Você está na página 1de 37

Catálogo de Consumíveis

Índice

1 - ELETRODOS REVESTIDOS....................... 3-19 4 - ARAMES TUBULARES............................. 38-54


1.1 - AÇOS DE BAIXO E MÉDIO TEOR DE CARBONO......4-5 4.1 - GÁS DE PROTEÇÃO - AÇOS DE BAIXO E
1.2 - AÇOS DE BAIXA LIGA...................................................6-9 MÉDIO TEOR DE CARBONO........................................... 39-41
1.3 - AÇOS INOXIDÁVEIS................................................. 10-12 4.2 - GÁS DE PROTEÇÃO - AÇOS DE BAIXA LIGA...... 41-44
1.4 - REVESTIMENTO DURO........................................... 13-14 4.3 - GÁS DE PROTEÇÃO - AÇOS INOXIDÁVEIS.......... 44-47
1.5 - ALUMÍNIO E SUAS LIGAS.............................................15 4.4 - AUTOPROTEGIDOS - AÇOS DE BAIXO E MÉDIO
1.6 - LIGAS NÍQUEL................................................................15 TEOR DE CARBONO................................................................48
1.7 - FERRO FUNDIDO...........................................................16 4.5 - AUTOPROTEGIDOS - REVESTIMENTO DURO.... 48-50
1.8 - APLICAÇÕES ESPECÍFICAS.........................................16
5 - ARCO SUBMERSO................................... 55-70
2 - VARETAS TIG............................................. 20-28 (SOLDAGEM COM ARAMES TUBULARES)
2.1 - AÇOS DE BAIXO E MÉDIO TEOR DE CARBONO.......21 5.1 - AÇOS DE BAIXA LIGA....................................................56
2.2 - AÇOS DE BAIXA LIGA.............................................. 22-23 5.2 - REVESTIMENTO DURO........................................... 57-58
2.3 - AÇOS INOXIDÁVEIS................................................. 24-25 (SOLDAGEM COM ARAMES SÓLIDOS)
2.4 - LIGAS ESPECIAIS...........................................................26 5.3 - AÇOS DE BAIXO E MÉDIO TEOR DE CARBONO.......59
2.5 - COBRE............................................................................26 5.4 - AÇOS DE BAIXA LIGA....................................................60
5.5 - AÇOS INOXIDÁVEIS.......................................................61
3 - ARAMES SÓLIDOS................................... 29-37 (FLUXOS)
3.1 - AÇOS DE BAIXO E MÉDIO TEOR DE CARBONO.......30
3.2 - AÇOS DE BAIXA LIGA.............................................. 31-32
5.6 - REVESTIMENTO DURO.................................................62
5.7 - LIGADOS.........................................................................62
Eletrodos Revestidos OK ®

3.3 - AÇOS INOXIDÁVEIS................................................. 33-35 5.8 - NEUTROS.................................................................. 63-66


3.4 - LIGAS ESPECIAIS NÍQUEL............................................36 5.9 - ATIVOS............................................................................67
Por mais de 100 anos a marca OK® tem sido sinônimo
3.5 - LIGAS ESPECIAIS COBRE............................................37 5.10 - AÇOS INOXIDÁVEIS.....................................................68
de eletrodo revestido para soldagem. Produtos para
5.11 - APLICAÇÕES ESPECIAIS............................................68
soldagem de aço-carbono, aços inoxidáveis, ferro-fundido
e alumínio, todos com a reconhecida qualidade ESAB.
2
1 - ELETRODOS REVESTIDOS ELETRODO
OK®
METAL
DEPOSITADO
APLICAÇÕES PROPRIEDADES
MECÂNICAS
POSIÇÕES TENSÃO/
SOLDAGEM TIPO CORR.
DIÂM. COMPR.
(mm)
FAIXA DE
(mm) CORRENTE (A)
TÍPICAS

OK® C 0,06 Eletrodo rutílico especial para trabalhos em L.R. 480-520 MPa 20 - 30 V 2,5 350 75 - 110
Si 0,22 serralheria. Solda todos os tipos de juntas, A 22-24% CA ≥ 50 V 3,25 350 85 - 160
1.1 - ELETRODOS REVESTIDOS OK PARA AÇOS DE BAIXO E MÉDIO TEOR ® Serralheiro
rutílico
Mn 0,37 mesmo sem preparação, em todas as CC+ ou - 4 350 110 - 200
posições. Aplicável em estruturas metálicas,
DE CARBONO ASME SFA 5.1
E6013 chapas galvanizadas e construções em geral,
apresentando arco estável, baixo índice de
Estes aços são ligas Ferro-Carbono com teor de Carbono até 0,5% e presença de elementos de ligas como Manganês respingos e escória de fácil remoção, tornando
e Silício. É a classe mais utilizada de aços e tende a apresentar soldabilidade de boa a razoável em função do teor de o trabalho mais produtivo. Produz cordões com
carbono. excelente acabamento. A facilidade na abertura
e reacendimento de arco fazem com que este
eletrodo seja excelente para ponteamentos.
Apresenta ainda baixa emissão de fumos e
ELETRODO METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES TENSÃO/ DIÂM. COMPR. FAIXA DE
OK® DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM TIPO CORR. (mm) (mm) CORRENTE (A)
ótimo rendimento.
TÍPICAS

Pipeweld C 0,08 Eletrodo com revestimento celulósico para L.R. 470-500 MPa 22 - 28 V 2,5 350 60 - 80
6010 Plus Si 0,20 soldagem em todas as posições, especialmente A 28-33% CC+ ou - 3,25 350 75 - 130 OK® 46.13 C 0,06 Eletrodo rutílico de uso geral em todas as L.R. 480-520 MPa 20 - 30 V 2,5 350 75 - 110
Mn 0,40 na vertical descendente. Soldagem de grande Ch V (-30 °C) 4 350 100 - 190 rutílico Si 0,20 posições de soldagem e juntas, mesmo sem A 22-24% CA ≥ 50 V 3,25 350 85 - 160
celulósico
ASME SFA 5.1 penetração, recomendado para soldagem 40-60 J 5 350 160 - 240 ASME SFA 5.1 Mn 0,35 preparação. Aplicável em estruturas metálicas, CC+ ou - 4 350 105 - 205
de oleodutos, gasodutos, minerodutos e E6013 construções em geral e chapas galvanizadas.
E6010
Apresenta manejo fácil, arco estável, baixas
tubulações. GRANDE PENETRAÇÃO.
perdas por respingo, escória de fácil remoção.
HOMOLOGAÇÃO: FBTS, ABS.
Produz cordões de excelente acabamento.
Apresenta fácil abertura de arco, o que torna seu
emprego muito adequado para ponteamento.
Especial para trabalhos em serralheria.
OK® 22.45 P C 0,09 Uso geral em aços comuns; desempenho L.R. 470-500 MPa 22 - 28 V 2,5 350 60 - 80
celulósico Si 0,10 incomparável na soldagem de oleodutos, A 28-33% CC+ ou - 3,25 350 80 - 140
ASME SFA 5.1 Mn 0,30 gasodutos, minerodutos e outros tipos de Ch V (-30 °C) 4 350 100 - 180
E6010 tubulações; indicado para trabalhos fora 40-60 J 5 350 120 - 250 OK® 48.04 C 0,07 Uso geral em soldagem de grande L.R. 530-590 MPa 20 - 30 V 2 300 50 - 90
de posição plana, tais como implementos Si 0,50 responsabilidade, depositando metal de A 27-32% CA ≥ 70 V 2,5 350 65 - 105
básico
agrícolas, tanques de veículos, etc. ASME SFA 5.1 Mn 1,30 alta qualidade; todos os tipos de juntas; alta Ch V (-30 °C) CC+ 3,25 350 110 - 150
GRANDE PENETRAÇÃO. E7018 velocidade e boa economia de trabalho; 90-120 J 4 450 140 - 195
HOMOLOGAÇÃO: FBTS. indicado para estruturas rígidas, vasos 5 450 185 - 270
de pressão, construções navais, aços 6 450 225 - 355
fundidos, aços não ligados de composição
desconhecida, etc.
HOMOLOGAÇÕES: ABS, BV, DNV, LR, FBTS.
OK® 22.50 C 0,09 Uso geral em aços comuns para fabricação L.R. 490-520 MPa 23 - 28 V 2,5 350 70 - 85
celulósico Si 0,20 e reparos em tanques, vagões, máquinas A 22-24% CC+ 3,25 350 80 - 140
ASME SFA 5.1 Mn 0,40 agrícolas, construção naval, estruturas Ch V (-30 °C) 4 350 100 - 185
E6010 metálicas, tubulações, etc. 30-50 J 5 350 140 - 255
GRANDE PENETRAÇÃO. OK® 48.11 C 0,06 Eletrodo básico com excelentes características “Como soldado” 20 - 30 V 2,5 350 70 - 105
básico Si 0,25 de soldabilidade, especialmente desenvolvido L.R. 550-590MPa CA ≥ 70 V 3,25 350 110 - 150
ASME SFA 5.1 Mn 1,20 para aplicações onde faz-se necessário A 27-30% CC+ 4 450 140 - 195
E7018-1 H4R tratamentos térmicos de alívio de tensão ChV (-45 °C) 5 450 195 - 265
Femax C 0,07 Soldagem em plano, pelo sistema “de contato”, L.R. 500-600 MPa 25 - 38 V 3,25 450 130 - 170 prolongados (ex.: construção Offshore, 140-160 J
33.80 Si 0,40 em juntas de topo ou de ângulo; grande A 25-30% CA ≥ 50 V 4 450 140 - 230 esferas para gás natural). O metal de solda “TTPS 630°C/10,5h”
rutílico
Mn 0,70 quantidade de pó de ferro no revestimento, fácil CC+ ou - 5 450 210 - 350 atende os requerimentos de tenacidade ao L.R. 500-530 MPa
Manual abertura de arco, alta velocidade de soldagem, 6 450 270 - 430 impacto a -45 ºC, mesmo após tratamento A 30-35%
ASME SFA 5.1 belo acabamento, grande produtividade. térmico de alívio de tensões. ChV (-45 °C)
E7024 ALTÍSSIMO RENDIMENTO. HOMOLOGAÇÕES: FBTS, ABS, LR, BV, DNV. 100-140 J
HOMOLOGAÇÕES: ABS, BV, DNV, LR, FBTS. ELETRODO TESTADO NO ENSAIO CTOD.

OK® 46.00 C 0,07 Uso geral, todos os tipos de juntas em todas L.R. 480-520 MPa 18 - 28 V 2 300 50 - 70 OK® 55.00 C 0,06 Soldagem de grande responsabilidade, L.R. 560-600 MPa 21 - 32 V 2,5 350 85 - 105
básico Si 0,50 depositando metal de altíssima qualidade; usado A 29-31% CA ≥ 70 V 3,25 350 100 - 150
rutílico
Si 0,20 as posições, produzindo cordões de excelente A 22-24% CA ≥ 50 V 2,5 350 60 - 100
ASME SFA 5.1 Mn 1,45 em todos os tipos de juntas; não é sensível à Ch V (-45 °C) CC+ 4 450 130 - 200
ASME SFA 5.1 Mn 0,35 acabamento; soldagem de chapas navais, CC+ ou - 3,25 350 80 - 150
E7018-1 composição do metal base; para estruturas 70-90 J 5 450 195 - 265
E6013 estruturas metálicas, construções em geral; 4 350 105 - 205 ASME SFA 5.5 muito rígidas, vasos de pressão, construções 6 450 220 - 310
bom desempenho em chapas galvanizadas, 5 350 155 - 300 E7018-G
navais, aços fundidos, etc.
juntas sem preparação e ponteamento. 6 450 195 - 350
HOMOLOGAÇÃO NUCLEAR.
HOMOLOGAÇÕES: ABS, BV, DNV, LR.
HOMOLOGAÇÕES: ABS, BV, DNV, LR, FBTS.

4 5
1.2 - ELETRODOS REVESTIDOS OK® PARA AÇOS DE BAIXA LIGA ELETRODO
OK®
METAL
DEPOSITADO
APLICAÇÕES PROPRIEDADES
MECÂNICAS
POSIÇÕES TENSÃO/
SOLDAGEM TIPO CORR.
DIÂM. COMPR.
(mm)
FAIXA DE
(mm) CORRENTE (A)
TÍPICAS

Aços de baixa liga são ligas Ferro-Carbono com adição intencional de pequenos teores de outros elementos de liga
como, por exemplo, Manganês, Silício, Níquel, Cromo, Cobre, Molibdênio e Vanádio, visando obtenção de propriedades OK® 73.03 C 0,06 Soldagem de aços patináveis resistentes à L.R. 540-570 MPa 23 - 26 V 2,5 350 90 - 110
básico Si 0,45 corrosão atmosférica do tipo Ntu-SAC 41 e 50, A 26-30% CC+ 3,25 350 95 - 140
diferenciadas. Em geral, o teor total de liga nessa classe de aços varia entre 1,5 e 5,0%. ASME SFA 5.5 Mn 0,60 Ntu-SAC 300 e 350, Cor-Ten, Yaw-Ten, Cos-Ar- Ch V (-18 °C) 4 450 140 - 190
E7018-W1 Cr 0,25 Cor, etc. Empregados na construção de pontes, 80 - 120 J 5 450 190 - 250
Ni 0,30 viadutos, edifícios, equipamentos agrícolas e Ch V (-29 °C)
Cu 0,50 para mineração, navios, vagões, plataformas 60 - 90 J
ELETRODO METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES TENSÃO/ DIÂM. COMPR. FAIXA DE marinhas e outras construções em contato com
OK® DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM TIPO CORR. (mm) (mm) CORRENTE (A) água salgada. Apresenta excelente resistência
TÍPICAS
ao impacto em baixas temperaturas aliada a
boas propriedades de resistência mecânica.
Pipeweld C 0,08 Eletrodo com revestimento celulósico para aços L.R. 530-600 MPa 25 - 30 V 3,25 350 65 -120 TAMBÉM ATENDE OS REQUISITOS PARA A
7010 Plus Si 0,13 baixa liga. Soldagem de grande penetração A 23-25% CC+ ou - 4 350 90 - 180 CLASSIFICAÇÃO E7018-G.
celulósico
Mn 0,45 e alta resistência, em todas as posições, Ch V (-30 °C) 5 350 150 - 240
ASME SFA 5.5 Ni 0,40 especialmente na vertical descendente; 45-60 J
E7010-P1 Mo 0,30 recomendado para soldagem de oleodutos, OK® 73.45 C 0,06 Soldagem de responsabilidade em aços L.R. 550-610 MPa 20 - 27 V 2,5 350 90 - 110
gasodutos, minerodutos e tubulações API 5L básico Si 0,40 ASTM A-516-Grau 70, bem como em aços A 26-30% CA ≥ 70 V 3,25 350 120 - 145
X52 e X60. ASME SFA 5.5 Mn 1,10 de alta resistência e aços ligados ao Ni para CC+ 4 450 145 - 190
HOMOLOGAÇÃO: FBTS, ABS E8018-G Ni 1,65 baixas temperaturas; alta qualidade do metal 5 450 185 - 245
depositado; recomendado para soldagem de
plataformas de grande espessura.
Pipeweld C 0,07 Eletrodo com revestimento celulósico para aços L.R. 600-650 MPa 25 - 30 V 3,25 350 65 -120
8010 Plus Si 0,13 baixa liga. Soldagem de grande penetração A 20-24% CC+ ou - 4 350 90 - 180
Mn 0,65 e alta resistência, em todas as posições, Ch V (-30 °C) 5 350 150 - 240
celulósico OK® 74.55 C 0,05 Soldagem de grande responsabilidade em aços L.R. 550-590 MPa 20 - 25 V 2,5 350 90 - 110
ASME SFA 5.5 Ni 0,70 especialmente na vertical descendente; 60-80 J Si 0,50 ligados ao molibdênio, resistentes ao calor; A 25-30% CA ≥ 70 V 3,25 350 100 - 145
básico
E8010-P1 Mo 0,40 recomendado para soldagem de oleodutos, Mn 0,70 para vasos de pressão, caldeiras, tubulações, CC+ 4 450 135 - 200
ASME SFA 5.5
gasodutos, minerodutos e tubulações API 5L E7018-A1 H4R Mo 0,50 etc; recomenda-se pré-aquecimento do metal 5 450 195 - 250
X60 a X70 base.
HOMOLOGAÇÃO: FBTS, ABS.

Pipeweld C 0,10 Eletrodo com revestimento celulósico L.R. 660-710 MPa 25 - 30 V 3,25 350 65 -120
9010 Plus Si 0,20 para soldagem na corrente contínua em A 19-23% CC+ ou - 4 350 90 - 180 OK® 74.75 C 0,06 Soldagem de grande responsabilidade em L.R. 620-670 MPa 20 - 25 V 3,25 350 100 - 145
Mn 1,00 todas as posições, especialmente na Ch V (-30 °C) 5 350 150 - 240 básico Si 0,30 aços estruturais de baixa liga com mesma A 26-28% CA ≥ 70 V 4 450 130 - 195
celulósico Mn
Ni 0,90 vertical descendente. Soldagem de de 30-40 J ASME SFA 5.5 1,40 composição ou propriedades mecânicas; Ch V (-51 °C) CC+ 5 450 190 - 250
ASME SFA 5.5
E9010-P1 Mo 0,40 grande penetração e altíssima resistência, E9018-D1 Mo 0,40 também para certos aços resistentes ao 35-70 J
recomendado para soldagem de oleodutos, Ni 0,30 calor, aços sujeitos a tratamento térmico após
gasodutos, minerodutos e tubulações API 5L soldagem.
X70 a X80.
HOMOLOGAÇÃO: FBTS. OK® 75.60 C 0,05 Soldagem de grande responsabilidade em L.R. 630-700 MPa 23 - 27 V 2,5 350 85 - 110
básico Si 0,50 aços de elevada resistência e baixa liga, com A 24-26% CA ≥ 70 V 3,25 350 100 - 150
ASME SFA 5.5 Mn 1,10 propriedades mecânicas equivalentes, com ou Ch V (-51 °C) CC+ 4 450 130 - 200
OK® 22.46 P C 0,10 Soldagem de grande penetração e L.R. 520-590 MPa 25 - 30 V 3,25 350 60 - 115 E9018-M Ni 1,60 sem tratamento térmico de alívio de tensões; 35-60 J 5 450 150 - 300
celulósico Si 0,10 alta resistência, em todas as posições, A 23-26% CC+ 4 350 90 - 170 Mo 0,20 especialmente indicado para a soldagem de aço
ASME SFA 5.5 Mn 0,40 especialmente na vertical descendente; 5 350 125 - 230 do tipo USI SAR-60; aplicável no ponteamento
E7010-G Ni 0,40 recomendado para soldagem de oleodutos, e na soldagem de passes de raiz e juntas de
Mo 0,30 gasodutos, minerodutos e tubulações API 5L ângulo em aços do tipo T1, N-A-XTRA70, HY80
X52 e X56. e HY90, e demais aços de altíssima resistência,
GRANDE PENETRAÇÃO. temperados e revenidos, onde é requerida
ótima dutilidade.
TAMBÉM ATENDE OS REQUISITOS PARA A
OK® 22.47 P C 0,07 Soldagem de grande penetração e L.R. 610-650 MPa 25 - 30 V 3,25 350 65 - 115 CLASSIFICAÇÃO E9018-G.
celulósico Si 0,13 altíssima resistência, em todas as posições, A 22-25% CC+ 4 350 95 - 165
ASME SFA 5.5 Mn 0,60 especialmente na vertical descendente; 5 350 120 - 225
E8010-G Ni 0,70 recomendado para soldagem de oleodutos, OK® 75.65 C 0,05 Soldagem de grande responsabilidade em aços L.R. 740-840 MPa 21 - 24 V 3,25 350 70 - 130
Mo 0,30 gasodutos, minerodutos e tubulações API 5L básico Si 0,25 revenidos e outros com elevada resistência à A 18-22% CC+ 4 450 100 - 175
X60 a X70. ASME SFA 5.5 Mn 0,80 tração, onde não é possível pré-aquecimento e 5 450 175 - 245
GRANDE PENETRAÇÃO.
E10018-G Ni 1,85 tratamento térmico posterior; usado em todos os
HOMOLOGAÇÃO: FBTS. Mo 0,70 tipos de juntas.
V 0,25

OK® 22.85 P C 0,07 Soldagem de grande penetração e L.R. 510-560 MPa 25 - 30 V 3,25 350 60 - 120
OK® 75.75 C 0,06 Soldagem de grande responsabilidade em L.R. 760-840 MPa 20 - 24 V 2,5 350 90 - 110
celulósico Si 0,10 alta resistência, em todas as posições, A 23-25% CC+ 4 350 85 - 175 Si 0,25 aços de construção de altíssima resistência A 17-22% CA ≥ 70 V 3,25 350 95 - 140
Mn 0,25 especialmente na vertical descendente; 5 350 120 - 220 básico
ASME SFA 5.5 Mn 1,70 e baixa liga, com ou sem pré-aquecimento; CC+ 4 450 140 - 190
ASME SFA 5.5
E7010-A1 Mo 0,50 recomendado para soldagem de oleodutos, E11018-G Cr 0,35 especialmente indicado em aços USS T-1 e 5 450 190 - 250
gasodutos, minerodutos e tubulações API 5L Ni 1,70 similares; o metal depositado é insensível à
X52 e X56. Mo 0,40 fragilidade do revenido.
GRANDE PENETRAÇÃO.

OK® 75.77 C 0,06 Soldagem de aços de altíssima resistência onde L.R. 890-950 MPa 24 - 36 V 2,50 350 90 - 110
básico Si 0,35 é requerida resistência mínima de 830 MPa. A 19-22% CC+ 3,25 350 95 - 140
ASME SFA 5.5 Mn 1,50 Especialmente indicado para soldagem de aços Ch V (-20 °C) 4 450 140 - 190
E12018-G Cr 1,50 SAE 4340, peças forjadas, placas fundidas de 40-60 J
Ni 1,80 alta resistência e vasos de pressão. Apresenta Ch V (-30 °C)
Mo 0,40 baixo hidrogênio, sendo também indicado para 35-55 J
aplicações onde soldas de alta resistência com
impacto a baixa temperatura são requeridas.

6 7
ELETRODO METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES TENSÃO/ DIÂM. COMPR. FAIXA DE ELETRODO METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES TENSÃO/ DIÂM. COMPR. FAIXA DE
OK® DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM TIPO CORR. (mm) (mm) CORRENTE (A) OK® DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM TIPO CORR. (mm) (mm) CORRENTE (A)
TÍPICAS TÍPICAS

OK® 76.18 C 0,06 Soldagem de aços de baixa liga resistentes L.R. 660-740 MPa 20 - 26 V 2,5 350 70 - 105 Atom Arc C 0,09 Eletrodo revestido básico de baixo hidrogênio “TTPS 746 °C / 1h” CA ≥ 70 V 2,4 350 70 - 105
básico Si 0,50 ao calor, do tipo 0,5% Cr - 0,5% Mo, 1,0% A 22-25% CA ≥ 70 V 3,25 350 90 - 130 8018 B6* Si 0,50 desenvolvido para soldar aços 5% Cr - 0,5% L.R. 695 MPa CC+ 3,2 350 90 - 130
ASME SFA 5.5 Mn 0,60 Cr - 0,5 % Mo, 1,25% Cr - 0,5% Mo, usados CC+ 4 450 125 - 180 Mn 0,70 Mo resistentes à fluência, tais como ASTM L.E. 593 MPa 4 350 125 - 180
ASME SFA 5.5
E8018-B2 H4R Cr 1,30 na fabricação e reparação de caldeiras, tubos, 5 450 145 - 245 E8018-B6H4R
Cr 5,30 A387 Grau 5, A213-T5 e A335-P5. Estes aços A 22% (para 2”) 4,8 350 140 - 230
Mo 0,50 super-aquecedores, etc., que trabalham entre Mo 0,60 são normalmente utilizados em vasos de
400-500 ºC; recomenda-se pré-aquecimento e pressão e tubulações de alta temperatura.
tratamento térmico posterior.
HOMOLOGAÇÃO: FBTS, BV
Atom Arc C 0,07 Eletrodo revestido básico de baixo hidrogênio “TTPS 746 °C / 1h” CA ≥ 70 V 2,4 350 70 - 105
8018 B8* Si 0,27 desenvolvido para soldar aços 9% Cr - 1% Mo L.R. 676 MPa CC+ 3,2 350 90 - 130
Mn 0,94 resistentes à fluência, tais como ASTM A213-T9 L.E. 545 MPa 4 350 125 - 180
OK® 76.28 C 0,06 Soldagem de aços de baixa liga resistentes L.R. 650-700 MPa 20 - 26 V 2,5 350 80 - 100 ASME SFA 5.5
Cr 9,00 e A335-P9. Estes aços são utilizados em vasos A 22% (para 2”) 4,8 350 140 - 230
Si 0,70 ao calor, do tipo 2,25% Cr - 1% Mo, usados A 20-22% CA ≥ 70 V 3,25 350 90 - 140 E8018-B8H4R
básico Mo 1,00 de pressão e tubulações de alta temperatura.
ASME SFA 5.5 Mn 0,70 em pré-aquecedores e tubos de destilação CC+ 4 450 130 - 190
E9018-B3 H4R Cr 2,25 fracionada em refinarias, super-aquecedores 5 450 150 - 260
Mo 1,00 para caldeiras, tubos recuperadores em fornos
metalúrgicos, etc., que trabalham entre 575- Atom Arc C 0,10 Eletrodo revestido básico de baixo hidrogênio “TTPS 746 °C / 2h” CC+ 2,4 350 70 - 105
600 °C. Recomenda-se pré-aquecimento e 9015 B9* Si 0,20 desenvolvido para soldar aços 9% Cr - 1% Mo L.R. 758 MPa 3,2 350 90 - 130
tratamento térmico posterior. Mn 1,00 modificados com adição de Vanádio, conhecido L.E. 648 MPa 4 350 125 - 180
ASME SFA 5.5
HOMOLOGAÇÃO: FBTS. E9015-B9H4R
Cr 9,00 pela denominação T91, P91 ou Grau 91. Estes A 18% (para 2”) 4,8 350 140 - 230
Ni 0,20 aços são projetados para apresentar melhor ChV (22 °C)
Mo 1,00 resitência a fluência resistência mecânica, 70 J
V 0,20 fadiga, oxidação e corrosão em temperaturas
OK® 78.15 C 0,13 Soldagem de aços de alta resistência e L.R. 640-700 MPa 21 - 24 V 3,25 350 80 - 130
Si 0,25 de baixa liga, do tipo 1% Cr - 0,2% Mo, A 18-22% CC+ 4 450 120 - 180 Cu 0,10 elevadas.
básico
Mn 0,70 sujeitos a tratamento térmico após soldagem; 5 450 180 - 260 Nb 0,04
ASME SFA 5.5
E9018-G Cr 0,95 recomenda-se pré-aquecimento e tratamento N 0,035
Mo 0,20 térmico posterior; indicado em aços SAE 4130
e similares.

