Você está na página 1de 27

GESTÃO 2019-2020

Quem somos

Presidência
Maria Eduarda Alencar Hidalgo
(Presidenta)
Sócrates Thadeu Soares Vilas
Boas
(Vice-presidente)

Secretaria
Gabriela Helena de Oliveira
Borges
(1ª secretária)
Juan Moreira Giatti
(2º secretário)

Tesouraria
Ana Paula Araújo Alves da
Silveira
(1ª tesoureira)
Maria Eduarda Ruas Guimarães
(2ª tesoureira)
Quem somos

Departamentos
DEAS
Maria Laura de Souza Pereira
(Diretora)
Isabela Martins de Paula
Isabella de Souza Teixeira
Isadora Andréa Santos
Michel Carolino Namiuti

DImp
Júlia Portugal Ferreira Gallo
(Diretora)
Ana Luísa Tostes Filgueiras Fernandes
João Gabriel Téu Soares
Luccas Oliveira da Silva

DCult
Flávia Andrade Gomes Alves
(Diretora)
David Alexsander Diniz
Gabriel Veroneze Girardi
Karyn Adame Rinaldi
Lívia Molina Soares
Marina de Castro Pessôa
Pedro de Melo Schaefer

Departamento de Tesouraria
Davi de Arruda Mello Teixeira
Luiz Guilherme da Silva Rangel
Maria Valentine Mariano
INTRODUÇÃO

Durante os últimos anos, vivenciamos diversos ataques às instituições


democráticas, como o golpe que retirou a ex-presidenta Dilma e a prisão
arbitrária do ex-presidente Lula, ambos apoiados pela mídia e pelo judiciário.
Desde a ascensão do governo Bolsonaro, tem partido do governo federal
uma sequência de ataques à educação pública. O contingenciamento de
verbas das Universidades e Institutos Federais somados ao corte de cerca
de 12 mil bolsas de pesquisa, vem dificultando o funcionamento das
universidades públicas. Ainda nessa perspectiva, através de projetos como o
“Future-se”, o qual é apresentado como solução impositiva para os
problemas criados pelo próprio governo, coloca em risco a autonomia e
promove uma lógica mercadológica na produção de conhecimento em
substituição a um caráter essencialmente público. Em paralelo, o governo
Federal tem incentivado as queimadas, o garimpo ilegal e o desmatamento,
atentando contra preservação do meio ambiente, em especial da Amazônia,
soma-se a isso a nomeação de um ministro do meio ambiente com
interesses diametralmente opostos ao cargo que ocupa. Entendemos o
Centro Acadêmico como entidade política e representativa das e dos
estudantes e a faculdade como espaço de convivência plural em que deve
ser uma vanguarda nas lutas sociais, sendo assim, na atual conjuntura, é
fundamental a participação junto a outras entidades do Movimento Estudantil
na resistência contra retirada de direitos sociais, de desmanche do
patrimônio nacional, cessão de mais privilégios às elites, e, sobretudo, nos
ataques à educação e ao meio ambiente.
POSICIONAMENTOS

Somos a favor das políticas de


NOSSSOS

inclusão tanto na faculdade, quanto


na sociedade e contra qualquer
forma de opressão, dessa maneira,
repudiamos discursos e ações
discriminatórias às mulheres, às
trabalhadoras e aos trabalhadores,
às minorias étnico-raciais, à
comunidade LGBTQIA+, às e aos
estudantes em geral e aos grupos
desfavorecidos socioeconomica-
mente.
NOSSOS
POSICIONAMENTOS

Damos continuidade ao projeto antifascista da gestão Primavera, visto que,


somos veementemente contrários ao posicionamento e ao viés ideológico
do governo Bolsonaro. Apoiamos a reivindicação pelo espaço das mães na
Universidade, em vista de políticas públicas e administrativas internas
insuficientes, ou até mesmo excludentes para o acolhimento dessas
mulheres. Lutaremos em defesa do Estado democrático de Direito e da
Universidade pública gratuita e de qualidade, sempre visando garantir a
sua democracia interna e autonomia, e também o tripé universitário,
incluindo aqui a proteção da pesquisa nacional e do financiamento público
para que ela ocorra, propiciando melhor desenvolvimento político e cultural
das alunas e dos alunos de uma perspectiva crítica e libertadora. Somos
também favoráveis à reforma da mídia e do judiciário, aos programas de
distribuição de renda. Defendemos um CAAJA que continue combativo e
de lutas!
QUEM SOMOS

