Você está na página 1de 13

FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES

CNPJ nº 28.964.252/0001-50
FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS
(Reconhecida pelo Decreto Federal nº 71.814 de 07/02/73)
Av. Dr. Alberto Torres, 217 - Centro
Campos dos Goytacazes-RJ - CEP. 28035-580
Telefone/Fax: (22) 2101-2929
e-mail: fmc@fmc.br
home page: http: //www.fmc.br

Organizado por

INÊZ BARCELLOS DE ANDRADE


ANNELISE MARIA DE OLIVEIRA WILKEN DE ABREU
MARIA CRISTINA MIRANDA LIMA

MANUAL PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO


DE
PÔSTER TÉCNICO E CIENTÍFICO

Edição revista e atualizada

Campos dos Goytacazes, RJ


2013
2013
Direitos desta edição reservados a FMC
o
Av. Alberto Torres, n 217 - Centro - Campos dos Goytacazes – RJ
Tel (22) 2101-2929 - URL: http://www.fmc.br

É proibida a reprodução parcial ou total desta obra com fins lucrativos e que não sejam para fins acadêmicos ou
científicos

FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES


FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS

Presidente da Fundação: Prof. Márcio Sidney Pessanha de Souza


Diretor da Faculdade de Medicina de Campos: Prof. Dr. Nélio Artiles Freitas
Vice-diretor: Prof. Dr. Paulo Gustavo Araujo
Diretor acadêmico: Prof. Dr. Paulo Gustavo Araujo
Coordenador de Pó-Graduação e Extensão: Prof. Dr. Abdalla Dib Chacur
Coordenadora de Extensão: Profa. Dra. Vera Lúcia Marques da Silva
Coordenador de Internato e de Estágios: Prof. Dr. Márcio Sidney Pessanha de Souza
Coordenação do Curso de Medicina: Profª Dra. Márcia Azevedo Caldas
Coordenação do Curso de Farmácia: Prof. Carlos Eduardo Faria Ferreira

CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO – CIP

M294 Manual para elaboração e apresentação de pôster técnico ecientífico /


Faculdade de Medicina de Campos; organizado por Inêz Barcellos de
Andrade, Annelise Maria Wilken de Oliveira Abreu e Maria Cristina
Miranda Lima. -- Ed. revista e atualizada. -- Campos dos Goytacazes,
2013.

14 p.:il.

1. Pôster técnico e científico – Normas. 2. Manuais. I. Faculdade de


Medicina de Campos. II. Andrade, Inêz Barcellos.III. Abreu, Annelise Maria
Wilken de O. IV. Lima, Maria Cristina Miranda.

CDD 001.42
APRESENTAÇÃO

O presente Manual, revisto e atualizado a partir da edição de 2009, tem como objetivo mostrar os
princípios gerais dos itens que devem ser elaborados para apresentação de PÔSTER TÉCNICO E CIENTÍFICO
desenvolvido no âmbito acadêmico de acordo com as normas da ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS
TÉCNICAS – ABNT.
As normas da ABNT consultadas para elaboração do presente Manual estão relacionadas a seguir e
aplicam-se as edições mais recentes do referido documento (incluindo emendas).
ABNT NBR 6022, Informação e documentação – Pôsteres técnicos e científicos - Apresentação
ABNT NBR 6023, Informação e documentação – Referências – Elaboração
ABNT NBR 6028, Informação e documentação – Resumo – Procedimento
ABNT NBR 10520, Informação e documentação – Citações em documentos – Apresentação

Com o propósito de facilitar o manuseio pelos usuários com interesse específico em alguns dos itens do
documento, o manual foi organizado em dois capítulos, sendo um complementar ao outro.
O primeiro capítulo apresenta os princípios para elaboração do Pôster Técnico e Científico.
O segundo capítulo define os parâmetros para apresentação gráfica do Pôster Técnico e Científico de
acordo com as normas da ABNT.
SUMÁRIO

1 PÔSTER TÉCNICO E CIENTÍFICO ................................................................... 5


1.1 Conceito .............................................................................................................. 5
1.2 Funções ............................................................................................................. 5
1.3 Elementos constitutivos do pôster .................................................................. 5
1.3.1 Itens pré-textuais .................................................................................................. 5
1.3.2 Itens textuais - Argumentação ............................................................................. 6
1.3.3 Itens pós-textuais ................................................................................................. 6

