Você está na página 1de 45

- ABARÁ:

Um quilo de feijão fradinho


Quatro cebolas grandes
250 gramas de camarão seco defumado
Sal a gosto
Um pedaço de gengibre ralado
Uma xícara de chá de azeite – de – dendê
Camarões frescos (opcional)
Folhas de bananeira

Quebre o feijão e deixe de molho, retirando a


casca. Passe no moinho e reserve o caldo que
escorrer para dar liga à massa. Acrescente a
cebola ralada, o camarão moído e o sal e bata a massa até ficar bem encorpada.
Então coloque o camarão fresco descascado, se desejar, o azeite, e continue
batendo. Enrole a massa em quadradinhos de folha de bananeira (passe a folha
no fogo para amolecer) e dobre bem para não vazar. Cozinhe em banho-maria,
mas cubra antes com um pano úmido. O abará deve ser oferecido a Obá com
pedidos de sorte o amor e vitória na vida pessoal. É talvez a comida mais
saborosa do candomblé, vale a pena experimentar.
===================================================
==============

Abadô
Abadô é um nome comum a dois tipos de comidas rituais
votivas, feitas de farinha de milho, ou amendoim, previamente
torrados, passado no moinho, misturado com farinha de
mandioca, sal e açucar, também chamado de fubá de milho ou
fubá de amendoim pelo povo de santo. Esta comida ritual é
oferecida à vários orixas, principalmente a Obaluaye, oxumare
e nanã, indispensável no ritual de olubajé. A mesma mistura
acrescida de mel de abelha é muito apreciada pelo orixá oxum.
===================================================
================
ABERÉM
Aberém é prato típico da cozinha da Bahia,
bolinho de origem afro-brasileira, feito de
milho ou arroz moído na pedra, macerado
em água, salgado e cozido em folhas de
bananeira secas. No candomblé, é utilizada
como comida-de-santo, sendo oferecida a
Omulu e Oxumaré.

===================================================
========
ABALÁ
Abalá é um nome comum a dois tipos de comidas
rituais votivas, inerentes aos orixás obá, xango e Yewá,
quando feita de massa de milho verde, ou da massa de
carimã votiva ao orixá nanã. Este alimento ritual é
muito apreciado pelo povo do santo e pela maioria
dos nordestinos e chamado popularmente de
pamonha de milho verde e pamonha de carimã.
Embora a palavra abalá seja descrito no dicionário Aurélio como o mesmo que
abará, todavia pela primeira vez Raul Lody refere-se a esta iguaria feita com
massa de milho verde.

Abalá de milho O milho verde é ralado e à massa resultante é misturada ao leite


de coco com parte do bagaço, sal e açúcar. Esta massa é colocada em "palha" da
própria casca do milho, atados nas extremidades. As pamonhas são submetidas a
cozimento submersas em água fervente por um período de 15 minutos.

Abalá de carimã O aipim previamente descascado é


submergido por um período de quatro dias para obter uma
massa chamada de carimã, misturada ao leite de coco com
parte do bagaço, sal e açúcar. Esta massa é colocada em
"palha de aguedé" (bananeira), atados nas extremidades.
As pamonhas são submetidas a cozimento submersas em
água fervente por um período de 25 minutos.
===================================================
===================

ABRAZO:Bolinho da culinária afro-brasileira,


feito de farinha de milho ou de mandioca,
apimentado, frito em azeite-de-dendê.

- AXOXÔ:
Axoxô Axoxô ou Oxoxô é como é conhecida a comida
ritual dos Orixás Oxóssi e Ogum no candomblé e
umbanda, que consiste em milho vermelho cozido.
Quando oferendado pra o orixa ogum é refogado
com cebola ralada, camarão seco defumado, sal e
azeite de dendê. Quando oferendado para orixá
oxóssi o milho cozido é misturado com melaço (Mel
de cana de açúcar), não confundir com mel de
abelha que é o grande ewo deste orixá, enfeitado
com fatias de coco sem casca.
Nota. Esta mesma oferenda pode ser consagrado à Olokun.
Milho vermelho
Fatias de côco
Escolha e cozinhe bem o milho vermelho (de galinha), escorra e coloque em um
alguidar. Enfeite com as fatias de coco. Ofereça a Oxóssi com os pedidos de
prosperidade e fartura.

- BATETÉ:
Feijão fradinho
Uma pitada de sal
Escolha e lave o feijão. Torre em uma caçarola, acrescentando uma
pitada de sal para batizar. Ofereça a Oxóssi, jogando no telhado e
no quintal de casa, com pedidos de fartura, prosperidade e dinheiro.
Pode ser jogado na copa de uma árvore.

- CARURU:
O caruru, servido no rigor dos terreiros, é
acompanhado de preceitos que viram ações
propiciatórias das divindades gêmeas que,
são filhos de Xangô com Iansã ou de Xangô
com Oxum. O caruru é colocado sobre a
esteira. As crianças são convidadas a comer
do caruru, e todos, ao mesmo tempo. Ritual
que rememoriza fartura, ancestralidade e vida sagrada. Consiste de quiabos
cortado bem miúdo, azeite de dendê, cebolas raladas, camarões secos
(alguns moídos), castanhas e amendoins torrados e moídos, sal, gengibre ralada.
Cem quiabos
Quatro cebolas grandes raladas
Gengibre ralado
Sal a gosto
250 g de castanha de caju
250 g de amendoim
300 g de camarão seco
Azeite de dendê
Sete quiabos inteiros
Corte os quiabos em cruz e refogue em azeite de dendê com cebola e
gengibre (coloque também quiabos inteiros). Acrescente um pouco de
água e deixe cozinhar. Então, acrescente o camarão ( um pouco em pó
e alguns inteiros) e junte também amendoim e a castanha triturados
ou batidos no liquidificador. Mexa sempre com a colher de pau. Dê
uma correção de sal e deixe apurar. O caruru deve ser servido nas
grandes festas de Ibeji, como forma de pagar promessas e agradecer
as graças alcançadas. Os pais de gêmeos devem oferecê-lo todos os
anos. Quem for premiado com um quiabo inteiro no prato deve ajudar
no Caruru do ano seguinte.
- COMIDA DE EGUN:
Meio quilo de farinha de mandioca
Um litro de água
Dissolva a farinha na água e leve ao fogo, mexendo sempre, até adquirir a
consistência de um mingau. Coloque em uma tigela branca e deixe esfriar, ofereça
a Babá – egun com pedido de vida, saúde e prosperidade.

- COMIDA DE EWÁ:

Pedaços de coco cozido (cortados em cubos)


Feijão fradinho refogado
Feijão preto refogado
Batata doce cozida e picada
Milho de galinha cozido
Banana da terra fita em cubos
Camarão seco
Os ingredientes devem ser preparados separadamente em pequenas porções, depois
misturados em um alguidar. Ofereça a Ewá com os pedidos de felicidade e
progresso.

- COMIDA DE IYÁ – MI:


Um quilo de inhame
Mel
Azeite de dendê
Descasque e cozinhe o inhame, pise-o o pilão até obter uma massa que deve ser
dividida em duas porções. A primeira é temperada com mel, a outra, com azeite.
Faça duas bolas e coloque em um prato branco, cada uma de um lado. Ofereça às
Iyá – mi, aos pés de uma árvore bem frondosa, diretamente na terra. A comida
aplaca a ira das grandes mães e afasta doenças do aparelho reprodutor feminino,
trazendo fertilidade. - COMIDA DE LOGUNEDÉ
Meio quilo de milho de galinha cozido
Meio quilo de feijão fradinho cozido
Azeite de dendê
Um bagre
Pó de camarão seco
Sal a gosto
Três cebolas grandes raladas
Folhas de bananeira
Refogue o feijão no azeite com o pó de camarão e a cebola. Coloque o milho cozido
de um lado do alguidar e o feijão de outro. O peixe deve ser temperado com dendê,
cebola e pó de camarão e assado em forma forrada com folha de bananeira.
Coloca-se o peixe sobre a comida, entre o feijão e o milho. Ofereça a Logunedé com
os pedidos de sorte no amor e poder de sedução.

