Você está na página 1de 10

COMO DEUS EVANGELIZA O MUNDO (ATOS 8: 26-40)

Na expansão do evangelho em Atos, vimos Filipe levar o evangelho ao


território samaritano. Deus abençoou seus esforços, pois muitos vieram
para a fé em Cristo e foram batizados. Nós não sabemos ao certo o
tempo, mas parece que no meio de um reavivamento em Samaria, o
Senhor enviou um anjo para dizer a Filipe que deixasse aquela região. Ele
deveria viajar para uma estrada deserta que levava ao sul de Jerusalém
para Gaza. Deus organizou uma reunião lá entre Filipe e um homem, um
eunuco etíope que estava viajando para casa depois de adorar em
Jerusalém. Deus abriu o coração deste homem e Filipe levou-o à fé em
Jesus Cristo.

Nos tempos bíblicos, a Etiópia se referiu à região ao sul de Assuã, no


Egito, mas ao norte de Cartum, no Sudão. Então o homem era
provavelmente um eunuco sudanês! Ele provavelmente estava de pele
escura. Não sabemos se ele era fisicamente um eunuco ou se era apenas
o título de um alto funcionário do tribunal. Ele era o equivalente do
secretário do Tesouro sob a rainha. "Candace" era um título dinástico,
como Faraó ou César, e não o nome da rainha.

Essa história nos mostra, como também a história de William Carey, que
Deus é soberano no evangelismo, mas também que Seu povo deve ser
obediente ao Seu comando. Isso nos ensina que ...

Deus evangeliza o mundo através de cristãos obedientes que explicam o


evangelho EM busca de almas.

A história reflete quatro elementos na conversão de uma alma: (1) a


iniciativa e preparação do Espírito Santo; (2) a Palavra de Deus
penetrando nas mentes e corações dos pecadores; (3) o cristão
obediente que explica a mensagem do evangelho; e, (4) a resposta da fé
obediente na pessoa que ouve a mensagem.
1. DEUS SOBERANAMENTE TOMA A INICIATIVA NA SALVAÇÃO DAS ALMAS.

A soberania de Deus na salvação deste homem etíope é um tema


dominante. Ele enviou um anjo para dizer a Felipe para ir a um lugar
remoto em particular. Ele providenciou que os caminhos de Filipe e este
homem se cruzassem. Ele levou Filipe (8:29) a subir para a carruagem do
homem. Naquele exato momento, Deus providencialmente
providenciou para que o homem lesse em voz alta (a maioria das pessoas
no mundo antigo lia em voz alta) de Isaías, e não apenas de qualquer
parte de Isaías, mas de Isaías 53 . Você não poderia escolher uma
abertura melhor para o evangelho do Antigo Testamento! No momento
certo, depois que o homem confiou em Cristo, eles encontraram um
pouco de água, e assim o homem foi batizado.

Naquele momento, o Espírito do Senhor arrebatou Filipe (8:39). Alguns


não consideram isso um milagre, mas parece-me um milagre. A palavra
“arrebatada” é a mesma palavra usada para descrever a igreja sendo
“arrebatada” para estar com o Senhor (1 Tessalonicenses 4:17). Então Deus
foi soberano em conseguir que Filipe fosse a esse etíope e o levasse
embora. Como todas as Escrituras proclamam, é Deus quem
soberanamente trabalha para salvar Seus eleitos.

Observe duas coisas sobre esse processo. Primeiro, Deus nem sempre é
tão eficiente quanto gostaríamos que fosse. Este etíope acabara de fazer
uma viagem de mil e quinhentos quilômetros até Jerusalém. Depois de
fazer essa longa jornada, e considerando que ele provavelmente ficou
em Jerusalém por um período de tempo, por que o Senhor não
direcionou um dos apóstolos em Jerusalém para compartilhar o
evangelho com ele lá? Ele poderia ter levado o homem a Cristo e dado a
ele um curso intensivo de discipulado antes de partir. Enquanto isso,
Filipe poderia ter continuado seu ministério fecundo em Samaria. Mais
tarde, Filipe instala-se em Cesaréia, onde um centurião precisava ouvir
o evangelho. Mas em vez de enviar Filipe, que estava presente, Deus
enviou Pedro, que não estava lá (capítulo 10)!
Não podemos ver as missões mundiais como um empreendimento
empresarial eficiente. Os caminhos de Deus não são os nossos
caminhos. Às vezes, Ele faz coisas que nos parecem um desperdício de
dinheiro ou pessoal. Nosso trabalho não é questionar o Senhor, mas ser
obediente. William Carey deve ter lutado contra a “ineficiência” de Deus
quando, após 19 anos de trabalho, um incêndio no armazém destruiu
dez traduções completas da Bíblia, seu maciço dicionário poliglota, dois
livros de gramática e todas as fontes do tipo tediosamente
moldadas. Mas Deus usou a tragédia para espalhar a palavra sobre a
missão, e em dois meses foram dados presentes suficientes para pagar
as enormes perdas. “Carey aceitou a tragédia como um julgamento do
Senhor e começou tudo de novo com um zelo ainda maior” (Tucker, p.
120).

