Você está na página 1de 23

EXCEL AVANÇADO

ETAPA 5
DEMAIS FUNÇÕES
CENTRO UNIVERSITÁRIO
LEONARDO DA VINCI
Rodovia BR 470, Km 71, nº 1.040, Bairro Benedito
89130-000 - INDAIAL/SC
www.uniasselvi.com.br

Curso de Excel Avançado


Centro Universitário Leonardo da Vinci

Organização
Greisse Moser Badalotti

Autor
Paolo Moser

Reitor da UNIASSELVI
Prof. Hermínio Kloch

Pró-Reitoria de Ensino de Graduação a Distância


Prof.ª Francieli Stano Torres

Pró-Reitor Operacional de Ensino de Graduação a Distância


Prof. Hermínio Kloch

Diagramação e Capa
Renan Willian Pacheco

Revisão
Harry Wiese
1.1 INTRODUÇÃO

Muito bem! Agora que você já estudou as quatro primeiras unidades deste curso,
está na hora de assimilar a última unidade. Veremos como utilizar funções ainda mais
avançadas do Excel, como as ferramentas “Consolidar”, “Vínculos”, “Cenários”, “Atingir
meta”, “Solver”, “Tabelas variáveis”, “Barra de formulários”, “Macros” e as funções
“CONCATENAR” e “ARRUMAR”.

Estas ferramentas visam oferecer subsídios para que você possa fazer do Excel
uma ferramenta completa do ponto de vista analítico e gestor, pois por meio delas
pode-se, por exemplo, identificar índices ótimos de produção, que farão toda a diferença
na hora da tomada de uma decisão estratégica na gerência de um processo produtivo.
Também será possível otimizar tarefas repetitivas para que todos os procedimentos
possam ser executados a partir de um comando único.

Não menos importante, a manipulação e a consistência de múltiplos arquivos


também serão abordadas nesta unidade. Isso é fundamental, na medida em que o volume
de informações a ser manipulado aumenta e a probabilidade de falhas/inconsistências
aumenta na mesma direção.

Por fim, você será capaz de unir várias informações para apresentação de
relatórios concisos e com aspecto profissional, sempre mantendo o dinamismo que é
inerente aos conjuntos de dados, os quais podem ser modificados livremente e, por isso,
apresentar desafios para a obtenção de informações em “tempo real”.

Como esta é a unidade que encerra este curso livre de Excel Avançado, ficam
aqui os nossos sinceros votos de que, ao término desta disciplina, você se sinta mais
familiarizado com o ambiente versátil e poderoso do Excel, fazendo uso de habilidades
que, sem dúvida, lhe conferirão um diferencial no mercado de trabalho!

1.2 CONSOLIDAR

A ferramenta CONSOLIDAR permite “juntar” informações de várias planilhas


em uma planilha única, que pode servir de relatório, por exemplo. Para elucidar o
contexto, imagine a situação a seguir.

Você é da administração de uma instituição educacional e tem em suas mãos uma


bolsa de estudos no exterior para ser entregue ao aluno mais “dedicado” da quarta fase
do curso de Sistemas de Informação, por exemplo. Existem 10 alunos regulares nesta
fase, eles estão matriculados, conjuntamente, em três disciplinas. O nome das disciplinas
é irrelevante para o exemplo, mas para concretizar ainda mais as ideias, suponha que
2 EXCEL AVANÇADO
sejam elas: Programação I, Banco de Dados e Programação para Web. Ao término do
semestre letivo, você importa do sistema as notas destes alunos, porém as disciplinas
são geradas em planilhas separadas. Agora, suponha que você queira obter uma média
geral de cada aluno, para oferecer a bolsa de estudos de forma justa. Como você faria?

É neste ponto que a ferramenta CONSOLIDAR aparece como um ótimo recurso.


Ela pode ser acessada na aba “DADOS”, na seção “Ferramentas de Dados”, no botão
“Consolidar” (DADOS >> Ferramentas de Dados > Consolidar), conforme a Figura 1.

FIGURA 1 – LOCALIZAÇÃO DO BOTÃO CONSOLIDAR NO EXCEL 2013

FONTE: O autor

Como faremos as demais ferramentas apresentadas nesta unidade, vamos


aprender fazendo. Portanto, acompanhe o exemplo a seguir, em que desenvolveremos
a situação hipotética apresentada acima.

Exemplo 1: supondo que você esteja ambientado com a situação hipotética


apresentada acima, a Figura 2 apresenta as médias dos 10 alunos1 concorrentes à bolsa
de estudos, nas disciplinas Programação I, Banco de Dados e Programação para Web.
Cada disciplina está em uma planilha separada. Utilize a ferramenta CONSOLIDAR
para obter a média geral de cada aluno e identificar quem é o mais indicado à bolsa de
estudos.