- EBÔ:
Milho ou canjica branca
Água
Cozinhe bem o milho e escorra a água. Coloque em uma tigela branca e
deixe esfriar bem. Ofereça a Oxalá com os pedidos de paz, harmonia,
saúde, felicidade e prosperidade. Nota: há quem coloque, ainda, mel
e cubra a vasilha com algodão, dado que Oxalá não gosta de sua
comida descoberta, nem quente. Nunca é demais lembrar que Oxalá não
gosta de azeite de dendê. Somente se usa azeite de oliva em algumas de suas
comidas.
.

- EKURU:
Basta seguir a receita do Abará, mas sem adicionar à massa azeite de dendê.
Pode ser oferecida à Iansã, aos orixás funfun (orixás que têm ligação com Oxalá:
Oxaguian, Oxalufã, Efum etc) e a Babá-egun.
Ekuru é uma comida ritual. A massa é preparada da mesma forma que a massa
do acarajé, feijão fradinho sem casca triturado, envolto em folhas de bananeira
como o acaçá e cozido no vapor.
Efó - Nanã é a deusa dos mistérios, sua origem é simultânea
à criação do mundo, pois quando Odudua (Deus das águas
salgadas) separou a água parada que já existia, libertou do
“saco da criação" a terra, no ponto de contato desses dois
elementos formou-se a lama nos pântanos, local onde se encontram os maiores
segredos de Nanã. Senhora de muitas conchas Nanã sintetiza a morte. As grandes
mulheres do Candomblé se reverenciam a esse orixá por toda trajetória de suas
vidas, fazendo com que o tempo de sua existência se estenda. Aos sábados no
cair da noite sempre iam ao mangue oferecer uma comida chamada Andaré. Trata-
se de um vatapá de feijão fradinho, sem adição de dendê. O ritual não aparece no
momento de oferecer a comida, mas no momento de prepará-la, pois aí se sente
sua presença. Aprecia também o acaçá dissolvido em água de mel, o omitorô(água
do cozimento da canjica com mel), Efô é uma comida ritual e da culinária baiana ,
pode ser feita com folha de mostarda ou da folha chamada língua de vaca .

Primeiro, aferventa-se a língua-de-vaca, escorre-se na peneira, estende-se na


tábua e bate-se bem com a faca, até ficar informe. Enxuga-se e estende-se na
peneira para secar toda a água.
 Cozinha-se no azeite-de-dendê puro, temperado com todo o resto. E a panela fica
tampada, para suar. Come-se com arroz.

- ERAN PETERÉ: COMIDA PARA ODÉ ou OSHÓSSI

Erã peterê, eran peterê ou simplesmente peteran como é


comumente chamado pelo povo de santo é o nome da
comida ritual votiva, pertinente á vários rituais e orixás da
cultura afro brasileira denominado de candomblé.
Preparado com carne fresca de preferência dos rituais de
sacrifícios, sal e rapidamente frita no azeite de dendê, em caso do orixá ser funfun,
deve-se substituir o sal pela cebola e o dendê por azeite doce e oferecido ao orixá
regente da obrigação, independente do ixé.
A mesma comida ritual recheada de camarão defumado, chamado popularmente
xinxin ou moqueca de carne é servida normalmente aos adeptos do candomblé
nas festas de barracão, sendo uma comida votiva ao orixá Akeran (oxossi) por ter
ligação ao eran (carne).

Bofe (pulmão)
Fígado
Tripas (intestino)
Rim
Passarinha (baço)
Bucho (estômago)
Camarão defumado
Cebola ralada
Sal a gosto
Azeite – de – dendê
Folha de mamona

Afervente todos os miúdos do boi e pique como se fosse fazer um sarapatel. Então
refogue com os outros ingredientes. Faça trouxinhas com as folhas de mamona e
ofereça em um alguidar aos pés de Oxóssi ou leve a uma mata.

- SETE ABARÁS:
Retire os abarás das folhas e desmanche-os com as
mãos. Coloque em um alguidar e ofereça a Exu,
agradecendo pelos pedidos anteriores.
Quando for comida de ritual, coloca-se um pouco
de pó de camarão, e, quando fizer parte da
culinária baiana, colocam-se camarões secos
previamente escaldados para tirar o sal, que podem
ser moído junto com o feijão, além de alguns
inteiros.
• Essa massa deve ser envolvida em pequenos pedaços de folha de bananeira,
semelhante ao processo usado para fazer o acaçá, e deve ser cozido no vapor em
banho-maria.

É servido na própria folha.
- INHAME PILADO:
Um quilo de inhame
Um fio de azeite de oliva (azeite doce)
Wáji (índico)
Cozinhe o inhame descascado e cortado em
rodelas. Pise com a mão-de-pilão, acrescentando
um fio de azeite de oliva, até obter um purê.
Separe duas porções e faça duas bolas. Coloque
uma sobre a outra em
um prato branco e faça pintinhas com o wáji (dissolvido em algumas
gotas de água). Ofereça a Oxaguiã com os pedidos de paz e harmonia e
vitória em batalhas pessoais.

IPETÉ
Oxum – Dona da fecundidade e das àguas doces

Inhame, azeite de dendê, cebola raladas, camarão


sêco e defumado, gengibre ralado, camarões frescos inteiros e cozidos para
enfeitar e sal.
Também oferecido ao Orixá Oxaguian, substituindo o dendê por azeite doce na
festa do Pilão.
Preparo:
Tirar a casca do inhame e cortar em pedaços pequenos, cozinhar ao ponto de
amassar com um garfo, colocar os temperos e um pouquinho de sal e bater com
uma colher de pau até ficar no ponto de um purê.
Colocar em uma tigela e enfeitar com os camarões inteiros.
• Abara ti Oxum
Material necessário:

2 kg de feijão fradinho, 500ml de azeite de dendê, 4 cebolas g raladas ou


trituradas,300 g de camarão seco triturado ou pilado,3 folhas de bananeiras
retirada do caule e queimada no fogo no sentido de murchar ,cortadas em
pedaços o suficiente para enrolar a massa .(aconselho as pessoas que peça a
alguém com experiência para ensinar ou enrolar a folha.)
Modo de fazer:
Quebra e lavar o feijão para separa-lo da película ou deixar de molho algumas
horas e descascar um a um se a quantidade for pouca, depois triturar o feijão
juntamente com as cebolas já raladas ou trituradas e o camarão triturado e
misturado na massa ou juntamente com o dendê o suficiente pata dar sabor e dar
liga a maça .Depois enrolar a massa as poucos nas folhas em forma de triângulos
que assim se torna um recipiente em forma de cone dobrando as pontas para
dentro para flechar o cone ,cozinhando assim em vapor ou em banho Maria
.Depois de seca a maça estará pronta.

CANJICA
Deixe de molho ½ quilo de canjica. A seguir
escorra a água, ponha outra e leve a canjica a
cozinhar em fogo brando até que os grãos
fiquem moles (verifique apertando os grãos
entre os dedos). Acrescente então, 1 litro de
leite, 1 colher de manteiga e pedaços de
canela em pau. Deixe ferver para engrossar.
Junte depois 1 garrafinha de leite de coco.
Deixe ferver novamente e sirva.

LELÊ
Lelê iguaria africana, doce feito com quirela de
milho vermelho, coco ralado, açúcar e leite de
coco. Oferecido aos Orixás Oba e Ewa.

MANJAR BRANCO

INGREDIENTES
1 lata de leite condensado
1 lata de leite de coco
2 latas de leite de vaca
3 colheres de sopa de maizena
PREPARO
Misture tudo e leve ao fogo mexendo sempre até ver o fundo da panela. Forme
um mingau firme. Despeje num prato pirex, molhado e faça uma calda de
ameixas e coloque por cima do manjar. Sirva gelado.

