Você está na página 1de 22

20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

ÁREA DO ALUNOAUDIOBOOKSPERGUNTAS FREQUENTESCONTATOAULA GRÁTIS

 Qual curso  Área do Aluno  Carrinho de compras  menu

 Qual curso você está procurando hoje?

Assinaturas
Cursos Online 

Por Concurso

Por Professor

Por Matéria

Por Região

Todos os Cursos
Professores
Depoimentos
Coaching
Blog 
Concursos Públicos

Questões e Provas

Dicas de Estudo
Aulas ao vivo
Aulas gratuitas
Vestibulares
Pós-Graduação
Herbert Almeida em Concursos Públicos
19/04/2019

Lei das Estatais: Saiba tudo


sobre a nova Lei 13303
[Lei 13303 – Lei das Estatais] Olá pessoal, tudo bem?

Em 2016 entrou em vigor uma lei importantíssima, há muito aguardada no


âmbito do Direito Administrativo: a Lei 13.303/2016, que dispõe sobre o
estatuto jurídico da empresa pública – EP, da sociedade de economia mista –
SEM e de suas subsidiárias, no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal
e dos Municípios.

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 1/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

Tal lei, que já está sendo chamada de “Lei da Responsabilidade das Estatais”
ou simplesmente de “Lei das Estatais”, veio disciplinar a exploração direta de
atividade econômica pelo Estado por intermédio de suas empresas públicas e
sociedades de economia mista, conforme previsto no art. 173 da Constituição
Federal.

Atualmente, no entanto, o seu regime jurídico não está se limitando apenas às


EP e às SEM exploradoras de atividade econômica, uma vez que o art. 1º da
Norma expressamente prevê o seu alcance também para as estatais
prestadoras de serviços públicos.

É um norma que está sendo exigida em diversos concursos públicos. E, por isso,
precisamos car atentos ao seu conteúdo.

Em especial, a Lei das Estatais confere uma identidade ao regime jurídico das
empresas públicas e das sociedades de economia mista, mesclando institutos
de direito privado e de direito público.

Ela estabelece uma série de mecanismos de transparência e governança a


serem observados pelas estatais, como regras para divulgação de informações,
práticas de gestão de risco, códigos de conduta, formas de scalização pelo
Estado e pela sociedade, constituição e funcionamento dos conselhos, assim
como requisitos mínimos para nomeação de dirigentes.

Outro ponto de destaque da Lei são as normas de licitações e contratos


especí cas para empresas públicas e sociedades de economia mista. 

Neste artigo, que não pretende ser exaustivo, vamos ver alguns tópicos
importantes da Lei das Estatais, lembrando que a norma certamente ainda será
objeto de muitos debates doutrinários e jurisprudenciais. Por ora, contudo,
vamos nos ater à sua literalidade, que é como ela provavelmente será cobrada
nas próximas provas.

Vamos então à Lei!

CONCEITOS: arts. 3º e 4º

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 2/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

A Lei 13303 apresenta as de nições de empresa pública e sociedade de


economia mista, da seguinte forma:

Empresa pública: entidade dotada de personalidade jurídica de direito


privado, com criação autorizada por lei e com patrimônio próprio, cujo
capital social é integralmente detido pela União, pelos Estados, pelo
Distrito Federal ou pelos Municípios (admite a participação de outras PJ de
direito público interno bem como de entidades da Adm. indireta)
Sociedade de economia mista: entidade dotada de personalidade jurídica
de direito privado, com criação autorizada por lei, sob a forma de
sociedade anônima, cujas ações com direito a voto pertençam em sua
maioria à União, aos Estados, ao Distrito Federal, aos Municípios ou a
entidade da administração indireta.

Como se nota, a Lei con rma os conceitos até então adotados pela doutrina,
inclusive admitindo a participação de mais de uma entidade – desde que seja
integrante da Administração – no capital das empresas públicas. Detalhe é que,
neste último caso, a maioria do capital votante deve permanecer em
propriedade da União, do Estado, do Distrito Federal ou do Município.