Duda Hidalgo (Moema), estudante do 6º período,


ativa nos movimentos sociais, destacando-se sua
participação no movimento estudantil e feminista. É
Coordenadora do DCE Livre da USP Alexandre
Vanucchi Leme, Secretária da Juventude do Partido
dos Trabalhadores (PT), militante no Movimento
Popular de Juventude em Disparada, e membra do
Coletivo Feminista Capitu. Faltam palavras para descrever não só a
quantidade de coisas que essa mulher faz e já fez nesses três anos de
FDRP, como a imensidão de sua personalidade. Carismática, comunicativa,
e sempre com muita disposição, trata todos com uma gentileza incomparável
e tem muito comprometimento em gerir entidades e departamentos. Na
gestão 2017-2018 do CAAJA foi diretora do Departamento de Imprensa.
Hoje, atua como Diretora da Bateria Estouro e Secretária da Liga Nacional
de Baterias Universitárias. Já foi monitora de Matemática e de Física do
Cursinho Popular da FDRP, editora-chefe do jornal Ócios de Ofício em 2018,
membra do departamento de Marketing e Editorial do Núcleo de Estudos de
Direito Internacional de Ribeirão Preto (NEDIRP), além de ter participado de
outros tantos grupos de estudos como de Direito Eleitoral, Direito dos
Animais e Direito Internacional Público. E não para por aí, basta colocar-lhe
um violão nas mãos para que um de seus maiores encantos apareça: a voz
suave de quem ama música. Ah, e eu já te contei que ela desenha super
bem também? Pois é, não cabe em palavras.
Sócrates Thadeu (Amante), estudante do 2º período
da faculdade, Sócrates é o tipo de pessoa que você
tem a impressão que está em todos os lugares ao
mesmo tempo de tanta coisa que faz. Ajudou a gestão
Primavera 2019 desde sua chegada na faculdade,
vive tocando nas apresentações da Bateria Estouro,
Monitor de Redação do Cursinho Popular da FDRP e
do Salvaguarda, Plantonista de química do Cursinho Popular, participante do
Conselho Editorial do Ócios, além de dar uma de ator no Canto dos
Famintos. Sim, ele faz tudo isso mesmo. E foi assim aqui Sócrates conheceu
todos os cantos/tribos/pessoas dessa faculdade e agora está mais do que
pronto para ser o vice-presidente do CAAJA. Extremamente pró-ativo,
sempre estará disponível para resolver algum problema por aí.

Gabriela Borges (Note), aluna do 2° período, seu


apelido faz alusão ao seu dom de ser extremamente
organizada e ser dona e proprietária dos melhores
cadernos que a FDRP já viu, (influenciando
diretamente na ponderada de todos da sua turma rsrs)
Sorte a dos futuros calouros e de quem a vê correndo
de uma reunião para aula de francês, de uma reunião
para outra reunião ou na aula se certificando de que até a respiração do
professor está sendo corretamente anotada... Além disso, é Secretária da
Comissão de Formatura da Turma XII (CFTXII), ajudou no Workshop do
Direito, participou no Jornal Ócios de Ofício e também do time de vôlei
(VF/FDRP). Por trás de tanto comprometimento com a faculdade e as
entidades, está uma das pessoas mais fofas da FDRP que esbanja felicidade
por onde passa e está sempre disposta à ajudar no que for possível e até no
impossível.
Juan Moreira (Guiné), um dos federpianos mais pró-
ativos de toda a faculdade, já que participa de quase
todas as instituições presentes: é tesoureiro no Ócios,
pleiteia cargo de segundo secretário na chapa 2020
do CAAJA, integrante do Cursinho Popular (e também
professor de livros de vestibular). Com certeza, será
uma pessoa que estará muito presente na vida dos
calouros ano que vem. Além disso, participa de grupos de estudos como o
de Direito Medieval e o grupo de pesquisa de Direito Romano. Acima de
tudo, Guiné é uma pessoa muito fofa, educada e muito aberta para
conversas diversas (não existe ninguém nessa faculdade que possa
entender mais sobre o mundo religioso e nerd do que ele). Como filho de
padre, também está disposto a dar longos sermões mesmo nas conversas
mais bobas do dia (por isso ele é responsável por levantar o astral de
qualquer um que converse com ele).

