Você está na página 1de 34
Hidrologia Introdução Professora: MSc. Alinie Rossi dos Santos 1
Hidrologia Introdução Professora: MSc. Alinie Rossi dos Santos 1

Hidrologia

Introdução

Professora: MSc. Alinie Rossi dos Santos

Definição

Hidrologia: Ciência que trata da água na terra, sua

ocorrência, circulação e distribuição, suas

propriedades físicas e químicas, suas relações com o

meio ambiente, incluindo suas relações com a vida.

Histórico

3.000 A.C. - foi instalado no rio Nilo um nilômetro (escala para

leitura do nível do rio Nilo), ao qual apenas sacerdotes tinham

acesso. A taxa de imposto a ser cobrada durante o ano dependia

do nível de água do rio Nilo.

384-400 A.C. - a teoria de Aristóteles, Platão e Tale de Mileto era

a de que as fontes e os mananciais existentes nos continentes,

inclusive no alto de serras e cordilheiras, eram abastecidos por

reservatórios subterrâneos inesgotáveis, existentes a grandes

profundidades. Sabe-se que, Aristóteles interpretou os processos

de evaporação e condensação atmosférica como intimamente relacionados à precipitação, e admitiu que parte da chuva contribuía para os rios, superficialmente, e que outra se infiltrasse e pudesse chegar às nascente.

Histórico

Nilômetro

Histórico Nilômetro

Histórico

350 A.C. Um livro escrito pelo indiano Kautilya menciona a

primeira medida quantitativa da chuva. Neste caso o total

precipitado no ano também servia como base para cálculo de impostos.

100 D.C. - Vitruvius percebeu que o aumento das vazões dos rios

poderia estar relacionado a água proveniente das montanhas.

Século

XVI

-

Leonardo

da

Vinci

estabeleceu

um

conceito

equivocado de ciclo hidrológico, explicou que a salinidade dos

mares era devida à ação das águas continentais que se

infiltravam, dissolviam e carreavam os sais do subsolo para os

oceanos, onde esses sais permaneciam. Entretanto, estabeleceu

com muita precisão a velocidade da água em canais abertos.

Histórico

1670 - O francês Pierre Perrault mediu na bacia do rio Sena até

Burgundy, os maiores elementos do ciclo hidrológico:

precipitação, evapotranspiração, escoamento, e descarga.

Estudos similares foram realizados por Marriote e Halley.

Século XVIII - Bernoulli, Chezy e outros deram grande avanço na

hidráulica e no mecanismo de compreensão do movimento da

água.

Século XIX - Darcy e Manning se destacaram pelos trabalhos experimentais a respeito do fluxo da água.

1910 - Início das pesquisas de hidrologia em florestas.

1930 - A hidrologia passa a ter uma abordagem quantitativa. As

agências governamentais de países desenvolvidos começaram a

desenvolver seus próprios programas de pesquisas hidrológicas.

Distribuição da Água no Planeta

Distribuição da Água no Planeta Preocupação: Desde o início da história da humanidade, a demanda de
Distribuição da Água no Planeta Preocupação: Desde o início da história da humanidade, a demanda de

Preocupação: Desde o início da história da humanidade, a

demanda de água é cada vez maior e as tendências das

últimas décadas são de excepcional incremento devido ao

aumento populacional e elevação do nível de vida. A

estimativa atual da população mundial é de 6 bilhões.

Uso da Água

Abastecimento humano urbano e rural;

Dessedentação de animais e piscicultura pecuária;

Irrigação agricultura;

Abastecimento industrial e refrigeração;

Transporte aquaviário;

Lazer e esportes aquáticos;

Produção de energia hidroelétrica.

Abundância ou escassez de água determina indicadores de progresso econômico e de qualidade de vida.

