Você está na página 1de 13

2º SIMULADO ENEM 2019

QUESTÃO 01 QUESTÃO 03
Suportamos com mais resignação uma infelicidade que nos

CIÊNCIAS HUMANAS
chega inteiramente do exterior do que uma infelicidade que uma
cuja culpa caiba a nós mesmos. [...] Todos estão confinados à

LINGUAGENS
sua própria consciência assim como estão confinados à sua
própria pele; logo, a ajuda externa não é de grande valia.

Aforismos para a sabedoria de vida – Arthur Schopenhauer. Disponível em: http://


abdet.com.br/site/wp-content/uploads/2015/01/Aforismos-Para-a-Sabedoria-da-Vida.
pdf Acessado em: 14 mar 2019 (adaptado)

O trecho citado é de Arthur Schopenhauer, o principal filósofo


de uma linha de pensamento famosa pelo pessimismo, e
destaca a importância da

A projeção de frustrações passadas ‘Deserto de Torres’: como se vive e o que acontece quando a cidade se fecha em
muros. Disponível em: http://especiais.sul21.com.br/gentrificacao/deserto-de-torres-
B governança da autonomia interior -como-se-vive-e-o-que-acontece-quando-a-cidade-se-fecha-em-muros/ Acessado em:
14 mar 2019 (adaptado)
C efemeridade do aprendizado empírico
D desobediência à doutrina religiosa As alterações sofridas pela paisagem urbana, visíveis nas duas
E busca por prazeres lascivos imagens do mesmo local em datas distantes postas lado a lado,
demonstram o processo de

A Êxodo urbano
QUESTÃO 02 B Ocupação de áreas centrais
Não há jeito de saber como seria um governo presidido por
C Movimento pendular
Tancredo, é claro, mas a Nova República começou num clima
de muita frustração e pouca novidade. Sarney se aproximara D Gentrificação
da ditadura em 1964: em 1965 fora eleito por voto direto E Cidades satélites
governador do Maranhão e, em 1970, voltara a Brasília como
senador pela Arena. Pulara do barco na última hora, e tinha
impressionante facilidade para mudar de matriz e se adaptar QUESTÃO 04
a qualquer corrente ideológica, desde que fosse mantido
“Há dois fatores que determinam se um conjunto de municípios
exatamente onde queria estar: no poder.
forma um arranjo. Um é a conurbação. O outro é a intensidade
SCHWARCZ, L. M; STARLING, H.M. Brasil: Uma Biografia. São Paulo: Companhia das dos(das) ____________ entre as duas cidades.
Letras, 2015

O índice que determina o grau de relação leva em conta a


O período da Nova República apresenta continuidades e quantidade de pessoas que viajam para estudar ou trabalhar
rupturas em relação ao momento histórico anterior. Uma em município vizinho e o compara com o total de estudantes e
dessas continuidades consistiu na trabalhadores da cidade.
A representação do Congresso Nacional com o modelo
bipartidário. Um exemplo é o arranjo formado por Campos dos Goytacazes
e São João da Barra, no Rio de Janeiro. Cerca de 4 mil se
B repressão de lideranças sindicais por ameaça a segurança
deslocam entre as duas para estudar ou trabalhar.”
nacional.
IBGE usa movimento pendular para determinar se cidades se relacionam. Disponível
C participação de políticos e autoridades com trajetória na
em: https://bit.ly/2CgHaOZ Acessado em: 14 mar 2019 (adaptado)
ditadura militar.
D prolongamento das restrições oriundas dos atos O conceito que expressa a relação entre as duas cidades,
institucionais.
subtraído do texto citado é
E estabilidade monetária com a política de congelamento de
preços. A Zonas de perímetro urbano
B Regiões satélites
C Movimentos pendulares
D Suburbanização metropolitana difusa
E Gentrificação socioeconômica
2º SIMULADO ENEM 2019

QUESTÃO 05 C Autonomia de pensamento.

TEXTO I D Felicidade plena.

CIÊNCIAS HUMANAS
Em 1500, Caminha viu “gente” em Vera Cruz. Falava-se então E Estado de tristeza.
de homens e mulheres. O escambo povoou a terra de “brasis” e
“brasileiros” . Os engenhos distinguiram o “gentio” insubmisso
do “índio” e do “negro da terra” que trabalhavam. Os franceses QUESTÃO 07
que não conseguiram se firmar na terra, viram “selvagens”
TEXTO I
CUNHA, M. C. Imagens de índios do Brasil: O século XVI. São Paulo: Estudos Avança-
dos, 1990.

TEXTO II
Mesmo os dicionários têm alguma dificuldade em definir com
precisão o que seria o termo índio. Quando muito, dizem que é
como foram chamados os primeiros habitantes do Brasil. Isso,
no entanto, não é uma definição, é um apelido, e apelido que se
dá para quem parece ser diferente de nós [...]. Por este caminho,
veremos que não há conceitos relativos ao termo, apenas
preconceito: selvagem, atrasado, preguiçoso, canibal, estorvo,
bugre são alguns deles.

Disponível em: <http://www.multirio.rj.gov.br/> Acesso em 6 fev. 2019

Ao comparar os textos, os modos de designação dos grupos


nativos pelos europeus, durante o período colonial, são
reveladoras da(o)