Ana Paula Silveira (Boto), não se engane, ela não é


só um rostinho bonito, por trás de seu jeito meigo e
de seu sorriso encantador existe uma grande mulher
que encanta todas e todos com a sua inteligência e
dedicação. Tudo começou no Ensino Médio nos três
anos da Simulação Interna Luiz de Queiroz (SILQ), a
qual é uma simulação da Assembleia Geral da ONU,
em que atuou como jornalista no primeiro colegial (ganhando prêmio de
melhor jornal) e nos segundo e terceiro ano como delegada, representando a
Inglaterra e a Grécia, respectivamente nas questões de espionagem
internacional e crise grega. Foi membra do Ócios de Ofício desde a sua
entrada na faculdade em 2018, atuando como diretora do departamento do
Projeto Poesia, e atualmente ocupando o cargo de editora-chefe.
Já foi integrante da Jurisconsultus Empresa Jr. no departamento de
Qualidade. Participa também do grupo de pesquisa em inovação “Smart on
Crime”. E como se ainda não bastasse, agracia a turma XII com suas
maravilhosas monitorias de Direito Penal I. Destaca-se também o seu papel
fundamental na reestruturação do Coletivo Feminista Capitu, ocupando hoje
diretoria de Comunicação e Criação, e membra ativa da Comissão de
Acolhimento de vítimas de violência. É uma estudante ativa no movimento
estudantil, como é possível observar pela sua atuação seja no DCE Livre da
USP Alexandre Vannucchi Leme, ou no próprio CAAJA sendo membra do
DCult na gestão 2018-2019, participando como mesa em alguns eventos de
destaque. Sua militância se estende também Movimento Popular da
Juventude em Disparada, participando da coordenação da comunicação em
Ribeirão Preto e da Estadual.

Maria Eduarda Ruas (Duda ou Fina) está no


segundo período da FDRP e é a própria gatinha
militante, rs. Super engajada no panorama político da
faculdade participou ativamente do CAAJA, como por
exemplo, sendo Guia do Workshop em 2019. É
membra do DCE livre da USP Alexandre Vannucchi
Leme e sempre fez de tudo para defender a educação,
até participar do CONUNE lá em Brasília esse bebê foi. Sempre lembrando
os amigos das paralisações, eventos e assembleias. Também muito
responsável e competente como tesoureira da CF e como futura tesoureira
do CAAJA 2020. Essa gracinha ainda participa do time de vôlei e é ritmista
da Bateria Estouro, apesar das muitas tarefas ela sempre arruma um
tempinho para os amigos e para uma partidinha de truco/sinuca no CA.
Maria Laura (Pepita), não se deixe enganar pelo jeito
um pouco direto e reto que a Pepita fala as coisas,
por trás disso está uma mulher forte, muito sincera e
uma amiga incrível. Já no primeiro ano atua como
monitora no Cursinho Popular da FDRP, além de ser
comprometida e pró-ativa com os ensaios e
responsabilidades da bateria universitária mais matu-
tina do Brasil, a Estouro. Sua participação em atividades e departamentos do
Centro Acadêmico em seu ano de caloura lhe rendeu conhecimento para
poder assumir responsabilidades maiores

Isabela Martins (Dura), estudante do 2º período da


faculdade, é incrível. É difícil encontrar palavras que
descrevam o quanto ela é sensacional. Além de ser
super dedicada na faculdade e nas diversas
atividades que ela vem exercendo nas entidades,
como por exemplo, a Atlética Casa 7, a Dura tem
sempre um tempo reservado para cada amigo, e com
tanta atenção, carinho e solidariedade, você não encontra uma pessoa que
não admire essa mulher.

Isabella Teixeira (Bolt), estudante do 2º semestre,


expert em correr atrás do ônibus após almoço no
bandex (vide seu nome), uma das melhores pessoas
da FDRP, Bolt é uma amiga pau para toda obra, ela
está sempre sorrindo pelos corredores da FDRP(até
mesmo em semana de prova, se é que isso é
possível), Bolt é conhecida por ser uma pessoa extre-
mamente feliz e amiga, se alguém não gosta da Bolt desconfie dessa
pessoa. Participa do Coletivo Negro do campus, do grupo de teatro “Canto
dos Famintos”, feminista de mão cheia, participa do Coletivo Feminista
Capitu, tem dedos mágicos pra tocar agogô na Bateria Estouro, também é
uma das maravilhosas atletas do basquete, participa do PET e ainda por
cima ajudou em eventos do CAAJA 2019.
Isadora Andréa (Espacá), aluna do 2° período,
consegue encantar a todos com seu jeito animado e
voz angelical. Extremamente dedicada em tudo o que
faz, Isadora, ao longo de 2019, participou do Projeto
de Educação Tutelada (PET), joga vôlei
excepcionalmente bem, frequentou o grupo de
estudos em Direito, Psicologia e Neurociência
(DIPSIN) e ainda faz parte da Liga das Atléticas USP Ribeirão Preto
(LAURP).