Atom Arc C 0,04 Soldagem de aços de alta resistência entre 70 e “Como soldado” 20 - 30 V 2,5 350 70 - 100
8018* Si 0,33 80 Ksi (483 - 552 Mpa), principalmente onde é L.R. 570-610 MPa CC+ 3,25 350 90 - 160
Mn 1,11 requerida alta tenacidade ao impacto. Deposita L.E. 500-540 MPa 4 350 130 - 220
ASME SFA 5.5
E8018-C3
Ni 0,97 um metal de solda com aproximadamente A 29-30% 4,8 350 200 - 300
Mo 0,12 1%Ni, o qual apresenta altos valores de ChV (-29 °C)
tenacidade em temperaturas tão baixas como 150-175 J
-40 °C, mesmo quando submetido a TTPS de ChV (-40 °C)
alívio de tensões. 130-160 J
HOMOLOGAÇÕES: ABS, LR , DNV.
“TTPS 620 °C / 8h”
L.R. 560-580 MPa
L.E. 485-500 MPa
A 29-30%
ChV (-29 °C)
160-180 J
ChV(-40 °C)
140-170 J

Atom Arc C 0,06 Eletrodo revestido básico de baixo hidrogênio “TTPS 620 °C / 8h” CA ≥ 70 V 2,4 350 70 - 105
8018 CM* Si 0,50 para todas posições de soldagem usado L.R. 704 MPa CC+ 3,2 350 90 - 130
Mn 0,80 para soldar aços, tais como 0,5%Cr - 0,5% L.E. 607 MPa 4 350 125 - 180
ASME SFA 5.5
E8018-B2H4R
Cr 1,30 Mo, 1%Cr - 0,5% Mo e 1,25%Cr - 0,5% A 24% 4,8 350 140 - 230
Mo 0,57 Mo. Principalmente usado em centrais de
fator X<15ppm bombeamento e caldeiras na união de chapas, “TTPS 690 °C / 1h”
tubos, peças fundidas e forjadas. L.R. 669 MPa
HOMOLOGAÇÕES: ABS. L.E. 580 MPa
A 25%

“TTPS 690 °C / 8h”


L.R. 662 MPa
L.E. 566 MPa
A 26%

Atom Arc C 0,07 Eletrodo revestido básico de baixo hidrogênio “TTPS 690 °C / 1h” CA ≥ 70 V 2,4 350 70 - 105
9018 CM* Si 0,50 para todas posições de soldagem usado para L.R. 690 MPa CC+ 3,2 350 90 - 130
Mn 0,70 soldar aços 2,5% Cr - 1% Mo. Comumente L.E. 570 MPa 4 350 125 - 180
ASME SFA 5.5
E9018-B3H4R
Cr 2,25 usados em vasos de pressão, trocadores de A 23% 4,8 350 140 - 230
Mo 1,10 calor e componentes relacionados.
fator X<15ppm HOMOLOGAÇÕES: ABS. “TTPS 690 °C / 8h”
L.R. 650 MPa
L.E. 545 MPa
A 23%

* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
8 9
1.3 - ELETRODOS REVESTIDOS OK® PARA AÇOS INOXIDÁVEIS ELETRODO
OK®
METAL
DEPOSITADO
APLICAÇÕES PROPRIEDADES
MECÂNICAS
POSIÇÕES TENSÃO/
SOLDAGEM TIPO CORR.
DIÂM. COMPR.
(mm)
FAIXA DE
(mm) CORRENTE (A)
TÍPICAS

Aços Inoxidáveis são ligas Ferro-Cromo com, no mínimo, 12% Cr que lhe confere resistência à corrosão em contato com
ar atmosférico ou outros meios oxidantes. Adições de Níquel e outros elementos como, por exemplo, Molibdênio, Nióbio e OK® 67.45 C 0,07 Deposita aço inox, tipo 19/9 Mn; soldagem L.R. 600-620 MPa 20 - 26 V 3,25 350 80 - 110
básico Si 0,25 de aços de soldabilidade limitada, por ex. A 40-45% CC+ 4 350 110 - 150
Titânio são comuns nesse grupo de ligas visando alterar estrutura e propriedades. EN 1600 Mn 6,95 aços ao manganês Hadfield, aços ligados 5 350 150 - 200
E 18 8 Mn B 4 2 Cr 18,10 sujeitos a tratamento térmico também na Teor de Ferrita
Ni 9,45 produção e manutenção de equipamentos de FN < 5
ASME SFA 5.4
terraplenagem e mineração, no revestimento de
E307-15
ELETRODO METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES TENSÃO/ DIÂM. COMPR. FAIXA DE (aprox.) ferramentas para trabalho a quente, válvulas e
OK® DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM TIPO CORR. (mm) (mm) CORRENTE (A) peças em aço carbono resistentes ao desgaste;
TÍPICAS
indicado para restauração de turbinas sujeitas
à cavitação.
OK® 61.25* C 0,07 Eletrodo revestido básico especialmente L.R. 600 MPa 23 - 24 V 2,5 300 60 - 90
básico Si 0,50 desenvolvido para aplicações em alta L.E. 430 MPa CC+ 3,25 350 80 - 120
ASME SFA5.4 Mn 1,50 temperatura em indústrias químicas e A 45% 4 350 120 - 170 OK® 67.50 C 0,025 Eletrodo revestido rutílico destinado à soldagem L.R. 820 MPa 27 - 31 V 2 300 30 - 65
E308H-15 Cr 19,00 petroquímicas. Ch V (20 °C) 95 J rutílico Si 0,7 de aços inoxidáveis ferrítico-austeníticos, como L.E. 660 MPa 2,5 300 50 - 90
Ni 10,00 EN 1600 Mn 0,9 por exemplo o UNS S31803. Destaca-se em A 25% CA ≥ 60 V 3,25 350 80 - 120
Mo <0,50 Teor de Ferrita E 22 9 3 N L R 3 2 Cr 22,3 aplicações especiais, como a soldagem de Ch V (+20 °C) CC+ 4 350 100 - 160
Cu <0,50 FN 2-5 Ni 9,5 tanques e tubos com alta resistência à corrosão 50 J
ASME SFA 5.4
Mo 3,0 sob tensão, em temperaturas até 300 °C,
E2209-17
Cu 0,10 fabricados em aço inoxidável duplex. Teor de Ferrita
OK® 61.30 C 0,03 Deposita aço inox, tipo 19/10 com baixíssimo L.R. 560-600 MPa 27 - 33 V 1,6 300 35 - 50 N 0,16 HOMOLOGAÇÕES: ABS, BV,DNV, GL. FN 25-40
rutílico Si 0,80 teor de carbono; soldagem de aços com análise A 38-42% CA ≥ 52 V 2 300 45 - 65
ASME SFA 5.4 Mn 0,80 similar; também usado em aços endurecidos ao CC+ 2,5 300 60 - 90
E308L-17 Cr 19,60 ar, aços ferríticos e martensíticos, etc; resistente Teor de Ferrita 3,25 350 80 - 120 OK® 67.55 C 0,03 Eletrodo revestido básico, desenvolvido para L.R. 800 Mpa 20 - 26 V 2,5 300 50 - 80
Ni 9,90 à corrosão intergranular. FN 3-10 4 350 120 - 170 básico Si 0,50 a soldagem de aços inoxidáveis duplex, como L.E. 650 Mpa CC+ 3,25 350 60 - 100
TAMBÉM ATENDE OS REQUISITOS PARA A 5 350 150 - 240 EN ISO 3581-A Mn 0,90 por exemplo o UNS S31803. O metal de solda A 28% 4 350 100 - 140
CLASSIFICAÇÃO E308-17. E 22 9 3 NLB22 Cr 22,50 depositado apresenta elevada ductilidade a ChV (+20 °C) 100 J
HOMOLOGAÇÃO: FBTS. Ni 9,30 temperaturas tão baixas quanto que -50 °C e ChV (-20 °C) 85 J
ASME SFA 5.4
Mo 3,00 - 60 °C . Indicado para a soldagem de tubos ChV (-40 °C) 75 J
E2209-15
OK 61.84
® C 0,03 Deposita aço inox, tipo 19/10 estabilizado ao L.R. 600-650 MPa 20 - 30 V 2 300 50 - 70 N 0,15 duplex em aplicações Offshore . ChV (-60 °C) 65 J
rutílico Si 0,63 nióbio; indicado para a soldagem de aços do A 31-33% CA ≥ 70 V 2,5 300 65 - 105 HOMOLOGAÇÕES: DNV. Teor de Ferrita
ASME SFA 5.4 Mn 0,86 mesmo tipo estabilizados ao titânio ou nióbio, CC+ 3,25 350 100 - 140 FN 35-50
E347-17 Cr 19,30 principalmente quando a construção soldada Teor de Ferrita 4 350 140 -170
Ni 9,35 trabalhar em elevadas temperaturas; sensível à FN 6-12 OK® 67.61 C 0,03 Eletrodo de aço inoxidável com elevado teor de L.R. 700-750 MPa 28 - 31 V 2,5 300 50 - 90
Mo 0,20 corrosão sulfúrica em altas temperaturas. Si 0,85 liga, destinado a soldagem de aços dissimilares A 31-33% CA ≥ 70 V 3,25 350 90 - 120
rutílico
Nb 0,44 HOMOLOGAÇÃO: FBTS, ABS, BV, DNV. ASME SFA 5.4 Mn 1,03 e inoxidáveis com composições similares. O CC+ 4 350 140 - 160
E309L-17 Cr 23,66 OK® 67.61 possui excelentes características Teor de Ferrita
OK® 63.30 C 0,03 Deposita aço inox, tipo 19/12 Mo com L.R. 550-600 MPa 28 - 34 V 1,6 300 35 - 50 Ni 12,26 operacionais em todas as posições, exceto na FN 10 - 22
rutílico Si 0,70 baixíssimo teor de carbono/ soldagem de A 33-38% CA ≥ 52 V 2 300 45 - 65 Mo 0,19 vertical descendente, tanto em CA como em
ASME SFA 5.4 Mn 0,70 aços com análise similar; também usado CC+ 2,5 300 60 - 90 CC.
E316L-17 Cr 18,70 em aços estabilizados não sujeitos a ataque Teor de Ferrita 3,25 350 80 - 125 TAMBÉM ATENDE OS REQUISITOS PARA A
Ni 11,70 corrosivo muito severo; resistente à corrosão FN 3-10 4 350 120 - 175 CLASSIFICAÇÃO E309-17.
Mo 2,70 intergranular. 5 350 150 - 240 HOMOLOGAÇÃO: FBTS, BV, DNV.
TAMBÉM ATENDE OS REQUISITOS PARA A
CLASSIFICAÇÃO E316-17. OK® 67.74 C 0,03 Eletrodo de aço inoxidável com com um L.R. 700-750 MPa 27 - 30 V 2,5 300 60 - 90
HOMOLOGAÇÃO: FBTS, ABS, BV, DNV. Si 0,80 elevado teor de liga, destinado à execução A 31-33% CA ≥ 70 V 3,25 350 80 - 125
rutílico
ASME SFA 5.4 Mn 0,70 de camadas almofada, quando se soldam CC+ 4 350 140 - 160
OK® 67.15 C 0,10 Deposita aço inox, tipo 25/20; soldagem de L.R. 550-590 MPa 20 - 27 V 2,5 300 55 - 85 E309MoL-17 Cr 23,00 aços revestidos resistentes aos ácidos e aço Teor de Ferrita
básico Si 0,25 aços com análise similar; também usado em A 30-32% CC+ 3,25 350 85 - 125 Ni 12,30 inoxidável a outros tipos de aços. O OK® FN 12 - 22
ASME SFA 5.4 Mn 1,65 aços de soldabilidade limitada e na junção de 4 350 110 - 160 Mo 2,60 67.74 possui características operacionais
E310-15 Cr 25,60 materiais diversos, por ex. aço inox ao aço Teor de Ferrita 5 350 150 - 220 excepcionais, quer em CA como em CC.
Ni 20,90 comum; sensível à corrosão sulfúrica em altas FN 0 Este eletrodo pode ser utilizado em todas as
temperaturas. posições, exceto na vertical descendente.
HOMOLOGAÇÃO: FBTS. TAMBÉM ATENDE OS REQUISITOS PARA A
CLASSIFICAÇÃO E309 MO-17.
OK® 67.16 C 0,14 Eletrodo de aço inoxidável para soldagem L.R. 650-700 MPa 21 - 28 V 3,25 350 80 - 120
rutílico Si 0,76 dos aços do tipo 25/20. Também se A 31-33% CC+ 4 350 105 - 160
ASME SFA 5.4 Mn 1,74 recomenda para a soldagem de aços de difícil OK® 67.75 C 0,05 Deposita aço inox, tipo 23/12 o qual, L.R. 600-630 MPa 21 - 27 V 2,5 300 50 - 80
E310-16 Cr 26,00 soldabilidade, soldagem de aços austeníticos Teor de Ferrita básico Si 0,30 considerando-se uma diluição de até 20% do A 30-38% CC+ 3,25 350 80 - 110
Ni 20,00 ao manganês e para a união de aços FN 0 ASME SFA 5.4 Mn 1,70 metal base não ligado, proporciona um passe 4 350 100 - 150
Mo 0,18 dissimilares. Este eletrodo deposita um metal E309-15 Cr 24,45 com análise aprox. do tipo 18/10; soldagem da Teor de Ferrita
muito resistente à fissuração a quente. Ni 13,10 zona de transição em chapas revestidas com FN 12 - 22
Mo 0,25 aço inox; também na união de aço inox. ao aço
não ligado ou de baixa liga.
OK® 67.42 C 0,06 Deposita aço inox, tipo 19/9 Mn, soldagem de L.R. 580-620 MPa 19 - 24 V 3,25 350 100 - 185
rutílico Si 0,65 aços de soldabilidade limitada, principalmente A 40-45% CA ≥ 70 V 4 450 150 - 220
ASME SFA 5.4 Mn 3,90 aços ao manganês Hadfield; também na CC+ 5 450 180 - 320 OK® 68.53 C 0,03 Eletrodo revestido rutílico para a soldagem L.R. 850 MPa 20 - 25 V 2,5 300 55 - 85
E307-26 Cr 20,00 produção e na manutenção de equipamentos Teor de Ferrita rutílico Si 0,60 de aços austenítico-ferrítico do tipo “Super L.E. 700 MPa CA ≥ 60 V 3,25 350 70 - 110
Ni 10,00 de terraplenagem e mineração, no revestimeno FN 0 ASME SFA-5.4 Mn 0,80 Duplex”, como por exemplo o SAF 2507 A 30% CC+ 4 350 110 - 150
Mo 0,80 de ferramentas para trabalho a quente, válvulas E2594-16 Cr 25,20 e Zeron 100. O OK® 68.53 possui boas ChV (+20 °C) 50 J
EN ISO 3581-A Ni 9,80 características operatórias em todas as ChV (-40 °C) 40 J
e peças em aço carbono e baixa liga resistentes E 25 9 4 N L R 3 2
ao desgaste. Indicado para restauração de Mo 4,00 posições, exceto na vertical descendente, e
turbinas sujeitas à cavitação. N 0,25 fácil remoção de escória. Teor de Ferrita
SINTÉTICO-ALTÍSSIMO RENDIMENTO. HOMOLOGAÇÕES: DNV. FN 35-50

* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
10 11
ELETRODO
OK®
METAL
DEPOSITADO
APLICAÇÕES PROPRIEDADES
MECÂNICAS
POSIÇÕES TENSÃO/
SOLDAGEM TIPO CORR.
DIÂM. COMPR.
(mm)
FAIXA DE
(mm) CORRENTE (A) 1.4 - ELETRODOS REVESTIDOS OK® PARA REVESTIMENTO DURO
TÍPICAS

Revestimentos duros são ligas na sua grande maioria a base de Ferro com resistência a determinados mecanismos de
OK® 68.55 C 0,03 Eletrodo revestido básico para soldagem de L.R. 900 MPa 21 - 27 V 2,5 300 50 - 80
desgaste como, por exemplo, fricção metal-metal, compressão, abrasão e impacto. Essas ligas podem conter, em sua
básico Si 0,50 aços austenítico-ferríticos do tipo “Super L.R. 700 MPa CC+ 3,25 350 60 - 100
ASME SFA-5.4 Mn 0,80 Duplex”, como por exemplo o SAF 2507 e A 28% 4 350 100 - 140 composição, diferentes teores de elementos como Carbono, Manganês, Cromo, Molibdênio, Tungstênio, Vanádio e Nióbio,
E2594-15 Cr 25,30 Zeron 100. O OK® 68.55 deposita um metal de ChV (+20 °C) 90 J que serão responsáveis por conferir as propriedades desejadas.
EN ISO 3581-A Ni 9,80 solda com elevada ductilidade. ChV (-20 °C) 70 J
E 25 9 4 N L B 4 2
Mo 4,00 HOMOLOGAÇÕES: DNV. ChV (-40 °C) 55 J ELETRODO METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES TENSÃO/ DIÂM. COMPR. FAIXA DE
N 0,25 ChV (-60 °C) 45 J OK® DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM TIPO CORR. (mm) (mm) CORRENTE (A)
TÍPICAS
Teor de Ferrita
FN 35 - 50 Hardmat C 0,30 Eletrodo que deposita um aço ligado ao Não Temperável 21 - 30 V 3,25 350 120 - 160
OK® 83.25 Si 0,70 cromo para revestimento de superfícies Dureza média CA ≥ 70 V 4 450 160 - 200
Mn 0,55 expostas ao contato metálico, oferecendo 515 HB CC+ 5 450 180 - 240
OK® 68.84 C 0,04 Deposita aço inox resistente à corrosão sob L.R.700-750 MPa 24 - 26 V 2,5 300 60 - 85 básico
Si 0,84 tensão, com boa resistência a oxidação A 23-24% CA ≥ 70 V 3,25 350 100 - 125 DIN 8555 Cr 3,60 boa resistência à compressão metal-metal.
rutílico
Mn 0,78 superficial até 1150 °C. Especialmente CC+ 4 350 140 - 175 E 1-UM-500 Utilizado no revestimento de elos, rodas,
ASME SFA-5.4
E312-17 Cr 28,20 indicado na soldagem de aços de composição Teor de Ferrita polias, engrenagens, peças de britadores,
Ni 10,30 desconhecida, de escassa soldabilidade FN 35 - 65 dentre outros.
Mo 0,01 ou dissimilares; empregado tambem em
Hardmat C 0,25 Eletrodo de alto rendimento que deposita um Não temperável 25 - 45V 3,25 350 110 - 180
aços inoxidaveis, aços ao manganês, aços
Si 0,50 metal ligado ao cromo para revestimento de Dureza média CA ≥ 70V 4 450 140 - 240
para molas, aços ferramentas, etc.; ideal OK 83.26
®
Mn 0,30 superfícies expostas ao contato metálico como 315 HB CC+ 5 450 160 - 260
para camada de amanteigamento antes do zirconítico básico
Cr 1,65 trilhos, eixos, rolos, cruzamentos ferroviários
revestimento duro. DIN 8555
E 1-UM-300 com núcleo em aço alto carbono, dentre
outras.
OK® 68.85 C 0,06 Deposita aço inox, tipo 29/9; soldagem de L.R. 760-800 MPa 22 - 28 V 2,5 300 55 - 85
rutílico Si 0,35 aços com análise similar, aços de difícil A 22-24% CC+ 3,25 350 80 - 120
ASME SFA-5.4 Mn 1,50 soldabilidade, aços dissimilares, aços ao 4 350 115 - 165 C 0,14 Recuperação de material ferroviário: sapatas Não temperável 20 - 26 V 3,25 350 110 - 140
Hardmat
E312-15 Cr 29,00 manganês; recuperação de engrenagens, eixos, Teor de Ferrita 5 350 160 - 220 Si 0,25 de freio, trilhos, agulhas e cruzamentos, piso e Dureza média CA ≥ 70 V 4 450 150 - 190
Ni 9,00 virabrequins; revestimento de ferramentas, FN 35 - 65 OK® 83.28
Mn 0,60 friso de rodas; material rodante de máquinas; 350 HB CC + 5 450 190 - 260
cilindros, matrizes para plásticos; almofada em básico
Cr 3,60 roletes, rodas de guia, pinos, elos; peças 6 450 230 - 320
fresas, brocas, engrenagens, etc. DIN 8555
E 1-UM-350 gastas em aços de baixa liga ou aços fundidos;
eixos, cilindros, ferramentas de forja, grandes
engrenagens, etc.

Hardmat C 0,60 Eletrodo indicado para revestimento de partes Temperável ao ar 20 - 30 V 3,25 350 120 - 160
Si 0,90 sujeitas a diferentes formas de desgaste Dureza média CA ≥ 70 V 4 450 160 - 200
OK 83.45
®
Mn 0,50 abrasivo e por impacto. Resulta em um 60 HRc CC + 5 450 180 - 240
básico
Cr 9,00 depósito de estrutura martensítica, com
DIN 8555
E 6-UM-60 moderada resistência à corrosão. Indicado
para proteção e recuperação de equipamentos
agrícolas, carregadeiras e misturadores.

Hardmat C 0,55 Recuperação de peças de máquinas de Temperável ao ar, 20 - 28 V 3,25 350 95 - 140
Si 1,10 terraplenagem: elos, dentes de caçamba de resistente ao calor CA ≥ 70 V 4 350 130 - 190
OK 83.55
®
Mn 1,50 escavadeiras; peças de máquinas diversas; até 500 °C CC + 5 350 170 - 260
básico
Cr 1,60 rodas de ventiladores, braços misturadores, Dureza média 6 450 220 - 340
DIN 8555
E 2-UM-60 sem-fim de alimentadores, chapas de 60 HRc
desgaste, etc.

Hardmat C 0,60 Revestimento tipo xadrez em caçambas e Temperável ao ar 20 - 27 V 3,25 350 110 - 140
Si 0,60 dentes de escavadeiras, recuperação de resistente ao calor CA ≥ 70 V 4 350 145 - 190
OK 83.58
®
Mn 0,70 peças várias para britadores, moinhos e até 500 °C CC + 5 350 180 - 260
básico
Cr 6,80 misturadores, Dureza média
DIN 8555
E 6-UM-60-R Mo 0,50 sem-fim de alimentadores, chapas de desgaste 60 HRc
para revestimento duro em partes de máquinas
expostas ao desgaste por minérios, pedra,
areia, solo, coque, etc.

Hardmat C 0,70 Revestimento tipo xadrez em caçambas de Temperável ao ar 22 - 27 V 3,25 350 100 - 140
Si 3,70 pá carregadeira e dentes de escavadeiras, resistente ao calor CA ≥ 70 V 4 350 150 - 190
OK® 83.65
Mn 0,40 recuperação de peças várias para britadores até 500 °C CC + 5 350 190 - 260
básico
Cr 2,65 e moinhos, viradores de vagões, rodas de Dureza média 6 450 250 - 370
DIN 8555
E 2-UM-60 ventiladores, braços e pás de misturadores, 60 HRc
sem-fim de alimentadores, chapas de
desgaste, etc.

Hardmat C 0,30 Recuperação de peças de máquinas em Temperável ao ar 20 - 27 V 2,5 350 80 - 100


Si 0,20 geral: eixos, engrenagens de baixa liga, sede resistente ao calor CA ≥ 70 V 3,25 350 100 - 140
OK 84.56
®
Mn 0,40 de válvulas em aço fundido, braços e pás até 500 °C CC + 4 350 140 - 190
básico
Cr 15,00 de misturadores, sem-fim de alimentadores, Dureza média 5 350 190 - 260
DIN 8555
E 6-UM-55-R facas, caçambas de pá carregadeira, rodas 55 HRc
motrizes, pinos e elos, etc.

Hardmat C 0,55 Revestimento de peças sujeitas a desgaste Temperável ao ar 27 - 33 V 2,5 350 70 - 110
Si 0,80 abrasivo severo por solo, pedra, minérios e resistente ao calor CA ≥ 50 V 3,25 350 110 - 150
OK 84.60
®
Mn 0,60 carvão; aplicável em máquinas/equipamentos até 500 °C CC + ou - 4 350 140 - 190
rutílico
Cr 9,00 agrícolas e de terraplenagem; este produto Dureza média 5 350 180 - 260
DIN 8555
E 6-UM-55-R pode ser usado facilmente em qualquer 55 HRc
máquina de solda, inclusive pequenos
transformadores com baixa voltagem em vazio.

12 13
ELETRODO
OK®
METAL
DEPOSITADO
APLICAÇÕES PROPRIEDADES
MECÂNICAS
POSIÇÕES TENSÃO/
SOLDAGEM TIPO CORR.
DIÂM. COMPR.
(mm)
FAIXA DE
(mm) CORRENTE (A) 1.5 - ELETRODOS REVESTIDOS OK® PARA ALUMÍNIO E SUAS LIGAS
TÍPICAS

As principais razões pelas quais as ligas de Alumínio têm sido cada vez mais utilizadas como material estrutural são seu
Hardmat C 3,68 Eletrodo indicado para revestimento de Temperável ao ar 23 - 30 V 3,25 350 120 - 160
Si 1,75 partes sujeitas a abrasão severa, resistindo até resistente ao calor CA ≥ 58 V 4 450 140 - 180
baixo peso específico, boa resistência à corrosão e resistência mecânica satisfatória, somados ao fato de a maioria destas
OK® 84.75
Mn 0,18 680 °C. Deposita um metal de solda com alta até 680 ºC CC+ 5 450 160 - 200 ligas serem soldáveis. As vantagens oferecidas pelo processo de soldagem com eletrodos revestidos são amplamente
básico
DIN 8555 Cr 30,00 concentração de carbonetos de cromo em Dureza média utilizadas na soldagem destes materiais. Os eletrodos revestidos OK® para a soldagem do Alumínio e suas ligas são
E 10-UM-60-GRZ uma matriz austenítica. Indicado para proteção 60 HRc fornecidos em práticas embalagens a vácuo, VacPac™, que eliminam a necessidade de ressecagem.
de martelos de moendas, mandíbulas, camisas
e rolos de mineração. ELETRODO METAL APLICAÇÕES POSIÇÕES TENSÃO/ DIÂM. COMPR. FAIXA DE
OK® DEPOSITADO SOLDAGEM TIPO CORR. (mm) (mm) CORRENTE (A)

Chapisco C 3,30 Especialmente indicado para recuperação de Temperável ao ar 25 - 33 V 4 450 140 - 220 Al 99,70 Eletrodo revestido para a soldagem de 21 - 23 V 2,5 350 50 - 90
Si 3,50 moendas em usinas de açúcar, depositando resistente ao calor CA ≥ 70 V OK® 96.10
OK® 84.77 Si 0,23 alumínio puro. Indicado em aplicações como CC + 3,25 350 70 - 110
Mn 0,50 metal duro nos frisos do cilindro em até 700 °C CC+ EN ISO 18273
Al99.0 Fe 0,02 a soldagem de perfis laminados e a união
Cr 25,50 movimento, aumentando seu poder de Dureza média destes a peças de alumínio fundido.
ASME SFA-5.3
pega e arraste e, conseqüentemente, sua 55 HRc E1100 (aprox.)
produtividade e vida útil.

OK® 96.20 Al 98,35 Eletrodo revestido para a soldagem de chapas 21 - 23 V 2,5 350 50 - 90
Si 0,43 e peças tais como recipientes em cervejarias CC + 3,25 350 70 - 110
EN ISO 18273
Hardmat C 4,00 Revestimento rico em carbonetos de cromo Temperável ao ar 20 - 28 V 3,25 350 115 - 170 AlMn1 Mn 1,10 e leiterias feitos de Al, ligas de AlMn e AlMg
OK® 84.78 Si 2,40 altamente resistente ao desgaste abrasivo resistente ao calor CA ≥ 60 V 4 350 120 - 200 ASME SFA-5.3 Fe 0,02 com teores de Mg maiores que 3%, como por
Mn 0,40 de metais e minérios, especialmente até 700 °C CC+ 5 350 150 - 300 E3003 (aprox.) exemplo EN AW 3103, 3207, 3003, 5005.
básico
DIN 8555 Cr 25,00 desenvolvido para revestimento de partes Dureza média
E 10-UM-60-GRZ móveis na indústria de mineração; aplicável em 60 HRc Al 95,10 Eletrodo revestido para a soldagem de ligas 21 - 23 V 2,5 350 50 - 90
transportadores helicoidais, facas trituradoras,
OK® 96.40
Si 4,76 de AlMgSi tais como EN AW 6060/6063, 6005 CC + 3,25 350 70 - 110
partes de escavadoras, britadores e moinhos, EN ISO 18273
AlSi5 Fe 0,02 e 6201. Indicado também para a soldagem de
misturadores, perfuratrizes, etc. ASME SFA-5.3 ligas de alumínio fundidas tais como AlSi5Cu
E4043 (aprox.) e AlSi7.

Hardmat C 5,12 Eletrodo indicado para revestimento de partes Temperável ao ar 23 - 30 V 3,25 350 120 - 160 OK® 96.50 Al 87,10 Eletrodo revestido de alumínio ligado ao 21 - 23 V 2,5 350 50 - 90
Si 1,60 sujeitas a altíssima abrasão e fricção, com Dureza média CA ≥ 58 V 4 450 140 - 180 Si 12,80 silício para a soldagem de ligas fundidas do CC + 3,25 350 70 - 110
OK 84.85
® EN ISO 18273
Fe 0,02 tipo alumínio com 12% de silício, AlMgSi e
básico
Mn 0,25 impacto moderado em altas temperaturas. 65 HRc CC+ 5 450 160 - 200 AlSi12
Cr 19,50 Deposita um metal de solda com estrutura AlSiCu. Indicado em aplicações como, por
DIN 8555
E 10-UM-65-GRZ W 1,86 austenítica e carbonetos complexos. Indicado exemplo, reparo de blocos de motor, cilindros,
Mo 5,83 para proteção de quebradores de sinter, ventiladores, encaixes, perfis laminados,
V 0,82 peneiras de sinterização, sinos de alto fornos e chapas de base e telas. O metal de solda
Nb 5,80 extrema abrasão a frio. muda de cor pelo processo de anodização.

Hardmat HS C 0,90 Revestimento em ferramentas para trabalhos a Temperável ao ar 20 - 28 V 2,5 350 80 - 110 1.6 - ELETRODOS REVESTIDOS OK® PARA LIGAS DE NÍQUEL
OK® 85.65 Si 1,60 frio; corte, plaina e fresa; ferramentas similares resistente ao calor CA ≥ 70 V 3,25 350 100 - 150
básico
Mn 1,60 para usinagem, estampagem e perfuração; até 600 °C CC+ 4 350 120 - 190 Ligas de Níquel são materiais desenvolvidos para trabalhos em condições extremas. Em geral, apresentam boa resistência
DIN 8555 Cr 4,50 recuperação de ferramentas de aço rápido. Dureza média à corrosão e oxidação em altas temperaturas. Capazes de manter a resistência mecânica em uma ampla faixa de
E 4-UM-60-S Mo 7,10 60 HRc
V 1,40
temperatura, são ideais para utilização em partes de fornos, sistemas de exaustão, aquecedores e componentes nas
W 1,80 indústrias química, petroquímica, alimentícia e nuclear, em locais onde o alumínio e o aço teriam uma queda de resistência
devido à alta temperatura de trabalho. Outra aplicação para estas ligas é, por exemplo, os aços criogênicos, que
necessitam de boa tenacidade ao impacto até mesmo em temperaturas extremamente baixas.
Magmat C 0,80 Revestimento em aço ao manganês ou Endurecível por 21 - 27 V 4 350 130 - 180
OK® 86.08 Si 0,10 partes de aços ao carbono que requerem trabalho a frio CA ≥ 70 V 5 350 170 - 230 ELETRODO METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES TENSÃO/ DIÂM. COMPR. FAIXA DE
Mn 13,00 resistência ao desgaste quando trabalhando a Dureza CC+ OK® DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM TIPO CORR. (mm) (mm) CORRENTE (A)
básico TÍPICAS
DIN 8555 Mo 1,10 frio, como por ex.: dentes de carregadeiras e após trabalho
E 7-UM-200-K escavadeiras, mandíbulas de britadores para a frio ≈ 45 HRc
minério e pedra, martelos de moinho, etc. OK® 92.28 C 0,03 Eletrodo a base de níquel para a soldagem de L.R. 580 MPa 17 - 25 V 2,5 350 80 - 110
básico Si 0,20 Inconel 600 e ligas similares de Inconel, aços A 40% CA ≥ 70 V 3,25 350 120 - 160
ASME SFA 5.11 Mn 5,50 criogênicos, união de aços martensíticos a ChV (-20 °C) 100J CC+ 4 350 160 - 200
ENiCrFe-3 Cr 13,50 aços austeníticos, aços dissimilares e aços
Magmat C 0,60 Revestimento em aço ao manganês ou partes Endurecível por 20 - 27 V 3,25 350 100 - 140 Ni 65,00 fundidos resistentes ao calor de soldabilidade
OK® 86.18 Si 0,40 de aços ao carbono requerendo resistência trabalho a frio CA ≥ 70 V 4 350 135 - 200 Nb 1,80 limitada.
Mn 12,00 ao desgaste em trabalho a frio, como por Dureza como CC+ 5 350 180 - 270 Fe 9,50
básico
DIN 8555 Ni 3,80 ex.: dentes de escavadeiras, cones e placas soldado: 200 HB HOMOLOGAÇÃO: FBTS.
E 7-UM-200-K de britadores, trilhos, sapatas de freio, Dureza após
(aprox.) desembobinadeiras, também usado para trabalho OK® 92.45* C <0,05 Eletrodo revestido a base de Níquel ligado a L.R. 780 MPa CC+ 2,5 300 55 - 75
soldagem de aço ao manganês entre si ou com a frio ≈ 45 HRc Si 0,50 CrMoNb para a soldagem de ligas de Níquel L.E. 500 MPa 3,25 350 65 - 100
básico
aço ao carbono. ASME SFA 5.11 Mn <0,20 do mesmo tipo ou similar como, por exemplo A 35% 4 350 80 - 140
ENiCrMo-3 Cr 21,50 Inconel 625, para soldagem de aço níquel ChV (-20 °C) 70J 5 350 120 - 170
Ni 64,00 5% e 9%. No eletrodo é recomendado para a ChV (-196 °C) 50J
Nb 3,60 soldagem de 254 SMO, como exemplo aço NS
Mo 9,30 S31254.
Fe 2,00
Al <0,40
Cu <0,30

* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
14 15
1.7 - ELETRODOS REVESTIDOS OK® PARA FERRO FUNDIDO RESSECAGEM ABREVIAÇÕES