- MANJAR:
Farinha de ebó (receita de acaçá)
Um litro de leite de coco
Açúcar a gosto
Pitada de sal
Misture todos os ingredientes e leve ao fogo brando, sempre mexendo
com a colher de pau, até o ponto de mingau. Coloque em uma forma sem
buraco. Desenforme em um prato branco. Ofereça a Iemanjá, pedindo
equilíbrio psicológico e clareza de pensamentos.

MUNGUNZÁ
Mungunzá, mugunzá, ou mucunzá como é
chamado pelo povo do santo é o nome da
comida ritual votiva, pertinente aos orixás
oxalá, oxaguian, oxalufan e o ikise
lembarenganga, tanto no candomblé
como na umbanda. (De mucunzá, do
quimb. mu’kunza, ‘milho cozido’)
Alimento ritual feita de grãos de milho (geralmente branco), cozidos em água sem
sal e com açúcar, algumas vezes com leite de coco e de gado, com pequena
quantidade de "água de flor de laranjeira", servido aos adeptos com bastante
caldo e aos orixás bem compactada em forma de ebô.

BOLO DE FUBÁ

INGREDIENTES

1 xícara (de chá) de fubá.


1 xícara (de chá) de farinha de trigo.
1 xícara (de chá) de açúcar.
1 xícara (de chá) de leite.
4 colheres (de sopa) de banha ou manteiga.
1 ½ (uma e meia) colher (de sopa) de pó Royal.
½ (meia) colher (de chá) de sal.
2 ovos.
Canela em pó a gosto.

PREPARO
Esquentar o forno.
Peneirar e medir os ingredientes secos.
Peneirar juntos esses ingredientes.
Misturar em outra vasilha os ingredientes líquidos: ovos ligeiramente batidos, leite
e gordura derretida.
Acrescentar, aos poucos, os ingredientes líquidos aos secos, misturando bem até a
massa ficar homogênea.
Despejar em forma ou tabuleiro untado com banha ou manteiga.
Assar em forno quente.
Passar canela com açúcar refinado sobre a superfície do bolo ainda quente.
Desenformar depois de frio.

*** Sirva o bolo com café forte e sem açúcar para os pretos-velhos ***

- OMI – TORÓ:
Água do cozimento da canjica ou
Acaçás dissolvidos em água
Mel (opcional)
Separe a água do cozimento da canjica (acrescente mais água se estiver
muito espessa), ou dissolva alguns acaçás na água, até obter um líquido pastoso.
Acrescente um fio de mel. Pode ser oferecido a Babá – Egun e aos orixás funfun
na mesa do bori.

Aluá
Bebida refrigerante feita de milho, de arroz ou de
casca de abacaxi fermentados com açúcar ou
rapadura, usada tradicionalmente como oferenda
aos orixás nas festas populares de origem africana.
Aluá, bebida de Oxóssi ..Logum Edé também
aceita.

Pega-se uma vasilha grande e nela coloca uma boa quantidade de água p ferver.
Põe dentro uma porção de milho, de arroz e cascas de abacaxi. Deixa fermentar
p alguns dias. Alguns colocam rapadura dentro p dar um gosto mais aceitável.
Depois de 3 dias de fermentação, coa-se serve-se ao Orixá. Alguns servem esta
bebida em coités, outros preferem beber Aluá na quenga de coco.

VARIEDADES

EXÚ - Farofa - Dendê e Pinga.


OGUN - Feijão Preto com Cebola ( macundê ).
OXOSSI - Milho com Coco.
OSSAIN - Feijão Preto com Mel e Coco.
OBALUAIÊ - Pipocas.
XANGÔ - Quiabo (Ajebó).
OXUMARÊ - Batata Doce ou Amendoim Cozido com Casca e Mel.
OXUN - Ovos Cozidos, Camarões, Milho e Coco.
IANSÃ - Acarajés.
NANÃ - Folha de Mostarda com Arroz.
OBÁ - Divide com Xangô o Quiabo ( Amalá ).
EWÁ - Frutas.
IROCO - Verduras e Cebola.
IEMANJÁ - Arroz com Mel e Manjar Branco.
OXALÁ - Arroz Branco - Inhame Pilado e Cozido.

COMIDA PARA EXU


Material Necessário: Farinha Azeite-de-Dendê Mel de
Abelha Milho Branco Fígado, Coração e Bofe de Boi
Cebola Camarão Seco Socado Um Oberó Maneira de Preparar:
Mi-Ami-Mi : É a farofa amarela ( farinha misturada com Azeite-de-Dendê ).
Padê Branco : É a farofa de Mel ( farinha de mandioca misturada com mel de
Abelha ).
Acaçá Branco: O acaçá feito de milho branco de canjica, moído e enrolado na
folha da bananeira depois de cozido.
Eram: Fígado, coração e bofe de boi, cortados em pedaços miúdos, misturados
com Azeite-de-Dendê, camarão seco socado e cebolas cortadas em rodelas, num
Oberó.
COMIDA PARA OSANYIN
Material Necessário: Batata-doce Cebola Azeite-de-Dendê
1 Oberó Maneira de Fazer:
Cozinha-se a batata-doce só em água. Depois, descasca-se e amassa-se feito
purê. Ai, mistura-se num refogado de cebola ralada com Azeite-de-Dendê, e
coloca-se tudo num Oberó.

COMIDA PARA OBÁ


Material Necessário: Feijão Fradinho Cebola Camarão Seco
Socado Azeite-de-Dendê Farinha de Mandioca 01 Oberó Maneira de Fazer:
Cozinha-se o feijão em água. Depois, mistura-se num refogado de cebola raladas,
camarão seco socado, Azeite-de-Dendê e água. por cima, adiciona-se farinha de
mandioca, fazendo um pirão e coloca-se num Oberó.
Nota: Conta-se que Obá é a dona do amor e quando se quer solucionar uma
questão de amor, oferece-se uma comida desta na beira do lago, com muitas
velas e flores.
COMIDA DE CABOCLO
Material Necessário: Alface Farinha de Mandioca Mel de
Abelha Azeite de Oliva Carne Crua 01 Travessa de Barro Maneira de Fazer:
Faz-se uma salada de alface, com uma farofa d'água ou de mel, carne crua e
azeite de oliva por cima, coloca-se tudo numa travessa de barro.
OUTRA COMIDAS
Abóbora moranga, assada na brasa, com mel de abelha. Aipim ou mandioca,
assado na brasa, com mel de abelha. Ebô ( canjica ) com fumo de rolo desfiado e
coco. Mingau de milho vermelho com coco e fumo de rolo. Milho vermelho com
côco e fumo de rolo desfiado. Amendoim cozido em água, com mel de abelhas.
Vinho branco, moscatel e cachaça.

ABADOSUN

07 ou 09 espigas de milho verde assado

Melado de cana

Pó de anis-estrelado

Preparo

Após assar as espigas coloque em uma cabaça de ponta para baixo se for para
Iyàgbà, ou emuma gamela com as pontas para cima se for para Gbòrò, derrame
melado de cana por cima detodas as espigas e polvilhe com pó de anis.Sirva a
qualquer òrìsá caçador.Ex. Ògún ² Erinlè ² Òtyìn ² Oyà ² Yòbá ² Iyewá ²
Òbàlúwàiyé)

AADÙN

O7 espigas de milho verde

MEL

Azeite ²de -Dendê

Preparo

Ralar as espigas colocar numa cabaça acrescentar mel e azeite-de-


dendê.Misturando tudo até ficar com uma consistência grossa.