Michel Namiuti (Vale), é aquela pessoa que todo


mundo já conversou, ouviu falar ou viu na faculdade.
O famoso blogueirinho da TXII é o tipo de pessoa
que todo mundo gosta e que gosta de todo mundo.
Sempre disposto a escutar os outros, se revolta com
as injustiças do mundo e luta constantemente pelas
causas sociais. É esse um dos motivos de participar
ativamente da reestruturação do NAJURP e ter participado do
desenvolvimento da cartilha "Incluir e permanecer", a qual busca levar
informações sobre ingresso e permanência estudantil nas universidades
públicas. Fiel e comprometido, faz de tudo pelas suas atribuições e busca o
melhor sempre, como em sua atuação no time masculino de vôlei da FDRP.

Julia Gallo (Post), como seu apelido já indica, nossa


querida Julia nunca deixa passar qualquer coisa,
seja uma notícia, um filme e até mesmo um meme.
Esse fator contribuiu para ela ser ótima em
comunicação, sendo não só capaz de conversar
sobre os mais diversos assuntos fluentemente como
entender a visão e os argumentos das outras pes-
-soas, sempre se colocando no lugar delas. Consequentemente, Post tem
uma preocupação com o próximo que é quase incomparável, buscando
sempre ajudar seus amigos e colegas da melhor forma possível e ajudando
a construir um ambiente leve e agradável. Tendo participado ativamente do
Ócios e colaborado com a gestão anterior do Centro Acadêmico, também
demonstra-se extremamente responsável. Ela está preparadíssima para
participar ativamente da nova gestão, buscando a integração total dessa
entidade, juntando eficiência com diversão.

Ana Luísa Tostes (Mona), o que falar da Ana?


Realmente é uma tarefa muito difícil, porque não há
palavras suficientes para definirem esse ser
maravilhoso. Ana é uma aluna do 2º período, por sua
vez, ela é aquele tipo de pessoa que tem um "humor
bobo" e ri de qualquer coisa o dia inteiro, então não
estranhem se a encontrarem tendo ataques de riso.
É muito requisitada quando o assunto é desenho, logo, peço que apaguem
todas suas concepções de beleza, porque ela ultrapassa qualquer uma, seus
desenhos são maravilhosos. Ana também é membra ativa do Jornal Ócios
de Ofício, no qual tem uma coluna de charges sobre os mais variados temas.
É isso, Ana é amor, luz e principalmente, Ana é felicidade.

João Gabriel Téu Soares (Nelson), uma das


pessoas mais fofas e prestativas de toda a FDRP, é
aluno do 2º período e sempre está alegre e disposto a
uma boa conversa. O que puder fazer pra ajudar ele
fará, isso fica muito claro nas entidades que ele
participa. É parte do Cursinho Popular da FDRP de
forma ativa, do jornal Ócios de Ofício, e do CAAJA na
gestão 2018/19. Ele é um ótimo desenhista, mesmo às vezes não aceitando
isso. É entusiasta da cultura nipônica, um verdadeiro otaku (sempre vai
encontrá-lo falando de algum mangá/anime, provavelmente JoJo). Um aluno
dedicado e sempre está em dia com as suas leituras e atividades, inclusive
em seus estudos da língua germânica. É praticante de pilates e um nadador
muito bom.

Luccas de Oliveira (Padrinho), o que dizer desse


garoto que não precisa nem abrir a boca para gritar
personalidade e te deixar com um bom humor quase
que instantaneamente? Luccas é aluno do 2º período
e talvez um dos calouros mais talentosos e com
melhor senso estético e habilidades gráficas da
faculdade. É responsável pelo Twitter do Ócios, além
de escrever textos e poesias para a entidade, é designer de praticamente
todo cartaz ou arte das entidades que participa, além de ser ativo na
Empresa Jr. Jurisconsultus. Tem exímias capacidades de administração já
tendo sido até presidente do grêmio invicto na escola. Extremamente solícito
e altamente esforçado com aquilo e com quem ele ama.