A concepção romantizada do território, entendido como


geograficamente indefinido.
B compreensão da época de uma ancestralidade comum às
populações indígenas.
C entendimento etnocêntrico a respeito das populações dos
territórios americanos.
Disponível em: <https://www.propagandashistoricas.com.br/> Acesso em 03 de fev.
D inversão direta das classificações oriundas da ideologia
2019
medieval.
TEXTO II
E panorama utópico configurado a partir de um imaginário de
As mulheres brasileiras trabalham, em média, oito horas a
riquezas.
mais por semana em afazeres domésticos ou no cuidado de
familiares do que os homens, segundo um levantamento do
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), compilado
QUESTÃO 06 para marcar o Dia Internacional da Mulher. Enquanto os homens
Responderemos, em primeiro lugar, que a angústia não surgiu gastam 10,5 horas por semana com esse tipo de tarefa, as
como prova da liberdade humana, a qual nos aparece como mulheres despendem 18,1 horas todas as semanas com o
condição necessária à interrogação. Queríamos apenas mostrar cuidado doméstico.
que existe uma consciência específica de liberdade e esta
Disponível em: <https://abr.ai/2UBSMmr> Acesso em 03 de fev. 2019
consciência é angústia. Buscamos estabelecer a angústia, em
sua estrutura essencial, como consciência de liberdade. Nesse
A comparação entre o anúncio publicitário de 1950 e os dados
ponto de vista, a existência de um determinismo psicológico
informados pela notícia de 2018 mostra a
não poderia invalidar os resultados da nossa descrição: ou
bem, com efeito, a angústia é ignorância ignorada desse A elitização da carreira gastronômica.
77 determinismo - e então apreende-se efetivamente como
B qualificação do trabalho doméstico.
liberdade -, ou bem é consciência de ignorar as causas reais
de nossos atos. Neste caso, a angústia iria advir do fato de C ambição de empresas de produtos domésticos.
pressentirmos, soterrados no fundo de nós mesmos, motivos D permanência de estereótipos de gênero.
monstruosos a desencadear de súbito atos repreensíveis.
E igualdade de papéis nas relações familiares.
SARTRE, J-P. O Ser e o Nada. 13ª ed. Petrópolis: Vozes, 2005.

Para o autor, a angústia é uma forma de consciência que se


opõe à (ao):

A Aprisionamento de si.
B Liberdade coletiva.
2º SIMULADO ENEM 2019

QUESTÃO 08 Disponível em: <https://bit.ly/2MHn7gF> Acesso em 23 de jan. 2019 (adaptado).

O arroz, o sorgo e o milhete eram comercializados na região do A diferença entre as revoltas abordadas no texto encontrava-se

CIÊNCIAS HUMANAS
deserto e ao longo do Níger. Encaminhados ao palácio do rei na pretensão de
ou ao mercado nos ombros dos escravos, em embarcações e
A suprimir a hierarquia militar.

LINGUAGENS
em lombos de burros, eram trocados por sal vindo do Sael. Os
escravos eram responsáveis pela produção, pelo transporte das B acabar com o sistema escravocrata.
mercadorias e aos de mais confiança e a algumas mulheres
C abolir o domínio metropolitano.
cabia o comércio em mercados e feiras.
D eliminar a propriedade fundiária.
Disponível em: <http://www.martinsfontespaulista.com.br/anexos/produtos/capitu- E destruir o absolutismo monárquico.
los/253990.pdf> Acesso em 7 fev. 2019

Os apontamentos proferidos pelo autor a respeito da vida social


da África Ocidental no século XV pode ser relacionada a uma QUESTÃO 11
característica marcante das cidades no Brasil escravista nos TEXTO I
séculos XVIII e XIX, que se observa pela

A limitação à realização do comércio itinerante por africanos


escravizados e seus descendentes.
B interação entre homens e mulheres livres, de distintas
origens, no comércio ambulante.
C participação de mulheres negras no comércio de rua de
variados produtos e gêneros alimentícios.
D supressão dos costumes culturais trazidos do continente de
origem dos escravizados.
E ingresso de imigrantes europeus nas atividades
relacionadas ao pequeno comércio urbano.

Disponível em: <http://portal.iphan.gov.br/> Acesso em 4 de fev. 2019

QUESTÃO 09 TEXTO II
“Uma vez que o mercado foi aceito como instituição A História, disciplina que desde os primórdios do Iphan
organizadora da vida econômica, a ideia da existência de um acompanha suas práticas e a inerente construção de saberes
‘mercado de trabalho’ se impôs naturalmente, alterando-se que preservar o patrimônio produz em cada Nação que se
radicalmente no imaginário social a visão sobre a vida em dispõe a enfrentar este desafio. História que comparece em
sociedade. Nessa perspectiva economicista, em lugar de nossa prática, seja na atribuição de valores aos bens culturais,
serem vistos como membros de uma coletividade a cuja sorte seja na forma de compreender a lógica que constitui nossa
suas vidas estavam indissoluvelmente ligadas, os indivíduos identidade nacional, seja na abordagem que fazemos dos
passaram a ser vistos como ‘coisas’ que podiam ser compradas grupos sociais que dão sentido ao patrimônio que preservamos.
e vendidas, que em alguns momentos podiam ser escassas, História que resgatamos, interpretamos e difundimos para
em outros, excessivas, e que podiam ser descartadas ou proteger e preservar as mais diversas dimensões e expressões
substituídas por ‘modelos’ mais novos e/ou mais baratos.” do nosso patrimônio cultural.

As especificidades da mercadoria força de trabalho: Marx revisitado. Disponível em: REVISTA DO PATRIMÔNIO: Histórico e Artístico Nacional. Brasília: Iphan, n. 34, 2012
https://bit.ly/2TOPfo8 Acessado em: 14 mar 2019 (adaptado) (adaptado).

Em determinada visão, um dos resultados do processo de O texto II chama atenção para a relevância da preservação de
mudança socioeconômica ilustrado no texto é o(a) bens que, como aquele apresentado na imagem, se identificam
como:
A consolidação da reforma agrária
A Objetos sagrados.
B enfraquecimento dos mercados especulativos
B Legados materiais.
C estabelecimento da mão de obra como mercadoria
C Artefatos arqueológicos.
D redução das relações comerciais
D Ferramentas comercializáveis.
E emprego de moeda como pagamento oficial
E Conhecimentos tradicionais.