Os conceitos destacam as duas principais diferenças entre EP e SEM. As


empresas públicas somente admitem capital público, ainda que oriundo de
entidades da administração indireta; enquanto as sociedades de economia
mista admitem capital público ou privado. Além disso, as EP podem adotar
qualquer forma jurídica, enquanto as SEM devem ser necessariamente
sociedades anônimas. 

Por m, é importante lembrar que a CF prevê uma terceira diferença, válida


apenas para o âmbito federal: as EP federais têm foro na justiça federal (CF, art.
109, I), enquanto as SEM federais têm foro na justiça estadual. 


https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 3/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

ABRANGÊNCIA: art. 1º

A Lei das Estatais é uma lei nacional, ou seja, ela vale tanto para a União como
para os Estados, o Distrito Federal e os Municípios.

Suas normas se aplicam a toda e qualquer empresa pública e sociedade de


economia mista, de qualquer ente da Federação, que explore atividade
econômica de produção ou comercialização de bens ou de prestação de
serviços, ainda que a atividade econômica esteja sujeita ao regime de
monopólio da União ou seja de prestação de serviços públicos.

A Lei 13303, portanto, não faz distinção em relação a estatais exploradoras de


atividade econômica (ex: Petrobras e Banco do Brasil) e prestadoras de serviços
públicos (ex: Infraero e Correios): todas, indistintamente, devem observar os
ditames da lei.

Também estão sujeitas à Lei das Estatais as empresas públicas e as sociedades


de economia mista que participem de consórcio, bem como a sociedade,
inclusive a de propósito especí co (SPE), que seja controlada por empresa
pública ou sociedade de economia mista.

Especi camente, as regras de licitações e contratos aplicam-se inclusive à


empresa pública dependente que explore atividade econômica, ainda que a
atividade econômica esteja sujeita ao regime de monopólio da União ou seja de
prestação de serviços públicos (ex: Serpro).

Por outro lado, determinadas regras de governança previstas na Lei das Estatais
(como práticas de gestão de risco e controles internos, regras para indicação de
administradores, dentre outras), a princípio, não se aplicam às empresas
públicas e sociedades de economia mista, incluindo subsidiárias, com receita
operacional bruta inferior a R$ 90 milhões no exercício anterior.

Digo “a princípio” porque a Lei estabelece um prazo de 180 dias para que o
Poder Executivo de cada ente estabeleça regras de governança próprias
destinadas a suas estatais com receita inferior ao limite. Se o Poder Executivo
não editar essas regras no prazo estabelecido, suas estatais carão submetidas
às diretrizes da Lei 13303.

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 4/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

No âmbito federal, por exemplo, o Decreto 8.945/2016, apresenta um


tratamento diferenciado para a empresa estatal “de menor porte”, assim
considerada aquela que “tiver apurado receita operacional bruta inferior a R$
90.000.000,00 (noventa milhões de reais) com base na última demonstração
contábil anual aprovada pela assembleia geral”. Não nos convém analisar o
Decreto 8.945/2016 neste artigo, até porque ele terá um baixíssimo alcance em
concursos públicos (só o estudo se o seu edital mencioná-lo expressamente).
Porém, deixamos a observação que ele prevê regras especí cas de governança
para as empresas estatais de menor porte.

REQUISITOS PARA ESCOLHA DOS ADMINISTRADORES (art. 17):

Consideram-se administradores da empresa pública e da sociedade de


economia mista os membros do Conselho de Administração e da diretoria.

A escolha dos administradores das estatais deve recair sobre cidadãos de


reputação ilibada e notório conhecimento que preencham, cumulativamente,
os seguintes requisitos:

Tempo mínimo de experiência pro ssional, conforme alguma das


alternativas apresentadas a seguir;
Formação acadêmica compatível;
Não ser inelegível.

