Você está na página 1de 14

Construção de Máquinas II

Laboratório de Metrologia
DETERMINAÇÃO DA LARGURA DE UM BLOCO

Alunos: John Barreto Turma: 02


Paulo Henrique Turma: 04

Rio de Janeiro, 18 de junho de 2019


Sumário

1. Introdução ............................................................................................................................. 3
2. Objetivo ................................................................................................................................. 4
3. Metroscópio .......................................................................................................................... 4
4. Microscópio ........................................................................................................................... 7
5. Relógio comparador ............................................................................................................ 11
6. Conclusão ............................................................................................................................ 14
Introdução

Na fabricação mecânica é essencial que se conheça determinada dimensão da peça a ser


fabricada com exatidão. Para obter essas medidas podemos utilizar diversos dispositivos de
medição. Dentre esses dispositivos, abordaremos o metroscópio, o microscópio e o relógio
comparador.

O microscópio e o metroscópio são máquinas de medir robustas, versáteis e que permitem


obter resultados com alta exatidão. As medições são feitas com réguas-padrão, e as
respectivas leituras são observadas através de lentes oculares. No microscópio mede-se a
distância de dois pontos da sombra projetada do objeto a ser medido. No metroscópio a
medida é dada pela menor distância entre as pontas do equipamento que estão em contado
com as faces da peça.

Figura 1 - Microscópio

Figura 2 - Metroscopio

O relógio comparador também é um instrumento de precisão e com grande sensibilidade. Ele


possui uma ponta apalpadora que fica em contato com a peça. A diferença de medida da peça
provoca um deslocamento retilíneo da ponta que é transmitido por um sistema de
amplificação ao ponteiro do relógio.

3
Figura 3 - Relógio Comparador

Objetivo

Determinar a medida da largura de um bloco por meio de 3 aparelhos de medição:


metroscópio, microscópio e relógio comparador. Comparar os valores obtidos e decidir qual
deles oferece o melhor resultado para a aplicação proposta.

Figura 4 - Bloco

Metroscópio
Separamos a face a ser medida em 5 partes iguais.

Começamos juntando as duas pontas do equipamento e olhando pelas lentes oculares o


espiral para definir a medida da posição zero inicial.

4
Figura 5 - Pontas juntas no metroscopio

Foram feitas 10 medidas do zero inicial e sua média 11,7511 mm foi definida como a medida a
ser adotada para o cálculo da medida.

Zero Inicial 1
1 11,7532
2 11,7500
3 11,7528
4 11,7538
5 11,7514
6 11,7500
7 11,7506
8 11,7502
9 11,7498
10 11,7487

Média 11,7511
Tabela 1 - zero incial metroscopio

Após, foi colocado o bloco na mesa do equipamento para medição, deixando o bloco sem
inclinação ou torto com o uso das manivelas da figura abaixo:

5
Figura 6 - Bloco no metroscopio

Foram feitas 10 medidas para cada divisão do bloco, com essas medidas foi montada a tabela
abaixo:

Posição 1 Posição 2 Posição 3 Posição 4 Posição 5


1 56,5000 56,5536 56,6008 56,6774 56,5102
2 56,5017 56,5537 56,6038 56,6763 56,5079
3 56,5001 56,5546 56,6037 56,6749 56,5091
4 56,5018 56,5554 56,6032 56,6762 56,5090
5 56,4935 56,5554 56,6031 56,6734 56,5066
6 56,4926 56,5544 56,6016 56,6731 56,5071
7 56,4934 56,5536 56,6012 56,6728 56,5063
8 56,4936 56,5572 56,6037 56,6709 56,5072
9 56,4938 56,5545 56,6029 56,6708 56,5056
10 56,4937 56,5547 56,6036 56,6711 56,5057
Tabela 2

Após a obtenção de todas as medidas, calculamos a média e obtivemos o valor de 56,5670


mm. Usamos esse valor para o cálculo da face a ser medida.

O valor final da medida da face da peça foi de 44,8160 mm, que foi obtido utilizando a
seguinte equação:

𝑚𝑒𝑑𝑖𝑑𝑎 𝑓𝑖𝑛𝑎𝑙 = 𝑚é𝑑𝑖𝑎 𝑑𝑎𝑠 𝑚𝑒𝑑𝑖𝑑𝑎𝑠 𝑐𝑜𝑚 𝑜 𝑏𝑙𝑜𝑐𝑜 − 𝑚é𝑑𝑖𝑎 𝑑𝑜𝑠 𝑧𝑒𝑟𝑜𝑠 𝑖𝑛𝑖𝑐𝑖𝑎𝑖𝑠

6
Figura 7 - medida final

Após isso, para certificar que tudo ocorreu de forma certa, foi juntada as pontas do
equipamento novamente e calculado os zeros iniciais de novo para comparação com os feitos
anteriormente.

