:

LEIS COMUTATIVAS

LEIS ASSOCIATIVAS

LEI DISTRIBUTIVA
TEOREMAS DE DEMORGAN

• Prove os teoremas acima através da tabela verdade.


TEOREMAS – EXERCÍCIOS
• Simplifique as seguintes expressões:

𝑌 = 𝐴𝐵𝐷 + 𝐴𝐵𝐷
𝑋 = 𝐴+𝐵 . 𝐴+𝐵
𝑋 = 𝐴𝐶𝐷 + 𝐴𝐵𝐶𝐷
𝑌 = 𝐴𝐶 + 𝐴𝐵𝐶
𝑌 = 𝐴𝐵𝐶 𝐷 + 𝐴𝐵𝐶 𝐷
𝑌 = 𝐴𝐷 + 𝐴𝐵𝐷
𝑍 = (𝐴𝐵 + 𝐶)
𝑍 = 𝐴 + 𝐶 . (𝐵 + 𝐷)