2 APRESENTAÇÃO GRÁFICA DO PÔSTER TÉCNICO E CIENTÍFICO .............. 7


2.1 Título e autor(es) ............................................................................................... 8
2.2 Resumo ................................................................................................................ 8
2.3 Apresentação de ilustrações ............................................................................ 9
2.4 Suporte, dimensões, formato e orientações gerais......................................... 12

REFERÊNCIAS .................................................................................................... 14
1 PÔSTER TÉCNICO E CIENTÍFICO

1.1 Conceito
O pôster ou painel é um tipo de trabalho científico que objetiva, de forma clara e sucinta, apresentar os
resultados de uma pesquisa original completa ou seus resultados parciais.

1.2 Funções

• Traduzir os conceitos, informações e dados mais relevantes de uma pesquisa concluída ou em


andamento;

• Indicar o que seja a pesquisa, quem a faz, orientado por quem, auxiliado ou patrocinado por quem, como
contatá-lo, etc;

• Apresentar as relações identificadas nos diferentes tópicos da pesquisa e de seu processo;


• Apresentar o pesquisador, de maneira direta (através da clareza de exposição, lucidez da pesquisa,
concisão e coesão da argumentação): ele diz o que faz, quem está falando de modo indireto, diz a
capacidade de criação e elaboração formal do autor, ele diz de quem faz.

1.3 Elementos constitutivos de um pôster técnico e científico

ITENS PRÉ-TEXTUAIS ITENS TEXTUAIS ITENS PÓS-TEXTUAIS


Título, e subtítulo (se houver) INTRODUÇÃO REFERÊNCIAS
Nome(s) do(s) autor(es) OBJETIVO
Resumo em português MÉTODOS
Palavras-chave em português RESULTADOS
DISCUSSÃO
CONCLUSÃO

1.3.1 Itens pré-textuais


Título, e subtítulo (se houver)
Faça um título curto, que chame a atenção, e além de tudo, que reflita o tema principal do pôster. O
subtítulo (se houver) deve ser diferenciado do título tipograficamente ou separado por dois pontos (:).

Nome do(s) autor(es), titulação máxima e afiliação institucional


Escreva o nome, a titulação máxima e afiliação institucional (instituição de origem, cidade, estado e
país) de cada um dos autores do pôster de forma uniforme e sistemática em todas as suas publicações para o
trabalho possa ser citado de forma correta por outros autores. Opcionalmente pode ser apresentado endereço
para correspondência e email do(s) autor(es).

Resumo
O resumo redigido pelo próprio autor do trabalho na língua original. Deve constituir a síntese dos pontos
relevantes do trabalho, tais como: tema, problema de pesquisa, justificativa, objetivo(s), método proposto, os
principais resultados alcançados, as conclusões e recomendações. O resumo deve ser elaborado conforme a
ABNT NBR 6028, com até 100 palavras, seguido das palavras-chave. Deve ser apresentado em um único
parágrafo.
Os leitores utilizam o Resumo para decidir se devem ler ou não o restante de um artigo. Assim, resuma
de maneira precisa os tópicos principais do artigo e as conclusões obtidas com o trabalho. Limite o número de
tópicos para evitar confusão na identificação da mensagem principal do pôster. Não inclua referências, figuras
ou equações nesta seção.

Palavras-chave em língua portuguesa


È necessário a inclusão de um conjunto de palavras-chave que caracterizem o seu pôster. Por isso,
você deve escolher palavras-chave abrangentes, mas que ao mesmo tempo identifiquem o(s) assunto(s) de
que trata o pôster. A fonte de informação para localização de palavras-chave na área de ciências da saúde é o
DECS (Descritores em Ciências da Saúde) no site da bireme: www.bireme.br.

1.3.2 Itens textuais – Argumentação (Conteúdo)


A argumentação do trabalho é composta pela Introdução, Métodos, Resultados, Discussão e
Conclusão. São na verdade, o verdadeiro conteúdo do trabalho. Deve apresentar as ideias centrais do trabalho,
em forma de texto, tabelas e/ou ilustrações.
É evidente que todos as demais que compõem o pôster são importantes e essenciais. Na verdade, são
nesses itens que serão concentrados todos os esforços de compreensão e entendimento, discussão e análise,
síntese e demonstração do conhecimento.