Ferros Fundidos são ligas metálicas a base de Ferro com teores de 2 a 5% de Carbono, 1 a 3% de Silício e até 1% de
Em fornos adequados. Aplicável para eletrodos básicos; para eletrodos de L.R................Limite de Resistência
Manganês. Tratamentos térmicos e adições de outros elementos de liga também são utilizados de forma a se obter altíssimo rendimento, rutílicos, ferro fundido, inoxidáveis, alumínio, quando
L.E................Limite de Escoamento
propriedades específicas. Em geral, apresentam alta resistência à compressão, baixas ductilidade e resistência mecânica. necessário; para celulósicos esta deve ser evitada.
A...................Alongamento
Os Ferros Fundidos são classificados conforme sua microestrutura e composição química em: Cinzento, Branco, Maleável,
Ch V..............Charpy (entalhe em V - resiliência)
Nodular, Grafita Compacta e Ligado. Tipo de eletrodo Temp. efetiva
no pacote de
Tempo real
na temp.
≥ xV............. Tensão mínima em vazio
eletrodos (°C) efetiva (h)
ELETRODO METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES TENSÃO/ DIÂM. COMPR. FAIXA DE h.................. Rendimento
OK® DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM TIPO CORR. (mm) (mm) CORRENTE (A) Básicos 325 ± 25 1,5 ± 0,5
TÍPICAS 1 J................ 0,102 kgfm
Altíssimo rendimento 275 ± 25 1,5 ± 0,5
1 MPa.......... 1 N/mm2 = 0,102 kg/mm2
Rutílicos 80 ± 10 1,5 ± 0,5
Castmat Ni C 0,32 Alma de níquel puro; soldagem de ferro L.R. 380 MPa 16 - 22 V 2,5 350 65 - 100 CC+............. Corrente contínua polaridade positiva
OK® 92.18 Si 0,20 fundido a frio ou com moderado pré- Dureza 160 HB CA ≥ 40 V 3,25 350 90 - 140 Ferro fundido 80 ± 10 1,5 ± 0,5
CC-.............. Corrente contínua polaridade negativa
ASME SFA 5.15
Mn 0,20 aquecimento, quando o metal depositado Ch V (+ 20° C) CC+ ou - 4 350 110 - 180 Inoxidáveis rutílicos 275 ± 25 1,5 ± 0,5
Ni 98,00 necessita usinagem posterior; também usado 30 J CA................ Corrente alternada
ENi-Cl
Inoxidáveis básicos 225 ± 25 1,5 ± 0,5
para enchimento de falhas de fundição e união HB............... Dureza Brinell
de ferro fundido ao aço. O metal depositado é Alumínio* 120 ± 10 1,0
HRc.............. Dureza Rockwell C
limável.
* Eletrodos embalados a vácuo dispensam a ressecagem, desde que a HV................ Dureza Vickers
HOMOLOGAÇÃO: FBTS.
embalagem não esteja violada ou aberta por mais de 12 horas.
TTPS............ Tratamento térmico pós soldagem
ABS............. American Bureau of Shipping
Castmat Ni C 1,14 Alma de níquel-ferro; soldagem de ferro L.R. 450 MPa 18 - 23 V 2,5 350 45 - 80
NiFe Si 0,85 fundido cinzento, maleável e nodular, a frio Dureza 180 HB CA ≥ 50 V 3,25 350 60 - 105 CONSERVAÇÃO BV................ Bureau Veritas
OK® 92.58 Mn 0,80 ou com moderado pré-aquecimento, quando CC+ 4 350 90 - 135 DNV............. Det Norske Veritas
ASME SFA 5.15 Ni 60,00 o metal depositado necessita usinagem Em estufas próprias.
LR................ Lloyds Register
ENiFe-Cl posterior; também usado para enchimento Distribuição Central e/ou Setorial.
de falhas de fundição; o depósito apresenta a GL................ Germanischer Lloyds
mesma coloração da peça fundida. Tipo de eletrodo Temperatura (°C) Temperatura (°C)
FBTS............ Fundação Brasileira de Tecnologia
HOMOLOGAÇÃO: FBTS. em estufas em cochichos da Soldagem
FN................ Número de Ferrita de acordo com WRC-92
Básicos 125 ± 25 115 ± 35
Altíssimo rendimento 110 ± 10 100 ± 20
1.8 - ELETRODOS REVESTIDOS OK® PARA APLICAÇÕES ESPECÍFICAS Rutílicos 60 ± 10 60 ± 10 kg de metal depositado
Rendimento =
Ferro fundido 60 ± 10 60 ± 10 kg de arame sem revestimento

ELETRODO METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES TENSÃO/ DIÂM. COMPR. FAIXA DE


Inoxidáveis 110 ± 10 100 ± 20
Metal depositado = valores médios estatísticos
OK® DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM TIPO CORR. (mm) (mm) CORRENTE (A) Alumínio 60 ± 10 60 ± 10 Propriedades Mecânicas = Valores típicos/ASME
TÍPICAS

Cutmat Eletrodo para goivagem e corte 37 - 47 V 3,25 450 160 - 180 CLASSIFICAÇÃO PARA ELETRODOS REVESTIDOS
de todos os metais como ferro CA ≥ 60 V 4 450 220 - 270
OK 21.01
®
fundido, aços inoxidáveis e alumínio CC- 5 450 240 - 320
goivagem e
sem a necessidade de se utilizar ar ASME / AWS SFA - 5.1 (Aços carbono) ASME / AWS SFA - 5.5 (Aços baixa liga)
corte
comprimido. Utilizado para remoção
de trincas, preparação de juntas, Indica eletrodo revestido Indica eletrodo revestido
especialmente indicado para remoção Indica limite de resistência mínimo, em KSi, do Indica limite de resistência mínimo, em KSi,
do passe de raiz, corte de peças metal depositado produzido de acordo com o do metal depositado produzido de acordo
procedimento de preparação desta especificação. com o procedimento de preparação desta
metálicas em locais de difícil acesso. especificação.
MENOR GERAÇÃO DE FUMOS. Indica posição de soldagem, tipo de revestimento Indica posição de soldagem, tipo de revestimento
e corrente de soldagem apropriada. e corrente de soldagem apropriada.
E XX YY E (X)XX YY -X Indica a composição química do metal depositado
Cutmat Preparação de juntas em todos os 42 - 45 V 3,25 450 160 - 180
E XX YY M Indicada eletrodo desenvolvido para atender sem diluição produzido pelo eletrodo na soldagem
metais: aço comum, aço inoxidável, CA ≥ 60 V 4 450 220 - 270
OK® 21.03 E XX YY -1 HZ R requisitos de aplicações militares. SMAW.
ferro fundido e não ferrosos; CC- 5 450 240 - 320 E (X)XX YY M Indica eletrodo desenvolvido para atender requisitos
goivagem e Indica que o eletrodo atende aos requisitos do
especialmente indicado para remoção teste de umidade absorvida. E (X)XX YY M1 de aplicações militares (maior tenacidade e
corte alongamento).
dos passes de raiz; indispensável na Indica que o eletrodo atende aos requisitos do
E (X)XX YY M -HZ
goivagem intermitente e nos locais teste de hidrogênio difusível. E (X)XX YY M1 -HZ
Indica que o eletrodo atende aos requisitos do
carentes de ar comprimido. E (X)XX YY -X -HZ R
Indica que o eletrodo atende requisitos mais teste de umidade absorvida.
exigentes quanto à tenacidade. Indica que o eletrodo atende aos requisitos do
Fematic C 0,07 Soldagem pelo sistema “de contato” L.R. 550-600 MPa 25 - 35 V 5 700 210 - 260 teste de hidrogênio difusível.

OK® 33.80 Si 0,40 em juntas de topo ou de ângulo; A 25-30% CA ≥ 50 V 6 700 270 - 320
rutílico
Mn 0,70 aplicável em aços estruturais na ASME / AWS SFA - 5.11 (Ligas de Níquel)
indústria naval e na fabricação de
Gravidade ASME / AWS SFA - 5.4 (Aços inoxidáveis)
perfis. Altíssimo rendimento, grande ASME / AWS SFA - 5.15 (Ferro fundido)
ASME SFA 5.1
E7024 velocidade de soldagem, uso manual
ou automático. Indica eletrodo revestido Indica eletrodo revestido
GRANDE PRODUTIVIDADE. Indica a composição química do metal Indica a composição química do metal
HOMOLOGAÇÕES: ABS, BV, DNV, depositado sem diluição produzido pelo eletrodo depositado sem diluição produzido de acordo
na soldagem SMAW. com o procedimento de preparação desta
LR, FBTS. especificação.
Indica usabilidade (posição de soldagem,
tipo de revestimento e corrente de soldagem
OK 41.10
® C 0,04 Soldagem em plano de chapas de L.R. 400-430 MPa 22 - 30 V 4 450 125 - 200 E XXX YY apropriada). E XXXX-XX
oxidante Si 0,0 ferro na fabricação e reparação A 28% CC- 5 450 190 - 270
Mn 0,0 de tanques e acessórios para Ch V(+20 °C) 6 450 260 - 340
galvanização, decapagem, etc; 40 J
cordão de belíssimo acabamento.

16 17
CLASSIFICAÇÃO DOS CONSUMÍVEIS PARA REVESTIMENTO DURO
TABELA DE INDICAÇÃO DOS ELETRODOS REVESTIDOS OK® PARA AÇOS INOXIDÁVEIS
DE ACORDO COM A NORMA DIN 8555

E 8 UM 200 KP METAL 201, 202, 301, 304 L 309 310 316 316 L 317 317 L 321 330 403, 405 430, 430 F 446 501 505 Aços Aços
Ex: DIN 8555 DE BASE 302, 302 B, 309 S 310 S 347 410, 412 431, 440A 502 Carbono Cr-Mo
(AISI) 303, 304, 314 348 414, 420 440B, 440C
305, 308
Processo de soldagem Grupo de liga Tipo de metal de adição
E 8
1 Não-ligado com até 0,4%C ou baixa liga com 201, 202, OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61
G - Soldagem oxi-acetilênica até 0,4%C e até um máximo de 5% dos 301, 302, OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.15 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73
E - Soldagem manual ao arco elétrico com eletrodo revestido elementos de liga Cr, Mn, Ni no total.
OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30
302B, 303, OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.16 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74
MF - Soldagem ao arco elétrico utilizando-se arames tubulares 304, 305, OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75
TIG - Soldagem ao arco elétrico com eletrodo não consumíveis de tungstênio 2 Não-ligados com até ou mais de 0,4%C ou baixa 308
MSG - Soldagem ao arco elétrico com proteção gasosa liga com mais de 0,4%C e até um máximo de 5%
UP - Soldagem ao arco submerso dos elementos de liga Cr, Mn, Mo, Ni no total.
304L OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61
3 Ligado, com as propriedades dos aços de OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 61.30 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.15 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73
trabalho à quente OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.16 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74
Método de produção Nível de dureza Faixa de dureza OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75
UM 200 4 Ligado, com as propriedades dos aços rápidos
GW - laminado 150 125 ≤ HB ≤ 175 5 Ligados, com mais de 5%Cr, com um baixo teor 309, 309S OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61
GO - fundido 200 175 < HB ≤ 225 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.15 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73
de C (até mais ou menos 0,2%)
GZ - extrudado 250 225 < HB ≤ 275 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.16 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74
GS - sinterizado 300 275 < HB ≤ 325 6 Ligados, com mais de 5%Cr, com um teor maior OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75
GF - tubular 350 325 < HB ≤ 375 de C (até mais ou menos 0,2% a 2,0%)
UM - revestido 400 375 < HB ≤ 425 310, 310S
7 Austeníticos ao Mn com 11 a 18% Mn, mais de OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61
500 450 < HB ≤ 530 314 OK® 67.15 OK® 63.30 OK® 63.30 OK® 67.73 OK® 67.15 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.15 OK® 67.15 OK® 67.15 OK® 67.15 OK® 67.73
0,5%C e até 3% Ni.
OK® 67.16 OK® 67.74 OK® 67.16 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.16 OK® 67.16 OK® 67.16 OK® 67.16 OK® 67.74
40 37 ≤ HRc ≤ 42 8 Austeníticos Cr-Ni-Mn OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75
45 42 < HRc ≤ 47
50 47 < HRc ≤ 52 9 Aços Cr-Ni (resistentes à oxidação, ácidos e calor) 316 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK®67.61
55 52 < HRc ≤ 57 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.15 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73
57 < HRc ≤ 62 10 Com um alto teor de C e alto teor de Cr e sem OK 63.30 OK 63.30 OK 63.30 OK 63.30
® ® ® ®
OK 61.30
®
60 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.16 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74
65 62 < HRc ≤ 67 agentes adicionais formadores de carbonetos OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75
70 HRc ≥ 68 20 À base de Co, ligado a Cr-W, com ou sem Ni e Mo
316L OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61
21 À base de carbonetos (sintetizado,fundido OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.15 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73
OK® 63.30 OK® 63.30 OK® 63.30 OK® 63.30
Propriedades do metal de adição
KP ou tubular) OK® 67.74
OK® 67.75
OK® 67.74
OK® 67.75
OK® 67.74 OK® 67.16 OK® 67.74
OK® 67.75 OK® 67.75
OK® 67.74
OK® 67.75
OK® 67.74
OK® 67.75
OK® 67.74
OK® 67.75
C - resistente à corrosão 22 À base de Ni, ligado ao Cr, ligado ao Cr-B
G - resistente ao desgaste abrasivo
23 À base de Ni, ligado ao Mo, com ou sem Cr 317 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61
K - capaz de endurecer em trabalho
OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.15 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73
N - não magnetizável 30 À base de Cu, ligado ao Sn OK 61.30
®
OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.16 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74
P - resistente ao impacto OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75
31 À base de Cu, ligado ao Al
R - resistente à formação de carepa
S - habilidade de corte (aços rápidos, etc) À base de Cu, ligado ao Ni
32
T - tão resistente a altas temperaturas quanto os aços ferramenta para 317L OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61
trabalho a quente OK® 61.30
OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.15 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73
Z - resistente ao calor (não formadores de carepa), para temperaturas acima OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.16 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74
de 600 ºC OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75

321, 347 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 67.61
348 OK 61.84 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.15 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.73
OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.16 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.74
OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75 OK® 67.75

330 OK® 67.61 OK® 67.61 OK® 68.81 OK® 68.81 OK® 68.81 OK® 68.81
OK® 67.73 OK® 67.73 OK® 67.15 OK® 68.84 OK® 68.84 OK® 68.84 OK® 68.84
OK® 67.74 OK® 67.74 OK® 67.16 OK® 68.85 OK® 68.85 OK® 68.85 OK® 68.85
OK® 67.75 OK® 67.75

403, 405, OK® 67.61


410, 414 OK® 67.73
416, 420 OK® 67.74
OK® 67.75

Nota: Esta tabela deve ser utilizada apenas como referência. Para maiores esclarecimentos, consulte a ESAB.

18 19
2 - VARETAS TIG OK®

2.1 - AÇOS DE BAIXO E MÉDIO TEOR DE CARBONO


Estes aços são ligas Ferro-Carbono com teor de Carbono até 0,5%. É comum, nessa classe de aços, a presença de
elementos de ligas como Manganês e Silício. É a classe mais comum de aços e tende a apresentar soldabilidade de boa a
razoável em função do teor de carbono.

VARETA COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES PROPRIEDADES TIPO DE DIÂM. COMPR. GÁS DE


OK® DA VARETA MECÂNICAS CORRENTE (mm) (mm) PROTEÇÃO
(%) TÍPÍCAS

OK® Tigrod C 0,10 É uma vareta sólida, cobreada, L.R. 515 Mpa CC- 1,6 1000 100% Ar
12.60 Si 0,60 correspondente a classe AWS L.E. 420 MPa 2,4 1000 (EN 439 I1)
Mn 1,10 A5.18 ER70S-3, para soldagem pelo A 26% 3,2 1000
AWS / ASME SFA 5.18
processo GTAW (TIG) de aços não ChV (-30 °C) 90J
ER70S-3
ligados. Utilizado na fabricação de
vasos de pressão, no segmento naval
EN 1668
W2Si
e offshore - construção em geral.
Homologações:
FBTS
BV 3YM
DNV IIIY
ABS 3Y
VdTÜV 11141

Varetas TIG OK ®

A soldagem TIG permite a execução de soldas com excelente


qualidade e acabamento, devido ao grande controle das condições
operacionais. A soldagem é realizada com baixos aportes térmicos,
o que garante uma pequena zona termicamente afetada.
21
2.2 - VARETAS TIG OK® PARA AÇOS DE BAIXA LIGA VARETA
OK®
COMPOSIÇÃO
DA VARETA
APLICAÇÕES PROPRIEDADES
MECÂNICAS
TIPO DE
CORRENTE
DIÂM.
(mm)
COMPR.
(mm)
GÁS DE
PROTEÇÃO
(%) TÍPÍCAS

São ligas Ferro-Carbono com adição intencional de pequenos teores de outros elementos de liga como, por exemplo,
Manganês, Silício, Níquel, Cromo, Cobre, Molibdênio e Vanádio visando obtenção de propriedades diferenciadas. O teor OK® Tigrod C 0,10 Vareta sólida cobreada, ligada ao cobre Como soldado: 2,4 1000 100% Ar
13.26* Si 0,80 e níquel (0,8%Ni – 0,3%Cu), indicada L.R. 580 MPa 3,2 1000 (EN 439 I1)
total de liga nessa classe de aços varia de 1,5 a 5,0%. Mn 1,40 para soldagem de aços patináveis L.E. 480 MPa
AWS / ASME SFA 5.28
Ni 0,80 resistentes a corrosão atmosférica, A 30%
ER80S-G
VARETA COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES PROPRIEDADES TIPO DE DIÂM. COMPR. GÁS DE Cu 0,40 como o Cor-ten, Patinax, Dillicor, ChV (20 °C) 110J
OK® DA VARETA MECÂNICAS CORRENTE (mm) (mm) PROTEÇÃO SAC 300, SAC 41 e SAC 50. Boas ChV (-20 °C) 70J
(%) TÍPÍCAS propriedades de impacto a -40 °C. ChV (-40 °C) 60J
Indicado também para soldagem de EH
OK® Tigrod C 0,09 Vareta cobreada para soldagem, Como soldado: CC+ 2,4 1000 100% Ar 36 e EH 40.
Si 0,65 pelo processo GTAW (TIG), de aços L.R. 615 MPa (EN 439 I1) Homologações:
13.08 baixa liga ligados ao manganês e ao DNV IVYM
Mn 1,90 L.E. 520 MPa
SFA/AWS A5.28 molibdênio (1,5%Mn, 0,4%Mo), aços
P 0,025 A 28%
ER80S-D2 resistentes a fluência de composição
S 0,025 ChV (-29 °C) 200J OK® Tigrod C 0,08 Vareta sólida cobreada, ligada ao Como soldado: CC- 2,4 1000 100% Ar
EN ISO 636-B W4M3 química similar, como em tubos,
Ni <0,15 Si 0,70 níquel(2,4%Ni) para soldagem de aços L.R. 630 MPa 3,0 1000 (EN 439 I1)
Mo 0,50 vasos de pressão e caldeiras com 13.28*
Mn 1,10 para serviço em baixas temperaturas. L.E. 540 MPa
temperatura de operação de até AWS / ASME SFA 5.28
Cu 0,15 Ni 2,40 Boas propriedades de impacto abaixo A 30%
500ºC. Além disso, também podem
Outros 0,50 de -60 °C. Especialmente indicado ChV (-20 °C) 200J
ser aplicados para soldagem de aços ER80S-Ni2
baixa liga e alta resistência com bons para soldagem de FH 36 e FH 40. ChV (-40 °C) 180J
resultados de tenacidade. EN ISO 636-A
Homologações: ChV (-60 °C) 150J
W2Ni2 VdTÜV 06243 (RG)
OK® Tigrod C 0,10 Vareta sólida cobreada para soldagem Como soldado: CC- 2,4 1000 100% Ar
13.09 Si 0,50 de aços baixa liga 0,5%Mo. Muito L.R. 630 MPa 3,2 1000 (EN 439 I1) OK® Tigrod C 0,07 Vareta TIG cobreada, ligada ao cromo Como soldado: CC- 2,4 1000 100% Ar
Mn 1,10 utilizada para passe de raiz de L.E. 540 MPa 13.32* Si 0,40 e molibdênio (5%Cr-0,5%Mo), indicada L.R. 900 MPa 3,2 1000 (EN 439 I1)
AWS / ASME SFA 5.28 tubos de aços baixa liga ligados ao Mn 0,60 para soldagem de aços resistentes à L.E. 730 MPa
Mo 0,50 A 25% AWS / ASME SFA 5.28
ER80S-G molibdênio. Aplicada em vasos de Cr 5,80 fluência e aços similares. Esta liga é A 22%
ChV (20 °C) 180J ER80S-B6
pressão, caldeiras, tambores de coque, ChV (-20 °C) 130J Ni <0,30 adequada, também, para soldagem ChV (20 °C) 100J
EN ISO 636-A W2Mo aquecedores, dentre outros. Mo 0,60 de aços de alta resistência com ChV (-20 °C) 80J
ChV (-40 °C) 90J EN 12070
Homologações: Cu <0,35 limite de escoamento até 730MPa. ChV (-29 °C) 50J
EN ISO 21952-A WMoSi ChV (-60°C) 25J WCrMo5
FBTS Pré-aquecimento e alívio de tensão Como tratado
DNV III YMS são recomendados. Esse produto (ToTo 745° C c/1 h)
EN ISO 21952-B W5Z 1M3 VdTÜV 04950 anteriormente era classificado pela L.R. 680 MPa
SFA/AWS A5.9 como ER502. L.E. 580 MPa
A 22%
Homologação: ChV (20 °C) 230J
OK® Tigrod C 0,09 Vareta TIG cobreada, ligada ao cromo Como tratado: CC- 2,4 1000 100% Ar FBTS ChV (-20 °C) 200J
13.16 Si 0,60 e molibdênio (1,3%Cr-0,5%Mo), (ToTo 620° C c/1 h) 3,2 1000 (EN 439 I1) ChV (-29 °C) 200J
Mn 0,60 indicada para soldagem de aços L.R. 730 MPa
AWS / ASME SFA 5.28
Cr 1,40 resistentes à fluência, como o SA- L.E. 640 MPa
ER80S-B2
Mo 0,50 387 grau 11, A 335 grau P11 e aços A 24% OK® Tigrod C 0,07 Vareta sólida, cobreada ligada ao Como tratado CC- 2,4 1000 100% Ar
similares. Também é utilizada na ChV (-40 °C) >47J 13.37* Si 0,40 cromo e molibdênio (9%Cr1%Mo), (ToTo 760° C c/2 h) 3,2 1000 (EN 439 I1)
EN ISO 21952-B Mn 0,60 indicada para soldagem de aços L.R. 660 MPa
W 55 1 CM
soldagem dissimilar de aços Cr-Mo. AWS / ASME SFA 5.28
Esta liga é apresenta alto grau de Cr 9,30 resistêntes a fluência, como ASTM L.E. 540 MPa
ER80S-B8
pureza, com fator-x menor que 15. Mo 1,00 A337 Gr. 9 e similares. Muito utilizada A 26%
Homologação: para passe de raiz de tubos. Aplicada ChV (-20 °C) 140J
EN ISO 21952-B
FBTS W 55 9C1M
em vasos de pressão, caldeiras, ChV (-40 °C) 120J
tambores de coque, aquecedores, ChV (-60 °C) 90J
dentre outros. Esse produto
OK® Tigrod C 0,09 Vareta TIG cobreada, ligada ao cromo Como tratado: CC- 2,4 1000 100% Ar
anteriormente era classificado como
13.17 Si 0,60 e molibdênio (2,5%Cr-1,1%Mo), (ToTo 690° C c/1 h) 3,2 1000 (EN 439 I1)
SFA/AWS A5.9 ER505.
Mn 0,60 indicada para soldagem de aços L.R. 730 MPa
AWS / ASME SFA 5.28
Cr 2,50 resistentes à fluência, como o SA- L.E. 620 MPa
ER90S-B3 OK® Tigrod C 0,09 Vareta sólida, ligada ao cromo, Como tratado CC- 2,4 1000 100% Ar
Mo 1,00 387 grau 22, A 335 grau P22 e aços A 22%
similares, inclusive os que trabalham ChV (-40 °C) >47J 13.38* Si 0,35 molibdênio e vanádio (9%Cr1%MoV), (ToTo 760° C c/2 h) 3,2 1000 (EN 439 I1)
a elevadas pressões e temperaturas. Mn 0,60 indicada para soldagem de aços L.R. 785 MPa
AWS / ASME SFA 5.28
Esta liga é apresenta alto grau de Cr 9,00 resistêntes a fluência, como ASTM L.E. 690 MPa
ER90S-B9
pureza, com fator-x menor que 15. Pré- Mo 1,00 A337 Gr. 91 e similares. Muito utilizada A 20%
aquecimento (aprox. 200º C), controle V 0,20 para passe de raiz de tubos. Aplicada ChV (20 °C) 200J
EN ISO 21952-A
da temperatura de interpasse (aprox. W CrMo91
em vasos de pressão, caldeiras, ChV (0 °C) 180J
350 ºC) e alívio de tensões (entre 600 - tambores de coque, aquecedores, ChV (-20 °C) 150J
700 ºC) são recomendados. Atende a EN ISO 21952-B dentre outros. ChV (-40 °C) 90J
requisitos de step cooling. W 62 9C1MV Homologações: ChV (-60 °C) 70J
VdTÜV 07686
Homologação: FBTS
FBTS

OK® Tigrod C 0,08 Vareta sólida cobreada, ligada ao Como soldado: CC- 2,4 1000 100% Ar
13.23* Si 0,70 níquel (0,9%Ni) para soldagem de aços L.R. 600 MPa 3,2 1000 (EN 439 I1)
Mn 1,00 para serviço em baixas temperaturas. L.E. 500 MPa
AWS / ASME SFA 5.28
Ni 0,90 Boas propriedades de impacto abaixo A 25%
ER80S-Ni1
Mo 0,25 de -50 °C. Especialmente indicado ChV (0 °C) 230J
para soldagem de EH 36 e EH 40. ChV (-20 °C) 200J
Homologações: ChV (-46 °C) 140J
DNV IVY40M ChV (-60 °C) 90J

* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações. * Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
22 23
2.3 - VARETAS TIG OK® PARA AÇOS INOXIDÁVEIS VARETA
OK®
COMPOSIÇÃO
DA VARETA
APLICAÇÕES PROPRIEDADES
MECÂNICAS
TIPO DE
CORRENTE
DIÂM.
(mm)
COMPR.
(mm)
GÁS DE
PROTEÇÃO
(%) TÍPÍCAS

São ligas Ferro-Cromo com, no mínimo, 12%Cr que lhe confere resistência à corrosão em contato com ar atmosférico
ou outros meios oxidantes. Adições de Níquel e outros elementos como, por exemplo, Molibdênio, Nióbio e Titânio são OK® Tigrod C <0,08 Vareta TIG indicada para soldagem L.R. 655 MPa CC- 2,4 1000 100% Ar
347 Si 0,50 de aços inoxidáveis austeníticos L.E. 510 MPa 3,2 1000
comuns nesse grupo de ligas visando alterar estrutura e propriedades. Mn 1,40 estabilizados ao Nb do tipo 18%Cr- A 35%
AWS / ASME SFA 5.9
Ni 10,00 8%Ni. Devido ao fato de ser ChV (20 °C) 130J
ER347
VARETA COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES PROPRIEDADES TIPO DE DIÂM. COMPR. GÁS DE Cr 20,00 estabilizado apresenta boa resistência
OK® DA VARETA MECÂNICAS CORRENTE (mm) (mm) PROTEÇÃO Nb 1,00 a corrosão intergranular e pode ser
EN ISO 14343
(%) TÍPÍCAS NF = 8 usado em elevadas temperaturas.
W 19 9 Nb
Comentários: Homologações:
OK® Tigrod C <0,03 Vareta TIG indicada para soldagem L.R. 645 MPa CC- 2,4 1000 100% Ar Nb (mín.) - 12XC FBTS
308L Si 0,50 de aços inoxidáveis do tipo 18% Cr L.E. 450 MPa 3,2 1000 (EN 439 I1)
Mn 1,80 8% Ni com baixo teor de carbono. A 36% OK® Tigrod C <0,03 O OK® Tigrod 2209 é uma vareta sólida, L.R. 765 MPa CC- 2,4 1000 100% Ar
AWS / ASME SFA 5.9
Cr 20,30 Também é indicada para aços ChV (20 °C) 170J Si 0,50 inoxidável, “Duplex”, para soldagem de L.E. 600 MPa 3,2 1000 (EN 439 I1)
ER308L
Ni 10,00 similares estabilizados ao Nb, se a ChV (-80 °C) 135J 22.09*
Mn 1,70 aços inoxidáveis austenítico ferrítico do ChV (20 °C) 100J ou
Mo <0,30 temperatura de trabalho não exceder ChV (-196 °C) 90J AWS / ASME SFA 5.9
EN ISO 14343 Cr 22,50 tipo 22% Cr, 5% Ni e 3% Mo. O metal ChV (-20 °C) 85J He + 0 - 5% Ar
Cu <0,30 350 ºC. Esta liga apresenta boa ER2209
W 19 9 L Ni 8,50 depositado desta vareta apresenta ChV (-60 °C) 60J (EN 439 I3)
NF = 8 resistência à corrosão em geral e, Mo 3,30 uma elevada resistência à corrosão. ou
devido a seu baixo teor de C, ela é EN ISO 14343
W 22 9 3 NL
Cu <0,30 Em meios contendo cloretos e sulfeto 100% He
especialmente resistente à corrosão de hidrogênio, o metal de solda (EN 439 I2)
intergranular. Por esses motivos, o deste arame apresenta uma elevada
OK® Tigrod 308L é usado largamente resistência à corrosão intergranular,
na indústria química e alimentícia, localizada (pitting) e especialmente
bem como na soldagem tubulações corrosão sob tensão.
e evaporadores. Não é indicado para Homologações:
ambientes ricos em enxofre. VdTÜV 05519 (IT)
Homologações: VdTÜV 06282 (FP)
VdTÜV 04269
FBTS
CWB AWS A5.9 OK® Tigrod C <0,02 O OK® Tigrod 2509 é uma vareta L.R. 850 MPa CC- 2,4 1000 100% Ar
DNV 308L (-60 °C) 25.09* Si 0,40 sólida, inoxidável, “Super Duplex”, L.E. 670 MPa 3,2 1000 (EN 439 I1)
Mn 0,40 para a soldagem de aços inoxidáveis A 30% ou
W 25 9 4 NL
Cr 25,00 austenítico-ferrítico do tipo 25%Cr ChV(20 °C) 150J He + 0 - 5% Ar
OK® Tigrod C <0,03 É uma vareta sólida, inoxidável, indicada L.R. 590 MPa CC- 2,4 1000 100% Ar EN ISO 14343
Ni 9,80 -7%Ni, 4% Mo, com baixo teor de ChV (-40 °C) 115J (EN 439 I3)
309L Si 0,50 para soldagem de aços inoxidáveis do L.E. 430 MPa 3,2 1000 (EN 439 I1) Mo 4,00 carbono. O OK® Tigrod 2509 apresenta
Mn 1,80 tipo 24% Cr 13 % Ni. Este também A 40% W <1,00 uma elevada resistência à corrosão
AWS / ASME SFA 5.9
Cr 24,00 é indicado para soldagem de aços ChV (20 °C) 160J Cu <0,30 intergranular, localizada (pitting) e sob
ER309L
Ni 13,00 dissimilares. O OK® Tigrod 309L ChV (-60 °C) 130J tensão. Esta liga é largamente utilizada
Mo <0,30 apresenta boa resistência à corrosão. ChV (-110 °C) 90J em aplicações onde resistência à
EN ISO 14343
W 23 12 L
Cu <0,30 Quando utilizado na soldagem de aços corrosão é de extrema importância.
dissimilares, a resistência a corrosão Aplicável no segmento de papel,
apresenta-se como de importância Offshore, óleo & gás, entre outros.
secundária. Homologações:
Homologações: VdTÜV 06593 (IT)
VdTÜV 10021
FBTS

OK® Tigrod C <0,03 É uma vareta sólida, inoxidável do tipo L.R. 650 MPa CC- 2,4 1000 100% Ar
Si 0,50 Cr-Ni-Mo, indicada para soldagem de L.E. 470 MPa 3,2 1000 (EN 439 I1)
316L aços inoxidáveis austeníticos do tipo
Mn 1,80 A 32%
AWS / ASME SFA 5.9 18% Cr- 8% Ni e 18 %Cr-10 % Ni-3%
Cr 19,00 ChV (20 °C) 175J
ER316L Mo. O OK® Tigrod 316L apresenta boa
Ni 12,50 ChV (-60 °C) 150J
Mo 2,80 resistência à corrosão, principalmente ChV (-110 °C) 120J
EN ISO 14343 em ambientes ácidos e clorados.
W 19 12 3 L
Cu <0,30 ChV (-196 °C) 75J
Esta vareta tem um baixo teor de C,
NF = 10 sendo recomendado, principalmente,
quando existe risco de corrosão
intergranular. O OK® Tigrod 316L é
largamente empregado nas indústrias
química e de processamento de
alimento, bem como em estaleiros,
entre outros.
Homologações:
DNV 316 (-60 °C)
VdTÜV 04270
FBTS
ABS ER 316L
BV 316L

OK® Tigrod C <0,03 Vareta TIG inoxidável austenitica do L.R. 600 MPa CC- 2,4 1000 100% Ar
317L Si 0,50 tipo 19%Cr-9%Ni-3%Mo com baixo L.E. 390 MPa 3,2 1000 (EN 439 I1)
Mn 1,80 teor de carbono. Esta liga apresenta A 45%
AWS / ASME SFA 5.9
Cr 19,30 boa resistência à corrosão em geral ChV (20 °C) 135J
ER317L
Ni 14,00 e, devido ao Mo e ao baixo teor de ChV (-196 °C) 55J
Mo 3,50 carbono, apresenta especial resistência
EN ISO 14343
Cu <0,30 à corrosão por pitting e corrosão
NF = 8 intergranular. O OK® Tigrod 317L é
aplicado em condições de corrosão
severa como, por exemplo, na indústria
petroquímica e de papel e celulose.
Homologações:
FBTS
* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
24 25
2.4 - VARETAS TIG OK® PARA LIGAS ESPECIAIS CLASSIFICAÇÃO DAS VARETAS TIG OK®
Ligas de Níquel são materiais desenvolvidos para trabalhos em condições extremas. Em geral, apresentam boa resistência As varetas TIG, assim como os demais consumíveis para soldagem, são, em sua grande maioria, classificados por normas.
à corrosão e oxidação em altas temperaturas. Capazes de manter a resistência mecânica em uma ampla faixa de As classificações mais comuns são as estabelecidas pela AWS (“American Welding Society”), que também são adotadas
temperatura, são ideais para utilização em partes de fornos, sistemas de exaustão, aquecedores e componentes nas pelo código ASME.
indústrias química, petroquímica, alimentícia e nuclear, em locais onde o alumínio e o aço teriam uma queda de resistência
devido à alta temperatura de trabalho. Outra aplicação para estas ligas é, por exemplo, os aços criogênicos, que CLASSIFICAÇÃO DE ACORDO COM AWS / ASME
necessitam de boa tenacidade ao impacto até mesmo em temperaturas extremamente baixas.