QUESTÃO 10
Ao contrário da Inconfidência Mineira, a Conjuração Baiana
QUESTÃO 12
não se restringiu a uma elite de intelectuais e brancos livres e “A distribuição é altamente injusta”, diz Yehezkel Lein, um expert
ao ideário político liberal. A Conjuração Baiana, que foi a nossa em água do grupo de direitos humanos B’tselem, que ajuda
mais importante revolta anticolonial, não lutava apenas para a resolver problemas ligados à água no território palestino.
que o Brasil se separasse de Portugal; advogava também por Ele se refere ao principal reservatório subterrâneo utilizado
uma modificação interna da sociedade. como fonte de água na região e ao sistema do rio Jordão. “Em
2º SIMULADO ENEM 2019

relação ao primeiro, Israel explora cerca de 80% dos recursos C estabelecer sindicatos plurais.
naturais de água e os palestinos, os 20% restantes. Quanto ao
D promover premissas liberais.
rio Jordão, os palestinos não possuem qualquer acesso”, afirma

CIÊNCIAS HUMANAS
Lein. E uniformizar as remunerações.

Palestinos e israelenses travam guerra silenciosa por água. Disponível em: https://

QUESTÃO 15
www.bbc.com/portuguese/noticias/030616_palestinabg.shtml Acessado em: 14 mar
2019 (adaptado)

Basta darmos atenção aos horários de programas de rádio e


A problemática exposta no trecho acima deflagra um conflito televisão ou ao que é vendido em bancas de jornais e revistas
antigo e complexo. Dentre as diversas motivações responsáveis para vermos que as empresas de divulgação cultural já
pelas tensões na região, a evidenciada no texto tem como foco selecionaram de antemão o que cada grupo social pode e deve
o(a): ouvir, ver ou ler. No caso dos jornais e revistas, por exemplo, a
qualidade do papel, a qualidade gráfica das letras e imagens, o
A capacidade econômica e produtiva
tipo de matéria e manchete publicada definem o consumidor e
B dominância das rotas comerciais fluviais determinam o conteúdo daquilo a que terá acesso e o tipo de
C aceleramento do crescimento econômico devido ao uso informação que poderá receber.
d’água
CHAUÍ, Marilena. Simulacro e poder: Uma análise da Mídia. São Paulo: Editora Funda-
D soberania nacional através da segurança hídrica ção Perseu Abramo, 2006.GOERGEN, Pedro. Pós-modernidade, ética e educação. 2. ed.
E embargos políticos devido à conflitos exclusivamente São Paulo: Autores associados, 2005.
religiosos
O texto acima refere-se a uma crítica social definida pelo
conceito de:
QUESTÃO 13 A Mais-valia.
Em agosto de 1975, definiu-se que a Operação Condor ampliaria
acordos entre os serviços secretos de Argentina, Bolívia, Chile,
B Liberdade de escolha.
Paraguai e Uruguai, juntamente com a participação de Brasil e C Aprisionamento político.
Peru. O campo de ação foi fixado entre os limites de todos os D Livre-mercado.
países membros do acordo, estabelecendo-se facilidades para
a ação de agentes destes países e a execução de operações E Indústria Cultural.
repressivas conjuntas.

SOUZA, F. F. de. Operação Condor: Terrorismo de Estado no Cone Sul das Américas.
Aedos, Porto Alegre, v. 3, n. 8, p.159-176, jun. 2011 (adaptado).
QUESTÃO 16
Considerando que a Operação Condor está diretamente
relacionada às experiências históricas das ditaduras civil-
militares que se disseminaram pelo Cone Sul entre as décadas
de 1960 e 1980, a referida operação tinha como finalidade
coordenar a

A mudança de limites fronteiriços.


B subsistência de militares exilados.
C ingerência de grandes potências.
D repressão de políticos opositores.
E instauração de políticas nacionalistas.

QUESTÃO 14
A criação de uma Justiça do Trabalho ocorreu com o intuito de
intermediar os conflitos entre patrões e empregados. Getúlio
Vargas, dessa maneira, surge aos olhos de muitos como um
protetor, como aquele que criara, via Ministério do Trabalho,
uma espécie de mutualismo sindicalista em escala nacional.

DEL PRIORE, M.; VEN NCIO, R. Uma Breve História do Brasil. São Paulo: Ed. Planeta,
2010 (adaptado).
Mercosul é o principal mercado de manufaturados brasileiros. Disponível em: http://
Considerando a conjuntura histórica abordada, o www.brasil.gov.br/governo/2015/07/mercosul-e-o-principal-mercado-de-manufatura-
dos-brasileiros. Acessado em: 14 mar 2019 (adaptado)
estabelecimento da referida instituição estatal teve por objetivo

A estimular os protestos fabris. Tendo em vista o comércio internacional, o diferencial


estratégico que o Mercosul representa para as exportações
B mediar os confrontos laborais.
2º SIMULADO ENEM 2019

brasileiras se deve ao fato de o bloco ser composto por países D .


de

CIÊNCIAS HUMANAS
A elevado índice de desenvolvimento humano
B relações comerciais de mesma moeda

LINGUAGENS
C parques tecnológicos altamente desenvolvidos
D similitude de identidades socioculturais
E posicionamento geográfico próximo e favorável

E .
QUESTÃO 17

QUESTÃO 18
Os países industrializados, na busca do desenvolvimento
econômico e social, foram os principais responsáveis pela
degradação do meio ambiente. Diante disso, ressalta-se que as
List of map projections e Logotipos de todas as Copas do Mundo 1930-2018. Dispo-
nível em: https://bit.ly/2rXNSpz e https://bit.ly/2O37jp9. Acessado em: 14 mar 2019
consequências para que a manutenção do alto padrão de vida
respectivamente desfrutado pela minoria da população mundial são sentidas
pelos países periféricos, os quais carecem de recursos para a
O futebol é um dos esportes mais praticados ao redor do promoção de um desenvolvimento de forma sustentável. Torna-
planeta. O logotipo da copa do mundo ocorrida no México em se imprescindível, portanto, o direito do desenvolvimento por
1986 se utilizou de uma projeção cartográfica, a qual mais se estas nações.
assemelha à ilustrada na figura:
Assim, a Conferência de Estocolmo, realizada em 1972,
reconheceu que os problemas ambientais variam de acordo
A
com o desenvolvimento econômico das nações e possibilitou
a elaboração de regras que abrangem o interesse de todos
os Estados. Por sua vez, a Conferência do Rio, realizada vinte
anos mais tarde, reafirmou a necessidade de se entender
como justas as desigualdades existentes entre os países,
propiciando, portanto, o estabelecimento de mecanismos
diferenciados entre os países industrializados e os países em
desenvolvimento, buscando trazer a igualdade jurídica entre
B estas.

