Você está na página 1de 2

Questão 1 – Baseado na leitura dos textos sugeridos abaixo, escolha uma organização pública

do seu município ou região e sugira um modelo de compras estratégicas (Strategic Sourcing).


Defina as fases do processo de compras estratégicas do negócio escolhido, assim como as
principais atividades englobadas.

O setor de compras exerce atribuições essenciais na execução dos objetivos estratégicos da


empresa, nesta área fica evidente a possibilidade de redução dos gastos vislumbrando o
incremento do lucro no setor privado. Compras estratégicas é um processo amplo e
sistemático que engloba desde a fase de aquisição de produtos ou serviços até a gestão de
relacionamento com os fornecedores de modo que o incremento no valor influenciará no
resultado a longo prazo nas organizações. Strategic Sourcing visa o aumento da
competitividade das empresas, sendo um processo sistematizado que identifica potenciais
fontes de fornecimento dos produtos requeridos pela empresa.

No setor público, o processo de aquisição de produtos ou serviços deve cumprir os critérios


definidos em lei, sendo a licitação o procedimento administrativo prévio as contratações
públicas. A administração pública realiza gasto publico para satisfação das necessidades
públicas, manutenção da máquina pública e realização das políticas públicas, no entanto, a lei
determina que as aquisições realizados pelo setor público devem ocorrer mediante licitação,
na qual deve ser garantido o princípio constitucional da isonomia e a seleção da proposta mais
vantajosa. A aplicação da técnica de Strategic Sourcing na administração pública deve
obedecer ao princípio da legalidade, o entanto o planejamento das compras públicas pode
resultar em eficiência nos gastos públicos, reduzindo o desperdício – economicidade, evitando
a morosidade nas soluções de problemas que dependem do setor de compras.

Município de Una – BA, - Secretarias Municipais do Governo Administração e Planejamento,


Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de
Desenvolvimento Social, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Secretaria da Fazenda e
Secretaria do Esporte, Cultura e Lazer – Aquisição de material de expediente – mediante
Sistema de Registro de Preços.

O Sistema de Registro de Preços é um contrato normativo, constituído como um


cadastro de produtos e fornecedores, selecionados mediante licitação, para
contratações sucessivas de bens e serviços, respeitados lotes mínimos e outras
condições previstas no edital. (JUSTEN FILHO, 2010)

O Tribunal de Contas da União define Sistema de Registro de Preços como um cadastro de fornecedores,
selecionados mediante procedimento licitatório, para eventual e futura contratação de bens e serviços
por parte da Administração. A licitação para registro de preços deve ocorrer na modalidade
concorrência ou pregão, do tipo menor preço, precedido de ampla pesquisa de mercado.

Metodologia proposta por Anderson e Katz (1998);

Etapa 1 – Criação de um plano anual – Planejamento das compras de material de expediente


por cada secretaria, para o período aquisitivo de um ano, com base nos dados dos anos
anteriores, especificando os materiais realmente necessários e estipulando as quantidades
suficientes, verificando se há dotação orçamentária e qual o valor assim definido para
realização da referida despesa.

Etapa 2 – Desenvolvimento de requerimentos – para realização do procedimento licitatório os


itens que serão adquiridos devem ter especificações precisas, sem indicação de marca, é
importante a padronização de um requerimento formal para solicitação da despesa, indicando
a numeração do item, descrição, volume/quantidade, bem como a justificativa para realização
da despesa, com data certa e assinatura da autoridade competente pelo requerimento.

Etapa 3 - Desenvolvimento estratégia de compras – Escolha da modalidade de licitação, se


será em razão do valor obedecendo lei 8666/93, convite, tomada de preços e concorrência do
tipo melhor preço, melhor técnica ou técnica e preço, ou se será em razão do objeto,
conforme lei 10520/2000, o pregão presencial.

Etapa 4 – Avaliação e Seleção de Fornecedores – O processo licitatório deve garantir o


principio da isonomia, então o edital de licitação deve ser amplamente divulgado, visando a
participação de um maior número de licitantes para que a administração almeje a proposta
mais vantajosa. Sendo assim, estarão aptas a participar do certame as empresas que estiverem
com a toda documentação solicitada no instrumento convocatório regular, sejam elas, a
habilitação jurídica, qualificação técnica, qualificação econômico-financeira, regularidade
fiscal, cumprimento do disposto no inciso XXXIII do artigo 7º da CR/88, e prova de inexistência
de débitos inadimplidos perante a justiça do trabalho. As empresas que não vencerem o
certame poderão ser inseridas no registro de fornecedores, podendo fornecer cotações de
preços necessárias para o balizamento dos preços de mercado das licitações ou para
fornecimento mediante compra direta quando for dispensada a licitação.

Etapa 5 – Aquisição dos Materiais e Serviços – Após a realização do certame – no caso de


registro de preços para aquisição de materiais de expediente para as diversas secretarias
municipais, realizado na modalidade pregão presencial, realiza-se o registro da ata, adjudica e
homologa o vencedor do certame, não há vinculação da contração a ata de registro de preços,
que terá validade de um ano. Neste período de validade da ata de registro de preço cada
secretaria poderá adquirir o material de expediente consignado em ata da melhor forma
possível, formalizando o contrato no momento da realização da compra, evitando o
desperdício e falta de material para manutenção das referidas secretarias.

Etapa 6 – Gerenciamento dos Relacionamentos com os Fornecedores – No setor público, o


gerenciamento do relacionamento com os fornecedores estará definido nos contratos
administrativos que respeitam as regras da licitação e são regidos pela lei 8666/93, norma que
prevê todas as cláusulas necessárias à validade do contrato administrativo, sendo que o
particular ao participar da licitação estará em consenso com a administração pública pois
juntamente ao edital é publicado uma minuta do contrato. A administração também definirá
um fiscal do contrato, que observará se os produtos foram entregues, entregues na forma que
foi definido na licitação, se obedecidos os prazos de entrega. O contrato determinará uma data
para pagamento do fornecedor e também qual será sua fonte pagadora. As empresas
contratadas pela administração cujo contratos já não estão em vigência poderão fazer parte
do registro de fornecedores para futuros fornecimento de cotações de preços bem com
realização de compra direta.