VARETA COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES PROPRIEDADES TIPO DE DIÂM. COMPR. GÁS DE


OK® DA VARETA MECÂNICAS CORRENTE (mm) (mm) PROTEÇÃO
(%) TÍPÍCAS

OK® Tigrod Ni >67 Vareta Tig ligada ao Ni-Cr, para L.R. 670 MPa CC- 2,4 1000 100% Ar
19.85* Cr 20,00 soldagem de ligas de Ni, aços com L.E. 440 MPa 3,2 1000 ou ASME / AWS SFA - 5.7 ( Ligas de Cobre - MIG/MAG e TIG )
Mn 3,00 cerca de 9% Ni e aços similares com A 40% Ar + 0-15%H2 Indica um arame sólido ou vareta TIG.
SFA/AWS A5.14 ERNiCr-3
(Nb+Ta) 2,50 requisitos de tenacidade a baixa ChV (20 °C) 150J
temperatura. Usada para soldagem ChV (-196 °C) 100J
EN ISO 18274 S Ni 6082
de materiais dissimilares. Boas
(NiCr20Mn3Nb)
propriedades mecânicas, resistência à
corrosão e sob tensão. Indica a composição química do consumível.
Homologações:
FBTS
VdTÜV 06274 (FP)
VdTÜV 04075 (MV) ER XXXX

ASME / AWS SFA - 5.9 ( Aço Inoxidável - MIG/MAG e TIG )


Indica um arame sólido ou vareta TIG.

Indica a composição química do consumível.

2.5 - LIGAS DE COBRE


As principais características das ligas de cobre são as elevadas condutividades elétrica e térmica, boa resistência à ER XXX
corrosão e facilidade de fabricação, aliadas a elevadas resistências mecânica e à fadiga. Essas ligas são utilizadas nos
mais diversos setores, como construção civil, elétrica, automobilística, arquitetura, eletro-eletrônica, objetos decorativos,
bélica, mineração, construção naval e exploração petrolífera, entre outras.
ASME / AWS SFA - 5.10 ( Ligas de Alumínio - MIG/MAG e TIG )
VARETA COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES PROPRIEDADES TIPO DE DIÂM. COMPR. GÁS DE - ER indica arame sólido.
OK® DA VARETA MECÂNICAS CORRENTE (mm) (mm) PROTEÇÃO
(%) TÍPÍCAS - R indica vareta TIG.

OK® Tigrod C <0,05 Vareta TIG, cobre-níquel, designada L.R. 350 MPa CC- 2,4 1000 100% Ar
Si <0,10 para soldagem de ligas similares como L.E. 180 MPa (EN 439 I1) Indica a composição química do consumível.
19.49*
Mn 0,80 90Cu10Ni, 80Cu20Ni, 70Cu30Ni. A A 40% ou
AWS / ASME SFA 5.7
Ni 31,00 adição de níquel fortalece o metal 100% He
ERCuNi
Fe 0,60 de solda e melhora sua resistência (EN 439 I2)
Cu Bal. a corrosão, especialmente em água ou Y XXXX
EN 14640
S Cu 7158 (CuNi30)
salgada. O OK® Tigrod 19.49 é usado He + 0-5% Ar
para recobrimento de aços e para (EN 439 I3)
união de componentes, de ligas de Cr-
Ni, em usinas de dessalinização.
Homologações: ASME / AWS SFA - 5.14 ( Ligas de Níquel - MIG/MAG e TIG )
FBTS Indica um arame sólido ou vareta TIG

Indica a composição química do consumível.

ER XXXX

* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
26 27
ASME / AWS SFA - 5.18 (M)* ( Aços de baixo e médio teor de carbono - MIG/MAG e TIG )
Indica um arame sólido ou vareta TIG.

Indica a resistência a tração mínima em KSI do metal de solda


ABREVIAÇÕES
Indica que o consumível é sólido.

L.R................Limite de Resistência
E XXX S X Y N HZ
L.E................Limite de Escoamento
A...................Alongamento
Ch V..............Charpy (entalhe em V - resiliência)
Indica que o consumível atende os requisitos do ≥ xV............. Tensão mínima em vazio
teste de hidrogênio difusível (Z=4,8 ou 16) h.................. Rendimento

Este sufixo é utilizado somente quando os limites 1 J................ 0,102 kgfm


de fósforo, vanádio e cobre tenham sido alterado 1 MPa.......... 1 N/mm2 = 0,102 kg/mm2
e indica que o metal de solda é adequado para
aplicações nucleares. CC+............. Corrente contínua polaridade positiva
CC-.............. Corrente contínua polaridade negativa
Indica o gás de proteção recomendado CA................ Corrente alternada
HB............... Dureza Brinell
Indica a composição química do consumível. HRc.............. Dureza Rockwell C
O uso do sufixo “GS” significará que o arame é
indicado apenas para soldagem em um único HV................ Dureza Vickers
passe. TTPS............ Tratamento térmico
ABS............. American Bureau of Shipping
BV................ Bureau Veritas
DNV............. Det Norske Veritas
LR................ Lloyds Register
ASME / AWS SFA - 5.28 (M)* ( Aços de baixa liga - MIG/MAG e TIG ) GL................ Germanischer Lloyds
Indica um arame sólido ou vareta TIG FBTS............ Fundação Brasileira de Tecnologia
da Soldagem
Indica resistência a tração mínima do metal de CWB............ Canadian Welding Bureau
solda depositado em 1.000 psi ou Mpa

Indica que o consumível é sólido

Composição do Consumível = valores médios estatísticos


ER XXX S - XXX HZ Indica que o consumível atende aos testes de Propriedades Mecânicas = Valores típicos/ASME
hidrogênio difusível (Z = 4,8 ou 16)

Indica a composição química do consumível

Arco Submerso
ASME / AWS SFA - 5.17 (Aços de Baixo e Médio Teor de Carbono)
e ASME / AWS SFA - 5.23 (Aços de Baixa Liga)

Indica um arame sólido

Indica a composição química do arame.

E XXX * Classificação ASME / AWS que utiliza o sistema


internacional de unidades como referência. Arames Sólidos OK ®

Eficiência e produtividade são certezas na utilização dos arames sólidos


OK® Autrod. Desenvolvidos para as mais variadas aplicações de soldagem
MIG/MAG, seja manual, mecanizada ou robotizada, têm como garantia a
CONSULTE A ESAB SOBRE AS OUTRAS OPÇÕES DE DIÂMETROS DE ARAME DISPONÍVEIS tradição e qualidade ESAB.
28 29
3 - ARAMES SÓLIDOS OK® 3.2 - ARAMES SÓLIDOS OK® PARA AÇOS DE BAIXA LIGA
Aços de baixa liga são ligas Ferro-Carbono com adição intencional de pequenos teores de outros elementos de liga
3.1 - ARAMES SÓLIDOS OK PARA AÇOS DE BAIXO E ®
como, por exemplo, Manganês, Silício, Níquel, Cromo, Cobre, Molibdênio e Vanádio visando obtenção de propriedades
diferenciadas. O teor total de liga nessa classe de aços varia de 1,5 a 5,0%.
MÉDIO TEOR DE CARBONO
Estes aços são ligas Ferro-Carbono com teor de Carbono até 0,5%. É comum, nessa classe de aços, a presença de
elementos de ligas como Manganês e Silício. É a classe mais comum de aços e tende a apresentar boa a razoável ARAME COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. TENSÃO FAIXA DE DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
soldabilidade em função do teor de carbono. SÓLIDO DO ARAME MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) CORRENTE (Kg/h) TIPO DE CORRENTE
OK® (%) TÍPICAS

ARAME COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. TENSÃO FAIXA DE DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
SÓLIDO DO ARAME MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) CORRENTE (Kg/h)
OK® AristoRod C 0,09 Arame sólido não cobreado Como soldado: 1,2 20 - 33 V 120 - 350 A 1,5-6,6 Ar + 5-25% CO2
TIPO DE CORRENTE Si 0,65 para soldagem, pelo processo L.R. 645 MPa EN 439 (M21)
OK® (%) TÍPICAS 13.08* GMAW (MIG/MAG), de aços
Mn 1,90 L.E. 540 MPa ou
SFA/AWS A5.28 baixa liga ligados ao manganês
P 0,025 A 25% 100% CO2
OK® Autrod C 0,08 Arame sólido cobreado Ar + 20% CO2 0,8 18 - 24 V 60 - 200 A 0,8 - 3,0 Ar + 8 - 25% ER80S-D2
S 0,025 e ao molibdênio (1,5%Mn, ChV (-40 °C) 38J EN 439 (C1)
12.51 Si 0,90 manganês-silício destinado L.R. 560 MPa 0,9 18 - 26 V 70 - 250 A 0,9 - 3,6 CO2 Ni <0,15 0,4%Mo), aços resistentes
Mn 1,50 à soldagem MIG/MAG dos L.E. 470 MPa 1,0 18 - 32 V 80 - 300 A 1,0 - 5,6 ou EN ISO 14341-A a fluência de composição
AWS / ASME SFA 5.18 G 4Mo
Mo 0,50 CC+
aços não ligados, como A 26% 1,2 18 - 34 V 120 - 380 A 1,3 - 8,0 100% CO2 química similar, como em
ER70S-6 Cu 0,15
por exemplo, os aços de ChV (20 °C) 130J 1,6 28 - 38 V 225 - 550 A 2,0 - 11,4 CC+ tubos, vasos de pressão e
Outros<0,50
construção em geral com uma ChV (-20 °C) 90J caldeiras com temperatura
EN 440 de operação de até 500
G3Si1
tensão de ruptura mínima de ChV (-29 °C) 70J
485 MPa. O OK® Autrod 12.51 Ar + 20% CO2 ºC. Além disso, também
podem ser aplicados para
solda utilizando as misturas L.R. 540 MPa
soldagem de aços baixa liga
Ar + 20-25% CO2 ou CO2 puro L.E. 440 MPa
e alta resistência com bons
como gases de proteção. A 25% resultados de tenacidade.
Homologações: ChV (20 °C) 110J Este arame possibilita
FBTS(CO2) ER70S-6 ChV (-20 °C) 70J soldagem em altas correntes
ABS(CO2) 3YSA com grande estabilidade de
BV(CO2) SA3,3YM arco, baixo índice de respingos
DNV (CO2) 3YMS e boa alimentação de arame.
LR(CO2) DXVudO BF 3YS H15 Homologações:
NA CWB CSA W48
GL 3YS
VdTÜV 00899 OK® AristoRod C 0,10 Arame sólido não cobreado, Ar + 20% CO2 1,0 18 - 28 V 80 - 280 A 1,0-5,4 Ar + 5-25% CO2
Si 0,60 de baixa liga (0,5%Mo), Como soldado: 1,2 20 - 33 V 120 - 350 A 1,5-6,6 EN 439 (M21)
13.09* destinado a soldagem
OK® AristoRod C 0,10 Arame sólido, não cobreado, Ar+20% CO2 0,9 18 - 24 V 60 - 200 A 0,8 - 2,5 Ar + 8 - 25% CO2 Mn 1,10 L.R. 610 MPa ou
SFA/AWS A5.28 GMAW de aços resistentes
Si 0,90 de baixo teor de carbono, L.R. 560 MPa 1,0 18 - 32 V 80 - 300 A 1,0 - 5,5 ou Mo 0,50 L.E. 515 MPa 100% CO2
12.50 ER80S-G a fluência do mesmo tipo, A 26% EN 439 (C1)
Mn 1,50 destinado à soldagem de L.E. 470 MPa 1,2 18 - 35 V 120 - 380 A 1,3 - 8,0 100% CO2 tais como tubos em vasos
AWS / ASME SFA 5.18 ChV (-20 °C) 100J
aços não ligados. Indicado A 26% CC+ EN ISO 636-A de pressão e caldeiras com
ER70S-6 ChV (-40 °C) 57J CC+
para soldagem na construção ChV (20 °C) 130J W2Mo temperaturas de trabalho
em geral, fabricação Naval ChV (-20 °C) 90J de até 500 °C. Os arames Como tratado:
EN 440
& Offshore e na indústria ChV (-30 °C) 70J EN ISO 14341-A AristoRod são adequados (ToTo 620 ºC c/15h)
G3Si1
automotiva. Sua fabricação ChV (-40 °C) 60J G2Mo para operar a altas correntes L.R. 545 MPa
diferenciada lhe confere 100% CO2 com alimentação sem L.E. 430 MPa
excelente desempenho, L.R. 540 MPa EN ISO 21952-A G perturbações dando assim A 20%
maior estabilidade de L.E. 440 MPa MoSi um arco estável com baixa ChV (-20 °C) 95J
arco e menores níveis de A 25% quantidade de respingos. ChV (-40 °C) 90J
EN ISO 21952-B Homologações:
respingo, até mesmo quando ChV (20 °C) 120J
DNV III YMS (M21)
utilizam elevadas correntes ChV (-20 °C) 70J VdTÜV 10088
G 52M 1M3
de soldagem. A ausência
da camada de cobre evita
problemas de alimentação, OK® AristoRod C 0,10 Arame sólido, não cobreado, Ar + 20% CO2 1,0 18 - 28 V 80 - 280 A 1,0-5,4 Ar + 5-25% CO2
o que torna este arame Si 0,60 ligado ao cromo-molibdênio Como soldado: 1,2 20 - 33 V 120 - 350 A 1,5-6,6 EN 439 (M21)
13.12* (1%Cr-0,5%Mo), destinado à
especialmente indicado para Mn 1,10 L.R. 785 MPa ou
AWS/ASME SFA-5.28 soldagem de aços resistentes
soldagens mecanizadas e Cr 1,20 L.E. 670 MPa 100% CO2
ER80S-G à fluência de composições
robotizadas. Este arame Mo 0,50 A 18% EN 439 (C1)
similares. Indicado para
possui elevada tecnologia de ChV (20 °C) 40J
EN ISO 21952-A soldagem onde a temperatura
proteção contra a corrosão de ChV (0 °C) 30J CC+
G CrMo1Si de trabalho não exceda 450
sua superfície. ºC. Os arames AristoRod são Como tratado:
Homologações: EN ISO 21952-A adequados para operar a altas (ToTo 700 ºC c/0,5h)
ABS 3SA, 3YSA W CrMo1Si correntes com alimentação L.R. 580 MPa
BV SA3YM sem perturbações dando L.E. 450 MPa
DNV III YMS EN ISO 21952-B assim um arco estável A 24%
GL 3YS G 55M 1CM3 com baixa quantidade de ChV (20 °C) 80J
LR 3S, 3YS respingos. ChV (-20 °C) 30J
VdTÜV 10052 EN ISO 21952-B Homologação:
W 55 1CM3 VdTÜV 10089

OK® Autrod C 0,10 Arame sólido cobreado, Ar + 20% CO2 1,0 18 - 28 V 80 - 280 A 1,0-5,4 Ar + 1-5 O2
Si 0,50 ligado ao cromo e molibdênio Como tratado: 1,2 20 - 33 V 120 - 350 A 1,5-6,6 ou
13.16 (1,3%Cr-0,5%Mo), indicado
Mn 0,50 (ToTo 620 ºC c/1h) Ar + 20 CO2
SFA/AWS A5.28 para soldagem de aços
Cr 1,30 L.R. 470 MPa ou
ER80S-B2 resistentes à fluência, como o
Mo 0,50 L.E. 550 MPa CO2
SA-387 grau 11, A 335 grau P11
A 19%
EN ISO 21952-B e aços similares. Também é
G 55A 1CM utilizada na soldagem dissimilar CC+
de aços Cr-Mo. Esta liga é
apresenta alto grau de pureza,
com fator “X” menor que 15.
* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
30 31
ARAME
SÓLIDO
COMPOSIÇÃO
DO ARAME
APLICAÇÕES PROPRIEDADES
MECÂNICAS
POSIÇÕES DIÂM.
SOLDAGEM (mm)
TENSÃO FAIXA DE
CORRENTE
DEPOS.
(Kg/h)
GÁS DE PROTEÇÃO
TIPO DE CORRENTE
3.3 - ARAMES SÓLIDOS OK® PARA AÇOS INOXIDÁVEIS
OK® (%) TÍPICAS

Os aços inoxidáveis são ligas Ferro-Cromo com, no mínimo, 12%Cr que lhe confere resistência à corrosão em contato
OK® Autrod C 0,10 Arame sólido cobreado, Ar + 20% CO2 1,0 18 - 28 V 80 - 280 A 1,0-5,4 Ar + 1-5 O2 com ar atmosférico ou outros meios oxidantes. Adições de Níquel e outros elementos como, por exemplo, Molibdênio,
13.17* Si 0,50 ligado ao cromo e molibdênio Como tratado: 1,2 20 - 33 V 120 - 350 A 1,5-6,6 ou
Mn 0,50 (2,5%Cr-1,1%Mo), indicado (ToTo 690 ºC c/1h) Ar + 20 CO2 Nióbio e Titânio são comuns nesse grupo de ligas visando alterar estrutura e propriedades.
SFA/AWS A5.28
Cr 2,50 para soldagem de aços L.R. 720 MPa ou
ER90S-B3
Mo 1,00 resistentes à fluência, como L.E. 590 MPa CO2
o SA-387 grau 22, A 335 A 22%
EN ISO 21952-B ARAME COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. TENSÃO FAIXA DE DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
G 62A 2C1M
grau P22 e aços similares ChV (-40 ºC) > 47J CC+
SÓLIDO DO ARAME MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) CORRENTE (Kg/h) TIPO DE CORRENTE
que trabalham a elevadas OK® (%) TÍPICAS
pressões e temperaturas.
Esta liga apresenta alto
grau de pureza, com fator OK® Autrod C <0,03 Arame cromo-níquel resistente Como soldado: 1,0 15 - 28 V 80 - 240 A 1,5 - 6,0 Ar + 0-5% CO2
308LSi Si 0,80 à corrosão para soldagem L.R. 620 MPa 1,2 15 - 29 V 100 - 300 A 1,6 - 7,5 (EN ISO 14175 M12)
“X” menor que 15. Atende
Mn 1,80 de ligas cromo-níquel L.E. 370 MPa ou
requisitos de step cooling. SFA/AWS A5.9
Ni 10,00 austeníticas do tipo 18%Cr – A 36% Ar + 0-3% O2
ER308LSi
Cr 20,00 8%Ni. O OK® Autrod 308LSi ChV (20 °C) 110J (EN ISO 14175 M13)

OK® AristoRod C 0,06 Arame sólido não cobreado, Ar + 20% CO2 1,0 18 - 28 V 80 - 280 A 1,0-5,4 Ar + 15-25% CO2 tem uma boa resistência a ChV (-60 °C) 90J
EN ISO 14343
Si 0,60 ligado ao cromo e molibdênio Como soldado: 1,2 20 - 33 V 120 - 350 A 1,5-6,6 corrosão. A liga possui um ChV (-196 °C) 60J CC+
13.22* G 19 9 LSi
baixo teor de carbono, o que
Mn 1,00 (2,5%Cr-1,0%Mo), indicado L.R. 890 MPa ou
SFA/AWS A5.28 torna esta liga especialmente
Cr 2,50 para soldagem de aços L.E. 750 MPa
ER90S-G recomendada quando
Mo 1,00 resistência a fluência A 19% CO2
de composição química ChV (20 °C) 55J CC+ existe um risco de corrosão
EN ISO 21952-A
semelhante. Adequado para ChV (-40 °C) 30J intergranular. O maior teor de
G CrMo2Si
temperaturas de serviço Como tratado: silício melhora a soldabilidade.
de até 450 °C. Os arames (ToTo 750 ºC c/0,5h) A liga é amplamente utilizada
EN ISO 21952-B
G 62 M AristoRod são adequados L.R. 590 MPa na indústria química e
para operar a altas correntes L.E. 480 MPa indústria de processamento
com alimentação sem A 25% de alimentos, bem como para
perturbações dando assim ChV (20 °C) 150J tubulações e caldeiras.
um arco estável com baixa ChV (-20 °C) 120J Homologações:
quantidade de respingos. ChV (-40 °C) 85J DNV 308L (-196 °C)
VdTÜV 04267
FBTS
OK® AristoRod C 0,10 Arame sólido, não cobreado, Ar + 20% CO2 1,0 18 - 28 V 80 - 280 A 1,0-5,4 Ar + 5-25% CO2
13.26 Si 0,80 ligado ao níquel-cobre L.R. 625 MPa 1,2 20 - 33 V 120 - 350 A 1,5-6,6 EN 439 (M21)
Mn 1,40 (0,8%Ni-0,3%Cu), destinado à L.E. 540 MPa ou
SFA/AWS A5.28
Ni 0,80 soldagem de aços patináveis, A 26% 100% CO2 OK® Autrod C <0,03 Arame cromo-níquel Como soldado: 1,0 15 - 28 V 80 - 240 A 1,5 - 6,0 Ar + 0-5% CO2
ER80S-G Si 0,80 resistente à corrosão para L.R. 600 MPa 1,2 15 - 29 V 100 - 300 A 1,6 - 7,5
Cu 0,40 como, por exemplo, os ChV (0 °C) 142J EN (C1) 309LSi (EN ISO 14175 M12)
aços Cor-Ten, SAC 41, SAC ChV (-40 °C) 83J Mn 1,80 soldagem aços similares, L.E. 440 MPa ou
EN ISO 14341-A SFA/AWS A5.9
50, SAC 300, SAC 350 e ChV (-20 °C) 110J CC+ Ni 13,00 aços forjados e fundidos A 41% Ar + 0-3% O2
G0 ER309LSi
Cos-Ar-Cor. Sua fabricação ChV (-60 °C) 50J Cr 24,00 do tipo 23%Cr-12%Ni. A ChV (20 °C) 160J (EN ISO 14175 M13)
diferenciada lhe confere liga é também usada para ChV (-60 °C) 130J
EN ISO 14343
excelente desempenho, com G 23 12 LSi
soldagem de camadas de ChV (-110 °C) 90J CC+
baixa emissão de fumos, amanteigamento em aços
maior estabilidade de arco e CMn e soldagem de juntas
menores níveis de respingo, dissimilares. Ao usar o
até mesmo quando se arame para camadas de
utilizam elevadas correntes amanteigamento e juntas
de soldagem. A ausência dissimilares, é necessário
da camada de cobre evita controlar a diluição da solda.
problemas de alimentação, O OK® Autrod 309LSi tem boa
o que torna este arame resistência a corrosão. O teor
especialmente indicado para de silício presente melhora a
soldagens mecanizadas e soldabilidade.
robotizadas. Este arame Homologações:
possui elevada tecnologia de VdTÜV 10020
proteção contra a corrosão de FBTS
sua superfície.
Homologações: OK® Autrod C <0,03 Arame cromo-niquel- Como soldado: 1,0 15 - 28 V 80 - 240 A 1,5 - 6,0 Ar + 0-5% CO2
DNV III YMS (M21) Si 0,80 molibdênio indicado 1,2 15 - 29 V 100 - 300 A 1,6 - 7,5
316LSi (EN ISO 14175 M12)
DNV II YMS (C1) Mn 1,80 para soldagem de aços L.R. 620 MPa ou
SFA/AWS A5.9
Ni 12,00 inoxidáveis austeníticos do L.E. 440 MPa Ar + 0-3% O2
ER316LSi
OK® AristoRod C 0,10 Arame sólido não cobreado, Ar + 20% CO2 1,0 18 - 28 V 80 - 280 A 1,0-5,4 Ar + 5-25% CO2 Cr 18,50 tipo 18%-Cr8%Ni e 18%Cr- A 37% (EN ISO 14175 M13)
Si 0,70 ligado ao cromo, níquel e Como soldado: 1,2 20 - 33 V 120 - 350 A 1,5-6,6 EN 439 (M21) Mo 2,70 10%Ni-3%Mo. Apresenta ChV (20 °C) 120J
79 EN ISO 14343
elevada resistência a ChV (-60 °C) 95J CC+
Mn 1,80 molibdênio (0,3%Cr-1,9%Ni- L.R. 900 MPa G 19 12 3LSi
SFA/AWS A5.28 corrosão, inclusive em ChV (-196 °C) 55J
Cr 0,30 0,5%Mo) , indicado para L.E. 810 MPa CC+
ER120S-G ambientes ácidos e contendo
Ni 1,90 soldagem GMAW de aços A 18%
Mo 0,50 de alta resistência, como os ChV (0 °C) 70J cloretos. Devido ao baixo
EN 12534 teor de carbono, essa vareta
G Mn4Ni2CrMo
aços temperados e revenidos ChV (-20 °C) 60J
e aços com laminação térmo- ChV (-40 °C) 55J é recomendada quando
mecânicamente controlada, existe risco de corrosão
como Domex 700MC, Optin intergranular. O teor de
700MC e Weldox 700. silício presente melhora a
soldabilidade.
Homologações:
DNV 316L (-196 ºC)
VdTÜV 04268
FBTS

* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
32 33
ARAME COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. TENSÃO FAIXA DE DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO ARAME COMPOSIÇÃO PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. FAIXA DE DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
SÓLIDO DO ARAME MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) CORRENTE (Kg/h) TIPO DE CORRENTE SÓLIDO DO ARAME MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) CORRENTE (Kg/h) TIPO DE CORRENTE
OK® (%) TÍPICAS OK® (%) TÍPICAS

OK® Autrod C <0,03 Arame cromo-níquel – Como soldado: 1,0 16 - 24 V 80 - 190 A 0,9 - 2,7 Ar + 0-5% CO2 OK® Autrod C <0,025 É um arame sólido, inoxidável, Como soldado: 1,0 16 - 24 V 80 - 190 A 1,1 - 3,1 Ar + 0-3% O2
317L* Si 0,50 molibdênio resistente à L.R. 600 MPa 1,2 20 - 28 V 180 - 280 A 2,6 - 4,5 (EN ISO 14175 M12)
22.09* Si 0,50 “Duplex”, para soldagem de L.R. 765 MPa 1,2 20 - 28 V 180 - 280 A 2,6 - 4,5 (EN 439 M13)
Mn 1,80 corrosão para soldagem de L.E. 390 MPa ou Mn 1,70 aços inoxidáveis austenítico L.E. 600 MPa CC+
AWS/ASME SFA 5.9 AWS / ASME SFA 5.9
Ni 14,00 ligas inoxidáveis austeníticas A 45% Ar + 0-3% O2 Cr 22,50 - ferrítico do tipo 22 % Cr, A 28%
ER317L ER2209
Cr 19,30 do tipo 19%Cr-13%Ni-3%Mo. ChV (20 °C) 135J (EN ISO 14175 M13) Ni 8,50 5 % Ni e 3 % Mo. O metal ChV(20 °C) 100J
Mo 3,50 O OK® Autrod 317L tem uma ChV (-196 °C) 55J Mo 3,30 depositado deste arame ChV(-20 °C) 85J
EN ISO 14343 EN 12072
G 18 15 3 L
boa resistência à corrosão em CC+ G 22 9 3 NL
Cu <0,30 apresenta uma elevada ChV(-60 °C) 60J
geral e corrosão por pitting resistência à corrosão. Em FN 45
devido ao seu elevado teor de meios contendo cloretos
molibdênio. A liga possui um e sulfeto de hidrogênio, o
baixo teor de carbono, o que metal de solda deste arame
torna esta liga especialmente apresenta uma elevada
recomendada quando resistência à corrosão
existe um risco de corrosão intergranular, localizada
intergranular. (pitting) e especialmente
A liga é utilizada em corrosão sob tensão. Este
condições de corrosão consumível é utilizado
severas, como no em diversos segmentos
petroquímico e indústria de industriais.
papel e celulose. Homologações:
DNV para aços inoxidáveis
duplex
OK® Autrod C 0,04 Arame cromo-níquel resistente Como soldado: 1,0 15 - 28 V 80 - 240 A 1,5 - 6,0 Ar + 0-5% CO2
Si 0,70 à corrosão para soldagem L.R. 640 MPa 1,2 15 - 29 V 100 - 300 A 1,6 - 7,5 VdTÜV 05387 (IT)
347Si (EN ISO 14175 M12)
VdTÜV 06281 (FP)
Mn 1,70 de ligas cromo-níquel L.E. 440 MPa ou
AWS/ASME SFA 5.9 GL 44628
Ni 9,80 austeníticas do tipo 18%Cr A 37% Ar + 0-3% O2
ER347Si
Mo 0,10 – 8%Ni. O OK® Autrod 347Si ChV (20 °C) 110J (EN ISO 14175 M13)
Nb 0,60 tem uma boa resistência à ChV (-60 °C) 80J
EN ISO 14343
G 18 15 3 L
Cr 19,00 corrosão em geral. A liga é CC+
estabilizada com nióbio para OK® Autrod C <0,02 O OK® Autrod 2509 é um Como soldado: 1,0 16 - 24 V 80 - 190 A 1,0 - 3,1 100% Ar
melhorar a resistência contra 25.09 Si 0,40 arame sólido, inoxidável, L.R. 850 MPa (EN439 I1)
a corrosão intergranular do Mn 0,40 “Super Duplex”, para L.E. 670 MPa ou
EN ISO 14343
metal de solda. O teor de Cr 25,00 a soldagem de aços A 30% He + 0-5% Ar
G 25 9 4 NL
silício presente melhora a Ni 9,80 inoxidáveis austenítico- ChV (20 °C) 150J (EN439 I3)
soldabilidade. Devido ao Mo 4,00 ferrítico do tipo 25 %Cr, ChV (-40 °C) 115J
teor de nióbio esta liga é W <1,00 7%Ni, 4% Mo, com baixo teor CC+
recomendada para o uso em Cu <0,30 de carbono. O OK® Autrod
altas temperaturas 2509 apresenta uma elevada
Homologação: resistência à corrosão
FBTS intergranular, localizada
VdTÜV 09734 (pitting) e sob tensão. Esta
liga é largamente utilizada em
aplicações onde resistência
à corrosão é de extrema
importância. Aplicável
OK® Autrod C 0,10 Arame sólido inoxidável do Ar+2% CO2 1,0 16 - 24 V 80 - 190 A 1,1 - 3,1 Ar + 0-5% CO2
Si 0,80 tipo 18% de Cr e 0,5% de (ToTo 780 °C c/ 0,5h) 1,2 20 - 28 V 180 - 280 A 2,6 - 4,5 (EN 439 M12) no segmento de papel e
430Ti* celulose, offshore, gás e
Mn 0,70 Ti destinado a soldagem L.R. 600 MPa ou
EN ISO 14343
Cr 17,50 de aços similares. Este L.E. 390 MPa Ar + 0-3% O2 óleo, entre outros.
G Z 17 Ti
Ti 0,50 arame também é usado para A 24% (EN 439 M13)
revestimento de aços não Ar+2% O2
ligados e de baixa liga. O (ToTo 780 °C c/ 0,5h) CC+
OK® Autrod 430Ti é aplicado, L.R. 580 MPa
por exemplo, na indústria L.E. 380 MPa
automotiva para soldagem de A 28%
tubos coletores, conversores
catalíticos e tubos de escape.

* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações. * Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
34 35
3.4 - ARAMES SÓLIDOS OK® PARA LIGAS ESPECIAIS 3.5 - ARAMES SÓLIDOS OK® PARA LIGAS ESPECIAIS
LIGAS DE NÍQUEL LIGAS DE COBRE
Ligas de Níquel são materiais desenvolvidos para trabalhos em condições extremas. Em geral, apresentam boa resistência As principais características das ligas de cobre são as elevadas condutividades elétrica e térmica, boa resistência à
à corrosão e oxidação em altas temperaturas. Capazes de manter a resistência mecânica em uma ampla faixa de corrosão e facilidade de fabricação, aliadas a elevadas resistências mecânica e à fadiga. Essas ligas são utilizadas nos
temperatura, são ideais para utilização em partes de fornos, sistemas de exaustão, aquecedores e componentes nas mais diversos setores, como construção civil, elétrica, automobilística, arquitetura, eletro-eletrônica, objetos decorativos,
indústrias química, petroquímica, alimentícia e nuclear, em locais onde o alumínio e o aço teriam uma queda de resistência bélica, mineração, construção naval e exploração petrolífera, entre outras.
devido à alta temperatura de trabalho. Outra aplicação para estas ligas é, por exemplo, os aços criogênicos, que
necessitam de boa tenacidade ao impacto até mesmo em temperaturas extremamente baixas. ARAME COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. TENSÃO FAIXA DE DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
SÓLIDO DO ARAME MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) CORRENTE (Kg/h) TIPO DE CORRENTE
OK® (%) TÍPICAS
ARAME COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. TENSÃO FAIXA DE DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
SÓLIDO DO ARAME MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) CORRENTE (Kg/h) TIPO DE CORRENTE
OK® (%) TÍPICAS OK® Autrod Cu Bal. Arame sólido, ligado ao Cu L.R. 350 MPa 1,2 24 - 30 V 160 - 280 A 3,4 - 5,6 100% Ar
19.49* Ni 31 e Ni destinado a soldagem L.E. 180 MPa (EN439I1)
OK® Autrod C <0,1 O arame OK® Autrod 19.85 L.R. 670 MPa 1,0 21 - 27 V 100 - 200 A 2,3 - 5,1 100% Ar Mn 0,8 de ligas similares com A 40% ou
SFA/AWS A5.7
Si <0,5 é uma liga de Níquel, L.E. 440 MPa 1,2 24 - 30 V 160 - 280 A 3,4 - 5,6 (EN 439 I1) Fe 0,6 90Cu10Ni, 80Cu20Ni e He + 0 - 5% Ar
19.85* ER CuNi
70Cu30Ni. A adição de níquel (EN439I3)
Mn 3,0 especialmente desenvolvido A 40% ou EN 14640 S
AWS / ASME SFA 5.14 fortalece o metal de solda ou
Cr 20,0 para a soldagem de materiais ChV (20 °C) 150J 100% He Cu 7158 (CuNi30)
ERNiCr-3 e aumenta a resistência a 100% He
Ni >67,0 de alta liga que trabalham ChV (-196 °C) 100J (EN 439 I2)
Cu <0,5 em ambientes corrosivos corrosão, especialmente (EN439I2)
EN ISO 18274 em água salgada. Usada
S Ni 6082
Ti <0,7 a elevadas temperaturas, CC+
Fe <3,0 aços com 9% de Ni e aços para cladeamento de aços CC+
(NiCr20Mn3Nb)
similares que necessitam e união de ligas de CuNi na
de elevada tenacidade em indústria Offshore e usinas de
baixas temperaturas. Também dessanilização.
pode ser empregado na Homologação:
soldagem dissimilar dos FBTS
materiais citados acima. Boa
resistência à corrosão sob
tensão.
Homologações:
VdTÜV 06273 (FP)
VdTÜV 00887 (MV)
FBTS

* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações. * Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
36 37
4 - ARAMES TUBULARES OK®

SOLDAGEM COM GÁS DE PROTEÇÃO


4.1 - AÇOS DE BAIXO E MÉDIO TEOR DE CARBONO

São ligas Ferro-Carbono com teor de Carbono até 0,5% e presença de elementos de ligas como Manganês e Silício.
É a classe mais utilizada de aços e tende a apresentar soldabilidade de boa a razoável em função do teor de carbono.

ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE / RENDIM. DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) TENSÃO (%) (kg/h) TIPO DE CORRENTE
OK® (%)

OK® TUBROD C 0,05 Arame tubular tipo rutílico para L.R. 550 Mpa 2,40 350A, 30V 88 4,35 100% CO2
70 Si 0,60 soldagem de aços comuns L.E. 480 MPa 400A, 30V 84 5,75
Mn 1,20 de baixo e médio teor de A 25% 450A, 31V 85 6,80 CC+
ASME
carbono. Destinado à soldagem ChV (-20 °C) 45J 500A, 32V 86 8,40
SFA-5.20
estrutural e construção pesada 550A, 34V 86 9,65
E70T-1C
em geral, em um único passe
E490T-1C
ou multipasse. Possibilita
elevada taxa de deposição, alta
eficiência e fácil remoção de
escória.

OK® TUBROD C 0,04 Arame tubular tipo “metal L.R. 575 MPa 1,20 150A, 28V 92 1,80 Ar+20-25% CO2
70 MC Si 0,55 cored”. Possibilita elevada L.E. 500 MPa 210A, 29V 92 2,65
Mn 1,30 eficiência e taxa de deposição. A 28% 250A, 30V 93 3,63 CC+
ASME
Devido ao baixo nível de ChV (-30 °C) 50J 300A, 32V 95 5,26
SFA-5.18
componentes formadores de 350A, 32V 95 5,76
E70C-6M
escória, a única escória formada
E48C-6M
por este arame são pequenas
ilhas de sílica. Soldagem em 1,60 190A, 27V 91 2,50
passe único ou multipasse, de 300A, 30V 91 3,90
aços de baixo e médio teor de 350A, 30V 93 5,40
carbono. 400A, 32V 94 6,62
Homologações: 450A, 34V 95 7,35
ABS 3YSA H10

OK® TUBROD C 0,05 O OK® Tubrod 70 LSi é um arame L.R. 520 MPa 1,20 150A, 28V 87 1,90 Ar+ 20-25% CO2
70 LSi Si < 0,05 tubular do tipo “flux cored” L.E. 460 MPa 210A, 29V 87 2,85 CC+
Mn 1,10 rutílico que produz metal de A 27% 250A, 30V 88 3,85
ASME
solda com baixo teor de Silício ChV (0 °C) 49J 290A, 33V 88 4,85
SFA-5.20
para soldagem nas posições 330A, 34V 90 5,75
E70T-G
plana e horizontal. Este arame
E490T-G
apresenta grande produtividade 1,60 190A, 27V 87 2,75
devido à elevada taxa de 300A, 30V 87 4,60
deposição. O OK® Tubrod 70 365A, 33V 88 5,60
LSi é utilizado com mistura 410A, 33V 89 6,35
(75% Ar + 25% CO2) e destina- 450A, 33V 90 7,30
se à fabricação e reparação 500A, 39V 90 9,11
de tanques e acessórios para
galvanização e decapagem,
podendo ser aplicado em um
único passe ou multipasse.

Arames Tubulares OK ®

Quando sua empresa procura produtividade, qualidade e flexibilidade, nada


supera a linha de arames tubulares da ESAB. Produtos para aço-carbono,
aços de baixa liga, aços inoxidáveis e revestimento duro, nos processos com
proteção gasosa, arco-submerso e autoprotegido.
39
ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE / RENDIM. DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE / RENDIM. DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) TENSÃO (%) (kg/h) TIPO DE CORRENTE TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) TENSÃO (%) (kg/h) TIPO DE CORRENTE
OK® (%) OK® (%)

OK® TUBROD 100% CO2 Arame tubular rutílico, para 100% CO2 1,00 90A, 18V 85 1,27 100% CO2 OK® TUBROD 100% CO2 O OK® Tubrod 75 é um arame 100% CO2 1,20 150A, 29V 90 2,00 100% CO2
71 Ultra soldagem em um único passe L.R. 600 MPa 120A, 22V 85 1,70 CC+ 75 tubular básico, que deposita (CC-) 210A, 30V 90 2,95 CC-
C 0,04 ou multipasse em todas as L.E. 580 MPa 150A, 24V 85 2,25 C 0,04 um metal de solda com L.R. 550 MPa 250A, 32V 91 3,95
ASME Si 0,50 posições. Apresenta uma ampla A 26% 180A, 26V 85 2,92 ou ASME Si 0,50 características similares a de L.E. 490 MPa 290A, 34V 91 4,95 ou
SFA-5.20 Mn 1,30 faixa de parâmetros operacionais, ChV (-30 °C) 60J 210A, 28V 85 3,72
SFA-5.20 Mn 1,50 um eletrodo revestido básico A 27% 330A, 35V 92 5,85
E71T-1C (M) E71T-5C(M)
baixo índice de respingos e 250A, 30V 85 5,00 Ar+ 20-25% CO2 E7018 (baixo Hidrogênio). Ch V (-40 °C) 90 J Ar+ 20-25% CO2
E491T-1C(M) E491T-5C (M)
E71T-9C (M)
ótima remoção de escória. 280A, 34V 90 6,08 CC+ Permite alta qualidade do metal 1,60 190A, 30V 91 2,85 CC-
E491T-9C (M) Ar+ Pode ser utilizado tanto com Ar+20-25% CO2 Ar+ de solda e grande produtividade 300A, 34V 91 4,70
20-25% CO2, ou mistura (Ar + 20-25% L.R. 670 MPa 1,20 150A, 28V 87 1,90 20-25% devido à elevada ®taxa de Ar+20-25% CO2 365A, 35V 92 5,70
CO2 CO2). Destina-se a soldagem de L.E. 630 MPa 210A, 29V 87 3,03 CO2 deposição. O OK Tubrod 75 (CC-) 410A, 36V 93 6,45
aços de baixo e médio teor de A 24% 250A, 30V 88 4,10 pode ser utilizado com CO2 L.R. 630 MPa 450A, 36V 94 7,40
C 0,055 carbono, soldagem estrutural e ChV (-30 °C) 55J 290A, 33V 88 5,40 C 0,05 ou mistura Ar+ 20-25% CO2. É L.E. 560 MPa 500A, 37V 94 9,21
Si 0,60 construção pesada em geral. 330A, 34V 90 6,90 Si 0,53 aplicável para a soldagem em A 24%
Mn 1,50 Homologações: 360A, 35V 90 8,19 Mn 1,68 um único passe ou multipasse. Ch V (-40 °C) 50 J
100% CO2 É usado na soldagem estrutural,
ABS 3YSA H10 1,60 190A, 27V 87 2,75 na indústria naval e offshore e
BV SA 3Y 40 M HH 300A, 30V 87 4,60 na construção pesada em geral.
DNV III Y40MS H10 365A, 33V 88 5,60
LRS DXVudO BF 3S,3YS H15 NA 410A, 33V 89 6,35
FBTS 450A, 33V 90 7,30 4.2 - AÇOS DE BAIXA LIGA
500 A, 39 V 90 9,11
75% Ar + 25% CO2 São ligas Ferro-Carbono com adição intencional de pequenos teores de outros elementos de liga como, por exemplo,
ABS 3YSA H10
BV SA 3Y M HH
Manganês, Silício, Níquel, Cromo, Cobre, Molibdênio e Vanádio visando, obtenção de propriedades diferenciadas. O teor
DNV III YMS (H10) total de liga nessa classe de aços varia de 1,5 a 5,0%.
LRS DXVudO BF 3S,3YS H15 NA
ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE / RENDIM. DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) TENSÃO (%) (kg/h) TIPO DE CORRENTE
OK® (%)
Dual Shield 100% CO2 Arame tubular rutílico, para 100% CO2 1,20 150A, 28V 87 1,90 100% CO2
7100 LH soldagem em passe único e L.R. 590 MPa 210A, 29V 87 3,03 CC+
C 0,04 multipasse em todas as posições. L.E. 540 MPa 250A, 30V 88 4,10 OK® TUBROD C 0,04 Arame tubular rutílico, para L.R. 640 MPa 1,20 150A, 28V 87 1,90 100% CO2
ASME Si 0,48 Produzido a partir de um novo A 28% 290A, 33V 88 5,40 ou 81 A1 Si 0,40 soldagem em todas as posições, L.E. 560 MPa 210A, 29V 87 2,85
SFA-5.20 Mn 1,10 conceito de formulação, esse Ch V (-30 °C) 86J 330A, 34V 90 6,90 Mn 0,80 o qual possibilita elevadas taxas A 25% 250A, 30V 88 3,85 CC+
E71T-1C(M) ASME
arame proporciona baixíssimo 360A, 35V 90 8,19 Ar+ 20-25% CO2 Mo 0,50 de deposição, resultando em ChV (+20 °C) 80J 290A, 33V 88 4,85
E491T-1C(M) SFA-5.29
índice de respingos, excepcional CC+ Ni 0,12 uma grande produtividade. 330A, 34V 90 5,75
E81T1-A1C
remoção de escória e fácil ajuste 1,60 190A, 27V 87 2,75 Apresenta-se com uma ampla
Ar+ Ar+20-25% CO2 E551T1-A1C
300A, 30V 87 4,60 faixa de parâmetros operacionais, 1,60 190A, 27V 87 2,75
20-25% de parâmetros em qualquer L.R. 610 MPa baixo índice de respingos e 300A, 30V 87 4,60
posição de soldagem, mesmo 365A, 33V 88 5,60
CO2 L.E. 565 MPa ótima remoção de escória. É 365A, 33V 88 5,60
quando comparado com outros 410A, 33V 89 6,35
A 26% recomendado para aços 0,50% 410A, 33V 89 6,35
450A, 33V 90 7,30
C 0,05 arames que possuem a mesma Ch V (-30 °C) 84J Molibdênio. Usado na fabricação
500 A, 39 V 90 9,11 450A, 33V 90 7,30
Si 0,55 classificação. Apresenta baixo de vasos de pressão, caldeiras e 500A, 39V 90 9,11
Mn 1,20 teor de hidrogênio difusível. tubulações, dentre outros.
Flexível, pode ser soldado
empregando tanto CO2 quanto
misturas Ar + 20-25%CO2 como OK® TUBROD C 0,05 Arame tubular rutílico que L.R. 650 MPa 1,20 150A, 28V 87 1,90 100% CO2
gás de proteção. Si 0,50 deposita um metal com L.E. 590 MPa 210A, 29V 87 2,85
81 B2 aproximadamente 1,2% de Cr e
Destina-se a soldagem de aços Mn 1,10 A 25% 250A, 30V 88 3,85 CC+
ASME 0,5% de Mo. O OK® Tubrod 81
de baixo e médio teor de carbono Cr 1,20 290A, 33V 88 4,85
SFA-5.29 B2 é aplicado para soldagem
na fabricação de estruturas e Mo 0,55 330A, 34V 90 5,75
E81T1-B2C mono ou multipasse em todas
construção pesada em geral. E551T1-B2C as posições, proporcionando
Homologações: 1,60 190A, 27V 87 2,75
cordões com excelente aparência
100% CO2 e 75%Ar+25%CO2 e baixo nível de respingo, aliado 300A, 30V 87 4,60
ABS 3YSA H10 a alta produtividade. O metal 365A, 33V 88 5,60
BV SA3M, SA3YM HH depositado apresenta baixo 410A, 33V 89 6,35
DNV III YMS (H10) nível de hidrogênio difusível. 450A, 33V 90 7,30
LRS DxVudO BF 3S, 3YS H15 NA É designado para soldagem 500A, 39V 90 9,11
GL 3YH10S de aços de baixa liga do tipo
FBTS Cr-Mo resistentes ao calor e
aços similares. É utilizado na
soldagem de fabricação e reparo
Dual Shield C 0,05 Arame tubular rutílico, para “Como soldado” 1,2 150A, 20V 85 1,27 100% CO2 de caldeiras, tubos e super-
71SR Si 0,35 soldagem em todas posições. L.R. 605 MPa 120A, 24V 85 1,70 (C1) aquecedores que operam entre
Mn 1,05 Especialmente desenvolvido L.E. 560 MPa 150A, 26V 85 2,25 400 e 500 ºC, dentre outras
ASME SFA
para aplicações com demanda A 29% 180A, 28V 85 2,92 aplicações.
AWS A5.20
de tratamento térmico de alívio ChV (-40 °C) 150J 210A, 30V 85 3,72
E71T-1/9CJ
de tensões prolongado. Indicado 250A, 32V 85 5,00
para soldagem de esferas “Como tratado” 280A, 34V 90 6,08 OK® TUBROD C 0,05 Arame tubular rutílico, para L.R. 580 MPa 1,20 150A, 28V 87 1,90 100% CO2
Si 0,35 soldagem em passe único ou L.E. 520 MPa 210A, 29V 87 3,03
de armazenamento de gás e ToTo 630 °C c/ 81 Ni1 multipasse em todas as posições.
Mn 1,10 A 23% 250A, 30V 88 4,10 CC+
construção offshore 10,5h 1,6 150A, 28V 87 1,90 Ultra Produz um metal de solda
Ni 1,00 ChV (-40 °C) 90J 290A, 33V 88 5,40
Homologações: L.R. 510 MPa 210A, 29V 87 3,03 contendo 1% Ni com excelente
ASME 330A, 34V 90 6,90
FBTS L.E. 440 MPa 250A, 30V 88 4,10 SFA-5.29 tenacidade a impacto em baixas 360A, 35V 90 8,19
ABS 5Y400 H10 (CO2) A 35% 290A, 33V 88 5,40 E81T1-Ni1C temperaturas. Empregado na
DNV V YMS (H10) ChV (-30 °C) 60J 330A, 34V 90 6,90 E551T1-Ni1C soldagem de equipamentos 1,60 190A, 27V 87 2,75
BV SA 5Y HH (CO2) 360A, 35V 90 8,19 petroquímicos, construções 300A, 30V 87 4,60
LR DXVudO BF 5Y40 H10 NA (C1) navais e caldeiraria pesada.
365A, 33V 88 5,60
Homologações:
410A, 33V 89 6,35
DNV IV Y40MS( H10 )
BV SA4Y40M HH 450A, 33V 90 7,30
ABS 4Y40 500A, 39V 90 9,11

40 41
ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE / RENDIM. DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE / RENDIM. DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) TENSÃO (%) (kg/h) TIPO DE CORRENTE TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) TENSÃO (%) (kg/h) TIPO DE CORRENTE
OK® (%) OK® (%)

OK® TUBROD C 0,04 Arame tubular tipo rutílico para L.R. 630 MPa 1,20 150A, 28V 87 1,90 100% CO2 OK® TUBROD C 0,05 O OK® Tubrod 95 K2 é um arame L.R. 720 MPa 1,20 150A, 29V 90 2,00 Ar + 20-25% CO2
81 W Si 0,50 soldagem em passe único ou L.E. 590 MPa 210A, 29V 87 2,85 95 K2 Si 0,50 tubular do tipo “flux cored” básico L.E. 670 MPa 210A, 30V 90 2,95
Mn 0,80 multipasse em todas as posições. A 25% 250A, 30V 88 3,85 CC+ Mn 1,50 designado para aplicações em A 20% 250A, 32V 91 3,95 CC+
ASME ASME
Cr 0,50 Desenvolvido especialmente para ChV (-30 °C) 40J 290A, 33V 88 4,85 Ni 1,65 aços de média/alta resistência ChV (-40 °C) 50J 290A, 34V 91 4,95
SFA-5.29 SFA-5.29
Ni 0,60 a soldagem de aços patináveis 330A, 34V 90 5,75 Mo 0,10 até 700 MPa. O OK® Tubrod 95K2 ChV (-50 °C) 40J 330A, 35V 92 5,85 ou
E81T1-W2C E90T5-K2C(M)
Cu 0,50 resistentes à corrosão tipo Cor- produz depósito resistente à trinca
E551T1-W2C E620T5-K2C(M)
Ten, SAC 41, SAC 50, SAC 300, em sessões espessas ou sob alta CC-
1,60 190A, 27V 87 2,75 1,60 190A, 30V 91 2,85
SAC 350, etc, empregados na restrição de junta. Apresenta-
300A, 30V 87 4,60 300A, 34V 91 4,70
construção de pontes, viadutos, se com boa soldabilidade com
365A, 33V 88 5,60 365A, 35V 92 5,70
tanques, vagões entre outras mínima quantidade de respingo
410A, 33V 89 6,35 410A, 36V 93 6,45
aplicações. Apresenta excelente e fácil remoção de escória. Pode
450A, 33V 90 7,30 450A, 36V 94 7,40
características operacionais. ser usado em aplicação onde é
500A, 39V 90 9,11 500A, 37V 94 9,21
requerido propriedade de impacto
até -50° C. O diâmetro 1,20
mm pode ser usado em modo
OK® TUBROD C 0,05 Arame tubular rutílico que L.R. 730 MPa 1,20 150A, 28V 87 1,90 100% CO2
de transferência globular para
91 B3 Si 0,45 deposita um metal com L.E. 680 MPa 210A, 29V 87 2,85
Mn 1,00 aproximadamente 2% Cr e 1% A 20% 250A, 30V 88 3,85 CC+ soldagem fora de posição.
ASME
Cr 2,15 de Mo. O OK® Tubrod 91B3 é 290A, 33V 88 4,85
SFA-5.29
Mo 1,00 aplicado para soldagem mono e 330A, 34V 90 5,75 OK® TUBROD C 0,03 O OK® Tubrod 110 MC é um L.R. 850 MPa 1,20 150A, 28V 92 1,80 Ar + 20-25% CO2
E91T1-B3C
multipasse em todas as posições, Si 0,50 arame tubular do tipo “metal L.E. 800 MPa 210A, 29V 92 2,65
E621T1-B3C
proporcionando cordões com
110 MC
1,60 190A, 27V 87 2,75 Mn 1,60 cored” de baixa emissão de A 18% 250A, 30V 93 3,63 CC+
excelente aparência, baixo ASME
300A, 30V 87 4,60 Ni 2,25 fumos. Apresenta alta eficiência ChV (-29 °C) 50J 300A, 32V 95 5,26
nível de respingos, aliado a alta SFA 5.28
365A, 33V 88 5,60 Mo 0,60 (90-95%), bem como elevada 350A, 32V 95 5,75
E110C-G
produtividade. É designado para 410A, 33V 89 6,35 taxa de deposição, resultando
soldagem de aços de baixa liga 450A, 33V 90 7,30 em um cordão de excelente
do tipo Cr-Mo resistentes ao 1,60 190A, 27V 91 2,50
500A, 39V 90 9,11 aspecto, com pequenas ilhas de
calor e aços similares. Também 300A, 30V 91 3,90
escória, minimizando a limpeza
utilizado na soldagem de 350A, 30V 93 5,40
entre os passes. O OK® Tubrod
fabricação e reparo de caldeiras, 400A, 32V 94 6,62
110 MC contém Ni e Mo, sendo
tubos e super-aquecedores que 450A, 34V 95 7,35
designado para soldagem de
trabalham entre 400 - 550 °C aços de alta resistência, bem
como em aços temperados com
OK® TUBROD C 0,03 O OK® Tubrod WS é um arame L.R. 620 MPa 1,20 150A, 28V 92 1,80 Ar + 20-25% CO2 limite de escoamento mínimo de
Si 0,55 tubular do tipo “metal cored” L.E. 550 MPa 210A, 29V 92 2,65 690 MPa. Este arame também
WS é destinado para aplicações
Mn 1,10 para soldagem em passe único A 25% 250A, 30V 93 3,63 CC+
ASME SFA-5.28 onde se requer propriedade de
Cr 0,50 ou em multipasse, desenvolvido ChV (-29 °C) 40J 300A, 32V 95 5,26
E80C-W2 impacto até -29 °C.
Ni 0,45 especialmente para soldagem de 350A, 32V 95 5,75
E55C-W2
Cu 0,55 aços patináveis resistentes à
corrosão do tipo Cor-Ten, SAC 1,60 190A, 27V 91 2,50
41, SAC 50, USI-SAC 300 e 300A, 30V 91 3,90 PZ C 0,05 Arame tubular tipo “flux cored” “Como soldado” 1,20 150A, 28V 87 1,90 Ar + 20% CO2
Si 0,37 para soldagem com mistura Ar + L.R. 570-650 MPa 250A, 30V 88 3,85
USI-SAC 350, Cos-Ar-Cor, etc. 350A, 32V 93 5,40 6138SR 15-25%CO2, desenvolvido para
Mn 1,24 L.E. ≥ 470 MPa 330A, 34V 90 5,75 CC+
O OK® Tubrod WS é usado na 400A, 32V 94 6,62 ASME soldagem de chapas de grande
Ni 0,84 A ≥ 22%
construção de pontes, viadutos, 450A, 34V 95 7,35 SFA 5.29 espessura onde é requerido alívio ChV (-60 °C) 47J
tanques, vagões e perfis para E81T1-Ni1M J de tensões após soldagem. A
construção civil, bem como em E551T1-Ni1MJ adição de 0,9%Ni, combinada a “Como tratado”
plataformas marítimas e presença de microconstituintes
ToTo 600 °C c/ 2h
construções em contato com de Ti e B proporciona excelente
L.R. 520-620 MPa
água salgada. O depósito tenacidade ao impacto a -60
°C após tratamento de alívio de L.E. ≥ 420 MPa
apresenta excelente acabamento A ≥ 22%
e índice muito baixo de respingo tensões e valores satisfatórios
no ensaio de CTOD. O metal ChV (-60 °C) 47J
e escória. Sua elevada eficiência
depositado apresenta teores de
e taxa de deposição resultam em
Hidrogênio difusível inferiores a
uma grande produtividade. 5ml/100g MD (H5). Apresenta arco
suave, baixo índice de respingos e
OK® TUBROD C 0,03 O OK® Tubrod 90 MC é um L.R. 700 MPa 1,20 150A, 28V 92 1,80 Ar + 20-25% CO2 escória facilmente destacável.
Si 0,50 arame tubular do tipo “metal L.E. 620 MPa 210A, 29V 92 2,65 Homologações:
90 MC ABS 4YSA H5
Mn 1,40 cored” de baixa emissão de A 23% 250A, 30V 93 3,63 CC+
ASME SFA 5.28 DNV V Y42MS( H5 )
Ni 1,60 fumos. Apresenta alta eficiência ChV (-40 °C) 40J 300A, 30V 95 5,26
E90C-G LR 5Y42S H5, 5Y42srS H5
Mo 0,30 (90-95%), bem como, elevada 350A, 32V 95 5,75
taxa de deposição, resultando FBTS
em um cordão de excelente
1,60 190A, 27V 91 2,50
aspecto, com pequenas ilhas de
300A, 30V 91 3,90
escória, minimizando limpeza
350A, 30V 93 5,40
entre os passes. O OK® Tubrod
400A, 32V 94 6,62
90MC contém Ni e Mo, sendo
450A, 34V 95 7,35
designado para soldagem de
aços de média/alta resistência,
bem como em aços temperados
com limite de escoamento
mínimo de 550Mpa. Este arame
também é destinado para
aplicações onde se requer
propriedade de impacto até
-40 °C.