Quanto ao tempo mínimo de experiência pro ssional, a pessoa escolhida deve


preencher, alternativamente, um dos seguintes requisitos:

10 anos, no setor público ou privado, na área de atuação da EP ou da SEM


ou em área conexa àquela para a qual forem indicados em função de
direção superior;
4 anos ocupando pelo menos um dos seguintes cargos:
cargo de direção ou de che a superior em empresa de porte ou objeto
social semelhante ao da EP ou da SEM, entendendo-se como cargo de
che a superior aquele situado nos 2 níveis hierárquicos não estatutários


mais altos da empresa;
cargo em comissão ou função de con ança equivalente a DAS-4 ou
superior, no setor público;
https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 5/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

cargo de docente ou de pesquisador em áreas de atuação da EP ou da


SEM;
4 anos de experiência como pro ssional liberal em atividade direta ou
indiretamente vinculada à área de atuação da EP ou SEM.

A Lei das Estatais dispõe, ainda, que os requisitos de tempo de experiência


pro ssional podem ser dispensados no caso de indicação de empregado que
preencha os seguintes requisitos:

tenha ingressado na EP ou SEM por meio de concurso público;


tenha mais de 10 anos de trabalho efetivo na EP ou SEM;
ocupado cargo na gestão superior da EP ou SEM, comprovando sua
capacidade para assumir as responsabilidades dos cargos.

A Lei 13303, ademais, veda a indicação para o Conselho de Administração e para


a diretoria:

de representante do órgão regulador ao qual a estatal está sujeita, de


Ministro de Estado, de Secretário de Estado, de Secretário Municipal, de
titular de cargo, sem vínculo permanente com o serviço público, de
natureza especial ou de DAS na Administração, ainda que licenciados do
cargo;
de dirigente estatutário de partido político e de titular de mandato no
Poder Legislativo de qualquer ente da federação, ainda que licenciados do
cargo;
de pessoa que atuou, nos últimos 36 meses, como participante de
estrutura decisória de partido político ou em trabalho vinculado a
organização, estruturação e realização de campanha eleitoral;
de pessoa que exerça cargo em organização sindical;
de pessoa que tenha rmado contrato ou parceria, como fornecedor ou
comprador, demandante ou ofertante, de bens ou serviços de qualquer
natureza, com a pessoa político-administrativa controladora da estatal ou
com a própria empresa ou sociedade em período inferior a 3 anos antes
da data de nomeação;
de pessoa que tenha ou possa ter qualquer forma de con ito de interesse 
com a pessoa político-administrativa controladora da estatal ou com a

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 6/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

própria empresa ou sociedade.

Importante ressaltar que a vedação prevista nos dois primeiros itens acima
(autoridades do Governo, dirigente de partido político e membro do Legislativo)
estende-se também aos parentes consanguíneos ou a ns até o terceiro grau
das pessoas nele mencionadas.

LICITAÇÕES E CONTRATOS: arts. 28 a 84

A Lei das Estatais passou a disciplinar a realização de licitações e contratos no


âmbito das empresas públicas e sociedades de economia mista,
independentemente da natureza da atividade desempenhada (prestadora de
serviço ou exploradora de atividade econômica).

Consequentemente, a Lei 8.666/93 não se aplica mais diretamente a essas


entidades, salvo nos casos expressamente descritos na própria Lei 13303
(normas penais e parte dos critérios de desempate). A doutrina vem
defendendo também a aplicação subsidiária da Lei 8.666/93 às licitações das
empresas estatais (Carvalho Filho, 2017; p. 551), ou seja, no caso de lacuna da Lei
13.303/16, a Lei de Licitações poderá ser empregada para tentar resolver a
situação. 
https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 7/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

Por outro lado, o pregão, conforme disciplinado na Lei 10.520/2002, será


adotado preferencialmente, nas empresas públicas e sociedades de economia
mista, para aquisição de bens e serviços comuns.

Portanto, com a edição da Lei 13.303/16, as estatais não utilizam mais as


modalidades de licitação previstas na Lei 8.666/93 (convite, concorrência,
tomada de preços, concurso e leilão), e sim os procedimentos previstos na Lei
13303, sendo que, para a aquisição de bens e serviços comuns, elas devem
adotar preferencialmente o pregão.