Flávia Gomes (Dora), estudante do 2º período, é


uma das pessoas mais engajadas em causas sociais
que a FDRP já viu, reparem que todas as vezes que
você a ver pelos corredores da faculdade ela estará
correndo para alguma das reuniões das milhões de
entidades que ela faz parte (e faz um ótimo trabalho
em cada uma delas). Participa dos Departamentos de
Criação e Acolhimento do Coletivo Feminista Capitu, é membra do jornal
Ócios de Ofício, também é uma excelente e esforçada professora de
atualidades e dos livros da FUVEST do Cursinho Popular da FDRP
(CPFDRP) e ainda é parte da coordenação deste. E além de tudo isso,
participou ativamente no CAAJA 2019, tanto na parede viva, como em
eventos e participando das reuniões.
David Diniz (Boça), aluno do 2° semestre do curso, é
super ativo nas entidades da FDRP, já que além de
membro do CAAJA, também integra a Atlética Casa
Sete. Além disso, também é morador da República 12
dozes, onde também auxilia na organização de
diversos eventos. Seu jeito meio destrambelhado é
também seu maior charme, já que é impossível não
gostar desse simpático calouro. Outra característica importante presente no
nosso querido Boça é seu incansável companheirismo, já que nunca diz não
a qualquer evento, desde festas até a palestras dos mais diversos temas.

Gabriel Girardi (Tomé), conhecido por ser uma das


pessoas mais carismáticas e fofas do 2° período, é
uma pessoa muito aplicada quanto à graduação e às
causas sociais, por isso faz parte do grupo de
pessoas que estão atualmente trabalhando na
reativação do Núcleo de Assessoria Jurídica da FDRP
(NAJURP). Por trás de seu carisma todo, há ainda
uma pessoa apaixonada capaz de se revoltar com as injustiças do mundo e
enxergar o lado bom de todos, por causa disso, está sempre tentando
melhorar o mundo como lhe é possível sempre com um sorriso no rosto.

Karyn Adame Rinaldi (Shield), é uma das pessoas


mais animadas e cheias de energia da faculdade. Ela
anota TUDO na aula e o caderno dela é excelente
para tirar dúvidas. Sempre preocupada com a
próxima prova ou trabalho, você sempre pode
encontrá-la na biblioteca estudando durante as
janelas. Além de sua excelência acadêmica, a Karyn
ainda consegue arrumar tempo para batucar o seu tamborim na famosa
Bateria Estouro durante as manhãs e jogar basquete após as aulas. Essa
menina multitarefas também participou do Centro Acadêmico esse ano, o
que fez com que ela já adquirisse experiência na atuação e na gestão deste.

Livia Molina (Tarda), aluna do 2° período, assim


como seu apelido já diz; “tarda, mas não falha”, ela
tardou mas não falhou ao escolher fazer parte da
Chapa Primavera. Além de ser uma pessoa muito
aplicada quanto à graduação, ela ajudou na gestão
2019 do Cursinho Popular da FDRP (CPFDRP) e
pretende fazer parte da sua gestão em 2020. Ela não
mede esforços para dar o seu melhor em qualquer coisa que faz,
preocupada em dar o melhor de si sempre, não deixa ninguém na mão.

Marina Pessôa (Noção), posso afirmar que a inicial


impressão de avoada e a tranquilidade com que faz
as coisas nem começa a explicar a pessoa dedicada
e responsável que ela é. Em trabalhos em grupo é
sempre a primeira a querer organizar as tarefas e
podemos sempre confiar que sua parte estará
perfeitamente realizada antes do prazo. Ademais,
sua dedicação não se resume aos estudos sendo ela parte da Bateria
Estouro, entidade da qual ela participa e ama desde o primeiro dia, tendo
também sacrificado suas preciosas horas de sono para aprender a tocar o
agogô da melhor forma possível. Além disso, a Noção vem buscando uma
entidade na faculdade na qual pudesse fazer a diferença e por questão de
horários de encontros e afinidade acabou nas reuniões da gestão do CA
onde frequentou e aprendeu muito, o que serviu para inspirá-la com os
projetos que planeja desenvolver.
Pedro Schaefer (Miles ou Carioca), é uma das
pessoas mais sociáveis que eu já conheci, ele é
capaz de circular e ser adorado pelos mais diversos
grupos. Em grande parte, isso se dá devido a sua
facilidade em se comunicar e entender a visão do
outro, estando sempre pronto para ajudar quem
precisa. Por incrível que pareça o não envolvimento
do Miles diretamente nas entidades acaba por ocultar todos os trabalhos que
ele fez ajudando os amigos quando estes estavam sobrecarregados. Aqui
chegamos em outro ponto marcante de sua personalidade: ele sempre
arruma tempo para realizar todas as suas tarefas e ainda assim ajudar os
outros. Esse semestre Miles se mostrou um dedicado torcedor da faculdade
estando presente em todos os jogos dos quais algum conhecido participaria
(e não foram poucos) desde amistosos até final de intracampus ele estava
alí para apoiar e torcer pelo time.