42 43
ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE / RENDIM. DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE / RENDIM. DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) TENSÃO (%) (kg/h) TIPO DE CORRENTE TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) TENSÃO (%) (kg/h) TIPO DE CORRENTE
OK® (%) OK® (%)

PZ 6138S C 0,06 Arame tubular “Flux cored” tipo “Como soldado” 1,20 150A, 28V 87 1,90 100% CO2 Shield-Bright C 0,029 Arame tubular do tipo flux cored 100% CO2 1,2 170A, 25V 84 1,90 100% CO2
SR Si 0,35 rutílico. Utliliza 100% CO2 como L.R. 550-650 MPa 250A, 30V 88 3,85 309MoL Si 0,632 para soldagem em todas as 210A, 27V 83 2,80 ou
Mn 1,30 gás de proteção. Apresenta ótima A 22% 330A, 34V 90 5,75 CC+ Mn 0,967 posições para aços dissimilares, L.R. 645 MPa 250A, 28V 84 3,70 75% Ar + 25%
SFA/AWS
Cr 0,10 tenacidade abaixo de -60 ºC após ChV (-60 °C) 47J ASME/SFA
P 0,019 onde o material inoxidável seja L.E. 517 MPa 300A, 29V 84 4,60 CO2
A5.29
Ni 0,95 tratamento térmico de alívio de AWS A5.22
S 0,009 ligado ao molibdênio. Indicado A 33%
E81T1-Ni1CJ E309LMoT1-1(4)
Mo 0,10 tensões e valores satisfatórios no “Como tratado” Cr 23,02 para aplicações na primeira
Cu 0,15 ensaio de CTOD. ToTo 600 °C c/ 2h Ni 13,01 camada de revestimento (clad
Homologações: L.R. 520-620MPa Mo 2,622 / overlay) de aços inoxidáveis 75% Ar+25% CO2 1,6 170A, 25V 83 2,40
ABS 5Y42M H5 (Como tratado) A 22% do tipo 316L e 317L. Grande 210A, 27V 82,5 3,10
ABS 5Y46M H5 (Como soldado) ChV (-60 °C) 47J Nº Ferrita: aplicação nas industrias de L.R. 700 MPa 250A, 28V 83 3,90
BV 5Y46M H5 (Como tratado) 17 ~ 23 papel e celulose, refino e L.E. 550 MPa 300A, 29V 83 5,20
BV 5Y46M H5 (Como soldado) geração de energia. A 33%
DNV V Y42MS( H5 ) (Como tratado) Homologações:
DNV V Y46MS( H5 ) (Como soldado) DNV 309MoL(C1)
GL 5Y42 H5S (Como tratado)
GL 5Y46 H5S (Como soldado)
Shield-Bright C 0,029 Arame tubular do tipo flux cored 100% CO2 1,2 170A, 25V 84 1,90 100% CO2
316L Si 0,821 para soldagem em todas as 210A, 27V 83 2,80 ou
Mn 1,102 posições para aços inoxidáveis L.R. 570 MPa 250A, 28V 84 3,70 75% Ar + 25%
ASME/SFA
P 0,023 18%Cr-12%Ni-2%Mo. Indicado L.E. 430 MPa 300A, 29V 84 4,60 CO2
AWS A5.22
S 0,008 de aços inoxidáveis do tipo A 42%
E316LT1-1(4) ChV: 39J
Cr 18,44 316L. Possui boa resistência
Ni 12,10 a corrosão localizada (pitting)
4.3 - AÇOS INOXIDÁVEIS Mo 2,50 pelos ácidos sulfúrico e
sulfuroso, cloretos e solução de
75% Ar+25% CO2 1,6 170A, 25V
210A, 27V
83
82,5
2,40
3,10
Nº Ferrita: celulose. L.R. 595 MPa 250A, 28V 83 3,90
Aços Inoxidáveis são ligas ferrosas que possuem como principais características a resistência à corrosão em meios 5 ~ 15 Homologações: L.E. 456 MPa 300A, 29V 83 5,20
A 42%
aquosos e a altas temperaturas. Contém cromo e níquel, mas podem apresentar vários outros elementos de liga como FBTS
molibdênio e nióbio. ABS E316LT1-1 (C1)
BV 316L (C1)
DNV 316LMS (C1)
ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE / RENDIM. DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO KR RW316LG (C1)
TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) TENSÃO (%) (kg/h) TIPO DE CORRENTE LR 316L (C1)
OK® (%)
NK KW316LG (C1)

Shield-Bright C 0,024 Arame tubular do tipo flux cored 100% CO2 1,2 170A, 25V 84 1,90 100% CO2
Shield-Bright C 0,03 Arame tubular do tipo “flux 100% CO2 1,2 170A, 25V 84 1,90 100% CO2
308L Si 0,752 para soldagem em todas as 210A, 27V 83 2,80 ou
L.R. 570 MPa 317L Si 0,75 cored” para soldagem em 210A, 27V 83 2,80 ou
Mn 1,118 posições para aços inoxidáveis 250A, 28V 84 3,70 75% Ar + 25% L.R. 560 MPa
ASME/SFA L.E. 400 MPa Mn 1,05 todas as posições para aços 250A, 28V 84 3,70 75% Ar + 25%
P 0,020 8%Cr-8%Ni. Indicado para 300A, 29V 84 4,60 CO2 ASME/SFA L.E. 421 MPa
AWS A5.22 A 50% P 0,02 inoxidáveis 18%Cr-12%Ni- 300A, 29V 84 4,60 CO2
S 0,005 soldagem de aços inoxidáveis AWS A5.22 A 43%
E308LT1-1(4) ChV: 49J S 0,01 3%Mo. Indicado de aços
Cr 19,21 dos tipos 301, 302, 304, 308 e E317LT1-1(4)
EN ISO 17633-A-T Cr 19,5 inoxidáveis do tipo 317. Como
Ni 10,00 308L. Pode ainda ser utilizado
19 9 L P C/M1 Ni 12,9 possui um teor de molibdênio
Mo 0,101 para soldagem dos aços 75% Ar+25% CO2 1,6 170A, 25V 83 2,40
Mo 3,5 maior que o do tipo 316L, 75% Ar+25% CO2 1,6 170A, 25V 83 2,40
inoxidáveis do tipo 321 e 347, 210A, 27V 82,5 3,10
Nº Ferrita: caso a temperatura de serviço L.R. 593 MPa possui ainda maior resistência a 210A, 27V 82,5 3,10
250A, 28V 83 3,90 Nº Ferrita: corrosão localizada (pitting). L.R. 520 MPa
3~9 L.E. 403 MPa 250A, 28V 83 3,90
não exceda 260 ºC. O seu baixo 300A, 30V 83 5,20 10 ~ 20 A 20%
A 50% 300A, 29V 83 5,20
teor de carbono minimiza a
formação de precipitados de
carbonetos. Shield-Bright C 0,02 Arame tubular do tipo flux cored 100% CO2 1,2 170A, 25V 84 1,90 100% CO2
Homologações: 347 Si 0,8 para soldagem em todas as 210A, 27V 83 2,80 ou
Mn 1,1 posições para aços inoxidáveis L.R. 598 MPa 250A, 28V 84 3,70 75% Ar + 25%
FBTS ASME/SFA L.E. 431 MPa
ABS E308LT1-1 (C1) P 0,02 18%Cr-8%Ni-Nb. Indicado de 300A, 29V 84 4,60 CO2
AWS A5.22
S 0,01 aços inoxidáveis do tipo 347, A 55%
DNV 308L (C1) E347LT1-1(4)
KR RW308LG (C1) Cr 19,3 304, 304L e 321. A adição de
LR 304L (C1) Ni 10,0 nióbio auxilia a minimizar a
NK KS308LG (C1) Nb 0,4 formação de precipitados de 75% Ar+25% CO2 1,6 170A, 25V 83 2,40
carbonetos de cromo e aumenta 210A, 27V 82,5 3,10
Nº Ferrita: a resistência a corrosão. L.R. 520 MPa 250A, 28V 83 3,90
Shield-Bright C 0,029 Arame tubular do tipo flux cored 100% CO2 1,2 170A, 25V 84 1,90 100% CO2 8 ~ 12 A 30% 300A, 29V 83 5,20
Si 0,805 para soldagem em todas as 210A, 27V 83 2,80 ou
309L L.R. 580 MPa
Mn 1,093 posições para aços 22%Cr- 250A, 28V 84 3,70 75% Ar + 25%
ASME/SFA
P 0,022 12%Ni .Indicado para soldagem L.E. 450 MPa 300A, 29V 84 4,60 CO2
AWS A5.22
S 0,007 de aços inoxidáveis dos tipos A 40%
E309LT1-1(4) ChV: 38J
Cr 22,70 304 e 304L e dissimilares com
Ni 12,66 aço carbono e aços inoxidáveis.
Mo 0,080 Também utilizado como primeira 75% Ar+25% CO 1,6 170A, 25V 83 2,40
2
camada para revestimento (clad 210A, 27V 82,5 3,10
Nº Ferrita: / overlay) de 304. L.R. 589 MPa 250A, 28V 83 3,90
9 ~ 20 Homologações: L.E. 459 MPa 300A, 30V 83 5,20
FBTS A 40%
ABS E309LT1-1 (C1)
BV 309L (C1)
DNV 309LMS (C1)
KR RW309LG (C1)
LR SS/CMn (C1)
NK KW309LG (C1)

44 45
ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE / RENDIM. DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE / RENDIM. DEPOS. GÁS DE PROTEÇÃO
TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) TENSÃO (%) (kg/h) TIPO DE CORRENTE TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) TENSÃO (%) (kg/h) TIPO DE CORRENTE
OK® (%) OK® (%)

OK® TUBROD Ar + 2%O2 Arame tubular tipo “metal cored”, Ar + 2% O2 1,20 150A, 28V 92 1,80 98% Ar + 2% O2 OK® TUBROD C 0,028 Arame tubular do tipo “flux L.R. 828 MPa 1,20 150A, 28V 88 2,5 100% CO2
409 Ti o qual deposita um metal de 250A, 29V 93 3,63 CC+ 14.27 Si 0,8 cored”, rutílico, inoxidável L.E. 637 MPa 250A, 20V 88 6,3 ou
C 0,05 solda contendo 10.5 - 13.5% Cr, L.R. 515 MPa 350A, 32V 94 5,75 Mn 1,0 “duplex”, para soldagem em A 26% Ar + 20-25% CO2
Ultra Si 0,60 estabilizado ao Ti. Apresenta L.E. 400 MPa ou ASME SFA-5.22 Cr 22,6 todas as posições, exceto ChV: 51J (-40 °C) CC+
ASME Mn 0,70 uma micro-estrutura ferrítica A 32% E2209 T1-1,
Ni 8,9 vertical descendente. Utiliza
SFA-5.9 Cr 11,00 contendo carbonetos e uma Dureza Típica: 96% Ar + 4% O2
E2209 T1-4
Mo 3,0 como gás de proteção tanto o
EC 409 Ti 1,00 elevada resistência à corrosão 130 HB CC+ N 0,15 CO2, quanto misturas de Ar+20
EN 12073
à alta temperatura. Empregado T22 9 3 N L P C 2
- 25% CO2.
na soldagem de conversores T22 9 3 N L P M 2 Homologações:
catalíticos, sistemas de exaustão ABS E2209T1 / E2209T4
para indústria automotiva, DNV Duplex
manifold de exaustão, GL 4462 (M21 e C1)
tubulações, flanges e conectores RINA 22095 (M21)
flexíveis onde a resistência à VdTÜV 07066
oxidação, à alta temperatura, LR Dup / CMn (M21)
tensão por fadiga e coeficiente de
expansão térmica são requeridos.
OK® TUBROD C 0,034 Arame tubular do tipo “flux L.R. 820 MPa 1,20 150A, 26V 87 2,5 Ar + 20% CO2
14.28 Si 0,6 cored” rutílico, inoxidável, L.E. 650 MPa 250A, 30V 87 6,3 CC+
OK® TUBROD Ar + Arame tubular tipo “flux cored” Ar + 20 - 25% CO2 1,60 190A, 27V 87 2,75 Ar + 20-25% CO2 Mn 0,9 “Super Duplex” para soldagem A 18%
ASME Cr 25,2 em todas as posições exceto
410 20-25% rutílico, que deposita um metal 300A, 30V 87 4,60
CO2 de solda contendo 13% Cr, 4% ToTo 580-600 °C /1h 365A, 33V 88 5,60 CC+
SFA-5.22
Ni 9,2 na vertical descendente. Ele
NiMo Ni e 0,4% Mo. Apresenta uma L.R. 890 MPa E2553T1-G
Mo 3,9 apresenta um arco suave e
C 0,03 L.E. 760 MPa
ASME microestrutura constituída por ou N 0,25 estável, cordão com excelente
Si 0,40 A 19%
SFA-5.22 martensita macia. Desenvolvido aspecto visual e fácil remoção
Mn 0,80 ChV: 39J
E410NiMo especialmente para a construção 100% CO2 de escória. A composição
T0-1/4 Cr 12,0 (ambiente) química do metal depositado
Ni 4,9 e recuperação de componentes 39J (-20 °C)
CC+
de turbinas Pelton, Francis proporciona alta resistência
Mo 0,60
e Kaplan em aço CA-6NM. à corrosão localizada (pitting)
Apresenta um metal de solda e galvânica, bem como à
100% CO2 corrosão sob tensão. Como gás
com elevada qualidade, grande
produtividade e elevada taxa ToTo 580-600 °C /6h de proteção se utiliza Ar+20%
de deposição. Possui uma L.R. 953 MPa CO2.
transferência de arco suave com L.E. 900 MPa
baixo índice de respingo, podendo A 19%
ser soldado com Ar + 20/25% ChV: 46J
CO2 ou 100% CO2. Apresenta fácil (ambiente)
remoção de escória e cordões de 41J (0 °C)
ótimo acabamento.

OK® TUBROD Ar + 4% Arame tubular tipo “metal 96% Ar + 4% CO2 1,20 150A, 28V 92 1,80 96% Ar + 4% CO2
410 CO2 cored”, que deposita um metal 250A, 29V 93 3,63 CC+
de solda contendo 13% Cr, 4% ToTo 580-600 °C c/8h 350A, 32V 94 5,75
NiMo MC C 0,03
Ni e 0,4% Mo. Apresenta uma L.R. 875 MPa ou
ASME Si 0,60 L.E. > 800 MPa
microestrutura constituída por
SFA-5.9 Mn 0,72 A 19% 1,60 190A, 27V 93 2,50
martensita macia. Desenvolvido 98% Ar + 2% O2
EC410NiMo Cr 12,0 ChV: 41J (0 °C) 300A, 30V 94 5,40
especialmente para a CC+
(Aproxim.) Ni 4,31 31J (-20 °C)
construção e recuperação
Mo 0,58
de componentes de turbinas
EN12073
Pelton, Francis e Kaplan em
T13 4 Mm2 98% Ar + 2% CO2
aço CA-6NM. Possui excelente
característica de arco, podendo ToTo 580-600 °C c/8h
ser utilizado com fontes L.R. 1000 MPa
convencionais e pulsadas. Em L.E. > 800 MPa
função da excelente penetração A 19%
e molhabilidade do cordão ChV: 40J (-10 °C)
de solda obtêm-se sensível 38J (-20 °C)
redução do índice de defeitos
e fusão, frente a soldagem
com arame sólido (MIG). Em SIMBOLOGIA
consequência de menores
índices de retrabalho e boas
taxas de deposição, obtêm-se
uma maior produtividade. LR = Limite de resistência 1 MPa = 1 N/mm2 = 0,102 kg/mm2
Homologação: FBTS
LE = Limite de escoamento CC+ = Corrente contínua polaridade positiva
A = Alongamento CC- = Corrente contínua polaridade negativa
Ch V = Charpy (entalhe em V - resistência) HB = Dureza Brinell
1 J = 0,102 kgf/m HRC = Dureza Rockwell C
ToTo = Tratamento térmico

OBSERVAÇÕES: Metal depositado: Valores médios estatísticos


Propriedades Mecânicas: Valores típicos/ASME
Vazão de gás:16 -22 l/min (arames tubulares para soldagem com gás de proteção).

46 47
AUTOPROTEGIDOS ARAME
TUBULAR
METAL
DEPOSITADO
APLICAÇÕES
DUREZA TÍPICA
POSIÇÕES
SOLDAGEM
DIÂMETRO
(mm)
CORRENTE
POLARIDADE
TENSÃO

OK® (%)

4.4 - AÇOS DE BAIXO E MÉDIO TEOR DE CARBONO OK® C 0,05 Arame tubular autoprotegido que deposita um aço 41HRc 2,40 250 - 450A 28-38V
TUBRODUR Si 0,65 inoxidável martensitico com 13%Cr para revestimento (como soldado) CC+
São ligas Ferro-Carbono com teor de Carbono até 0,5% e presença de elementos de ligas como Manganês e Silício. 15.72
Mn 0,93 de rolos de lingotamento contínuo. O teor de Cromo
Cr 13,00 na camada final varia entre 12,5 e 13%. A presença
É a classe mais utilizada de aços e tende a apresentar soldabilidade de boa a razoável em função do teor de carbono.
Ni 4,20 do Nitrogênio aumenta a resistência à corrosão e ao
Mo 1,10 mesmo tempo permite um menor teor de carbono
Nb 0,10 no metal de solda, mantendo a dureza. Altamente
N 0,09 resistente à fadiga térmica. A escória é fina e
ARAME METAL APLICAÇÕES PROPRIEDADES POSIÇÕES DIÂM. CORRENTE TENSÃO DEPOS. V 0,10 facilmente destacável, mesmo em altas temperaturas.
TUBULAR DEPOSITADO MECÂNICAS SOLDAGEM (mm) POLARIDADE (kg/h) Soldagem em CC+ em arame simples ou twin arc,
OK® (%)
com ou sem oscilação.

OK® TUBROD C 0,04 O OK® Tubrod 74 OA é um arame tubular do tipo L.R. 560 MPa 2,40 250 - 375 A 22-30V 3,7-6,9
Si 0,26 autoprotegido, para soldagem nas posições L.E. 450 MPa CC+ OK® C 0,06 Arame tubular autoprotegido que deposita um aço 43HRc 2,40 250 - 370A 25-30V
74 OA Si 0,40 inoxidável com 17%Cr para revestimento de rolos (como soldado) CC+
Mn 0,70 plana e horizontal. Deposita aço carbono com A 23% TUBRODUR
ASME
Ti 0,30 baixo hidrogênio, sendo desenvolvido para Mn 0,72 de lingotamento contínuo. É aplicado na primeira
SFA 5.20 15.79 Cr 17,00 camada de revestimento duro, seguido por duas
soldas de união, reconstrução e revestimento
E70T-4 Ni 4,10 camadas do OK® Tubrodur 15.72, o que proporciona
de aços carbono e baixa liga. Apresenta alta
E490T-4 Mo 1,00 através da diluição uma solda extremamente
taxa de deposição, arco estável e excelente
soldabilidade. Indicado para reparos em falhas N 0,10 resistente à fadiga térmica e ao desgaste. A escória é
de fundição, peças de aço e almofada para fina e facilmente destacável, mesmo soldando rolos
depósitos com mais alta dureza. Apresenta um de pequenos diâmetros e em altas temperaturas.
depósito usinável. Soldagem em CC+, com ou sem oscilação.

OK® TUBROD C 0,25 Arame tubular do tipo “flux cored” autoprotegido L.R. 630 MPa 1,60 160 - 275 A 17-19 V 0,95 - 2,35
711 OA Si 0,40 para todas as posições. Excelente para L.E. 500 MPa CC- OK® C 0,10 Arame tubular autoprotegido para revestimento duro 03 camadas 2,00 200 - 300A 24-30V
Mn 0,70 soldagem em passe único ou multipasse, A 23% TUBRODUR Si 0,48 que deposita uma liga do tipo cromo-manganês 330HB CC+
ASME Mn 1,30 com dureza típica de 330HB. Apresenta excelente (como soldado)
Al 1,60 filete e solda de topo em tanques e aplicação 2,00 185 - 340 A 18 - 22 V 1,10 - 3,20 350
SFA 5.20 Cr 2,70 resistência ao desgaste metal-metal, ao impacto e
em estruturas de aços carbono. Apresenta CC- 2,40 300 - 400A 24-30V
E71T-11 DIN 8555 pressões. Indicado na reconstrução de peças em
excelentes características de soldagem com CC+
E491T-11 MF-1-GF-350 aço carbono-manganês e baixa liga. Aplicável na
baixo índice de respingos, fácil remoção de
escória e cordão de ótima aparência. recuperação de roletes, eixos, rodas e pistas de
rolamento.

Coreshield 15 C 0,23 Arame tubular do tipo autoprotegido para todas L.R. 497 MPa 0,80 40 - 100 A 14-16 V 0,3 - 0,7
ASME
Mn 0,70 as posições de soldagem. Apresenta um arco CC-
S 0,01 suave, fácil remoção de escória e baixo índice de
SFA 5.20
Al 2,00 respingo. Excelente na soldagem de chapas finas
OK® C 3,50 Arame tubular autoprotegido para revestimento duro 2 camadas 1,60 120 - 200A 24-28V
E71T-14
TUBRODUR Si 0,80 que deposita liga ferrosa com grande quantidade 50-60HRc CC+
E71T-GS galvanizadas (juntas sobrepostas e filete) e médio Mn 1,00 de carbonetos de cromo em matriz austenítica. (como soldado)
carbono (todas as posições. 1400 Cr 22,00 Apresenta máxima resistência à abrasão e moderada 2,40 280 - 350A 24-30V
DIN 8555 ao impacto. Aplicável no revestimento de martelos, CC+
MF-10-GF-60-GRZ cilindros, cones e mandíbulas de britadores, moinhos
de rolos e proteção de caçambas de escavadoras.
Apresenta resistência à corrosão em condições de
trabalho até 680 °C.

4.5 - REVESTIMENTO DURO OK® C 2,00 Arame tubular autoprotegido para revestimento duro 3 camadas 1,60 180 - 280A 26-28V
TUBRODUR Si 0,40 que deposita liga ferrosa com carbonetos de titânio 55HRc CC+
São ligas na sua grande maioria a base de Ferro com resistência a determinados mecanismos de desgaste como, Mn 1,00 em matriz martensítica. É utilizado em aplicações (como soldado)
TiC Cr 6,50 onde se requere resistência ao impacto e abrasão
por exemplo, fricção metal-metal, compressão, abrasão e impacto. Essas ligas podem conter, em sua composição, 2,40 280 - 400A 24-30V
DIN 8555 Mo 1,10 de alta pressão com boa resistência à fissuração. CC+
diferentes teores de elementos como Carbono, Manganês, Cromo, Molibdênio, Tungstênio, Vanádio e Nióbio, que serão MF-6-GF-55-GP Ti 6,00 Aplicável no revestimento de moinhos, dentes, bordas
responsáveis por conferir as propriedades desejadas. de caçambas e pás carregadeiras.

ARAME METAL APLICAÇÕES POSIÇÕES DIÂMETRO CORRENTE TENSÃO


DUREZA TÍPICA
TUBULAR DEPOSITADO SOLDAGEM (mm) POLARIDADE OK® C 0,50 Arame tubular autoprotegido para revestimento 3 camadas 2,40 300 - 400A 24-28V
OK® (%)
TUBRODUR Si 0,33 duro que deposita aço ao manganês com adição 220HB CC+
Mn 16,50 de cromo endurecível ao trabalho a frio. Indicado (como soldado)
Cromang Cr 8,50 para reconstrução de aços ao manganês e união 50HRc
OK® C 0,05 O OK® Tubrodur 412N OA é um arame tubular 03 camadas 2,40 300 - 400A 24-30V
Si 0,40 autoprotegido que deposita aço inoxidável 42HRc CC+ DIN 8555 desses entre si ou com aços carbono. Aplicável na (após trabalho
TUBRODUR MF-7-GF-200-KP recuperação de mandíbulas e martelos de moinhos à
Mn 1,00 martensítico contendo 12% de Cromo estabilizado (como soldado)
412N OA Cr 12,0 ao Nitrogênio. É destinado principalmente para e cruzamentos ferroviários com núcleo de aço frio)
Ni 4,20 recuperação de rolos de lingotamento contínuo. A manganês.
Mo 1,00 adição de Nitrogênio associada ao baixo teor de
Nb 0,10 Carbono no metal de solda, resultam na formação
V 0,13 de nitretos e na redução de carbonetos no contorno
N 0,09 de grão promovendo uma maior resistência à fadiga
térmica e maior tenacidade.

48 49
ARAME
TUBULAR
METAL
DEPOSITADO
APLICAÇÕES
DUREZA TÍPICA
POSIÇÕES
SOLDAGEM
DIÂMETRO
(mm)
CORRENTE
POLARIDADE
TENSÃO
CLASSIFICAÇÃO DOS ARAMES TUBULARES OK®
OK® (%)

Os arames tubulares, como os demais consumíveis para soldagem ao arco elétrico, são em sua grande maioria
OK® C 0,026 Arame tubular autoprotegido que deposita um 20 HRc 1,60 250 - 350A 28-34V classificados por normas.
TUBRODUR Si 0,48 aço inoxidável18/8/6Mn. Ideal para revestimento (como soldado) CC+
Mn 5,12 e união de aços 13% Mn e outros aços que são 41 HRc As classificações mais comuns são as estabelecidas pela AWS (American Welding Society), que também são adotadas
14.71 Cr 19,1 difíceis de soldar com eletrodos não ligados ou de (Após trabalho pelo Código ASME. No caso dos consumíveis para revestimento duro, as classificações mais utilizadas são de acordo com
Ni 8,7 baixa liga.O metal de solda é extremamente tenaz e a a norma DIN8555.
capaz de absorver altas tensões. Pode ser também frio)
utilizado como camada de amanteigamento antes
do revestimento duro. Utilizado para reparo de CLASSIFICAÇÃO DE ACORDO COM AWS / ASME
Propriedades
cruzamentos ferroviários, dentre outras aplicações. mecânicas:
L.R. 640 MPa
L.E. 400 MPa ASME / AWS SFA - 5.9
A 35% Indica eletrodo.
ChV (+20 °C) 70J
ChV (-20 °C) 60J Indica que é um arame tubular do tipo “Metal
ChV (-60 °C) 40J Cored”.
Indica a composição química do metal
depositado sem diluição .

E C XXX

ASME / AWS SFA - 5.18 (M)*


Indica eletrodo.

Indica a resistência à tração mínima do metal de


solda depositado em 1000 psi ou MPa

Indica que é um Arame Tubular tipo “Metal


Cored”.
Este sufixo é utilizado somente quando os limites
de fósforo, vanádio e cobre tenham sido alterado
E XXX C X Y N HZ e indica que o metal de solda é adequado para
aplicações nucleares.

Indica que o consumível atende os requisitos do


teste de hidrogênio difusível (Z = 4,8 ou 16).

Indica o gás de proteção para arames tubulares


tipo “Metal Cored” (CO2 é indicado por “C” e 75%
- 80% Ar/Bal. CO2 é indicado por “M”).

Indica a composição química do metal de solda.


O uso do sufixo “GS” significará que o arame é
indicado apenas para a soldagem em um único
passe.

ASME / AWS SFA - 5.28 (M)*


Indica eletrodo.

Indica resistência, a tração mínima do metal de


solda depositado em 1.000 psi ou MPa.
Indica que é um arame tubular do tipo “Metal
Cored”.
SIMBOLOGIA
E XXX C - XXX HZ Indica que o consumível atende aos testes de
hidrogênio difusível (Z = 4,8 ou 16).

LR = Limite de resistência 1 MPa = 1 N/mm2 = 0,102 kg/mm2 Indica a composição química do metal
depositado sem diluição.
LE = Limite de escoamento CC+ = Corrente contínua polaridade positiva
A = Alongamento CC- = Corrente contínua polaridade negativa
Ch V = Charpy (entalhe em V - resistência) HB = Dureza Brinell
1 J = 0,102 kgf/m HRC = Dureza Rockwell C
ToTo = Tratamento térmico

OBSERVAÇÕES: Metal depositado: Valores médios estatísticos


Propriedades Mecânicas: Valores típicos/ASME
Vazão de gás:16 -22 l/min (arames tubulares para soldagem com gás de proteção).

50 51
CLASSIFICAÇÃO DOS CONSUMÍVEIS PARA REVESTIMENTO DURO
DE ACORDO COM A NORMA DIN 8555

ASME / AWS SFA - 5.20 (M)*


Indica eletrodo. MF 8 GF 200 KP (semi-automática)
Ex: DIN 8555
Indica a resistência à tração mínima do metal de
solda depositado em 10.000 psi ou 10 Mpa.
UP 8 GF 200 KP (arco submerso)

Indica a posição primária para a qual o arame


tubular é designado (0=posição plana e horizontal
/ 1=todas as posições).

Processo de soldagem Grupo de liga Tipo de metal de adição


Indica que o consumível atende aos requisitos do MF 8
E XXX T-X M J HZ teste de hidrogênio difusível (Z = 4,8 ou 16) 1 Não-ligado com até 0,4%C ou baixa liga com
G - Soldagem oxi-acetilênica até 0,4%C e até um máximo de 5% dos
UP E - Soldagem manual ao arco elétrico com eletrodo revestido elementos de liga Cr, Mn, Ni no total.
MF - Soldagem ao arco elétrico utilizando-se arames tubulares
Indica requisitos especiais quanto à tenacidade. TIG - Soldagem ao arco elétrico com eletrodo não consumíveis de tungstênio 2 Não-ligados com até ou mais de 0,4%C ou baixa
MSG - Soldagem ao arco elétrico com proteção gasosa liga com mais de 0,4%C e até um máximo de 5%
UP - Soldagem ao arco submerso dos elementos de liga Cr, Mn, Mo, Ni no total.
Indica o gás de proteção recomendado: M-75-
80%Ar / Bal.CO2 ou C-100%CO2 3 Ligado, com as propriedades dos aços de
trabalho à quente
Indica performance e “usabilidade”.
Método de produção Nível de dureza Faixa de dureza
GF 200 4 Ligado, com as propriedades dos aços rápidos
Indica que é um Arame Tubular do tipo “Flux
GW - laminado 150 125 ≤ HB ≤ 175 5 Ligados, com mais de 5%Cr, com um baixo teor
Cored”
GO - fundido 200 175 < HB ≤ 225 de C (até mais ou menos 0,2%)
GZ - extrudado 250 225 < HB ≤ 275
GS - sinterizado 300 275 < HB ≤ 325 6 Ligados, com mais de 5%Cr, com um teor maior
GF - tubular 350 325 < HB ≤ 375 de C (até mais ou menos 0,2% a 2,0%)
UM - revestido 400 375 < HB ≤ 425
7 Austeníticos ao Mn com 11 a 18% Mn, mais de
ASME / AWS SFA - 5.22 500 450 < HB ≤ 530
0,5%C e até 3% Ni.
Indica eletrodo. 40 37 ≤ HRc ≤ 42 8 Austeníticos Cr-Ni-Mn
45 42 < HRc ≤ 47
Indica a composição química do metal
50 47 < HRc ≤ 52 9 Aços Cr-Ni (resistentes à oxidação, ácidos e calor)
depositado sem diluição.
55 52 < HRc ≤ 57
Indica arame tubular tipo “ Flux Cored”. 60 57 < HRc ≤ 62 10 Com um alto teor de C e alto teor de Cr e sem
65 62 < HRc ≤ 67 agentes adicionais formadores de carbonetos
Indica a posição de soldagem (0 = plana e 70 HRc ≥ 68 20 À base de Co, ligado a Cr-W, com ou sem Ni e Mo
horizontal / 1 = todas as posições)
E XXX T X - X 21 À base de carbonetos (sintetizado,fundido
Propriedades do metal de adição
Indica o meio de proteção empregado durante a KP ou tubular)
soldagem (exemplo: gás de proteção).
C - resistente à corrosão 22 À base de Ni, ligado ao Cr, ligado ao Cr-B
G - resistente ao desgaste abrasivo
23 À base de Ni, ligado ao Mo, com ou sem Cr
K - capaz de endurecer em trabalho
N - não magnetizável 30 À base de Cu, ligado ao Sn
P - resistente ao impacto
31 À base de Cu, ligado ao Al
R - resistente à formação de carepa
ASME / AWS SFA - 5.29 (M)* S - habilidade de corte (aços rápidos, etc)
32 À base de Cu, ligado ao Ni
T - tão resistente a altas temperaturas quanto os aços ferramenta para
Indica eletrodo. trabalho a quente
Indica resistência a tração mínima do metal de Z - resistente ao calor (não formadores de carepa), para temperaturas acima
solda em 10.000 psi ou 10 Mpa. de 600 ºC

Indica que o consumível atende aos requisitos do


teste de hidrogênio difusível (Z = 4,8 ou 16).

E XXX T X-X M J HZ
Indica requisitos especiais quanto à tenacidade.

Indica o gás de proteção recomendado: M-75-


80%Ar / Bal.CO2 ou C-100%CO2

Indica composição química do metal depositado


sem diluição.

Indica performance e “usabilidade”.

Indica arame tubular do tipo “Flux Cored”

Indica a posição de soldagem (0 = plana e


horizontal / 1 = todas as posições).

* Classificação ASME/AWS que utiliza o sistema


Internacional de unidades como referência.

