Você está na página 1de 2

DigitalBrand:

Digital Brand: A construção de marca no universo digital A proliferação de dispositivos digitais portáteis

A construção de marca no universo digital

A proliferação de dispositivos digitais portáteis (smartphones, netbooks

massiva a web apresentam grandes possibilidades para as organizações desenvolverem estratégias de digital branding. Para se ter uma idéia do potencial do ambiente digital o número de internautas no Brasil ultrapassa os 63 milhões de usuários (Fonte: Ibope Nielsen Online 2009) e o número de telefones móveis no país supera 175 milhões.

) e a aderência

Este potencial incrível da comunicação e da interatividade faz com que o DigitalBrand deixe de ser uma tendência. O Brand online é apenas o re exo do comportamento da

sociedade atual. Ações baseadas em sites, mídias sociais, blogs, advergames, search, wiki

e mobile marketing são adotadas por inúmeras empresas para criarem relacionamentos

com seus consumidores e proporcionarem experiências. Cases internacionais como o de Barack Obama, Lady Gaga e nacionais como o da Cyrela endossam a e cácia das ações digitais. A tecnologia aboliu os limites, a visibilidade de uma marca não está mais restrita ao tamanho da verba nem a sua exposição nas mídias tradicionais.

A grande questão é: Como montar uma estratégia que agregue valor a marca no ambi-

ente online diante de um cardápio tão complexo de possibilidades ? A meu ver o desa o está em transmitir as associações desejáveis para a marca de forma consistente e relevante tanto no ambiente online quanto o ine. As marcas devem ter o cuidado de buscar formas de interação digital que sejam relevantes, não é apenas colocar um blog no ar ou estar presente nas redes sociais. É muito mais que isto, é ter conteúdo, informa- ção, que tenham sinergia com o conceito da marca e sejam relevantes para os grupos de interesse. É neste ponto que muitas empresas estão pecando, ou seja, estão de alguma forma presentes no universo digital, mas não de forma consistente.

O desa o está em construir um plano de branding que contemple ações integradas tanto na dimensão o ine como online. A marca é uma só e seu discurso deve ser refor- çado em todos seus pontos de contato, seja no PDV, no site, no blog ou nas mídias tradi- cionais. Para isto é fundamental entender o comportamento dos consumidores nestas duas dimensões, online e o ine. De que forma os nossos cliente utilizam a web ? Quais redes sociais participam ? Se é que participam? Será que os seus dispositivos móveis são compatíveis com ações de mobile mais atualizadas? Quais conteúdos relacionados aos nossos produtos são relevantes para o mercado ?

A questão não se limita em qual ferramenta adotar, mas também como serão gerencia-

dos os diversos pontos de interação planejados. Colocar um blog no ar, ou participar de

uma rede social é relativamente fácil, a di culdade está em gerenciar e alimentar tais

uma rede social é relativamente fácil, a di culdade está em gerenciar e alimentar tais interfaces. Este é um ponto que muitas vezes não é contemplado, o gerenciamento. Não podemos esquecer que as empresas têm cada vez mais pontos de contatos para

Porém as equipes nem sempre

serem administrados: e-mails, blogs, redes sociais, SMS acompanham tal crescimento.

Apesar destes cuidados, as ações digitais apresentam uma grande vantagem em relação ao gerenciamento. As ações de digital podem ser mensuradas com precisão. Esta que sempre foi e será a indagação dos gestores: Qual a efetividade das ações de comunica- ção? As inúmeras ferramentas de web analytics permitem de forma ágil métricas que ajudam a mensurar o equity das marcas e a e cácia de tais ações.

O Brand Online não substitui as formas tradicionais de comunicação, o que existe é uma convergência entre o antigo e o novo. As organizações terão a seu dispor cada vez mais ferramentas para elaborarem suas estratégias de branding e o pro ssional contemporâ- neo deve estar aberto para entender e integrar, quando for pertinente, estes novos pontos de contato em seus planejamentos. Lembre-se a conectividade com mobilidade alterou a forma como nos relacionamos e as marcas estão inseridas neste contexto.

relacionamos e as marcas estão inseridas neste contexto. Genaro Galli Diretor dos Programas de Pós-Graduação da

Genaro Galli Diretor dos Programas de Pós-Graduação da ESPM, Professor de Marketing e Branding e consultor de empresas ggalli@espm.br