Você está na página 1de 1

Dostoiévski

Fiódor Mikhailovitch Dostoiévski nasceu em Moscou em 11 de dezembro de 1821, no hospital


onde seu pai, Mikhail Andriéievitch Dostoiévski, clinicava. Mikhail, apesar de imprimir uma
disciplina severa à família, incentivava os sete filhos ao amor pela cultura.

Em 1837, a mãe de Dostoiévski morreu precocemente de tuberculose. A perda foi um choque


para o pai, que acabou mergulhando na depressão e no alcoolismo. Fiódor e seu irmão foram
então enviados à Escola de Engenharia, em São Petersburgo.

Em 1839, morreu o pai de Dostoiévski. As causas são controvertidas, e uma das versões é que
o pai – que tinha fama de avaro e de violento – foi assassinado pelos servos enfurecidos com
os maus tratos. Dostoiévski culpou-se durante toda a vida pelo fato de, em várias ocasiões, ter
desejado a morte do pai. Essa questão da culpa, que acabou transparecendo em sua obra, foi
estudada por Sigmund Freud no famoso artigo "Dostoiévski e o parricídio", de 1928.