52 53
EMBALAGENS DISPONÍVEIS

Os Arames Tubulares OK® estão disponíveis em diferentes tipos de embalagens de acordo com a
necessidade do cliente/aplicação. Características técnicas de cada uma dessas embalagens são
apresentadas a seguir:

Carretel plástico 12,5 kg


Carretel em arame 16 kg Bobinamento random (CPR)
Bobinamento capa a capa (CACC)

Bobina sem núcleo ou carretel metálico


25 kg / 30 kg

Marathon™ Pac 100 kg / 250 kg


Barrica 250 kg (MP)

Arco Submerso
Carretéis embalados a vácuo - VacPac™ OK® Flux ESAB, a sua opção por desempenho e produtividade na
Maior proteção contra umidade. soldagem de aços carbono, aços inoxidáveis, revestimento duro e
aplicações especiais.
54
5 - ARCO SUBMERSO 5.2 - REVESTIMENTO DURO

(SOLDAGEM COM ARAMES TUBULARES) São ligas na sua grande maioria a base de Ferro com resistência a determinados mecanismos de desgaste como,
por exemplo, fricção metal-metal, compressão, abrasão e impacto. Essas ligas podem conter, em sua composição,
diferentes teores de elementos como Carbono, Manganês, Cromo, Molibdênio, Tungstênio, Vanádio e Nióbio, que serão
5.1 - AÇOS DE BAIXA LIGA responsáveis por conferir as propriedades desejadas.
São ligas Ferro-Carbono com adição intencional de pequenos teores de outros elementos de liga como, por exemplo,
Manganês, Silício, Níquel, Cromo, Cobre, Molibdênio e Vanádio, visando obtenção de melhores propriedades mecânicas. ARAME METAL APLICAÇÕES DUREZA TÍPICA DIÂMETRO EMBALAGEM FLUXO
TUBULAR DEPOSITADO (mm) (kg)
O teor total de liga nessa classe de aços varia de 1,5 a 5,0%. OK® (%)

ARAME METAL APLICAÇÕES DUREZA TÍPICA DIÂMETRO EMBALAGEM FLUXO


TUBULAR DEPOSITADO (mm) (kg)
TUBRODUR C 0,10 Arame tubular tipo “metal cored” que deposita um 03 ou mais 3,20 25 / 250 OK® Flux
OK® (%) 35 Si 0,75 revestimento duro para reconstrução e proteção anti- camadas: 10.61 B
Mn 2,30 desgaste em peças submetidas à pressão e abrasão. 32 - 37 HRc ou
DIN 8555
Cr 2,30 A combinação OK® Tubrodur 35 + OK® Flux 10.61 B (como soldado) 10.93 C
TUBROD C 0,13 Arame tubular tipo “metal cored”, designado para 315 HB 3,20 250 OK® Flux UP-1-GF-350
Ni 0,23 é designada para recuperação de peças rodantes
Si 0,40 soldagem de aços ligado ao Cr-Mo. É usado na (como soldado) 10.61 B (Aprox.)
B2 Mo 0,63 e tratores de esteiras como elos, rolos e rodas
Mn 1,00 reconstrução de rolos de lingotamento contínuo, ou guias. Pode também ser usado para reconstrução
Cr 1,40 obtendo-se depósito com alta resistência mecânica 10.93 C e enchimento de pás, pistas de rolamento como
Mo 0,50 à compressão em função do peso das placas. rolos e cilindros pelo processo de soldagem a arco
Apresenta boa resistência ao fadigamento térmico, submerso. O depósito é usinável.
ciclagem térmica e ao processo corrosivo. A elevada
dureza do depósito garante boa resistência à abrasão
e ao atrito, quando aplicado como revestimento final. TUBRODUR C 0,10 Arame tubular tipo “metal cored” que deposita um 03 ou mais 3,20 25 / 250 OK® Flux
40 Si 0,75 revestimento duro para recuperação e proteção anti- camadas: 10.61 B
Mn 2,65 desgaste de peças submetidas à pressão, abrasão e 42 HRc ou
TUBROD C 0,08 Arame tubular tipo “metal cored” que deposita um 250 HB 2,40 250 OK® Flux DIN8555
Cr 3,30 ao desgaste por fricção metal - metal. A combinação (como soldado) 10.93 C
B2 M Si 0,50 aço ligado ao Cr, Ni, Mo e V. A combinação do OK® (como soldado) 10.61 B UP-1-GF-40
Mo 1,10 OK® Tubrodur 40 + OK® Flux 10.61 B é designada
Mn 1,10 Tubrod B2M + OK® Flux 10.61B é designada para 3,20 250 ou (Aprox.)
para recuperação de esteiras de tratores, rolos de
Cr 1,10 soldagem de aços ligados ao Cr e Mo. É usado na 10.93 C
mineração e recuperação de peças e partes de
Ni 1,20 reconstrução de rolos de lingotamento contínuo,
maquinários de construção.
Mo 0,50 apresentando depósito com boas características
V 0,15 de tenacidade, elevada resistência à flexão e
compressão. Destaca-se pela excelente resistência TUBRODUR C 0,07 Arame tubular tipo “metal cored” que deposita um 03 ou mais 3,20 250 OK® Flux
ao fadigamento térmico, ciclagem térmica e ao 410 NiMo Si 0,40 aço inoxidável martensítico contendo 13% de Cromo. camadas: 10.61 B
processo corrosivo. Mn 0,90 O metal de solda tem boa resistência à trinca por 40 HRc ou
Cr 12,6 fadiga térmica, corrosão e desgaste, sendo adequado (como soldado) 10.93 C
TUBROD C 0,06 O OK® Tubrod WS é um arame tubular do tipo L.R. 620 MPa 3,20 25 OK® Flux Ni 4,00 para aplicações envolvendo desgaste à temperatura
Si 0,40 “metal cored” para soldagem em passe único ou L.E. 490 MPa 10.61 B Mo 0,90 elevada. A combinação OK® Tubrodur 410 Ni Mo +
WS OK® Flux 10.61 B é designada principalmente para
Mn 1,00 em multipasse, desenvolvido especialmente para A 25% ou
ASME recuperação de rolos de lingotamento contínuo, pelo
Cr 0,55 soldagem de aços patináveis resistentes à corrosão ChV (-50 °C) 78J 10.62 B
SFA-5.23 processo de soldagem a arco submerso.
Ni 0,65 do tipo Cor-Ten, SAC 41, SAC 50, NTU SAC 300 e ou
F8A6 - ECW-W
Cu 0,70 350, Cos-Ar-Cor, etc. A combinação do arame OK® 10.93 C
F55A5-ECW-W
Tubrod WS + OK® Flux 10.61B é designada para
soldagem e construção de pontes, viadutos, tanques,
TUBRODUR C 0,10 Arame tubular tipo “metal cored” que deposita um 03 ou mais 2,40 25 OK® Flux
410 M Si 0,40 aço inoxidável martensítico, contendo 12% de Cromo. camadas: 10.61 B
vagões e perfis para construção civil, bem como Mn 1,32 O metal de solda tem boa resistência à corrosão 47 HRc ou
3,20 250
plataformas marítimas e construções em contato com Cr 11,7 e desgaste, sendo adequado para aplicações (como soldado) 10.93 C
água salgada. O depósito apresenta com excelente Ni 2,60 envolvendo desgastes à temperaturas elevadas. A
acabamento e fácil remoção da escória. Seu elevado Mo 1,25 combinação OK® Tubrodur 410 M + OK® Flux 10.61
rendimento e taxa de deposição garantem alta V 0,20 B é designada principalmente para a recuperação
produtividade pelo processo arco submerso. Nb 0,18 de rolos de lingotamento contínuo, pelo processo de
soldagem a arco submerso.
TUBROD C 0,06 Arame tubular tipo “metal cored” que deposita um Como soldado 2,40 25 / 250 OK® Flux
ECF6 Si 0,40 aço ligado ao Mn, Cr, Ni e Mo para soldagem em L.R. 821 MPa 10.61 B
Mn 1,20 passe único ou multipasse. A combinação OK® L.E. 758 MPa ou
TUBRODUR C 0,05 Arame tubular tipo “metal cored” que deposita aço 03 ou mais 2,40 25 / 250 OK® Flux
3,20 25 / 250 Si 0,40 inoxidável martensítico contendo 12% de Cromo camadas: 10.61 B
ASME
Cr 0,40 Tubrod ECF6 + OK® Flux 10.61B é indicada na união A 19% 10.93 C 412 N
SFA-5.23 Mn 1,00 estabilizado ao Nitrogênio. A combinação OK® 42 HRc 3,20 25 / 250 ou
Mo 0,50 de aços que exigem requerimentos de resistência ChV (-73 °C) 71J Cr 12,0 Tubrodur 412 N + OK® Flux 10.61 B é designada (como soldado) 10.93 C
F11A8-ECF6-F6
Ni 2,10 mecânica e tenacidade elevadas. Devido à sua alta Ni 4,20 principalmente para a recuperação de rolos de
resistência à compressão, é utilizado também como Mo 1,00 lingotamento contínuo através do processo de
camada de almofada em aplicações de revestimento Nb 0,10 soldagem a arco submerso. A adição de Nitrogênio
duro, envolvendo reparo de rolos de laminação de V 0,13 e o menor teor de Carbono no metal de solda resulta
tiras a quente. O metal de solda apresenta ainda, N 0,07 na formação de nitretos associados ao Cromo e
ótima resistência à propagação de trincas. numa diminuição de carbonetos no contorno de grão
promovendo maiores resistência à fadiga térmica,
SIMBOLOGIA tenacidade e resistência à corrosão.

TUBRODUR C 0,06 Arame tubular tipo “metal cored” que deposita um 300 HB 2,40 100 OK® Flux
LR = Limite de resistência 1 MPa = 1 N/mm2 = 0,102 kg/mm2 430N Si 0,90 metal de solda ligado ao Cr, Ni e Mo e estabilizado (como soldado) 10.93 C
Mn 1,00 ao nitrogênio. A combinação OK® Tubrodur 430 +
LE = Limite de escoamento CC+ = Corrente contínua polaridade positiva Cr 17,50 OK® Flux 10.61B é indicada principalmente para
A = Alongamento CC- = Corrente contínua polaridade negativa Ni 5,30 recuperação de rolos de lingotamento contínuo, como
Mo 1,30 camada de amanteigamento e/ou intermediária entre
Ch V = Charpy (entalhe em V - resistência) HB = Dureza Brinell Nb 0,18 o metal de base e o revestimento duro que contenha
n = Rendimento HRc = Dureza Rockwell C V 0,18 teor de Cr em torno de 12 a 14%.
N 0,12
1 J = 0,102 kgfm ToTo = Tratamento térmico

OBSERVAÇÕES: Metal depositado: Valores médios estatísticos


Propriedades Mecânicas: Valores típicos/ASME
56 57
ARAME
TUBULAR
OK®
METAL
DEPOSITADO
(%)
APLICAÇÕES DUREZA TÍPICA DIÂMETRO
(mm)
EMBALAGEM
(kg)
FLUXO
(SOLDAGEM COM ARAMES SÓLIDOS)
TUBRODUR C 0,05 Arame tubular tipo “metal cored” que deposita 41 HRc 2,40 25 / 100 OK® Flux 5.3 - ARAMES SÓLIDOS OK® PARA ARCO SUBMERSO
414N Si 0,45 um aço inoxidável martensítico contendo 14% de (como soldado) 10.61 B
Mn 1,00 Cromo estabilizado ao Nitrogênio. A combinação 3,20 250 ou AÇOS DE BAIXO E MÉDIO TEOR DE CARBONO
Cr 14,00 OK® Tubrodur 414N + OK® Flux 10.61B é indicada 10.93 C
Ni 4,20 principalmente para a recuperação de rolos de
Mo 0,80 lingotamento contínuo através do processo de
Nb 0,12 soldagem ao arco submerso. A adição de Nitrogênio e Estes aços são ligas Ferro-Carbono com teor de Carbono até 0,5%. É comum, nessa classe de aços, a presença de
V 0,15 o menor teor de Carbono no metal de solda resultam elementos de ligas como Manganês e Silício. É a classe mais comum de aços e tende a apresentar soldabilidade de boa a
N 0,10 na formação de nitretos associados ao Cromo e razoável em função do teor de carbono.
numa diminuição de carbonetos no contorno de grão,
promovendo maiores resistência à fadiga térmica,
tenacidade e resistência à corrosão.
ARAME COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES DIÂMETRO
SÓLIDO DO ARAME (mm)
TUBRODUR C 0,20 Arame Tubular tipo “metal cored” que deposita 03 ou mais 3,20 250 OK® Flux OK® (%)

51 HSM Si 0,70 um aço ferramenta ligado ao Mn, V, Cr, Mo e W. A camadas: 10.61 B


Mn 2,60 combinação OK® Tubrodur 51 HSM + OK® Flux 10.61B 51 HRc ou Autrod C 0,09 Arame sólido cobreado para soldagem de aço carbono pelo processo arco submerso. O OK® 2,0
V 1,30 é designada principalmente para revestimentos duros (como soldado) 10.93 C Si <0,10 Autrod 12.10 é geralmente combinado com fluxos ativos ou ligados, podendo, em algumas 2,4
Cr 5,50 em reparos de rolos de laminação de tiras a quente, 12.10
Mn 0,50 aplicações, ser combinado com fluxos neutros. 3,2
Mo 1,60 em especial “wrapper rolls”, dentre outras. AWS / ASME SFA 5.17
4,0
W 1,40 EL12

EN 756
TUBRODUR C 0,90 Arame Tubular tipo “metal cored” que deposita um 03 ou mais 3,20 250 OK® Flux S1
58 HSM Si 1,20 aço ferramenta ligado ao Mn, V, Cr, Mo, W e Nb. A camadas: 10.61 B
Mn 1,00 combinação OK® Tubrodur 58 HSM + OK® Flux 10.61B 58HRc ou Autrod C 0,10 Arame sólido cobreado, acalmado, com médio teor de manganês, para soldagem pelo processo 1,6
V 0,90 é designada principalmente para revestimentos duros (como soldado) 10.93 C Si 0,20 arco submerso. O OK® Autrod 12.22 é geralmente combinado com fluxos neutros ou ativos 2,5
Cr 5,50 em recuperação de rolos de laminação de tiras a 12.22
Mn 1,00 podendo, em algumas aplicações, ser combinado com fluxos ligados. 3,2
Mo 1,20 quente, em especial “pinch rolls”, dentre outras. AWS / ASME SFA 5.17
4,0
W 1,00 EM12K
5,0*
Nb 5,50
EN756
S2Si

Autrod C 0,12 O OK® Autrod 12.32 é um arame sólido, cobreado, ligado ao Mn, para a soldagem ao arco 2,5
12.32* Si 0,30 submerso de aços estruturais de média e elevada resistência. O OK® Autrod 12.32 deve ser 3,2
Mn 1,70 empregado preferencialmente, com fluxo básico, neutro, como, por exemplo, o OK® Flux 10.62. 4,0
AWS / ASME SFA 5.17
5,0
EH12K

EN 756
S3Si

* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
58 59
5.4 - ARAMES SÓLIDOS OK® PARA ARCO SUBMERSO 5.5 - ARAMES SÓLIDOS OK® PARA ARCO SUBMERSO
AÇOS DE BAIXA LIGA AÇOS INOXIDÁVEIS

Aços de baixa liga são ligas Ferro-Carbono com adição intencional de pequenos teores de outros elementos de liga Os aços inoxidáveis são ligas Ferro-Cromo com, no mínimo, 12%Cr que lhe confere resistência à corrosão em contato
como, por exemplo, Manganês, Silício, Níquel, Cromo, Cobre, Molibdênio e Vanádio visando obtenção de propriedades com o ar atmosférico ou outros meios oxidantes. Adições de Níquel e outros elementos como, por exemplo, Molibdênio,
diferenciadas. O teor total de liga nessa classe de aços varia de 1,5 a 5,0%. Nóbio e Titânio são comuns nesse grupo de ligas visando alterar estrutura e propriedades.

ARAME COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES DIÂMETRO ARAME COMPOSIÇÃO APLICAÇÕES DIÂMETRO


SÓLIDO DO ARAME (mm) SÓLIDO DO ARAME (mm)
OK® (%) OK® (%)

Autrod C 0,10 Arame sólido cobreado, ligado ao molibdênio, para soldagem de aços carbono não ligados e de 2,4* OK® Autrod C <0,03 Indicado para soldagem de aços inoxidáveis do tipo 18% Cr - 8% Ni com baixo teor de carbono. 2,4
12.24 Si 0,10 baixa liga pelo processo arco submerso. O OK® Autrod 12.24 pode ser combinado com diversos 3,2 308L* Si 0,50 Esta liga apresenta boa resistência à corrosão em geral e, devido a seu baixo teor de C, ela 3,2
Mn 1,10 fluxos, gerando muitas aplicações possíveis, como soldagem de aços resistentes à fluência(0,5% 4,0 Mn 1,80 é especialmente resistente à corrosão intergranular. Por esses motivos, é usada largamente 4,0
AWS / ASME SFA 5.23 AWS / ASME SFA 5.9
Mo 0,50 Mo), aços estruturais, soldagens de tubulações até X70 e vasos de pressão. É empregado 5,0* Cr 20,30 na indústria química e alimentícia, bem como na soldagem tubulações e evaporadores. Não é
EA2 ER308L
largamente, por exemplo, na indústria Naval & Offshore. Ni 10,00 indicado para ambientes ricos em enxofre. Indicado em combinação com o fluxo OK® Flux 10.92B
e OK® FLux 10.93.
EN 756 ENISO S 19 9 L
S2Mo

EN 12070
OK® Autrod C <0,03 Indicado para soldagem de aços inoxidáveis austeníticos do tipo 24% Cr, 13%Ni. Também é 2,4
309L Si 0,50 indicada para soldagem de aços dissimilares. Utlilizado em especial nas indústrias petro-química, 3,2
S Mo
Mn 1,80 papel, celulose e alimentícia. Indicado em combinação com o fluxo OK® Flux 10.92B e OK® Flux 4,0
AWS / ASME SFA 5.9
Cr 24,00 10.93.
Autrod C 0,10 Arame sólido cobreado, ligado ao molibdênio, para soldagem de aços de média e alta resistência 2,5 ER309L
Ni 13,00
12.34* Si 0,15 pelo processo SAW. O OK® Autrod 12.34 é usado na soldagem de aços resistentes à fluência 3,2
Mn 1,50 (0,5% Mo), aços estruturais, vasos de pressão e tubulações até X80. Quando combinado com o 4,0 EN 12072 S 23 12 L
AWS / ASME SFA 5.23
Mo 0,50 fluxo OK® Flux 10.62, um cordão de solda com altíssima qualidade é obtido.Para aplicações de 5,0
EA4
alta diluição, como na indústria de fabricação de tubos, este arame pode ser combinado com OK®
Flux 10.74 ou 10.77. OK® Autrod C <0,03 Indicado para soldagem de aços inoxidáveis austeníticos estabilizados ao Nb do tipo 18%Cr- 2,4
EN 756
316L Si 0,50 8%Ni. Devido ao fato de ser estabilizado apresenta boa resistência a corrosão intergranular e 3,2
S3Mo Mn 1,80 pode ser usado em elevadas temperaturas. Indicado em combinação com o fluxo OK® Flux 10.92B 4,0
AWS / ASME SFA 5.9
Cr 19,00 e OK® Flux 10.93.
EN 12070 ER316L
Ni 12,50
S MnMo Mo 2,80
EN ISO 14343 W 19 12 3 L

Autrod C 0,10 Arame sólido cobreado, de baixa liga, designado para soldagem ao arco submerso de aços 2,5
13.10 SC* Si 0,15 resistentes à fluência do tipo 1,25%Cr 0,5%Mo. Este arame pode ser usado com fluxo OK® Flux 3,2 OK® Autrod C <0,08 Indicado para soldagem de aços inoxidáveis austeníticos estabilizados ao Nb do tipo 18%Cr- 2,4
Mn 0,70 10.62 para arame único e múltiplos arames. Produz um metal de solda com baixo nível de oxigênio 4,0 347 Si 0,50 8%Ni. Devido ao fato de ser estabilizado apresenta boa resistência a corrosão intergranular e 3,2
AWS / ASME SFA 5.23 Mn 1,80 pode ser usado em elevadas temperaturas. Indicado em combinação com o fluxo OK® Flux 10.92B 4,0
Cr 1,20 (aprox. 300 ppm) e hidrogênio (Max. 5 ml/100g). Ótimo desempenho tanto em C.C. quanto em
EB2R AWS / ASME SFA 5.9
Mo 0,50 C.A., em único e multipasses sem limite de espessura; Pode ser aplicado em soldagem “narrow Cr 20,00 e OK® Flux 10.93.
ER347
gap” devido ao excelente destacamento da escória. Ni 10,00
EM 12070
Nb <1,00
S CrMo1 EN ISO 14343 W 19 9 Nb

Autrod C 0,10 O OK® Autrod 13.20 SC é um arame sólido, cobreado, ligado ao CrMo destinado a soldagem ao 2,5
13.20 SC* Si 0,15 arco submerso de aços resistentes a fluência do tipo 2.25 Cr1Mo. Indicado com o fluxo OK® Flux 3,2
Mn 0,60 10.62. 4,0
AWS / ASME SFA 5.23
Cr 2,30
EB3R
Mo 1,00
EM 12070
S CrMo2

Autrod C 0,10 Arame sólido cobreado, ligado ao Cu-Ni, para soldagem pelo processo SAW. Destinado à 2,5
13.36* Si 0,30 soldagem de aços patináveis, como COR-TEN, Cos-Ar-Cor, Patinax, Dillicor, SAC 300 e 350, SAC 3,2
Mn 1,00 41 e 50. Pode ser combinado com o fluxo OK® Flux 10.71. 4,0
AWS / ASME SFA 5.23
Cr 0,30
EG
Ni 0,80
Cu 0,50
EN 756
S2Ni1Cu

* Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações. * Produto sob consulta. Favor entrar em contato com a ESAB para maiores informações.
60 61
(FLUXOS) 5.8 - FLUXOS AGLOMERADOS - NEUTROS

5.6 - FLUXOS AGLOMERADOS PARA REVESTIMENTO DURO OK®


FLUX
APLICAÇÕES ARAME CLASSIFICAÇÃO METAL
DEPOSITADO
PROPRIEDADES
MECÂNICAS
(%) TÍPICAS

OK® APLICAÇÕES ARAME CLASSIFICAÇÃO METAL PROPRIEDADES


FLUX DEPOSITADO MECÂNICAS
Neutro Fluxo aglomerado neutro de elevada basicidade, OK® Tubrod WS ASME SFA-5.23 C 0,06 L.R. 620 MPa
(%) TÍPICAS 10.61B designado para soldagem de aços de média e F8A6-ECW-W Si 0,40 L.E. 490 MPa
alta resistência em mono ou multipasses em CC+. (F55A5-ECW-W) Mn 1,00 A 25%
Apresenta excelente performance na soldagem Cr 0,55 Ch V (-51 °C) 60J
Ligado Fluxo aglomerado ligado ao cromo, utilizado em CC+ OK® Autrod 12.10 DIN 8555 C 0,20 Dureza Típica
com arames tubulares e fácil remoção de escória, Ni 0,65
10.35H para revestimentos duros e placagem resistentes ao ASME SFA-5.17 UP-1-GW-350 Si 0,50 35 HRc
mesmo ao rubro. Recomendado para soldagem em Cu 0,70
desgaste abrasivo. Possui excelente capacidade de EL12 Mn 1,50 Parâmetros:
Revestimento combinação com arames baixa liga e ligados na
duro remoção de escória, mesmo sobre metal ao rubro, Cr 1,30 Arame: 2,38 mm
recuperação de rolos de lingotamento contínuo, de OK® Tubrod B2 Não aplicável C 0,13 315 HB
o que facilita a operação de revestimento de peças Cu 0,10 350 A / 29 V
mineração e materiais rodantes. Si 0,40 (como soldado)
rodantes, links, rolos e rodas guia. O depósito é 40 cm / min
usinável. Mn 1,00
Cr 1,40
Mo 0,50
Ligado Fluxo aglomerado ligado ao cromo e molibdênio, OK® Autrod 12.10 DIN 8555 C 0,30 Dureza Típica
10.35 utilizado em CC+ para revestimentos duros e ASME SFA-5.17 UP-1-GW-50 Si 0,74 50 HRc
OK® Tubrod B2M Não aplicável C 0,08 250 HB
placagem resistentes ao desgaste abrasivo. EL12 Mn 1,50 Parâmetros:
Revestimento Si 0,50 (como soldado)
duro Aplicável para proteção anti-desgaste em peças Cr 2,20 Arame: 2,38 mm
Mn 1,10
submetidas à pressão e abrasão e ao desgaste Mo 2,20 350 A / 29 V
Cr 1,10
por fricção metal-metal. Recomendado para Cu 0,10 40 cm / min
Ni 1,20
recuperação de peças rodantes, rolos, rodas guias e
Mo 0,50
esteiras de tratores.
V 0,15

OK® Tubrod M2 ASME SFA-5.23 C 0,075 L.R. 908 MPa


F12A10- Si 0,45 L.E. 851 MPa
5.7 - FLUXOS AGLOMERADOS - LIGADOS ECM2-M2
(F83A7-
Mn 1,40
Cr 0,35
A 19%
Ch V (-73 °C) 55J
ECM2-M2) Ni 1,90
OK® APLICAÇÕES ARAME CLASSIFICAÇÃO METAL PROPRIEDADES
Cu 0,55
FLUX DEPOSITADO MECÂNICAS
(%) TÍPICAS OK® Tubrod ECF6 ASME SFA-5.23 C 0,06 (como soldado)
F11A8-ECF6-F6 Si 0,40 L.R. 821 MPa
Ligado Fluxo aglomerado ligado ao cromo, níquel e cobre, OK® Autrod 12.10 ASME SFA-5.23 C 0,06 L.R. 590 MPa Mn 1,20 L.E. 758 MPa
10.81W desenvolvido especialmente para a soldagem de ASME SFA-5.17 F8AZ-EL12-G Si 0,40 L.E. 500 MPa Cr 0,40 A 19%
aços patináveis resistentes à corrosão atmosférica EL12 (F55AZ-EL12-G) Mn 0,85 A 27% Mo 0,50 Ch V (-73 °C) 71J
como o aço Cor-Ten, Ntu SAC 41, SAC 50, SAC Cr 0,45 Ni 2,10
300, SAC 350, Cos-Ar-Cor, etc. Pode ser utilizado Ni 0,60
com único ou multiplos arames, em mono ou Cu 0,40
multipasses, para soldagem de chapas com até 25,4
mm de espessura. Empregado na construção de OK® Autrod 12.22 ASME SFA-5.23 C 0,06 L.R. 650 MPa
pontes, viadutos,tanques, vagões e perfis. ASME SFA-5.17 F8AZ-EM12K-G Si 0,60 L.E. 560 MPa
EM12K (F55AZ-EM12K-G) Mn 1,30 A 25%
Cr 0,45 OK® Tubrodur 35 DIN 8555 C 0,10 3 camadas
Ni 0,50 UP-1-GF-350 Si 0,80 ou mais:
Cu 0,50 Mn 2,00 32 - 37 HRc
Cr 2,50 (como soldado)
Ni 0,20
Mo 0,60

OK® Tubrodur 40 DIN 8555 C 0,12 3 camadas


UP-1-GF-40 Si 0,40 ou mais:
(aprox.) Mn 2,90 42 HRc
Cr 3,00 (como soldado)
Mo 0,80

OK® Tubrodur Não aplicável C 0,06 3 camadas


410 NiMo Si 0,40 ou mais:
Mn 1,00 40 HRc
Cr 13,00 (como soldado)
Ni 4,50
Mo 1,00

OK® Tubrodur Não aplicável C 0,12 3 camadas


410 M Si 0,45 ou mais:
Mn 1,25 44-50 HRc
Cr 12,00 (como soldado)
Ni 2,30 48 HRc
Mo 1,25 (T.T. 500 °C c/8 h)
V 0,25
Nb 0,22

62 63
OK® APLICAÇÕES ARAME CLASSIFICAÇÃO METAL PROPRIEDADES OK® APLICAÇÕES ARAME CLASSIFICAÇÃO METAL PROPRIEDADES
FLUX DEPOSITADO MECÂNICAS FLUX DEPOSITADO MECÂNICAS
(%) TÍPICAS (%) TÍPICAS

Neutro Fluxo aglomerado neutro de elevada basicidade, OK® Tubrodur Não aplicável C 0,05 3 camadas Neutro Fluxo aglomerado neutro, de elevada basicidade, OK® Autrod 12.34 ASME SFA-5.23 C 0,10 Como soldado
10.61B designado para soldagem de aços de média e 412 N Si 0,50 ou mais: 10.62 apropriado para a soldagem “Narrow Gap”. ASME SFA-5.23 F8A6-EA4-A4 Si 0,20 L.R. 620 MPa
alta resistência em mono ou multipasses em CC+. Mn 1,30 42 HRc Apresenta bom destacamento de escória e fusão EA4 (F55A5-EA4-A4) Mn 1,40 L.E. 540 MPa
EN 760
Apresenta excelente performance na soldagem Cr 12,00 (como soldado) SA FB 155 AC H5 uniforme nas laterais do cordão, aplicável na Mo 0,50 A 24%
com arames tubulares e fácil remoção de escória, Ni 4,50 soldagem com múltiplos arames em CC+/CA. Ch V (-51 °C) 45J
mesmo ao rubro. Recomendado para soldagem em Mo 1,00 Indicado para soldagem de vasos de pressão, em
combinação com arames baixa liga e ligados na V 0,08 aplicações nucleares e em construções Offshore, ASME SFA-5.23 Como tratado
recuperação de rolos de lingotamento contínuo, de Nb 0,08 com excelentes valores no ensaio CTOD. Oferece F8P6-EA4-A4 (ToTo 620 °C c/1h)
mineração e materiais rodantes. N 0,065 baixíssimos níveis de oxigênio e hidrogênio difusível (F55A5-EA4-A4) L.R. 620 MPa
no metal de solda. L.E. 540 MPa
OK® Tubrodur Não aplicável C 0,23 3 camadas Homologações: A 25%
420 Si 0,50 ou mais: DNV, ABS, BV, GL, LR. Ch V (-51 °C) 40J
Mn 1,25 52 HRc Favor consultar a ESAB para maiores informações.
Cr 12,50 (como soldado) ASME SFA-5.23 ASME SFA-5.23 C 0,06 L.R. 560 MPa
Mo 0,20 ENi1 F7A6-ENi1-Ni1 Si 0,20 L.E. 470 MPa
(F48A5-ENi1-Ni1) Mn 1,00 A 28%
OK® Tubrodur Não aplicável C 0,03 ----- Ni 0,90 Ch V (-51 °C) 60J
316L Si 0,50
Mn 0,90 OK® Autrod 13.10 SC ASME SFA-5.23 C 0,08 Como Tratado
Cr 18,50 ASME SFA-5.23 F8P2-EB2R-B2 Si 0,22 (ToTo 690 °C c/1h)
Ni 11,50 EB2R (F55P3-EB2R-B2) Mn 0,7 L.R. 610 MPa
Mo 2,70 Cr 1,1 L.E. 500 Mpa
Mo 0,5 Ch V (-30 °C) 80J
Neutro Fluxo aglomerado neutro, de elevada basicidade, OK® Autrod 12.22 ASME SFA-5.17 C 0,07 Como soldado:
10.62 apropriado para a soldagem “Narrow Gap”. ASME SFA-5.17 F7A8-EM12K Si 0,30 L.R. 500 MPa
Apresenta bom destacamento de escória e fusão EM12K (F48A6-EM12K) Mn 1,00 L.E. 410 MPa
EN 760 Neutro Fluxo aglomerado neutro básico, desenvolvido OK® Autrod 12.10 ASME SFA-5.17 C 0,03 L.R. 450 MPa
SA FB 155 AC H5 uniforme nas laterais do cordão, aplicável na A 33%
10.71 especialmente para aplicações de alta ASME SFA-5.17 F6A4-EL12 Si 0,15 L.E. 390 MPa
soldagem com múltiplos arames em CC+/CA. Ch V (-62 °C) 35J
responsabilidade, soldagem em mono ou EL12 (F43A4-EL12) Mn 0,80 A 24%
Indicado para soldagem de vasos de pressão, em EN 760
SA AB 1 67 AC H5 multipasses de aços de média e alta resistência, Cu 0,07 Ch V (-40 °C) 65J
aplicações nucleares e em construções Offshore, ASME SFA-5.17 Como tratado com boa tenacidade até -40 °C, em combinação
com excelentes valores no ensaio CTOD. Oferece F6P8-EM12K (ToTo 620 °C c/1h) com arames médio teor de carbono e baixas ligas. OK® Autrod 12.22 ASME SFA-5.17 C 0,05 Como soldado
baixíssimos níveis de oxigênio e hidrogênio difusível (F43P6-EM12K) L.R. 480 MPa Esse fluxo pode ser utilizado em CC+ / CA. Aplicável ASME SFA-5.17 F7A5-EM12K Si 0,24 L.R. 500 MPa
no metal de solda. L.E. 360 MPa em construções navais, plataformas marítimas, EM12K (F48A4-EM12K) Mn 1,20 L.E. 420 MPa
Homologações: A 34% vasos de pressão, pontes, fabricação de torres Cu 0,10 A 30%
DNV, ABS, BV, GL, LR. Ch V (-62 °C) 35J eólicas e soldas multipasses independente da Ch V (-46 °C) 40J
Favor consultar a ESAB para maiores informações.
espessura do metal de base.
OK® Autrod 12.32 ASME SFA-5.17 C 0,10 Como soldado Homologações:
ASME SFA-5.17 F7A8-EH12K Si 0,35 L.R. 570 MPa ASME SFA-5.17 Como tratado
DNV, ABS, BV, GL, LR e FBTS.
EH12K (F48A6-EH12K) Mn 1,60 L.E. 475 MPa F6P2-EM12K (ToTo 620 °C c/1h)
Favor consultar a ESAB para maiores informações.
A 28% (F43P3-EM12K) L.R. 470 MPa
Ch V (-62 °C) 70J L.E. 370 MPa
A 33%
Ch V (-29 °C) 120J
ASME SFA-5.17 Como tratado
F7P8-EH12K (ToTo 620 °C c/1h)
(F48P6-EH12K) L.R. 510 MPa OK® Autrod 12.32 ASME SFA-5.23 C 0,09 Como soldado
L.E. 410 MPa ASME SFA-5.23 F7A5-EH12K Si 0,50 L.R. 580 MPa
A 28% EH12K (F48A4-EH12K) Mn 2,00 L.E. 480 MPa
Ch V (-62 °C) 60J A 28%
Ch V (-46 °C) 40J
OK® Autrod 12.24 ASME SFA-5.23 C 0,07 Como soldado
ASME SFA-5.23 F8A6-EA2-A2 Si 0,20 L.R. 580MPa ASME SFA-5.23 Como tratado
EA2 (F55A5-EA2-A2) Mn 1,00 L.E. 500 MPa F7P5-EH12K (ToTo 620 °C c/1h)
Mo 0,50 A 25% (F48P4-EH12K) L.R. 570 MPa
Ch V (-51 °C) 45J L.E. 470 MPa
A 28%
Ch V (-46 °C) 35J
ASME SFA-5.23 Como tratado
F7P6-EA2-A2 (ToTo 620 °C c/1h)
(F48P5-EA2-A2) L.R. 530 MPa ASME SFA-5.17 ASME SFA-5.23 C 0,05 L.R. 530 MPa
L.E. 470 MPa EM13K F7A4-EM13K Si 0,50 L.E. 430 MPa
A 26% (F48A4-EM13K) Mn 1,40 A 29%
Ch V (-51 °C) 40J Cu 0,10 Ch V (-40 °C) 80 J