Segundo, note que o alvo de Deus é o mundo. As missões estrangeiras


não eram algo que a igreja ou algum estrategista brilhante inventou. É o
programa de Deus. Ele ordenou a Filipe que evangelizasse esse gentio
da Etiópia. Alguém observou que em Atos 8 vemos a conversão de um
filho de Cam; em Atos 9 , filho de Sem (Paulo); e, em Atos 10 , um filho
de Jafé (o centurião romano). Estes representam as três divisões da
humanidade após o dilúvio. Assim, Lucas está nos mostrando o
evangelho saindo para todas as nações, assim como Jesus havia
ordenado.

Em Apocalipse 5: 9 João vê diante do trono de Deus os quatro seres


viventes e os 24 anciãos cantando: “És digno de tomar o livro e quebrar
os seus selos; porque foste morto e comprado para Deus com o teu
sangue, de toda tribo e língua, povo e nação” Até que todos os que Jesus
comprou com o Seu sangue sejam trazidos à salvação, devemos, como
Paulo disse,“ fazer todas as coisas para aqueles que são escolhidos, para
que também eles obtenham a salvação que está em Cristo Jesus e com
ela a glória eterna ”( 2 Timóteo 2:10 ).
2. DEUS USA A SUA PALAVRA PARA PENETRAR NAS MENTES E CORAÇÕES DOS
PECADORES.

As pessoas podem discernir a existência de Deus e alguns dos Seus


atributos da criação (Rom. 1:20). Mas eles só podem aprender a ser
salvos através da revelação da Palavra de Deus, que nos diz as boas
novas sobre Jesus Cristo. O conhecimento do único Deus verdadeiro
pode ter se espalhado para o país desse homem cerca de 900 anos antes,
quando a rainha de Sabá retornou de sua visita a Salomão. Além disso,
havia uma grande colônia judaica em Alexandria, centenas de
quilômetros ao norte ao longo do rio Nilo. A verdade sobre Deus poderia
ter se espalhado para o sul a partir daí.

De qualquer forma, esse eunuco etíope estava suficientemente


interessado em buscar a Deus para fazer a longa e difícil jornada a
Jerusalém. Ele deve ter sido um pouco decepcionado pelo que
encontrou lá. Os fariseus e saduceus controlavam uma religião que era
em grande parte legalista, ritualística e altamente politizada. Eles não
conheciam o Deus a quem professavam seguir. Como um gentio, este
etíope não poderia ir além da corte dos gentios no templo. É difícil
imaginar que sua experiência em Jerusalém tenha encontrado a fome de
seu coração que o motivou a fazer essa longa jornada.

Mas pelo menos ele saiu de lá com um pergaminho do profeta Isaías na


versão grega da Septuaginta. Ele estava tão interessado em ler que não
esperou até voltar para casa. Ele começou a ler enquanto estava sentado
em sua carruagem, arrastando-se ao longo da estrada deserta e
acidentada em direção ao Egito. Sem dúvida, um homem de sua
categoria tinha um grande séquito com ele, incluindo um motorista, de
modo que ele estava livre para ler enquanto viajavam. Presumindo que
ele havia começado no começo, ele estava quase no meio do livro
inteiro. Ele estava lendo Isaías 53: 7-8 quando Filipe chegou ao lado de
sua carruagem. Uma vez que lhe foi explicado, Deus usou estas palavras
proféticas sobre Jesus para trazer este homem à salvação.
Não subestime o poder da Palavra de Deus para levar as pessoas à
salvação! Como 1 Pedro 1:23 explica: "Porque você nasceu de novo, não
da semente que é perecível, mas imperecível, isto é, através da viva e
duradoura palavra de Deus" Tiago 1:18 declara: "No exercício da Sua
vontade Ele nos trouxe pela palavra da verdade ... ”Paulo diz a Timóteo
que desde a infância ele“ conheceu os escritos sagrados que são capazes
de dar-lhe a sabedoria que leva à salvação ”(2Tm 3:15). A Palavra de
Deus é poderosa para salvar os pecadores.

