Você está na página 1de 1178

____

A BÍBLIA sagrada,

CONTENDO

O NOVO E O VELHO TESTAMENTO,

TRADUZIDA EM PORTUGUEZ

PELO PADRE

JOAÕ FERREI RA D’ALMEIDA,


MINISTRO PREGADOR DO SANCTO EVANGELHO EM BATAVIA.

LONDRES:
IMPRESSO NA OFFICINA DE R. E A. TAYLOR.

1819.
A BÍBLIA sagrada,

CONTENDO

O NOVO E O VELHO TESTAMENTO

TRADUZIDA EM PORTUGUEZ

PELO PADRE

JOAÕ FERREIRA D’ALMEIDA,


MINISTRO PREGADOR DO SANCTO EVANGELHO EM BATAVIA

LONDRES:
IMPRESSO NA OFEICINA DE R. E A. TAYLOR,

1819.
INDEX.
Capit.
O primeiro livro de Moyses chamado Genesis ....................... 50
O segundo livro de Moyses chamado Exodo ... ..................... 40
O terceiro livro de Moyses chamado Levitico ....................... 27
O quarto livro de Moyses chamado dos Numeros ............ ... 36
O quinto livro de Moyses chamado Deuteronomio .............. 34
O livro de Josua ........................ 24
, — dos Juizes ...................................................... 21
—— de Ruth ....................................................................... 4
O primeiro livro de Samuel .................................................. 31
O segundo livro de Samuel ................................... .................. 24
O primeiro livro dos Reys ....................................................... 22
O segundo livro dos Reys ...................................................... 25
O primeiro livro das Chronicas ............................................... 29
O segundo livro das Chronicas ..'........................................... 36
O livro de Esra ........................................................................... 10
—■ Nehemias .................................................................... 13
----------- Esther ........................................................................ 10
» Job ............................................................................ 42
--------- dos Psalmos ............................................................... 150
Provérbios, ou Sentenças de Salamaõ....................................... 31
Livro do Ecclesiastes, ou Pregador.......................................... 12
Cantares de Salamaõ.......... ... .................................................... 8
A Prophecia de Esaias ............................................... 66
■■ --------- Jeremias ......................................... 52
As Lamentaçoens de Jeremias........ . ....................................... 5
A Prophecia de Ezechiel.......................... »........................... 48
----------- —• Daniel .............................................................. 12
----- Hoseas ......................................................... 14
———----- Joel .................................................................... 3
----- --------- — Amos .............................................................. 9
— ----- Obadias ............................................................ 1
—- ----- Jonas ................................................................ 4
------------------ Micheas ........................................................... 7
1 —----- Nahum ............................. 3
-------- —- Habacuc ............................................................ 3
— - ---------- — Zephanias ................. 3
—--------- Haggeo ................................... 2
*------ ---------- Zacharias ............................................................ 14
• ------------ Malachias ................... ,............... 4
I
1 O PRIMEIRO LIVRO DE MOYSES
CHAMADO

