Você está na página 1de 2

Por Stephane Pereira de Carvalho

Doença Forma Modo de Habitat Estágios Sintomas Diagnóstico Ciclo Epidemiologia


Infectante Transmissão
TRICURÍASE Ovo larvado Ingestão de ovo INTESTINO Ovo em forma de Baixo parasitismo: Exame Homem se contamina Cosmopolita, clima
barril com tampões Assintomático croposcológico quando: ingere quentes e úmidos
(Trichuiris Trichiura) Madura de 13-21 dias larvado GROSSO alimentos ou água com
Fêmea: 1.000 a 2.000
(água e alimentos
mucoides Alto parasitismo (+200): direto (busca de
ovos larvados
ovos/dia Larvas diarreia, dor abdominal, ovos)
contam. Fezes humanas) Etapas: libera as larvas
colitis e PROLAPSO RECTAL no Intestino Delgado
que maduram e se
tornam maduras no I.
Grosso. Ovos são
eliminados nas fezes. Se
caem em terra úmida e
sombreada, maduram
até se tornar infectivos.
OXIURIASIS/ENTEROBIASIS Ovo Larvado Inalação (roupa INTESTINO Ovo Coceira (prurito) anal Técnica de Inala ou ingere ovos Cosmopolita, clima frio e
Larvas Graham (fita larvados, eclode no I. templado, lugares
(Enterobius Vermicularis) Madura de 4 – 6h de cama, ar) ou GROSSO e/ou nasal, insônia, Delgado, se torna adulta fechados e sem
Fêmea: 11.000 ovos/dia adesiva) – busca
Permanecem viáveis ingestão de ovo irritabilidade, invasão de ovos
no I. Grosso e migra até preferência de classe
esfinter anal e deposita social
por até 13 dias. larvado (água, genital depositados na ovos na região perianal 200 milhões de pessoas
Não se vê nas fezes região perianal e
alimentos) e e cara interna do muslo. parasitadas
na cara interna do
autoinfecção
(ovo não está nas fezes)
muslo (coxa)
ASCARIDIASIS (lombriga) Ovo larvado Ingestão de ovo INTESTINO Ovo fértil com 3 Pulmonares – ruptura 1. Exame Direto Ingestão de água e Clima cálidos e
capas (Vitelina – das Fezes (Ovos) alimentos com ovos templanos. Solo
(Ascaris Lumbricoides) Fêmea: 200.000 larvado DELGADO capilar – hemorragia); larvados, que eclodem argilosos favorece e
ovos/dia
(água e alimentos
lipídica; Média – 2. Biopsia e
Glicôgeno e Externa – Lesões cutâneas; 3.imagens
no I. delgado, fazem arenoso não.
CICLO DE LOEFFLER contam. Fezes humanas) ciclo de Loeffer, e Mortalidade se dá por
Albuminoide ou Digestivo: Agitação, (identificação do produzem ovos no I. obstrução, e a migração
mamelonar) vomito, verme) delgado que saem com para bílis e pâncreas.
Ovo infértil as fezes
hepatomegalia
(granulações no Mecanismo de ação:
interior –produzido Tóxica, Mecânica (obstrução),
só pela femea sem espoliativa, traumática
participação do Larvas macho (extremo reto) e
macho) fêmea (extremo curvado)
Ovo descorticado:
carecem de capa
mamelonar
ESTRONGILOIDÍASE Larvas Entram pela pele INTESTINO Ovo 50% assintomáticos Clínico: dor e Ciclo direto: libera Zonas Rurais de paises
Larvas: Outros: eosinófilia larvas que entram pela tropicais.
(Strongyloides Stercoralis) Filariformes (princ. Zonas DELGADO pele Reprodução na terra
Rabdiforme e 1. lesões cutâneas, Exame
envainadas interdigitais) Filariforme 2. forma intestinal crônica, croposcológico
Ciclo indireto: no gera machos e fêmeas
CICLO DE LOEFFLER ambientes larvas de vida livre.
FEMÊA: 3. síndrome da (fezes – larvas mudam 4x e se
partenogênica, não hiperinfecção rabditoide de 1º e transformam em macho
tem macho. 4. ou infecções secundárias 2º estágios) e femeas de vida livre
causadas por bactérias Método de Ciclo Autoinfecção:
arrastadas pela migração da enriquecimento de larvas maduram mais
larva. Baermann (direto) rápido e penetram a
mucosa intestinal
Indiretos: ELISA, devido a uso de
hemaglutinação HIDROECDISONA (causa