OK® Autrod 12.24 ASME SFA-5.23 C 0,05 Como soldado


OK® Autrod 12.44 ASME SFA-5.23 C 0,08 Como soldado
ASME SFA-5.23 F8A2-EA2-A4 Si 0,40 L.R. 590 MPa
ASME SFA-5.23 F9P8-EA3-A3 Si 0,20 L.R. 700 MPa
EA2 (F55A3-EA2-A4) Mn 1,40 L.E. 520 MPa
EA3 (F62P6-EA3-A3) Mn 1,90 L.E. 600 MPa
Mo 0,50 A 24%
Mo 0,50 A 27%
Ch V (-29 °C) 50 J
Ch V (-62 °C) 50J

ASME SFA-5.23 Como tratado


Como tratado
F7P0-EA2-A4 (ToTo 620 °C c/1h)
(ToTo 620 °C c/1h)
(F48P2-EA2-A4) L.R. 580 MPa
L.R. 690 MPa
L.E. 500 MPa
L.E. 590 MPa
A 27%
A 26%
Ch V (-18 °C) 50 J
Ch V (-62 °C) 40J

64 65
OK®
FLUX
APLICAÇÕES ARAME CLASSIFICAÇÃO METAL
DEPOSITADO
PROPRIEDADES
MECÂNICAS 5.9 - FLUXOS AGLOMERADOS - ATIVOS
(%) TÍPICAS

Neutro Fluxo aglomerado neutro básico, desenvolvido OK® Autrod 12.34 ASME SFA-5.23 C 0,09 Como soldado OK® APLICAÇÕES ARAME CLASSIFICAÇÃO METAL PROPRIEDADES
FLUX DEPOSITADO MECÂNICAS
10.71 especialmente para aplicações de alta ASME SFA-5.23 F8A4-EA4-A3 Si 0,40 L.R. 620 MPa (%) TÍPICAS
responsabilidade, soldagem em mono ou EA4 (F55A4-EA4-A3) Mn 1,60 L.E. 535 MPa
EN 760
SA AB 1 67 AC H5 multipasses de aços de média e alta resistência, Mo 0,50 A 27%
com boa tenacidade até -40 °C, em combinação Ch V (-40 °C) 45J Ativo Fluxo aglomerado ativo, ácido, de grande OK® Autrod 12.10 ASME SFA-5.17 C 0,07 L.R. 575 MPa
com arames médio teor de carbono e baixas ligas. 10.81 versatilidade. Aplicável em velocidade de soldagem ASME SFA-5.17 F7AZ-EL12 Si 1,00 L.E. 490 MPa
Esse fluxo pode ser utilizado em CC+ / CA. Aplicável elevada, em CC+ / CA. Destaca-se por sua excelente EL12 (F48AZ-EL12) Mn 1,50 A 28%
ASME SFA-5.23 Como tratado
em construções navais, plataformas marítimas, remoção de escória e ótima aparência do cordão de Cu 0,10
F8P2-EA4-A3 (ToTo 620 °C c/1h)
vasos de pressão, pontes, fabricação de torres solda. Aplicável em construções gerais, tubulações,
(F55P3-EA4-A3) L.R. 605 MPa
eólicas e soldas multipasses independente da perfis e rodas. Em soldas multipasses é possível o OK® Autrod 12.22 ASME SFA-5.17 C 0,08 L.R. 635 MPa
L.E. 505 MPa
espessura do metal de base. aumento dos teores de Si e Mn do metal de solda; ASME SFA-5.17 F7A0-EM12K Si 1,08 L.E. 560 MPa
A 26%
Homologações: recomenda-se uma espessura máxima da chapa a EM12K (F48A2-EM12K) Mn 1,65 A 27%
Ch V (-29 °C) 40J
DNV, ABS, BV, GL, LR e FBTS. ser soldada de 25 mm. Cu 0,10 Ch V (-18 °C) 32J
Favor consultar a ESAB para maiores informações.
OK® Autrod 13.36 ASME SFA-5.23 C 0,08 L.R. 580 MPa
ASME SFA-5.23 F8A2-EG-G Si 0,50 L.E. 490 MPa Ativo Fluxo aglomerado ativo, ácido, designado para OK® Autrod 12.10 ASME SFA-5.17 C 0,06 L.R. 510 MPa
EG (F55A3-EG-G) Mn 1,30 A 27% 350 soldas em juntas de topo e ângulo, único passe ASME SFA-5.17 F7A2-EL12 Si 0,88 L.E. 420 MPa
Cr 0,30 Ch V (-29 °C) 55J ou multipasses, de chapas de aço carbono em EL12 (F48A3-EL12) Mn 1,58 A 32%
Ni 0,70 CC+ / CA. Destaca-se por sua excelente remoção Cu 0,08 Ch V (-29 °C) 35J
Cu 0,50 de escória e ótima aparência do cordão de solda,
mesmo em superfícies oxidadas. Aplicável em OK® Autrod 12.22 ASME SFA-5.17 C 0,07 L.R. 540 MPa
ASME SFA-5.23 ASME SFA-5.23 C 0,04 L.R. 800 MPa construções navais, vasos de pressão e soldas ASME SFA-5.17 F7A2-EM12K Si 1,03 L.E. 440 MPa
EF6 F10A4-EF6-F6 Si 0,50 L.E. 670 MPa estruturais em geral. Apresenta boa performance EM12K (F48A3-EM12K) Mn 1,80 A 32%
(F69A4-EF6-F6) Mn 1,85 A 20% até 1100A. Em soldas multipasses, é possível o Cu 0,08 Ch V (-29 °C) 32J
Ni 2,20 Ch V (-40 °C) 50J aumento dos teores de Si e Mn do metal de solda;
Mo 0,40 recomenda-se uma espessura máxima de chapa a
ASME SFA-5.17 ASME SFA-5.17 C 0,06 L.R. 600 MPa
Cu 0,35 ser soldada de 25 mm.
EM13K F7A2-EM13K Si 1,26 L.E. 490 MPa
(F48A3-EM13K) Mn 1,86 A 25%
Cu 0,08 Ch V (-29 °C) 40J
Neutro Fluxo aglomerado neutro, básico, principalmente OK® Autrod 12.22 ASME SFA-5.17 C 0,05 L.R. 500 MPa
10.72 utilizado em aplicações onde elevada tenacidade ASME SFA-5.17 F7A8-EM12K Si 0,30 L.E. 415 MPa
é requerida abaixo de -50 °C, em juntas de alta EM12K (F48A6-EM12K) Mn 1,50 A 30%
EN 760
SA AB 1 57 AC H5 diluição. Apresenta excelente remoção de escória Ch V (-62 °C)50J
em chanfros estreitos tipo V. O OK® Flux 10.72
foi especialmente desenvolvido para a soldagem OK® Autrod 12.24 ASME SFA-5.23 C 0,05 Como soldado
de torre de usina eólica. Aplicado em correntes ASME SFA-5.23 F8A5-EA2-A3 Si 0,20 L.R. 590 MPa
CC+ / CA, suporta altas densidades de corrente EA2 (F55A4-EA2-A3) Mn 1,60 L.E. 500 MPa
em aplicações com arame único ou múltiplos Mo 0,50 A 25%
arames. Pode ser utilizado em soldas multipasses Ch V (-46 °C)35J
independente da espessura da chapa.
ASME SFA-5.23 Como tratado
F8P5-EA2-A3 (ToTo 620 °C c/1h)
(F55P4-EA2-A3) L.R. 580 MPa
L.E. 490 MPa
A 25%
Ch V (-46 °C)35J

Neutro Fluxo aglomerado neutro, semibásico, designado OK® Autrod 12.22 ASME SFA-5.17 C 0,04 L.R. 500 MPa
429 para soldas em mono ou multipasses em chapas de ASME SFA-5.17 F7A2-EM12K Si 0,50 L.E. 420 MPa
aço de baixo e médio teor de carbono e baixa liga. EM12K (F48A3-EM12K) Mn 1,30 A 30%
Destaca-se por sua boa remoção de escória e ótima Cu 0,08 Ch V (-29 °C) 40J
aparência do cordão de solda, mesmo em chanfros
apertados e superfícies moderadamente oxidadas. ASME SFA-5.17 ASME SFA-5.17 C 0,04 L.R. 530 MPa
Indicado para uso em CA e CC+ em soldas com um EM13K F7A2-EM13K Si 0,66 L.E. 450 MPa
ou mais arames. Aplicável em construções navais, (F48A3-EM13K) Mn 1,40 A 29%
pontes, vasos de pressão e soldas estruturais em Cu 0,08 Ch V (-29 °C) 35J
geral. Apresenta bom desempenho até 1000A.
Homologações:
OK® Autrod 12.24 ASME SFA-5.23 C 0,06 L.R. 640 MPa
DNV, BV, LR e FBTS. Favor consultar a ESAB para
ASME SFA-5.23 F8A2-EA2-A3 Si 0,43 L.E. 570 MPa
maiores informações
EA2 (F55A3-EA2-A3) Mn 1,40 A 26%
Mo 0,48 Ch V (-29 °C) 50J
Cu 0,08

66 67
5.10 - FLUXOS AGLOMERADOS - AÇOS INOXIDÁVEIS RESSECAGEM ABREVIAÇÕES

OK® APLICAÇÕES ARAME CLASSIFICAÇÃO METAL PROPRIEDADES Para melhor desempenho do fluxo durante a soldagem, recomenda-se sua
FLUX DEPOSITADO MECÂNICAS ressecagem. L.R................Limite de Resistência
(%) TÍPICAS
L.E................Limite de Escoamento
Volume: Compatível com o consumo diário/semanal.
A...................Alongamento
Neutro Fluxo aglomerado básico não ligado para soldagem OK® Autrod 308L Não aplicável C 0,03 L.R. 560 MPa Faixa da temperatura efetiva uniforme no fluxo: 250- 300 °C
ao arco submerso de aços inoxidáveis e aços alta ASME SFA-5.9 Si 0,60 L.E. 400 MPa Ch V..............Charpy (entalhe em V - resiliência)
10.93 Duração de tratamento: 2- 3 horas na temperatura efetiva/ patamar
liga ligados ao CrNiMo como aços inoxidáveis ER308L Mn 1,40 Ch V (-40 °C) 75J 1 J................ 0,102 kgfm
EN 760
SA AF 2 DC duplex. Cr 20,00 Ch V (-60 °C) 65J 1 MPa.......... 1 N/mm2 = 0,102 kg/mm2
Homologações: Ni 10,00 Ch V (-110 °C) 55J
VdTÜV, DNV e GL. Ch V (-196 °C) 40J
CONSERVAÇÃO CC+............. Corrente contínua polaridade positiva
Favor consultar a ESAB para maiores informações. CA................ Corrente alternada

OK® Autrod 309L Não aplicável C 0,03 L.R. 570 MPa Recomenda-se a conservação do fluxo em estufa, na faixa de temperatura HB............... Dureza Brinell
ASME SFA-5.9 Si 0,60 L.E. 430 MPa indicada, no período compreendido entre sua ressecagem e utilização. HRc.............. Dureza Rockwell C
ER309L Mn 1,50 Ch V (-60 °C) 70J Faixa de temperatura: 100-150 °C
T.T............... Tratamento térmico
Cr 24,0 Ch V (-110 °C) 60J
Ni 12,50 Ch V (-196 °C) 35J ABS............. American Bureau of Shipping
BV................ Bureau Veritas
OK® Autrod 316L Não aplicável C 0,03 L.R. 565 MPa DNV............. Det Norske Veritas
ASME SFA-5.9 Si 0,60 L.E. 390 MPa LRS.............. Lloyd’s Register of Shipping
ER316L Mn 1,40 Ch V (-40 °C) 95J
FBTS............ Fundação Brasileira de Tecnologia
Cr 18,5 Ch V (-60 °C) 90J
da Soldagem
Ni 11,5 Ch V (-110 °C) 75J
Metal depositado = valores médios estatísticos
Mo 2,70 Ch V (-196 °C) 40J
Propriedades Mecânicas= Valores típicos/ASME
( ) Classificação conforme Sistema Internacional de Unidades (S. I.)
OK Autrod 347
®
Não aplicável C 0,03 L.R. 635 MPa
ASME SFA-5.9 Si 0,50 L.E. 455 MPa
ER347 Mn 1,10 Ch V (-60 °C) 85J
Cr 19,20 Ch V (-110 °C) 60J
Ni 9,60 Ch V (-196 °C) 30J CLASSIFICAÇÃO PARA FLUXOS AGLOMERADOS

OK® Autrod 2209 Não aplicável C 0,02 L.R. 780 MPa ASME SFA - 5.17/ AWS A - 5.17 ASME SFA - 5.23/ AWS A - 5.23
Si 0,80 L.E. 630 MPa
Mn 1,30 Ch V (-20 °C) 125J Indica um fluxo para arco submerso. Indica um fluxo para arco submerso.
Cr 22,00 Ch V (-40 °C) 110J Indica que o fluxo é reciclado; a omissão do Indica que o fluxo é reciclado; a omissão do
Ni 9,00 Ch V (-60 °C) 80J “S” indica que o fluxo é virgem. “S” indica que o fluxo é virgem.
Mo 3,00 Indica a mínima resistência à tração do metal Indica a mínima resistência à tração do metal
depositado em unidades de 10.000 psi. depositado em unidades de 10.000 psi.
OK Autrod 312
®
Não aplicável C 0,10 ----- Designa a condição de tratamento térmico da
Designa a condição de tratamento térmico da
ASME SFA-5.9 Si 0,50 condução dos testes:
condução dos testes:
A: como soldado; P: com tratamento térmico.
ER312 Mn 1,50 A: como soldado; P: com tratamento térmico.
Cr 29,00 Indica a temperatura em °F à qual ou acima
da qual o metal depositado apresenta um
Ni 9,50 valor acima de 20 ft.lbf (27 J).
Indica a temperatura em °F à qual ou acima
da qual o metal depositado apresenta um
FS XXX - EC XXX - HX valor acima de 20 ft.lbf (27 J).
OK® Autrod 318 Não aplicável C 0,03 L.R. 600 MPa Designador suplementar opcional para o
ASME SFA-5.9 Si 0,50 L.E. 440 MPa hidrogênio difusível. N - requisitos especiais para aplicações
nucleares.
ER318 Mn 1,20 Ch V (-60 °C) 90J Classificador do arame: R - atende a requisitos de tensões residuais
Cr 18,50 Ch V (110 °C) 40J E: eletrodo; EC: arame tubular. FS XXX - EC XXXX - XXXHX reduzidas para aplicações de resfriamento
por patamares.
Ni 12,00
Designador suplementar opcional para o
Mo 2,60 hidrogênio difusível.
Indica a composição química do metal de
OK® Autrod 385 Não aplicável C 0,03 L.R. 530 MPa solda.
ASME SFA-5.9 Si 0,60 L.E. 310 MPa
Classificador do arame:
ER385 Mn 1,50 Ch V (20°C) 80J E: eletrodo; EC: arametubular.
Cr 19,00
Ni 25,00
Mo 4,00

5.11 - FLUXOS PARA APLICAÇÕES ESPECIAIS COMBINAÇÕES ARAME-FLUXO HOMOLOGADAS

OK® APLICAÇÕES ARAME CLASSIFICAÇÃO METAL PROPRIEDADES CLASSIFICAÇÃO I GRAU NAVAL


FLUX DEPOSITADO MECÂNICAS COMBINAÇÃO
FBTS ABS BV DNV GL LR
(%) TÍPICAS
OK® Flux 10.71 + OK® Autrod 12.10 ------ 3M A3M III M 3M D BF 3M NA
OK® Flux 10.71 + OK® Autrod 12.20 F7A4-EM12K 4Y400 A4Y40 M IV Y40M ------ D BF 3YM, 3YT NR 35
10.70B O OK® Flux 10.70B é um fluxo aglomerado básico, OK® Autrod 12.22 ASME SFA-5.17 C 0,03 Como soldado OK® Flux 10.71 + OK® Autrod 12.22 F7A4-EM12K 4Y400M 4Y40 M IV Y40M 4Y40M D BF 3M 4Y40M H15
designado para soldas mono ou multipasses em ASME SFA-5.17 F7A4-EM12K Si 0,37 L.R. 530 MPa OK® Flux 10.71 + OK® Autrod 12.24 ------ 3YTM A3,3Y TM III YTM 3YTM D BF 3T, 3YT, 3YM NR 35
chapas de aço de baixo e médio teor de carbono EM12K (F48A4-EM12K) Mn 1,40 L.E. 430 MPa
OK® Flux 429 + OK® Autrod 12.20 F7A2-EM12K 3YM A3Y TM III YM ------ D BF 3YM NR NA
e baixa liga. Destaca-se por sua boa remoção de Ni 0,44 A 31%
escória e ótima aparência do cordão de solda, Mo 0,30 Ch V (-40 °C) 50J
mesmo em superfícies moderadamente oxidadas. Cu 0,08
Apresenta boas propriedades mecânicas após
tratamento térmico. Indicado para uso em CA e ASME SFA-5.17 Como tratado
CC+ em soldas com um ou mais arames. Aplicável F7P2-EM12K L.R. 520 MPa
em construções navais, pontes, vasos de pressão (F48P3-EM12K) L.E. 425 MPa
e soldas estruturais em geral. Apresenta bom A 33%
desempenho de até 1000A. Ch V (-29 °C) 42J

68 69
ÍNDICE CONSUMÍVEL POR PÁGINA
CLASSIFICAÇÃO DOS CONSUMÍVEIS PARA REVESTIMENTO DURO
DE ACORDO COM A NORMA DIN 8555

Coreshield 15........................48 OK 86.08................................14 OK Tigrod 19.49....................26


Ex: DIN 8555 UP 8 GW 200 KP ( arco submerso com arame sólido ) Dual Shield 7100 LH.............40 OK 9010 Plus..........................6 OK Tigrod 19.85....................26
Dual Shield 71SR..................40 OK 9015 B9.............................9 OK Tigrod 22.09....................25
OK 21.01................................16 OK 9018 CM...........................8 OK Tigrod 25.09....................25
UP 8 GF 200 KP ( arco submerso com arame tubular )
OK 21.03................................16 OK 92.18................................16 OK Tigrod 308L.....................24
OK 22.45 P..............................4 OK 92.28................................15 OK Tigrod 309L.....................24
Processo de soldagem 8 Grupo de liga Tipo de metal de adição OK 22.46 P..............................6 OK 92.45................................15 OK Tigrod 316L.....................24
UP
Não-ligado com até 0,4%C ou baixa liga com OK 22.47 P..............................6 OK 92.58................................16 OK Tigrod 317L.....................24
G - Soldagem oxi-acetilênica 1 até 0,4%C e até um máximo de 5% dos OK 22.50..................................4 OK 96.10................................15 OK Tigrod 347.......................25
E - Soldagem manual ao arco elétrico com eletrodo revestido elementos de liga Cr, Mn, Ni no total.
MF - Soldagem ao arco elétrico utilizando-se arames tubulares OK 22.85 P..............................6 OK 96.20................................15 OK TUBROD 110 MC...........43
TIG - Soldagem ao arco elétrico com eletrodo não consumíveis de tungstênio Não-ligados com até ou mais de 0,4%C ou baixa OK 33.80..................................4 OK 96.40................................15 OK TUBROD 14.27...............47
MSG - Soldagem ao arco elétrico com proteção gasosa 2 liga com mais de 0,4%C e até um máximo de 5% OK 33.80................................16 OK 96.50................................15 OK TUBROD 14.28...............47
UP - Soldagem ao arco submerso dos elementos de liga Cr, Mn, Mo, Ni no total. OK 41.10................................16 OK AristoRod 12.50..............30 OK TUBROD 409 Ti Ultra.....46
3
Ligado, com as propriedades dos aços de OK 46.00..................................4 OK AristoRod 13.08..............31 OK TUBROD 410 NiMo MC.46
trabalho à quente OK 46.13..................................5 OK AristoRod 13.09..............31 OK TUBROD 410 NiMo........46
Método de produção Nível de dureza Faixa de dureza OK 48.04..................................5 OK AristoRod 13.12..............31 OK TUBROD 70 LSi.............39
GW 200 4 Ligado, com as propriedades dos aços rápidos
GW - laminado 150 125 ≤ HB ≤ 175
OK 48.11..................................5 OK AristoRod 13.22..............32 OK TUBROD 70 MC.............39
Ligados, com mais de 5%Cr, com um baixo teor
5 OK 55.00..................................5 OK AristoRod 13.26..............32 OK TUBROD 70....................39
GF GO - fundido 200 175 < HB ≤ 225 de C (até mais ou menos 0,2%)
GZ - extrudado 250 225 < HB ≤ 275 OK 6010 Plus..........................4 OK AristoRod 79...................32 OK TUBROD 71 Ultra...........40
GS - sinterizado 300 275 < HB ≤ 325 Ligados, com mais de 5%Cr, com um teor maior
GF - tubular
6
de C (até mais ou menos 0,2% a 2,0%) OK 61.25................................10 OK Autrod 12.10...................59 OK TUBROD 711 OA...........48
350 325 < HB ≤ 375
UM - revestido 400 375 < HB ≤ 425 OK 61.30................................10 OK Autrod 12.22...................59 OK TUBROD 74 OA.............48
Austeníticos ao Mn com 11 a 18% Mn, mais de
500 450 < HB ≤ 530 7
0,5%C e até 3% Ni.
OK 61.84................................10 OK Autrod 12.24...................60 OK TUBROD 75....................41
OK 63.30................................10 OK Autrod 12.32...................59 OK TUBROD 81 A1..............41
40 37 ≤ HRc ≤ 42 8 Austeníticos Cr-Ni-Mn OK 67.15................................10 OK Autrod 12.34...................60 OK TUBROD 81 B2..............41
45 42 < HRc ≤ 47
50 47 < HRc ≤ 52 9 Aços Cr-Ni (resistentes à oxidação, ácidos e calor) OK 67.16................................10 OK Autrod 12.51...................30 OK TUBROD 81 Ni1 Ultra....41
55 52 < HRc ≤ 57 OK 67.42................................10 OK Autrod 13.10 SC.............60 OK TUBROD 81 W...............42
10 Com um alto teor de C e alto teor de Cr e sem
60 57 < HRc ≤ 62
agentes adicionais formadores de carbonetos
OK 67.45................................11 OK Autrod 13.16...................31 OK TUBROD 90 MC.............42
65 62 < HRc ≤ 67
OK 67.50................................11 OK Autrod 13.17...................32 OK TUBROD 91 B3..............42
70 HRc ≥ 68 20 À base de Co, ligado a Cr-W, com ou sem Ni e Mo
OK 67.55................................11 OK Autrod 13.20 SC.............60 OK TUBROD 95 K2..............43
À base de carbonetos (sintetizado,fundido OK 67.61................................11 OK Autrod 13.36...................60 OK TUBROD B2...................56
21
KP Propriedades do metal de adição ou tubular) OK 67.74................................11 OK Autrod 19.49...................37 OK TUBROD B2M................56
C - resistente à corrosão 22 À base de Ni, ligado ao Cr, ligado ao Cr-B OK 67.75................................11 OK Autrod 19.85...................36 OK TUBROD ECF6...............56
G - resistente ao desgaste abrasivo OK 68.53................................11 OK Autrod 22.09...................35 OK TUBROD WS..................42
23 À base de Ni, ligado ao Mo, com ou sem Cr
K - capaz de endurecer em trabalho OK 68.55................................12 OK Autrod 25.09...................35 OK TUBROD WS..................56
N - não magnetizável 30 À base de Cu, ligado ao Sn
OK 68.84................................12 OK Autrod 308L....................61 OK TUBRODUR 14.71.........50
P - resistente ao impacto
R - resistente à formação de carepa
31 À base de Cu, ligado ao Al OK 68.85................................12 OK Autrod 308LSi.................33 OK TUBRODUR 1400..........49
S - habilidade de corte (aços rápidos, etc) 32 À base de Cu, ligado ao Ni OK 7010 Plus..........................6 OK Autrod 309L....................61 OK TUBRODUR 15.72.........49
T - tão resistente a altas temperaturas quanto os aços ferramenta para OK 73.03..................................7 OK Autrod 309LSi.................33 OK TUBRODUR 15.79.........49
trabalho a quente
Z - resistente ao calor (não formadores de carepa), para temperaturas acima
OK 73.45..................................7 OK Autrod 316L....................61 OK TUBRODUR 35..............57
de 600 ºC OK 74.55..................................7 OK Autrod 316LSi.................33 OK TUBRODUR 350............49
OK 74.75..................................7 OK Autrod 317L....................34 OK TUBRODUR 40..............57
OK 75.60..................................7 OK Autrod 347......................61 OK TUBRODUR 410 M........57
OK 75.65..................................7 OK Autrod 347Si...................34 OK TUBRODUR 410 NiMo..57
OK 75.75..................................7 OK Autrod 430Ti...................34 OK TUBRODUR 412 N........57
OK 75.77..................................7 OK FLUX 10.35H..................62 OK TUBRODUR 412N OA...48
OK 76.18..................................8 OK FLUX 10.61B........... 63/64 OK TUBRODUR 414N.........58
OK 76.28..................................8 OK FLUX 10.62............... 64/65 OK TUBRODUR 430N.........57
OK 78.15..................................8 OK FLUX 10.70B..................68 OK TUBRODUR 51 HSM.....58
OK 8010 Plus..........................6 OK FLUX 10.71............... 65/66 OK TUBRODUR 58 HSM.....58
OK 8018 B6.............................9 OK FLUX 10.72.....................66 OK TUBRODUR Cromang...49
OK 8018 B8.............................9 OK FLUX 10.81.....................67 OK TUBRODUR TiC.............49
OK 8018 CM...........................8 OK FLUX 10.81W.................62 PZ 6138SR............................43
OK 8018...................................8 OK FLUX 10.93.....................68 PZ 6138SSR..........................44
OK 83.25................................13 OK FLUX 350........................67 Shield-Bright 308L................44
OK 83.26................................13 OK FLUX 429........................66 Shield-Bright 309L................44
OK 83.28................................13 OK Serralheiro.........................5 Shield-Bright 309MoL..........45
OK 83.45................................13 OK Tigrod 12.60....................21 Shield-Bright 316L................45
OK 83.55................................13 OK Tigrod 13.08....................22 Shield-Bright 317L................45
OK 83.58................................13 OK Tigrod 13.09....................22 Shield-Bright 347..................45
OK 83.65................................13 OK Tigrod 13.16....................22
OK 84.56................................13 OK Tigrod 13.17....................22
OK 84.60................................13 OK Tigrod 13.23....................22
OK 84.75................................14 OK Tigrod 13.26....................23
OK 84.77................................14 OK Tigrod 13.28....................23
OK 84.78................................14 OK Tigrod 13.32....................23
OK 84.85................................14 OK Tigrod 13.37....................23
OK 85.65................................14 OK Tigrod 13.38....................23

70 71
Líder mundial em tecnologia e
processos de soldagem e corte
A ESAB atua na vanguarda da Na ESAB, a qualidade é um
tecnologia de soldagem e corte. processo contínuo que está no
Mais de cem anos de contínuo coração do processo produtivo em
desenvolvimento de produtos e nossas unidades por todo o
processos nos permitem encarar os mundo.
desafios dos avanços tecnológicos
em todos os setores em que Produção mundial, representação
operamos. local e uma rede internacional de
distribuidores independentes
Padrões de qualidade e política possibilitam à ESAB oferecer aos
ambiental. nossos clientes os benefícios da
Qualidade, meio ambiente, saúde e sua qualidade e o incomparável
segurança são áreas chave em que conhecimento em produtos e
focamos. A ESAB é uma das processos, onde quer que eles
poucas empresas multinacionais estejam.
que alcançou os padrões ISO
14001 e OHSAS 18001 de gestão
ESAB VacPac™. Maior proteção para os eletrodos.
ambiental, de saúde e segurança
em todas as suas unidades por
todo o planeta.
Filiais ESAB pelo mundo.

11 / 2013
Publicação 1902600 rev 1

CONSULTE A ESAB OU SEUS REVENDEDORES EM TODO TERRITÓRIO NACIONAL


Belo Horizonte (MG) Tel.: (31) 2191-4970 vendas_bh@esab.com.br
São Paulo (SP) Tel.: (11) 2131-4300 vendas_sp@esab.com.br
Rio de Janeiro (RJ) Tel.: (21) 2141-4333 vendas_rj@esab.com.br
Porto Alegre (RS) Tel.: (51) 2121-4333 vendas_pa@esab.com.br
Salvador (BA) Tel.: (71) 2106-4300 vendas_sa@esab.com.br
Recife (PE) Tel.: (81) 3878-4300 vendas_re@esab.com.br
esab.com.br ESAB se reserva o direito de introduzir melhorias nas características técnicas de seus produtos sem prévio aviso.
Todas imagens contidas neste impresso são ilustrativas. Alguns itens são opcionais e não fazem parte do conjunto básico.
72