Outros aspectos importantes sobre licitações e contratos previstos na Lei 13303


são:

Hipóteses especí cas de licitação dispensada (art. 28, §3º), dispensável


(art. 29) e inexigível (art. 30);
Princípios a serem observados (art. 31);
Orçamento com estimativa de preços em regra deve ser sigiloso, somente
podendo ser divulgado mediante justi cativa ou quando o julgamento for
por maior desconto (art. 34);
Prazos para divulgação do edital conforme o critério de julgamento
empregado (art. 39);
Inversão das fases de julgamento e habilitação (art. 51);
Modos de disputa aberto, com possibilidade de apresentação de lances,
ou fechado, sem lances (art. 52);
Critérios de julgamento: menor preço, maior desconto, melhor
combinação de técnica e preço, melhor técnica, melhor conteúdo artístico,
maior oferta de preço, maior retorno econômico e melhor destinação de
bens alienados (art. 54);
Negociação com o primeiro colocado para obtenção de condições mais
vantajosas, podendo ser extensível aos demais licitantes quando o preço
do primeiro colocado, mesmo após a negociação, permanecer acima do
orçamento estimado (art. 57);
Fase recursal única, como regra (art. 59);
Duração dos contratos, como regra, de cinco anos, admitidas determinadas
exceções (art. 71); 
https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 8/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

Alteração dos contratos apenas por acordo entre as partes, ou seja, não
pode haver alteração unilateral pela estatal (art. 72);
O contratado pode (não é obrigado) aceitar alterações dos quantitativos,
como regra, até 25% para acréscimos ou supressões (art. 81);
Regimes de contratação integrada ou semi-integrada (art. 42).

Interessante notar que a Lei 13303 incorporou muitos procedimentos do Regime


Diferenciado de Contratações (RDC).

Ademais, vale destacar que, como hipótese de licitação dispensável, a Lei


13303 estabelece limites de R$ 100 mil para obras e serviços de engenharia e
de R$ 50 mil para as demais compras e serviços.

A Lei ainda permite que esses limites de dispensa sejam alterados, para re etir
a variação de custos, por deliberação do Conselho de Administração da
empresa pública ou sociedade de economia mista, admitindo-se valores
diferenciados para cada sociedade (art. 29, §3º). E não há limites de nidos para
essa alteração. Ou seja, é possível que o Conselho de Administração da
Petrobras, por exemplo, estabeleça que a entidade possa rmar contratos por
dispensa de valores até R$ 1 milhão, desde que tal limite re ita a sua variação
de custos.

Lembrando que as estatais possuem um prazo de 24 meses para se adequarem


às novas regras estatuídas pela Lei 13303, de modo que os procedimentos
licitatórios e os contratos iniciados ou celebrados nesses 24 meses
permanecem regidos pela Lei 8.666/93 (art. 91).

******

Afora as questões assinaladas acima, a Lei 13303 apresenta ainda outros temas
importantes, como regras sobre o regime societário das estatais e as formas de
scalização pelo Estado e pela sociedade.

>> Baixe aqui os slides sobre a nova Lei das Estatais

En m, pessoal, como a rmei no início, a Lei das Estatais deve passar a


“despencar” nas provas de concurso, ainda que, neste primeiro momento, as 
bancas provavelmente venham a cobrar apenas a sua literalidade.
https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 9/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

Por falar nisso, vamos resolver algumas questões sobre o tema:

 (Cespe – Auditor do Estado/CAGE RS/2018)

Assinale a opção que apresenta característica comum às sociedades de


economia mista e às empresas públicas.

a) Estão sujeitas ao regime de precatórios, como regra.

b) Não gozam de privilégios scais não extensíveis ao setor privado.

c) Não precisam realizar procedimento licitatório, a m de viabilizar a atuação no


mercado competitivo.

d) São criadas por lei.

e) Não estão sujeitas à scalização dos tribunais de contas.