GENE SIS
CAPITULO I. 13 E foi a tarde, e a manhaã, o
O principio criou Deus o ceo e dia terceiro.
N ''a terra.
2 E a terra estava vasta e vazia, e
14 E Deus disse: Aja luminárias
no estendimento do ceo, para fazer
■V avia trevas sobre a face do abismo: separaçaõ entre o dia, e entre a noi­
o Espirito de Deus se movia sobre te ; e sejaõ por sinaes, e por tempos
A'» Tace das agoas. determinados, e por dias, e por an-
.3 E disse Deus: Aja luz : e houve nos.
-Ç,:luz. 15 E sejaõ por luminárias no es­
í,.‘ 4 E vio Deus que a luz era boa: c tendimento do ceo, para alumiar a
flSfez Deus separaçaõ entre a luz, e en- terra: e foi assi.
|!tré as trevas. 16 E fez Deus as duas luminárias
' 5 E Deus chamou a luz dia, e as grandes: a luminaria grande, para se­
Atrevas chamou noite: e foi a tarde e nhorear no dia, e a luminaria peque­
"á manhaã, o dia primeiro. na, para senhorear na noite; e as es-
s. 6 E disse Deus: Aja hum esten­ trellas.
dimento nomeyo das agoas, e faça 17 E Deus as pôs no estendimen­
separaçaõ entre agoas e agoas. to do ceo, para alumiar a terra.
7 E fez Deus hum estendimento, 18 E para senhorear no dia e na
é fez separaçaõ entre as agoas, que noite, e para fazer separaçaõ entre a
, estaõ debaixo.do estendimento, e en- luz e entre as trevas : e Deus vio que
’ tre as agoas que estaõ sobre o esten­ era bom.
dimento : e foi assi. 19 E foi a tarde, e a manhaã, o dia
■ ■ 8 E Deus chamou o.estendimcnto, quarto.
çeo: e foi a tarde e a manhaã, o dia 20 E Deus disse: Produzaõ as a-
segundo. goas abundantemente reptil de alma
9 E disse Deus : Ajuntem-se as a- vivente: e voem as aves sobre a face
goas debaixo do ceo em hum lugar, e do estendimento do ceo.
Apareça a seca: e foi assi. 21 E Deus criou as grandes bale-
10 E chamou Deus a seca, terra, as, e todo reptil de alma viva, que as
é o ajuntamento das agoas chamou, agoas abundantemente produzirão se­
mares: e Dfeus vio, que era bom. gundo suas especies; e toda ave de
11 E Deus disse: A terra produ­ asas segráftio sua especie : e vio Deus
za erva verde, erva que dé semente, que era bom.
árvores fructuosas, que dem fruito 22 E Deus as abençoou, dizendo :
segundo sua especie, cuja semente fructificae emultiplicae vos, e enchei
esteja nellas sobre a terra: e foi assi. as agoas nos mares: e.as aves se
12 E a terra produzio erva verde, multipliquem na terra.
erva que dá semente conforme a sua 23 E foi a tarde, e a manhaã, o dia
especie, e arvores fructiferas, cuja se­ quinto.
mente nellas está conforme a sua 24 E Deus disse: produza a terra
especie: e Deus vio, que era bom. alma vivente segundo sua especie, ga-
B
2 GENESIS. Cap. I. II.
do e reptis, e bestas feras da terra tinha feito chover sobre a terra, e naõ
segundo suas especies: e foi assi. avia homem para lavrar a terra.
25 E fez Deus as bestas feras da 6 Porem hum vapor subia da ter­
terra segundo suas especies, e o gado ra, e regava toda a face da terra.
segundo sua especie, e todo reptil da 7 E formara Jehovah Deus a o.
terra segundo sua especie: e vio De­ homem do pó da terra, e sopràra em
us, que era bom. seus narizes o folego da vida; e foi
26 E Deus disse: Façamos o ho­ feito o homem em alma vivente.
mem à nossa imagem, conforme a 8 E Jehovah Deus plantara huã
nossa semelhança, e senhoree sobre os horta em Eden á banda do Oriente;
peixes do mar, e sobre as aves do çeo, e pôs ali a o homem, que formara.
e sobre o gado, e sobre toda a terra, 9 E Jehovah Deus fez brotar da
e sobre todo reptil, que se move so­ terra varias anwcs desejáveis á vista,
bre a terra. e boas isara comida: e a arvore da
27 E Deus criou o homem á sua vida no meyo da horta, e a arvore da
imagem, á imagem de Deus o criou: sciencia do bem e do mal.
Macho e Feraea os criou. 10 E sahia hum rio de Eden para
28 E Deus c*s abençoou, e Deus regar a horta; e d’ali se repartia em
disse lhes: fructifiqae e multiplicae quatro cabeças.
vos, eenchei a terra, sugeitando a; e 110 nome do primeiro he Píson :
senhoreae sobre os peixes do mar, e Este rodea toda a terra de Havila,
sobre as aves do ceo, e sobre todo onde ha ouro.
animal que se move sobre a terra. 12 E o ouro desta terra he bom;
29 E disse Deus: Eis aqui, vos ali ha Bdellipn, e a pedra Schoham.
tenho dado toda erva que dá semen­ 13 E o dome do segundo rio he
te, que está sobre a face de toda a Gihon : este rodea toda a terra Cusch.
terra; e t oda arvore em que ha fruito 14 E o nome do terceiro rio he
que dá semente, será-vos para comida. Hiddekel, que vai para a banda do
30 E a todo animal da terra, e a Oriente de Assjuãa: e o quarto rio he
toda ave do ceo, e a todo reptil da Euphrates.
terra, em que ha alma vivente, toda 15 E tomou Jehovah Deus a o
verdura de erva, para comida será: e homem, e o pôs na horta de Eden,
foi assi. para a lavrar e a guardar.
31 E vio Deus tudo o que fez, e 16 E mandou Jehovah Deus á o
eis que. era muito bom: e foi a tarde, homem, dizendo: De toda arvore da
e a manhaã, o dia seisto. horta comendo comerás.
17 Porem da arvore da sciencia do
CAPITULO II. bem e do mal, delia naõ comerás:
FORAÒ acabados os ceos e a porque no dia em que d’ella comeres
tena, e todo seu exercito. de morte morrerás.
2 E avendo Deus acabado no séti­ 18 E Jehovah Deus disse: Naõ
mo dia sua obra, que tinha feito, re- he bem, que o homem esteja só; far-
pojusou a o sétimo dia de toda sua o- lhehei huã adjutora que esteja corno
bra, que.havia,concluído. diante delle,
3 E bendisse. Deus a o dia sétimo, 19 Avendo pois Jehovah Deus
e o sqnctificou, porque nelle repousou formado da terra todo anixnai do cam­
de tpda sua obra, que Deu^qriàra pa­ po, e toda ave do ceo, os trouxe a
ra fazer. Adam, para ver como lhes chamaria;
4 Estas sao as origens do ceo e da e que como Adam a toda alma viven­
terra, quando foraõ criados,; no dia te chamasse, isso seria seu nome.
em que Jehovah Deus fez a terra e 20 E pôs Adam os nomes a todo
o ceo. gado, e as aves do ceo, e a todo ani­
5 E toda planta do campo, que a- mal do campo: mas para o homem
inda naõ estava na terra, e toda erva naõ se achava adjutor que estivesse
do campo, que ainda naõ brotava: como diante, delle.
porque Jehovah Deus ainda naõ 21 Entaõ Jehovah Deus fez cair
GENESIS. Cap. II. III. 3
hum sono pesado sobre Adam, e a- 11 E disse: Quem te ensinou, que
dormeceo; e tomou huã de suas cos- estavas nuo ? Tens, comido da arvore,
telas. o cerrou carne em seu lugar. de que te mandei, que naõ comesses
22 E Jehovaii Deus edificou a delia ?
costela, que tomou de Adam, em mu­ 12 Entaõ disse Adam: A mulher
lher ; e trouxe a a Adam. que me déste, ella me deu da arvore,
,23 E ■ disse Adam: esta agora he e comi.
osso de meus ossos, e carne de minha 13 E disse Jehovah Deus á mu­
carne : Esta será chamada varoa, por­ lher : porque isto fizeste ? E disse a
que do varaÕ foi tomada. mulher: A serpente me enganou, e
24 Portanto deixará o varaõ a seu corai.
pae e a sua mae, e apegar-se-ha a 14 E Jehovaii Deus disse á ser­
sua mulher, e serão em huã carne. pente: Porquanto fizeste isto, maldi­
25 E ambos estavaõ nuos, Adam e ta serás mais que toda besta, e mai-:
sua mulher; e naõ se envergonhavaõ. que todos os animaes do campo: so­
bre teu ventre andarás, e pó comerás
CAPITULO III. todos os dias de tua vida.
RA a serpente era mais astuta 15 E porei inimizade entre ty a
que todos os animaes do campo,, entre a mulher, e entre tua semente
que Jehovah Deus tinha feito: e e entre sua semente: Esta te ferirá ;i •
esta disse á mulher: He também assi cabeça, e tu lhe ferirás os calcanha- *
que Deus disse: naò comereis de to­ res.
da arvore desta horta ? 16 E á mulher disse: Multiplican­
2 E a mulher disse á serpente: Do do multiplicarei tua dor, e tua pre-
fruito de toda arvore desta horta co­ nhidaõ; com dor parirás filhos, e a
meremos. teu marido será teu desejo, e elle se
• 3 Mas do fruito da arvore, que es­ ensenhoreará de ty.
tá no meyo da horta, disse Deus : 17 E a Adam disse: Porquanto
naõ comereis delle, nem tocareis nelle, déste ouvidos á voz de tua mulher, o
paraque naõ morrais. comeste da arvore, de que te mandei,
4 Entaõ a serpente disse á mulher: dizendo: Naò comerás delia: maldita
de 'morte naõ morrereis. seja a terra por amor de ty ; com dor
5 Porque Deus sabe, que no dia comerás delia todos os dias de tua vida.
em que comerdes delle, se abriráõ 18 Espinhos e cardos te produzirá,
vossos olhos, e sereis como Deus, sa­ e comerás a erva do campo.
bendo o bem e o mal. 19 No suor de teu rosto comerás
6 E vio a mulher que aquella ar­ teu paõ, até que te tornes á terra,
vore era boa para comer, e hum pra­ porque dellíi tomado foste; porquan­
zer a os olhos, e arvore desejável pa­ to pó es, e em pó te tornarás.
ra dar entendimento; poloque tomou 20 E chamou Adam o nome de sua
de seu fruito, e comeo; e deu também mulher, Eva; porquanto ella era mae
A.seu marido, e comeo com ella. de todos os viventes.
7 E assi foraõ abertos os olhos 21 E fez Jehovah Deus a Adan»
delles ambos, e conheceráõ que esta- e a sua mulher vestidos de peles, e
vaò nuos, e coseraõ folhas de figueira, vestio os;
■e fizeraõ para si avantaes. 22 Entaõ disse Jehovah Deus:
8 E ouviraõ a voz de Jehovaii Eisque o homem he como hum de
Deus, que passeava na horta a o ar Nós, sabendo o bem e o mal: Ora
do dia: E escondeo se Adam e sua pois paraque naò estenda sua roaõ, e
mulher de diante da face de Jehovaii tome também da arvore da vida, e
Deus, no meyo das- arvores da horta. coma, e viva eternamente:
9 E chamou Jehovah Deus a A- 23 Jehovah Deus o mandou fora
dam, e disselhe: Onde estás tu ? da horta de Eden, para lavrar a terra,
10 E elle disse: Ouvi tua voz na de que fóra tomado.
horta, e temi, porque estou nuo, e 24 E avendo lançado fora a o ho­
escondi me. mem, pôs Cherubins a o Oriente da
B2
4 GENESIS. Cap. IV. V.
horta de Eden, e a chama da espada Portanto qualquer que matar a Cain,
que andava a o redor, para guardar o sete vezes será castigado: e pôs Je­
caminho da arvore da vida. hovah hum sinal em Cain, paraque
naõ o ferisse qualquer que o achasse.
CAPITULO IV. 16 E sahio Cain de diante da face
CONHECEO Adam a Eva sua de Jehovah: e habitou na terra de
E mulher ; e ella concebeo e pario Nod, da banda do Oriente de Eden.
a Cain, e disse: Alcancei a o Varaô 17 E conheceo Cain a sua mulher,
de Jeiiovaii. e concebeo, e pario a Hanoch: e edi­
2 E pario mais a seu irmaõ Ha­ ficou huã cidade, e chamou o nome
bel : e Habel foi pastor de ovelhas, e da cidade do nome de seu filho Ha­
Cain foi lavrador da terra. noch.
3 E aconteceo á cabo de dias, que 18 E a Hanoch naceo Hirad, e
Cain trouxe do fruito da terra huma Hirad gerou a Mechujael, e Mechu-
offerta a Jehovah. jael gerou a Methusael, e Metliusael
4< E Habel também trouxe dos pri­ gerou a Lamech.
mogénitos de suas ovelhas, e de sua 19 E tomou Lamech para si duas
gordura: e attentou Jehovah para mulheres: o nome da huã era Ada, e
Habel e para sua offerta. o nome da outra Zilla.
5 Mas para Cain e para sua offer­ 20 E pario Ada a Jabal: Este foi
4
ta nao attentou. E assanhouse Cain o pae dos que habitavaõ em tendas, e
em grande maneira, assi que caíraõ tinhaõ gados.
lhe suas faces. 21 E o nome de seu irmaõ era Ju-
6 E Jehovah disse a Cain: por­ bal: Este foi o pae de todos os que
que te assanhaste '■ e porque te cai- trataõ harpa e orgaõ.
ra > tuas faces. 22 E Zilla também pario a Tubal-
7 Xaõ averá exaltaçaõ, se bem fi­ cain, hum mestre de toda obra de
zeres? e se naõ fizeres bem, o pecado metal, e de ferro: e a irmaã de Tu-
está deitando á porta, cujo desejo balcain foi Naama.
he para ty, e delle te ensenhorearás. 23 E disse Lamech á suas mulhe­
8 E fallou Cain com seu irmão res Ada e Zilla: Ouvi minha voz :
Habel: e aconteceo, que estando el- vos mulheres de Lamech escutae meu
les no campo, se levantou Cain con­ dito: Que hum varaõ tenho matado
tra seu irmaõ Habel, e matou o. por minha ferida, e hum mancebo por
9 E disse Jehovah a Cain : onde meu vergaõ.
está Habel teu irmaõ? e elle disse: 21< Porque sete vezes Cain será
Naõ sei: sou eu guardador de meu vingado; mas Lamech setenta vezes
irmaõ? sete.
10 E disse Deus: Que fizeste? a 25 E tornou Adam a conhecer a
voz do sangue de teu irmaõ clama a sua mulher, e pario hum filho, e cha­
mj' da terra. mou seu nome Seth; porque disse :■
11 E agora, maldito sejas tu da Deus me deu outra semente por Ha­
terra, que abrio sua boca, para rece­ bel ; porquanto Cain o matou.
ber o sangue dé teu irmaõ de tua mal. 26 E a Seth mesmo também naceo
12 Quando lavrares a terra, naõ te hum filho, e chamou seu nome Enos:
dará mais sua força: vagabundo e Entaõ se começou a invocar o nome
forasteiro serás na terra. de Jeiiovah.
13 Entaõ disse Cain a Jeiiovaii :
Mayor he minha maldade, que se CAPITULO V.
STE he o livro das descendencias
14 Eis que hoje me lanças da face
da terra, e de tua face me esconde­
E de Adam: no dia em que Deus
criou a o homem, á semelhança de
rei ; e serei vagabundo, e forasteiro Deus o fez.
na terra, e será, que todo aquelle que 2 Macho e Femea os criou, e a-
me achar, me matará. bençoou os, e chamou seu nome Ho­
15 Porem Jehovah lhe disse: mem, no dia em que foraõ criados.
GENESIS. Cap. V. VI. 5
3 E viveo Adam cento e trinta 24 E andou Henoch com Deus, e
annos, e gerou hum filho a sua semel­ naõ estava mais; porquanto Deus <>
hança, conforme a sua imagem, e levou.
chamou seu nome Seth. 25 E viveo Methusalah cento e
4 E foraõ os dias de Adam, des- oitenta e sete annos, e gerou a La-
pois que gerou a Seth, oito centos méch.
annos ; e gerou filhos e filhas. 26 E viveo Methusalah, despois
5 E foraõ todos os dias que Adam que gerou a Lamech, sete centos e
viveo, nove centos e trinta annos; e oitenta e dous annos, e gerou filhos e
morreo. filhas.
6 E viveo Seth cento e cinco an­ 27 E foraõ todos os dias de Methu­
nos, e gerou a Enos. salah, nove centos e sessenta e nove
7 E viveo Seth despois que gerou annos; e morreo.
a Enos, oito centos e sete annos; e 28 E viveo Lamech cento e oiten­
gerou filhos e filhas. ta e dous annos, e gerou hum filho
8 E foraõ todos os dias de Seth, 29 E chamou seu nome Noah, di­
nove centos e doze annos ; e morreo. zendo : Este nós consolará acerca de
9 E viveo Enos noventa annos, e nossas obras, e do trabalho de nossas
gerou a Kenan. maõs, por amor da terra, que Jeho-
10 E viveo Enos, despois que ge­ vah amaldiçoou.
rou a Kenan, oito centos e quinze 30 E viveo Lamech, despois que
annos; e gerou filhos e filhas. gerou a Noah, quinhentos e noventa
11 E foraõ todos os dias de Enos e cinco annos ; e gerou filhos e filhas.
nove centos e cinco annos; e mor- 31 E foraõ todos os dias de La­
teo. mech sete centos e setenta a sete
12 E viveo Kenan setenta annos, annos; e morreo.
■e gerou a Mahalaleè). 32 E era Noah de idade de quin­
13 E viveo Kenan despois que ge­ hentos annos; e gerou Noah a 8em,
rou a Mahalaleè), oito centos e qua­ Cham, e Japhet.
renta annos, e gerou filhos e filhas.
14 E foraõ todos os dias de Kenan CAPITULO VI.
nove centos e dez annos, e morreo. ACONTECEO, que como os
15 E viveo Mahalaleèl sessenta e homens se começaraõ a multi­
cinco annos; e gerou a Jared. plicar sobre a terra, e lhes naceraõ
16 E viveo Mahalaleèl, despois que filhas:
gerou a Jared, oito centos e trinta 2 Viraõ os filhos de Deus, que as
annos : e gerou filhos e filhas. filhas dos homens eraõ fermosas, e
17 E foraõ todos os dias de Maha­ tomaraõ para si mulheres de todas as
laleèl oito centos e noventa e cinco que escolherão.
annos; e morreo. 3 Entaõ disse Jehovaii: Naõ con­
18 E viveo Jared cento e sessenta tenderá meu Espirito eternamente
e dous annos, e gerou a Henoch. com o homem, porque elle he carne;
19 E viveo Jared despois que ge- porem seus dias seraõ cento e vinte
tou a Henoch, oito centos annos: e annos.
gerou filhos e filhas. 4 Avia naquellès dias gigantes na
20 E foraõ todos os dias de Jared terra, e também despois, quando os
nove centos e sessenta e dous annos, filhos de Deus entraraõ ás filhas dos
e morreo. homens, e delias geraraõ filhos: Estes
21 E viveo Henoch sessenta e cin­ saõos valentes que desda antiguidade
co annos, e gerou a Methusalah. foraõ varoens de fama.
22 E andou Henoch com Deus, 5 E vio Jeiiovah, que a maldade
4espois que gerou a Methusalah, tre­ do homem se multiplicara sobre a
zentos annos ; e gerou filhos e filhas. terra, e que todo o fingimento dos
23 E foraõ todos os dias de He­ pensamentos de seu coraçaõ somente
noch trezentos e sessenta e cinco era mao em todo tempo.
annos. 6 Entaõ se arrependeo Jehovaii
6 GENESIS. Gap. VI. VII.
de avcr feito a o homem sobre a terra, de todo reptil da terra segundo sua
e pesoulhe em seu coraçaõ. especie: dous de cadahum viráõ a
7 E disse Jeiíovah : Destruirei a ty, para os conservar em vida.
o homem que tenho criado, de sobre 21 E tu toma para ty de toda co­
a face da terra, desdo homem até o mida que se come, e a ty a junta,
animal, dté o reptil, e até a ave do paraque seja por mantimento para ty,
ceo; porque me arrependo de os aver e para elles.
feito. 22 E fez Noah assi conforme a
8 Porem Noah achou graça nos tudo o que Deus lhe mandou, assi
olhos de Jeiíovah. fez.
9 Estas saõ as gerações de Noah:
Noah era varaõ justo e recto em suas CAPITULO VII.
geracoês: Noah andava com Deus. ESPOIS disse Jeiíovah a Noah:
10 E gerou Noah tres filhos,a Sem, Entra tu e toda tua casa na arca:
Cham, e Japhet. porque te hei visto justo diante de
11 Porem a terra estava corrompi- minha face nesta geraçaõ.
da diante da face de Deus: e encheo 2 De todo animal limpo tomarás
se a terra de violência. para ty de sete em sete, macho e sua
12 E vio Deus a terra, e eis que femea: mas de animaes que naõ saõ
estava corrompida; porque toda car­ limpos, dous, macho e sua femea.
ne avia corrompido seu caminho so­ 3 Também das aves do ceo de
bre a terra. sete em sete, macho e femea, para
13 Entaõ disse Deus a Noah: o guardar em vida a semente sobre a
fim de toda carne he vindo diante de face de toda a terra.
minha face, porque a terra está cheya 4 Porque passados ainda sete dias,
de violência porelles: e eis que os des­ farei chover sobre a terra quarenta
farei com a terra. dias e quarenta noites; e desfarei
14 Faze para ty huã arca de ma­ toda sustancia, que fiz de sobre a face
deira de Gopher ; com apartamentos da terra.
farás a arca, e a betumarás por den­ 5 E fez Noah conforme a tudo o
tro e por fora com betume. que Jeiíovah lhe mandara.
15 E desta maneira a farás; De 6 E era Noah de idade de seiscen­
trezentos covados a eompridaõ da tos annos, quando o diluvio das agoas
arca, e de cincoenta covados sua lar­ veio sobre a terra.
gura, e de trinta covados sua altu­ 7 E entrou Noah, e seus filhos, e
ra. • sua mulher, e as mulheres de seus fi­
16 Huã janella farás na arca, e lhos com elle na arca, por via das
hum covado da banda de riba a aca­ agoas do diluvio.
barás, e a porta da arca porás a sua 8 Dos animaes limpos e dos ani­
ilharga; e farás lhe sobrados baixos, maes que naõ eraõ limpos, e das aves,
segundos, e terceiros. e de todo o reptil sobre a terra.
J 7 Porque eu, cis que trago hum 9 Entraraõ de dous em dous a Noah-
diluvio de agoas sobre a terra, para na arca, macho e femea, como Deus
desfazer toda carne, em que ha espi­ mandara a Noah.
rito de vida debaixo do ceo; tudo o 10 E aconteceo que as agoas do
que ouver na terra espirará. diluvio a o sétimo dia vieraõ sobre a
18 Porem comtigo estabelecerei terra.
meu concerto; e entrarás na arca, 11 No anno de seis centos da vida
tu, e teus filhos, e tua mulher, e as de Noah, no mes segundo, a os dez
mulheres de teus filhos comtigo. e sete dias do mes, naquelle mesmo
19 E de tudo o que vive, de toda dia se romperão todas as fontes do
a carne, dous de cadahum, meterás grande abismo, e as janellas do ceo
na arca, para comtigo em vida os con­ se abriraõ.
servar : macho e femea seraõ. 12 E houve chuva sobre a terra,
20 Das aves segundo sua especie, quarenta dias e quarenta noites.
e das bestas segundo sua especie, 13 E no mesmo dia entrou Noah,
GENESIS. Cap. VIL VIII. 7
e Sem, e Cham, e Japhet, os filhos 2 Cerraraõ se também as fontes
de Noali, cOmo também a mulher de do abismo, e as janellas do ceo, e a
Noah, e as tres mulheres de seus fi­ chuva do ceo deteve se.
lhos com elle na arca. 3 E tornaraõ se as agoas de sobre
14 Elles, e todo animal segundo a terra, indo c tornando ; e as agoas
■sua especie, e toda res de gado segun­ desfaleceraõ a cabo de cento e cin-
do sua especie, e todo reptil que anda coenta dias.
de peitos sobre a terra, segundo sua 4 E repousou a arca no sétimo
especie, e toda ave segundo sua es­ mes, a os dez e sete dias do mes, so­
pecie, todo passaro de toda sorte de bre os montes de Ararat.
asas. 5 E foraõ as agoas indo e mingo-
Lã E de toda carne, em que avia ando até o mes decimo: no decimo
espirito de vida, entraraõ de dous mes, a o primeiro dia do mes apare-
<m dous a Noah na arca. ceraõ os cumes dos montes.
16 E os que vinhaõ, macho e femea 6 E aeonteceo que á cabo de qua­
de toda carne vinhaõ, como Deus lhe renta dias, abrio Noah a janella da
tinha mandado: e Jehovah cerrou arca, que feito tinha.
a tras delle. 7 E enviou fora a o corvo, o qual
17 E» estava o diluvio quarenta sahio, saindo e tornando, até que as
dias sobre a terra, e multiplicarão se agoas se secaraõ de sobre a terra.
as agoas, e levantaraõ a arca, de ma­ S Despois enviou de si fora a pom­
neira que se levantou sobre a terra. ba. para ver, se as agoas se aviaõ ale-
18 E prevaleceraõ as agoas, e se viado de sobre a terra.
multiplicarão grandemente sobre a 9 Porém naõ achou a pomba re­
terra; e endava a arca sobre as agoas. pouso para a planta de seu pé: e tor-
19 E as agoas prevaleceraõ gran- nouse a elle á arca; porque as agoas
dissimamente sobre a terra : de ma­ ainda estàvaõ sobre a face de toda a
neira que todas as mais altas monta­ terra; e estendeo sua maõ, ç tornou
nhas, que debaixo de todo o ceo avia, a, e meteo a comsigo na arca.
foraõ cubertas. 10 E esperou ainda outros sete
20 Quinze covados a riba prevale- dias, e tornou a enviar a pomba fora
•ceraõ as agoas; e as montes foraõ da arca.
cobertos. 11 E a pomba tornou a elle á hora
21 E espirou toda carne que se da tarde, e eis huii folha de oliveira
movia sobre a terra, de ave, e de re­ tomada em seu bico; e entendeo
zes, e de bestas feras, e de todo reptil Noah, que as agoas se aviaõ aleviado
■que andava de peitos sobre a terra, e de sobre a terra.
■todo homem. 12 Entaõ esperou ainda outros sete
22 Tudo o que tinha folego de dias ; e enviou fora a pomba; porém
espirito da vida em seus narizes, tudo naõ tornou mais a elle.
o que avia na seca, morreo. 13 E aeonteceo, que no anno de
23 Assi foi desfeita todasustancia, seis centos e hum, no mes primeiro, a
que avia sobre a lace da terra, desdo o primeiro dia do mes, se secaraõ as
homem até o animal, até o reptil, e agoas de sobre a terra: Entaõ tirou
•até a ave do ceo, e foraõ desfeitos da Noah a cuberta da arca, e olhou, e
terra: e ficou somente Noah, e o que eis que a face da terra estava enxuta.
pom elle na arca estava. 14 E no mes segundo, a os vinte
24 E prevaleceraõ as agoas sobre e sete dias do mes, se secou a terra.
a terra cento e cincoenta dias. 15 Entaõ fallou Deus a Noah, di­
zendo.
CAPITULO VIII. 16 Sae da arca, tu e tua mulher,
LEMBROUSE Deus de Noah, e teus filhos, e as mulheres de teus
e de todo animal, e de toda rez filhos com tigo.
que com elle estava na arca: e Deus 17 Todo animal que está comtigo,
fez passar hum vento sobre a terra, e de toda carne, de ave, e de rez, e de
quietaraõ se as agoas. todo reptil que anda de peitos sobre
8 GENESIS. Cap. VIII. IX.
a terra, tira com tigo: e povoem 9 Porém eu, eis que estabeleço
abundantemenre a terra, e fructifi- meu concerto com vosoutros, e com
quem e multipliquem sobre a terra. vossa semente despois de vos.
18 Entaõ sahio Noah e seus filhos, 10 E com toda alma vivente, que
e sua mulher, e as mulheres de seus com vosco está, de aves, de rezes, e
filhos com eile. de todo animal da terra com vosco:
19 Todo animal, todo reptil, e toda desde todos que sairaõ da arca, até
ave, tudo o que se move sobre a terra, todo animal da terra.
segundo seus generos, sairaõ da arca. 11 E eu com vosco estabeleço meu
20 E edificou Noah a Jehovaii concerto, que naõ será destruída mais
hum altar; e tomou de todo animal toda carne pelas agoas do diluvio : e
limpo, e de toda ave limpa, e offere- que naõ averá mais diluvio, para ar­
ceo holocaustos sobre o altar. ruinar a terra.
21 E cheirou Jehovaii aquelle 12 E disse Deus: Este he o sinal
suave cheiro, e disse Jehovaii em do concerto que ponho entre my e
seu coraçaõ: Naõ tornarei mais a entre vosoutros, e entre toda alma
amaldiçoar a terra por causa do ho­ viv-.nte, que está com vosoutros, em
mem, porquanto o fingimento do co­ gerações do século.
raçaõ do homem he mao desde sua 13 Meu arco tenho posto na nu­
meninice: e naõ tornarei mais a ferir vem : este será por sinal do concerto
todo o vivente, como tenho feito. entre my, e entre a terra. .
22 Por diante todos os dias da ter­ 14 E acontecerá, que quando eu
ra, sementeira, e sega, e frio, e calma, trouxer nuvens sobre a terra, apare­
e veraõ, e inverno, e dia, e noite, naõ cerá este arco nas nuvens.
cessaráõ. 15 Entaõ me lembrarei de meu
concerto, que está entre my e entre
CAPITULO IX. vosoutros, e entre toda alma vivente
ABENÇOOU Deus a Noah e à de toda carne: e naõ seraõ mais as
seus filhos, e disse lhes: Fructi- agoas por diluvio, para destruir toda
ficae e multiplicae, e enchei a terra. crrne.
2 E seja vosso temor e vosso pavor 16 E quando estará este arco nas
sobre todo animal da terra, e sobre nuvens, eu o verei, para me lembrar
toda ave do ceo : Tudo que sobre a do concerto eterno entre Deus, e en­
terra se move, e todos os peixes do tre toda alma vivente de toda carne,
mar, em vossa mao saõ entregues. que esta sobre a terra.
3 Tudo quanto se move, que he 17 È disse Deus a Noah: Este he
vivente, vos seja por mantimento: o sinal do concerto, que tenho esta­
tudo vos tenho dado como verdura belecido entre my, e entre toda car­
da erva. ne, que está sobre a terra.
4 Porém a carne com sua alma, 18 E os filhos de Noah, que da
isto he com seu sangue naõ comereis. arca sairaõ, foraõ Sem, e Cham, e
5 E certamente requererei a vosso Japhet; e Cham he o pae de Ca-
sangue, o sangue de vossas almas; da naan.
maõ de todo animal o requererei: 19 Estes tres foraõ os filhos de
como também da maõ do homem, e Noah; e destes se povoou toda a ter­
da maõ do irmaõ de cadahum reque­ ra.
rerei a alma do homem. 20 E começou Noah a ser lavrador
6 Quem derramar sangue do ho­ da terra; e plantou huã vinha.
mem, pelo homem seu sangue será 21 E bebeo do vinho, e embebe-
derramado: Porque Deus fez a o douse; e descubrio se no meyo de
homem conforme a sua imagem. sua tenda.
7 Mas vosoutros fructificae e mul­ 22 E vio Cham, o pae de Canaan,
tiplicae: povoae abundantemente a a nueza de seu pae, e feio saber a
terra, e multiplicae vos nella. ambos seus irmaõs fora.
8 Fallou mais Deus a Noah, e a 23 Entaõ tomou Sem e Japhet huã
seus filhos com elle, dizendo: capa, e puseraõ a sobre ambos seus
GENESIS. Cap. IX. X. 9
ombros, e indo virados a tras, cubri- tre Calah: Esta he aquella grande
raõ a núeza de seu pae, e seus rostos cidade.
«raõ virados, de maneira que naõ vi- 13 E Mitsraim gerou a Ludim, e
\ raõ a nueza de seu pae. a Anamim, e a Lehabim, e a Naph-
24 E despertou Noah de seu vinho, tuhim.
e attentou, o que seu filho menor lhe 14 E a Pathrusim, e a Casluchim,
tinha feito. donde sairaõ os Philisteos, e a Caph-
25 E disse: Maldito seja Canaan: torim.
servo dos servos seja a seus irmaõs. 15 E Canaan gerou a Sidon, seu
26 Disse mais: Bendito seja Jeho- primogénito, e a Heth.
>vah o Deus de Sem : e seja lhe Ca­ 16 E a o Jebusi, e a o Emori, e a
naan por servo. o Girgasi.
27 Dilate Deus a Japhet, e habite 17 E a o Hivi, e a o Arki, e a o
nas tendas de Sem : e seja lhe Canaan Sini.
por servo. 18 E a o Arvadi, e a o Zemari, e
28 E viveo Noah despois do dilu­ a o Hamathi: e despois se espargi-
vio, trezentos e cincoenta annos. raõ as famílias dos Cananeos.
29 E foraõ todos os dias de Noah, 19 E foi o termo dos Cananeos
nove centos e cincoenta annos, e mor- desde Sidon, indo a Gerar, até Gaza,
reo. indo a Sodoma, e Gomorra, eAdama,
e Zeboim, até Lasa.
CAPITULO X. 20 Estes saõ os filhos de Cham se­
STAS pois saõ as geraçoens dos gundo suas familias, segundo suas
filhos de Noah, Sem, Cham, e linguas, em suas terras, em suas gen­
Japhet; e naceraõ lhes filhos despois tes.
do diluvio. 21 E a Sem naceraõ filhos e elle he
2 Os filhos de Japhet saõ, Gomer o pae de todos os filhos de Heber, o
e Magog, e Madai, e Javan, e Tuba), irmaõ de Japhet o mayor.
e Mesech, e Tiras. 22 E os filhos de Sem saõ, Elam,
3 E os filhos de Gomer, saõ, As- e Assur, e Arphaxad, e Lud, e Aram.
quenaz, e Ripliat, e Togarma. 23 E os filhos de Aram saõ, Uz,
4 E os filhos de Javan saõ, Elisa, e Hui, e Gether, e Mas.
e Tharsis; Cbittim, e Dodanim. 24 E Arphaxad gerou a Selah: e
5 Por estes foraõ partidas as ilhas Selah gerou a Heber.
das gentes em suas terras, cadaqual 25 E a Heber naceraõ dous filhos:
, segundo sua lingua, segundo suas fa­ o nome do hum foi Peleg, porquanto
mílias, entre suas gentes. em seus dias se repartio a terra, e o
6 E os filhos de Cham saõ, Cus, e nome de seu irmaõ, Joktan.
Mitsraim, e Put, e Canaan. 26 E Joktan gerou a Almodad, e
7 E os filhos de Cus saõ, Seba, e a Seleph, e aHazarmaveth,eaJarah.
Havila, e Sabta, e Raema, e Sabtecha: 27 E a Hadoram, e a Huzal, e a
e os filhos de Raema saõ, Scheba e Dicla.
Dedan. 28 E a Obal, e a Abimael, e a
8 E Cus gerou a Nimrod: Este Scheba.
começou a ser poderoso na terra. 29 E a Ophir, e a Havila e a Jo-
9 Este foi poderoso caçador diante bab: todos estes foraõ filhos de Jok­
da face de Jehovaii: poloque se tan.
diz, Como Nimrod poderoso caçador 30 E foi sua habitaçaõ desde Mes-
diante da face de Jehovaii. cha, indo para Sephar, montanha do
‘ 10 E o principio de seu revno foi Oriente.
Babel, e Erech, e Akkad, e Calne, 31 Estes saõ os filhos de Sem se­
na terra de Sinear. gundo suas familias, segundo suas
11 Desta mesma terra sahio Assur, linguas: em suas terras, em suas gen­
e edificou a Nineve, e a Rehoboth, a tes.
Ir, e a Calah. 32 Estas saõ as familias dos filhos
12 E a Resen, entre Nineve e en- de Noah segundo suas geraçoens, em
10 GENESIS. Cap. X. XI. XII.
suas gentes : e destes foraõ divididas 16 E viveo Heber trinta e quatro
as gentes na terra despois do diluvio. annos, e gerou a Peleg.
17 E viveo Heber, despois que
CAPITULO XI. gerou a Peleg, quatro centos e trinta
EIIA toda a terra de huã mes­ annos, e gerou filhos e filhas.
E ma lingua, e de huãs mesmas
palavras.
18 E viveo Peleg trinta annos, e
gerou a Rehu.
2 E aconteceo, que partindose el- 19 E viveo Peleg, despois que ge­
les do Oriente, acharaõ hum valle na rou a Rehu, duzentos e nove annos,
terra de Sinear, e habitaraõ ali. e gerou filhos e filhas.
3 E disse o varaõ a seu compa­ 20 E viveo Rehu, trinta e dous
nheiro : Ea, façamos ladrilhos, e bem e gerou a Serug.
os queimemos: e foi lhes o ladrilho 21 E viveo Rehu, despois que ge­
por pedra, e o betume por cal. rou a Serug, duzentos e sete annos,
4 E disseraõ : Ea, edifiquemos nós e gerou filhos e filhas.
huã cidade e huã torre, cujo cume 22 E viveo Serug trinta annos, e
toque no ceo, e façamos nós nome, gerou a Nahor.
paraque por ventura naõ sejamos dis­ 23 E viveo Serug, despois que ge­
sipados sobre a face de toda a terra. rou a Nahor, duzentos annos, e gerou
,5 Entaò deceo Jehovaii para ver filhos e filhas.
a cidade e a torre, que os filhos dos 24 E viveo Nahor vinte e nove
homens edificaraÕ. annos, e gerou a Terah.
6 E disse Jehovaii: Eis que o 25 E viveo Nahor, despois que ge­
povo he hum, e todos tem huã mes­ rou a Terah, cento e dezenove annos,
ma lingua, e isto he o que começaõ e gerou filhos e filhas.
a fazer: mas agora, naõ será cortado 26 E viveo Terah setenta annos,
lhes tudo o que intentaraõ a fazer? e gerou a .Varam, a Nahor, e a Ha­
7 Ea, descendamos e confunda­ ran.
mos ali sua lingua, paraque naõ en­ 27 E estas saõ as gerações de Te­
tenda o varaõ a lingua de seu com­ rah : Terah gerou a Abram, a Nahor,
panheiro. e a Haran: e Haran gerou a Loth.
8 E Jehovaii osespargio dali so­ 28 E morreo Haran diante da face
bre a face de toda a terra: e ccssaraõ de seu pae Terah, na terra de seu
de edificar a cidqde. nacimento, em Ur dos Chaldeos.
9 Por isso se chamou seu nome 29 E tomaraõ Abram e Nahor
Babel; porquanto ali confundio Je- mulheres para si: o nome da mulher
jiovah a lingua de toda a terra, e de Abram era Sarai, e o nome da mu­
dali os espargio Jehovaii sobre a face lher de Nahor era Milca, filha de
de toda a terra. Haran, pae de Milca, e pae de Jis-
10 Estas saõ as gerações de Sem : ka.
Sem foi de idade de cem annos, e ge­ 30 E Sarai foi esteril, e naõ tinha
rou a Arphaxad, dous annos despois filhos.
do diluvio. 31 E tomou Terah a Abram seu
11 E viveo Sem, despois que ge­ filho, e a Loth filho de Haran, filho
rou a Arphaxad, quinhentos annos; de seu filho, e a Sarai sua nora, mu­
e gerou filhos e filhas. lher de seu filho Abram, e saliio com
12 E viveo Arphaxad trinta e cin­ elles de Ur dos Chaldeos, para ir á
co annos, e gerou a Selah. terra de Canaan ; c vieraõ até Haran,
13 E viveo Arphaxad, despois que e habitaraõ ali.
gerou a Selali, quatro centos e tres 32 E foraõ os dias de Terah du­
annos; e gerou filhos e filhas. zentos e cinco annos: e morreo Te­
14 E viveo Selali trinta annos, e rah em Haran.
gerou a Heber.
15E viveo Selali, despois que ge­ CAPITULO XII.
rou a Heber, quatro centos e tres RA Jehovaii avia dito a Abram :
annos, e gerou filhos e filhas. O sae te de tua terra, e de tua pa-
GENESIS. Cap. XII. XIII. 11
rentela, e da casa de teu pae, para a 15 E vendo a cila os príncipes de
terra que eu te mostrarei. Pharaó, gabaraõ a diante de Pharaó :
. 2 E fartehei em grande gente, e e foi a mulher tomada para a casa
abençoarte hei, e engrandecerei teu de Pharaó.
nome; e tu. sé bençaõ. 16 E fez bem a Abram por amor
3 E abençoarei a os que te aben­ delia ; e teve ovelhas, e vacas, e asnos,
çoarem, e amaldiçoarei a os que te e servos e servas, e asnas, e came­
amaldiçoarem : e em ty seraõ bendi­ los.
tas todas as geracoês da terra. 17 E ferio Jeiiovaii a Pharaó com
4 E partiose Abram, como Jeiio- grandes pragas, também a sua casa,
vah lhe tinha dito, e partio Loth por causa de Sarai mulher <le Abram.
com elle: e era Abram de idade de 18 Entaõ chamouPharaó a Abram,
. setenta e cinco annos, quando de Ha- e disse: Que he isto que ine fizeste ?
ran sahio. porque naõ me notificaste que ella
■ 5 E tomou Abram a Sarai sua mu­ era tua mulher?
lher, e a Loth filho de seu irmaõ, e 19 Porque diceste: Minha irmaã
toda sua fazenda, que aviaõ aquerido, he? de maneira que a ouvera tomado
e as almas que alcançaraõ era Haran: por mulher: agora pois, eis aqui tua
■ e sairaõ se para irem á terra de Ca- mulher, toma a e vae te.
ííaan; e viera i á terra de Canaan. 20 E mandou Pharaó com elle
6 E passou Abram por aquella varoês, e acompanhara» a elle, e a
'terra até o lugar de Sichem, até o sua mulher, e a tudo quanto tinha.
carvalhal de Morè; e estavaÕ entaõ
os Cananeos na terra. CAPITULO XIII.
7 E apareceo Jehovaii a Abram, SSI subio Abram de Egypto pa­
e disse: A tua semente darei esta ra a banda do Sul, elie e sua mu­
terra: entaõ edificou ali hum altar a lher, e tudo o que tinha, e com elle
Jehovaii, que lhe aparecera. Loth.
8 E moveo se d'aii para a monta­ 2 E hia Abram carregado muyto
nha á banda do Oriente de Bethel, e com gado, cora prata, e com ouro.
armava sua tenda: e era Bethel a o 3 E foy por suas jornadas da ban­
Occidente, e Ai a o Oriente; e edi­ da do Sul até Bethel, até o lugar
ficou ali hum altar a Jehovaii, invo­ aonde tio principio estivera sua tenda,
cando o nome de Jehovaii. entre Bethel e Ai.
9 Despois partiose Abram d'a!i, 4 Até o lugar do altar que dantes
andando e caminhando para a banda ali tinha feito ; e invocou là Jxbram o
do-Sul. nome de Jeiiovaii.
10 E avia fome naquella terra: e 5 E também Loth, que hia com
descendeo Abram a • Egypto, para Abram, tinha ovelhas, e vacas, e ten­
peregrinar ali, porquanto a forne avia das.
grave na terra. 6 E naõ os soportava a terra para
11 E aconteceo que, chegando elle habitarem juntos; porquanto sua fa­
para entrar em Egypto, disse a Sarai zenda era muita; de maneira que naõ
sua mulher: Ora beiu sei que es mu­ podiaõ habitar juntos.
lher formosa de vista. 7 E houve contenda entre os pas­
12 E será que quando os Egypcios tores do gado de Abram, e entre os
te virem, diráõ: esta lie sua mulher; pastores do gado da Loth : habita-
e matarrnehaõ, e te guardaráõ em vaõ também entaõ os Cananeos e os
vida. Pherezeos naquella terra.
13 Dize pois que eu minha irraaã, 8 E disse Abram aLoth: Oranaõ
pargque eu aja bem por tua causa, e aja porfia entre my e entre ty, e entre
viva minha alma por amor de ty. meus pastores, e entre teus pastores,
14 E aconteceo que, entrando A- porque varoês irmars somos.
bram cm Egypto, viraõ os Egypcios 9 Naõ está toda a terra diante de
a esta mulher, que era muy formo­ tua face ? Ea pois, aparta te de my;
sa. se escolheres a maõ esquerda, cu irei
12 GENESIS. Cap. XIII. XIV.
para a direita; e se a direita escolheres, 5 E a os quatorze annos veyo
eu irei para a esquerda. Quedor Laomer, e os Reys que esta-
10 E levantou Loth seus olhos, e vaõ com elle, e ferirão a Rephaim em
vio toda a campina do Jordaõ, que Asteroth Carnaim, e a Zuzim em
toda a regava : Antes queJehovah Ham, e a Emim em Schave Quiria-
destruirá a Sodoma e Gomorra, era thaim.
como a horta de Jehovah, como a 6 E a os Horeos em sua montanha
terrade Egypto, aonde entras em Zoar. de Seir, até a campina de Paran, jun­
11 E Loth elcolheo para si toda a to a o deserto.
campina do Jordaõ, e partiose Loth 7 Despois tornaraõ e vieraõ a Eu
para a banda do Oriente, e apartaraõ Vlispat, que he Cades, e feriraõ toda
se o hum do outro. a terra dos Amalequitas; e também
12 Habitou -pois Abram na terra a o Emoréo, que habitava em Haze-
de Canaan; e Loth habitou nas ci­ zon Th amar.
dades da campina, e armou suas ten­ 8 E sahio o Rey de Sodoma, e o
das até Sodoma. Rey de Gomorra, e o Rey de Adama,
13 E eraõ os varoês de Sodoma e o Rey de Zeboim, e o Rey de Be­
maos, e grandes pecadores contra la, esta he Zoai-: e ordenaraõ batalha
Jehovah. contra elles no valle de Siddim.
14 E, disse Jeiiovaii a Abram, 9 Contra Quedor Laomer Rey de
despois que Loth se apartou delle: Elam, e Thideal Rey das gentes, e
Levanta agora teus olhos, e olha des- Amraphel Rey de Sinear, e Arioch
do lugar aonde estás, para a banda Rey de Ellasar: quatro Reys contra
do Norte ; e do Sul, e do Oriente, e cinco.
do Occidente. 10 E ovalle de Siddim estava chey-
■15 Porque toda esta terra que ves, o de poços de betume: e fugiraõ o
te hei de dar a ty, e a tua semente, Rey de Sodoma e de Gomorra, e ca-
para todo sempre. iraõ ali: e os de rnais fugiraõ para a
16 E porei tua sernente como o pó montanha.
da terra; de maneira que se alguém 11 E tornaraõ toda a fazenda de
poder contar o pó da terra, também Sodoma e de Gomorra, e todo seu
tua semente será contada. mantimento, e foraõ se.
17 Levanta te, vae por esta terra, 12 Também tornaraõ a Loth filho
por sua longura, e por sua largura: do irmaõ de Abram, e sua fazenda, e
porque a ty a darei. foraõ se; porquanto habitava em So­
18 E Abram armava tendas, e veio, doma.
e habitou nos carvalhaes de Mamre, 13 Entaõ veyo hum que escapou,
que estaõ junto a Hebron; e edifi­ e denunciou o a Abram o Hebreu,
cou ali hum altar a Jehovah. que habitava nos carvalhaes deMamre
do Emoréo, irmaõ de Escol, e irmaõ
CAPITULO XIV. de Aner, que eraõ os confederados
ACONTECEO nos dias de Am- de Abram.
raphel Rey de Sinear, de Ari- 14 Ouvindo pois Abram que seu
och Rey de Ellasar, de Quedor Lao- irmaõ era preso, armou a seus cria­
mer Rey de Elam, e de Thideal Rey dos, nacidos em sua casa, trezentos e
das gentes. dezoito, e perseguio os até Dan.
2 Que estes fizeraõ guerra a Bera 15 E dividio se contra elles de
Rey de Sodoma, e a Birsa Rey de noite, elle e seus criados, e ferio os,
Gomorra; a Siuab Rey de Adama, e e perseguio os até Hoba, que está á
a Semeber Rey de Zeboim, e a o maõ esquerda de Damasco.
Rey de Bela, esta he Zoar. 16 E tornou a trazer toda a fazen­
3 Todos estes se ajuntaraõ no valle da, e também a Loth seu irmaõ; e
de Siddim, que, he o mar de sal. tornou a trazer sua fazenda; comp
4 Doze annos aviaõ servido a Que­ também as mulheres, e o povo.
dor Laomer, porem a os treze annos 17 E o Rey de Sodoma sahio lhe
rebelaraõse. a o encontro (despois que tornou de
GENESIS. Cap. XIV. XV. XVI. 13
ferir a Quedor Laomer e a os Reys 8 E disse elle: Senhor Jehovah,
que estavaõ com elle) até o valle de em que saberei, que em herança hei
Schave, que he o valle dei Rey. de possuila?
18 E Melchizedek Rey de Salem 9 E disselhe: Toma me huã be­
trouxe paõ e vinho: e era este Sa­ zerra de tres annos, e huã cabra de
cerdote de Deus altissimo. tres annos, e hum carneiro de tres
19 E abençoou o, e disse: Bendito annos, e huã rola, e hum pombirrho.
seja Abram de Deus altissimo, pos­ 10 E trouxe lhe tudo isso, e par-
sessor do ceo e da terra. tio o pelo mevo, e pôs cada parte em
20 E bendito seja o Deus altissimo, fronte da outra; mas as aves naõ par-
que entregou teus inimigos em tua tio.
maõ; e deu lhe os dízimos de tudo. 11 E deciaõ as aves sobre os cor­
21 E o Rey de Sodoma disse a pos mortos; porém Abram as enxo­
Abram: Dá me as almas, e a fazenda tava.
toma para ty. 12 E aconteceo que, pondose sol,
22 Porém Abram disse a o Rey de cahio sono grave sobre Abram ; e eis
Sodoma: Levantei minha maõ a Je­ que espanto e grande escuridade ca-
hovah o Deus altissimo, possessor do liio sobre elle.
ceo e da terra. 13 Entaõ disse a Abram: Saibas
28 Se desde hum fio até a correa de certo, que tua semente será pere­
de hum çapato, ou cousa alguã to­ grina em terra, que naõhe sua, e ser-
mar de tudo o que he teu: paraque vílos haõ, e affligilos haõ quatro cen­
naõ digas: Eu enriqueci a Abram. tos annos.
24 Fora somente do que os man­ 14 Alas também eu julgarei a gen­
cebos comerão, e a parte dos varoês te, a qual serviráõ; e despois sphiráõ
que comigo foraõ, Aner, Escol, e com grande fazenda.
Mamre, estes tomem sua parte. 15 E tu irás a teus paes em paz :
em boa velhice serás sepultado.
CAPITULO XV. 16 E a quarta geraçaõ tornará pa­
ESPOIS destas cousas foi a pa­ ra cá; porque ainda naõ he cumprida
lavra de Jehovaii a Abram em a injustiça dos Ainoréos.
visaõ, dizendo: Naõ temas Abram, 17 E aconteceo que posto o sol
eu sou teu escudo, teu grandíssimo houve escuridade: e eis hum forno
galardaõ. de fumo, e huã tocha de fogo, que
2 Entaõ disse Abram : Senhor J e- passou por aquellas ametades.
hovah que me has de dar, pois ando 18 Naquelle mesmo dia fez Jeiio-
sem filhos? e o mordomo de minha vaii hum concerto com Abram, di­
casa he o Damasceno Elieser. zendo : á tua semente tenho dado es­
'3 Disse mais Abram: eis que me ta terra, desdo rio de Egypto até o
naõ teus dado semente, e eis, o filho rio grande, o rio de Euphrates.
de minha casa será meu herdeiro. 19 E a ó Keneo, e a o Keniceo, e
s 4 E eis que foi a palavra de Jeiio- a o Kadmoneo.
vaii a elle, dizendo: este naõ será 20 E a o Hetlieo, e a o Phereseo,
teu herdeiro; mas aquelle que sahir e a o Rephaim.
de tuas entranhas, este será teu her­ 21 E a o Amoréo, e a o Cananeo,
deiro. e a o Girgaseo, e a o Jebuseo.
5 Entaõ o levou fora, e disse: Ol­
ha agora para o ceo, e conta as estrel- CAPITULO XVI.
Ias, se as podes contar; e disselhe: SARAI mulher de Abram naõ
assi será tua semente. lhe paria, e ella tinha huã serva
6 E creo elle em Jehovaii, e con­ Egypcia, cujo nome era Hagar.
tou lhe isto por justiça. 2 E disse Sarai a Abram: eis que
7 Disse lhe mais: Eu sou Jeho- Jehovah me tem cerrado, que naõ
vah, que te tirei de Ur dos Chaldeos, paro ; entra pois á minha serva, por­
pára a ty dar esta terra, para possui-la ventura serei delia edificada: e ouvio
•m herança. Abram a voz de Sarai.
14 GENESIS. Cap. XVI. XVII.
3 Assi tomou Sarai mulher de A-
brani a Hagar Egypcia, sua serva, á CAPITULO XVII.
cabo de dez annos que Abram habi­ ENDO pois Abram de idade de
tara na terra de Canaan, e deu a por S noventa e nove annos, Jehovah
mulher a Abram seu marido. apareceo a Abram, e disselhe: Eu
!■ E elle entrou a Hagar, e ella con- sou o Deus Todopoderoso, anda di­
cebeo:' e vendo ella que concebera, ante de meu rosto, e sé sincero.
foi sua Senhora desprezível em seus 2 E porei meu concerto entre my
olhos. e entre ty, e te multiplicarei grandis-
5 Entaõ disse Sarai a Abram: simamente.
"Meu agravo he sobre ty: minha serva 3 Entaõ cahio Abram sobre seu
eu pus em teu regaço; vendo ella a- rosto ; e fallou Deus com elle, dizen­
gora que concebeo, sou menospreza­ do :
da em seus olhos: Jehovah julgue 4 Quanto a my, eis meu concerto
entre my e entre ty. comtigo : e tu serás por pae da mul­
6 E disse Abram a Sarai: Eis, tua tidão de gentes.
serva está em tua maõ, faze com elia 5 E naÕ se chamará mais teu nome
o que bom for em teus olhos: e Sa­ Abram, senaõ Abraham será teu no­
rai a affligio, e ella fugio de sua face. me ; porque te tenho posto por pae
7 E o Anjo de Jehovah a achou da multidão de gentes.
junto ah-uã fonte deagoa no deserto, 6 E te farei frutificar grandissi-
junto a fonte no caminho de Sur. mamente, e te porei em gentes, e
8 E disse: Hagar serva de Sarai Reys sahiráõ de ty.
donde vens, e para onde vas ? e ella 7 E estabelecerei meu concerto
disse: venho fugida da face, de Sarai entre my e entre ty, e entre tua se­
minha Senhora. mente despois de ty em suas geraçõ­
9 Entaõlhe disse o Anjo de Jeho- es, por concerto perpetuo, para ser a
vaii: Torna te para tua Senhora, e ty por Deus, e a tua semente despois
humilha te debaixo de suas maõs. de ty.
10 Disselhe mais o Anjo de Jeiio- 8 E darei a ty, e a tua semente
vah: Multiplicando multiplicarei a despois de ty, a terra de tuas pere­
tua semente, de maneira que pola grinações, toda aterra de Canaan em
multidão nau será contada. perpetua possessão, e ser lhes hei por
11 Disselhe também o Anjo de Je­ Deus.
hovah : Eis que estás prenhe, e pa­ 9 Disse mais Deus a Abraham:
rirás hum filho, e chamarás seu nome Tu porènt meu concerto guardarás,
Ismael; porquanto Jehovah ouvio tu, e tua semente despois de tv, em
tua affliçaõ. suas gerações.
12 E elle será homem feroz, e sua 10 Este he meu concerto, que
maõ será contra todos, e a maõ de guardareis entre my e entre vosou-
todos contra elle: e habitará diante tros, e entre tua semente despois de
da face de todos seus irraaõs. ty, que todo macho vos será circunci­
13 E ella. chamou o nome de Je­ dado.
hovah, que com ella fallava: Tu 11E circuncidareis a carne de
Deus de vista: porque disse: Eu vosso prepucio; e isto será por sinal
também aqui tenho vista para aqueile do concerto entre my e entre vosou-
que me vé ? tros.
14 Por isso se chama aqueile po­ 12 De oito dias pois o filho vos
ço, o poço de Lachai Roi; eis que será circuncidado, todo macho em
está entre Kades e entre Bered. vossas gerações: o nacido em casa, e
15 E pario Hagar a Abram hum o comprado por dinheiro de todo es­
filho; e chamou Abram o nome de trangeiro, que naõ for de tua semen­
seu filho, que Hagar parira, Ismael. te.
16 E era Abram de idade de oiten­ 13 Circuncidando será circuncida­
ta e seis annos, quando Hagar a A- do o nacido em tua casa, e o compra­
braham pario á Ismael. do por teu dinheiro: e estará meu
GBNESIS. Gap. XVII. XVIII. 15
concerto em vossa carne por concer­ 27 E todos os varoês de sua casa,
to eterno. o nacido em casa, e o comprado por
14 E o macho com prepucio, cuja dinheiro do estrangeiro, foraõ circun­
■carne do prepucio circuncidada naõ cidados com elle.
ouver, aquella alma desarraigada será
de seus povos ; meu concerto que­ CAPITULO XVIII.
brantou. ESPOIS lhe apareceo Jehovaii
- , 15 Disse Deus mais a Abraham: nos carvalhaes de Mamre, es­
Naõ chamarás mais o nome de Sarai tando elle assentado á porta da tenda,
tua mulher, Sarai, senaõ Sara será seu encalmando ja o dia.
nome. 2 E levantou seus olhos, e olhou, e
16 Porque eu a hei de abençoar, e eis tres varoês estavaõ em pé em
a ty delia te hei de dar hum filho; e fronte delle: e vendo os correo lhes
de tal modo a abençoarei, que será por a o encontro desda porta da tenda,e
gentes; Ileys dos povos sahiráõ delia. indinouse á terra.
17 Entaõ cahio Abraham sobre 3 E disse: Senhor, se agora tenho
seu rosto, e riose, e disse em seu co­ achado graça em teus olhos, rogote,
ração : a hum homem de cem annos que naõ passes de teu servo.
ha.de nacer hum filho? e parirá Sara 4 Traga se agora hum pouco de a-
de idade de noventa annos? goa, e lavae vossos pes, e recostaevos
18 E disse Abraham a Deus: debaixo desta arvore.
Ouxala, viva Ismael diante de teu 5 E trarei hum bocado de paõ, pa-
rosto! raque esforçeis vosso coraçaõ; des­
19 E disse Deus: Era verdade, pois passareis a diante, porquanto por
Sara tua mulher te parirá hum filho, isso passastes até vosso servo: e dis-
e chamarás seu nome Isaac, e com seraõ: Faze como tens dito.
elle estabelecerei meu concerto, por 6 E apresurouse Abraham para a
concerto eterno para sua semente tenda a Sara, e disse: Apresurate,
despois delle. amassa tres medidas de flor de fari­
20 E tocante a Ismael, te tenho nha, e faze bolos.
ouvido: Eis aqui ja o tenho abenço­ 7 E correo Abraham ás vacas, e
ado, e falohei frutificar e multiplicar tomou huã vitela tenra e boa, e deu a
grandissiraamente: doze príncipes ge­ ;:o moço, que apresurouse a prepara-
rará, e por grande gente o porei. la.
21 Porem meu concerto estabele­ 8 E tomou manteiga e leite, e a
cerei com Isaac, a o qual Sara te pa­ vitela que tinha preparado, e o pós
rirá neste mesmo tempo, a o anno se­ diante delles, e elle estava em pé jun­
guinte. to a eiles debaixo daquella arvore, e
22 E acabou de fallar com elle, e comeraõ.
subio Deus de Abraham. 9 E disseraõ lhe: Aonde está Sara
23 Entaõ tomou Abraham a seu tua mulher? e elle disse; eis aqui na
filho Ismael, e a todos os nacidos em tenda.
sua casa, e a todos os comprados por 10 E disse: Tornando tornarei a
seu .dinheiro, todo macho entre os ty perto deste tempo da vida; e eis
homens da casa de Abraham ; e cir­ que Sara tua mulher terá hum filho;
cuncidou a carne de seu prepucio, e ouvia o Sara á porta da tenda, que
naquelje mesmo dia, como Deus fal­ estava atras delle.
tara com elle, 11 E eraõ Abraham e Sara ja vel­
24 E era Abraham de idade de no­ hos, e entrados em dias; ja a Sara a-
venta e nove annos, quando lhe foi via cessado o costume das mulhe­
circuncidada a carne de seu prepucio. res.
25 E Ismael seu filho era de idade 12 Assi que riose Sara entre si,
de treze annos, quando lhe foi circun­ dizendo: Terei ainda deleite despois
cidada a carne de seu prepucio. de aver envelhecido, e meu Senhor
< <26 Neste mesmo dia foi circunci­ scr ja velho.
dado Abraham c Ismael seu filho. 13 E disse Jehovah a Abraham:
16 GENESIS. Cap. XVIII. XIX.
Porque rio-se Sara, dizendo: Pariria do : Eis que agora me atrevi a fallar
eu ainda, avendo ja envelhecido ? a o Senhor, ainda que sou pó e cinza.
14 Averia cousa alguã difficil a 28 Se porventura faltarem de cin­
Jehovah? a o tempo determinado coenta justos cinco; destruirás por
tornarei a ty, perto deste tempo da aquelles cinco toda a cidade ? E disse:
vida, e Sara terá hum filho. Naõ a destruirei, se eu achar ali qua­
15 E Sara negou, dizendo: Naõ renta e cinco.
me ri; porquanto temeo: e elle disse: 29 E proseguio ainda a fallar lhe,
Naõ, senaõ te riste. e disse: Se porventura acharem-se ali
16 E levantaraõse aquelles varoês quarenta ? e disse: NaÕ o farei por
d’ali, e olharaõ para a banda de Sodo- amor de quarenta.
ma; e Abraham hia com elles, acom­ 30 Disse mais: Ora naõ se anoje
panhando os. o Senhor, se eu ainda fallar: Se por­
17 E disse Jehovah : Encubrirei ventura acharem-se ali trinta? e dis­
eu a Abraham o que faço? se : Naõ o farei, se achar ali trinta.
18 Porque Abraham certamente 31 E disse: Eis que agora me
averá de ser em grande e poderosa atrevi a fallar a o Senhor : Se-por­
gente, e nelle seraõ benditas todas as ventura charem-se ali vinte? e dis­
gentes da terra. se: Naõ a destruirei por amor dos
19 Porque eu o conheci, paraque vinte.
mandasse a seus filhos e a sua casa 32 Disse mais: Ora naõ se anoje
despois de si, que guardassem o ca­ o Senhor, que ainda só esta vezfallo:
minho de Jehovah, para fazer jus­ Se porventura acharem-se ali dez?
tiça e juizo; paraque Jehovah iaca e disse: Naõ a destruirei por amor
vir sobre Abraham, o que tem fallado dos dez.
sobre elle. 33 E foise Jehovah, como aca­
20 Disse mais Jehovah: Por­ bou de fallar a Abraham : e Abra­
quanto o clamor de Sodoma e Go- ham se tornou a seu lugar.
morra foi multiplicado, e porquanto
seu pecado foi agravado muvto. CAPITULO XIX.
21 Decerei agora, e verei, se se­ VIERA os dous Anjos a So­
gundo seu clamor, que he vindo até doma á tarde, e estava Loth as­
my, ajaõ consumado ; e se naõ, sabé- sentado á porta de Sodoma ; e vendo
lohei. os Loth, levantouse lhes a o encon­
22 Entaõ viraraõ aquelles varoês tro, e inclinouse com o rosto á ter­
o rosto d’ali, e foraõ se a Sodoma; ra.
mas Abraham ficou ainda empé dian­ 2 E disse : Ora sus, Senhores me­
te da face de Jehovah. us, entrae agora em casa de vosso
23 E chegouse Abraham, dizendo: servo, e passae nella a noite, e lavae
Destruirás também a o justo com vossos pés; e de madrugada vos le­
o impio? vantareis, e ireis vosso caminho: e
24 Se porventura estaõ cincoenta elles disseraõ: Naõ, antes na rua pas­
justos na cidade; destruiloshas tam­ saremos a noite.
bém, e naõ perdoarás a o lugar por 3 E perfiou com elles muyto, e
amor dos cincoenta justos, que estaõ vieraõ com elle, e entraraõ em sua ca­
dentro delia? sa: e fez lhes hum convite, cozendo
25 Fora de ty que faças tal cousa, bolos sem levadura, e çomeraõ.
que mates a o justo com o impio : 4 E antes que se deitassem, cerca-
que o justo seja como o impio, fora raõ os varoês daquella cidade a casa,
de ty: Naõ faria o Juiz de toda a ter­ os varoês de Sodoma, desd’o mais
ra juizo? moço até o mais velho ; todo o povo
26 Entaõ disse Jehovah: Se eu desd'o estremo cabo.
em Sodoma dentro da cidade achar 5 E chamaraõ a Loth, e disseraõ-
cincoenta justos, perdoarei a todo o Ihe: Onde estaõ os varoês, que vie­
lugar por amor delles. raõ a ty nesta noite? tira os fora a
27 E respondeo Abraham, dizen­ nós, paraque os conheçamos.
GENES1S. Cap. XIX. 17
6 Entaõ sahio Loth a elles á porta, 18 E Loth disse llies: Ora naõ,
: e fechou a porta após si. Senhor!
7 E disse: Meus irmaõs, rogo vos, 19 Eis que agora teu servo tem a-
que naõ façais mal. chado graça em teus olhos, e engran­
8 Vedes aqui, duas filhas tenho, deceste tua misericórdia, que a my me
2 que ainda,naõ conhecerão varaõ, fora fizeste, para guardar minha alma em
, vo-las tirarei, e fazei delias, como bom vida; porém eu naõ poderei escapar
for em vossos olhos; somente nada na montanha, paraque por ventura
façais a estes varoês, porque por isso naõ se me pegue este mal, e morra.
vieraÕ á sombra de meu telhado. 20 Eis que agora esta cidade está
9 Porém elles disseraõ: Chega-te perto, para fugir para lá, e he peque­
mais para ca : mais disseraõ : Como na; ora ali me escaparei, (naõ hc pe­
peregrino este hum veyo aqui habi­ quena?) paraque minha alma viva.
tar, e seria juiz em tudo? Agora te 21 E disselhe: Eis aqui, aceitado
faremos mais mal que a elles; e aper- tenho teu rosto até neste negocio,
taraõ a o varaõ, a Loth, e chegara- para naõ trastornar esta cidade, de
õse para arrombar a porta. que fallaste.
■ 10 Porem aquelles varoês estende­ 22 Apressa-te, escapa-te alá; por­
rão sua maõ, e fizeraõ entrar a Loth que nada poderei fazer, até que naõ
com sigo em casa, e fecharaõ a porta. chegues ali: por isso se chamou o
11 E feriraõ a os varoês que esta- nome desta cidade Zoar.
vaõ á porta da casa, com cegueira, 23 Sahia o sol sobre a terra, quan­
desd’o menor até o mayor, de manei- do Loth entrou em Zoar.
ra que cansaraõ se por achar a porta. 24 Entaõ fez Jehovaii chover so­
12 Entaõ disseraõ aquelles varoês bre Sodomae sobre Gomorra enxofre
a Loth: A quem tens ainda mais a- e fogo, de Jehovaii desd’ò ceo.
qui? genro, ou teus filhos, ou tuas 25 E trastornou aquellas cidades,
filhas, e todos quantos tens nesta ci­ e toda aquella campina, e todos os
dade, tira os fora deste lugar. moradores daquellas cidades, e a no­
13 Porque imos a destruir este lu­ vidade da terra.
gar, porquanto seu clamor foi feito 26 E olhou sua mulher pera tras
grande diante da face de Jehovaii, e delle, e converteose em estatua de sal.
' Jehovaii nós enviou a destruilo. 27 E Abraham levantouse aquella
■ 14 Entaõ sahio Loth, e fallou a mesma, manhaã de madrugada para a-
seus genros, os que aviaõ de tomar quelle lugar, aonde estivera diante da
suas filhas, e disse: Levantae vos, sa- face de Jehovaii.
hi deste lugar; porque Jehovaii ha 28 E attentou para Sodomae Go­
de destruir a cidade; porém foi tido morra, e para toda a terra daquella
por zombador nos olhos de seus gen­ campina; e attentou, e eis que hum
ros. fumo subia da terra, como o fumo de
15 E subindo a alva, os Anjos a- hum forno.
pertaraõ a Loth, dizendo: Levanta-te, 29 E aconteceo que, destruindo
toma tua mulher, e tuas duas filhas, Deus as cidades desta campina, Deus
que á maõ estaõ, paraque naõ pere­ se lembrou de Abraham, e tirou a
ças na injustiça desta cidade. Loth do meyo da destruição, trastor-
16 Porém elle se detinha, e aquel­ nando aquellas cidades, em que Loth
les varoês lhe pegaraõ da maõ, e da habitara.
maõ de súa mulher, e da maõ de suas 30 E subio Loth de Zoar, e habi­
duas filhas, pola misericórdia de Je- tou na montanha, e suas duas filhas
hovajtsobre elle; e tiraraõ o, e pu- com elle; porque temia de habitar em
zeraõ o fora da cidade, Zoar: e habitou em huã çaverna, elle,
17 E aconteceo que tirando os fo­ e suas duas filhas.
ra, disse; Escapa-te por tua vida, e 31 Entaõ a primogénita disse á
naõ olhes pera tras de ty, e naõ pares menoi*: Nosso pae be ja velho e naõ
em toda esta campina, escapa te na ha varaõ na terra, que entre a nós se­
montanha, paraque naõ pereças. gundo o costume de toda a terra.
C
18 GENESIS. Cap. XIX. XX.
32 Vem, demos de beber vinho a eu te tenho impedido de pecar con­
nosso pae, e deitemos-nos com elle, tra my; por isso te naõ permiti tocar
paráque em vida conservemos semen­ nella. í
te de nosso pae. ' 7 Agora pois torna a mulher a seít
33 E deraõ de beber vinho a seu marido, porque Propheta he, e roga­
pae naquella noite; e veyo a primo­ rá por ty, paraque vivas; porem se
génita, e deitouse com seu pae, e naõ naõ a tornares, sabe tu, que morrendo
seiitio quando ella se deitou, nem morrerás, tu e tudo quanto teu for.
quando se levantou. 8 E levantouse Abimelech pela
34 E aconteceo a o outro dia, que mauhaã de madrugada, e chamou a
disse a primogénita á menor: Ves a- todos seus servos, e fali ou todas estas
qui, eu ja hontem á noite me deitei palavras em seus ouvidos ; e temeraõ
meu pae: demoslhe de beber muyto aquelles varoês.
vinho também esta noite, e entaõ en­ 9 E chamou Abimelech a Abra­
tra, deita te com elle, paraque em vi­ ham, e disselhe: Que nos fizeste? e
da conservemos semente de nosso pae. em que pequei eu contra ty, que so­
35 E deraõ de beber vinho a seu bre my, e sobre meu reyno troxesses
pae, também naquella noite: elevan- taõ grande pecado? obras que naõ
touse a menor, e deitouse com elle ; saõ de fazer, fizeste comigo.
e naõ sentio quando ella se deitou, 10 Disse mais Abimelech a Abra­
nem quando se levantou. ham : Que tens visto, para fazer tal
36 E conceberão as duas filhas de cousa?
Loth de seu pae. 11 E disse Abraham : Porque dizia
37 E pario a primogenitahum filho, eu, certamente naõ ha temor de Deus
é chamou seu nome Moab: Este be o neste lugar, assi que me mataráõ por
pae dos Moabitas até o dia de hoje. amor de minha mulher.
38 E a menor também pario hum 12 E na verdade também he minha
filho, e chamou seu nome Ben-Ammi; irmaã, filha de meu pae, mas naõ filha
Este lie o pae dos filhos de Ammon de minha mae; e foi me por mulher.
até o dia de hoje. 13 E aconteceo que, fazendo me
Deus sahir vagabundo da casa de meu
CAPITULO XX. pae, eu lhe disse: Seja esta tua bene­
PARTIOSE Abraham dali pa­ ficência, que comigo farás em todo
ra a terra do Sul, e habitou en­ lugar aonde viermos, dize de my, meu
tre Kades e entre Sur; e peregrinou irmão he.
em Gerar. • 14 Entaõ tomou Abimelech ove­
2 E disse Abraham de Sara sua lhas e vacas, e servos e servas, e deu
mulher; minha irinaã he: eenviou A- os a Abraham; e tornoulhe a Sara sua
bimelech Rey de Gerar, e tomou a mulher.
Sara. 15 E disse Abimelech: Eis aqui
3 Porem Deus veyo a Abimelech minha terra está diante de tua face:
em sonhos de noite, e disselhe: Eis habita aonde bom for em teus olhos.
que morto es por via da mulher que 16 E a Sara disse: Ves aqui dado
tomaste; porque casada he com ma-. tenho a teu irmaõ mil moedas- de pra­
rido. ta : Eis que elle te seja por veo de
4 Mas Abimelech ainda naõ era olhos para com todos que comtigo
chegado a ella; por isso disse: Se­ estaõ : até para com todos, e escara-
nhor, matarás também a gente justa? menta.
5 NaÕ me disse elle mesmo; minha 17 E orou Abraham a Deus; e
irmaã he? e ella também disse; meu sarou Deus a Abimelech, e a sua mu­
irmaÕ he? çom sinceridade de meu lher, e a suas servas, de maneira que
coraçaÕ,' e com pureza de minhas pariraõ.
maõs tenho feito isto. 18 Porque Jehovaji fechando a-
6 E disse lhe Deus em sonhos: via fechado toda madre da casa de
Também eu sei, que em sinceridade Abimelech, por causa de Sara, mulher
de teu coraçaõ fizeste isto; e também de Abraham.
GENESIS. Cap. XXL 19
lançou a o menino debaixo de huií
■ ' Capitulo x». das arvores.
JEHO VAH visitou a Sara, como 16 E foise, eassentotise em fronte,
E tinha dito: e fez Jehovaii a Sa­ affastandose tinto quanto hum tiro
ra, como tinha fadado. de arco; porque dizia: Naõ veja eu
., 2 E concebeo Sara, e pario a Abra­ morrer a o menino; e assentouse em
ham hum filho em sua velhice, a o fronte, e levantou sua voz, e cho­
tempo determinado,, que Deus lhe rou.
tinha dito. 17 E ouvio Deus a voz do moço,
3 E chamou Abraham o nome de e bradou o Anjo de Deus a Hagar
seu. filho que lhe nacera, que Sara lhe desd’o ceo, e disselhe: Que he com-
parira, Isaac.. tigo, Hagar ? naõ temas, porque De­
4 E Abraham circuncidou a seu us ouvio a voz do rapaz desd’o lugar
filho Isaac, filho de oito dias, como aonde está.
Deus lhe tinha mandado. 18 Ergue-te, levanta a o moço, e
5 E era Abraham de idade de cem pegalbe pela maõ, porque o porei em
aunos, quando lhe naceo Isaac seu grande gente.
filho. 19 E abrío lhe Deus os olhos, e
6 E disse Sara’ Riso me tem feito vio hum poço de agoa: e foi-se, e en~
Deus, todo aquelle que o ouvir, se cheo o frasco de agoa, e deu de beber
rirá comigo. a o rapaz.
7 Disse mais: Quem diria a Abra­ 20 E foi Deus com o rapaz, e crè-
ham, 'que Saradeo de mamar a filhos? ceo; e habitou no deserto e foi tira-
porque pari lhe hum filho em sua dor de arco.
velhice. 21 E habitou no deserto dc Paran ;
8 E creçeo o filho, e foi destetado; e sua niae tomoulhe mulher da terra
entaõ Abraham fez hum grande con­ de Egypto.
vite mo dia em que Isaac foi desteta­ 22 E aconteceo naquelle mesmo
do. tempo, que Abimelech e Pichol cabe­
9 E vio Sara a o filho de I-Iagar a ça de seu exercito, fadou com Abra­
Egypcia, a o qual tinha parido a A- ham, dizendo : Deus he comtígo em
brahara, que zombava. tudo o que fazes.
. 10 E disse a Abraham : Deita fora 23 Jurame pois agora aqui por
a esta serva e a seu filho; porque o Deus, se me mentirás a my, ou a meti
filho desta serva naõ herdará com meu filho, ou a meu neto: segundo a be­
filho, com Isaac. neficência que te fiz, me farás a my,
11 E pareceo esta palavra muymá e á terra aonde peregrinaste.
am os olhos de Abraham, por causa 24 E disse -Abraham : Eu jurarei.
de seu filho. 25 Porem Abraham reprendeo u
12 Porém Deus disse a Abraham: Abimelech por causa de hum poço
NaÕ te pareça mao era teus olhos a- de agoa, que os servos de Abimelech
cerca do moço, e acerca de tua ser­ por força aviaõ tomado.
va; tudo, o que Sara te disser, ouve 26 EntaõdisseAbimelech: Eunaõ
sua voz; porque em Isaac te será sei quem tenha feito esta cousa; e
chamada semente. também tu nfo naõ fizeste saber, neti»
13 Mas. tatnbem a o filho desta eu o ouvi, senaõ hoje.
serva porei em gente, porquanto he 27 E tomou Abraham ovelhas e
tua semente. vacas, e deu as a Abimelech ; e fize-
14 Entaõ se levantou Abraham raõ ambos concerto.
pela manhaã de madrugada, e tomou 28 E poz Abraham sete cordeiras
paÕ, e hum frasco de agoa, e deu o a da manada a parte.
Hagar, pondo o sobre seu ombro; 29 E Abimelech disse a Abraham:
também lhe deu a o menino, e enviou de que servem aqui estas sete cordei­
a; e. ella foi-se, andando vagabunda ras, que poseste â parte ?,.
no deserto de Berseba. 30 E uisse: De que tomarás sete
, .15 E consumida a agoa do frasco, cordeiras dc minha maõ, paraque se-
C2
20 GENESIS. Cap. XXI. XXII.
jaõ em testimunho, que eu cavei este Isaac seu filho, e deitou o sobre o al­
poço. tar em ciina da lenha.
31 Por isso se chamou aquelle lu­ 10 E estendeo Abraham sua maõ,
gar Berseba, porquanfo ambos jura- e tomou o. cutelo, para degolar a seu
raõ ali. filho.
32 Assi fizeraò concerto em Ber- 11 Mas o Anjo de Jehovaii lhe
sebá: Despois se levantou Abimelech bradou desdo ceo, e disse: Abraham,
e Pichol cabeça de seu exercito, e Abraham! e elle disse: Eis me a-
tornaraõ se para a terra dos Philis- qui.
teos. 12 Entaõ disse: Naõ estendas tua
33 E plantou hum bosque em Ber­ maõ sobre o rapaz, e naõ lhe faças
seba, e invocou lá o nome de Jeho- nada; porquanto agora sei, que es te­
vah, Deus eterno. mente a Deus, e naõ me refusaste a
34 E peregrinou Abraham muitos teu filho, a teu unico.
dias na terra dos Philisteos. 13 Entaõ levantou Abraham seus
olhos, e olhou ; e eis hum carneiro de
CAPITULO XXII. tras delle, travado por seus cornos em
ACONTECEO despois destas hum mato ; e foi Abraham, e tomou
cousas, que Deus tentou a Abra- o carneiro, e offereceo o em holocau- *
liam, e disse lhe: Abraham! e elle stc, em lugar de seu filho.
disse : Eis me aqui. 11 E chamou Abraham o nome da-
2 E disse : Toma agora a teu filho, quelle lugar, Jehovaii proverá ; por
teu unico a quem amas, a Isaac, e onde se diz o dia de hoje: No monte
vaete á terra de Morya, e offerece o de Jehovaii se proverá.
ali em holocausto sobre huã das mon­ 1,5 Entaõ o Anjo de Jehovaii
tanhas, que eu te direi. bradou a Abraham á segunda vez des­
3 Entaõ se levantou Abraham pela do ceo.
manhaã de madrugada, e albardou 16 E disse: Por my mesmo juro,
seu asno, e tomou dons de seus mo­ diz Jehovaii : Porquanto fizeste esta
ços com sigo, e a Isaac seu filho; e obra, e naõ refusaste a teu filho, a teu
fendeo lenha para o holocausto, e le- unico.
vantouse, e foi-se a o lugar que Deus 17 Que abençoando te abençoarei,
lhe dissera. e multiplicando multiplicarei tua se­
4 A o terceiro dia levantou Abra- mente como as estrellas do ceo, e co­
ham seus olhos, e vio o lugar de longe. mo a area que está na praya do mar :
5 E disse Abraham a seus moços: e tua semente possuirá em herança
ficaevos aqui com o asno, e eu com o . as portas de seus inimigos.
rapaz iremos até ali; e avendo ado­ 18 E em tua semente seraõ bendi­
rado, nós tornaremos a vosoutros. tas todas as gentes da terra: porquan­
6 E tomou Abraham a lenha do to obedeceste à minha voz.
holocausto, e pôla sobre Isaac seu fi­ 19 Entaõ Abraham tornou a seus
lho ; e elle tomou o fogo e o cutelo moços, e levantaraõse, e foraõ juntos
em-sua maõ, e foraõ ambos juntos. para Berseba; e Abraham habitou em
7 Entaõ íallou Isaac a. Abraham Berseba.
seu pae, e disse: Pae meu! e elle 20 E aconteceo despois destas cou­
disse : Eis me aqui filho meu ! e elle sas, que denunciaraõ a Abraham, di­
disse: Eis aqui o fogo e a lenha, po­ zendo : Eis que também Milca pariu
rém aonde está o cordeiro para o ho­ filhos a Nahor teu irmaõ.
locausto ? 21 A Uz seu primogénito, e a Buz
8 E disse Abraham : Deus prove­ seu irmaõ, e a Kemuelpae de Aram.
rá para si hum cordeiro em holocau­ 22 E a Chesed, e a Haso, e a Pil-
sto, meu filho : Assi hiaõ ambos jun­ das, e a Jidlaph, e a Bethuel.
tos. 23 E Bethuel gerou a Rebecca:
9 E vieraõ a o lugar que Deus lhe estes oito pario Milca a Nahor, irmaõ
dissera, e edificou Abraham ali hum de Abraham.
altar, e compóz a lenha, e amarrou a 24 E sua concubina cujo nome era
GENESIS. Cap. XXIII. XXIV. 21
Reurna, ella pario também a Tebah, campo darei, toma o de my, e sepul­
e a Gabam, e a Tahas, e a Maacha. tarei ali meu morto.
14 E respondeo Ephron a Abra­
CAPITULO XXIII. ham, dizendolfce:
A vida de Sara foi cento e vinte 15 Meu senhor, ouve me: Aterra
e sete annos: estes foraõ os annos he de quatrocentos siclos de prata;
da vida de Sara. que isto he entre my e entre ty ? se­
2 E morreo Sara em Kiriath-Arba, pulta teu morto.
esta he Hebron na terra de Canaan ; 16 E Abraham deu ouvidos a E-
e veyo Abraham a lamentar a Sara, e phron; e Abraham pesou a Ephron
a chorála. o dinheiro de que tinha fallado em
3 Despois se levantou Abraham de ouvidos dos filhos de Heth, quatro­
sobre a face de seu morto, e fallou a centos siclos de prata, correntes en­
os filhos de Heth, dizendo : tre mercadores.
4 Peregrino e forasteiro sou entre 17 Assi se confirmou o campo de
vosoutros: dae me possessão de se­ Ephron que estava em Machpela, em
pultura com vosco,paraque eu sepulte fronte de Mamre, o campo e a cova
a meu morto de diante de minha que nelle estava, e todo o arvoredo
face. que no campo avia, que estava em
5 E responderão os filhos de Heth todo seu contorno a o redor.
a Abraham, dizendolhe: 18 A Abraham em possessão diante
6 Ouve nos, meu senhor; príncipe dos olhos dos filhos de Heth, de to­
■de Deus es no meyo de nosoutros; dos os que entravaõ pela porta de
enterra teu morto no escolhido de sua cidade.
nossas sepulturas ; nenhum de nós te 19 E despois sepultou Abraham a
impedirá sua sepultura, para enterrar Sara sua mulher na cova do campo
teu morto. de Machpela, em fronte de Mamre
7 Entaõ se levantou Abraham, e que he Hebron, na terra de Cana­
inclinouse diante do povo da terra, an.
diante dos filhos de Heth. 20 Assi se confirmou aquelle cam­
8 E fallou com elles, dizendo : Se po dos filhos de Heth, e a cova que
he com vossa vontade, que eu sepulte nelle estava, a Abraham em possessão
meu morto de diante de minha face, de sepultura.
ouvinte, e fallae por my a Ephron o
filho de Zohar. CAPITULO XXIV.
9 Que elle me dé a cova de Mach- BRAHAM pois era ja velho e
pela que tem, que he a o cabo de seu entrado em dias, e Jeiiovaii a­
-campo; que madé polo devido preço via abençoado a Abraham em tudo.
em herança de sepulcro, no meyo de 2 E disse Abraham a seu servo, o
•vosoutros. mais velho de sua casa, que tinha o
10 Ora Ephron estava assentado governo sobre tudo que possuliia:
no meyo dos filhos de Heth: e re- Poem agora tua maõ debaixo de mi­
spondeo Ephron Hetheo a Abraham nha coxa.
em ouvidos dos filhos de Heth, de 3 Paraque eu te faça jurar por
todos os que entravaõ pela porta de Jehovah o Deus do ceo, e Deus da
sua cidade, dizendo: terra, que naõ tomarás para meu filho
11 Naõ, meu senhor, ouveme: o mulher das filhas dos Cananeos, em
campo te dou, também te dou a cova meyo dos quaes eu habito.
que nelle está; diante dos olhos dos 4 Mas que irás á minha terra, e á
filhos de meu povo t’a dou ; sepulta minha parentela, e tomarás de Id mu­
teu morto. lher para meu filho Isaac.
12 Entaõ Abraham se inclinou di­ 5 E disse lhe o servo: Porventura
ante da face do povo da terra. naõ quererá seguir me aquella mu­
13 E fallou a Ephron em ouvidos lher a esta terra: Tornando tornarei
do povo da terra, dizendo: mas tu pois a teu filho á terra d’onde tens
es este? ora ouve me:. O preço do sahido ?
22 GENESIS. Cap. XXIV.
6 E Abraham lhe disse: Guarda-te, 18 E ella disse: Bebe meu senhor;
<]ue naõ tornes lá a meu filho, e apresurouse, e abaixou seu cantaro
7 Jeiiovah o Deus do ceo, que sobre sua maõ, e deulhe de beber.
me tomou da casa dotmeu pae, e da 19 E acabando ella de lhe dar de
terra de minha parentela, e que me beber, disse: Também tirarei agoa
fitllou, e que me jurou, dizendo: A para teus camellos, até que acabem de
tua semente darei esta terra: Elle beber.
enviará seu anjo diante de tua face, 20 E apresurouse, e vazou seu can­
■peraque de lá tomes mulher para meu taro na pia, e correo outra vez a o
filho. poço a tirar agoa, e tirou para todos
8 Porem se a mulher naõ quiser seus camellos.
seguirte, serás limpo deste meu jura­ 21 E o vataõ estava espantado
mento ; somente naõ tornes lá a meu delia, callando, para saber se Jeho-
filho. vaii avia prosperado seu caminho, ou
9 Entaõ pôs o servo sua maõ de­ naõ.
baixo da coxa de Abraham seu se­ 22 E aconteceo que, acabando os
nhor, e juroulhe sobre este negocio. camellos de beber, tomou o varaõ
10 E tomou aquelle servo dez ca­ hum pendente de ouro, de meyo siclo
mellos dos cainellos de seu senhor, e de peso, e duas manilhas sobre suas
partiose, e toda a fazenda de seu se­ maos de peso de dez siêlos de ouro.
nhor estava em sua maõ, e levantouse 23 E disse: Cuja filha es? Ora
e partiose a Mesopotamia, á cidade faze m’o saber: Ha também em casa
de Nahor. de teu pae lugar para nos a pousar ?
11 E fez ajoelhar os camellos fora 24 E ella lhe dissera : Eu sou a fi­
da cidade, junto a hum poço de agoa, lha de Bethuel, filho de Milca, a o
á hora da tarde, a o tempo que as qual pario a Nahor. ■ -
moças sahiaõ a tirar agoa. 25 Dissera lhe mais: Também te­
12 E disse’: Jeiiovah, Deus de mos palha e muito pasto, também lu­
meu senhor Abraham 1 Ora faze que gar para passar a noite.
ella encontre hoje diante de my, e faze 26 Entaõ inclinouse aquelle varaõ,.
misericórdia a meu senhor Abraham. e adorou a Jeiiovah.
13 Eis que eu estou em pé junto 27 E disse: Bendito Jeiiovah
a fonte de agoa, e as filhas dos varoês Deus de meu senhor Abraham, que
desta cidade sahiraõ a tirar agoa: naõ tirou sua beneficencia e sua ver­
14- Seja pois que a moça, a quem dade de meu senhor: quanto a my,
cu disser: Abaixa agora teu cantaro Jeiiovah me guiou neste caminho ú
paraque eu beba; eelladisser: Bebe, casa dos irmaõs de meu senhor.
e também darei de beber a teus ca­ 28 E a moça correo, e fez saber
mellos; aquella seja a que assinalaste estas cousas na casa de sua mae.
a teu servo Isaac, e que eu conheça 29 E Rebecca tinha hum irrnaõ.
nisso, que fizeste misericórdia a meu cujo nome era Laban ; e Laban cor­
senhor. reo fora a aquelle varaõ á fonte.
15 E aconteceo que, antes que elíe 30 E aconteceo que, quando elle
acabasse de fallar, eis que Rebecca vira a o pendente e as manilhas sobre
sahia, que avia nacido a Belhuel, filho as niaõs de sua irmaã; e quando ou­
de Milca, mulher de Nahor, irrnaõ de vira as palavras de sua irmaã Rebec­
Abraham, e trazia seu cantaro.sobre ca, que dizia: Assi ine fallou aquelle
seu hombro. varaõ; veyo a o varaõ, e eis que es­
16 E a moça era nmv fermosa de tava em pé junto a os camellos á
vista, virgem, a que varaõ naõ avia fonte.
conhecido: e deceo á fonte, e encheo 31 Edisse: Entra, bendito de Je-
seu cantaro, e subio. iiovah, porque estarás fora? pois
17 Entaõ o servo lhe correo a o ja eu aparelhei a casa, e o lugar para
encontro, e disse: Deixa me ora be­ os camellos.
ber huã pouca de agoa de teu can­ 32 Entaõveyo aquelle varaõ a casa,
taro. e desataraõ os camellos. e derãõ pa-
GENESIS. Cap. XXIV. 23
lha e pasto a os camellos, e agoa pa­ goa; e eu lhe disse: Ora dá me de
ra lavar os pés delle, e os pés dos beber.
varoês que estavao Com elle. 46 E ella se apresurou, e abaixou
33 Despois poseraõ diante delle seu cantaro de sobre si, e disse: Be­
de comer ; porem elle disse: Naõ co­ be, e também darei de beber a teus
merei, até que aja fàllado minhas camellos; e bebi, e ella deu também
palavras ; e disse: Falia. de beber a os camellos.
31 Entaõ disse: Eu sou o servo 47 Entaõ lhe perguntei, e disse:
de Abraham. Cuja filha tu es? e ella disse: Filha
3.5 E Jehovah abençoou muyto de Bethuel, filho de Nalior, a quem
a meu senhor, de maneira que foi en­ lhepario Milca ; entaõ tenho posto o
grandecido, e deu lhe ovelhas e vacas, pendente em seu rosto, e as manilhas
e prata e ouro, e servos e servas, e ca­ sobre suas maõs.
mellos e asnos. 48 E inclinandome adorei a Jehq-
36 E Sara a mulher de meti senhor vah, e bendisse a Jehovah, Deus de
pario hum filho a meu senhor despois meu senhor Abraham, que me avia
de sua velhice, e deulhe tudo quanto encaminhado por caminho da verdade,
tem. pera tomar a filha do irmaõ de meu
37 E meu senhor me fez jurar, di­ senhor para seu filho.
zendo': Naõ tomarás mulher para meu 49 Agora pois, se vos outros aveis
filho das filhas dos Cananéõs, em cuja de fazer misericórdia e verdade a meu
terra habito. senhor, fazei-m’o saber; e se naõ,
38 Senaõ irás á casa de meu pae, também fazei-nfo saber, paraque eu
e a minha familia, e tomarás mulher olhe á maõ direita, ou á esquerda.
para meu filho. .50 Entaõ respondeo Laban e Be­
39 Entaò disse eu a meu senhor: thuel, e disseraõ: De Jehovah pro-
Por ventura naõ me seguirá a mu­ cedeo este negocio; naõ podemos
lher. fallar a ty mal ou bem.
4-0 E elleme disse : Jehovah, di­ .51 Ves aqui, Rebecca está diante
ante de cujo rosto andado tenho, en­ de tua face, toma a, e vae te, seja a
viará seu anjo comtigo, e prosperará mulher do filho de teu senhor, como
teu caminho, paraque tomes nuilher tem dito Jehovah.
para meu filho de minha familia, e da 52 E aconteceo que, ouvindo o
casa de meu pae. servo de Abraham suas palavras, in-
41 Entaõ serás limpo dc meu jura­ clinouse á terra diante de Jehovah.
mento, quando fores a minha familia; .53 E tirou o servo vasos de prata
e se naõ t’a derem, limpo serás de e vasos de ouro, e vestidos, e deu os
meu juramento. a Rebecca; também deu cousas pre­
42 E hoje cheguei á fonte, e dis­ ciosas a seu irmaõ, e a sua mae.
se: Jeiiovaii, Deus de meu senhor 54 Entaõ comeraõ e beberaõ, elle
Abraham' se tu agora prosperarás e os varoês que cora elle estavaõ; e
meu caminho, no qual eu ando. passaraõ a noite: e levantaraõse pela
43 Ej0 que estou junto a fonte de manhaã, e disse: Deixae me ir a meu
agoa : Seja pois, que a donzella que senhor.
sahir para tirar agoa, e á qual eu dis­ 55 Entaõ disse seu irmaõ e sua
ser ; ora dáme huã pouca de agoa de mae: Fique a moça com nosco al­
teu cantaro: guns ou dez dias, despois irás.
44 E ella me disser; bebe tu tam­ 56 Porem elle lhes disse : Naõ me
bém, e também tirarei agoa para teus detenhais, pois Jehovah tem pros­
camellos ; esta seja a mulher, que Je- perado meu caminho ; deixae partir-
liovAlI assinalou a o filho de meu se­ me, que me vou a meu senhor,
nhor. 57 E disseraõ : Chamemos a moça,
45 Antes que eu acabasse de fallar e perguntemos lh’o. .
em meu coraçaõ, eis que Rebecca 58 E chamaraõ a Rebecca, e dis­
sahia e trazia seu cantaro sobre seu seraõ lhe: Irás tu comeste varaõ? e
hombro, e dcceo á fonte, e tirou a- ella respondeo: Irei.
21 ~ GENESIS. Cap. XXIV, XXV.
59 Então despedirão a Rebecca da vida de Abrahatn, que viveo ; cen-
sua irmaa, e a sua ama. e a o servo to e setenta e cinco annos.
de Abraham, e a seus varoês. 8 E espirou e morreo Abraham em
60 E abençoaraÕ a Rebecca, e dis- boa velhice, velho e farto de dias: e
seraõ lhe: ó nossa irmaã, sejas tuem foi congregado a seus povos.
milhares de milhares, e tua semente 9 E sepultaraõ o Isaac e Ismael,
possua a porta de seus aborrecedores! seus filhos, na cova de Machpela, no
61 E Rebecca se levantou com campo de Ephron, filho de Zohar
suas moças, e subiraõ sobré os camel- Hethéo, que estava em fronte de
los, e seguirão a o varaõ: e tomou Mamre.
aquelle servo a Rebecca, e partiose. 10 Ao campo que Abraham com­
62 Ora Isaac vinha d’onde se vem prara dos filhos de Heth: Ali está
a o poço de Lachai-Roi; e habitava sepultado Abraham, e Sara sua mu­
na terra do Sul. lher.
gg É Isaac sahira a orar no campo, 11 E aconteceo despois da morte
á hora da tarde : e levantou seus o- de Abraham, que Deus abençoou a
Ihos, e olhou, e eis que os camellos Isaac seu filho ; e habitava Isaac jun­
vinhaõ. to a o poço Lachai-Roi.
64 Rebecca também levantou seus 12 Estas porem saõ as gerações
olhos, e vio a Isaac, e lançouse do de Ismael filho de Abraham, a quem
camello. pario Hagar Egypcia, serva de Sara,
65 E disse a o servo: Quem he a Abraham.
aquelle varaõ, que vem pelo campo a 13 E estes saõ os nomes dos filhos
o encontro de nós ? e o servo disse: de Ismael por seus nomes, segundo
Este he meu senhor; entaõ tomou suas gerações: o primogénito de Is­
ella o veo, e cubriose. mael era Nebajoth, despois Kedar, e
66 E o servo contou a Isaac todas Abdeel, e Mibsam.
as cousas que fizera. 14 E Misma, e Duma, e Massa.
67 E Isaac trouxe a em a tenda 15 Hadar, e Thema, Jetur, Naphis,
de sua mae Sara, e tomou a Rebecca, e Kedma.
e foi lhe por mulher, e amou a: assi 16 Estes saõ os filhos de Ismael, e
Isaac foi consolado despois da morte estes saõ seus nomes em suas villas,
de sua mae. e em seus paços ; doze príncipes se­
gundo suas famílias.
CAPITULO XXV. 17 E estes saõ os annos da vida de
ABRAHAM proseguio, e to­ Ismael, cento e trinta e sete annos;
E mou outra mulher; e seu nome e elle espirou, e morreo, e foi con­
era Ketura. gregado a seus póvos.
2 E páriolbe a Zimran, e a Joksan, 18 E habitaraõ desde Havila até
e a Medan, e a Midian e a Jisback, Sur, que está em fronte de Egypto,
e a Suah. aonde vas para Assur ; e fez seu as­
3 E Joksan gerou a Seba, e a De- sento diante da face de todos seus
dan : e os filhos de Dedan foraÕ As- irmãos.
surim, e Letusim, e Leummim. 19 E estas saõ as gerações de Isaac,
4 E os filhos de Midian foraõ Epha, filho de Abraham: Abraham gerou
e Epher, e Hanoch, e Abidah, e El- a Isaac.
dah: estes todos foraõ filhos de Ke­ 20 E era Isaac de idade de quaren­
tura. ta annos, quando tomou a Rebecca,
5' Porem Abraham deu tudo o que filha de Bethuel Araméo de Paddan-
tinha a Isaac. Aram, irmaã de Laban Araméo, por
6 Mas a os filhos das concubinas sua mulher.
que Abraham tinha, deu Abraham 21 E Isaac orou a Jehovah em
presentes, e despedio os de seu filho presença de sua mulher, porquanto
Isaac, vivendo elle ainda, a o Oriente era esteril; e Jehovah moVeo se
para a terra Oriental. delle, de maneira que concebeo Re­
7 Estes pois saõ os dias dos annos becca sua mulher.
GENESIS. Cap. XXV. XXVI. 25
22 E os filhos se empuxavaõ em 3 Peregrina nesta terra, e serei
seu ventre •, entaõ disse: Se assi he, comtigo, e te abençoarei: porque a
porque eu sou aqui ? E foise a per­ ty e a tua semente darei todas estas
guntar a Jehovah. terras, e confirmarei o juramento, que
23 E Jehovah lhe disse: Dous tenho jurado a Abraham teu pae.
povos ha em teu ventre, e duas na­ 4 E multiplicarei -tua semente co­
ções se dívidiráõ de tuas entranhas, e mo as estrellas do ceo, e darei à tua
o hum povo será mais forte que o semente todas estas terras; e em tua
outro povo; e o mavor servirá a o semente seraõ benditas todas as gen­
menor. tes da terra.
24 E cumprindo se seus dias para 5 Porquanto Abraham obedeceo à
parir, eis gemeos em seu ventre. minha voz, e guardou meu mandado,
25 E sahio o primeiro ruivo, e era meus preceitos, meus estatutos, e mi­
todo como hum vestido cabei ludo; nhas leys.
por’isso chamaraõ seu nome Esau. 6 Assi habitou Isaac cm Gerar.
26 E despois sahio seu irmaõ, tra­ 7 E perguntando lhe os varoês da-
vada sua maõ do calcanhar de Esau; quelle lugar acerca de sua mulher,
por isso se chamou seu nome Jacob: disse : Minha irmaã he ; porque temia
■E era Isaac de idade de sessenta an- de dizer, minha mulher he, paraque
nos, quando os gerou. porventura dizia elle me naõ matem
27 E creceraõ os meninos, e Esau os varoês daquelle lugar por amor de
foi varaõ entendido na caça, varaõ do Rebecca; porque era formosa de vis­
campo ; mas Jacob era varaõ sincero, ta.
habitando em tendas. 8 E aconteceo que, como elle es­
28 E amava Isaac a Esau, porque teve ali muito tempo, Abimelech Rey
a caça era por sua boca; mas Ke- dos Philisteos olhou por huã janella e
becca amava a Jacob. vio, eis que Isaac estava zombando
29 E Jacob guisara hum guisado ; com Ilebecca sua mulher.
e veyo Esau do campo, e estava can­ 9 Entaõ chamou Abimelech a Isa­
sado. ac, e disse: Eis que na verdade ella
30 E disse Esau a Jacob: Deixa he tuã mulher; como pois disseste;
rne ora sorver deste vermelho, o ver­ minha irmaã he ? e disse lhe Isaac:
melho ali, porque estou cansado: por Porque eu dizia; paraque eu por ven­
isso se chamou seu nome, Edom. tura naõ morra por amor delia.
31 Entaõ disse Jocob : Vende me 10 E disse Abimelech: Que he
hoje tua primogenitura? isto que fizeste-nos? Facilmente se
32 E disse Esau : Eis que me vou ouvera deitado algum deste povo com
a morrer, e paraque me servirá logo tua mulher, de maneira que ouveras
a primogenitura ? trazido culpa sobre nós.
33 Entaõ disse Jacob: Jura me 11 E mandou Abimelech a todo o
hoje; e jurou lhe, e vendeo sua pri­ povo, dizendo: Qualquer que tocar a
mogenitura a Jacob. este varaõ ou a sua mulher, de morte
34 E Jacob deu paõ a Esau e o morrerá.
guisado das lentilhas; e comeo, e 12 E semeou Isaac naquella mes­
bebeo; e levantouse, e foi se: Assi ma terra, e achou naquelle mesmo
desprezou Esau a primogenitura. amio cem medidas, porque Jehovah
o abençoava.
CAPITULO XXVI. 13 E engrandeceo se o varaõ, e
AVIA fome na terra, de mais da hia se engrandecendo, até que foi fei­
E primeira fome, que foi nos dias to muy grande.
de Abraham: por isso foise Isaac a14 E tinha possessão de ovelhas, e
Abimelech Rey dos Philisteos em Ge­ possessão de vacas, e muito aparato;
rar. de maneira que os Philisteos o enve-
2 E apareceolhe Jehovah, e dis­ javaõ.
se : Naõ deças a Egypto; habita na 15 E todos os poços, que os servos
terra que eu te disser. de seu pae nos dias de seu pae Abra-
26 GENESIS. Cap. XXVI. XXVII.
ham tinlraõ cavado, os Philisteos en­ mente te avemos feito bem, e deixá­
tulharão, e os encherão de terra. mos ir-te em paz: Agora tu es o ben­
16 Também disse Abimelech a I- dito de Jeiiovaii.
saac: Aparta te de nosoutros; por­ 30 Entaõ lhes fez hum convite, e-
que muyto mais poderoso te tens fei­ comeraõ e beberaõ.
to que nós. 31 E levaiitaraõ se de madrugada,
17 Entaõ Isaac foise d ali, e fez e juraraõ o hum a o outro: despois os
seu .assento no valle de Gerar, e ha­ despedio Isaac, e partiraõ se delle em
bitou lá. paz.
18 E tornou Isaac, e cavou os po­ 32 E aconteceo naquelle mesmo
ços de agoa, que cavaraõ nos dias de dia, que vieraõ os servos de Isaac, e
Abraham seu pae, eque os Philisteos denunciaraõ lhe acerca do negocio do
taparaõ despois da morte de Abra- poço, que tinhaõ cavado; e disseraõ
ham; e chamou seus nomes dos no­ lhe : Temos achado agoa.
mes,-com que lhes chamara seu pae. 33 E chamou lhe, Seba: por isso
19 Cavaraõ pois os servos de Isa­ he o nome daquella cidade Ber-Seba
ac naquelle valle, e acharaõ ali hum até o dia de hoje.
poço de agoas vivas. 34 Ora sendo Esau de idade de
20 E os Pastores de Gerar porfia­ quarenta aimos, tomou por mulher ;j.
rão com os pastores de Isaac, dizen­ Judith, filha de Beeri Hetheo, e a
do : Nossa he esta agoa: por isso Basmath, filha de Elon Hetheo.
chamou o nomedaquelle poço, Esek; 35 E estas foraõ a Isaac e a lle-
porque contenderão com elle. becca huã amargura do espirito.
21 Entaõ cavaraõ outro poço, e
também porfiaraõ sobre elle: por is­ CAPITULO XXVII.
so chamou seu nome Sitna. ACONTECEO que, como Isa­
22 E partiose d’ali, e cavou outro ac envelheceo, e seus olhos se es­
poço, e naõ porfiaraõ sobre elle: por curecerão, de maneira que naõ podia
isso chamou seu nome llehoboth, e ver, chamou a Esau seu filho mayor.
disse: Porque agora nos dilatou Je- e disse lhe: Meu filho: e elle lhe
hovaii, e crccémos nesta terra. disse : Eis me aqui.
23 Despois subio d'aii a Ber Seba. 2 E elle disse: Eis que ja agora
24 E aparcceolhe Jeiíovau na- envelheci, e naõ sei o dia de minha
quella mesma noite, e disse : Eu sou morte.
o Deus de Abraham teu pae: naõ 3 Agora pois, toma ora teu apa­
temas, porque eu sou comtigo e a- relho, tua aljava e teu arco, e salie a
bençoartehei, e multiplicarei tua se­ o campo, e caça para my caça.
mente, por amor de Abraham meu 4 E faze me manjares saborosos,
servo. como eu o.s amo, e traze mos; para-
25 Entaõ edificou ali hum altar, e que eu coma, paraque minha alma te
invocou o nome de Jeiíovau, e ar­ abençoe, antes que morra.
mou ali sua tenda; e os servos de I- 5 E llebecca escutou quando Isa­
saac cavaraõ ali hum poço. ac faliava a seu filho Esau: e foise
26 E Abimelech ver o a elle de Esau a o campo, para caçar a caça,
Gerar, com Ahuz.zatli seu amigo, e que avia de trazer.
Pichol o principe de seu exercito. 6 Entaõ fallou Rebecca a Jacob
l2~l E disselhes Isaac: Porque vi­ seu filho, dizendo : Eis que tenho ou­
estes a my, pois que vos me aborre­ vido a teu pae, qite faliava com Esau
ceis, e me enviastes de vosoutros? teu irmaõ, dizendo:
28 E elles disseraõ : Vendo avemos 7 Traze uie caça, e faze para mv
visto, que Jeiíovau he. comtigo, po- manjares saborosos, para que eu co­
joque dissemos : Aja agora juramen­ ma, e tc abençoe diante da face de
to entre nosoutros, entre nós e entre Jeiíovau antes de minha morte.
ty; e façamos concerto comtigo. 8 Agora pois, filho meu, ouve mi­
29 Que nos naõ faças mal, como nha voz naquillo que te mando.
nós naõ temos te tocado, c como só­ 9 Vac agora a o rçbanho, ,e traze
GENESIS. Cap. XXVII. 27
para my de 4á dous bons cabritos das 25 Entaõ disse: Faze chegar isso
cabras, e eu farei golodices por teu perto de my, paraque coma da caça
pae, como elle ama. de meu filho ; paraque minha alma te
10 E tu as levarás a teu pae, e co­ abençoe: e chegoullfo, e comeo;
merá ; paraque te abençoe antes de trouxe lhe também vinho, e bebeo.
sua morte. 26 E disse lhe Isaac seu pae: Ora
11 Entaõ disse Jacob a Rebecca chega-te, e beya me, filho meu.
sua mae: Eis que Esau meu irmaõ he 27 E chegouse, e beyou o ; entaõ
varaõ velloso, e eu varaõ liso. cheirou o cheiro de seus vestidos, e
12 Porventura me apalpará meu abençoou o, e disse: Eis que o cheiro
pae, e serei em seus olhos como enga­ de meu filho he como o cheiro do
nador: assi traria eu sobre my maldi- campo, que Jehovah abençoou.
çaõ, e naõ bençaõ. 28 Assi pois te dê Deus do orvalho
13 E disse lhe sua mae: Meu filho, do ceo, e das gorduras da terra; e
tua maldiçaõ seja sobre my; ouve so­ multidão de trigo e de mosto.
mente minha voz, e vae, traze m’os. 29 Sirvaõ te povos, e naçoês se
■ 14 E foi, e tomou os, e trouxe os incurvem a ty: Sé senhor de teus ir-
a sua mae; e sua mae fez manjares maõs, e os filhos de tua mae se incur­
saborosos, com o seu pae os amava. vem a tv: Malditos os que te amal­
15 Despois tomou Rebecca os ves­ diçoarem, e benditos os que te aben­
tidos preciosos de Esau seu filho may- çoarem.
or, que tinha comsigo em easa, e ves- 30 E aconteceo, acabando Isaac de
tio a Jacob seti filho menor. abençoar a Jacob, sucedeo que, Ja­
16 E as peles dos cabritos das ca­ cob sahindo apenas avia sahido da fa­
bras fez vestir isobre suas maõs, e so­ ce de Isaac seu pae, veyo Esau seu
bre a lisadura de seu pescoço. irmaõ de sua caça.
17 E deu os manjares saborosos, e 31 E fez também elle manjares sa­
o paõ, que tinlia adereçado, na maõ borosos, e trouxe os a seu pae; e dis­
de Jacob seu filho. se a seu pae: Levante se meu pae, e
18 E elle veyo a seu pae, e disse : coma da caça de seu filho, paraque
‘ Meu pae ! e elle disse : Eis me aqui; me abençoe tua alma.
• quem es tu, meu filho ? 32 E disse lhe Isaac seu pae:
19 E Jacob disse a seu pae: Eu Quem es tu ? e elle disse: Eu sou teu
-sou Esau teu primogénito ; feito ten­ filho, teu primogénito, Esau.
ho como me disseste: Levanta te a- 33 Entaõ estremeceo Isaac de hum
gora, assenta te, e come de minha estremecimento muyto grande; e dis •
■ caça, paraque tua alma me abençoe. se: Quem pois he aquelle, que caçou
20 Entaó< disse Isaac a seu filho: a caça, e m‘a trouxe ? e comi de tu­
Como he isto, que taõ apressadamen- do, antes que tu viesses, e abençoei
;te a achaste, filho meu? e elle disse : o : Também será bendito.
Porquanto Jemovah teu Deus a fez 34 Ouvindo Esau as palavras de
encontrar diante de uiinha face. seu pae, bradou com grande e muy
m 21 E disse Isaac a Jacob: Chega amargo brado, e disse a seu pae: A-
te agora, paraque te apalpe, meu fi­ bmiçoa me também a my, meu pae.
lho ; se es meu filho INau mesmo, ou 35 E elle disse: Veyo teu irmaõ
naõ. com engano, e tomou tua bençaõ.
22 Entaõ se chegou Jacob a Isaac 36 Entaõ disse elle : Naõ por isso
seu pae, que o apalpou, e disse: A seu nome foi chamado Jacob, porque
voz he a voz de Jacob, porém as ma- ja duas vezes me enganou? minha
õs saõ as maõs de Esau. primogenitura me tomou, e eis quea-
■ 23 E naõ o conheceo, porquanto gora me tomou minha bençaõ: ma is
suas maõs esta-vaõ vellosas, como as disse: Naõ reservaste pois para my
maõs de Esau seu irmaõ: e abenço- nenhuma bençaõ.
-<>u o. 37 Entaõ respondeo Isaac, e disse
24 E disse: Es tu meu filho Esau a Esau: Eis que o tenho posto por
-íftesinu? e elle disse; Eu sou. senhor sobre ty, e todos seus irmaõs
28 GENESIS. Cap. XXVII. XXVIII.
lhe tenho dado por servos: e de trigo plique, paraque sejas em multidão de
e de mosto o tenho fortalecido; que povos.
pois te farei agora, meu filho? 4 E te dé a bençaõ de Abraham,
38 E disse Esau a seu pae: Tens a ty e a tua semente comtigo, para­
sómente esta huã bençaõ meu pae ? a- que em herança possuas a terra de
bençoa me também a my, meu pae; tuas peregrinações, que Deus deu a
e levantou Esau sua voz, e chorou. Abraham.
39 Entaõ respondeo Isaac seu pae, 5 Assi enviou Isaac a Jacob, o qual
e disse lhe : Eis que nas gorduras da foi-se a Paddan-Aram, a Laban filho
terra será tua habitaçaõ, e do orvalho de Bethuel Syro, irmaõ de Rebecca,
do ceo, de riba serás bendito. mae de Jacob e de Esau.
40 E por teu cutelo viverás, e a 6 Vendo pois Esau, que Isaac a-
teu irmão servirás: Porem acontecerá bençoara a Jacob, e o enviara a Pad­
que quando tu senhoreares, então des­ dan-Aram, para tomar mulher para
carregarás seu jugo de teu pesco­ si d’ali, eque abençoando o, lhe man­
ço. dara, dizendo: Naõ tomes mulher
41 E aborreceo Esau a Jacob por das filhas de Canaan.
causa daquella bençaõ, com que seu 7 E que Jacob obedecera a seu
pae o tinha abençoado; e Esau disse pae, e a sua mae, e se fóra a Paddan-
em seu coraçaõ: Chegarsehaõ os dias Aram.
do luto de meu pae: e matarei a Ja­ 8 Vendo também Esau, que as
cob meu irmaõ. filhas de Canaan eraõ más nos olhos
42 E denunciadas foraõ a Rebecca de Isaac seu pae.
estas palavras de Esau seu filho 9 Foi-se Esau a Ismael, e tomou
mayor; e ella enviou, e chamou a Ja­ para si por mulher, alem de suas mu­
cob seu filho menor, e disse lhe: Eis lheres, a Mahalath filha de Ismael,
que Esau teu irmaõ se consola sobre filho de Abraham, irmaã de Neba-
ty, para te matar. joth.
43 Agora pois meu filho, ouve mi­ 10 Partiose pois Jacob de Berse-
nha voz e levanta-te: Acolhe te.a La- ba, e foise a Haran.
ban meu irmaõ em Haran. 11 E chegou a hum lugar, onde
44 E mora com elle alguns dias, passou a noite, porque ja o sol era
até que passe o furor de teu irmaõ. posto : E tomou das pedras daquelle
45 Até que se desvie de de ty a lugar, e as pôs a sua cabeceira, e dei-
ira de teu irmaõ, e se esqueça do que touse naquelle mesmo lugar.
lhe fizeste: entaõ enviarei, e te- to­ 12 E sonhou; E eis huã escada era
marei de lá; porque seria eu desfilha- posta na terra, cuja cabeça tocava
da também de vos ambos em hum dia? no ceo: e eis que os Anjos de Deus
46 E disse Rebecca a Isaac: En­ subiaõ e deciaõ por ella.
fadada estou de minha vida, por cau­ 13 E eis que Jehovah estava em
sa das filhas de Heth; se Jacob to­ cima delia, e disse: Eu sou Jeho-
mar mulher das filhas de Heth, como vaii, o Deus de Abraham teu pae,
estas saõ, das filhas desta terra, para- e o Deus de Isaac: Esta terra, em
<que me serd a vida ? que estás deitado, te darei a ty, e a
tua semente.
CAPITULO XXVIII. 14 E tua semente será como o pó
ISAAC chamou a Jacob, e a- da terra, eestcnderse ha a o occiden-
bençoou o, e mandoulhe, e disse te, e a o oriente, e a o norte, e a o