ABADO ERAN

1kg de milho vermelho torrado

1kg de milho vermelho cru

21 pedaços pequeno de carne de boi ou de caça

Azeite de Dendê

Preparo

Após torrar o milho ponha em uma gamela acrescentando os pedaços de carne,


misture tudo e regue com bastante azeite de dendê. Em seguida ofereça à Ògún
acompanhado de Gin ou Uísque.Esta comida só deve ser oferecida ao òrìsá Ògún
na rua, com a finalidade de destruir as energias negativas matando as
dificuldades da vida pelo fato do milho esta torrado não brotando mais. O que
logo depois deverá oferecer à Ògún na volta para casa o milho cru passar sobre a
cabeça deixando cair diretamente no chão e jogando água por cima dos milhos
com a finalidade de brota todas as coisas boas e dinheiro no caminho.ÀBALÁ

(Bola de arroz doce)

Arroz branco

L eite de cabra

Açúcar
Erva doce

Pó de anis-estrelado

Preparo

Cozinhar o arroz com açúcar em fogo médio. Depois de bem cozido acrescente o
leite, erva doce e anis - estrelado, batendo bem com a colher de pau, até virar
uma papa deixando ferver mais um pouco até obter uma pasta. Retire do fogo
deixe esfriar e faça bolas.

Esta comida só não e oferecida a Ògún e Èsú.

ABARÀ

(L iteralmente = o que fazaceitar repentinamente)

Massa deAkarajé crua

Cebola ralada

Camarão seco

Azeite de Dendê

Atàré (pimenta da costa)

Folha de bananeira (assada

Preparo

Prepara a massa de feijão idêntica a do akarajé, acrescente atàré debulhada,


cebola ralada,camarão e dendê. Coloque um pouco na folha de bananeira,
embrulhando em forma detrouxinhas. Cozinhe em vapor.

*Abarà é oferecido à Orí, Èsú, Ìyàmi-Òsòróga, ogun, Oyà, Yòbá, Egùngún, Òmólú .

ÀKÀRA OKUN

Farinha de mandioca

½ kg de banana ouro
Açúcar

7 ovos cru

Pó de anis-estrelado

Preparo

Misture a farinha com a banana amassada, açúcar, anis-estrelado e os ovos


misture bem, depoisvá acrescentando água morna batendo bem até obter uma
massa leve com boa liga, forme bolascom as mãos.Esta comida è exclusivamente
oferecida a Ògún.Obs.Apessoa que for fazer está comida deve ter uma pena de
coruja em seu peito deixando amostra entre seu

Asó-Àiya.

ÀKÀRÀ-EJÀ

Massa de akarajé (temperada com camarão e cebola)

Peixe Bagre defumado e de salgado desfiado

Azeite-de-Dendê

Preparo

Bata a massa para akarajé e misture o peixe desfiado.

Frite no azeite-de-dendê.Está comida è oferecida para Ògún, Òsún, Iyewá, Erinlè,


Òtyìn, Yòbá, Ibeji e Òbàlúwàiyé.

ÀKÀRÀFUN

Prepara uma massa com feijão branco semelhante à massa de.

Akaraje

Cebola ralada

Camarão moído

Sal a gosto (exceto para Òòrisànlà-Òbátálà)

Óleo de girassol

Preparo
Coloque a massa numa bacia e acrescente a cebola ralada e o camarão bater ate
obter a massa homogênea deixe-a descansar por 03:00h e Frite no óleo de
girassol.Esta comida é oferecida a Òsún, Òòrisànlà-Òbátálà, Oyà, Iyewá, Iyémowo
e Òmólú.

ÀKARÀOGÙN

3 inhames do norte grande.

Camarão moído

Sal

Cebola ralada

Cebolinha verde e picada

Pó de louro

Azeite-de-dendê

Preparo

Cozinhe os inhames, descasque-os após o cozimento e amasse-os bem, fazendo


uma espécie depurê duro.Acrescente todos os ingredientes faça bolo e frite no
azeite-de-dendê.Arrume numcesto de palha enfeitando com folhas de Igi-òpé.Ao
oferecer a Ògún acrescente grãos de atàré.Obs. A mulher quando for prepara esta
comida deve antes passar pó de carvão sobre as pálpebras dos olhos.

ÀKÀRÀLÀ

Amesma massa de akarajé acrescentando quiabo picado e frito no azeite-de-


dendê.

AKÀRÁ-IPAKÀ

Farinha de milho

Melado de cana

Pó de Òsún

Pó de anis-estrelado

Água
Preparo

Coloque numa bacia uma boa quantidade de milharina, acrescente melado à


gosto, os pós de anis e Òsún e a água, misture bem.Faça trouxas com folhas de
bananeira e amare com palha da costa e cozinhe no vapor.Esta comida e
oferecida a Iyewá, Òbàlúwàiyé e Òmólú

ÀRÀRÀKUU

Massa de feijão preto amassado sem caldo.

Água

Cebola ralada

Camarão moído

3 fava de atàré moído- lelekun moído ² pimenta do reino branca moída

Sal

Azeite-de-Dendê

Preparo

Coloque o feijão amassado numa bacia e misture todos os ingredientes e logo


após frite no azeite-de-dendê.Arrume numa gamela e ofereça ao òrìsá com um
facão virgem em cima.Obs.Oferenda dada a Òrìsás associados à guerra.

ÀKOSO

(oferenda de frutas)

Um vasilhame de barro

Banana ouro

Banana D·terra

Banana D·água

Melão
Mamão

Uva

Graviola

Maça

16 ramos de trigo

01 ekó

Dois orógbó

Dois obí·s abata

Açúcar

Pó de anis-estrelado

Preparo

No fundo do vasilhame colocar um ekó enrolado em folha um pouco de barro


úmido, cobrindo este barro com açúcar e anis, por obí e orógbó abertos e arrumar
todas as frutas cobrindo tudo esalpicar água encima das frutas em seguida
polvilhar com bastante açúcar cristal.Oferecer a Ògún, Òbàlúwàiyé, Erinlè, Òsún e
Orí.

AMALÁ

(chamado também de Amo-ilà)

Farinha de mandioca

2 molhe de hortelã

Folhas de hortelã pimenta

Camarão seco

Uma boa quantidade de quiabo

azeite de dende
Preparo

Faça um pirão bem grosso, depois de pronto por numa gamela. Refogue a cebola,
as hortelãs e ocamarão quando tiver bem refogado no azeite de dendê acrescente
o quiabo e deixe cozinhar emfogo baixo, quando tiver quase seco coloque o Kan e
mexa um pouco e despeje em cima do pirão.

APAÌBI

(Mata a negatividade)

Farofa de milharina com pedaço de peixe bagre defumado

07 ovos de pata cozido

Azeite de dendê

Sal

Um casco de tartaruga

Preparo

Dentro do casco de tartaruga arruma-se a farofa e os

07 ovos de pata untar com azeite de dendê.

APABURU ou APAKU

(O que mata o mal)

Bagre defumado

Ovos de pata

Banana d·água

Preparo

Pegue o bagre, rale fazendo uma farinha misture os ovos cozido e esmigalhado,
bananacortadaem rodela misturando tudo fazendo uma farofa. Divida em dois
vasilhames colocando em umagamela e uma cabaça.Obs. Esta comida tem á
finalidade de amaciar afastar à morte de uma criança e atrairprosperidade,
somente ofertada à Ibeji diante do assentamento de Èsú ou Òbàlúwàiyé, como
também Onilé enterrando-a.

BATÊTÊ

Inhame do norte

Atàré

Sal

Azeite de dendê

Preparo

Pegue três inhames - do- norte cru e corte em pedaço misture azeite de dendê,
atàré e sal.Coloque numa gamela e ofereça à Èsú ou Ògún. Na finalidade de pedir
prosperidade.

DÚNDU

Inhame do norte

Azeite de dendê

Sal

Preparo

Descasque o inhame e corte em rodelas finas. E frite no azeite de dendê.Oferecer


a Ògún ou Èsú.