1 Por simplicidade, os alunos foram nomeados de {a, b, c, ... , j}. As médias foram geradas
aleatoriamente utilizando a função =ALEATORIOENTRE(4;10).

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


EXCEL AVANÇADO 3

FIGURA 2 – MÉDIAS (HIPOTÉTICAS) DE 10 ALUNOS DO CURSO DE SISTEMAS DE


INFORMAÇÃO NAS DISCIPLINAS DE (a) PROGRAMAÇÃO I, (b) BANCO DE DADOS
E (c) PROGRAMAÇÃO PARA WEB

(a) (b) (c)


FONTE: O autor

Resolução 1: primeiramente, vamos criar uma pasta de trabalho com três


planilhas, presumidamente chamadas de “disc_a”, “disc_b” e “disc_c”. Em cada planilha,
insira os dados das subfiguras a, b, c da Figura 2. Agora, em uma quarta planilha
(chamaremos esta de “consolidar”), acesse a ferramenta CONSOLIDAR. Na caixa de
diálogo que aparece, mude o campo “Função” para a opção “Média”. Utilize o botão
de seleção de intervalos para selecionar todas as células válidas (células com valores,
inclusive cabeçalhos) da planilha “disc_a” e adicioná-los ao campo “Referência”. Se
tudo ocorrer bem, este campo deverá mostrar o intervalo disc_a!$A$1:$B$11. Selecione
as opções “Usar rótulos na linha superior e coluna esquerda” (lembre-se de que você
selecionou os cabeçalhos) e clique em “Adicionar”. Repita o procedimento para as outras
duas planilhas. Neste instante, a caixa de diálogo da ferramenta CONSOLIDAR deve
apresentar-se da mesma forma que na Figura 3.

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


4 EXCEL AVANÇADO
FIGURA 3 – CONFIGURAÇÃO DA CAIXA DE DIÁLOGO DA FERRAMENTA CONSOLIDAR PARA
O EXEMPLO 1.

FONTE: O autor

Agora, basta clicar em OK e pronto, na planilha “consolidar” aparecem os


cabeçalhos, os nomes das linhas e as médias de cada um dos alunos, considerando as
três disciplinas.

1.3 VÍNCULOS

Os “Vínculos” (também chamados de “Referências Externas”) são simplesmente


links que o Excel estabelece entre diferentes pastas de trabalho. Essa funcionalidade tem
especial importância na era atual, onde a computação em nuvem está em alta. Você não
está familiarizado com isso? Vamos explicar.

Imagine que você tenha uma pasta de trabalho que contém um valor que é
constantemente atualizado em outra pasta de trabalho. Por exemplo: uma rede de lojas
possui as filiais A, B e C. O gerente desta rede de lojas possui uma planilha única, onde
deseja visualizar o faturamento diário de cada filial. Este valor é atualizado diariamente,
ao término do expediente de trabalho. Para complicar um pouco mais, suponha que as
filiais se encontram em três cidades diferentes. Qual é a melhor solução? Talvez você
pense: “Simples! Os setores financeiros de cada filial têm acesso a uma planilha única;
ao término do expediente, cada filial preenche o seu respectivo campo nesta planilha
e envia ao gerente”. Cuidado, isso não é eficiente, pois pode haver desencontros no
momento dos preenchimentos, além de vazamento de informações entre as filiais.
Estrategicamente, o gerente deve evitar isso.

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


EXCEL AVANÇADO 5

Uma solução mais coerente seria cada filial preencher a sua respectiva planilha
em um banco de dados on-line e o gerente ler o valor de cada filial diretamente destas
planilhas. Você concorda? Pois é, estes documentos localizados na web e que são
imediatamente atualizados após upload do usuário constituem o conceito de “nuvem”;
este conceito é uma tendência dos dias atuais. Quanto ao gerente, mais prático do que
abrir cada uma das planilhas das filiais, seria ter uma planilha única (chamada aqui de
“planilha mestra”) onde estes valores fossem atualizados em tempo real. Neste momento,
a ideia de vínculos faz-se necessária.

Para criar um vínculo em uma planilha, basta escolher a célula onde se deseja que
o valor vinculado seja exibido, digitar “=” e selecionar a célula na planilha de origem
do dado (que pode, inclusive, estar localizada em outra pasta de trabalho). Uma vez
vinculada, a célula será atualizada sempre que a planilha mestra for aberta ou sempre
que a opção “Atualizar” for acionada. Acompanhe no Exemplo 2 o desenvolvimento
do procedimento hipotético apresentado nesta seção.

Exemplo 2: as filiais A, B e C de uma rede de lojas digitam o valor de seu


faturamento diário na célula A1 de suas respectivas planilhas, que se encontram em
suas pastas de trabalho particulares (filial_a.xlsx, filial_b.xlsx e filial_c.xlsx), que estão
armazenadas em um serviço de armazenamento em nuvem1. Suponha os seguintes
faturamentos das filiais em um dia qualquer:

• Filial A: R$ 32.000,00.
• Filial B: R$ 20.000,00.
• Filial C: R$ 23.000,00.