As divergências entre os países do norte e do sul quanto ao direito do desenvolvimen-


to. Disponível em: http://www.publicadireito.com.br/artigos/?cod=9023effe3c16b047
Acessado em: 14 mar 2019 (adaptado)

As questões apontadas pelo texto relacionam-se à ideia de que,


se não bem observadas, as políticas econômicas e ambientais
podem promover
C I
A diminuição indesejada dos padrões de consumo
B atritos diplomáticos a respeito de tecnologias ecológicas
C má gestão na escolha da matriz energética
D má distribuição dos impactos ecológicos do
desenvolvimento

E decréscimo de indicadores de qualidade de vida


2º SIMULADO ENEM 2019

QUESTÃO 19 O contexto histórico descrito pelo autor demonstra a(o)

Enquanto questões relacionadas à imigração estão levando a A aumento da quantidade de camponeses livres.

CIÊNCIAS HUMANAS
grandes debates na Europa e ao redor do mundo, o benefício B concretização do poderio das falanges hoplitas.
de desenvolvimento causado pelos cerca de US$ 500 bilhões
que imigrantes enviam por ano a países e famílias pobres não
C consolidação do projeto imperialista romano.
pode ser subestimado. Segundo o Fundo Internacional para o D adesão ao cristianismo como religião oficial.
Desenvolvimento Agrícola (Fida), da Organização das Nações
E independência romana do domínio etrusco.
Unidas (ONU), há cerca de 250 milhões de imigrantes vivendo
fora de seus países em todo o mundo. As estimativas são
de que as remessas de dinheiro enviado por trabalhadores
imigrantes a suas famílias em países mais pobres ajudem 750
QUESTÃO 22
milhões de pessoas
TEXTO I

Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com.br/> Acesso em 4 de fev. 2019

Uma característica do mundo globalizado que facilitou a


ocorrência do processo descrito, na passagem do século XX
para o século XXI, foi o(a)

A valorização da diversidade cultural.


B evolução tecnológica das comunicações.
C eliminação das barreiras comerciais.
D modernização de leis trabalhistas.
E fragmentação mundial da produção.
El país. Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/01/02/internacio-
nal/1514893958_214929.html. Acesso em: 26/12/2018.

TEXTO II
QUESTÃO 20 O Irã de 1979 é uma clara comprovação empírica de que
Meu primeiro preceito era não aceitar jamais alguma coisa podem coexistir, sob uma mesma proposta revolucionária,
como verdadeira que eu não conhecesse evidentemente discursos supostamente adversos como o poder político
como tal: isto é, evitar cuidadosamente a precipitação e a e o religioso. A revolução iraniana adicionou ao modelo
prevenção, e nada incluir em meus julgamentos senão o que se tradicional de revolução o revivalismo religioso como um ativo
apresentasse de maneira tão clara e distinta a meu espírito que capaz de transformar as massas insatisfeitas em massas
eu não tivesse nenhuma ocasião de colocá-lo em dúvida. revolucionárias. Tal transformação política derivou de um
conjunto de estruturas e estratégias próprias entre os agentes
DESCARTES, R. O discurso do método. Porto Alegre, RS: L&PM, 2011. (adaptado). religiosos e as diferentes categorias de leigos, e protagonizou
novos arranjos sócio-políticos visando a satisfação dos
O método cartesiano de investigação, a partir de seu primeiro interesses envolvidos na revolução.
preceito, propõe que o conhecimento seja alcançado através
Gomes, E. A Revolução iraniana na perspectiva de Khomeini: representações e para-
digmas de um governo islâmico xiita (1979- 1989). Vitória, ES: UFES (Dissertação de
A Da fé no divino. Mestrado), 2007.

B Da reprodução de textos clássicos da filosofia.


A Revolução Iraniana, de 1979, alterou duas estruturas
C Da leitura de passagens bíblicas. presentes na sociedade. Os dois textos abordam essas
D Da confiança no próprio intelecto racional individual. mudanças, apontando para:

E Do auxílio de sacerdotes da Igreja Católica. A Manutenção das crenças e alteração política.


B Alteração cultural e manutenção do regime político.

QUESTÃO 21 C Incorporação de práticas políticas e culturais do ocidente.


As Guerras Púnicas são o corolário desse movimento, que D Manutenção dos paradigmas educacionais e religiosos.
coloca Roma em contacto com terras, culturas e tradições
longínquas e bem diferentes, na Sicília, nas Hispânicas e na
E Imposição religiosa e mudança das estruturas políticas.
África. No seguimento do ajuste de contas com os aliados
de Aníbal, Roma entra na Macedônia de Filipe V, vencido em
Cinoscéfalas em 197 (II Guerra da Macedônia), e intervém na
QUESTÃO 23
Ásia de Antíoco III, com o qual celebra a paz de Apameia em A ontologia proposta por Sartre, ao analisar as duas dimensões
188. Em consequência, Roma fica senhora ou com influência de ser, o em-si e o ser do cogito pré-reflexivo, responde a duas
numa vastidão de território que engloba os três continentes questões fundamentais: primeiramente a origem do ser, e
então conhecidos: Europa, Ásia e África. segundo a origem do mundo enquanto nadificação do ser. Este
foi basicamente alguns dos resultados obtidos no primeiro
BRANDÃO, J. L.; OLIVEIRA, F. de (Org.). História de Roma Antiga: Das origens à morte capítulo, sendo que a constituição do mundo enquanto tal
de César. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2015 (adaptado).
2º SIMULADO ENEM 2019

revelou também certas características do ser da consciência e D A construção de aterros sanitários mais lucrativos.
do transcendente.
E A predestinação de lixos e poluentes para territórios mais
vulneráveis.