Comentário:

a) as EP e as SEM não têm direito, em regra, à prerrogativa de execução via


precatório (STF; RE 851711 AgR/DF; 12/12/2017 – Info 888). Em regra, as
empresas estatais estão submetidas ao regime das pessoas jurídicas de direito
privado (execução comum). No entanto, é possível aplicar o regime de
precatórios para empresas públicas e sociedades de economia mista que
prestem serviços públicos e que não concorram com a iniciativa privada (serviço
público próprio do Estado e de natureza não concorrencial) (STF; RE 627242
AgR, 02/05/2017 – Info 858) – ERRADA;

b) as empresas públicas e as sociedades de economia mista não poderão gozar


de privilégios scais não extensivos às do setor privado (CF, art. 173, § 2º) –
CORRETA;

c) pelo contrário, precisam realizar procedimento licitatório, a m de viabilizar a


atuação no mercado competitivo (Lei nº 13.330/16, art. 28) – ERRADA;

d) são autorizadas por lei (CF, art. 37, XIX) – ERRADA;

e) de acordo com o entendimento do STF, independentemente da natureza da 


atividade desempenhada, as empresas públicas e as sociedades de economia
https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 10/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

mista submetem-se ao controle do tribunal de contas. Cumpre anotar que


atualmente o tema também está disciplinado na Lei 13.303/2016, que dispõe
expressamente que as empresas estatais submetem-se ao controle do sistema
de controle interno e do tribunal de contas competente (arts. 85 e 87) –
ERRADA.

Gabarito: alternativa B.

(Cespe – Assistente Portuário I/EMAP/2018)

Sociedade de economia mista é empresa estatal com personalidade jurídica de


direito privado; seu capital é oriundo tanto da iniciativa privada quanto do poder
público.

Comentário: sociedade de economia mista é de nida como a entidade dotada


de personalidade jurídica de direito privado, com criação autorizada por lei, sob
a forma de sociedade anônima, cujas ações com direito a voto pertençam em
sua maioria à União, aos Estados, ao Distrito Federal, aos Municípios ou a
entidade da administração indireta (Lei 13.303/2016, art. 4º). Nas SEM podem ser
conjugados recursos de pessoas de direito público ou de outras pessoas
administrativas com recursos de particulares. No entanto, o controle acionário
da entidade deve permanecer com o ente instituidor, logo a maioria do capital
votante sempre pertencerá ao ente que instituiu a entidade. Como exemplos,
podemos mencionar o Banco do Brasil S.A.; o Banco da Amazônia; a Petróleo
Brasileiro S.A. – Petrobrás.

Gabarito: correto.

(Inédita – Estratégia Concursos)

Por força da Lei 13.303/2016, as empresas públicas são as únicas que poderão
praticar a exploração de atividade econômica pelo Estado.

Comentário: nada disso. A exploração de atividade econômica pelo Estado será


exercida por meio de empresa pública, de sociedade de economia mista e de
suas subsidiárias (art. 2º).

Gabarito: errado.

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 11/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

(Inédita – Estratégia Concursos)

Respeitado o interesse público que justi cou sua criação, a pessoa jurídica que
controla a sociedade de economia mista tem responsabilidade de acionista
controlador.

Comentário: com base no art. 4º, § 1º, além de deter as responsabilidades de


acionista controlador, a pessoa jurídica que controla a sociedade de economia
mista deverá exercer o poder de controle no interesse da companhia,
respeitado o interesse público que justi cou sua criação.

Gabarito: correto.

(Inédita – Estratégia Concursos)

É prevista a existência de mecanismos de proteção aos acionistas nos estatutos


das sociedades de economia mista.

Comentário: perfeito. O estatuto da empresa pública, da sociedade de


economia mista e de suas subsidiárias deverá observar regras de governança
corporativa, de transparência e de estruturas, práticas de gestão de riscos e de
controle interno, composição da administração e, havendo acionistas,
mecanismos para sua proteção, todos constantes da Lei 13.303/2016 (art. 6º).

Gabarito: correto.