Construa a “planilha mestra” gerencial, que permita ao gerente da rede de lojas
obter os valores atualizados, em tempo real, das filiais A, B e C.

Resolução 2: primeiramente, vamos criar as planilhas filial_a.xlsx, filial_b.xlsx


e filial_c.xlsx. Na primeira planilha de cada uma destas pastas, na célula A1, digite
os valores R$ 32.000,00, R$ 20.000,00 e R$ 23.000,00, respectivamente (digite apenas o
valor e utilize a opção “formato de número de contabilização” para transformá-lo em
valor de moeda). Agora, crie uma nova pasta de trabalho chamada planilha_mestra.
xlsx (mantenha as demais planilhas abertas, precisaremos delas). Nas células A1, A2 e
A3 digite “Filial A”, “Filial B” e “Filial C”, respectivamente. Agora, selecione a célula
B1. Digite “=”, vá na pasta de trabalho “filial_a.xlsx” e selecione a célula A1, onde você
digitou o valor R$ 32.000,00, e aperte a tecla ENTER. Faça o mesmo para as células B2
e B3, referenciando a célula A1 da primeira planilha das pastas de trabalho filial_b.xlsx
e filial_c.xlsx, respectivamente. Salve seu trabalho. Pronto, você percebe que as células
1 Empresas como Google, Microsoft e Amazon (entre outras), fornecem serviços de
armazenamento em nuvem.

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


6 EXCEL AVANÇADO
da coluna B da Planilha Mestra estão com os valores digitados nas planilhas das filiais?
Agora, sempre que estas planilhas forem atualizadas e salvas, a Planilha Mestra será
atualizada, quando acessada. Perguntas com o teor de “atualizar vínculos” podem ser
feitas pela Excel, basta aceitar, para garantir que o valor apresentado seja sempre o valor
atual (último valor digitado pelas filiais). Tente, você mesmo, modificar os valores das
filiais para ver o que acontece!

1.4 CENÁRIOS

A ferramenta CENÁRIOS permite criar uma base de dados com relação a


determinados atributos, que pode ser acessada de acordo com o interesse do usuário.
Ela é muito útil para fazer pesquisas em relatórios, por exemplo.

Imagine, por exemplo, um cadastro de pessoa física que contenha os atributos


“Nome”, “Idade”, “Profissão” e “Sexo”. Neste contexto, cada pessoa cadastrada
corresponde a um “cenário”, pois apresenta uma combinação específica dos atributos
supracitados. O problema reside em organizar estas informações de forma a obter,
de forma rápida e segura, o cenário relativo a uma determinada pessoa. Também,
espera-se que, ao pesquisar o cenário de uma determinada pessoa, os demais cenários
sejam ocultados, para manter a pesquisa a mais clara e objetiva possível. A ferramenta
CENÁRIOS fornece os requisitos necessários para esta tarefa.

Para acessar esta ferramenta, utiliza-se o caminho Dados >>> Ferramenta de


Dados >> Teste de Hipóteses > Gerenciador de Cenários, conforme ilustra a Figura
5.3, a seguir:

FIGURA 3 – LOCALIZAÇÃO DA FERRAMENTA “GERENCIADOR DE CENÁRIOS” NO EXCEL


2013

FONTE: O autor

Agora, acompanhe no Exemplo 3 o uso do Gerenciador de Cenários para criar


uma base de dados de pessoas físicas, conforme hipotetizado nesta seção.

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


EXCEL AVANÇADO 7

Exemplo 3: utilize o “Gerenciador de Cenários” para gerenciar um banco de


dados de pessoas físicas, que contenha os atributos “Nome”, “Idade”, “Profissão” e
“Sexo” com as seguintes entradas (“cenários”):

• Nome: José Martins


Idade: 27
Profissão: Programador
Sexo: Masculino

• Nome: Maria Silva


Idade: 32
Profissão: Professora
Sexo: Feminino

• Nome: Samara de Oliveira


Idade: 31
Profissão: Analista
Sexo: Feminino

Resolução 3: começamos inserindo os dados do que identificam os campos


do banco de dados. Nas células A1 a A4 digite Nome, Idade, Profissão e Sexo (cada
um em uma célula). Agora, nas células B1 a B4 insira as informações de José Martins.
Então, proceda ao caminho Dados >>> Ferramenta de Dados >> Teste de Hipóteses >
Gerenciador de Cenários. Clique em “Adicionar”. Na caixa de diálogo subsequente,
digite um nome para o cenário (no caso, “José”, parece uma boa opção). No campo
“células variáveis”, insira o intervalo B1:B4. Você pode habilitar a opção “evitar
alterações”, caso queira manter os valores do cenário inalteráveis. Clique em OK. Note
que “José” foi incluído nos cenários. Feche esta caixa de diálogo e repita o procedimento
para Maria e Samara. Se tudo ocorreu corretamente, você deve estar diante da seguinte
caixa de diálogos (Figura 4):