ÈBA-OBEJÀ

(para dinheiro)

Azeite de dendê
Cebola ralada

Camarão seco ou fresco

Cheiro verde

Posta de peixes

Amido de milho

Búzios

Preparo

Faça um refogado com azeite de dendê, camarão, cebola e atàré, quando estiver
bem refogado acrescente água e arrume as postas e cheiro verde. Após o
cozimento arrume no vasilhame. Coma água que sobrou na panela acrescente
um pouco de amido de milho e faça um creme, após pronto regue em cima das
postas e espalhe búzios por cima de tudo. Oferecer aos ancestrais.

ÈBABERU

(pirão de farinha de mandioca com molho de rabada)

Duas ou três rabadas de boi

Cebola ralada

1 fava de atàré moída

Azeite de dendê

3 colheres de urucum em pó

Hortelã de horta

9 orógbó de cabeça cortada

Um pirão de água

Preparo

Faça um refogue as rabadas com cebola, atàré, azeite de dendê e o urucum e


deixe cozinhar,quando estiver pronto acrescente a hortelã e ponha em cima do
pirão. Na hora de oferecercoloque os orógbó.Obs.Este tipo de Èba é somente
oferecido à Sàngó

e Egùngún, isto porque, o rabo do boi comode qualquer outro animal está
relacionado aos antepassados, associado ao fim, a morte, ou seja,o extermínio de
algo ruim, o que possibilita o recomeço de coisa boas, representando na
oferendade rabo do boi relacionada ao Odù Òyèkú (Morrer e renascer). Se o òrìsá
Eegun e os Egùngún estão associados naturalmente a morte (Ikú), Sàngónão foge
a este contexto, por ele ser o òrìsáque mata violentamente através do raio o que
expressa sua relação com Ikú.

EGBO

Canjica branca

Òri Azeite de dendê

Preparo

Canjica cozida misturada com òri. Na hora de oferecer após saudar Òòrisànlà-
Òbátálà,colocarumas gotas de azeite de dendê no centro da canjica e saudar
Ìyàmi. Esta oferenda tem a únicafinalidade de atrair felicidade, alegria,
contentamento e satisfação.

EGBOYAAN

Canjica vermelha cozida

Pó de osun

Azeite de dendê

Preparo

Canjica após cozida misturada com osun e azeite de dendê. Oferecer a qualquer
Iyágba

EYINSUN

07 ovos de galinha

07 ovos de galinha D·angola

07 ovos de pata
preparo

Cozinhar todos os ovos descascar e esmigalhar um a um, numa travessa de barro


e polvilhar um pouco de pó de manjericão e oferecer a qualquer Iyágba na
finalidade de expurgar doenças.

ÈFÓ

Ewé lapita. (folha de mostrada)

Ewé òyìnbò (folha de bertalha)

Ewé Bala (folha de taioba)

Camarão seco

Cebola ralada

1 fava de atàré debulhada

Amendoim cru e moído

Gengibre ralado

07 ovos cozido (de galinha)

Azeite dendê

sal

Preparo

Refogue o azeite de dendê com camarão cebola e gengibre. Quando estiver bem
refogadoacrescente as folhas e o amendoim o atàré e sal. Vá mexendo até virar
uma massa. Coloque num vasilhame e enfeite com os ovos cozido.Oferecer a
Òsònyin

.ÈFÓ Para ÌyàmiÒsòróngà

Èf óOyìnbò Folhas de bertalhas refogada com azeite de dendê, cebola e camarão.

Para Oyà Èfó Wèmó

Folhas de couve refogada com azeite de dendê, cebola e camarão.


Para Yòbá Efó Bala F olhas de taioba refogada com azeite de dendê, cebola
camarão e atàré.

Para orisalá Efó Ebúre Folhas de bredo, língua de vaca e beldroega-grande,


refogue com ori, cebola e pimenta do reino branca. Ofereça coberto por efun.

Para Òbàlúwàiyé Efó latipa

Folhas de mostrada refogada com azeite de dendê, cebola ralada e camarão.

EGEYAN

Aipim

Azeite de dendê Cozinhe e frite a mandioca no azeite de dendê. Ofereça à


Òbàlúwàiyé e Òsònyin na finalidade depedir subsistência

EJA-SISUN

(Peixe frito ou defumado)

Èsú

Bagre de fumado ou bacalhau seco e salgado com bastante azeite de dendê,


colocar por cima pirão de farinha e cobri com búzios.

Yòbá

Tainha ou bagre em posta frita no azeite de dendê.Obs. (A Yòbá não se oferece


peixe ou outra comida ensopado)

Òsún

² trilha ou bagre sem pele, frita no azeite de dendê, cobri com pó de osun e
búzios.

ELÚBO

(Aqui no Brasil chamado de pade, o que na verdade é um ritual e não comida).

ELÚBO
=Farinha de mandioca misturada com outras especiarias.

Para Òòrisànlà-Òbátálà ou Iyémowo misture efun e òri e faça uma farofa bem
umedecida.

Para Ibeji misture pó de osun e banana D·água amassada ou peixe bagre seco.

Para Òbàlúwàiyé misture rodelas de banana da terra e póde osun.

Para Ògún misture azeite de dendê e pó de carvão

Para Sàngó e Oyà misture mel e pó de osun.

Para Egùngún

misture mel ate ficar bem umedecida.

Para Òsún

misture gema de ovo cozida esmigalhada, melado de cana, erva doce e pó de anis
estrelado. Todos esses tipos de elubo são ofertados à Èsú no pé do Òrìsá para que
ele os entregue.

EELO

(Miúdos cru)

Coração de boi

Rins

Fígado

Bofe

Azeite de dendê

Atàré

Mel

L elekun

Orógbó
Preparo

Pegue todos os miúdos dos animais sacrificados, ponha tudo numa gamela regue
com bastante azeite de dendê acrescente atàré, mel, lelekun e orógbós partido ao
meio.Esta comida é somente ofertada à Ìyàmi-Òsòróngà diante do assentamento
do òrìsá que foi feito o sacrifício.

FESELÚ

Farinha de mandioca

Água

Uma gamela

Preparo

Misture a farinha com água batendo bem até obter um pirão cru, deixe inchar e
coloque numa gamela.Esta comida é oferecida a Egùngún e sua casa ou na rua
antes de qualquer grande ritual.

GBEGÌRÌ = (Beguirí)

Feijão fradinho descascado

2 litros Azeite de dendê

Cebola

Camarão fresco

Atàré moído pó de lelekun

Pimenta malagueta seca em pó

Folhas de hortelã de horta seca em pó

Preparo

Cozinhe o feijão fradinho não deixando muito mole. Faça um refogado com os
ingredientes acima e misture com o feijão fazendo uma sopa. Obs. Esta sopa de
feijão de vê ser preparada somente com azeite de dendê e abafada sem adição de
água, depois de pronta coloque em uma gamela e ofereça à Sàngó ainda quente.

Gbegìrì(beguirí)
=Literalmente ´o que amolece ou acalma rapidamente esta sopa apimentada é
somente ofertada a Sàngó e Oyà na finalidade de acalmar uma situação de
traição, ruptura de amizade ou manter o controle de uma situação incomoda.
Todas as comidas ofertadas a Sàngó devem ser entregues bem quentes
fumegando devido a suacondição natural (Quente), isto porque um de seus Ewo é
comida ou qualquer coisa fria o que lembra a natureza de um defunto (frio)
inexistência de vida, ou seja, quentura Sàngó não tem nenhuma aversão à Eègun
nem Egùngún, isto porque possui uma essência fogo (fogo espiritual)um expressão
da quentura semelhante ao aspecto e característica de Sàngó.Isso comprova que
um dos ewo de Sàngó não é Egùngún e sim o defunto por sua condição fria
comparado a qualquer objeto ou elemento frio.A utilização de qualquer coisa de
aspecto ou característica fria no culto a Sàngó resultará na sua dissipação da
energia do espírito do raio(Sàngó) o qual possui natureza quente.

GUNFUN

Cozinhe inhame do norte com à casca, depois de cozido descasque e esmigalhe e


colocando e em uma vasilha e ofereça aos Òrìsás de culto associado ao branco Ex.
Òòrisànlà-Òbátálà, Òsún,Ajaguémó,Iyérewyin, Òòsà-pepe, etc...