Davi Teixeira (Ted), aluno do 2º período, apesar de


seu jeito introvertido, não passa despercebido devido
a sua amabilidade. Foi ao longo de 2019 professor
de Matemática do Cursinho Popular da FDRP,
participou do grupo de estudos de Direito Medieval e
colaborou na criação da cartilha “Incluir e
Permanecer” organizada pelo DEAS da gestão atual
do CAAJA. Além disso, Ted também é um ótimo jogador de tênis de mesa e
xadrez.
Luiz Guilherme Rangel (Doblò), ainda está pra
nascer um veterano mais receptivo e presente do que
o Doblò. Sempre de braços abertos para todos os
seus filhos e filhas perdidos na vida, ele é o tipo de
pessoa em quem se sabe que sempre se pode
confiar. Atualmente, ele divide seu tempo fora da
fonte com o surdo da Bateria Estouro, mas já foi mo-
nitor de Teoria do Direito, membro do Ócios de Ofício e - por ter auxiliado
várias vezes o CAAJA com seus eventos - não é nenhum estranho das
atividades do Centro Acadêmico.

Maria Valentine Mariano (Treta), estudante do 2°


semestre, é uma pessoa super carinhosa e
atenciosa, apesar do que seu apelido, decorrente de
sua intensidade e pequenos momentos de estresse,
possam erroneamente levar a pensar. Uma das
únicas discussões inevitáveis com ela é sobre suas
entidades, nas quais ela externaliza toda a sua dedi-
cação e também não poupa esforços para defender. É essencial então saber
que, ao longo deste ano, ela foi ritmista da Bateria Estouro, participou do
Centro Acadêmico, foi guia no Workshop de Direito, atuou ativamente na
Atlética Casa Sete, defendeu o time de vôlei e, por último e não menos
importante, se dedicou ao Projeto Extensão Solidária.
Integração com
outras entidades
Nossa chapa propõe uma maior
integração entre as entidades da
FDRP, como forma de aumentar a
coesão discente e possibilitar a
PROPOSTAS

formulação de novas propostas


conjuntas entre o Centro
NOSSSAS

Acadêmico e as outras entidades.


Essa proposta tem como cerne
acabar ou minimizar com qualquer
animosidade entre as entidades e
o CAAJA.

Fundação do PAC
Nossa chapa propõe a fundação
do Projeto de Apoio à Comunidade
(PAC). É perceptível a distância
entre nosso curso e a comunidade
de Ribeirão Preto, por isso, nos
propomos a organizar,
periodicamente, atividades de
ajuda à população vulnerável e
carente da cidade. Assim, iremos
fazer diferença na vida de
pessoas, melhoraremos a cidade
em que moramos e
possibilitaremos uma maior
integração entre Direito e
sociedade.
Cultura de assembleias
estudantis
Nos últimos anos, o CAAJA tem fortalecido as assembleias estudantis. A
Gestão Primavera não foi exceção a essa regra, e sempre teve a cultura
de assembleia como um de seus pilares fundamentais de atuação,
convocando com rapidez várias assembleias para discussão de temas
relevantes para a vida do corpo discente, como o desmonte da educação
pública incentivado pelo atual governo federal, a paralisação contra a
eleição de Jair Bolsonaro, os problemas em relação a grade horária,
dentre outras tantas. Em defesa de uma maior participação discente,
nossa chapa se compromete a dar continuidade a esse trabalho,
fortalecendo ainda mais essa cultura, uma vez que, acreditamos que a voz
das e dos discentes é fundamental para a construção de uma entidade
cada vez mais forte, democrática e presente. Mantendo o CAAJA como
um CA sempre ao lado das e dos estudantes.