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


8 EXCEL AVANÇADO
FIGURA 4 – CAIXA DE DIÁLOGO DA FERRAMENTA “GERENCIADOR DE CENÁRIOS”,
PARA O EXEMPLO 3.

FONTE: O autor

Pronto, agora basta selecionar o cenário do relativo à pessoa desejada. Clicar em


MOSTRAR e pronto, os valores na planilha são atualizados. Interessante, não? Tenha
em mente que esta técnica é fundamental para gerenciar um grande número de pessoas
cadastradas, facilitando a localização dos indivíduos e possibilitando a geração rápida
de relatórios.

1.5 ATINGIR META

A ferramenta ATINGIR META serve como uma calculadora para valores de


variáveis de entrada em uma fórmula, uma vez que se conhece o valor final. Calma, é
mais simples do que parece. Vamos desenvolver um raciocínio intuitivo que mostrará
como você já faz cálculos de “atingir meta” mentalmente, sem sequer ter se dado conta
disto. Imagine que existam quatro números a serem somados. Você desconhece um deles,
mas sabe o valor total da soma, por exemplo: 2+1+3+x=10. Automaticamente, utilizando
aritmética elementar, você determina que o x=4, certo? Pronto, você determinou o valor
de x para atingir a meta 10. Você percebe que se mudássemos o valor da soma, você

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


EXCEL AVANÇADO 9

automaticamente adequaria o valor de x para atribuir esta meta? Pronto, é exatamente


isso que o Excel faz, com a diferença de que a fórmula inserida pode ser de uma
complexidade muito maior do que uma simples soma.

ATINGIR META pode ser acessada no caminho DADOS >>> Ferramentas de


Dados >> Teste de Hipóteses > Atingir Meta, conforme a Figura 5.

FIGURA 5 – LOCALIZAÇÃO DA FERRAMENTA “ATINGIR META” NO EXCEL 2013

FONTE: O autor

A função, cuja meta deve ser atingida, pode ser tanto uma função nativa do Excel
quanto uma função estabelecida pelo usuário. No Exemplo 4 utilizaremos a função
ATINGIR META para determinar a última nota de um aluno que precisa atingir média 7
em uma determinada disciplina. Lembre-se de que, obedecendo às regras da aritmética,
para que um valor em uma fórmula/função com n valores seja determinado, é necessário
conhecer o resultado desta fórmula e os demais n-1 valores.

Exemplo 4: um estudante está matriculado em um curso cuja média final para


aprovação deve ser igual ou superior a 7. Ele deve realizar quatro provas, sendo que as
três primeiras já foram realizadas. Ele obteve as seguintes notas: 6,5, 5,5 e 9,0. Utilize a
função ATINGIR META para calcular quanto ele deve obter na última prova para ser
aprovado no curso.

Resolução 4: organize uma planilha com os dados do problema, conforme a


Figura 6. Note que o valor do campo “Média Final” foi obtido por meio da função
=MÉDIA(B1:B4), inserida na célula B5. Note também que a nota da “Prova 4” está
faltando.

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


10 EXCEL AVANÇADO
FIGURA 6 – DADOS PARA RESOLUÇÃO DO EXEMPLO 4

FONTE: O autor

Agora, seleciona a célula B4. Em seguida, proceda ao caminho DADOS >>>


Ferramentas de Dados >> Teste de Hipóteses > Atingir Meta. Configure o campo
“Definir célula” para a célula B5 (a célula que contém a fórmula para a qual desejamos
um determinado resultado). No campo “Para valor” digite 7 (o valor que desejamos que
a função média apresente). Por fim, no campo “Alternando célula” insira B4 (a célula
que deve ser ajustada para que a média resulte em 7). Pronto, clique em OK e aguarde
o cômputo do Excel. No final, note que o Excel encontrou o valor 9 para a Prova 4, ou
seja, para passar com média 7, dadas as notas das três primeiras provas, o aluno deve
obter 9 (ou mais) na Prova 4. Tente repetir o procedimento para diferentes combinações
de notas e médias e perceba a praticidade da ferramenta ATINGIR META.

1.6 SOLVER

O SOLVER é uma das funções mais avançadas do Excel e que permite resolver
problemas de uma área da matemática chamada “Pesquisa Operacional”. Esta área
busca otimizar funções sujeitas a restrições em suas variáveis de entrada, de forma
a obter os valores ótimos para as mesmas. A resolução deste tipo de problema exige
conhecimentos de álgebra matricial e nem sempre é acessível para o usuário que não
tenha cursado disciplinas como Álgebra Linear e a própria Pesquisa Operacional.