Zero Inicial 2
1 11,7501
2 11,7504
3 11,7492
4 11,7494
5 11,7497
6 11,7503
7 11,7495
8 11,7494
9 11,7490
10 11,7501

Média 11,7497
Tabela 3

Com isso observamos que a diferença entre os zeros inicias do começo da atividade e do fim
são pequenos, isso demonstra que ocorreu tudo bem durante a atividade.

Microscópio

Inicialmente fixamos o bloco na mesa do microscópio e, observando através das lentes


oculares e movendo a mesa nos eixos X e Y, fizemos o alinhamento entre a linha de referencia
do microscópio e a lateral do bloco. A figura abaixo mostra o conjunto:

7
Figura 8

Após esse ajuste inicial, movemos a mesa no sentido do eixo X para a determinação da
coordenada X dos pontos X1 e X5 próximos as extremidades do bloco, encontrando os valores
X1=136,6732 e X5= 61,7371.

Calculamos a distância entre esses dois pontos X1 - X5 = 74,9361, e em seguida dividimos essa
distância em 4 partes iguais de 18,7340 para a determinação do afastamento entre as 5
posições de medição (X1, X2, ..., X5) da largura do bloco a serem realizadas (sentido do eixo Y),
conforme a imagem abaixo:

Figura 9

Movemos a mesa no sentido X ate a coordenada da posição X1 e anotamos o valor da


coordenada YA. Em seguida, movemos a mesa apenas no sentido Y para determinar a

8
coordenada YB. Repetimos esse processo para as coordenadas X2 até X5, e anotamos os
respectivos valores de YA e YB de cada uma das posições.

Em cada posição de medição, foram realizadas 10 medidas para cada lado do bloco (A e B).

A cada 3 medidas movemos a mesa no sentido Y e retornamos a posição, e a cada medição


giramos a espiral do microscópio. Os valores obtidos foram organizados nas tabelas abaixo:

X1 Posição 1 X2 Posição 2
136,6732 YA YB 117,9201 YA YB
1 68,2975 24,0386 68,5078 23,6472
2 68,2971 24,0391 68,5072 23,6412
3 68,2988 24,0399 68,5073 23,6495
4 68,2961 24,0352 68,5060 23,6407
5 68,2991 24,0363 68,5062 23,6432
6 68,2989 24,0358 68,5073 23,6413
7 68,2996 24,0332 68,5042 23,6421
8 68,2950 24,0345 68,5063 23,6438
9 68,2932 24,0315 68,5062 23,6423
10 68,2951 24,0318 68,5053 23,6447
Tabela 4

X3 Posição 3 X4 Posição 4
99,1916 YA YB 80,4607 YA YB
1 68,4312 23,4538 68,3309 23,3307
2 68,4319 23,4536 68,3282 23,3713
3 68,4311 23,4513 68,3311 23,3301
4 68,4212 23,4467 68,3234 23,3243
5 68,4208 23,4472 68,3230 23,3249
6 68,4198 23,4466 68,3247 23,3250
7 68,4394 23,4463 68,3222 23,3230
8 68,4316 23,4468 68,3206 23,3248
9 68,4348 23,4472 68,3184 23,3248
10 68,4334 23,4460 68,3203 23,3240
Tabela 5

9
X5 Posição 5
61,7371 YA YB
1 68,0494 23,3131
2 68,0540 23,3161
3 68,0540 23,3147
4 68,0598 23,3060
5 68,0599 23,3073
6 68,0563 23,3063
7 68,0534 23,3142
8 68,0518 23,3168
9 68,0512 23,3121
10 68,0531 23,3146
Tabela 6

𝑚𝑒𝑑𝑖𝑑𝑎 𝑓𝑖𝑛𝑎𝑙 = 𝑚é𝑑𝑖𝑎 𝑑𝑎𝑠 𝑚𝑒𝑑𝑖𝑑𝑎𝑠 𝑑𝑜 𝑙𝑎𝑑𝑜 𝐴 − 𝑚é𝑑𝑖𝑎 𝑑𝑎𝑠 𝑚𝑒𝑑𝑖𝑑𝑎𝑠 𝑑𝑜 𝑙𝑎𝑑𝑜 𝐵
𝑚𝑒𝑑𝑖𝑑𝑎 𝑓𝑖𝑛𝑎𝑙 = 68,3223 𝑚𝑚 − 23,5540 𝑚𝑚 = 44,7683 𝑚𝑚

Figura 10

10
Relógio comparador

De início, dividimos a face em 7 partes iguais e medimos cada uma dessas partes com o auxílio
do paquímetro em 3 alturas diferentes (superior, meio e fim), como demonstrado na figura a
seguir:

Figura 11 - medição com paquimetro

Obtivemos 21 medidas e fizemos a média delas e obtivemos o valor de 45,048 mm.

