Você está na página 1de 31

Introdução à Arquitetura de Interiores

O papel do Arquiteto na História

Victor Hugo Almeida Site VH Arquitetura


Introdução à Arquitetura de Interiores

Arquitetura de Interiores

Design de Interiores

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

DESIGN

O termo inglês design, tem a mesma origem latina do português desenho, e que
para Redig e o Dicionário Aurélio é sinônimo de desenho industrial.

Na Inglaterra, por exemplo, não pode ser confundido com a expressão industrial
design. Se por um lado o termo design, como verbo ou substantivo, possui em
inglês as mesmas denotações dos termos portugueses “desenho” e “desenhar”, por
outro lado conota um grande campo de “preparação de prescrições para um
artefato ou sistemas de artefatos à luz de todos os relevantes requisitos funcionais,
construtivos, econômicos, mercadológicos, ergonômicos e estéticos”,
principalmente, pelo esboço de produtos para a produção artesanal ou industrial em
série. Por sua vez, industrial design diz respeito àqueles desenhos de projetos que
levam em consideração a produção industrial totalmente mecanizada de produtos
de consumo (por exemplo, eletrodomésticos), bens industriais (por exemplo,
máquinas e equipamentos agrícolas), e produtos para auxiliarem no setor de
serviços.

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

DESIGN DE INTERIORES

Modelagem do espaço interior, dando-lhe uma nova leitura, compreendendo as


necessidades daquele programa, em um determinado momento, e transformando-o
segundo tais detecções. A colocação espaço/momento faz a prática parecer
efêmera, porém deve-se imprimir dinamismo ao trabalho a ser desenvolvido.

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Ambientação

Decoração

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

AMBIENTAÇÃO

Teremos como ambiente a atmosfera ou caráter de um espaço ou local.

Ambientação apresenta-se como a atmosfera, o clima, a composição através de


peças, móveis ou não, componentes daquele espaço interno, cuja instalação
complementa a arquitetura internamente. A palavra carrega consigo uma
determinada intenção de uso e de comportamento. Seu resultado final dá-se pela
característica impressa àquele espaço. A ambientação pode-se valer de objetos
quaisquer, toalhas postas sobre a mesa, copos, intensidade luminosa, proporções
de aberturas, cores, texturas, etc.

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

DECORAÇÃO

Como decoração temos: o estilo decorado que é a segunda das três fases da
arquitetura gótica inglesa, situado entre o final do século XIII e o final do século XIV,
e que se caracteriza pela riqueza do traçado decorativo das janelas, as elaboradas
estruturas em arco e o refino das técnicas de esquadrejamento de cantaria (pedra
trabalhada de modo a atingir um formato desejado e uma dimensão específica para
seu uso na construção). Ainda como decoração: diz-se tanto da arte de
ornamentar quanto do próprio conjunto de ornamentos de uma peça ou obra
artística.

Segundo o Dicionário Aurélio: é o arranjo de um espaço arquitetônico, com


mobiliário, obras de pintura e escultura, tapeçaria, cortinas, etc. O termo hoje é
pouco usado entre arquitetos, mas na época que Sérgio Rodrigues iniciou a carreira
profissional, era sinônimo de ambientação.

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Arquitetura de Interiores

Nomenclaturas

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

A ARQUITETURA

“Arquitetura é, antes de mais nada, construção; mas, construção concebida com o


propósito primordial de ordenar e organizar o espaço para determinada finalidade e
visando a determinada intenção.” Lúcio Costa.

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

A EDIFICAÇÃO

“Constitui-se o produto mais característico da arquitetura. A rigor o edifício é apenas


construção de alvenaria ou outro material resistente; mas não são seus elementos
construtivos - paredes, pisos e tetos - que definem suas qualidades específicas e
essenciais”. Edgar Graeff.

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

O ESPAÇO ARQUITETÔNICO

Todos e quaisquer elementos só são realmente importantes na medida em que


geram, delimitam, organizam, ordenam e animam O ESPAÇO ARQUITETÔNICO,
isto é, o lugar agenciado para as práticas das atividades humanas.

Podemos classificar o ESPAÇO ARQUITETÔNICO em Espaço Edificado e Espaço


Urbano:

Por Espaço Edificado, entende-se por aquele que esta contido pelo edifício –
espaço interno;

Por Espaço Urbano, quando o edifício se relaciona com outros edifícios exercendo
influência as adjacências – espaço externo:

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

O ESPAÇO ARQUITETÔNICO EDIFICADO

- A arquitetura como a arte de construir;

- A Construção como um conjunto de sistemas.

assunto

ARTE
A arte corresponde a uma
necessidade fundamental do homem.
O seu primeiro objetivo é uma
expressão forma interpretação mais completa da vida.

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

ESCOPO DO PROJETO

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Roteiro de Projeto de Interiores

- Investigação sobre os desejos do(s) usuário(s);


- Consulta sobre o orçamento previsto;
- Estudo Preliminar - documentação das decisões;
- Programação do Projeto e/ou reforma;
- Reformas de base;
- Decisões em conjunto (cores, acabamentos, etc.);
- Projeto do mobiliário – marcenaria e modulados;
- Projeto luminotécnico;
- Compra de mobiliário e/ou tecidos – estofados;
- Acessórios e iluminação;
- Objetos de ornamentação e retoques finais.

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Composição do ambiente

- materiais;
- peças de destaque;
- cores;
- proporções;
- layout;
- iluminação;
- ordem.

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Escolha do Estilo

Rústico

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Escolha do Estilo

Provençal

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Escolha do Estilo

Étnico

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Escolha do Estilo

Novo Clássico

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Escolha do Estilo

Contemporâneo

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Escolha do Estilo

Contemporâneo

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Escolha do Estilo

Clean

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Tipologias Arquitetônicas

A Planta e o Projeto de Interiores

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Diferentes projetos para diferentes espaços

Plantas quadradas

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Diferentes projetos para diferentes espaços

Plantas retangulares

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Diferentes projetos para diferentes espaços

Plantas em “L”

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Diferentes projetos para diferentes espaços

Plantas chanfradas

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Enfoque do Projeto

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Diferentes projetos para diferentes espaços

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Diferentes projetos para diferentes espaços

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura
Introdução à Arquitetura de Interiores

Diferentes projetos para diferentes espaços

Victor Hugo Almeida Site VH


Arquitetura

Você também pode gostar