CIÊNCIAS HUMANAS
SOUZA, M. P. Moral e metafísica em Sartre. Curitiba, PR: Universidade Federal do Para-
ná (dissertação de mestrado), 2011.

LINGUAGENS
A preocupação ontológica do texto se refere à tradição QUESTÃO 26
filosófica denominada:
TEXTO I
A Marxismo.
B Pós-estruturalismo.
C Existencialismo.
D Racionalismo.
E Escolástica.

QUESTÃO 24
O direito exige o papel de um legislador político pelo qual
a legitimidade da legislação se explique mediante um
procedimento democrático que assegure a autonomia
política dos cidadãos. Os cidadãos são politicamente
autônomos somente quando podem entender-se a si mesmos
conjuntamente como autores daquelas leis a que se submetem
como destinatários.

HABERMAS, J. Direito e Democracia. Entre Facticidade e Validade. (v. I e II) Trad. Flávio
Sibeneichler. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1997.

A perspectiva de direito e democracia adotadas no texto Imagem de São Elesbão. Disponível em:< http://arquisp.org.br/home> Acesso em 6
fev. 2019
admitem:
TEXTO II
A A imposição de normas jurídicas sem anuência pública. Ciente do seu papel na manutenção de uma estrutura social
B O desmantelamento do setor privado diante da chancela excludente, a Igreja multiplicou as suas ações ao longo do
acadêmica. setecentos na tarefa de inserção dos chamados “homens de
C Normatizações jurídicas avalizadas por consultas públicas cor” no interior da Cristandade. A multiplicação destas ações
diretas e indiretas. se desdobraria também na promoção de santos negros que
deveriam funcionar como exemplos de virtudes cristãs para os
D A eleição indireta para membros do legislativo.
africanos e seus descendentes.
E A imposição dos desejos da maioria sobre a minoria.
OLIVEIRA, A. J. M. de. Igreja e escravidão africana no Brasil Colonial. Ilhéus: Especiaria:
Cadernos de Ciências Humanas. v. 10, n.18, 2007, p. 355-387

QUESTÃO 25 Posteriormente ressignificados no interior de irmandades e no


A bioética é, por definição, a ética aplicada à vida. Retoma contato com outra matriz religiosa, o ícone e a prática abordada
a própria origem clássica da discussão filosófica sobre a no texto estiveram desde o século XVII associados a um
ética, nascida com Aristóteles, que dedicou sua obra ao pai, esforço da Igreja Católica para
Nicômaco, que era médico. O filósofo grego definia a ética
como a razão aplicada a um determinado fim, no caso, a busca A diminuir o poder das confrarias.
do bem, de fazer bem feito e gerar benefícios individuais e B catequizar a população negra.
coletivos. Podemos incluir neste sentido, qualificando-a como
C extrair recursos materiais dos escravos.
“ciência da sobrevivência”.
D filiar libertos para seu corpo eclesiástico.
BARBOSA, S. W. Bioética no Brasil. In: BARBOSA, S.W. (org). Bioética em debate: aqui e E acatar exigências populares de padroeiros locais.
lá fora. Brasília, DF: IPEA, 2011.

A formulação do conceito de bioética tem suas bases na


preocupação com:
QUESTÃO 27
A participação do Brasil na Segunda Guerra envolveu um
A O poder aquisitivo das populações em vulnerabilidade delicado balanço entre questões econômicas, comerciais,
social. políticas e estratégicas. Nos anos anteriores ao conflito, o
B O futuro das próximas gerações humanas. país vinha aumentando seu comércio com a Alemanha de
Hitler até se transformar, no final da década de 30, no sexto
C A permanência de profissionais da biologia no setor
maior parceiro comercial alemão. Além disso, havia setores do
acadêmico.
2º SIMULADO ENEM 2019

governo brasileiro que simpatizavam com os nazi-fascistas. B Centros produtivos em áreas mais abastadas e periferias
sem produção comercial.
Qual foi o real motivo de o Brasil ter entrado na Segunda Guerra? Disponível em: https:// C Incentivos para edificações residenciais apenas em áreas

CIÊNCIAS HUMANAS
super.abril.com.br/mundo-estranho/qual-foi-o-real-motivo-de-o-brasil-ter-entrado-na-se-
nobres da cidade.
gunda-guerra/ Acessado em: 14 mar 2019 (adaptado)
D Atrações culturais em todos os espaços, exceto nas
Uma razão para a hesitação da política brasileira da época periferias.
em posicionar-se sobre a entrada e qual o lado na 2ª Guerra E Liberdade de edificações, favorecendo o setor imobiliário.
Mundial, como mencionada no texto, foi o(a)

A receio de instabilidade inflacionária na economia nacional


B ausência de força de trabalho necessária para um período
QUESTÃO 30
de guerra A Mata Atlântica é uma das florestas tropicais mais ameaçadas
do mundo. De fato, é o ecossistema brasileiro que mais sofreu
C oposição ao comércio com a Alemanha por parte de setores
os impactos ambientais dos ciclos econômicos da história
conservadores ligados à extrema direita
do país. Para se ter uma ideia da situação de risco em que se
D aparente desaprovação do governo alemão por parte do encontra, basta saber que à época do descobrimento do Brasil
governo de Getúlio Vargas ela tinha uma área equivalente a um terço da Amazônia, ou 12%
E alinhamento ideológico de membros do governo pelo nazi- do território nacional, estendendo-se do Ceará ao Rio Grande do
fascismo alemão Sul. Hoje, está reduzida a apenas 7% de sua área original.