ISÍPETE

1 abóbora bem vermelha sem casca.Camarão fresco.Cebola ralada.

1fava de atàré moída.Gengibre ralado.

Folhas de hortelã de horta

Cravo da índia moído.

Preparo

Cozinhe a abóbora e depois amasse fazendo espécie de purê.Faça um refogado


com todos os ingredientes e misture a abóbora.Ofereça aos Egùngún masculinos e
Sàngó

OBEEJA

(peixe ensopado com pirão para atrair riqueza)


Para Ògún/Logun

_ ensopado de peixe bagre de barriga amarela com cebola, camarão


fresco,lelekun, pó anis-estrelado, ata funfun.

Para Òbàlúwàiyé

² ensopado de peixe bagre com cebola, camarão seco, ata funfun, pó de anis-
estrelado, semente fresca de melão, òri.

Para Osagiyan

² ensopado de peixe bagre sem pele com cebola, camarão fresco, lelekun, ata
funfun, pó de anis ² estrelado e epó funfun.Obs. Colocar por cima de um purê de
inhame e cobrir com búzios.

Para Òòrisànlà-Òbátálà ou Iyémowo

- ensopado de bagre sem pele com cebola, camarão fresco,lelekun, ata funfun, pó
de anis e epo funfun.

Para Iyewá

- ensopado peixe olho de cão com cebola, camarão seco, lelekun e anis - estrelado
em pó

.Para Òsún

² ensopado peixe cioba ou bagre sem pele ensopado com cebola, camarão
seco,lelekun e azeite de dendê.

Para Oyà

² ensopado de peixe anchova ou bagre com cebola, azeite de dendê,


camarão,Lelekun,atàré e gengibre.Obs. Por o peixe em cima de pirão e colocar
búzios por cima do peixe.

OBÉWA

(Sopa de feijão)

Feijão fradinho

Azeite dendê
Preparo

Feijão cozido al dente e misture com o azeite de dendê.Esta comida é oferecida à


Ibeji em duas cabaça com bastante pó de osun por cima, entregar à ibeji diante
òjùbò Òsún para problemas que envolvem criança relacionada a gravidez de
gêmeo.

Já quando oferece a Òbàlúwàiyé é na finalidade de obter dinheiro e oferecer a


Èsú para abrir os caminhos.

ÒGÈDE

Banana D· água

² Oferecida madura ou verde em cacho somente à Èsú.

Banana D· água

² Oferecida à Òsún, Erinlè e as Gèlèdès

Banana Ouro

² Oferecida somente à Ògún e

L ógùn frita e polvilhado com canela em pó e açúcar.

Banana Maça

² Oferecida à Iyewá frita e polvilhado com canela e açúcar.

Banana D· terra

² Oferecida à Òbàlúwàiyé, Sàngóe Egùngún, crua ou frita.

Banana figo

² Oferecida à Òmólú e Òsònyim frita ou crua em rodelas.

Banana prata

² Oferecida à Òòrisànlà-Òbátálà frita com óleo de girassol ou cru polvilhado com


açúcar cristal.Obs.Em èbòs de sacrifício de animais a banana deve ser ofertada
crua cortada em rodelas. No borí certas qualidades de banana devem ser
oferecidas fritas.

OKA-BAABÀ

Sagu

Água

Preparo

Numa panela, misture sagu com água e cozinhe em fogo brando. Quando tiver
adquirido uma consistência retire-o do fogo e coloque numa gamela branca.Esta
comida é somente ofertada à Òòrisànlà-Òbátálà e Egùngún masculino.

ÒMÒLOKUN

Feijão fradinho

Azeite de dendê

Camarão seco ou fresco

Cebola ralada

Sal

Gengibre seco em pó

07 ovos cozidos untados com dendê Pó

de bagre seco

Preparo

Cozinhe o feijão até ficar bem mole, em seguida retire do fogo e escorra seu caldo
reservando umpouco dessa água.Prepare um refogado com azeite de dendê e
todos os outros ingredientes,refoguem o feijão cozido mexendo bem ate tomar
uma consistência pastosa, em seguida vá acrescentando a água reservada aos
poucos ate obter uma pasta homogênea e consistente.Depois de pronto coloque
num vasilhame de barro.Adornando com os ovos. Se for mulher querendo filhos
oferecer com

07 Ikodidé em pé.
Òmòlokun

(Literalmente ´O que enche filho de vida). Esta comida é muito especial para
as crianças.A qual deve ser oferecida à Òsún somente em situações que tenha
extrema necessidadeEx. para livrar uma criança da morte por doença. Deve ser
enfeitado com

07 ovos de pata cozido e 09 ovos de galinha cru com um Ikodidé no centro desta
comida. Já quando se tem necessidade de livrar um adulto de negatividades e
doença banais deverá ser oferecida à Èsú com

07 ovos de galinha e 09 ovos pata cru e também um Ikodidé no centro da


comida.Esta comida também é ofertada no ritual mortuário chamado asese
somente com um ovo de pata cozido no centro. Na finalidade de livrar o oficiante
e os demais participantes do ritual.

OJIYÉ

Feijão fradinho cozido

Azeite de dendê

Gengibre ralado

Bagre seco em pó

Preá seco em pó

07 ovos de pata cozidos untados com azeite de dendê e enxofre amarelo

Preparo

Feijão fradinho cozido misturar com azeite de dendê o bagre, preá, gengibre,
arrumar novasilhame e adorna com os ovos.Obs.Para ativar a energia de uma
pessoa doente ou fraca, salpicar

07 pitadas de enxofre e sal sobre o Ojiyé e o Orí da pessoa... Diante de Èsú.

OSIKI

Eran igbin (carnes de igbin sacrificado á qualquer Òrìsá)


Camarão fresco

Cebola ralada

Um pedaço de gengibre.

Òri

Omi-Eró

Um punhado de semente de melão ou abóbora fresca

Ekó ralo

Preparo

Cozinhe a carne do igbin quando tiver bem cozida, refogue com òri, camarão,
cebola, gengibre.

Após pronto misture o ekó e as sementes.Obs.Em qualquer ritual de òrìsá que


seja realizado sacrifício de igbin, suas carnes devem serpreparado o osiki, esta
comida e por excelência de Òòrisànlà, a qual deve ser ofertada ao próprio
Òòrisànlà, no pé do òrìsá que foi feito o ritual.

PÉTÉNAMÓ

Batata doce

Camarão seco ou fresco

Cebola ralada

Gengibre ralado

Sal

Azeite de dendê

Pó de osun

Preparo

Cozinhe a batata e amasse bem.Faça um refogado com o azeite de dendê e todos


os ingredientes. Quando tiver tudo bem refogado junte a batata e misture bem
retitre do fogo eacrescente pó de osun.Esta comida é ofertada à Òbàlúwàiyé e
Òsún nos dias de chuva. Na finalidade de prosperidadedos negócios e fertilidade.

PETEKI

Inhame do norte

Azeite de dendê

Cebola ralada

Camarão seco e moído

Um Ikodidé

Pó de oun

Búzios branco

Urucun (osun-elede)

Preparo

Cozinhe e amasse o inhame ate obter um purê. Refogue com o azeite de dendê,
cebola, urucun e o camarão. Junte o inhame e misture bem e deixe no fogo por
mais uns segundos. Retire dofogo e coloque uma panela de barro quando esfriar
coloque o ikodidé no centro da comida e espalhe os búzios por cima.Obs.Esta
comida é somente ofertada à Òsún no culto à Òbàlúwàiyé, sua única finalidade é
atrair riquezas.

WARA

Uma panela de barro como tampa

Queijo minas esmigalhado

Azeite de dendê

Mel

Uma pitada de Waji

Uma pitada de Eedu

Uma pitada de osun


Uma pitada de efun

Gin

Preparo

Esmigalhar o queijo na panela borrifar gin e acrescentar o azeite de dendê, mel,


waji, osun e efun.Fechar a panela e encantar com Oriki, em seguida levar para
um Orita num morro.