Semana da Diversidade
Queremos dar continuidade ao projeto da “Semana da Diversidade",
cujo modelo foi aperfeiçoado pela Gestão Primavera, a partir do
entendimento de que a sociedade é plural e, por isso, é de
fundamental importância discutir pautas sociais. Assim, nossa chapa
se propõe a ampliar o círculo de palestras, englobando temas como
“questão indígena”, “acessibilidade”, “meio ambiente”, dentre outros.
Ampliação da Reestruturação dos
Parede Viva debates
A Gestão Primavera se Reconhecendo a importância
dedicou para que todo mês, que a discussão de ideias
um tema fosse escolhido e possui não somente para a
diversos cartazes fossem formação como juristas, mas
produzidos e expostos nas também para o
paredes das escadas desenvolvimento humano,
principais, a fim de dar nossa chapa pretende
visibilidade para um reorganizar o sistema de
determinado assunto. Nossa debates, a fim de torná-los
chapa pretende dar mais atrativos e inclusivos.
continuidade ao projeto, Por isso, nos propomos a
porém ampliando-o e disponibilizar textos bases de
chamando mais a diversos pontos de vista com
comunidade discente para antecedência para ajudar na
participar da produção das preparação daqueles que
artes. quiserem expor suas ideias
e, ao mesmo tempo, já
ambientar aqueles que não
tem tanto conhecimento
Cine CAAJA sobre o tema. Além disso, a
Pretendemos promover uma realização dos debates
experiência cultural com a ocorreria na fonte da FDRP,
apresentação de filmes quatro por ser um espaço mais
vezes ao ano. Assim, queremos descontraído do que salas de
criar um ambiente de aula.
descontração e integração entre
as alunas e os alunos. Além disso,
promoveremos discussões sobre
o filme após seu término.
Criação do Feira do livro,
Departamento sebo e doação
de Tesouraria de livros
Diante da necessidade Tendo em vista a grande
observada nas gestões necessidade do curso em
passadas em relação à ler e a alta proximidade
administração financeira do com leitura em geral,
CAAJA, desenvolveremos queremos realizar feiras de
um Departamento livros com o intuito de
responsável por esse trazer para mais perto das
aspecto. Dessa maneira, a e dos estudantes a compra
expectativa é que os de obras por preços
recursos sejam melhores baixos e possibilitando a
administrados gerando, renovação e troca dos
posteriormente, um exemplares. Dessa forma,
alcance e uma proporção pretendemos possibilitar às
maior para nossos e aos alunos que quiserem
projetos. abrir espaço em suas
prateleiras e dar a
possibilidade a outros (as)
estudantes de utilizarem os
livros.

Biblioteca CAAJA
Reestruturar uma biblioteca com os livros do CAAJA e livros doados,
para uso discente. A biblioteca ficará na sala do C.A. e contará com um
pequeno registro de empréstimos e devoluções que ficará sob
responsabilidade da secretaria. As regras de empréstimo e uso dos
livros serão elaboradas à parte e amplamente divulgadas nas mídias
sociais do C.A..
Manutenção da Bolsa Luana Barbosa
A Bolsa Luana Barbosa, instituída pela atual Gestão Primavera, visa dar
suporte ao aluno que se inscreveu no PAPFE em busca do auxílio
financeiro emergencial, mas não receberá imediatamente este dinheiro.
Isto é, a bolsa serve para suprir o período compreendido entre a inscrição
do aluno no PAPFE e o recebimento do primeiro mês de auxílio-moradia
financeiro. Entendendo a importância dessa bolsa aos calouros e
transferidos, nossa gestão compromete-se a mantê-la.

Bolsa Tereza de Benguela


(Bolsa-auxílio à permanência)
Tendo em vista que cada vez mais a FDRP tem se tornado uma faculdade
com maior diversidade de estratos sociais, nossa chapa se dispõe a
conceder uma bolsa-auxílio à permanência que será anual, o valor será
definido de acordo com as condições do Centro Acadêmico e haverá
critérios socioeconômicos para a escolha da aluna ou do aluno. O foco
seria principalmente aqueles que não concorrem a outros auxílios
permanentes da USP, por exemplo, alunos de segunda graduação.

Cartilha sobre permanência estudantil


A chapa Primavera se propõe a criar uma cartilha que ajude os pré-
vestibulandos, principalmente de escolas públicas, a se inteirar sobre a
permanência estudantil, esse projeto tem por finalidade ajudar na
democratização do acesso à universidade pelo (a) aluno (a) de baixa
renda, que muitas vezes não tem acesso a tal informação e por isso deixa
de ocupar lugares dentro da universidade.
CAAJA Vermelho
Na Semana de Recepção dos (as) Calouros (as) de 2019 tivemos uma
palestra sobre o Hemocentro e a importância da doação de sangue. Foi
mostrado, por meio dos dados que infelizmente a grande demanda não é
suprida pelas ínfimas doações. Em um primeiro momento, isso gerou
efeitos na faculdade e alguns se propuseram a doar sangue, porém com o
tempo esse suspiro de determinação se perdeu. As notícias atuais
mostram que o estoque está sempre baixo, isso quando não está
negativo, consistindo um perigo para a Saúde Pública. A partir disso, aa
chapa Primavera se propõe a organizar 3 vezes ao ano (de 4 em 4 meses)
uma campanha de conscientização para angariar voluntários para a
doação. Para tal, mostraremos que não há riscos a própria saúde e
daremos destaque à importância que a bolsa de sangue pode ter na vida
de um enfermo e como incentivo poderemos inclusive pedir um
microônibus para levar todos os interessados ao hemocentro.