(Inédita – Estratégia Concursos)

As empresas públicas e as sociedades de economia mista deverão observar, no


mínimo, os seguintes requisitos de transparência:

I – elaboração e divulgação da política de transações com partes relacionadas,


em conformidade com os requisitos de competitividade, conformidade,
transparência, igualdade e comutatividade

II – adequação de seu estatuto social à autorização legislativa de sua criação

III – elaboração de carta semestral, subscrita pelos membros do Conselho de


Administração, com a explicitação dos compromissos de consecução de

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 12/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

objetivos de políticas públicas pela empresa pública, pela sociedade de


economia mista e por suas subsidiárias

Estão corretas:

a) apenas a a rmativa I

b) as alternativas II e III

c) apenas a alternativa I

d) apenas a alternativa II

e) apenas a alternativa III

Comentário: nossa resposta é encontrada em parte do art. 8º da Lei


13.303/2016. Vejamos:

Art. 8o  As empresas públicas e as sociedades de economia mista


deverão observar, no mínimo, os seguintes requisitos de
transparência: 

I – elaboração de carta anual, subscrita pelos membros do Conselho


de Administração, com a explicitação dos compromissos de
consecução de objetivos de políticas públicas pela empresa pública,
pela sociedade de economia mista e por suas subsidiárias, em
atendimento ao interesse coletivo ou ao imperativo de segurança
nacional que justi cou a autorização para suas respectivas criações,
com de nição clara dos recursos a serem empregados para esse m,
bem como dos impactos econômico- nanceiros da consecução
desses objetivos, mensuráveis por meio de indicadores
objetivos; [alternativa III – ERRADA]

II – adequação de seu estatuto social à autorização legislativa de sua


criação; [alternativa II – CORRETA]


III – divulgação tempestiva e atualizada de informações relevantes, em
especial as relativas a atividades desenvolvidas, estrutura de controle,
fatores de risco, dados econômico- nanceiros, comentários dos
https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 13/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

administradores sobre o desempenho, políticas e práticas de


governança corporativa e descrição da composição e da remuneração
da administração; 

IV – elaboração e divulgação de política de divulgação de


informações, em conformidade com a legislação em vigor e com as
melhores práticas; 

V – elaboração de política de distribuição de dividendos, à luz do


interesse público que justi cou a criação da empresa pública ou da
sociedade de economia mista; 

VI – divulgação, em nota explicativa às demonstrações nanceiras, dos


dados operacionais e nanceiros das atividades relacionadas à
consecução dos ns de interesse coletivo ou de segurança nacional; 

VII – elaboração e divulgação da política de transações com partes


relacionadas, em conformidade com os requisitos de
competitividade, conformidade, transparência, equidade e
comutatividade, que deverá ser revista, no mínimo, anualmente e
aprovada pelo Conselho de Administração; [alternativa I – ERRADA]

VIII – ampla divulgação, ao público em geral, de carta anual de


governança corporativa, que consolide em um único documento
escrito, em linguagem clara e direta, as informações de que trata o
inciso III; 

IX – divulgação anual de relatório integrado ou de sustentabilidade.

Desse modo, temos: I – ERRADA; II – CORRETA; III – ERRADA (apenas a


alternativa II – alternativa D).

Gabarito: alternativa D.

(Inédita – Estratégia Concursos)

A empresa pública adotará práticas de gestão de riscos e controle interno que


abranjam auditoria interna e Comitê de Auditoria Estatutário.

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 14/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

Comentário: a empresa pública e a sociedade de economia mista adotarão


regras de estruturas e práticas de gestão de riscos e controle interno que
abranjam (art. 9º): (i) ação dos administradores e empregados, por meio da
implementação cotidiana de práticas de controle interno; (ii) área responsável
pela veri cação de cumprimento de obrigações e de gestão de riscos; e (iii)
auditoria interna e Comitê de Auditoria Estatutário.

Posto isso, correta a assertiva.

Gabarito: correto.

É isso aí, pessoal! Espero que vocês tenham gostado deste nosso artigo! Em
breve, teremos mais conteúdo!

Abraços,

Herbert Almeida (@profherbertalmeida) [ lei 13303 – lei das estatais]

Direito Administrativo para Concursos

Concursos 2019

Concursos Abertos

Posts Relacionados

Assinatura Ilimitada Estratégia Concursos, saiba como funciona

Leis esquematizadas para concursos - GRATUITAS

Como ler uma lei?


https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 15/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

Compartilhe:


Herbert Almeida
- Herbert Almeida é Auditor de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo. -
Durante sete anos foi O cial do Exército Brasileiro, desenvolvendo atividades como a de Gestor
Financeira e Pregoeiro. - Entre as suas aprovações em concursos públicos, destacam-se: - 1º lugar p/
ACE - Auditoria Governamental - TCE/ES - 2012; - 1º lugar Analista Judiciário - TRT/23º Região - 2011; -
Aprovado e nomeado no concurso para Auditor de Controle Externo do TCE-MT; - Aprovado e
nomeado nos concursos para a Polícia Militar e Polícia Civil de Santa Catarina; - É professor de Direito
Administrativo e Administração Pública do Estratégia Concursos.