lhe: NaÕ tomes mulher das filhas de sul, e em ty, e em tua semente seraõ
Canaan. benditas todas as famílias da terra.
2 Levanta-te, vae a Paddan Aram, 15 E eis que estou comtigo, e te
ã casa de Bethuel, pae de tua mae, e guardarei por onde quer que fores, e
toma te de lá huã mulher das filhas te tornarei a esta terra: porque te
de Laban, irmaõ de tua mae. naõ deixarei, até que aja feito o que
3 E Deus Todopoderoso te aben­ te tenho dito.
çoe, e te faça frutificar, e te multi­ 16 Acordado pois Jacob de seu
GÉNESIS. Cap. XXVIII. XXIX. 29
sono, dizia: Certamente Jehovaii 8 E disseraõ: Naõ podemos, até
está neste lugar; e eu naõ o sabia. que todos os rebanhos se ajuntem, e
17 E temeo, e disse: Quam teme­ revolvaõ a pedra de sobre a. boca do
roso he este lugar, outra cousa naõ poço, paraque abeberemos as ove­
he aqui, senão casa de Deus; e esta lhas.
he a porta do ceo. 9 Estando elle ainda fallando com
18 Entaõ se levantou Jacob pola elles, veyo Rachel cora as ovelhas de
manhaã de madrugada, e tomou ape­ seu pae; porque ella era pastora.
dra, que tinha posto por sua cabecei­ 10 E aconteceo que, vendo Jacob
ra, e a pôs por estatua, e derramou a Rachel filha de Laban, do irmaõ de
azeite em cima delia. sua mae, e as ovelhas de Laban do
19 E chatnou o nome daquelle lu­ irmaõ de sua mae, chegou Jacob, e
gar Bethel; sendo porem o nome da- revolveo a pedra de sobre a boca do
quella cidade d’antes, Luz. poço, e abeberou as ovelhas de Laban.
20 E Jacob votou hum voto, di­ irmaõ de sua mae.
zendo : Se Deus for comigo, e me 11 E Jacob beyou a Rachel; e le­
guardar nesta viagem que faço, e me vantou sua voz, e chorou.
der paÕ para comer, e vestidos para 12 E Jacob annunciou a Rachel,
vestir; que era irmaõ de seu pae, e que era
21 E eu em paz tornar á casa de filho de Rebecca: entaõ ella correo,
meu pae: Jehovah me será por e o annunciou a seu pae.
Deus. 13 E aconteceo que, ouvindo La­
22 E esta pedra que tenho posto ban as novas de Jacob filho de sua ir-
por estatua, será casa de Deus, e de maã, correo lhe a o encontro, e abra­
tudo quanto me deres, dezimando de- çou o, e beyou o, e levou o a. sua casa;
zimarei para ty. e contou a Laban todas estas cou­
sas.
CAPITULO XXIX. 14 Entaõ Laban disse lhe : Verda­
NTAÕ levantou Jacob seus pés, deiramente es tu meu osso e minha
e foi se á terra dos filhos do o- carne ; e ficou com elle Inun mes in­
"Viente. teiro.
2 E olhou, e eis hum poco no cam­ 15 Despois disse Laban a Jacob:
po, e eis tres rebanhos de ovelhas Porque tu es meu irmaõ, me has de
que deitavaõ junto a elle; porque servir de balde ? declara-me, que será
daquelle poço abeberavaõ os reban­ teu salario.
hos: e avia huã grande pedra sobre 16 E Laban tinha duas filhas; o
a boca do poço. nome da mayor era Lea ; e o nome
3 E ajuntavaò se ali todos os re­ da menor Rachel.
banhos, e revolviaÕ a pedra de sobre 17 Porem Lea tinha olhos tenros:
a boca do poço, e abeberavaõ as o- mas Rachel era de formoso sembrante,
velhas : e tornavaõ a pedra sobre a e fermosa de vista.
boca do poço, em seu lugar. 18 E amava Jacob a Rachel, e
4 E disse lhes Jacob : Meus ir­ disse : Sete annos te servirei por Ra­
mãos, donde vos sois? e disseraõ: chel tua filha menor.
Somos de Haran. 19 Entaõ disse Laban : Melhor he
5 E elle lhes disse: Conheceis a que eu a dé a ty, doque eu a dé a
Laban filho de Nachor ? e diziaõ: outro varaò: fica comigo.
Conhecemos. 20 Assi servio Jacob sete annos por
6 Disse lhes mais : Está elle bem? Rachel; e foraõ em seus olhos como
e disseraõ : Bem está, e eis aqui Ra­ poucos dias, porquanto a amava.
chel sua filha, que vem com as ove­ 21 E disse Jacob a Laban: Dá
lhas. me minha mulher, porque meus dias
7 E elle disse: Eis que o dia ainda saõ compridos, paraque entre a ella.
he grande, naõ he tempo de ajuntar 22 Entaõ ajuntou Laban a todos
o gado, abeberae as ovelhas, e ide, , os varoês daquelle lugar, e fez hum
apacentae ar. convite.
30 GENESIS. Cap. XXIX. XXX.
23 E aconteceo à tarde, que tomou contra Rachel, e disse: Estou eu lo­
a Lea sua filha, e trouxe lha: e en­ go em lugar de Deus, que te impedio
trou a ella. o fruito de teu ventre ? >
24 E Laban deu lhe a Zilpa sua 3 E ella disse: Eis aqui minha
serva, a Lea sua filha por serva. serva Bilha, entra a ella, paraque
25 E aconteceo pola manhaã, e eis paira sobre meus joelhos, e eu tam­
que Lea era: poloque disse a Laban; bém seja edificada delia.
porque me fizeste isso ? naõ tenho 4 Assi lhe deu a Bilha sua serva
servido comtigo por Rachel ? porque por mulher : e Jacob entrou a ella.
pois me enganaste? 5 E concebeo Bilha, e pario a Ja­
26 E disse Laban : Naõ se faz assi cob hum filho.
em nosso lugar, que a menor se dá 6 Entaõ disse Rachel: Julgou me
antes da primogénita. Deus, e também ouvio minha voz, e
27 Compre a semana desta; en- me deu hum filho : por isso chamou
tonces te também daremos a esta, po­ seu nome Dan.
lo serviço, que ainda outros sete an- 7 E Bilha serva de Rachel tornou
nos servires comigo. a conceber, e pario a Jacob o filho
28 E Jacob fez assi; e comprio a segundo.
semana desta: entaõ lhe deu a Ra­ 8 Entaõ disse Rachel: Com lutas
chel sua filha, lhe por mulher. de Deus tenho lutado com minha ir­
29 E deu Laban a Rachel sua filha maã, também venci; e chamou seu
a Bilha sua serva, lhe por serva. nome Naphtali.
30 E entrou também a Rachel, e 9 Vendo pois Lea, que cessava de
amou também a Rachel mais que a parir, tomou também a Zilpa sua ser­
Lea; e servio com elle ainda outros va, e deu a a Jacob por mulher.
sete annos. 10 E pario Zilpa serva de Lea hum
31 Vendo pois Jf.iiovah que Lea filho a Jacob.
era aborrecida, abrio sua madre ; po­ 11 Entaõ disse Lea: Veyo huã
rem Rachel era esteril. chusma : e chamou seu nome Gad.
32 E concebeo Lea, e pario hum 12 Despois pario Zilpa serva de
filho, e chamou seu nome Ruben : Lea o filho segundo a Jacob.
porque disse: Porque Jehovaii at- 13 Entaõ disse Lea: Para minha
tentou para minha affliçaõ, por isso a- ventura; porque as filhas me terão
goraine amará meu marido. por bemaventurada: e chamou seu
33 E concebeo outra vez, e pario nome Aser.
hum filho, dizendo: Porquanto Je- 11 E foi Ruben em os dias da se­
HOVaH ouvio, que eu era aborrecida, ga do tigo, e achou Dudains no cam­
me também deu a este ; e chamou po, e trouxe as a Lea sua mae: En­
seu nome Simeon. taõ disse Rachel a Lea; dáme ora
34 E tornou a conceber, e pario das Dudains de teu filho.
hum filho, dizendo : Agora esta vez 15 E ella lhe disse: Pouco he,
se ajuntará meu marido comigo, por­ que ajas tomado meu marido, tam­
que tres filhos lhe tenho jtarido : por bém tomarás as Dudains de meu fi­
isso chamou seu nome Levi. ‘ lho? Entaõ disse Rachel: por isso se
35 E concebeo outra vez, e pario deitará comtigo esta noite, polas Du­
hum filho, dizendo : Esta vez louva­ dains de teu filho.
rei a Jeiiovah ; por isso chamou seu 16 Vindo pois Jacob átarde do
nome Juda : e cessou de parir. campo, sahio Lea lhe a o encontro, e
disse: A my entrarás, porque alugan­
CAPITULO XXX. do te aluguei polas Dudains de meu
ENDO pois Rachel que naõ pa- filho: e deitouse com ella aquella
ria a Jacobo, teve Rachel en- noite.
veja de sua irmaã, e disse a Ja­ 17 E ouvio Deus aLea; e conce­
cob : Da-me filhos, ou se naõ, sou beo, e pario a Jacob o filho quinto.
morta. 18 Entaõ disse Lea: Deus leni
2 Entaõ se acendeo a ira de Jacob dado meu galardaõ; pois tenho dado
GENESIS. Cap. XXX. XXXI. 31
minha serva a meu marido: e cha­ manchado entre as cabras, e moreno
mou seu nome Issaschar. entre os cordeiros, sermeha por furto.
19 E tornou Lea a conceber, e 34 Entaõ disse Laban: Eis que,
pario a Jacob o filho seisto. ouxalá, seja conforme a tua palavra.
20 E disse Lea: Deus me deu a 35 E separou naquelle mesmo dia
my huã boa dadiva; esta vez morará os bodes pintados e manchados, e to­
meu marido comigo, porque lhe tenho das as cabras pintadas e manchadas,
parido seis filhos: e chamou seu no­ tudo o em que avia brancura, e tudo
me Zebulon. o moreno entre os cordeiros ; e deu
21 E despois pario huã filha, e os em as maõs de seus filhos.
chamou seu nome Dina. 36 E pós tres dias de caminho en­
22 E lembrouse Deus de Rachel, tre si e entre Jacob : e Jacob apacen-
e Deus a ouvio, e abrio sua madre. tava os de mais rebanhos de Laban.
23 E concebeo, e pario hum filho, 37 Entaõ tomouse Jacob varas ver­
e disse: Tirou Deus minha vergonha. des de alemo, e de aveleira, e de cas­
24- E chamou seu nome Joseph, tanheiro: e descascou nellas riscas
dizendo: Jeiiovah meacrecente ou­ brancas, descobrindo a brancura, que
tro filho. nas varas avia.
25 E aconteceo que, como Rachel 38 E pôs estas varas que tinha de­
pario a Joseph, disse Jacob a Laban: scascado, ’nos canos e ’nas pias de a-
Deixame ir, que me vou a meu lugar, goa de abeberar, aonde o rebanho
e a minha terra. vinha a beber, em fronte do rebanho;
26 Dá me minhas mulheres, e me­ e esquentavaõ se vindo a beber.
us filhos, polas quaes te tenho servi­ 39 E esquentava se o rebanho di­
do, e irmehei; pois tu sabes meu ser­ ante das varas, e as ovelhas pariraõ
viço, que te tenho feito. salpicados, pintados, e manchados.
27 Entaõ lhe disse Laban: Se a- 40 Entaõ separou Jacob os cordei­
gora tenho achado graca em teus ros, e pôs as faces do rebanho para
olhos: Experimentado tenho, que os salpicados, e tudo o moreno entre
Jehovah me abençoou por amor de o rebanho de Laban; e pôs seu re­
ty- banho á parte, e naõ o pôs com o re­
28 E disse mais: Determ ina me banho de Laban.
teu jornal, que eu t o darei. 41 E sucedia que, cada vez quan­
29 Entaõ lhe disse: Tu sabes, co­ do o rebanho das temporaãs se es­
mo te tenho servido, e como passou quentava, pôs Jacob as varas diante
teu gado comigo. dos olhos do rebanho nos canos : Pa-
30 Porque o pouco que tinhas an­ raque se esquentassem diante das va­
tes de my, he augmentado em multi­ lias.
dão: e Jeiiovah te tem abençoado 42 Mas quando o rebanho se es­
a meu pc: Agora pois, quando hei quentava tarde, naõ as pôs: Assi as
de trabalhar também por minha ca­ tardias eraõ de Laban, e as tempora­
sa? ãs de Jacob.
31 E disse elle: Que te darei ? en­ 43 E creceo o varaõ em grande
taõ disse Jacob: Nada me darás ; se maneira, e teve muitos rebanhos, e
fizeres me isto, tornarei a apacentar servas, e servos, e camellos, e asnos.
e a guardar teu rebanho.
32 Passarei hoje por todo teu re­ CAPITULO XXXI.
banho, separando delle todo gado NTAÕ ouvia as palavrasdos filhos
pintado e manchado, e todo gado mo­ de Laban, que diziaõ: Jacob tem
reno entre os cordeiros ; e o mancha­ tomado tudo o que era de nosso pae:
do e pintado entre as cabras : e isto e do que era de nosso pae, elle fez
será meu jornal. toda esta gloria.
33 Assi testificará por my minha 2 Via também Jacob o rosto de
justiça ao dia da manhaã, quando vi­ Laban; e eis que naõ çra para cont
eres por meu salario diante de tua fa­ elle como de ontem e de ant’ontem.
ce : tudo o que naõ for pintado e 3 E disse Jeiiovaii a Jacob;
32 GENESIS. Cap. XXXI.
Torna-te á terra de teus paes, e a tua 18 E levou todo seu gado, e toda-
parentela, e eu serei comtigo. sua fazenda, que avia aquirido ; o ga­
4 Entaõ enviou Jacob e chamou a do que possuhia, que alcançara em
Rachel e a Lea, a o campo a seu re­ Paddan-Aram, .pera vir a Isaac seu
banho. pae, á terra de Canaan.
. 5 E disselhes: Vejo que o rosto de 19 E avendo Laban idoa trosquiar
vosso pae para comigo naõ he como suas ovelhas, furtou Rachel os Tera-
de ontem e ant’ontem ; porem o l)cus phins, que seu pae tinha.
de meu pae esteve comigo. 20 E furtouse Jacob do caraçaõ de
6 E vosoutras sabeis, que com to­ Laban Syro, porque naõ fez saber
do meu poder tenho servido a vosso pae. lhe, que fugia.
7 Mas vosso pae me enganou, e 21 E fugio elle com tudo o que
mudou meu salario dez vezes ;■ porem tinha, e levantouse, e passou o rio:
Deus naõ lhe permitio, que me fizes­ e pôs seu rosto para a montanha de
se mal. Gilead.
8 Quando elle dizia assi: Os pin­ 22 E o terceiro dia foi denunciado
tados seraõ teu salario, todos os re­ a Laban. que Jacob era fugido.
banhos pariaõ pintados; e quando 23 Entaõ tomou comsigo seus ir­
dizia assi: Os salpicados seraõ teu mãos, e perseguio o caminho de sete
salario, todos os rebanhos pariaõ sal­ dias: e alcançou o na montanha de
picados. Giiead.
9 Assi Deus tirou o gado de vos­ 24- Porem vevo Deus a Laban Syro
so pae, e m'o deu a my. cm sonhos de noite, e disse lhe:
10 E sucedeo que, a o tempo quan­ Guarda te, que naõ falles com Jacob
do o rebanho se esquentava, eu levan­ nem bem nem mal.
tei meus olhos, e vi em sonhos, e cis­ 2.5 Alcançou pois Laban a Jacob;
que os bodes, que subiaõ sobre o re­ e armara Jacob sua tenda naquella
banho, eraõ salpicados, pintados, e montanha; armou também Laban
sarayvados. com séus irmaõs a sua na montanha
11 E disse me o Anjo de Deus em de Gilead.
sonhos: Jacob; e eu disse: Eis me 26 Entaõ disse Laban a Jacob :
ar/ui. Que fizeste, que te furtaste de meu
12 E disse elle: Levanta ora teus coraçaõ, e levaste minhas filhas como
olhos, e vé todos os bodes, que subem cativas á espada ?
sobre o rebanho, saõ salpicados, pin­ 27 Porque escondidamente fugiste,
tados e sarayvados : porque tenho vi­ e te furtaste de my ? e naõ me fizeste
sto tudo o que Laban te tez. saber, paraque eu te envie com ale­
13 Eu sou o Deus de Beth-El, a- gria, e com cantos, com tambor e
onde tens ungido u estatua; aonde cora harpa?
lambem me tens votado o voto ; Le­ 28-Naõ também me permitiste a
vanta-te agora, sae. te desta terra, e bejar meus filhos e minhas filhas :
torna-te á terra de tua parentela. Agora pois loucamente fizeste, fazen­
14< Entaõ respondeo Rachel e Lea, do assi.
e disseraõ lhe : Ha ainda para nós 29 Poder avia em minha maõ, para
parte ou herdade na casa de nosso vos fazer mal; mas o Deus de vosso
pae ? pae me fallou ontem á noite, dizendo:
15 Naõ elle estima nos como es­ Guarda te, que naõ falles com Jacob
tranhas? pois vendeo nos, e gastando nem bem nem mal.
tem gastado nosso dinheiro. 30 E agora indo tens ido, por­
16 Porque toda a riqueza, que De­ quanto tinhas grande desejo á casa de
us tirou de nosso pae, he nossa, e de teu pae; porque tens furtado meus
nossos filhos : agora pois, faze tudo deuses ?
o que Deus te tem dito. 31 Entaõ respondeo Jacob, e disse
17 Entaõ se levantou Jacob, pon­ a Laban: Porque temia; pois que
do seus filhos e suas mulheres sobre dizia: Que por ventura me naõ rou­
os camellos. basses tuas filhas.
GENESIS. Cap. XXXI. 33
32 Com quem acharás teus deuses, a Jacob: Estas filhas saõ minhas
aquelle naõ viva ; reconhece diante de filhas, e estes filhos saõ meus filhos,
nossos irmaõs, que he o teu comigo, e e este rebanho he meu rebanho, e
toma o para ty : Pois Jacob naõ sa­ tudo o que ves, meu he : E que farei
bia, que Rachel os tinha furtado. hoje a estas minhas filhas, ou a seus
33 Entaõ entrou Laban na tenda filhos, que pariraõ ?
de Jacob, e na tenda de Lea, e na 44 Agora pois vem e façamos con­
tenda de ambas as servas, e naò certo, eu e tu, que seja por testimu-
achou; e sahindo da tenda de Lea, nho entre my e entre ty.
•entrou na tenda de Rachel. 45 Entaõ tomou Jacob huã pedra,
34 Mas tomara Rachel os Tera- e alçou a por estatua.
phins, e pusera os na albarda de hum 46 E disse Jacob a seus irmaõs :
camello, e assentara se sobre elles; e Ajuntae pedras, e tomaraõ pedras, e
apalpou Laban toda a tenda, e naõ fizeraõ hum montaõ, e comeraõ ali
achou. sobre aquelle montaõ.
35 E ella disse a seu pae: Naõ se 47 E chamoulhe Laban Jegar Sa-
acenda a ira nos olhos de meu senhor, hadutha ; porem Jacob chamou lhe
que naõ posso levantar me diante de Galeed.
tua face : porquanto tenho o costume 48 Entaõ disse Laban : Este mon­
das mulheres : e elle buscou, mas naõ taõ seja hoje por testimunha entre my
achou os Terraphins. e entre ty : por isso se chamou seu
36 Entaõ irouse Jacob, e conten- nome Galeed.
deo com Laban; e-respondeo Jacob 49 E Mizpa: porquanto disse:
e disse a Laban : Que he minha mal­ Attente Jehovaii entre my e entre
dade ? que he meu pecado '■ que taõ ty ; quando nos esconderemos o hum
furiosamente me tens perseguido? do outro.
37 Avendo apalpado todo meu fato, 50 Se affligires a minhas filhas, e
que achaste de todo o fato de tua se tomares mulheres alem de minhas
casa ? pôe o aqui diante de meus ir­ filhas, ■ ninguém está com nosco :
maõs, e teus irmaõs ; e julguem entre Attenta que Deus ha de ser testimu­
nos ambos. nha entre my e entre ty.
38 Estes vinte annos eu estive 51 Mais disse Laban a Jacob: Eis
comtigo, tuas ovelhas e tuas cabras aqui este mesmo montaõ, e eis aqui
nunca moveraõ, e naõ comi os car­ esta estatua que levantei entre my e
neiros de teu rebanho. entre ty.
39 Naõ te trouxe o despedaçado, 52 Este mesmo montaõ seja testi­
-eu pagava o, de minha maõ o reque­ munha, e esta estatua seja testimunha,
rias, o furtado de dia, e o furtado de que eu naõ passarei este montaõ a ty,
noite. e que tu naõ passarás este montaõ e
40 Eu estive asst que de dia me esta estatua a my, para mal.
consumia a quentura, e de noite a 53 O Deus de Abraham, e o Deus
geada; e meu sono se foi de meus de Nahor, o Deus de seu pae julgue
olhos. entre nos ; e jurou Jacob polo temor
41 Estive agora vinte annos em de seu pae Isaac.
tua casa ; catorze annos te servi por 54 E sacrificou Jacob hum sacri­
tuas duas filhas, e seis annos por teu fício naquella montanha, e convidou
rebanho ; mas meu salario tens mu­ a seus irmaõs, para comer paõ ; e co­
dado dez vezes. meraõ paõ, e passaraõ a noite na
42 Se o Deus de meu pae, o Deus montanha.
de Abraham, e o temor de Isaac naõ 55 E levantou se Jacob pola ma-
fora comigo, por certo enviasses me nhaã de madrugada, e bejou a seus
agora vazio : Deus attentou para filhos, e a suas filhas, e abençoou
minha affliçaõ, e para o trabalho de os; e partiose, e tQjj>ç,use Laban a,
minhas maõs, e reprendeo te ontem a seu lugar.
noite.
43 Entaõ respondeo Laban, e disse
D
34 GENESIS. Cap. XXXII.
seus filhos, quarenta vacas, e dez no­
CAPITULO XXXII. vilhos ; vinte asnas, e dez burrinhos.
FOI lambem Jacob seu caminho, 16 E deu o namaõ de seus servos,
E e encontraraõ o os Anjos de cada rebanho a parte, e disse a seus
Deus. servos : Passae diante de minha face,
2 E Jacob disse, quando os vio : o ponde espaço entre rebanho e entre
Este he exercito de Deus; e chamou rebanho.
o nome daquelle lugar Mahanaim. 17 E mandou a o primeiro, dizen­
3 E enviou Jacob mensageiros di­ do : Quando Esau meu irmaõ te en­
ante de sua face a Esau seu irma';, á contrar, e te perguntar dizendo: Cu­
terra de Seir, território de Edom. jo tu es, e para onde vás ? e cujas sa'-
4 E mandou lhes, dizendo ; Assi estas cousas diante de tua face '■
direis a meu senhor Esau: Assi diz 18 Entaõ dirás: O presente he de
Jacob teu servo; Como peregrino teu servo Jacob, que envia a meu
morei com Laban, e me detive até- Senhor a Esau ; e eis que elle mesmo
gora. vem também a tras de nos.
5 E tenho bois e asnos, ovelhas, e 19 E mandou também a o segun­
servos e servas ; e enviei para annun- do, também a o terceiro, também a
ciar a meu senhor, paraque ache graça todos os que vinhaõ a tras dos reba­
em teus olhos. nhos, dizendo: Conforme a esta mes­
6 E os mensageiros tornaraõ a Ja­ ma palavra fallareis a Esau, quando o
cob, dizendo : A'iemos a teu irmaõ, a achardes.
Esau; e também elle procede a en­ 2'J E direis também : Eis que teu
contrar te, e quatrocentos varões com servo Jacob vem a tras de nos; porque
elle. dizia: Apaziguarei sua face com este
7 EntaÒ Jacob temeomuyto, ean- presente, que vae diante de minha
gustiouse; erepartio o povo que com tace, e despois verei sua face; por­
elle estava, e as ovelhas, e as vacas, e ventura aceitará minha face.
os camellos, em dous bandos. 21 Assi passou o presente diante
8 Porque dizia : Se Esau vier a o de sua face; porem elle passou aquella
hum bando, e o ferir, o outro bando noite no arrayal.
escapará. 22 E levantouse aquella mesma
9 Disse mais Jacob : Deus de meu noite, e tomou suas duas mulheres, e
pae Abraham, e Deus de meu pae suas duas servas, e seus onze filhos,
Isaac, Jeiiovah! que me disseste: e passou o vao de Jabbok.
Torna te a tua terra, e a tua paren­ 23 E tomou os, e feios passar o
tela, e bem fartehei. ribeiro ; e fez passar tudo o que tinha.
10 Eu menor sou que todas as be­ 24 Porem Jacob ficou só ; e lutou
neficências, e que toda a verdade, que com elle hum varaõ, ate que a alva
fizeste a teu servo : Porque com meu subia.
cajado passei este Jordaõ, e agora es­ 25 E vendo que naõ prevalecia
tou sobre dous bandos. contra elle, tocou a juntura de sua
11 Livra me pois da maõ de meu coxa, de maneira que se desengonçara
irmaõ, da maõ de Esau ; porque o a juntura da coxa de Jacob, lutando
temo, que porventura naõ venha, c com elle.
me fira, a mae com os filhos. 26 E disse: Deixa me ir, porque
12 Tu mesmo disseste : Bem fa­ ja a alva subio; porem elle disse:
zendo te farei bem, e porei tua se­ Naõ deixarei-te ir, se me naõ aben­
mente como a area do mar, que pola çoares.
multidão naõ pode contarse. 27 E disse lhe : Como he teu nome?
13 E passou ali aquella noite; e e elle disse Jacob.
tomou do que lhe veyo á sua maõ, hum 28 EntaÒ disse: Naõ se chamará
presente para seu irmaõ Esau. mais teu nome Jacob, mas Israel:
14 Duzentas cabras, e vinte bodes; pois como principe lutaste com Deus,
duzentas ovelhas, e vinte carneiros. e com os homens, e prevaleceste.
15 Trinta camélias de leite com 29 E Jacob perguntou e disse:
GENESIS. Cap. XXXIII. XXXIV. 35
Ora dame a saber teu nome ; e disse : 11 Ora toma minha bençaõ, que
Porque perguntas por meu nome ? e te foi trazida; porque Deus graciosa­
abençoou o ali. mente m’a tem dado; e porque tenho
30 E chamou Jacob o nome da­ de tudo; e perfiou com elle, assi que
quelle lugar Pniel: porque dizia tenho o tomou.
visto a Deus face a face, e minha al- 12 E disse: Caminhemos, e ande­
ma foi livrada. mos, e eu partirei diante de ty.
31 E sahio lhe o sol, quando pas­ 13 Porem elle lhe disse: Meu se­
sou a Pniel; e manquejava de sua nhor sabe, que estes filhos saõ tenros,
coxa. e que tenho comigo ovelhas e vacas
32 Por isso os filhos de Israel naõ de leite ; se as aftadigarem somente
comem o nervo encolhido, que está hum dia, todo o rebanho morrerá.
sobre a juntura da coxa até o dia de 14 Ora passe meu senhor diante da
hoje; porquanto tocara a juntura da face de seu servo ; e eu irei como por
coxa de Jacob no nervo encolhido. guia pouco a pouco, conforme o pas­
so da obra, que he diante de minha
CAPITULO XXXIII. face, e conforme o passo dos meni­
LEVANTOU Jacob seus olhos nos, até que chegue a meu senhor
e olhou,, e eis que vinha Esau, em Seir.
e quatrocentos homens com elle : 15 E Esau disse: Ajuntarei logc
Entaõ repartio os filhos entre Lea para ty desta gente, que está comigo:
e entre Rachel, e entre as duas ser­ e elle disse : Para que isso ? ache eu
vas. graça nos olhes de meu senhor.
2 E pôs as servas e seus filhos di­ 16 Assi se tornou Esau aquelle dia
ante, e a Lea com seus filhos a tras; por seu caminho a Seir.
porem a Rache! e a Joseph os derra­ 17 Porem Jacob se partio para
deiros. Succoth, e edificou para si huã casa:
3 E elle passou diante delles, e in- e fez cabanas para seu gado : por isso
clinouse á terra sete vezes, até que chamou o nome daquelle lugar Suc­
chegou a seu innaõ. coth.
4 Entaõ Esau correo lhe a o en­ 18 E chegou Jacob salvo á cidade
contro, e abraçou o, e lançouse sobre de Sichem, que está na terra de Ca-
seu pescoço, e beyou o, e choraraõ, naan, quando vinha de Paddan-A-
.5 Despois levantou seus olhos, e ram; e fez seu assento cfj.nte da ci­
vio as mulheres, e os filhos, e disse : dade.
Que saõ estes comtigo ? e elle disse : 19 E comprou huã parte do cam­
Os filhos que Deus graciosamente po em que estendera sua tenda, da
tem dado a teu servo. maõ dos filhos de Hemor, pae de Si­
6 Entaõ chegaraõ as servas ; cilas, chem, por cem peças de dinheiro.
e seus filhos, e inclinaraõ se. 20 E levantou ali hum altar, e cha­
7 E chegou também Lea com seus mou lhe ; o Deus de Israel he Deus.
filhos, e inclinaraõ se ; e despois che­
gou Joseph e Rachel, e inclinaraõ se. CAPITULO XXXIV.
8 E disse : Para quem te he todo SAHIO Dina filha de Lea, que
este exercito que tenho encontrado ? parira a Jacob, para ver a* filhas
e elle disse: Para achar graça nos da terra.
olhos de meu senhor. 2 E Sichem filho de Hemor He-
9 Mas Esau disse: Eu tenho ba­ veo, príncipe daquella terra, vio a, e
stante, meu irmaõ, seja para ty o que tomou a, e deitou-se com ella, e for­
tens. çou a.
10 Entaõ disse Jacob : Ora naõ, se 3 E sua alma se apegou com Dina
agora tenho achado graça em teus filha de Jacob, e amou a moça, e fal-
olhos, toma meu presente de minha lou segundo o coraçaõ da moça.
maõ; porquanto tenho visto teu rosto, 4 Fallou também Sichem a Hemor
como se tinha visto o rosto de Deus, seu pae, dizendo : Toma me esta
e tomaste contentamento em my. moça por mulher.
D2
36 GENESIS. Cap. XXXIV.
5 Quando Jacob ouvio, que conta­ 20 Veyo pois Hemor e Sichem seu
minara a Dina sua filha, seus filhos filho á porta de sua cidade, e fallaraõ
estavaõ no campo com o gado; e cal- a os varoés de sua cidade, dizendo.
lou Jacob até que viessem. 21 Estes varoés saõ pacíficos com
6 E sahio Hemor, pae de Sichem, nosco, portanto habitaráõ nesta terra,
a Jacob, pera fallar com elle. e negocearáõ nella, e a terra (eis que
7 E vieraõ os filhos de Jacob do he larga de espaço) estará diante de
campo, em ouvindo isso, e entristece­ sua face ; tomaremos nos suas filhas
rão se os varoés, e assanharaõse, por­ por mulheres, e daremos lhes nossas
quanto fizera doudice em Israel, dei­ filhas.
tando-se com a filha de Jacob; o que 22 Porem nisto consentiráõ aquel-
naõ se devia fazer assi. les varoés, de habitar com nosco, pa-
8 Entaõ fallou Hemor com elles raque sejamos hum povo, se todo
dizendo: A alma de Sichem meu macho entre nos se circuncidar, como
filho está namorada de vossa filha; elles saõ circuncidados.
ora dae lha por mulher. 23 Seu gado, sua possessão, e to­
9 E aparentae-vos comnosco, dae dos seus animaes naõ seráõ nossos?
nos vossas filhas, e tomae nossas filhas consintamos somente com elles, e ha­
para vos. bitaráõ com nosco.
10 E habitae comnosco ; e a terra 24 E deraõ ouvidos a Hemor, e a
estará diante de vossa face: habitae Sichem seu filho, todos os que sahiaõ
e negoceae nella, e tomae possessão da porta de sua cidade; e foi circun­
nella. cidado todo macho, de todos que sa-
11 E disse Sichem a o pae delia, e biaõ pela porta de sua cidade.
a os irmaõs delia: Ache eu graça em 25 E aconteceo que, a o terceiro
vossos olhos, e darei o que me dis­ dia, quando estavaõ com a mayor dor,
serdes. tomaraõ os dous filhos de Jacob,
12 Augmentae muito sobre my o Simeon c Levi, irmaõs de Dina, ca-
dote e a dadiva, e darei o que me dahum sua espada, e entraraõ affou-
disserdes; daerae somente a moça tadamente na cidade, e mataraõ a to­
por mulher. do macho.
13 Entaõ responderão os filhos de 26 Mataraõ também afio da espa­
Jacob a Sitiem e a Hemor seu pae da a Hemor, e a seu filho Sichem ; e
enganosamente, e fallaraÕ, porquanto tomaraõ a Dina da casa de Sichem, e
avia tontaminado a Dina sua irmaã. sabiraõ.
14 E disseraõ lhes : Naõ podemos 27 Vieraõ também os filhos de Ja­
fazer isso, que dessemos nossa irmaã cob a os mortos, e saquearaõ a cidade;
a hum varaõ, que tem prepucio ; por­ porquanto contaminaraõ a sua irmaã.
que isso seria vergonha para nos. 28 Suas ovelhas, e suas vacas, e
1.5 Porem nisso consentiremos a seus asnos, e o que na cidade, e o que
vos ; se fordes como nosoutros, que se no campo avia, tomaraõ.
circuncide todo macho entre vos. 29 E toda sua fazenda, e todos
16 Entaõ daremos-vos nossas filhas, seus meninos, e suas mulheres leva-
e tomaremos nós vossas filhas, e ha­ raõ presas, e despojaraõ as, e tudo
bitaremos cora vosco, e seremos hum que avia em casa.
povo. 30 Entaõ disse Jacob a Simeon e
17 Porem se naõ ouvirdes-nos, e a Levi: Me tendes turbado, fazen­
naõ vos circuncidardes, tomaremos do-me feder entre os moradores desta
nossa filha, e nos iremos. terra, entre os Cananeos e entre os
18 E suas palavras foraõ boas nos Phereseos, sendo eu pouco povo em
olhos de Hemor, e nos olhos de Si­ numero; se ajuntarem se contra my,
chem filho de Hemor. ferirmehaÕ, e ficarei destruído, eu e
19 E naõ tardou o mancebo em fa­ minha casa.
zer isto; porque a filha de Jacob lhe 31 E elles disseraõ : Faria pois elle
contentava; e elle era o mais honrado a nossa irmaã como a huã solteira?
de toda a casa de seu pae.
GENESIS. Cap. XXXV. 37
13 E Deus subio delle, do lugar
CAPITULO XXXV. onde fallara com elle.
ESPOIS disse Deus a Jacob: 14 E Jacob pôs huã estatua no lu­
Levanta-te, sobe a Bethel e ha­ gar onde fallara com elle, huã esta­
bita ali; e faze ali hum altar a o Deus tua de pedra; e derramou sobre ella
que te apareceo, quando fugias diante derramadura, c deitou sobre ella
da face de Esau teu irmaõ. azeite.
2 Entaõ disse Jacob a sua família, 15 E chamou Jacob o nome da-
e a todos os que com elle estavaõ: quelle lugar, aonde Deus com elle
Tirae os deuses estranhos, que ha no fallara, Bethel.
meyo de vos, e purificae vos, e mudae 16 E partiraõse de Bethel; e avia
vossos vestidos. ainda hum pequeno espaço de terra
3 E levantemos nos, e subamos a para chegar a Ephrata,e pario Rachel,
Bethel; e ali farei hum altar a o Deus, e ella teve trabalho em seu parto.
que me respondeo no dia de minha 17 E aconteceo que, tendo ella
angustia, e foi comigo no caminho que trabalho em seu parto, lhe disse a
tenho andado. parteira: Naõ temas, porque também
4 Entaõ deraõ a Jacob todos os este filho terás.
deuses estranhos, que avia em sua 18 E aconteceo que, sahindose lhe
maõ, e as arrecadas, que estavaõ em a alma, porque morreo, chamou seu
suas orelhas; e Jacob os escondeo nome Benoni; mas seu pae chamou
debaixo do carvalho, que está junto lhe Benjamin.
a Sichem. 19 Assi morreo Rachel; e foi se­
.5 E partiraõse; e o terror de Deus pultada no caminho de Ephrata, esta
foi sobre as cidades, que estavaõ a o he Bethlehem.
redor delles, e naõ seguiraõ após os 20 E Jacob pôs huã estatua sobre
filhos de Jacob. sua sepultura : esta he a estatua da
(5 Assi chegou Jacob a Luz, que sepultura de Rachel até o dia de hoje.
está na terra de Canaan, esta he Be­ 21 Entaõ se partio Israel; e esten-
thel ; elle e todo o povo que com elle deo sua tenda de Migdal Eder.
avia. 22 E aconteceo que, habitando
7 E edificou ali hum altar, e cha­ Israel naquella terra, foi Ruben, e
mou aquelle lugar EI Beth-El: por­ deitouse com Bilha concubina de seu
quanto Deus ali se tinha manifestado pae ; e Israel ouvio o : e foraõ os fi­
lhe, (piando fugia diante da face de lhos de Jacob doze.
seu irmaõ. 23 Os filhos de Lea o primogénito
8 E morreo Débora a ama de Re- de Jacob Ruben, despois Simeon e
becca, e foi sepultada a o pé de Be­ Levi, e Juda, e Issaschar, e Zebulon.
thel, debaixo do carvalho, cujo nome 24 Os filhos de Rachel, Joseph e
chamou Aliou Bachuth. Benjamin.
9 E apareceo Deus outra vez a 25 E os filhos de Bilha, serva de
Jacob, vindo de Paddan-Aram; e Rachel, Dan e Naphtali.
abençoou o. 26 E os filhos de Zilpa, serva de
10 E disse lhe Deus: Teu nome Lea, Gad e Aser; estes saõ os filhos
he Jacob; naõ se chamará mais teu de Jacob, que lhe naceraõ em Pad­
nome Jacob, mas Israel será teu dan-Aram.
nome ; e chamou seu nome Israel. 27 E Jacob veyo a seu pae Isaac, a
11 Mais disse lhe Deus: Eu sou Manire a Quiriath Arba, esta he He-
o Deus Todopoderoso, fructifica e bron, aonde peregrinarão Abraham e
multiplica-te; gente e multidão de Isaac.
gentes sahirá de ty, e Reys procede­ 28 E foraõ os dias de Isaac cento
rão de teus lombos. annos e oitenta annos.
12 E esta terra que tenho dado a 29 E Isaac espirou e morreo, e foi
Abraham e a Isaac, darei a ty ; e recolhido a seus povos, velho e farto
a tua semente despois de ty darei esta de dias; e sepultarão o Esau e Jacob
terra. seus filhos.
38 GENESIS. Cap. XXXVI.
16 O Príncipe Corah, o Principe
CAPITULO XXXVI. Gaetam, o Principe Amalek; estes
ESTAS saõ as gerações de Esau, saõ os Príncipes de Eliphaz na terra
E que he Edom.
2 Esau tomou suas mulheres das
de Edom : estes saõ os filhos de Ada.
17 E estes saõ os filhos de Rehuel
filhas de Canaan: a Ada filha de filho de Esau: o Principe Nahath, o
Elon Hetheo, c a Aholibama filha de Principe Zerah, o Principe Samma, o
Ana, filha de Zibeon Heveo. Principe Missa; estes saõ os Prín­
3 E a Basmath filha de Ismael, ir- cipes de Rehuel na terra de Edom ;
maã de Nebajoth. estes saõ os filhos de Basmath, ntulher
4 E Ada pario a Esau Eliphaz ; e de Esau.
Basmath pario a Rehuel. 18 E estes saõ os filhos de Aholi­
2> E Aholibama pario a Jehus, e a bama, mulher de Esau: o Principe
Jaelam, e a Corah: estes saõ os filhos Jehus, o Principe Jaelam, o Prin­
de Esau, que naceraÕ lhe na terra de cipe Corah ; estes saõ os Príncipes de
Canaan. Aholibama, filha de Ana mulher de
6 E Esau tomara suas mulheres, e Esau.
seus filhos, e suas filhas, e todas as 19 Estes saõ os filhos de Esau, e
almas de sua casa, e seu gado, e to­ estes saõ seus Príncipes : elle he
dos seus animaes, e toda sua fazenda, Edom.
que avia aquirido na terra de Canaan; 20 Estes saõ os filhos de Seir Ho-
e fora-se a outra terra de diante da reo, moradores daquella terra: Lo-
face de Jacob seu irmaõ. than, e Sobal, e Zibeon, e Ana.
7 Porquanto a fazenda delias era 21 E Dison, e Eser, e Disan ; Es­
muita, para habitarem juntos; e a tes saõ os Príncipes dos Horeos, filhos
terra de suas peregrinações naõ os de Seir na terra de Edom.
podia soportar por causa de seu gado. 22 E os filhos de Lothan foraõ ;
8 Portanto Esau habitou na mon­ Hori e Hemam ; e a irmaií de Lothan
tanha de Seir: Esau he Edom. era Timna.
9 Estas pois saõ as gerações de 23 E estes saõ os filhos de Sobal:
Esau, pae dos Edomeos, na monta­ Alvan, e Manahath, e Ebal, e Sepho,
nha de Seir. e Onam.
10 Estes saõ os nomes dos filhos 24 E estes saõ os filhos de Zibeon:
de Esau: Eliphaz filho de Ada, mu­ Aja, e Ana; este he o Ana, que achou
lher de Esau, Rehuel filho de Bas­ os mulos no deserto, quando apacen-
math, mulher de Esau. tava os asnos de Zibeon seu pae.
11 E os filhos de Eliphaz foraõ; 25 E estes saõ os filhos de Ana:
Teman, Ornar, Zepho, e Gaetam, e Dison ; e Aholibama era a filha de
Quenaz. Ana.
12 E Timna era concubina de Eli­ 26 E estes saõ os filhos de Disan;
phaz, filho de Esau, e pario a Eli­ Hemdan, e Esban, e Ithran, e Che-
phaz Amalek : Estes saõ os filhos de ran.
Ada mulher de Esau. 27 Estes saõ os filhos de Ezer: Bi-
13 E estes foraõ os filhos de Re­ lhan, e Zaavan, e Akan.
huel ; Nahath, e Zerah, Samma, e 28 Estes saõ os filhos de Disan:
Missa: estes foraõ os filhos de Bas­ Uz, e Aran.
math, mulher de Esau. 29 Estes saõ os Príncipes dos Ho­
11 E estes foraõ os filhos de Aho­ reos : o Principe Lothan, o Principe
libama, filha de Ana, filha di Zibeon, Sobal, o Principe Zibeon, o Principe
mulher de Esau; e pario a Esau a Ana.
Jehus, e Jaelam, e Corah. 30 O Principe Dison, o Principe
15 Estes saõ os Príncipes dos fi­ Ezer, o Principe Disan ; estes saõ os
lhos de Esau; os filhos de Eliphaz o Príncipes dos Horeos, segundo seus
primogénito de Esau, foraõ ; o Prín­ Príncipes na terra de Seir.
cipe Teman, o Príncipe Omar, o 31 E estes saõ os Reys que rey-
Principe Zepho, o Príncipe Quenaz, naraõ na terra de Edom, antes que
GENESIS. Cap. XXXVI. XXXVII. 39
reynasse algum Rey sobre os filhos de era filho de sua velhice ; e fez lheliua.
Israel. roupeta de varias cores.
32 Reynou pois em Edom Bela 4 Vendo pois seus irmaõs, que seu
filho de Beor, e o nome de sua ci­ pae o amava mais que a todos seus
dade foi Dinhaba. irmaõs aborreceraõ o, e naõ podiaõ
33 E morreo Bela; e Jobab filho de fallar com elle pacificamente.
Zerah de Bosra reynou em seu lugar. 5 Sonhou também Joseph hum
34 E morreo Jobab : e Husam da sonho, que contou a seus irmaõs: Po-
terra dos Temaniias reynou em seu risso o aborreciaõ tanto mais.
lugar. 6 E disse lhes: Ouv-i ora este so­
35 E morreo Husam; e em seu nho, que tenho sonhado.
lugar reynou Hadad, filho de Bedad, 7 E eis que estavamos atando mo­
o que ferio a Midian no campo de lhos no meyo do campo, e eis que
Moab ; e o nome de sua cidade foi meu molho se levantava, e também
Avith. ficava em pé, e eis que vossos molhos
36 E morreo Hadad; e Samla de o rodeavaõ, e se inclinavaõ a meu
VIasreca reynou em seu lugar. molho.
37 E morreo Samla; e Saul de 8 Entaõ lhe disseraõ seus irmaõs :
Rehoboth a o rio reynou em seu lu­ Tu pois reynando reynarás sobre nos?
gar. ensenhoreando te ensenhorearás so­
38 E morreo Saul; e Baal Hanan bre nos ? porisso o aborreciaõ tanto
filho de Achbor reynou em seu lugar. mais por seus sonhos, e por suas pa­
39 E morreo Baal Hanan, filho de lavras.
Achbor ; e Hadar reynou em seu lu­ 9 E sonhou ainda outro sonho, e
gar, e o nome de sua cidade foi Pa­ o contou a seus irmaõs, e disse : Eis
lm ; e o nome de sua mulher foi que ainda sonhei hum sonho; e eis
Mehetabeel, filha de Matred filha de que o sol, e a lua, e onze estrellas se
Mezahab. inclinavaõ a my.
40 E estes saõ os nomes dos Prín­ 10 E contando o a seu pae e a se­
cipes de Esau, segundo suas gera­ us irmaõs, reprendeo o seu pae, e
ções, segundo seus lugares com seus disse lhe; Que sònho he este que so­
nomes : o Principe Tiinna, o Principe nhaste ? porventura viremos eu e tua
Alva, o Principe Jetheth. mae, e teus irmaõs, para inclinar nos
41 O Principe Aholibama, o Prin­ a ty em terra ?
cipe Ela, o Principe Pinon. 11 Seus irmaõs pois o envejavaõ;
42 O Principe Quenaz, o Principe porem seu pae guardava este ne­
Teman, o Principe Mibzar. gocio.
43 O Principe Magdiel, o Principe 12 E seus irmaõs foraõ se a apa-
Iram: Estes saõ os Príncipes de E- centar o rebanho de seu pae junto de
dom segundo suas habitações, na ter­ Sichem.
ra de sua possessão; Este he Esau 13 Disse pois Israel a Joseph:
pae de Edom, Naõ apacentaõ teus irmaõs junto de
Sichem? vem e enviarte hei a elles?
CAPITULO XXXVII. e elle lhe disse : Eis me aqui.
JACOB habitou na terra das pe­ 14 E elle lhe disse: Ora vae-te, vé-
regrinações de seu pae, na terra como estaõ teus irmaõs, e como está
de Canaan. o rebanho, e traze me reposta: Assi
2 Estas saõ as gerações de Jacob : o enviou do valle de Hebron, e veyo
sendo Joseph filho de dezesete annos, a Sichem.
apacentava as ovelhas com seus ir­ 15 E achou o hum varaõ, porque
mãos, e estava mancebo com os filhos eis que andava errado pelo campo ; e
de Bilha, e com os filhos de Zilpa, perguntoulhe aquelle varaõ, dizendo:
mulheres de seu pae; e Joseph trazia Que buscas?
sua má fama a seu pae. 16 E elle disse: Busco a meus ir­
3 E Israel amava a Joseph mais maõs ; ora dize me aonde elles apa­
que a todos seus filhos; porquanto centaõ ?
40 GENESIS, Cap. XXXVII. XXXVIII.
17 E disse aquelle varaõ: foraõ se ziaõ : Esta temos achado, conhece a-
daqui; porque ouvi lhes dizer ; vamos gora, se esta seja a roupeta de teu
a Dothan: Joseph pois seguio a seus filho ou naõ?
irmaõs, e achou os em Dothan. 33 E conheceo a, e disse: A rou­
18 E viraõ o de longe, e antes que peta de meu filho he, alguã má besta
chegasse a elles, conspiraraõ contra o tragou; despedaçando despedaçado
elle, para o matarem. he Joseph.
19 E disseraõ o hum a outro : Eis 34 Entaõ Jacob rasgou seus vesti­
lá vem o mestre dos sonhos. dos, e pôs saco sobre seus lombos, e
20 Vinde pois agora, e matemo-lo, trouxe dó por seu filho muitos dias.
e o lançemos em huã destas covas, e 35 E levantaraõ se todos seus fi­
diremos : Huã besta fera o comeo, e lhos e todas suas filhas, para o conso­
veremos que seraõ seus sonhos. larem ; porem engeitou de ser conso­
21 E ouvindo o Ruben, livrou o lado, e disse : Porquanto com choro
de suas maõs, e disse: Naõ lhe tire­ bei de decer a meu filho até a sepul­
mos a vida. tura : assi o chorou seu pae.
22 Também disselhes Ruben : Naõ 36 E os Midianitas venderaõ o em
derrameis sangue, lançae o nesta co­ Egypto a Potiphar, Eunucho de Pha-
va, que está no deserto, e naõ lanceis raó, Capitaõ dos da guarda.
maõs nelle : para livrà-lo de suas ma­
õs, e para torná-lo a.seu pae. CAPITULO XXXVIII.
23 E aconteceo que, chegando Jo­ ACONTECEO no mesmo tem­
seph a seus irmaõs, tiraraõ a Joseph po, que Juda deceo de seus irma­
sua roupeta, a roupeta de varias co­ õs, e entrou a hum varaõ de Adullam,
res, que trazia. cujo nome era Hira.
24 E tomaraõ o, e lançaraõ o na 2 E vio Juda ali a filha de hum va-
cova; porem a cova eslava vazia, naõ raò Cananeo, cujo nome era Sua; e
avia agoa nella. tomou a, e entrou a cila.
25 Despois assentaraõse a comer 3 E ella concebeo e pario hum fi­
pao ; e levantaraõ seus olhos, e olha- lho, e chamou seu nome Her.
raõ, e eis que huã companhia de Is- 4 E tornou a conceber, e pario hum
maelitas vinha de Gilead; e seus ca- filho, e chamou seu nome Onan.
mellos traziaõ especiarias, e balsamo, 5 E continuou ainda, e pario hum
e mirra, e hiaõ a levalo a Egypto. filho, e chamou seu nome Selah; po­
26 Entaõ Juda disse a seus irmaõs: rem elle estava em Chesib, quando
Que proveito averá, que matemos a ella o pario.
nosso irmaõ, eescondamosseusangue? 6 Juda pois tomou huã mulher pa­
27 Vinde e o vendamos a estes Is- ra Her seu primogénito, e seu nome
maelitas, e naõ seja nossa maõ sobre era Thamar.
elle; porque ellehe nosso irmaõ, nos­ 7 Porem Her o primogénito de Ju-
sa carne: e seus irmaõs obedecerão. da era mao nos olhos de Jeiiovau :
28 Passando pois os mercadores poloque Jeiiovau o matou.
Midianitas, tiraraõ e alçaraõ a Joseph 8 Entaõ disse Juda a Onan ; Entra
da cova, e venderão a Joseph a os Is- á mulher de teu irmaõ, e casa te com
maelitas por vinte moedas de prata, ella, e desperta semente a teu irmaõ.
que levaraõ a Joseph a Egypto. 9 Porem sabendo Onan, que esta
29 Tornaudo pois Ruben á cova, semente naõ avia de ser para elle, a-
eis que Joseph naõ estava na cova ; conteceo que quando entrava á mu­
entaõ rasgou seus vestidos. lher de seu irmaõ, corrompia a na ter­
30 E tornou a seus irmaõs, e disse: ra, para naõ dar semente a seu irmaõ.
O moço naõ ha; e eu aonde irei ? 10 E o que fazia era mao nos olhos
31 Entaõ tomaraõ a roupeta de Jo­ de Jeiiovau: poloque também o ma­
seph, e degolaraõ hum cabrito das ca­ tou.
bras, e tingirão a roupeta no sangue. 11 Entaõ disse Juda a Thamar sua
32 E enviaraõ a roupeta de varias nora: Fica te viuva na casa de teu
cores, e fizeraõ levála a seu pae, e di- pae, até que Sela meu filho seja gran­
GENESIS. Cap. XXXVIII. XXXIX. 41
de; porquanto disse: Paraque por viado este cabrito; mas tu naõ a a-
ventura naõ também morra este, co­ chaste.
mo seus irmaõs: Assi foi se Thamar, 24 E aconteceo que quasi tres me­
e ficouse na casa de seu pae. ses despois, deraõ aviso a Juda, di­
12 1’assandose pois muitos dias, zendo : Thamar tua nora tem forni-
morreo a filha de Sua, mulher de Ju- cado, e eis que está prenhe da forni-
da: Despois se consolou Juda, e su- caçaõ: Entaõ disse Juda: Tirae a
bio a os trosquiadores de suas ovelhas fora, paraque seja queimada.
em Timna, elle c Hira seu amigo, o 25 E tirando a fora, ella enviou a
Adullamita. dizer a seu sogro: Daquelle varaõ,
13 E deraõ aviso a Thamar, dizen­ cujas saõ estas cousas, cu estou em­
do : Eis que teu sogro sobe a Timna, prenhada ; e ella disse mais : Conhece
a trosquiar suas ovelhas. ora, cujo he este scllo, e estes lenços,
14 Entaõ ella tirou de sobre si os e este cajado.
vestidos de sua viuveza, e cubrio se 26 E conheceu os Juda, e disse:
com hum veo, e envolveo se, e assen­ Mais justa he que eu, porquanto naõ
tou se á entrada das duas fontes, que a tenho dado a Sela meu filho; e nun­
está no caminho de Timna: porque ca mais a conheceo.
via, que Sela ja era grande, e ella lhe 27 E aconteceo ao tempo do parir,
naõ fora dada por mulher. eis que avia gemeos em seu ventre.
15 E vendo a Juda, teve a por sol­ 28 E aconteceo que parindo ella.
teira ; porquanto ella cubrira seu. ros­ que o hum deu fora a maõ, e a partei­
to. ra tomou a, e atou em sua maõ hum
16 E apartouse a ella a o caminho, fio de grau, dizendo: Este sahio pri­
e disse: Vem ora deixa me entrar a meiro.
tv : porquanto naõ sabia que era sua 29 Mas aconteceo que tornando
nora: e ella disse ; que me darás, pa­ eiie a recolher sua maõ, eis que sahio
raque entres a tny. seu irmaõ, e ella disse: Como tuhns
17 E elle disse: Eu te enviarei hum rompido? sobre ty he a rotura; echa-
cabrito das cabras do rebanho ; e ella maraõ seu nome Perez.
disse : Se darás prenda, até que o en­ 30 E despois sahio seu irmaõ, em.
vies. cuja maõ estava o fio dc graã; e cha-
18 Entaõ elle disse: Que prenda maraõ seu nome Zerah.
lie que te darei ? e ella disse; teu scllo.
e teu lenço, e teu cajado, que está em CAPITULO XXXIX.
tua maõ: o que elle lhe deo. e entrou OSEPH pois foi levado aEgypto.
a ella, e ella concebeo delle, J e Potiphar Eunucho de Pharaé.
19 E ella levantouse e foise, e ti­ Capitao dos da guarda, varaõ Egyp-
rou seu veo de sobre si, e vestio os eio, comprou o da maõ dos Ismaelt-
vestidos de sua viuveza. tas, que o aviaõ levado lá.
‘20 E Juda enviou o cabrito das ca­ 2 E Jf.hovaii era com Joseph, dc
bras por maõ de seu amigo o Adulla­ maneira que foi varaõ prosperado ; e
mita, para tomar a prenda da maõ da estava na casa de seu senhor Egypcio.
mulher; porem naõ a achou. 3 Veudo pois seu senhor, que Je­
21 E perguntou a os homens da­ ito vaii era com elle, e tudo o que fa­
quelle lugar, dizendo: Aonde está a zia, Jeiiovah prosperava emsua maõ;
solteira, que estava no caminho junto 4 Achou Joseph graça em seus
as duas fontes ? e disseraõ: Aqui naõ olhos, e servia o ; e elle o pôs sobre sua
esteve solteira. casa, c entregou em sua maõ, tudo o
22 E tornouse a Juda. e disse: que tinha.
Naõ a achei; e também disseraõ os 5 E aconteceo que desde que o pu­
homens daquelle lugar: -Aqui naõ es­ sera sobre sua casa, e sobre tudo o
teve solteira. que tinha, .Jmovah abençoou a casa
23 Entaõ disse Juda: Tome o pa­ do Egypcio por amor de Joseph ; e a
ra si, paraque por ventura naõ venha­ bençaá de Jeiiovaii foi sobre tudo o
mos em desprezo; eis que tenho en­ que tinha, na casa e no campo.
1-2 GENESIS. Cap. XXXIX. XL.
6 E deixou tudo o que tinha, na tas mesmas palavras me fez teu servo;
maõ de Joseph, de maneira que sabia sua ira se acendeo.
de nada com elle, mais que do paõ 20 E o senhor de Joseph o tomou,
que comia; e Joseph era formoso de e o entregou na casa do cárcere, no
parecer, e formoso de vista. lugar aonde os presos del Rey esta-
7 E aconteceo despois destas cou­ vaõ presos ; assi esteve ali na casa do
sas, que a mulher de seu senhor pós cárcere.
seus olhos em Joseph, e disse: Deita 21 Porem Jeiiov.ah era com Jo­
te comigo. seph, e estendeo sobre ellesím miseri­
8 Porem elle o refusou, e disse á córdia, e deu lho graça nos olhos do
mulher de seu senhor: Eis que meu Mayoral da casa do cárcere.
senhor nao sabe comigo do que ha em 22 E o Mayoral da casa do cárcere
casa; e entregou em minha maõ tudo entregou na maõ de Joseph todos os
o que tem. presos, que estavaõ na casa do cárce­
9 Ninguém ha raayor que eu nesta re, e elle fazia tudo o que se fazia ali.
casa, e nenhuã cousa me vedou, senão 23 E o Mayoral da casa do cárce­
a ty, porquanto tu es sua mulher: re naõ teve cuidado de nenhuã cousa,
Como pois eu faria este tamanho mal, que estava na maõ delle; porquanto
que pecaria contra Deus ? Jehovaii era com elle, e tudo o que
10 E aconteceo que, fallando eila fazia, Jehovah prosperava.
cada dia a Joseph, e elle lhe naõ dan­
do ouvidos, para deitarse com ella, e CAPITULO XL.
estar com ella: ACONTECEO despois destas
11 Sucedeo a hum certo dia, que cousas, que pecaraõ o Copeiro
veyo á casa para fazer seu serviço ; e del Rey de Egypto, e o Padeiro con­
naõ avia ninguém dos da casa ali em tra seu senhor, contra el Rey de E-
casa; gypto.
12 E ella lhe pegou de seu vest ido, 2 De maneira que Pharaó, indig-
dizendo : Deita te comigo ; e elle de­ nouse muito contra seus dous Eunu-
ixou seu vestido na maõ delia, e fugio chos, contra o Mayoral dos copeiros,
e sahio se fora. e contra o Mayoral dos padeiros.
13 E aconteceo que, vendo ella que 3 E entregou os em guarda na ca­
deixara seu vestido em sua maõ, e fu­ sa do Capitaõ dos da guarda, na casa
gira para fora; do cárcere, no lugar aonde Joseph es­
14? Chamou a os homens de sua tava preso.
casa, e fallou lhes, dizendo: Vede, 4 E o Capitaõ dos da guarda pós
trouxe nos a o varaõ Hebreo, para a Joseph com elles, paraque os ser­
escarnecer de nos ; entrou a my, pa­ visse ; e estiveraò muitos dias na pri-
ra deitarse comigo, e eu gritei com saõ.
grande voz. 5 E ambos sonliaraõ hum sonho,
15 E aconteceo que, ouvindo elle cadahum seu sonho em huã noite, ca-
que eu levantava minha voz, e grita­ dahum conforme á declaraçaõ de seu
va, deixou seu vestido comigo, e fu­ sonho, o Copeiro e o Padeiro del Rey
gio, e sahio se fora. de Egypto, que estavaõ presos na ca­
16 E ella pos seu vestido perto de sa do cárcere.
si, até que seu senhor veyo a sua casa. 6 E veyo Joseph a elles pola man-
17 Entaõ fallou lhe conforme ás haã, e attentou para elles, e eis que
mesmas palavras, dizendo: Veyo a estavaõ turbados.
my o servo Hebreo, que nos trouxes­ 7 Entaõ perguntou a os Eunuchos
te, para escarnecer de my. de Pharaó, que com elle estavaõ no
IS E aconteceo que, levantando cárcere da casa de seu senhor, dizen­
eu minha voz, e gritando, elle deixou do : Porque vossos rostos hoje estaõ
seu vestido comigo, e fugio para fora. tristes ?
19 E aconteceo que, ouvindo seu 8 E elles lhe disseraõ: Avemos
senhor as palavras de sua mulher que sonhado hum sonho, e ninguém ha
fallava lhe, dizendo: Conforme a es­ que o declare; e Joseph disse lhes:
Naõ saõ de Deus as declarações ? ora 22 Mas ao Mayoral dos padeiros
contae m’o. enforcou, como Joseph lhes avia de­
9 Entaõ contou o Mayoral dos co­ clarado.
peiros seu sonho a Joseph, e disse lhe: 23 Porem o Mayoral dos copeiros
Eis que cm meu sonho avia huã vide naõ lembrouse de Joseph, antes esque-
diante de minha face. ceose delle.
10 E na vide eraõ tres sarmentos,
e estava como brotando, sua flor sa- CAPITULO XLI.
hia, seus cachos madureciaõ em uvas. ACONTECEO que, a cabo de
11 E a copa de Pharaó estava em E dous annos inteiros, Pharaó son­
minha maõ, e cu tomava as uvas, e hou, e eis que estava em pé junto ao
as espremia na copa de Pharaó, e da­ rio.
va a copa na maõ de Pharaó. 2 E eis que subiaõ do rio sete va­
12 Entaõ disse lhe Joseph: Esta cas, formosas de vista e gordas de
he sua declaraçaõ ; os tres sarmentos carne, e pastavaõ no prado.
saõ tres dias. 3 E eis que subiaõ do rio apôs el-
13 Dentro de ainda tres dias Pha­ las outras sete vacas, feas de vista, e
raó levantará tua cabeça, e te fará magras de carne; e paravaõse junto
tornar a teu estado, e darás a copa de ás outras vacas á prava do rio.
Pharaó em sua maõ, conforme o pri­ 1 E as vacas feas de vista e magras
meiro costume, quando eras seu Co­ de carne, comiaõ as sete vacas formo­
peiro. sas de vista e gordas : Entaõ acordou
14 Porem lembra-te de my comtigo, Pharaó.
quando ouveres bem ; e rogo te, que .5 Despois dormio, e sonhou outra
faças comigo misericórdia, e que fa­ vez, e eis que de hum colmo subiaõ
ças mençaõ de my para com Pharaó, sete espigas ciieas e boas.
e faze me sair desta casa. 6 E eis que sete espigas miúdas e
15 Porque de roubo fui roubado queimadas do vento oriental, brotavaõ
de terra dos Hebreos; e também aqui apos ellas.
nada tenho feito, porque me pusessem 7 E as espigas miúdas devoravaõ
nesta cova. as sete espigas grossas e cheas ; entaõ
16 Vendo entaõ o Mayoral dos pa­ acordou Pharaó, e eis que era sonho.
deiros, que avia declarado bem, disse 8 E aconteceo que pela manliaã seu
a Joseph : Eu também sonhava, e eis espirito perturbouse, e enviou, e cha­
que tres çestos brancos estavaõ sobre mou todos os adevinhadores de E-
minha cabeça. gypto, e todos seus sábios ; e Pharaó
17 E no çesto mais alto avia de contou lhes seu sonho, mas ninguém
todo nanjar de Pharaó, da obra do avia, que os declarasse a Pharaó.
padeiro ; e as aves o comiaõ do çesto 9 Entaõ fallou o Mayoral dos co­
de sobre minha cabeça. peiros a Pharaó, dizendo: De meus
18 Entaõ respondeo Joseph e dis­ pecados me lembro hoje.
se : Esta he sua declaraçaõ; os tres 10 Estando Pharaó muy indignado
çestos saõ tres dias. contra seus servos, e pondo me em
19 D’entro deaindatresdias Pharaó guarda na casa do Capit.aõ dos da
levantará tua cabeça sobre ty, e te guarda, a my e a o Mayoral dos pa­
pendurará em hum páo, e as aves co- deiros.
ineráõ tua carne de sobre ty. 11 Entaõ sonhámos hum sonho huã
20 E aconteceo ao terceiro dia, o mesma noite, eu e elle, cadahum con­
dia do nacimento de Pharaó, que fez forme á declaraçaõ de seu sonho son­
hum convite a todos seus servos ; e hámos.
levantou a cabeça do Mayoral dos co­ 12 E ali estava com nosco hum
peiros, e a cabeça do Mayoral dos mancebo Ilebreo, servo do Capitaõ
padeiros, no meyo de seus servos. dos da guarda, e contamos lh’os, e de­
21 E fez tornar ao Mayoral dos clarou nos nossos sonhos, a cada hum
copeiros a seu officio do copeiro ; e os declarou conforme a seu sonho.
deu a copa na maõ de Pharaó. 13 E como elle nos declarou, assi
44 GENESIS, Cap. XLT.
mesmo foi feito : a niy me fez tornar to a Pharaó; o que Deus ha de fazer,
a meu estado, e a elle fez enforcar. mostrou a Pharaó.
14 Entaõ enviou Pharaó, e chamou 29 E eis que sete annos que vem,
a Joseph, e o fizeraõ sair correndo da será grande fartura em toda a terra
cova; e trosquiaraõ o, e mudaraõ seus de Egypto.
vestidos, e veyo a Pharaó. 30 E despois delles levantarsehaõ
15 E Pharaó disse a Joseph : Eu sete 'annos de fome, e toda aquella
sonhei hum sonho, e ninguém ha que fartura será esquecida na terra de
o declare*; mas de tv ouvi dizer, que Egypto, e a fome consumirá a terra.
ijuando ouves hum* sonho, o decla­ 31 E a abundancia na terra naõ
ras. será conhecida,á causa daquella fome,
16 E respondeo Joseph a Pharaó, que averá despois ; porquanto será
dizendo : Sem my he isso ; Deus an- gravíssima.
nunciará paz a Pharaó. 32 E que o sonho foi segundado
17 Entaõ disse Pharaó a Joseph ; duas vezes a Pharaó, he, porquanto
Eis que em meu sonho estava empe esta cousa he determinada de Deus,
á praya do rio. e Deus se apressa para fazéla.
18 E eis que subiaõ do rio sete va­ 33 Portanto Pharaó se proveja a-
cas, gordas de carne e formosas de gora de hum varaõ entendido e sabio,
vista, e pastavaõ no prado. e o ponha sobre a terra de Egypto.
19 E eis que outras sete vacas su­ 31 Faça isso Pharaó, e ponha go­
biaõ após estas, magras e muv feas vernadores sobre a terra, e tome a
de vista, e fracas dc carne : Naõ tenho quinta parte da terra de Egypto nos
visto outras semelhantes em fealdade sete annos da fartura.
era toda a terra de Egypto. 3.5 E ajuntem toda comida destes
20 E as vacas fracas e feas comiaò bons annos, que vem, e amontoem tri­
as. primeiras sete vacas gorda». go debaixo da maõ de Pharaó, para
21 E entravai em suas entranhas, mantimento nas cidades, e o guardem.
mas naõ se conhecia que ouvessem 36 Assi será o mantimento para
entrado em suas entranhas: porque provimento da terra, para os sete an­
seu parecer era feo como no princi­ nos da fome, que averá na terra de
pio : Entaõ acordei. Egvpto ; paraque a terra naõ pereça
22 Despois tenho vi-to em meu de fome.
sonho, e eis que de hum colmo subiaõ 37 E esta palavra foi boa nos olhos
sete espigas cheas e boas. de Pharaó, e nos olhos de todos seus
23 E eis que sete espigas secas, servos.
miúdas e queimadas d > vento oriental, 33 Assi que disse Pharaó a seus
brotavaõ após ellas. servos : Acliariamos hum varaõ co­
24 E as sete espigas miadas devo- mo este, em quem aja o Espirito de
ravaõ as sete espigas boas : e eu o Deus
tenho dito a os adevinhadores, mas 39 Despois disse Pharaó a Joseph:
ninguém houve que nfo declarasse. Pois que Deus te lez saber tudo isto,
25 Entaõ disse Joseph a Pharaó : ninguém ha taõ entendido e sabio co­
O sonho de Pharaó he iiiini mesmo; mo tu.
o que Deus ha dc fazer, notificou a 10 Tu estarás sobre minha casa, e
Pharaó. por tua boca se governará todo meu
26 As sete vacas formosas saõ sete povo, somente neste throno eu serei
annos; as sete espigas formosas tam­ mavor que tu.
bém saõ sete annos : o sonho he hum 41 Mais disse Pharaó a Joseph :
mesmo. Ves aqui, te tenho posto sobre toda
27 E as sete vacas magras e feas, a terra de Egypto.
que subiaõ despois delias, saõ setean- 42 E tirou Pharaó seu anel de sua
nos; e as sete espigas miúdas e que­ maõ, e o pós na maõ de Joseph, e o
imadas do vento oriental, seráõ sete fez vestir de vestidos de linho fino, e
annos de fome. pos hum colar dc ouro em seu pes­
28 Esta he a palavra que tenho di- coço.
GENESIS. Cap. XLI. XLII. 45
43 E o fez subir no segundo carro 57 E todas as terras vinhaõ a Egyp-
que tinha, e clamavaõ diante de sua to, para comprar de Joseph; porquan­
face : Ajoelliae ; assi o pós sobre to­ to a fome avia crecido em todas as
da a terra de Egypto. terras.
44 E disse Pharaó a Joseph: Eu
sou Pharaó ; porem sem ty ninguém CAPITULO XLII.
levantará sua maõ ou seu pé, em to­ ■VTENDO pois Jacob, que avia trigo
da a terra de Egypto. ’ em Egypto, disse Jacob a seus
45 E chamou Pharaó o nome de filhos : Porque estais olhando htms
Joseph Zaphnath Paaneah, e deu lhe para os outros ?
por mulher a Asnath, filha de Poti- 2 Disse mais : Eis que tenho ou­
phera, Mayoral de Ou; e Joseph sá­ vido, que ha trigo em Egypto ; decei
bio pela terra de Egypto. para lá, e comprae para nos d’ali, pa-
46 E Joseph era de idade de trin­ raque vivamos e naú morramos.
ta annos, quando esteve diante da face 3 Entaõ deceraõ os dez irmaõs çe
de Pharaó, lley de Egypto ; e sahio Joseph, para comprar trigo do Egyp­
Joseph da face de Pharaó, e passou to.
por toda a terra de Egypto. 4 Porem a Benjamin irmaõ de Jo­
47 E a terra produzio nos sete seph naõ enviou Jacob com seus ir­
annos de fartura a maõs eheas. maõs, porque dizia : Paraque lhe por­
48 E ajuntou todo o mantimento ventura naõ suceda algum desastre.
dos sete annos, que houve na terra 5 Assi vieraõ os filhos de Israel a
de Egypto, e guardou o mantimento comprar, entre os que vinhaõ lá ; por­
nas cidades, pondo o mantimento do que avia fome na terra de Canaan.
campo de cada cidade, que estava ae 6 Joseph pois era o Regente dc-
redor delia, no meyo delia. quella terra; elie vendia a todo o po­
49 Assi Joseph ajuntou muitíssimo vo da terra: e os irmaõs de Joseph
trigo, como a area do mar, até que vieraõ, e inciinaraõ sc a elle com a
cessouse de contar; porquanto naõ face na terra.
avia numero. 7 E vendoJoseph seus irmaõs, con-
50 E naceraõ a Joseph dous filhos, heceo os ; mas elle se mostrou estra­
antes que viesse hum atino de fome, nho para com elles, e fallou cc.u
que lhe pario Asnath, filha de Poti- elles asperamente, c disse lhes: Don­
phera Mayoral de On. de vindes ? c elles disseraõ : Da ter­
51 E chamou Joseph o nome do ra de Canaan, a comprar mantimen­
primogénito, Manasse; porque disse'. to.
Deus me fez esquecer de todo meu S Joseph pois conheceu seus irma-
trabalho, e de toda a casa de meu pae. < s : mas elles naõ o conhecerão.
52 E o nome do segundo chamou, 9 Entaõ Joseph Iembrouse dos se­
Ephraint; porque disse: Deus me fez nhos, que avia sonhado delles, e disse
crecer na terra de minha affliçaõ. lhes; Vosoutros sois espias, e sois na­
53 Entaõ acabaraõse os sete annos dos, para olhar o descuberto da terra.
defartura, que avianaterra de Egypto. 10 E elles lhe disseraõ: Nao, se­
54 E começarai) a vir os sete an- nhor meu; mas teus servos sao vin­
nos da fome, como Joseph tinha dito; des a comprar mantimento.
e avia fome em todas as terras, mas 11 Todos nosoutros somos filhos
em toda a terra de Egypto avia pae. de hum varaõ, homens de verdade
55 E tendo toda a tera de Egvpto somos; nunca teus servos iorao espias.
fome, clamou o povo a Pharaó por paõ; 12 E elle lhes disse: Naõ; antes vi­
e Pharaó disse a todos os Egypcios : estes, para olhar o descuberto da terra.
Idea Joseph, o que elle vos disser, fazei. 13 E elles disseraõ: Nós teus ser­
56 Avendo pois fome sobre toda a vos éramos doze irmaõs, filhos de hum
terra, abrio Joseph tudo em que avia varaõ na terra de Canaan ; e eis aqui
mantimento, e vendeo a os Egypcios; o menor está com nosso pae hoje
porque a fome creceo na terra de mas o hum naõ está mais.
Egypto. 14 Entaõ lhes disse Joseph: Isso
46 GENESIS. Cap. XLII. XLIII.
he que vos tenho dito, dizendo; que faleceo o coraçaõ, e espantaraõse, di­
sois espais. zendo o hum ao outro: Que he isto
15 Nisto sereis provados; pela vi­ que Deus nós tem feito ?
da de Pharaó, se sahirdes daqui, se- 29 E vieraõ a Jacob seu pae na
naõ quando vosso irmaõ menor vier terra de Canaan ; e contaraõ lhe tudo
aqui. que lhes sucedera, dizendo:
16 Enviae hum de vosoutros. que 30 Aquelle varaõ, o senhor da
tome a vosso irmaõ; mas vosoutros terra, fallou com nós asperamente, c
ficais presos, e vossas palavras serão tratou a nos como espias da terra.
provadas, se ha verdade com vosco; 31 Mas dissemos lhe : Somos ho­
e se naõ, pela vida de Pharaó, vos mens de verdade, nunca fomos espia.;.
sois espias. 32 Éramos doze irmaòs filhos de
17 E os pos juntos em guarda tres nosso pae; o hum naõ mait aparece,
dias. e o menor está hoje com nosso pae
18 E ao terceiro dia lhes disse Jo­ na terra de Canaan.
seph: Fazei isso, e vivereis; pornue 33 E aquelle varaõ, o senhordater-
eu temo a Deus. ra, nós disse: 'Nisto conhecerei, que
19 Se sois homens de verdade, hum vosoutros sois homens de verdade:
de vossos irmaòs fique preso na casa deixac comigo hum de vossos irmã­
de vossa prisão; e vosoutros ide, le- os, e tomae para a fome de vossas ca­
vae trigo para a tome de vossa casa. sas, e parti-vos.
20 È trazeime a vosso irmaõ menor, 31 È trazei me vosso irmaõ menor,
e serão verificadas vossas palavras, e assi saberei, que naõ sois espias, se-
naõ morrereis ; e elles tizeraõ assi. naõ homens de verdade; entaZ ve­
21 Entaõ disseraõ hum ao outro : darei a vosso irmaõ, e negoceareis me
Na verdade somos culpados acerca terra.
de nosso irmaõ, pois vimos a angustia 35 E aconteceo que, vazando elles
de sua alma, quando nos rogava, po­ seus sacos, eis que cadahum tinha o
rem nos naõ ouvíamos : Por isso vem amarrado de seu dinheiro em seu saco:
sobre nos esta angustia. e viraõ os amarrados de seu dinheiro,
22 E lluben respondeo lhes, dizen­ elles e seu pae, e temeraõ.
do: NaÕ eu o dizia a vos, dizendo: 36 Entaõ Jacob seu pae disse lhes:
Naõ pequeis contra o moço, mas naõ Tendes me desfilhado ; Joseph naõ
ouvistes; e vedes aqui, seu sangue aparece, e Simeon naõ aparece : ago­
também he requerido. ra levareis a Benjamin : Todas esta»
23 E elles naõ sabiao, que Joseph cousas saõ contra my.
os entendia, porque avia interprete 3“ Mas Ruben fallou a seu pae.
entre elles. dizendo : Mata dous de meus filhos,
24 E retirouse delles, e chorou. se eu naõ tornar a trazelo a ty; da o
Despois tornou a elles, c fallou lhes, em minha maõ, porque tornarei a tra­
e tomou a Simeon delies, e o amarrou zelo a ty.
perante seus olhos. ;;8 Porem elle disse : Naõ decerú
25 E mandou Joseph que enches­ meu filho com vosco; porquanto seu
sem seus sacos de trigo, e que lhes irmaõ he morto, e elle ficou só: Se
restituíssem seu dinheiro a cadahum lhe sucedesse algum desastre no ca­
em seu saco, e lhes dessem comida minho que fordes, fareis decer minhas
para o caminho; e fizeraò lhes assi. caãs com tristeza á sepultura.
26 E carregaraõ seu trigo sobre
seus asnos, e partira se dali. CAPITULO XLIII.
27 E abrindo hum deíles seu saco, A fome era grave na terra.
para dar pasto a seu asno na venda, 2 E aconteceo que, como aca-
vio seu dinheiro ; porque eis que es­ baraõ de comer o mantimento, que
tava na boca de seu saco. trouxeraõ de Egypto, disse lhes seu
28 E disse a seus irmaòs: Meu pae : Tornae, comprae-nos hum pou­
dinheiro he tornado, e eilo também co de alimento.
aqui cm meu saco: Entaõ lhes des- 3 Mas Juda respondeo lhe dizendo:
GENESIS. Cap. XLIII. 47
Protestando nós protestou aquelle va­ 16 Vendo pois Joseph com elles a
raõ, dizendo : Naõ vereis minha face, Benjamin, disse a o que estava so­
se vosso irmaõ naõ he com vosco. bre sua casa: Leva estes varoês á ca­
■1< Se enviares com nosco a nosso sa, e degola animaes, e aparelha; por­
irmão, deceremos e te compraremos que estes varoês comeráõ comigo a o
alimento. meyo dia.
.5 Mas se naõ o enviares, naõ dece- 17 E o varaõ fez como Joseph dis­
remos; porquanto aquelle varaõ i;cs sera ; e o varaõ levou aquelles varoês
disse: Naõ vereis minha tace, se vos­ á casa de Joseph.
so irmaõ nao he com vosco. 18 Entaõ temerão aquelles varoês.
6 E disse Israel; Porque me fizes­ porquanto foraõ levados á casa de Jo-
tes tal mal, notificando àquelle varaõ. sepb, ediziaõ: Por causa do dinheiro,
que tinhais ainda outro irmaõ ? que d antes foi tornado cm nossos sa­
7 E elles disseraõ: Perguntando cos, fomos levados aqui, para se re­
nos perguntou aquelle varaõ por no— volver sobre nos, e sobrevir nos, para­
outros, e por nossa parentela, dizen­ que tome a nos por servos, e a nosso?
do : Vive ainda vosso pae? tendes asnos.
niais hum irmaõ ? e notificámos lho 19 Por isso chegaraõse ao varaõ.
conforme ás mesmas palavras : Podia- que estava sobre a casa de Joseph, e
mos nos saber, que dissesse: Trazei filhara com ellc á porta da casa.
vosso irmaõ ? 20 E dissera'»: Ay senhor meu i
S Entaõ disse Juda a Israel seu pae: certamente decemos d’antes, a com­
Envia ao mancebo comigo, e k’v;m. prar mantimento.
taremos nos, e iremos, paraque vira­ 21 Aeoiiteceo pois que, chegando
mos e naõ morramos, nem i:o;. mg.: nos á venda, e abrindo nossos sacos,
tu, nem nossos filhos. eis que o dinheiro de cada varaõ es­
9 Eu serei fiador por ellc. de minha tava na boca de seu saco, nosso di-
maõ o requererás ; se eu naõ o trouxer nh eiro por seu peso: e tornamos a tra-
aty, eo puser perante tua tace, pecan- zclo cm nossas maõs.
te serei contra ty todos os dias. 22 Também trouxemos outro di­
10 E senos naõ ouieramos detido, nheiro em nossas maõs, para comprar
certamente ja tornáramos duas vez.’-. mantimento : naõ1 sabemos, quem te­
11 Entaõ disse lhes Israel .-eu pae: nha posto nosso dinheiro em no.’?vs
Pois que assi he, fazei isso; turma; sacos.
do tnais precioso desta terra em vo»r,- 23 E ellc disse : Paz seja a vos ou­
vasos, e levae á quelle varaõ hum tros, naõ temais: vosso Deus, e c
presente: Hum pouco de bairamo. e Deus de vo,to pae vos tem dadohu:'?.
hum pouco de mel, especiarias, e mir­ tiie-ouro cm vossos sacos ; vosso d:-
ra, pinhoês e amêndoas. nbeiro vevo a my : c levou a Simcon a
12 E tomae em vossas maõ.; di­ eiiés fora.
nheiro dobrado, e o dinheiro, que tor­ Despois levou o varaõ aquelles
nou na boca de vossos sacos, tomae varoês á casa de Joseph, e deu lhes
a levar em vossas maõs; porventura agoa, e lavaraõ seus pés ; também deu
foi erro. pasto a seus asnos.
13 Tomae também a vosso irmaõ, e 25 E iizernõ prestes o presente,
levantae vos, e tornae a aquelle varaõ. até que Joseph vinha ao meyo dia:
11 E Deus Todopoderoso de vos porque tinhaó ouvido, que ali aviaú
misericórdia perante a face daquehe de comer paõ.
varaõ, paraque deixe ir com vosco 2’3 Vindo pois Josephá casa, trou-
vosso outro irmaõ, e a Benjamin; e eu, xeraò lhe em casa o presente, qiie es­
como privado de filhos, sou privado. tava em sua maõ ; e inclinaraõse a el-
15 E os varoês tomaraõ. aquelle le á terra.
presente, e tomaraõ dinheiro dobrado 27 E dle ihes perguntou como cs-
em suas maõs, e a Benjamin ; e levan- tavaõ, c disse: Vosso pae o velho, de
taraò se, e deceraõ a Egypto, e apre- quem dissestes, está bem vive ainda?
sentaraõse diante dc face de Joseph. 28 E elles disseraõ: Bem está teu
48 GENESIS. Cap. XLIII. XLIV.
servo nosso pae, ainda vive ; e abai- 6 E alcançou os, e fallou lhes as
xaraõ a cabeça, e inclinaraõse. mesmas palavras.
29 E elle levantou seus olhos, e vio 7 E elles disseraõ lhe : Porque meu
a Benjamin seu irmaõ, filho de sua senhor falia taes palavras? longe es-
mae, e disse : Este he vosso irmaõ me­ tejaõ teus servos, de fazerem semel­
nor de quem me dissestes? despois hante cousa.
elie disse: Deus te faça misericórdia, 8 Eis que o dinheiro, que temos a-
meu filho. chado nas bocas de nossos sacos, te
30 E Joseph apressou, porque suas tornámos a trazer desda terra de Ca-
entranhas moveraõse para com seu naan ; como pois furtaríamos da casa
irmaõ, e buscou lugar para chorar; e de teu senhor prata ou ouro?
entrou na caniara, e chorou ali. 9 Aquelle, em quem de teus servos
31 Despois lavou seu rosto, e sa- for achada, morra; e ainda nos sere­
hio; e forçouse, e disse: Donde paõ. mos escravos de meu senhor.
32 E puseraõ lhe à parte, e a elles 10 E elle disse: (ira seja também
à parte, e a os Egypeios, que comiaõ assi conforme a vossas palavras; a-
com elle, à parte; porque os Egypci- quelle em quem se achar seja meu es­
os naõ podem comer paõ com os He- cravo, porem vosoutros sereis sem
breos, porquanto he abominaçaô para culpa.
os Egypeios. 11 E elles apressaraõ, e cadahuni
33 E assentaraõse diante de sua fez descender seu saco na terra, e ca-
face, o primogénito segundo sua pri- dahum abrio seu saco.
mogenitura, e o menor segundo sua 12 E buscou, começando do may­
minoria: Do que os varoês maravi- or, e acabando no menor: e achouse
lhavaõ se entre si. a copa no saco de Benjamin.
34 E apresentou lhes das iguarias, 13 Entaõ rasgaraõ seus vestidos, c
que estavaõ diante deile; mas o qui­ carregou cadahum seu asno, e torna­
nhão de Benjamin era cinco vezes ra ; á cidade.
mayor, que os quinhões delles todos: 14 E veyo Juda com seus irmaõs
E beberão, bebendo com ciie até far­ á casa de Joseph, porque elle mesmo
tura. ainda estava ali; e postraraõse diante
de sua face na terra.
CAPITULO XLIV. 15 E disse lhes Joseph : Que obra
MANDOU ao que estava sobre he esta que fizestes ? naõ sabeis vos­
E sua casa, dizendo: Enche os sa­ outros, que tal homem como eu, ade­
cos destes varoês de mantimento,vinhando sabe adevinhar?
quanto poderem levar, e poem o di­ 16 Entaõ disse Juda: Que diremos
nheiro de cada varaõ na boca de seu a meu senhor, que foliaremos? e co­
saco. mo nos justificaremos? achou Deus
2 E minha copa, a copa de prata, a injustiça de teus servos ; eis que so­
porás na boca do saco do menor, com mos escravos de meu senhor, assi nos,
<> dinheiro de seu trigo ; e fez confor­ como aquelle, em cuja maõ foi acha­
me á palavra de Joseph,que tinha dito. da a copa.
3 Vinda a luz da manhaã, despe- 17 Mas elle disse: Nunca eu tal
diraõse estes varoês, elles, e seus as­ laça ; o varaõ em cuja maõ a copa foi
nos. achada, aquelle será meu servo : Po­
4 Saindo elles da cidade, e naõ sc rem vosoutros subi em paz a vosso pae.
avendo ainda alongado, disse Joseph 18 Entaõ Juda se chegou a elle, e
ao que estava sobre sua casa: Levan­ disse: Ay senhor meu, deixa ora teu
ta-te, e persegue aquelles varoês; e servo failar liuã palavra ante os ouvi­
alcançando os, dirás lhes : porque pa­ dos de meu senhor, e naõ se encenda
gastes mal por bem ? tua ira contra teu servo; pois tu es
5 Naõ he esta, de que bebe meu como Pharaó.
senhor? e em que elle adevinhando 19 Meu senhor perguntou a seus-
adevinha? fizestes mal no que fizes- servos, dizendo: Tendes vos pac ou
GENES1S. Cap. XLIV. XLV. 49
20 E dissemos a meu senhor: Te­ pae, se o mancebo naõ for comigo ?
mos hum pac velho, e hum mancebo paraque naõ veja o mal, que sobre­
de sua velhice, o menor, cujo irmaõ virá a meu pae.
he morto; e elle ficou só de sua mae,
e seu pae o ama. CAPITULO XLV.
21 Entaõ tu disseste a teus servos: NTAÕ Joseph se naõ podia con­
Trazei-nfo a my, e eu porei meu olho
iielle.
E ter diante de todos os que esta-
vaõ com elle, e clamou: fazei sahir
22 E nós dissemos a meu senhor: de my a todo varaõ ; e ninguém ficou
Aquelle mancebo naõ poderá deixar com elle, quando Joseph se deu a
a seu pae: Se deixar a seu pae, mor­ conhecer a seus irmaõs.
rerá. 2 E levantou sua voz com choro ;
23 Entaõ tu disseste ateus servos: de maneira que os Egypcios o ouviaõ,
Se vosso irmaõ menor naõ descender e a casa de Pharaó o ouvia.
eoni vosco, nunca mais vereis minha 3 E disse Joseph a seus irmaõs:
face. eu sou Joseph, vive ainda meu pae?
24 E aconteceo que, subindo nós a e seus irmaõs lhe naõ puderaõ res­
teu servo meu pae, e contandolhe as ponder ; porque estavaõ atonitos di­
palavras de meu senhor: ante de sua face.
25 E nosso pae dissesse: Tornac, 4 E disse Joseph a seus irmaõs:
comprae nos hum pouco de mantimen­ Ora chegaevos a my ; e chegáraõse;
to. entaõ elle disse : eu sou Joseph vosso
26 Nosoutros dissemos: Naõ po­ irmaõ, a quem vendestes para Egyp-
deremos descender; se nosso irmaõ to.
menor for com nosco, descenderemos: 5 Agora pois naõ vos entristeçais,
Pois naõ poderemos ver a face daquel- nem vos indigneis em vossos olhos,
le varaõ, se este nosso irmaõ menor por me averdes vendido para cá; por­
naõ estiver com nosco. que para conservaçaõ da vida Deus
27 Entaõ disse nos teu servo meu me enviou diante de vossa face.
pae : Vosoutros sabeis, que minha mu­ 6 Porque ja dous annos houve de
lher me parlo dous. fome no meyo da terra, e ainda res-
28 E o hum sahio de my, e eu dis­ taõ cinco annos, em que naõ averá
se : Cei tumente despedaçando foi des­ lavoura nem sega.
pedaçado, e o naõ tenho visto ate 7 Poloque Deus me enviou diante
agora. de vossa face, paraque ficásseis por
29 Se agora também tirardes a este resto na terra, e para guardarvos em
de minha face, e lhe acontecesse al­ vida por huã grande livraçaõ.
gum desastre, faríeis decer minhas 8 Assi que vos naõ me enviastes
caãs com dor á cova. para cá, senaõ Deus, que me tem pos­
30 Agora pois vindo eu a teu servo to por pae de Pharaó, e por senhor
meu pae, e o mancebo naõ for com de toda sua casa, e por Regente em
nosco, (pois sua alma está atada com toda a terra de Egypto.
a alma delle;) 9 Apressae vos e subi a meu pae,
31 Acontecerá que, vendo elle que e dizeilhe: Assi tem dito teu filho
o mancebo ali naõ está, morrerá; e Joseph: Deus me tem posto por se­
teus servos faraõ decer as caãs de tèu nhor em toda a terra de Egypto, de­
servo nosso pae com tristeza á cova. scende a my, e naõ te detenhas.
32 Porque teu servo se deu por fi­ 10 E habitarás na terra de Gosen,
ador por este mancebo para com meu e estarás perto de my, tu e teus filhos,
pae, dizendo: Se naõ te torná-lo, eu e os filhos de teus filhos, e tuas ove­
serei culpado a meu pae todos os dias. lhas, e tuas vacas, e tudo o que tens.
33 Agora pois, fique teu servo por 11 E ali te sostentarei, porque ain­
este mancebo por escravo de meu da seraõ cinco annos de fome, pa­
senhor; porem o mancebo suba com raque naõ empobreças, tu e tua casa,
seus irmaõs. e tudo o que tens.
34 Porque como eu subirei a meu 12 E eis que vossos olhos o vem,
50 GENESIS. Cap . XLV. XLVI.
e os olhos de meu irmaõ Benjamin, 27 Porem avendo elles fallado lhe
que vos falia minha boca. todas as palavras de Joseph, que elle
13 E denunciae a meu pae toda lhes fallara; e vendo elle os carros
minha gloria em Egypto, e tudo o que Joseph enviara para leválo, revi-
que tendes visto, e apressaevos a fazer v<o o espirito de Jacob seu pae.
descender a meu pae para cá. 28 E disse Israel: Basta, ainda vive
14 E lançouse ao pescoço de Ben­ meu filho Joseph, eu irei, e o verei
jamin seu irmaõ, e chorou; c Benja­ antes que morra.
min chorou também a seu pescoço.
15 E bevou a todos seus irmaõs, e CAPITULO XLVI.
•chorou sobre elles : e despois seus ir­ PAIITIO-SE Israel com tudo
mãos fallaraõ com elie. quauto tinha, e veyo a Berseba;
16 Como esta fama foi ouvida na e sacrificou sacrifícios a o Deus de
casa de Pharaó, que se disse: Os ir­ seu pae Isaac.
maõs de Joseph saõ vindos, pareceo 2 E fallou Deus a Israel em visoês
o bem em olhos de Pharaó e em olhos de noite, e disse: Jacob Jacob 1 e
de seus servos. elle disse : Eis me aqui.
17 E disse Pharaó a Joseph ; Dize 3 E disse: Eu sou o Deus, o Deus
a teus irmaõs, fazei isto, carregae vos­ de teu pae ; naõ temas de descender
sas bestas, e parti-vos, tornae á terra a Egypto, porque eu te porei ali em
de Canaan; gente grande.
18 E tornae a vosso pae, e a vos­ 4 E descenderei comtigo a Egyp­
sas íamilias, e vinde a my; e eu vos to, e te farei tornar a subir, subindo
darei o melhor da terra de Egypto, e juntamente, e Joseph porá sua maõ
comereis a gordura da terra. sobre teus olhos.
19 Tu pois manda; fazei isto, to- 5 Entaõ levantouse Jacob de Ber­
mae vos da terra de Egypto carros pa­ seba, e os filhos de Israel levaraõ a seu
ra vossos meninos, e para vosso pae. pae Jacob, e a seus meninos, e a suas
e vinde. mulheres, nos carros que Pharaó en­
20 E vosso olho naõ poupe a vos­ viara, para o levar.
sas alfayas; porque o melhor de toda 6 E tomaraõ seu gado, e sua fa­
a terra de Egypto será vosso. zenda que tinhaõ aquirido na terra de
21 E os filhos de Israel fizeraõ as- Canaan, e vieraõ a Egypto, Jacob e
si: E Joseph deu lhes carros con­ toda sua semente com elle.
forme a o mandado de Pharaó ; tam­ 7 Seus filhos e os filhos de seus fi­
bém deu lhes mantimento para o ca­ lhos com elle; suas filhas, e as filhas
minho. de seus filhos, e toda sua semente le­
22 A todos lhes deu, a cadahum, vou comsigo a Egypto.
mudanças de vestidos ; mas a Ben­ 8 E estes saõ os nomes dos filhos
jamin deu trezentas moedas dc prata, de Israel, que vieraõ a Egypto, Jacob
e cinco mudanças de vestidos. e seus filhos: o primogénito de Jacob,
23 E a seu pae enviou semelhan­ Ruben.
temente dez asnos carregados do me­ 9 E os filhos de Ruben; Hanocb,
lhor de Egypto, e dez asnas carrega­ e Pailu, e Hezron, e Carmi.
das de trigo, e paõ, e comida por seu 10 E os filhos de Simeon ; Jemucl,
pae para o caminho. e Jamin, e Ohad, e Jachin, e Zohar,
24 E despedio seus irmaõs, e par- e Saul, o filho da mulher Cananea.
tiraõse; e disse lhes: naõ contendais 11 E os filhos de Levi; Gerson,
pelo caminho. Kehath e Merari.
25 E subiraõ de Egypto, e vieraõ 12 E os filhos de Juda; Hcr eOnan,
á terra de Canaan a Jacob seu pae. e Sela, e Perez, e Serah: Porem Iler
26 Entaõ lhe denunciaraõ, dizen­ e Onan morrerão na terra de Canaan;
do : Joseph ainda vive, e elle também e os filhos de Perez foraõ Hezron e
he Regente em toda a terra de Egyp­ Hamul.
to: E seu coraçaõ desmayouse, por­ 13 E os filhos de Issaschar; Tola
que naõ os cria. e Pua, e Job, e Simron.
GENESIS. Cap. XLVI. XLVII. 51
14 E os filhos de Zebulon ; Sered
e Elon, e Jahleel.
15 Estes saõ os filhos de Lea, que 31 Despois disse Joseph a seus ir­
pario a Jacob em Paddan-Aram, com mãos, e á casa de seu pae: Eu subi­
Bina sua filha: todas as almas de seus rei, e denunciarei a Pharaó, e lhe di­
filhos e de suas filhas foraõ trinta e rei : Meus irmaõs e a casa de meu
tres. pae, que estavaõ na terra de Canaan,
1G E os filhos de Gad; Ziphion, e vieraõ a my.
Chaggi, Schuni, e Ezbon, Eri, e Aro- 32 E os varoês saõ pastores de o-
di, e Areli. velhas, porque saõ homens de gado,
17 E os filhos de Aser; Imna, e e trouxeraõ coinsigo suas ovelhas, e
Ischva, e Ischvi, e Beria, e Sera air- e suas vacas, e tudo que tem.
maã delles : e os filhos de Beria ; IJe- 33 Quando pois acontecer, que
ber e Malchíel. Pharaó vos chamar, c disser : Que he
18 Estes saõ os filhos de Zilpa, que vosso negocio ?
Laban dera a sua filha Lea ; e pario 34 Entaõ direis: Teus servos foraõ
a Jacob estas dezaseis almas. homens de gado desde nossa moci­
19 Os filhos de Rachel, mulher de dade até agora, assi nós como nossos
Jacob; Joseph e Benjamim paes : Paraque possais habitar na ter­
20 E naceraõ a Joseph na terra de ra de Gosen ; porque todo pastor de
Egypto, Manasse e Ephraim, que lhe ovelhas he abominaçaõ a os Egyp-
pario Asnath, filha de Potiphera, May- cios.
oral de On.
21 E os filhos de Benjamin ; Bela, CAPITULO XLVII.
Becher e Asbel; Gera c Naaman, NTAÒ vcyo Joseph, e denunciou
Echi e Ros, Muppim e Iluppim, e a Pharaó, e disse: Meu pae, c
Ard. meus irmaõs, e suas ovelhas, e suas
22 Estes saõ os filhos de Rachel, vacas, com tudo que tem, saõ vindos
que naceraõ a Jacob, por todos ca­ da terra de Canaan : E eis que estaõ
torze almas. na terra de Gosen.
23 E os filhos de Dan ; Chusim. 2 E tomou huã parte dc seus irma­
24 E os filhos de Naphtali, Jach- õs, u saber cinco varoês, e os pós di­
zeel, e Guni, e Jezer, e Sillem. ante de Pharaó.
25 Estes saõ os filhos de Bilha, que 3 Entaõ disse Pharaó a seus irma­
Laban dera a sua filha Rachel; e õs : Que saõ vossos negocies ? c ellc-s
pario estes a Jacob, por todos sete dissera'» a Pharaó: Teus servos saõ
almas. pastores de ovelhas, e.ssi nós como
26 Todas as almas que vieraõ com nossos paes.
Jacob a Egypto, que sahiraõ de sua 4 Disseraõmais a Pharaó: Viemos
coxa, sem as mulheres dos filhos de para peregrinar nesta terra; porque
■Jacob, todas foraõ sessenta e seis al­ naõ ha pasto para as ovelhas de teus
mas. servos, porquanto a fome he grave na
27 E os filhos de Joseph, que lhe terra de Canaan : Agora pois roga­
naceraõ em Egypto, eraõ duas almas: mos te, que teus servos habitem na
Todas as almas da casa de Jacob, que terra de Gosen.
vieraõ a Egypto, foraõ setenta. 5 Entaõ fallou Pharaó a Joseph,
28 E enviou a Juda diante de sua dizendo: Teu pae, e teus irmaõs vie­
face a Joseph, para o encaminhar a raõ a ty.
Gosen; e chegaraõ á terra de Go- 6 A terra de Egypto está diante
sen. de tua face, no melhor da terra faze
29 Entaõ Joseph fez prestes seu habitar teu pae e teus irmaõs; habi­
carro, e subio ao encontro de Israel tem na terra de Gosen : E se sabes,
seu pae a Gosen: E mostrando se elle que entre elles saõ homens valentes,
lhe, lançouse a seu pescoço, e chorou os porás por mayoraes do gado sobre
sobre seu pescoço longo tempo. o que eu tenho.
30 E Israel disse a Joseph: Morra 7 E Joseph também trouxe a Ja-
E2
52 GENESIS. Cap. XLVII.
cob seu pae, e o pós diante de Pha­ compra a nos e a nossa terra por paõ,
raó ; e Jacob abençoou a Pharaó. e nos e nossa terra seremos servos de
8 E Pharaó disse a Jacob : Quan­ Pharaó, e dá semente paraque viva­
tos saõ os dias dos annos de tua vida? mos, e naõ morramos, e a terra naõ
9 E Jacob disse a Pharaó: Os dias se assole.
dos annos de minhas peregrinações 20 Assi Joseph comprou toda a
saõ cento e trinta annos: poucos e terra de Egypto para Pharaó, porque
inaos foraõ os dias dos annos de mi­ os Egypcios venderão cadahum seu
nha vida, e naõ chegaraõ a os dias campo, porquanto a fome prevalece»
dos annos da vida de meus paes, ’nos sobre elles; e a terra ficou por de
dias de suas peregrinações. Pharaó.
10 E Jacob abençoou a Pharaó, e 21 E quanto ao povo, feio passar ás
sahio de diante da face de Pharaó. cidades, desde o hum cabo dos termos
11 E Joseph fez habitar a seu pae de Egypto, até seu outro cabo.
e a seus irraaõs, e deu lhes possessão 22 Somente a terra dos sacerdotes
na terra de Egypto, no melhor da naõ comprou, porquanto os sacerdo­
terra, na terra de Rameses, como tes tinhaõ porçaõ de Pharaó, e elles
Pharaó mandara. comiaõ sua porçaõ, que Pharaó lhes
12 E Joseph sostentava a seu pae, tinha dado ; por isso naõ venderão sua
e a seus irmãos, e a toda casa de seu terra.
pae de paõ, até á boca dos meninos. 23 Entaõ disse Joseph ao povo:
13 E naõ avia paõ em toda a ter­ Eis que hoje tenho comprado a vos
ra, porque a fome era muy grave ; de e a vossa terra para Pharaó; vedes
maneira que a terra de Egypto e a ahi tendes semente para vos, paraque
terra de Canaan desfaleciaõ á causa semeeis a terra.
da fome. 21 Porem será, que das colheitas
l-l Entaõ Joseph recolheo todo o dareis o quinto a Pharaó, e as quatro
dinheiro, que se achou na terra de partes seraõ vossas, para semente do
Egypto, e na terra de Canaan, polo campo, e para vosso mantimento, e
trigo que corapravaõ; e Joseph trouxe dos que estaõ em vossas casas, e para ■
o dinheiro á casa de Pharaó. que comaõ vossos meninos.
15 Acabandose pois o dinheiro da 25 E disseraõ: A vida nos tens da­
terra de Egypto, e da terra de Cana­ do ; achemos graça em olhos de meu
an, vieraõ todos os Egvpciosa Joseph, senhor, e seremos servos de Pharaó.
dizendo : Dá nos paõ; porque pois 26 Joseph pois pós isto por estatu­
morreremos em tua presença? por­ to até o dia de hoje, sobre a terra de
quanto o dinheiro falta. Egypto, que Pharaó achasse o quin­
16 E Joseph disse: Dae vosso ga­ to : salvo que só a terra dos sacerdo­
do, e eu o vos darei por vosso gado, tes naõ ficou por de Pharaó.
se falta o dinheiro. 27 Assi habitou Israel na terra de
17 Entaõ trouxeraõ seu gado a Jo- Egypto, na terra de Gosen, e nella
seph ; e Joseph deu lhes paõ por ca- tomaraõ possessão, e fructificaraõse, e
vallos, e polo gado das ovelhas, e po­ multiplicaraÕse muito.
lo gado das vacas, e por asnos: E os 28 E Jacob viveo na terra de E-
sostentava de paõ aquelle anno por gypto dezesete annos: assi que os
todo seu gado. dias de Jacob, os annos de sua vida,
18 E acabado aquelle anno, vieraõ foraõ cento e quarenta e sete annos.
a elle ao segundo anno, e disseraõ 29 Chegandose pois os dias de Is­
lhe: Naõ encubriremos diante dc meu rael para morrer, chamou a Joseph
senhor, que o dinheiro he acabado, e seu filho, e disse lhe : Se agora tenho
meu senhor possue os animaes, e ne- achado graça em teus olhos, rogo te,
nhua outra cousa ficou diante da face que ponhas tua maõ debaixo de mi­
de meu senhor, senaõ nosso corpo, e nha coxa, e faças comigo beneficên­
nossa terra. cia e verdade; rogo-te, que me naõ en­
19 Porque morreremos diante de terres em Egypto;
teus olhos, assi nos como nossa terra? 30 Mas que eu deite com meus pa-
GENESIS. Cap. XLVII. XLVIII. 53
es; por isso me levarás de Egypto, e joelhos, e inclinouse á terra diante de
me sepultarás na sepultura delles; e sua face.
elle disse: Farei conforme a tua pa­ 13 E tomou Joseph os ambos, a
lavra. Ephraim em sua maõ direita á esquer­
31 E elle disse : Jura-me; e jurou- da de Israel, e a Manasse em sua maõ
lhe: e Israel se inclinou á cabeceira esquerda á direita de Israel, e os fez
da cama. chegar a elle.
lt Mas Israel estendeo sua maõ
CAPITULO XLVIII. direita, e a pós sobre a cabeça de E-
CONTECEO pois despois destas phraim, ainda que era o menor, e sua
A cousas, que disseraõ aJoseph: esquerda sobre a cabeça de Manasse,
Eis que teu pae está enfermo: entaõ dirigindo suas maõs prudentemente;
tomou comsigo seus dous filhos Ma­ porque Manasse era o primogénito.
nasse a Ephraim. 15 E abençoou a Joseph, e disse:
2 E denunciaraõ a Jacob, e disse­ O Deus, em cuja presença andaraõ
raõ : Eis que Joseph teu filho vem a meus paes Abraham e Isaac, o Deus
ty : e esforçouse Israel, e assentouse que me sostentou, desde que eu sou
sobre a cama. até este dia.
3 Despois disse Jacob a Joseph : O 16 0 Anjo que me livrou de todo
Deus Todopoderoso me apareceo em mal, abençoe a estes rapazes, e meu
Luz na terra de Canaan, e me aben­ nome seja chamado nelles, e o nome
çoou. de meus paes Abraham e Isaac, e se-
•1 E me disse: Eis que te farei fruc- jaõ como peixes em multidaõ no meyo
tificar e multiplicar, e te porei por da terra.
multidão de povos, e darei esta terra 17 Vendo pois Joseph, que seu pae
á tua semente despois de ty, em pos­ punha sua maõ direita sobre a cabeça
sessão perpetua. de Ephraim, foi mao em seus olhos;
5 Agora pois, teus dous filhos, que e tomou a maõ de seu pae, para a
te naceraõ na terra de Egypto, antes trãspor de sobre a cabeça de Ephraim
•que eu viesse a ty em Egypto, saõ me­ á cabeça de Manasse.
us : Ephraim e Manasse seraõ meus IS E Joseph disse a seu pae : Naõ
■como Ruben e Simeon. assi meu pae; porque este he o pri­
6 Mas tua geraçaõ, que gerarás mogénito, poem tua maõ direita sobre
■despois delles, será tua: segundo o sua cabeça.
nome de seus irmaõs seraõ chamados 19 Mas seu pae o recusou, e disse:
■em sua herança. Eu o sei, filho meu, eu o sei: também
7 Vindo pois eu de Paddan, me elle será em povo, e também elle será
morreo Rachel em terra de Canaan, grande; mas com tudo seu irmaõ
no caminho como ainda era hum es­ menor será mais grande que elle, e
paço pequeno de terra, para vir a E- sua semente será plenidaõ das gen­
phrata; e eu a sepultei ali no cami­ tes.
nho de Ephrata, que he Bethlehem. 20 Assi os benzeo áquelle dia, di­
8 E Israel vio os filhos de Joseph, zendo: Em ty abençoará Israel, dizen­
-e disse: Cujos saõ estes? do : Deus te ponha como a Ephraim,
9 E Joseph disse a seu pae: Elles e como a Manasse ; e pós a Ephraim
saõ meus filhos, que Deus me tem diante de Manasse.
dado aqui; e elle disse: Ora traze os 21 Despois disse Israel a Joseph:
a my, paraqué os abençoe. Eis que eu morro; mas Deus será
10 Porem os olhos de Israel eraõ com vosoutros, c vos fará tornar á
agravados da velhice, ja naõ podia terra de vossos paes.
ver; e os fez chegar a elle, e bejou 22 E eu te tenho dado a ty hum
os, e abraçou os. pedaço da terra sobre teus irmaõ.s,
11 E Israel disse a Joseph: Eu que tomei com minha espada e com
naõ cuidei ver teu rosto; e eis que meu arco da maõ dos Amoreos.
Deus também me fez ver tua semente.
12 Entaõ Joseph os tirou de seus
54 GENESIS. Cap. XLIX.
17 Dan será serpente junto ao ca-
CAPITULO XLIX. nmiho, huã bibora junto à vereda,
ESPOIS chamou Jaçob seus fi­ que morde os calcanhares do caval-
lhos, e disse: Ajuntae vos, ede- lo, e a seu cavalleiro faz cahir por de
nunciarvoshei o que vos ha de acon­ tras.
tecer nos dias seguintes. 18 Espero tua salvaçaõ, Jeho-
2 Ajuntaevos, e ouvi, filhos de Ja- vah 1
cob; e ouvi a Israel vosso pae. 19 Quanto a Gad, huã tropa o a-
3 Ruben, tu es meu primogénito, cometerá; mas elle a acometerá por
minha força, e o principio de meu vi­ derradeiro.
gor, o mais exeelíente em alteza, e o 20 De Aser, seu paõ será gordo ;
mais exeelíente em potência. e elle dará delicias reaes.
4 Corrente como as agoas: naõ 21 Naphtali he cerva solta, que dá
serás o mais exeelíente; porquanto palavras formosas.
.subiste ao leito de teu pae : Entaò o 22 Joseph he ramo fructuoso, ra­
contaminaste ; subio a minha cama. mo fructuoso á fonte : cada qual dos
5 Sirneon e Levi saõ irmaõs: suas ramos corre sobre o muro.
acçoès saõ instrumentos de violência. 23 Os frecheiros lhe deraõ amar­
6 Em seu secreto conselho nao en­ gura, e o frecharaõ e aborreceraõ.
tre minha alma, nem minha gloria se 24 Porem seu arco ficou em sua
ajunte cora sua congregaçaõ ; porque tesidaõ, e os braços de suas inaõs se
em seu furor inataraõ ao varaõ, e em esforçaraõ pelas maõs do valente de
-sua teima arrebataraõ a o boy. Jacob; donde elle he hum pastor,
7 Maldito seja seu furor, pois he huã pedra de Israel.
forte, e sua ira, pois be dura: eu os 25 Do Deus de teu pae, o qual te
dividirei entre Jacob, e os espargirei ajudará, e do Todopoderoso, o qual te
entre Israel. abençoará com bençoês do ceo de
8 Juda, tu es, te louvaráò teus ir­ riba, com bençoês do abismo que
maõs ; tua maõ será sobre o pescoço está abaixo, com bençoês das mamas
de teus inimigos : os filhos de teu pae e da madre.
se inclinaráõ a ty. 26 As bençoês de teu pae sobre-
9 Juda he leaõsinho, da presa su­ pujaõ as bençoês de meus paes, até o
biste,filho meu: encurva-se,edeita-se cabo dos outeiros eternos: ellas esta-
como hum leaõ, e como leaõ velho : raõ sobre a cabeça de Joseph, e sobre
quem o &cordará ? a moleyra da cabeça do separado de
10 O Cetro naõ se arredará de Ju­ seus irmaõs.
da, nem o Legislador d’entre seus 27 Benjamin come lobo despeda­
pês, ate que venha Siloh; e a elle çará ; pola manhaã comerá presa, e á
obedeceráõ os povos. tarde repartirá depojo.
11 Elle amarra seu asninho á vide, 28 Todos estes tribos de Israel saõ
e o filho de sua asna á cepa mais ex­ doze: e isso be o que falioulhes sett
celente : elle lava seu vestido no vi­ pae, quando os abençoou; a cada-
nho, e sua capa em sangue de uvas. hum delles abençoou segundo sua
12 Elle he vermelho de olhos pelo bençaõ.
'vinho, e branco de dentes pelo leite. 29 Despois mandou lhes, e disse
13 Zebulon habitará ao porto dos lhes : Eu me congrego a meu povo :
mares, e ao porto dos navios, e seu sepultae me com meus paes, na cova
termo será para Sidon. que está no campo de Ephron o
14 Issaschar he asno de fortes os­ Hetheo.
sos, deitado entre dous fardos. 30 Na cova que está no campo de
15 Vendo elle que o descanço era Machpela, que está em fronte de
bom, e que a terra era deleitosa, a- Mamre na terra de Canaan, a qual
baixou 6eu hombro pera acarretar, e Abraham comprou com aquelle cam­
servio sob tributo. po de Ephron o Hetheo, por herança
16 Dan julgará a seu povo, como de sepultura.
lnun dos tribos de Israel. 31 Ali sepultáraõ a Abraham, e a
GENESTS. Cap. XLIX. L. 55
Sara sua mulher: ali sepultáraõ a os Cananeos, a o pranto na eira do
Isaac, e a Rebecca sua mulher: e ali espinhal, disseraõ: Este he pranto
eu sepultei a Lea. grande dos Egypcios : por isso cha-
32 O campo, e a cova que está mouse seu nome Abel Mizraim, que
nelle, foi comprado dos filhos de está d’alem do Jordaõ.
Heth. 12 E fizeraõ lhe seus filhos assi,
35 Acabando pois Jacob de dar como elle lhes mandara.
mandamentos a seus filhos, encolheo 13 Pois seus filhos o levaraò ater­
seus pés na cama, e espirou, e foi ra de Canaan, e o sepultaraõ na cova
congregado a seus povos. do campo de Machpela, que Abra-
iiarn tinha comprado com o campo,
CAPITULO L. por herança de sepultura de Ephroil
NTAO Joseph se lançou sobre o o Hctheo, em fronte de Mamre,
rosto de seu pae ; e chorou so­ 11 Despois tornottse joseph para
bre elle, e o beyou. Egypto, elle e seus irmaõs, e todos
2 E Joseph mandou a seus servos os que com elle subiraõ a sepultar
os médicos, que embalsamassem a seu pae, despois de aver sepultado a
seu pae: e os médicos embalsaraaraõ seu pae.
a Israel. 15 Vendo entaõ os irmaõs de Jo­
3 E cumprira3.se lhe quarenta di­ seph, que seu pae ja era morto, dis­
as ; porque assi se cumprem os dias seraõ : porventura nos aborrecerá Jo­
daquelles que se embalsamaõ: e os seph, e nós pagará certamente todo
Egypcios o choraraõ setenta dias. o mal, que lhe fizemos,
í Passados pois o-s dias de seu 16 Portanto enviaraõ a Joseph, di­
choro, fallou Joseph á casa de Pha­ zendo : Teu pae mandou antes de sua
raó, dizendo : Se agora tenho achado morte, dizendo:
graça em vossos olhos, rogo vos, que 17 Assi direis a Joseph : Ora rogo
falíeis em ouvidos de Pharaó, dizen­ te, que perdoes a transgressão de te­
do : us irmaõs, e seu pecado, que te ren­
.5 .Meu pae me fez jurar, dizendo : derão mal: Agora pois rogamos te,
Eis que eu morro; em meu sepul­ que perdoes a transgressão dos servos
cro, que cavei para my na terra de do Deus de teu pae ; e Joseph cho­
Canaan, ali me sepultarás: agora rou quando elles lhe fallavaõ.
]»is, te peço, que eu suba, paraque 18 Despois vieraõ também seus ir­
sepulte a meu pae, entaõme tornarei. maõs, e postraraõse diante delle, e
6 E Pharaó disse : Sube, c sepulta disseraõ: Eis nós aqui por teus ser­
a teu pae, como clle te fez jurar. vos.
7 E Joseph subio para sepultar a 19 E Joseph lhes disse: Naõ te­
seu pae, e subiraõ com elle todos os mais, porque estou eu cm lugar de
servos de Pharaó, os Anciaõs de sua Deus ?
casa, e todos os Anciaõs da terra de '20 Vosoutros bem pensastes mal
Egypto. contra my; porem Deus pensou a-
8 Como também toda a casa de quillo para bem, paraque elle faça,
Joseph, e seus irmaõs, e a casa de como isso está neste dia, pera con­
seu pae: somente deixaraõ na terra servar em vida hum povo grande.
de Gosen seus menino#, e suas or e­ 21 Agora pois naõ temais: euso-
lhas, e suas vacas. stentarei a vos, e a vossos meninos.
9 E subiraõ também com elle, assi Assi os consolou, e fallou segundo o
carros, como gente de cavallo ; e foi coraçaõ delles.
hum esquadraõ muy grave. 22 Joseph pois habitou em Egyp­
10 Chegando elles pois á eira do to, elle e a casa de seu pae: e viveo
espinhal, que está d'alem do Jordaõ, Joseph cento e dez annos.
fizeraõ ali hum pranto grande e muy 23 E vio Joseph de Ephraim filhos
grave; e fez a seu pae hum pranto da terceira geraçaõ: também os filhos
por sete dias. de Machir, filho de Manasse, naceraõ
11 E vendo os moradores da terra, sobre os joelhos de Joseph.
56 EXODO. Cap. I.
24 E disse Joseph a seus irraaõs : tará Deus ; assi que fareis transportar
Eu morro; mas Deus visitando vos meus ossos daqui.
visitará, e vos fará subir desta terra á 26 E morreo Joseph de idade de
terra, que jurou a Abraham, a Isaac, cento e dez annos: e o erabalsama-
e a Jacob. raõ, e o puseraõ em huã arca em E-
25 E Joseph fez jurar os filhos de gypto.
Israel, dizendo; Visitando vos visi­