Li sobre um sacerdote muçulmano que foi convidado a fazer uma série


de estudos de caráter sobre grandes pessoas do Alcorão: Abraão, José,
Davi e o profeta Jesus. Quando ele veio para preparar sua palestra sobre
Jesus, ele queria mais informações básicas, então ele pegou emprestada
uma Bíblia e começou a ler os evangelhos. Ao perceber que Jesus era
mais que um profeta, seus amigos muçulmanos ficaram chocados e
excomungaram-no. Ele continuou a ler e a confiar em seu próprio Cristo
como Salvador. Ele foi a um cristão local e perguntou se ele poderia ser
batizado. Ele agora trabalha com a Operação Mobilização fazendo
evangelismo entre seu próprio povo (OM Índia Newsletter, Summer, 1997).

Assim, devemos encorajar as pessoas a ler a Bíblia, especialmente os


evangelhos. Distribua Evangelhos de João ou Novos
Testamentos. Quando você compartilhar o evangelho, peça que a
pessoa leia os versículos da Bíblia. Deus usa a Sua Palavra para levar os
pecadores à salvação.
3. DEUS USA CRISTÃOS OBEDIENTES PARA EXPLICAR O EVANGELHO DE SUA PALAVRA
PARA BUSCAR ALMAS.

Embora Deus soberanamente trabalhe para levar as pessoas à salvação,


ele não costuma fazê-lo à parte de Seu povo obediente. Aqui está Filipe
no meio de um reavivamento emocionante, quando um anjo lhe diz para
ir a um trecho deserto de estrada onde ninguém morava! Eu posso me
imaginar pensando: “Por que o anjo não vai lá pessoalmente?” Ou “E
todos os apóstolos sentados em Jerusalém? Eles não são tão ocupados
quanto eu. Além disso, eles estão mais próximos. Envie um deles. “Ou”
Eu irei, Senhor, mas depois que as coisas se acalmem aqui ”.
Mas, tanto quanto sabemos, Filipe não levantou objeções. O anjo disse:
"Levanta-te e vai" O verso seguinte (8:27) diz: "E ele se levantou e foi."
Quando ele chegou lá, ele ficou um pouco surpreso, como pode ser visto
pela palavra "eis" (8 : 27). O que no mundo é este oficial etíope e todo o
seu séquito fazendo aqui no meio desta estrada abandonada? O Espírito
levou Felipe a subir e se juntar a sua carruagem. Teria viajado a um ritmo
lento, então Felipe poderia facilmente alcançá-lo. Quando o fez, ouviu o
homem lendo e, para sua surpresa, Felipe reconheceu isso como Isaías
53: 7-8 . Filipe perguntou: “Você entende o que você está lendo?” O
eunuco respondeu: “Bem, como eu poderia, a menos que alguém me
guiasse?” Ele convidou Felipe para se juntar a ele.

Sua pergunta não era sobre a interpretação das palavras, apesar de


serem um pouco difíceis de interpretar. O texto fala de um homem que
foi tratado injustamente. Em vez disso, sua pergunta foi: “De quem o
profeta diz isso? De si mesmo, ou de outra pessoa?” A interpretação
judaica contemporânea estava dividida sobre esse assunto. Alguns
disseram que se referia à nação, alguns que Isaías falava de si mesmo, e
alguns que ele se referia ao Messias. Mas Filipe não teve dúvidas: “A
partir desta Escritura, ele pregou Jesus a ele” (8:35).