Ameaças à Mata Atlântica. Disponível em: https://www.wwf.org.br/natureza_brasileira/

QUESTÃO 28 questoes_ambientais/biomas/bioma_mata_atl/bioma_mata_atl_ameacas/ Acessado


em: 14 mar 2019 (adaptado)
Através da mais absoluta indiferença, prática e teorética,
procura-se realizar finalmente a tão almejada paz. A felicidade A dramática situação de destruição da Mata Atlântica em
não é mais uma coisa positiva, nem está no saber e não se pode relação ao seu estado anterior deve-se, principalmente a(ao)
alcançar mediante o saber, mas pode ser alcançada unicamente
negando o saber. A excesso de fiscalização e coerção de grandes produtores
através de multas
CASTAGNOLA, L. PADOVANI, H. História da filosofia. 4ª ed. São Paulo, SP. Melhoramen- B implantação de legislação ambiental demasiadamente
tos, 1961. restritiva no final do século XX
C conservação dos recursos naturais dada sua importância
A corrente filosófica definida do texto é conhecida como: para o bem-estar humano
A Pós-estruturalismo, caracterizada pela defesa da linguagem D elevação da dependência econômica do país de relações de
como elemento de análise. importação de bens de consumo
B Marxismo estruturalista, caracterizado pelo predomínio E coincidência geográfica com os locais de maior ocupação
econômico na análise. humana e desenvolvimento industrial e econômico
C Ceticismo, caracterizado pela crença da impossibilidade de
se chegar ao conhecimento.
D Patrística, baseada no pensamento clássico mas voltada à
QUESTÃO 31
defesa do cristianismo. Mesmo com todos os seus terríveis fracassos e seu ditador
lamentável parcialmente criado pela política americana de
E Racionalismo, caracterizado pela lógica e racionalidade do
duas décadas atrás, o fato é que, se o Iraque fosse o maior
pensamento.
exportador mundial de bananas ou laranjas, sem dúvida
não teria havido guerra nem histeria em torno de armas de

QUESTÃO 29 destruição em massa misteriosamente desaparecidas, e


efetivos de proporções descomunais do exército, da marinha e
A cidade produtiva potencializa a competitividade, gerando da aeronáutica não teriam sido transportados a uma distância
postos de trabalho e pequenos negócios, fortalecendo a de mais de 11 mil quilômetros com o objetivo de destruir um
economia local, e melhorando o nível dos cidadãos através país que nem os americanos cultos conhecem direito, tudo em
da educação e a formação profissional. Também a cidade nome da “liberdade”. Sem um sentimento bem organizado de
deve ser inovadora, utilizando tecnologias de informação e que aquela gente que mora lá não é como “nós” e não aprecia
comunicação, e permitindo o acesso dessas tecnologias a “nossos” valores, não teria havido guerra.
todos. Desta forma desenvolvendo redes policêntricas, cidades
multifacetárias comprometidas com os processos de governo SAID, E. O orientalismo: o oriente como invenção do ocidente. São Paulo, Cia das
e gestão. Letras, 2007.

GARCIAS, C.M. BERNARDI, J. L. As funções sociais da cidade. Revista Direitos funda- O texto argumenta que para a existência da guerra no Iraque foi
mentais e democracia. vol.4, 2008. necessária a construção de um sentimento, conceituado sob o
termo:
De acordo com o texto, é possível dizer que o dever do Estado
também se estende à oferta de: A Altruísmo.
B Honra.
A Trabalhos de qualidade em todos os espaços da cidade.
2º SIMULADO ENEM 2019

C Alienação. E marginalização do mercado de trabalho, negando aos


negros a obtenção de renda e de bens de consumo.
D Misoginia.

CIÊNCIAS HUMANAS
E Xenofobia.
QUESTÃO 34

LINGUAGENS
Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente
QUESTÃO 32 equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia
qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade
Durkheim difundia a concepção de que a vida coletiva não
o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras
era apenas uma imagem ampliada da individual, mas um ser
gerações.
distinto, mais complexo, e irredutível às partes que o formam.
Esse seria, precisamente, o objeto próprio das ciências sociais,
Constituição Federal. Disponível em: https://www.senado.leg.br/atividade/const/
e seu estudo demandava a utilização do método positivo,
con1988/CON1988_05.10.1988/art_225_.asp Acessado em: 15 mar 2019 (adaptado)
apoiado na observação, indução e experimentação, tal como
vinham fazendo os cientistas naturais. Desse modo, as ciências
O texto acima é um trecho retirado da Constituição Federal
da sociedade deveriam aspirar à formulação de proposições
brasileira. A respeito da abordagem sobre o meio ambiente, fica
nomológicas, isto é, de leis que estabelecessem relações
clara uma visão:
constantes entre fenômenos.
A utilitarista, em que o meio natural serve à espécie humana
QUINTANEIRO, T. BARBOSA, M. OLIVEIRA, M. Um toque de clássicos: Marx, Durkheim e
B dádiva natural para o desenvolvimento econômico
Weber. 2ª ed. Belo Horizonte, MG: UFMG, 2002.
C espaço privilegiado para o avanço agrícola
É possível afirmar que o método de pesquisa sociológica D liberal no uso de recursos escassos
proposto por Durkheim levava em consideração:
E desenvolvimentista, em que o clima é um obstáculo à
A A reprodução idêntica aos trabalhos realizados por civilização
historiadores.
B Ampliação do método de pesquisa cartesiano, utilizado por
matemáticos.
C Construção de um método inovador, excluindo-se todas as QUESTÃO 35
contribuições anteriores.
D O aprendizado apropriado de cientistas que já utilizavam o O coronelismo não é mera sobrevivência do poder privado, é
método empírico. antes uma forma peculiar de manifestação do poder privado.
Por isso mesmo, o “coronelismo” é sobretudo um compromisso,
E A inexistência de dados concretos para sua validação.
uma troca de proveitos entre o poder público e a decadente
influência social dos chefes locais. Não é possível, pois,
compreender o fenômeno sem referência à nossa estrutura
QUESTÃO 33 agrária, que fornece a base de sustentação das manifestações
O apartheid representou a transformação do racismo em lei de poder privado ainda tão visíveis no interior do Brasil.
na África do Sul - a segregação racial foi legalmente aceita
entre 1948 e 1994. Foi o regime do apartheid que retirou os LEAL, V. N. Coronelismo, enxada e voto. São Paulo: Companhia das Letras, 2012
direitos dos negros e deu privilégios aos brancos, minoria no (adaptado).