O SEGUNDO LIVRO DE MOYSES


CII/kMADO

EXODO.
tanto mais se multiplicava, e tanto
CAPITULO I. mais crecia: de maneira que se enfa-
STES pois saõ os nomes dos fi­ davaõ por causa dos filhos de Israel.
lhos de Israel, que entraraõ em 13 E os Egypcios faziaõ servir os
Egypto com Jacob : cadahum entrou filhos de Israel com dureza.
com sua casa. 14 Assi que lhes fizeraõ amargar a
2 Ruben, Simeon, Levi e Juda. vida com dura servidaõ em barro, e
3 Issascliar, Zebulon e Benjamin. em ladrilhos, e com todo trabalho no
4 Dan e Naphthali, Gad e Aser. campo; com todo seu serviço, em que
5 Todas as almas pois, que proce­ os serviaõ com dureza.
derão da coxa de Jacob, foraõ se­ 15 Demais disto fallou el Rey de
tenta almas; porem Joseph estava Egypto ás parteiras das Hebreas, (das
em Egypto. quaes o nome da huã era Siphra, e o
6 Sendo pois Joseph falecido, e to­ nome da outra Pua.)
dos seus irmaõs, e toda aquella ge­ 16 E disse : Quando fizerdes parir
ração : as Hebreas, e as virdes sobre os as­
7 Os filhos de Israel fructificaraõ sentos : se for filho, matae o; mas se
e multiplicaraõse, e foraõ augmenta- for filha, viva.
dos e fortalecidos grandemente; de 17 Porem as parteiras temeraõ a
maneira que a terra se encheo delles. Deus, e naõ fizeraõ como el Rey de
8 Despois levantouse hum novo Egypto lhes dissera, antes guardavaõ
Rey sobre Egypto, que naõ conhe­ a os meninos em vida.
cera a Joseph. 18 Entaõ chamou el Rey de E-
9 O qual disse a seu povo: Eis gypto as parteiras, e disse lhes : Por­
que o povo dos filhos de Israel he que fizestes isto ? que guardastes a
muyto, e mais poderoso que nosou- os meninos em vida.
tros. 19 E as parteiras disseraõ a Pha­
10 Ea, sejamos sábios para com raó : Porquanto as mulheres Hebreas
elle, paraque naõ se multiplique, e naõ saõ como as Egypcias: porque
aconteça que, vindo guerra, elle saõ robustas, antes que a parteira
também se ajunte com nossos inimi­ venha a ellas, ja tem parido.
gos, e peleje contra nós, e suba da 20 Portanto Deus fez bem ás par­
terra. teiras : e o povo se auginentou, e se
11 E puseraõ sobre elle Mayoraes corroborou muito.
de tributos, para o affligirem com suas 21 E aconteceo que, porquanto as
cargas: Porque edificaraõ a Pharaó parteiras temeraõ a Deus, edificou
cidades de thesouros, Pitom e Raam- lhes casas.
ses. 22 Entaõ mandou Pharaó a todo
12 Mas quanto mais o affligiaõ, seu povo, dizendo; A todos filhos que
EXODO. Cap. II. III. 57
nacerem, lançareis no rio, mas a to­ posto a ty por mayoral e juiz sobre
das filhas guardareis em vida. nosoutros? dizes isso por me matar,
como mataste ao Egypcio ? entaõ te-
CAPITULO II. meo Moyses, e disse; certamente
FOISE hum varaõ da casa de este negocio foi descuberto.
Levi, e tomou huã filha de 15 Ouvindo pois Pharaó este ne­
Levi. gocio, procurou matar a Moyses:
2 E a mulher concebeo, e pario mas Moyses fugio de diante da face
hum filho : e vendo o que era formo­ de Pharaó, e habitou na terra de
so, escondeo o tres meses. Midian, e assentouse junto a hum
3 Porem naô o podendo mais es­ poço.
conder, tomou huã arca de juncos, e 16 E o Sacerdote de Midian tinha
a abetumou com betume e pez; e sete filhas, as quaes vieraõ a tirar a-
pondo 'nella ao menino, a pós em os goa, e encherão as pias, pera abeberar
juncos á praya do rio. o rebanho de seu pae.
4 E sua irmaã parouse de longe, 17 Entaõ vieraõ os pastores, e lan-
pera saber o que lhe avia de acon­ çaraõ as dali; porem Moyses levan-
tecer. touse e defendeo as, e abeberou seu
5 E a filha de Pharaó deceo a la- rebanho.
varse no rio, e suas donzellas passea- 18 E vindo ellas a Rehuel seu pae,
raõ pela borda do rio: e ella vio a ar­ disse elle: Porque hoje tornastes taõ
ca no meyo dos juncos, e enviou sua depressa ?
criada, e a tomou. 19 E ellas disseraõ: Hum varaõ
6 E abrindo a, vio ao menino, e Egypcio nós livrou da maõ dos pas­
eis que o menino chorava; e moveo tores ; e também nós tirou agoa em
se de compaixaõ delle, e disse: Dos abundancia, e abeberou o rebanho.
meninos dos Hebreos he este. 20 E disse a suas filhas : E aonde
7 Entaõ disse sua irmaã á filha de elle está? porque deixastes ir a este ho­
Pharaó: Irei eu a chamar huã ama mem ? chamae o, paraque coma paõ.
das Hebreas, que crie a este menino 21 E Moyses consentio em morar
por ti ? com aquelle varaõ: e ejle deu a Moy­
8 E a filha de Pharaó disse lhe, ses sua filha Zippora.
vae te: e foi se a moça, e chamou a 22 A qual pario hum filho, e elle
mae do menino. chamou seu nome Gersom ; porque
9 Entaõ lhe disse a filha de Pha­ disse : Peregrino sou em terra alhea.
raó: Leva este menino, e cria m’o, 23 E aconteceo despois de muitos
eu te darei teu salario : e a mulher to­ destes dias, morrendo el Rey de E-
mou ao menino, e criou o. gypto, que os filhos de Israel suspira-
10 E sendo o menino ja grande, raõ e clamaraõ por causa da servidaõ:
ella o trouxe á filha de Pharaó, a qual e seu clamor por causa de sua servi­
o perfilhou; e chamou seu nome daõ subio a Deus.
Moyses, e disse : Porque das agoas o 24 E ouvio Deus seu gemido, e
tenho tirado. lembrouse Deus de seu concerto com
11 E aconteceo naquelles dias, que Abraham, com Isaac, e com Jacob.
sendo Moyses ja grande, sahio a seus 25 E attentou Deus para os filhos
irmaõs, e attentou para suas cargas: de Israel, e conheceo os Deus.
e vio que hum varaõ Egypcio feria a
hum varaõ Hebreo de seus irmaõs. CAPITULO III.
12 E olhou á huãeá outra banda, APACENTAVA Moyses o re­
e vendo que ninguém ali avia, ferio banho de Jethro seu sogro, Sa­
ao Egypcio, e escondeo o na area. cerdote em Midian: e levou o reba­
13 E tornou a sair a o dia seguinte, nho a tras do deserte, e veyo ao
e eis que dous varoês Hebreos con- monte de Deus, a Horeb.
tendiaõ: e disse a o injusto; porque 2 E apareceo lhe o Anjo de Je-
feres a teu proximo ? hovah em huã chama de fogodos
14 O qual disse: Quem te tem meyo de huã çarça: e olhou, eei
58 EXODO. Cap. III. IV.
que a çarça ardia no fogo, e a çarça Assi dirás a os filhos de Israel: Je-
naõ se consumia. iiovah o Deus de vossos paes, o De­
3 E Moyses disse: Agora me vi­ us de Abraham, o Deus de Isaac, e o
rarei para lá, e verei esta grande vi- Deus de Jacob, me enviou a vosou­
saõ, porque a çarça se naõ queime? tros : Este he meu nome eternamen­
4 E vendo Jeiiovah, que se vira­ te, e este he meu memorial de gera-
va para la a ver, bradou Deus a elle çaõ em geraçaõ.
do tneyo da çarça, e disse: Moyses, 16 Vae e ajunta os Anciãos de Is­
Moyses : e elle disse ; eis me aqui. rael, e dize lhes: Jeiiovaii o Deus
5 E disse: Naõ te chegues para de vossos paes me apareceo, o Deus
ca: tira teus çapatos de teus pés ; de Abraham, de Isaac, e de Jacob,
porque o lugar em que tu estás, he dizendo: Visitando vos tenho visitado,
terra sancta. e visto o que vos he feito em Egypto.
6 Mais disse: Eu sou o Deus de 17 Portanto eu disse : Farei vos
teu pae, o Deus de Abraham, o Deus sobir da affliçaõ de Egypto á terra do
de Isaac, e o Deus de Jacob : e Moy­ Cananeo, do Hetheo, e do Amoreo,
ses encubrio seu rosto, porque temeo e do Pherezeo, e do Heveo, e do Je­
de ver a Deus. buseo, a huã terra, que mana de leite
7 E disse Jeiiovah: Vendo tenho e mel.
visto a affliçaõ de meu povo, que está 18 E ouviráõ tua voz: e irás, tu e
em Egypto, e tenho ouvido seu cla­ os Anciaõs de Israel a el Rey de E-
mor por causa de seus arrecadadores, gypto, e dirlhe heis: Jeiiovaii o
porque conhecei suas dores. Deus dos Ilebreos nos encontrou:
8 Portanto descendi pera livrálo agora pois deixa nos ir caminho de
da maõ dos Egypcios, e pera fazer tres dias para o deserto, paraque sa­
sobilo desta terra, á huã terra boa e crifiquemos a Jeiiovah nosso Deus.
larga, á huã terra que mana de leite 19 Porem eu sei, que el Rey de
e mel: ae lugar do Cananeo, e do Egypto naõ deixará ir vos: nem ainda
Hetheo, e do Amoreo, e do Phere- por huã maõ forte.
zeo, e do Ileveo, e do Jebuseo. 20 Porque eu estenderei minha
9 E agora, eis que o clamor dos fi­ maõ, e ferirei a Egypto com todas
lhos de Israel he vindo a nty: e tam­ minhas maravilhas, que farei no meyo
bém tenho visto a opressão, com que delle : despois vos deixará ir.
os Egvpcios os oprimem. 21 E eu darei graça a este povo
10 Vem pois agora, e eu te envia­ em olhos dos Egypcios: e acontece­
rei a Pharaó, paraque tires meu povo rá que, quando sahirdes, naõ sahireis
(os filhos de Israel) de Egypto. vazios.
11 Entaõ Moyses disse a Deus: 22 Porque cada mulher pedirá a
Quem sou eu, que vá a Pharaó, e tire sua vezinha e a sua hospeda vasos de
de Egypto os filhos de Israel ? prata, e vasos de ouro, e vestidos :
12 E elle disse: Certamente serei os quaes poreis sobre vossos filhos, e
com tigo; e isto te será por sinal, de sobre vossas filhas, e despojareis a
que eu te enviei: Quando ouveres Egypto.
tirado este povo de Egypto, servireis
a Deus neste monte. CAPITULO IV.
13 Enta > disse Moyses a Deus: NTAÕ respondeo Moyses, e
Eis que vindo eu a os filhos de Israel, disse : Mas eis que me naõ cre-
e dizendo lhes: O Deus de vossos ráõ, nem ouviráõ minha voz, porque
paes me enviou a vosoutros; e elles diráõ: Jeiiovaii te naõ apareceo.
me disserem: Qual he seu nome? 2 E Jeiiovah disse lhe: Que he
que lhes direi ? isso em tua maõ ? e elle disse; huã
14 E disse Deus a Moyses: SE­ vara.
REI O QUE SEREI. Mais disse: 3 E elle disse : Lança a na terra;
Assi diras a os filhos de Israel: SE­ e elle a lançou na terra, e tornouse
REI me enviou a vosoutros. ein cobra: e Moyses fugia delia.
15 E disse Deus mais a Moyses: 4 Entaõ disse Jeiiovah a Moy-
EXODO. Cap. IV. 59
ses : Estende tua maõ, c toma a polo tua boca, e com sua boca, ensinando
rabo: eestendeo sua maõ, e a tomou vos, o que aveis de fazer.
polo rabo, e tornouse em vara em sua 16 E elle fallará por ty a o povo :
maõ. e acontecerá, que elle te será por bo­
5 Paraque creaõ, que te apareceo ca, e tu lhe serás por Deus.
Jeiiovaii o Deus de seus paes, o De­ 17 Toma pois esta vara em tua
us de Abraliam, o Deus de Isaac, eo maõ, com que farás os sinaes.
Deus de Jaeob. 18 Entaõ foise Moyses, e tornou a
6 E disse lhe Jeiiovaii mais : Jethro seu sogro, e disse lhe: Eu.
Mete agora tua maõ em teu sevo : e irei agora, e tornarei a meus irmaõsy
meteo sua maõ em seu seyo : e tiran­ que estaõ em Egypto, para ver, se
do a, eis que sua maõ estava leprosa, ainda vivem. Disse pois Jethro a
tranca como a neve. Moyses: vae em paz.
7 E disse : Torna a meter tua maõ 19 Disse também Jeiiovaii a
em teu seyo; e tornou a meter sua Moyses em Midian: Vae, torna-te a
maõ em seu seyo: despois tirou a de Egypto; porque todos os que busca-
seu seyo, e eis que se tornara como vaõ tua alma, morrerão.
sua outra carne. 20 Tomou pois Moyses sua mu­
8 E acontecerá que, se elles te lher, e seus filhos, e os levou sobre
naõ crerem, nem ouvirem a voz do hum asno, e tornouse á terra de E-
primeiro sinal, creráõ a voz do derra­ gypto; e Moyses tomou a vara de
deiro sinal. Deus em sua maõ.
9 E se acontecer, que ainda naõ 21 E disse Jeiiovaii a Moyses:
crerem a estes dous sinaes, nem ou­ Quando fores tornado a Egypto, at-
virem tua voz, tomarás das agoas do tenta que faças diante de Pharaó to­
rio, e as derramarás na seca: e tor- das as maravilhas, que tenho posto
narsehaõ aquellas agoas que tomarás em tua maõ : mas eu endurecerei seu
do rio, tornarsehaõ digo em sangue coraçaõ, paraque naõ deixe ir a o
sobre a seca. povo.
10 Entaõ disse Moyses a Jeiio- 22 Entonces dirás a Pharaó: Assi
vaii: Ah Senhor! eu naõ sou ho­ diz Jeiiovaii ; meu filho, meu primo­
mem que bem falia, nem de liontem, génito, he Israel.
nem de anfonteni, nem ainda desde 23 E eu te tenho dito; deixa ir
que tens fallado a teu servo : porque meu filho, paraque me sirva ; mas tu
sou pesado de boca, e pesado de refusaste de o deixar ir: eis que eu
lingua. matarei a teu filho, teu primogénito.
11 E disse lhe Jeiiovaii: Quem 24 E aconteceo no caminho em
deo a boca ao homen ? ou quem fez huã estalagem, que Jeiiovaii o en­
ao mudo, ou ao surdo, ou ao que controu, e o quiz matar.
vé, ou ao cego? naõ eu o sou, Je- 25 Entaõ Zippora tomou huã pe­
hovah ? dra aguda, e circuncidou o prepucio
12 Vae pois agora, e eu serei com de seu filho, e o lançou a seus pés, e
tua boca, ete ensinarei, o que has de disse: Certamente me es hum espo­
fallar. so do sangue.
13 Porem elle disse: Ah Senhor! 26 E desviouse delle. Entaõ elle
envia pela maõ daquelle a quem tu has disse: Esposo do sangue, por causa
de enviar. da circuncisão.
14 Entaõ se acendeo a ira de Jf,- 27 Disse também Jeiiovaii a Aa­
iiovaii contra Moyses, e disse: Naõ ron : Vae te ao encontro a Moyses ao
he Aaron o Levita teu irmaõ ? eu sei, deserto. E elle foise, e encontrou o
que elle fallará muy bem: e eis que ao monte de Deus, e bejou o.
elle também sahirá te a o encontro ; 28 E denunciou Moyses a Aaron
e vendo te, se alegrará em seu co- todas as palavras de Jehovah, que
raçaõ. o enviara; e todos os sinaes, que lhe
15 E tu fallarás a elle, e porás a-s mandara.
palavras em sua boca; e eu serei com 29 Entaõ foise Moyses e Aaron, e
60 EXODO. Cap. IV. V.
ajuntaraõ todos os Anciaõs dos filhos laraõ a o povo dizendo; Assi diz Pha­
de Israel. raó, eu náõ vos darei mais palha.
30 E Aaron fallou todas as pala­ 11 Ide vos mesmos, e tomae vos
vras, que Jehovah fallara a Moyses : palha donde a achardes: porque na­
e fez os sinaes perante os olhos do da se diminuirá de vosso serviço.
povo. 12 Entaõ o povo se espalhou por
31 E o povo creo; e ouviraõ que toda a terra de Egypto, a colher ras-
Jehovah visitava a os filhos de Isra­ tolho em lugar de palha.
el, e que via sua affliçao: e inclina­ 13 E os mandadores os apertavaõ,
rão se, e adoraraõ. dizendo: Acabae vossa obra, a tarefa
de cada dia em seu dia, como quando
CAPITULO V. avia palha.
DESPOIS foraõ Moyses e Aa­ 14 E açoutavaõ a os governadores
ron, e disseraõ a Pharaó: Assi dos filhos de Israel, que os mandado­
diz Jehovah o Deus de Israel; de­ res de Pharaó tinhaõ posto sobre el-
ixa ir meu povo, paraque me celebre les, dizendo: porque naõ acabastes
huã festa no deserto. vossa tarefa, fazendo ladrilhos como
2 Mas Pharaó disse: Quem he antes, assi também hontem e hoje ?
Jehovah, cuja voz eu ouvirei pera 15 Poloque foraõ se os governado­
deixar ir a Israel? naõ conheço a res dos filhos de Israel, e clamaraõ a
Jehovah, nem taõ pouco deixarei ir Pharaó, dizendo: porque fazes assi a
a Israel. teus servos?
3 E elle disseraõ: O Deus dos 16 Palha se naõ dá a teus servos,
Hebreos nos encontrou: portanto de­ e nós dizem: Fazei os ladrilhos: e
ixa agora ir-nos caminho de tres dias eis que teus servos saõ açoutados;
ao deserto, paraque sacrifiquemos a porem teu povo tem a culpa.
Jehovah nosso Deus, e elle naõ ve­ 17 Mas elle disse: Andais ociosos,
nha sobre nós com pestilência, ou ociosos andais: por isso dizeis; va­
com espada. mos, sacrifiquemos a Jehovah.
4 Entaõ disse lhes el Rey de E- 18 Ide pois agora, trabalhae; po­
gypto: Moyses e Aaron, porque fa­ rem palha se vos naõ dará: com tu­
zeis cessar o povo de sua obra? ide do dareis a contia dos ladrilhos.
a vossos cargos. 19 Entaõ os governadores dos fi­
5 E disse também Pharaó : Eis que lhos de Israel viraõ se em affliçao,
o povo da terra ja he muito, e vos fa­ porquanto se dizia: Nada diminuireis
zeis cessálos de seus cargos ? de vossos ladrilhos, da tarefa do dia
6 Portanto mandou Pharaó naquel- em seu dia.
le mesmo dia a os mandadores do po­ 20 E encontraraõ a Moyses e a
vo, e a os governadores delle, dizen­ Aaron, que estavaõ em fronte delles,
do : quando sahiraõ de Pharaó.
7 D’aqui em diante naõ mais da­ 21 E disseraõ lhes: Jehovah at-
reis palha a o povo, para fazer ladri­ tente sobre vos, e julgue isso, por­
lhos, como fizestes hontem e ant'on- quanto fizestes feder nosso cheiro di­
tem; vaÕ elíes mesmos, e colhaõ pa­ ante de Pharaó, e diante de seus ser­
lha para si. vos, dando lhes a espada nas maõs,
8 E lhes imporeis a contia dos la­ para matar a nós.
drilhos, que fizeraõ hontem e ant’on- 22 Entaõ se tornou Moyses a Je­
tem: nada diminuireis delia, porque hovah, e disse : Senhor! porque fi­
andaõ ociosos; por isso clamaõ, di­ zeste mal a este povo? porque me
zendo: Vamos, sacrifiquemos a nosso enviaste agora ?
Deus. 23 Porque desde que entrei a Pha­
9 Agrave sé o serviço sobre estes raó, pera fallar em teu nome, elle mal
homens, paraque se ocupem nelle, e tratou a este povo; e taõ pouco tu
naõ confiem em palavras de mentira. livraste a teu povo.
10 Entaõ sahiraõ os mandadores 24 Entaõ disse Jehovah a Moy­
do povo, e seus governadores, e fal- ses ; Agora verás o que hei de fazer
EXODO. Cap. V. VI. 61
a Pharaó: porque por huã maõ pos­ primogénito de Israel saõ; Hanoch
sante os deixará ir, si, por huã maõ e Pailu, Hezron e Charmi; estas saõ
possante os ha de expelir de sua terra. as farailias de Ruben.
14 E os filhos de Simeon saõ; .Je-
CAPITULO VI. muel, e Jamin, e Ohad, e Jachin, c
A IS fallou Deus a Moyses, e Zohar, e Saul, filho de huãCananea;
M disse : Eu sou Jeiiovah.
2 E eu apareci a Abraham, a Isa-
estas saõ as famílias de Simeon.
1.5 E estes saõ os nomes dos filhos
ac, e a Jacob, como Deus o Todopo- de Levi segundo suas gerações; Ger­
deroso: mas com meu nome Jeiio- son e Kehath, e Merari: e os annos
vah naõ fuy conhecido lhes. da vida de Levi foraõ cento e trinta
3 E também estabeleci meu con­ e sete annos.
certo com elles, para dar lhes a terra 16 Os filhos de Gerson saõ; Libni
de Canaan, a terra de suas peregri­ e Simei segundo suas famílias.
nações, na qual foraõ peregrinos. 17 E os filhos de Kehath saõ; Am-
4 E também tenho ouvido o ge­ ram, e Izhar, e Hebron, e Uzziel: e
mido dos filhos de Israel, a os quaes os annos da vida de Kehath foraõ
os Egypcios fazem servir, e me lem­ cento e trinta e tres annos.
brei de meu concerto. 18 E os filhos de Merari saõ; Ma-
.5 Por tanto dize a os filhos de Is­ hali, e Musi; estas saõ as famílias de
rael : Eu sou Jeiiovah, e vos tirarei Levi segundo suas gerações.
de debaixo das cargas dos Egypcios, 19 E Amram tomou por mulher a
e vos livrarei de sua servidaõ, e vos Jochebed sua tia, e ella pario lhe a
resgatarei com braço estendido, e Aaron e a Moyses: e os annos da
com juizos grandes. vida de Araram foraõ cento e trinta
6 E eu vos tomarei por meu povo, e sete annos.
e a vos serei por Deus: e sabereis 20 E os filhos de Izhar saõ; Korah,
que eu sou Jeiiovah vosso Deus, e Nepheg, e Zichri.
que vos tiro de debaixo das cargas 21 E os fiihos de Uzziel saõ; Mi-
dos Egypcios. sael, e Elzaphan, e Sithri.
7 E eu vos levarei na terra, pola 22 E Aaron tomou por mulher a
qual levantei minha maõ, que a daria Eliseba, filha de Amminadab, irmaã
a Abraham, a Isaac, e a Jacob; e de Nahesson ; e ella pario lhe a Na-
vo-la darei por herança, eu Jeiiovah. dab e Abihu, Eleazar e Ithamar.
8 Deste modo fallou Moyses a os 23 E os filhos de Korah saõ; As-
fiihos de Israel: mas elles naõ ouvi­ sir, e Elkana, e Abiasaph; estas saõ
rão a Moyses, por causa da ancia do as famílias dos Korithas.
espirito, e da dura servida '1. 21 E Eleazar filho de Aaron to­
9 Mais fallou Jeiiovah a Moyses, mou para si por mulher huã das fi­
dizendo: lhas de Puthiel; e ella pario lhe a
10 Entra e falia a Pharaó Rey de Pinehas; estas saõ as cabeças dos
Egypto, que despeda os filhos de Is­ paes dos Levitas segundo suas famí­
rael de sua terra. lias.
11 Porem Moyses fallou perante 2.5 Este he Aaron e Moyses, a os'
Jeiiovah, dizendo : Eis que os filhos quaes Jehovah disse: Tirae os filhos
de Israel me naõ tem ouvido, como de Israel da terra de Egypto por seus
pois Pharaó me ouvirá ? também eu Exércitos.
sou incircunciso de beiços. 26 Estes saõ os que fallaraõ a
12 Todavia fallou Jehovaii a Pharaó Rey de Egypto, paraque ti­
Moyses e a Aaron, e deo lhes manda­ rassem de Egypto os filhos de Isra­
mento para os filhos de Israel, e para el : Este he Moyses e Aaron.
Pharaó Rey de Egypto, peraque ti­ 27 E aconteceo que naquelle dia,
rassem a os filhos de Israel da terra quando Jeiiovah fallou a Moyses na
de Egypto. terra de Egypto:
13 Estas saõ as cabeças das casas 28 Fallou Jehovah a Moyses, di­
de seus paes: Os filhos de Ruben, o zendo: EusouJehovah ; falia aPha-
62 EXODO. Cap. VI. VII.
raó, Rey de Egypto, tudo que eu te 13 Porem o coraçaõ de Pharaó se
digo a ty. endureceo, e naõ os ouvio, como Je­
29 Entaõ disse Moyses perante a hovah tinha dito.
face de Jehovah: Eis que eu sou 14 Entaõ disse Jehovaii a Moy­
incircunciso de beiços, como pois ses ; o coraça de Pharaó está agrava­
Pharaó me ouvirá ? do : recusa despedir o povo.
15 Vae pela manhaã a Pharaó:
CAPITULO VII. eis que elle sahirá ás agoas: poem te
NTAÕ disse Jehovaii a Moy­ em fronte delle á praya do rio, e to­
E ses : Eis que te tenho posto por marás em tua maõ a vara, que se
Deus sobre Pharaó, e Aaron teu ir­ tornou em cobra.
mão será teu Propheta. 16 E lhe dirás: Jehovaii o Deus
2 Tu fallarás tudo que eu te man­ dos Hebreos me tem enviado a ty,
dar: e Aaron teu irmaõ fallará a dizendo: Deixa ir meu povo, pera-
Pharaó, que despeda os filhos de Is­ que me sirva no deserto; porem eis
rael de sua terra. que até agora naõ tens ouvido.
3 Porem eu endurecerei o coraçaõ 17 Assi diz Jeiíovaii: 'Nisto sa­
de Pharaó; e multiplicarei na terra berás, que eu sou Jehovaii : Eis que
de Egypto meus sinaes, e minhas ma­ eu com esta vara, que tenho em mi­
ravilhas. nha maõ, ferirei as agoas, que estaõ no
4 Pharaõ pois naõ vos ouvirá, e eu rio, e tornarsehaõ em sangue.
porei minha maõ sobre Egypto ; e ti­ IS E os peixes, que estaõ no rio,
rarei meus exercitos, meu povo os fi­ morreráõ, o o rio federá ; e os Egyp­
lhos de Israel, da terra de Egypto, cios affadigarsehaõ, bebendo a agoa
por grandes juizos. do rio.
5 Entonces saberáõ os Egypcios, 19 Mais disse Jehovaii a Moy­
que eu sou Jehovaii, quando esten­ ses : Dize a Aaron; toma tua vara,
der minha maõ sobre Egypto, e tira­ e estende tua maõ sobre as agoas dos
rei os filhos de Israel do meyo delles. Egypcios, sobre seus correntes, so­
6 Entaõ fez Moyses e Aaron como bre seus rios, e sobre seus tanques, e
Jehovaii lhes mandara, assi fizeraõ. sobre todo ajuntamento de suas ago­
7 E Moyses era de idade de oiten­ as, paraque se tornem em sangue: e
ta annos, e Aaron de idade de oitenta aja sangue em toda a terra de Egyp­
e tres annos, quando fallaraõ a Pha­ to, assi em os vasos de madeira, como
raó. em os de pedra.
8 E fallou Jehovaii a Moyses e a 20 E Moyses e Aaron fizeraõ assi,
Aaron, dizendo. como Jehovaii tinha mandado: e
9 Quando Pharaó vos iallar, di­ levantou a vara, e ferio as agoas, que
zendo : Fazei por vos algum milagre: estavaõ no rio, diante dos olhos de
dirás a Aaron; toma tua vara, e a Pharaó, e diante dos olhos de seus
lança diante da face de Pharaó, e se servos ; c todas as agoas no rio se tor-
tornará em dragaõ. naraõ em sangue.
10 Entaõ entraraõ Moyses eAaron 21 E os peixes, que estavaõ no rio,
a Pharaó, e fizeraõ assi como Jeiio- morreráõ, e o rio fedeo, que os Egyp­
vaii mandara: e lançou Aaron sua cios naõ podiaõ beber a agoa do rio :
vara diante da face de Pharaó, e di­ e houve sangue por toda a terra de
ante da face de seus servos, e tor- Egypto.
nouse em dragaõ. 22 Porem os magos de Egypto
11 E chamou Pharaó também os lambem fizeraõ o mesmo com seus en­
sábios e encantadores: e os magos de cantamentos ; de maneira que o eo-
Egypto fizeraõ também o mesmo com raçao de Pharaó se endureceo, e naõ
seus encantamentos. os ouvio, como Jehovaii tinha dito.
12 Porque cadahum lançou sua 23 E virouse Pharaó, e foise para
vara, e tornaraõse em dragoés: mas sua casa: e nem ainda 'nisto pós seu
a vara de Aaron tragou as varas del­ coraçaõ.
les. 21 E todos os Egypcios cavaraõ
EXODO. Cap. VII. VIII. 63
poços junto a o rio, pera beber agoa ■ 14 Eajuntaraõ asem montoês, ea
porquanto naõ podiaõ beber das agoas terra fedeo.
do rio. 15 Vendo pois Pharaó, que avia
25 Assi cumpriraõse sete dias, des- descanço, agravou seu coraçaõ, e naõ
pois que Jehovaii ferira o rio. os ouvio, como Jehovaii tinha dito.
16 Mais disse Jehovaii a Moy­
CAPITULO VIII. ses; dize a Aaron: estende tua vara, e
ESPOIS disse Jehovaii aMoy- fere o pó da terra, paraque se torne em
D ses : Entra a Pharaó, e dize lhe: piolhos por toda a terra de Egypto.
Assi diz Jehovaii ; deixa ir meu po­ 17 E fizeraõ assi; porque Aaron
vo, peraque me sirvaõ. estendeo sua maõ com sua vara e fe­
2 E se recusares de o despedir, eis rio o pó da terra, e avia muitos pio­
que ferirei com raãs todos teus ter­ lhos em os homens, e no gado: todo
mos. o pó da terra se tornou em piolhos
3 E o rio criará raãs, que subiráõ em toda a terra de Egypto.
e viráõ em tua casa, e em teu donni- 18 E os magos fizeraõ também assi
torio, e sobre tua cama, e ’nas casas com seus encantamentos, pera pro­
de teus servos, e sobre teu povo, e em duzir piolhos, mas naõ puderaõ: e
teus fornos, e em tuas arcas de paõ. avia piolhos em os homens, en o gado.
■1< E as raãs subiráõ sobre ty, e so- 19 Entaõ disseraõ os magos a Pha­
breteu povo, e sobre todosteus servos. raó : O dedo de Deus he este : po­
5 Mais disse Jeiiovah a Moyses: rem o coraçaõ de Pharaó se endure­
Dize a Aaron ; estende tua maõ com ceu, c naõ os ouvia, como Jehovaii
tua vara sobre os correntes e sobre os tinha dito.
rios, e sobre os tanques, e faze subir 20 Dissemais Jehovaii aMoyses:
raãs sobre a terra de Egypto. Levanta-te pela manhaã cedo, epoeni
6 E Aaron estendeo sua maõ so­ te diante da face de Pharaó ; cis que
bre as agoas de Egypto, e subiraõ elle sahirá ás agoas, e dize lhe : Assi
raãs, e cubriraõ a terra de Egypto. diz Jehovaii: Deixa ir meu povo,
7 Entaõ os magos fizeraõ o mesmo paraque me sirva.
com seus encantamentos; e fizeraõ 21 Porque se naõ deixares ir meu
subir raãs sobre a terra de Egypto. povo, cis que enviarei sobre ty, e so­
8 E Pharaó chamou a Moyses e bre teus servos, e sobre teu povo e
Aaron, e disse : Rogae a Jehovaii, sobre tuas casas, liuã mistura de ani-
que tire as raãs de liiv, e de meu po­ uiaes: e desta mistura se encheráõ
vo ; despois deixarei ir o povo, para- as casas dos Egypcios, e também a
que sacrifiquem a Jehovaii. terra, em que elles estiverem.
9 E Moyses disse a Pharaó; tu 22 E naquelle dia eu separarei a
tenhas a honra sobre my : quando ora­ terra de (iosen, em que meu povo ha­
rei por ty, e por teus servos, e por bita, que nclla naõ seja huã mistura
teu povo, para tirar as raãs de ty, e de de animacs, paraque saibas que eu
tuas casas, que somente fiquem no rio? sou Jehovaii no meyo desta terra.
10 E elle disse : Amanhaã, e Moy­ 23 E porei redemçaõ entre meu
ses disse; seja conforme a tua pala­ povo, e entre teu povo: a nianhaa
vra, paraque saibas, que ninguém ha será este sinal.
como Jehovaii nosso Deus. 24- E Jehovaii fez assi; e veyo
11 E as raãs apartarsehaõ de ty, e huã grande mistura de animacs ria
de tuas casas, e de teus servos, e de casa de Pharaó, e 'nas casas de seus
teu povo : sómente ficaráõ no rio. servos, e sobre toda a terra de Egyp­
12 Entaõ sahio Moyses e Aaron to : a terra foi corrompida desta mis­
de Pharaó : e Moyses clamou a Je- tura.
hovah por causa das raãs, que tinha 25 Entaõ chamou Pharaó a Moy­
posto sobre Pharaó. ses e a Aaron, c disse: Ide, e sacrifi-
13 E Jehovaii fez conforme á pa­ cae a vosso Deus nesta terra.
lavra de Moyses : e as raãs morrerão 26 E Moyses disse: Naõ convém
das casas, dos pateos, e dos campos. que façamos assi, porque sacrificari-
64 EXODO. Gap. VIII. IX.
amos a Jeiiovaii nosso Deus a abo- 7 E Pharaó mandou ver, e eis que
minaçaõ dos Egypcios: eis que se sa­ do gado de Israel naõ morrera hum :
crificássemos a abominaçaõ dos Egyp­ porem o coraçaõ de Pharaó se agra­
cios perante seus olhos, naõ elles nos vou, e naõ deixou ir ao povo.
apedrejariaõ ? 8 Entaõ disse Jehovah a Moy­
27 Deixa nos ir caminho de tres ses e a Aaron : Tomae vossos punhos
dias a o deserto, peraque sacrifique­ cheos de cinza do forno, e Moyses a
mos a Jeiiovaii nosso Deus, como espalhe para o ceo perante os olhos
elle nos dirá. de Pharaó.
28 Entaõ disse Pharaó : Deixarei 9 E tornarseha em pó sobre toda a
ir vos, paraque sacrifiqueis a Jeiio- terra de Egypto, e ’nos homens e ’no
vah vosso Deus no deserto ; somen­ gado se tornará em sarna, que arre­
te que indo naõ vades longe: orae benta era bexigas por toda a terra de
também por my. Egypto.
29 E Moyses disse: eis que sayo 10 E elles tomaraõ a cinza do for­
de ty, e orarei a Jehovah, que esta no, e poseraõ se diante de Pharaó, e
mistura de animaes a manhaã se re­ Moyses a espalhou para o ceo: e tor-
tire de Pharaó, de seus servos, e de nouse em sarna, que arrebentava em
seu povo: sómente que Pharaó naõ bexigas ’nos homens e ’no gado.
mais me engane, naõ deixando ir a 11 De maneira que os magos naõ
este povo, para sacrificar a Jehovah. podiaõ parar diante de Moyses por
30 Entaõ sahio Moyses de Pharaó, causa da sarna: porque avia sarna
e orou a Jehovah. em os magos, e em todos os Egyp­
31 E fez Jehovah conforme á pa­ cios.
lavra de Moyses, e a mistura de ani­ 12 Porem Jeiiovaii endureceo c>
maes se retirou de Pharaó, de seus coraçaõ de Pharaó, e naõ os ouvio,
servos, e de seu povo: naõ ficou hum. como Jehovah tinha dito a Moyses.
32 Mas agravou Pharaó ainda esta 13 Entaõ disse Jehovah a Moy­
vez seu coraçaõ, e naõ deixou ir a o ses : Levanta te pela manhaã cedo, e
povo. poem te diante de Pharaó, e dize lhe:
assi diz Jeiiovaii o Deus dos Hebre-
CAPITULO IX. os; deixa ir meu povo, paraque me
ESPOIS Jehovah disse a Moy­ sirva.
ses : Entra a Pharaó, e dizelhe; 14 Porque esta vez enviarei todas
assi diz Jeiiovaii o Deus dos Hebre- minhas pragas em teu coraçaõ, e so­
os: Deixa ir meu povo, paraque me bre teus servos, e sobre teu povo, pa­
sirva. raque saibas, que naõ ha outro como
2 Porque se recusares de os deixar eu em toda a terra.
ir, e ainda por força os detiveres: 15 Porque agora tenho estendido
3 Eis que a maõ de Jehovah será minha maõ, pera te ferir a ty, e a teu
sobre teu gado, que está no campo, povo com pestilência, e paraque sejas
sobre os cavallos, sobre os asnos, so­ destruído da terra.
bre os camellos, sobre as vacas, e so­ 16 Mas de véras para isto te levan­
bre as ovelhas, com pestilência gra­ tei, pera mostrar minha potência em
víssima. ty, e paraque meu nome seja anunci­
4 E Jeiiovaii fará separaçaõ en­ ado em toda a terra.
tre o gado dos Israelitas, e entre o 17 Tu ainda te levantas contra meu
gado dos Egypcios, que nada morra povo, pera naõ deixálos ir ?
de todo o dos filhos de Israel, 18 Eis que a manhaã a estas horas
5 E Jeiiovaii assinalou certo tem­ farei chover sarayva muy grave, qual
po, dizendo: A manhaã fará Jeiio- nunca foi em Egypto, desdo dia que
vaii esta cousa na terra, foi fundado até agora.
6' E Jehovah fez esta cousa a o 19 Agora pois envia, recolhe teu
dia seguinte, e todo o gado dos Egyp­ gado, e tudo que tens no campo : to­
cios morreo: porem do gado dos fi­ do homem e animal, que for achado
lhos de Israel naõ morreo hum. no campo, e naõ for recolhido á casa,
EXODO. i 'ap. IX. X. 65 1
a sarayva cahirá sobre elles, e mor­ hovah: e cessaraõ os trovoés e a j
rerão. sarayva, e a chuva naõ cahio mais so- (
20 Quem dos servos de Pharaó te­ bre a terra. ,
mia a palavra de Jehovah, fez fugir 34 Vendo Pharaó, que cessou a
seus servos e seu gado ás casas. chuva, e a sarayva, e os trovoés, con- j.
21 Mas aquelle que seu coraçaõ tinuou em pecar: e agravou seu co- |
naõ tinha posto á palavra de Jeho­ raçaõ, elle e seus servos.
vah, deixou seus servos e seu gado 35 Assi o coraçaõ de Pharaó se en-
no campo. dureceo, e naõ deixou ir os filhos de |
22 Entaõ disse Jehovah a Moy- Israel, como Jehovah tinha dito por i
ses: Estende tua maõ para o ceo, e Moyses.
averá sarayva em toda a terra de E-
gypto, sobre os homens e sobre o ga­ CAPITULO X.
do, e sobre toda a erva do campo na ESPOIS disse Jehovah a Moy­
terra de Egypto.
23 E Moyses estendeo sua vara
D ses : entra a Pharaó, porque te­
nho agravado seu coraçaõ, e o cora­
para o ceo, e deo trovoés e sarayva, çaõ de seus servos, para fazer estes
e fogo discorria pela terra: e Jeho­ meus sinaes no meyo delle.
vah fez chover sarayva sobre a terra .2 E paraque conteis .diánte dos
de Egypto. ouvidos de teus filhos, e de teus ne­
24 E avia sarayva, e fogo mistu­ tos, as cousas que obrei em Egypto,
rado entre a sarayva, muy grave, qual e meus sinaes, que tenho feito entre
nunca foi em toda a terra de Egypto, elles : paraque saibais que eu sou
desde que veyo a ser povo. Jehovah.
25 E a sarayva ferio em toda a ter­ 3 Assi foraõ Moyses e Aaron a
ra de Egypto, tudo que estava no Pharaó, e disseraõ lhe : Assi diz Je-
campo, des dos homens até os ani- hovaii o Deus dos Hebreos: até
maes: também a sarayva ferio toda quando recusas de humilhar te pe­
a erva do campo, e quebrou todas as rante minha face ? deÂxa ir meu povo,
arvores do campo. paraque me sirvaõ.
26 Sómente na terra de Gosen, 4 Porque se ainda recusas de de­
onde estavaõ os filhos de Israel, naõ ixar ir meu povo, eis que trare.' a ma-
avia sarayva. nhaã gafanhotos em teus termos.
27 Entaõ Pharaó enviou pera cha­ 5 E cubriráõ a face da terra, que
mar a Moyses e a Aaron, e disse lhes: a terra naõ possa ver-se; e elles come-
esta vez pequei; Jehovah he justo, ráõ o resto do que escapou, o que vos
mas eu, e meu povo ímpios. ficou da sarayva: também comeraõ
28 Orae a Jehovah (pois que bas­ toda arvore que vos crece no campo.
ta) paraque naõ aja mais trovoés de 6 E encheráõ tuas casas, e as casas
Deus nem sarayva; e eu vos deixarei de todos teus servos, e as casas de to­
ir, e naõ ficareis mais aqui. dos os Egypcios, quaes nunca viraõ
29 Entaõ lhe disse Moyses: em sa- teus paes, nem os paes de teus paes,
hindo da cidade estenderei minhasma- desdo dia que elles foraõ sobre a ter­
õs a Jehovah : os trovoés cessaráõ, ra até o dia de hoje: e virouse, e sa­
e naõ averá mais sarayva; paraque hio de Pharaó.
saibas que a terra he de Jehovah. 7 E os servos de Pharaó disseraõ
30 Todavia quanto a ty eteus ser­ lhe: até quando este nos ha de ser
vos, eu sei, que ainda naõ temereis por laço? deixa ir os homens, para­
diante da face de Jehovah Deus. que sirvaõ a Jehovah seu Deus:
31 E o linho e a cevada foraõ feri­ ainda naõ sabes, que Egypto está de­
dos, porque a cevada ja estava na es­ struído ?
piga, e o linho na cana. 8 Entaõ Moyses e Aaron foraõ le­
32 Mas o trigo e o centeo naõ fo­ vados outra vez a Pharaó, e disse lhes:
raõ feridos, porque estavaõ cubertos. Ide, servi a Jehovah vosso Deus:
33 Sahio pois Moyses de Pharaó quaes saõ os que haõ de ir ?
da cidade, e estendeo suas maõs a Je- 9 E Moyses disse: avemos de ir
F
66 EXODO. Cap. X. XI.
com nossos meninos, e com nossos coraçaõ de Pharaó, e naõ deixou ir
velhos, com nossos filhos, e com nos­ os filhos de Israel.
sas filhas, com nossas ovelhas, e com 21 Entaõ disse Jehovah a Moy­
nossos boys avemos de ir; porque ses : Estende tua maõ para o ceo, e
festa de Jehovaji temos. viráõ trevas sobre a terra de Egypto,
10 Entaõ elle lhes disse : Seja Je­ trevas que se palpem.
hovah assi com vosco, como eu vos 22 E Moyses estendeo sua maõ
deixarei ira vos, e a vossos filhos: para o ceo, e houve trevas grossas em
olhae, que ha mal diante de vossa face. toda a terra de Egypto por tres dias.
11 Naõ assi: andae agora vos va­ 23 Naõ vio hum a o outro, e nin­
rões, e servi a Jehovaii; pois isso guém se levantou de seu lugar em
he o que pedistes. E os empuxaraõ tres dias; mas todos os filhos de Is­
da face de Pharaó. rael tinhaõ luz em suas habitações.
12 Entaõ disse Jehovah a Moy- 24 Entaõ Pharaó chamou a Moy­
ses: Estende tua maõ sobre a terra ses, e disse: Ide, servi a Jehovah;
de Egypto polos gafanhotos, paraque sómente fiquem vossas ovelhas, e vos­
subaõ sobre a terra de Egypto, e co- sas vacas: vaõ também com vosco
maõ toda a erva da terra, tudo o que vossas familias.
deixou a sarayva. 25 Porem Moyses disse: Tu tam­
13 Entaõ estendeo Moyses sua va­ bém darás em nossas maõs sacrifícios
ra sobre a terra de Egypto, e trouxe e holocaustos, que offereçamos a Je­
Jehovaii sobre a terra hum vento hovah nosso Deus.
oriental todo aquelle dia, e toda aquel- 26 E também nosso gado ha de ir
la noite : e aconteceo que pela tnan- com nosco, nem huã unha ficará; por­
haã o vento oriental trouxe os gafan­ que d’aquelle avemos de tomar, para
hotos. servir a Jehovah nosso Deus: Por­
HE subiraõ os gafanhotos sobre que naõ sabemos com que avemos de
toda a terra de Egypto, e assentara- servir a Jeiiovaii, até que venhamos
õse sobre todos os termos de Egyp­ la.
to, em grande maneira; antes destes 27 Porem Jehovaii endureceo o
nunca houve taes gafanhotos, nem coraçaõ de Pharaó, e naõ os quiz dei­
despois delles viraõ outros taes. xar ir.
15 Porque cubriraõ a face de toda 28 E disselhe Pharaó: Vae te de
a terra, que a terra se escureceo; e my, guarda te que naõ mais vejas meu
comeraõ toda a erva da terra, e todo rosto; porque no dia em que verás
o fruito das arvores, que deixara a meu rosto, morrerás.
sarayva; e naõ ficou alguã verdura ^9 E disse Moyses: Bem disseste;
’nas arvores, nem na erva do campo eu nunca mais verei teu rosto.
em toda a terra de Egypto.
16 Entaõ Pharaó se apressurou, pe­ CAPITULO XI.
ra chamar a Moyses e a Aaron, e dis­ JEHOVAH dissera a Moyses :
se : pequei contra Jehovaii vosso
Deus, e contra vosoutros.
E ainda huã praga trarei sobre Pha­
raó, e sobre Egypto: despois vos deix­
17 Agora pois peço te, que per­ ará ir daqui: e quando vos deixar ir to­
does meu pecado sómente esta vez, talmente, lançando vos lançará daqui.
e que oreis a Jehovah vosso Deus, 2 Falia agora a os ouvidos do po­
que tire de my sómente esta morte. vo, que cada varaõ peça a seu vizi­
18 E sahio de Pharaõ, e orou a nho, e cada mulher a sua vizinha,
Jehovah. vasos de prata, e vasos de ouro.
19 Entaõ Jehovah trouxe hum 3 E Jehovah deu graça ao povo
vento Occidental fortíssimo, o qual em os olhos dos Egypcios: também
levantou os gafanhotos, e os lançou o varaõ Moyses era muy grande na
no mar vermelho; nem ainda hum terra de Egypto perante os olhos dos
gafanhoto ficou em todos os termos servos de Pharaó, e perante os olhos
de Egypto. do povo.
20 Porem Jehovah endureceo o 4 Mais disse Moyses; assi Jeiio-
EXODO. Cap. XI. XII. 67 «
vah tem dito; á meya noite eu sa- to dia deste mes: e toda a congrega­
hirei pelo meyo de Egypto. ção do ajuntamento de Israel o sacrifi- ,
5 E todo primogénito na terra de cará entre as duas tardes. j
Egypto morrerá, desd’o primogénito 7 E tomaráõ do sangue, e o poráõ ■
de Pharaó, que ouvesse de assentarse em ambas as umbreiras, e na lumieira
sobre seu throno, até o primogénito da porta, nas casas em que o come-
da serva, que está tras da mó, e todo ráõ.
•primogénito dos animaes. 8 E'naquella noite comeráõ a car­
6 E averá grande clamor em toda ne, assada a o fogo, com paens azi- '
a terra de Egypto, qual nunca houve, mos; com ervas amargosas a comeráõ.
e nunca averá. 9 Naõ comereis delia cruo, nem
7 Mas entre todos os filhos de Is­ cozido em agoa, senaõ assado a o fo­
rael nem ainda hum caõ moverá sua go, sua cabeça com seus pés, e com
língua, desd’os homens até os animaes, suas entranhas.
paraque saibais, que Jeiiovah fez 10 E nada delia deixareis até a
differença entre os Egypcios, e entre manhaã: mas o que delia ficar até a
os Israelitas. manhaã, queimareis no fogo.
8 Entaõ todos estes teus servos 11 Assi pois o comereis; vossos
deceráõ a my, e se inclinaráõ perante lombos seraõ cingidos, vossos çapatos
my, dizendo: sae tu e todo o povo em vossos pés, e vosso cajado em vos­
que segue tuas pisadas ; e despois eu sa maõ; e o comereis apressadamen­
sahirei: e sahiose de Pharaó em ardor te: esta he a Paschoa de Jeiiovah.
de ira. 12 E eu passarei pela terra de E-
9 E Jeiiovah dissera a Moyses: gypto esta noite, e ferirei todo primo­
Pharaó vos naõ ouvirá, paraque mi­ génito na terra de Egypto, desdos
nhas maravilhas se multipliquem na homens até os animaes ; e farei juizos
terra de Egypto. em todos os deuses de Egypto; Eu
10 E Moyses e Aaron fizeraõ to­ Jeiiovah.
das estas maravilhas diante da face 13 E aquelle sangue vos será por
de Pharaó; mas Jeiiovah endureceo sinal nas casas, em que estiverdes:
o coraçaõ de Pharaó, que naõ deixou vendo eu o sangue, passarei por vos­
ir os filhos de Israel de sua terra. outros, e naõ averá entre vos praga
de mortandade, quando eu ferir a ter­
CAPITULO XII. ra de Egypto.
FALLOU Jehovaii a Moyses 14 E este dia vos sera por memó­
e a Aaron na terra de Egypto, ria, e celebraloheis por festa a Jeho-
dizendo: vaii : entre vossas gerações o cele­
2 Este mesmo mes vos será por ca­ brareis por estatuto perpetue.
beça dos meses: este vos será o pri­ 15 Sete dias comereis paens ázi­
meiro dos meses do anno. mos ; poloque a o primeiro dia fareis
3 Fallae a toda congregaçaõ de Is­ cessar o formento em vossas casas :
rael, dizendo; a os dez deste mes porque qualquer que comer levado
tome cadahum hum cordeiro, segun­ desdo primeiro até o sétimo dia, a-
do as casas dos paes, hum cordeiro quella alma será cortada de Israel.
para cada casa. 16 E a o primeiro dia averá sancta
4 Mas se a casa for pequena para convocaçaõ: também tereis sancta
■hum cordeiro, entaõ elle o tome a seu convocaçaõ a o sétimo dia: nenhuã
vezinho perto de sua casa, conforme obra se fará nelles ; mas o que cada
■a o numero das almas: cadahum con­ alma ouver de comer, isso sómente
forme a seu comer; fareis a conta adereçareis para vosoutros.
conforme a o cordeiro. 17 Guardae pois os paens ázimos,
5 O cordeiro será a vosoutros in­ porque naquelle mesmo dia averei ti­
teiro, hum macho de hum anno; o rado vossos exercitos da terra de E-
qual tomareis das ovelhas, ou das ca­ gypto : poloque guardareis a este dia
bras. entre vossas gerações por estatuto
6 E o guardareis até o decimo quar- perpetuo.
F2
68 EXODO. Cap. XII.
18 No primeiro mes, a os catorze cere, e todos os primogénitos dos
dias do mes, à tarde, comereis paens animaes.
ázimos até os vinte e hum dias do 30 E Pharaó levantouse de noite,
mes a tarde. elle e todos seus servos, e todos os
19 Por sete dias naõ se ache ne­ Egypcios, e avia grande clamor em
nhum formento em vossas casas: por­ Egypto: porque naõ avia casa, em
que qualquer que comer levado, a- que naõ estava hum morto.
quella alma será cortada da congre­ 31 Entaõ chamou a Moyses e a
gação de Israel, assi o estrangeiro, Aaron de noite, e disse: Levantae
como o natural da terra. vos, sahi do meyo de meu povo, assi
20 Nenhuã cousa levada comereis: vos como os filhos de Israel; e ide,
em todas vossas habitações comereis servi a Jehovah, como tendes dito.
paens ázimos. 32 Tomae também com vosco vos­
21 Chamou pois Moyses a todos sas ovelhas, e vossas vacas, como ten­
os Anciaõs de Israel, e disse lhes: des dito ; e ide, e abençoae me tam­
Escolhei e tomae vos cordeiros para bém a my.
vossas famílias, e sacrificae a Paschoa. 33 E os Egypcios apertavaõ a o
22 Entaõ tomae hum manolho de povo, apressandose para lançalos da
Isopo, e o molhae no sangue, que es­ terra: porque diziaÕ; todos somos
tiver em huã bacia, e ponde na lu- mortos.
mieira da porta, e em ambas as um- 34 E o povo tomou sua massa, an­
breiras, do sangue que estiver na ba- tes que se levedasse, seus bolos de
eia: porem nenhum de vosoutros saya massa, atados em seus vestidos sobre
da porta de sua casa até a manhaã. seus hombros.
23 Porque Jehovah passará pera 35 Fizeraõ pois os filhos de Israel
ferir a os Egypcios; porem quando conforme a palavra de Moyses, e pe-
vir o sangue na lumieira da porta, diraõ a os Egypcios vasos de prata,
e em ambas as umbreiras, Jehovah e vasos de ouro, e vestidos.
passará aquella porta, e naõ deixará 36 E Jehovah deu graça a o po­
entrar a o destruidor em vossas ca­ vo em os olhos dos Egypcios, e em-
sas, pera ferir. prestavaõ lhes: e elles despojavaõ a
24 Por tanto guardae isto por es­ os Egypcios.
tatuto para vos, e para vossos filhos 37 Assi partiraõse os filhos de Is­
para sempre. rael de Rameses para Succoth, quasi
25 E acontecerá que, quando en­ seis centos mil de pé, somente de va­
trardes na terra, que Jehovah vos rões sem os meninos.
dará, como tem dito, guardareis este 38 E subio também com elles mui­
culto. ta mistura de gente, e ovelhas, e va­
26 E acontecerá que, quando vos­ cas, huã grande multidaõ de gado.
sos filhos vos disserem ; que culto he 39 E coseraõ da massa, que leva-
este vosso ? raõ de Egypto, bolos ázimos, porque
27 Entaõ direis: Este he o sacri­ naõ foi levedada, porquanto foraõ
fício da Paschoa a Jehovah, que lançados de Egypto, e naõ puderaõ
passou as casas dos filhos de Israel deterse, nem ainda aparelhar para si
em Egypto, quando ferio a os Egyp­ comida.
cios, e livrou nossas casas. Entaõ o 40 O tempo que os filhos de Israel
povo fe inclinou, e adorou. habitaraõ em Egypto, foi quatro cen­
28 E foraõ os filhos de Israel, e fi­ tos e trinta annos.
zeraõ isso: como Jehovah mandara 41 E aconteceo passados os qua­
a Moyses e a Aaron, assi fizeraõ. tro centos e trinta annos, naquelle
29 E aconteceo á meya noite, que mesmo dia sucedeo, que todos os ex­
Jehovah ferio a todos os primogéni­ ércitos de Jehovah sahiraõ da terra
tos na terra de Egypto, desdo primo­ de Egypto.
génito de Pharaó, que ouvesse de as- 42 Esta noite se guardará a Jeho­
sentarse em seu thronO, até o primo­ vah, porque nella os tirou da terra
génito do cativo, que estava no cár­ de Egypto: esta he a noite de Jeho-
EXODO. Cap. XII. XIII. 69
vah, que devem guardar todos os fi­ 6 Sete dias comerás paens ázimos;
lhos de Israel entre suas gerações. e ao sétimo dia averá festa a Jeho­
43 Disse mais Jehovah a Moy- vah.
ses e a Aaron; esta he a ordenança 7 Sete dias se comeráõ paens ázi­
da Paschoa: nenhum filho do estran­ mos, e o levedado naõ sera visto em
geiro comerá delia. ty, nem ainda formento será visto en*
44 Porem todo servo de qualquer, todos teus termos.
comprado por dinheiro, despois que o 8 E naquelle mesmo dia farás sa­
ouveres circuncidado, entaõ comerá ber a teu filho, dizendo : isto he po-
delia. loque Jehovah me tem feito, quan­
45 O estrangeiro e o salariado naõ do eu sahi de Egypto.
comerá delia. 9 E te será por sinal sobre tua
46 Em huã casa se comerá; nao maõ, e por memorial entre teus olhos,
levarás daquella carne fora da casa, paraque a ley de Jehovah esteja em
nem nella quebrareis osso. tua boca: porquanto com maõ forte
47 Toda a congregaçaõ de Israel Jehovah te tiro de Egypto.
o fará. 10 Portanto tu guardarás este es­
48 Se pois algum estrangeiro pe­ tatuto a seu tempo, de anno em anno.
regrinar com tigo, e quiser celebrar 11 Também acontecerá que, quan­
a Paschoa a Jehovah, seja lhe cir­ do Jehovah te ouver metido na ter­
cuncidado todo macho, e entaõ che­ ra dos Cananeos, como jurou a ty e
gue a celebrála, e será como o natu­ a teus paes, e quando t'a ouver dado.
ral da terra: mas nenhum incircun- 12 Farás passar a Jehovah tudo o
ciso comerá delia. que abrir a madre, e tudo o que abrir
49 Huã mesma ley aja para o na­ a madre do fruito dos animaes que te­
tural, e para o estrangeiro, que está rás: os machos serjíõde Jehovah.
peregrinando no meyo de vosoutros. 13 Porem tudo o que abrir a ma­
50 E todos os filhos de Israel o fi- dre da asna, resgatarás com cordeiro;
zeraõ: como Jehovah mandára a e se naõ o resgatares, cortarlhehas a
Moyses e a Aaron, assi fizeraõ. cabeça: mas todo o primogénito do
51 E aconteceo naquelle mesmo homem entre teus filhos resgatarás.
dia, que Jehovah tirou os filhos de 14 Se acontecer, que teu filho á
Israel da terra de Egypto segundo manhaã te pergunte, dizendo: Que
seus exercitos. heisto? dirlhehas ; Jehovah nos ti­
rou com maõ forte de Egypto, da ca­
CAPITULO XIII. sa da servidão.
NTAÕ fallou Jehovah a Moy- 15 Porque sucedeo que, endure-
ses, dizendo: cendose Pharaó, pera naõ deixar nos
2 Sanctifica me todo primogénito, ir, Jehovah matou todos os primo­
a abertura de toda madre entre os fi­ génitos na terra de Egypto, do pri­
lhos de Israel, de homens e de ani- mogénito do homem até o primogé­
maes: porque meu he. nito dos animaes: por isso eu sacri­
3 E Moyses disse a o povo: Lem- fico a Jehovah os machos de tudo
brae vos deste mesmo dia, em que sa- que abre a madre ; porem a todo pri­
histes de Egypto, da casa da servi­ mogénito de meus filhos eu resgato.
dão; pois coin maõ forte Jehovah 16 E será por sinal sobre tua maõ,
vos tirou daqui: portanto naõ come­ e por frontaes entre teus olho3: por­
reis levedado. que Jehovah nos tirou de Egypto
4 Hoje no mes de Abib vos sahis. com maõ forte.
5 E acontecerá que, quando Je­ 17 E aconteceo que, como Pharaó
hovah te ouver metido na terra dos deixou ir a o povo, Deus naõ os levou
Cananeos, e dos Hetheos, e dos A- pelo caminho da terra dos Philisteos,
moreos, e dos Heveos, e dos Jebuse- que estava mais perto; porque Deus
os, a qual jurou a teus paes, que t’a disse : Paraque por ventura o povo
daria, terra que mana leite e mel, naõ se arrependa vendo a guerra, e se
guardarás este culto neste mes. tornem a Egypto.
70 EXODO. Cap. XIII. XIV.
18 Mas Deus fez rodear o povo 9 E os Egypcios os perseguirão, e
pelo caminho do deserto do mar ver­ os alcançaraó, com o campo assen­
melho: e subirão os filhos de Israel tado junto a o mar, todos os cavallos
da terra de Egypto armados. e carros de Pharaó, e seus cavalleiros,
19 E tomou Moyses os ossos de e seu exercito, junto a Pihachireth
Joseph com sigo, porquanto ajura­ diante de Baal-Zephon.
mentando avia ajuramentado a os fi­ 10 E chegando Pharaó, os filhos
lhos de Israel, dizendo ; visitando vos de Israel levantaraõ seus olhos, e eis
visitará Deus; fazei pois subir d’aqui que os Egypcios vinhaõ após elles, e
meus ossos com vosco. temeraõ muito : entaõ os filhos de Is­
20 Assi se partiraõ de Succotb, e rael clamaraõ a Jehovah.
assentaraõ o campo em Etham a o 11 E disseraõ a Moyses ; naõ avia
cabo do deserto. sepulcros em Egypto, que nos tiraste
21 E Jehovah hia diante delles, de lá, paraque morramos neste deser­
de dia em huã coluna de nuvem, pa­ to ? porque nos fizeste isto, que nos
ra os guiar pelo caminho ; e de noite tens tirado de Egypto ?
em huã coluna de fogo, pera os alu­ 12 Naõ he esta a palavra que te
miar, paraque caminhassem de dia e temos fallado em Egypto, dizendo;
de noite. deixa nos, que sirvamos a os Egyp­
22 Nunca tirou de diante da face cios ? pois que melhor nos fora servir
do povo a coluna de nuvem de dia, a os Egypcios, doque morrer no de­
nem a coluna de fogo de noite. serto.
13 Porem Moyses disse ao povo:
CAPITULO XIV. naõ temais, estae quedos, e vede a
NTAÕ fallou Jehovah a Moy­ livraçaõ de Jehovah, que hoje vos
ses, dizendo: fará: porque a os Egypcios que hoje
2 Falia a os filhos de Israel, que vistes, nunca mais vereis eternamente..
tornem, e assentem seu campo diante 14- Jehovah pelejará por vosou-
de Pihachiroth, entre Migdol e entre tros, e vos callareis.
o mar, diante de Baal-Zephon; em 15 Entaõ disse Jehovah a Moy­
fronte delle assentareis o campo junto ses; porque clamas a my ? dize aos
ao mar. filhos de Israel, que marchem.
3 Entaõ Pharaó dirá dos filhos de 1(> E tu, levanta tua vara, e estende
Israel; errados andaõ na terra, o de­ tua maõ sobre o mar, e o parte, que
serto os encerrou. os fiihos de Israel passem pelo meyo
4< E eu endurecerei o coraçaõ de do mar em seco.
Pharaó, paraque os persiga, e serei 17 E eu, eis que endurecerei o co­
glorificado em Pharaó e em todo seu raçaõ dos Egypcios, paraque entrem
exercito, e saberáõ os Egypcios, que neile apos elles : e eu serei glorificado
eu sou Jehovah : eelles fizeraõ assi. em Pharaó, e em todo seu exercito,
5 Sendo pois denunciado a el lley em seus carros, e em seus cavalleiros.
de Egypto, que o povo fugia, se mu­ 18 E os Egypcios saberáõ que eu
dou o coraçaõ de Pharaó e de seus sou Jehovah, quando for glorificada
servos contra o povo, e disseraõ ; por­ em Pharaó, em seus carros, e em seus
que fizemos isso, avendo deixado ir cavalleiros.
a Israel, que nos naõ sirva? 19 E o Anjo de Deus, que hia di­
6 E ajuntou seu carro, e tomou ante do exercito de Israel, se retirou,,
com sigo se» povo. e hia de tras delles: também a colu­
7 E tomou seis centos carros esco­ na de nuvem se retirou de diante de
lhidos, e todos os carros de Egypto, sua face, e se pôs a tras delles.
e os capitaens sobre elles todos. 20 E hia entre o campo dos Egyp­
8 Porque Jehovah endureceo o cios, e entre o campo de Israel: e a.
coraçaõ de Pharaó Rey de Egypto, nuvem era juntamente por escuri­
que perseguisse a os filhos de Israel: dade, e alumiava lambem a noite : de
porem os filhos de Israel sahiraõ com maneira que em toda a noite o hum
alta maõ. naõ chegou a o outro.
EXODO. Cap. XIV. XV. 71
21 Entaõ Moyses estendendo sua
maõ sobre o mar, fez Jehovah reti­ CAPITULO XV.
rar o mar por hum forte vento orien­ NTAO cantou Moyses e os filhos
tal toda aquella noite; e o mar tor- de Israel esta cantiga a Jeho­
nouse em seco, e as agoas foraõ par­ vah, e fallaraõ, dizendo: Cantarei a
tidas. Jehovah, porque exalçando se ex­
22 E os filhos de Israel entráraõ alçou : lançou no mar a o cavallo e
pelo meyo do mar em seco : e as ago­ a seu cavaileiro.
as foraõ lhes como muro a sua maõ 2 Jehovah he minha força, e meu
direita, e a sua esquerda. cântico, elle me foi por salvaçaõ: es­
23 E os Egypcios os seguirão, e te he meu Deus, portanto lhe farei
entraraõ após elles, todos os cavallos habitaçaõ agradavel; elle he o Deus
de Pharaó, seus carros, e seus caval- de meu pae, por isso o exalçarei.
leiros, até o meyo do mar. 3 Jehovah he varaõ de guerra :■
24 E aconteceo na vigia daquella Jehovah he seu nome.
manhaã, que Jeuovah na coluna do 4 Lançou no mar a os carros de
fogo e da nuvem vio o campo dos Pharaó, e a seu exercito; e seus es­
Egypcios ; e alvoroçou o campo dos colhidos príncipes affogaraõ se no mar-
Egypcios. vermelho.
25 E tirou lhes as rodas de seus 5 Os abismos os cubríraõ: decéraõ
carros, e félos passar difficilmente : ás profundezas como pedra.
entaõ disseraõ os Egypcios ; fujamos 6 Tua maõ direita, ó Jehovah,
da face de Israel, porque Jehovah foi glorificada em potência : tua maõ
por elles peleja contra os Egypcios. direita o Jehovah, tem quebrantado
26 E disse Jehovah a Moyses: ao inimigo.
Estende tua maõ sobre o mar, para- 7 E com a grandeza de tua excel-
que as agoas tornem sobre os Egyp­ lencia trastornastc a os que se levan­
cios, sobre seus carros, e sobre seus tara» contra ty: enviaste teu furor,
cavalleiros. que os consumio como ao rastolho.
27 Entaõ Moyses estcndeo sua 8 E com o sopro de teus narizes a-
maõ sobre o mar, e o mar tornouse montoaraõ se as agoas: as correntes
em sua força quando amanhecia, e os pararaõ se como montaõ : os abismos
Egypcios fugiraõ a seu encontro : e coalharaõ se no coraçaõ do mar.
Jehovah derribou os Egypcios no 9 O inimigo dizia: Perseguirei, al­
meyo do mar. cançarei, repartirei os despojos: mi­
28 Porque tornando as agoas, cu- nha alma se enchera delles, arranca­
briraõ a os carros, e a os cavalleiros rei minha espada, minha maõ os de­
de todo o exercito de Pharaó, que cs struirá.
aviaõ seguido no mar : nem ainda 10 Sopraste com teu vento, o mar
hum delles ficou. os cubrio: affundaraõse como chum­
29 Mas os filhos de Israel foraõ se bo em vehementes agoas.
pelo meyo do mar em seco : e as a- 110 Jehovah, quem he como tu
goas foraõ lhes como muro a suã maõ entre os Deuses ? quem he como tu
direita, e a sua esquerda. glorificado em sanctidade, terrível em
30 Assi Jehovah salvou a Israel louvores, fazendo maravilhas ?
naquelledia da maõ dos Egypcios: e 12 Estendeste tua maõ direita, a
Israel vio os Egypcios mortos á praya terra os tragou.
do mar. 13 Com tua beneficencia guiaste
31 E vio Israel a grande maõ, que a este povo, que salvaste: com tua
Jehovah mostrara a os Egypcios; força os levaste á habitaçaõ de tua
e o povo temeo a Jehovah; e cre- sanctidade.
raõ em Jehovah, e a Moyses seu 14 Os povos o ouvíraõ, elles tre­
servo. merão : dor tomou a os moradores
de Palestina.
15 Entaõ os príncipes de Edom
seráõ pasmados, tremor tomará a os
72 EXODO. Ca] >. XV. XVI.
poderosos de Moab; todos os mora­ meiras: e ali fizeraõ seu assento jun­
dores de Canaan se derreterão. to ás agoas.
16 Espanto e temor cahirá sobre
elles: pela grandeza de teu braço em- CAPITULO XVI.
mudeceraõ como pedra; até que teu PARTIDOS de Elim, todo o
povo aja passado, Jehovah, até que
passe este povo, que resgataste.
E ajuntamento dos filhos de Israel
veyo ao deserto de Sin, que está en­
17 Tu os introduzirás, e os plan­ tre Elim e entre Sinai, a os quinze di­
tarás no monte de tua herdade, no as do mes segundo, despois que sahi­
lugar, que tu ó Jehovah aparelhaste raõ da terra de Egypto.
para tua habitaçaõ, no Sanctuario, 2 E toda a congregaçaõ dos filhos
que firmaraõ tuas maõs, ó Senhor. de Israel murmurou contra Moyses e
18 Jehovah remará eternae per- contra Aaron no deserto.
petuamente. 3 E os filhos de Israel disseraõ
19 Porque o cavallo de Pharaó en­ lhes : Ah se morrêramos por maõ de
trou no mar, com seus carros, e com Jehovah na terra de Egypto, quan­
seus cavalleiros, e Jehovah fez tor­ do estavamos assentados junto ás pa­
nar as agoas do mar sobre elles; mas nelas de carne, quando comiamos paõ
os filhos de Israel passaraõ pelo meyo até fartura ! porque nos tendes tira­
do mar em seco. do a este deserto, pera matar de fome
20 Entaõ Mirjam a profetisa, a ir- a toda esta multidaõ.
maã de Aaron, tomou o adufe em 4 Entaõ disse Jehovah a Moy­
sua maõ, e todas as mulheres sahíraõ ses: Eis que vos choverei paõ do ceo ;
após ella com adufes, e com pandei­ e o povo sahirá, e colherá cadadia
ros. para cadahum dia, peraque eu o ten­
21 E Mirjam lhes respondia : Can- te, se anda em minha ley, ou naõ.
tae a Jehovah, porque exalçando 5 E acontecerá a o seisto dia, que
exalçouse, e lançou no mar a o ca­ aparelhem o que colbéraõ: será pois
vallo com seu cavalleiro. dobrado sobre o que colhem cada dia.
22 Despois fez Moyses partir os 6 Entaõ disse Moyses e Aaron a
Israelitas do mar'vermelho, e sahiraõ todos os filhos de Israel: á tarde sa­
a o deserto de Sur: e andaraõ tres di­ bereis, que Jehovah vos tirou da
as no deserto, e naõ acharaõ agoas. terra de Egypto.
23 Entaõ chegaraõ a Mara; mas 7 E á manhaã vereis a gloria de
naõ puderao beber as agoas de Mara, Jehovah, porquanto ouvio vossas
porque craõ amargas: por isso cha- murmurações contra Jehovah : por­
mouse seu nome Mara. que, quem somos nos, que murmure­
24 E o povo murmurou contra is contra nos ?
Moyses, dizendo : que avemos de 8 Mais disse Moyses: quando Je­
beber ? hovah á tarde vos der carne para
2.5 E elle clamou a Jehovah, e comer, e á manhaã paõ a fartura, elle
Jehovah mostrou lhe hum lenho, fará isso, por quanto Jehovah ouvio
que lançou em as agoas ; e as agoas vossas murmurações, com que mur­
se adoçaraõ: ali lhes deu estatutos e murais contra elle : porque, quem
direitos, e ali os tentou. somos nos? vossas murmurações naõ
26 E disse : Se ouvindo ouvires a saõ contra nos,senaõcontraJEHOVAH.
voz de Jehovah teu Deus, e fizeres 9 Despois disse Moyses a Aaron:
o recto perante seus olhos, e incli­ dize a toda a congregaçaõ dos filhos
nares teus ouvidos a seus mandamen­ de Israel; chegae vos perante a face
tos, e guardares todos seus estatutos: de Jehovah, porque ouvio vossas
nenhuã das enfermidades trarei sobre murmurações.
ty, que trouxe sobre a terra de Egyp- 10 E aconteceo que, quando fallou
to; porque eu sou Jehovah teu me­ Aaron a toda a congregaçaõ dos filhos
dico. de Israel, e elles se viráraõ para o
27 Entaõ vieraõ a Elim, e avia ali deserto, eis que a gloria de Jehovah
doze fontes de agoa, e setenta pal- apareceo na nuvem.
EXODO. Cap. XVI. 73
11 E Jehovaii fallou a Moyses, vah : o que quiserdes coser, cosei o,
dizendo: e o que quiserdes coser em agoa, co­
12 Tenho ouvido as murmurações sei o em agoa; e tudo o que sobejar,
dos filhos de Israel; falia lhes, dizen­ para vos ponde em guarda até a ma­
do : entre as duas tardes comereis nhaã.
carne, e pola manhaã sereis fartados 24 E o guardaraõ até a manhaã,
de paõ: e sabereis que eu sou Jeho- como Moyses tinha mandado: e naõ
vah vosso Deus. fedeo, nem 'nelle houve algum bicho.
13 E aconteceo que á tarde subi­ 25 Entaõ disse Moyses: comei o
rão codornízes, e cubriraõ o arrayal: e hoje, porquanto hoje he o Sabado de
pola manhaã o orvalho deitou a o re­ Jehovaii : hoje naõ o achareis no
dor do arrayal. campo.
14 E alçando se o orvalho cabido, 26 Seis dias o colhereis: porem a
eis que sobre a face do deserto esta­ o sétimo dia he o Sabado, 'naquelle
va huã cousa miuda redonda, miuda naõ averá.
como a geada sobre a terra. 27 E aconteceo a o sétimo dia, que
15 E vendo o os filhos de Israel, alguns do povo sahiraõ, pera colher;
disseraõ huns a os outros: Man he porem naõ acharaõ.
isto; porque naõ sabiaõ o que era: 28 Entaõ disse Jeiiovah a Moy­
disse lhes pois Moyses; este he o ses : Até quando refusareis de guar­
paõ, que Jehovaii vos deu para co­ dar meus mandamentos, e minhas
mer. leys ?
16 Esta he a palavra que Jeho- 29 Vede, porquanto Jeiiovah vos
vaii tem mandado; colhei delle ca- deu o Sabado, portanto elle no seisto
dahum conforme o que pode comer, dia vos dá paõ para dous dias : cada­
hum Gomer por cada cabeça, segun­ hum fique em sua estancia, que nin­
do o numero de vossas almas : cada- guém saya de seu lugar no sétimo dia.
hum tomará para os que estaõ em sua 30 Assi repousou o povo a o séti­
tenda. mo dia.
17 E os filhos de Israel fizeraõ as- 31 E a casa de Israel chamou seu
si ; e colherão, huns mais, e outros nome Man ; e era como semente de
menos. coentro branco, e seu sabor como bo­
18 Porem medindo o com o Go­ los de mel.
mer, naõ sobejava a o que colhera 32 E disseMoyses; estahe apalavra
muito, nem faltava a o que colhera que Jehovah tem mandado : enche­
pouco : cada hum colheo tanto quan­ rás hum Gomer delle em guarda pa­
to podia comer. ra vossas gerações, paraque vejaõ o
19 E disse lhes Moyses: Ninguém paõ, que vos tenho dado a comer
d’elle deixe para a manhaã. neste deserto, quando eu vos tirei da
20 Porem elles naõ deraõ ouvidos terra de Egypto.
a Moyses, antes alguns varoês delle 33 Disse também Moyses a Aa-
deixaraõ para a manhaã: e aquelle ron; toma hum vaso, e mete nelle
criou bichos, e fedeo: por isso indig- hum Gomer cheo de Man, e o poem
nouse Moyses contra elles. perante a face de Jeiiovah, em guar­
21 Elles pois o colhiaõ cada ma­ da para vossas gerações.
nhaã, cada hum conforme o que po­ 34 Como Jeiiovah tinha mandado
dia comer: porque aquentando o sol, a Moyses, assi Aaron o pôs diante do
derretiase. testimunho em guarda.
22 E aconteceo que a o seisto dia 35 E os filhos de Israel coméraõ
colhéraõ paõ em dobro, dous Gomer Man quarenta annos, até que entra-
para cadahum: e todos os príncipes raõ em terra habitada: coméraõ Man,
da congregaçaõ vieraõ, e o denunci­ até que chegaraõ a os termos da ter­
arão a Moyses. ra de Canaan.
23 E elle lhes disse: Isto he o que 36 E hum Gomer he a decima
Jehovaii tem dito ; a manhaã he re­ parte de hum Epha.
pouso, o sancto Sabado de Jeho-
74 EXODO. Cap. XVII. XVIII.
sostentaraõ suas maõs, o hum da huã,
CAPITULO XVII. e o outro da outra banda. Assi suas
ESPOÍS toda a congregaçaõ dos maõs ficaraõ firmes, até que o sol se
D filhos de Israel partio do deser­ pós.
to de Sin por suas jornadas a o man­ 13 E assi Josua desfez a Amalek,
damento de Jehovah ; e assentaraõ e a seu povo a fio da espada.
o campo era llaphidim : e naõ avia ali 14 Entaõ disse Jehovah a Moy­
agoa, paraque o povo bebesse. ses : Escreve isto por memória em
2 Entaõ contendeo o povo com hum livro, e o pôe em ouvidos de
Moyses, e diziaõ; dae nos agoa, que Josua; que eu totalmente hey de bor­
bebamos; e Moyses lhes disse; por­ rar a memória de Amalek debaixo do
que contendeis comigo ? porque ten­ ceo.
tais a Jeiiovaii ? 15 E Moyses edificou hum altar, e
3 Tendo pois ali o povo sede de chamou seu nome, Jeiiovaii lie mi­
agoa, murmurou o povo contra Moy­ nha bandeira.
ses, e disse; porque nos fizeste subir 16 E disse : Porquanto a maõ está
de Egypto, para matar me a my de sobre o throno de Jehovah, sera
sede, e a meus filhos, e a meu gado? guerra de Jeiiovaii contra Amalek
4- E clamou Moyses a Jehovah, de geraçaõ em geraçaõ.
dizendo: que farei a este povo? da­
qui a pouco me apedrejarão. CAPITULO XVIII.
5 Entaõ disse Jehovah a Moy­ RA ouvindo Jethro, Sacerdote
ses : Passa diante da face do povo, e de Midian, sogro de Moyses, to­
toma comtigo alguns dos anciaõs de das as cousas, que Deus tinha feito a
Israel: e toma em tua maõ tua vara, Moyses, e a Israel seu povo : como
com que feriste o rio, e vae. Jeiiovaii tinha tirado a Israel de E-
6 Eis que eu estarei ali diante de gypto.
tua face sobre a rocha em Horeb, e 2 Tomou Jethro, sogro de Moyses,
tu ferirás a rocha, e delia sahiráõ a- a Zippora, a mulher de Moyses (des-
goas, que beba o povo; e Moyses fez pois que a enviara}.
assi perante os olhos dos anciaõs de 3 Com seus dous filhos, dos quaes
Israel. o hum se chamava Gerson (porque
7 E chamou o nome d’aquelle lu­ disse, eu fuy peregrino em terra a-
gar Massa e Meriba, pola contenda lhea.
dos filhos de Israel, e porquanto ten- 4 E o outro se chamava Eliezer;
taraõ a Jehovah, dizendo; está Je­ porque disse: o Deus de meu pae foy
hovah no meyo de nos, ou naõ? por minha ajuda, e me livrou da espa­
8 Entaõ veyo Amalek, e pelejou da de Pharaó.
contra Israel em Raphidim. 5 Vindo pois Jethro o sogro de
9 Poloque disse Moyses a Josua: Moyses com seus filhos, e com sua
escolhe nos varoés, e sahe, peleja mulher a Moyses no deserto a o mon­
contra Amalek: á manhaãeu estarei te de Deus, aonde tinha assentado o
sobre o cume do outeiro, e a vara de campo:
Deus será em minha maõ. 6 Disse a Moyses : eu, teu sogro
10 E fez Josua como Moyses lhe Jethro, venho a ty, com tua mulher,
dissera, pelejando contra Amalek: e seus dous filhos com ella.
mas Moyses, Aaron, e Hursubiraõa 7 Entaõ saldo Moyses a o encon­
o cume do outeiro. tro de seu sogro, e inclinouse, e be-
11 E aconteceo que, quando Moy­ you o, e perguntaraõ hum a outro co­
ses levantou sua maõ, Israel prevale­ mo estavaõ, e foraõ se á tenda.
cia : mas quando elle abaixou sua maõ, 8 E Moyses contou a seu sogro
Amalek prevalecia. todas as cousas, que Jeiiovaii tinha
12 Porem as maõs de Moyses eraõ feito a Pharaó e a os Egypcios por
pesadas, por isso tomaraõ Iiuã pedra, amor de Israel, e todo o trabalho, que
e a poseraõ debaixo delle, pera as- passaraõ no caminho, e como Jeho­
sentarse sobre ella: e Aaron e Ilur vah os livrara.
EXODO. Cap. XVIII. XIX. 75
9 E alegrouse Jethro de todo o todo tempo; e seja, que todo o nego­
bem, queJehovah tinha feito a Is­ cio grave levem a ty, mas todo o ne­
rael livrando o da maõ dos Egypcios. gocio pequeno elles julguem : assi a
10 E Jethro disse: Bendito seja ty mesmo tealevia da carga, e elles a
Jehovah, que vos livrou da maõ dos levem comtigo.
Egypcios, e da maõ de Pharaó: que 23 Se isto fizeres, e Deus t’o man­
livrou a este povo de debaixo da maõ dar, poderás subsistir: assi também
dos Egypcios. todo este povo em paz virá a seu lu­
11 Agora sei, que Jehovah he gar.
mayor que todos os Deuses : porque 24- E Moyses deu ouvidos á voz:
na cousa, em que se ensoberbecerão de seu sogro, e fez tudo o que elle
contra elles, os sobrepujou. disse.
12 Entaõ tomou Jethro, o sogro 25 E escolheo Moyses varoés vir­
de Moyses, holocausto e sacrifícios tuosos de todo Israel, e os pós por
para Deus : e vevo Aaron e todos os Cabeças sobre o povo : Mayoraes de
anciaõs de Israel, a comer paõ com mil, Mayoraes de cento, Mayoraes de
o sogro de Moyses diante da face de cincoenta, e Mayoraes de dez.
Deus. 26 Paraque julgassem a o povo em
13 E aconteo a o outro dia, que todo tempo, o negocio arduo levas­
Moyses se assentou a julgar o povo ; sem a Moyses, e todo negocio peque­
e o povo estava em pé diante de Moy­ no elles julgassem.
ses desda manhaãaté a tarde. 27 Entaõ despedio Moyses a seu
14- Vendo pois o sogro de Moyses sogro : e elle foi se á sua terra.
tudo o que elle fazia a o povo, disse;
que he isto, que tu fazes a o povo ? CAPITULO XIX.
porque tu só te assentas, e todo o po­ O terceiro mes da sabida dos fi­
vo está em pé diante de ty, desda
manhaã até a tarde ?
A lhos de Israel da terra de Egyp-
to, no mesmo dia vieraõ a o deserto
15 Entaõ disse Moyses a seu so­ de Sinai.
gro ; porquanto este povo vem a tnv, 2 Porque partiraõ de Raphidim, e
pera consultar a Deus. vieraõ a o deserto de Sinai, e assen-
16 Quando tem algum negocio, taraõ o campo no deserto: Israel pois
vem a my, a que eu julgue entre o ali assentou o campo em fronte da-
hum e o outro, e lhes declare os esta­ quelle monte.
tutos de Deus, e suas leys. 3 E subio Moyses a Deus: e Je­
17 Porem o sogro de Moyses lhe hovah clamou a elle do monte, di­
disse; naõ he bom o que fazes. zendo : assi fallarás á casa de Jacob,
18 Totalmente desfalecerás, assi e denunciarás a os filhos de Israel.
tu, como este povo, que está com ti- 4 Vosoutros tendes visto o que fiz
go : porque este negocio he muy dif- a os Egypcios : como vos levei sobre
fícil para ty, tu só naõ o podes fazer. asas de aguias, e vos trouxe a my.
19 Ouve agora minha voz, eu te 5 Agora pois, se ouvindo ouvirdes
aconselharei, e Deus será comtigo: minha voz, e guardardes meu con­
está tu polo povo diante de Deus, e certo, vos sereis minha propriedade
leva os negocios a Deus. de todos os povos: porque toda a
20 E declara lhes as ordenanças e terra minha he.
as leys, e mostra lhes o caminho por 6 E vosoutros me sereis hum Rey-
onde andem, e o que haõ de fazer. no Sacerdotal, e povo sancto. Estas
21 E tu entre todo o povoattenta- saõ as palavras, que fallarás a os filhos
ras para varoés virtuosos, tementes a de Israel.
Deus, varoés de verdade, que abor­ 7 E veyo Moyses, e chamou a os
recem a avareza; e os pôe sobre el­ anciaõs do povo, e propôs diante de
les por Mayoraes de mil, Mayoraes suas faces todas estas palavras, que
de cento, Mayoraes de cincoenta, e Jehovah lhe tinha mandado.
Mayoraes de dez. 8 Entaõ todo o povo respondeo a
22 Paraque julguem este povo em hua voz, e disseraõ : tudo o que Je-
76 EXODO. Cap. XIX. XX.
hovah tem fallado, faremos : e tor­ monte, chamou Jehovah a Moyses
nou Moyses a Jehovah com as pa­ a o cume do monte; e Moyses subio.
lavras do povo. 21 E disse Jehovah a Moyses;
9 E disse Jehovah a Moyses: eis dece, protesta a o povo, que naõ
que eu virei a ty em huã nuvem es­ traspassem o termo, pera ver a Jeho­
pessa, paraque o povo ouça, fallando vah, e caya multidaõ delles.
eu comtigo, e paraque também te 22 E também os sacerdotes, que
c-reyaô eternamente: porque Moyses se chegaõ a Jehovah, se haõ de
tinha denunciado as palavras do povo sanctificar, para que Jehovah naõ
a Jkhovaii. faça rotura 'nelles.
10 Disse também Jehovah a 23 Entaõ disse Moyses a Jeho­
Moyses : vae a o povo, e os sanctifi- vah; o povo naõ poderá subir a o
ca hoje e a manhaã, e paraque lavem monte de Sinai: porque tu nos tens
seus vestidos. protestado, dizendo; assinala termos
11 E estejaõ apercebidos para o a o monte, e sanctifica o.
terceiro dia: porquanto a o terceiro 24 E disse lhe Jehovah: vae,
dia Jehovah decerá perante os o- dece: despois subirás tu, e Aaron
Ihos de todo o povo sobre o monte com tigo : porem os sacerdotes e o
de Sinai. povo naõ traspassem o termo, para su­
12 E assinarás termo a o povo de bir a Jehovah, peraque naõ faça ro­
redor, dizendo ; guardaé vos que naõ tura 'nelles.
subais a o monte, nem toqueis a seu 25 Entaõ Moyses deceo a o povo,
termo: todo aquelle, que tocar a o e lhes o denunciou.
monte, morrendo ha de morrer.
13 Nenhuã maõ tocará nelle: por­ CAPITULO XX.
que certamente será apedrejado ou NTAÔ fallou Deus todas estas
asseteado, seja animal, ou seja ho­ palavras, dizendo:
mem, naõ vivera: soando o corno de 2 Eu sou Jehovah teu Deus, que
carneiro longamente, subiráõ a o te tirei da terra de Egypto, da casa
monte. da servidão.
14 Entaõ Moyses deceo do monte 3 Naõ terás Deuses alheos diante
a o povo, e sanctificou o povo ; e la- de meu rosto.
varaõ seus vestidos. 4 Naõ farás para ty imagem de
15 E disse a o povo: estae aper­ vulto, nem alguã semelhança do que
cebidos a o terceiro dia; e naõ che­ ha a riba no ceo, nem abaixo na ter­
gueis á mulher. ra, nem 'nas agoas de baixo da terra.
16 E acontece a o terceiro dia, 5 Naõ te encurvarás a ellas, nem
vindo a manhaã, que houve trovoês e as servirás : porque eu Jehovah teu
relâmpagos sobre o monte, e espessa Deus, sou Deus zeloso, que visito a
nuvem, e hum soido de bozina muy maldade dos paes sobre os filhos, até
forte: assi que estremeceo todo o á terceira e quarta geraçaõ daquelles
povo, que estava no arrayal. que me aborrecem.
17 E Moyses levou o povo fora do 6 E faço misericórdia em milhares,
arrayal a o encontro de Deus ; e pu- a os que me amaõ, e guardaõ meus
seraõ se a o pé do monte. mandamentos.
18 E todo o monte de Sinai fume­ 7 Naõ tomarás o nome de Jeho­
gava, porquanto Jehovah descen- vah teu Deus em vaõ: porque Je­
déra sobre elle em fogo: e seu fumo hovah naõ terá por innocente a o
subia como o fumo de hum forno, e que tomar seu nome em vaõ.
todo o monte tremia grandamente. 8 Lembra te do dia do Sabado, pe­
19 E o soido da bozina hia esfor- ra o sanctificar.
çandose em grande maneira: Moy­ 9 Seis dias trabalharás, e farás to­
ses fallava, e Deus lhe respondia em da tua obra.
voz. 10 Mas o sétimo dia he o Sabado
20 E descendendo Jehovah sobre de Jehovah teu Deus : naõ farás ne­
o monte de Sinai, sobre o cume do nhuã obra, nem tu, nem teu filho,
EXODO. Cap. XX. XXI. 77
nem tua filha, nem teu servo, nem tua graos a meu altar, paraque tua nueza
serva, nem tua besta, nem teu es­ naò seja descuberta diante delle.
trangeiro, que está dentro de tuas
portas. CAPITULO XXI.
11 Porque em seis dias fez Jeho­ STES saõ os direitos que lhes
vah o ceo e a terra, o mar e tudo que proporás.
'nelles ha, e a o sétimo dia descan­ 2 Se comprares hum servo Hebreo,
sou: portanto benzeo Jehovah a o seis annos servirá; mas a o sétimo sa-
dia do Sabado, e o sanctificou. hirá forro de balde.
12 Honra a teu pae e a tua mae, 3 Se entrou só com seu corpo, só
paraque teus dias sejaõ prolongados com seu corpo sahira : se elle era ho­
na terra, que Jehovah teu Deus te mem casado, sahira sua mulher com
dá. elle.
13 Naõ matarás. 4 Se seu senhor lhe ouver dado
14 Naõ adulterarás. huã mulher, e ella lhe ouver parido
15 Naò furtarás. filhos ou filhas, a mulher, e seus filhos
16 Naò dirás falso testira unho con­ seraõ de seu senhor, e elle sahira só
tra teu proximo. com seu corpo.
17 Naõ cobiçarás a casa de teu 5 Mas se o servo dizendo disser:
proximo: naò cobiçarás a mulher de eu amo a meu senhor, e a minha mu­
teu proximo, nem seu servo, nem sua lher, e a meus filhos; naò quero sahir
serva, nem seu boy, nem seu asno, forro.
nem alguã cousa de teu proximo. 6 Entaõ seu senhor o levará a os
18 E todo o povo vio os trovoés, e Deuses, e o fará chegar á porta, ou
os relâmpagos, e o soido da bozina, e ao postigo, e seu senhor lhe furará a
o monte fumegando : vendo isso o po orelha com huã sovela; e o servirá
vo, retiraraõse e poseraõse de longe. para sempre.
19 E disseraõ a Moyses : Falia tu 7 E quando algum vender sua fi­
com nosco, e ouviremos: e naò falle lha por serva; naò sahirá comosahem
Deus com nosco, paraque naò mor­ os servos.
ramos. 8 Se desagradar ’nos olhos de seu
20 E disse Moyses a o povo : naò senhor, e naò se desposar com ella,
temais, que Deus veyo pera tentar fará que se resgate: naò poderá ven-
vos, e paraque seu temor esteja diante dela a hum povo estranho, visto que
de vossa face, que naò pequeis. deslealmente tratou com ella.
21 E o povo estava em pé de 9 Mas se a desposar com seu filho :
longe: porem Moyses se chegou á fará com ella conforme a o direito das
escuridade, aonde Deus estava. filhas.
22 Entaõ disse Jehovah a Moy­ 10 Se lhe tomar outra; naõ dimi­
ses ; assi dirás a os filhos de Israel: nuíra o mantimento desta, nem seu
vosoutros tendes visto, que eu fallei vestido, nem sua obrigaçaõ marital.
com vosco desdo ceo. 11 E se lhe naõ fizer estas tres
23 Naò fareis comigo Deuses de cousas, sahirá debalde sem dinheiro.
prata, e naò fareis para vos Deuses de 12 0 que ferir a alguém, que mor­
ouro. ra, morrendo morrerá.
24 Hum altar da terra me farás, e 13 Porem o que lhe naò fizer cila­
sobre elle sacrificarás teus holocaus­ das, mas Deus o fez encontrar a suas
tos, e tuas offertas gratificas, tuas maõs; ordenartehei hum lugar, aonde
ovelhas, e tuas vacas: era todo lugar, elle fugirá.
aonde eu farei celebrar a memória de 14 Mas se alguém se ensoberbecer
meu nome, virei aty, ete abençoarei. contra seu proximo, matando o com
25 E se me fizeres hum altar de engano ; tiralohas de meu altar, pera-
pedras, naò o farás de pedras ' avra- que morra.
das: se sobre elle levantares teu boril, 15 0 que ferir seu pae, ou a* sua
profanalohas. mae, morrendo morrerá.
26 Naò tambcm subirás por de 16 E quem furtar algum homem, e
78 EXODO. Cap. XXI. XXII.
o vender, ou for achado em sua maõ, ou serva; dará trinta siclos de prata
morrendo morrerá. a seu senhor, e o boy será apedrejado.
17 E quem maldisser a seu pae, ou 33 Se alguém abrir alguã cova, ou
a sua mae, morrendo morrerá. se alguém cavar alguã cova, e naõ a
18 E se alguns varoês pelejarem, cubrir, e 'nella cahir algum boy ou
ferindo o hum a o outro com pedra asno;
ou com o punho, e naõ morrer, senaõ 34 O dono da cova o pagará, a seu
cahir em cama. dono o dinheiro restituirá; mas o
19 Se elle tornar a levantarse, e morto será seu.
andar fora sobre seu bordão; enton- 35 Se o boy de alguém ferir a o
ces o que o ferio, será absolto: so­ boy de seu proximo, e morrer; en­
mente lhe pagará sua cessaõ, e o fará tonces se venderá o boy vivo, e o di­
curar totalmente. nheiro delle se repartirá iguahnente,
20 Se alguém ferir a seu servo, ou e também o morto se repartirá igual­
a sua serva com paõ, e morrer de mente.
baixo de sua maõ; certamente será 36 Mas se foi notorio, que aquelle
vingado. boy d’antes era escorneador, e seu
21 Porem se ficar vivo por hum dono o naõ guardou ; pagando paga­
dia ou dous, naõ será vingado,,porque rá boy por boy; porem o morto será
he seu dinheiro. seu.
22 Se alguns varoês pelejarem, e
ferirem a alguã mulher prenhe, e o CAPITULO XXII.
fruito lhe cahir, porem naõ ouver UANDO alguém furtar boy ou
morte, certamente será castigado, eon- Q gado miudo, e o degolar, ou
forme a o que lhe impuser o marido vender; por hum boy pagará cinco
da mulher; e pagará por juizes. boys, e por gado miudo quatro ove­
23 Mas se ouver morte, entonces lhas.
darás alma por alma. 2 Se o ladraõ for achado na mina,
24 Olho por olho, dente por dente, e for ferido, e morrer, o que o ferio
maõ por maõ, pé por pé. naõ será culpado do sangue.
25 Queimadura por queimadura, 3 Se o sol ouver sahido sobre elle,
ferida por ferida, golpe por golpe. será culpado do sangue: totalmente
26 E quando alguém ferir o olho o pagará: se naõ tiver, será vendido
de seu servo, ou o olho de sua serva, por seu furto.
e o danar; o deixará ir forro por seu 4 Se o furto for achado vivo em
olho. sua maõ, seja boy, ou asno, ou gado
27 E se tirar o dente de seu servo, miudo, em dobro o pagará.
ou o dente de sua serva; o deixará 5 Quando alguém fizer pastar cam­
ir forro por seu dente. po ou vinha, e largar sua besta, pera
28 E se algum boy escornar ho­ comer no campo de outro; o melhor
mem ou mulher, e morrer; o boy se­ de seu campo, e o melhor de sua vi­
rá apedrejado certamente, e sua carne nha restituirá.
se naõ comerá; mas o dono do boy 6 Quando sahir hum fogo, e pren­
será absolto. der os espinhos, e abrasar a meda de
29 Mas se o boy d’antes era es- trigo, ou a seára, ou o campo; a-
corneador, e seu dono foi convencido quelle que acendeo o fogo, pagando
disso, e naõ o guardou, matando ho­ pagará o queimado.
mem ou mulher; o boy será apedre­ 7 Quando alguém der prata ou va­
jado, e também seu dono morrerá. sos a seu proximo a guardar, e for
30 Se lhe for imposto resgate, en­ furtado da casa daquelle homem: se
tonces dará por resgate de suà alma o ladraõ se achar, pagará dobrado.
tudo quanto lhe for imposto. 8 Se o ladraõ naõ se achar, enton­
31 Quer tenha escornado hum fi­ ces o dono da casa será levado a os
lho, quer tenha escornado huã filha ; juizes, se naõ meteo sua maõ na fa­
conforme a este direito lhe será feito. zenda de seu proximo.
32 Se o boy escornar hum servo 9 Sobre todo negocio de injustiça,
EXODO. Cap. XXII. XXIII. 79
sobre boy, sobre asno , sobre gado 26 Se tomares em penhor o vesti­
miudo, sobre vestido, sobre toda cou­ do de teu proximo ; lh’o tornarás, an­
sa perdida, de que alguém disser, que tes de se pór o sol.
he sua: a causa de ambos virá peran­ 27 Porque só aquillo he sua cu-
te os juizes: aquelle a quem conde­ bertura, e o vestido de suà pele; em
narem os juizes, o pagará em dobro que se deitaria ? será pois, que quan­
a seu proximo. do clamar a my, eu o ouvirei, por­
10 Quando alguém a seu proximo que sou misericordioso.
ouver dado a guardar hum asno, ou 28 A os Deuses naõ amaldiçoarás,
boy, ou gado miudo, ou alguã besta ; e a o Príncipe em teu povo naõ mal­
e morrer, ou for quebrantado, ou af- dirás.
fugentado, ninguém o vendo : 29 Tua plenidaõ e tuas lagrimas
11 Entonces averá juramento de naõ dilatarás: a o primogénito de
Jehovah entre ambos, que naõ me- teus filhos me darás.
teo sua maõ na fazenda de seu proxi­ 30 Assi farás de teus boys, e de
mo : e seu dono o aceitará, e naõ o tuas ovelhas; sete dias estaráõ com
restituirá. sua mae, e a o oitavo dia m’os darás.
12 Mas se lhe for furtado, o paga­ 31 E sermeheis varoês sanctos:
rá a seu dono. portanto naõ comereis carne despe­
13 Porem se lhe for despedaçado, daçada no campo: a os caens a lan­
trará testimunha disso ; e naõ pagará çareis.
o despedaçado.
14 E quando alguém a seu proxi­ CAPITULO XXIII.
mo pedir alguã cousa, e for quebrada AÕadmitirás falso rumor; e naõ
ou morta, seu dono naõ estando pre­ N porás tua maõ com o impio, pa­
sente, restituindo a restituirá. ra ser testimunha falsa.
15 Se seu dono esteve presente, 2 Naõ seguirás a os muitos pera
naõ a restituirá: se foi alugada, será mal fazer: nem fallarás na demanda,
por seu alugamento. encostandote a os muitos, pera torcer
16 Quando alguém enganar alguã o direito.
virgem, que naõ for desposada, e dor­ 3 Nem a o pobre favorecerás em
mir com ella, dotando a dotará por sua demanda.
sua mulher. 4 Quando encontrares a o boy de
17 Se seu pae recusando recusar, teu inimigo, ou a seu asno errado;
de lha dar; dará dinheiro conforme tornando lh’o tornarás.
a o dote das virgens. 5 Quando vires o asno do que te
18 A feiticeira naõ deixarás viver. aborrece, deitado debaixo de sua car-
19 Todo aquelle que se deitar com ga, deixarás entonces de ajudálo ? a-
animal, morrendo morrerá. judando o ajudarás.
20 O que sacrificar a os Deuses, e 6 Naõ perverterás o direito de teu
naõ só a Jehovah, será matado. pobre em sua demanda.
21 A o estrangeiro naõ farás for­ 7 De palavras de falsidade te af-
ça, nem o oprimirás; pois estrangei­ fastarás: e naõ matarás a o innocen-
ros fostes na terra de Egypto. te e justo ; porque naõ justificarei a o
22 A nenhuã viuva nem orfaõ af- impio.
fligireis. 8 Também naõ tomarás presente:
23 Que se tu affligindo os affligi- porque o presente cega a os que vem,
res, e elles clamando clamarem a my, e perverte os negocios dos justos.
■eu ouvindo ouvirei seu clamor. 9 Também naõ oprimirás a o es­
24 E minha ira se acenderá, e vos trangeiro ; pois vosoutros conheceis
matarei á espada; e vossas mulheres a alma do estrangeiro, que fostes es­
ficaráõ viuvas, e vossos filhos orfaõs. trangeiros na terra de Egypto.
25 Se emprestares dinheiro a meu 10 Também seis annos semearás
povo, que está pobre com tigo, com tua terra: e recolherás seus fruitos.
elle naõ farás como hum onzeneiro; 11Mas a o sétimo a soltarás e
naõ lhe imporeis onzena. deixarás descansar, peraque possaõ
80 EXODO. Cap. XXIII. XXIV.
comer os pobres de teu povo, e do 24- Naõ te encurvarás a seus Deu­
sobejo comaõ os animaes do campo : ses, nem os servirás, nem farás con­
Assi farás com tua vinha o com teu forme a suas obras; antes os destrui­
olival. rás totalmente, e quebrantarás de to­
12 Seis dias farás teus negocios, do suas estatuas.
mas a o sétimo dia descansarás: pa- 25 E servireis a Jehovah vosso
raque descanse teu boy e teu asno, e Deus, e elle abençoará vosso paõ e
o filho de tua serva, e o estrangeiro vossa agoa: e eu tirarei as enfermida­
tome refrigério. des do meyo de ty.
13 E em tudo o que vos tenho di­ 26 Naõ averá mulher que mova,
to, guardae vos : e do nome de outros nem esteril em tua terra: o numero
Deuses vos naõ lembreis, nem se ou­ de teus dias cumprirei.
ça de tua boca. 27 Enviarei meu terror diante de
14- Tres vezes no anno me cele­ tua face, fazendo atonito a todo o
brareis festa. povo, aonde entrares: e farei que to­
15 A festa dos paens ázimos guar­ dos teus inimigos te virem as costas.
darás : sete dias comerás paens ázi­ 28 Também enviarei abespoês di­
mos (como te tenho mandado) ao ante de tua face, que lançem fora a
tempo apontado no mes de Abib; os Heveos, a os Cananeos, e a os He­
porque nelle sahiste de Egypto: po­ theos diante de tua face.
rem ninguém apareça vazio parante 29 Em hum anno os naõ lançarei
minha face. fora diante de tua face, peraque a
16 E a festa da sega dos primeiros terra se naõ torne em deserto, e as
fruitos de teu trabalho, que ouveres feras do campo se naõ multipliquem
semeado no campo : e a festa da co­ sobre ty.
lheita á sahida do anno, quando ouve- 30 Pouco a pouco os lançarei di­
res 'colhido teu trabalho do campo. ante de tua face, até que sejas multi­
17 Tres vezes no anno todos teus plicado, e possuas a terra por herança.
varoês apareceráõ perante a face do 31 E porei teus termos desdo mar
Senhor Jehovah. vermelho até o mar dos Philisteos, e
18 Naõ sacrificarás o sangue de desdo deserto até o rio: porque da­
meu sacrifício com paõ levado : nem rei em tuas maõs os moradores da
o cevo de minha festa ficará de noite terra, paraque os lançes fora diante
até a manhaã. de tua face.
19 As primícias dos primeiros fru­ 32 Naõ farás alguã aliança com
itos de tua terra trarás á casa de Je­ elles, ou com seus Deuses.
hovah teu Deus: naõ cozerás ao ca­ 33 Em tua terra naõ liabitaráÕ, pa­
brito com o leite de sua mae. raque te naõ façaõ pecar contra my:
20 Eis que eu envio hum Anjo di­ se servires a seus Deuses, isso te será
ante de tua face, pera que te guarde por laço.
neste caminho, e te leve a o lugar que
tenho aparelhado. CAPITULO XXIV.
21 Guarda te diante de sua face, ESPOIS disse a Moyses: sube a
e ouve sua voz, e naò o provoques a Jehovah, tu e Aaron, Nadab e
ira: porque naõ perdoará vossa re­ Abihu, e setenta dos anciaõs de Isra­
belião ; porquanto meu nome está no el ; e inclinae vos de longe.
meyo delle. 2 E Moyses só se chegará a Jeho­
22 Mas se ouvindo ouvires sua voz, vah ; mas elles naõ se cheguem:
e fizeres tudo o que eu disser ; enton- nem o povo suba com elle.
ces serei inimigo de teus inimigos, e 3 Vindo pois Moyses, e contando
adversário de teus adversários. a o povo todas as palavras de Jeho-
23 Porque meu Anjo irá diante de va h, e todos os direitos : entap o po­
tua face, e te meterá a os Amoreos, vo respondeo á huã voz, e disseraõ :
e a os Hetheos, e a os Phereseos, e a todas as palavras, que Jehovah tem
os Cananeos, Heveos, e Jebuseos: e fallado, faremos.
eu os destruirei. 4 E Moyses escreveo todas as pa­
EXODO. Cap. XXIV. XXV. 81
lavras de Jehovah, e levantouse pe­ sume no cume do monte em os olhos
la manhaã de madrugada, e edificou dos filhos de Israel.
hum altar a o pé do monte, e doze 18 E Moyses entrou no meyo da
estatuas segundo as doze tribus de nuvem, despois que subioa o monte:
Israel. e Moyses esteve no monte quarenta
5 E enviou os mancebos dos fi­ dias e quarenta noites.
lhos de Israel, os quaes offerecéraõ
holocaustos e sacrificáraõ a Jeiio- CAPITULO XXV.
vah sacrifícios gratificos de bezer­ NTAÕ fallou Jehovah a Moy­
ros.
6 E Moyses tomou a metade do
E ses, dizendo:
2 Falia a os filhos de Israel, que
sangue, e a pós em bacias; e a outra tomem para my offerta: de todo va-
metade do sangue espargio sobre o raõ, cujo coraçaõ se mover volunta­
altar. riamente, tomareis minha offerta.
7 E tomou o livro da alliança, e lia 3 E esta lie a offerta, que tomareis
o a os ouvidos do povo; e elles dis- delles : ouro, e prata, e cobre.
seraõ : tudo que Jehovah tem falla- 4 Como também azul, e purpura,
4o, faremos, e obedeceremos. e carmesim, e linho fino, e pelos de
8 Entaõ tomou Moyses aquelle cabras.
sangue, e espargio o sobre o povo, e 5 E peles de carneiros tingidas de
disse: eis aqui o sangue da alliança, vermelho, e peles de texugos, e ma­
que Jehovah tem feito com vosco deira de Sittim.
sobre todas estas palavras. 6 Azeite para a lumieira, especia­
9 E subiraõ Moyses e Aaron, Na- rias para o oleo da unçaõ, e especia­
dab e Abihu, e setenta dos anciaõs rias para o perfume.
de Israel. 7 Pedras sardónicas, e pedras de
10 E viraõ a o Deus de Israel, e enchimento para o Ephod, e para o
debaixo de seus pés como a obra de Peitoral.
ladrilhos de Saphiro, e como o pare­ 8 E me faráõ hum Sanctuario, e
cer do ceo em sua claridade. habitarei no meyo delles.
11 Porem naõ estendeo sua maô 9 Conforme a tudo que eu te mos­
sobre os separados dos filhos de Isra­ trar por semelhança do Tabernáculo,
el : e viraõ a Deus, e comerão, e be­ e por semelhança de todos seus va­
berão. sos, assi mesmo o fareis.
12 Entaõ disse Jeiiovah a Moy­ 10 Também faráõ huã Arca de
ses : sube a my a o monte, e fica lá: madeira de Sittim: sua compridaõ
,eu pois te darei taboas de pedra, e a será de dous covados e meio; e
ley, e os mandamentos, que tenho es­ sua largura de hum covado e mei-
crito pera os ensinar. o; e sua altura de hum covado e
13 E levantouse Moyses com Jo- meio.
sua seu servidor ; e subio Moyses ao 11 E cubrilalias de ouro puro, por
monte de Deus. dentro e por fora a cubrirás: e farás
14 E disse a os Anciaõs : esperae sobre ella huã coroa de ouro a o re­
vos aqui, até que tornemos a vosou- dor.
tros: e eis que Aaron e Hur estáõ 12 E fundirás para ella quatro ar­
com vosco; quem tiver algum nego­ golas de ouro, e as porás a suas qua­
cio, se chegará a elles. tro esquinas, de maneira que duas ar­
1.5 E subido Moyses a o monte, golas estejaõ a o hum lado delia, e
huã nuvem cubrio a o monte. duas argolas a seu outro lado.
16 E a gloria de Jehovah habi­ 13 E farás barras de madeira de
tava sobre o monte de Sinai, e a nu­ Sittim, e as cubrirás com ouro.
vem o cubrio por seis dias : e a o sé­ 14 E meterás as barras pelas ar­
timo dia chamou a Moyses do meyo golas, que estáõ a os lados da Arca,
da nuvem. pera levar a Arca com ellas.
17 E o parecer da gloria de Jeho­ 15 As barras estaráõ nas argolas
vah estava como hum fogo que con­ da Arca; naõ se tiraráõ delia.
G
82 EXODO. Gap. XXV. XXVI.
16 Despois porás na Arca o testi- 30 E sobre esta mesa porás o paõ
munlio, que eu te darei. da proposição perante minha face
17 Também farás huã cuberta de continuamente.
propiciaçaõ de puro ouro: sua com­ 31 Também farás hum castiçal de
prida» será de dous covados e meio ; ouro puro : de ouro batido se fará es­
e sua largura de hum covado e meio. te castiçal: seu pé, suas canas, suas
18 Farás também dous Cherubins copas, suas maçaãs, e suas flores se-
de ouro: de ouro batido os farás, a os ráõ do mesmo.
dous cabos da cuberta de propiciaçaõ. 32 E de seus lados sahiráõ seis ca­
19 Farás o hum Cherubim a o hum nas : tres canas do castiçal de seu
cabo de huã parte, e o outro Cheru­ hum lado, e tres canas do castiçal de
bim a o outro cabo da outra parte: seu outro lado.
da cuberta de propiciaçaõ fareis os 83 Em huã cana averá tres copas
Cherubins a seus dous cabos. amendoadas, huã maçaã e huã flor ;
20 Os Cherubins estenderáõ suas e tres copas amendoadas em outra
asas por cm cima, cubrindo com suas cana, huã maçaã e huã flor: assi se-
asas a cuberta de propiciaçaõ; as fa­ ráõ as seis canas, que sabem do cas­
ces delles a huã em fronte da outra: tiçal.
as faces dos Cherubins attentaráõ para 31 Mas no castiçal mesmo averá
a cuberta de propiciaçaõ. quatro copas amendoadas, com suas
21 E porás a cuberta de propicia­ maçaãs, e com suas flores.
çaõ em cima da Arca, despois que 35 E huã maçaã de baixo das duas
ouveres posto na Arca o testimunho, canas, que sahem delle ; e huã maçáã
que eu te darei. de baixo de duas outras canas, que
22 E ali virei a ty, e fallarei com sahem delle ; e ainda huã maçaã deba­
ligo de cima da cuberta de propiçia- ixo de duas outras canas, que sahem
çaõ, do mcyo dos dous Cherubins delle : assi se fará com as seis canas,
{que estiverem sobre a Arca do tes­ que sahem do castiçal.
timunho) tudo que eu te mandar pa­ 36 Suas maçaãs e suas canasseráõ
ra os filhos de Israel. do mesmo : tudo será de hum pedaço
23 Também farás huã mesa de ma­ obra batida de puro ouro.
deira de Sittim : sua compridaõ será 37 Também lhe farás sete lampa-
de dous covados, e sua largura de das, as quaes acendersehaõ, pera a-
hum covado, e sua altura de hum co­ lurniar a seus lados.
vado e meio. 38 Seus espivitadores, e suas pa-
21 E a cubrirás com ouro puro: lhetas seráõ de ouro puro.
também lhe farás huã coroa de ouro 39 De hum talento de ouro puro
ao redor. o farás, com todos estes vasos.
25 Também lhe farás huã moldura 40 Attenta pois, que o faças con­
a o redor de largura de huã maõ: e forme a sua semelhança, que te foi
farás lhe huã coroa de ouro a o redor mostrada no monte.
da moldura.
26 Também lhe farás quatro argo­ CAPITULO XXVI.
las de ouro; e porás as argolas ás O Tabernáculo farás de dez cor­
quatro esquinas, que estaráõ a seus
quatro pés.
E tinas, de linho fino torcido, e
azul, e purpura, e carmesim: com
27 Em fronte da moldura estaráõ Cherubins as farás da obra do artifice.
as argolas, por lugares para as bar­ 2 A compridaõ de huã cortina será
ras, pera levar a mesa. de vinte e oito covados, e a largura
28 Farás pois estas barras de ma­ de huã cortina de quatro covados:
deira de Sittim, e as cubrirás com todas estas cortinas seráõ de huã me­
ouro; e a mesa se levará com ellas. dida.
29 Também farás seus pratos, e 3 Cinco cortinas se ajuntaráõ a
suas taças de perfume, e suas cuber- huã com a outra: e as outras cinco
tas, e seus taçoês (com que se baõ de cortinas se ajuntaráõ a huã com a ou­
cubrir:) de ouro puro os farás. tra.
EXODO. Cap. XXVI. 83
4 E farás laçadas de azul na ponta apegada a huã com outra: assi farás
da huã cortina, a o cabo na juntura; com todas as taboas do Tabernáculo.
assi também farás na ponta do cabo 18 E farás as taboas para o Taber­
da outra cortina na juntura segunda. náculo assi-. vinte taboas para a ban­
5 Cincoenta laçadas farás em huã da do meyo dia a o Sul.
cortina, e outras cincoenta laçadas 19 Farás também quarenta bases
farás no cabo da cortina, que está na de prata debaixo das vinte taboas:
segunda juntura: as laçadas estarão duas bases de baixo de huã taboa a
contra postas huã á outra. suas duas couceiras; e duas bases
6 Farás também cincoenta corche- debaixo de outra taboa a suas duas
tes de ouro, e ajuntarás com estes couceiras.
corchetes as cortinas, a huã com a 20 Também averá vinte taboas do
outra, paraque o Tabernáculo seja outro lado do Tabernáculo, para a
hum. banda do Norte.
7 Farás também cortinas de pelos 21 Com suas quarenta bases de
de cabras por tenda sobre o Taberná­ prata: duas bases debaixo de huã ta­
culo : de onze cortinas as farás. boa, e duas taboas debaixo de outra
8 A compridaõ de huã cortina se­ taboa.
rá de trinta covados, e a largura da 22 Porem a o lado do Tabernácu­
mesma cortina de quatro covados: lo para o Occidente farás seis taboas.
estas onze cortinas seráõ de huã me­ 23 Farás também duas taboas para
dida. as esquinas do Tabernáculo de am­
9 E ajuntarás cinco destas corti­ bos os lados.
nas a parte, e as outras seis cortinas 24 E por baixo se ajuntaráõ como
também a parte: e dobrarás a seista gemeas, e também polo mais alto delle
cortina diante da face da tenda. se ajuntaráõ com huã argola como ge­
10 E farás cincoenta laçadas na meas : Assi se fará com as duas ta­
borda de huã cortina a o cabo na boas ; ambas seráõ por taboas de es­
juntura; e outras cincoenta laçadas na quina.
borda da outra cortina, na segunda 25 Assi seráõ as oito taboas com
juntura. suas bases de prata, dez a seis bases:
11 Farás também cincoenta cor­ duas bases debaixo da huã taboa, e
chetes de cobre, e meterás os corche­ duas bases debaixo da outra taboa.
tes nas laçadas, e ajuntarás a tenda, 26 Farás também cinco barras de
paraque seja huã. madeira de Sittim, para as taboas do
12 E o resto que sobeja nas corti­ hum lado do Tabernáculo.
nas da tenda, a metade da cortina 27 E cinco barras para as taboas do
que sobeja, penderá de sobejo ás cos­ outro lado do Tabernáculo; como
tas do Tabernáculo. tambein cinco barras para as taboas
13 E hum covado da huã banda, do outro lado do Tabernáculo, de am­
e outro covado da outra banda, que bas as bandas para o Occidente.
sobejará na compridaõ das cortinas da 28 E a barra do meyo estará no
tenda, penderá de sobejo a os lados meyo das taboas, passando do hum
do Tabernáculo da huã e da outra cabo até o outro.
banda, pera cubrilo. 29 E cubrirás as taboas de ouro, e
14 Farás também á tenda huã cu- suas argolas pera meter por ellas as
berta de peles de carneiro, tingidas barras farás de ouro: também as
de vermelho; e outra cuberta de pe­ barras cubrirás de ouro.
les de texugo em cima. 30 Entaõ levantarás o Tabernácu­
1,5 Farás tambein para o Taberná­ lo conforme a sua traça, que te foi
culo taboas de madeira de Sittim, que mostrada no monte.
estáõ em pé. 31 Despois farás hum veo de azul,
16 A compridaõ de huã taboa será e purpura, e carmesim, e de linho fino
de dez covados: e a largura de cada torcido: de obra prima se fará com
taboa será de hum covado e meio. Cherubins.
17 Duas couceiras terá cada taboa, 32 E o porás sobre quatro colunas
G2
84 EXODO. Cap. XXVI. XXVII.
de madeira de Sittim, cubertas de ou­ Sul o patio terá cortinas de linho fino
ro : seus corchetes seráõ de ouro, so­ torcido; a compridaõde cadahumla­
bre quatro bases de prata. do será de cem covados.
33 E pendurarás o veo debaixo 10 Também suas vinte colunas, e
dos corchetes, e meterás a Arca do suas vinte bases seráõ de metal: os
testimunho ali a dentro do veo : e es­ corchetes das colunas e suas fayxas
te veo vos fará separaçaõ entre o de prata.
Sancto, e entre o Sanctissimo. 11 Assi também a o lado do Norte
34 E porás a cuberta da propicia­ seráõ as cortinas na longura de cem
ção sobre a Arca do testimunho no covados de compridaõ: e suas vinte
Sanctissimo. colunas, e suas vinte bases de metal;
35 E a mesa porás fora do veo, e os corchetes das colunas e suas fayxas
o castiçal em fronte da mesa, ao lado seráõ de prata.
do Tabernáculo para o Sul: mas a 12 E na largura do patio a o lado
mesa porás á banda do Norte. do Occidente averá cortinas de cin-
36 Farás também á porta do Ta­ coenta covados : suas colunas dez, e
bernáculo huâ cuberta de azul, e pur­ suas bases dez.
pura, e carmesim, e de linho fino tor­ 13 Semelhantemente a largura do
cido, de obra do brostador. patio a o lado oriental para o Levante
37 E farás para esta cuberta cinco será de cincoenta covados.
colunas de madeira de Sittim, e as cu- 14 De maneira que ajaõ quinze co­
brirás de ouro: seus corchetes seráõ vados das cortinas a o hutn lado: su­
de ouro; e farlhelias de fundição cin­ as colunas tres, e suas bases tres.
co bases de metal. 15 E quinze covados das cortinas a
o outro lado: suas colunas tres, e su­
CAPITULO XXVII. as bases tres.
ARAS também hum Altar de 16 E á porta do patio averá huâ
F madeira de Sittim: cinco cova- cuberta de vinte covados, de azul, e
dos será a compridaõ, e cinco cova- purpura, e carmesim, e de linho fino
dos a largura, (será quadrado o Al­ torcido, da obra de broslador: suas
tar) e tres covados sua altura. colunas quatro, e suas bases quatro.
2 E farás seus cornos a seus qua­ 17 Todas as colunas do pateo a o
tro cantos: seus cornos seráõ do mes­ redor seráõ cingidas de fayxas de
mo, e o cubrirás de metal. prata: seus corchetes seráõ de prata,
3 Farás lhe também caldeirões, pe­ mas suas bases de metal.
ra alimpar sua cinza, e suas bassouras, 18 A compridaõ do pateo será de
e suas bacias, e seus garfos, e suas cem covados, e a largura de cada ban­
pás: todos seus vasos farás de metal. da de cincoenta, e a altura de cinco
4 Farlhehas também hum crivo de covados, de linho fino torcido: mas
metal da obra de rede: e farás a esta suas bases seráõ de metal.
rede quatro argolas de metal a seus 19 Tocante todos os vasos do Ta­
quatro cantos. bernáculo em todo seu serviço, até
5 E as porás dentro do cerco do todos seus pregos, e todos os pregos
altar abaixo; de maneira que a rede do pateo seráõ de metal.
chegue até o meio do Altar. 20 Tu pois mandarás a os filhos de
6 Farás também barras para o al­ Israel, que levem a ty azeite puro de
tar, barras de madeira de Sittim, e as oliveiras, moido para o candieiro; pe­
cubrirás de metal. ra fazer acender as lampadas conti-
7 E as barras se meteráõ nas argo­ nuamente.
las, de maneira que as barras estejaÕ 21 Na Tenda da congregação fora
d’ambos os lados do altar, quando se­ do veo, que está diante do testimunho,
rá levado. Aaron e seus filhos as concertaráõ,
8 Cavado de toboas o farás : como desd’a tarde até á manhaã, perante a
te mostrou no monte, assi o faráõ. face de Jehovaii : hum estatuto
9 Farás também o patio do Taber­ perpetuo será este por suas gerações,
náculo : a o lado do meyo dia para o a os filhos de Israel.
EXODO. Cap. XXVIII. 85
farás : e as cadeinhas de fieira porás
CAPITULO XXVIII. nos engastes.
ESPOIS farás chegar a ty teu 15 Farás também o Peitoral do
irmaõ Aaron e seus filhos com juizo da obra do artifice, conforme á
elle do mcyo dos filhos de Israel, pe­ obra do Ephod o farás : de ouro, azul,
ra me administrar o officio sacerdo­ e purpura, e carmesim, e de linho fi­
tal : a saber Aaron, Nadab e Abihu, no torcido o farás.
Eleasar o Ithamar, os filhos de Aaron. 16 Quadrado e dobrado será, de
2 E farás vestidos sanctos a Aaron hum palmo sua compridaõ, e de hum
teu irmaõ, para gloria e ornamento. palmo sua largura.
3 Fallarás também a todos os que 17 E o encherás de pedras de en­
saõ sábios de coraçaõ, a quem eu te­ chimento, com quatro ordens de pe­
nho enchido do espirito da sabedoria, dras ; a huã ordem de huã Sardia,
que façaõ vestidos a Aaron pera sanc- hum Topázio, e hum Carbúnculo:
tificálo ; peraque me administre o of­ esta he a primeira ordem.
ficio sacerdotal. 18 E a segunda ordem de huã Es­
4 Estes pois saõ os vestidos que meralda, huã Saphira, e hum Dia­
faráõ: hum Peitoral, e hum Ephod, mante.
e hum Manto, e hum Pelote cheo de 19 E a terceira ordem de hum Ja­
olhos, huã Mitra, e hum Cinto: faráõ cinto, Agata, e Ainetysto.
pois sanctos vestidos a Aaron teu ir­ 20 E a quarta ordem de huã Tur­
maõ, e a seus filhos, pera me admi­ quesa, ehuã Sardónica, ehum laspe:
nistrar o officio sacerdotal. engastadas seráõ em seus engastes de
5 E tomaráõ ar/uelle ouro, e azul, ouro.
e purpura, e carmesim, e linho fmo. 21 E seráõ aquellas pedras segun­
6 È faráõ o Ephod de ouro, e azul, do os nomes dos filhos de Israel, doze
e purpura, e carmesim, e linho fino segundo seus nomes: seráõ esculpi­
torcido, de obra do artifice. das como sellos, cada huã com seu
7 Terá duas hombreiras, que se nome, para as doze tribus.
ajuntem a suas duas pontas, com que 22 Também farás ao peitoral ca­
se ajuntará. deinhas de igual medida da obra de
8 E o cinto artificial de seu Ephod, trança de ouro puro.
que estará sobre elle, será de sua mes­ 23 Também farás ao peitoral dons
ma obra, do mesmo, de ouro, azul, e aneis de ouro: e porás os dous aneis
purpura, e carmesim, e linho fino tor­ nas duas pontas do peitoral.
cido. 24 Entaõ meterás as duas cadei­
9 E tomarás duas pedras sardóni­ nhas de fieira de ouro em os dous aneis
cas, e lavrarás nellas os nomes dos fi­ nas pontas do peitoral.
lhos de Israel. 25 Mas as duas pontas das duas
10 Os seis de seus nomes na huã cadeinhas de fieira meterás em os
pedra, e os outros seis nomes na ou­ dous engastes, e as porás 'nas hom­
tra pedra, segundo suas gerações. breiras do Ephod á banda diantei­
11 Conforme á obra de lapidario, ra.
como o lavor de selios lavrarás estas 26 Farás também dous aneis de
duas pedras, com os nomes dos filhos ouro, e os porás em as duas pontas
de Israel: a o redor em ouro engas­ do peitoral de dentro em sua borda,
tadas as farás. que está da banda do Ephod.
12 E porás as duas pedras nas 27 Farás também dous aneis de
hombreiras do Ephod, por pedras de ouro, que porás 'nas duas hombreiras
memória para os filhos de Israel: e do Ephod abaixo da banda dianteira,
Aaron levará seus nomes sobre seus em fronte de sua juntura, sobre o
ambos hombros por memória perante cinto artificial do Ephod.
a face de Jeiiovah. 28 E ajuntarão o peitoral com se­
13 Farás também engastes de ouro. us aneis a os aneis do Ephod por ri­
14 E duas cadeinhas depuro ouro; ba com hum cordaõ de cardeno, pa-
de igual medida, de obra de fieira as raque esteja sobre o cinto artificial
86 EXODO. Cap. XXVIII. XXIX.
do Ephod; e o peitoral naõ será se­ lhos de Aaron, e farás lhes cintos:
parado do Ephod. também lhes farás chapeos, para glo­
29 Assi Aaron levará os nomes dos ria e ornamento.
filhos de Israel no peitoral do juizo 41 E vestirás com elles a Aaron
sobre seu coraçaõ, quando entrar no teu irmaõ, e também seus filhos: e
Sanctuario: para memória diante da os ungirás, e encherás suas maõs, e
face de Jehovah continuamente. os sanctificarás, paraque me admini­
30 Também porás no peitoral do strem o Sacerdócio.
juizo Urim e Thummim, paraque es- 42 Fazelhes também calçoês de li­
tejaõ sobre o coraçaõ de Aaron, nho, pera cubrir a carne da vergonha:
quando entrar diante da face de Je­ seráõ dos lombos até as pernas.
hovah: Assi Aaron levará o juizo 43 E estaráõ sobre Aaron e sobre
dos filhos de , Israel sobre seu cora­ seus filhos, quando entrarem no Ta­
çaõ diante da face de Jehovah con­ bernáculo da congregaçaõ, ou quan­
tinuamente. do chegarem ao altar pera ministrar
31 Também farás o manto de E- no Sanctuario, paraque naõ levem
phod, todo de cardeno. iniquidade, e morraõ: isso será esta­
32 E o bocal da cabeça estará no tuto perpetuo para elle e para sua se­
meyo delle: este bocal terá huã bor­ mente despois delle.
da de obra tecida a o redor: como
bocal da cota de malha será nelle, pa­ CAPITULO XXIX.
raque se naõ rompa. STO he o que lhes has de fazer,
33 E em suas bordas farás romaãs I para os sanctificar, paraque me ad­
de cardeno, e purpura, e carmesim ministrem o Sacerdócio: Toma hum
ao redor de suas bordas; e campai­ novilho, filho de vaca, e dous carnei­
nhas de ouro entre ellas a o redor. ros perfeitos.
34 Huã campainha de ouro, e huã 2 E paõ azimo, e bolos ázimos, a-
romaã, outra campainha de ouro, e massados com azeite, e coscoroês a-
outra romaã averá ’nas pontas do zimos, untados com azeite: com flor
manto ao redor. de farinha de trigo os farás.
35 E estará sobre Aaron quando 3 E os porás em hum cesto, e os
ministrar: paraque se ouça seu soido, oflerecerás no cesto com o novilho e
quando entrar no Sanctuario diante os dous carneiros.
da face de Jehovah, e quando sahir, 4 Entaõ farás chegar a Aaron e a
paraque naõ morra. seus filhos a porta da Tenda do ajun­
36 Também farás huã folha de ou­ tamento, e os levarás com agoa.
ro puro, e nella esculpirás como se 5 Despois tomarás os vestidos, e
esculpem os sellos : sanctidade de vestirás a Aaron a túnica, e o manto
Jehovah. do Ephod, e o Ephod mesmo e o pei­
37 E a pegarás com hum cordaõ toral : e o cingirás com cinto artifi­
de cardeno, de maneira que esteja na cial do Ephod.
mitra da banda dianteira da mitra es­ 6 E a mitra porás sobre sua cabe­
tará. ça : a coroa da sanctidade porás so­
38 E estará sobre a testa de Aa­ bre a mitra.
ron, paraque Aaron leve a iniquidade 7 E tomarás o azeite da unçaõ, e o
das cousas sanctas, que os filhos de derramarás sobre sua cabeça: assi o
Israel sanctificarem em todas as of- ungirás.
fertas de suas sanctas cousas; e esta­ 8 Despois farás chegar seus filhos,
rá continuamente em sua testa, para­ e lhes farás vestir as túnicas.
que sejaõ agradaveis diante da face 9 E os cingirás com o cinto, a Aa­
de Jehovah. ron e a seus filhos, e lhes atarás as
39 Também farás huã túnica de coifas, paraque tenhaõ o Sacerdócio
linho fino: também farás a mitra de por estatuto perpetuo: e encherás as
linho fino: mas o cinto farás de obra maõs de Aaron, e as maõs de seus
de broslador. filhos.
40 Também farás túnicas a os fi­ 10 E farás chegar o novilho diante
EXODO. Cap. XXIX. 87
da Tenda do ajuntamento : e Aaron e cebo, e o rabo, e o cebo que cobre as
seus filhos porão suas maõs sobre a estranhas, e o redanho do figado, e
cabeça do novilho. ambos os rins com o cebo que ouver
11 E degolarás o novilho perante nelles, e o hombro direito, porque he
a face de Jeiiovah, á porta da Ten­ carneiro das consagrações.
da da congregaçaõ. 23 E liua fogaça de paõ, e hum
12 Despois tomarás do sangue do bolo de paõ azeitado, e liura cosco-
novilho, e o porás com teu. dedo so­ raõ do cesto dos paens ázimos, que
bre os cornos do altar, e todo de mais estará diante da face de Jehovah.
sangue derramarás no fundo do altar. 24 E tudo porás nas maõs de
13 Também tomarás todo o cebo, Aaron, e ’nas maõs de seus filhos: e
que cobre as entranhas, e o redanho com movimento o moverás perante a
de sobre o figado, e ambos os rins, e face de Jeiiovah.
o cebo que ouver nelles : e o acende­ 25 Despois o tomarás de suas ma­
rás sobre o altar. õs, e o acenderás no altar sobre o ho­
14 Mas a carne do novilho, e sua locausto por cheiro suave perante a
pele, e seu esterco queimaras com fo­ face de Jehovah ; offerta acendida
go fora do arrayal: he sacrifício por he a Jeiiovah.
pecado. 26 E tomarás o peito do carneiro
15 Despois tomarás a o hum car­ das consagrações, que he de Aaron,
neiro, e Àaron e seus filhos poráõ e com movimento o moveras perante
suas maõs sobre a cabeça do carneiro. a face de Jehovah : e isso será tua
16 E degolarás o carneiro, e toma­ parte.
ras seu sangue, e o espalharas sobre 27 E sanctificarás o peito do mo­
o altar a o redor. vimento, e o hombro alçadivo, que
17 E partirás o carneiro em suas foi movido e alçado do carneiro dos
partes, e lavarás suas entranhas e su­ enchimentos, que for de Aaron e de
as pernas, e as poras sobre suas par­ seus filhos.
tes, e sobre sua cabeça. 28 E será pera Aaron e pera seus
18 Assi accenderás todo o carnei­ filhos por estatuto perpetuo dos filhos
ro sobre o altar: porque he hum ho­ de Israel; porque he offerta alçadiva:
locausto pera Jeiiovah em suave e a offerta alçadiva será dos filhos de
cheiro; offerta acendida he a Jeho- Israel de seus sacrifícios pacíficos;
VA1I. sua offerta alçadiva será pera Jeho­
19 Despois tomarás ao outro car­ vah.
neiro, e Aaron e seus filhos poraõ 29 E os vestidos sanctos que sao
suas maõs sobre a cabeça do carneiro. de Aaron, seraÕ de seus filhos despois
20 E degolarás o carneiro, e toma­ delle, pera ser ungidos 'nelles, e pera
rás de seu sangue, e o porás sobre a encher sua maõ 'nelles.
tenrilha da orelha direita de Aaron, e 30 Sete dias os vestirá aquelle que
sobre a tenrilha das orelhas direitas de seus filhos em seu lugar for sacer­
de seus filhos, como também sobre o dote ; o que entrará na Tenda do a-
dedo polegar de suas maõs direitas, e juntamento, pera ministrar no Sanc-
sobre o dedo polegar de seus pés di­ tuario.
reitos : e o resto do sangue espargirás 31 E tomarás o carneiro dos en­
sobre o altar a o redor. chimentos, e cozerás sua carne no
21 Entaõ tomarás do sangue, que lugar sancto.
estará sobre o altar, e do azeite da 32 E Aaron e seus filhos comeráo
unçaõ, e o espargirás sobre Aaron e a carne deste carneiro, e o paõ que
sobre seus vestidos, e sobre seus fi­ está no cesto, á porta da Tenda do
lhos, e sobre os vestidos de seus filhos ajuntamento.
com elle : paraque elle seja sanctifi- 33 E comeráõ as cousas com que
cado, e seus vestidos, também seus fi­ for feita expiaçaõ, pera encher suas
lhos, e os vestidos de seus filhos com maõs, e pera sanctificalos : mas hum
elle. estrangeiro as naõ comerá; porque
22 Despois tomarás do carneiro o sanctas saÕ.
88 EXODO. Cap. XXIX. XXX.
34 E se sobejar algua cousa da car­
ne das consagrações ou do paõ até á CAPITULO XXX.
manhaã, o que sobejar queimarás com FARA’ S hum Altar de perfume
fogo : naõ se comerá ; porque sancto
lie.
E pera perfumar: de madeira de
Sittim o farás.
35 Assi pois farás a Aaron e a se­ 2 Sua compridaõ será de hum co-
us filhos, conforme a tudo que eu te vado, e sua largura de hum covado ;
tenho mandado : por sete dias enche­ será quadrado, e de dous covados sua
rás suas maõs. altura: seus cornos sahiráõ delle.
36 Também cadadia prepararás 3 E com ouro puro o forrarás, seu
hum novilho do pecado para as pro­ tecto e suas paredes a o redor, e seus
piciações, e expiarás o altar, fazendo cornos; e lhe farás huã coroa de ou­
propiciaçaõ sobre elle; e o ungirás ro a o redor.
pera sanctificálo. 4 Também lhe farás duas argolas
37 Sete dias farás propiciaçaõ po­ de ouro debaixo de sua coroa ; a se­
lo altar ,'e o sanctificarás : entaò o al­ us dous lados as farás, a suas ambas
tar será sanctidade de sanctidades ; bandas : e seraõ por lugares das bar­
tudo que tocar a o altar será sancto. ras, com que será levado.
38 Isto pois he o que prepararás 5 E as barras farás de mandeira de
sobre o altar: dous cordeiros de hum Sittim, e as forrarás com ouro.
anno cadadia continuamente. 6 E o porás diante do veo, que
39 O lnini cordeiro prepararas pola está diante da Arca do testimunlio i
manhaã, e o outro cordeiro prepara­ diante do propiciatorio, que estará
rás entre as duas tardes. sobre o testimunlio, aonde me ajun­
40 Com a decima parte de flor de tarei com tigo.
farinha, misturada com a quarta parte 7 E Aaron sobre elle acenderá o
de hum Him de azeite moido, e para perfume das especiarias: cada ma­
derramadura a quarta parte de hum nhaã o acenderá, quando tem concer­
Him de vinho, para o hum cordeiro. tado as lampadas.
41 E o outro cordeiro prepararás 8 E acendendo Aaron as lampadas
entre as duas tardes: com elle farás entre as duas tardes, o queimará: es­
como com a oftèrta da manhaã, e co­ te será o perfume continuo perante a
mo com sua darramadura por suave face de Jeiiovah por vossas gerações.
cheiro; offerta acendida he aJuno- 9 Naõ poreis sobre elle alheo per­
VAH. fume, nem holocausto, nem offerta
42 Este será o holocausto continuo alguã: nem tampouco derramareis
por vossas gerações, á porta da Ten­ sobre elle derramadura.
da do ajuntamento perante a face de 10 E huã vez no anno Aaron fará
Jeiiovah : aonde virei a vosoutros, expiaçaõ sobre seus cornos com o
pera ali fallar comtigo. sangue do sacrifício das propiciações :
43 E ali virei a os filhos de Israel, huã vez no anno fará expiaçaõ sobre
paraque por minha gloria sejaõ sanc- elle por vossas gerações; sanctidade
tificados. ' de sanctidades he a Jeiiovah.
44 E sanctificarei a Tenda do ajun­ 11 Fallou mais Jehovah a Moy-
tamento e o altar, também sanctifica­ ses, dizendo:
rei a Aaron e seus filhos, paraque me 12 Quando tomares a somma dos
administrem o Sacerdócio. filhos de Israel conforme a sua con­
45 E habitarei no meyo dos filhos ta : cada hum delles dará a Jeiiovah
de Israel, e lhes serei por Deus. o resgate de sua alma, quando os con­
46 E saberáõ, que eu sou Jeiio- tares ; paraque naõ aja entre elles al­
vah seu Deus, que os tenho tirado guã plaga, quando os contares.
da terra de Egypto, pera habitar no 13 Isto dará qualquer que passar
meyo delles : Eu sou Jeiiovah seu a os contados, a metade de hum siclo,
Deus. segundo o siclo do Sanctuario : (este
siclo he de vinte obolos) a metade
de hum siclo he a offerta a Jeiiovah.
EXODO. Cap. XXX. XXXI. 89
14 Qualquer que passar a os con­ 29 Assi sanctificarás estas cousas,
tados de vinte annos e de mais, dará paraque sejaõ sanctidade de sancti-
a offerta a Jehovah. dades: tudo que tocar nellas, será
15 O rico naõ augmentará, e o po­ sancto.
bre naõ diminuirá da metade do siclo, 30 Também ungirás a Aaron e se­
quando se dá offerta a Jeiiovaii, pera us filhos : e os sanctificarás, pera me
fazer propiciaçaõ por vossas almas. administrar o Sacerdócio.
16 E tomarás o dinheiro das pro­ 31 E fallarás a os filhos de Israel,
piciações dos filhos de Israel, e o da­ dizendo : este me será o azeite da
rás ao serviço da Tenda do ajunta­ sancta unçaõ em vossas gerações.
mento ; e será por memória a os filhos 32 Sobre a carne de homem naõ
de Israel diante da face de Jeiiovaii, será untado, nem fareis outro seme­
pera fazer propiciaçaõ por vossas al­ lhante conforme a sua composição:
mas. sanctidade he, e será sanctidade a
17 E fallou Jeiiovaii a Moyses, vosoutros.
dizendo: 33 O varaõ que fizer tal unguento
18 Farás também huã Tina de me­ como este, ou que delle posèr sobre
tal, com sua base de metal, pera la­ cousa alguã estranha, será desarraiga­
var: e a porás entre a Tenda do ajun­ do de seus povos.
tamento e entre o altar ; e guardarás 34 Mais disse Jeiiovaii a Moy­
agoa nella. ses : toma te especiarias aromaticas,
19 E Aaron e seus filhos delia se Estoraque, c Onicha, e Galbano ; es­
lavaráõ, suas maõs e seus pés. tas especiarias aromaticas e encenso
20 Quando entrarem na Tenda do puro; que cadaqual seja a parte.
ajuntamento, lavarse haõ com agoa, 35 E d’isto farás hnm perfume aro­
paraque naõ morraõ: ou quando se mático de obra do perfumador, mis­
chegarem a o altar pera ministrar, turado, puro, e sancto.
pera acender a Jeiiovaii a offerta a- 36 E delle moendo polvarizarás, e
cendida. delle porás diante do testimunho, na
21 Lavaráõ pois suas maõs e seus Tenda do ajuntamento, aonde eu virei
pés, paraque naõ morraõ : e isto lhes a ty: sanctidade de sanctidades vos
será por estatuto perpetuo, a elle e a será.
sua semente em suas geracoês. 37 Porem conforme a este per­
22 Fallou mais Jeiiovaii a Moy­ fume, que farás, naõ vos fareis outro
ses, dizendo: semelhante : sanctidade te será para
23 Tu pois toma para ty das prin- Jeiiovaii.
cipaes especiarias, da mais pura mir- 38 O varaõ que fizer semelhante,
rha quinhentos sidos, e de canela aro- pera cheirar, será desarraigado de se­
matica a metade tanto, a saber duzen­ us povos.
tos e cincoenta sidos, e de calamo aro­
mático duzentos e cincoenta sidos. CAPITULO XXXI.
24 E de cassia quinhentos, segun­ ESPOIS fallou Jeiiovaii aMoy-
do o siclo do Sanctuario; e de azeite ses, dizendo:
de oliveiras hum Hin. 2 Eis que eu tenho chamado por
2.5 E disio farás o azeite da sancta nome a BezaleeI, o filho de Uri, filho
unçaõ, o unguento precioso, feito da de Hur, da tribu de Juda.
obra do perfumador: este será o aze­ 3 E o enchi do Espirito de Deus,
ite da sancta unçaõ. de sabedoria e de entendimento, e
26 E com ellc ungirás a Tenda do de sciencia, em todo artificio.
ajuntamento e a Arca do testimunho. 4 Pera inventar invenções; pera
■ 27 E a Mesa com todos seus vasos, obrar em ouro, e em prata, e em me­
e o Castiçal com seus vasos, e o Altar tal.
do perfume. 5 E em artificio de lavrar pedras
■ 28 E o Altar do holocausto com pera engastar, e em artificio de ma­
todos seus vasos, c a Tina com sua deira, pera obra em toda obra.
base. 6 E eis que eu tenho posto com
90 EXODO. Cap. XXXI. XXXII.
elle a Aholiab, o filho de Ahisamach,
da tribu de Dan ; e tenho dado sabe­ CAPITULO XXXII.
doria no coraçaõ de todo aquelle que AS vendo o povo que Moyses
he sabio de coraçaõ: e faráõ tudo que tardava em decer do monte, a-
te tenho mandado. juntouse o povo a Aaron, e disseraõ
7 A saler a Tenda da congregaçaõ, lhe: Levanta te, faze nos Deuses,
e a Arca do testimunho, e o Propici­ que vaõ diante de nossa face : porque
atório, que estará sobre ella, e todos naõ sabemos, que sucedeo a este Moy­
os vasos da Tenda. ses, a aquelle varaõ, que nos tirou da
8 E a Mesa com seus vasos, e o terra de Egypto.
Castiçal puro com todos seus vasos, 2 E Aaron lhes disse: Arrancae
e o Altar do perfume. as arrecadas de ouro, que estaõ ’nas
9 E o Altar do holocausto com to­ orelhas de vossas mulheres, e de vos­
dos seus vasos, e a Tina com sua basa. sos filhos, e de vossas filhas, e trazei
10 E os vestidos do ministério, e rr/as.
os vestidos sanctos de Aaron o sacer­ 3 Entonces todo o povo arrancou
dote, e os vestidos de seus filhos, pera as arrecadas de ouro, que estavaõ em
administrar o Sacerdócio. suas orelhas, e as trouxeraõ a Aa­
11 E o azeite da unçaõ, e o per­ ron.
fume aromatico para o Sanctuario: 4 E elle as tomou de suas maõs, e
faráõ conforme a tudo que te tenho formou o ouro com hum boril, e fez
mandado. d’elle hum bezerro de fundiçaõ. En-
12 Fallou mais Jehovah a Moy- taõ disseraõ : estes saõ teus Deuses ó
ses, dizendo: Israel, que te tiraraõ da terra de E-
13 Tu pois falia a os filhos de Is­ gypto.
rael, dizendo: todavia guardareis me­ 5 0 que Aaron vendo, edificou
us Sabados: porquanto isso he sinal hum altar diante delle: e Aaron apre­
entre my e entre vosoutros em vossas goou, e disse : a manhaã será festa a
gerações; paraque saibais, que eu Jehovah.
sou Jehovah, que vos sanctifica. 6 E a o dia seguinte madrugaraõ,
14 Portanto guardareis o Sabado, e offereceraõ holocaustos, e trouxeraõ
porquanto sancto he a vosoutros: a- pacíficos : e o povo se assentou a co­
quelle que o profanar, morrendo mor­ mer e a beber; despois se levantaraõ
rerá ; porque qualquer que nelle fizer a folgar.
alauã obra, aquella alma sera desar­ 7 Entaõ disse Jehovah a Moyses:
raigada do meyo de seus povos. Vae, descende; porque teu povo, que
15 Seis dias se fará obra, porem ao fizeste subir de Egypto, se tem cor­
sétimo dia he o Sabado do descanço, rompido.
a sanctidade de Jehovah : qualquer 8 E depressa se tem desviado do
que no dia do Sabado fizer obra, mor­ caminho, que eu lhes tinha mandado:
rendo morrerá. fizeraÕ para si hum bezerro de fundi­
16 Guardaráõ pois o Sabado os fi­ çaõ, e perante elle se inclinaraõ, e
lhos de Israel, celebrando o Sabado sacrificaraõ lhe, e disseraõ : estes saõ
em suas gerações por concerto per­ teus Deuses ó Israel, que te tiraraõ
petuo. da terra de Egypto.
17 Entre my e entre os filhos de 9 Disse mais Jehovah aMoyses:
Israel sera hum sinal pera sempre: tenho visto a este povo, e eis que he
porquanto em seis dias fez Jehovah povo obstinado.
os ceos e a terra, e a o sétimo dia 10 Agora pois deixa me, que meu
descansou, e se recreou. furor se acenda contra elles, e os con­
18 E deu a Moyses (como acabou suma : e eu te farei em grande gen­
de fallar com elle no monte de Sinai) te.
as duas taboas do testimunho, taboas 11 Porem Moyses adorou a face de
de pedra, escritas com o dedo de Deus. Jehovah seu Deus, e disse : ó Je­
hovah, porque teu furor se acende­
rá contra teu povo, que tu tiraste da
EXODO. Cap. XXXII. 91
terra de Egypto com grande força e este Moyses, a aquelle varaõ, que nos
com forte maõ ? tirou da terra de Egypto.
12 Porque haõ de fallar os Egyp. 24 Entaõ eu lhes disse: Quem tem
cios, dizendo: por mal os tirou, pera ouro, arranque o : e deraõ a my ; e
matálos em os montes, e pera des- eu o lancei no fogo, e sahio este be­
truilos da face da terra ? torna te da zerro.
ira de teu furor, e te arrepende do 25 E vendo Moyses que o povo
mal de teu povo. estava despido, (porque Aaron o avia
13 Lembra te de Abraham, de despido para vergonha entre seus ini­
Isaac, e de Israel teus servos, a os migos,)
quaes por ty mesmo tens jurado, e 26 Estava empé Moyses na porta
lhes disseste: multiplicarei vossa se­ do arrayal, e disse: Quem he de Je­
mente como as estrellas dos ceos, e hovah, venha a my: entaõ se ajun-
darei a vossa semente toda esta terra, taraõ a elle todos os filhos de Levi.
de que tenho dito, paraque a possuaõ 27 E disse lhes: Assi diz Jeho­
por herdade eternamente. vah o Deus de Israel; cadahum po­
14 EntaÕ Jehovah se arrependeo nha sua espada sobre sua coixa: pas-
do mal, que dissera, que avia de fazer sae e tornae pelo arrayal de porta em
a seu povo. porta, e cadahum mate a seu irmaõ, e
15 E tornouse Moyses, e deceo cadahum a seu amigo, e cadahum a
do monte com as duas taboas do tes- seu proximo.
timunho em sua maõ: as taboas es­ 28 E os filhos de Levi fizeraõ con­
critas estavaõ de ambas suas bandas, forme á palavra de Moyses: e cahi-
de huã e de outra banda escritas es­ raõ do povo aquelle dia como tresmil
tavaõ. varoês.
16 E aquellas taboas eraõ obra de 29 Porquanto Moyses tinha dito:
Deus: também a escritura era a mes­ consagrae hoje vossas maõs a Jeho­
ma escritura de Deus, esculpida ’nas vah; porque cadahum será contra
taboas. seu filho, e contra seu irmaõ : e isto,
17 E ouvindo Josua a voz do po­ paraque elle hoje dé bençaõ sobre
vo, que jubilava, disse a Moyses; ala­ vosoutros.
rido de guerra ha no arrayal. 30 E aconteceo que a o dia se­
18 Porem elle disse: Naõ he ala- guinte Moyses disse a o povo : Vos­
rido dos victoriosos, nem alarido dos outros pecastes grande pecado : po­
vencidos: eu ouço o alarido dos que rem agora subirei a Jehovah; por
cantaõ. ventura farei propiciação por vosso
19 E aconteceo que, chegando elle pecado.
a o arrayal, e vendo o bezerro e as 31 Assi tornouse Moyses a Jeho­
danças, acendeo se o furor de Moy­ vah, e disse, Eu te rogo, este povo
ses, e arremeçou as taboas de su­ pecou pecado grande, fazendo para si
as maõs, e as quebrou a o pé do Deuses de ouro.
monte. 32 Agora pois, se perdoarás seu
20 E tomou o bezerro que tinhaõ pecado, e se naõ, borra me agora de
feito, e o queimou no fogo, moendo o teu livro, que tens escrito.
até que tornouse em pó ; e o espar- 33 Entaõ disse Jehovah a Moy­
gio sobre as agoas, e o fez beber a os ses : Eu borrarei de meu livro a quem
filhos de Israel. pecar contra my.
21 E Moyses disse a Aaron: que te 34 Vae pois agora, leva a este po­
tem feito este povo, que sobre elle vo aonde te tenho dito : eis que meu
trouxeste tamanho pecado ? Anjo ira diante de tua face; porem no
22 Entaõ disse Aaron: Naõ se a- dia de minha visitaçaõ visitarei seu
cenda a ira de meu senhor: tu sabes pecado sobre elles.
que este povo he inclinado a o mal. 35 Assi ferio Jehovah a o povo,
23 Disseraõ pois a my: Faze nos porquanto fizeraõ o bezerro, que Aa­
Deuses, que vaò diante de nossa face; ron tinha feitó.
porque naõ sabemos, que sucedeo a
52 EXODO. Cap. XXXIII.
de Nun, mancebo, nunca se apartava
CAPITULO XXXIII. do meyo da Tenda.
ISSE mais Jehovah a Moyses ; 12 E Moyses disse a Jehovah;
D vae, sube daqui, tu e o povo, que eis que, tu me dizes: faze subir a este
fizeste subir da terra de Egypto povo,
á porem naõ me fazes saber, a
terra que jurei a Abraham, a Isaac, quem has de enviar comigo: e tu
e a Jacob, dizendo; à tua semente a disseste ; conheço te por teu nome, e
darei. também achaste graça em meus o-
2 E enviarei hum Anjo diante de lhos.
tua face, (e fora lançarei a os Cana- 13 Agora pois, se tenho achado
neos, e a os Amorreos, e a os He- graça em teus olhos, rogo te, que a-
theos, e a os Phereseos, e aos Heve- gora me faças saber teu caminho, e
os, e a os Jebuseos) conhecertehei, paraque ache graça
3 A a terra, que mana leite e mel: em teus olhos: e attenta que esta na-
porque eu naõ subirei no meyo de ty, çaõ he teu povo.
porquanto es povo obstinado, paraque 14 Disse pois: Minha face irá
eu te naõ consuma no caminho. junto pera te fazer descansar.
4 E ouvindo o povo esta má pala­ 15 Entaõ disselhe: se tua face naõ
vra, entristeceraõse, e nenhum delles for junto, naõ nos faças subir daqui-1
pós sobre si seus atavios. 16 Porque em que cousa agora se
5 Porquanto Jeiiovah tinha dito conhecerá, que tenho achado graça
a Moyses: dize a os filhos de Israel; em teus olhos, eu e teu povo ? naõ
povo obstinado es, em hum momen­ em isso, se andas com nosco? assi
to subirei no meyo de ty, e te con­ separados seremos, eu e teu povo, de
sumirei : porem agora, tira de ty teus todo o povo, que está sobre a face
atavios, e saberei o que te hei de da terra.
fazer. 17 Entaõ Jehovah disse a Moy­
6 Entaõ os filhos de Israel se des­ ses : farei também isto, que tens di­
pojarão de seus atavios, desviados do to ; porquanto achaste graça em me­
monte de Horeb. us olhos, e eu te conheço por teu
7 E tomou Moyses a Tenda, e a nome.
estendeo para si fora do arrayal, longe 18 Entaõ elle disse: rogo-te, que
desviado do arrayal, e chamou lhe a me mostres tua gloria.
Tenda do ajuntamento: e aconteceo 19 Porem elle disse : eu farei pas­
que qualquer quebuscavaa Jeiiovah, sar toda minha bondade por diante de
sahia á Tenda do ajuntamento, que tua face, e apregoarei o nome de Je­
estava fora do arrayal. hovah diante de tua face: mas terei
8 E aconteceo que, sahindo Moy­ misericórdia, de quem eu tiver mise­
ses á Tenda, todo o povo se levan­ ricórdia, e me compadecerei, de quem
tava, e cadahum estava em pé á por­ me compadecer.
ta de sua tenda; e olhavaõ após 20 E disse mais: Naõ poderás ver
Moyses, até que elle entrava na minha face : porquanto nenhum ho­
Tenda. mem vera minha face, e viverá.
9E aconteceo que, quando Moy­ 21 Mais disse Jehovah : eis aqui
ses entrava na Tenda, a coluna da hum lugar junto a my; ali te porás
nuvem decia, e se punha á porta da sobre a penha.
Tenda; e elle fallara com Moyses. 22 E acontecerá que, quando mi­
10 E vendo todo o povo a coluna nha gloria passar, te porei em huã
da nuvem, que estava á porta da Ten­ fenda da penha, e te cubrirei com mi­
da, todo o povo se levantou, e in- nha maõ, até que eu aja passado.
clináraõ se cadahum á porta de sua 23 E avendo eu tirado minha maõ,
tenda. me verás por de tras ; mas minha face
11 E fallava Jeiiovah a Moyses naõ se verá.
cara a cara, como qualquer falia com
seu amigo : despois tornouse a o ar­
rayal ; mas seu servidor Josua o filho
EXODO. Cap. XXXIV. 93
de tua face a os Amorreos, e a os
CAPITULO XXXIV. Cananeos, e a os Hetheos, e a os
NTAÕ disse Jehovah a Moy- Phereseos, e a os Heveos, e a os Je-
E ses: lavra te duas taboas de pe­ buseos.
dra, como as primeiras; e eu escre­ 12 Guarda te que naõ faças con­
verei nas taboas as mesmas palavras, certo com o morador da terra, aonde
que estavaõ nas primeiras taboas, que has de entrar; paraque naõ seja por
tu quebraste. laço no meyo de ty.
2 E aparelha-te para a manhaã, pa- 13 Mas seus altares trastornareis,
raque subas pola manhaã a o monte e suas estatuas quebrareis, e seus
de Sinai, e ali põe te diante de my bosques cortareis.
no cume do monte. 14 Porque te naõ inclinarás diante
3 E ninguém suba comtigo, e tam­ de outro Deus : pois o nome de Je­
bém ninguém apareça em todo o hovah he Zeloso; Deus Zeloso he
monte; nem ovelha nem boy pastem elle.
em fronte do monte. 15 Paraque por ventura naõ faças
4 Entaõ elle lavrou duas taboas de concerto com o morador da terra, e
pedra, como as primeiras; e levan- naõ forniquem após seus Deuses, nem
touse Moyses pola manhaã de madru­ sacrifiquem a seus Deuses ; e tu, con­
gada, e subio a o monte de Sinai, co­ vidado delle, comas de seus sacri­
mo Jeiiovah lhe tinha mandado: e fícios.
tomou as duas taboas de pedra em 16 E tomes mulheres de suas filhas
sua maõ. para teus filhos: e suas filhas forni-
5 E Jehovah descendeo em huã cando após seus Deuses, façaõ que
nuvem, e se pós ali junto a elle: e elle também teus filhos forniquem após
apregoou o nome de Jehovah. seus Deuses.
6 Passando pois Jehovah perante 17 Naõ te farás Deuses de fundi­
sua face, clamou: Jehovah, Jeho­ ção.
vah Deus, misericordioso e piedoso, 18 A festa dos paens ázimos guar­
tardo de iras, e grande em beneficên­ darás, sete dias comerás paens ázimos,
cia e verdade. como te tenho mandado, a o tempo
7 O que guarda a beneficencia em apontado do mes de Abib : porque no
milhares, que perdoa a iniquidade, e mes de Abib sahiste de Egypto.
a transgressaã, e o pecado: que a o 19 Tudo que abre a madre, meu
culpado naõ tem por innocente; que he ; até todo teu gado, que será ma­
visita a iniquidade dos paes sobre os cho, abrindo a madre de vacas e de
filhos, e sobre os filhos dos filhos até ovelhas,
á terceira e quarta geraçaõ. 20 Porem o asno que abrir a ma­
8 E Moyses apressouse, e inclinou dre, resgatarás com gado miudo : mas
a cabeça á terra, e incurvouse. se o naõ resgatares, cortarlhehas a
9 E disse : Senhor, se agora tenho cabeça : todo primogénito de teus fi­
achado graça em teus olhos, vá agora lhos resgatarás: e ninguém aparecerá
o Senhor no meyo de nos: porque vazio diante de minha face.
este he povo obstinado; porem per­ 21 Seis dias obrarás, mas a o séti­
doa nossa iniquidade e nosso pecado, mo dia descansarás: na arada e na
e nos toma por tua herança. sega descansará*.
10 Entaõ disse: eis que eu faço 22 Também guardarás a festa das
hum concerto ; farei maravilhas per­ semanas, que he a festa das primicias
ante todo teu povo, que nunca foraõ da sega do trigo: e a festa de colhei­
feitas em toda a terra, nem entre al- ta á volta do anno.
guãs gentes: de maneira que todo 23 Tres vezes no anno todo macho
este povo, em cujo meyo tu estás, ve­ entre ty aparecerá perante a face do
rá a obra de Jehovah ; porque cou­ Senhor Jehovah, Deus de Israel.
sa terrível he, que faço comtigo. 24 Porque eu lançarei fora as
11 Guarda o que eu te mando gentes de diante de tua face, e alarga­
hoje: eis que eu lançarei fora diante rei teu termo : ninguém cobiçará tua
94 EXODO. Cap. XXXIV. XXXV.
terra, quando subires pera aparecer
tres vezes no anno diante de Jeho­ CAPITULO XXXV.
vah teu Deus. NTAO fez Moyses ajuntar toda
25 Naõ sacrificarás o sangue de a congregaçaõ dos filhos de Is­
meu sacrifício com paõ lévado : nem rael, e disse lhes: Estas saõ as pala­
o sacrifício da festa de Paschoa ficará vras, que Jehovah mandou se façaõ.
da noite para a manhaã. 2 Seis dias se fará obra, mas a o sé­
26 As primícias dos primeiros frui- timo dia vos será sanctidade o Sabado
tos de tua terra trarás á casa de Je- do repouso a Jehovah : todo aquelle
hovah teu Deus: naõ cozerás o ca­ que fizer obra nelle, morrerá.
brito no leite de sua mae. 3 Naõ acendereis fogo em nenhuã
27 Mais disse Jeiiovaii a Moy- de vossas moradas no dia do Sabado.
ses : Escreve te estas palavras: por­ 4 Fallou mais Moyses a toda a
que conforme a o teór destas palavras congregaçaõ dos filhos de Israel, di­
tenho feito concerto com tigo, e com zendo : esta he a palavra que Jeho­
Israel. vah mandou, dizendo:
28 E esteve ali com Jehovah 5 Tomae do que vos tendes huã
quarenta dias e quarenta noites, naõ offerta para Jehovah : cadahum cu­
comeo paõ, nem bebeo agoa: e escre- jo coraçaõ he voluntário, a trará por
veo as palavras do concerto nas tabo- offerta alçadiva a Jehovah; ouro, e
as, as dez palavras. prata, e metal.
29 E aconteceo que, como deceo 6 Como também cardeno, e pur­
Moyses do monte de Sinai, (e Moy- pura, e carmesim, e linho fino, e pelos
ses trazia as duas taboas do testimu- de cabras.
nlio em sua maõ, quando deceo do 7 E peles de carneiros, tingidas de
monte) Moyses naõ sabia, que a pele vermelho, e peles de texugos, e ma­
de seu rosto resplandeceo, despois que deira de Sittim.
fallará com elle. 8 E azeite para a luminaria, e es­
30 Attentando pois Aaron e todos peciarias para o azeite da unçaõ; e
os filhos de Israel para Moyses, eis para o perfume especiarias aromati-
que a pele de seu rosto resplande­ cas.
cia ; poloque temeraõ de chegarse a 9 E pedras sardónicas, e pedras
elle. de engaste, para o Ephod e para o
31 Entaõ Moyses os chamou: e Peitoral.
Aaron e todos os Mayoraes da con­ 10 E todos os sábios de coraçaõ
gregação tornaraõ a elle •. e Moyses entre vosoutros viráõ, e faráõ tudo
lhes fallou. que Jehovah tem mandado.
32 Despois chegaraõ também to­ 11 O Tabernáculo, sua tenda, e
dos os filhos de Israel; e elle lhes sua cuberta: seus corchetes, e suas
mandou tudo que Jeiiovaii com elle taboas, suas barras, suas colunas, e
fallára no monte de Sinai. suas bases.
33 Assi acabou Moyses de fiillar 12 A Arca, e suas barras, o propi­
com elle : e tinha posto hum veo so­ ciatório, e o veo da cuberta.
bre seu rosto. ISA mesa, e suas barras, e todos
34 Porem entrando Moyses perante seus vasos; e os paens da proposição.
a face de Jeiiovaii, pera faliar com 14 E o Castiçal da luminaria, e se­
elle, tirou o veo até que sahia: e sa­ us vasos, e suas lampadas, e o azeite
bido fallava com os filhos de Israel o para a luminaria.
que lhe foi mandado. 15 E o Altar do perfume, e suas
35 Assi pois viaõ os filhos de Is­ barras, e o azeite da unçaõ, e o per­
rael o rosto de Moyses, que resplan­ fume de especiarias aromaticas, e a
decia a pele do rosto de Moyses: e cuberta da porta á entrada do Taber­
tornou Moyses a pór o veo sobre seu náculo.
rosto, até que entrava pera faliar com 16 O Altar do holocausto, e o
elle. crivo de metal que terá, suas barras, e
todos seus vasos: a Tina, e sua base.
EXODO. Cap. XXXV. XXXVI. 95
17 As cortinas do pateo, suas co­ filhos de Israel por offerta voluntária
lunas, e suas bases, e a cuberta da a Jeiiovah.
porta do pateo. 30 Despois disse Moyses a os filhos
18 As estacas do Tabernáculo, e de Israel: eis que Jehovaii tem cha­
as estacas do pateo, e suas cordas. mado por nome a Bezaleel, o filho de
19 Os vestidos do ministério pera Uri, filho de Hur, da tnbu de Juda.
ministrar no Sanctuario : Os vestidos 31 E o Espirito de Deus o encheo
sanctos de Aaron o sacerdote, e os de sabedoria, entendimento e sciencia
vestidos de seus filhos, pera admini­ em todo artificio.
strar o sacerdócio, 32 E pera inventar invenções, pe­
20 Entaõ toda a congregaçaõ dos ra obrar em ouro, e em prata, e em
filhos de Israel sahio de diante da face metal.
de Moyses. 33 E em artificio de pedras pera
21 E veyo todo varaõ, a quem seu engastar; e em artificio de madeira,
coraçaõ moveo, e todo aquelle cujo pera obrar em toda obra artificiosa.
espirito o fez voluntário, e trouxeraõ 34 Também lhe tem dado em seu
a oftèrta alçadiva de Jehovaii para coraçaõ, pera ensinar a outros: a elle e
a obra da Tenda do ajuntamento, e a Aholiab, o filho de Ahisamach da
para todo seu serviço, e para os ves­ tribu de Dan.
tidos sanctos, 35 Encheo os de sabedoria do co­
22 Assi que vieraõ varões e mu­ raçaõ, pera fazer toda obra de mestre,
lheres, todo voluntário de coraçaõ: e a mais artificiosa, e do broslador,
trouxeraõ fivelas, e arrecadas, e ané­ em cardeno, e em purpura, em car­
is, e braceletes, todo vaso de ouro, e mesim, e em linho fino, e do tecelaõ:
todo varaõ que offerecia offerta de fazendo toda obra, e inventando in­
ouro a Jehovaii, venção.
23 E todo varaõ que se achou com
cardeno, e purpura, e carmesim, e CAPITULO XXXVI.
linho fino, e pelos de cabras, e peles SSI obrou Bezaleel e Aholiab, e
de carneiros, tingidas de vermelho, e todo varaõ sabio de coraçaõ, a
peles de texugos, o trazia. quem Jehovaii déra sabedoria e in-
24 Todo aquelle que offerecia of­ telligencia, pera saber, como aviaõ de
ferta alçadiva de prata ou de metal, fazer toda a obra para o serviço do
a trazia por offerta alçadiva a Jeho- Sanctuario, conforme a tudo que Je-
vah ; e todo aquelle que se achava iiovaii tinha mandado.
com madeira de Sittim, a trazia para 2 Porque Moyses chamara a Beza­
toda a obra do serviço. leel e a Aholiab, e a todo varaõ sabio
25 E todas mulheres sabias de co­ de coraçaõ, em cujo coraçaõ Deus ti­
raçaõ fiavaõ com suas maõs; e tra- nha dado sabedoria: a todo aquellea
ziaõ o fiado, o cardeno e a purpura, o quem seu coraçaõ movera, que se che­
carmesim e o linho fino. gasse á obra pera fazéla.
26 E todas as mulheres, cujo cora­ 3 Tomaraõ pois de diante da face
çaõ as moveo em sabedoria, fiavaõ os de Moyses toda a offerta alçadiva, que
pelos de cabras. trouxeraõ os filhos de Israel para a
27 E os Mayoraes traziaõ pedras obra do serviço do Sanctuario pera
Sardónicas, e pedras de engastes para fazela : e ainda elles traziaõ lhe cada
o Ephod, e para o Peitoral. manhaã offerta voluntária.
28 E especiarias, e azeite para a 41 E vieraõ todos os sábios, que fa-
luminaria, e para o azeite da unçaõ, ziaõ toda a obra do Sanctuario: cada-
e para o perfume especiarias aroma- lium da obra que elles faziaõ.
ticas. 5 E falláraõ a Moyses, dizendo: o
29 Todo varaõ e mulher, cujo co­ povo traz niuyto, mais do que basta
raçaõ voluntariamente se moveo a para o serviço da obra, que Jeiiovah
trazer alguã cousa para toda a obra, mandou fazer.
que Jehovaii mandara fazer pela 6 Entaõ mandou Moyses, que fi­
maõ de Moyses, aquillo trouxeraõ os zessem passar huã voz pelo arrayal,
96 EXODO. Cap. XXXVI.
dizendo: nenhum varao nem mulher para o Tabernáculo de madeira de
faça mais alguã obra para a offerta al- Sittim.
çadiva do Sanctuario : assi o povo foi 21 A compridaõ de huã taboa era
atalhado de trazer mais. de dez covados; e a largura de cada
7 Porque tinhaõ matéria bastante taboa era de hum covado e meyo.
para toda a obra que avia de fazerse, 22 Cada taboa tinha duas coucei-
e ainda sobejava. ras, pregadas huã com a outra: assi
8 Assi todo sabio de coraçaõ, en­ fez com todas as taboas do Taber­
tre os que faziaõ a obra, fez o Taber­ náculo.
náculo de dez cortinas: de linho fino 23 Assi pois fez as taboas para o
torcido, e de cardeno, e de purpura, Tabernáculo: vinte taboas para a
e de carmesim mm Cherubins; da obra banda do Sul a o meyo dia.
mais artificiosa as fez. 24 E fez quarenta bases de prata
9 A compridaõ de huã cortina era debaixo das vinte taboas : duas bases
de vinte e oito covados, e a largura debaixo de huã taboa a suas duas cou-
de huã cortina de quatro covados: ceiras, e duas bases de baixo de outra
todas as cortinas tinhaõ huã mesma taboa a suas duas couceiras.
medida. 25 Também fez vinte taboas a o
10 E ajuntou cinco cortinas a huã outro lado do Tabernáculo da banda
com a outra; e outras cinco cortinas do Norte.
ajuntou a huã com a outra. 26 Com suas quarenta bases de
11 Despois fez laçadas de cardeno prata; duas bases debaixo de huã ta­
na borda da huã cortina, a o cabo na boa, e duas bases debaixo de outra
juntura: assi também fez na borda a o taboa.
cabo da juntura da segunda cortina. 27 E a o lado do Tabernáculo pa­
12 Cincoenta laçadas fez em huã ra o Occidente fez seis taboas.
cortina, e cincoenta laçadas fez a o 28 Fez também duas taboas para
cabo da cortina, que se ajuntava com as esquinas do Tabernáculo a os dous
a segunda: estas laçadas travavaõ a lados.
huã com a outra. 29 As quaes se ajuntavaõ por bai­
13 Também fez cincoenta corche- xo, e também se ajuntavaõ por riba
tes de ouro, e com estes corchetes a- com huã argola: assi fez com ellas
juntou as cortinas a huã com a outra: ambas em as duas esquinas.
e assi foi feito hum Tabernáculo. 30 Assi eraõ oito taboas com suas
14 Fez também cortinas de pelos bases de prata, a saler dezaseis bases:
de cabras para a tenda sobre o Ta­ duas bases debaixo de cada taboa.
bernáculo: de onze cortinas as fez. 31 Fez também barras de madeira
15 A compridaõ de huã cortina de Sittim: cinco para as taboas do
era de trinta covados, e a largura de hum lado do Tabernáculo.
huã cortina de quatro covados; estas 32 E cinco barras para as taboas
onze cortinas tinhaõ huã mesma me­ do outro lado do Tabernáculo; e ou­
dida. tras cinco barras para as taboas do
16 E ajuntou cinco cortinas á Tabernáculo de ambas as bandas do
parte, e seis cortinas á parte. Occidente.
17 E fez cincoenta laçadas na 33 E fez, que a barra do meyo
borda da ultima cortina na juntura: passasse pelo meyo das taboas de
também fez cincoenta laçadas na bor­ hum cabo até o outro.
da da cortina da outra juntura. 34 E cubrio as taboas de ouro, e
18 Fez também cincoenta corche­ suas argolas (os lugares das barras)
tes de metal, pera ajuntar a Tenda, fez de ouro : as barras também cubrio
que fosse huã, dc ouro.
19 Fez também para a Tenda huã 35 Despois fez o veo de cardeno,
cuberta de peles de carneiros, tingi­ e purpura, e carmesim, e linho fino
das de vermelho; e por cima huã cu­ torcido: de obra artificiosa o fez com
berta de peles de texugos. Cherubins.
20 Também fez taboas estantes 36 E fez lhe quatro colunas de ma-
EXODO. Cap. XXXVI. XXXVII. 97
deira de Sittim, e as cubrio de ouro : de largura de huã maõ a o redor: e
e seus corchetes fez de ouro; e fundio fez huã coroa de ouro a o redor de sua
lhe quatro bases de prata. moldura.
37 Fez também para a porta da 13 Fundio lhe também quatro ar­
Tenda o veo de cardeno, e purpura, golas de ouro; e pós as argolas a os
e carmesim, e linho fino torcido, da quatro cantos, que estavaõ a seus
obra do broslador. quatro pés.
38 Com suas cisco colunas, e seus 14 Em fronte da moldura estavaõ
corchetes ; e suas cabeças, e suas as argolas para os lugares das barras,
molduras cubrio de ouro : e suas pera levara mesa.
cinco bases eraõ de metal. 15 Fez também as barras de made­
ira de Sittim, e as cubrio de ouro,
CAPITULO XXXVII. pera levar a mesa.
EZ também Bezaleel a Arca de 16 E fez os vasos que aviaõ de es­
madeira de Sittim : sua compri­ tar sobre a mesa, seus pratos, e suas
daõ era de dous covados e meyo, e taças de perfume, e suas escudelas, e
sua largura de hum covado e meyo ; suas cubertas (com que se aviaõ de
e sua altura de hum covado e meyo. cubrir) de ouro puro.
2 E cubrio a de ouro puro de den­ 17 Fez também o castiçal de ouro
tro e de fora; e fez lhe huã coroa de puro: de obra maciça fez este casti­
ouro a o redor. çal ; seu pe, e suas canas, suas copas,
3 E fundio lhe quatro argolas de suas maçaãs, e suas flores do mesmo.
ouro a seus quatro cantos, em hum 18 Seis canas sahiaõ de seus lados:
lado duas, e no outro lado duas ar­ tres canas do castiçal de seu hum la­
golas. do, e tres canas do castiçal de seu
4 E fez barras de madeira de Sit­ outro lado.
tim, e as cubrio de ouro. 19 Em huã cana estavaõ tres co­
5 E meteo as barras pelas argolas pas amendoadas, huã maçaã, e huã
a os lados da Arca, pera levar a flor: e em outra cana tres outras co­
Arca. pas amendoadas, huã maçaã e huã
6 Fez também o propiciatorio de flor: assi eraõ as seis canas, que sa­
ouro puro: sua compridaõ era de hiaõ do castiçal.
dous covados e meyo, e sua largura 20 Mas no mesmo castiçal avia
de hum covado e meyo. quatro copas amendoadas, com suas
7 Fez também dous Cherubins de raaçaãs e com suas flores.
ouro, de obra maciça os fez, de am­ 21 E era huã maçaã de baixo de
bos os cabos do propiciatorio. duas canas do mesmo; e outra maçaã
8 O hum Cherubim do hum cabo debaixo de duas canas do mesmo;
a esta banda, e o outro Cherubim do mais huã maçaã debaixo de duas ca­
outro cabo á outra banda: do pro­ nas do mesmo: assi seJe% com as seis
piciatorio fez os Cherubins de seus canas, que sahiaõ delle.
dous cabos. 22 Suas maçaãs e suas canas eraõ
9 E os Cherubins estendiaõ as asas do mesmo : tudo era huã obra maciça
por riba, cubrindo com suas asas o de ouro puro.
propiciatorio : e seus rostos estavaõ 23 E fez lhe sete lampadas: seus
em fronte hum do outro: os rostos espivitadores e suas palhetas eraõ de
dos Cherubins estavaõ para o propi­ ouro puro.
ciatorio. 24 De hum talento de ouro puro o
10 Fez também a mesa de madeira fez, e todos seus vasos.
de Sittim: sua compridaõ era de dous 25 E fez ao altar do perfume de
covados, e sua largura de hum cova­ madeira de Sittim: de hum covado
do: e sua altura de hum covado e era sua compridaõ, e de hum covado
meyo. sua largura, quadrado; e de dous co­
11 E cubrio a de ouro puro: e fez vados sua altura : seus cornos eraõ
lhe huã coroa de ouro a o redor. do mesmo.
12 Fez lhe também huã moldura 26 E cubrio o de ouro puro, sua
98 EXODO. Cap. XXXVII. XXXVIII.
cuberta c suas paredes ao redor, e 12 E da banda do Occidentc eraõ
seus cornos: e fez lhe huã coroa de cortinas de cincoenta covados, suas
ouro a o redor. colunas dez, e suas bases dez : os cor­
27 Fez lhe também duas argolas chetes das colunas e suas molduras
de ouro debaixo de sua coroa, e seus eraõ de prata.
dous cantos, de ambos seus lados, pa­ 13 E da banda oriental a o Ori­
ra os lugares das barras, pera leválo ente, cortinas de cincoenta covados.
com ellas. 14 As cortinas desta banda eraõ
28 E as barras fez de madeira de de quinze covados: suas colunastres,
Sittim, e as cubrio de ouro. e suas bases tres.
29 Também fez o azeite sancto da 15 E da outra banda da porta do
imçaõ, e o perfume aromatico, puro, pateo de ambos os lados, eraõ corti­
de obra do perfumador. nas de quinze covados : suas colunas
tres, e suas bases tres.
CAPITULO XXXVIII. 16 Todas as cortinas do pateo ao
EZ também a o altar do holo­ redor eraõ de linho fino torcido.
causto de madeira de Sittim: de 17 E as bases das colunas eraõ de
cinco covados era sua compridaõ, e metal: os corchetes das colunas, e
de cinco covados sua largura, quadra­ suas molduras eraõ de prata ; e a cu­
do, e de tres covados sua altura. berta de suas cabeças de prata; e to­
2 E fez lhe seus cornos a seus qua­ das as colunas do pateo eraõ cingidas
tro cantos ; do mesmo eraõ seus cor­ de prata.
nos ; e cubrio o de metal. 18 E a cuberta da porta do patio
3 Fez também todos os vasos do era de obra de broslador, de cardeno
altar; os caldeirões, e as bassouras,e e purpura, e carmesim, e linho fino
as bacias, e os garfos, e as pás: todos torcido ; e a compridaõ era de vinte
seus vasos fez de metal. covados, e a altura na largura de cinco
4 Fez também ao altar hum crivo covados, em fronte das cortinas do
de metal de obra de rede, em seu cer­ pateo.
co debaixo, até o meyo delle. 19 E suas quatro colunas, e suas
5 E fundio quatro argolas a os quatro bases eraõ de metal: seus cor­
quatro cabos do crivo de metal, para chetes de prata; e a cuberta de suas
os lugares das barras. cabeças, o suas molduras de prata.
6 E fez as barras de madeira de 20 E todas as estacas do Taberná­
Sittim, e as cubrio de metal. culo e do pateo ao redor eraõ de me­
7 E meteo as barras pelas argolas tal.
a os lados do altar, pera leválo com 21 Estas saõ as cousas contadas
ellas: o fez cavado de taboas. do Tabernáculo, do Tabernáculo do
8 Fez também a Tina de metal testimunho, que por mandado de
com sua base de metal, dos espelhos Moyses 1'oraõ contadas para o mini­
das mulheres ajuntando se, que ajun- stério dos Levitas por maõ de Itha-
tavaõ sé á porta da Tenda da con­ mar, filho de Aaron o sacerdote.
gregação. 22 Fez pois Bezaleel o filho de Uri,
9 Fez também o pateo da banda filho de Hur, da tribu de Juda, tudo
do meyo dia a o Sul: as cortinas do quanto Jehovaii tinha mandado a
pateo eraõ de linho fino torcido, de Moyses.
cem covados. 23 E com elle Aholiab, o filho de
10 Suas vinte colunas e suas vinte Abisamach, da tribu de Dan, hum
bases eraõ de metal: os corchetes Mestre e engenhoso artifice, e bros­
destas colunas e suas molduras eraõ lador em cardeno, e em purpura, e em
de prata. carmesim, e em linho fino.
11 E da banda do Norte cortinas 24 Todo o ouro gastado na obra,
de cem covados; suas vinte colunas em toda a obra do Sanctuario,asaber,
e suas vinte bases eraõ de metal: os o ouro da offérta, foi vinte e nove ta­
corchetes das colunas e suas moldu­ lentos, e sete centos e trinta siclos,
ras, de prata. conforme a o siclo do Sanctuario.
EXODO. Gap. XXXVIII. XXXIX. 99
25 E a prata dos contados da con­ Sardónicas, engastadas em ouro, la­
gregação foi cem talentos, e mil e sete vradas de lavor de sello, com os nomes
centos e setenta e cinco siclos, con­ dos filhos de Israel.
forme ao siclo do Sanctuario. 7 E as pós sobre as hombreiras do
26 Hum Beca por cada cabeça, Ephod por pedras de memória para
isto he nieyo siclo conforme a o sielo os filhos de Israel; como Jehovah
do Sanctuario : de qualquer que pas­ mandára a Moyses.
sava a os contados, de idade de vinte 8 Fez também o peitoral de obra
annos e a riba, t/ue foruo seis centos prima, como a obra do Ephod, de
mil, tres mil e quinhentos e cincoenta. ouro, cardeno, e purpura, e carmesim,
27 E houve cem talentos de prata e linho fino torcido.
pera fundir as bases do Sanctuario, e 9 Quadrado era; dobrado fizeraõ
as bases do veo: para cem bases eraõ o peitoral: sua compridaõ era de hum
cem talentos; hum talento para cada palmo, e sua largura de hum palmo,
basa. dobrado.
28 Mas dos mil e sete centos e se­ 10 E engastáraõ nelle quatro or­
tenta e cinco siclos fez os corchetes dens de pedras; huã ordem de huã
das colunas, e cubrio suas cabeças, e Sardia, hum Topázio, ehtinj Carbún­
as cingio de molduras. culo ; esta he a primeira ordem,
29 E o metal da offerta foi setenta 11 E a segunda ordem de huã Es­
talentos, e dons mil e quatro centos meralda, huã Saphira, e hum Dia­
siclos. mante.
30 E delle fez as bases da porta da 12 E a terceira ordem de hum Ja­
Tenda da congregaçaõ, e o altar de cinto, Agata, e Ametysto.
metal, e o crivo de metal que tinha, e 13 E a quarta ordem de huã Tur­
todos os vasos do altar. quesa, e huã Sardónica, ehum Jaspe:
31 E as bases do pateo ao redor, e engastadas em seus engastes de ouro.
as bases da porta do patio, e todas as 14 Estas pedras pois com os nomes
estacas do Tabernáculo, e todas as dos filhos de Israel eraõ doze, com
estacas do pateo ao redor. seus nomes, de lavor de sello, cada-
hum com seu nome segundo as doze
CAPITULO XXXIX. tribus.
IZERAÕ também os vestidos do 15 Também fizeraõ a o peitoral
F ministério, pera ministrar no cadeinhas de igual medida, da obra de
Sanctuario, de cardeno, e purpura, e trança de ouro puro.
carmesim: também fizeraõ os vestidos 16 E fizeraõ dous engastes de ou­
sanctos, que eraõ pera Aaron, como ro, e duas argolas de ouro ; e puge-
Jehovah mandara a Moyses. raõ as duas argolas a os dous cabos
2 Assi fez a o Ephod, de ouro, car­ do peitoral.
deno, e purpura, e carmesim, e linho 17 E puseraõ as duas cadeinhas de
fino torcido. trança de ouro nas duas argolas, a os
3 E estenderão as planchas de ou­ cabos do peitoral.
ro, e as cortaraõ em fios, pera entre­ 18 E os outros dous cabos,das duas
tecer entre o cardeno, e entre a pur­ cadeinhas de trança puseraõ em os
pura, e entre o carmesim, e entre o dous engastes: e as puseraõ sobre as
linho fino da obra mais artificiosa. hombreiras do Ephod, a sua banda
4 Fizeraõ nelle hombreiras que se dianteira.
ajuntassem: a seus dous lados se a- 19 Fizeraõ também duas argolas
juntava. de ouro, que puseraõ a os outros dous
5 E o cinto artificioso de seu E- cabos do peitoral; de dentro em sua
phod, que estava sobre elle, era con­ borda, que está ao lado do Ephod.
forme a sua obra, do mesmo, de ouro, 20 Fizeraõ mais duas argolas de
cardeno, e purpura, e carmesim, e ouro, que puseraõ nas duas hombre­
linho fino torcido, como Jehovah iras do Ephod, de baixo a sua banda
mandara a Moyses. dianteira, em fronte de sua juntura,
6 Também preparáraõ as pedras sobre o cinto artificioso do Ephod.
H2
100 EXODO. Cap. XXXIX. XL.
21 E atáraõ o peitoral com suas 35 A Arca do testimunho, e suas
argolas ás argolas do Ephod com hum barras, e o propiciatorio.
cordaõ de cardeuo, paraque estivesse 36 A mesa com todos seus vasos, e
sobre o cinto artificioso do Ephod, e os paens da proposição.
o peitoral naõse apartasse do Ephod; 37 O castiçal puro com suas lam-
como Jehovah mandara a Moyses. padas, as lampadas da ordenança, e
22 E fez o manto do Ephod de o- todos seus vasos; e o azeite para a
bra tecida, todo de cardeno. luminária.
23 E o bocal do manto estava no 38 Também o altar de ouro, e o
mêyp delle, como bocal da cota de azeite da unçaõ, e o perfume de espe­
malhai íste bocal tinha huã borda a ciarias aromaticas, e a cuberta da por­
o redor, paraque se naõ rompesse. ta da Tenda.
24 E nas bordas do manto fizeraõ 39 O altar de metal, e seu crivo de
romaãs de cardeno, e purpura, e car­ metal; suas barras, e todos seus va­
mesim, a Jio torcido. sos ; a tina, e sua base.
25 Fizeraõ também as campainhas 40 As cortinas do pateo, suas co­
de ouro puro, pondo as campainhas lunas, e suas bases, e a cuberta da
no meyo das romaãs nas bordas da porta do pateo, suas cordas, e suas
capa a o redor entre as romaãs : estacas, e todos os vasos do serviço
26 Huã campainha e logo huã ro- do Tabernáculo, para a Tenda da
maã; outra campainha e outra romaã congregaçaõ.
nas bordas do manto a o redor : pera 41 Os vestidos do ministério pera
ministrar, como Jehovah mandára a ministrar no Sanctuario: os sanctos
Moyses. vestidos de Aaron o sacerdote, e os
27 Fizeraõ também as túnicas de vestidos de seus filhos, pera admini­
linho fino, de obra tecida, para Aaron strar o sacerdócio.
e para seus filhos. 42 Conforme a tudo que Jf.hovah
28 E a mitra de linho fino, e o or­ mandára a Moyses, assi fizeraõ os fi­
nato das coyfas de linho fino; e os lhos de Israel toda a obra.
calçoês de linho fino torcido. 43 Vio pois Moyses toda a obra, e
29 E o cinto de linho fino torcido, eis que a tinhaõfeito; como Jehovah
e de cardeno, e purpura, e carmesim, mandára, assi a fizeraõ: entaÕ Moy­
de obra de broslador; como Jehovah ses os abençoou.
mandára a Moyses.
30 Fizeraõ também a folha da co­ CAPITULO XL.
roa de sanctidade de ouro puro, e ALLOU mais Jehovah a Moy­
nella escreverão o 'escrito como de
lavor de sello: Sanctidade de Je­
F ses, dizendo:
2 No dia do mes primeiro, a o pri­
hovah. meiro do mes, levantarás o Taberná­
•31 E a pegáraõ com hum cordaõ culo, a Tenda da congregaçaõ.
de cardeno, pera pegar com a mitra 3 E porás nelle a Arca do testi­
em cima; como Jehovah mandara a munho ; e cubrirás a Arca com o veo.
Moyses. 4 Despois meterás nelle a mesa, e
32 Assi se acabou toda a obra do ordenarás nella o que ha de orde-
Tabernáculo da Tenda da congrega­ narse: também meterás nelle o casti­
ção ; e os filhos de Israel fizeraõ con­ çal, e acenderás suas lampadas.
forme a tudo que Jehovah mandára 5 E porás o altar de ouro para o
a Moyses, assi o fizeraõ. perfume diante da Arca do testimu­
83 Despois trouxeraõ a Moyses o nho : entaõ pendurarás a cuberta da
Tabernáculo, a Tenda e todos seus porta do Tabernáculo.
vasos; seus corchetes, suas taboas, 6 Porás também o altar do holo­
suas barras, e suas colunas, e suas causto diante da porta do Taberná­
bases. culo da Tenda da congregaçaõ.
34E a cuberta de peles de carneiro 7 E porás a tina entre a Tenda da
tingidas de vermelho, e a cuberta de congregaçaõ e entre o altar; e nella
peles de texugos, e o veo da cuberta. porás agoa.
EXODO. Cap. XL. 101
8 Despois porás o pateo a o redor, 24 Também pós na Tenda da con­
e pendurarás a cuberta á porta do gregaçaõ o castiçal em fronte da me­
pateo. sa, a o lado do Tabernáculo para o
9 Entaõ tomarás o azeite da un­ Sul.
ção, e ungirás o Tabernáculo, e tudo 25 E acendeo as lampadas perante
que ha nelle: e o sanctificarás com a face de Jehovah; como Jehovah
todos seus vasos; e será sanctidade. mandara a Moyses.
10 Também ungirás o altar do ho­ 26 E pós o altar de ouro na Tenda
locausto, e todos seus vasos ; e sanc­ da congregaçaõ, diante do vee.
tificarás o altar; e o altar será sanc­ 27 E acendeo sobre elle o perfume
tidade de sanctidades. de especiarias aromaticas ; como Je­
11 Entaõ ungirás a Tina e sua ba­ hovah mandara a Moyses.
se; e a sanctificarás. 28 Também pendurou a cuberta
12 Também farás chegara Aaron da porta do Tabernáculo.
e a seus filhos á porta da Tenda da 29 E pós o altar do holocausto á
congregaçaõ; e os lavarás com agoa. porta do Tabernáculo da Tenda da
13 E vestirás a Aaron os vestidos congregaçaõ, e offereceo sobre elle
sanctos, e o ungirás, e o sanctificarás, holocausto e offerta de manjares; co­
paraque me administre o sacerdócio. mo Jehovah mandara a Moyses.
14 Também farás chegar a seus fi­ 30 Também pós a Tina entre a
lhos, e lhes vestirás as túnicas. Tenda da congregaçaõ, e entre o al­
15 E os ungirás como ungiste a tar ; e derramou agoa nella, pera la­
seu pae, paraque me administrem o var.
sacerdócio; e será, que sua unçaõ 31 E Moyses, e Aaron, e seus fi­
lhes será por sacerdócio perpetuo em lhos lavaraõ delia suas maõs e seus pés.
suas gerações. 32 Quando entravaõ na Tenda da
16 Moyses pois o fez : conforme a congregaçaõ, e quando chegavaò a o
tudo que Jehovah mandou lhe, assi altar, lavavaõ se; como Jehovah
fez. mandara a Moyses.
17 E aconteceo no mes primeiro, 33 Também levantou o pateo a o
no anno segundo, a o primeiro do redor do Tabernáculo e do altar, e
mes, que o Tabernáculo foi levantado. pendurou a cuberta da porta do pateo.
■18 Porque Moyses levantou o Ta­ Assi Moyses acabou a obra.
bernáculo, e pós suas bases, e armou 34 Entaõ a nuvem cubrio a Tenda
suas taboas, e meteo nelle suas bar­ da congregaçaõ, c a gloria de Jeho­
ras, e levantou suas colunas. vah encheo o Tabernáculo.
19 E estendeo a Tenda sobre o 35 De maneira que Moyses naõ
Tabernáculo, e pós a cuberta da podia entrar na Tenda da congrega­
Tenda sobre ella em cima ; como Je­ çaõ ; porquanto a nuvem ficava sobre
hovah mandara a Moyses. ella, e a gloria de Jehovah enchia o
20 Tomou mais e pós o testimu- Tabernáculo.
nho na Arca, e meteo as barras á 36 Quando pois a nuvem se levan­
Arca; e pós o propiciatorio sobre a tava de sobre o Tabernáculo, entaõ
Arca em cima. os filhos de Israel caminhavaõ em to­
21 E levou a Arca em o Taberná­ das suas jornadas.
culo ; e pendurou o veo da cuberta, 37 Porem se a nuvem naõ se alça­
e cubrio a Arca do testimunho; co­ va, naõ caminhavaõ, até a o dia em
mo Jehovah raandáraa Moyses. que ella se alçava.
12 Também pós a mesa na Tenda 38 Porquanto a nuvem de Jeho­
da congregaçaõ, a o lado do Taber­ vah estava de dia sobre o Taberná­
náculo para o Norte, fora do veo. culo, e o fogo estava de noite sobre
23 E sobre ella pós em ordem o elle, perante os olhos de toda a casa
paõ perante a face de Jehovah ; co­ de Israel, em todas suas jornadas.
mo Jehovah mandara a Moyses.
0 TERCEIRO LIVRO DE MOYSES
CHAMADO