Para entender o problema, pense na seguinte situação: uma empresa deseja


produzir dois produtos relacionados, por exemplo, um eletrônico e um carregador.
O eletrônico leva 4 horas para ser produzido, enquanto o carregador leva 1,5 horas
(uma hora e meia). O custo para produção do eletrônico é de R$ 50,00, e do carregador
é R$ 7,00. A empresa possui 500 horas para produção e R$ 5.000,00 para investir na
produção dos dois produtos. Quantas peças de cada produto devem ser produzidas
para maximizar o lucro da empresa, sabendo que ela pretende vender o eletrônico por
R$ 95,00 e o carregador por R$ 15,00?

Pois é, o problema não é tão simples, uma vez que existem várias variáveis,
condicionantes e restrições associadas à produção. O primeiro passo (o mais complexo)

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


EXCEL AVANÇADO 11

é modelar matematicamente o problema. Uma vez modelado, podemos utilizar o


SOLVER para encontrar o número ótimo de eletrônicos e carregadores produzidos.
Esse desenvolvimento será feito no próximo exemplo.

A ferramenta SOLVER não vem nativamente habilitada no Excel, uma vez que não
é de uso popular. Entretanto, basta habilitá-la – não são necessários downloads adicionais,
apenas um pouco de paciência até que o Excel a instale. Para tanto, você precisa seguir
o seguinte caminho: ARQUIVO >>>>> Opções >>>> Suplementos >>> Ir >> Solver >
Ok. Aguarde uns instantes. Agora você pode acessar o SOLVER no caminho DADOS
>> Análise > Solver, conforme mostra a Figura 7.

FIGURA 7– LOCALIZAÇÃO DA FERRAMENTA “SOLVER”, NO EXCEL 2013

FONTE: O autor

Agora, no Exemplo 5, mostraremos como resolver o problema supracitado e


hipotetizado da produção do eletrônico e do carregador.

Exemplo 5: você se recorda da situação que mencionamos há pouco? Caso não


se lembre, vamos citá-la novamente:

“Uma empresa deseja produzir dois produtos relacionados, por exemplo, um


eletrônico e um carregador. O eletrônico leva 4 horas para ser produzido, enquanto o
carregador leva 1,5 horas (uma hora e meia). O custo para produção do eletrônico é de
R$ 50,00, e do carregador é R$ 7,00. A empresa possui 500 horas para produção e R$
5.000,00 para investir na produção dos dois produtos. Quantas peças de cada produto
devem ser produzidas para maximizar o lucro da empresa, sabendo que a mesma
pretende vender o eletrônico por R$ 95,00 e o carregador por R$ 15,00?”

Modele matematicamente este problema e utilize o SOLVER do Excel para


fornecer a resposta.

Resolução 5: primeiramente, modelaremos matematicamente o problema. Para


simplificar as coisas, chamaremos a quantidade de eletrônicos produzidos de “e” e a
quantidade de carregadores produzidos de “c”. De acordo com o problema, note que
temos as seguintes restrições:

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


12 EXCEL AVANÇADO

(função lucro, a ser maximizada)


(restrição das horas)
(restrição do orçamento)
e, c são número inteiros

Tente entender as regras estabelecidas acima. Caso lhe pareça muito complexo
este tipo de modelagem, procure conhecer um pouco mais sobre o ramo da matemática
aplicada – chamada “Pesquisa operacional” – ela trata de modelagem e solução de
problemas desta natureza.

Agora vamos organizar a planilha para utilizar o SOLVER. Uma sugestão


funcional está apresentada na Figura 8. Observe bem esta configuração e depois leia os
comentários a seguir:

FIGURA 8 – CONFIGURAÇÃO DA PLANILHA PARA UTILIZAÇÃO


DA FERRAMENTA “SOLVER”, PARA SOLUCIONAR O
PROBLEMA DO EXEMPLO 5

FONTE: O autor

Note que:

a) Configuramos o número inicial de cada produto para 1. Isso é arbitrário! Esses valores
não influenciam no resultado final.
b) Nas células do intervalo B7:B9 estão codificadas as funções restritivas da modelagem
da pesquisa operacional. A sintaxe de cada uma das células é:

• B7: =95*B1+15*B2-B8
• B8: =50*B1+7*B2
• B9: =4*B1+1,5*B2

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


EXCEL AVANÇADO 13

Agora, acesse o SOLVER por meio de DADOS >> Análise > Solver. Na caixa de
diálogo que surge, devemos fazer a seguinte configuração (Figura 9) – explicaremos
em seguida.

