Você está na página 1de 6

1.

Uma criança de 40 kg sobe uma escada rolante, que se desloca a uma velocidade de 1 m/s
e a uma inclinação de 30o com a horizontal. A energia cinética da criança em relação a quem
está parado no solo é:
a) 15 J c) nula e) 20 J
b) 5 J d) 30 J

2. Um bloco de m=30 kg está preso à parede por um elástico de constante elástica k=500 N/m.
Uma pessoa de m=70 kg consegue puxar o bloco esticando o elástico por uma distância de
1,5 m, quando começa a escorregar. Qual o coeficiente de atrito estático entre os pés da
pessoa e o chão?
a) 0,8 c) 0,75 e) 0,6
b) 0,7 d) 0,65

3. Uma polia de momento de inércia I é posta para girar com uma aceleração angular a por
uma corda ideal que envolve sua borda. É correto afirmar que:
a) a aceleração angular da polia aponta no sentido da força de atrito entre a polia e a corda.
b) a energia mecânica do sistema se conserva, pois não há forças externas atuando na polia.
c) o atrito entre a corda e a polia gera um torque de magnitude Ia.
d) a tensão na corda tem o mesmo valor em qualquer ponto, por se tratar de uma corda ideal.
e) o momento angular da polia aponta no sentido do deslocamento da corda.

4. Dois satélites idênticos A e B estão em órbita circular ao redor da terra. O raio da órbita do
satélite A é o dobro do raio da órbita do satélite B. Lembrando que a força gravitacional de um
objeto presente no campo gravitacional da terra é dada por F = GMm/(r2), qual das alternativas
representa a relação entre os momentos angulares LA e LB?
a) √2 c) 1/2
b) 1/√2 d) 4
e) 2

5. Qual das figuras abaixo ilustra melhor a aceleração de um pendulo nos pontos de a até e?
Resposta correta: C

6. Uma esfera desce rolando sem deslizar um plano inclinado. É correto afirmar em relação à
força de atrito entre a esfera e a superfície do plano:
a) dissipa energia, por se tratar de uma força de atrito cinética;
b) aponta no sentido contrário do deslocamento do Centro de Massa;
c) é nula;
d) exerce um torque no sentido contrário ao da velocidade angular;
e) exerce um torque no sentido do deslocamento;
7. Um projétil está descrevendo uma trajetória parabólica e repentinamente explode. Nesta
situação, é correto dizer que:
I) O centro de massa do projétil descreve uma trajetória parabólica desde o lançamento
apenas até o momento em que o projétil explode.
II) A explosão conserva momento linear.
III) O centro de massa do projétil descreve uma trajetória parabólica desde o lançamento até
o momento em que o primeiro estilhaço toca o solo.
IV) O centro de massa do projétil descreve uma trajetória parabólica desde o lançamento até
o momento em que o ultimo estilhaço toca o solo.
a) I e II c) II e IV e) III e IV
b) I e III d) II e III

8. Um carro está fazendo uma curva apoiado em um plano inclinado da forma indicada na
figura ao lado, que mostra o plano transversal ao movimento do carro. Despreze o atrito.
Nesta situação, quais das afirmações está correta:

a) Esta situação é fisicamente impossível.


b) A força normal tem módulo superior à força peso do carro.
c) A força normal tem módulo inferior à força peso do carro.
d) A velocidade com a qual o carro faz a curva sem sair da pista não depende do ângulo de
inclinação 𝜃.
e) Quando o ângulo 𝜃 diminui a velocidade com a qual o carro consegue fazer a curva sem sair
da pista aumenta.

9. Um bloco A de massa 50 kg repousa sobre uma


mesa horizontal. O coeficiente de atrito estático entre
o bloco A e a mesa é 0,40. Uma corda de massa
desprezível é amarrada a A e passa por uma polia
("pulley") de massa desprezível e sem atrito, como
mostrado. O valor da massa de um bloco B, a ser
amarrado à outra extremidade da corda, que porá o
corpo A no limiar do deslizamento é (g = 10 m/s2):
a) 40kg
b) 20kg
c) 30kg
d) 50kg
e) 70kg
10. Um bloco de massa m está parado em um plano inclinado devido à força de atrito com a
superfície do plano. O plano inclinado forma um ângulo 𝜃 com a horizontal, e o coeficiente
de atrito estático entre o bloco e o plano vale 𝜇. A força de atrito vale:
a) 𝜇𝑁 c) 𝑚𝑔 cos 𝜃 e) 𝑚𝑔
b) 𝜇𝑚𝑔 d) 𝑚𝑔 sin 𝜃

11. Na figura abaixo, o bloco A tem massa mA = 25 kg e o bloco B tem massa mB = 10 kg.
Ambos movem-se com uma aceleração a =
2,0 m/s² para a direita e o coeficiente de
atrito estático entre os dois blocos é µS =
0,40. A força de atrito estático entre os dois
blocos é:
a) 40N d) 140N
b) 16N e) 20N
c) 100N

12. A figura mostra a função energia potencial U(x) de uma partícula. Qual é o maior valor
possível da energia mecânica Emec
para o qual a partícula não consegue
passar do ponto x correspondente à
letra H na figura?
a) 1 J
b) 3 J
c) 5 J
d) 6 J
e) 7 J