país. A discriminação institucionalizada teve início quando


o Partido Nacional da África do Sul ganhou as eleições. Em No contexto da Primeira República no Brasil, as relações
1949, os casamentos mistos foram proibidos. Em 1950, a Lei políticas descritas eram baseadas na
da imoralidade proíbe a relação sexual entre brancos e negros.
A coerção das milícias locais.
No mesmo ano, a população é cadastrada e separada por raça,
além de ser dividida fisicamente com a formação de áreas B paralisação do crescimento urbano.
residenciais específicas. C importância do proselitismo político.
Disponível em: <http://educacao.globo.com/index-2.html> Acesso em 5 fev. 2019 D propagação de práticas clientelistas.
E unificação de decisões políticas.
Entre as ações estatais de segregacionismo racial, encontra-se
a chamada “lei do passe”, que regulamentava o(a)

A concentração de terras, proibindo os negros de se apossar


legitimamente de propriedades.
B embargo econômico, impedindo os negros de consumir
produtos importados sem resistência armada.
C associação religiosa, desautorizando os ritos sagrados dos
negros nas cerimônias oficiais do Estado.
D controle sobre o fluxo de pessoas, vetando os negros de
transitarem em algumas áreas urbanas.
2º SIMULADO ENEM 2019

QUESTÃO 36 QUESTÃO 38
TEXTO I

CIÊNCIAS HUMANAS
Programa Água Doce investe R$ 61 milhões na Bahia. Disponível em: http://www.brasil.
gov.br/noticias/meio-ambiente/2015/03/programa-agua-doce-investe-r-61-milhoes-na-
-bahia Acessado em: 15 mar 2019

Recentemente o poder executivo brasileiro anunciou que


buscaria junto à outras nações tecnologia de dessalinização
para abastecer regiões secas no Nordeste do país. Entretanto, Disponível em: <http://www.projetomemoria.art.br/> Acesso em 5 fev. 2019

tecnologias assim já são empregadas no território nacional TEXTO II


há bastante tempo e o programa citado na figura acima existe
desde 2004.

Nesse sentido, conforme é possível analisar no produto


cartográfico, os locais onde existem mais investimento em
dessalinização se justifica pelo fato de haver

A liderança em desenvolvimento tecnológico


B fatores pedológicos desfavoráveis
C insuficiência de disponibilidade hídrica
D resultados adversos de alterações do clima
E pioneirismo em agroecologia

QUESTÃO 37
O evento fundamental da modernidade é a Morte de Deus.
Em Nietzsche, a Morte de Deus não tem significação de um
enunciado metafísico sobre a existência ou não de um ser Disponível em: <https://cpdoc.fgv.br/> Acesso em 5 fev. 2019
superior. O anúncio do homem louco, “Deus está morto”
(Gott ist todt), tem o significado de um abalo cósmico, de Nas imagens, há referências a algumas transformações
uma perda total de sentido, de toda finalidade, ocasionados ocorridas no Brasil nos anos 1950 e 1960. Entretanto, tais
pelo afastamento da fonte divina dos valores (compreendida referências não mencionam transformações que impactaram
como o sol na tradição platônica) que forneciam um sentido segmentos da população, como o(a)
ao mundo(5). A morte de Deus não é um evento fortuito, sem
qualquer concatenação com a história da moral; ao contrário, A enaltecimento da herança colonial.
é um evento longamente preparado e necessário no processo B limitação da influência externa.
de moralização do mundo, que por fim anula o dualismo entre
mundo sensível e mundo supra sensível. C expansão da integração nacional.
D crescimento das assimetrias regionais.
ARALDI, C.L. Para uma caracterização do Niilismo na obra tardia de Nietzsche. Cader-
E fragmentação da produção industrial.
nos Nietzsche, vol. 5, 1998.

A partir do texto é possível destacar um(a)


QUESTÃO 39
A Foco na atuação livre dos seres.
O navio da Sea Shepherd, Steve Irwin, está em rota para o
B Ênfase nas discussões de ordem moral diárias. Oceano Índico para confrontar uma frota pesqueira que está
C Crítica ao movimento de exploração sobre o proletariado. ativamente pescando no alto mar usando redes de deriva; uma
forma de pesca banida pelas Nações Unidas em 1992 devido
D Perspectiva pessimista em relação à tudo que envolve a ao impacto indiscriminado e destrutivo. Tendo vantagem
humanidade.
do isolamento da região, e na falta de cumprimento da lei,
E Esperança no futuro da humanidade.
2º SIMULADO ENEM 2019

a frota demonstrou um ressurgimento desta prática ilegal Na perspectiva do texto, é possível caracterizar a modernidade
ultrapassada. como

CIÊNCIAS HUMANAS
A Elementos contrários uns aos outros, indicando
Sea Shepherd libera imagens chocantes de pesca ilegal no Oceano Indico. Disponível
em: http://seashepherd.org.br/sea-shepherd-libera-imagens-chocantes-de-pesca-ilegal-
continuidades e descontinuidades.

LINGUAGENS
-no-oceano-indico/. Acesso em: 15 mar 2019 (adaptado)
B Harmonia entre diferentes classes sociais.

O problema evidenciado no trecho acima, retirado do site da


C Caracterizada pela estabilidade econômica, fruto do
capitalismo.
ONG de proteção dos mares Sea Sheperd, expõe a
D Inexistência de interlocução geopolítica.
A insustentabilidade dos meios de produção
E Única e repleta de permanências.
B inaplicabilidade da tecnologia
C inviabilidade econômica de produtos transoceânicos
D fragilidade natural dos ecossistemas marítimos QUESTÃO 42
Mas há outro polo deste problema. São as pessoas que
E vulnerabilidade social da pesca industria.
acreditam que o uso do computador em si; o acesso à rede
mundial em si; cada aluno portando um tablet e uma lousa