FIGURA 9 – CONFIGURAÇÃO DA FERRAMENTA “SOLVER” PARA SOLUCIONAR O


PROBLEMA DO EXEMPLO 5

FONTE: O autor

Vamos aos comentários:

a) No campo “Definir objetivo”, selecionamos a célula que tem a função LUCRO que
queremos MAXIMIZAR (por isso a opção Máx foi selecionada).
b) As restrições foram inseridas utilizando o botão Adicionar.
c) As duas primeiras restrições referem-se ao fato de que o número de eletrônicos e
carregadores deve ser sempre inteiro (e, por consequência, não negativo).

Agora, basta clicar em RESOLVER. Note que o SOLVER apresenta como solução
ótima para a empresa a produção de 86 eletrônicos e 100 carregadores. Os valores de
cada um dos campos também são automaticamente atualizados (pois estão associados
através das funções inseridas). Tente mudar os valores fornecidos pelo SOLVER; note

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


14 EXCEL AVANÇADO
que: (i) o lucro diminui ou (ii) alguma restrição não é satisfeita. Não adianta: os valores
fornecidos pelo SOLVER são os melhores, dado o cenário modelado. Legal, não?

1.7 BARRA DE FÓRMULAS

A Barra de Fórmulas está localizada acima da planilha do Excel, de modo muito


semelhante à barra de endereços de um browser, que você utiliza para navegar na internet.
No Excel, esta barra é precedida pelo símbolo matemático de função ( ), apesar de
que, não necessariamente, os valores inseridos na mesma precisem ser funções/fórmulas
do Excel1. Confira na Figura 5.10 a localização da barra de fórmulas no Excel 2013.

FIGURA 10 – LOCALIZAÇÃO BARRA DE FÓRMULAS, NO EXCEL 2013

FONTE: O autor

A Barra de Fórmulas serve para realizar entradas para uma célula específica,
selecionada a priori. Por exemplo, ao invés de selecionar uma célula e digitar a fórmula
nesta célula, você pode selecionar a célula e digitar a fórmula (ou uma sequência de
caracteres) na barra de fórmulas. A fórmula será avaliada após você teclar ENTER. Além
da legibilidade, parece não haver vantagem no uso desta estratégia. De fato, não há!
A barra de fórmulas se torna útil quando utilizada com o botão de função localizado a
sua esquerda. Neste atalho são encontradas todas as funções do Excel, organizadas por
categorias (estatística, financeira etc.). De fato, todas as “funções de linha” abordadas
neste material (E, OU etc.) são encontradas neste atalho.

Incentivamos que o aluno pesquise as funções desejadas neste atalho e as utilize,


principalmente, quando não se lembrar de todos os argumentos da respectiva função
de linha, uma vez que o atalho “funções” fornece caixas de diálogo para preenchimento
sequencial dos argumentos da função. Explore o atalho sem medo, ele se tornará
um dos seus melhores aliados no uso do Excel!

1 Lembre-se: “funções”, para serem interpretadas pelo Excel, devem ser precedidas pelo sinal
“=”. Se omitido este sinal, o Excel interpreta o argumento como uma sequência de caracteres
(string).

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


EXCEL AVANÇADO 15

1.8 MACRO

A ferramenta MACRO está presente em todos os aplicativos do pacote MS Office


e tem por objetivo automatizar procedimentos repetitivos. Digamos que, toda vez que
você digita uma planilha, ao final, você a formata de maneira que: (i) a primeira coluna
e a primeira linha fiquem em negrito; (ii) a segunda coluna fique em itálico, exceto a
primeira célula da mesma; (iii) a terceira e quarta coluna sejam números de contabilização
(moeda) e (iv) a quinta coluna exiba a média da terceira e quarta colunas, também
formatada como números de contabilização (moeda). Você concorda que, toda vez,
terá que executar o mesmo procedimento após a digitação dos dados? Uma MACRO,
devidamente configurada, pode fazer isso por você.

As MACROS podem ser acessadas pelo caminho EXIBIÇÃO >> Macros >
Macros, conforme ilustra a Figura 11.

FIGURA 11 – LOCALIZAÇÃO DA FERRAMENTA “MACRO” NO EXCEL 2013

FONTE: O autor

A maneira mais prática de configurar uma macro é gravando os procedimentos.


Nesta abordagem, o usuário executa o procedimento desejado uma vez e os “cliques”
são salvos, de maneira que possam ser reproduzidos.

Usuários mais avançados e com conhecimento de programação podem criar


macros mais complexas, utilizando a linguagem VBA (Visual Basic for Applications).
Essa abordagem está fora do escopo deste curso livre, sendo que ela mesma, por si só,
seria motivo de um curso dedicado. Portanto, abordaremos aqui o procedimento de
gravação de procedimentos.

Acompanhe o Exemplo 6, em que desenvolveremos o procedimento citado nesta


seção.

Exemplo 6: sejam os dados da Figura 12 relativos a preços (fictícios) de 5 produtos


(a,b,c,d,e) em dois estabelecimentos distintos. A última coluna apresenta a média dos
preços (obtida com a função =MÉDIA) e a planilha já está formatada nos parâmetros
desejados.