indireta, ESTRONGILOIDES
imunoflorescencia MASSIVA e quadros
indireta; PCR; graves no coração,
cérebro e pulmão)
UNCINÁRIA Ovo (25.000 a Cutâneas: dermatite Clínico: anemia em Larva filariforme entra
Larvas Entram pela pele INTESTINO 30.000ovos /dia) pruginosas local endêmico; pela pele, faz ciclo de Zonas rurais, pobres
(Amarelão) Loeffer (veias-coração- com Temperatura
(Ancylostoma Duodenale) Filariformes (princ. Zonas DELGADO Larvas: Rabdiforme e Pulmões: tosse, Exame pulmão-faringe- adequada, úmida e
Filariforme bronconemonia; croposcológico
(envainada) interdigitais) deglutição-i. delgado. oscuridade
Intestino: sangue nas fezes Reconteio de ovos Ovo é eliminado nas
pela lesão inflamatória e Kato-Katz fezes. Larvas rabditoides
CICLO DE LOEFFLER mecânica Eosinófilia leve maduram (5-10 dias)
Anemia: perda de 0.04 a sofrem 2 mudas e se
0.20 ml de sangue por tornam larvas
filariformes infectantes.
parasito Desparatização: a cada
6 meses por 3anos.
UNCINÁRIA Larvas Entram pela pele INTESTINO Ovo (9.000 ovos/dia) Cutâneas: dermatite Clínico: anemia em Larva filariforme entra Zonas rurais, pobres
Larvas: Rabdiforme e pruginosas local endêmico; pela pele, faz ciclo de com Temperatura
(Necator Americanus) Filariformes (princ. Zonas DELGADO Loeffer (veias-coração- adequada, úmida e
Filariforme Pulmões: tosse, Exame
(envainada) interdigitais) bronconemonia; croposcológico
pulmão-faringe- oscuridade
deglutição-i. delgado.
Intestino: sangue nas fezes Reconteio de ovos Ovo é eliminado nas
CICLO DE LOEFFLER pela lesão inflamatória e Kato-Katz fezes. Larvas rabditoides
mecânica Eosinófilia leve maduram (5-10 dias)
Anemia: perda de 0.04 a sofrem 2 mudas e se
0.20 ml de sangue por tornam larvas
parasito filariformes infectantes.
Desparatização: a cada
6 meses por 3anos.
TOXOCARÍASE Ovo Larvado Ingestão de ovos Intestino Ovo larvado Nivel Hemograma Larvas podem atacar, Crianças menores de 10
pulmonar(asmatiforme): (eosinofilia e fígado, SNC Homem anos. Ingestão de Terra
(Toxocara Canis) (2-4 semanas larvados delgado de cães Larva Migrante funciona como hospede Contato com cães (areia)
tosse, asma, febre leucofilia)
para madurarem Visceral Febre prolongada: Hemaglutinação
intermediário e as
larvas não evolucionam.
e se tornarem Larva Se acompanha dores direta e Olho.
LARVA MIGRANTE articulares Imunoflorescencia
infectivos) reproduz no
VISCERAL Nivel ocular: descolamento direta
cachorro
de retina ELISA (indireto)
TOXOCARÍASE Ovo Larvado Ingestão de ovos Intestino Ovo larvado Nivel pulmonar Hemograma Homem funciona como Crianças menores de 10
(asmatiforme): tosse, asma, (eosinofilia e hospede intermediário anos. Ingestão de Terra
(Toxocara Catis) (2-4 semanas larvados delgado de gatos Larva Migrante e as larvas não Contato com gatos
febre leucofilia)
para madurarem Visceral Febre prolongada: Hemaglutinação
evolucionam. Larvas (areia)
LARVA MIGRANTE podem atacar, fígado,
e se tornarem Larva Se acompanha dores direta SNC e Olho.
VISCERAL articulares Imunoflorescencia
infectivos) reproduz no gato
Nivel ocular: descolamento direta
de retina ELISA (indireto)
LARVA MIGRANTE Larva Filariforme Larva entra pela Intestino de cães e Ovo Dermatite Lesão serpentinosa Cosmopolita,
gatos Larvas: Rabditoide Túnel serpentinoso Biopsia e temperatura 29 graus,
CUTÂNEA (bicho-de-pé) pele (pés, mãos, umidade 87%, épocas
(Ancylostoma Braziliense) Pés, mãos, tórax e Filariforme e larva Edema, dor. Coceira, antecedentes de
glúteos, tórax) glúteos. (pele) adulta (4 estagios) infecção secundária contato
chuvosas, solo arenoso,
quente e úmido (praias)
CICLO DE LOEFFLER: PRODUZ QUADRO ASMÁTICO