Ver publicações do autor(a) »

VEJA OS COMENTÁRIOS:

Bruno Oliveira 07/05/2019 às 10:09


Bom dia!
Gostaria de saber se existe previsão na Lei 13.303/16 que contemple o prazo máximo que as
Estatais possuem para realizar o pagamento aos contratados por meio de Licitações. Em caso de
omissão, é aplicável subsidiariamente os 30 dias previstos na Lei 8.666/93?

Croda_Pesssanha 23/04/2019 às 16:53


Material excelente, tendo em vista a recente legislação ainda há pouca abordagem. Esclareceu
vários pontos, principalmente no tocante ao procedimento licitatório. Obrigado, abs!

Sanny Maria dos Milagres Garcia do Nascimento 20/04/2019 às 10:45


Obrigada Professor pelo excelente material!

Juliana 10/10/2018 às 10:53


Professor, seria de grande ajuda se você esquematizasse essa lei também, acho ela muito densa,
confusa. Seu trabalho é excelente, parabéns.

Ricardo 03/09/2018 às 14:34

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 16/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

Muito bom. Obrigado pela dica.

Ver mais comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO:


Comentário

Nome

Email (Não será divulgado)

Não sou um robô


reCAPTCHA
Privacidade - Termos

Enviar

CATEGORIAS

CONCURSOS PÚBLICOS

 ÁREA FISCAL
 TRIBUNAIS
 CARREIRAS POLICIAIS


 CARREIRAS JURÍDICAS
 CARREIRAS BANCÁRIAS
 RECEITA FEDERAL

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 17/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

 CARREIRAS LEGISLATIVAS

 ÁREA EDUCACIONAL
 FORÇAS ARMADAS
 ÁREA DA SAÚDE

OAB

ENEM

QUESTÕES COMENTADAS

 GABARITOS
 SIMULADOS

DICAS DE ESTUDO

ARTIGOS RELACIONADOS

Concurso Sefaz AL: publicação do edital em setembro; 85 vagas

Concurso Sefaz AL: Secretário con rma edital para setembro. Serão 85 vagas.

Concurso TJ PA: saia do achismo e tire dúvidas com a nossa análise do certame

Concurso MP GO Promotor: Inscrições terminam nesta sexta-feira (20)

Concursos 2019: Con ra aqui as previsões ATUALIZADAS!

BUSQUE NO BLOG

 Buscar

VÍDEOS RELACIONADOS


https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 18/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

Cadastre-se para receber


novidades e ofertas especiais
sobre cursos.
Nome

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 19/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

Telefone

E-mail

Sua área de interesse

Não sou um robô


reCAPTCHA
Privacidade - Termos

Você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber informações adicionais do Estratégia Educacional.

Cadastrar

Institucional
Quem Somos
Segurança
Política de privacidade
Termos de uso
Denuncie a pirataria
Eventos
Mapa do site
Programa de a liados
Trabalhe conosco

Suporte
Cursos por Concurso
Por que escolher o Estratégia?
Perguntas Frequentes
Descontos
Depoimentos
Certi cados
Audiobooks

Fale Conosco
Rua Conceição de Monte Alegre, 198
Sala 221 - Cidade Monções
Edifício Acaraí

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 20/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

CEP 04563-060
São Paulo - SP

   

Formas de Pagamento

Ambiente 100% seguro

©2019 - Estratégia Concursos - Cursos Online para Concursos. Todos os direitos reservados CNPJ: 13.877.842/0001-78


https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 21/22
20/09/2019 Lei das Estatais: Saiba tudo sobre a nova Lei 13303

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/lei-das-estatais-13303/ 22/22

Você também pode gostar