L E V I T I C O.
nará sobre a lenha, que está no fogo
CAPITULO I. sobre o altar.
CHAMOU Jehovah a Moyses, 13 Porem a fressura e as pernas
e fallou com elle da Tenda do lavarsehaõ com agoa; e o sacerdote
ajuntamento, dizendo: isso tudo offerecerá, e o acenderá so­
2 Falia a os filhos de Israel, e di- bre o altar : isso he holocausto, offer­
zelhes: Quando alguém devosoutros ta acendida de suave cheiro a Jeho­
offerecer offerta a Jehovah ; oftere- vah.
cereis vossas offertas do gado, de va­ 14 E se sua offerta para Jehovah
cas e de ovelhas. for holocausto de aves; offerecerá sua
3 Se sua offerta for holocausto de offerta de rolas, ou de pombinhos.
vacas, offerecerá macho inteiro: á 15 E o sacerdote a levará a o al­
porta da Tenda do ajuntamento a tar, e fenderá sua cabeça com sua
offerecerá de sua própria vontade, unha, e a acenderá sobre o altar; e
perante a face de Jehovah. seu sangue será espremido á parede
4 E porá sua maõ sobre a cabeça do altar.
do holocausto, paraque seja aceito 16 E seu papo com suas penas ti­
por elle, pera expiálo. rará, e o lançará junto a o altar para
5 Despois degolará o bezerro per­ a banda do Oriente no lugar da cinza.
ante a face de Jehovah ; e os filhos 17 E a fenderá com suas asas, po­
de Aaron, os sacerdotes, offereceráõ rem naÕ as separará; e o sacerdote a
o sangue, e espargirão o sangue a o acenderá em cima do altar sobre a
redor do altar, que está diante da lenha, que está no fogo : isso he holo­
porta da Tenda do ajuntamento. causto, offerta acendida de suave
6. Entonces esfolará o holocausto, cheiro a Jehovah.
e o partirá em seus pedaços.
7 E os filhos de Aaron, o sacer­ CAPITULO II.
dote, poráõ fogo sobre o altar, dis­ QUANDO alguã pessoa offere­
pondo a lenha sobre o fogo. cer offerta de manjares a Jeho­
8 Também os filhos de Aaron, os vah, sua offerta sera de flor de fari­
sacerdotes, disporáo os pedaços, a nha ; e nella deitará azeite, e porá
cabeça, e o redanho sobre a lenha, encenso sobre ella.
que está no fogo em cima do altar. 2 E a trará a os filhos de Aaron,
9 Porem sua fressura, e suas per­ os sacerdotes, dos quaes o hum delia
nas lavarsehaõ com agoa ; e o sacer- tomará hum punhado de sua fl«r de
dote tudo isto acenderá sobre o altar: farinha, e de seu azeite com todo seu
holocausto he, offerta acendida de encenso: e o sacerdote acenderá sua
suave cheiro a Jehovah. offerta memorativá sobre o altar : of­
10 E se sua offerta for de gado ferta acendida he em suave cheiro a
miúdo, de ovelhas ou de cabras para Jehovah.
holocausto; offerecerá macho inteiro. 3 E o que sobejar da offerta de
11 E o degolará a o lado do altar manjares, será de Aaron e de seus
para a banda do Norte perante a face filhos: sanctidade de sanctidades he
de Jehovah; e os filhos de Aaron, de offertas acendidas de Jehovah.
os sacerdotes, espargiráõ seu sangue 4 E quando offereceres offerta de
a o redor sobre o altar. manjares, cozida em forno; será de
12 Despois o partirá em seus pe­ bolos ázimos de flor de farinha, a-
daços, como também sua cabeça e massados com azeite, e coscorocs a-
seu redanho: e o sacerdote os orde­ zimos, untados com azeite.
LEVITICO. Cap. II. III. 103
5 E se tua offerta for offerta de 2 E porá sua maõ sobre a cabeça
manjares, cozida na sartaã; será de florde sua offerta, e a degolará diante da
de farinha sem formento, amassada porta da Tenda do ajuntamento; e
com azeite. os filhos de Aaron, os sacerdotes, es-
6 Em pedaços a partirás, e sobre pargiráõ o sangue sobre o altar a o
ella deitarás azeite: offerta he de redor.
manjares. 3 Despois offerecerá do sacrifício
7 E se tua offerta for offerta de gratifico a offerta acendida a Jeho­
manjares da cassoula: farseha de flor vah ; o cevo que cobre a fressura, e
de farinha com azeite. todo o cebo que está sobre a fressura.
8 Entaõ trarás a offerta de man­ 4 Entaõ ambos os rins, e o cebo
jares, que se fará daquillo, a Jeho­ que está sobre elles e sobre as tripas,
vah ; e se apresentará a o sacerdote, e o redanho que esta sobre o figado
o qual a levará a o altar. com os rins, tirará,
9 E o sacerdote tomará daquella 5 E os filhos de Aaron o acende-
offerta de manjares sua offerta memo- ráõ sobre o altar, em cima do holo­
rativa, e a acenderá sobre o altar: causto que estará sobre a lenha, que
offerta acendida he de suave cheiro a no fogo está: offerta acendida he de
Jehovah. suave cheiro a Jehovah.
10 E o que sobejar da offerta de 6 E se sua offerta for de gado mi­
manjares, será de Aaron e de seus fi­ údo por sacrificio gratifico a Jeho­
lhos : sanctidade de sanctidades he vah, seja macho ou femea, inteiro o
de offertas acendidas de Jehovah. offerecerá.
11 Nenhuã offerta de manjares, 7 Se offerecer cordeiro por sua
que ofterecerdes a Jehovah, se fará offerta, offerecéloha perante a face de
com formento: porque de nenhum Jehovah.
formento, nem de algum mel ofíere- 8 E porá sua maõ sobre a cabeça
cereis offerta acendida a Jehovah. de sua offerta, e a degolará diante da
12 A offerta das primicias offere- Tenda do ajuntamento ; e os filhos de
cereis a Jehovah : mas sobre o altar Aaron espargiráõ seu sangue sobre o
naõ subiráõ por suave cheiro. altar a o redor.
13 E toda offerta de teus manjares 9 Entonces do sacrificio gratifico
salgarás com sal; e naõ deixarás fal­ offerecerá a Jehovah por offerta a-
tar o sal do concerto he teu Deus de cendida seu cevo, o rabo inteiro, ao
tua offerta de manjares: em toda tua qual tirará do espinhaço; e o cebo
offerta offerecerás sal. que cobre a fressura, e todo o cebo
14 E se offereceres a Jehovah que está sobre a fressura.
offerta de manjares das primicias; of­ 10 Como também ambòs os rins,
ferecerás a offerta de manjares de tu­ e o cebo que está sobre elles e sobre
as primicias de espigas verdes, tosta­ as tripas, e o redanho sobre o figado
das a o fogo; isto he, do graõ trilha­ com os rins, tirará.
do de espigas verdes cheas. 11 E o sacerdote o acenderá sobre
15 E sobre ella deitarás azeite, c o altar: manjar he da offerta acendi­
porás sobre ella encenso: offerta he da a Jehovah.
de manjares. 12 Mas se sua offerta for cabra,
16 Assi o sacerdote acenderá sua perante a face de Jehovah a offere­
offerta memorativa de seu graõ tri­ cerá.
lhado, e de seu azeite, com todo seu 13 E porá sua maõ sobre sua ca­
encenso: offerta acendida he a Je­ beça, e a degolará diante da Tenda
hovah. do ajuntamento; e os filhos de Aaron
espargiráõ seu sangue sobre o altar a
CAPITULO III. o redor.''
SE sua offerta for sacrifício gra­ 14 Despois offerecerá delia sua of­
tifico : se a offerecer de vacas, ferta, por offerta acendida a Jeho­
macho ou femea, a offerecerá inteira vah ; o cebo que cobre afressura; e
diante de Jehovah. todo o cebo que está sobre a fressura.
104 LEVITICO. Cap. III. IV.
15 Como também ambos os rins, e ficio gratifico: e o sacerdote o acen­
O cebo que está sobre elles e sobre as derá sobre o altar do holocausto.
tripas; e o redanho sobre o figado 11 Mas o couro do novilho, e toda
com os rins, tirará. sua carne, com sua cabeça e com su­
16 E o sacerdote o acenderá sobre as pernas, e suas entranhas e seu
o altar: manjar lie da offerta acendi­ esterco;
da de suave cheiro. Todo o cebo se­ 12 E todo aquelle novilho levará
rá de Jehovah. fora do arrayal a hum lugar limpo,
17 Eetatuto perpetuo isso será por aonde se lança a cinza ; e o queimará
vossas gerações em todas vossas habi­ com fogo sobre a lenlia: aonde se
tações ; nenhum cebo nem algum lança a cinza, queimarseha.
sangue comereis. 13 Mas se toda a congregação de
Israel ouver errado, e o negocio for
CAPITULO IV. oculto a os olhos da congregação ; e
ALLOU mais Jehovah a Moy- se fizerem contra hum de todos os
F ses, dizendo:
2 Falia a os filhos de Israel, dizen­
mandamentos de Jehovah, que naõ
deve fazerse, e forem culpados.
do : quando huã alma pecar por erro 14 E o pecado que em contra pe­
de algum dos mandamentos de Jeho­ carem, for notorio : entaõ a congre­
vah, acerca do que naõ deve fazer- gação offerecerá hum novilho, filho de
se ; e fizer contra algum delles : vaca, por expiaçaõ do pecado, e o
3 Se o sacerdote ungido pecar pa­ trará diante da Tenda do ajuntamento.
ra escandalo do povo: offerecerá por 15 E os anciaõs da congregação
seu pecado, que pecou, hum novilho, poráõs uas maõs sobre a cabeça do no­
filho inteiro de vaca, a Jehovah por vilho perante a face de Jehovah: e
expiaçaõ do pecado. o sacerdote degolará o novilho perante
4 E trará o novilho á porta da a face de Jehovah.
Tenda do ajuntamento perante a face 16 Entaõ o sacerdote ungido do
de Jehovah, e porá sua niaõ sobre a sangue do novilho trará á Tenda do
cabeça do novilho, e degolará o novi­ ajuntamento.
lho perante a face de Jehovah. 17 E o sacerdote molhará seu de­
5 Entaõ o sacerdote ungido toma­ do naquelle sangue, e delle sete vezes
rá do sangue do novilho, e o trará á espargirá perante a face de Jehovah,
Tenda do ajuntamento. diante do veo.
6 E o sacerdote molhará seu dedo 18 E daquelle sangue porá sobre
no sangue, e daquelle sangue espar­ os cornos do altar, que está perante
girá sete vezes perante a face de Je­ a face de Jehovah na Tenda do a-
hovah, diante do veo do Sanctuario. juntamento: e todo o de mais sangue
7 Também o sacerdote daquelle derramará no fundo do altar do holo­
sangue porá sobre os cornos do altar causto, que está diante da porta da
do perfume de especiarias aromaticas Tenda do ajuntamento.
perante a face de Jehovah, que está 19 E tirará delle todo seu cebo, e
na Tenda do ajuntamento : e todo o o acenderá sobre o altar,
de mais sangue do novilho derramará 20 E fará a este novilho, como fez
no fundo do altar do holocausto, que a o novilho da expiaçaõ ; assi lhe fa­
está a porta da Tenda do ajunta­ rá: e o sacerdote por elles fará pro­
mento. piciação, e lhes perdoarseha.
8 E todo o cebo do novilho da ex­ 21 Despois levará o novilho fora
piaçaõ levantará delle: o cebo que do arrayal, e o queimará, como que­
cobre a fressura, e todo o cebo que imou a o primeiro novilho: isto he ex­
está na fressura. piaçaõ do pecado da congregação.
9 E os dous rins, e o cebo que está 22 Quando pecar hum Mayoral, e
sobre elles, que está nas tripas, e o por erro fizer contra algum de todos
redanho sobre o figado, com os rins os mandamentos de Jehovah seu
tirará. Deus, que naõ deve fazerse; e assi
10 Como se tira do boy do sacri- for culpado:
LEVITICO. Gap. IV. V. 105
23 Ou seu pecado, que pecou em de mais sangue derramará no fundo do
contra, lhe for notificado; entaõ tra­ altar.
rá por sua offerta hum cabraõ das ca­ 35 E tirará todo seu cebo, como
bras, macho inteiro. se tira o cebo do cordeiro do sacrifi-
24 E porá sua maõ sobre a cabeça cio gratifico; e o sacerdote o acen­
do cabraõ, e o degolará no lugar, a- derá sobre o altar em cima das offer-
onde se degola o holocausto perante tas acendidas de Jehovah : assi o
a face de Jehovah : isto lie expiaçao sacerdote por ella fará propiciaçaõ de
de pecado. seus pecados, que pecou; e lhe será
25 Despois o sacerdote com seu perdoado.
dedo tomará do sangue da expiaçao,
e o porá sobre os cornos do altar do CAPITULO V.
holocausto : entaõ seu de mais sangue QUANDO alguã pessoa pecar,
derramará no fundo do altar do holo­ ouvindo huã voz de blasfémia, de
causto. que foi- testimunha, seja que o vio, ou
26 Também acenderá sobre o al­ que o soube: se o naõ denunciar, le­
tar todo seu cebo, como o cebo do vará sua iniquidade.
sacrifício gratifico : assi o sacerdote 2 Ou quando alguã pessoa tocar
por elle fará expiaçao de seu pecado; em qualquer cousa immunda ; seja
e lhe será perdoado. hum corpo morto de besta fera im­
27 E se qualquer outra pessoa do munda, seja hum corpo morto de ani­
povo da terra pecar por erro, fazen­ mal immundo, ou corpo morto de rep­
do contra algum dos mandamentos de til immundo, ainda que lhe foi oculto ;
Jehovah, que naõ deve fazerse; e com tudo será immunda e culpada.
assi for culpada. 3 Ou quando tocar a immundicia
28 Ou seu pecado, que pecou, lhe de hum homem, segundo toda sua
for notificado; entaõ trará por sua of­ immundicia, com que se faz immun­
ferta huã cabrinha, femea inteira, por do : e lhe for oculto, e o souber des­
seu pecado, que pecou. pois ; será culpada.
29 E porá sua maõ sobre a cabeça 4 Ou quaudo alguã pessoa jurar,
da expiaçao do pecado, e a expiaçao pronunciando temerariamente com
do pecado degolarseha no lugar do seus beiços, pera fazer mal, ou pera
holocausto. fazer bem; em tudo que o homem
30 Despois o sacerdote com seu pronuncia temerariamente com jura­
dedo tomará de seu sangue, e o porá mento, e lhe for oculto, e o souber
sobre os cornos do altar do holocausto: despois, culpada será em huã destas
e todo seu de mais sangue derramará cousas.
no fundo do altar. 5 Será pois, que culpada sendo em
31 E tirará todo seu cebo, como se huá destas cousas, confessará aquillo,
tira o cebo do sacrifício gratifico ; e o em que pecou.
sacerdote o acenderá sobre o altar 6 E trará por sua expiacaõ a Je­
por suave cheiro a Jehovah : e o sa­ hovah por seu pecado, que pecou,
cerdote por ella fará propiciaça õ; e huã femea de gado miudo, huã cor-
lhe será perdoado. deira, ou huã cabrinha polo pecado :
32 Mas se por sua offerta trouxer assi o sacerdote por ella ferá propi­
cordeiro para expiaçao do pecado, fe­ ciaçaõ de seu pecado.
mea inteira será, que trouxer. 7 Mas se sua maõ naõ alcançar, o
33 E porá sua maõ sobre a cabeça que basta para gado miudo ; entaõ
da expiaçao do pecado, e o degolara trará em sua expiaçao da culpa que
por expiaçao do pecado, no lugar aon­ pecou, a Jehovah duas rolas, ou dous
de se decola o holocausto. pombinhos ; o hum para expiacaõ do
34 Despois o sacerdote com seu pecado, e o outro para holocausto.
dedo tomará do sangue da expiaçao 8 E os trará a o sacerdote, o qual
do pecado, e o porá sobre os cornos primeiro offerecerá aquelle, que he
do altar do holocausto: entaõ todo seu para expiaçao do pecado ; e com sua
106 LEVITICO. Cap. V. VI.
unha lhe fenderá a cabeça junto a o neiro inteiro do rebanho, conforme a
pescoço, mas naõ partirá. sua estimaçaõ por expiaçaõ da culpa;
9 E do sangue da expiacaõ do pe­ e o sacerdote por ella fará propicia­
cado espargirá á parede do altar; po­ çaõ de seu erro, em que errou sem
rem o que sobejar daquelle sangue, saber ; e lhe será perdoado.
expremerseha no fundo do altar: isto 19 Expiaçaõ de culpa he : fazen-
he expiaçaõ de pecado. dose culpada se fez culpada a Jeho­
10 E do outro fará holocausto con­ vah.
forme a o costume: assi o sacerdote
por ella fará propiciaçaõ de seu pe­ CAPITULO VI.
cado, que pecou ; e lhe será perdoa­ ALLOU mais Jehovah a Moy-
do.
11 Porem se sua maõ naõ alcançar
F ses, dizendo :
2 Quando alguã peessoa pecar, e
duas rolas, ou dous pombinhos ; en­ por trespasso trespassar contra Je­
tão aquelle que pecou, trará por sua hovah, e negar a seu proximo o de­
offerta a dezima parte de hum Epha posito, ou o que tem posto em sua
de flor de farinha, para expiaçaõ do maõ, ou roubo, ou o que retem vio-
pecado: naõ deitará sobre ella azeite, lentemente a seu proximo.
nem porá encenso sobre ella, por 3 Ou que achou o perdido, e o
quanto he expiaçaõ de pecado. negar com falso juramento, ou fizer
12 E a trará ao sacerdote, e o sa­ outra alguã cousa de todas, em que o
cerdote delia tomará seu punho cheo homem costuma pecar.
por seu memorial, e a acenderá sobre 4 Será pois que, porquanto pecou
o altar, em cima das offertas acendi­ e ficou culpada, restituirá o roubo
das de Jehovah : isZohe expiaçaõ de que roubou, ou o reteúdo que retem
pecado. violentamente, ou o deposito que lhe
13 Assi o sacerdote por elle fará foi dado em guarda, ou o perdido
propiciaçaõ de seu pecado, que pe­ que achou.
cou em alguã dest as cousas, e lhe 5 Ou tudo aquillo sobre que jurou
será perdoado ; e será do sacerdote, falsamente; e o restituirá em seu ca­
como a offerta de manjares. bedal, e ainda sobre isso acrecentará
14 Fallou mais Jehovaii a Moy- o quinto : cujo he, a aquelle o dará
ses, dizendo; no dia de sua expiaçaõ.
15 Quando alguã pessoa por tres- 6 E sua expiaçaõ trará a o sacer­
passamento trespassar, e pecar por dote a Jehovah, hum carneiro in­
erro, tirando algua cousa das cousas teiro do rebanho, conforme a tua es­
sagradas de Jehovah ; entaõ trará a timaçaõ, por expiaçaõ.
Jehovah por sua expiaçaõ hum car­ 7 E o sacerdote por ella fará ex­
neiro inteiro do rebanho, conforme a piaçaõ diante de Jehovah, e alcan­
tua estimaçaõ em siclos de prata, se­ çará perdaõ de qualquer de todas as
gundo o siclo do Sanctuario, por ex­ cousas que fez, sendo culpada nel-
piaçaõ da culpa. las.
16 Assi restituirá o que pecando 8 Fallou mais Jehovah a Moy-
tirou das cousas sagradas, e ainda de ses, dizendo.
mais acrecentará seu quinto, e o dará 9 Manda a Aaron e a seus filhos,
a o sacerdote. Assi o sacerdote com dizendo : esta he a ley do holocaus­
•o carneiro da expiaçaõ por ella fará to ; este holocausto será acendido so­
perdoado. bre o altar toda a noite até á man-
17 E se alguã pessoa pecar, e fizer haã, e o fogo do altar arderá nelle.
contra algum de todos os mandamen­ 10 E o sacerdote vestirá sua veste
tos de Jehovah, o que naõ deve fa- de linho, e vestirá as calças de linho
zerse ; ainda que naõ soube, com tu­ sobre sua carne, e levantará a cin­
do será culpada, e levará sua iniqui­ za, quando o fogo averá consumido
dade. a o holocausto sobre o altar, e a po­
18 E trará a o sacerdote hum car- rá junto a o altar.
LEVITICO. Gap. VI. VII. 107
11 Despois despirá suas vestes, e 24 Fallou mais Jeiiovah a Moy-
vestirá outras vestes: e levará a cin­ ses, dizendo :
za fora do arrayal a o lugar limpo. 25 Falia a Aaron e a seus filhos,
12 0 fogo pois sobre o altar arde­ dizendo: esta he a ley da expiaçaõ
rá nelle, naõ se apagará ; mas o sacer­ do pecado : no lugar aonde se degola
dote nelle cada manhaã acenderá le- o holocausto, se degolará a expiaçaõ
nha, e sobre elle ordenará o holo­ do pecado perante a face de Jeho-
causto, e sobre elle acenderá a gor­ vah ; sanctidade de sanctidades he
dura das offertas gratificas. isso.
13 O fogo arderá continuamente 26 O sacerdote que a offerecer po­
sobre o altar; naõ será apagado. lo pecado, a comerá: no lugar sancto
14 E esta he a ley do presente: se comerá, no pateo da Tenda do a-
hum dos filhos de Aaron o offerecerá juntamento.
perante a face de Jehovaii diante do 27 Tudo que tocar em sua carne,
altar. será sancto: se alguém de seu san­
15 E delle tomará seu punho cheo gue espargir sobre algum vestido, a-
da flor de farinha do presente, e de quillo, sobre que cahio, lavarás no lu­
seu azeite, e todo o encenso que está gar sancto.
sobre o presente: entaõ o acenderá 28 E o vaso de barro, em que for
sobre o altar; suave cheiro he isso cozida, será quebrado; porem se for
por sua memória a Jeiiovah. cozida em hum vaso de metal, esfre-
16 E o restante delle comeráõ Aa­ garseha, e se lavará na agoa.
ron e seus filhos ; azimo se comerá no 29 Todo macho entre os sacerdo­
lugar sancto, no pátio da Tenda do tes a comerá: sanctidade de saucti-
ajuntamento o comeráõ. dades he isso.
17 Levado naõ se cozerá: sua 30 Porem nenhuã expiaçaõ de pe­
porçaõ he, que lhes dei de minhas cado, de cujo sangue se trará na Ten­
offertasacendidas: sanctidadedesanc- da do ajuntamento, pera reconciliar
tidades he, como a expiaçaõ do peca­ no Sanctuario, se comerá: no fogo
do, e como a expiaçaõ da culpa. será queimada.
18 Todo macho entre os filhos de
Aaron comerá delle: estatuto perpe­ CAPITULO VIL *
tuo será para vossas gerações das of­ ESTA he a ley da expiaçaõ da
fertas acendidas de Jehovaii; tudo culpa: sanctidade de sanctida­
que tocar nellas, será sancto. des he.
19 Fallou mais Jehovaii a Moy- 2 No lugar aonde degolaõ o holo­
ses, dizendo: causto, degolaráõ a expiaçaõ da cul­
20 Esta he a offerta de Aaron e de pa ; e seu sangue se espargirá sobre
seus filhos, que offereceráõ a Jeho- o altar a o redor.
vah, ao dia em que for ungido ; a de- 3 E delia se offerecerá toda sua
zima parte de hum Epha de flor de gordura; o rabo, e a gordura que co­
farinha por presente continuo ; a me­ bre a fressura.
tade delia pola manhaã, e a outra me­ 4 Também ambos os rins, e o ce-
tade delia a tarde. bo que nelles ha, que está sobre as
21 Em huã sartaã se fará com azei­ tripas, e o redanho sobre o ligado,
te; frita a trarás; e os pedaços cozidos com os rins se tirará.
do presente offerecerás em suave 5 E o sacerdote o acenderá sobre
cheiro a Jehovaii. o altar era offerta acendida a Jeiio-
22 Também o sacerdote, que de vaii : expiaçaõ da culpa he isso.
seus filhos em seu lugar será ungido, 6 Todo macho entre os sacerdotes
fará o mesmo; estatuto perpetuo a comerá: no lugar sancto se co­
seja; toda será acendida a Jeiio- merá : sanctidade de sanctidades he
vah. isso.
23 Assi todo presente do sacerdote 7 Como a expiaçaõ do pecado, as­
totalmente será queimado; naõ se co­ si será a expiaçaõ da culpa: huã
merá. mesma ley averá para ellas; será do
108 LEVITICO. Cap. VII.
sacerdote, que ouver feito propicia­ carne do sacrifício gratifico, que he
ção com ella. de Jehovah, estando immunda; a-
8 Também o sacerdote, que offe­ quella pessoa será desarreigada de se­
recer. o holocausto de alguém, o tal us povos.
sacerdote terá o couro do holocausto, 21 E se huã pessoa tocar alguã
que offerecer. cousa immunda; como immundicia de
9 Como também todo o presente, homem, ou gado immundo, ou qual­
que se cozer no forno, com tudo que quer abominaçaõ immunda, e comer
se adereçar em sartaã e em caçoula, da carne do sacrifício gratifico, que
será do sacerdote, que o offerece. he de Jehovah ; aquella pessoa será
10 Também todo presente amas­ desarreigada de seus povos.
sado com azeite, ou seco, será de to­ 22 Despois fallou Jehovah a
dos os filhos de Aaron, assi do hum, Moyses, dizendo:
como do outro. 23 Falia a os filhos de Israel, di­
11 E esta he a ley do sacrifício zendo: nenhum cebo de boy, nem de
gratifico, que se offerecerá a Jeho­ carneiro, nem de cabra comereis.
vah. 24 Porem do cebo de corpo mor­
12 Se o offerecer por offerta de to, e do cebo do arrebatado, para to­
louvores, com o sacrifício de louvo­ da obra usarse pode; mas em nenhuã
res offerecerá bolos ázimos, amassa­ maneira o comereis.
dos com azeite, e coscoroens ázimos, 2.5 Porque qualquer que comer o
untados com azeite; e os bolos amas­ cebo de animal, de qual se offerecer a
sados cora azeite seraõ fritos de flor Jehovah offerta acendida; a pessoa
de farinha. que o comer, será desarreigada de
13 Com os bolos offerecerá paõ le­ seus povos.
vado por sua offerta, com o sacrifício 26 E nenhum sangue comereis em
de louvores de sua offerta gratifica. todas vossas habitações; quer de a-
14 E de toda a offerta offerecerá ves, quer de gado seja.
hum delles por offerta alçadiça a Je­ 27 Toda pessoa que comer algum
hovah : que será do sacerdote, que sangue, aquella pessoa será desarrei­
espargirá o sangue da offerta gratifica. gada de seus povos.
1.5 Mas a carne do sacrifício de 28 Fallou mais Jehovah a Moy­
louvores de sua offerta gratifica se co­ ses, dizendo:
merá no dia de seu offerecimento: 29 Falia a os filhos de Israel, di­
nada se deixará delia até á manhaã. zendo : quem offerecer a Jehovah
16 E se o sacrifício de sua offerta seu sacrifício gratifico; trará sua of­
for voto, ou offerta voluntária, no dia ferta a Jehovah de seu sacrifício
em que offerecer seu sacrifício, se co­ gratifico.
merá ; e o que delle ficar, também co- 30 Suas maõs traráõ as offertas a-
merseha ao dia seguinte. cendidas de Jehovah: trará o cebo
17 E o que ainda ficar da carne do do peito com o peito, pera movélo
sacrifício ao terceiro dia, será quei­ por offerta movediça perante Jeho­
mado com fogo, vah.
18 Porque se da carne de seu sa­ 31 E o sacerdote acenderá o cebo
crifício gratifico em alguã maneira se sobre o altar; porem.o peito será de
comer ao terceiro dia, aquelle que a Aaron e de seus filhos.
oftereceo, naõ será aceito, nem lhe 32 Também a espadoa direita da­
será imputado; cousa abominável se­ reis a o sacerdote por offerta alçadiça
rá, e a pessoa que comer delia, leva­ de vossos sacrifícios gratificos.
rá sua iniquidade. 33 O qual dos filhos de Aaron of­
19 E a carne que tocar cousa al­ ferecer o sangue do sacrifício gratifico,
guã immunda naõ se comerá; cora e o cevo, daquelle será a espadoa
fogo será queimada: mas da outra direita por sua parte.
carne, qualquer limpo comerá da- 34 Porque o peito movediço e a
quella carne. espadoa alçadiça tomei dos filhos de
20 Porem se alguã pessoa comer a Israel de seus sacrifícios gratificos, e
LEVITICO. Cap. VIL VIII. 109
o dei a Aaron o sacerdote, e a seus 11 E delle espargio sete vezes so­
filhos por estatuto perpetuo dos filhos bre o altar, e ungio a o altar e todos
de Israel. seus vasos, como também a Tina e
35 Esta he a unçaõ de Aaron, e a sua base, pera sanctificálas.
unçaõ de seus filhos das offertas acen­ 12 Despois derramou do azeite da
didas de Jehovah, no dia em que os unçaõ sobre a cabeça de Aaron, e un­
fez chegar, pera administrar o sacer­ gio o, pera sanctificálo.
dócio a Jehovah. 13 Também fez Moyses chegar a
36 O que Jehovah mandou, que os filhos de Aaron, e vestio lhes as
se lhes desse dos filhos de Israel, no túnicas, e cingio os com cinto, e a-
dia em que os ungio: estatuto per­ pertou lhes as coyfas; como Jeho­
petuo seja para suas gerações. vah mandára a Moyses.
37 Esta he a ley do holocausto, da 14 Entaõ fez chegar a o novilho
offerta de manjares, e da expiaçaõ do da expiaçaõ do pecado; e Aaron eseus
pecado, e da expiaçaõ da culpa, e da filhos puseraõ suas maõs sobre a cabe­
offerta das consagrações, e do sacrifí­ ça do novilho da expiaçaõ do pecado.
cio gratifico. 15 E o degoláraõ, e Moyses to­
38 Que Jehovah mandou a Moy­ mou o sangue, e pos delle com seú
ses no monte de Sinai, no dia em que dedo sobre os cornos do altar ao re­
mandou a os filhos de Israel, que of- dor, e expiou a o altar: despois der­
ferecessem suas offertas a Jehovah ramou o de mais sangue no fundo do
no deserto de Sinai. altar, e o sanctificou, pera fazer pro­
piciação por elle.
CAPITULO VIII. 16 Despois tomou todo o cebo,
ALLOU mais Jehovah a Moy- que está na fressura, e o redanho do
ses, dizendo: fígado, e os dous rins e seu cebo; e
2 Toma a Aaron e a seus filhos Moyses o acendeo sobre o altar.
com elle, e os vestidos, e o azeite da 17 Mas o novilho com seu couro,
unçaõ; como também o novilho da e sua carne, e seu esterco queimou
expiaçaõ do pecado, e os dous car­ com fogo fora do arrayal; como Je­
neiros, e o cesto dos paens ázimos. hovah mandára a Moyses.
3 E ajunta toda a congregaçaõ á 18 Despois fez chegar a o carneiro
porta da Tenda do ajuntamento. do holocausto ; e Aaron e seus filhos
4 Fez pois Moyses como Jehovah puseraõ suas maõs sobre a cabeça do
lhe mandára; e a congregaçaõ ajun- carneiro.
touse á porta da Tenda do ajunta­ 19 E o degoláraõ, e Moyses espar­
mento. gio o sangue sobre o altar a o redor.
5 Entaõ disse Moyses á congrega­ 20 Partio também ao carneiro em
çaõ: isto he o que Jehovah man­ suas partes; e Moyses acendeo a ca­
dou fazer. beça, e as partes, e o cebo.
6 E Moyses fez chegar a Aaron e 21 Porem a fressura e as pernas
a seus filhos: e os lavou com agoa. lavou com agoa; e Moyses acendeo
7 E lhe vestio a túnica, e cingio o todo o carneiro sobre o altar: isso
com o cinto, e pós sobre elle o man­ era holocausto de suave cheiro, huã
to ; também pós sobre elle o Ephod, offerta acendida a Jehovah ; como
e cingio o com o cinto artificioso do Jehovah mandára a Moyses.
Ephod, e o apertou com elle. 22 Despois fez chegar a o outro
8 Despois pós lhe o peitoral, pon­ carneiro, o carneiro das consagraçõ­
do no peitoral o Urim e o Tumraim. es : e Aaron com seus filhos puseraõ
9 E pós a mitra sobre sua cabeça, suas maõs sobre a cabeça do carneiro.
e na mitra diante de seu rosto pós a 23 E o degoláraõ; e Moyses to­
folha de ouro, a coroa da sanctidade; mou de seu sangue, e o pós sobre a
como Jehovah mandára a Moyses. tenrilha da orelha direita de Aaron,
10 Entaõ Moyses tomou o azeite e sobre o polegar de sua maõ direita,
da unçaõ, e ungio a o Tabernáculo, e sobre o polegar de seu pé direito.
e tudo que avia nelle, e o sanctificou. 24 Também fez chegar a os filhos
110 LEVIT1CO. Cap. VIII. IX.
de Aaron; e Moyses pós daquelle 35 Ficareis pois á porta da Tenda
sangue sobre a tenrilha de sua orelha do ajuntamento dia e noite por sete
direita, e sobre o polegar de sua maõ dias, e fareis a guarda de Jehovah,
direita, e sobre o polegar de seu pé paraque naõ morraes: porque assi me
direito: e Moyses espargio o cie mais íòi mandado.
sangue sobre o altar a o redor. 36 E Aaron e seus filhos fizeraõ
25 E tomou o cebo, e o rabo, e to­ todas as cousas, que Jehovah man­
do o cebo que está na fressura, e o dou pela maõ de Moyses.
redanho do tigado, e ambos os rins, e
seu cebo, e a espadoa direita. CAPITULO IX.
26 Também do cesto dos paens a- ACONTECEO a o dia oitavo,
zimos, que estava diante da face de E que Moyses chamou a Aaron e
Jehovah, tomou hum bolo azimo, e a seus filhos, e a os anciaõs de Israel.
hum bolo de paõ azeitado, e hum 2 E disse a Aaron: toma te hum
coscoraõ ; e o pós sobre o cebo, e so­ bezerro, filho de vaca, para expiaçaõ
bre a espadoa direita. do pecado, e hum carneiro para ho­
27 E tudo isto deu nas rnaõs de locausto, inteiros : e traze os perante
Aaron, e nas maõs de seus filhos; e o a face de Jehovah.
moveo por offerta mevediça perante 3 Despois fallarás a os filhos de
a face de Jehovah. Israel, dizendo: tomae hum cabraõ
28 Despois Moyses o tomou de das cabras para expiaçaõ do pecado,
suas maõs, e o acendeo no altar so­ e hum bezerro, e hum cordeiro de
bre o holocausto: estas foraõ consa­ hum anno, inteiros, para holocausto.
grações de suave cheiro, offerta acen­ 4- Também hum boy e hum car­
dida a Jehovah. neiro por sacrifício gratifico, pera sa­
29 E tomou Moyses o peito, e crificar perante a face de Jehovah ;
moveo o por offerta movediça perante e offerta de manjares, amassada com
a face de Jehovah: aquelle foi a azeite: porquanto hoje Jehovah vos
quinhaõ de Moyses do carneiro das aparecerá.
consagrações; como Jehovah man- 5 Entaõ tomáraõ o que mandou
dára a Moyses. Moyses, trazendo o diante da Tenda
30 Tomou Moyses também do a- do ajuntamento, e chegou se toda a
zeite da unçaõ, e do sangue que es­ congregaçaõ, e se pós perante a face
tava sobre o altar, e o espargio sobre de Jehovah.
Aaron e sobre seus vestidos, e sobre 6 E disse Moyses: esta cousa que
seus filhos, e sobre os vestidos de se­ Jehovah mandou, fareis; e a gloria
us filhos com elle; e sanctificou a de Jeiiovaii vos aparecerá.
Aaron, e seus vestidos, e seus filhos, 7 E disse Moyses a Aaron: chega
e os vestidos de seus filhos com elle. te a o altar, e faze tua expiaçaõ de
31 E Moyses disse a Aaron, e a pecado e teu holocausto; e faze pro­
seus filhos: cozei a carne diante da piciação por ty e polo povo: despois
porta da Tenda do ajuntamento, eali faze a offerta do povo, e faze propi-
a comei com o paõ, que está no cesto ciaçaõ por elles, como mandou Je-
das consagrações, como tenho man­ iiovaii.
dado, dizendo: Aaron e seus filhos a 8Entaõ Aaron chegouse ao altar,
comeráõ. e degolou o bezerro da expiaçaõ, que
32 Mas o que sobejar da carne e era por elle.
do paõ, queimareis com fogo. 9 E os filhos de Aaron trouxeraõ
33 Também da porta da Tenda do lhe o sangue, e molhou seu dedo no
ajuntamento naõ sahireis em sete dias, sangue, e o pós sobre os cornos do
até ao dia, em que se cumprirem os altar; e o de mais sangue derramou
dias de vossas consagrações: porquan­ no fundo do altar.
to por sete dias sereis consagrados. 10 Mas o cebo, e os rins, e o re­
34- Como se fez neste dia, assi Je- danho do figadoda expiaçaõ do peca­
iiovaii mandou fazer, pera expiar do acendeo sobre o altar; como Je-
vos. novAii mandara a Moyses.
Cap. IX. X.
LEVITICO. 111
11 Porem a carne e o couro quei­
encensario, e puseraõ fogo nelles, e
mou com fogo fora do arrayal. puseraõ encenso sobre elle, e trouxe-
12 Despois degolou o holocausto ;
raõ fogo estranho perante a face de
e os filhos de Aaron lhe entregara > o
Jeiiovaii ; o que lhes naõ mandara.
sangue, e espargio o sobre o altar a o
2 Entaõ fogo sahio de diante da
redor. face de Jeiiovaii, e consumio os; e
13 Também lhe entregáraõ o ho­
morrerão perante a face de Jeho-
locausto em seus pedaços, com a ca­
vaii.
beça ; e acendeo o sobre o altar. 3 E disse Moyses a Aaron: isto he
14 E lavou a fressura e as pernas;
o que Jeiiovaii fallou, dizendo: se­
e as acendeo sobre o holocausto no
rei sanctificado naquelles que chegaõ
altar. se a my, e serei glorificado perante a
15 Despois fez chegar a offerta do
face de todo o povo: porem Aaron
povo, e tomou o cabraõ da expiaçaò
callouse.
do pecado, que era do povo, e o de­ 4 E Moyses chamou a Misael e a
Elzapban, filhos de Ussiel, tio de Aa­
golou, e o adereçou por expiaçaò do
pecado, como a o primeiro. ron, e disse lhes: chegae, tirae a vos­
16 Fez também chegar o holo­ sos irmaõs de diante do Sanctuaric
causto, e o adereçou segundo o rito.
fora do arrayal.
5 Entaõ chegaraõ, e os levaraõ em
17 E fez chegar a offerta de man­
jares, e delia enclieo sua maò, e o a-
suas túnicas fora do arrayal; como
cendeo sobre o altar; alem do holo­
Moyses tinha dito.
causto da manhaã. 6 E Moyses disse a Aaron, e a E-
leazar, e a lthamar, seus filhos: naõ
18 Despois degolou a o bov e a o
descubrireis vossas cabeças, nem ras­
carneiro em sacrificio gratifico, que
era do povo; e os filhos de Aaron gareis vossos vestidos, paraque nac
entregaraõ lhe o sangue, que espar­
morraes, nem venha grande indigna­
gio sobre o altar a o redor. ção sobre toda a congregaçaõ: mas
19 Como também o cebo do boy, vossos irmaõs, toda a casa de Israel,
e do carneiro, o rabo, e o que cobre
lamentarão este incêndio, que Jeiio-
a jressura, e os rins, e o redanho do
vaii acendeo.
figado. 7 Nem sahireis da porta da Tenda
20 E puseraõ o cebo sobre os pei­
do ajuntamento, para que naõ mor­
tos ; e acendeo o cebo sobre o altar.
raes ; porque o azeite da unçaõ de
21 Mas os peitos e a espadoa di­
Jeiiovaii está sobre vosoutros: e fi-
zeraõ conforme á palavra de Moyses.
reita Aaron moveo por offerta move­
diça perante a face de Jehovaii ; co­8 E foliou Jeiiovaii a Aaron, di­
mo Moyses tinha mandado. zendo :
22 Despois Aaron levantou suas 9 Vindo nem cidra tu e teus filhos
maõs a o povo, e benzeo os ; e deceo,
comtigo naõ bebereis, quando entra­
avendo feito a expiaçaò do pecado, e
reis na Tenda do ajuntamento, para­
o holocausto, e a offerta gratifica.
que naõ morrais : estatuto perpetuo
23 Entaõ entrou Moyses com Aa­seja isso entre vossas gerações.
ron na Tenda do ajuntamento : des­ 10 E pera fazer differença entre o
pois sahiraò, e benzerão a o povo; e
sancto e entre o profano; e entre o
a gloria de Jehovaii apareceo a to­
immundo e entre o limpo.
do o povo. 11 E pera ensinar os filhos de Is­
24 Porque fogo sahio de diante da
rael todos os estatutos, que Jehovah
face de Jeiiovaii, e consumio o ho­
lhes tem fallado pelamaõ de Moyses.
locausto e o cebo sobre o altar: o 12 E disse Moyses a Aaron, e a
que vendo todo o povo, jubilaraõ e
Eleazar, e a Jthamar, seus filhos, que
cahiraõ sobre suas faces. lhe ficáraõ: tomae o presente, restante
das offertas acendidas de Jeiiovah,
CAPITULO X. e o comei sem levadura junto a o al­
OS filhos de Aaron, Nadab e tar ; porquanto he sanctidade de sanc-
Abihu, tomáraõ cadahum seu tidades.
112 LEVITICO. Cap. X. XI.
13 Portanto o comereis no lugar remóe entre os animaes, aquillo co­
sancto; porque isto lie tua quinhaõ, mereis.
e a quinhaõ de teus filhos das offertas 4 Porem estes naõ comereis, que
acendidas de Jehovah: porque assi somente remoem, ou somente tem u-
me foi mandado. nhas fendidas : o camelo, que remóe,
14 Também o peito movediço e a mas naõ tem unhas fendidas ; este vos
espadoa alçadiça comereis em lugar será immundo.
limpo, tu, e teus filhos, e tuas filhas 5 E o coelho, porque remóe, mas
comtigo ; porque foraõ dados por tua naõ fende as unhas ; este vos será im­
quinhaõ, e por quinhaõ de teus filhos, mundo.
dos sacrifícios gratificos dos filhos de 6 E a lebre, porque remóe, mas
Israel. naõ fende as unhas ; esta vos será im-
15 A espadoa alçadiça e o peito munda.
movediço traráõ com as offertas acen­ 7 Também o porco, porque tem
didas do cebo, pera mover por offerta unhas fendidas, e a fenda das unhas
movediça perante a face de Jeho- se divide em duas, mas naõ remóe o
vah ; o que será por estatuto perpe­ comido: este vos será immundo.
tuo para ty, e para teus filhos comti­ 8 De sua carne naõ comereis, nem
go ; como Jehovah tem mandado. tocareis a seu corpo morto; estes vos
16 E Moyses diligentemente bus­ seraõ immundos.
cou a o cabraõ daexpiaçaõ, e eis que 9 Isto comereis, de tudo que nas
ja era queimado: por tanto indi- agoas ha: tudo que tem barbatanas e
gnouse grandemente contra Eleazar e escamas nas agoas, nos mares, e nos
contra Jthamar, os filhos que de Aa- rios, aquillo comereis.
ron ficáraõ, dizendo: 10 Mas tudo que naõ tem barba­
17 Porque naõ comestes a expia- tanas nem escamas nos mares, e nos
çaõ do pecado no lugar sancto ? pois rios, de todo reptil das agoas, e de
lie sanctidade de sahctidades: e a toda alma vivente, que está nas agoas,
deu a vosoutros, peraque levásseis a vos seraõ abominaçaõ.
iniquidade da congregaçaõ, pera fazer 11 Em abominaçaõ vos seráõ: de
propiciaçaõ por eiles diante da face sua carne naõ comereis ; e abomina­
de Jehovah. reis seu corpo morto.
18 Eisqueseu sangue se naõ trouxe 12 Tudo que naõ tem barbatanas
a o Sanctuario de dentro: comendo ou escamas nas agoas, vos será abo­
aveis de corneia no Sanctuario ; como minaçaõ.
tenho mandado. 13 E das aves estas abominareis,
19 Entaõ disse Aaron a Moyses: naõ se comeráõ, seráõ abominaçaõ:
Eis que hoje offerecéraõ sua expiaçaõ a aguia, e o açor, e o esmerilhão.
de pecado, e seu holocausto perante 14 E o milhano, e a pega segundo
a face de Jehovah, a taes cousas me sua especie.
sucedéraõ: se eu hoje comera a ex­ 15 Todo corvo segundo sua espe­
piaçaõ do pecado, seria pois aceito em cie.
olhos de Jehovah. 16 E o abestruz, e o mocho, e o
20 E ouvindo Moyses isto, foi acei­ cuco, o o gaviaõ segundo sua especie.
to em seus olhos. 17 E o bufo, e o corvo marinho, e
a curuja.
CAPITULO XI. 18 Eagralha, eocisne, eopelicaõ.
19 E a cegonha, a garça segundo
FALLOU Jehovah a Moyses sua especie, e a poupa, e o murcego.
E2 Falia
e a Aaron, dizendo lhes:
a os filhos de Israel, dizen­
20 Todo reptil que avóa, que anda
sobre quatro pes, vos será por abomi­
do : Estes saõ os animaes, que come­ naçaõ.
reis de todas as bestas, que estaõ so­ 21 Mas isto comereis de todo rep­
bre a terra. til que avóa, que anda sobre quatro
3 Tudo que tem unhas fendidas, e pés; o que tiver pernas sobre seus pés,
a fenda das unhas divide em duas, e pera saltar com ellas sobre a terra.
LEVITICO. Cap. XI. XII. 113
22 Delles comereis estes; o gafan­ de seu corpo morto, será immundo: o
hoto segundo sua especie, e o Solham forno e o vaso de barro seráõ quebra­
segundo sua especie, e o Hargol se­ dos; immundos saõ; portanto vos
gundo sua especie, e o Hagab segun­ seraõ por immundos.
do sua especie. 36 Porem a fonte ou cisterna, em
23 E todo reptil que avóa, que tem que se recolhem agoas, será limpa;
quatro pés, vos será por abominaçaõ. mas quem tocar a seu corpo morto,
24' E por estes sereis immundos: será immundo.
qualquer que tocar seus corpos mor­ 37 E se de seus corpos mortos ca­
tos, immundo será até á tarde. hir alguã cousa sobre alguã, semente
25 Qualquer que levar seus corpos de semear, que se semea, será limpa.
mortos, lavará seus vestidos, e será 38 Mas se for deitada agoa sobre
immundo até á tarde. a semente, e se de seu corpo morto
26 Todo animal que tem unhas fen­ cahir alguã cousa sobre ella, vos será
didas, mas a fenda naõ divide em du­ por immunda.
as, nem remóe, vos será por immun­ 39 E se morrer algum dos animaes,
do : qualquer que tocar nelles, será que vos saõ por mantimento; quem
immundo. tocar a seu corpo morto, será immun­
27 E tudo que anda sobre suas pa- do até á tarde.
tas de todo animal, que anda a quatro 40 E quem comer de seu corpo
pes, vos será por immundo : qualquer morto, lavará seus vestidos, e será
que tocar a seus corpos mortos, será immundo até á tarde; e quem levar
immundo até á tarde. seu corpo morto, lavará seus vestidos,
28 E o que levar seus corpos mor­ e será immundo até á tarde.
tos, lavará seus vestidos, e será im- 41 Também todo reptil, que anda
mundo até á tarde: vos seraõ por de peito sobre a terra, será abomina­
immundos. çaõ ; naõ se comerá.
29 Estes também vos seraõ por 42 Tudo que anda sobre o peito,
immundos entre os reptiles, que an- e tudo que anda sobre quatro pés, ou
daõ de peito sobre a terra: a doninha, que tem mais pés, entre todo reptil
e o rato, e o cágado segundo sua es­ que anda de peito sobre a terra, naõ
pecie. comereis; porquanto saõ abominaçaõ.
30 E o ouriço cacheiro, c o lagar­ 43 Naõ façais vossas almas abo­
to, e a lagartixa, e a lesma, e a tou­ mináveis em nenhum reptil, que anda
peira. de peito; nem nelles vos contamineis,
31 Estes vos seraõ por immundos pera ser immundos por elles.
entre todo reptil, qualquer que os to­ 44 Porque eu sou Jeiiovah vosso
car, estando mortos, será immundo Deus : Portanto vos sanctificareis, e
até á tarde. sereis sar.ctos, porque eu sou sancto;
32 E tudo aquiilo, sobre que del­ e naõ contaminareis vossas almas em
les cahir algua cousa, estando mortos, nenhum reptil, que anda de peito so­
será immundo ; seja todo r aso de ma­ bre a terra.
deira, ou vestido, ou pele, ou saco ; 45 Porque eu sou Jehovah, que
qualquer instrumento, com que se faz vos faço subir da terra de Egypto,
alguã obra; será metido na agoa, e paraque eu seja vosso Deus; e para-
será immundo até á tarde ; despois que sejais sanctos, porque eu sou
será limpo. sancto.
33 E todo vaso de barro, em que 46 Esta he a ley dos animaes, e
cahir alguã, cousa delles, tudo que ou- das aves, e de toda alma vivente, que
ver nelle, será immundo, e o vaso que­ se move nas agoas ; e de toda alma,
brareis. que anda de peito sobre a terra.
34* Todo manjar que se come, so­ 47 Pera fazer differença entre o
bre que vier a a<joa, será immundo; immundo e entre o limpo; e entre os
e toda bebida que se bebe, em todo animaes, que se podem comer, e en­
vaso será immunda. tre os animaes, que naõ se podem co­
35 E sobre que cahir alguã cousa mer.
I
114. LEVITICO. Cap. XII. XIII.
4 Mas se a empóla na pele -de sua
CAPITULO XII. carne for branca, e naõ parecer mais
ALLOU mais Jehovah a Moy- profunda que a pele, e o pelo naõ se
F ses, dizendo: tornou branco; entaõ o sacerdote en­
2 Falia a os filhos de Israel, dizen­ cerrará a o chagado por sete dias.
do : Quando a mulher conceber e pa­ 5 E ao sétimo dia o sacerdote atten­
rir hum macho, será immunda sete tará para elle; e eis que, se a chaga
dias; conforme a os dias da separaçaõ a seu parecer parou, e à chaga na pe­
de sua enfermidade será immunda. le se naõ estendeo; entaõ o sacerdote
3 E a o dia oitavo será circunci­ o encerrará por outros sete dias.
dada a carne de seu prepucio. 6 E o sacerdote aosetimodia outra
4 Despois ficará trinta e tres dias vez attentará para elle; e eis que, se a
no sangue de sua purgaçaõ; nenhuã chaga se recolheo, e a chaga na pele
cousa sancta tocará, e naõ virá a o se naõ estendeo, entaõ o sacerdote o
Sanctuario, até que se cumpraõ os declarará por limpo: postema era ; e
dias de sua purgaçaõ. lavará seus vestidos, e será limpo.
5 Mas se parir huã femea, será im­ 7 Mas se a postema na pele esten­
munda duas semanas conforme sua dendo se estendeo, despois que foi
separaçaõ: despois ficará sessenta e mostrado a o sacerdote para sua pu­
seis dias no sangue de sua purgaçaõ. rificação ; outra vez será mostrado a
6 E quando forem cumpridos os o sacerdote.
dias de sua purgaçaõ por filho ou por 8 E o sacerdote attentará para elle,
filha, trará hum cordeiro de hum anno e eis que, se apostema na pele se tem
por holocausto, e hum pombinho ou estendido, o sacerdote o declarará por
huã rola para expiaçaõ do pecado, di­ immundo: lepra he.
ante da porta da Tenda do ajuntamen­ 9 Quando no homem ouver chaga
to a o sacerdote. de lepra, será levado a o sacerdote.
7 O qual offereceloha perante a 10 Se o sacerdote vir, que incha­
face de Jehovah, e por ella fará pro­ çaõ branca ha na pele, a qual tornou
piciação; e Será limpa do fluxo de o pelo em branco, e ouver alguã, saude
seu san'gUe: esta he a ley da que pa­ de carne viva na inchaçaõ ;
rir m'jcho ou femea. 11 Lepra envelhecida he na pele
Mas se sua maõ naõ alcançar as­ de sua carne: por tanto o sacerdote
saz para hum cordeiro, entaõ tomará declaraloha por immundo : naõ o en­
duas rolas, ou dous porabinhos, hum cerrará ; porque immundo he.
para o holocausto, e hum para a ex­ 12 E se a lepra reverdecer na pele,
piaçaõ do pecado: assi o sacerdote e a lepra cubrir toda a pele do chaga­
por ellafará propiciaçaõ, e será limpa. do, desde sua cabeça até seus pés, á
toda a vista dos olhos do sacerdote.
CAPITULO XIII. 13 E o sacerdote attentar que, eis
ALLOU mais Jehovah a Moy- que a lepra tem cuberto toda sua
F ses e a Aaron, dizendo: carne; entaõ a o chagado declarará
2 O homem, quando na pele de por limpo: todo se tornou branco;
sua carne ouver inchaçaõ, ou chaga, limpo he.
ou empola branca, que estiver na pele 14 Mas no dia em que aparecer
de sua carne como chaga de lepra; nella carne viva, será immundo.
entaõ será levado a Aaron o sacer­ 15 Vendo pois o sacerdote a carne
dote, ou a hum de seus filhos, os sa­ viva, declaraloha por immundo: a
cerdotes. carne viva he immunda; lepra he.
3 E o sacerdote attentará para a 16 Ou tornando a carne viva, e
chaga na pele da carne; se o pelo na mudandose em branca; entaõ virá a
chaga se tornou branco, e a chaga o sacerdote.
parecer mais profunda que a pele de 17 E vendo-o o sacerdote, c eis
sua carne; chaga de lepra he: vendo que a chaga se tornou branca; entaõ
o assi o sacerdote, o declarará por o sacerdote por limpo declarará ao
immundo. chagado; limpo he.
LEVITICO. Cap. XIIL 115
18 Se também a carne, em cuja tado a chaga da tinha, e eis que ella
pele ouver alguã postema, se sarar: naõ parece mais funda que a pele, e
19 E em lugar da postema vier in­ pelo preto naõ ouver nella ; entaõ o
chaçaõ branca ou empola branca en- sacerdote encerrará a o chagado da
vermelhecida ; se mostrará ao sacer­ tinha por sete dias.
dote. 32 E o sacerdote attentará a chaga
20 Se o sacerdote attentar que, eis a o sétimo dia, e eis que se a tinha naõ
que ella parece mais funda que a pele; for estendida, e nella naõ ouver pelo
e seu pelo se tornou branco ; o sacer­ amarello, nem a tinha parecer mais
dote declaraloha porimmundo: chaga funda que a pele.
da lepra lie ; pela postema brotou. 33 Entaõ se trosquiará ; mas naõ
21 E vendo a o saeerdote, e eis trosquiará a tinha; e o sacerdote se­
que nella naõ parece pelo branco, nem gunda vez encerrará a o tinhoso por
estiver mais funda que a pele, mas sete dias.
encolhida ; entaõ o sacerdote o encer­ 34 Despois o sacerdote attentará a
rará por sete dias. tinha a o sétimo dia; e eis que, se a
22 Se despois estendendo estendeo tinha naõ ouver estendida na pele, e
se na pele, o sacerdote o declarará por ella naõ parecer mais funda que a
immundo; chaga he. pele, o sacerdote o declarará por lim­
23 Mas se a empola parar em seu po, e lavará seus vestidos, e será limpo.
lugar, naõ se estendendo, queimadura 35 Mas se a tinha despois de sua
da postema he ; o sacerdote pois de­ purificação estendendo se ouver es­
claraloha por limpo. tendido na pele ;
24 Ou quando na pele da carne 36 E o sacerdote o attentar, e eis
ouver queimadura de fogo, e o que he que a tinha se tem estendido na pele;
sarado da queimadura, ouver empóla o sacerdote naõ buscará pelo amarel­
branca, vermelha, ou branca somente. lo : immundo he.
25 E vendo a o sacerdote, e eis que 37 Mas se a tinha a seu parecer
o pelo na empóla se tornou branco, e parou, e pelo preto nella creceo; a
ella parece mais funda que a pele, tinha está saã, limpo he: por tanto o
lepra he, que reverdeceo pela quei­ sacerdote declaraloha por limpo.
madura: portanto o sacerdote o decla­ 38 E quando homem ou mulher
rará por immundo; chaga de lepra he. tiverem empolas, empolas brancas na
26 Mas vendo a o sacerdote, e eis pele de sua carne.
que na empóla naõ aparecer pelo 39 E o sacerdote attentar, que na
branco, nem estiver mais funda que pele de sua carne aparecem empolas
a pele, mas recolhida ; o sacerdote o recolhidas brancas: bustela branca
encerrará por sete dias. he, que reverdeceo na pele; limpo he.
27 Despois o sacerdote o attentará 40 E quando se pelar a cabeça do
.a o sétimo dia; se totalmente ouver homem ; calvo he, limpo está.
estendida, o sacerdote o declarará por 41 E se de huõ. banda de seu rosto
immundo : chaga de lepra he. se lhe pelar a cabeça; meyo calvo he,
28 Mas se a empóla parar era seu limpo está.
lugar, e na pele naõ se estender, mas 42 Porem se na calva, ou na meya
se recolher; inchaçaõ he da queima­ calva ouver chaga branca vermelha;
dura : portanto o sacerdote o decla­ lepra he, reverdecendo em sua calva,
rará por limpo; porque sinal he da ou em sua meya calva.
queimadura. 43 Avendo pois o sacerdote o-atten-
29 E quando homem ou mulher tado, e eis que a inchaçaõ da chaga
tiver chaga na cabeça, ou na barba. em sua calva ou meya calva está bran­
30 E o sacerdote attentando a cha­ ca vermelha, como parece a lepra na
ga, eis que ella parece mais funda que pele da carne.
a pele, e pelo araarello fino nella ha, o 44 Leproso he aquelle homem, im­
sacerdote o declarará porimmundo; ti­ mundo está: o sacerdote o declarará
nha he, lepra he dacabeça ou dabarba. totalmente por immundo ; sua chaga
31 Mas avendo o sacerdote atten- está em sua cabeça.
I2
116 LEVITICO. Cap. XIII. XIV.
45 Também os vestidos do leproso, tante he : com fogo o queimarás em
em quem está a chaga, seraõ rompi­ que a chaga está.
dos, e sua cabeça será descuberta, 58 Mas o vestido, ou o fio da tea,
e cubrirá o beiço de riba, e clamará: ou o liço, ou qualquer cousa de peles,
immundo, immundo. que lavares, e de que a chaga se re­
46 Todos os dias, em que a chaga tirar, lavarse ha segunda vez, e será
ouver nelle, será immundo, immundo limpo.
está, habitará só : sua habitaçaõ será 59 Estahe aley da chaga da lepra,
fora do arrayal. do vestido de laã, ou de linho, ou do
47 Quando também em algum ves­ fio da tea, ou do liço ou de qualquer
tido ouver chaga de lepra ; em vesti­ cousa de peles, pera declarálo por
do de laã, ou em vestido de linho. limpo ou por immundo.
48 Ou no fio da tea, ou no li;o do
linho, ou da laã; ou em pele, ou em CAPITULO XIV.
qualquer obra de peles. ESPOIS fallou J ehovah a Moy-
49 E a chaga no vestido, ou na pe­ ses, dizendo:
le, ou no fio da tea, ou no 1 iço, ou em 2 Esta será a ley do leproso no
qualquer cousa de peles aparecer ver­ dia de sua purificaçaò: será levado
de ou vermelha, chaga de lepra he, a o sacerdote.
poloque mostrarse ha a o sacerdote. Í5 E o sacerdote sahirá fora do ar­
50 E o sacerdote attentará a chaga; rayal : e atteutando o sacerdote, que
e encerrará a cousa chagada por sete a chaga da lepra do leproso for sarada.
dias. 4 Entaõ o sacerdote mandará, que
51 Entaõ attentará a chaga a o sé­ por aquelle que se ouver de purificar,
timo dia ; se a chaga ouver estendida se tomem duas aves vivas, limpas, e
no vestido, ou no fio da tea, ou no pao de cedro, e graã, e hysopo.
liço, ou na pele, para qualquer obra 5 Mandará também o sacerdote,
a pele for feita; tal chaga lepra de ro- que se degole a huã ave em hum vaso
edura he, immundo está. de barro sobre agoas vivas.
52 Poloque queimará aquelle ves­ 6 E tomará a ave viva, e o pao de
tido, ou fio da tea, ou liço de laã, ou cedro, e a graã, e o hysopo, e o mo­
de linho, ou qualquer obra de peles, lhará com a ave viva no sangue da
em que ouver a chaga; porque lepra ave, que foi degolada sobre as agoas
de roedurahe, com fogoqueimarse ha. vivas.
53 Mas vendo o sacerdote, e eis 7 E sobre aquelle que ha de puri-
que a chaga se naõ estendeo no ves­ ficarse da lepra, espargirá sete vezes;
tido ou no fio da tea, ou no liço, ou entaõ o declarará por limpo, e soltará
em qualquer obra de peles. a ave viva sobre a face do campo.
54 Entaõ o sacerdote mandará, que 8 E aquelle que purificarseha, la­
se lave o que for chagado ; e o en­ vará seus vestidos, e rapará todo seu
cerrará segunda vez por sete dias. pelo, e se lavará com agoa; assi será
55 E atteutando o sacerdote a cha­ limpo: e despois entrará no arrayal;
ga, despois que for lavada, e eis que porem ficará fora de sua tenda por
a chaga naõ mudou seu parecer, nem sete dias.
a chaga se estendeo ; immundo he, 9 E será que a o sétimo dia rapará
com fogo o queimarás ; chaga pene­ todo seu pelo, sua cabeça, e sua bar­
trante he em sua calva, ou em sua ba, e as sobrancelhas de seus olhos; e
meya calva. rapará todo seu outro pelo : e lavará
56 Mas se o sacerdote atentar, seus vestidos, e lavará sua carne com
que a chaga se tem recolhido, despois agoa, e será limpo.
que for lavada, entaõ a rasgara do 10 E ao dia oitavo tomará dous cor­
vestido, ou da pele, ou do fio da tea, deiros inteiros, e huã cordeira inteira
ou do liço. de hum anno, e tres dezimas de flor
57 E se ainda aparecer no vestido de farinha para ofterta de manjares,
ou no fio da tea, óu no liço, ou em amassada com azeite, e hum Log de
qualquer cousa de peles, lepra bro- azeite.
LEVITICO Cap. XIV. 117
11 E o sacerdote que faz a puri­ elle; e a dezima de flor de farinha,
ficação, apresentará ao varaõ que pu­ amassada com azeite, para offerta de
rificarseha com aquellas cousas peran­ manjares, e hum Log de azeite.
te a face de Jehovaii, á porta da 22 E duas rolas, ou dous pombi-
Tenda do ajuntamento. nhos, que alcançar sua maõ: dos quaes
12 E o sacerdote tomará o hum o hum será para expiaçaõ do pecado,
cordeiro, e oftereceloha com o Log e o outro para holocausto.
de azeite por expiaçaõ da culpa; e o 23 E a o oitavo dia de sua purifi­
moverá por offerta movediça perante cação os trará a o sacerdote, á porta
a face de Jeiiovah. da Tenda do ajuntamento perante a
13 Entaõ degolará a o cordeiro no face de Jeiiovah.
lugar, em que se degola a expiaçaõ 24 E o sacerdote tomará o cordeiro
do pecado e o holocausto, no lugar da expiaçaõ da culpa, e o Log do
sancto; porque assi a expiaçaõ da azeite; e o sacerdote os moverá por
culpa como a expiaçaõ do pecado he offerta movediça perante a face de
para o sacerdote ; sanctidade de sanc- Jehovaii.
tidades he. 25 Entaõ degolará a o cordeiro da
14 E o sacerdote tomará do san­ expiaçaõ da culpa, e o sacerdote to­
gue da expiaçaõ da culpa, e o sacer­ mará do sangue da expiaçaõ da cul­
dote o porá sobre a tenrilha da orelha pa, e o porá sobre a tenrilha da orelha
direita daquelle que ha de purificarse, direita daquelle que ha de purificarse,
e sobre o polegar de sua maõ direita, e sobre o polegar de sua maõ direita,
e no polegar de seu pé direito. e sobre o polegar de seu pé direito.
15 Também o sacerdote tomará do 26 Também o sacerdote derramará
Log de azeite, e o derramará sobre a do azeite sobre a maõ esquerda do
maõ esquerda do sacerdote. sacerdote.
16 Entaõ o sacerdote molhará seu 27 Despois o sacerdote com seu
dedo direito no azeite que está em dedo direito espargirá do azeite que
sua maõ esquerda, e daquelle azeite está em sua maõ esquerda, sete vezes
com seu dedo espargirá sete vezes perante a face de Jehovaii.
perante a face de Jeiiovah. 28 E o sacerdote porá do azeite
17 E o restante do azeite, que está que está em sua maõ, na tenrilha da
em sua maõ, o sacerdote porá sobre orelha direita daquelle que ha de pu­
a tenrilha da orelha direita daquelle rificarse, e no polegar de súa maõ di­
que purificarseha, e sobre o polegar reita, e no polegar de seu pé direito;
de sua maõ direita, e sobre o polegar no lugar do sangue da expiaçaõ da
de seu pé direito, em cima do sangue culpa.
da expiaçaõ da culpa. 29 E o que sobejar do azeite, que
18 E o restante do azeite, que es­ está na maõ do sacerdote, porá sobre
teve na maõ do sacerdote, pora sobre a cabeça do que ha de purificarse,
a cabeça daquelle que purificarseha: pera fazer propiciaçaõ por elle pe­
assi o sacerdote fará propiciaçaõ por rante a face de Jehovah.
elle perante a face de Jehovaii. 30 Despois adereçará a huã das
19 Também o sacerdote adereçará rolas ou dos pombinhos, do que al­
a expiaçaõ do pecado, e fará propi­ cançar sua maõ.
ciaçaõ por aquelle que purificarseha 31 Do que alcançar sua maõ, será
de sua immundicia; e despois dego­ o hum para expiaçaõ do pecado, e o
lará o holocausto. outro para holocausto com a offerta
20 E o sacerdote offerecerá o holo­ de manjares; assi o sacerdote fará
causto e a offerta de manjares sobre propiciaçaõ por aquelle que se ha de
o altar : assi o sacerdote fará propi­ purificar perante a face de Jeho­
ciaçaõ por elle, e será limpo. vah.
21 Porem se for pobre, e sua maõ 32 Esta he a ley daquelle em quem
naõ alcançar tanto, tomará hum cor­ estiver a chaga da lepra, cuja maõ
deiro para expiaçaõ da culpa em mo­ naõ alcançar aquiUo para sua purifi­
vimento, pera fazer propiciaçaõ por cação.
118 LEVITICO. Cap. XIV. XV.
33 Fallou mais Jeiiovaii a Moy • mir em tal casa, lavará seus vestidos:
ses e a Aaron, dizendo : e o qua comer em tal casa, lavará se­
Si Quando ouverdes entrado na us vestidos.
terra de Canaan, que vos liei de dar 48 Porem tornando o sacerdote a
por possessão; e eu enviar a chaga entrar, e attentando que, eis que a
<la lepra em alguã casa da terra de chaga na casa se naõ tem estendido,
vossa possessão: despois que a casa foi rebocada; o
35 Entaõ virá aquelle, cujo for a sacerdote por limpa declarará a casa,
casa, e o fará saber a o sacerdote, di­ porque a chaga está curada.
zendo: como a chaga aparece em mi­ 49 Despois tomará pera expiar a
nha casa. casa duas aves, e pao de cedro, e graã,
36 E o sacerdote mandará, que e hysopo.
despejem a casa, antes que venha o 50 E degolará a huã ave em hum
sacerdote pera attentar a chaga, para- vaso de barro sobre agoas vivas.
que tudo que está na casa, naõ seja 51 Entaõ tomará o pao de cedro,
contaminado : e despois virá o sacer­ e o hysopo, e a graã, e a ave viva, e
dote, pera attentar a casa, o molhará no sangue da ave degolada,
37 E vendo a chaga, e eis que a e nas agoas vivas; e espargirá á casa
chaga nas paredes da casa tem covi­ sete vezes.
nhas verdes ou vermelhas, e parecem 52 Assi expiará aquella casa com
mais fundas que a parede. o sangue da avezinha, e com as agoas
38 Entaõ o sacerdote sahirá da- vivas, e com a avezinha viva, e com
quella casa á porta da casa, e cerrará o pao de cedro, e com o hysopo, e
a casa por sete dias. com a graã.
39 Despois tornará o sacerdote a 53 Entaõ soltará a ave viva fora
o sétimo dia; se attentar, que a chaga da cidade sobre a foce do campo : assi
nas paredes da casa se tem estendido. fará propiciaçaõ pola casa; e será
40 Entaõ o sacerdote mandará, que limpa.
arranquem as pedras, em que estiver 54 Esta lie a ley de toda chaga de
a chaga, e as lançem fora da cidade lepra, e de tinha.
cm hum lugar immundo. 55 E de lepra dos vestidos, e das
41 E fará raspar a casa por dentro casas.
a o redor, e a o pó, que raspáraõ, 56 E da inchaçaõ, e da postema,
lançaráõ fora da cidade em hum lu­ e das empolas.
gar
O immundo. • Z~ 57 Pera ensinar, em que dia alguã
42 Despois tomarao outras pedras, cousa será immunda, e em que dia
e as poráõ no lugar das primeiras pe­ será limpa. Esta he a ley da lepra.
dras ; e outro barro se tomará, e a
casa se rebocará. CAPITULO XV.
43 Porem se a chaga tornar, e ALLOU mais Jehovah a Moy-
brotar na casa, despois que as pedras
se arrancáraõ, e a casa foi raspada, e
F ses e a Aaron, dizendo;
2 Faliae a os filhos de Israel, e di-
despois que foi rebocada. zeilhes: qualquer varaõ, quando sua
44 Entaõ o sacerdote entrará, eat- semente sahir de sua carne, será im­
tentando que a chaga na casa se tem mundo por seu fluxo.
estendido ; lepra de roedura ha na ca­ 3 Esta pois será sua immundicia.
sa, immunda está. por seu fluxo: se sua carne destila
45 Portanto se derribará a casa, seu fluxo, ou se sua carne se cerra de
suas pedras, e sua madeira, como tam­ seu fluxo, esta he sua immundicia.
bém todo o barro da casa; e se leva­ 4 Toda cama, em que se deitar o
rá fora da cidade a hum lugar im­ que tiver fluxo, será immunda; e to­
mundo. da cousa, sobre que se assentar, será
46 E o que entrar naquella casa em immunda.
qualquer dia, em que for fechada, se­ 5 E qualquer que tocar a sua ca­
rá immundo até a tarde. ma, lavará seus vestidos, e se banhará
47 Também o que sc deitar a dor­ em agoa, e será immundo até alarde.
LEVITICO. Cap. XV. 119
6 E o que assentarse sobre o vaso, com agoa, e seraõ immundos até a
em que se assentou o que tem o fluxo, tarde.
lavará seus vestidos, e se banhará em 19 Mas a mulher, quando tiver
agoa, e será immundo até a tarde. fluxo^ e seu fluxo de sangue estiver
7 E o que tocar a carne do que em sua carne; estará sete dias em sua
tem o fluxo, lavará seus vestidos, e se separaçaõ, e qualquer que a tocar,
banhará em agoa, e será immundo até será immundo até a tarde.
a tarde. 20 E tudo aquillo, sobre que ella
8 Quando também o que tem o se deitar em sua separaçaõ, será im-
fluxo cuspir sobre hum limpo, lava­ mundo; e tudo sobre que se assentar,
rá seus vestidos, e se banhará em a- será immundo.
goa, e será immundo até a tarde. 21 E qualquer que tocar a sua ca­
9 Também toda sella, em que ca­ ma, lavará seus vestidos, e se banhará
valgar o que tem o fluxo, será im­ com agoa, e será immundo até atarde.
munda. 22 E qualquer que tocar alguã
10 E qualquer que tocar em alguã cousa, sobre que ella se ouver assen­
cousa, que estiver debaixo delle, será tado, lavará seus vestidos, e se banha­
immundo até a tarde; e o que a le­ rá com agoa, e será immundo até a
var, lavará seus vestidos, e se banha­ tarde.
rá em agoa, e será immundo até a 28 Se também alguã cousa estiver
tarde. sobre a cama, ou sobre o vaso em
11 Também todo aquelle, a quem que ella se assentou; se a tocar, se­
tocar o que tem fluxo, sem aver la­ rá immundo até a tarde.
vado suas maõs com agoa, lavará se­ 24 E se varaõ deitando se deitar
us vestidos, e se banhará em agoa, e com ella, e sua i.nnnmdicia estiver
será immundo até a tarde. sobre elle, immundo será por sete di­
12 E o vaso de barro, que tocar o as ; também toda cama, sobre que se
que tem flaxo, será quebrado : porem deitar, será immunda.
todo vaso de madeira será lavado com 25 Também a mulher, quando ma­
agoa. nar o fluxo de seu sangue por muitos
13 Quando pois o que tem o fluxo, dias fora do tempo de sua separaçaõ,
for alimpado de seu fluxo, se contará ou quando tiver fluxo de sangue de
sete dias para sua purificaçaõ, e lava­ mais de sua separaçaõ; todos os dias
rá seus vestidos, e banhará sua carne do fluxo de sua immundicia será im­
em agoas vivas ; e será limpo. munda, como nos dias de sua separa­
14 E a o dia oitavo se tomará duas çaõ.
rolas, ou dous pombinhos, e virá pe­ 26 Toda cama, sobre que se deitar
rante a face de Jeiiovah á porta da todos os dias de seu fluxo, será lhe
Tenda do ajuntamento, e os dará a o como a cama de sua separaçaõ; e to­
sacerdote. da cousa, sobre que se assentar, será
1.5 E o sacerdote os aparelhará, o immunda, conforme á immundicia de
hum para expiaçaõ de pecado, e o ou­ sua separaçaõ.
tro para holocausto : assi o sacerdote 27 E qualquer que as tocar, será
por elle fará propiciação de seu fluxo immundo ; portanto lavará seus ves­
perante a face de Jeiiovah. tidos, e se banhará com agoa, e será
16 Também o varaõ, quando sahir immundo até a tarde.
delle a semente do ajuntamento, toda 28 Porem quando for limpa de seu
sua carne banhará com agoa, e será fluxo, entaõ se contará sete dias, e
immundo até a tarde. despois será limpa.
17 Também todo vestido, e toda 29 E a o dia oitavo se tomará duas
pele, em que ouver semente do ajun­ rolas ou dous pombinhos, e os trará
tamento, se lavará com agoa, e será a o sacerdote á porta da Tenda do a-
immundo até a tarde. juntamento.
18 E também a mulher, com que 30 Entaõ o sacerdote preparará o
o varaõ se deitar com semente de a- hum para expiaçaõ do pecado, e o
juntamento: poloque se banharáõ outro para holocausto: e o sacerdote
120 LEVITICO. Cap. XV. XVI.
por ella fará propiciaçaõ do fluxo de 9 Entaõ Aaron fará chegar o ca­
sua immundicia perante a face de Je­ braõ, sobre que cahir a sorte por Je­
hovah. hovah, e o preparará para expiaçaõ
31 Assi separareis os filhos de Is­ do pecado.
rael de suàs immundicias, peraque 10 Mas o cabraõ, sobre que cahir
naõ morraõ em suas immundicias, a sorte, pera ser cabraõ enviado, vivo
contaminando meu Tabernáculo, que apresentarseha perante a face de Je­
está no meyo delles. hovah, pera fazer propiciaçaõ sobre
32 Esta he a ley daquelle que tem elle, pera enviálo a o deserto como
o fluxo, e do que salte a semente do cabraõ enviado.
ajuntamento, poloque fica immundo ; 11 E Aaron fará chegar o novilho
33 Como também da mulher en­ da expiaçaõ, que será para elle, e fa­
ferma em sua separaçaõ, e daquelle rá propiciaçaõ por si e por sua casa;
que padece seu fluxo, seja macho, ou e degolará o novilho da expiaçaõ, que
femea; e do homem que se deita com será para elle.
immunda. 12 Tomará também o encensario
cheo de brasas do fogo do altar, de
CAPITULO XVI. diante da face de Jeiiovah ; e seus
FALLOU Jeiiovah aMoyses, punhos cheos de perfume aromatico,
despois que morrerão os dous fi­ moido, e o meterá a dentro do veo.
lhos de Aaron, quando se chegáraõ 13 E porá o perfume sobre o fogo
diante de Jeiiovah, e morreraõ. perante a face de Jehovah, paraque
2 Disse pois Jehovah a Moyses: a nuvem do perfume cubra o propi­
Dize a Aaron teu irmaõ, que naõ en­ ciatorio, que está sobre o testimunho,
tre no Sanctuario em todo tempo, a e elle naõ morra.
dentro do veo diante do propiciatorio, 14 E tomará do sangue do novilho,
que está sobre a Arca, paraque naõ e com seu dedo espargirá sobre a face
morra; porque eu apareço na nuvem do propiciatorio para a banda do O-
sobre o propiciatorio. riente; e perante opropiciatorioespar-
3 Com isto Aaron entrará no Sanc­ girá sete vezes do sangue com seu dedo.
tuario : com hum novilho, filho de 15 Despois degolará o cabraõ da
vaca para expiaçaõ do pecado, e hum expiaçaõ, que será para o povo, e me­
carneiro para holocausto. terá seu sangue a dentro do veo ; e
4 Vestirá se a túnica sancta de li­ fará com seu sangue, como fez com
nho, e terá ceroulas de linho sobre o sangue do novilho, e o espargirá
sua carne, e cingirseha com cinto de sobre o propiciatorio, e perante a face
linho, e se cubrirá com a mitra de li­ do propiciatorio.
nho : estes saõ vestidos sanctos ; por 16 Assi fará propiciaçaõpolo Sanc­
isso banhará sua carne com agoa, e os tuario a causa das immundicias dos
vestirá. filhos de Israel, e de suas transgres­
5 E da congregação dos filhos de sões segundo todos seus pecados: e
Israel tomará dous cabroens das ca­ assi fará á Tenda do ajuntamento,
bras para expiaçaõ do pecado, e hum que mora com elles no meyo de suas
carneiro para holocausto. immundicias.
6 Despois Aaron offerecerá o no­ 17 E nenhum homem estará na
vilho da expiaçaõ, que será para elle; Tenda do ajuntamento, quando elle
e fará propiciaçaõ por si e por sua entrar a fazer propiciaçaõ no Sanc­
casa. tuario, até que elle sahir: assi fará
7 Também tomará ambos os ca­ propiciaçaõ por si mesmo, e por sua ca­
broens, e os porá perante a face de sa, e por toda a congregaçaõ de Israel.
Jehovah, á porta da Tenda do ajun­ 18 Entaõ sahirá ao altar, que está
tamento. perante a face de Jehovah, e fará
8 E Aaron lançará sortes sobre os propiciaçaõ por elle; e tomará do
dous cabroens: a huã sorte por Je­ sangue do novilho, e do sangue do
hovah, e a outra sorte polo cabraõ cabraõ, e o porá sobre os cornos do
enviado. altar ao redor.
( LEVITICO. Cap. XVI. XVII. 121
19 E daquelle sangue espargirá so­ 31 Sabado de descanço vos será, e
bre elle com seu dedo sete vezes, e o afligireis vossas almas: isto lie esta­
purifacará das immundicias dos filhos tuto perpetuo.
de Israel, e o sanctificará. 32 E o sacerdote, que for ungido,
20 Avendo pois acabado de expiar e cuja maõ for chea, pera administrar
ao Sanctuario, e a Tenda do ajunta­ o sacerdócio em lugar de seu pae, fa­
mento, e a o altar; entaõ fará chegar rá a propiciaçaõ; avendo vestido os
a o cabraõ vivo. vestidos de linho, os vestidos sanc-
21 E Aaron porá ambas suas maõs tos.
sobre a cabeça do cabraõ vivo, e so­ 33 Assi expiará a o sancto Sanc-
bre elle confessará todas as iniquida­ tuario; também expiará a Tenda do
des dos filhos de Israel, e todas suas ajuntamento e a o altar: semelhante­
transgressões segundo todos seus pe­ mente fará propiciaçaõ polos sacer­
cados : e os porá sobre a cabeça do dotes, e por todo o povo da congre­
cabraõ, e envialoha a o deserto pela gação.
maõ de hum varaõ aparelhado. 34 E isto vos será por estatuto
22 Assi aquelle cabraõ levará sobre perpetuo, pera fazer propiciaçaõ po­
si todas as iniquidades delles á terra los filhos de Jsrael de todos seus pe­
apartada; e enviará o cabraõ ao de­ cados, huã vez no anno : E fez Aaron,
serto. como Jehovah mandára a Moyses.
23 Despois Aaron virá á Tenda do
ajuntamento, e despirá os vestidos de CAPITULO XVII.
linho, que avia vestido, quando en­ ALLOU mais Jehovah a Moy­
trava no Sanctuario ; e ali os deixará.
24 E banhará sua carne cora agoa
F ses, dizendo:
2 Falia a Aaron e a seus filhos, e a
no lugar sancto, e vestirá seus vesti­ todos os filhos de Israel, e dizelhes:
dos : entaõ sahirá, e preparará seu esta he a palavra que Jehovah man­
holocausto, e o holocausto do povo, dou, dizendo:
e fará propiciaçaõ por si epolo povo. 3 Qualquer varaõ da casa de Israel,
25 Também acenderá o cebo da que degolar boy, ou cordeiro, ou ca­
expiaçaõ do pecado sobre o altar. bra, no arrayal, ou quem os degolar
26 E o que ouver levado a o ca­ fora do arrayal.
braõ (que era cabraõ enviado), lava­ 4 E os naõ trouxer á porta da
rá seus vestidos, e banhará sua carne Tenda do ajuntamento, pera offerecer
com agoa; e despois entrará no ar­ ofterta a Jehovah diante do Taber­
rayal. náculo de Jehovah: a o tal varaõ
27 Mas o novilho da expiaçaõ e o será imputado o sangue, derramou
cabraõ da expiaçaõ do pecado, cujo sangue; poloque tal varaõ será des-
sangue foi metido pera fazer propi­ arreigado de seu povo.
ciaçaõ no Sanctuario, será levado fo­ 5 Paraque os filhos de Israel, tra­
ra do arrayal: porem suas peles, sua zendo seus sacrifícios, que sacrificaõ
carne, e seu esterco queimaráõ com sobre a face do campo, os tragaõ a
fogo. Jehovah, á porta da Tenda do ajun­
28 E aquelle que os queimar, lava­ tamento ao sacerdote, e os sacrifiquem
rá seus vestidos, e banhará sua carne por sacrifícios gratificos a Jehovah.
com agoa; e despois entrará no ar­ 6 E o sacerdote espargirá o san­
rayal. gue sobre o altar de Jehovah á por­
29 E isto vos será por estatuto ta da Tenda do ajuntamento, e acen­
perpetuo: no sétimo mes, a os dez derá o cebo em perfume de suave
do mes afligireis vossas almas, e ne- cheiro a Jehovah.
nhuã obra fareis ; nem o natural, nem 7 E nunca mais sacrificarão seus
o estrangeiro, queperegrina entre vos. socrificios a os demonios, após que
30 Porque naquelle dia fará propi­ fornicaõ: isto será lhes por estatuto
ciaçaõ por vos, pera purificarvos: e perpetuo em suas geraçoés.
sereis purificados de todos vossos pe­ 8 Dizelhes pois: qualquer varaõ da
cados perante a face de Jehovah. casa de Israel e dos estrangeiros, que
122 LEV1TIC0. Cap. XVII. XVIII.
peregrinaô entre vosoutros, que offe- 5 Portanto meus estatutos e meus
recer holocausto ou sacrifício. direitos guardareis ; os quaes fazendo
9 E naõ o trouxer á porta da Ten­ o homem, viverá por elles : Eu sou
da do ajuntamento, pera aparelhalo a Jeiiovah.
Jeiiovah ; o tal varaõ será desarei- 6 Nenhum varaõ se achegará a al-
gado de seus povos. guã parenta de sua carne, pera descu-
10 E qualquer varaõ da casa de brir as vergonhas: Eu sou Jeiiovah.
Israel e dos estrangeiros, que pere- 7 Naõ descubrirás as vergonhas de
grinaõ entre elles, que comer algum teu pae, e as vergonhas de tua mae:
sangue; contra aquella alma, que co­ tua mae he; naõ descubrirás suas
mer sangue, eu porei minha face, e a vergonhas.
desarreigarei de seu povo. 8 Naõ descubrirás as vergonhas da
11 Porque a alma da carne está no mulher de teu pae : as vergonhas de
sangue; poloque volo tenho dado so­ teu pae saõ.
bre o altar, pera fazer propiciação por 9 As vergonhas de tua irmaã, filha
vossas almas : porquanto he o sangue, de teu pae, ou filha de tua mae, na-
que fará propiciação pola alma. cida em casa, ou fora da casa; suas
12 Portanto tenho dito a os filhos vergonhas naõ descubrirás.
de Israel: nenhuã alma de vosoutros 10 As vergonhas da filha de teu
comerá sangue; nem o estrangeiro, que filho, ou da filha de tua filha; suas
peregrina entre vos, comerá sangue. vergonhas naõ descubrirás: porque
13 Também qualquer varaõ dos fi­ tuas vergonhas saõ.
lhos de Israel, e dos estrangeiros, que 11 As vergonhas da filha da mu­
peregrinaô entre elles, que caçar ca­ lher de teu pae, gerada de teu pae.
ça de animal ou de ave, que se come; (tua irmaã he) suas vergonhas naõ
derramqrá seu sangue, e o cubrirá descubrirás.
com pó. 12 As vergonhas da irmaã de teu
11 Porquanto he a alma de toda pae naõ descubrirás ; parenta de teu
carne; seu sangue he por sua alma : pae he.
por isso tenho dito a os filhos de Is­ 13 As vergonhas da irmaã de tua
rael ; naõ comereis o sangue de ne­ mae naõ descubrirás; pois parenta de
nhuã carne: porque a alma de toda tua mae he.
carne he seu sangue ; qualquer que o 14 As vergonhas do irmaõ de teu
comer, será desarreigado. pae naõ descubrirás : naõ chegarás a
15 E toda alma entre os naturaes, sua mulher : tua tia he.
ou entre os estrangeiros, que comer 15 As vergonhas de tua nora naõ
corpo morto ou despedaçado ; lavará descubrirás: mulher de teu filho he :
seus vestidos, e se banhará com agoa, naõ descubrirás suas vergonhas.
e será immunda até a tarde ; despois 16 As vergonhas da mulher de teu
será limpa. irmaõ naõ descubrirás; as vergonhas
16 Mas se os naõ lavar, nem ba­ de teu irmaõ saõ.
nhar sua carne, levará sua iniquidade. 17 As vergonhas de huã mulher e
tle sua filha naõ descubrirás: naõ to­
CAPÍTULO XVIII. maras a filha de seu filho, nem a fi­
ALLOU mais Jeiiovah a Moy- lha de sua filha, pera descubrir suas
ses, dizendo : vergonhas; parentassaõ: maldadehe.
2 Falia a os filhos de Israel, e di- 18 E naõ tomarás huã mulher com
zelhes: Eu sou Jehovaii vosso Deus. sua irmaã, pera affiigila, descobrindo
3 Naõ fareis segundo as obras da suas vergonhas com ella em sua vida.
terra de Egypto, em que habitastes; 19 E naõ chegarás á mulher na se-
nem fareis segundo as obras da terra paraçaõ de sua immundicia, pera des­
de Canaan, na qual eu vos meto; nem cubrir suas vergonhas.
andareis ein sAis estatutos. 20 Nem te deitarás com a mulher
■1 Meus direitos fareis, e meus es­ de teu proximo para ajuntamento de
tatutos guardareis, pera andar nelles: semente, pera te contaminar com
Eu sou Jeiiovah vosso Deus. ella.
LEVITICO. Cap. XVIII. XIX. 123
21 E de tua semente naõ darás, 5 E quando sacrificardes sacrifício
pera fazer passai- pelo fogo perante gratifico a Jehovah, de vossa pró­
Molech ; e naõ profanarás o nome de pria vontade o sacrificareis.
teu Deus : Eu sou Jeiiovah. 6 No dia em que sacrificardes, e a
22 Com macho te naõ deitarás com o dia seguinte se comerá; mas o que
cohabitaçaõ de mulher : abominaçaõ sobejar a o terceiro dia, será queima­
he. do com fogo.
23 Nem te deitarás com hum ani­ 7 E se a o terceiro dia comendo
mal, pera te contaminar com elle: for comido; cousa abominável he,
nem a mulher se porá perante hum naõ será aceitado.
animal, pera ajuntarse com elle; mi­ 8 E qualquer que o comer, levará
stura abominável he. sua iniquidade, porquanto profanou a
24 Com nenhuã destas cousas vos sanctidade de Jeiiovah ; por isso tal
contamineis: porque em todas estas alma será desarreigada de seus povos.
cousas se contamináraõ as gentes, que 9 Quando também segardes a sega
eu lanço fora de diante de vossa face. de vossa terra, a o canto de teu cam­
25 Poloque a terra está contami­ po naõ segarás totalmente, nem espi­
nada, e eu sobre ella visito sua ini­ gas colherás de tua sega.
quidade ; e a terra vomita seus mora­ 10 Semelhantemente naõ rabisca­
dores. rás tua vinha, nem colherás os bagos
26 Porem vosoutros guardareis me­ caidos de tua vinha : os deixarás a o
us estatutos e meus direitos, e nenhuã pobre e a o estrangeiro; Eu sou Je­
destas abominaçoês fareis, nem o na­ iiovah vosso Deus.
tural, nem o estrangeiro, que peregri­ 11 Naõ furtareis, nem mentireis,
na entre vos. nem usareis de falsidade cadahum
27 Porque todas estas abominaçoês com seu proximo.
fizeraõ os homens desta terra, que 12 Nem falsamente jurareis por
nella estavaõ antes de vos ; e a terra meu nome; pois profanarias o nome
foi contaminada. de teu Deus : Eu sou Jeiiovah.
28 Paraque a terra vos naõ vomite, 15 Naõ oprimirás a teu proximo,
avendo a contaminado; como vomi­ nem o roubarás: o jornal do jorna­
tou a gente, que nella estava antes de leiro com tigo naõ trasnoitará até a
vos. manhaã.
29 Porem qualquer que fizer alguu 14 Naõ maldirás a o surdo, nem
destas abominaçoês ; as almas, que as porás tropeço perante a face do ce­
fizerem, seraõ desarreigadas de seu go ; mas terás temor de teu Deus;
povo. Eu sou Jehovah.
30 Portanto guardareis meu man­ 15 Naõ fareis perversidade no jui-
dado, naõ fazendo algum dos estatu­ zo ; naõ aceitarás a face do pequeno,
tos abomináveis, que se fizeraõ antes nem respeitarás a face do grande ;
de vos, e naõ vos contamineis com com justiça julgarás a teu proximo.
elles; Eu sou Jeiiovah vosso Deus. 16 Naõ andarás como mexerique­
iro entre teus povos : naõ te porás
CAPITULO XIX. contra o sangue de teu proximo: Eu
ALLOU mais Jehovaii a Mov- sou Jehovah.
ses, dizendo: 17 Naõ aborrecerás a teu irmão
2 baila a toda a congregaçaõ dos em teu coraçaõ: reprendendo re-
filhos de Israel, e dizelhes: Sanctos prenderás a teu proximo, e nelle naõ
sereis; porque Eu Jeiiovaii vosso soportarás o pecado.
Deus sou sancto. 18 Naõ te vingarás, nem guardarás
3 Cadahum temerá a sua mae c a ira contra os filhos de teu povo; mas
seu pae, e guardará meus sabados: amarás a teu proximo como a ty mes­
Eu sou Jeiiovah vosso Deus. mo : Eu sou Jeiiovaii.
4 Naõ vos virareis a os idolos, nem 19 Meus estatutos guardareis: a
vos fareis Deuses de fundição: Eu teus animaes de difterente especie naõ
sou Jeiiovah vosso Deus. deixarás ajuntar para mistura: em
124 LEVITICO. Cap. XIX. XX.
teu campo naõ semearás semente de 34. Como hum natural de vosou­
mistura: e vestido de misturas de tros será entre vos o estrangeiro, que
diversa estofa naõ subirá sobre ty. peregrina com vosco: amalohas co­
20 E quando hum varaõ com ajun­ mo a ty mesmo; pois estrangeiros
tamento de semente se deitar com fostes na terra de Egypto: Eu sou
huã mulher, que for serva despreza­ Jehovah vosso Deus.
da do varaõ, e naõ for resgatada, nem 35 Naõ fareis perversidade no juí­
lhe se ouver dado liberdade; entaõ zo, com vara, com peso, ou com me­
serão açoutados, naõ morreraõ ; pois dida.
naõ foi libertada. 36 Balanças justas, pedras justas,
21 E por expiaçaõ de sua culpa Epha justa, e Hin justo tereis : Eu
trará a Jeiiovah á porta da Tenda sou Jehovah vosso Deus, que vos
do ajuntamento hum carneiro da ex­ tirei da terra de Egypto.
piaçaõ. 37 Poloque guardareis todos meus
22 E com o carneiro da expiaçaõ estatutos, e todos meus direitos, e os
da culpa o sacerdote fará propiciaçaõ fareis; Eu sou Jehovah.
por elle perante a face de Jehovah
por seu pecado que pecou; e seu pe­ CAPITULO XX.
cado que pecou, lhe será perdoado. ALLOU mais Jehovah a Moy-
23 E quando ouverdes entrado na
terra, e plantardes toda arvore de co­
F ses, dizendo;
2 Também dirás a os filhos de Is­
mer, circuncidareis o prepucio de seu rael : qualquer que dos filhos de Is­
fruito; tres annos vos será incircun- rael, ou dos estrangeiros, que pere-
cisa; delia se naõ comerá. grinaõ em Israel, der de sua semente
24< Porem no quarto anno todo a o Molech, morrendo morrerá : o po­
seu fruito será sanctidade de louvores vo da terra o apedrejará com pedras.
a Jehovah. 3 E eu porei minha face contra o
25 E no quinto anno comereis seu tal varaõ, e o desarreigarei do meyo
fruito, peraque vos faça crerer sua de seu povo, porquanto deu de sua
novidade: Eu sou Jehovah vosso semente a o Molech; pera contami­
Deus. nar meu Sanctuario, e profanar meu
26 Naõ comereis com sangue; naõ sancto nome.
agourareis, nem adevinhareis. 4 E se o povo da terra escondendo
27 Naõ trosquiareis os cantos de esconder seus olhos daquelle varaõ,
vossa cabeça a o redor; nem danarás que ouver dado de sua semente a o
a ponta de tua barba. Molech ; assi que o naõ matem :
28 Por hum corpo morto naõ fa­ 5 Entaõ eu porei minha face con­
reis rasgadura em vossa carne; nem tra aquelle varaõ e contra sua familia;
fareis em vosoutros algum escrito de e o desarreigarei do meyo de seu po­
picadura : Eu sou Jehovah. vo com todos os que fornicaõ após
29 Naõ contaminarás a tua filha, elle, fornicando após Molech.
fazendo a fornicar; paraque a terra 6 Quando huã alma se virar a os
naõ fornique, e se encha de maldade. adevinhadores e encantadores, pera
30 Meus Sabados guardareis, e fornicar após elles ; porei minha face
meu Sanctuario reverenciareis : Eu contra aquella alma, e a desarreigarei
sou Jehovah. do meyo de seu povo.
31 Naõ vos virareis a os adevinha- 7 Portanto sanctificae vos, e sede
dores e a os encantadores; naõ os sanctos: pois Eu sou Jehovaii vosso
busqueis, contaminando vos com el- Deus.
les : Eu sou Jehovah vosso Deus. 8 E guardae meus estatutos, e os
32 Diante das caãs te levantarás, e fazei: Èu sou Jehovaii, que vos
honrarás a face do velho; e terás te­ sanctifico.
mor de teu Deus: Eu sou Jehovaii. 9 Quando hum varaõ maldisser a
33 E quando o estrangeiro pere­ seu pae ou a sua mae, morrendo mor­
grinar comtigo em vossa terra, naõ o rerá ; maldisse a seu pae ou a sua
oprimireis. mae; seu sangue he sobre elle.
LEVITICO. Gap. XX. XXI. 125
10 Também o varaõ que adulterar mulher de seu irmaõ, immundiciahe:
com a mulher de outro, avendo adul­ as vergonhas de seu irmaõ descubrio;
terado com a mulher de seuproximo, sem filhos ficaráõ.
morrendo morrerá, o adultero e a 22 Guardae pois todos meus esta­
adultera. tutos e todos meus direitos, e os fa­
11 E o varaõ que se deitar com a zei: paraque vos naõ vomite a terra,
mulher de seu pae, descubrio as ver­ naqual eu vos meto, pera habitar
gonhas de seu pae: ambos morrendo nella.
morreráõ; seu sangue he sobre elles. 23 E naõ andeis em os estatutos
12 Semelhantemente quando hum da gente, que eu lanço fora diante de
varaõ se deitar com sua nora, ambos vossa face; porque fizeraõ todas estas
morrendo morreráõ : fizeraõ mistura cousas : portanto me enfadei delles.
abominável; seu sangue he sobre elles. 24 E a vosoutros tenho dito: em
13 Quando também hum varaõ se herança possuireis sua terra; e eu a
deitar com outro varaõ, como com a darei a vosoutros, pera possuila enr
mulher; ambos fizeraõ abominaçaõ : herança, terra que mana leite e mel:
morrendo morreráõ; seu sangue he Eu sou Jeiiovah vosso Deus, que
sobre elles. vos separei dos povos.
14 E quando hum varaõ tomar huô 25 Fareis pois differença entre os
mulher e sua mae, maldade he : a animaes limpos e immundos, e entre
elle e a ellas queimaráõ com fogo: as aves immundas e as limpas ; e vos­
paraque naõ aja maldade entre vos­ sas almas naõ fareis abomináveis em
outros. os animaes, e em as aves, e em tudo
15 Quando também hum varaõ se que anda de peito sobre a terra ; as
deitar com hum animal, morrendo quaes cousas apartei de vos, pera te­
morrerá; e matareis o animal. ias por immundas.
16 Também a mulher, que se che­ 26 E sermeheis sanctos; porque
gar a algum animal, pera ter ajunta­ Eu Jehovaii sou sancto: e separei
mento com elle; a aquella mulher vos dos povos, pera ser meus.
matarás com o animal ; morrendo 27 Quando pois algum homem ou
morreráõ ; seu sangue he sobre elles. mulher em si tiver hum espirito ad-
1" E quando hum varaõ tomar sua vinhante, ou for encantador, morren­
irmaã, filha de seu pae, ou filha de do morreráõ: com pedras apedrejar-
sua mae; eelle vir as vergonhas dei- sehaõ ; seu sangue fie sobre elles.
la, e ella vir as suas; torpeza he: por
tanto seráõ desarreigados perante os CAPITULO XXI.
olhos dos filhos de seu povo : descu­ ESPOIS disse Jehovah a Moy-
brio as vergonhas de sua irmaã, leva­ ses: Falia a os sacerdotes, filhos
rá sua iniquidade. de diaron, e dizelhes ; o sacerdote naõ
IS E quando hum varaõ se deitar se contaminará por hum morto em
com huã mulher, que tem sua enfer­ seus povos.
midade, e descubrir suas vergonhas, 2 Salvo por seu parente, mais che­
descubrindo sua fonte; e ella descu­ gado a elle: por sua mae, e por seu
brir a fronte de seu sangue; ambos pae, e por seu filho, e por sua filha, e
seráõ desarreigados do meyo de seu por seu irmaõ.
povo. 3 E por sua irmaã virgem, chega­
19 Também as vergonhas da irmaã da a elle, que ainda naõ teve varaõ:
de tua mae, e da irmaã de teu pae por ella se contaminará.
naõ descubrirás: porquanto descu­ 4 Naõ se contaminará por mayoral
brio sua parenta, levaráõ sua iniqui­ entre seus povos, pera se profanar.
dade. 5 Naõ faráõ calva em sua cabeça,
20 Quando também hum varaõ se e naõ rapará ' a ponta de sua barba;
deitar com sua tia, descubrio as ver­ nem cortaráõ cortadura em sua carne.
gonhas de seu tio: seu pecado leva­ 6 Sanctos seráõ a seu Deus, e naõ
ráõ; sem filhos morreráõ. profanarão o nome de seu Deus ;
21 E quando hum varaõ tomar a porque offerecem as offertas acendi-
126 LEVITICO. Cap. XXI. XXII.
das de Jehovah, o paõ de seu Deus: offertas acendidas de Jehovah : falta
portanto seráõ sanctos. nelle ha; naõ se chegará a offerecer o
7 Naõ tomaráõ mulher que he sol­ paõ de seu Deus.
teira ou infame; nem tomaráõ mulher 22 O paõ de seu Deus das sancti-
repudiada de seu marido; pois sancto dades de sanctidades, e das cousas
lie a seu Deus. sanctas poderá comer.
8 Portanto o sanctificarás, por­ 23 Porem até o veo naõ entrará,
quanto offerece o paõ de teu Deus: nem se chegará a o altar, porquanto
sancto será a ty, pois Eu sou sancto, falta ha nelle: paraque naõ profane
Jehovah que vos sanctifica. meus sanctuarios; porque Eu sou
9 E quando a filha de hum sacer­ Jehovah, que os sanctifica.
dote começar a fornicar, profana a 24 E Moyses fallou isto a Aaron,
seu pae; com fogo será queimada. e a seus filhos, e a todos os filhos de
10 E o summo Pontífice entre se­ Israel.
us irmaõs, sobre cuja cabeça foi der­
ramado o azeite da unçaõ, e cuja maõ CAPITULO XXII.
se encheo, pera vestir os vestidos, naõ ESPOIS fallou Jehovah aMoy-
descubrirá sua cabeça, nem rasgará
seus vestidos.
D ses, dizendo:
2 Dize a Aaron e a seus filhos, que
11 E naõ virá a nenhum corpo se apartem das cousas sanctas dos fi­
morto; nem por seu pae, ou por sua lhos de Israel, que a my me sanctifi-
mae se contaminará. caõ ; paraque naõ profanem o nome
12 Nem sahirá do Sanctuario, pa- de minha sanctidade : Eu sou Jeho­
raque naõ profane o Sanctuario de vah.
seu Deus; pois a coroa do azeite da 3 Dizelhes : todo varaõ, que entre
unçaõ de seu Deus está sobre elle; vossas gerações de toda vossa semente
Eu sou Jehovah. se chegar ás cousas sanctas, que os
13 E elle tomará mulher era sua filhos de Israel sanctificaõ a Jeho­
virginidade. vah, tendo sobre si sua immundi-
14 Viuva, ou repudiada, ou profa­ cia; aquella alma será desarreigada de
nada solteira, estas naõ tomará: mas diante de minha face. Eu sou Je-
virgem de seus povos tomará por mu­ iiovah.
lher. 4 Ninguém da semente de Aaron,
15 E naõ profanará sua semente que for leproso, ou tiver fluxo, come­
entre seus povos; porque Eu sou Je­ ra das cousas sanctas, até que seja
hovah, que o sanctifica. limpo : como também o que tocar al­
16 Fallou mais Jehovah a Moy- guã cousa immunda de corpo morto ;
ses, dizendo: ou aquelle do que sahir a semente do
17 Falia a Aaron, dizendo : nin­ ajuntamento.
guém de tua semente em suas gera­ 5 Ou qualquer que tocar a algum
ções, em quem ouver alguã falta, se reptil, poloque se fez immundo, ou a
chegará a offerecer o paõ de seu Deus. algum homem, poloque se fez immun­
18 Pois nenhum varaõ, em quem do, segundo toda sua immundicia.
ouver alguã falta, se chegará: corno 6 O homem que o tocar, será im­
varaõ cego, ou coxo, ou curto, ou mundo até a tarde; e naõ comerá
comprido de membros. das cousas sanctas, mas banhará sua
19 Ou varaõ, em quem ouver que­ carne com agoa.
bradura de pé, ou quebradura de 7 E Avendo se o sol ja posto, en-
maõ. taõ será limpo; e despois comerá das
20 Ou corcovado, ou anaõ, ou que cousas sanctas ; porque este he seu
tiver tea em seu olho, ou sarna, ou paõ.
empigens ; ou que tiver companham 8O corpo morto e o despedaçado
quebrado. naõ comerá, pera se nelle contami­
21 Nenhum varaõ da semente de nar: Eu sou Jehovah.
Aaron o sacerdote, em quem ouver 9Guardaráõ pois meu mandado,
alguã falta, se chegará a offerecer as paraque por isso naõ levem pecado, e
LEVITICO. Cap. XXII. XXIII. 127
morraõ nelle, avendo as profanado: cereis a Jehovah, e delles naõ po­
Eu sou Jehovah que os sanctifica. reis offerta acendida a Jehovah sobre
10 Também nenhum estranho co­ o altar.
merá das cousas sanctas : nem o alu­ 23 Porem boy ou gado miudo, com­
gador do sacerdote, nem o jornaleiro prido ou curto de membros, poderás
comeráõ das cousas sanctas. offerecer por offerta voluntária; mas
11 Mas quando o sacerdote com­ por voto naõ será aceito.
prar alguã alma por seu dinheiro, a- 24 O machucado, ou moido, ou
quella comerá delias; e o nacido em despedaçado, ou cortado, naõ offere-
sua casa, estes comeráõ de seu paò. cereis a Jehovah : naõ fareis isto em
12 E quando a filha do sacerdote vossa terra.
se casar com varaõ estranho, ella naõ 25 Também da maõ do estrangeiro
comerá da offerta movediça das cou­ nenhum manjar oflerecereis a vosso
sas sanctas. Deus de todas estas cousas; pois sua
13 Mas quando a filha do sacer­ corrupção estánellas; falta nellasha:
dote for viuva ou repudiada, e naõ naõ seraõ aceitas por vosoutros.
tiver semente, e se ouver tornado á 26 Fallou mais Jehovah a Moy-
casa de seu pae como em sua moci­ ses, dizendo:
dade, do paõ de seu pae comerá; mas 27 Quando nacer o boy, ou cor­
nenhum estranho comerá delle. deiro, ou cabra, sete dias estará de­
14 E quando alguém por erro co­ baixo de sua mae; despois desdo dia
mer a cousa sancta, sobre ella acre- oitavo e a diante será aceito por of­
centará seu quinto, e o dará a o sa­ ferta acendida a Jehovah.
cerdote com a cousa sancta. 28 Também boy ou gado miudo, a
15 Assi naõ profanarão as cousas elle e a seu filho naõ degolareis em
sanctas dos filhos de Israel, que offe- hum dia.
recéraõ a Jehovah. 29 E quando sacrificardes sacrifício
16 Nem os faráõ levar a iniquidade de louvores a Jehovah ; o sacrifica­
da culpa, comendo suas cousas sanc­ reis de vòssa vontade.
tas ; pois Eu sou Jehovah, que os 30 No mesmo dia se comerá; nada
sanctifica. deixareis ficar até a manhaã: Eu sou
17 Fallou mais Jehovah a Moy- Jehovah.
ses, dizendo: 31 Poloque guardareis meus man­
18 Falia a Aaron, e a seus filhos, damentos, e os fareis: Eu sou Je­
e a todos os filhos de Israel, e dize- hovah.
lhes : qualquer que da casa de Israel, 32 E naõ profanareis meu sancto
e dos estrangeiros em Israel ofierecer nome, paraque eu seja sanctificado no
sua offerta segundo todos seus votos, meyo dos filhos de Israel: Eu sou
e segundo todas suas offertas volun­ Jehovah, que vos sanctifico:
tárias, que offerecerem a Jeiiovaii 33 Que vos tirei da terra de E-
em holocausto: gypto, pera ser vosso Deus : Eu sou
19 De vossa vontade será ; macho Jehovah.
inteiro das vacas, dos cordeiros, ou
das cabras. CAPITULO XXIII.
20 Nenhuã cousa, em que aja falta, ESPOIS fallou Jehovah aMoy-
otFerecereis ; porque nal seria aceita ses, dizendo:
por vosoutros. 2 Falia a os filhos de Israel, e di-
21 E quando alguém offerecer sa­ zellies: as solenidades de Jehovah,
crifício gratifico a Jehovah, sepa­ que apregoareis, seráõ sanctas con-
rando das vacas ou das ovelhas hum vocaçoês : estas saõ minhas soleni­
voto, ou offerta voluntária; inteiro dades :
será, peraque seja aceito; nenhuã 3 Seis dias se fará a obra, mas a
falta averá nelle. o sétimo dia será o Sabado do des-
22 O cego, ou quebrado, ou aley- canço, sancta convocaçaõ; nenhuã
ado, ou verruguento, ou sarnoso, ou obra fareis ; Sababo de Jehovah he
cheo de empigens; estes naõ oflère- em todas vossas habitações.
128 . LEVITICO. Cap. XXIII.
4 Estas saõ as solenidades de Je- das se cozeráõ: primicias saõ a Je-
hovah, as sanctas convocaçoés, que hovah.
apregoareis a seu tempo determinado. 18 Também com o paõ offerecereis
5 No mes primeiro, a os catorze sete cordeiros inteiros de hum anno.
do mes, entre as duas tardes, a Pas- e hum novilho, filho de vaca, e dous
coa deJehovah he. carneiros : holocausto seraõ a Jeho­
6 E a os quinze dias deste mes he vah, com sua offerta de manjares, e
a festa dos ázimos de Jehovah : sete seus derramamentos, por offerta a-
dias comereis ázimos. cendida de suave cheiro a Jehovah.
7 No primeiro dia tereis sancta 19 Também preparareis hum ca-
convocaçaõ: nenhuã obra servil fa­ braõ das cabras para expiaçaõ do pe­
reis. cado, e dous cordeiros de hum anno
8 Mas sete dias offerecereis offerta por sacrifício gratifico.
acendida a Jehovah : a o sétimo dia 20 Entaõ o sacerdote os moverá
averá sancta convocaçaõ; nenhuã o- com o paõ das primicias por offerta
bra servil fareis. movediça perante a face de Jehovah,
9 E fallou Jehovah a Movses, com os dous cordeiros : sanctidade se­
dizendo: raõ a Jehovah para o sacerdote.
10 Falia a os filho» de Israel; e 21 E naquelle mesmo dia aprego­
dizelhes : quando ouverdes entrado areis, que tereis sancta convocaçaõ :
na terra, que vos hei de dar, e segar­ nenhuã obra servil fareis: estatuto
des sua sega; entaõ trareis hum ma- perpetuo he em todas vossas habita­
nolho das primicias de vossa sega a o ções por vossas gerações.
sacerdote. 22 E quando segardes a sega de
11 E elle moverá o manolho per­ vossa terra, segando naõ acabarás de
ante a face de Jehovah, paraque se­ segar o canto de teu campo, nem co­
jais aceitos: a o seguinte dia do Sa- lherás as espigas caidas de tua sega:
bado o moverá o sacerdote. para o pobre e para o estrangeiro as
12 E a o dia, em que moverdes o deixarás; Eu sou Jehovah vosso
manolho, preparareis hum cordeiro Deus.
inteiro de hum anno em holocausto a 23 E fallou Jehovah a Moyses,
Jehovah. dizendo:
13 E sua offerta de manjares, duas 24 Falia a os filhos de Israel, di­
dezimas de flor de farinha, amassada zendo : no mes sétimo, a o primeiro
com azeite, para offerta acendida em do mes tereis descanço, a memória da
suave cheiro a Jehovah, e seu der­ jubilaçaõ, huã sancta convocaçaõ.
ramamento de vinho, o quarto de hum 25 Nenhuã obra servil fareis : mas
Hin. offerecereis offerta acendida a Jeho­
14 E naô comereis paõ, nem trigo vah.
tostado, nem espigas verdes, até a- 26 Fallou mais Jehovah a Moy­
quelle mesmo dia, que trouxerdes a ses, dizendo:
offerta de vosso Deus : estatuto per­ 27 Mas a os dez deste mes sétimo
petuo he por vossas gerações, em to­ será o dia da propiciaçaõ ; tereis
das vossas habitações. sancta convocaçaõ: entaõ affligireis
15 Despois para vos contareis des- vossas almas, e offerecereis offerta a-
do dia seguinte do Sabado, desdo dia cendida a Jehovah.
que trouxerdes o manolho da offerta 28 E naquelle mesmo dia nenhuã
movediça: sete semanas inteiras se- obra fareis: porque he o dia da recon­
ráõ. ciliação, pera fazer propiciaçaõ por
16 Até o dia seguinte do sétimo vos perante a face de Jehovah vosso
Sabado contareis cincoenta dias: en­ Deus.
taõ offerecereis nova offerta de man­ 29 Porque toda alma, que naquelle
jares a Jehovah. mesmo dia se naõ affligir, será corta­
17 De vossas habitações trareis da de seus povos.
dous paens movediços; de duas de­ 30 Também toda alma, que na­
zimas de flor de farinha seraõ, léva- quelle ntesmo dia fizer alguã obra, a
LEVITICO. Cap. XXIII. XXIV. 129
tal alma eu destruirei do raeyo de seu çoês, que eu fiz habitar os filhos de
povo. Israel em cabanas, quando os tirei da
31 Nenhuã obra fareis: estatuto terra de Egypto : Eu sou Jehovah
perpetuo he por vossas gerações em vosso Deus.
todas vossas habitações. 44 Assi pronunciou Moyses as so­
32 Sabado de descanço vos será ; lenidades de Jeiiovah a os filhos de
entaõ afligireis vossas almas : a os Israel.
nove do mes á tarde, de tarde até a
tarde celebrareis o vosso Sabado. CAPITULO XXIV.
33 E fallou Jehovah a Moyses, FALLOU Jehovah a Moyses,
dizendo: dizendo :
34 Falia a os filhos de Israel, di­ 2 Manda a os filhos de Israel, que
zendo : a os quinze dias deste mes sé­ te tragaõ azeite de oliveiras, puro
timo será a festa das Cabanas a Je­ raoido, para a luminaria, pera acender
iiovah por sete dias. as lampadas continuamente.
35 A o primeiro dia averá sancta 3 Aaron as concertará perante a
convocaçaõ : nenhuã obra servil fa­ face de Jehovah continuamente,des-
reis. da tarde até a manhaã fora do veo do
36 Sete dias ofíérecereis offertas testimunho na Tenda do ajuntamen­
acendidas a Jf.hovah : a o dia oita­ to : estatuto perpetuo he por vossas
vo tereis sancta convocaçaõ, e offere- gerações.
cereis offertas acendidas a Jeiiovah: 4 Sobre o castiçal puro concertará
dia de prohibiçaõ he, nenhuã obra as lampadas perante a face de Jeho­
servil fareis. vah continuamente.
37 Estas saÕ as solenidades de Je­ 5 Também tomarás flor de farinha,
iiovah, que apregoareis pera sanc- e delia cozerás doze bolos: cada bolo
tas convocaçoês, pera offerecer a será de duas dezimas.
Jehovah offerta acendida, holo­ 6 E os porás em duas ordens; seis
causto, e offerta de manjares, sacrifí­ em huã ordem sobre a mesa pura per­
cio, e derramamentos, cadaqual era ante a face de Jehovah.
seu dia, cada dia. 7 E sobre cada ordem porás en-
38 Alem dos Sabados de Jehovah, censo puro, que será para c paõ por
e alem de vossos dons, e alem de to­ offerta memorial: ofierta acendidahe
dos vossos votos, e alem de todas a Jeiiovah.
vossas offertas voluntárias, que dareis 8 Em cada dia de Sabado isto se
a Jeiiovah. ordenará perante a face de Jehovah
39 Porem a os quinze dias do mes continuamente, polos filhos de Israel
sétimo, quando ouverdes recolhido a por concerto perpetuo.
novidade da terra, celebrareis a festa 9 E será de Aaron e de seus filhos,
de Jehovah por sete dias; a o dia os quaes o comeráõ no lugar sancto:
primeiro averá descanço, e a o dia porque sanctidade de sanctidades he
oitavo averá descanço. para elle das offertas acendidas de
40 E a o primeiro dia para vos to­ Jehovah, por estatuto peípetuo.
mareis ramos de formosas arvores, 10 E sahio hum filhe de huã mu­
ramos de palmas, e ramos de arvores lher Israelita, o qual era filho de hum
espessas, com salgueiros de ribeiras ; varaõ Egypcio no meyo dos filhos de
evos alegrareis perante aface de Je­ Israel; e o filho da Israelita, e hum
iiovah vosso Deus por sete dias. varaõ Israelita porfiáraõ no arrayal.
41 E celebrareis esta festa a Je­ 11 Entaõ o filho da mulher Isra­
hovah por sete dias cada anno : es­ elita blasfemou o Novie, e maldisse;
tatuto perpetuo he por vossas gera­ poloque o trouxeraõ a Moyses: e o
ções ; no mes sétimo a celebrareis. nome de sua mae era Schelomith, fi­
42 Sete dias habitareis em caba­ lha de Dibri, datribu de Dan.
nas : todos os naturaes em Israel ha­ 12 E o leváraõ á prisaõ, até que
bitarão em cabanas. lhes fosse declarado pela boca de Je­
43 Faraque saibaõ vossas gera- hovah.
K
130 LEVITICO. Cap. XXIV. XXV.
13 E fallou Jehovah a Moyses, 6 Mas a novidade do Sabado da
dizendo: terra vos será por mantimento, a ty,
14 Tira a o blasfemo fora do ar- e a teu servo, e a tua serva, e a teu
rayal; e todos os que o ouvíraõ, po- jornaleiro, e a teu forasteiro, que pe-
raõ suas maõs sobre sua cabeça: en- regrinaõ com tigo.
taõ toda a congregaçaõ o apedrejará. 7 E a teu gado, e a teus animaes,
15 E a os filhos de Israel fallarás, que estaõ em tua terra, toda sua no­
dizendo: Qualquer que maldisser a vidade será por mantimento.
seu Deus, levará seu pecado. 8 Também te contarás sete sema­
16 E aquelleque blasfemar o No­ nas de annos, sete vezes sete annos ;
me de Jehovah, morrendo morrerá; de maneira que os dias das sete se­
toda a congregaçaõ apedrejando o a- manas de annos te seráõ quarenta e
pedrejará: assi o estrangeiro como o nove annos.
natural, blasfemando o Nome, será 9 Entaõ no mes sétimo, a os dez
matado. do mes farás passar a trombeta do ju­
17 E quem ferir de morte a alma bilo : no dia da propiciaçaõ fareis pas­
de hum homen ; morrendo morrerá. sar trombeta por toda vossa terra.
18 Mas quem ferir de morte hum 10 E sanctificareis o anno cinco-
animal; o restituirá, alma por alma. enta, e apregoareis liberdade na terra
19 Quando também alguém fizer a todos seus moradores : anno de ju-
sinal a seu proximo; como elle fez, bileo vos será, e tornareis cadaqual
assi lhe será feito: a sua possessão, e tornareis cadaqual
20 Quebradura por quebradura, a sua familia.
olho por olho, dente por dente: co­ 11 O anno cincoenta vos será ju-
nto elle fez sinal a algum homem, assi bileo : naõ semeareis, nem segareis o
lhe será feito. que nelle nacer de si mesmo, nem
21 Quem pois ferir de morte hum nelle vindimareis as uvas das separa­
animal; restituiloha: mas quem ferir ções.
de morte hum homem ; será matado. 12 Porque jubileo he, sancto vos
22 Hum mesmo direito tereis; assi será: a novidade do campo comereis.
será o estrangeiro como o natural; 13 Neste anno do jubileo tornareis
pois eu sou Jehovah vosso Deus. cadahum a sua possessão.
23 E disse Moyses a os filhos de 14 Poloque quando venderdes al-
Israel, que levassem a o blasfemo fo­ guã cousa de venda a vosso proximo,
ra do arrayal, e o apedrejassem com ou a comprardes da maõ de vosso
pedras: e fizeraõ os filhos de Israel proximo; ninguém oprima a seu ir-
como Jehovah mandara a Moyses. maõ
15 Conforme a o numero dos an­
CAPITULO XXV. nos desdo jubileo compraras de teu
ALLOU mais Jehovah a Moy­ proximo; e conforme a o numero dos
ses no monte de Sinai, dizendo: annos das novidades elle venderá a ty.
2 Falia aos filhos de Israel, e di- 16 Conforme á multidaõ dos an­
zelhes : quando ouverdes entrado na nos augmentarás seu preço; e con­
terra, que eu vos dou ; entaõ a terra forme a pouquidade dos annos dimi­
descansará hum Sabado a Jehovah. nuirás seu preço ; porque o numero
3 Seis annos semearás tua terra, das novidades elle te vende.
e seis annos podarás tua vinha, e co­ 17 Ninguém poÍ3 oprima a seu
lherás sua novidade. proximo; mas terás temor de teu
4 Porem a o sétimo anno averá Deus: porque Eu sou Jehovah vos­
Sabado de descanço para a terra, hum so Deus.
Sabado a Jehovah : naõ semearás 18 E fazei meus estatutos, e guar-
teu chaõ, nem podarás tua vinha. dae meus direitos, e os fazei: assi ha­
5 O que nacer de si mesmo de tua bitareis seguros sobre a terra.
sega, naõ segarás, e as uvas de tua 19 E a terra dará seu fruito, a co­
separaçaõ naõ vindimarás; anno de mereis a fartar, e nella habitareis se­
descanço será para a terra. gures.
LEVITICO. Cap. XXV. 131
20 E se disserdes: que comeremos os Levitas, entaõ a compra da casa e
a o anno sétimo ? eis que naõ avemos da cidade de sua possessão sahirá no
de semear, nem colher nossa novi­ jubileo: porque as casas das cidades
dade. dos Levitas saõ sua possessão no me-
21 Entaõ eu mandarei minha ben- yo dos filhos de Israel.
çaõ sobre vos a o seisto anno, pera- 34 Porem o campo do arrabalde de
que dé fruito por tres annos. suas cidades naõ se venderá; porque
22 E a o anno oitavo semeareis, e possessão perpetua he para elles.
comereis da novidade velha até o an­ 35 E quando teu irmaõ empobre­
no nono : até que venha sua novida­ cer, e sua maõ vanguejar comtigo,
de, comereis a velha. sostentalohas, também a o estrangeiro
23 Também a terra naõ se venderá e peregrino, paraque viva comtigo. ■
arremetadamente; porque a terra lie 36 Naõ tomarás delle onzena nem
minha: pois vosoutros sois estrangei­ ganho demasiado ; mas de teu Deus
ros e peregrinos comigo. terás temor, peraque teu irmaõ viva
24 Por tanto em toda a ferra de comtigo.
vossa possessão dareis resgate á terra. 37 Naõ daráslhe teu dinheiro a on­
25 Quando teu irmaõu empobre­ zena ; nem darás teu manjar a ganho
cer, e vender alguã cousa de sua pos­ demasiado.
sessa» ; entaõ virá seu resgatador, seu 38 Eu sou Jeiiovah vosso Deus,
parente, e resgatará o que vendeo que vos tirei da terra de Egypto, pe­
seu irmaõ. ra vos dar a terra de Canaan, pera
26 E se alguém naõ tiver resgata­ ser vosso Deus.
dor; porem sua maõ alcançar e achar 39 Quando também teu irmaõ em­
o que basta para seu resgate: pobrecer, estando comtigo, e vender
27 Entaõ contará os annos de sua se a ty; naõ o farás servir serviço de
venda, e o que ficar, restituirá a o escravo.
varaõ, a quem o vendeo ; e tornará a 40 Como jornaleiro, como foras­
sua possessão. teiro estará comtigo ; até o anno do
28 Mas se sua maõ naõ alcançar o jubileo te servirá.
que basta pera restituir lhe, entaõ o 41 Entonces sahirá de ty, elle e
vendido ficará na maõ do comprador seus filhos corh elle ; e tornará a sua
até o anno do jubileo: porem no anno familia, e á posstssaõ de seus paes
do jubileo sahirá, e elle tornará a sua tornará.
possessão. 42 Porque saõ meus servos, que
29 E quando alguém vender huã tirei da terra de Egypto: naõ seraõ
casa de habitaçaõ em cidade murada; vendidos, como se vendem os escra­
entaõ seu resgate será até que se cum­ vos.
pra o anno de sua venda; hum anno 43 Naõ te ensenhorearás delle com
inteiro será seu resgate. rigor; mas de teu Deus terás te­
30 Mas se, cumprindo se lhe hum mor.
anno inteiro, ainda naõ for resgata­ 44 Teu escravo ou tua escrava que
da; entaõ a casa, que estiver na ci­ tiveres, seraõ das gentes, que estaõ a
dade que tem muro, arrematadamente o redor de vosoutros ; delles compra­
ficará a o que a comprou, entre suas reis escravos e escravas.
gerações: naõ sahirá no jubileo. 45 Também os comprareis dos fi­
31 Mas as casas das aldeas, que lhos dos forasteiros, que peregrinaõ
naõ tem muro a o redor, seraõ esti­ entre vos, delles, e de suas gerações,
madas como o campo da terra : para que estiverem com vosco, que ouve-
ellas averá resgate, e sahiráõ no jubi­ rem gerado em vossa terra; e vos se­
leo. raõ por possessão.
32 Mas tocante as cidades dos Le­ 46 E vos poreis por possessores
vitas, as casas das cidades de sua pos­ sobre elles para vossos filhos despois
sessão ; os Levitas teráÕ resgate per­ de vos, pera herdar a possessão; per-
petuo. petuamente os fareis servir : mas so­
33 E avendose feito resgate entre bre vossos irmaõs os filhos de Israel;
K2
132 LEVITICO. Cap. XXV. XXVI.
cadahum sobre seu irmaõ, naõ se en- e guardardes meus mandamentos, e
Senhoreará sobre elle com rigor. os fizerdes.
■ 47 E quando a maõ do estrangeiro 4 Entaõ eu darei vossas chuvas a
e peregrino, que está comtigo, alcan­ seu tempo ; e a terra dará sua novi­
çar riqueza, e teu irmai”), que está com dade, e a arvore do campo dará seu
elle, empobrecer; e vender se a o es­ fruito.
trangeiro ou peregrino, que está com- 5 E a trilhadura vos chegará á vin­
tigo, ou á raça da linhagem do es­ dima, e a vindima chegará á semen­
trangeiro. teira ; e comereis vosso paõ a fartar,
48 Despois que se ouver vendido, e habitareis seguros em vossa terra.
averá resgate para elle ; hum de seus G Também darei paz na terra, e
irmaõs o resgatará. dormireis seguros, e naõ averá quem
49 Ou seu tio, ou o filho de seu tio vos espante: e farei cessar as más bes­
o resgatará ; ou hum dos chegados a tas da terra, e por vossa terra naõ
sua carne de sua familia o resgatará: passará espada.
ou se sua maõ alcançar riqueza, res­ 7 E perseguires a vossos inimigos,
gatará a si mesmo. e perante vossa face cahiráõ á espada.
50 E contará com aquelle que o 8 Cinco de vos perseguirão a cen­
comprou, desdo anno que se vendeo to, e cento de vos perseguiráõ á dez
a elle, até o anno do jubileo ; e o di­ mil; e vossos inimigos cahiráõ á es­
nheiro de sua venda será conforme pada perante vossa tace.
a o numero dos annos : conforme a 9 E a vos me tornarei, e vos farei,
os dias de hum jornaleiro será com fructificar, e vos multiplicarei, e con­
elle. firmarei meu concerto com vosco.
51 Se ainda muitos daquelles an­ 10 E comereis o velho envelheci­
nos faltarem; conforme a elles resti­ do ; e tirareis fora o velho por causa
tuirá seu resgate do dinheiro, polo do novo.
qual foi vendido : 11 E porei meu Tabernáculo no
52 E se ainda restarem poucos da­ meyo de vosoutros; e minha alma de
quelles annos até o anno do jubileo ; vos naõ se enfadará.
entaõ fará contas com elle: confor­ 12 E andarei no meyo de vosou­
me a seus annos restituirá seu res­ tros, e eu vos serei por Deus, e vos
gate. me sereis por povo
53 Como jornaleiro de anno por 13 Eu sou Jehovah vosso Deus,
anno estará com elle: naõ se ense- que vos tirei da terra dos Egypcios,
nhoreará sobre elle com rigor perante paraque naõ fosseis seus escravos : e
teus olhos. quebrantei os temoês de vosso jugo,
54 E se com isto se naõ resgatar, e vos fiz andar direitos.
sahirá no anno do jubileo, elle e seus 14 Mas se me naõ ouvirdes, e naõ
filhos com elle. fizerdes todos estes mandamentos :
55 Porque os filhos de Israel me 15 E se engeitardes meus estatu­
saõ servos; meus servos saÕ elles, que tos, e vossa alma se enfadar de meus
•tirei da terra de Egypto: Eu sou Je- direitos, naõ fazendo todos meus man­
hovaii vosso Deus damentos, pera invalidar meu con­
certo.
CAPITULO XXVI. 16 Entaõ eu também vos farei is­
AÕ fareis para vosoutros ído­ to : porei sobre vos terror, eteguida-
los ; nem vos levantareis imagem de, e febre quente, que consumaõ os
de vulto, nem estatua; nem poreis olhos, e atormentem a alma: e seme­
pedra figurada em vossa terra, pera areis debalde vossa semente, e vossos
inclinar vos a ella : porque Eu sou inimigos a comeráõ.
Jehovah vosso Deus. 17 E porei minha face contra vos­
2 Guardareis meus Sabados, e re­ outros, e sereis feridos perante a face
verenciareis meu Sanctuario: Eu sou de vossos inimigos ; e os que vos abor­
Jehovah. recem, de vos se ensenhorearáõ; e fu­
3 Se andardes em meus estatutos, gireis, naõ avendo quem vos persiga.
LEVITICO. Cap. XXVI. 133
18 E se ainda com estas cousas serto, e assolarei vossos sanctuarios ;
naõ me ouvirdes, entaõ eu prosegui- e naõ cheirarei vosso cheiro suave.
rei a castigar vos sete vezes mais por 32 E assolarei a terra de tal ma­
vossos pecados. neira, que se espantem disso vossos
19 Porque quebrantarei a soberba inimigos, que nella morarem.
de vossa força; e farei vosso ceo co­ 33 E vos espalharei entre as gen­
mo ferro, e vossa terra como metal. tes, e arrancarei espada após vos; e
20 E vosso poder se consumirá em vossa terra será assolada, e vossas ci­
vaõ; e vossa terra naõ dará sua novi­ dades seraõ deserto.
dade, e as arvores da terra naõ daráõ 34 Entaõ a terra folgará em seus
seu fruito. Sabados, todos os dias de sua assola-
21 E se andardes comigo a o en­ çaõ, e vosoutros estareis na terra de
contro, e naõ me quiserdes ouvir; a- vossos inimigos : entaõ a terra descan­
crecentarei sobre vos pancadas sete sará, e folgará em seus Sabados.
vezes mais conforme a vossos peca­ 35 Todos os dias da assolaçaÕ des­
dos. cansará ; porque naõ descansou em
22 Porque enviarei entre vos as vossos Sabados, quando habitáveis
bestas do campo, as quaes vos des- nella.
filharáõ, e desfaráõ vosso gado, e vos 36 E quanto a os que ficarem de
apoucaráõ ; e vossos caminhos seraõ vos, eu meterei tal covardia em seus
desertos. coraçoês nas terras de seus inimigos,
23 Se ainda com estas cousas me que o soido de huã folha movida os
naõ fordes assa? castigados, senaõ perseguirá, e fugiráõ como de fugida
ainda comig-o andardes a o encontro: da espada, e caliiraõ, naõ avcndo
24 Eu também com vosco andarei quem os perfiga.
a o encontro; e também vos ferirei 37 E cahiráõ huns sobre outros
sete vezes mais por causa de vossos como de diante da espada, naõ aven-
pecados. do quem os persiga ; e naõ podereis
25 Porque trarei sobre vos espada, parar perante vossos inimigos.
que vingará a vingança do concerto, 38 E perecereis entre as gentes, e
e ajuntados estareis em vossas cida­ a terra de vossos inimigos vos consu­
des; entaõ enviarei a peste entre vos, mirá.
e sereis entregados na maõ do inimi­ 39 E os que ficarem de vosoutros,
go. se derreteráõ por sua iniquidade nas
26 Quando eu vos quebrantar o terras de vossos inimigos; e pola ini­
bordaõ do paõ, entaõ dez mulheres quidade de seus paes com elles se
cozeráõ vosso paõ em hum forno, e derreteráõ.
tornaráõ vosso paõ por peso; e co­ 40 Entaõ consessaráõ sua iniqui­
mereis, mas naõ vos fartareis. dade, e a iniquidade de seus paes com
27 E se com isto me naõ ouvirdes, suas trespassaçoês, com que trespas-
senaõ ainda comigo andardes a o en­ sáraõ contra my; como também, que
contro: comigo andáraõ a o encontro.
28 Também eu com vosco andarei 41 E que também eu averei an­
a o encontro em furor; e vos casti­ dado com elles a o encontro, e os a-
garei sete vezes mais por vossos pe­ verei levado na terra de seus inimi­
cados. gos : se entaõ seu coraçaõ incircun-
29 Porque comereis a carne de ciso se humilhará, e elles tornaráõ
vossos filhos, e a carne de vossas fi­ prazer no castigo de sua iniquidade.
lhas comereis. 42 Também eu me lembrarei de
30 E destruirei vossos altos, e des­ meu concerto com Jacob, e também
farei vossas imagens solares, e lança­ de meu concerto com Isaac, e tam­
rei vossos corpos mortos sobre os cor­ bém de meu concerto com Abraham
pos mortos de vossos' Deuses de es­ me lembrarei ; e terei lembrança da
terco ; e minha alma se enfadará de terra.
vos. 43 Quando a terra será desempa-
31 E porei vossas cidades por de­ rada delles, e folgará em seus Saba-
134. LEVITICO. Cap. XXVI. XXVII.
dos, sendo assolada delles ; e elles to­ 10 Naõ o mudará, nem trocará bom
marão prazer no castigo de sua ini­ por mao, ou mao por bom: e se tro­
quidade : porquanto engeitáraõ meus cando trocar animal por animal; o tal
direitos, e sua alma se enfadara de e o trocado será sancto.
meus estatutos. 11 E se for algum animal immun-
44 E de mais disto também, estan­ do, de que naõ se offerece offerta a
do elles na terra de seus inimigos, Jehovah : entaõ porá o animal pe­
eu naõ os engeitarei, nem me enfada­ rante a face do sacerdote.
rei delles, pera consumilos, invalidan­ 12 E o sacerdote o apreçará, seja
do meu concerto com elles: porque bom, ou seja mao : segundo tua esti­
Eu sou Jehovah seu Deus. maçaõ, o sacerdote, assi será.
45 Antes me lembrarei delles do 13 Porem se resgatando o resga­
concerto dos antigos, que tirei da ter­ tar ; entaõ acrecentará seu quinto a-
ra de Egypto perante os olhos das lem de tua estimaçaõ.
gentes, pera ser lhes por Deus, Eu 14 E quanto alguém sanctificar sua
Jehovah. casa por sanctificaçaõ a Jehovah, o
46 Estes saõ os estatutos, e os di­ sacerdote a apreçará, seja boa ou seja
reitos, e as leys, que deu Jehovah má : como o sacerdote a apreçar, assi
entre si e entre os filhos de Israel no será.
monte de Sinai, pela maõ deMoyses. 15 Mas se o sanctificante resgatar
sua casa; entaõ acrecentará o quinto,
CAPITULO XXVII. de mais do dinheiro de tua estima­
ALLOU mais Jehovah a Moy- çaõ, e será sua.
F ses, dizendo:
2 Falia a os filhos de Israel, e di-
16’ Se também alguém do campo de
sua possessão sanctificar alguã cousa
zelhes ; quando alguém fizer particu­ a Jehovah ; entaõ tuaestimaçaõ será
lar voto; segundo tua estimaçaõ seraõ segundo sua semente : hum Homer de
as almas de Jehovah. semente de cevada será apreçado a
3 Sendo tua estimaçaõ de hum ma­ cincoenta siclos de prata.
cho de idade de vinte annos até á i- 17 Se sanctificar seu campo desdo
dade de sessenta, entaõ será tua esti­ anno do jubileo ; conforme a tua es­
maçaõ de cincoenta siclos de prata, timaçaõ ficará.
segundo o siclo do Sanctuario. 18 Mas se sanctificar seu campo
4 Porem sendo femea, tua estima­ despois do anno do jubileo, entaõ o
çaõ será de trinta siclos. sacerdote lhe contará o dinheiro con­
5 E se for de cinco annos até vin­ forme a os annos restantes até o anno
te ; tua estimaçaõ de hum macho será do jubileo, e tirarseha de tua estima­
vinte siclos, e da femea dez siclos. çaõ.
6 E se for de hum mes até cinco 19 E se aquelle que sanctificou o
annos; tua estimaçaõ de hum macho campo, resgatando o resgatar; entaõ
será de cinco siclos de prata, e tua acrecentará o quinto, de mais do di­
estimaçaõ pola femea será de tres si­ nheiro de tua estimaçaõ, e ficará lhe.
clos de prata. 20 E se naõ resgatar o campo, ou
7 E se for de sessenta annos e a ri­ se vender o campo a outro varaõ;
ba, polo macho tua estimaçaõ será de nunca mais se resgatará.
quinze siclos, e pola femea dez si- 21 Mas quanto o campo sahir no
■ cios. anno do jubileo, será sancto a Jeho­
8 Mas se for mais pobre que tua vah, como campo consagrado : a pos­
' estimaçaõ, entaõ se porá perante a sessão delle será do sacerdote.
face do sacerdote, e o sacerdote o a- 22 E se sanctificar a Jehovah o
preçará: conforme a o que alcançar a campo que comprou, e naõ for do cam­
maõ do que fez o voto, o apreçará o po de sua possessão:
sacerdote. 23 Entaõ o sacerdote lhe contará
9 E se for animal, de que se offe- a somma de tua estimaçaõ até o an­
rece offerta a Jehovah : tudo que der no do jubileo; e no mesmo dia dará tua
delle a Jehovah, será sancto. estimaçaõ por sanctidade a Jehovah.
LEV1TIC0. Cap. XXVII. 135
24 No anno do jubileo o campo 29 Toda cousa consagrada, que
tornará a aquelle, de quem o com­ for consagrada do homem, naõ será
pro», a aquelle cujo era a possessão resgatada: morrendo morrerá.
do campo. 30 Também todas as dezimas do
25 E toda tua estimaçaõ se fará campo, da semente do campo, do
conforme a o siclo do Sanctuario: o fruito das arvores, saõ de Jehovah :
siclo será de vinte Gera. sanctas saõ a Jehovah.
26 Mas o primogénito, que de hum 31 Porem se alguém de suas de­
animal nacer primeiro a Jehovah, zimas resgatando resgatar alguã cou­
ninguém sanctificará; seja boy ou ga­ sa, acrecentará seu quinto sobre
do miúdo, de Jehovah he. ella.
27 Mas se for de hum animal im- 32 Tocante a tadas as dezimas de
mundo, o resgatara segundo tua esti- vacas e ovelhas, tudo que passar de­
maçaõ, e sobre ella acrecentará seu baixo da vara, o dezimo será sancto
quinto: e se naõ se resgatar, vender- a Jehovah.
selia segundo tua estimaçao. 33 Naõ esquadrinhará entre o bom
28 Todavia nenhuã cousa consagra­ e o mao, nem o trocará: mas se tro­
da, que alguém consagrara Jehovah cando o trocar, o tal e o trocado será
de tudo que tem, de homem, ou de sancto; naõ será resgatado.
animal, ou do campo de sua posses­ 34 Estes saõ os mandamentos,
são, se venderá nem resgatará : toda que Jehovah mandou a Moyses pa­
cousa consagrada será sanctidade de ra os filhos de Israel no monte de
sanctidades a Jehovah. Sinai.