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


16 EXCEL AVANÇADO
FIGURA 12 – PREÇOS (FICTÍCIOS) DE 5 PRODUTOS (A,B,C,D,E) EM DOIS
ESTABELECIMENTOS DISTINTOS

FONTE: O autor

Grave uma macro que reproduza esta formatação para uma nova planilha que
contenha os mesmos atributos da Figura 12.

Resolução 6: primeiramente, olhando para a Figura 12, copie os dados para


uma planilha do Excel, até a coluna D, sem aplicar formatação alguma. Agora, acesse
a ferramenta MACRO por meio de EXIBIÇÃO >> Macros > Gravar macro. Digite um
nome para ela, como “Formatação”, por exemplo, e, se quiser, escolha um atalho para
acessá-la. Após clicar em OK execute, rigorosamente, os passos que você gostaria que
a macro repetisse no futuro1, a saber:

a) Selecionar coluna A, pôr em negrito.


b) Selecionar linha 1, pôr em negrito (2 vezes).
c) Selecionar coluna B, pôr em itálico.
d) Selecionar célula B1, remover itálico.
e) Selecionar o intervalo de colunas C:E; aplicar formato de número de contabilização.
f) Selecionar célula E2, inserir a função =MÉDIA(C2:D2) e teclar ENTER.
g) Selecionar célula E2, expandir a função por meio de dois cliques no ponto no canto
inferior direito da seleção.

Agora, basta clicar no símbolo de stop, no canto inferior esquerdo da planilha do


Excel. A MACRO está gravada.

Para verificar a funcionalidade da macro, abra uma nova planilha, na mesma


pasta de trabalho e, novamente, copie os dados da Figura 12, até a coluna D, sem aplicar
nenhuma formatação. Após isso, acesse a macro gravada, por meio de EXIBIÇÃO
>> Macros > Exibir macros. Encontre a macro que você acabou de salvar e clique em
EXECUTAR. Pronto, a formatação que você desejava foi feita automática, e pode ser
repetida para qualquer planilha nova que você abrir nesta pasta de trabalho.

1 É interessante executar o procedimento todo antes de gravar a macro, para garantir que todos
os passos a serem seguidos estão bem assimilados.

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


EXCEL AVANÇADO 17

1.9 TABELAS DE DADOS VARIÁVEIS

As Tabelas de Dados Variáveis permitem testar o resultado de uma fórmula


para diferentes combinações de suas variáveis de entrada. Para entender melhor o
que isto quer dizer, suponha que você tenha várias cotações para o preço unitário de
um determinado produto e deseja visualizar qual será o orçamento para a compra de
diferentes quantidades deste mesmo produto. Obviamente, o valor será diferente para
diferentes combinações de quantidades e valores unitários deste produto. Para obter
um panorama geral destes orçamentos, você poderia aplicar, manualmente, o algoritmo
“preço unitário x quantidade” para cada combinação. A Tabela de Dados Variáveis
permite estimar estes orçamentos através de um único procedimento.

Para acessar esta ferramenta, proceda ao seguinte caminho: DADOS >> Teste
de Hipóteses > Tabela de Dados, conforme Figura 13.

FIGURA 13 – LOCALIZAÇÃO DA FERRAMENTA “TABELA DE DADOS” NO EXCEL 2013

FONTE: O autor

Agora, acompanhe uma aplicação desta ferramenta no Exemplo 7.

Exemplo 7: suponha que você tenha as seguintes cotações (obtidas de 3


fornecedores distintos) para o preço unitário de um determinado produto: R$ 50,00; R$
65,00 e R$ 72,00. Suponha também que você planeja comprar 10, 13, 15 ou 20 unidades
deste produto (dependendo da demanda) e, para tanto, deseja visualizar qual será o
orçamento para a compra com cada um dos fornecedores supracitados. Utilize uma
Tabela de Dados Variáveis para estabelecer todos os orçamentos possíveis.

Resolução 7: primeiramente, vamos preparar uma planilha com as combinações


de valores e quantidade. Para isto, disporemos os valores em uma coluna e as quantidades
em uma linha, formando uma matriz (é possível organizar de forma inversa, sem
problemas). Também listaremos, separada, uma combinação específica (qualquer) das
variáveis preço e quantidade. Por fim, na primeira célula da matriz formada digitaremos
a fórmula que calcula o orçamento que desejamos. Se utilizarmos a formatação da
FIGURA 13, a fórmula está inserida na célula C3 e tem a forma: =A1*A2.