WÒLE

Massa de acarajé

09 ovos de galinha cozido e esfarinhado

Sal

Preparo

Cozinhe o inhame ,depois de cozido descasque e esfarinhe e coloque em uma


gamela para orisá mascolino ou em uma cabaça para orisá
feminino.Acrescentando ofun, osun,waji ( representando IWÁ,ABÁ,ASÉ).

esta comida é oferecida exclusivamente a orunmilá

 Oferendas a Exú

 EXU Pipocas, farofa de farinha de dendê, farinha com pinga, farinha


com mel, bife no azeite de dendê, bofe, fígado, coração de boi, acaçá
amarelo, carne assada, vinho, mel, Eko e Gaari Pupa.

 Material: Farinha; Azeite de dendê; Mel de abelhas; Farinha de milho


branco; Figado, coração e bofe de boi; Cebola; Camarão seco socado;
Um alguidar.
Modo de fazer: Faça uma farófa com dendê, uma com mel e uma com
água, separadamente. Faça o acaça branco cozinhando a farinha de milho
em água, deixe a massa bem consistente, depois coloque em um pedaço de
folha de bananeira e enrole. Deixe esfriar. Corte os miúdos de boi em
padaços pequenos e coloque para refogar com dendê, cebola, um pouco de
sal, o camarão e rodelas de cebolas. Coloque as farófas no alguidar sem
misturar muito, ponha o refogado de miúdos sobre a farófa e coloque o
acaça no centro. Oferece-se para Exú pedindo o que se quer. Coloque em
uma praça bem movimentada. Veja Também A forma de despachar os
ebós e os nomes dos mensageiros
TEMPO:

Alpiste; Semente de girassol;

Acaçá branco enrolado na farinha de mandioca;

Farinha de mandioca; Todas as frutas

Frango, angola, pombo, cabritos

• Ejá ti Logun-édé
Material necessário:

1 Peixe dourado ou namorado grande,1 litro de dendê ,4 cebolas grandes raladas ou trituras
descascadas,500g de camarão graúdo seco,sal a gosto.
Um peixe Namorado ou dourado grande, escamado e limpo sem ser cortado, sem retirar as barbatanas,
retirando alem das escamas a parte interna as víceras. Depois lavar bem lavado.Fazer uma mistura de
cebola ralada com camarão seco, rechear o peixe esse tempero e passar o resto desse tempero em todo
peixe coloca-lo em uma assadeira sem dobrado sobre algumas rodelas de cebolas cruas para não agarrar
na assadeira pegar um copo americano com água e sal para regar o peixe inteiro e depois regar com o
azeite de dendê de acordo com o tamanho do peixe,levar ao forno deixar assar ,depois esfriar é retirado
da assadeira e colocado em uma bela travessa. E esta pronto.

Arroz Doce
ingredientes:
- 500g. de arroz
- 01 côco
- azeite de oliva
-Açúcar

Modo de preparo: Cozinhe o arroz normalmente com bastante água para


que ela fique meio "papa", tempere com açucar, coloque em uma tigela de
louça, descasque , rale o côco com ele cubra o arroz.

 ACARAJÉ
 Material: Feijão fradinho; Camarão seco ralado; Cebola ralada; Azeite
de dendê; 1 prato de barro ou louça.
 Modo de fazer: Coloque o feijão de molho de um dia para o outro.
Descasque o feijão um a um. Triture o feijão e misture com cebola
ralada e o camarão seco socado, mexa por um tempo até que se
obtenha uma massa firme. Coloque a massa para descansar coberta
com um pano e com uma pedra de carvão dentro. Coloque +/- um
litro de dendê em uma panela funda e deixe esquentar bem, faça
bolos da massa de feijão com uma colher e coloque para fritar.
Quando estiverem todos fritos, coloque no prato e deixe esfriar.
Ofereça-os para Yansã. Faça seus pedidos.

-----------------------------------------------------------------------------
--------------

 Oferendas a Yansã
Lentilha; 9 ou 11 espiga de milho verde cozidas;

Todas as frutas em especial pitanga e morango

Franga, angola, pombo, cabritos, pata, preá

 VUNJE (ERÊ):
 Banana da terra frita com canela; Caruru
 Todas as frutas menos as cítricas
 -----------------------------------------------------------

 Amalá para Iansã


Milho cozido, debulhado, com mel em cima. Despeje ao redor do amalá o champagne de pêssego.
 Amalá para Nanã
Batata doce com mel por cima. Despeje ao redor do amalá o champagne rosé..
 Amalá para Ogum
Feijão mulatinho ou mangas espada com casca e abertas. Despeje ao redor do amalá a cerveja.
 Amalá para Oxossi
Axoxô (milho com coco em cima), ou pamonha, ou milho cozido e frutas diversas. Despeja-se ao
redor do amalá água de coco, ou água mineral ou vinho tinto seco.
 Amalá para as Crianças
Frutas, doces e balas. Despeje ao redor do amalá o guaraná.
 Amalá para os Pretos Velhos
Feijoada (sem rabo, orelha e pés do porco), com aipim e coco. Despeje ao redor do amalá café preto
amargo ou vinho tinto doce.
 Amalá para Boiadeiros
Abóbora com mel ou feijão tropeiro com carne seca. Despeje ao redor do amalá a cerveja.
 Amalá para os Marinheiros
Pode ser o mesmo de Iemanjá ou frutos do mar. Despeje ao redor do amalá o rum ou conhaque.
 Amalá para os Baianos
Cocada ou farofa com carne seca. Despeje ao redor do amalá uma batida (de coco, de preferência).
 Amalá para os Ciganos e Povo do Oriente
Frutas diversas ou goulash (cozido de carne com legumes). Despeje ao redor do amalá um ponche de
frutas ou vinho tinto.
 Amalá para Exus e Pombos-giras
Padê de Exu (farinha com azeite de dendê, com pimentas por cima). Despeje ao redor do amalá a
cachaça ou whisky (se for Exu) ou licor ou champagne rosé (se for Pombo-gira).
 Lembrando que todo Amalá deve ser adornado com os elementos de cada Orixá e Entidade, como:
velas de sua cor, cigarros, incenso, flores, etc.

Exu ele come tudo que a nossa boca come, as oferendas dadas ele mais
comumente são os padês a base de farinha de mandioca branca (paki),
combinada com azeite de dendê ou mel de abelha, água, bebida alcoólica e
acaçá vermelho feito com farinha de milho amarelo e enrolado em folha de
bananeira. em algumas ocasiões também são utilizados pimenta, cebola, bife
e moedas nas oferendas a este Orixá.

Ogum a oferenda são dados inhame (isu) assado com azeite de dendê e
feijoada.
Oxossi come axoxó feito com milho vermelho (àgbado) cozido decorado com
fatias de coco. Ele também aprecia frutas e feijão fradinho torrado. As
comidas devem ser colocadas sob o telhado ou aos pés de uma árvore.

Obaluaiê a oferenda dada a é a pipoca. Utilizando areia da praia para


estourá-las e enfeitando com fatias de coco.

Oxumare prefere que sejam dados em oferenda a ele, bata doce amassada
e modelada em forma de cobra e também farofa de farinha de milho com
ovos, camarões e dendê.

Ossaim prefere acaçá, feijão (ewa), milho vermelho (àgbado), farofa e fumo
de corda.

Iansã a oferenda consagrada e o acarajé de forma arredondada com dendê ,


mas também é do agrado de Obá.

Obá também tem preferência por um bolinho de nome abará que consiste
em uma massa de feijão fradinho temperado com dendê enrolado em folha
de bananeira e cozido em banho-maria.

Oxum omolocum, feijão fradinho cozido com cebola, camarões e azeite de


oliva e decorado com ovos cozidos e descascados.