O QUARTO LIVRO DE MOYSES


CHAMADO

NUMEROS.
6 De Simeon, Selumiel filho de
CAPITULO I. Surisaddai.
ALLOU mais Jehovah a Moy­ 7 De Juda, Nahesson, filho de
F ses no deserto de Sinai, na Ten­
da do ajuntamento, ao primeiro
Amminadab.
do 8 De Issaschar, Nethanael, filho
mes segundo, no segundo anuo de sua de Suhar.
sahida da terra de Egypto, dizendo : 9 De Zebulon, Eliab, filho de He-
2 Tomae a contia de toda a con­ lon.
gregação dos filhos de Israel, segun­ 10 Dos filhos de Joseph: de E-
do suas gerações, segundo a casa de phraim, Elisama, filho de Ammihud:
seus paes, no numero dos nomes de de Manasse, Gamaliel, filho de Pe-
todo macho, cabeça por cabeça. dazur.
3 De idade de vinte annos e a ri­ 11 De Benjamin, Abidan, filho de
ba, todos os que sabem á guerra em Gideoni.
Israel: a estes contareis segundo se­ 12 De Dan, Ahieser, filho de
us exercitos, tu eAaron. Ammisaddai.
4 E estaráõ com vosco de cada 13 De Aser, Pagiel, filho de O-
tribu hum varaõ, que seja cabeça da chran.
casa de seus paes. 14 De Gad, Eljasaph, filho de
5 Estes pois saõ os nomes dos va­ Dehuel.
rões, que estaraõ cora vosco : de Ru- 15 De Naphtali, Ahira, filho de
ben, Elizur, filho de Sedeur. Enan.
1