1.3.3 Itens pós-textuais

REFERÊNCIAS
Elemento obrigatório. Ao se elaborar um trabalho é imprescindível a menção dos documentos que
serviram de base para sua produção. Para que esses documentos possam ser identificados, é necessário que
os elementos que permitam sua identificação sejam reconhecidos, e isto só acontecerá por meio da referência.
As referências devem ser elaborados conforme a ABNT NBR 6023.
2 APRESENTAÇÃO GRÁFICA DO PÔSTER TÉCNICO E CIENTÍFICO

A seguir serão apresentados os itens necessários para padronização gráfica do PÔSTER TÉCNICO E
CIENTÍFICO. As orientações são baseadas nas normas da ABNT de documentação. As normas na sua
totalidade estão disponíveis na biblioteca da FMC para consulta e poderão fornecer explicações detalhadas
sobre o assunto.

2.1 Título, subtítulo (se houver) e autor(es)

A apresentação do PÔSTER deve ser iniciada pelo Título e subtítulo (se houver) (na 1ª. linha). Em
seguida apresenta-se o(s) nome(s) do(s) autor(es) (na 2ª. linha). A titulação máxima do(s) autor(es) e a afiliação
institucional do(s) autor(es) deve ser informada em nota de rodapé ou abaixo do nome de cada autor.

2.2 Resumo
Resumo é, pois, uma apresentação concisa de elementos relevantes de um texto; um
procedimento de reduzir um texto sem destruir-lhe o conteúdo. Constitui-se uma forma prática
de estudo que participa ativamente da aprendizagem, uma vez que favorece a retenção de
informações básicas (MEDEIROS, 1997, p. 120).

O resumo redigido pelo próprio autor do trabalho na língua original conforme a ABNT NBR 6028. Deve
constituir a síntese dos pontos relevantes do trabalho acadêmico, tais como: o(s) objetivo(s), método, questões
éticas, principais resultados e conclusões.
O resumo deverá conter até 100 palavras. O resumo deve ser digitado em um só parágrafo com espaço
simples.
No resumo respeitam-se os capítulos do documento escrito. Em geral o resumo é iniciado pela
problematização (pequena), seguida do objetivo do estudo. A seguir é dito o tipo de estudo realizado, descreve-
se a população/amostra, indicando o local, o período da realização da pesquisa e as variáveis de estudo. Na
sequência é explicado como os dados foram analisados e que a pesquisa atendeu a Resolução 196/96 versão
2012 do CNS (Conselho Nacional de Saúde). Inclui-se os principais resultados e conclusões. O resumo deve
ser composto de uma sequencia de frases concisas, afirmativas e não de enumeração de tópicos. Recomenda-
se o uso de um parágrafo único.
Deve-se usar o verbo na voz ativa e na terceira pessoa do singular.
As palavras-chave devem ser colocadas logo após o resumo, antecedidas da expressão Palavras-
chave, separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto.
EXEMPLO
Resumo

A Obesidade é um sério problema de Saúde Pública, que afeta diretamente na capacidade laborativa dos indivíduos. A
hipertensão arterial tem sido relatada como uma das principais doenças associadas a problemas cardiovasculares.
Desta forma o objetivo é avaliar a prevalência da hipertensão arterial associada à obesidade em pacientes obesos
atendidos no ambulatório de clínica médica do HEAA. Foi realizado um estudo transversal com 200 pacientes obesos
de ambos os sexos e idade entre 18 e 55 anos, atendidos no Ambulatório de Clínica Médica do HEAA. As variáveis
coletadas foram: idade, raça, renda mensal familiar, escolaridade do paciente, número de cômodos da residência,
bairro, tipo de hipertensão, valores pressóricos e índice de massa corporal a serem coletadas e registradas em um
protocolo de pesquisa. A prevalência da hipertensão arterial com associação para doença obesidade para população
estudada foi de 23%. A análise dos dados foi estatística, por frequência de ocorrência. A pesquisa atendeu a
Resolução 196/96 versão 2012 do CNS relativas às questões da ética em pesquisa com humanos.

Palavras-chave: Hipertensão. Obesidade. Prevalência.

2.3 Apresentação de ilustrações

As ilustrações (gráficos, gravuras, fotografias, mapas, desenhos, tabelas, quadros, fórmulas, esquemas,
modelos e outros) servem para elucidar, complementar e explicar o entendimento de um texto.