Pouco antes disso, o eunuco teria lido: “Todos nós, como ovelhas, nos
desviamos, cada um de nós voltou-se para o seu próprio caminho; mas
o Senhor fez com que a iniquidade de todos nós caísse sobre Ele”. Assim,
Filipe teria explicado que todos pecamos. Por causa do nosso pecado,
nenhum de nós pode merecer a vida eterna por nossos próprios esforços
ou boas ações. Assim, o Senhor, para satisfazer a Sua santa justiça, por
amor a nós, providenciou um substituto que suportava a penalidade que
merecemos. Jesus Cristo carregou a ira de Deus pelo nosso pecado na
cruz. Talvez Filipe também tenha estudado em outras Escrituras. Mas
quaisquer que fossem as Escrituras que ele usou, Filipe contou ao
homem sobre Jesus Cristo, crucificado, ressuscitado e ascendido como
o único Salvador do justo julgamento de Deus. Ele também explicou que
devemos confiar pessoalmente em Jesus como nosso portador do
pecado. O eunuco, preparado por Deus, respondeu com fé.
Todo cristão deve ser capaz de fazer o que Filipe fez aqui: começando
com qualquer Escritura ou assunto espiritual, devemos ser capazes de
pregar Jesus a uma alma que busca. Se uma pessoa traz a evolução, você
pode precisar dizer: “Esse é um assunto interessante, e há estudiosos
competentes em ambos os lados da questão. Às vezes talvez
pudéssemos discutir isso por completo. Mas a questão que é muito mais
importante do que a evolução é: "Quem você acha que é Jesus Cristo?"
Se a pessoa traz à tona o problema do sofrimento ou a questão sobre os
pagãos que nunca ouviram ou o que quer que seja, depois de uma breve
resposta, dirigir a conversa de volta para Jesus Cristo. A pessoa precisa
saber quem é Jesus, o que Ele veio fazer, sua própria condição
desesperada, à parte de Cristo, e como receber Cristo pela fé. Tudo o
resto é periférico. Se Jesus Cristo é quem Ele afirmou ser, O cristianismo
é verdadeiro. Se Ele não é quem alegou ser, então o cristianismo é uma
fraude. Tudo gira em torno dele.

Vimos que Deus soberanamente toma a iniciativa de evangelizar o


mundo. Ele usa a Sua Palavra para penetrar nas mentes e corações dos
pecadores. Ele também usa cristãos obedientes para explicar o
evangelho à busca de almas. Finalmente,
4. DEUS SOBERANAMENTE TRABALHA NOS CORAÇÕES DOS PECADORES PARA DAR
NOVA VIDA E FÉ OBEDIENTE.

Em Romanos 3: 10-11 , Paulo escreve: “Não há justo, nem sequer um;


não há quem entenda, não há quem busque a Deus”

Isaías 53: 6 diz, “Todos nós como ovelhas, nos desviamos, cada um de
nós se voltou para o seu próprio caminho”.

João 3: 19-20 diz “E este é o juízo de que a luz veio ao mundo, e os


homens amaram mais as trevas do que a luz; porque os seus feitos eram
maus. Pois todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a
luz, para que suas obras não sejam expostas”

Nenhum de nós é naturalmente inclinado ao evangelho. Os pecadores


não buscam a Deus.
Assim, a salvação é tudo de Deus e Sua graça, e não de qualquer boa
inclinação em nossos corações para buscar a Deus. Portanto, ninguém
pode se orgulhar (Efésios 2: 8-9). Isto significa que sempre que vemos
um homem como o eunuco etíope, que estava buscando a Deus viajando
para Jerusalém e lendo a Palavra de Deus, Deus já está operando em seu
coração, atraindo-o para Jesus ( João 6:44 ).

Podemos inferir, então, que Deus graciosamente concedeu nova vida e


fé obediente a esse homem quando ouviu Felipe apresentar o
evangelho. Aparentemente, inferir isso não foi suficiente para algum
escriba que copiasse o manuscrito de Atos. Então ele inseriu o verso 37,
onde o eunuco confessa: "Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus". O
verso não está em nenhum dos primeiros ou melhores manuscritos, e o
estilo, segundo estudiosos gregos, não é o estilo de Lucas. da
escrita. Mas mesmo que o verso não seja original de Atos, o eunuco deve
ter dado alguma tal confissão de sua fé em Cristo, ou Filipe não o teria
batizado. A diferença entre a fé genuína deste homem e a falsa fé de
Simão (8:13) era que a fé do eunuco veio de Deus, enquanto a fé de
Simão veio de si mesmo.