Campanha do Agasalho
Algo tão simples e ainda assim tão essencial: mesmo Ribeirão Preto sendo
conhecidamente uma cidade que estala de calor, nós também sofremos
com um inverno bem rigoroso que se torna um risco para o bem-estar e a
saúde de uma parcela (assustadoramente alta) da população ribeirão-
pretana. A campanha do agasalho, que a Gestão Primavera já fez em
parceria com a Atlética Casa 7 e a OAB, não se compromete só na
arrecadação dos agasalhos, mas também na de mantimentos, sua
distribuição e conscientização sobre a situação da população que se vê
afetada por essas condições, nossa chapa se compromete em dar
continuidade a ese projeto.
Semana da Saúde Mental
Em 2018 a, gestão do CAAJA organizou uma pesquisa sobre a saúde
mental dentro da faculdade. Os dados foram alarmantes. Quase
metade dos alunos disseram já ter cogitado desistir do curso por
transtornos psicológicos e uma grande parcela toma medicamentos
controlados. Além disso, é notável que esse cenário afeta a vida fora
da faculdade também. Com o novo Projeto Político Pedagógico (PPP),
a saúde mental se tornou um tema mais em voga. Porém, ao conversar
com as alunas e os alunos e, baseando-se em nossas próprias
experiências, podemos notar que esse problema ainda é
alarmante. Visando melhor entender e também mitigar seus efeitos,
nossa chapa para o CAAJA se propõe a refazer uma pesquisa sobre
saúde psicológica, verificando se houve alguma mudança, e também
promover uma Semana da Saúde Mental. Tal semana se daria com o
intuito de mostrar por meio de palestras e rodas de conversas que
muitos passam por isso, e que é necessário procurar ajuda, assim
como é válido repensar hábitos que sejam gatilhos. Contamos com a
ajuda do jornal Ócios de Ofício para produzir conteúdo e da utilização
da Parede Viva para trazer mais visibilidade ao tema.

Semana da Arte
O que quebraria mais a rotina de uma faculdade com um dia-a-dia tão
rígido e excruciante como a da FDRP do que uma semana dedicada à
arte? Com a intenção de quebrar nosso cotidiano maçante, de uma
forma que ainda nos educa num nível que nenhuma aula de Civil
jamais será capaz, a Semana da Arte promete trazer diversas formas
de expressão de arte até nós, e expandir nosso conhecimento cultural.
Participação ativa na FENED
A Federação Nacional dos Estudantes de Direito - FENED é a entidade
central do Movimento Estudantil de Direito e visa representar e organizar
as alunas e os alunos de Direito do Brasil. Ao longo de 2019 tivemos uma
participação ativa na Federação dos Estudantes de Direito, e em sua luta
pela rediscussão e aproveitamento das questões que envolvem todo
sistema de ensino, pesquisa e extensão jurídicos, aprofundando
discussões e encaminhando propostas referentes a Universidade
Brasileira, propondo formas de luta que utilizem o Direito como
instrumento de transformação social, dentre outras questões. Nesse
contexto, o CAAJA divide a cadeira de extensão universitária com o Centro
Acadêmico XI de Agosto, uma conquista da Gestão Primavera. É
fundamental a nossa participação na federação a nível regional, no
processo de reestruturação da CORED (Coordenação Regional dos
Estudantes de Direito) do estado de São Paulo, a qual se encontra
desativada há alguns anos, dessa forma contribuíremos para maior
integração dos estudantes de Direito e para o encaminhamento das
questões supracitadas em âmbito estadual.

Centro de Vivência
A Gestão Primavera conquistou em conjunto à Comissão de Graduação
da faculdade uma verba de valor cerca de R$ 50.000,00 que será
destinada à reforma de um espaço na faculdade para a instalação do
Centro de Vivência. É uma conquista importantíssima ao corpo discente,
por se tratar de uma de suas maiores reivindicações dos últimos anos.
Nossa chapa se compromete em dar continuidade a esse projeto tão
importante, atuando coadjuvantemente na instalação da sala, fiscalizando
as etapas da reforma e de mobiliação, e permitindo que a voz das e dos
estudantes seja ouvida para que nossas necessidades nesse novo espaço
sejam atendidas.
GESTÃO 2019-2020

Você também pode gostar