Tipos
Para a uniformização do uso das ilustrações, elas foram divididas em três grupos:
a) toda e qualquer ilustração que não se enquadre na categoria de tabelas e quadros, tais como
gráficos, esquemas, plantas, quadros, fotografias, mapas, desenhos, estampas, diagramas, organogramas,
fluxogramas etc. Cada item deve ser designado por seu nome específico, travessão, título e respectivo número.
b) quadros - a NBR-12256 considera “quadros” as apresentações de tipo tabular que não empregam
dados estatísticos;
c) tabelas - as que apresentam informações textuais agrupadas em colunas e que empregam dados
numéricos como informação central (números relativos: proporção, percentual).

Apresentação
• As ilustrações devem ser centradas na página e impressas o mais próximo possível do texto nas quais são
mencionadas.
• As ilustrações devem-se enquadrar nas mesmas margens adotadas para o texto.
• As ilustrações (com exceção de tabelas, quadros) são designadas no texto, sempre por seu nome
específico, travessão, título e respectivo número.
• Qualquer que seja o tipo de ilustração, sua identificação aparece na parte superior, precedida da palavra
designativa, seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, travessão e
do respectivo título. Após a ilustração, na parte superior, indicar a fonte consultada (elemento obrigatório,
mesmo que seja produção do próprio autor), legenda, notas e outras informações necessárias à sua
compreensão (se houver). A referência completa, relativa à fonte da ilustração, deve figurar na listagem de
referências no final da obra.

EXEMPLO
Figura 1 – Homem vendo televisão

Fonte: CHARGES, 2006

• No texto, a sua indicação pode integrar o texto, ou localizar-se entre parênteses no final da frase.

EXEMPLOS
A Foto 4 mostra o comportamento ...
Durante .... (Mapa 2)
Tabelas 4 e 5.
(Tabela 20, ANEXO A)

Apresentação de tabelas:
As tabelas situam-se o mais próximo possível do texto.
As tabelas pequenas devem ser centralizadas na página e na seguinte disposição:
1º Na parte superior a palavra Tabela, seguida do seu número de ordem em algarismo arábico.
2º Logo após, o título, em caixa baixa, só a letra inicial em caixa alta.
3º O corpo da tabela deve ser separado, com fios horizontais para separar os títulos das colunas no cabeçalho
e fechar a tabela no pé.
4º Notas de rodapé das tabelas, aparecem após o fio de fechamento, no pé da tabela, da seguinte forma:
a) Nota de fonte: autor, data, mesmo que seja produção do próprio autor, nesse caso, colocar a informação: do
autor, seguido do ano de produção.
b) Notas gerais: observações ou comentários sobre o conteúdo da tabela.

• Notas referentes a uma parte específica da tabela: símbolos, fórmulas e outros.


EXEMPLO
Tabela 1 - Taxa de inflação no Brasil, 1978/84
Ano %
1978 36,99
1979 69,99
1980 100,00
1981 86,22
1982 90,39
Fonte: Elaborado pelos autores, 2013

Observações:
• a tabela não deve ser fechada lateralmente, tampouco se colocar traços horizontais separando os dados
numéricos.
• não se deve deixar nenhuma casa vazia no corpo da tabela.
• ressaltar as relações existentes, usando-se os símbolos convencionais de padrão internacional, destacando o
que se pretende demonstrar.
• as frações são escritas em números decimais, a não ser que se trate de medidas comumente usadas em
frações ordinárias.
• evitar o uso de abreviaturas e símbolos nas tabelas, quando indispensáveis, deve-se adotar apenas aqueles
que sejam padronizados.

EXEMPLO
Tabela 2 – Produção e distribuição regional das fábricas em Operação – 1980
PRODUÇÃO
REGIÃO
Toneladas %
TOTAL................. 25 347 202 100,0
Norte ................... 303 034 1,19
Nordeste ............. 3 403 709 13,42
Sudeste .............. 17 101 891 67,47
Sul ...................... 2 887 727 11,38
Centro-Oeste ...... 1 759 801 6,64
Fonte: Elaboração do autor (2012)