Características da água

As pequenas gotas de chuva quando batem no solo podem iniciar um gigantesco processo de erosão;

A força das águas de um rio podem mover rochas e alterarem

seu traçado;

Sua estrutura molecular é muito forte;

Alta capacidade térmica (necessário muito calor para elevar a

temperatura da água em 1 grau). Perde apenas para a amônia;

Cobre 70% do planeta;

Toda água da Terra é reciclada inúmeras de vezes.

Características da água

Solvente de muitos materiais. Meio onde as substancias se

recombinam;

Os vegetais usam a luz para gerar seu próprio alimento

(fotossíntese)-> separam o hidrogênio do oxigênio da água,

depois unem o hidrogênio com o dióxido de carbono do ar,

para produzir o açúcar;

A água pode gerar energia elétrica;

São necessários 95 litros de água para produzir uma maçã;

Para 500 g de carne, são necessários 4.500 litros de água;

O homem busca na engenharia, formas para solucionar a escassez da água, ou seu excesso.

Hidrologia Científica

Hidrologia Científica - contexto do desenvolvimento

clássico do conhecimento científico;

Através de programas de observação e quantificação

dos fatores relevantes para o ciclo hidrológico, que

surgiram as subáreas que tratam da análise dos

processos físicos.

Hidrologia Científica

Hidrometeorologia: é a parte da hidrologia que trata da

água na atmosfera.

Geomorfologia: trata da análise quantitativa das

características do relevo de bacias hidrográficas e sua

associação com o escoamento.

Escoamento Superficial: trata do escoamento sobre a

superfície da bacia.

Interceptação Vegetal: avalia a interceptação pela cobertura vegetal da bacia hidrográfica.

Infiltração e Escoamento em Meio Não-Saturado:

observação e previsão da infiltração e escoamento da água

no solo.

Hidrologia Científica

Escoamento em Rios, Canais e Reservatórios: observação da

vazão dos canais e cursos de água, e do nível dos reservatórios;

Evaporação e Evapotranspiração: perda de água pelas

superfícies livres de rios, lagos e reservatórios, e da

evapotranspiração das culturas;

Produção e Transporte de Sedimentos: quantificação da erosão

do solo;

Qualidade da Água e Meio Ambiente: trata da quantificação de

parâmetros físicos, químicos e biológicos da água e sua interação

com os seus usos na avaliação do meio ambiente aquático.

Áreas de atuação

Planejamento

planejamento e controle do uso dos recursos naturais;

e

Gerenciamento

da

Bacia

Hidrográfica:

Abastecimento de Água: limitação nas regiões áridas e semi-

áridas do país;

Drenagem Urbana: cerca de 75% da população vive em área

urbana. Enchentes, produção de sedimentos e problemas de

qualidade da água;

Aproveitamento Hidrelétrico: a energia hidrelétrica constitui

92% de toda energia produzida no país. Depende da

disponibilidade de água, da sua regularização por obras

hidráulicas e o impacto das mesmas sobre o meio ambiente.

Áreas de atuação

Uso do Solo Rural: produção de sedimentos e nutrientes,

resultando em perda do solo fértil e assoreamento dos rios;

Controle de Erosão: medidas de combate à erosão do solo;

Controle da Poluição e Qualidade da Água: tratamento dos

despejos domésticos e industriais e de cargas de pesticidas de

uso agrícola;

Irrigação: a produção agrícola em algumas áreas depende

essencialmente da disponibilidade de água;

Navegação;

Recreação e Preservação do Meio Ambiente;

Preservação dos Ecossistemas Aquáticos.

Importância da Água:

A carência de água pode ser para muitos países um dos

fatores limitantes para o desenvolvimento. Alguns países

como Israel, Territórios Palestinos, Jordânia, Líbia, Malta e

Tunísia a escassez de água já atingiu níveis muito perigosos: existem apenas 500 m 3 .habitante -1 .ano -1 , enquanto estima-se que a necessidade mínima de uma pessoa seja 2000 m 3 .habitante -1 .ano -1 .