O ato do batismo, como vimos, é uma confissão pública do que Deus fez
no coração de uma pessoa por meio da fé em Cristo. Ou o homem sabia
o significado e o significado do batismo, ou Felipe havia explicado
isso. Aqueles que não acreditam em imersão argumentam que não
poderia haver água suficiente no deserto para enterrar um homem. Mas
as palavras “ambos caíram na água” e “saíram da água” indicam que era
uma piscina bastante profunda para imergi-lo. A palavra grega para
“batizar” significa mergulhar e imergir as melhores imagens do que o
batismo simboliza, ou seja, completa identificação com Cristo em Sua
morte, sepultamento e ressurreição.
Quando os homens saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou
Filipe. Ele não podia nem fazer nenhuma continuação! Mas, embora o
eunuco nunca mais tenha visto Felipe, ele seguiu seu caminho
alegrando-se. Deus encontrou o anseio de seu coração. Ele sabia que
Jesus havia perdoado seus pecados e lhe dado a vida eterna. Nós não
sabemos da história se ele se tornou um evangelista para o seu povo,
mas não é difícil imaginar que ele fez. Uma vida de alegria em Jesus é
difícil de guardar para si mesmo! É a melhor propaganda do
evangelho. Quanto a sua parte, Felipe encontrou-se em Azoto, cerca de
20 quilômetros ao norte de Gaza. Embora ele não tivesse nenhum
comando direto de Deus, ele continuou fazendo o que sempre fazia,
pregando o evangelho para as cidades enquanto viajava para o norte,
para Cesaréia.
Conclusão
Se evangelizar os perdidos, especialmente aqueles de outras culturas e
nacionalidades, estivessem à altura de nossas habilidades, seria
impossível. Mas, felizmente, o evangelismo depende de nosso Deus
soberano trabalhando através de nossa obediência. Em seu livro, The
Preacher Portrait, John Stott mostra que, de acordo com a Bíblia, as
pessoas perdidas são cegas e sem vida, cegas e mortas. Então ele
pergunta: “Como podemos alcançá-las? Somos tão insensatos a ponto
de imaginar que podemos, de alguma forma, por nosso próprio
argumento ou retórica, induzir nele ou a compreensão espiritual ou a
vida? Não. Não nos é dado dar vista aos cegos ou vida aos mortos. Só
Deus é o autor da luz e da vida” (pp. 107-108). Mais tarde (p. 118), ele
cita Charles Spurgeon, que costumava dizer repetidamente para si
mesmo enquanto subia as escadas em seu púlpito alto: “Eu creio no
Espírito Santo, creio no Espírito Santo”. Spurgeon escreveu:
O evangelho é pregado nos ouvidos de todos; só vem com poder para
alguns. O poder que está no evangelho não está na eloquência do
pregador; caso contrário, os homens seriam conversores de almas. Nem
está no aprendizado dos pregadores; do contrário, consistiria na
sabedoria dos homens. Poderíamos pregar até que nossas línguas
apodrecessem, até que esgotássemos nossos pulmões e morrêssemos,
mas nunca uma alma seria convertida a menos que houvesse poder
misterioso - o Espírito Santo mudando a vontade do homem. Ó
senhores! Poderíamos também pregar para muros de pedra e pregar
para a humanidade, a menos que o Espírito Santo esteja com a Palavra
para lhe dar poder para converter a alma.

O mesmo Espírito Santo, que usou Felipe para alcançar o eunuco etíope
e usou Spurgeon para alcançar milhares de pessoas com o evangelho,
quer usar você e eu para trazer as boas novas de Jesus Cristo para
Flagstaff e além. Com William Carey, vamos obedientemente esperar
grandes coisas de Deus e tentar grandes coisas para Deus ao levarmos o
evangelho a um mundo perdido!
Questões de discussão

Quais são algumas ramificações práticas de confiar na soberania de Deus


no processo de evangelização?

Ser missionário transcultural é um presente especial? Apenas alguns são


chamados para ir a terras estrangeiras com o evangelho? Como uma
pessoa pode saber dessa chamada?

Como podemos saber se Deus está nos levando a conversar com uma
pessoa em particular sobre Cristo? Como podemos entrar no tópico?

Quanta pressão devemos colocar nas pessoas para acreditarem em


Cristo? Onde está o equilíbrio entre a urgência e deixar o Senhor
trabalhar em seu tempo?

Você também pode gostar