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


18 EXCEL AVANÇADO
FIGURA 14 – PREPARAÇÃO DA PLANILHA PARA USO DA FERRAMENTA TABELA
DE DADOS

FONTE: O autor

Agora, selecione o intervalo A3:E6 e proceda ao caminho DADOS >> Teste de


Hipóteses > Tabela de Dados. Na caixa de diálogo que aparece, no campo “Célula de
entrada da linha”, selecione a célula A1 (ela representa o valor unitário) e no campo
“Célula de entrada da coluna”, selecione a célula A1 (ela representa as quantidades).
Clique em OK e pronto: a matriz será preenchida com o cálculo da fórmula digitada
em A3, para cada combinação das suas respectivas variáveis de entrada.

1.10 FUNÇÃO CONCATENAR

A função CONCATENAR, como o próprio nome sugere, tem por objetivo “juntar”
informações provenientes de diferentes células para apresentar a informação de forma
unificada em uma célula desejada. Além disso, dentro da própria função, texto ou
caracteres podem ser digitados de forma a completar a concatenação, lembrando que
os textos sempre devem ser digitados entre aspas.

A sintaxe da função CONCATENAR é =CONCATENAR(texto1; [texto2]; ...). Os


argumentos texto devem ser preenchidos com o texto desejado ou o endereço da célula
que contém a informação desejada.

No Exemplo 8, a seguir, apresentamos a função concatenar para apresentar


os resultados de uma pesquisa eleitoral (fictícia) em favor do Candidato A, com seu
respectivo erro percentual inerente à estatística. Confira!

Exemplo 8: imagine que existam dois candidatos (A e B) à prefeitura de uma


cidade. Uma pesquisa de intenção de voto foi conduzida, com margem de erro de 2
pontos percentuais (para mais e para menos). Os resultados estão tabelados na Figura 15.

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


EXCEL AVANÇADO 19

FIGURA 15– RESULTADOS DE UMA PESQUISA (FICTÍCIA) DE


INTENÇÃO DE VOTOS PARA OS CANDIDATOS A E B, À
PREFEITURA DE UMA CIDADE QUALQUER

FONTE: O autor

Suponha agora que você deseja apresentar os resultados na forma textual, por
exemplo: “Intenção de votos no candidato A: 37% ± 2%” (o mesmo para o candidato
B). Utilize a função CONCATENAR para obter este resultado.

Resolução 8: primeiramente, vamos inserir os dados conforme a Figura 13.


Em seguida, colocaremos o símbolo ± em uma célula qualquer, digamos, H1 (utilize
o caminho INSERIR >> Símbolos > Símbolo). Agora, em outra célula qualquer,
digamos E2, insira a função =CONCATENAR(B2;$H$1;C2). Note que travamos a célula
H1, pois agora expandiremos a função para a célula E3, e queremos que o mesmo
símbolo permaneça na expressão. Pronto, os valores estão concatenados, para ambos
os candidatos.

1.11 FUNÇÃO ARRUMAR

Como você já deve ter percebido, além de números, o Excel permite manipular
dados de qualquer natureza, inclusive sequências de texto. O problema é que, utilizando
as funções COPIAR e COLAR, muitas vezes, os textos trazidos de bases externas
acabam ficando com múltiplos espaçamentos no Excel. A função ARRUMAR se propõe
exatamente a isso: remover espaços desnecessários, mantendo somente espaços únicos
entre as palavras.

Para tanto, sua sintaxe é muito simples: =ARRUMAR(texto), em que o argumento


texto é autoexplicativo.

Apesar de simples, esta função ajuda muito, principalmente quando os textos


são copiados a partir de arquivos .pdf, que tendem a gerar espaços duplos aleatórios
no texto.

Acompanhe, no Exemplo 9, uma aplicação prática da função ARRUMAR.

Exemplo 9: digite na célula A1 o seguinte texto, com espaços duplos: “Texto com
espaços a arrumar”. Utilize a função ARRUMAR para remover os espações excedentes.

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


20 EXCEL AVANÇADO
Resolução 9: em uma célula qualquer, digite a seguinte expressão: =ARRUMAR(A1).
Tecle ENTER e perceba que os espaços duplos foram convertidos a espaços simples, o
que é esperado em uma digitação correta. Simples, não?

1.12 REFERÊNCIAS

CINTO, Antonio Fernando; GÓES, Wilson Moraes. Excel avançado. Editora Novatec,


2015.

LOESCH, Cláudio; HEIN, Nelson. Pesquisa Operacional: fundamentos e modelos.


Saraiva, 2009.

MARTINS, António. Excel aplicado à gestão. Lisboa, Silabo, 2003.

PERES, Paula. Excel avançado. Lisboa, Silabo, 2011.

Copyright © UNIASSELVI 2016. Todos os direitos reservados.


Centro Universitário Leonardo da Vinci
Rodovia BR 470, km 71, n° 1.040, Bairro Benedito
Caixa postal n° 191 - CEP: 89.130-000 - lndaial-SC
Home-page: www.uniasselvi.com.br