Usos múltiplos da Água:

a) Uso Consuntivo: É quando, durante o uso, é retirada uma

determinada quantidade de água dos mananciais e depois de

utilizada, uma quantidade menor e/ou com qualidade inferior

é devolvida, ou seja, parte da água retirada é consumida

durante seu uso. Exemplos: abastecimento, irrigação, etc.

Gasta e suja”

b) Uso Não Consuntivo: É aquele uso em que é retirada uma

parte de água dos mananciais e depois de utilizada, é

devolvida a esses mananciais a mesma quantidade e com a

mesma qualidade, ou ainda nos usos em que a água serve

apenas como veículo para uma certa atividade, ou seja, a água

não é consumida durante seu uso. Exemplos: pesca,

navegação, etc. “Devolve igual”

Demandas de usos da água no Brasil em 2017

Demandas de usos da água no Brasil em 2017 Fonte: ANA (2017) 18

Fonte: ANA (2017)

Demandas de usos da água no Brasil em 2017

Demandas de usos da água no Brasil em 2017 Fonte: ANA (2017) 19

Fonte: ANA (2017)

19

Demandas de usos da água no Brasil em 2017 Fonte: ANA (2017) 19
20
21

Gestão da água

A Política Nacional de Recursos Hídricos estabelece que:

I - a água é um bem de domínio público;

II - a água é um recurso natural limitado, dotado de valor

econômico;

III - em situações de escassez, o uso prioritário dos recursos hídricos é o consumo humano e a dessedentação de animais;

Gestão da água

A Política Nacional de Recursos Hídricos estabelece que:

IV - a gestão dos recursos hídricos deve sempre proporcionar

o uso múltiplo das águas;

V - a bacia hidrográfica é a unidade territorial para

implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos e

atuação do Sistema Nacional de Gerenciamento de

Recursos Hídricos;

VI - a gestão dos recursos hídricos deve ser descentralizada e

contar com a participação do Poder Público, dos usuários e

das comunidades.

Gestão da água

A Política Nacional de Recursos Hídricos estabelece que:

I - a água é um bem de domínio público;

II - a água é um recurso natural limitado, dotado de valor

econômico;

III - em situações de escassez, o uso prioritário dos recursos hídricos é o consumo humano e a dessedentação de animais;

Gestão da água

Instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos:

25

Gestão da água • Instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos: 25
Gestão da água • Instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos: 25
Gestão da água • Instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos: 25
Gestão da água • Instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos: 25
Gestão da água • Instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos: 25
26
26
27

Problemas associados à água

Cheias;

Secas (Crise hídrica);

Poluição;

Doenças de veiculação hídrica.

Recurso natural que se encontra cada vez mais limitado e

está sendo exaurido pelas ações impactantes nas bacias

hidrográficas (ações do homem), degradando a sua

qualidade e prejudicando os ecossistemas.

Problemas associados à água

Outra questão refere-se ao desperdício de água estimado em

40% por uso irracional e perdas.

Cuiabá o desperdício chega a 53% de toda água encanada;

Na cidade de São Paulo a população convive com um

desperdício de 45% nos 22.000 km de encanamentos,

causados por vazamentos e ligações clandestinas.

Problemas associados à água

Qualidade
Qualidade
Problemas associados à água Qualidade Quantidade 30
Quantidade
Quantidade

Problemas associados à água

31

Problemas associados à água 31

Problemas associados à água

32

Problemas associados à água 32
33
33

Problemas associados à água

A ONU, prevê que, se o descaso com os recursos hídricos

continuar, metade da população mundial não terá acesso à

água limpa a partir de 2025. Hoje, este problema já afeta

cerca de 20% da população do planeta mais de 1 bilhão

de pessoas.

Mantendo-se as taxas de consumo e considerando um

crescimento populacional à razão geométrica de 1,6% a.a.,

o esgotamento da potencialidade de recursos hídricos

pode ser referenciado por volta do ano 2053.