136 WUMEROS. Cap. I.


16 Estes foraõ os chamados da 29 Seus contados da tribu de Is­
congregaçaõ, os Mayoraes das tribus saschar eraõ cincoenta e quatro mil e
de seus paes, as cabeças dos milhares quatro centos.
de Israel. 30 Dos filhos de Zebulon, suas ge­
17 Entaõ tomaraõ Moyses e Aa- rações, por suas familias, segundo a
ron a estes varoês, que foraõ decla­ casa de seus paes; no numero dos
rados por seus nomes. nomes dos de vinte annos e a riba,
18 EajuntáraÕ toda a congregaçaõ todos que podiaõ sahir á guerra.
a o primeiro dia do mes segundo, e 31 Seus contados da tribu de Ze­
declaráraõ sua decendencia segundo bulon eraõ cincoenta e sete mil e qua­
suas famílias, segundo a casa de seus tro centos.
paes, no numero dos nomes dos de 32 Dos filhos de Joseph; dos filhos
vinte annos e a riba, cabeça por ca­ de Ephraim, suas geraçoês por suas
beça. familias, segundo a casa de seus paes;
19 Como Jeiiovaii mandara a no numero dos nomes dos de vinte
Moyses, assi os contou no deserto de annos e a riba, todos que podiaõ sa­
Sinai. hir á guerra.
20 Foraõ pois os filhos de Ruben 33 Seus contados da tribu de E-
o primogénito de Israel, suas gera­ phraim eraõ quarenta mil e quinhen­
ções por suas familias, segundo a ca­ tos.
sa de seus paes, no numero dos nomes, 34 Dos filhos de Manasse, suas
cabeça por cabeça, todo macho de geraçoês por suas familias, segundo a
vinte annos e a riba, todos que podiaõ casa de seus paes; no numero dos
sahir á guerra. nomes dos de vinte annos e a riba,
21 Seus contados da tribu de Ru­ todos que podiaõ sahir á guerra.
ben eraõ quarenta e seis mil e qui­ 35 Seus contados da tribu de Ma­
nhentos. nasse eraõ trinta e dous mil e duzen­
22 Dos filhos de Simeon, suas ge­ tos.
rações por suas familias, segundo a 36 Dos filhos de Benjamin, suas
casa de seus paes; seus contados, no geraçoês por suas familias segundo a
numero dos nomes, cabeça por cabe­ casa de seus paes ; no numero dos
ça, todo macho de vinte annos e a nomes dos de vinte annos e a riba,
riba, todos que podiaõ sahir á guerra. todos que podiaõ sahir á guerra.
23 Seus contados da tribu de Si­ 37 Seus contados da tribu de Ben­
meon eraõ cincoenta e nove mil e jamin eraõ trinta e cinco mil e quatro
trezentos. centos.
24 Dos filhos de Gad, suas gera­ 38 Dos filhos de Dan, suas gera­
ções por suas familias, segundo a çoês por suas familias, segundo a ca­
casa de seus paes; no numero dos sa de seus paes; no numeros dos no­
nomes dos de vinte annos e a riba, mes dos de vinte annos e a riba, todos
todos que podiaõ sahir á guerra. que podiaõ sahir á guerra.
25 Seus contados da tribu de Gad 39 Seus contados da tribu de Dan
quarenta e cinco mil e seis centos e eraõ sessenta e dous mil e sete centos.
cincoenta. 40 Dos filhos de Aser, suas gera­
26 Dos filhos de Juda, suas gera­ çoês por suas familias, segundo a ca­
ções por suas familias, segundo a ca­ sa de seus paes: no numero dos no­
sa de seus paes; no numero dos no­ mes dos de vinte annos e a riba, to­
mes dos de vinte annos e a riba, todos dos que podiaõ sahir á guerra.
que podiaõ sahir á guerra: 41 Seus contados da tribu de Aser
27 Seus contados da tribu de Juda eraõ quarenta e hum mil e quinhentos.
eraõ setenta e quatro mil e seis centos. 42 Dos filhos do Naphtali, suas
28 Dos filhos de Issaschar, suas geraçoês por suas familias, segundo a
gerações por suas familias, segundo a casa de seus paes; no numero dos
casa de seus paes; no numero dos nomes dos de vinte annos e a riba,
nomes dos de vinte annos e a riba, to­ todos que podiaõ sahir á guerra.
dos que podiaõ sahir á guerra. 43 Seus contados da tribu de
NUMEROS. Cap. I. II. 137
Naphtali eraõ cincoenta e tres mil e da Tenda do ajuntamento assentaráõ
quatro centos. suas tendas. '
44 Estes saõ os contados, que con­ 3 Os que assentaráõ suas tendas da
tou Moyses e Aaron, e os Mayoraes banda do Oriente para o nacente, se­
de Israel, doze varoês; cada qual era rá a bandeira do exercito de Juda se­
pola casa de seus paes. gundo seus esquadrões: e Nahesson,
45 Assi foraÕ todos os contados filho de Amminadab, será príncipe
dos filhos de Israel segundo a casa de dos filhos de Juda.
seus paes, de vinte annos e a riba, 4 E seu exercito e seus contados
todos que podiaõ sahir á guerra em eraõ setenta e quatro mil e seis centos.
Israel: 5 E junto a elle assentará suas ten­
46 Todos os contados pois foraÕ das a tribu de Issaschar; e Nathana-
seis centos e tres mil e quinhentos e el, filho de Suar, será principe dos fi­
cincoenta. lhos de Issaschar.
47 Mas os Levitas, segundo a tribu 6 E seu exercito e seus contados
de seus paes, naõ foraÕ contados en­ eraõ cincoenta e quatro mil e quatro
tre elles. centos.
48 Porquanto Jehovah tinha fal- 7 E a tribu de Zebulon; e Eliab,
lado a Moyses, dizendo : filho de Helon, será principe dos fi­
49 Porem naõ contarás a tribu de lhos de Zebulon.
Levi, nem tomarás a contia delles en­ 8 E seu exercito e seus contados
tre os filhos de Israel. eraõ cincoenta e sete mil e quatro
50 Mas tu, pòe os Levitas sobre centos,
o Tabernáculo do testimunho, e sobre 9 Todos os contados do exercito
todos seus vasos, e sobre tudo que de Juda cento e oitenta e seis mil e
pertence a elle: elles levaráõ o Ta­ quatro centos segundo seus esqua­
bernáculo e todos seus vasos; e elles drões : estes iráõ diante.
o administrarão, e assentaráõ seu ar- 10 A bandeira do exercito de Ru-
rayal a o redor do Tabernáculo. ben segundo seus esquadrões estará
51 E quando o Tabernáculo par­ para a banda do Sul; e Eliasur, filho
tir, os Levitas o desarmaráõ; e quan­ de Sedeur, será principe dos filhos de
do o Tabernáculo assentará o arrayal, Ruben.
os Levitas o armaráõ ; e o estranho, 11 E seu exercito e seus contados
que se chegar, morrerá. eraõ quarenta e seis mil e quinhentos.
52 E os filhos de Israel assentaráõ 12 E junto a elle assentará suas
suas tendas, cadahum em seu esqua- tendas a tribu de Simeon; e Selumi-
draõ, e cadahum junto a sua bandeira el, filho de Surisaddai, será principe
segundo seus exerci tos. dos filhos de Simeon.
53 Mas os Levitas assentaráõ suas 13 E seu exercito e seus contados
tendas a o redor do Tabernáculo do eraõ cincoenta e nove mil e trezen­
testimunho, paraque naõ aja indigna- tos.
çaõ sobre a congregaçaõ dos filhos de 14 E a tribu de Gad; e Eljasaph,
Israel: poloque os Levitas teraõ o filho de Rehuel, será principe dos fi­
cuidado da guarda do Tabernáculo lhos de Gad.
do testimunho. 15 E seu exercito e seus contados
54 Assi fizeraõ os filhos de Israel: eraõ quarenta e cinco mil e seis cen­
conforme a tudo que Jehovah man- tos e cincoenta.
dára a Moyses, assi fizeraõ. 16 Todos os contados no exercito
de Ruben eraõ cento e cincoenta e
CAPITULO II. hum mil e quatro centos e cincoenta,
FALLOU Jehovah a Moyses e segundo seus esquadrões : e estes par-
E a Aaron, dizendo:
2 Os filhos de Israel assentaráõ
tiraò os segundos.
17 Entaõ partirá a Tenda do ajun­
suas tendas, cadahum debaixo de sua tamento com o exercito dos Levitas
bandeira, segundo as insígnias da ca­ no meyo dos exercitos : como assen­
sa de seus paes: do redor em fronte taráõ o arrayal, assi partiráõ, cada-
138 NUMEROS. Cap. II. III.
hum em seu lugar segundo suas ban­ dára a Moyses: assi assentáraõ o ar-
deiras. rayal segundo suas bandeiras; e assi
18 A bandeira do exercito de E- partíraõ cadaqual segundo suas gera­
phraim segundo seus esquadrões es­ ções, segundo a casa de seus paes.
tará para o Occidente ; e Elisama, fi­
lho de Ammihud será príncipe dos CAPITULO III.
filhos de Ephraim. ESTAS saõ as gerações de Aa-
19 E seu exercito e seus contados ron e de Moyses, no dia em que
eraõ quarenta mil e quinhentos. Jehovaii fallou com Moyses no
20 E junto a elle a tribu de Ma­ monte de Sinai.
nasse ; e Gamliel, filho de Pedazur, 2 E estes saõ os nomes dos filhos
será príncipe dos filhos de Manasse. de Aaron : o primogénito, Nadab ;
21 E seu exercito e seus contados despois Abihu, Eleasar a Ithamar.
eraõ trinta e dous mil e duzentos. 3 Estes saõ os nomes dos filhos de
22 Logo a tribu de Benjamin: e Aaron, dos sacerdotes ungidos; cu­
Abidan, filho de Gideoni, será prín­ jas maõs foraõ enchidas, pera admi­
cipe dos filhos de Benjamin. nistrar o sacerdócio.
23 E seu exercito e seus contados 4 Mas Nadab e Abihu morréraõ
eraõ trinta e cinco mil e quatrocentos. perante a face de Jehovah, quando
24 Todos os contados no exercito ofterecéraõ fogo estranho perante a
de Ephraim eraõ cento e oito mil e face de Jeiiovah no deserto de Si­
cento, segundo seus esquadrões: e nai; e naõ tiveraõ filhos: porem E-
estes partiráõ os terceiros. leasar e Ithamar administráraõ o sa­
25 A bandeira do exercito de Dan cerdócio diante de Aaron, seu pae.
estará para o Norte, segundo seus 5 E fallou Jehovaii a Moyses,
esquadrões; e Ahieser, filho de Am- dizendo:
misaddai, será príncipe dos filhos de 6 Faze chegar a tribu de Levi, e a
Dan. poem diante de Aaron o sacerdote,
26 E seu exercito e seus contados paraque o sirvaõ.
eraõ sessenta e dous mil e sete centos. 7 E tenhaõ cuidado de sua guar­
27 E junto a elle assentará suas da, e da guarda de toda a congrega­
tendas a tribu de Aser ; e Pagiel, fi­ ção diante da Tenda do ajuntamento,
lho de Ochran, Será príncipe dos fi­ pera administrar o ministério do Ta­
lhos de Aser. bernáculo.
28 E seu exercito e seus contados 8 E tenhaõ cuidado de todas as al-
eraõ quarenta e hum mil e quinhentos. fayas da Tenda do ajuntamento, eda
29 E a tribu de Naphtali; e Ahi- guarda dos filhos de Israel, pera ad­
ra, filho de Enan, será príncipe dos ministrar o ministério do Tabenaculo.
filhos de Naphtali. 9 Darás pois os Levitas a Aaron e
30 E seu exercito e seus contados a seus filhos : dados dos filhos de Is­
eraõ cincoenta e trvs mil e quatro rael, lhe saõ dados.
centos. 10 Mas a Aaron e a seus filhos or­
31 Todos os contados no exercito denarás, que guardem seu sacerdó­
de Dan eraõ cento e cincoenta a sete cio ; e o estranho que chegar, mor­
mil e seis centos: estes partiráõ tra­ rerá.
seiros segundo suas bandeiras. 11 E fallou Jehovaii a Moyses,
32 Estes saõ os contados dos filhos dizendo;
de Israel segundo a casa de seuspaes; 12 E eu, eis que tenho tomado os
todos os contados dos exércitos por Levitas do meyo dos filhos de Israel,
seus esquadrões feraò seis centos e em lugar de todo o primogénito, que
tres mil e quinhentos e cincoenta. abre a madre dos fillios de Israel: e
33 Mas os Levitas naõ foraõ con­ os Levitas seraõ meus.
tados entre os filhos de Israel, como 13 Porque todo primogénito meu
Jehovah mandara a Moyses. he: desdo dia que tenho ferido a to­
34 E os filhos de Israel fizeraõ do primogénito na terra de Egypto,
conforme a tudo que Jehovaii man- me sánctifiquei todo o primogénito
NUMEROS. Cap. III. 139
em Israel, desdo homem até o ani­ hath assentaráõ suas tendas a o lado
mal : meus seraõ ; Eu Jehovah. do Tabernáculo da banda do Sul.
14 E fallou Jehovah a Moyses no 30 E o príncipe da casa paterna
deserto de Sinai, dizendo: das gerações dos Cahathitas será Eli-
15 Conta os filhos de Levi segun­ saphan, filho de Ussiel.
do a casa de seus paes por suas gera­ 31 E sua guarda será a Arca, e a
ções : contarás a todo macho de idade mesa, e o castiçal, e os altares, e os
de hum mes e a riba. vasos do Sanctuario, com que mini-
16 E Moyses os contou conforme straõ, e o veo com todo seu serviço.
a o mandado de .Jehovah, como liie 32 E o príncipe dos príncipes de
foi mandado. Levi será Eleasar, filho de Aaron o
17 Estes pois fora~> os filhos de sacerdote; preposito será sobre os que
Levi por seus nomes ; Gerson, e Ca- tem cuidado da guarda do Sanctuario.
hath, e Merari. 33 De Merari he a geraçaõ dos
18 E estes saõ os nomes dos filhos Mahelitas, e a geraçaõ dos Musitas:
de Gerson pór suas gerações : Libni, estas saõ as gerações de Merari.
e Simei. 34 E seus contados no numero de
19 E os filhos de Cahath por suas todo macho de hum mes e a riba,
gerações ; Amrarn, e Jizhar, Hebron, foraõ seis mil e duzentos.
e Uziel. 35 E o principe da casa paterna
20 E os filhos de Merari por suas das gerações de Merari será Suriel,
gerações; Maheli e Musi: estas saõ filho de Âbihail: assentaraõ suas ren­
as gerações dos Levitas segundo a das a o lado do Tabernáculo da banda
casa de seus paes. do Norte.
21 De Gerson he a geraçaõ dos 36 E o cargo da guarda dos filhos
Libnitas, e a geraçaõ dos Simeitas : de Merari seráõ as taboas do Taber­
estas saõ as gerações dos Gersonitas. náculo, e suas barras, e suas colunas,
22 Seus contados no numero de e suas bases, e todos seus vasos, com
todo macho de idade de hum mes e a todo seu serviço.
riba; seus contados foraõ sete mil e 37 E as colunas do pateo a o re­
quinhentos. dor, e suas bases, e suas estacas, e
23 As gerações dos Gersonitas as­ suas cordas.
sentarão suas tendas a tras do Taber­ 3S E os que assentaráõ suas ten­
náculo a o Occidente. das diante do Tabernáculo ao Oriente
24 E o príncipe da casa paterna dos diante da Tenda do ajuntamento, pa­
Gersonitas será Eljasaph, filho de Lael. ra a banda do nacente, seraõ Moyses
25 E a guarda dos filhos de Ger­ e Aaron com seus filhos, tendo cui­
son na rl'enda do ajuntamento será o dado da guarda do Sanctuario, pola
Tabernáculo, e a Tenda, sua cuberta, guarda dos filhos de Israel: e o estra­
e o veo da porta da Tenda do ajunta­ nho que se chegar, morrerá.
mento. 39 Todos os contados dos Levitas,
26 E as cortinas do patio, e o pa- que contou Moyses e Aaron, por
velhaõ da porta do patio, que estaõ mandado de Jehovah segundo suas
junto a o Tabernáculo, e junto a o gerações; todo macho de hum mes e
altar a o redor : como também suas a riba, foraõ vinte e dous mil.
cordas para todo seu serviço. 40 E disse Jehovah a Moyses:
27 E de Cahath he a geraçaõ dos conta todo primogénito macho dos
Amramitas, e a geraçaõ dos Jizhari- filhos de Israel, de idade de hum mes
t.as, e a geraçaõ dos Hebronitas, e a e a riba, e toma o numero de seus
geraçaõ dos Hussielitas : estas saõ as nomes.
gerações dos Cahathitas. 41 E para mv tomarás os Levitas
28 Em o numero de todo macho (Eu Jehovah) em lugar de todo
de idade de hum mes e a riba, foraõ primogénito dos filhos de Israel; e os
oito mil e seis centos, que tinhaõ cui­ animaes dos Levitas, em lugar de to­
dado da guarda do Sanctuario. do primogénito entre os animaes dos
29 As gerações dos filhos de Ca- filhos dc Israel.
140 NUMEROS. Cap. III. IV.
25 E contou Moyses como Jeho- peles de texugos, e sobre ella esten­
vah lhe mandára, todo primogénito derão hum pano, todo de cardeno, e
entre os filhos de Israel. lhe poráõ suas barras.
43 E todos os primogénitos dos 7 Também sobre a mesa da propo­
machos, no numero dos nomes dos de sição estenderáõ hum pano de carde­
idade de hum mes e a riba, segundo no : e sobre ella poráõ os pratos, e as
seus contados, foraõ vinte e dous mil taças de perfume, e os taçoês, e os
e duzentos e setenta e tres. cubertores ; também o paõ continuo
44 E fallou Jehovah a Moyses, estará sobre ella.
dizendo: 8 Despois por em cima estenderáõ
45 Toma os Levitas em lugar de hum pano de carmesim, e com a cu­
todo primogénito entre os filhos de berta de peles de texugos o cubriráõ,
Israel, e os animaes dos Levitas em e lhe poráõ suas barras.
lugar de seus animaes: porquanto os 9 Entaõ tomaráõ hum pano de car­
Levitasseráõ meus; Eusou Jbhovah. deno, e cubriráõ o castiçal da luminá­
46 Quanto a os duzentos e setenta ria, e suas lampadas, e seus espivita-
e tres, que se ouverem de resgatar, dores, e suas palhetas, e todos seus
que sobrepujaõ a os Levitas dos pri­ vasos de azeite, com que o servem.
mogénitos dos filhos de Israel. 10 E meteráõ a elle e a todos seus
47 Tomarás por cada cabeça cinco vasos na cuberta de peles de texugos;
siclos: conforme ao siclo do Sanctua- e o poráõ sobre as barras.
rio os tomarás ; a vinte Geras o siclo. 11 E sobre o altar de ouro esten­
48 E a Aaron e a seus filhos darás deráõ hum pano de cardeno, e com a
o dinheiro dos resgatados, dos que cuberta de peles de texugos o cubri­
sobejaÕ entre elles. ráõ, e lhe poráõ suas barras.
49 Entaõ Moyses tomou o dinhei­ 12 Também tomaráõ todos os va­
ro do resgate dos que sobejáraê sobre sos do ministério, com que servem no
cs resgatados pelos Levitas. Sanctuario; e os poráõ em hum pano
50 Dos primogénitos dos filhos de de cardeno, e os cubriráõ com huã
Israel tomou o dinheiro, mil e trezen­ cuberta de peles de texugos, e os po­
tos e sessenta e cinco siclos segundo ráõ sobre as barras.
o siclo do Sanctuario. 13 E varreráõ a cinza do altar, e
51 E Moyses deu o dinheiro dos por em cima estenderáõ hum pano de
resgatados a Aaron e a seus filhos, se­ purpura.
gundo o mandado de Jehovah ; co­ 14 E sobre elle poráõ todos seus
mo Jbhovah mandára a Moyses. vasos com que o servem; as pás, os
garfos, e as vassouras, e as bacias;
CAPITULO IV. todos os vasos do altar: e por em ci­
FALLOU Jehovah a Moyses, ma estenderáõ, huã cuberta de peles
e a Aaron, dizendo : de texugos, e lhe poráõ suas barras.
2 Toma a contia dos filhos de Ca- 15 Avendo pois Aaron e seus fi­
hath do meyo dos filhos de Levi, por lhos, a o partir do arrayal, acabado
suas gerações, segundo a casa de se­ de cubrir o Sanctuario, e todos os
us paes. vasos do Sanctuario, entaõ os filhos
3 De idade de trinta annos e a ri­ de Cahath viráõ pera leválo; mas a o
ba, até os cincoenta annos será todo Sanctuario naÕ tocaráõ, paraque naõ
aquelle que entrar neste exercito, pera morraõ : este he o cargo dos filhos de
fazer obra na Tenda do ajuntamento. Cahath na Tenda do ajuntamento.
4 Este será o ministério dos filhos 16 Porem o cargo de Eleasar, filho
de Cahath na Tenda do ajuntamento: de Aaron o sacerdote, será o azeite
na Sanctidade das Sanctidades. da luminaria, e o perfume da especi­
5 Quando partir o arrayal, virá aria aromatica, e a continua onerta
Aaron e seus filhos, e tiraráõ o veo da dos manjares, e o azeite da unçaõ: o
cuberta, e com elle cubriráõ a Arca cargo de todo o Tabernáculo, e de
do testimunlio. tudo que nelle ha, no Sanctuario, e
6 E em cima poráõ huã cuberta de em seus vasos.
NUMEROS. Cap. IV. 141
17 E fallou Jehovah a Moyses, administrar o ministério da Tenda do
e a Aaron, dizendo: ajuntamento.
18 Naõ deixareis desarreigar a 31 Esta pois será a guarda de seu
tribu das gerações dos Cahathitas do cargo, segundo todo seu ministério,
mpyo dos Levitas. na Tenda do ajuntamento: as taboas
19 Mas isto lhes fareis paraque vi- do Tabernáculo, e suas barras, e suas
vaõ, e naõ morraõ, quando chegarem colunas, e suas bases.
á Sanctidade das Sanctidades : Aaron 32 Como também as colunas dt>
e seus filhos viráò, e a cadahum po- pateo a o redor, e suas bases, e suas
ráõ em seu ministério, e em seu cargo. estacas, e suas cordas com todos seus
20 Porem naõ cntraráõ a ver, instrumentos, c com todo seu mini­
quando cubrirem o Sanctuario, para­ stério : e contareis os vasos da guar­
que naõ morraõ. da de seu cargo, nome por nome.
21 Fallou mais Jehovaii a Moy­ 33 Este he o ministério das gera­
ses, dizendo: ções dos filhos de Merari, segundo
22 Toma também a contia dos fi­ todo seu ministério, na Tenda do a-
lhos de Gerson, segundo a casa de juntamento, sob a maõ de Ithamar,
seus paes, segundo suas gerações. filho de Aaron o sacerdote.
23 De idade de trinta annos e a ri­ 34 Moyses pois e Aaron, e os
ba até os cincoenta contarás a todo mayoraes da congregaçaõ contaraõ
aquelle que entrar a militar na rnili- a os filhos dos Cahathitas, segundo
cia, pera administrar o ministério na suas geraçoens, e segundo a casa de
Tenda do ajuntamento. seus paes.
24 Este será o ministério das gera­ 35 De idade de trinta annos e a ri­
ções dos Gersonitas, no administrar, ba até os cincoenta, a todo aquelle
e na carga. que entrou a esta milicia, para o mi­
25 Levaraõ pois as cortinas do Ta­ nistério na Tenda do ajuntamento.
bernáculo, e a Tenda do ajuntamento, 36 Seus contados pois segundo su­
sua cuberta, e a cuberta de peles de as geraçoens, foraõ dous mil e sete
texugos, que está em cima sobre elle: centos e cincoenta.
e o veo da porta da Tenda do ajun­ 37 Estes saõ os contados das ge­
tamento. raçoens dos Cahathitas, de todo a-
26 E as cortinas do pateo, e o veo quelle que ministrava na Tenda do
da porta do pateo, que está junto a o ajuntamento, a os quaes contáraõ
Tabernáculo, e junto a o altar a o re­ Moyses e Aaron; conforme a o man­
dor, e suas cordas, e todos os instru­ dado de Jehovah por maõ de Moy­
mentos de seu ministério; cora tudo ses.
que se adereçar para elles, paraque 38 Semelhantemente os contados
ministrem. dos filhos de Gerson, segundo suas
27 Todo o ministério dos filhos dos geraçoens, e segundo a casa de seus
Gersonitas em todo seu cargo, e em paes.
todo seu ministério, será segundo o 39 De idade de trinta annos e a ri­
mandado de Aaron e de seus filhos : ba até os cincoenta; a todo aquelle
e lhes encomendareis em guarda todo que entrou a esta milicia, para o mi­
seu cargo. nistério na Tenda do ajuntamento.
28 Este he o ministério das gera­ 40 Seus contados segundo suas
ções dos filhos dos Gersonitas na geraçoens, segundo a casa de seus
Tenda do ajuntamento : e sua guarda paes, foraõ dous mil e seis centos e
será sob a maõ de Ithamar, filho de trinta.
Aaron o sacerdote. 41 Estes saõ os contados das ge­
29 Quanto a os filhos de Merari; raçoens dos filhos de Gerson, de todo
segundo suas gerações e segundo a aquelle que ministrava na Tenda do
casa de seus paes os contarás. ajuntamento: a os quaes contáraõ
30 De idade de trinta annos e a Moyses e Aaron conforme a o man­
riba até os cincoenta contarás a todo dado de Jehovah.
aquelle que entrar nesta milicia, pera 42 E os contados das geraçoens
& s
142 NUMEROS. Cap. IV. V.
dos filhos de Merari, segundo suas 7 E confessaráõ seu pecado que
geraçoens, segundo a casa de seuspaes. fizeraõ; entaõ restituirá sua culpa se­
43 De idade de trinta annos, e a gundo a total contia, e lhe acrecenta-
riba até os cincoenta, a todo aquelle rá seu quinto, e o dará a aquelle, con­
que entrou a esta milicia, para o mi­ tra quem se fez culpado.
nistério na Tenda do ajuntamento. 8 Mas se aquelle homem naõ tiver
44 Foraõ pois seus contados se­ resgatador, a quem se restitua a cul­
gundo suas geraçoens tres mil e du­ pa ; entaõ a culpa que se restituir a
zentos. Jehovah, será do sacerdote, alem
45 Estes saõ os contados das ge­ do carneiro da expiaçaõ, com que
raçoens dos filhos de Merari: a os por elle fará expiaçaõ.
quaes contárao Moyses e Aaron con­ 9 Semelhantemente toda offerta
forme a o mandado de Jehovah por de todas as cousas sanctificadas dos
maõ de Moyses. filhos de Israel, que trouxerem a o
46 Todos os contados, que contá- sacerdote, será sua.
raõ Moyses e Aaron e os Mayoraes 10 E as cousas sanctificadas de ca-
de Israel dos Levitas, segundo suas daqual seráõ suas: o que alguém der
geraçoens, e segundo a casa de seus a o sacerdote, será seu.
paes. 11 Fallou mais Jehovah a Moy­
47 De idade de trinta annos e a ses, dizendo:
riba até os cincoenta, a todo aquelle 12 Falia a os filhos de Israel, e di-
que entrava a administrar o ministé­ zelhes: quando a mulher de algum
rio da administraçaõ, e o ministério se desviar, e prevaricando prevaricar
do cargo na Tenda do ajuntamento. contra elle.
48 Seus contados foraõ oito mil e 13 De maneira que algum varaõ
quinhentos e oitenta. por cohabitaçaõ de semente com ella
'49 Conforme a o mandado de Je­ ouver deitado, e a «s olhos de seu
hovah, por maõ de Moyses foraõ marido for oculto, e ella o tiver ocul­
contados, cada qual segundo seu mi­ tado, avendo se ella contaminado : e
nistério, e segundo seu cargo : e foraõ contra ella naõ ouver testimunha, e
seus contados aquelles que Jehovah no feito naõ for apanhada.
mandára a Moyses. 14 E o espirito de ciúmes vier so­
bre elle, e de sua mulher tiver ciú­
CAPITULO V. mes, por ella se aver contaminado:
•FALLOU Jehovah a Moyses, ou sobre elle vier o espirito de ciú­
dizendo: mes, e de sua mulher tiver ciúmes,
2 Manda a os filhos de Israel, que naõ se avendo ella contaminado:
lançem fora do arrayal todo leproso, 15 Entaõ aquelle varaõ trará sua
e todo que padece fluxo de semente, mulher perante o sacerdote, e junta­
e todos os immundos por morto. mente trará sua offerta por ella; huã
3 Desdo homem até á mulher os decima de Epha de farinha de ceva­
lançareis; fora do arrayal os lança­ da ; sobre a qual naõ deitará azeite,
reis, paraque naõ contaminem seus nem sobre ella porá encenso, por
arrayaes, em meyo dos quaes eu ha­ quanto he offerta de manjares de ciú­
bito. mes, offerta memorativa, que traz a
4 E os filhos de Israel fizeraõ assi, iniquidade em memória.
e os lançáraõ fora do arrayal; como 16 E o sacerdote a fará chegar, e
Jehovah fallára a Moyses, assi fize­ a porá perante a face de Jehovah.
raõ os filhos de Israel. 17 E o sacerdote tomará agoasanc-
5 Fallou mais Jehovah a Moy­ ta em hum vaso de barro; também
ses, dizendo: tomará o sacerdote do pó, que ouver
6 Falia a os filhos de Israel: quan­ no chaõ do Tabernáculo, e o deitará
do homem ou mulher fizer em algum na agoa.
de todos os pecados humanos, preva­ 18 Entaõ o sacerdote apresentará
ricando prevaricaçaõ contra Jeho­ a mulher perante a face de Jehovah,
vah ; tal alma culpada he. e descubrirá a cabeça da mulher; e a
NUMEROS. Cap. V. VI. 143
offerta memorativa de manjares, que 29 Esta he a ley dos ciúmes,
he a ofterta de manjares dos ciúmes, quando a mulher em poder de seu
porá sobre suas niaõs, e as agoas a- marido se desviar, e for contaminada.
margas amaldiçoantes estaráõ na maõ 30 Ou quando sobre o homem vier
do sacerdote. o espirito de ciúmes, e tiver ciúmes
19 E o sacerdote a conjurará, e a de sua mulher; apresente a mulher
aquella mulher dirá: se ninguém com- perante a foce de Jehovah, e o sa­
tigo se deitou, e se naõ te apartaste cerdote nella execute toda esta ley.
de teu marido pela immundicia, des­ 31 E o varaõ será livre da iniqui­
tas agoas amargas amaldiçoantes se­ dade ; porem a mulher levará sua ini­
rás livre. quidade.
20 Mas se te apartaste de teu ma­
rido, e te contaminaste, e algum ho­ CAPITULO VI.
mem fora de teu marido se deitou FALLOU Jehovah a Moyses»
comtigo; dizendo:
21 Entaõ o sacerdote conjurará a 2 Falia a os filhos de Israel, e di-
mulher com a conjuraçaõ da maldi- zelhes: quando hum homem ou mu­
çaõ; e o sacerdote dirá á mulher: lher se tiver separado, fazendo voto
Jehovah te ponha por maldiçaõ e de Nazareo, pera se separar a Jeho­
por conjuraçaõ no meyo de teu povo: vah.
fazendo te Jehovah cahir a coixa, e 3 De vinho e de cidra se apartará;
inchar o ventre. vinagre de vinho, nem vinagre de ci­
22 E esta mesma agoa amaldiçoan- dra naõ beberá; nem beberá algum
te entre em tuas entranhas, pera te liquor de uvas; nem uvas frescas,
fazer inchar o ventre, e te fazer cahir nem secas comerá.
a coixa; entaõ a mulher dirá ; amen, 4 Todos os dias de seu Nazareado
amen. naõ comerá de alguã cousa, que se
23 Dcspois o sacerdote escreverá faz da cepa de vinho, desdos caroços
estas mesmas maldiçoês em hum li­ até ás cascas.
vro, e com a agoa amarga o apagará. 5 Todos os dias do voto de seu
24 E a agoa amarga amaldiçoante Nazareado sobre sua cabeça naõ pas­
dará a beber á mulher, e a agoa sará navalha : até que se cumpraõ os
amaldiçoante entrara nella para a- dias, que se separou a Jehovah,
margurar. sancto será; as guedelhas do cabello
25 E o sacerdote tomará a ofterta de sua cabeça deixando crecer.
de manjares dos ciúmes da maõ da 6 Todos os dias que se separar a
mulher, e moverá a offerta de manja­ Jehovah, naõ chegará a o corpo de
res perante a face de Jehovah, e a hum morto.
offerecerá sobre o altar. 7 Por seu pae, ou por sua mae,
2(5 Também o sacerdote tomará por seu irmaõ, ou por sua irmaã, por
hum punhado da offerta de manjares, elles se naò contaminará, quando fo­
da ofterta memorativa, e sobre o altar rem mortos ; porquanto o Nazareado
o acenderá: e despois dará a beber a de seu Deus está sobre sua cabeça.
agoa á mulher. 8 Todos os dias de seu Nazareado
27 E avendolhe dado a beber a- sancto será a Jehovah.
quella agoa, será que, se ella se tiver 9 E se o morto junto a elle a caso
contaminado, e contra seu marido subitamente morreo, que contaminas­
prevaricando tiver prevaricado, a a- se a cabeça de seu Nazareado; entaõ
goa amaldiçoante entrará nella para no dia de sua purificaçaõ rapará sua
amargura, e seu ventre se inchará, e cabeça, a o sétimo dia a rapará.
sua coixa cahirá; e aquella mulher 10 E a o dia oitavo trará duas ro­
serápormaldiçaõem meyodeseupovo. las, ou dous pombinhos a o sacerdote
28 Mas se a mulher se naõ tiver á porta da Tenda do ajuntamento.
contaminado, mas for limpa; entaõ 11 E o sacerdote adereçará a o hum
será livre, e com semente será seme­ por expiaçaõ do pecado, e a o outro
ada. por holocausto; e fará propiciaçaõ
144 NUMEROS. Gap. VI. VII.
por elle do que pecou no corpo mor­ alcançar sua maõ : segundo seu voto,
to : assi naquelle mesmo dia sanctifi- que fizer, assi fará conforme á ley de
cará sua cabeça. seu Nazareado.
12 Entaõ separará os dias de seu 22 E fallou Jehovah a Moyses,
Nazareado a Jehovaii, e por expia- dizendo:
çaõ da culpa trará hum cordeiro de 23 Falia a Aaron, e a seus filhos,
hum anno: e os dias antecedentes dizendo : assi abençoareis a os filhos
seraõ anulados, porquanto seu Naza­ de Israel, dizendolhes:
reado foi contaminado. 24 Jehovah te abençoe, e te gu­
13 E esta he a ley do Nazareo : no arde :
dia em que se cumprirem os dias de 2.5 jEiiovAiifaça resplandecer seu
seu Nazareado, isto trará á porta da rosto sobre ty, e tenha misericórdia
Tenda do ajuntamento. de ty.
14 Por sua offerta offerecerá a Je- 26 Jehovah sobre ty levante seu
hovah hum cordeiro inteiro de hum rosto, e te dé paz.
anno em holocausto, e liuã cordeira 27 Assi poráõ meu nome sobre os
inteira de hum anno por expiaçaõ do filhos de Israel: e eu os abençoarei.
pecado, e hum carneiro inteiro por
offerta gratifica. CAPITULO VII.
1.5 E hum açafate de Zo/o? ázimos, ACONTECEO no dia, em que
bolos de flor de farinha com azeite Moyses acabou de levantar o Ta­
amassados, e coscoroés ázimos unta­ bernáculo, e o ungio, e o sanctificou,
dos com azeite; como também sua e todos seus vasos; como também o
offerta de manjares, e suas oftertas de altar, e todos seus vasos, e os ungio,
derramamento. e os sanctificou.
16 E o sacerdote o trará perante 2 Que os Mayoraes de Israel, a?
a face de Jehovah, e adereçará sua cabeças da casa de seus paes offere-
expiaçaõ do pecado, e seu holocausto. céraõ, os Mayoraes das tribus, que
17 Também adereçaráõ carneiro estavaõ sobre os contados.
em sacrifício gratifico a Jehovaii, 3 E trouxeraõ sua offerta perante
com o açafate dos bolos ázimos, e o a face de Jehovaii, seis carros cu-
sacerdote adereçará sua offerta de bertos, e doze boys.; por dous Mayo­
manjares, e sua offerta de derrama­ raes hum carro, e por cadahum hum
mento. boy : e os trouxeraõ diante do Taber­
18 Entaõ o Nazareo á porta da náculo.
Tenda do ajuntamento rapará a cabe­ 4 E Fallou Jehovah a Moyses.
ça de seu Nazareado, e tomará o ca- dizendo:
beilo da cabeça de seu Nazareado, e .5 Toma os delles, e seraõ pera ser­
o porá sobre o fogo que está de baixo vir o ministério da Tenda do ajunta­
do sacrifício gratifico. mento : e os darás a os Levitas, a ca­
19 Despois o sacerdote tomará a da qual segundo seu ministério.
espadoa cozida do carneiro, e hum 6 Assi Moyses tomou os carros e
bolo azimo do açafate, e hum cosco- os boys, e os deu a os Levitas.
raõ azimo, e os porá nas maõs do Na­ 7 Dous carros e quatro boys deu
zareo, despois de aver rapado seu Na- a os filhos de Gerson, segundo seu
. zareado. ministério.
20 E o sacerdote os moverá em of­ 8 E quatro carros e oito boys deu
ferta movediça perante a face de Je­ a os filhos de Merari, segundo seu
hovah ; sanctidade he para o sacer­ ministério, sob a maõ de Ithamar, fi­
dote, juntamente com o peito da of­ lho de Aaron o sacerdote.
ferta movediça, e com a espadoa da 9 Mas a os filhos de Cabath nada
offerta alçadiça; e despois o Nazareo deu: porquanto a seu cargo estava o
beberá vinho. ministério das sanctidades, que leva-
21 Esta he a ley do Nazareo, que vaõ a os liombros.
fizer voto de sua offerta a Jehovaii 10 E offerecéraò os Mayoraes pa­
por seu Nazareado, de mais do que ra a consagraçaõ do altar, no dia em
NUMEROS. Cap. VII. 145
que foi ungido: offerecéraõ pois os segundo o siclo do Sanctuario: am­
Mayoraes sua offerta perante o altar. bos cheos de flor de farinha com azeite-
11 E disse Jeiiovaii a Moyses: amassada, para offerta de manjares.
cada Mayoral offereceráõ sua offerta 26 Huã taça do perfitme, de dez
(cadaqual em seu dia) para a consa- sidos de ouro, chea de perfume.
graçaõ do altar. 27 Hum novilho, filho de vaca,
12 O que pois o primeiro dia of- hum carneiro, hum cordeiro de hum
fereceo)sua offerta, foi Nahesson, filho anno, para holocausto.
de Amminadab, pola tribu de Juda. 28 Hum cabraõ das cabras para
13 E sua offerta foi hum prato de expiaçaõ do pecado,
prata, de peso de cento e trinta siclos ; 29 E para sacrifício gratifico dous
huã bacia de prata de setenta siclos, boys, cinco carneiros, cinco cabroês,
segundo o siclo do Sanctuario: am­ cinco cordeiros de hum anno: esta
bos cheos de flor de farinha, amassa­ foi a offerta de Eliab filho de Helon.
da com azeite, para offerta de man­ 30 O quarto dia o Mayoral dos fi­
jares. lhos de Ruben, Elizur, filho de Se-
14 Huã taça de perfume, de dez dcur.
sidos de ouro, chea de perfume. 31 Sua offerta foi hum prato de
15 Hum novilho, filho de vaca, prata, de peso de cento e trinta siclos,
hum carneiro, hum cordeiro de hum huã bacia de prata de setenta siclos,
anno, para holocausto. segundo o siclo do Sanctuario: am­
16 Hum cabraõ das cabras para bos cheos de flor de farinha, com a-
expiaçaõ do pecado. zeite amassada, para offerta de man­
17 E para sacrifício gratifico dous jares:
boys, cinco carneiros, cinco cabroês, 32 Huã taça de perfume de dez
cinco cordeiros de hum anno : esta sidos de ouro, chea de perfume.
foi a offerta de Nahesson filho de Ain- 33 Hum novilho filho de vaca, hum
minadab. carneiro, hum cordeiro de hum anno,
18 O segundo dia fez sua offerta para holocausto.
Nathanael, filho de Suhar, Mayoral 34 Hum cabraõ das cabras para
de Issaschar. expiaçaõ do pecado:
19 E por sua offerta offereceo hum 35 E para sacrifício gratifico dous
prato de prata, de peso de cento e boys, cinco carneiros, cinco cabroês,
trinta sidos; huã bacia de prata de cinco cordeiros de hum anno: esta
setenta siclos, segundo o siclo do foi a offerta de Elizur, filho de Se-
Sanctuario: ambos cheos de flor de deur.
farinha com azeite amassada, para of­ 36 O quinto dia o Mayoral dos fi­
ferta de manjares. lhos de Simeon, Selumiel, filho de
20 Huã taça de perfume de dez Zurisaddai.
siclos de ouro, chea de perfume. 37 Sua offerta foi hum prato de
21 Hum novilho, filho de vaca,hum prata, de peso de cento e trinta siclos,
carneiro, hum cordeiro de hum anno, huã bacia de prata de setenta siclos,
para holocausto. segundo o siclo do Sanctuario: am­
22 Hum cabraõ das cabras para bos cheos de flor de farinha, com a-
expiaçaõ do pecado: zeite amassada, para offerta de man­
23 E para sacrifício gratifico dous jares :
boys, cinco carneiros, cinco cabroês, 38 Huã taça de perfume de dez
cinco Cordeiros de hum anno: esta sidos de ouro, chea de perfume.
foi a offerta de Nathanael, filho de 39 Hum novilho, filho de vaca,
Suhar. hum carneiro, hum cordeiro de hum
24 O terceiro dia o Mayoral dos anno, para holocausto:
filhos de Zebulon, Eliab, filho de He- 40 Hum cabraõ das cabras para
lon. expiaçaõ do pecado:
25 Sua offerta foi hum prato de 41 E para sacrifício grati. co dous
prata, de peso de cento e trinta sidos, boys, cinco carneiros, cinco cabroês,
huã bacia de prata de setenta siclos, cinco cordeiros de hum anno; esta
L
146 NUMEROS. Cap. VIL
foi a offerta de Selumiel, filho do Zu- 57 Hum novilho, filho de vaca,
risaddai. hum carneiro, hum cordeiro de hum
42 O seisto dia o May oral dos fi­ anno, para holocausto.
lhos deGad, Eljasaph, filho de Deliuel. 58 Hum cabraõ das cabras para
43 Sua offerta foi hum prato de' expiaçaõ do pecado.
prata, de peso de cento e trinta ticlos; 59 E para sacrificio gratifico dous
huã bacia de prata de setenta siclos, boj'S, cinco carneiros, cinco cabroês,
segundo o sielo do Sanctuario: am­ cinco cordeiros de hum anno: esta
bos cheos de flor de farinha, com a- foi a offerta de Gamaliel, filho de Pe­
zeite amassada, para offerta de man­ dazur.
jares. GO O dia nono o Mayoral dos filhos
44 Huã taça de perfume de dez de Benjamin, Abidan, filho de Gide-
siclos de ouro, cliea de perfume. oni.
45 Hum novilho, filho de vaca, 61 Sua offerta foi hum prato de
hum carneiro, hum cordeiro de hum prata, de peso de cento e trinta siclos,
anno, para holocausto. huã bacia de prata de setenta siclos,
46 Hum cabraõ das cabras para segundo o siclo do Sanctuario: am­
expiaçaõ do pecado. bos cheos de flor de farinha, com a-
47 E para sacrificio gratifico dous zeite amassada, para cfferta de man­
boys, cinco carneiros, cinco cabrões, jares.
cinco cordeiros de hum anno : esta 62 Huã taça de perfume de dez
foi a offerta de Eljasaph, filho de De- siclos de ouro, chea de perfume.
huel. 63 Hum novilho, filho de vaca,
48 O sétimo dia o Mayoral dos fi­ hum carneiro, hum cordeiro de hum
lhos de Ephraim, Elisama, filho de anno, para holocausto.
Ammihud. 64 Hum cabraõ das cabras para
49 Sua offerta foi hum prato de expiaçaõ do pecado :
prata de peso de cento e trinta sidos, 65 E para sacrificio gratifico dous
huã bacia de prata de setenta siclos, boys, cinco carneiros, cinco cabroens,
segundo o siclo do Sanctuario: am­ cinco cordeiros de hum anno : esta
bos cheos de flor de farinha, com a- foi a offerta de Abidan, filho de Gi-
zeite amassada, para offerta de man­ deoni.
jares. 66 O decimo dia o Mayoral dos fi­
50 Huã taça de perfume de dez lhos de Dan, Ahieser, de Ammisad-
siclos de òuro, chea de perfume. dai.
51 Hum novilho, filho de vaca, 67 Sua offerta foi hum prato de
hum carneiro, hum cordeiro de hum prata, de peso de cento e trintasiclos;
anno, para holocausto. huã bacia de prata de setenta siclos,
52 Hum cabraõ das cabras para segundo o siclo do Sanctuario: am­
expiaçaõ do pecado. bos cheos de flor de farinha, com aze­
53 E para sacrificio gratifico dous ite amassada, para offerta de manjares.
bojTs, cinco carneiros, cinco cabrões, 68 Huã taça de perfume, de dez.
cinco cordeiros de hum anno: esta siclos de ouro, chea de perfume.
foi a offerta de Elisama, filho de Am­ 69 Hum novilho, filho de vaca,
mihud. hum carneiro, hum cordeiro de hum
54 O oitavo dia o Mayoral dos fi­ anno, para holocausto.
lhos de Manasse, Gamaliel, filho de 70 Hum cabraõ das cabras para
Pedazur. expiaçaõ do pecado.
55 Sua offerta foi hum prato, de 71 E para sacrificio gratifico dous-
prata, de peso de cento e trinta siclos; bojrs, cinco carneiros, cinco cabroês,
huã bacia de setenta siclos, segundo cinco cordeiros de hum anno: esta
o siclo do Sanctuario: ambos cheos foi a offerta de Ahieser, filho de Am-
de flor de farinha, com azeite amassa­ misaddai.
da, para offerta de manjares. 72 O undécimo dia o Mayoral dos
56 Huã taça de perfume de dez filhos de Aser, Pagiel, filho de Och-
siclos de ouro, chea de perfume. ran.
NUMEROS. Cap. VII. VIII. 14 7
73 Sua offerta foi hum prato de doze cordeiros de hum anno, com sua
prata, de peso de cento e trintasiclos-, offerta de manjares, e doze cabroens
huã bacia de prata de setenta siclos, das cabras, para expiaçaõ do pecado.
segundo o siclo do Sanctuario : am­ 88 E todos os boys para sacrifício
bos cheos de flor de farinha, com a- gratifico, foraõ vinte e quatro novi­
zeite amassada, para offerta de man­ lhos : os carneiros sessenta, os ca­
jares. broens sessenta, os cordeiros de hum
74- Huã taça de perfume de dez anno sessenta: estahe a consagraçaõ
sidos de ouro, chea de perfume. do altar, despois que foi ungido.
7.5 Hum novilho, filho de vaca, 89 E quando Âloyses entrava na
hum carneiro, hum cordeiro de hum Tenda do ajuntamento, pera fallar
aimo, para holocausto. com elle, ouvia a voz que fallava a
7S Hum cabraõ das cabras para elle em cima do propiciatório, que
expiaçaõ de pecado. está sobre a Arca do testimunho en­
77 E para sacrifício gratifico dous tre os dous Chrubins : assi com elle
boys, cinco carneiros, cinco cabroens, fallava.
cinco cordeiros de hum anno: esta
foi a offerta de Pagiel, filho de Ochran. CAPITULO VIII.
78 O duodécimo dia o Mayoral FALLOU Jeiiovah a Moyses,
dos filhos de Naphtali, Ahira, filho dizendo :
de Enan. 2 Falia a Aaron, e dize lhe: quan­
79 Sua offerta foi hum prato de do acenderes as lampadas ; em fronte
prata, de peso de cento e trinta siclos-, do candieiro alumiaráõ as sete lam-
hua bacia de prata, de setenta siclos, padas.
segundo o siclo do Sanctuario : am­ 3 E Aaron fez assi: em fronte da
bos cheos de flor de farinha, com a- face do candieiro acendeo suas lam­
zeite amassada, para offerta de man­ padas, como Jeiiovaii mandara a
jares. Moyses.
80 Huã taça de perfume de dez -1< E era esta obra do candieiro de
>iclos de ouro, chea de perfume. ouro batido, des de seu pé até suas
81 Hum novilho, filho de vaca, flores era batido : conforme a o mo-
hum carneiro, hum cordeiro de hum del que Jeiiovaii mostrara a Moyses,
anno, para holocausto. assi fez o candiero.
82 Hum cabraõ das cabras para .5 E fallou Jehovaji a Moyses,
expiaçaõ do pecado: dizendo :
83 E para sacrifício gratifico dous 6 Toma a os Levitas do meyo dos
boys, cinco carneiros, cinco cabroens, filhos de Israel, e os purifica.
cinco cordeiros de hum anno: esta 7 E assi lhes farás, pera os purifi­
foi a offerta de Ahira, filho de Enan. car ; esparge sobre elles a agoa da
84 Esta he a consagraçaõ do altar, expiaçaõ ; e sobre toda sua carne fa-
feita pelos Mavoraes de Israel, no dia ráõ passar a navalha, e lavaráõ seus
em que foi ungido, doze pratos de pra­ vestidos, e se purificarão.
ta, doze bacias de prata, doze taças 8 Entaõ tomaráõ hum novilho, fi­
de perfume de ouro. lho de vaca, com sua offerta de man­
8.5 Cada prato de prata de cento e jares de flor de farinha, amassada com
trinta siclos, e cada bacia de setenta : azeite; e tomarás outro novilho, filho
toda a prata dos vasos foi dous mil e de vaca, para expiaçaõ do pecado.
quatro centos sidos, segundo o siclo 9 E farás chegar os Levitas peran­
do Sanctuario. te a Tenda do ajuntamento; e farás
<86 Doze taças de perfume de ouro, ajuntar toda a coagregaçaõ dos filhos
cheas de perfume, cada taça de per­ de Israel.
fume de dez siclos, segundo o siclo do 10 Farás pois chegar os Levitas
Sanctuario: todo o ouro das taças de perante a face de Jehovaii : e os
perfume foi cento e vinte siclos. filhos de Israel poráõ suas maõs sobre
S7 Todos os boys para holocausto os Levitas.
foraõ doze novilhos, doze carneiros, 11 E Aaron moverá os Levitas por
L2
148 NUMEROS. C ap. VIII. IX.
offerta movediça perante a face de Aaron, e perante a face de seus fi­
Jehqvah polos filhos de Israel: e se- lhos, como Jehovah mandára aMoy-
ráÕ paraque sirvaõ no ministério de ses acerca dos Levitas, assi lhes fize­
Jehovaii. raõ.
12 E os Levitas poráõ suas maõs 23 E fallou Jehovah a Moyses,
sobre a cabeça dos novilhos: então dizendo.
adereça tu o hum para expiaçaõ do 24 Isto he quanto a os Levitas :
pecado, e o outro para holocausto a de idade de vinte e cinco annos e a
Jehovah, pera fazer expiaçaõ sobre riba entraráõ, pera militar a milicia
os Levitas. no ministério da Tenda do ajunta­
13 E porás os Levitas perante a mento.
face de Aaron, e perante a face de 25 Mas desda idade de cincoenta
seus filhos, e os moverás por offerta annos sahirá da milicia deste minis­
movediça a Jehovah. tério : e nunca mais servirá.
14 E separarás os Levitas do meyo 26 Porem com seus irmaõs servirá
dos filhos de Israel, para que os Le­ na Tenda do ajuntamento, pera ter
vitas meus sejaõ. cuidado da guarda; porem o minis­
15 E despois os Levitas entraráõ tério naõ administrara : assi farás a
a administrar a Tenda do ajuntamen­ os Levitas em suas guardas.
to : e tu os purificarás, e por offerta
movediça os moverás. CAPITULO IX.
16 Porquanto dados do meyo dos FALLOU Jehovah a Moyses
filhos de Israel me saõ dados : pola
abertura de toda madre, polo primo­
E no deserto de Sinai, no anno se­
gundo de sua sahida da terra de E-
génito de cadaqual dos filhos de Is­ gypto, no mes primeiro, dizendo:
rael, para my os tenho tomado. 2 Que os filhos de Israel celebras­
17 Porque meu he todo primogé­ sem a Pascoa a seu tempo determi­
nito entre os filhos de Israel, entre os nado.
homens, e entre os animaes ; no dia 3 A os catorze dias deste mes, en­
em que na terra de Egypto feri todo tre as duas tardes a seu tempo deter­
primogénito, os sanctifiquei para my. minado a celebrareis: segundo todos
18 E tomei os Levitas por todo seus estatutos, e segundo todos seus
primogénito entre os filhos de Israel. direitos a celebrareis.
19 E os Levitas, dados a Aaron e 4 Disse pois Moyses a os filhos de
a seus filhos do meyo dos filhos de Israel, que celebrassem a Pascoa.
Israel, tenho dado, pera administrar 5 Entaõ celebráraõ a Pascoa a os
o ministério dos filhos de Israel na catorze dias do mes primeiro, entre
Tenda do ajuntamento, e pera fazer as duas tardes no deserto de Sinai;
propiciaçaõ polos filhos de Israel; pa- conforme a tudo que Jehovah man­
raque naõ aja praga entre os filhos de dára a Moyses assi fizéraõ os filhos
Israel, chegando se os filhos de Israel de Israel.
a o Sanctuario. 6 E houve alguns que estavaõ im-
20 E fez Moyses e Aaron, e toda mundos polo corpo de hum homem
a congregaçaõ dos filhos de Israel a morto; e no mesmo dia naõ podiaõ
os Levitas assi: conforme a tudo que celebrar a Pascoa: polo que se che-
Jehovah mandára a Moyses acerca gáraõ perante a face de Moyses, e
dos Levitas, assi os filhos de Israel perante a face de Aaron aquelle mes­
lhes fizeraõ. mo dia.
21 E os Levitas se expiáraõ, e la- 7 E aquelles homens disseraõ lhe:
váraõ seus vestidos, e Aaron os mo- immundos estamos polo corpo de hum
veo por offerta movediça perante a homem morto; porque seriamos im­
face de Jehovah, e Aaron fez pro­ pedidos de naõ offerecer a offerta de
piciaçaõ por elles pera purificálos. Jehovah a seu tempo determinado
22 E despois vieraõ os Levitas, pe­ em meyo dos filhos de Israel?
ra administrar seu ministério na Ten­ 8 E Moyses lhes disse : Esperae, e
da do ajuntamento perante a face de ouvirei o que Jehovah vos mandará.
NUMEROS . Cap. IX. X. 149
9 Entaõ fallou Jewovah a Moy- 20 E era que, quando a nuvem
ses, dizendo: poucos dias estava sobre o Taberná­
10 Falia a os filhos de Israel, dizen­ culo, segundo o dito de Jeiiovah se
do : quando alguém entre vosoutros alojavaõ, e segundo o dito de Jéiio-
ou entre vossas gerações for immun- vah se partiaõ.
do por corpo morto, ou for em cami­ 21 Porem era que, quando a nuvem
nho longo; com tudo ainda celebrará desda tarde até á manhaã ficava ali,
a Pascoa a Jehovaii. e a nuvem se alçava pola manhaã,
11 No mes segundo, a os catorze entaõ se partiaõ: quer de dia quer
dias entre as duas tardes a celebraráõ: de noite, alçando se a nuvem, partiaõ
com puens ázimos e ervas amargas a se.
comeráõ, 22 Ou quando a nuvem sobre o
12 Delia nada deixaráõ até á ma­ Tabernáculo se detinha dous dias, ou
nhaã, e delia naõ quebrarão osso al­ hum mes, ou hum anno, ficando so­
gum : segundo todo estatuto da Pas­ bre elle ; entaõ os filhos de Israel se
coa a celebraráõ. alojavaõ, e naõ se partiaõ : e ella se
13 Porem quando hum varaõ for alçando, partiaõ se.
limpo, e naõ estivei’ no caminho, e 23 Segundo o dito de Jehovaii se
deixar de celebrar a Pascoa, tal alma alojavaõ, c segundo o dito de Jeho-
de seus povos será desarreigada: por­ vaii se partiaõ : da guarda de Jeho-
quanto naõ offereceo a otferta de Je- vah cuidado tinhaõ segundo o dito
iiovAii a seu tempo determinado; o de Jeiiovah, por maõ de Moyses.
tal varaõ levará seu pecado.
14 E quando hum estrangeiro pe­ CAPITULO X.
regrinar entre vos, e também celebrar ALLOU mais Jehovaii a Moy­
a Pascoa a Jehovah ; segundo o es­
tatuto da Pascoa e segundo seu cos­
F ses, dizendo :
2 Faze te duas trombetas de prata:
tume assi a celebrará: hum mesmo de obra batida as farás : e te seraõ
estatuto averá para vos, assi para o para a convocaçaõ da congregaçaõ,
estrangeiro, como para o natural da e para a partida dos arrayaes.
terra. 3 E quando ambas as tocarem, en­
15 E no dia de levantar o Taber­ taõ toda a congregaçaõ se congregará
náculo, a nuvem cubrio o Tabernáculo a tv á porta da Tenda do ajuntamento.
sobre a Tenda do testimunho: e a 4 Mas quando tocarem a huã só,
tarde estava sobre o Tabernáculo co­ entaõ a ty se congregarão os Mayo-
mo huã aparência de fogo até á ma­ raes, as cabeças dos milhares de Is­
nhaã. rael.
16 Assi era de continuo : a nuvem 5 Quando retinindo as tocardes,
o cubria, e de noite avia aparência de entaõ partiráõ os arrayaes, que aloja­
fogo. dos estaõ da banda do Oriente.
17 Mas segundo que a nuvem se 6 Mas quando a segunda vez reti­
alçava sobre a Tenda, assi os filhos nindo as tocardes, entaõ partiráõ os
de Israel após ella se partiaõ: e no arrayaes, que se alojaõ da banda do
lugar aonde a nuvem parava, ali os Sul: retinindo as tocaráõ por suas
filhos de Israel assentavaõ seu arrayal. partidas.
18 Segundo o dito de Jehovaii 7 Porem ajuntando a congregaçaõ
os filhos de Israel se partiaõ, e segun­ as tocareis; mas sem retinir.
do o dito de Jehovaii assentavaõ o 8 E os filhos de Aaron sacerdotes
arrayal; todos os dias em que a nu­ tocaráõ as trombetas : e a vos seráõ
vem parava sobre o Tabernáculo, as­ por estatuto perpetuo em vossas ge­
sentavaõ o arrayal. rações.
19 E quando a nuvem se detinha 9 E quando em vossa terra sahir-
muytos dias sobre o Tabernáculo, des a pelejar contra o inimigo, que vos
entaõ os filhos de Israel tinhaõ cuida­ aperta; também tocareis as trombe­
do da guarda de Jehovaii, e naõ se tas retinindo, e perante a face de Je-
partiaõ. hovaii vosso Deus averá lembrança
1.50 NUMEROS. Gap. X.
de vos, e salvos sereis de vossos ini­ filhos de Manasse, Gamaliel filho de
migos. Pedazur.
10 Semelhantemente no dia de 24 E sobre o exercito da tribu dos
vossa alegria, e em vossas solenidades, filhos de Benjamin, Abidan filho de
e a os princípios de vossos meses, Gideoni.
também tocareis as trombetas sobre 25 Entaõ partio se a bandeira do
vossos holocaustos, e sobre vossos sa­ arrayal dos filhos ,<lc Dan, fechando
crifícios gratificos, e vos seraõ por todos os arrayaes segundo seus exer­
lembrança perante a face de vosso citos : e sobre seu exercito estava A-
Deus: Eu Jehovah vosso Deus. hiezer, filho de Ammisaddai.
11 E aconteceo no anno segundo, 26 E sobre o exercito da tribu dos
no segundo mes, a os vinte do mes, filhos de Aser, Pagiel filho de Ochran.
que a nuvem se alçou de sobre o Ta­ 27 E sobre o exercito da tribu dos
bernáculo do testimunho. filhos de Naphthali, Ahira filho de E-
12 E os filhos de Israel separtíraõ nan.
segundo suas partidas do deserto de 28 Estas eraõ as partidas dos filhos
Sinai: e a nuvem se parou no deserto de Israel segundo seus exercitos,
de Paran. quando se partiaõ.
13 Assi a primeira vez se partíraõ 29 Disse entaõ Moyses a Hobab,
segundo o dito de Jehovah, por filho de Reguei o Midianita, sogro de
maõ de Moyses. Moyses: caminhamos para aquelle
14 Porque primeiramente partio se lugar, de que Jehovah disse; vòlo
a bandeira do arrayal dos filhos de darei: vae com nosco, e te faremos
Juda segundo seus exercitos : e sobre bem; porque Jehovah bem fallou
seu exercito estava Nahesson, filho de sobre Israel:
Amminadab. 30 Porem elle lhe disse: naõ irei;
15 E sobre o exercito da tribu dos antes irei a minha terra e a minha pa­
filhos de Issaschar, Nethaneel filho de rentela.
Suhar. 31 E elle disse: Ora naõ nos de­
16 E sobre o exercito da tribu dos ixes : pois porque tu sabes nosso alo­
filhos de Zebulon, Eliab filho de Ile- jamento no deserto, de olhos nos ser­
lon. virás.
17 Entaõ desarmáraõa o Taberná­ 32 E sera que, indo tu com nosco,’
culo, e os filhos de Gerson e os filhos e sucedendo o bem, com que Jeiio-
de Merari se partíraõ, levando o Ta­ vaii nos farabem, também nos te fa­
bernáculo. remos bem.
18 Despois partio se a bandeira do 33 Assi se partíraõ tres dias de ca­
arrayal de Ruben segundo seus exer­ minho do monte de Jehovah : e a
citos : e sobre seu exercito estava E- Arca do concerto de Jehovah ca­
lizur filho de Zedeur. minhou diante de sua face caminho
19 E sobre o exercito da tribu dos de tres dias, a buscar lugar de descan­
filhos de Simeon, Selumiel filho de so para elles.
Zurisaddai. 34 E a nuvem de Jehovah hia so­
30 E sobre o exercito da tribu dos bre elles de dia, quando partiaõ se do
filhos de Gad, Eljasaph filho de De- arrayal.
huel. 35 Era pois que, partindose a Ar­
21 Entaõ partíraõ se os Cahathitas, ca, Moyses dizia: Levantate Jeho­
levando o Sanctuario: e os outros le- vah, e teus inimigos dissipados sejaõ,
vantáraõ o Tabernáculo, entre tanto e teus aborrecedores fujaõ diante de
que estes vinhaõ. tua face.
22 Despois partio se a bandeira do 36 E pousando ella, dizia: Torna
arrayal dos filhos de Ephraim segun­ te Jehovah a os dez mil dos milha­
do seus exercitos: e sobre seu exer­ res de Israel.
cito estava Elisama filho de Ammi-
ud.
23 E sobre o exercito da tribu dos
NUMEROS. Cap. XI. 151
14 Eu só naõ posso levar a todo
CAPITULO XI. este povo: por que demasiado pesado
ACONTECEO que, queixan- he para my.
dose o povo, era mal em ouvi­ 15 E se assi fazes comigo, mata me
dos de Jehovaii ; porque Jehovaii tao sómente, se tenho achado graça
ouvio o, e sua ira se acendeo, e o fo­ em teus olhos, e naõ me deixes ver
go de Jeiiovah ardeo entre elles, e meu mal.
consutnio no cabo do arrayal. 16 E disse Jehovaii a Moyses:
2 Entaõ o povo clamou a Moyses, Ajunta-me setentavaroens dosanciaõs
e Moyses orou a Jehovaii, e o fogo de Israel, de quem sabes que saõ an-
se apagou. ciaõs d.o povo, e seus officiaes: e os
3 Poloque chamou a aqttelle lugar trarás perante a Tenda do ajuntamen­
Tabera, porquanto o fogo de Jeiio­ to, e ali se poráõ com tigo.
vah se acendera entre elles. 17 Entaõ eu descenderei, e ali fat­
4 E o vulgo, que estava em meyo iarei comtigo, e separarei do Espirito
delles, veyo a ter grande desejo : po­ que está em ty, e o porei sobre elles :
lo que os filhos de Israel tornáraõ a e comtigo levaráõ o cargo do povo,
chorar, e disseraõ: quem nos dará para que tu só o naõ leves.
carne a comer ? 18 E dirás a o povo: sanctificae
3 Alembramos nos dos peixes, que vos para amanhaà, e comereis carne:
em Egypto comíamos de graça; e dos porquanto chorastes a os ouvidos de
pepinos, e dos meloens, e dos porros, Jehovaii, dizendo; quem nos dará
e das cebolas, e dos alhos. carne a comer? pois bem nos hia em
6 Mas agora nossa alma se secca; Egypto: polo que Jeiiovah vos da­
cousa nenhuã ha seiiaõ este Manna rá carne, e comereis:
diante de nossos olhos. 19 Naõ comereis hum dia, nem
7 E era o Manna como semente dous dias, nem cinco dias, nem dez,
de coentro, e sua cor como a cor de dias, nem vinte dias:
Bedolah. 20 Até hum mes inteiro, até que
8 Espalhava se o povo, e colhia, e vos saya pelos narizes, até que vos
em moinhos o moía, ou em almofari­ enfastieis delia: porquanto engeitas-
zes o pilava, e em panelas o cozia, e tes a Jehovaii, que está em meyo
delle fazia bolos : e seu sabor era co­ de vos, e chorastes perante sua face,
mo o sabor do melhor liquor do azeite. dizendo; porque ora sahimos de E-
9 E quando o orvalho de noite de­ gypto.
scendia sobre o arrayal, o Manna de­ 21 E disse Moyses: seis centos
scendia sobre elle. mil de péhe este povo, em cujo meyo
10 Entaõ Moyses ouvio chorar o estou : e tu tens dito; darei lhes car­
povo por suas familias, cadaqual á ne, e comeráõ hum inteiro mes,
porta de sua tenda: e a ira de Jeho- 22 Degolarse haõ pois para elles
vah grandemente se acendeo, e pa- ovelhas e vacas que lhes bastem ? ou
receo mal a os olhos de Moyses. ajuntarsehaõ para elles todos os pe­
11 E disse Moyses a Jehovaii: ixes do mar, que lhes bastem ?
porque fizeste mal a teu servo, e por­ 23 Porem Jeiiovah a Moyses dis­
que em teus olhos naõ achei graça; se : seria logo encurtada a mao de
que posesses sobre my o cargo de to­ Jeiiovah ? agora verás se minha pa­
do este povo ? lavra te acontecerá, ou naõ.
12 Concebi eu porventura a todo 24 E sahio Moyses, e fallou as pa­
este povo? pari o eu? que me dis­ lavras de Jehovaii a o povo: e a-
sesses : leva o em teu colo, como o juntou setenta varoens dos anciaos do
ay o leva a o que cria, á terra que ju­ povo, e os pós a o redor da Tenda.
raste a seus paes ? 25 Entaõ Jehovah descendeo na
13 Donde eu teria carne pera dar nuvem, e lhe fallou ; e separando do
a todo este povo ? porquanto contra Espirito, que estava sobre elle, o pôs
iny chorão, dizendo ; dá-nos carne a sobre aquelles setenta varoens anci-
comer: aõs: e aconteceo que, assi como o Es-
152 NUMEROS. Caj >. XI. XII. XIII.
pirito repousou sobre elles, profetiza­ fallou também por nos outros? e Je­
rão; mas despois nunca inais. hovah o ouvio.
26 Porem no arrayal ficáraõ dous 3 E era o varaõ Moyses muy man­
vároens : o nome de hum era Eldad, so ; mais que todos os homens que
e o nome do outro Medad; e o Es­ avia sobre a terra.
pirito repousou sobre elles, (porquan­ 4 E logo Jehovah disse a Moy­
to estavaõ entre os escritos, ainda que ses, e a Aaron, e a Mirjam: vos tres
naõ sahíraõ á Tenda) e profetizavaõ sahi á Tenda do ajuntamento ; e sa­
no arrayal. híraõ elles tres.
2? Entaõ correo hum moço, e o 5 Entaõ Jehovah descendeo na
denunciou a Moyses, e disse: Eldad coluna da nuvem, e se pôs á porta da
e Medad profetizaõ no arrayal. Tenda: despois chamou a Aaron e a
28 ,E Josué filho de Nun, servidor Mirjam, e elles sahíraõ ambos.
de Movses, hum de seus mancebos 6 E disse : ouvi agora minhas pa­
escolhidos rèspondeo e disse: senhor lavras; se entre vos ouver Propheta,
meu, Moyses, prohibellfo. Eu Jehovah em visaõ me lhe notifi­
29 Porem Moyses lhe disse: tens carei, ou em sonhos faltarei com elle.
tu ciumès por my? praza a Deus, 7 Assí naõ lie meu servo Moyses,
que.todo o povo de Jehovah fossem que he fiel em toda minha casa.
profetas,,que Jehovah désse seu Es­ 8 Boca a boca fallo com elle, e de
pirito sobre elles! vista e naõ por figuras; pois vé a se­
30 Despois Moyses se recolheo a melhança de Jehovah : porque pois
o árrrayal, elle e os anciaos de Israel. naõ tivestes temor, de fallar contra
31 Entaõ sahio hum vento de Je­ meu servo, contra Moyses ?
hovah, e trouxe codornizes do mar, 9 Assi a ira de Jehovah contra
e as espalhou pelo arrayal quasi ca­ elles se acendeo; e foi se.
minho de hurn dia da huã banda, e 10 E a nuvem se desviou de sobre
quasi caminho de hum dia da outra a Tenda; e eis que Mirjam era le­
banda ao redor do arrayal; e estavaõ prosa como a neve: e olhou Aaron
quasi dous covados sobre a terra. para Mirjam, e eis que era leprosa.
32 Entaõ o povo se levantou todo 11 Polo que Aaron disse a Moy­
aquelle dia e toda aquella noite, e to­ ses : Ah senhor meu, ora naõ ponhas
do o dia seguinte, e colhéraõ as co­ sobre nos este pecado, que fizemos
dornizes ; o que menos tinha, colhera loucamente, e com que avemos pe­
dez Homers : e estendendo as esten­ cado.
derão para si a o redor do arrayal. 12 Ora naõ seja ella como hum
33 Ainda a carne estava entre seus morto, que sahindo do ventre de sua
dentes, antes que era mastigada, a ira mae, a metade de sua carne ja está
de Jehovah contra o povo se acen- consumida.
deo; e ferio Jehovah a o povo com 13 Clamou pois Moyses a Jeho­
huã praga muy grande. vah, dizendo; ó Deus, rogo-te que a
34 Poloque o nome daquelle lugar cures.
se chamou Kibroth Taava: porquan­ 14 E disse Jehovah a Moyses:
to ali enterráraõ a o povo, que teve o se seu -pae cuspindo lhe cuspira em
desejo. seu rosto, naõ seria envergonhada se­
35 De Kibroth Taava caminhou o te dias ? esteja fechada sete dias fora
povo para Hazeroth; e paráraõ em do arrayal, e despois a recolhaõ.
Hazeroth. 15 Assi Mirjam estava fechada fo­
ra do arrayal sete dias: e o povo naõ
CAPITULO XII. partio se, até que recolhéraõ a Mir­
I AIJ.OU M ifjam e Aaron con­ jam.
E tra Moyses, por causa da mulher
Cusitiçá, que tomára: porquanto ti­ CAPITULO XIII.
nha tomado mulher Cusitica. OREM despois o povo se partio
2 E disseraõ: por ventura fallou
Jehovah sómente por Moyses? naõ
P de Hazeroth; e assentáraõ o ar­
rayal no deserto de Paran.
NUMEROS. Cap. XIII. 153
2 E fallou Jeiiovah a Moyses, 22 Assi se partíraõ, e espiáraõ a
dizendo: terra desdo deserto de Zín até Rehob
3 Envia-te varoens, que espiem a á entrada de Hamath.
terra de Canaan, que eu hei de dar a 23 E subíraõ para a banda do Sul,
os filhos de Israel: de cada tribu de e vieraõ até Hebron; e estavaõ ali
seus paes enviareis lium varaõ, sendo Ahiman, Sesai, e Talmai, filhos de
cadaqual Mayoral entre elles. Enac: e Hebron foi edificada sete
4 E enviou os Moyses do deserto annos antes de Zoan em Egypto.
de Paran segundo o dito de Jeiio­ 24 Despois vieraõ até o valle de
vah : todos aquelles varoens eraõ ca­ Eseol, e dali cortáraõ hum ramo de
beças dos filhos de Israel. vide com hum cacho de uvas, que
5 E estes saõ seus nomes: Da tri- trouxeraõ dous sobre huã verga: co­
bu de Ruben, Samniua filho de Sac- mo também das romaãs e dos figos.
cur. 25 ChamáraÕ a aquelle lugar, o
6 Da tribu de Simeon, Saphath fi­ valle.de Escol, porcausado cacho que
lho de Hori. dali cortáraõ os filhos de Israel.
7 Da tribu de Juda, Caleb filho de 26 Despois se tornáraõ de espiar a
Jephunne. terra, a cabo de quarenta dias.
8 Da tribu de Issaschar, Jigeal, fi­ 27 E caminháraõ, e vieraõ a Moy­
lho de Joseph. ses e a Aaron, e a toda a congrega­
9 Da tribu de Ephraim, Hosea fi­ ção dos filhos de Israel no deserto de
lho de Nun. Paran, a Cades, e tornáraõ a trazer
10 Da tribu de Benjamin, Palti fi­ reposta a elles, e a toda a congrega­
lho de Ilaphu. ção, e mostráraõ lhes o fruito da ter­
11 Da tribu de Zebulon, Gaddiel ra.
filho de Sodi. 28 E contáraõ lhe e disseraõ: fo­
12 Da tribu de Joseph, pola tribu mos nos á terra a que nos enviaste;
de Manasse, Gaddi filho de Susi. e verdadeiramente mana leite e mel,
13 Da tribu de Dan, Ammiel filho e este he seu fruito.
de Gemalli. 29 Salvo que o povo que habita
14 Da tribu de Aser, Sethur filho nesta terra, he poderoso, e as cidades
de Michael. fortes, e muy grandes; e tamb»m ali
1.5 Da tribu de Naphthali, Nahbi vimos os filhos de Enac.
filho de Vophsi. 30 Os Amalequitas habitaõ na ter­
16 Da tribu de Gad, Guel filho de ra do Sul; porem os Hetheos, e os
Machi. Jebuseos, e os Amoreos habitaõ na
17 Estes sao os nomes dos varões, montanha: e os Cananeos habitaõ
que Moyses enviou a espiar aquella junto a o mar, e á praya do Jordaõ.
terra: e a Hoseafilho de Nun, Mov- 31 Entaõ Caleb fez callar o povo
ses chamou Josue. perante Moyses, e disse: subamos
18 Enviou os pois Moyses a espiar anitnosamente, e a possuamos em he­
a terra de Canaan: edisselhes; subi rança ; porque prevalecendo prevale­
por aqui para a banda do Sul, e subi ceremos contra eila.
á montanha. 32 Porem os varoês que com elle
19 E vede qual seja aterra e o po­ subíraõ, disseraõ : naõ poderemos su­
vo, que nella habita; se lie forte ou bir contra aquelle povo, porque he
fraco; se pouco ou rnuyto. mais forte que nos.
20 E qual seja a terra em que ha­ 33 E infamáraõ a terra que tinhaõ
bita, se boa ou má : e quaes sejaõ as espiado para com os filhos de Israel,
cidades em que habita; ou em arrav- dizendo: a terra pela qual passamos
aes, ou em fortalezas. a espiála, he terra que consume seus
21 Também qual seja a terra, se moradores ; e todo o povo que vimos
grossa ou magra; se nella ha arvores, no meyo delia, saõ homens de grande
ou naõ: e esforçae vos, e tomae do estatura.
fruito da terra: e eraõ aquelles dias 34 Também vimos ali gigantes fi­
os dias das primícias das uvas. lhos de Enac, dos gigantes: e éramos
154 NUMEROS. Cap. XIII. XIV.
em nossos olhos como gafanhotos, e to com tua força fizeste subir a este
assi laml-em éramos em seus olhos. povo do raeyo delles.
14 E diráÕ a os moradores desta
CAPITULO XIV. terra, que ouvíraõ que tu ó Jehovah
NTAO se levantou toda a con­ estás em meyo deste povo, que de
gregação, e alçaraõ suas vozes : olho a olho ó Jehovah apareces, que
e o povo chorou 'naquella mesma tua nuvem está sobre elles, e que vás
noite. em huã coluna de nuvem de dia, e em
2. E todos os filhos de Israel mur­ huã coluna de fogo de noite, diante
murarão contra Moyses e contra Aa- de sua face:
ron ; e toda a congregaçaõ lhe disse : 15 E matarias a este povo como a
Ah se morrêramos na terra de Egyp- hum só homem ? assi as gentes que
to! ou, ah se morrêramos neste de­ ouvíraõ tua fama, fallaráõ, dizendo :
serto ! 16 Porquanto Jehovah naõ podia
3 E porque Jehovah nos traz a meter este povo na terra, que lhes ti­
esta terra, que cayamos a cutelo, e nha jurado ; por isso os matou no de­
nossas mulheres, e nossas crianças serto.
sejaõ por presa ? naõ nos seria melhor 17 Agora pois, rogo te, que a for­
pera tornar a Egypto ? ça de (Senhor se engrandeça; como
4 E diziaõ hum ao outro : levante­ tens fallado, dizendo:
mos huã cabeça, e tornemos a Egyp­ 18 Jehovah he longanime, e gran­
to. de em beneficencia, que perdoa a ini­
5 Entaõ Moyses e Aaron cahíraõ quidade e a transgressão, que a o cul­
sobre suas faces perante a face de to­ pado naõ tem por innocente, e visita
da a companhia da congregaçaõ dos a iniquidade dos paes sobre os filhos
filhos de Israel. até á terceira e quarta geraçaõ.
6 E Josue filho de Nun, e Caleb 19 Perdoa pois a iniquidade deste
filho de Jephunne, dos que espiáraõ povo, segundo a grandeza de tua be­
a terra, rasgáraò seus vestidos. nignidade : e como também perdoas­
7 E falláraõ a toda a congregaçaõ te a este povo desda terra de Egypto
dos filhos de Israel, dizendo : a terra até aqui.
por onde passámos a espiála, he terra 20 E disse Jehovah : conforme a
muyto boa. tua palavra lhe perdoei.
8 Se Jehovah se agradar de nos, 21 Porem certamente, vivo eu, que
meterá nos nesta terra, e nôla dará : a gloria de Jehovah encherá toda a
terra que mana leite e mel. terra.
9 Taõsómente naõ sejais rebeldes 22 E que todos os varoês que ví-
contra Jehovah, e naõ temais a o raõ minha gloria e meus sinaes, que
povo desta terra, porquanto nosso fiz em Egypto e no deserto; e dez
paõ saõ elles: sua sombra se retirou vezes atentáraõ me, e naõ obedece­
delles, e Jehovah he com nosco; rão a rainha voz:
naõ os temais. 23 Naõ veráõ a terra, de que a se­
10 Então disse toda a congrega­ us paes jurei, e até nenhum d’aquel-
çaõ, que os apedrejassem com pedras: ies que me irritáraõ, a verá.
porem a gloria de Jehovah apareceo 24 Porem meu servo Caleb, por­
na Tenda do ajuntamento a todos os quanto nelle houve outro espirito, e
filhos de Israel. perseverou em seguir me : eu o leva­
11 E disse Jehovah a Moyses: rei á terra em que entrou, e sua se­
até quando este povo me irritará ? e mente a possuirá em herança.
até quando me naõ creráõ por todos 25 E os Amalequitas e os Canane-
os sinaes que fiz em mevo delles? os habitaõ no valle: tornae vos á
12 Com pestilência o ferirei, e o manhaã, e caminhae para o deserto
regeitarei; e te farei por niayor e pelo caminho do mar vermelho.
mais forte povo que este. 26 Despoisfallou Jehovah aMoy­
13 E disse Moyses a Jehovah : ses e a Aaron, dizendo:
assi osEgypcios oouviráõ; porquan­ 27 Até quando estarei com esta
NUMEROS. Cap. XIV. XV. 155
malina congregaçaõ, que murmura brantais o mandado de Jehovah?
contra my ? ouvido tenho as murmu­ pois isso naõ prosperará.
rações dos filhos de Israel, com que 42 Naô subais; pois Jehovah naõ
murmurai) contra my. estará em meyo de vos, paraque naõ
28 Dize lhes: vivo eu, diz Jeho­ sejais feridos diante da face de vos­
vah, que como faliastes a meus ou­ sos inimigos.
vidos, assi farei a vosoutros. 43 Porque os Amalequitas e os
29 Neste deserto cahiráò vossos Cananeos estaõ ali diante de vossa
corpos mortos, como também todos face, e cahireis a cutelo: pois por­
vossos contados segundo toda vossa quanto vos desviastes de Jehovah,
conta, de vinte annos e a riba, os que Jehovah naõ será comvosco.
contra my murmurastes. 44 Com tudo temerariamente in-
30 Que naõ entrareis na terra, po- tentáraõ, pera subir a o cume do
la qual levantei minha maõ, que vos monte: mas a Arca do concerto de
faria habitar nella; salvo Caleb filho Jehovah e Moyses se naõ apartáraõ
de Jephunne, e Josue filho de Nun. do mevo do arrayal.
31 E vossas crianças, de que dizi- 45 EntaÕ descenderão os Amale­
eis : por presa seraõ, meterei nella; quitas e os Cananeos, que habitavaõ
e elles saberáõ da terra, que vos en- na montanha, e os feríraõ, moendo os
geitastes desprezivelmente. até Horma.
32 Porem quanto a vos: vossos
corpos mortos cahiráò neste deserto. CAPITULO XV.
33 E vossos filhos pastorearáõ nes­ ESPOIS fallou Jehovah a Moy­
te deserto quarenta annos, e levaráõ ses, dizendo:
vossas fornicações, até que vossos 2 Falia a os filhos de Israel, e di-
corpos mortos se consumaõ neste de­ zelhes : quando entrardes na terra de
serto. vossas habitações, que eu vos der;
34 Segundo o numero dos dias em 3 E á Jehovah fizerdes offerta a-
que espiastes esta terra, quarenta di­ cendida, holocausto, ou sacrifício, pe­
as, por cada dia hum anno, levareis ra separar voto, ou em oftèrta volun­
vossas iniquidades quarenta annos. e tária ; ou em vossas solennidades, pe­
sabereis meu quebrantamento. ra a Jehovah fazer cheiro suave de
35 Eu Jehovah fallei; se assi naõ vacas ou de gado miúdo:
fizer a toda esta malina congregaçaõ, 4 Entaõ aquelle que offerecer sua
que se levantou contra my : neste de­ offerta a Jehovah, por offerta de
serto se desfaráõ, e ahi faleceráõ. manjares offerecerá huã decima de
36 E os varoés que Moyses man- flor de farinha com a quarta parte de
dára a espiar a terra, e que tornados hum Hin mexida de azeite.
fizeraõ murmurar toda a congrega-
o o 5 E de vinho para offerta de der­
çaõ contra elle, infamando a terra. ramamento prepararás a quarta parte
37 Aquelles mesmos varoês, que de hum Hin para holocausto ou para
infamáraõ a terra, morréraõ da praga sacrifício por cada cordeiro :
perante a face de Jehovah. 6 E por cada carneiro prepararás
38 Mas Josue filho de Nun, e Ca- huã oftèrta de manjares de duas deci­
leb filho de Jephunne, ficáraõ em vi­ mas de flor de farinha, mexida com a
da dos varoês que fórao se a espiar a terça parte de hum Hin de azeite.
terra. 7 E de vinho para a offerta de der­
39 E fallou Moyses estas palavras ramamento offerecerás a terça parte
a todos os filhos de Israel: entaõ o de hum Hin a Jehovah em suave
povo se contristou muyto. cheiro.
40 E levantáraõ se pela manhaã de 8 E quando preparares novilho pa­
madrugada, e subíraõ a o cume do ra holocausto ou sacrifício, pera se­
monte, dizendo : eis nos aqui, e subi­ parar voto, ou em sacrifício gratifico
remos a o lugar, que Jehovah tem a Jehovah.
dito ; porquanto avemos pecado. 9 Com o novilho offerecerá huã of­
41 Mas Moyses disse: porque quc- ferta de manjares de tres decimas dc
156 NUMEROS. Cap. XV.
flor de farinha, com a metade de hum vaca para holocausto em suave cheiro
Hin mexida de azeite. a Jehovah, com sua offerta de manja­
10 E de vinho para a offerta de res e de derramamento conforme a o
derramamento ofterecerás a metade estatuto; e hum cabraõ das cabras
de hum Hin, em suave cheiro a Je­ por expiaçaõ do pecado.
hovah, 25 E o sacerdote fará propiciação
11 Assi se fará com cada boy, ou por toda a congregaçaõ dos filhos de
com cada carneiro, ou com o gado Israel, e lhes será perdoado: por­
meudo dos cordeiros ou das cabras. quanto foi erro, e trouxeraõ sua of­
12 Segundo o numero que prepa­ ferta, offerta acendida a Jehovah, e
rardes, assi fareis com cada qual se­ suaexpiaçaõ do pecado perante a face
gundo seu numero. de Jehovah por causa de seu erro.
13 Todo natural assi fará estas 26 Será pois perdoado a toda a
cousas, offerecendo offerta acendida congregaçaõ dos filhos de Israel, e
em suave cheiro a Jehovah. mais a o estrangeiro que peregrina
14 Quando também peregrinar com em meyo delles: porquanto por erro
vosco algum estrangeiro, ou que es­ sobreveyo a todo o povo.
tiver em meyo de vos em vossas ge­ 27 E se alguã alma pecar por erro,
rações ; e elle preparar offerta acen­ por expiaçaõ do pecado offerecerá
dida de suave cheiro a Jehovah: huã cabra de hum anno.
como vos fizerdes, assi elle fará. 28 E o sacerdote fará propiciaçaõ
15 O congregaçaõ, hum mesmo es­ pola almapeccante, quando pecar por
tatuto aja para vos e para o estran­ erro, perante a face de Jehovah ; fa­
geiro que entre vos peregrina, por es­ zendo propiciaçaõ por ella; e lhe sera
tatuto perpetuo em vossas gerações ; perdoado.
como vos assi sera o peregrino perante 29 Para o natural dos filhos de Is­
a face de Jehovah. rael, e para o estrangeiro que em
16 Huã mesma ley e hum mesmo meyo delles peregrina, huã mesma ley
direito averá para vos e para o estran­ vos será, para o que isso fizer por
geiro, que peregrina com vosco. erro.
17 Fallou mais Jehovah a Moy- 30 Mas a alma que fizer alguã cou­
ses, dizendo: sa com maõ levantada, quer dos na-
18 Falia a os filhos de Israel, e di- turaes, quer dos estrangeiros, injuria
zelhes : quando entrardes na terra em a Jehovah; e tal alma será desar-
que vos hei de meter: reigada do meyo de seu povo.
19 Acontecerá que quando comer­ 31 Pois desprezou a palavra de
des do paõ da terra, entaõ offerecereis Jeiiovaii, e anullou seu mandamen­
a Jehovah offerta alçadiça. to : desarreigando desarreigada será
20 Das primícias de vossa massa tal alma, sua iniquidade he sobre ella.
offerecereis hum bolo em offerta al­ 32 Estando pois os filhos de Israel
çadiça; como a offerta da eira, assi a no deserto, acháraõ hum homem a-
offerecereis. panhando lenha no dia do Sabado.
21 Das primícias de vossas massas 33 E os que o acháraõ apanhando
dareis a Jehovah offerta alçadiçaem lenha, o trouxeraõ a Moyses e a Aa-
vossas gerações. ron, e a toda a congregaçaõ.
22 E quando vierdes a errar, enaõ 34 E o poseraõ em guarda: por­
fizerdes todos estes mandamentos, que quanto ainda naõ estava declarado, o
Jehovah fallou a Moyses. que lhe devia fazer se.
23 Tudo quanto Jehovah vos tem 35 Disse pois Jeiiovaii a Moy­
mandado por maõ de Moyses, desdo ses : morrendo morrerá o tal varaõ:
dia que Jehovah o mandou, e a di­ toda a congregaçaõ com pedras o a-
ante em vossas geraçoês: pedrejará fora do arrayal.
24 Será que, quando se fizer cousa 36 Entaõ toda a congregaçaõ o ti­
alguã por erro, e a os olhos da con­ rou fora do arrayal, e com pedras o
gregaçaõ for encuberlo, toda a congre­ apedrejáraõ, e morreo; como Jeho­
gaçaõ preparará hum novilho filho de vah mandara a Moyses.
NUMEROS. Cap. XV. XVI. 157
37 E fallou Jeiiovaii a Moyses, 8 Mais disse Moyses a Corah: ou­
dizendo: vi agora filhos de Levi:
38 Falia a os filhos de Israel, e di- 9 Tampouco vos he, que o Deus
zelhes; que nas bordas de seus vesti­ de Israel vos separou da congr.egaçaõ
dos façaõ franjas em suas gerações: e de Israel, pera vos fazer chegar a si, a
nas franjas das bordas poráõ hum administrar o ministério do Taberná­
cordaõ de cardeno. culo de Jehovah, e estar perante a
39 E ’nas franjas vos estará, para face da congregaçaõ, pera ministrar
que o vejais, e vos lembreis de todos lhes ?
os mandamentos de Jehovah, e os 10 E te fez chegar, e todos teu?
façais: e naõ attentareis após vosso irmaõs os filhos de Levi com tigo ;
coraçaõ e após vossos olhos, após os ainda também procurais o sacerdó­
quaes andais fornicando. cio ?
40 Para que vos lembreis de todos 11 Polo que tu etoda tua congre­
meus mandamentos, e os façais, e gaçaõ, congregados estais contra Je­
sanctos sejais a vosso Deus. hovah : porque Aaron que he, que
41 Eu Jehovah vosso Deus, que murmurais contra elle?
vos tirei da terra de Egypto, pera a 12 E Moyses enviou a chamar a
vos ser por Deus : Eu Jehovah vos­ Dathan e Abiram filhos de Eliab : po­
so Deus. rem elles disseraõ; naõ subiremos.
13 Tampouco he, que nos fizeste
CAPITULO XVI. subir de huã terra, que mana leite e
CORAH filho de Jizhar, filho mel, a matar nos 'neste deserto ? se-
de Cahath, filho de Levi, tomou naõ que também ensenhoreando te
com sigo a Dathan e a Abiram filhos ensenhoreas de nosoutros ?
de Eliab, e a On filho de Peleth, filhos 14 Nem tampouco nos trouxeste a
de Ruben. huã terra que mana leite e mel,' nem
2 E levantáraõ se perante a face nos deste campos e vinhas em heran­
de Moyses com duzentos e eincoenta ça : por ventura arrancarás os olhos a
varoês dos filhos de Israel, Mayoraes estes varoês ? naõ subiremos.
da congregaçaõ, chamados do ajunta­ 15 Entaõ Moyses se acendeo muy-
mento, varoês de nome. to, e disse a Jehovah ; naõ attentes
3 E se congregáraõ contra Moy­ para sua offerta; nem ainda hum as­
ses e contra Àaron, e lhes disseraõ: no tomei delles, nem a nenhum delles
Ja demasiado he para vos; pois toda- fiz mal.
esta congregaçaõ, todos elles saõ 16 Disse mais Moyses a Corah : tu
sanctos, e Jehovah está em meyo e toda tua congregaçaõ vos ponde
delles : porque pois vos levantais perante a face de Jehovah, tue elles
sobre a congregaçaõ de Jeho­ com Aaron a manhaã.
vah ? 17 E tomae cada hum seu encen-
4 Como Moyses isto ouvio, se lan­ sario, e 'nelles ponde perfume; e tra­
çou sobre sua tace. zei cadalium seu encensario perante a
5 E fallou a Corah e a toda sua face de Jeiiovaii, duzentos e cinco-
congregaçaõ, dizendo : amanhaã pola enta encensarios; também tu e Aa­
manhaã Jehovah fará saber, quem ron, cadaqual seu encensario.
seja seu e o sancto, a quem fará che­ 18 Tomáraõ pois cadaqual seu en­
gar a si: e aquelle a quem escolher, censario, c 'nelles poseraõ fogo, e
fará chegar a si. 'nelles deitáraõ perfume; e se pose­
6 Fazei isto: tomae vos encensarios raõ perante a porta da Tenda do a-
Corah e toda sua congregaçaõ: juntamento com Moyses e Aaron.
7 E pondo fogo nelles a manhaã 19 E Corah fez ajuntar contra elles
sobre elles deitae perfume perante a toda a congregaçaõ á porta da Tenda
face de Jeiiovaii: e será que o va- do ajuntamento : entaõ a gloria de Je­
raõ a quem Jehovah escolher, este hovah apareceo a todaacongregaçaõ.
será o sancto : ja demasiado he para 20 E fallou Jehovah a Moyses c
vos filhos de Levi. a Aaron, dizendo:
158 NUMEROS. Cap. XVI.
21 Apartae vos do meyo desta porque diziaõ : que por ventura a ter­
congregação, e como em hum mo­ ra nos tamlem naõ trage.
mento os consumirei. 35 Entaõ sahio fogo de Jehovah,
22 Mas elles se postráraô sobre su­ e consumio os duzentos e cincoenta
as faces, e disseraõ: ó Deus, Deus varoês, que offereciaõ o perfume.
dos espíritos de toda carne: pecaria 36 E fallou Jehovah a Moyses,
hum só varaõ, e indignarte lias tu dizendo:
tanto contra toaa esta congregaçaõ 37 Dize a Eleazar filho de Aaron
23 E fallou Jeho vah a Moyses, o sacerdote, que tome os encensarios
dizendo: do movo do incêndio, e espalhe o fo­
24 Falia a toda esta congregação, go longe; porque sanctos saõ.
dizendo : levantaevos do redor da 38 Os encensarios d’aquelles que
habítaçaõ de Corah, Dathan, e A- pecáraõ contra suas almas, paraque
biram. delles se façaõ folhas estendidas para
25 Entaõ Moyses se levantou, e se cuberta do Altar; porquanto ostrou-
foi a Dathan e Abirara : e após elle xeraõ perante a face de Jehovah;
foraõ se os AnciaÕs de Israei. poloque sanctos saõ, e seraõ por sinal
26 E fallou á congregaçaõ, dizen­ a os íiíhos de Israel.
do : desviae vos ora das tendas destes 39 E Eleazar o sacerdote tomou os
impios varoês, e naõ toqueis a nada encensarios de metal, que trouxeraõ
do que he seu ; paraque por ventura os queimados, e os estendéraÕ para
naõ pereçais em todos seus pecados. cuberta do Altar.
27 Levantãraõ se pois do redor da 40 Por memorial para os filhos de
habitaçaõ de Corah, Dathan, e Abi- Israel, que nenhum estranho que naõ
ram: mas Dathan e Abiram sahíraõ, for da semente de Aaron, se chegue
e se poseraõ á porta de suas tendas, pera acender perfume perante a face
juntamente com suas mulheres, e se­ fie Jehovah ; paraque naõ seja como
us filhos, e suas crianças. Corah e sua congregaçaõ, como Je­
28 Entaõ disse Moyses : 'nisto hovah tinha dito a elle por boca de
conhecereis, que Jehovah me enviou Moyses.
a fazer todos estes feytos; que de 41 Mas o dia seguinte toda a con­
meu coraçaõ naõ procedem. gregaçaõ dos filhos de Israel raurmu-
29 Se estes morrerem como mor­ rou contra Moyses e contra Aaron.
rem todos os homens, e se ferem vi­ dizendo : Vosoutros matastes a o po­
sitados como se visitaõ todos os ho­ vo de Jehovah.
mens; entaõ Jehovah me naõ en­ 42 E aconteceo que, ajuntandose
viou. a congregaçaõ contra Moyses e Aa­
30 Mas se Jehovah criar algtiã ron, e virandose para a Tenda do a-
cousa nova, e a terra abrir sua boca, juntamento, eis que a nuvem a cu­
e os tragar com tudo que lie seu, e brio, e a gloria de Jehovah apareceo.
vivos descenderem ao inferno ; entaõ 43 Vieraõ pois Moyses e Aaron
conhecereis que estes varoês irritáraõ perante a Tenda do ajuntamento.
a Jehovah. 41 Entaõ fallou Jehovah a Moy­
31 E aconteceo que, acabando elle ses, dizendo:
de fallar todas estas palavras, a terra 4.5 Levantae vos do meyo desta
que estava debaixo delles, se fendeo. congregaçaõ, e a consumirei como em
32 E a terra abrio sua boca, e os hum momento: entaõ se postráraô
tragou com suas casas; como tam­ sobre suas faces.
bém a todos os homens que perten- 46 E disse Moyses a Aaron : toma
çiaõ a Corah, e toda sua fazenda. o encensario, e póe nelle fogo do
33 E elles e tudo que era seu, des­ altar, e deita perfume sobre elle, e
cenderão vivos a o inferno; e a terra vae te depressa á congregaçaõ, e faze
os cubrio, e perecéraõ do meyo da propiciaçaõ por elles : porque grande
congregaçaõ, indignaçaõ sahio de diante da face de
34 E todo Israel que estava a o re­ Jehovah ; ja a plaga começou.
dor delles, fugíraõ do clamor delles ; 47 E tomou o Aaron como Moy-
NUMEROS. Cap. XVI. XVII. XVIII. 159
ses tinha fallado, e correo no meço ses : torna a vara de Aaron perante o
da congregação, e eis que ju a plaga testimunho, paraque se guarde por
avia.começado entre o povo; e deitou sinal para os filhos rebeldes : assi fa­
perfume nelle, e fez propiciação polo rás acabar suas murmurações contra
povo. my, e naõ morrerão.
48 E estava empe entre os mortos 1J E Moyses fez assi; como lhe
e entre os vivos; assi cessou a plaga. mandara Jeiiovaii, assi fez.
49 E os que inorréraõ d’aquelia 12 Entaõ falláraõ os filhos de Isra­
plaga, foraõ catorze mil e sete centos, el a Moyses, dizendo: eis aqui, nos
de mais dos mortos pola causa de espiramos, perecemos, nos perecemos
Corah. todos.
.50 E Aaron tornouse a Moyses á 13 Todo aquclle que chegando se
porta da Tenda do ajuntamento: e a chegar a o Tabernáculo de Jehovah,
plaga cessou. morrerá: seremos pois consumidos
espirando ?
CAPITULO XVII.
NTAÕ fallou Jehovah a JIov- CAPITULO XVIII.
ses, dizendo: NTAÕ disse Jehovah a Aaron:
2 Falia a os filhos de Israel, e to­ tu e teus filhos, e a casa de teu
ma delles huã vara por cada casa pa­ pae comtigo levareis a iniquidade do
terna de todos seus Mayoraes. segun­ Sanctuario: e tu e teus filhos comti­
do as casas de seus paes doze vara? ; go levareis a iniquidade de vosso sa­
e escreverás o nome de cadahum so­ cerdócio.
bre sua vara. 2 E também farás chegar comtigo
3 Porem o nome de Aaron escre­ teus irma "s. a tribu de Levi, a tribu
verás sobre a vara de Levi; porque de teu pae, paraque se ajuntem a ty,
cada cabeça da casa de seus paes terá e te sirvaõ; mas tu e teus filhos com­
huã vara. tigo estareis perante a Tenda do tes-
4 E as porás na Tenda do ajunta­ timunho.
mento perante o testimunho, aonde 3 E elles guardaráõ tua guarda, e
eu virei a vosoutros. a guarda de toda a Tenda; mas naõ
.5 E será que a vara do varaõ que chegaráõ a os vasos do Sanctuario e
eu tiver escolhido, florecerj ; assi fa­ u o altar, paraque naõ morraõ, assi
rei cessar as murmurações dos filhos elles, como vosoutros.
de Israel contra my, com que murmu- 4 Mas se ajuntaráõ a ty, e guarda-
raõ contra vosoutros. raõ a guarda da Tenda do ajunta­
6 Fallou pois Moyses a os filhos de mento em todo o ministério da Ten­
Israel; e todos seus Mayoraes déraõ ça: e o estranho se naõ chegará a
lhe cadahum huã vara, por cada May- vosoutros.
oral huã vara, segundo as casas de .5 Vosoutros pois guardareis a guar­
seus paes doze varas; e a vara de da do Sanctuario e a guarda do altar;
Aaron estava entre suas varas. paraque naõ mais aja furor sobre os
7 E Moyses pôs estas varas per­ filhos de Israel.
ante a face de Jehovah na Tenda do 6 Porque eis aqui, eu tenho toma­
testimunho. do vossos irmaõs os Levitas do meyo
8 Sucedeo pois que o dia seguinte dos filhos de Israel: dados a vosou­
Moyses entrou na Tenda do testimu­ tros em dadiva por Jehovah, pera
nho, e eis que a vara de Aaron pola administrar o ministério da lenda do
casa de Levi florecia: porque produ­ ajuntamento.
zira flores, e brotara renovos, e dera 7 Mas tu e teus filhos comtigo
amêndoas. guardareis vosso sacerdócio em todo
9 Entaõ Moyses tirou todas as va­ negocio do altar, e no que estiver
ras de diante da face de Jehovah a dentro do veo, islo administrareis: eu
todos os filhos de Israel; e elles o vi- vos dou vosso sacerdócio em dadiva
raõ, e tomáraõ cadahum sua vara. ministerial, e o estranho que se che­
10 Entaõ Jeiiovaii disse a Moy- gar, morrera.
160 NUMEROS. Cap. XVIII.
8 Disse mais Jehovah a Aaron : 19 Todas as offertas alçadiças das
e çm, pis que te tenho dado a guarda sanctidades,
s que os filhos de Israel
de jiujiKas offertas alçadiças, com to- offerecerem
< a Jehovah, tenho dado
<T^ a^ganctidades dos filhos de Israel, a: ty e a teus filhos, e a tuas filhas
por causada unçaõ as tenho dado a ty, comtigo
< por estatuto perpetuo : con­
« a teus filhos por estatuto perpetuo. certo
i perpetuo de sal será perante a
9 Isto terás da sanctidade das face ! de Jehovah, para ty e para tua
sanctidades do fogo: todas suas offer­ semente comtigo.
tas com todas suas offertas de manja­ 20 Disse também Jehovah a Aa-
res, e com todas suas expiações do ron; em sua terra herdarás nenhuã
pecado, e com todas suas expiações cousa, e em meyo delles terás nenhuã
da culpa, que me restituirão; será parte: eu sou tua parte e tua herança
sanctidade de sanctidades para ty, e em meyo dos filhos de Israel.
para teus filhos. 21 È eis que a os filhos de Levi
10 Nò lugar sanctissimo o come­ tenho dado todos os dízimos em Isra­
rás : todo macho o comerá; sancti­ el por herança, por seu ministério que
dade será para ty. administraõ, o ministério da Tenda do
11 Também isto será teu : a offerta ajuntamento.
de seus dons com todas as offertas 22 E nunca mais os filhos de Isra­
movediças dos filhos de Israel; a ty e el se chegaráò á Tenda do ajunta­
a teus filhos, e a tuas filhas com tigo mento, pera levar pecado, e pera mor­
as tenho dado por estatuto perpetuo: rer.
todo limpo em tua casa as comerá. 23 Mas os Levitas administrarão o
12 Tudo o melhor do azeite, e tu­ ministério da Tenda do ajuntamento,
do o melhor do mosto e do graõ, suas e levaráõ sua iniquidade: para vossas
primícias que derem a Jehovah, te­ gerações será estatuto perpetuo; e
nho dado a ty. em meyo dos filhos de Israel herdaráõ
13 Os primeiros fruitos de tudo nenhuã herança.
que ouver em sua terra, que trouxe­ 24 Porque os dizimos dos filhos de
rem a Jehovah, seraõ teus: todo Israel, que offerecerem a Jehovah
limpo em tua casa os comerá. em offerta alçadiça, tenho dado por
14 Toda cousa interdita em Israel, herança a os Levitas: portanto eu
será tua. lhes disse ; em meyo dos filhos de Is­
15 Tudo que abrir a madre, de to­ rael herdaráõ nenhuã herança.
da carne que trouxerem a Jehovah, 25 E fallou Jehovah a Moyses,
assi de homens como de aniinaes, se­ dizendo:
rá teu: porem os primogénitos dos 26 Também fallarás a os Levitas,
homens resgatando resgatarás ; tam­ e dirlhes has : quando receberdes os
bém resgatarás os primogénitos dos dizimos dos filhos de Israel, que eu
animaes immundos. delles vos tenho dado por vossa he­
16 Os que pois delles se ouverem rança, delles offerecereis huã offerta
de resgatar, resgatarás de idade de alçadiça de Jehovah ; os dizimos dos
hum mes, segundo tua avaliaçaõ, por dizimos.
cinco siclos de dinheiro, segundo o 27 E vos contarseha por vossa of­
siclo do Sanctuario; que he de vinte ferta alçadiça, como graõ da eira, e
Geras. como plenidaõ do lagar.
17 Mas o primogénito de vaca, ou 28 Assi também a offerecereis a J e-
primogénito de ovelha, ou primogéni­ iiovah huã offerta alçadiça de todos
to de cabra naõ resgatarás ; sanctos vossos dizimos, que receberdes dos
saõ: ?eu sangue espargiras sobre o filhos de Israel, e delles dareis a of­
Altar, e sua gordura acenderás em ferta alçadiça de Jeiiovaii a Aaron
offerta acendida de suave cheiro a o sacerdote.
Jehovah. 29 De todos vossos dons offerece­
18 E sua carne será tua: como o reis toda offerta alçadiça de Jeho­
peito movediço, e como o hombro di­ vah: de tudo o melhor delles, sua
reito teu será. sanctificaçaõ delia.
NUMEROS. Cap. XVIII. XIX. 161
30 Dirlhes has pois : quando of- 11 Aquelle que tocar a algum
ferecerdes o melhor delles, como no­ morto, corpo morto de algum homem,
vidade da eira, e como novidade do immundo será sete dias.
lagar, se contará a os Levitas. 12 A o terceiro dia se expiará com
31 E o comereis em todo lugar, ella, e a o sétimo dia será limpo : mas
vos e vossa casa, por que vosso ga- se a o terceiro dia se naõ expiar, naõ
lardaõ he por vosso ministério na será limpo a o sétimo dia.
Tenda do ajuntamento. 13 Todo aquelle que tocar a algum
32 Poloque naõ levareis pecado, morto, corpo morto de algum ho­
quando delles offerecerdes o melhor: mem, que estiver morto, e naõ se ex­
e naõ profanareis as sanctidades dos piar, contamina o Tabernáculo de Je-
filhos de Israel, para que naõ morrais. hovah : polo que aquella alma será
desarreigada de Israel: porquanto a
CAPITULO XIX. agoa da separaçaõ naõ foi espargida
ALLOU mais Jehovah a Moy- sobre elle, immundo será : ainda sua
F ses e a Aaron, dizendo :
2 Este he o estatuto da Ley, que
immundicia esta nelle.
14 Esta he a ley, quando morrer
Jehovaii mandou, dizendo; dize a algum homem em alguã tenda : todo
os filhos de Israel, que te tragaõ huã aquelle que entrar 'naquella tenda, e
bezerra ruiva inteira, em que ajanen- todo aquelle que estiver 'naquella
huã falta, e sobre que naõ subio jugo. tenda, será immundo sete dias.
3 E a dareis a Eleazar o sacerdote; 15 Também todo vaso aberto, so­
e a tirará fora do arrayal, e se dego­ bre que naõ ouver pano atado, será
lará perante sua face. immundo.
4 E Eleazai- o sacerdote tomará de 16 E todo aquelle que sobre a face
seu sángue com seu dedo, e delle es­ do campo tocar a algum, que for
pargirá para a fronteira da Tenda do morto a cutelo, ou outro morto, ou
ajuntamento sete vezes. ossos de algum homem, ou sepultura;
5 Entaõ queimaráõ a bezerra per­ será immundo sete dias.
ante seus olhos, seu couro, e sua 17 Para hum immundo pois tomo-
carne, e seu sangue, com seu esterco raõ do pó da queima da expiaçaõ, e
se queimará. sobre elle poráõ agoa viva em hum
6 E o sacerdote tomará pao de ce­ vaso.
dro, e hissopo, e carmezim, e os lan­ 18 E hum limpo varaõ tomará his­
çará no meyo do incêndio da be­ sopo, e o molhará naquella agoa, e a
zerra. espargirá sobre aquella tenda, e sobr«
7 Entaõ o sacerdote lavará seus todo o fato, e sobre as almas que ali
vestidos, e banhará sua carne em a- estiverem : como também sobre a-
goa, e despois entrará no arrayal: e quelle que tocar ossos, ou algum ma­
o sacerdote será immundo até a tarde. tado ou defunto, ou sepultura.
8 Também o que a queimou, lava­ 19 E o limpo a o terceiro e sétimo
rá seus vestidos com agoa, e em agoa dia espargirá sobre o immundo: e a o
banhará sua carne, e immundo será sétimo dia o expiará; e lavará seus
até a tarde. vestidos, e se banhará em agoa, e à
9 E hum varaõ limpo apanhará a tarde’ será limpo.
cinza da bezerra, e a porá fora do ar­ 20 Porem o que for immundo, e se
rayal em hum lugar limpo : e estará naõ expiar, a tal alma do meyo da
em guarda para a congregaçaõ dos fi­ congregaçaõ será desarreigada; por­
lhos de Israel, para a agoa da separa- quanto contaminou a o Sanctuario de
çaõ; expiaçaõ lie. Jehovah ; agoa de separaçaõ sobre
10 E o que apanhou a cinza da be­ elle naõ foi espargida; immundo he.
zerra, lavará seus vestidos, e será im­ 21 Isto lhes será por estatuto per­
mundo até a tarde: isto será por es­ petuo : e o que espargir a agoa da
tatuto perpetuo a os filhos de Israel e separaçaõ, lavará seus vestidos; e o
a o estrangeiro, que peregrina em que tocar a agoa da separaçaõ, será
meyo delles. immundo até a tarde.
162 NUMEROS. Cap. XIX. XX.
22 E tudo que tocar o immun- a esta eongregaçaõ na terra que lhes
do, também será immundo ; e a al­ tenho dado.
ma que o tocar, será immunda até a 13 Estas saõ as agoas de Meriba,
tarde. porque os filhos de Israel contende­
rão com Jehovah: e se sanctificou
CAPITULO XX. nelles.
HEGANDO os filhos de Israel, 14 Despois Moyses desde Cades
toda a eongregaçaõ a o deserto mandou mensageiros a o lley de li­
de Zin, no mes primeiro, o povo ficou dem, dizendo: assi diz teu irmaõ Is­
em Cades : e Mirjam morreo ali, e ali rael ; sabes todo o trabalho, que nos
foi sepultada. sobreveyo.
2 E naõ avia agoa para a congre­ 15 Como nossos paes descenderão
gação : entaõ se congregáraõ contra a Egypto, e nos em Egypto habitá­
Moyses e contra Aaron. mos muytos dias; e como os Egyp-
3 E o povo contendeo com Moy­ cios maltratáraõ a nos e a nossos paes.
ses: e falláraõ, dizendo; oxalá espi­ 16 E clamámos a Jeiiovaii, eelle
ráramos, quando espiráraõ nossos ir­ ouvio nossa voz, e mandou hum anjo,
mãos perante a face de Jehovaii ! e nos tirou de Egypto: e eis que es­
4 E porque trouxestes a congre­ tamos em Cades, cidade no fim ds te­
gação de Jeiiovah a este deserto? us termos.
paraque morramos ali, nos e nossos 17 Deixa nos pois passar por tua
animaes ? terra ; naõ passaremos pelo campo,
5 E porque nos fizestes subir de nem pelas vinhas, nem beberemos a
Egypto, para nos trazer a, este lugar agoa dos poços: iremos pela estrada
mao ? lugar naõ de semente, nem de real, nos naõ desviaremos á maõ di­
figos, nem de vides, nem de romaãs, reita nem á esquerda, até que passe­
nem de agoa para beber. mos por teus termos.
6 Entaõ Moyses e Aaron se foraõ 18 Porem Edom lhe disse : naõ
de diante da face da eongregaçaõ à passarás por my, paraque porventura
porta da Tenda do ajuntamento, e se eu naõ saya a cutelo a o encontro de
lançáraÕ sobre suas faces: e a gloria ty.
de Jehovaii lhes apareceo. 19 Entaõ os filhos de Israel lhe
7 E Jehovaii fallou a Moyses, disseraõ : subiremos pelo caminho
dizendo: igualado, e se eu e meu gado beber­
8 Toma a vara, e ajunta a congre­ mos de tuas agoas, darei o preço
gação, tu e Aaron teu irmaõ, efallac delias : sem cousa outra alguã sómen­
á penha perante seus olhos, e dará sua te passarei a pé.
agoa : assi lhes tirarás agoa da penha, 20 Porem elle disse : naõ passarás;
e darás a beber á eongregaçaõ e a se­ e sahio Edom ihe a o encontro com
us animaes. muyta gente, e com maõ forte.
9 Entaõ Moyses tomou a vara de 21 Assi refusou Edom de deixar
diante da face de Jeiiovaii, como lhe passar a Israel por seu termo: poio-
tinha mandado. qtie Israel se desviou delle.
10 E Moyses e Aaron congregá- 22 Entaõ se partíraÕ de Cades; e
raõ a eongregaçaõ diante da penha, e os filhos de Israel toda a eongregaçaõ
disse lhes; ouvi agora rebeldes, por­ vieraõ a o monte de Hor.
ventura tiraremos agoa desta penha 23 E fallou Jehovah a Moyses ea
para vos ? Aaron no monte de Hor, ’nos termos
11 Entaõ Moyses levantou sua maõ, da terra de Edom, dizendo:
e ferio a penha duas vezes com sua 24 Aaron recolhido será a seus po­
vara, e sahíraõ muytas agoas ; e bebeo vos, porque naõ entrará na terra, que
a eongregaçaõ e seus animaes. dado tenho a os filhos de Israel: por­
12 Poloque Jehovah disse a Moy­ quanto rebeldes fostes á minha boca
ses e a Aaron : porquanto a my naõ ás agoas de Meriba.
crestes, pera me sanctificar diante dos 25 Toma a Aaron e a Eleazar seu
filhos de Israel, portanto naõ metereis filho, e faze os subir a o monte de Hor.
NUMEROS. Cap. XX. XXI. 163
26 E despe a Aaron seus vestidos, sobre huã aste: e será que viverá todo
e os veste a Eleazarseu filho: porque o mordido, que attentar para ella.
Aaron será recolhido, e morrerá ali. 9 E Moyses fez huã serpente de
27 Fez pois Moyses como Jeho- metal, e a pôs sobre huã aste; e era
vah lhe mandara: porque subíraõ a que mordendo alguã serpente a al­
o monte de Hor perante os olhos de guém, attentava para a serpente de
toda a congregaçaõ. metal, e ficava vivo.
28 E Moyses despio a Aaron os 10 Entaõ os filhos de Israel se par­
vestidos, e os vestio a Eleazar seu fi­ tíraõ, e alojáraõ se em Oboth. '
lho ; e morreo Aaron ali sobre o cume 11 Despois se partíraõ de Oboth,
do monte; e descendeo Moyses e E- e se alojáraõ 'nos outeiros de Abarim,
leazar do m»nte. no deserto, que está em fronte de
29 Vendo pois toda a congregaçaõ, Moab, a o nacente do sol.
que Aaron era morto, pranteáraõ a 12 D’ ali se partíraõ, e se alojáraõ
Aaron trinta dias, toda a casa de Is­ junto a o ribeiro de Zered.
rael. 13 E dali se partíraõ, e se alojá­
raõ desta banda de Arnon, que está
CAPITULO XXI. no deserto, e sahe dos termos dos A-
UVINDO o Cananeo o Rey de moreos: porque Arnon he termo de
Harad, que habitava para a ban­ Moab, entre Moab e entre os Amc-
da do Sul, que Israel vinha pelo ca­ reos.
minho das espias ; pelejou contra Is­ 14 (Poloque se diz no livro das
rael, e delle levou alguns presos por guerras de Jehovaii: contra Vaheb
presioneiros. em hum pé de vento, e contra os ri­
2 Entaõ Israel fez hum voto a Je- beiros de Arnon).
.hovah, dizendo : se entregando en­ 15 E a corrente dos ribeiros, que
tregares este povo em minha maõ, em se volve para a situaçaõ de Ar, e se
interdito porei suas cidades. encosta a os termos de Moab.
3 Jehovaii pois ouvio a voz de 16 E dali a Beer re partíraõ: este
Israel, e entregou os Cananeos, e pôs he o poço, de que Jehovaii disse a
em interdito a elles e a suas cidades: Moyses : ajunta a o povo, e lhe darei
e o nome daquelle lugar chamou agoa.
Horma. 17 (Entaõ Israel cantou este cân­
4 Entaõ se partíraõ do monte de tico : sube poço, cantae d’elle por
Hor pelo caminho do mar vermelho, vezes.
a rodear a terra de Edoni: porem a 18 Tu poço, que caváraõ os prín­
alma do povo se angustiou 'neste ca­ cipes, que escaváraõ os nobres do
minho. povo, e o legisiador com seus bor-
5 E o povo fallou contra Deus e dots:) e do deserto se partiraã a
contra Moyses: porque nos fizestes Mattana.
subir de Egypto, para que morrêsse­ 19 E de Mattana a Nahaliel, e de
mos neste deserto? pois aqui nem paõ Nahaliel a Bamoth.
nem agoa ha; e nossa alma tem fastio 20 E de Bamoth a o valle que es­
deste paõ taõ vil. tá no campo de Moab, no cume de
6 Entaõ Jeiiovau entre o povo Pisga, e a vista do ermo.
mandou serpentes ardentes, que mor- 21 Entaõ Israel mandou mensa­
déraõ a o povo, e morreo muyto povo geiros a Sihon Rey dos Amoreos, di­
de Israel. zendo :
7 Poloque o povo veyo a Moyses, 22 Deixa-me passar por tua terra;
e disseraõ: pecado avemos, porquan­ a os campos, nem ás vinhas nos naõ
to temos fallado contra Jehovaii e desviaremos ; as agoas dos poços naõ
contra ty ; ora a Jehovaii, que tire beberemos: iremos pela estrada real,
de nós estas serpentes: entaõ Moyses até que passemos teus termos.
orou polo povo. 23 Porem Sihon naõ deixou passar
8 E disse Jehovaii a Moyses; te a Israel por seus termos; antes Sihon
faze huã serpente ardente, e a poem congregou todo seu povo, e sahio a o
M2
161 NUMEROS. Cap. XXL XXII.
encontro de Israel a o deserto, e veyo
a Jahza, e pelejou contra Israel. CAPITULO XXII.
24 Mas Israel o ferio a fio da es­ ESPOIS os filhos de Israel se
pada, e tomou sua terra em possessão partíraõ, e se alojáraõ nas cam­
hereditária, desde Arnon até Jabbok, pinas de Moab, desta banda do Jor­
até os filhos de Animou: (porquanto dão de Jericho.
o termo dos filhos de Ammon era 2 Vendo pois Balac filho de Zip-
firme). por tudo que Israel fizera a os Â-
25 Assi Israel tomou todas estas moreos.
cidades : e Israel habitou em todas as 3 Moab temeo muyto perante a
cidades dos Amoreos, em Hesbon e face deste povo, porque era muyto : e
em todas suas aldeas. Moab andava angustiado perante a
26 Porque Hesbon era a cidade de face dos filhos de Israel.
Sihon Rey dos Amoreos, e tinha pele­ 4 Poloque Moab disse a os Ançi-
jado contra o precedeute Rey dos aõs dos Midianitas: agora esta con­
Moabitas, e tinha tomado de suamaõ gregação lamberá tudo quanto ouver
toda sua terra até Arnon. a o redor de nos, como o boy lambe
27 Poloque dizem os proverbian- a erva do campo: naquelle tempo
tes : vinde a Hesbon; a cidade de Si­ Balac filho de Zippor era rey dos Mo­
hon se edifique e fortifique. abitas.
28 Porque fogo sahio de Hesbon, 5 Este enviou mensageiros a Bile­
e liuã chama da cidade de Sihon: e am filho de Beor a Pathor, que está
consumio a Ar dos Moabitas e os Se­ junto a o rio, na terra dos filhos de
nhores dos altos de Arnon. seu povo, a chamálo, dizendo: eis que
29 Ay dety Moab! perdido es po­ hum povo sahio de Egypto; eis que
vo de Chamoz 1 seus filhos que hiaõ cobre a face da terra, e parado está
fugindo, e suas filhas entregou em em fronte de my.
prisaõ a Sihon Rey dos Amoreos. 6 Vem pois agora, rogo te que a
30 E nosoutros os derribámos ; este povo me amaldiçoes, pois mais
Hesbon perdida he até Dibon, e os poderoso he que eu ; por ventura o
assolámos até Nophah, que até Me- poderei ferir, ou o lançarei da terra:
deba se estende. porque eu sei que a quem tu abenço­
31 Assi Israel habitou na terra do ares, será abençoado ; e a quem tu a-
Amoreo. maldiçoares, será amaldiçoado.
32 Despois mandou Movses a es­ 7 Entaõ foraõ se os Anciaõs dos
piar a Jaezer, e tomáraõ suas aldeas, Moabitas, e os Ançiaõs dos Midiani-
e daquella possessão lançáraõ a os tas, com o preço dos encantamentos
Amoreos que estavaò ali. em suas raaõs: e chegaraõ a Bileam,
38 Entaõ viráraõ se, e subiraõ ca­ e lhe fallaraõ as palavras de Balac.
minho de Basan: e Og rey de Basan 8 E elle lhes disse: passae aqui es­
sahio contra elles, ellee todo seu po­ ta noité, e vos trarei a reposta, como
vo, á peleja em Edrei. Jehovaii mefallar: entaõ os Prín­
34 E disse Jehovah a Moyses: cipes dos Moabitas ficaraõ cem Bi­
naõ o temas; porque o dado tenho leam.
em tua maõ, a elle e a todo seu po­ 9 E veyo Deus a Bileam, e disse :
vo, e a sua terra, e farlhehas como quem saõ estes homens, que estaõ
fizeste a Sihon rey dos Amoreos, que comtigo ?
habitava em Hesbon. 10 E Bileam disse a Deus: Balac
35 E de tal maneira o feríraõ a filho de Zippor, rey dos Moabitas os
elle, e a seus filhos, e a todo seu po­ enviou a my dizendo ;
vo, que nenhum delles escapou: e 11 Eis que hum povo sahio de E-
tomáraõ sua terra em possessão he­ gypto, e cubrio a face da terra: vem
reditária. agora amaldiçoa m’o ; por ventura
poderei pelejar contra elle, ou o lan­
çarei fora.
12 Entaõ disse Deus a Bileam;
NUMEROS. Cap. XXII. 165
naõ irás com elles: nem amaldiço­ 25 Vendo pois a asna a o Anjo de
arás a este povo, porquanto bendi­ Jehovah, apertousecom a parede, e
to lie. com a parede apertou o pé de Bileam:
13 Entaõ Bileam se levantou pela poloque tornou a espancála.
manhaã, e disse a os Príncipes de Ba- 26 Entaõ o Anjo de Jehovah pas­
lac : ide vos á vossa terra ; porque sou mais a diante, e se pôs em hum
Jehovah refusa de me deixar ir com lugar estreito, aonde naõ avia cami­
vosco. nho, para se desviar nem á maõ di­
14 Assi que os Príncipes dos Mo- reita, nem á esquerda.
abitas se levantáraõ: e vieraõ a Ba- 27 E vendo a asna ao Anjo de Je­
lac, e disseraõ : Bileam refusou de hovah, se deitou de baixo de Bile­
vir com nosco. am : e a ira de Bileam se acendeo, e
15 Porem Balac proseguio ainda espancou a asna com o bordaõ,
em enviar mais Príncipes, emais hon­ 28 Enta> Jehovah abrio a boca
rados do que aquelles. da asna, a qual disse a Bileam: que
16 Os quaes vieraõ a Bileam, elhe eu te fiz, que me tens espancado tres
disseraõ : assi diz Balac filho de Zip- vezes ?
por; rogo te que te naõ detenhas em 29 E Bileam disse áasna: porquan­
vir a my. to de my zombaste: ouxalá eu tivera
17 Porque honrando te honrarei espada em minha maõ ! que agora te
muyto, efarei tudo que me disseres: matara.
vem pois rogo te, amaldiçoa me a 30 E a asna disse a Bileam: por
este povo. ventura naõ sou tua asna, sobre que
18 Entaõ Bileam respondeo, e disse cavalgaste, desde o tempo que eu fui
a os servos de Balac : ainda que Ba­ tua até a este dia ? costumei eu alguã.
lac me désse sua casa chea de prata e vez de fazer assi comtigo? e elle re­
ouro, eu naõ poderia traspassar o spondeo, naõ.
mandado de Jehovah meu Deus, pe­ 31 Entaõ Jeiiovaii destapou os
ra fazer cousa pequena ou grande. olhos a Bileam, de maneira que vio a
19 E rogo vos agora, que também o Anjo de Jeiiovaii, que estava no
aqui fiqueis esta noite, para que eu caminho, e sua espada arrancada em
saiba o que Jeiiovaii me fallar mais. sua maõ: polo que inclinou a cabeça,
20 Veyo pois Jehovah a Bileam e se postrou sobre sua face.
de noite e disse lhe: pois que aquelles 32 Entaõ o Anjo de Jehovah lhe
varoês vieraõ a chamar te, levanta te, disse: porque ja tres vezes espancaste
vae com elles: e todavia farás o que tua asna? eis que eu sahi por teu ad­
eu te disser. versário, porquanto este caminho sc
21 Entaõ Bileam se levantou pela desvia de diante de my.
manhaã, e albardou sua asna, e foi se 33 Porem a asna me vio, e ja tres
com os Príncipes de Moab. vezes se desviou de diante de minha
22 E a ira de Deus se acendeo, face : se ella se naõ desviára de diante
porque se hia: c o Anjo de Jehovah de minha face, na verdade que eu a-
se pôs no caminho por seu adversa- gora te também matara, e a ella dei­
rio ; e elle caminhando hia sobre sua xara com vida.
asna, e dous de seus moços com elle. 34 Entaõ Bileam disse a o Anjo de
23 Vio pois a asna a o Anjo de Jehovah : pequei, que naõ soube que
Jehovah, que estava no caminho te punhas a o encontro de my neste
com sua espada arrancada em sua maõ; caminho : e agora, se parece mal em
polo que a asna se desviou do cami­ teus olhos, tornarmehey.
nho, e se foi pelo campo: entaõ Bi­ 35 E disse o Anjo de Jehovah a
leam espancou a asna, pera fazéla Bileam: vae te com estes varoês; mas
tornar a o caminho. somente a palavra que eu fallar a ty,
24 Mas o Anjo de Jehovah se pôs esta fallarás : assi Bileam foi se com
em hum altalho de vinhas, avendo huã os Príncipes de Balac.
parede d’esta, e huã parede de outra 36 Ouvindo pois Balac que Bileam
banda. vinha, lhe sahio a o encontro até á ci-
166 NUMEROS. Cap. XXII. XXIII.
dado dos Moabitas, que está no ter- 10 Quem contará o pó de Jacob?
mo de Arnon, a o fim do termo. e o numero, nu quarta parte de Isra­
37 E Balac disse a Bileam: por­ el? minha alma morra da morte dos
ventura enviando naõ enviei a chamar justos, e meu fim seja como o seu.
te? porque naõ vieste a my? naõ eu 11 Entaõ disse Balac a Bileam:
te posso honrar convenientemente ? que me fizeste ? te chamei pera amal­
38 Entaõ Bileam disse a Balac: eis diçoar a meus inimigos, mas eis que a-
que eu sou vindo a ty; por ventura bençoando os abençoaste.
poderei fallaralguã cousa? a palavra 12 E elle respondeo e disse : por­
que Deus poser em minha boca, esta ventura naõ terei cuidado de fallar o
fallarei. que Jeiiovah pôs em minha boca?
39 E Bileam foise com Balac, evi- 13 Entaõ Balaclhe disse: rogo te
eraõ a Quiriath Huzoth. que venhas comigo a outro lugar,
40 Entaõ Balac matou boys e ove­ donde o verás; somente viste seu ca­
lhas ; e delles enviou a Bileam, e a os bo, mas a todo elle naõ viste: e d’ali
Príncipes que estavaõ com elle. m’o amaldiçoa.
41 E foi que pela manhaii Balac 14 Assi o tomou comsigoa o cam­
tomou a Bileam,e o levou a os altos de po de Zophim, a o cume de Pisga; e
Baal, que d’ali visse o cabo do povo. edificou sete altares, e ofFereceo hum
bezerro, e hum carneiro em cada
CAPITULO XXIII. altar.
NTAÕ Bileam disse a Balac : e- 15 Entaõ disse a Balac: fica aqui
difica me aqui sete altares ; e a­ junto a teu holocausto, e ali o encon­
parelha me aqui sete bezerros, e sete trarei.
carneiros. 16 E encontrando Jeiiovah com
2 Fez pois Balac como Bileam dis­ Bileam, pôs palavra em sua boca: e
sera; e Balac e Bileam ottéreceraõ disse ; torna te a Balac, e falia assi.
hum bezerro, e hum carneiro em ca­ 17 E vindo elle, eis que estava
da altar. junto a seu holocausto, e os Príncipes
3 Entaõ Bileam disse a Balac : fica dos Moabitas com elle : disse lhe pois
junto a teu holocausto, e eu irei; por Balac; que cousa fallou Jeiiovah?
ventura Jeiiovah me sahirá a o en­ 18 Entaõ alçou seu dito, e disse:
contro, e o que me mostrar te notifica­ levanta te Balac, e ouve ; inclina teus
rei: entaõ se foi a huã altura. ouvidos a my filho de Zippor.
4 E encontrando se Deus com Bi­ 19 Naõhe Deus homem para que
leam, elle lhe disse: ordenei sete al­ minta; nem filho do homem para que
tares, e offereci hum bezerro, e hum se arrependa: diria o, e naõ o faria?
carneiro em cada altar. ou fallaria, e naõ o confirmaria?
5 Entaõ Jeiiovah pôs a palavra 20 Eis que recebi pera abençoar :
ria boca de Bileam, e disse: torna te pois que elle abençoa, naõ o reboca­
a Balac, e falia assi. rei eu.
6 E tornando se a elle, eis que es­ 21 Naõ vé iniquidade em Israel,
tava junto a seu holocausto, elle e to­ nem contempla maldade em Jacob :
dos os Príncipes dos Moabitas. Jeiiovah seu Deus he com elle, e a
7 Entaõ alçou seu dito, e disse: de jubilaçaõ d’el Rey está com elle.
Syria me mandou trazer Balac rey 22 Deus os tirou de Egypto; suas
dos Moabitas, das montanhas do O- forças saõ como as do unicornio.
riente, dizendo: vem, amaldiçoa me a 23 Pois contra Jacob naõ ha en­
Jacob ; e vem detesta a Israel. cantamento, nem adevinhaçaõ contra
8 Como amaldiçoarei a o que Deus Israel: neste tempo se dirá de Jacob
naõ amaldiçoa? e como detestarei, e de Israel, que Deus tem obrado.
quando Jeiiovah naõ detesta? 24 Eis que o povo se levantará co­
9 Porque do cume das penhas o mo leaõ velho, e se exalçará como
vejo, e dos outeiros o contemplo: eis leaÕ : naõ se deitará até que naõ co-
que este povo habitará só, c entre as meo a presa, e bebeo o sangue dos
gentes naõ será contado. mortos.
NUMEROS. Cap. XXIII. XXIV. 167
25 Entaõ Balac disse a Bileam: 9 Agachou se, abateo se como
nem amaldiçoando o amaldiçoarás, leaõ, e como leaõ velho ; quem o des­
nem abençoando o abençoarás. pertará ? benditos os que te abençoa­
26 Porem Bileam respondeo, e rem, e malditos os que te amaldiçoa­
disse a Balac: naõ eu te fallei, di­ rem.
zendo: tudo que Jehovaii fallar, a- 10 Entaò a ira de Balac se acen-
quillo farei '■ deo contra Bileam, e bateo suas pal­
‘ll Disse mais Balac a Bileam : ora mas ; e Balac disse a Bileam: para
vem, e te levarei a outro lugar: por amaldiçoar a meus inimigos te tenho
ventura bem parecerá a os olhos d’a- chamado; porem agara ja tres vezes
quelle Deus, que dali m’o amaldi­ abençoando os abençoaste.
çoes. 11 Agora pois te acolhe a teu lu­
28 Entaò Balac tomou a Bileam gar : eu tinha dito, que honrando te
comsigo a o cume de Peor, que vé honraria; mas eis que Jeiiovah te
para a banda do deserto. privou desta honra.
29 E Bileam disse a Balac: edifi­ 12 Entaò Bileam disse a Balac:
ca me aqui feete altares, e aparelha naõ fallei eu também a teus mensa­
me aqui sete bezerros, e sete carnei­ geiros, que enviaste a my, dizendo:
ros. 13 Ainda que Balac me desse sua
30 Balac pois fez como dissera Bi­ casa chea de prata e ouro ; traspassar
leam ; e oftereceo hum bezerro e hum naó posso o mandado de Jehovaii,
carneiro em cada altar. fazendo bem ou mal de meu proprio
coraçaõ: o que Jehovah fallar, isso
CAPITULO XXIV. fallarei eu.
EXDO Bileam que bem parecia 14 Agora pois eis que me vou a
a os olhos de Jehovaii, que a­ meu povo: vem, aconselhartehey, o
bençoasse a Israel, naõ foi se esta vez que este povo fará a teu povo ’nos
como d antes a o encontro dos encan­ últimos dias.
tamentos : mas pôs sua face para o 15 Entaò alçou seu dito, e disse:
deserto. falia Bileam filho de Beor, e falia o
2 E alçando Bileam seus olhos, e varaõ de olhos abertos.
vendo a Israel, que habitava segundo 16 Falia o que ouvio os ditos dc
suas tribus, o Espirito de Deus vcyo Deus, e o que sabe a sciencia do Al-
sobre elie. tissimo: o que vio a visaõ do Todo-
3 E alçou seu dito, e disse : falia poderoso, o enlevado, e o descuberto
Bileam filho de Beor, e falia o varaó de olhos.
de olhos abertos. 17 Velohey, mas naõ agora; con-
d Falia o que ouve os ditos de De­ templaloliey, mas naõ de perto: huã
us, o que vé a visaõ do Todopodero- estrella procederá de Jacob, e hum
so, c enlevado, e o descuberto de ol­ cetro subirá de Israel, que ferirá os
hos. termos dos IVIoabitas, e destruirá to­
5 Quam boas saÕ tuas tendas, ó dos os filhos de Seth.
Jacob! tuas moradas ó Israel 1 18 E Edotn será possessão heredi­
6 Como ribeiros se espravaò, como tária, e Seir será possessão hereditá­
hortas junto a os rios: como arvores ria a seus inimigos; pois Israel fará
desandalo Jeiiovah os plantou, co­ proezas.
rno cedros junto ás agoas. 19 E dominará hum de Jacob, e
7 De seus baldes manaráõ agoas, matará os do resto das cidades.
e sua semente estará em muytas ago­ 20 E vendo a os Amalequitas, al­
as : e seu Rev se exalçará mais que çou seu dito, e disse : Amalekhe pri-
Agag, e seu Reyno será exalçado. micias das gentes ; porem seu fim se­
8 Deus o tirou de Egypto; suas rá para perdição.
forças saõ como as do unicornio: 21 E vendo a os Quenitas, alçou
consumirá as gentes seus inimigos, e seu dito, e disse: firme está tua ha-
quebrantará seus ossos, e os atraves­ bitaçaõ, e poseste teu ninho em pe­
sara com suas setas. nha.
168 NUMEROS. Gap. XXIV. XXV. XXVI.
22 Toda via Caio será consumido, pois zelou meu zelo em meyo delles;
até que Assur te leve por presionei- que em meu zelo naõ consumi os fi­
ro. lhos de Israel.
23 E alçando ainda seu dito, disse: 12 Portanto dize: eis que lhe dou
Ah quem viverá, quando Deus fizer meu concerto de paz.
isto! 13 E elle e sua semente despois
24 E as naus da costa de Chittim delle terá o concerto do sacerdócio
affligiráõ a Assur; também affligiráõ perpetuo; porquanto teve zelo por
a Heber; e também elle será para seu Deus, e fez propiciaçaõ polos fi­
perdição. lhos de Israel.
25 Entaõ Bileam se levantou, e 14 E o nome do varaõ Israelita
foi se, e se tornou a seu lugar : e tam­ morto, que fora morto com a Midia-
bém Balac se foi por seu caminho. nita, era Zimri filho de Saiu, Mayo-
ral da casa paterna dos Simeonitas.
CAPITULO XXV. 15 E o nome da mulher Midianita
ISRAEL se deteve em Sittim, morta, era Cosbi filha de Zur, Cabe­
e o povo começou a fornicar com ça de povos da casa paterna entre os
as filhas dos Moabitas. Midianitas.
2 E convidáraõ a o povo a os sa­ 16 Fallou mais Jeho vah a Moy­
crifícios de seus Deuses: e o povo ses, dizendo:
comeo, e se inclinou a seus Deuses. 17 Affligireis os Midianitas como
3 Conjuntandose pois Israel a Ba- inimigos, e os ferireis.
al-peor, a ira de Jehovah se acen- 18 Porque elles affligíraõ a vosou-
deo contra Israel. tros com seus refolhos, com que vos
4 E disse Jehovah a Moyses: enganáraõ no negocio de Peor, e no
toma todas as Cabeças do povo, e as negocio de Cosbi, filha do Mayoral
enforça a Jehovah em fronte do sol, dos Midianitas, a irmaã delles, que
e o ardor da ira de Jehovah se re­ foy morta no dia da plaga polo nego­
tirará de Israel. cio de Peor.
5 Entaõ Moyses disse á os Juizes
de Israel: cada qual mate a seus va­ CAPITULO XXVI.
rões, que se conjuntáraõ a Baalpe- CONTECEO pois que despois
or. d’aquella plaga fallou Jehovah
6 E eis que veyo hum varaõ dos a Moyses, e a Eleazar, filho de Aaron
filhos de Israel, e trouxe huã Midia- o sacerdote, dizendo:
nita a seus irmaès perante os olhos 2 Tomae a somma de toda a con­
de Moyses, e perante os olhos de to­ gregaçaõ dos filhos de Israel, de ida­
da a congregaçaõ dos filhos de Isra­ de de vinte annos e a riba, segundo
el, chorando elíes diante da Tenda do as casas de seus paes: todo o que em
ajuntamento. Israel sabe a o exercito.
7 Vendo isso Pinehas filho de Ele- 3 Fallou lhes pois Moyses e Elea­
azar, o filho de Aaron sacerdote, se zar o sacerdote, nas campinas de Mo-
levantou do meyo da congregaçaõ, e ab, junto a o Jordaõ de Jericlio, di­
tomou huã lança cm sua maõ. zendo :
8 E se foi após o varaõ Israelita 4 Contareis de idade de vinte an­
até á mancebia, e os atravessou am­ nos e ariba, como Jehovah mandara
bos, a o varaõ Israelita e a mulher a Moyses e a os filhos de Israel, que
por sua barriga: entaõ a plaga cessou sahiraõ de Egypto.
de sobre os filhos de Israel. 5 Ruben o primogénito de Israel;
9 E os que morrèraõ daquella os filhos de Ruben foraõ Hanoch; do
plaga, foraõ vinte e quatro mil. qual era a geraçaõ dos Hanochitas:
10 Entaõ Jeiiovaii fallou a Moy­ de Pallu a geraçaõ dos Palluitas.
ses, dizendo: 6 De Hezron a geraçaõ dos Hez-
11 Pinehas filho de Eleazar, o fi­ ronitas: de Carmi a geraçaõ dos
lho de Aaron sacerdote desviou mi­ Carmitas.
nha ira de sobre os filhos de Israel, 7 Estas saõ as gerações dos Rube-
NUMEROS, Cap. XXVI. 169
nitas: e seus contados foraÕ quaren­ raçaõ dos Talaitas: de Puva a gera­
ta e tres mil e sete centos e trinta. çaõ dos Puvitas.
8 E os filhos de Pallu, Eliab. 24 De Jasub a geraçaõ dos Jasu-
9 E os filhos de Eliab, Nernuel, e bitas: de Simron a geraçaõ dos Sim-
Dathan, e Abiram: estes, Dathan e ronitas.
Abirant foraõ os chamados da con­ 25 Estas saõ as geraçoés de Issas­
gregação, que movéraõ a contenda char segundo seus contados: sessen­
contra Movses, e contra Aaron na ta e quatro mil e trezentos.
congregaçaõ de Corah, quando mo­ 26 Os filhos de Zebulon segundo
véraõ a contenda contra Jehovah. suas geraçoés, foraõ ; de Sered a ge­
10 E a terra abrio sua boca, e os raçaõ dos Sereditas: de Elon a ge­
tragou com Corah, quando inorreo a raçaõ dos Elonitasrde Jahleel a ge­
congregaçaõ : quando o fogo consu- raçaõ dos Jahleelitas.
mio duzentos e cincoenta varoês, e 27 Estas saõ as geraçoés dos Ze-
foraõ por sinal. bulonitas segundo seus contados:
11 Mas os filhos de Corah naõ sessenta mil e quinhentos.
morréraõ. 28 Os filhos de Joseph segundo
12 Os filhos de SimeaÕ segundo suas geraçoés, foraõ Manasse e E-
suas gerações : de Nemuel a geraçaõ phraim.
dos Nemuelitas: de Jamin a geraçaõ 29 Os filhos de Manasse foraõ ; de
dos Jaminitas: de Jachin a geraçaõ Machir a geraçaõ dos Machiritas: e
dos Jachinitas. Machir gerou a Gilead : de Gilead a
13 De Zerah a geraçaõ dos Zera- geraçaõ dos Gileaditas.
hitas: de Saul a geraçaõ dos Sauli- 30 Estes saõ os filhos de Gilead;
tas. Jezer a geraçaõ dos Jezeritas: de
14 Estas saõ as gerações dos Si- Helek a geraçaõ dos Helekitas.
meonitas, vinte e dous mil e duzentos. 31 E de Asriel a geraçaõ dos As-
1,5 Os filhos de Gad segundo suas rielitas : e de Secheni a geraçaõ dos
gerações: de Zephon a geraçaõ dos Sechemitas.
Zephonitas : de Haggi a geraçaõ dos 32 E de Semida a geraçaõ dos Se-
Haggitas: de Suni a geraçaõ dos Su- midaitas : e de Hepher a geraçaõ dos
nitas. Hepheritas.
16 De oznia geraçaõ dos Oznitas: 33 Porem Zelaphead filho de He­
de Heri a geraçaõ dos Heritas. pher naõ tinha filhos, senaõ filhas : e
17 De Arod a geraçaõ dos Arodi- os nomes das filhas de Zelaphead fo­
tas : de Areli a geraçaõ dos Arelitas. raõ, Machia e Noa, Hogla, Milca, e
18 Estas saõ as gerações dos filhos Tirza.
de Gad segundo seus contados, qua­ 34 Estas saõ as geraçoés de Ma­
renta mil e quinhentos. nasse : e seus contados foraõ cinco­
19 Os filhos de Juda, Er e Onan: enta e dous mil e sete centos.
mas Er e Onan morréraõ na terra de 35 Estes saõ os filhos de Ephraim
Canaan. segundo suas geraçoés; de Sutelah a
20 Assi os filhos de Juda foraõ se­ geraçaõ dos Sutelahitas: de Becher a
gundo suas gerações; de Sela a gera­ geraçaõ dos Becheritas : de Tahan a
çaõ dos Selanitas: de Perez a gera­ geraçaõ dos Tahanjtas.
çaõ dos Perezitas : de Zerah a gera­ 36 E estes saõ os filhos de Sute­
çaõ dos Zerahitas. lah; de Eran a geraçaõ dos Erani-
21 E os filhos de Perez foraõ ; de tas.
Hezron a geraçaõ dos Hezronitas -. 37 Estas saõ as geraçoés dos filhos
de Hamul a geraçaõ dos Hamuli- de Ephraim segundo seus contados ;
tas. trinta e dous mil e quinhentos : estes
22 Estas saõ as gerações de Juda saõ os filhos de Joseph segundo suas
segundo seus contados: setenta e se­ geraçoés.
is mil e quinhentos. 38 Os filhos de Benjamin segundo
23 Os filhos de Issaschar segundo suas geraçoés; de Bela a geraçaõ dos
suas geraçoés, foraõ; de Tola a ge- Belaitas: de Asbel a geraçaõ dos As-
170 NUMEROS. Gap. XXVI. XXVII.
belitas: de Ahiram a geraçaõ dos A- 55 Toda via a terra se repartirá
hiramitas: por sortes: segundo os nomes das
39 De Supham a geraçaõ dos Su- tribus de seus paes a herdaráõ. •
phainitas: de Hupham a geraçaõ dos 56 Segundo a sorte se repartirá a
Huphamitas. herança de cadaqual, entre os muytos
40 E os filhos de Bela foraõ Ard e os poucos.
e Naaman: de Ard a geraçaõ dos 57 E estes saõ os contados de Le­
Arditas: de Naaman a geraçaõ dos vi segundo suas geraçoens; de Ger­
Naamanitas. son a geraçaõ dos Gersonitas; de
41 Estes saõ os filhos de Benjamin Caath a geraçaõ dos Caathitas; de
segundo suas geraçoês: e seus conta­ Merari a geraçaõ dos Meraritas.
dos foraõ quarenta e cinco mil e seis 58 Estas saõ as geraçoens de Le­
centos. vi : a geraçaõ dos Libnitas, a geraçaõ
42 Estes saõ os filhos de Dan se­ dos Hebronitas, a geraçaõ dos Mah-
gundo suas gerações; de Suiiam a litas, a geraçaõ dos Musitas, a gera­
geraçaõ dos Suhamitas: estas saõ as çaõ dos Corhitas: e Caath gerou a
gerações de Dan segundo suas gera­ Amram.
ções. 59 E o nome da mulher de Amram
43 Todas as gerações dos Suhami­ foi Jochebed, filha de Levi, a qual a
tas segundo seus contados, foraõ ses­ Levi naceo em Egypto: e esta a Am­
senta e quatro mil e quatro centos. ram pario Aaron, e Moyses e Mirjam
44 Os filhos de Aser segundo suas sua irmaii.
gerações foraõ; de Imna a geraçaõ 60 E a Aaron naceraõ Nadab, e
dos ímnaitas; de Isvi a geraçaõ dos Abihu, Eleazar e Ithamar.
Isvitas: de Beria a geraçaõ dos Be- 61 Porem Nadab e Abihu morré-
riitas. raõ, quando trouxeraõ fogo estranho
45 Dos filhos de Beria foraõ; de perante a face de Jehovah.
Heber a geraçaõ dos Hcbritas: de 62 E foraõ seus contados vinte e
Malchiel a geraçaõ dos Malchielitas. tres mil, todo macho de idade de hum
46 E o nome da filha de Aser foi mes e a riba: porque estes naõ foraõ
Serah. contados entre os filhos de Israel,
47 Estas saõ as gerações dos filhos porquanto lh.es naõ foi dada herança
de Aser segundo seus contados, cin- entre os filhos de Israel.
coenta e tres mil e quatro centos. 63 Estes saõ os contados por Moy­
48 Os filhos de Naphtali segundo ses e Eleazar o sacerdote, que con-
suas gerações ; de Jahzeel a geraçaõ táraõ a os filhos de Israel nas campi­
dos Jahzeelitas: de Guni a geraçaõ nas de Moab, junto a o Jordaõ de
dos Gunitas. Jericho.
49 De Jezer a geraçaõ dos Jezeri- 64 E entre estes nenhum houve
tas: de Sillem a geraçaõ dos Sille- dos contados por Moyses e Aaron o
mitas. sacerdote, quando contáraõ a os filhos
50 Estas saõ as gerações de Naph­ de Israel no deserto de Sinai.
tali segundo suas gerações: e seus 65 Porque Jehovah dissera del-
contados foraõ quarenta e cinco mil e les, que morrendo morreriaõ no de­
quatro centos. serto : e nenhum delles ficou, senaõ
51 Estes saõ os contados dos filhos Caleb filho de Jephunne, e Josue fi­
de Israel, seis centos e hum mil e lho de Nun.
sete centos e trinta.
52 E fali ou Jehovah a Moyses, CAPITULO XXVII.
dizendo: CHEGARAÕ as filhas de Ze-
53 A estes se repartirá a terra em laphead, filho de Hepher, filho
herança, segundo onumero dos nomes. de Gilead, filho de Machir, filho de
54 A os muytos multiplicarás sua Manasse, entre as geraçoens de Ma­
herança; e a os poucos diminuirás nasse, filho de Joseph: (e estes saõ
sua herança: a cada qual se dará sua os nomes de suas filhas; Machia, Noa,
herança segundo seus contados. e Hogla, e Milca, e Tirza).
NUMEROS. Cap. XXVII. XXVIII. 171
2 E poseraõ se perante a face de de toda carne, ponha hum varaõ so­
Moyses, e perante a face de Eleazar bre esta congregaçaõ.
o sacerdote, e perante a face dos May o- 17 Que sàya diante de sua face, e
raes e de toda a congregaçaõ, á porta que entre diante de sua face, e que
da Tenda do ajuntamento, dizendo: as tire, e que as meta: para que a
3 Nosso pae inorreo no deserto, e congregaçaõ de Jehovah naõ seja
naõ estava entre a congregaçaõ dos como ovelhas que naõ tem pastor.
que se congregáraõ contra Jehovah 18 Entaõ disse Jeiiovaii a Moy­
11a congregaçaõ de Corah: mas mor­ ses: toma a ty a Josue filho de Nun,
reo em seu pecado, e naõ teve fi­ varaõ em quem ha espirito, e pôe
lhos. tua maõ sobre elle.
4 Porque se tiraria o nome de nos­ 19 E o apresenta perante a face de
so pae do meyo de sua geraçaõ, por­ Eleazer o sacerdote, e perante a face
quanto naõ teve filhos? Da nos pos­ de toda a congregaçaõ, e lhe dá man­
sessão entre os irmaõs de nosso pae. damentos perante seus olhos.
5 E Moyses levou sua causa peran­ 20 E pôe sobre elle de tua glo­
te a face de Jehovah. ria, para que ouçaõ, toda a congre­
6 E fallou Jehovah a Moyses, di­ gaçaõ dos filhos de Israel.
zendo : 21 E se porá perante a face de E-
7 As filhas de Zelaphead fallaõ di- leazar sacerdote, o qual por elle con­
reitamente: dando lhes darás posses­ sultará segundo o juizo de Urim, pe­
são de herança entre os irmaõs de rante a face de Jeiiovaii: por seu
seu pae ; e a herança de seu pae fa­ dito sahiráõ, e por seu dito entraráõ,
rás passar a ellas. elle e todos os filhos de Israel com
8 E fallarás a os filhos de Israel, elle, e toda a congregaçaõ.
dizendo : quando alguém morrer, e 22 E fez Moyses como Jeiiovají
naõ tiver filho, entaõ fareis passar sua lhe mandara: porque tomou a Josue,
herança a sua fiiha. e o apresentou perante a face de Ele­
9 E se naõ tiver filha, então sua azar o sacerdote, e perante a face de
herança dareis a seus irmaõs. toda a congregaçaõ.
10 Porem se naõ tiveririnaõs, entaõ 23 E pôs suas maõs sobre elle, e
dareis sua herança a os irmaõs de seu lhe deu mandamentos, como Jeiio-
pae. vah mandara por maõ de Moyses.
11 Se também seu pae naõ tiver
irmaõs, entaõ sua herança dareis a CAPITULO XXVIII.
seu parente, lhe o mais chegado de ALLOU mais Jehovah a Moy­
sua geraçaõ, paraque a possua here-
ditariamente: isto a os filhos de Is­
F ses, dizendo:
2 Manda a os filhos de Israel, e
rael será por estatuto de direito, co­ dizelhes: cuidado tereis de minha of-
mo Jehovah mandou a .Moyses. ferta, de meu manjar para minhas of-
12 Despois disse Jehovah a Moy­ fertas acendidas, de meu suave cheiro,
ses : sube a este monte de Abarim, e pera me offerecélas a seu tempo de­
vé a terra, que tenho dado a os fi­ terminado.
lhos de Israel. 3 E dirlheshas: esta he a offerta
13 E avendo a visto, entaõ serás acendida, que oferecereis a J eiio vah ;
recolhido a teus povos, assi tu, como dous cordeiros de hum anno inteiros
foi recolhido teu irmaõ Aaron : cada dia, em continuo holocausto:
11 Porquanto a meu mandado re­ 4 A o hum cordeiro aparelharás
beldes fostes no deserto de Zin, na pela manbaã, c a o outro cordeiro apa­
contenda da congregaçaõ, pera me relharás entre as duas tardes :
sanctificar nas agoas perante seus o- 5 E a decima parte de hum Epha
lhos: estas saõ as agoas de Meriba de flor de farinha em oftèrta de man­
de Cades no deserto de Zin. jares, mexida com a quarta parte de
15 Entaõ fallou Moyses a Jeiio- hum Hin de azeite moido.
vah, dizendo: 6 Este ne o holocausto continuo,
16 Jeiiovaii, Deus dos espíritos instituído no monte de Sinai em cheiro
172 NUMEROS. Cap. XXVIII. XXIX.
suave, oftèrta acendida a Jeho- 18 A o primeiro dia averá sancta
vah. convocaçaõ: nenhuã obra servil fa­
7 E sua offerta de derramamento reis :
será a quarta parte de hum Hm para 19 Mas por offerta acendida em
o hum cordeiro: no Sanctuario of- holocausto offerecereis a Jehovah
ferecerás a oftèrta do derramamento dous bezerros filhos de vaca, e hum
de cidra a Jeiiovah. carneiro : com mais sete cordeiros de
8 E o outro cordeiro aparelharás hum anno : inteiros vos seraõ.
entre as duas tardes ; como a offerta 20 E sua offerta de manjares será
de manjares da manhaã, e como sua de flor de farinha mexida com azeite;
offerta de derramamento o aparelha­ aparelhareis tres decimas para hum
rás, em offerta acendida de suave chei­ bezerro, e duas decimas para hum
ro a Jehovah. carneiro.
9 Porem a o dia do Sabado dous 21 Para cada cordeiro aparelhareis
cordeiros de hum anno inteiros, e du­ huã decima, para cadaqual dos sete
as decimas de flor de farinha, mexida cordeiros.
com azeite, em oftèrta de manjares, 22 Despois hum cabraõ por expi­
com sua offerta de derramamento. açaõ do pecado, pera fazer propici­
10 Holocausto he do Sabado em ação por vos.
cada Sabado, de mais do continuo 23 Estas cousas aparelhareis, de
holocausto, e sua offerta de derrama­ mais do holocausto de pola manhaã,
mento. que he o holocausto continuo.
11 E ’nos princípios de vossos me­ 24 Segundo estas cousas cada dia
ses offerecereis em holocausto a Jeho­ aparelhareis por sete dias o manjar da
vah, dous bezerros filhos de vaca, e oftèrta acendida em cheiro suave a
hum carneiro, sete cordeiros de hum Jehovah : de mais do continuo ho­
anno inteiros. locausto se aparelhará com sua oftèrta
12 E tres decimas de flor de farin­ de derramamento.
ha mexida com azeite em oftèrta de 25 E a o sétimo dia tereis sancta
manjares, para o hum bezerro : e du­ convocaçaõ: nenhuã obra servil fa­
as decimas de flor de farinha mexida reis.
com azeite, para o hum carneiro. 26 Semelhantemente tereis sancta
13 E cada decima de flor de fari­ convocaçaõ a o dia das primícias,
nha mexida com azeite, em offerta de quando offerecerdes oftèrta nova de
manjares, para o hum cordeiro : ho­ manjares a Jehovah, segundo vossas
locausto he de cheiro suave, offerta semanas, nenhuã obra servil fareis.
acendida a Jeiiovah. 27 EntaÕ offerecereis a Jehovah
11 E suas oftèrtas de derramamen­ por holocausto em suave cheiro, dous
to seráõ a ametade de hum Hin para bezerros filhos de vaca, hum carneiro,
hum bezerro, e a terça parte de hum sete cordeiros de hum anno;
Hin para hum carneiro, e a quarta 28 E sua oftèrta de manjares de
parte de hum Hin de vinho para huin flor de farinha, mexida com azeite:
cordeiro : este he o holocausto da tres decimas para hum bezerro, duas
lua nova de cada mes, segundo os decimas para hum carneiro.
meses do anno. 29 Para cada cordeiro huã decima,
15 Também se aparelhará hum ca­ para cadaqual dos sete cordeiros.
braõ das cabras por expiaçaõ do pe­ 30 Hum cabraõ das cabras, pera
cado, demais do holocausto continuo, fazer propiciaçaõ por vos.
com sua oftèrta de derramamento, a 31 De mais do holocausto conti­
Jeiiovah. nuo e sua offerta de manjares os apa­
16 Porem no mes primeiro, a os relhareis : inteiros vos seraò, com su­
catorze dias do mes he Pascoa a Je­ as offertas de derramamento.
iiovah.
17 E a os quinze dias do mesmo CAPITULO XXIX.
mes averá festa: sete dias se comeráõ EMELHANTEMENTE tereis
■paens ázimos. S sancta convocaçaõ no mes sétimo,
NUMEROS, Cap. XXIX. 173
a o primeiro dia do mes: nenhuã o- decimas para cada carneiro entre os
bra servil fareis: vos será hum dia dous carneiros.
de jubilaçaõ. 15 E para hum cordeiro huã deci­
2 Entaõ por holocausto em suave ma, para cadaqual dos catorze cor­
cheiro a Jehovah aparelhareis hum deiros.
bezerro filho de vaca, hum carneiro, 16 E hum cabraõ das cabras para
sete cordeiros inteiros de hum anno. expiaçaõ do pecado, de mais do ho­
3 E por sua offerta de manjares de locausto continuo, sua oiferta de man­
flor de farinha, mexida com azeite, jares, e sua offerta de derramamento»
tres decimas para o bezerro, duas de­ 17 Despois a o segundo dia doze
cimas para o carneiro. bezerros filhos de vaca, dous carnei­
4 E huã decima para hum cordei­ ros, catorze cordeiros inteiros de hum
ro, para cadaqual dos sete cordeiros. anno.
5 E hum cabraõ das cabras para 18 E sua ofterta de manjares, e
expiaçaõ do pecado, pera fazer ex­ suas oftertas de derramamento para os
piaçaõ por vos. bezerros, para os carneiros, e para os
6 De mais do holocausto do mes e cordeiros por sua conta, segundo o
sua ofterta de manjares, e o holocausto estatuto :
continuo, e sua ofterta de manjares, 19 E hum cabraõ das cabras por
com suas oftertas de derramamento, expiaçaõ do pecado, demais do holo­
segundo seu estatuto em suave cheiro causto continuo, e sua ofterta de man­
para offerta acendida a Jehovaii. jares, com suas oftertas de derrama­
7 E a os dez deste sétimo mes te­ mento.
reis convocaçaõ sancta, e affligireis 20 E a o terceiro dia onze bezer­
vossas almas: nenhuã obra fareis. ros, dous carneiros, catorze cordeiros
8 Mas por holocausto em suave inteiros de hum anno.
cheiro a Jehovah ofterecereis hum 21 E suas oftertas de manjares, c
bezerro filho de vaca, hum carneiro, suas oftertas de derramamento para
sete cordeiros de hum anno ; inteiros os bezerros, para os carneiros, e para
vos seraõ. os cordeiros, por sua conta, segundo
9 E por sua ofterta de manjares de o estatuto.
flor de farinha, mexida com azeite, 22 E hum cabraõ por expiaçaõ do
tres decimas para o bezerro, duas de­ pecado, de mais do holocausto con­
cimas para o hum carneiro. tinuo, e sua offerta de derramamento.
10 E huã decima para hum corde­ 23 E a o quarto dia dez bezerros,
iro, para cadaqual dos sete cordeiros. dous carneiros, catorze cordeiros in­
11 Hum cabraõ das cabras para teiros de hum anno.
expiaçaõ do pecado, de ruais da ex­ 21 Sua offerta de manjares, e suas
piaçaõ do pecado das propiciações, e oftertas de derramamento para os be­
o holocausto continuo, e sua offerta zerros, para os carneiros, e para os
de manjares, com suas oftertas de der­ cordeiros por sua conta, segundo o
ramamento. estatuto:
12 Semelhantemente a os quinze 25 E hum cabraõ das cabras por
dias deste sétimo mes tereis convoca- expiaçaõ de pecado, de mais do ho­
çaõ sancta, nenhuã obra servil fareis; locausto continuo,sua offerta de man­
mas sete dias oelebrareis festa a Je- jares, e sua ofterta de derramamento.
iiovah. 26 E a o quinto dia nove bezerros,
13 E por holocausto em ofterta a- dous carneiros, e catorze cordeiros
cendida de suave cheiro a Jehovah inteiros de hum anno.
ofterecereis treze bezerros filhos de 27 E sua ofterta de manjares, e su­
vaca, dous carneiros, catorze cordei­ as oftertas de derramamento para os
ros de hum anno ; inteiros seraõ. bezerros, para os carneiros, e para os
11 E por sua ofterta de manjares cordeiros por sua conta, segundo o
de flor de farinha, mexida com azeite, estatuto :
tres decimas para hum bezerro, para 28 E hum cabraõ por expiaçaõ, do
cadaqual dos treze bezerros; duas pecado, de mais do holocausto conti-
174 NUMEKOS. Cap. XXIX. XXX.
nuo, e sua offerta de manjares, e sua do : esta he a palavra que Jehovah:
offerta de derramamento. tem mandado:
29 E a o seisto dia oito bezerros, 2 Quando hum varaõ a Jehovah
dous carneiros, catorze cordeiros in­ fizer voto, ou jurar juramento, ligando
teiros de hum anno: sua alma1 com obrigaçaõ, naõ profa­
30 E sua offerta de manjares, e su­ nará sua palavra: segundo tudo que
as offertas de derramamento para os sahio de sua boca, fará.
bezerros, para os carneiros, e para os 3 Porem quando huã mulher a
cordeiros por sua conta, segundo o Jeiíovaii fizer voto, e com obrigaçaõ
estatuto: se ligar em casa de seu pae em sua
31 E hum cabraõ por expiaçaõ do mocidade:
pecado, de mais do holocausto conti­ 4 E seu pae ouvir seu voto e sua
nuo, sua offerta de manjares, e sua obrigaçaõ, com que ligou sua alma;
offerta de derramamento. e seu pae se callar para com ella, to­
32 E a o sétimo dia sete bezerros, dos seus votos seraõ valiosos: e toda
dous carneiros, catorze cordeiros in­ obrigaçaõ com que ligou sua alma,
teiros de hum anno; será valiosa.
33 E sua offerta de manjares, e su­ 5 Mas se seu pae o quebrantar no
as offertas de derramamento, para os dia que tal ouvir, todos seus votos e
bezerros, para os carneiros, e para os suas obrigaçoês, com que tiver ligado
cordeiros por sua conta, segundo seu sua ahna, naõ seraõ valiosos: mas
estatuto: Jehovah lh’o perdoará, porquanto
34 E hum cabraõ por expiaçaõ do seu pae lh’os fez quebrantar.
pecado, de mais do holocausto conti­ 6 Porem se he que tiver marido, e
nuo, sua offerta de manjares, e sua for obrigada a alguns votos, ou a pro-
offerta de derramamento. nunciaçaõ de seus beiços, com que ti­
35 A o oitavo dia tereis dia de pro- ver ligado sua alma:
hibiçaõ: nenhuã obra servil fareis. 7 E seu marido o ouvir, e se callar
36 E por holocausto em offerta a- para com ella no dia em que o ouvir,
cendida de suave cheiro a Jeiíovaii seus votos valiosos seraõ ; e suas obri­
offerecereis hum bezerro, hum car­ gações com que ligou sua alma, seraõ
neiro, sete cordeiros inteiros dc hum valiosas.
anno. 8 Mas se seu marido lh’o quebran­
37 Sua offerta de manjares, e suas tar no dia cm que o ouvir, e anullar
offertas de derramamento, para o be­ seu voto a que estava obrigada, como
zerro, para o carneiro, e para os cor­ também a pronunciaçaõ de seus bei­
deiros, por sua conta segundo o esta­ ços, com que ligou sua alma ; Jeiio-
tuto : vah lh’o perdoará.
38 E hum cabraõ por expiaçaõ do 9 Tocante a o voto da viuva, ou da
pecado, de mais do holocausto conti­ repudiada; tudo com que ligar sua
nuo, e sua offerta de manjares, e sua alma, sobre ella será valioso.
offerta de derramamento. 10 Porem se fez voto em casa de
39 Estas cousas fareis a Jehovah seu marido, ou ligou sua alma com
em vossas solenidades, de mais de obrigaçaõ de juramento.
vossos votos, e vossas offertas volun­ 11 E seu marido o ouvio, e se cal-
tárias, com vossos holocaustos, ecom lou para com ella, e o naõ quebran­
vossas offertas de manjares, e com tou ; todos seus votos seraõ valiosos ;
vossas offertas de derramamento, e como também toda obrigaçaõ, com
com vossas offertas gratificas. que ligou sua alma, será valiosa.
40 E fallou Moyses a os filhos de 12 Porem se seu marido anullan-
Israel, conformeatudo que Jeiíovaii do l’n’os anullar no dia em que os ou­
mandara a Moyses. vio ; tudo quanto sahio de seus bei­
ços, quer de seus votos, quer da o-
CAPITULO XXX. brigaçaõ de sua alma, naõ será valio.
p FALLOUMoysesás cabeças das so: seu marido lh’os anullou, e JeiiO'
I tribus dos filhos de Israel, dizen­ VAU lh’o perdoará.
NUMEROS. Cap. XXX. XXXI. 175
13 Todo voto, e todo juramento de cidades com todas suas habitações, e
obrigaçaõ, pera humilhar a alma, seu todos seus castellos.
marido o confirmará, ou seu marido o 11 E tomáraò todo o despojo e to­
anullará. da a presa de homens, e de animaes.
14 Porem se seu marido de dia em 12 Despois trouxeraõ a Moyses e
dia callando se callar para com ella ; a Eleazar o sacerdote e á congregaçaõ
entaò confirma todos seus votos e to­ dos filhos de Israel os presioneiros, e
das suas obrigaçoês, que estiverem a presa, e o despojo a o arrayal, nas
sobre ella: confirmadolh’os tem, por­ campinas cfe Moab, que estaõ junto a
quanto se callou para com ella no dia o Jordaò de Jericho.
era que o ouvio. 13 Porem Moyses e Eleazar o sa­
15 Porem seanullando lh’os anul- cerdote, e todos os Mayoraes da con­
lar despois que o ouvio; entaÔ elle gregação sahiraõ a recebélos até fora
levará a iniquidade delia. do arrayal.
16 Estes saõ os estatutos que Je- 14 E indignouse Moyses grande­
iiovaii mandou a Moyses entre o mente contra os Capitaes do exercito,
marido e sua mulher ; entre o pae e os Tribunos e Centurioes, que vinhaò
sua filha, em sua mocidade, em casa da peleja d’aquclla guerra.
de seu pae. 15 E Moyses disse lhes : viver dei­
xastes todas as mulheres ?
CAPITULO XXXI. 16 Eis que estas foraõ as que por
FALLOU Jehovah a Moyses, conselho de Bileam a os filhos de Is­
E dizendo: rael deraõ ocasiaõ de prevaricar con­
2 Vinga os filhos de Israel dos Mi- tra Jehovaii, no negocio de Peor :
dianitas: despois recolhido serás a polo que aquelle estrago houve entre
teus povos. a congregação de Jehovah.
3 Fallou pois Moyses a o povo, di­ 17 Agora pois niatae todo macho
zendo ; alguns de vosoutros se armem entre as crianças ;e mataetoda mulher,
para a peleja, e sayaõ contra os Mi­ que por ajuntamento de varaõ conhe-
dianitas, pera fazer a vingança de Je- ceo algum varaõ.
hovah ’nos Midianitas. 18 Porem todas as crianças fémeas,
4 Mil de cada tribu entre todas as que naõ conhecerão ajuntamento dc
tribus de Israel enviareis á peleja. varaõ, para vos deixae viver.
5 Assi foraõ dados dos milhares de 19 E vos outros vos alojae sete di­
Israel mil de cada tribu : doze mil ar­ as fora do arrayal: qualquer que tive '
mados para a 'peleja. matado algum homem, e qualquer que
6 E Moyses os mandou á peleja, tiver tocado a algum morto, a o ter­
de cada tribu mil, a elles e a Pinehas, ceiro dia, e a o sétimo dia vos expia­
filho de Eleazar sacerdote, á peleja reis, a vos e a vossos presioneiros.
com os vasos sanctos, e as trombetas 20 Também expiareis todo vestido,
do jubilo em sua maõ. e toda obra de peles, e toda obra de pe­
7 E pelejáraõ contra os Midiani­ los de cabras, e todo vaso de madeira.
tas, como Jehovaii mandara a Moy­ 21 E disse Eleazar o sacerdote a
ses: e matáraõ a todo macho. os homens de guerra, que partírao se
8 Matáraõ mais além de seus mor­ a peleja: este he o estatuto da ley
tos a os reys dos Midianitas, a Evi, e que Jehovah mandou a Moyses:
a Requem, e a Zur, e a Hur, e a Pe­ 22 Tam sómente o ouro, e a prata,
ba, cinco reys dos Midianitas : tam­ o metal, o ferro, o estanho, e o
bém a Bileam filho de Beor mataraõ chumbo:
á cutelo. 23 Toda cousa que pode soportar
9 Porem os filhos dc Israel le- fogo, fareis passar pelo fogo, paraque
varaõ presioneiras as mulheres dos fique limpo ; toda via se expiará com
Midianitas, e suas crianças : também a agoa daseparaçaõ: mas tudo que
roubáraõ todos seus animaes, e todo naõ pode soportar fogo, fareis passar
seu gado, e toda sua fazenda. pela agoa.
10 E a fogo queimaraõ todas suas 21 Também lavareis vossos vesti-
176 NUMEROS. Gap. XXXI. XXXII.
dos a o sétimo dia, paraque fiqueis 41 E deu Moyses a Eleazar sacer­
limpos: e despois entrareis no arrayal. dote o tributo da alçaçaõ de Jeho­
25 Fallou mais Jehovah a Moyses, vah, como Jehovah mandára a
dizendo: Moyses.
26 Toma a somma da presa dos 42 E da ametade dos filhos de Is­
presioneiros. de homens, e de ani- rael que Moyses partira dos varoês
maes, tu e Eleazar o sacerdote, e as que pelejáraõ:
Cabeças dos paes da congregaçaõ. 43 (Porem a ametade da congre­
27 E divide a presa em duas ame- gação foy das ovelhas, trezentas e
tades entre os que acometéraõ a pe­ trinta e sete mil e quinhentas.
leja, e sahíraõ á guerra; e entre toda 44 E dos boys trinta e seis mil:
a congregaçaô. 45 E dos asnos trinta mil e qui­
28 Entaõ para Jehovah tomarás nhentos :
o tributo dos lipmens de gfterra, que 46 E das almas humanas dez e seis
sahíraõ a esta guerra, de quinhentos mil.)
huã alma, dos homens, e dos boys, 47 Desta ametade dos filhos de Is­
e dos asnos, e das ovelhas. rael Moyses tomou hum presioneiro
29 De sua ametade o tomareis, e o de cincoenta, de homens, e de ani-
dareis a o sacerdote Eleazar, para a maes : e os deu a os Levitas, que ti-
alçaçaõ de Jehovah. nhaõ cuidado da guarda do Taberná­
30 Mas da ametade dos filhos de culo de Jehovah, como Jehovah
Israel tomarás de cincoenta hum pre- mandára a Moyses.
sioneiro, dos homens, dos boys, dos 48 Entaõ se chegáraõ a Moyses os
asnos, e das ovelhas, de todos os ani- Capitaêsque estavaó sobre os milhares
maes: e os darás a os Levitas, que do exercito, os Tribunos e os Centu-
tem cuidado da guarda do Taberná­ rioês :
culo deJehovah. 49 E disseraõ a Moyses: teus ser­
31 E fizeraõ Moyses e Eleazar o vos tomáraõ a somma dos homens de
sacerdote, como Jehovah mandara guerra, que estiveraõ sob nossa maõ :
a Moyses. e nenhum falta de nosoutros.
32 Foy pois a presa, o restante do 50 Poloque trouxemos huã offerta
despojo, que tomáraõ os homens de de Jehovah, cadaqual o que achou,
guerra, seis centas e setenta e cinco vasos de ouro, cadeas, ou manilhas,
mil ovelhas: aneis, arrecadas, e colares, pera fazer
33 E setenta e dous mil boys: propiciaçaõ por nossas almas perante
34 E sessenta e hum mil asnos. a face de Jehovah.
35 E de almas humanas, das mu­ 51 Assi Moyses e Eleazar o sacer­
lheres que naò conhecerão ajunta­ dote tomou delles o ouro ; todos va­
mento de varaõ; todas as almas foraõ sos bem obrados.
trinta e duas mil. 52 E foy todo o ouro da alçaçaõ,
36 E a ametade, a parte dos que que offerecéraõ a Jehovah, dez e se­
sahíraõ á guerra, foy em numero tre­ is mil e sete centos e cincoenta siclos,
zentas e trinta e sete mil e quinhentas dos Tribunos e dos Centurioês.
ovelhas. 53 Quanto a os homens de guerra,
37 E das ovelhas foy o tributo pa­ cada qual roubàra para si.
ra Jehovah, seis centas e setenta e 54 Tomou pois Moyses e Eleazar
cinco. sacerdote o ouro dos Tribunos, e dos
38 E foraõ os boys trinta e seis Centurioens; e o trouxeraõ á Tenda
mil : e seu tributo para Jehovah, se­ do ajuntamento, por lembrança para
tenta e dous, os filhos de Israel perante a face de
39 E foraõ os asnos trinta mil e Jeiiovah.
quinhentos: e seu tributo para Jeho­
vah, sessenta e hum. CAPITULO XXXII.
40 E houve de almas humanas dez OS filhos de Ruben e os filhos
c seis mil: e seu tributo para Jeho­
vah, trinta e duas almas.
E de Gad tinhaõ muyto gado em
grande multidão; e attentáraõ para
NUMEROS. Gap. XXXII. 177
a terra de Jaezer, e para a terra de 15 Se vos tornades após elle, tam­
Gilead, e eis que o lugar era lugar de bém elle proseguirá a deixálo no de­
gado. serto, e destruireis a todo este povo.
2 Vieraõ pois os filhos de Gadeos 16 Entaõ se chegáraõ a elle, e dis­
filhos de Ruben, efalláraõ a Moyses, seraõ : edificaremos curraes aqui pa­
e a Eleazar o sacerdote, e a os May- ra nosso gado, e cidades para nossas
oraes da congregaçaõ, dizendo ; crianças.
3 Ataroth, e Dibon, e Jaezer, e 17 Porem nosoutros nos armare­
Nimra, e Hesbon, e Eleale, e Sche- mos, apresurando nos diante da face
bam, e Nebo, e Behon; dos fillios de Israel, até que os leve­
4 Esta terra que Jeiiovah ferio mos a seu lugar: e nossas crianças
perante a face da congregaçaõ dc Is­ ficaráõ nas cidades fortes por causa
rael, he terra de gado : e teus servos dos moradores da terra.
tem gado. 18 Naõ tornaremos a nossas casas,
5 Disseraõ mais: se achámos gra­ até que os filhos de Israel se ponhaõ
ça em teus olhos, esta terra se dé a por possuidores hereditários, cada
teus servos em possessaõ : e naõ nos qual de sua herança.
faças passar o Jordaò. 19 Porque naõ herdaremos com el­
6 Porem Moyses disse a os filhos les d’alem do Jordaò nem mais a di­
de Gad e a os filhos de Ruben : Iráõ ante ; quando nos teremos nossa he­
vossos irmaõs a peleja, e vos ficareis rança d’aquem do Jordaò a o levante.
aqui ? 20 Entaõ Moyses lhes disse: se
7 Porque pois quebrantareis o co- isto fizerdes assi, se vos amardes á pe­
raçaõ dos filhos de Israel, paraque leja perante a face de Jehovah :
naõ passem á terra, que Jehovah lhes 21 E cada qual de vosoutros arma­
tem dado? do passar o Jordaò perante a face de
8 Assi fizeraõ vossos paes, quando Jehovah, até que aja lançado fora
os mandei de Cades Barnea, a ver es­ seus inimigos de diante de sua face:
ta terra. 22 E a terra esteja sugeita perante
9 Chegando elles até o valle de a face de Jeiiovah ; entaõ vos torna­
Escol, e attentando para.esta terra, reis, e desculpados ficareis perante
quebrantáraõ o coraçaõ dos filhos de Jeiiovah e perante Israel: e esta
Israel, para que naõ viessem á terra, terra vos será por possessaõ perante
que Jehovah lhes tinha dado. a face de Jehovaii :
10 Entaõ a ira de Jeiiovah se a- 23 E se naõ fizerdes assi, eisque
cendeo naquelle mesmo dia, e jurou, pecastes contra Jehovah : porem
dizendo: sentireis vosso pecado, quando achar
11 Que os varoês, que snbíraõ de vos.
Egypto, de vinte annos e a riba, naõ 24 Edificae vos cidades para vossas
veráõ aterra, que jurei a Abraham, crianças, e curraes para vossas ove­
a Isaac, e a Jacob 1 porquanto naõ lhas ; e fazei o que sahio de vossa
perseveráraõ em seguir me. boca.
12 Excepto Caleb filho de Jeph- 25 Entaõ falláraõ os filhos de Gad,
unne o Kenezeo, e 'Josue filho de e os filhos de Ruben a Moyses, di­
Nun : porquanto perseveráraõ em se­ zendo : como manda meu senhor, assi
guir a Jeiiovah. faráõ teus servos.
13 Assi se acendeo a ira de Jejio- 26 Nossas crianças, nossas mulhe­
vah contra Israel, e os fez andar res, nossa fazenda, e todos nossos
vagabundos até que se consumio to­ animaes estaráõ ahi ’nas cidades de
da aquella geraçaõ, que fizera mal em Gilead.
olhos de Jehovah. .. 27 Mas teus servos passaráõ, cada
14 E eis que vosoutros huã multi­ qual armado a o exercito para a pele­
dão de homens pecadores vos levan­ ja, perante a face de Jehovah, como
tastes em lugar de vossos paes, pera meu senhor tem dito.
ainda mais acrecentar o ardor da ira 28 Entaõ Moyses os encomendou
de Jehovah contra Israel. a Eleazar o sacerdote, e a Josue filho
N
178 NUMEROS. Cap. XXXII. XXXIII.
de Nun, « os Cabeças dos paes das
tribus dos filhos de Israel. CAPITULO XXXIII.
29 E disselhes Moyses: se os fi­ STAS saõ as partidas dos filhos
lhos de Gad, e os filhos de Ruben de Israel, que sahíraõ da terra
com vosco passarem o Jordaõ, cada de Egypto segundo seus exercitos
qual armado para a guerra perante a por maõ de Moyses e Aaron.
face de Jehovah: e a terra estiver 2 E Moyses escreveo suas sahidas,
sugeita diante de vossa face, em pos­ segundo suas partidas, conforme a o
sessão lhes dareis a terra de Gilead. mandado de Jehovah : e estas saõ
30 Porem se naõ passarem arma­ suas partidas segundo suas sahidas.
dos com vosco, entaõ se poráõ por 3 Partíraò pois de Rahmeses no
possuidores em meyo de vosoutros na mes primeiro, a os quinze dias do pri­
terra de Canaan. meiro rnes: o seguinte dia da Pas-
31 E responderão os filhos de Gad coa sahiraõ os filhos de Israel por al­
e os filhos de Ruben, dizendo : o que ta maõ, a os olhos de todos os E-
Jehovah fallou a teus servos, isso gypcios.
faremos. 4 Enterrando os Egypcios a os que
32 Nos passaremos armados per­ Jehovah tinha ferido entre elles, a
ante a face de Jehovah á terra de todo primogénito: e avendo Jeho­
Canaan, e teremos a possessão de nos­ vah feito juizos em seus Deuses.
sa herança daquem do Jordaõ. 5 Partidos pois os filhos de Israel
33 Assi Moyses a os filhos de Gad, de Rahmeses, alojáraõ se em Suc-
e a os filhos de Ruben, e á meya tri- coth.
bu de Manasse filho de Joseph, lhes 6 E partiraõ de Succoth, e alojá­
deu o reyno de Sihon Rey dos Amo- raõ se em Etham, que está no fim do
reos, e o reyno de Og Rey de Basan: deserto.
a terra com suas cidades em seus ter­ 7 E partiraõ de Etham, e tornáraõ
mos, as cidades da terra do redor. se a Pihachiroth, que está em fronte
34 E os filhos de Gad edificáraõ a de Baal-Zephon : e alojáraõ se diante
Dibon, e a Ataroth, e a Aroer. de Migdol.
35 E a Atroth-Sophan, e a Jaezer, 8 E partiraõ de Ilachiroth, e pas-
e a Jogbeha. sáraõ pelo meyo do mar a o deserto:
36 E a Beth-Nimra, e a Beth-IIa- e andáraõ caminho de tres dias no
ran: cidades fortes, e curraes de ove­ deserto de Etham, e alojáraõ se em
lhas. Alara.
37 E os filhos de Ruben edificáraõ 9 E partiraõ de Mara, e vieraõ a
a Hesbon, e a Eleale, e a Quiria- Elim : e em Elira avia doze fontes de
thaim: agoas, e setenta palmas, e alojáraõ se
38 E a Nebo, e a Baal-Meon, mu­ ali.
dando as de nome, e a Sibma: e os 10 E partiraõ de Elim, e alojáraõ
nomes das cidades que edificáraõ, se junto a o mar vermelho.
chamáraõ por outros nomes. 11 E partiraõ do mar vermelho, e
39 E os filhos de Machir filho de alojáraõ se no deserto de Sin.
Manasse foraõ se a Gilead, e a to- 12 E^partiraõ do deserto de Sin, e
máraõ: e d'aquella possessão lançáraõ alojáraõ se em Dophka.
a os Amoreos, que estavaõ 'nella. 13 E partiraõ de Dophka, e alojá­
40 Assi Moyses deu Gilead a Ma­ raõ se em Alus.
chir filho de Manasse, o qual habitou 14 E partiraõ de Alus, e alojáraõ
'nella. se em Raphidim ; porem naõ avia ali
41 E foi se Jair filho de Manasse, agoa, para que o povo bebesse.
e tomou suas aldeas ; e chamou lhes, 15 Partiraõ pois de Raphidim, e
Havot-Jair. alojáraõ se no deserto de Sinai.
42 E foi se Nobah, e tomou a 16 E partiraõ do deserto de Sinai,
Quenath com suas aldeas; e chamou e alojáraõ se em Quibroth-taava.
lhe, Nobah, segundo seu nome. 17 E partiraõ de Quibroth-taava,
e alojáraõ se era Hazeroth.
NUMEROS. Cap. XXXIII. 179
18 E partiraõ de Hazeroth, e alo- 41. E partiraõ do monte de Hor, e
járaõ se em Rithma. alojáraõ se em Zalmona.
19 E partiraõ de Rithma, e alojá- 42 E partiraõ de Zalmona, e alo­
raõ se em Rimmon-Perez. járaõ se em Plninon.
20 E partiraõ de Rirnmon -Perez, 43 E partiraõ de Phunon, e alojá­
e alojáraõ se em Libna. raõ se cm Oboth.
21 E partiraõ de Libna, e alojáraõ 44 E partiraõ de Oboth, e alojá­
se em llissa. raõ se ’nos outeirinhos de Abarim, no
22 E partiraõ de Rissa, e alojáraõ termo de Moab.
se em Kehelatha. 45 E partiraõ dos outeirinhos de
23 E partiraõ de Kehelatha, e alo­ Abarim, e alojáraõ se em Dibon-Gad.
járaõ se no monte de Sapher. 46 E partiraõ de Dibon-Gad, e a-
24 E partiraõ do monte de Sapher, lojáraõ se em Almon-Diblathaim.
e alojáraõ se em Harada. 47 E partiraõ de Almon-Diblatha­
25 E partiraõ de Harada, e alojá­ im, e alojáraõ se nos montes de Aba­
raõ se em Magheloth. rim em fronte de Nebo.
26 E partiraõ de Magheloth, e alo­ 48 E partiraõ dos montes de Aba­
járaõ se em Tachath. rim, e alojáraõ se nas campinas dos
27 E partiraõ de Tachath, e alo­ Moabitas, junto a o Jordaõ de Jericho.
járaõ se em Tharah. 49 E alojáraõ se junto a o Jordaõ,
28 E partiraõ de Tharah, e alojá­ des de Beth-Jesimoth até Abel-Sit-
raõ se em Mithka. tim, nas campinas dos Moabitas.
29 E partiraõ de Mithka, e alojá­ 50 E fallou Jeiiovah a Moyses
raõ se em Hasmona. nas campinas dos Moabitas, junto a o
30 E partiraõ de Hasmona, e alo­ Jordaõ de Jericho, dizendo :
járaõ se em Moseroth. 51 Falia a os filhos de Israel, e di-
31 E partiraõ de Moseroth, e alo­ zelhes : quando ouverdes passado o
járaõ se em Bene-Jaakan. Jordaõ para a terra de Canaan.
32 E partiraõ de Bene-Jaakan, e 52 Fora lançareis a todos os mora­
alojáraõ se em Hor-gidgad. dores da terra de diante de vossa face,
33 E partiraõ de Hor-gidgad, ea- e destruireis todas suas pinturas:
lojáraõse em Jothbatha. também destruireis todas suas ima­
34 E partiraõ de Jothbatha, e alo­ gens de fundição; e desfareis todos
járaõ se em Abrona. seus altos.
35 E partiraõ de Abrona, e alojá­ 53 E tomareis a terra em posses­
raõ se em Ezeon-Geber. são hereditária, e nella habitareis:
36 E partiraõ de Ezeon-Geber, e porquanto vos tenho dado esta terra,
alojáraõ se no deserto de Zin, que he pera possuila por herança.
Cades. 51 E por sortes tomareis a terra
37 E partiraõ de Cades, e alojáraõ em possessão hereditária, segundo
se no monte de Hor, no fim da terra vossas gerações; a os muytos a he­
de Edom. rança multiplicareis, e a os poucos a
38 Entaõ Aaron o sacerdote subio herança diminuireis: aonde a sorte
a o monte de Hor, conforme a o man­ sahir a alguém, aii a terá: segundo
dado de Jeiiovah ; e morreo alia os as tribus de vossos paes tomareis as
quarenta annos da sabida dos filhos heranças.
de Israel da terra de Egypto, no nres 55 Mas se naõ lançardes fora a os
quinto, a o primeiro do mes. moradores da terra de diante de vossa
39 E era Aaron de idade de cento face, entaõ os que deixardes ficar
e vinte e tres annos, quando morreo delles, vos seraõpor espinhos em vos­
no monte de Hor. sos olhos, e por agulhoõs em vossas
40 E ouvio o Cananeo, Rey de Ha- ilhargas, e apertarvoshaõ na terra em ’
rad, que habitava a o Sul na terra de que habitardes.
Canaan, que chegavaò os filhos de 56 E será que farei a vosoutros,
Israel. como pensei fazer lhes.
N2
180 NUMEROS. Cap. XXXIV. XXXV.
paes, e a tribu dos filhos dos Gaditas
CAPITULO XXXIV. segundo a casa de seus paes ja rece-
ALLOU mais Jeiiovaii a Moy- béraõ; também a meya tribu de Ma­
ses, dizendo: nasse recebeo sua herança.
2 Manda a os filhos de Israel, e 15 Ja duas tribus e meya tribu re-
dizelhes: quando entrardes na terra cebéraõ sua herança d’aquem do Jor­
de Canaan, esta ha de ser a terra que daõ de Jericho, da banda do Oriente
vos cahirá em herança; a terra de a o Nacente.
Canaan segundo seus termos. 16 Fallou mais Jeiiovaii aMoyses,
3 O cabo de Sul vos será desdo dizendo:
deserto de Zin até a os termos de E- 17 Estes saõ os nomes dos varo-
dom : e o termo do Sul vos será do ens, que vos repartiráõ a terra por
fim do mar salgado para a banda do herança : Eleazar o sacerdote, e Josué
Oriente. o filho de Nun.
4 E este termo vos irá rodeando 18 Tomareis mais de cada tribu
do Sul para a'subida de Acrabbim, c hum May oral, pera repartir a terra
passará até Zin ; e suas sahidas seraõ em herança.
do Sul a Cades-Barnea; e sahirá a 19 E estes saõ os nomes dos varo-
Hazar-Addar, e passará a Azmon : ens: da tribu de Juda, Caleb filho
5 Rodeará mais este termo de Az- de Jephunne.
nwn até o rio de Egypto: e suas sa­ 20 E da tribu dos filhos de Sime-
hidas seraõ para a banda do mar. on, Semuel filho de Ammiud.
G Acerca do termo do Occidente, 21 Da tribu de Benjamin, Elidad.
o mar grande vos será por termo: filho de Chislon.
este vos será o termo do Occidente. 22 E da tribu dos filhos de Dan, o
7 E este vos será o termo do Norte: Mayoral Bucqi filho de Jogli.
desdo mar grande marcareis até o 23 Dos filhos de Joseph, da tribu
monte de Hor. dos filhos de Manasse, o Mayoral
8 Desdo monte de Hor marcareis Hanniel filho de Ephod.
até á entrada de Hamath : e as sahi­ 24 E da tribu dos filhos de Ephra-
das deste termo seraõ até Zedad. im o Mayoral Quemuel. filho de Siph-
9 E este termo sahirá até Ziphron, tan.
e suas sahidas seraõ em Hazar-Enan: 25 E da tribu dos filhos de Zebu-
este vos será o termo do Norte. lon, o Mayoral Elizaphan filho de
10 E por termo da banda do Ori­ Parnah.
ente vos marcareis de Hazar-Enan 26 E da tribu dos filhos de Issas-
até Sepham. char, o Mayoral Paltiei filho de As-
11 E este termo descenderá desde san.
Sepham até Ribla para a banda do 27 E da tribu dos filhos de Aser, o
Oriente de Ain : despois descenderá Mayoral Ahihud filho de Selomi.
este termo, e irá a o longo da borda 28 E da tribu dos filhos de Naph-
do mar de Cinnereth para a banda do tali, o Mayoral Pedael filho de Ain-
Oriente. mihud.
12 Descenderá também este ter­ 29 Estes saõ os, a os quaes Je­
mo a o longo do Jordaõ, e suas sahi­ hovah mandou repartir as heranças
das seraõ a o mar salgado : esta vos a os filhos de Israel na terra de Ca­
será a terra segundo seus termos a o naan.
redor.
13 E mandou Moyses a os filhos CAPITULO XXXV.
de Israel, dizendo: esta he a terra, FALLOU Jehovah a Moyses
que tomareis em sorte por herança, a
qual Jehovah mandou dar a as nove
E nas campinas dos Moabitas,.
junto ao Jordaõ de Jericho, dizendo:
tribus, e a a meya tribu. 2 Manda a os filhos de Israel, que
14 Porque a tribu dos filhos dos da herança de sua possessão dém ci­
Kubenitas segundo a casa de seus dades a os Levitas, em que habitem:
NUMEROS. Cap. XXXV. 181
também a os Levitas dareis arrabaldes valhacouto ; para que ali se acolha
a o redor delias. aquelle que ferir a alguã alma por
3 E teraõ estas cidades, pera habi- erro.
talas: porem seus arrabaldes seraõ 16 Porem se a ferir com instru­
para suas bestas, e para sua fazenda, mento de ferro, e morrer; homicida
e para todos seus animaes. he: morrendo o homicida morrerá.
4 E os arrabaldes das cidades que 17 Ou se a ferir com pedra de
dareis a os Levitas, desdo muro da maõ, de que possa morrer, e ella
cidade a fora seráõ de mil covados a morrer; homicida he: morrendo o
o redor. homicida morrerá.
5 E de fora da cidade da banda do 18 Ou se a ferir com instrumento
Oriente medireis dous mil covados, e de pao da maõ, de que possa morrer,
da banda do Sul dous mil covados, e e ella morrer, homicida he : morren­
da banda do Occidente dous mil co­ do o homicida morrerá.
vados, e da banda do Norte dous mil 19 O vingador do sangue matará
covados, e a cidade no meyo: isto te­ a o homicida: encontrando o, mata-
raõ por arrabaldes das cidades. loha.
6 Das cidades pois que dareis a os 20 Se também a empuxar com o-
Levitas, averá seis cidades de refu­ dio, ou a cinte lançar sobre ella, e
gio ; as quaes dareis, para que o ho­ morrer;
micida ali se acolha: e de mais destas 21 Ou por inimizade a ferir com
lhes dareis quarenta e duas cidades. sua maõ, e morrer; morrendo o fe-
7 Todas as cidades que dareis a os ridor morrerá; homicida he : o vin­
Levitas, seraõ quarenta e oito cidades, gador do sangue matará a o homici­
juntamente com seus arrabaldes. da, encontrando o.
8 E as cidades que derdes da he­ 22 Porem se a empuxai- de repente
rança dos filhos de Israel, do que ti­ sem inimizade; ou sobre ella lançar
ver muyto, tomareis muyto; e do que instrumento algum sem teimas :
tiver pouco, tomareispouco: cadaqual 23 Ou sobre ella fizer cahir alguã
de suas cidades dará a os Levitas se­ pedra sem o ver, de que possa mor­
gundo sua herança, que herdar. rer, e ella morrer; e elle naõ era seu
.9 Falloumais Jehovah aMoyses, inimigo, nem procurava seu mal :
dizendo. 24 Entaõ a congregaçaõ julgará
10 Falia a os filhos de Israel, e di- entre o feridor, e entre o vingador do
selhes: quando passardes o Jordaõ á sangue segundo estas leys.
terra de Canaan : 25 E a congregaçaõ livrará a o
11 Fazei que cidades vos estejaõ homicida da maõ do vingador do
á maõ, que vos sirvao de cidades de sangue, e a congregaçaõ o fará tor­
refugio ; para que ali se acolha o ho­ nar á cidade de seu refugio, aonde se
micida, que ferir a alguã alma por tinha acolhido: e ali ficará até á morte
erro. do summo Pontifice, a quem ungíraõ
12 E estas cidades vos seraõ por com o sancto oleo.
valhacouto do vingador do sangue : 26 Porem se sahindo o homicida
paraque o homicida naõ morra, até sahir dos termos da cidade de seu re­
que esteja perante a congregaçaõ no fugio, a que se tinha acolhido;
juizo. 27 E o vingador do sangue o achar
13 E das cidades que derdes, averá fora dos termos da cidade de seu re­
seis cidades de refugio para vosou- fugio : se o vingador do sangue matar
tros. a o homicida; naõ sera culpado do
14 Tres destas cidades dareis d’a- sangue.
quem do Jordaõ, e tres destas cidades 28 Pois ficará na cidade de seu
dareis na terra de Canaan: cidades de refugio até á morte do summo Pon­
refugio seraõ. tifice: mas despois da morte do sum­
15 Estas seis cidades a os filhos de mo Pontifice o homicida tornará á
Israel, e a o estrangeiro, e a o co- terra de sua possessão.
habitador em meyo' delles seraõ por 29 E estas cousas vos seráõ por
182 NUMEROS. Cap. XXXV. XXXVI.
estatuto de direito a vossas gerações, quem forem: assi se tiraria da sorte
em todas vossas habitações. de nossa herança.
30 Todo aquelle que ferir a alguã 4 Vindo também o anno do Jubi-
alma, conforme a o dito das testimu- leo dos filhos de Israel, sua herança
nhas mataráõ a o homicida: mas huã se acrecentaria á herança da tribu de
só testimunha naõ testimunhará con- quem ouvetse de ser: assi sua he­
trahuã alma, para que morra. rança se diminuiria da tribu de nos­
31 E tomareis nenhuã expiaçaõ sos paes.
pola alma do homicida, que culpado 5 Entaõ Moyses mandou a os fi­
está de morte : antes morrendo mor­ lhos de Israel, segundo o mandado de
rerá. Jbhovah, dizendo: a tribu dos filhos
32 Também tomareis nenhuã ex­ de Joseph falia direito.
piaçaõ por aquelle que se acolher á 6 Esta he a palavra, que Jehovah
cidade de seu refugio, pera tornar a mandou acerca das filhas de Zelaphe­
habitar na terra até á morte do summo ad, dizendo: sejaò por mulheres a
Pontifice. quem bem parecer em seus olhos:
33 Assi naõ profanareis a terra em com tanto que se casem na geraçaõ
que estais; porque o sangue faz pro­ da tiábu de seu pae.
fanar aterra: e nenhuã expiaçaõ se 7 Assi a herança dos filhos de Is­
fará pola terra á causa do sangue que rael naõ passará de tribu em tribu :
se derramar nella, senaõ com o sangue pois os filhos de Israel, se chegaráõ
d’aquelle que o derramou. cada qual á herança da tribu de seus
âi Naõ contamineis pois a terra, paes.
á qual vos ides a habitar, em meyo 8 E qual quer filha que herdar he­
da qual eu habitarei: pois eu Jeho- rança alguã das tribus dos filhos de
vah habito em meyo dos filhos de Israel, se casará com algum da gera­
Israel. çaõ da tribu de seu pae : para que os
filhos de Israel possuaõ cada qual a
CAPITULO XXXVI. herança de seus paes.
9 Assi a herança rodeando naõ an­
CHEGA'RAÕ os Cabeças dos dará de huã tribu em outra : pois as
E paes da geraçaõ dos filhos de tribus dos filhos de Israel se chegaráõ
Gilead, filho de Machir, filho de Ma ­ qual a sua herança.
cada
nasse, das gerações dos filhos de Jo­ 10 Como Jehovah mandára a
seph, e failáraõ perante a face de Moyses, assi fizeraõ as filhas de Ze­
Moyses, e perante a face dos Mayo- laphead.
raes, Cabeças dos paes dos filhos de 11 Pois Machia, Thirsa, e Hogla,
Israel. e Milca, e Noha, filhas de Zelaphe­
2 E disseraõ: Jehovaii a meu se­ ad se casáraõ com os filhos de seus
nhor mandou dar esta terra por sorte tios.
em herança a os filhos de Israel: e a 12 Das gerações dos filhos de Ma­
meu senhor foy mandado por Jeho- nasse filho de Joseph ellas foraõ mu­
vah, que a herança de nosso irmaõ lheres : assi sua herança ficou á tribu.
Zelaphead se désse a suas filhas. da geraçaõ de seu pae.
3 E casa n dose el las com algum dos 13 Estes saõ os mandamentos e os
filhos das outras tribus dos filhos de direitos que mandou Jehovah por
Israel, entaõ sua herança seria dimi- maõ de Moyses a os filhos de Israel
nuida da herança de nossos paes, e a- nas campinas dos Moabitas, junto a
crecentada a herança da tribu de o Jordaõ de Jericho.
O QUINTO LIVRO DE MOYSES
CHAMADO