Superior Meio Inferior


1 43,95 44,90 44,80
2 44,65 45,90 45,00
3 44,55 45,90 45,10
4 44,50 45,90 45,10
5 44,50 45,90 45,15
6 44,60 45,90 45,20
7 44,40 44,80 45,30
Tabela 7

Utilizamos esse valor para a montagem do bloco padrão que foi montado na seguinte ordem:

 Bloco de 1,008 mm;


 Bloco de 1,040 mm;
 2 Blocos de sacrifício de 2 mm cada, totalizando 4 mm;
 Bloco de 9 mm;
 Bloco de 30 mm.

Após essa etapa, utilizamos o bloco padrão para definir um zero no relógio comparador para
iniciarmos as medições na face a ser medida como mostrado na figura abaixo:

11
Figura 12 - Relogio comparador com bloco padrão

Em seguida é retirado o bloco padrão e substituído pela peça com a face a ser medida.

Figura 13 - Relogio comparador com o bloco a ser medido

Após isso foi feito a comparação utilizando o relógio comparador em cada uma das 7 partes,
nas 3 alturas diferentes e nos 2 lados da face, com essas medidas foram montadas as tabelas
abaixo em que o valor final em cada ponto consiste em:

𝑉𝑎𝑙𝑜𝑟 𝑓𝑖𝑛𝑎𝑙 = 𝑏𝑙𝑜𝑐𝑜 𝑝𝑎𝑑𝑟ã𝑜 − 𝑅𝐶

12
Superior
RC 1 Valor final 1 RC2 Valor final 2
1* * 43,950 * 43,950
2* * 44,650 * 44,650
3* * 44,550 * 44,550
4* * 44,500 -0,186 44,862
5* * 44,500 -0,159 44,889
6* -0,163 44,885 -0,180 44,868
7* -0,171 44,877 -0,185 44,863
Tabela 8

Obs.: Na parte superior a comparação ficou acima de 0,1 mm (valor acima do permitido no
relógio comparador, com isso ajustamos o zero a +0,09 mm e realizamos a comparação
novamente. Os marcados com o *, foram os que mesmo com esse ajuste ficaram com um
desvio maior que 0,19 mm. Isso se deve ao fato da própria irregularidade da peça e da
habilidade do executor em realizar as medidas com o paquímetro.

Meio
RC 1 Valor final 1 RC2 Valor final 2
1 -0,095 44,953 -0,072 44,976
2 -0,047 45,001 -0,055 44,993
3 -0,038 45,010 -0,021 45,027
4 -0,048 45,000 -0,027 45,021
5 -0,020 45,028 -0,031 45,017
6 -0,016 45,032 -0,038 45,010
7 -0,056 44,992 -0,014 45,034
Tabela 9

Inferior
RC 1 Valor final 1 RC2 Valor final 2
1 -0,087 44,961 -0,091 44,957
2 0,004 45,052 -0,006 45,042
3 0,026 45,074 0,044 45,092
4 0,066 45,114 0,077 45,125
5 0,095 45,143 0,068 45,116
6 0,098 45,146 0,068 45,116
7 0,037 45,085 -0,017 45,031
Tabela 10

Após a obtenção de todas as medidas, calculamos a média de todos os valores finais e


definimos que o tamanho da peça medida através do relógio comparador é de 44,897 mm.

13
Figura 14

Conclusão

Comparando os 3 processos de medição, podemos notar que a que apresenta menor


possibilidade de erro na medição causada pelo operador é a obtida através do microscópio.
Nesse processo o bloco é posto sobre a mesa e não há contato da ferramenta de medição com
mesmo. No metroscópio há o contado das pontas da ferramenta, necessitando que o bloco
seja bem posicionado pelo operador. E no processo por relógio comparador, há a necessidade
da utilização de um paquímetro pelo operador para definir a medida que será utilizada para
montar os blocos-padrão, que entrará em contato com a ponta apalpadora do relógio durante
a calibração do mesmo.

Portando a medida da largura do bloco mais confiável será a obtida com a utilização do
microscópio 44,7683 mm.

14

Você também pode gostar