QUESTÃO 40 midiática garantem uma aula capaz, de novo em si, de produzir


um bom aprendizado. Não! Definitivamente, não! Trata-se de
A introdução de novas tecnologias desencadeou uma uma fantasia ingênua e deslumbrada. Assim como há novos-
série de efeitos sociais que afetaram os trabalhadores e ricos que imitam de forma ridícula os modos dos endinheirados
sua organização. Esses efeitos, que se pode chamar de mais antigos, há novos-cibernéticos que exibem com orgulho
“impactos sociais”, repercutiram nos processos de trabalho, parafernálias como se fossem uma nova cornucópia da
na qualificação da força de trabalho, nas próprias condições abundância.
de trabalho, na saúde do trabalhador e consequentemente
nas políticas de ocupação, afetando diretamente a questão KARNAL, L. Conversas com um jovem professor. São Paulo: Contexto, 2012.
do emprego. O uso de novas tecnologias trouxe a diminuição
do trabalho necessário que se traduz na economia líquida do De acordo com o texto, o uso de tecnologias apresenta
tempo de trabalho, uma vez que, com a presença da automação
microeletrônica, começou a ocorrer a diminuição dos coletivos A A ilusão de que a tecnologia é sinônimo de conhecimento.
operários e uma mudança na organização dos processos de B A certeza de que ferramentas tecnológicas melhoram a
trabalho. aula.
C A inabilidade de professores em usar tecnologias durante
Novas tecnologias nos processos de trabalho: efeitos da reestruturação produtiva. as aulas.
Disponível em: http://www.ub.edu/geocrit/sn/sn-170-9.htm Acessado em: 18 mar 2019
D A inaptidão de alunos para adaptação às tecnologias.
O texto discorre sobre a questão trabalhista e as respectivas E As vantagens do uso das redes sociais em sala de aula.
transformações, as quais podem ser explicadas pelo(a)

A crise econômica mundial e a internacionalização do capital


B sistema de produção fordista e a mecanização do trabalho
QUESTÃO 43
formal
TEXTO I
C influência de novas tecnologias e reestruturação produtiva
D desaceleramento da globalização e o aumento do setor
industrial
E consolidação da legislação trabalhista e necessidade de
educação superior.

QUESTÃO 41
A modernidade não é uma peça inteiriça da mesma forma que o
que se diga de um único caminho que ela percorre. Não se trata
de uma maquinaria integrada, mas de uma máquina onde há um
puxa-e-empurra tenso e contraditório de diferentes influências.
Qualquer tentativa de capturar a vivência da modernidade deve
partir desta visão, que deriva, em última instância, da dialética
do tempo e do espaço, tal como expressa na constituição
tempo-espaço das instituições modernas. TEXTO II

Adriano Telles, que aos 12 anos deixou Alvarenga, no norte de


GIDDENS, A. As consequências da modernidade. São Paulo, SP: Editora Unesp, 1991 Portugal, rumo ao Brasil. Foi lá que enriqueceu com o negócio
(adaptado).
do café. Quando voltou a Portugal, com mulher e filhos, encetou
uma série de esforços para dar a conhecer esta bebida entre
2º SIMULADO ENEM 2019

nós. Convidava os amigos e servia-lhes café coado, e criou até


um jornal gratuito, que se intitulava A Brazileira, e tinha como
QUESTÃO 45
subtítulo Órgão de Propaganda da Casa Especial de Café do

CIÊNCIAS HUMANAS
Brazil. A primeira Brazileira a inaugurar foi no Porto, na Rua Sá
da Bandeira, em sociedade com outros dois proprietários. Dois
anos mais tarde, em 1905, foi a vez da de Lisboa, num local
onde até então funcionava uma camisaria.

Disponível em: <http://www.lojascomhistoria.pt/lojas/a-brasileira> Acesso em 5 fev.


2019

Os textos I e II documentam a introdução da cultura do café em


Portugal, no início do século XX. Os textos também revelam
o papel do Brasil na economia mundial naquele contexto,
indicado no seguinte aspecto:

A Exportador de serviços gerais.


B Produtor de bens de consumo.
O que falta em Portugal para termos mais filhos? Disponível em: https://criancasatorto-
C Importador de referências estéticas. eadireitos.wordpress.com/tag/fecundidade/ Acessado em: 18 mar 2019

D Exportador de produtos agrícolas.


Uma consequência socioeconômica experimentada pelos
E Formador de exigências de consumo
países onde o fenômeno demográfico representado na figura
ocorre é a(o)

QUESTÃO 44 A diminuição da disponibilidade de mão de obra


“Fazendas com gado melhorado geneticamente e lavouras B diminuição da expectativa de vida
irrigadas mantêm churrasco no fogo de chão e paixão
pelo cavalo crioulo no Rio Grande do Sul”. Manuel Luis é a
C baixa demanda de serviços de saúde
terceira geração na estância e segue dando continuidade D contenção de gastos com previdência
aos relatos. “A minha obrigação de manter e continuar isso
E internacionalização da legislação trabalhista
é muito forte”, diz. Mas hoje, claro, tudo está também na
contabilidade no computador. Lito Sarmento, pai de Manuel,
aos 84 anos, se orgulha de ver os netos gerenciando os
negócios. Luisa é veterinária, e Manuel formado em ciências
contábeis e administração de empresas. “Àquela época não
tinha agricultura na estância, não tinha trator pesado… eu
acompanhei e aprendi as etapas antigas, mas estou recebendo
hoje deles conhecimento de etapa moderna de trabalho”, conta.

Estâncias dos Pampas misturam tradição gaúcha com tecnologia moderna. Disponível
em: https://g1.globo.com/economia/agronegocios/globo-rural/noticia/2018/12/16/
estancias-dos-pampas-misturam-tradicao-gaucha-com-tecnologia-moderna.ghtml
Acessado em: 18 mar 2019 (adaptado)O ocorrido com o Museu Nacional no Rio de
Janeiro, descrito no texto, tem como consequência o enfraquecimento do(a)

O texto relata o seguinte aspecto socioeconômico atualmente


ocorrendo no meio rural brasileiro:

A diminuição do sistema de produção intensivo


B novas funções e atividades no campo
C mantenimento de relações laborais forçadas
D enfraquecimento dos subsídios agrícolas

E consolidação dos movimentos organizados de campesinato