Apresentação de quadros:
Os quadros situam-se o mais próximo possível do texto.
Os quadros pequenos devem ser centralizados na página e na seguinte disposição:
1º Na parte superior a palavra Quadro, seguido do seu número de ordem em algarismo arábico.
2º Logo após, o título, em caixa baixa, só a letra inicial em caixa alta.
3º O corpo do quadro deve ser apresentado em uma caixa, com fios horizontais e verticais de modo a fechar
suas laterais, em cima e embaixo.
4º Notas de rodapé dos quadros, aparecem após o fio de fechamento, no pé do quadro, da seguinte forma:
a) Nota de fonte: autor, data, mesmo que seja produção do próprio autor, nesse caso, colocar a informação: do
autor, seguido do ano de produção.
b) Notas gerais: observações ou comentários sobre o conteúdo do quadro.
c) Notas referentes a uma parte específica do quadro: símbolos, fórmulas e outros.

2.4 Suporte, dimensões, formato e orientações gerais

Para uniformizar a apresentação gráfica do Pôster técnico e científico, seguem-se algumas indicações.

Suporte e Dimensões
O Pôster Técnico e Científico deve ser apresentado impresso (lona ou plástico). Recomenda-se as
seguintes dimensões: Largura: 0,90 m e Altura: 1,20 m. O pôster deve ser legível a uma distância de 1 m.

Formato e Orientações Gerais

O pôster deve apresentar ao alto, em destaque, os seguintes itens: Título e subtítulo (se houver) do
trabalho (maiúsculas, fonte próximo 70), nome do aluno e do orientador (fonte próxima a 40). No rodapé do
pôster deve constar a titulação e afiliação institucional do autor e orientador.
Deve ser redigido duas colunas. Destacar em maiúsculas e negrito os elementos:
RESUMO, INTRODUÇAO, OBJETIVO, MÉTODOS, RESULTADOS/DISCUSSÃO, CONCLUSÃO E
REFERÊNCIAS (fonte próxima a 40). As referências podem estar em fonte menor (próxima de 30).
Toda figura, tabela ou quadro deve ser indicado na sua parte superior a palavra que designa (tabela,
quadro, figura), seu respectivo número indicativo em arábico e título (descrição que represente seu conteúdo).
Utilizar o mínimo de texto e o máximo de figuras, tabelas, quadros possíveis para ilustrar.
Organizar as informações de modo que as ideias centrais do trabalho sejam facilmente entendidas e
utilizar todos os recursos disponíveis para o pôster despertar o interesse do público.
O pôster será exposto no dia da apresentação, quando então será avaliado pela banca examinadora,
ficando por um período afixado para visualização pela comunidade acadêmica.
O autor do trabalho deverá permanecer junto ao pôster, durante todo o tempo da apresentação para
Banca Julgadora e para responder às questões dos interessados.
É proibida a apresentação do pôster por terceiros.
Modelo esquemático do pôster técnico e científico

Logo da Faculdade de Medicina de Campos e Fundação Benedito Pereira Nunes para uso no topo do Pôster
REFERENCIAS

ABRAHAMSONHN, P. Redação científica. Rio de Janeiro : Guanabara Koogan, 2004. 269p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Normas de documentação. Rio de Janeiro : ABNT.

CARNEIRO, Agostinho Dias. Texto em construção: Interpretação de texto. 2 ed. São Paulo: Moderna, 1998.

CARVALHO, M.C.M. Construindo o saber: metodologia cientifica fundamentos e técnicas. 19.ed. São Paulo:
Papirus, 2008.

FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS. Manual de elaboração e apresentação de trabalhos acadêmicos:


artigos científicos. Campos dos Goytacazes, 2009. 22 p.

HULLEY, S.B. et al. Delineando a pesquisa clínica. Porto Alegre: Artmed, 2004.

LAKATOS, E. M., MARCONI, M. A. Metodologia do trabalho científico. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2002. 214 p.

MEDEIROS, A Redação científica. São Paulo: Atlas, 2012.

PEREIRA, M.G. Artigos científicos: como redigir, publicar e avaliar. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012.

RUIZ, J. A. Metodologia científica: guia para eficiência nos estudos. São Paulo: Atlas, 1982. 170 p.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 26. ed. São Paulo: Cortez, 2011. 252 p.

SOUZA, E. da S.; GUSMÃO, H. R. Como normalizar trabalhos científicos : instrução programada. 2. ed.
Niterói: EDUFF, 1996. 152 p.

THEREZO, G.P. Redação e leitura para universitários. Campinas, SP: Alínea, 2007. 176p.