13. Em um conhecido restaurante de Barão Geraldo, uma mini-bicicleta de massa m percorre


uma corda próxima ao teto, que está fixada nas paredes. No meio do percurso, a corda
forma um ângulo 𝜃 com a horizontal, conforme figura. Qual a tensão que a corda exerce na
parede?
a) m g
b) m g cos 𝜃 /2
c) m g/(2 sin 𝜃)
d) m g/(2 cos 𝜃)
e) m g tan 𝜃

14. Uma garota deseja cruzar um rio nadando diretamente ao ponto oposto na outra margem,
como mostrado na figura. Ela pode nadar a uma velocidade de 2 m/s em relação à água e o
rio está fluindo a 1 m/s. Em que ângulo em relação à linha que une o ponto de largada (Start)
e o ponto de chegada (Finish) ela deve nadar?

a) 30º
b) 45º
c) 60º
d) 63º
e) 90º
15. A bola 1 é abandonada a partir do repouso no tempo t=0, do topo
de uma torre de altura h, como mostra a figura. No mesmo
instante de tempo, a bola 2 é lançada, do chão, para cima com
velocidade inicial v0. Desconsiderando a resistência do ar, em
qual tempo t as duas bolas vão se ultrapassar uma a outra?
a) (1/4) * h/v0 d) 2h/v0
b) (1/2) * h/v0 e) 4h/v0
c) h/v0

16. Uma roda sólida de massa M, raio R, e momento de inércia MR2/2, rola sem deslizar sobre
uma superfície horizontal. Uma força horizontal F é aplicada ao eixo da roda e o centro de
massa adquire uma aceleração a. Os módulos da força aplicada F e da força de atrito f da
superfície são, respectivamente:
a) F = 2Ma, f = Ma; c) F = 3Ma/2, f = Ma/2; e) F = Ma, f = Ma/2;
b) F = 2Ma, f = Ma/2; d) F = Ma, f = 0;

17. Uma prancha uniforme de 5 m de comprimento e massa de 100 kg está situada no topo de
um edifício, com 2 m estendendo-se além da parede, como mostrado. A que distância da
parede uma pessoa abusada,
com massa de 50kg, sobre a
prancha, pode ir além da parede
antes que a prancha comece a
tombar?
a) 1,5 m;
b) 2 m;
c) 0,5 m;
d) 1 m;
e) 0,8 m;

18. Um bloco de massa m e velocidade inicial v0 colide com outro bloco de massa desconhecida,
inicialmente em repouso. Considerando uma colisão elástica unidimensional e sabendo que
o bloco projétil de massa m recua após a colisão com uma velocidade de modulo –(1/3)v0, a
massa do bloco alvo é:
a) 1m c) 3m e) desconhecida
b) 2m d) 4m

19. Uma arma de ar comprimido dispara dez chumbinhos de 2,0 g, por segundo, com uma
velocidade de 500 m/s, que são detidos por colisões inelásticas com uma parede rígida.
A força média exercida pelo fluxo de chumbinhos sobre a parede é:
a) 40 N; c) 10 N; e) 20 N;
b) 30 N; d) 50 N;

20. Um carro viajando a uma velocidade v em uma auto-estrada aciona seus freios e precisa de
10 metros para parar completamente. Qual é a distância necessária para este mesmo carro
parar completamente se a velocidade for 2v?
a) 20m c) 60m e) 10m
b) 40m d) 80m
21. Durante um curto intervalo de tempo, a velocidade v de um automóvel é dada em m/s pela
expressão v=at2 + bt3, onde t é dado em segundos. As unidades de a e b são,
respectivamente:
a) m/s2; m/s4 c) s3/m; s4/m e) m/s4; m/s5
b) m/s ; m/s
2 3 d) m/s ; m/s
3 4

22. Um objeto cai a partir do repouso num fluido que impõe uma força de arraste sobre ele.
Pode-se afirmar que:
a) A força peso cresce com o tempo.
b) A força de arrasto é constante.
c) A força de arrasto é nula no início do movimento.
d) A força de arrasto diminui com o tempo.
e) Nenhuma das demais alternativas.

23. Três bolas idênticas são atadas por fios leves à mesma haste e giram em torno dela, como
na figura. Ordene as bolas de acordo com
seus momentos de inércia em torno da
haste, do menor para o maior.
a) 1, 2, 3;
b) todos são iguais;
c) 3, depois 1 e 2 empatados;
d) 1, 3, 2;
e) 3, 2, 1;

24. Se dois vetores deslocamento de 6 m e 8 m (com direções e sentidos variáveis) são


somados, então o módulo do vetor resultante pode variar entre:
a) 1,33 m e 48 m; c) 6 m e 14 m; e) 0 m e 48 m;
b) 2 m e 14 m; d) 0 m e 14 m;

25. Uma partícula move-se ao longo do eixo x. No instante t = 0, sua posição é x = 0. A figura
mostra como varia a velocidade v da partícula em função do tempo. A velocidade escalar
média entre t = 0 e t = 3,0 s é:
a) 0 m/s
b) 5 m/s
c) 4 m/s
d) 2 m/s
e) 6 m/s
Algumas fórmulas que podem ser úteis:
(note que cabe a você identificar qual destas é relevante e como utilizá-la)

dW
P = = F~ · ~v
dt
1
FD = ⇢ACv 2 FD = 6⇡⌘rv
2

Wnão-cons = Emec = K+ U

1 p2 GM m
K= mv 2 = U= , U = mgH
2 2m R

p~ = m~v p~total total


incial = pf inal
p
2 b± b2 4ac
ax + bx + c = 0 ! x1/2 =
2a