Iemanjá prefere peixe de água salgada, regados ao azeite e assados, milho


branco cozido e temperado com camarões, cebola e azeite doce, manjar com
leite de coco e acaçá.

Nanã é oferecido efó, mungunzá, sarapatel, feijão com coco e pirão com
batata roxa.

Xangô o amalá (pirão de inhame) deve untar o fundo da gamela e sobre


ele é colocado o caruru decorado com pedaços de carne, camarões, acarajé e
quiabo (ilá), doze unidades de cada e enfeitado com um orobô. É válido
lembrar que a oferenda deve ser servida quente.

Oxalufã só aceita comidas brancas e tem preferência por milho branco cozido
e sem tempero.

Oxaguiâ o inhame pilado

As comidas oferecidas a Orixás Funfun (brancos), devem ser sempre colocadas


sempre louças brancas.

ORIXÁS PRATOS

Tudo branco, Ebô de milho branco sem sal, (canjica


OXALÁ branca), clara de ovos, Acaçá branco, rodelas de inhame
cozido com mel, ebo e Eko

Inhame, feijoada (em algumas nações), fígado, coração de


OGUM boi, feijão fradinho, feijão preto, bagre com molho de
camarão, Eko, e Asoso.

Amalá, acarajé longos, rabada com camarão seco, cebola


XANGÔ
ralada, quiabos e azeite de dendê, caruru e Eko.

Aberem, pipocas, feijão preto, feijão fradinho, bisteca de


OBALUAIE
porco, ewa dudu, buruku e Eko.

Aberem, pipocas, feijão preto, feijão fradinho, bisteca de


OMULÚ
porco, ewa dudu, buruku e Eko.

Axoxó (milho de canjica vermelha cozida com mel enfeitado


OXOSSI com fatias de coco), frutas, espiga de milho cozido,
pamonha, olelé-ewa-akará e Eko.
Ebô de milho branco com azeite doce ou mel, peixe cozido
com pirão de farinha de mandioca, arroz cozido doce
YEMANJÁ enfeitado com fatias de maça, manjar de maizena, canjica
cozida branca e refogada com camarões e cebola com azeite
de oliva, peixe de água salgada, ebo pupá, Eko e acaçá.

Omolocum, xinxim de galinha, ipeté, ovos cozidos, milho


OXUM
com coco e Eko.

Acarajé redondo frito no dendê, rodelas de inhame cozido


IANSA
refogado com dendê e cebola, amalá, feijão fradinho e Eko.

Acaçá, arroz, inhame, feijão fradinho, omolocum de feijão


branco enfeitado com ovos cozidos cortados ao meio; efó,
NANÃ
mungunzá, sarapatel, feijão com coco, Eko e pirão com
batata roxa.

Aberem, feijão com milho, feijão fradinho com ovos,


OXUMARE
inhame, Eko, gaari pupa ni eyin adie, etc.

OSSAIM Feijão preto, farofa, mel, acaçá, Eko, ewa Osain e fumo.

OBÁ Acarajé, amalá, abará, ovos e Eko.

LOGUM EDÉ Axoxo, omolucum, inhame, Eko, etc.

Pipocas, farofa de farinha de dendê, farinha com pinga,


farinha com mel, bife no azeite de dendê, bofe, fígado,
EXU
coração de boi, acaçá amarelo, carne assada, vinho, mel,
Eko e Gaari Pupa.

 Ogum a oferenda são dados inhame (isu) assado com azeite de


dendê e feijoada.
 Oxossi come axoxó feito com milho vermelho (àgbado) cozido
decorado com fatias de coco. Ele também aprecia frutas e feijão
fradinho torrado. As comidas devem ser colocadas sob o telhado ou
aos pés de uma árvore.
 Obaluaiê a oferenda dada a é a pipoca. Utilizando areia da praia
para estourá-las e enfeitando com fatias de coco.
 Oxumare prefere que sejam dados em oferenda a ele, bata doce
amassada e modelada em forma de cobra e também farofa de
farinha de milho com ovos, camarões e dendê.
 Ossaim prefere acaçá, feijão (ewa), milho vermelho (àgbado), farofa
e fumo de corda.
 Iansã a oferenda consagrada e o acarajé de forma arredondada com
dendê , mas também é do agrado de Obá.
 Obá também tem preferência por um bolinho de nome abará que
consiste em uma massa de feijão fradinho temperado com dendê
enrolado em folha de bananeira e cozido em banho-maria.
 Oxum omolocum, feijão fradinho cozido com cebola, camarões e
azeite de oliva e decorado com ovos cozidos e descascados.
 Iemanjá prefere peixe de água salgada, regados ao azeite e assados,
milho branco cozido e temperado com camarões, cebola e azeite
doce, manjar com leite de coco e acaçá.
 Nanã é oferecido efó, mungunzá, sarapatel, feijão com coco e pirão
com batata roxa.
 Xangô o amalá (pirão de inhame) deve untar o fundo da gamela e
sobre ele é colocado o caruru decorado com pedaços de carne,
camarões, acarajé e quiabo (ilá), doze unidades de cada e enfeitado
com um orobô. É válido lembrar que a oferenda deve ser servida
quente.
 Oxalufã só aceita comidas brancas e tem preferência por milho
branco cozido e sem tempero.
 Oxaguiâ o inhame pilado
 As comidas oferecidas a Orixás Funfun (brancos), devem ser sempre
colocadas sempre louças brancas.
 ORIXÁS PRATOS
 OXALÁ Tudo branco, Ebô de milho branco sem sal, (canjica
branca), clara de ovos, Acaçá branco, rodelas de inhame cozido com
mel, ebo e Eko
 OGUM Inhame, feijoada (em algumas nações), fígado, coração de
boi, feijão fradinho, feijão preto, bagre com molho de camarão, Eko,
e Asoso.
 XANGÔ Amalá, acarajé longos, rabada com camarão seco, cebola
ralada, quiabos e azeite de dendê, caruru e Eko.
 OBALUAIE Aberem, pipocas, feijão preto, feijão fradinho, bisteca de
porco, ewa dudu, buruku e Eko.
 OMULÚ Aberem, pipocas, feijão preto, feijão fradinho, bisteca de
porco, ewa dudu, buruku e Eko.
 OXOSSI Axoxó (milho de canjica vermelha cozida com mel
enfeitado com fatias de coco), frutas, espiga de milho cozido,
pamonha, olelé-ewa-akará e Eko.
 YEMANJÁ Ebô de milho branco com azeite doce ou mel, peixe
cozido com pirão de farinha de mandioca, arroz cozido doce
enfeitado com fatias de maça, manjar de maizena, canjica cozida
branca e refogada com camarões e cebola com azeite de oliva, peixe
de água salgada, ebo pupá, Eko e acaçá.
 OXUM Omolocum, xinxim de galinha, ipeté, ovos cozidos, milho
com coco e Eko.
 IANSA Acarajé redondo frito no dendê, rodelas de inhame cozido
refogado com dendê e cebola, amalá, feijão fradinho e Eko.
 NANÃ Acaçá, arroz, inhame, feijão fradinho, omolocum de feijão
branco enfeitado com ovos cozidos cortados ao meio; efó, mungunzá,
sarapatel, feijão com coco, Eko e pirão com batata roxa.
 OXUMARE Aberem, feijão com milho, feijão fradinho com ovos,
inhame, Eko, gaari pupa ni eyin adie, etc.
 OSSAIM Feijão preto, farofa, mel, acaçá, Eko, ewa Osain e fumo.
 OBÁ Acarajé, amalá, abará, ovos e Eko.
 LOGUM EDÉ Axoxo, omolucum, inhame, Eko, etc.
 EXU Pipocas, farofa de farinha de dendê, farinha com pinga, farinha
com mel, bife no azeite de dendê, bofe, fígado, coração de boi,
acaçá amarelo, carne assada, vinho, mel, Eko e Gaari Pupa.

Você também pode gostar