DEUTERONOMIO.
mil vezes mais : e vos abençoe, como
CAPITULO I. vos tem fallado.
TESTAS saõ as palavras que Mç\- 12 Como eu só soportaria vossas
ses Iallou a todo Israel d’aqueni moléstias, e vossas cargas, e vossas
do Jordaõ, no deserto, na plaineza demandas ?
em fronte de Suph, entre Paran e 13 Tornae vos varoês sábios e en­
Tophel, e Laban, e Hazeroth, e Di- tendidos, e experimentados entre vos­
zahab. sas tribus, para que os ponha por
2 Onze Jornadas ha desde Horeb, vossos cabeças.
caminho da montanha de Seir, até l i Entaõ vos me respondestes, e
Cades-Barnea. dissestes : bom he de fazer a palavra
3 E fov que a os quarenta annos, que tens fallado.
no mes undécimo, a o primeiro do 15 Tomei pois as cabeças de vos­
nies, Moyses iallou a os filhos de Is­ sas tribus, varoês sábios e experimen­
rael, conforme a tudo que Jehovah tados, e os tenho posto por cabeças
lhe mandara acerca delles : sobre vosoutros, por Mayoraes de mi­
4- Depois que ferio a Sihon Rey lhares, e por Mayoraes de cento, e
dos Amoreos, que habitava em Hes- por Mayoraes de cincoenta, e por
bon ; e a Og Rey de Basan, que ha­ Mayoraes de dez, e por Governadores
bitava em Astaroth, em Edrei. de vossas tribus.
5 D’aquem do Jordaõ cnr terra de 16 E no mesmo tempo mandei a
Moab começou Moyses a declarar es­ vossos Juizes, dizendo: ouvi a causa
ta ley, dizendo : entre vossos irmaõs, e julgae direita­
6 Jeiiovaii nosso Deus nos fallou mente entre o varaõ e seu irmaõ, e
em Horeb, dizendo ; assaz estado a- entre seu estrangeiro.
veis 'neste monte. 17 Naõ attentareis para a face em
7 Tornae vos e parti vos. e ide á juízo, assi a o pequeno como a o
montanha dos Amoreos, e a todos se­ grande ouvireis : da face de ninguém
us vezinhos, á plaineza, e á monta­ temereis: porque ojuizo de Deushe;
nha, e ás varzeas, e a o Sul, e a os porem a causa que vos for difficil, fa­
portos do mar : á terra dos Cananeos, reis vir a my, e eu a ouvirei.
e a o Líbano, até o grande rio, o rio 18 Assi 'naquelle tempo vos man­
de Euphrates. dei todas as cousas, que avieis de
8 Vedes aqui, esta terra vos dei fazer.
perante vossa face : entrae e possui a 19 Entaõ partimos de Horeb, e
terra hereditariamente, que Jehovah caminhámos por todo aqueJJe grande
jurou a vossos paes, Abraham, Isaac, e tremendo deserto que vistes, polo
e Jacob, que a daria a elles, e a sua caminho das montanhas dos Amore­
semente despois delles. os, como Jehovah nosso Deus nos
9 E no mesmo tempo eit vos fal- mandára: e chegámos a Cades- Barnea.
lei, dizendo: eu só naõ poderei levar 20 Entaõ eu vos disse; chegados
vos. sois ás montanhas dos Amoreos, que
10 Jehovah vosso Deus vos ja Jehovah nosso Deus nos dará.
tem multiplicado: e eis que ja hoje 21 Eis aqui, Jehovah teu Deus te
em multidão sois como as estrelias deu esta terra perante tua face: sube,
dos ceos. a possue hereditariamente, como te
11 Jeiiovah o Deus de vossos fallou Jehovah o Deus de teus paes;
paes vos augmente, como sois ainda naõ temas, e nao te espantes.
184 DEUTERONOMIO. Cap. I. II.
22 Entaõ todos vosoutrbs vos che­ lina geraçaõ verá esta boa terra, que
gastes a my, e dissestes : mandemos jurei de dar a vossos paes.
varoens diante de nossa face, que nos 36 Salvo Caleb filho de Jephunne;
reconheçaõ a terra, e nos tornem a elle a verá, e a terra que pisou, darei
reposta, por que caminho subiremos a elle e a seus filhos : porquanto per­
a elia, e a que cidades iremos. severou em seguir a Jehovah.
23 Pareceo me pois bem este ne­ 37 Também Jeiiovah se indignou
gocio : assi que de vosoutros tomei contra my por amor de vos, dizendo ;
doze varoês, de cada tribu hum varaõ. também tu lá naõ entrarás.
24 E foraõ se, e subirão á monta­ 38 Josue filho de Nun, que está
nha, e vieraõ até o valle de Escol, e perante tua face, elle ali entrará:
o espiáraõ. esforça o, porque elle a fará herdar a
25 E tomáraõ do' fruito da terra Israel. •
em suas maõs, e nôlo trouxéraõ, e 39 E vossos meninos, de que dis­
nos tornáraõ a reposta, e disseraõ : sestes : por presa seraõ; e vossos fi­
boa he a terra que nos dá Jehovah lhos, que hoje nem bem nem mal
nosso Deus. sabem, elles ali entraráõ : e a elles
26 Porem vos naõ quisestes subir : a darei, e elles a possuirão por he­
senaõ fostes rebeldes a o mandado de rança.
Jeiiovah. 40 Porem vosoutros tornae vos, e
27 E murmurastes em vossas ten­ vos parti a o deserto, caminho do
das, e dissestes: porquanto Jeho­ mar vermelho.
vah nos aborrece, nos tirou da terra 41 EntaS respondestes, e me dis­
de Egypto, pera nos entregar em maõ sestes: pecámos contra Jehovah;.
dos Amoreos, a destruir nos. nos outros subiremos e pelejaremos,
28 Aonde, subiríamos ? nossos ir­ conforme a tudo que nos mandou
mãos fizeraõ derreter nosso coraçaõ, Jehovah nosso Deus : armando vos
dizendo: mayor e mais alto he este pois vos outros, cadaqual de suas ar­
povo que nos: as cidades grandes, e mas de guerra, e ja prestes estando
fortificadas até os ceos: e também pera subir á montanha;
vimos ali filhos dos gigantes. 42 Me disse Jehovah: dizelhes;
29 EntaS eu vos disse: naõ vos es­ naõ subais, nem pelejeis, pois naõ
panteis, nem os temais. estou em meyo de vos ; para que naõ
30 Jehovah vosso Deus, que ca­ sejais feridos perante a face de vossos
minha diante de vossa face, elle por inimigos.
vos pelejará, conforme a tudo que 43 Porem eu vos fallando, naõ
fez com vosco perante vossos olhos ouvistes: antes fostes rebeldes a o
em Egypto. mandado de Jehovah, e vos enso­
31 Como também no deserto, aon­ berbecestes, e subistes á montanha.
de viste, que Jehovah teu Deus 44 E os Amoreos, que habitavaõ
’nelle te tem trazido, como o varaõ naquella montanha, vos sahiraõ a o
traz a seu filho, por todo o caminho encontro; e perseguirão vos como
que andastes, até chegardes a este fazem as abelhas, e moéraõ vos des­
lugar. de Seir até Horma.
32 Mas nem por isso crestes a Je­ 45 Tornando pois vosoutros, e
hovah vosso Deus. chorando perante a face de Jehovah,
33 Que caminhando hia diante de Jehovah naõ ouvio vossa voz, e naõ
vossa face, pera vos reconhecer lugar, inclinou seus ouvidos a vos.
aonde vos alojar: de noite no fogo, 46 Assi em Cades estivestes muy-
pera vos mostrar o caminho, por tos dias, segundo os dias que esti­
onde avieis de andar; e de dia na vestes ali.
nuvem.
34 Ouvindo pois Jehovah a voz CAPITULO II.
de vossas palavras, indignouse e ju­ ESPOIS tornámos, e caminhá­
rou, dizendo:
35 Nenhum dos varoês desta ma-
D mos ao deserto, caminho do
mar vermelho, como Jehovah me
DEUTERONOMIO. Cap. II. 185
tinha dito, e muytos dias rodeámos a o ribeiro de Zered, foraõ trinta e
montanha de Seir. oito annos ; até que toda aquella ge-
2 Entaõ Jeiiovaii me fallou, di­ raçaõ dos homens de guerra se con-
zendo :. sumio do meyo do arrayal, como Je-
3 Assaz rodeado tendes esta mon­ hovaii lhes jurára.
tanha: tornae vos a o Norte. 15 Assi também sobre elles foy a
4 E manda a o povo, dizendo: maõ de Jehovah, pera os destruir
passareis a o termo de vossos irmaõs, do meyo do arrayal, até os aver con­
os filhos de Esau, que habitaõ em sumido.
Seir: e elles teraõ medo de vos ; po­ 1G E sucedeo que, sendo ja todos
rem guardae vos muyto. os homens de guerra pela morte con­
5 Vos naõ revolvais com elles: sumidos do meyo do arrayal.
porque vos naõ darei de sua terra, 17 Jeiiovaii me fallou, dizendo:
nem ainda a pisada da planta de hum 18 Hoje passarás a Ar, a o termo
pé; porquanto a Esau tenho dado a de Moab.
montanha de Seir por herança. 19 E te chegaras até em fronte
6 Comida para comer comprareis dos filhos de Ammon : naõ os mo­
delles por dinheiro : e também agoa lestes, e com elles te naõ revolvas:
para beber delles comprareis por di­ porque da terra dos filhos de Ammon
nheiro. te naõ darei herança; porquanto a os
7 Pois Jeiiovaii teu Deus te aben­ filhos de Loth a tenho dado por he­
çoou em toda obra de tuas mai.s ; rança.
elle sabe que andas por este tamanho 20 Também esta foy contada por
deserto: estes quarenta annos Jeho- terra de gigantes: d’antes nella habi­
vah esteve comtigo, nenhuã cousa tavaõ gigantes ; e os Ammonitas lhes
te faltou. chamavaõ Zamzummeos.
8 Passando pois de nossos irmaõs 21 Hum povo grande, e muyto, e
os filhos de Esau, que habitavaõ em alto, como os gigantes: e Jehovah
Seir, desdo caminho da plaineza de os destruio de diante de sua face, e
Elath, e de Ezeon-Geber; nos tor­ elles os lançáraõ fora, e habitáraõ
námos, e passámos o caminho do de­ em seu lugar.
serto de JMoab. 22 Como fez com os filhos de Esau,
9 Entaõ Jehovah me disse: naõ que habitavaõ em Seir: de diante de
molestes a Moab, e com elles te naõ cuja face destruio a os Horeos, e el­
revolvas em peleja: porque te naõ les os lançáraõ fora, e habitáraõ em
darei herança de sua terra; porquanto seu lugar até este dia.
a Ar tenho dado a os filhos de Loth 23 Também os Caphtoreos, que
por herança. sahíraõ de Caplitor, destruirão a os
JO Os Emeos d’antes habitáraõ Aveos, que habitavaõ em Hazerim
nella : hum povo grande e muyto, e até Gaza, e habitáraõ em seu lugar.
alto, como os gigantes. 24 Levantae vos, parti vos e pas­
11 Também estes foraõ contados sae o ribeiro de Arnon ; eis aqui em
por gigantes como os Enaquins: e tua maõ tenho dado a Silion lley de
os Moabitas lhes chamavaõ Emeos. Hesbon, Amoreo, e a sua terra; co­
12 D’antes os Horeos também ha­ meça a possuila por herança, e te re­
bitáraõ em Seir; porem os filhos de volve com elles em peleja.
Esau os lançáraõ fora, e os destruirão 25 Neste dia começarei a pôr teu
de diante de sua face, e habitáraõ em espanto e teu temor sobre a face dos
seu lugar: como Israel fez á terra de povos de baixo de todo o ceo: os que
sua herança, que Jeiiovaii lhes tinha ouvirem tua fama, tremeráõ de tua
dado. face, e se angustiaráõ.
13 Levantaevos agora, e passae o 26 Entaõ mandei mensageiros de­
ribeiro de Zered: assi passámos o ri­ sdo deserto de Quedemoth a Sihon
beiro de Zered. Rey de Hesbon, com palavras de paz,
14 E os dias que caminhámos des­ dizendo :
de Cades-Barnea, até que passámos 27 Deixa me passar por tua terra:
186 DEUTERONOMIO. Cap. II. III.
somente pelo caminho irei, nem me 2 Entaõ Jehovah me disse : naõ o
desviarei a maõ direita, nem á es­ temas, porque a elle e a todo seu po­
querda. vo, e a sua terra tenho dado em tua
28 A comida que eu coma, me maõ : e farlhehas, como fizeste a Si­
vende por dinheiro, e dáme agoa por hon Rey dos Amoreos, que habitava
dinheiro que beba: taõ sómente me em Hesbon.
deixa passar com meus pés. 3 E também Jbhovah nosso Deus
29 Como comigo fizeraõ os filhos deu em nossa maõ a Og Rey de Ba­
de Esau, que habitaõ em Seir, e os san, e a todo seu povo : de maneira
Moabitas que habitaõ em Ar: até que o ferimos, até ninguém lhe de­
que passe o JordaÕ, á terra que Je- ixar.
hovah nosso Deus nos ha de dar. • 4 E 'naquelle tempo tomámos to­
30 Mas Sihon Rey de Hesbon naõ das suasfidades : nenhuã cidade hou­
quiz deixar passar nos por si: por­ ve, que lhes na’ tomássemos: ses­
quanto Jbhovah teu Deus endure- senta cidades, todo o estiraõ da terra
céra seu espirito, e emperrára seu de Argob, o Reyno de Og em Basan.
coraçaõ, pera o dar em tua maõ, co­ 5 Todas estas cidades fortificadas
mo neste dia consta. com altos muros, portas e ferrolhos :
31 Jehovah medisse: Eis aqui, de mais de outras muytas cidades sem
começado tenho a dar Sihon e a sua muros.
terra diante de tua face: começa pois 6 E as destruímos; como fizemos
a herdála, pera possuir sua terra em a Sihon Rey de Hesbon, destruindo
herança. todas as cidades, homens, mulheres,
32 E Sihon sahio nos a o enoon- e crianças.
tro, elle e todo seu povo, á peleja, a 7 Porem todo o gado, e o despojo
Jahaz. das cidades tomámos para nos por
33 E Jehovaii nosso Deus nôlo presa.
deu diante de nossa face, e ferimos a 8 Assi que naquelle tempo torná­
elle, e a seus filhos, e a todo seu mos a terra da maõ d’aqutlles dous
povo. Reys dos Amoreos, que estavaõ d’a-
34 E 'naquelle tempo tomámos to­ quem do JordaÕ: desdo rio de Ar­
das suas cidades, e destruímos todas non, até o monte de Hermon.
as cidades, homens, e mulheres, e 9 (Os Sidonios a Hermon chamaõ
crianças : naé deixámos a ninguém. Sirion; porem os Amoreos lhe cha-
35 Sómente roubámos a o gado maõ Senir.)
para nosoutros: e o despojo das ci­ 10 Todas as cidades da terra pla­
dades, que tomámos. ina, e todo Gilead, e toda Basan até
36 Desde Aroer, que está á bor­ Salcha e Edrei: cidades do Reyno de
da do ribeiro de Arnon, e a cidade Og em Basan.
que está junto a o ribeiro, até Gile- 11 Porque’só Og a Rey de Basan
ad, nenhuã cidade houve, que de nos ficou do resto dos gigantes ; eis que
escapasse: tudo isto Jehovah nosso seu leyto, hum leyto de ferro naõ
Deus entregou diante de nossa face. está em Ilabba dos filhos de Ammon ?
37 Sómente á terra dos filhos de de nove covados sua compridaõ, e de
Ammon naõ chegaste; nem a todo o quatro covados sua largura, a o co-
estiraõ do ribeiro de Jabbok, nem ás yado de hum varaõ.
cidades da montanha, nem a cousa 12 Tomámos pois cslél Êcirríi errx
alguã que nos prohibíra Jehovah possessão naquelle tempo: desde A-
nosso Deus. roer, que está junto a o ribeiro de
Arnon, e a ametade da montanha de
CAPITULO III. Gilead, com suas cidades tenho dado
ESPOIS nos tornámos, e subi­ a os Ilubenitas e 'Gaditas.
D mos o caminho de Basan : e Og
Rey de Basan nos sahio a o encon
13 E o resto de Gilead, como tam­
­ todo Basan o Reyno de Og, dei
bém
tro, elle e todo seu povo, á peleja em á meya tribu de Manasse: todo a-
Edrei. quelle estiraõ da terra de Argob, por
DEUTERONOMIO. Gap. III. IV. 187
todo Basan, se chamava a terra dos e veja esta boa terra, que está d’alem
gigantes. do Jordaõ; esta boa montanha, e o
II Jair, filho de Manasse alcançou Li bano 1
todo o estiraõ da terra de Argob, até 26 Porem Jejiovah se indignou
o termo dos Gesuritas, e Maachatitas: muyto contra my por causa de vosou­
e a chamou de seu nome, Basan Ha- tros, e me naõ ouvio ; antes me disse :
vot Jair até este dia. baste te; neste negocio me naõ falles
15 E a Machir dei Gilead. mais.
16 Mas a os llubenitas e Gaditas 27 Sube a o cume de Pisga; e le­
dei desde Gilead até o ribeiro deAr- vanta teus olhos a o Occidente, e a o
non, o meyo do ribeiro, e o termo: Norte, e a o Sul, eao Oriente, e vé
e até o ribeiro de Jabbok, o termo com teus olhos : porque naõ passarás
dos filhos de Aminon. este Jordaõ.
17 Como também a campina, e o 28 ?Janda pois a Josue, e esforça
Jordaõ com o termo: desde Cinne- o, e conforta o ; porque elle passará
reth até o mar da campina, o mar diante da face deste povo, e a terra
salgado, a baixo de Asdoth-Pisga a que vires, o fara possuir em herança.
o Oriente. 29 Assi ficámos neste valle, em
18 Mandei vos mais no mesmo fronte de Beth-Peor.
tempo, dizendo : Jehovah vosso De­
us vos deu esta terra, pera possmla CAPITULO IV.
por herança; passae pois armados GORA pois, ó Israel, ouve os
vos outros, todos os varoês belicosos, estatutos e os direitos, que eu
diante da face de vossos irmaõs, os vos ensino a fazer: para que vivais,
filhos de Israel. e entreis, e herdeis a terra que Je­
19 Tam somente vossas mulheres hovah o Deus de vossos paes vos
e vossas crianças, e vosso gado {por­ dá.
que eu sei que tendes muyto gado) 2 Naõ acrecentareis á palavra que
ficaráõ em vossas cidades, que ja vos vos mando, nem diminuireis d’ella;
tenho dado. paraque guardeis os mandamentos de
20 Até que Jehovah dé descanso Jehovah vosso Deus, que eu vos
a vossos irmaõs como a vos : paraque mando.
também elles herdem a terra, que 3 Vossos olhos tem visto o que
Jehovah vosso Deus lhes ha de dar Deus fez por Baalpeor: pois a to.do
d’alem do Jordaõ: entaõ vos torna­ varaõ que seguio a Baalpeor, Jeiio-
reis cada qual a sua herança, que ja vah teu Deus consumio do meyo de
vos tenho dado. ty-
21 Também mandei a Josue no 4 Porem vos, que vos achegastes
mesmo tempo, dizendo: teus olhos a Jehovah vosso Deus, hoje todos
veem tudo que Jehovah vosso Deus estais vivos.
tem feito a estes dous Ileys ; assi Je- 5 Vedes aqui, vos tenho ensinado
iiovaii fará a todos os reynos, a que estatutos e direitos, como me man­
tu passarás. dou Jehovah meu Deus: para que
22 Naõ os temais: porque Jeho­ assi façais no meyo da terra, a qual
vah vosso Deus he o que peleja por ides a herdála.
vosoutros. 6 Guardae os pois, e os fazei;
23 Também eu a Jehovah pedi porque esta será vossa sabedoria e
misericórdia no mesmo tempo, di­ vosso entendimento perante os olhos
zendo : dos povos : que ouviráó todos estes
24 Senhor Jehovah ; ja come­ estatutos, e diráõ; este grande povo
çaste mostrar a teu servo tua gran­ sf> he gente sabia e entendida.
deza, e tua forte maõ : porque que 7 Porque que gente grande ha,
Deus ha nos ceos e na terra, que que tenha Deuses tam chegados, co­
possa obrar segundo tuas obras, e se­ mo Jehovah nosso Deus, todas as
gundo teus poderios. vezes que o chamamos ?
25 Ilogo te que me deixes passar, 8 E que gente grande ha, que
188 DEUTERONOMIO. Gap. IV.
tenha tam justos estatutos e direitos, perante elles, e sirvas a aquelles, .que
como toda esta Ley, que hoje dou Jehovah teu Deus repartio a todos
perante vossa íace ? os povos de baixo de todos os ceos.
. 9 Tam sómente olha por ty, e bem 20 Mas Jehovah vos tomou,--e
guarda tua alma, que te naõ esqueças vos tirou do forno de ferro de Egypto,
d’aqueilas cousas, que teus olhos tem para que lhe sejais por povo hereditá­
visto, e se naõ apartem de teu cora- rio, como 'neste dia cnnjla.
çaõ todos os dias de tua vida: e as l2.\ Também Jehovah se indignou
farás saber a teus filhos, e a os filhos contra my por causa de vossas pa­
de teus filhos. lavras, e jurou que eu naõ passaria
10 O dia que estiveste perante a o Jordaõ, e que naõ entraria na boa
face de Jehovah teu Deus em Ho- terra, que Jehovah teu Deus te dará
reb, quando Jehovah me disse: a- por herança.
junta me este povo, e os farei ouvir 22 Porque eu nesta terra morre­
minhas palavras, e aprendelashao, rei ; naõ pttssarei o Jordaõ: porem
pera me temer todos os dias, que na vos o passareis, e herdareis aquella
terra viverem, e as ensinar a seus fi­ boa terra.
lhos. 23 Guardae vos de que vos naõ
11 E vosoutros vos chegastes, e esqueçais do concerto de Jehovah
vos posestes a o pé do monte: (e o vosso Deus, que feito tem com vos­
monte em fogo ardia até o meyo dos co : e vos façais escultura alguã,
ceos, e avia trevas, e nuvens, e es­ imagem de alguã cousa, que Jeho­
curidão). vah vosso Deus vos prohibio.
12 Entaõ Jehovah vos fallou do 24 Porque Jehovah teu Deus he
meyo do fogo: a voz das palavras hum fogo que consume, hum Deus
ouvistes; porem semelhança nenhuã zeloso.
vistes de mais da voz. 25 Quando pois gerardes filhos e
13 Entaõ vos denunciou seu con­ filhos de filhos, e vos envelhecerdes
certo, que vos mandou fazer, as dez na terra; e vos corromperdes, e fi­
palavras, e as escreveo em duas ta- zerdes alguã escultura, semelhança
boas de pedra. de alguã cousa, e fizerdes mal em
14 Também Jehovah me mandou olhos de Jehovah, pera o provocar
no mesmo tempo, que eu vos ensinasse á ira.
estatutos e direitos : para que os fi­ 26 Hoje tomo por testimunha con­
zésseis na terra, a qual passais a her- tra vos o ceo e a terra, que perecen­
dála. do perecereis de pressa da terra, a que
15 Olhae pois por vossas almas : passais o Jordaõ a herdála: naõ pro­
(pois semelhança nenhuã vistes no longareis vossos dias nella, antes des­
dia em que Jehovah vosso Deus em truídos sereis de todo.
Horeb fallou com vosco do meyo do 27 E Jehovah vos espalhará en­
fogo) : tre os povos, e ficareis poucos em
16 Que naõ vos corrompais, e vos numero entre as gentes, ás quaes vos
façais alguã escultura, semelhança de levar Jehovah.
imagem, figura de macho, ou de fe- 28 E ali servireis a Deuses, que
mea. saõ obra de maõs de homem: ma­
17 Figura de algum animal, que deira e pedra, que naõ veem, nem
aja na terra; figura de alguã ave de ouvem, nem comem, nem cheiraõ.
asas, que voa pelos ares. 29 Entaõ dali buscarás a Jeho­
18 Figura de algum animal, que vah teu Deus, e o acharás: quando
anda de peitos sobre a terra; figura o buscares com todo teu coraçaõ, e
de algum peixe, que esteja nas agoas com toda tua alma.
de baixo da terra: 30 Quando estiveres em angustia,
19 Que naõ levantes teus olhos a e todas estas cousas te alcançarem ;
os ceos, e vejas o sol, e a lua, e as entaõ no fim de dias te tornarás a
estrellas, todo o exercito dos ceos; Jehovah teu Deus, e ouvirás sua
e sejas impellido, a que te inclines voz.
DEUTERONOMIO. Cap. IV. V. 189
31 Porquanto Jehovaii teu Deus micida, que por erro matasse a seu
he Deus misericordioso; naõ te des­ proximo, a quem tivesse nenhum o-
amparará, nem te destruirá ; e se naõ dio desd’onteni e anfontem : e se a-
esquecerá do concerto que jurou a te­ colhesse a huã destas cidades, e vi­
us paes. vesse.
32 Porque, pergunta agora polos 43 A Bezer no deserto, na terra
tempos passados, que foraõ antes de plaina para os Rubenitas; e a Ramoth
ty, desdo dia em que Deus criou a em Gilead para os Gaditas: e a Go-
o homem sobre a terra, desde hum lan em Basan para os Manassitas.
cabo do ceo até o outro; se ja mais 44 Esta he pois a Ley, que Moy­
sucedeo, ou se ouvio tam grande ses propôs a os filhos de Israel:
cousa como esta ? 45 Estes saõ os testimunhos, e os
33 Ou se algum povo ouvio a voz estatutos, e os direitos, que Moyses
de Deus, fallando do meyo do fogo, fallou a os filhos de Israel, avendo sa­
como tu a ouviste, e ficaste com bido de Egypto.
vida. 46 D’aquem do Jordaõ, no valle
31' Ou se hum Deus intentou a ir em fronte de Bethpeor, na terra de
para para si tomar hum povo do meyo Sion, Rey dos Amoreos, que habita­
de outro povo, com provas, com si- va em Hesbon : a quem ferio Moyses
naes, e com milagres, e com peleja, e os filhos dc Israel, avendo sahido de
e com maõ forte, e com braço esten­ Egypto.
dido, e com grandes espantos ; con­ 47 E tomáraõ sua terra em posses­
forme a tudo que Jehovaii vosso são ; como também a terra de Og,
Deus vos fez em Egypto perante Rey de Basan; dons Reys dos Amo­
vossos olhos? reos, que estavaõ d’aquein do.Jordaõ,
35 A ty foy mostrado para que da banda do nacimento do Sol.
soubesses, queJEiiovAH he Deus: 48 Desde Aroer, que está á borda
ninguém mais he fora d’elle. do ribeiro de Arnonfaté o monte de
36 Desdos ceos te fez ouvir sua Sion, que he Ilermon.
voz, pera te ensinar: e sobre a terra 49 E toda a campina daquem do
te mostrou seu grande fogo, e ou­ Jordaõ, da banda do Oriente, até o
viste suas palavras do meyo do fogo. Mar da campina, abaixo de Asdoth
37 E porquanto amava a teus paes, Pisga.
e escolhera sua semente despois del-
les ; te tirou de Egypto diante de sua CAPITULO V.
face, com sua grande força: CHAMOU Deus a todo Israel,
38 Pera de diante de tua face lan­
çar fora gentes mais grandes e maÍ9
E e disse lhes: ouve Israel os es­
tatutos e direitos, que hoje fallo per­
. poderosas que tu, pera te introduzir ante vossos ouvidos: e aprendelosheis,
■nella, e te dar sua terra por herança, e guardalosheis, pera os fazer.
como neste dia consta. 2 Jehovaii nosso Deus com nosco
39 Polo que hoje saberás, e redu­ fez concerto em Horeb.
zirás a teu coraçaõ, que Jehovah só 3 Naõ com nossos paas Jehovah
Deus he a riba no ceo, e abaixo na fez este concerto ; senaõ com nosco,
terra, e ninguém mais. todos os que hoje aqui estamos vi­
40 E guardarás seus estatutos e vos.
seus mandamentos, que te mando 4 Cara a cara Jehovah fallou com
hoje ; para que bem te vá a ty, e a vosco no monte do meyo do fogo.
teus filhos despois de ty : e para que 5 (Naquellc tempo eu estava entre
prolongues os dias na terra que Je- Jehovaii e vosoutros, pera vos noti­
iiovAiiteu Deus te dá para todo ficar a palavra de Jehovah : porque
sempre. temieis a o fogo, e naõ subistes a o
41 Entaõ Moyses separou tres ci­ monte) dizendo:
dades daquem do Jordaõ, da banda 6 Eu sou Jehovah teu Deus, que
do nacimento do Sol. te tirei.da terra de Egypto, da casa
42 Para que ali se acolhesse o ho- da servidão.
190 DEUTERONOMIO. Can. V.
7 Naõ terás outros Deuses diante a toda vossa congregaçaõ no monte
de meu rosto. do meyo do fogo, da nuvem e da es­
8 Naõ farás para ty imagem de curidade, com grande voz, e nada a-
vulto, nem alguã semelhança do que crecentou : e as escreveo em duas ta-
ha a riba ’no ceo, nem a baixo na ter­ boas de pedra, e a my m’as deu.
ra, nem ’nas agoas de baixo da terra. 23 E sucedeo que, ouvindo vosou-
9 NaS te encurvarás a ellas, nem as tros a voz do meyo da escuridade, e
servirás: porque Eu Jehovah teu o monte ardendo em fogo, vos ache­
Deus, sou Deus zeloso, que visito a gastes a my todas as Cabeças de vos­
maldade dos paes sobre os filhos, e sas tribus, e vossos Anciaõs.
até á terceira e quarta geraçao da- 24 E dissestes: eis que Jehovah
quelles que me aborrecem. nosso Deus nos fez ver sua gloria e
10 E faço misericórdia em milha­ sua grandeza, e ouvimos sua voz do
res a os que me amaõ, e guardaõ me­ meyo do fogo: no dia de hoje vimos,
us mandamentos. que Deus falia com o homem, e que
11 Naõ tomarás o nome de Jeho­ fica vivo.
vah teu Deus em vaõ: porque Je­ 25 Agora pois, porque morrería­
hovah naõ terá por innocente a o mos? pois este grande fogo nos con­
que totnar seu nome em vaõ. sumiria : se ainda mais ouvissemos a
12 Guarda o dia do Sabado, pera voz de Jehovah nosso Deus, morre­
-o sanctificar; como te mandou Jeho- riam os.
vaii teu Deus. 26 Porque quem ha de toda carne,
13 Seis dias trabalharás, e farás que ouvio a voz do Deus vivente, fal-
toda tua obra. lando do meyo do fogo, como nos, e
14< Mas o sétimo dia lie o Sabado ficou vivo ?
de Jehovah teu Deus: naõ farás 27 Chega te tu, e ouve tudo que
nenhuã obra, nem tu nem teu filho, disser Jehovah nosso Deus; e tu
nem tua filha, nem teu servo, nem tua nos dize tudo que te disser Jehovah
serva, nem teu boy, nem teu asno, nosso Deus, e o ouviremos, e o fare­
nem algum de teus animaes, nem teu mos.
estrangeiro, que está dentro de tuas 28 Ouvindo pois Jehovah a voz
portas : para que teu servo e tua ser­ de vossas palavras, quando fallaveis a
va descanse, como tu. my ; Jehovah me disse: ouvi a voz
15 Porque te lembrarás, que foste das palavras deste povo, que te dis-
servo em terra de Egypto, e que Je­ seraõ: bem está tudo o que disseraõ.
hovah teu Deus te tirou d’ali com 29 Oxalá tivessem tal coraçaõ, que
maõ forte, e braço estendido: poloque me temessem, e guardassem todos
Jehovah teu Deus te mandou, que meus mandamentos todos os dias 1 pa-
guardasses o dia do Sabado. raque bem lhes fosse a elles e a seus
16 Honra a teu pae, e a tua mae, filhos para sempre.
como Jehovah teu Deus te mandou, 30 Vae, dizelhes: tornae vos a vos­
para que se prolonguem teus dias, e sas tendas.
para que te vá bem na terra que te dá 31 Porem tu está aqui comigo,
Jehovah teu Deus. para que eu a ty te diga todos os man­
17 Naõ matarás. damentos e estatutos, e direitos, que
18 E naõ adulterarás. tu lhes has de ensinar,' que façaõ na
19 E naõ furtarás. terra, que eu lhes darei pera herdála.
20 E naõ dirás falso testimunho 32 Olhae pois que façais como vos
contra teu proximo. mandou Jehovah vosso Deus : nem
21 E naõ cobicarás a mulher de vos desvieis á maõ direita, nem á es­
teu proximo: e naõ desejarás a casa querda.
de teu proximo nem seu chaõ, nem 33 Andareis em todo caminho que
seu servo, nem sua serva, nem seu vos manda Jehovah vosso Deus,
boy, nem seu asno, nem alguã cousa para que vivais, e bem vos vá, e pro­
de teu proximo. longueis os dias na terra que aveis de
22 Estas palavras fallou Jehovah herdar.
DEUTERONOMIO. Cap. VI. VII. 191
CAPITULO VI. naõ acenda contra ty, e te destrua de
STES pois saõ os mandamentos, sobre a face da terra.
E os estatutos, e os direitos, que
mandou Jehovah vosso Deus, pera
16 Naõ tentareis a Jehovah vosso
Deus, como o tentastes em Massa.
ensinar vos, para que os fizesseis na 17 Guardando guardareis os man­
terra, a que passais pera possuila por damentos de Jeiiovah vosso Deus;
herança. como também seus testimunhos, e seus
2 Paraque temas a Jeiiovah teu estatutos, que te tem mandado.
Deus, e guardes todos seus estatutos, 18 E farás o recto e o bom em o-
e seus mandamentos, que eu te man­ llios de Jeiiovah : para que bem te
do ; tu e teu filho, e o filho de teu vá, e entres, e herdes a boa terra, que
filho, todos os dias de tua vida; e que Jehovah jurou a teus paes.
teus dias sejaõ prolongados. 19 Para que lançe todos teus ini­
3 Ouve pois, ó Israel, e attenta que migos de diante de tua face, como
os guardes; para que bem te vá, e Jehovah tem dito.
muyto te multipliques (como te disse 20 Quando amanhaã teu fíiho te
Jehovah o Deus de teus paes) na perguntar, dizendo : quaes saõ os tes­
terra que mana leite e mel. timunhos, e estatutos, e direitos, que
4 Ouve, Israel, Jehovah nosso Jehovah nosso Deus vos mandou?
Deus lie o unico Jeiiovah. 21 Entaõ dirás a teu filho : éramos
5 Amarás pois a Jehovah teu servos de Pharao em Egypto ; porem
Deus com todo teu coraçaõ, e com Jeiiovah nos tirou com maõ forte de
toda tua alma, e com todo teu poder. Egypto.
6 E estas palavras que hoje te man­ 22 E Jeiiovah deu sinaes, e gran­
do, estaráõ em teu coraçaõ. des e roins maravilhas em Egypto, a
7 E as intimarás a teus filhos, e Pharao, e a toda sua casa diante de
d’ellas fallarás assentado em tua casa, nossos olhos.
e andando pelo caminho, e deitando 23 E dali nos tirou, pera nos le­
te, e levantando te. var, e nos dar a terra, que jurára a
8 Também as atarás por sinal em nossos paes.
tua maõ, e te seraõ por frontaes entre 24 E Jehovah nos mandou fazer
teus olhos. todos estes estatutos, pera temer a
9 E as escreverás nos umbraes de Jehovah nosso Deus, para nosso per­
tua casa, e em tuas portas. petuo bem, pera nos guardar em vida,
10 Avendo te pois Jehovah teu como parece no dia de hoje.
D eus introduzido na terra, que jurou 25 E nos será justiça, quando ti­
a teus paes Abraham, Isaac, e Jacob: vermos cuidado de fazer todos estes
de a ty dar grandes e boas cidades, mandamentos, perante a face de Je­
que tu naõ edificaste : hovah nosso Deus', como nos tem
11 E casas cheas de todo o bem, mandado.
que tu naõ encheste ; e poços cava­
dos, que tu naõ cavaste ; vinhas e oli- CAPITULO VII.
vaes, que tu naõ plantaste; e comeres, UANDO Jehovah teu Deus te
e te fartares ; tiver introduzido na terra, a qual
12 Guarda te, que te naõ esque­ vás a herdála; e lançar muytas gentes
ças de Jehovah, que te tirou da terra de diante de tua face, a os Hetheos,
de Egypto, da casa de servidaõ. e a os Girgaseos, e a os Amoreos, e
13 A Jeiiovah teu Deus temerás, a os Cananeos, e a os Phereseos, e a
e a elle servirás, e por seu nome ju­ os Heveos, e a os Jebuseos, sete gen­
rarás. tes, muytas e mais poderosas que tu.
14 Naõ andareis após outros Deu­ 2 E Jehovah teu Deus as der di­
ses, dos Deuses dos povos, que ouver ante de tua face, pera as ferir; des­
do redor de vos. truindo as destruirás : naõ farás com
15 Porque Jeiiovah vosso Deus cilas liança, nem terás piedade delias.
está Deus zeloso em meyo de ty: para 3 Nem te. consograrás com ellas :
que a ira de Jeiiovah teu Deus se naõ daras tuas filhas a seus filhos, e
192 DEUTERONOMIO. Cap.VII.
naõ tomarás suas filhas para teus fi­ enfermidade: e sobre ty naõ pora nc-
lhos. nhuã das más doenças dos Egypcios,
4 Pois fariaõ desviar teus filhos de que bem sabes, antes as porá sobre
my, que servissem a outros Deuses; todos os que te aborrecem.
e a ira de Jehovah se acenderia con­ 16 Pois consumirás a todos os po­
tra vos, e de pressa vos consumiria. vos, que te der Jehovah teu Deus :
5 Porem assi lhes fareis : derriba­ teu olho lhes naõ perdoará ; e naõ ser­
reis seus altares, e quebrantareis suas virás a seus Deuses ; pois te seria por
estatuas; e cortareis seus bosques, e laço.
a fogo queimareis suas imagens de 17 Se disseres em teu coraçaõ : es­
vulto. tas gentes saõ muytas mais que eu
6 Porque es povo sancto a Jeho­ como as poderia lançar fora ?
vah teu Deus: Jehovah teu Deus 18 Delias naõ tenhas temor: lem­
te escolheo, paraque lhe fosses povo brando te lembrarás do que Jeiiovah
proprio de todos os povos, que sobre teu Deus fez a Pharaó, e a todos os
a terra ha. Egypcios.
7 Jehovah vos naõ cobiçou, nem 19 Das grandes provas que vírao
vos escolheo poi- vossa multidão mais teus olhos, e dos sinaes, e maravilhas,
que todos os de mais povos; pois vos- e maõ forte, e braço estendido, com
outros ereis os mais poucos de todos que Jehovah teu Deus te tirou : assi
os povos: fará Jehovah teu Deus com todos os
8 Mas porque Jehovah vos amava, povos, de diante de cuja face tu temes.
e pera guardar o juramento que ju- 20 E mais Jehovah teu Deus en­
rára a vossos paes, Jehovah vos tirou tre elles mandará abespas, até que pe-
com maõ forte, e vqs resgatou da casa reçaõ os que ficarem, e se esconderem
da servidão, da maõ de Pharao Rey de diante de tua face.
de Egypto. 21 Naõ te espantes perante sua face:
9 Saberás pois que Jehovah teu porque Jehovah teu Deus está em
Deus he Deus, o Deus fiel, que guar­ meyo de ty hum grande e temeroso
da o concerto e a beneficencia até em Deus.
mil gerações a os que o amaõ, e guar- 22 E Jehovah teu Deus lançará
daõ seus mandamentos, estas gentes pouco a pouco de diante
10 E dá o pago em sua cara a qual­ de tua face : tam presto naõ poderás
quer dos que o aborrecem, fazendo o acabálas, paraque as feras do campo
perecer :’naõ o dillatara a o que o abor­ se naõ multipliquem contra ty.
rece ; em sua casa lh’o pagará. 23 E Jehovah t’as dará diante de
11 Guarda pois os mandamentos, tua face, e as fará pasmar com grande
e os estatutos, e os direitos, que hoje pasmo, até que sejaõ destruidas.
te mando fazer. 24 Também seus reys dará em tua
12 Será pois que, por ouvirdes es­ maõ, paraque desfaças seus nomes de
tes direitos, os guardardes e fazerdes, de baixo dos ceos : nenhum varaõ pa­
Jehovah teu Deus te guardará o con­ rará perante ty, até que os destruas.
certo e a beneficencia, que jurou a 25 As imagens de vulto de seus
teus paes. Deuses queimarás a fogo ; a prata e
13 E amarteha, e abençoarteha, e o ouro sobre ellas naõ cobiçarás, nem
te fará multiplicar, e abençoará o frui- os tomarás para ty, para que te naõ
to de teu ventre, e o fruito de tua enlaçes nelles; pois he abominaçaõ a
terra, teu graõ, e teu mosto, e teu Jehovah teu Deus.
azeite, e a criaçaõ de tuas vacas, e o 26 Naõ meterás pois abominaçaõ
rebanho de teu gado raiudo, na terra em tua casa, para que naõ sejas ana-
que jurou de dar te a teus paes. thema como ella, detestando a detes­
14 Bendito serás mais que todos os tarás, e abominando a abominarás,
povos: nem macho nem fémea entre porque anathema he. >
ty avera esteril, nem entre teus ani-
maes.
15 E Jehovah de ty desviará toda
DEUTERONOMIO. Cap. VIII. IX. 193
14 Teu coraçaõ se naõ alçe, e te
CAPITULO VIII. esqueças de jEnovAHjteu Deus, que
ODOS os mandamentos que hoje te tirou da terra de Egypto, da casa
T vos mando, guardareis pera os de servidão:
fazer: paraque vivais, e vos multipli­ 15 Que te guiou por aquelle gran­
queis, e entreis, e herdeis a terra que de e temeroso deserto de ardentes
Jehovah jurou a vossos paes. serpentes, e de escorpioês, e de secu­
2 E te lembrarás de todo o cami­ ra, em que naõ avia agoa; e tirou a-
nho, por qual Jehovah teu Deus te goa para ty da penha do seyxal:
guiou no deserto estes quarenta an- 16 Qjie no deserto te sustentou
nos, pera humilharte, e tentarte, pera com Manna, que teus paes naõ con­
saber o que estava em teu coraçaõ ; se hecéraõ; pera humilharte, e tentar te,
guardarias seus mandamentos, ou naÕ. pera por derradeiro te fazer bem:
3 E te humilhou, e te deixou ter 17 E digas em teu coraçaõ: minha
fome, e te sustentou com o Manna, força, e a fortaleza de meu braço me
que tu naõ conheceste, nem teus paes aquirio este poder.
o conhecéraõ: pera te dar a entender, 18 Antes te lembrarás de Jeho­
que o homem naõ só vive do paõ, mas vah teu Deus, que elle he o que te
que o homem vive de tudo que sahe dá força, pera aquirir poder; pera
da boca de Jehovah. confirmar seu concerto, que jurou a
4 Nunca se envelheceo teu vestido teus paes; como parece neste dia.
em ty, nem se inchou teu pé estes 19 Acontecendo porem, que es­
quarenta annos. quecendo te esqueceres de Jehovah
5 Confessa pois em teu coraçaõ, teu Deus, e andares apos outros De­
que como o varaõ castiga a seu filho, uses, e os servires, e te inclinares pe­
assi te castiga Jehovah teu Deus. rante elles; hoje eu protesto contra
6 E guarda os mandamentos de vos, que perecendo perecereis.
Jehovah teu Deus, pera o temer, e 20 Como as gentes que Jehovah
andar em seus caminhos. destruhio perante vossa face, assi vos
7 Porque Jehovah teu Deus te perecereis: porquanto naõ avereis
mete em huã boa terra, terra de ribei­ ouvido a voz de Jehovah vosso Deus.
ros de agoas, de fontes, e de abismos,
que sabem de valles e montanhas. CAPITULO IX.
8 Terra de trigo e cevada, e de UVE Isrel; hoje passarás o Jor-
vides, e figueiras, e romeiras ; terra daõ, pera entrar a herdar gen­
de oliveiras, abundantes de azeite e tes, mayores e mais fortes que tu ;
de mel. cidades grandes, e fortalecidas até os
9 Terra em que comerás o paõ sem ceos.
escasseza, e nada te faltará nella: 2 Hum povo grande e alto, filhos
terra cujas pedras saõ ferro, e de cu­ de gigantes, que tu conheces, e de
jos montes tu cortarás o metal. r/uejn ouviste : quem pararia perante
10 Quando pois averás comido, e a face dos filhos dos gigantes ?
fores fartado, louvarás a Jehovah 3 Saibas pois hoje, que Jehovah
teu Deus pola boa terra que te der. teu Deus, que passa diante de tua
11 Guarda te que te naõ esqueças face, he hum fogo que consume, que
de Jehovah teu Deus, paraque naõ os destruirá, c os derribará de diante
guardes seus mandamentos, e seus di­ de ty: e tu os lançarás fora, e cedo
reitos, e seus estatutos, que hoje te os desfarás, como Jehovah te tem.
mando dito.
12 Paraque por ventura, avendo 4 Quando pois Jehovah teu Deus
tu comido e te fartado, e edificado os empuxar de diante de ty, naõ fal-
boas casas, e habitando-as; les em teu coraçaõ, dizendo: por mi­
13 E se augmentarem tuas vacas e nha justiça Jehovah me trouxe a
tuas ovelhas, e se acrecentar a prata herdar esta terra: porque pola impi­
e o ouro; e se multiplicar tudo quan­ edade destas gentes Jehovah as
to tens: lança fora diante de ty.
19Í DEUTERONOMIO. Gap. IX.
5 Na’> pqr tua justiça, nem pola do contra Jehovaii vosso Deus; vos
rectidaÕ de teu coraçaõ entras a her­ tínheis feito hum bezerro de fundiçaõ:
dar sua terra: mas pola impiedade cedo viestes a desviar vos do caminho,
destas gentes Jehovaii teu Deus as que Jehovah vos mandara.
lança fora de diante de tua face; e 17 Entaõ peguei das duas taboas, e
pera confirmar a palavra, que Jeho- as arrogei de ambas minhas maõs, e
vah teu Deus jurou a teus paes, A- as quebrei perante vossos olhos.
braham, Isaac, e Jacob. 18 E me lançei perante a face de
6 Saibas pois, que naõ por tua Jehovah, como d’antes, quarenta di­
justiça Jehovah teu Deus te dá esta as e quarenta noites naõ comi paõ, e
boa terra pera herdála : pois es povo naõ bebi agoa, por causa de todo vosso
de duro pescoço. pecado que avieis pecado, fazendo
7 Lembra-te enaõ te esqueças, que mal em olhos de Jehovah, pera o
a Jehovaii teu Deus muyto provo­ provocar á ira.
caste á ira no deserto ; desdo dia que 19 Porque temi á causa da ira e do
sahistes de Egypto, até que chegastes furor, com que Jehovaii tanto esta­
a esse lugar, rebeldes fostes contra va irado contra vos, pera vos destruir:
Jehovah. porem ainda esta vez Jehovah me
8 Pois em Horeb tanto á ira pro­ ouvio.
vocastes a Jehovah, que se acendeo 20 Também Jehovaii se irou muy­
contra vos pera vos destruir. to contra Aaron pera o destruir; mas
9 Subindo eu a o monte a receber também orei por Aaron no mesmo
as taboas de pedra, as taboas do Con­ tempo.
certo, que Jehovah fizera comvos- 21 Porem eu tomei vosso pecado,
co; entaõ fiquei no monte quarenta o bezerro que tínheis feito, e o queimei
dias e quarenta noites; paõ naõ comi, a fogo, e o pilei, bem o moendo, até
e agoa naõ bebi. que se desfez em pó : e seu pó lançei
10 E Jehovah me deu as taboas no ribeiro, que descendia do monte.
de pedra, escritas com dedo de De­ 22 Também em Thabera, e em
us ; e nellas conforme a todas aquel- Massa, e em Quibroth-Taava indi­
las palavras, que Jehovah fallado ti­ gnastes muyto a Jehovaii.
nha com vosco no monte do meyo do 23 Quando também Jehovah vos
fogo, no dia do ajuntamento. mandou desde Cades-Barnea, dizen­
11 Sucedeo pois, que ao cabo dos do: subi, e herdae esta terra, que vos
quarenta dias e quarenta noites Je­ tenho dado : rebeldes fostes a o man­
hovah me deu as duas taboas de pe­ dado de Jehovah vosso Deus, e naõ
dra, as taboas do Concerto. o crestes, e naõ obedecestes a sua voz.
12 E Jehovaii disse a my: levan­ 24 Rebeldes fostes contra Jeho­
ta te, depressa descende d’aqui; por­ vah, desdo dia que vos conheci.
que teu povo que tiraste de Egypto, 25 E me lançei perante a face de
ja corrompido se tem : cedo se desvi- Jehovah aquelles quarenta dias e
áraõ do caminho que eu lhes tinha quarenta noites, em que estava lan­
mandado: imagem de fundiçaõ para çado ; porquanto Jehovah dissera,
si fizeraõ. que vos queria destruir.
13 Fallou me mais Jehovah, di­ 26 E eu orei a Jehovah, dizendo:
zendo: attentei para este povo, e eis Senhor Jehovah^ naõ destruas a teu
que he povo de duro pescoço. povo e a tua herança, que resgataste
14 Deixa me que os destrua, e a- com tua grandeza, que tiraste de E-
pague seu nome de debaixo dos ceos: gypto com maõ forte.
e te porqi em gente mais poderosa, e 27 Lembra te de teus servos, A-
mais em numero que esta. braham, Isaac, e Jacob : naõ attentes
15 Entaõ me tornei, e descendido para a dureza deste povo, nem para
monte; e o monte ardia em fogo, e sua impiedade, nem para seu pecado.
as duas taboas do Concerto estavaõ 28 Para que a terra d’onde nos ti­
em ambas minhas maõs. raste, naõdiga: porquantoJehovah
16 E olhei, e eis que avieis peca­ os naõ pode introduzir na terra, de
DEUTERONOMIO. Cap. IX. X. XI. 195
que lhes tinha fallado, e porque os do povo, para que entrem, e herdem a
aborrecia, os tirou, pera os matar no terra, que jurei a seus paes de lhes dar.
deserto. 12 Agora pois, ó Israel, que pede
29 Toda via saõ teu povo e tua he­ de ty Jehovah teu Deus, senafi que
rança, que tu tiraste com tua grande temas aJEHOvAH teu Deus, que andes
força, e com teu braço estendido. em todos seus caminhos, e o ames, e
sirvas a Jehovah teu Deus com todo
CAPITULO X. teu coraçaõ, e com toda tua alma.
~!VTAQUELLE mesmo tempo me 13 Pera guardar os mandamentos
-L ’ disse Jehovah: alisa te duas de Jehovah e seust estatutos, que
taboas de pedra, como as primeiras, e hoje te mando para teu bem.
sube a my a este monte: despois te 14 Eis que os ceos e os ceos dos
farás huã arca de madeira. ceos saõ de Jehovah teu Deus; a
2 E 'naquellas taboas escreverei as terra e tudo que nella ha.
palavras, que estavaõ 'nas primeiras 15 Tam sómente Jehovah tomou
taboas que quebraste: e as porás na prazer em teus paes, pera os amar: e
arca. a vos, sua semente despois delles es-
3 Assi fiz huã arca de madeira de colheo de todos os povos, como 'neste
Sittim, e alisei duas taboas de pedra, dia consta.
como as primeiras: e subi a o monte 16 Circuncidae pois o prepucio de
com as duas taboas em minha maõ. vosso coraçaõ, e mais naõ endureçais
4 Entaõ escreveo nas taboas, con­ vosso pescoço.
forme á primeira escritura, as dez pa­ 17 Pois Jehovah vosso Deus he
lavras, que Jehovah vos fallára o o Deus dos Deuses, e o Senhor dos
dia do ajuntamento no monte do me- Senhores: o Deus grande, poderoso
yo do fogo: e Jehovah a my m’as e temeroso; que naõ attenta para o
deu. rosto, nem aceita peita.
5 E tornei me, e descendi do 18 Que faz direito a o orfaõ e á
monte, e pus as taboas 'na arca, que viuva, e ama a o estrangeiro, que lhe
fizera: e ali estaõ, como Jehovah dá paõ e vestido.
me mandou. 19 Poloque amareis a o estrangei­
6 E partíraõ se os filhos de Israel ro, pois fostes estrangeiros na terra
de Beeroth Bene-Jaakan e Mosera: de Egypto.
ali faleceo Aaron, e ali foy sepultado, 20 A Jehovah teu Deus temerás,
e Eleazar seu filho administrou o sa­ a elle servirás; e a elle te achegarás,
cerdócio em seu lugar. e por seu nome jurarás.
7 Dali se partíraõaGudgod: ede 21 Elle he teu louvor e teu Deus,
Gudgod a Jotbath, terra de ribeiros que te fez estas grandes e terríveis
de agoas. cousas, que teus olhos tem visto.
8 No mesmo tempo Jehovah se­ 22 Com setenta almas teus paes
parou a tribu de Levi, pera levar a descendéraõ a Egypto ; e agora Je­
Arca do Concerto de Jehovah, pera hovah teu Deus te pós em multidão
estar diante da face de Jehovah, pe­ como as estrellas dos ceos.
ra o servir, e pera abençoar em seu
nome até o dia de hoje. CAPITULO XI.
9 Poloque Levi com seus irmaõs OIS amarás a Jehovah teu De­
naõ tem parte nem herança: Jeho­
vah he sua herança, como Jehovah
P us, e guardarás sua observância,
e seus estatutos, e seus direitos, e se­
teu Deus lhe tem dito. us mandamentos todos os dias.
10 E eu estive no monte, como os 2 E hoje sabereis, que faUo naõ
dias primeiros, quarenta dias e qua­ com vossos filhos, que o nãõ sabem,
renta noites: e Jehovah me ouvio e naõ víraõ a instrucçaõ de Jehovah
ainda esta vez: naõ quis Jehovah vosso Deus, sua grandeza, sua maõ
destruirte. forte, e seu braço estendido.
11 Porem Jehovah me disse: le­ 3 Nem tampouco seus sinaes, nem
vanta te, te põe a caminho diante seus feitos, que fez em meyo de E-
02
196 DEUTERONOMIO. Cap. XI.
gypto a Pharaó Rey de Egypto, e a 17 E a ira de Jehovah se acenda
toda sua terra; contra vosoutros, e feche a os ceos, e
4 Nem o que fez a o exercito dos naõ aja agoa, e a terra naõ dé sua no­
Egypcios, a seus cavallos e a seus vidade : e cedo pereçais da boa terra,
carros; que as agoas do mar vermelho que Jehovah vos dá.
fez ondear sobre suas faces, quando 18 Ponde pois estas minhas pala­
vinhaõ após vosoutros; e Jehovah os vras em vosso coraçaõ, e em vossa al­
destruliio até o dia de hoje; ma, e as atae por sinal em vossa maõ,
5 Nem o que vos fez no deserto, paraque estejaõ por frontaes entre
até que chegastes a este lugar. vossos olhos.
6 E o que fez a Datlian e a Abi- Í9 E as ensinae a vossos filhos, fal-
ram, filhos de Eliab, filho de Ruben : lando delias assentado em tua casa, e
como a terra abrio sua boca, e os tra­ andando pelo caminho, e deitando te,
gou com suas casas e com sn.as ten­ e levantando te.
das ; como também tudo que subsistia, 20 E as escreve ’nos umbraes de
e lhes pertencia, em meyo de todo tua casa, e em tuas portas.
Israel. 21 Para que se multipliquem vos­
7 Porquanto vossos olhos saõ os sos dias, e os dias de vossos filhos na
que viraõ toda a grande obra, que fez terra, que Jehovah jurou a vossos
Jehovah. paes de lhes dar, como os dias dos
8 Guardae pois todos os manda­ ceos sobre a terra.
mentos, que eu vos mando hoje ; pa­ 22 Porque se guardando guardar­
ra que vos esforçeis, e entreis, e her­ des todos estes mandamentos, que vos
deis a terra, a que passais a herdála. mando pera os guardar, amando a Je­
9 E para que prolongueis os dias hovah vosso Deus, andando em to­
na terra, que Jehovahjurouavossos dos seus caminhos, e á elle vos ache­
paes, de a dar a elles e a sua semente: gando ; 1
terra que mana leite e mel. 23 Tambeni Jehovah de diante
10 Porque a terra a que ides a de vosoutros lançará fora todas estas
herdar, naõ he como aterra de E- gentes, e por herança possuireis gentes
gypto, donde sahistes ; em que seme­ mayores e mais poderosas que vos.
avas tua semente, e a regavas com 24 Todo lugar que pisar a planta
teu pé, como horta de hortaliça. de vosso pé, sera vosso: desdo de­
11 Mas a terra a que passais a serto e do Libano, desdo rio o rio de
herdála, he terra de montes e valles : Phrath até o mar traseiro será vosso
da chuva dos ceos beberás as agoas. termo.
12 Terra de que Jehovah teu De­ 25 Ninguém parará perante vossa
us tem cuidado: os olhos de Jeho­ face: Jehovah vosso Deus dará vos­
vah teu Deus de continuo estaõ so­ so espanto e vosso temor em toda
bre ella, desdo começo até o cabo do terra que pisardes, como ja dito vos
anno. tem. •
13 E será que, se obedecendo o- 26 Eis que, hoje eu ponho diante
bedeceres a meus mandamentos, que de vos abençaõ e a maldiçaõ.
hoje te mando, pera amar a Jehovah 27 A bençaõ : quando ouvirdes os
teu Deus, e o servir com todo teu co- mandamentos de Jehovah vosso De­
raçaõ, e com toda tua alma; us, que hoje vos mando.
14 Entaõ darei a chuva de vossa 28 Porem a maldiçaõ: se naõ ou­
terra a seu tempo, a temporaã, e a virdes os mandamentos de Jehovah
tardia; paraque' recolhas teu graõ, e vosso Deus, e vos desviardes do ca­
teu mosto, e teu azeite. minho que hoje vos mando ; pera an­
15 E darei erva em teu campo a dar após outros Deuses, que naõ con­
tuas bestas, e comerás, e fartartehas. hecestes.
16 Guardae vos de que vosso co- 29 E sera que, avendo te Jeho­
raçaõ se naõ engane, e vos desvieis, e vah teu Deus introduzido na terra,
sirvais, a outros Deuses, e vos incli­ a que vas a herdála; entaõ pronunci­
neis perante elles: arás a bençaõ sobre o monte de Ge-
DEUTERONOMIO. Cap. XI. XII. 197
rizim, e a maldiçaõ sobre o monte de tareis na terra, que vos fará herdar
Ebal. Jehovah vosso Deus: e vos dará re­
30 Por ventura naõ estaõ d’aquem pouso de todos vossos inimigos do re­
do Jordaõ, tras o cantinho do sol po­ dor, e morareis seguros.
ente, na terrados Cananeos, que ha- 11 Entaõ averá hum lugar, que ha
bitaõ na campina em fronte de Gilgal, de escolher Jehovah vosso Deus-
junto a os carvalhaes de More? pera ali fazer habitar seu nome; ali’
31 Porque passareis o Jordaõ pera trareis tudo o que vos mando ; vossos
entrar a herdar a terra, que vos dá holocaustos, e vossos sacrifícios, vos­
Jehovah vosso Deus : e a possuireis sos dizimos, e a ofterta, alçadiça de
por herança, e nella habitareis. vossa maõ, e toda a escolha de vossos
32 Tende pois cuidado de fazer votos, que votardes a Jehovah.
todos os estatutos e direitos, que eu 12 E vos alegrareis perante a face,
vos hoje proponho. de Jehovah vosso Deus, vos outros,
e vossos filhos, e vossas filhas, e vos­
CAPITULO XII. sos servos, e vossas servas; e o Le­
STES saõ os estatutos e os direi­ vita, que está dentro de vossas portas;
tos, que tereis cuidado de fazer pois com vosco naõ tem parte nem.
na terra, que vos deu Jehovah o herança.
Deus de vossos paes, pera a possuir 13 Guarda te de que naõ offereças
por herança: todos os dias que viver­ teus holocaustos em todo lugar que
des sobre a terra. vires.
2 Destruindo destruireis todos os 14 Mas no lugai- que Jehovah
lugares, aonde as gentes que herda­ escolher em huã de tuas tribus, ali
reis servíraõ a seus Deuses, sobre as oftérecerás teus holocaustos: e ali
altas montanhas, e sobre os outeiros, farás tudo que te mando.
e de baixo de toda arvore verde. 15 Porém conforme a todo desejo
3 E derribareis seus altares, e que­ de tua alma, degolarás, e comerás
brareis suas estatuas, e seus bosques carne segundo á ber.çaõ de Jehovah
queimareis a fogo, e talhareis as ima­ teu Deus, que te dá em todas tuas
gens de vulto de seus Deuses: e apa­ portas: o iinmundo e olimpo d'ella
gareis seu nome daquelle lugar. comerá; como de hum corço, e de
4 Assi naõ fareis a Jehovah vos­ hum cervo.
so Deus. 16 Tam somente o sangue naõ co­
5 Mas o lugar que Jehovah vos­ mereis ; sobre a terra o derramareis
so Deus escolher de todas vossas tri- como agoa.
bus, pera ali pór seu nome, busca­ 17 Em tuas portas naõ poderás
reis sua habitaçaõ, e ali vireis. comer o dizimo de teu graõ, nem de
6 E ali trareis vossos holocaustos, teu mosto, nem de teu azeite,'nem as
e vossos sacrifícios, e vossos dizimos, primogenituras de tuas vacas, nem de
e a ofterta alçadiça de vossa maõ, e tuas ovelhas; nem nenhum de teus
vossos votos, e vossas offertas volun­ votos, que ouveres votado, nem tuas
tárias, e os primogénitos de vossas va­ offertas voluntárias, nem a offerta al­
cas, e de vossas ovelhas. çadiça de tua maõ.
7 E ali comereis perante a face de 18 Mas o comerás perante a face
Jehovah vosso Deus, e vos alegra­ de Jehovah teu Deus, no lugar que
reis de tudo em que poreis vossa maõ, escolher Jehovah teu Deus, tu e
vos e vossas casas, no que te abençoar teu filho, e tua filha, e teu servo, e
Jehovah teu Deus. tua serva, e o Levita que está dentro
8 Naõ fareis conforme tudo o que de tuas portas: e perante a face de
hoje fazemos aqui, cadaqual tudo que Jehovah teu Deus te alegrarás de
bem parece em seus olhos. tudo, em que porás tua maõ.
9 Porque até agora naõ entrastes 19 Guarda te de que naõ desem-
no descanso e na herança, que vos dá pares a o Levita todos teus dias em
Jb hovah vosso Deus. tua terra.
10 Mas passareis o Jordaõ, e habi- 20 Quando Jehovah teu Deus di-
198 DEUTERONOMIO. Cap. XII. XIII.
latar teu termo, corno te disse ; e zeraõ a seus Deuses : pois até a seus
disseres: comerei carne, porquanto filhos e a suas filhas queimáraõ com
tua alma tem desejo de comer carne, fogo a seus Deuses.
conforme a todo o desejo de tua alma 32 Tudo que eu vos mando, guar­
comerás carne. dareis pera fazer; nada lhe acrecen-
21 Se longe de ty estiver o lugar tarás, e nada lhe diminuirás.
que Jehovah teu Deus escolher, pe­
ra ali pôr seu nome ; entaõ degolarás CAPITULO XIII.
de tuas vacas e de tuas ovelhas, que UANDO propheta ou sonhador
Jehovah te tiver dado, como te te­ de sonhos se levantar em me-
nho mandado; e comerás dentro de yo de ty; e te der hum sinal ou pro­
tuas portas, conforme a todo o dese­ dígio.
jo de tua alma. 2 E o tal sinal ou prodígio, que te
22 Porem como se come o corço disser, vier; dizendo: vamos após
e o cervo, assi o comerás; o immun- outros Deuses, que naõ conheceste,
do e o limpo juntamente comeráõ e os sirvamos ;
d’ellas. 3 Naõ ouvirás as palavras de tal
23 Sómente te esforça de que naõ propheta ou sonhador de sonhos:
comas o sangue; pois o sangue lie a porquanto Jehovah vosso Deus vos
alma: poloque naõ comerás a alma tenta, pera saber se amais a Jehovah
com a carne: vosso Deus com todo vosso coraçaõ,
24 Naõ o comerás: em terra o e com toda vossa alma.
derramarás como agoa. 4 Após Jehovah vosso Deus an­
25 Naõ o comerás: para que bem dareis, e a elle temereis, e seus man­
te vá a ty, e, a teus filhos despois de damentos guardareis, e sua voz ouvi­
ty, quando fizeres o recto ’nos olhos reis, e a elle servireis, e a elle vos a-
de Jehovah. chegareis.
26 Porem tuas cousas sanctas, que 5 E tal propheta ou sonhador de
tiveres, e teus votos tomarás, e virás sonhos morrerá; pois fallou rebeldia
a o lugar que Jehovah escolher. contra Jehovah vosso Deus, que vos
27 E prepararás teus holocaustos, tirou da terra de Egypto, e vos res­
a carne e o sangue sobre o altar de gatou da casa da servidaõ, pera te
Jehovah teu Deus, e o sangue de empuxar do caminho que te mandou
teus sacrifícios se derramará sobre o Jehovah teu Deus, pera andar nelle:
altar de Jehovah teu Deus; porem assi tirarás o mal do meyo de ty.
a carne comerás. 6 Quando te incitar teu irmaõ, fi­
28 Guarda e ouve todas estas pa­ lho de tua mae, ou teu filho, ou tua
lavras que te mando, para que bem filha, ou a mulher de teu regaço, ou
te vá a ty, e a teus filhos despois de teu amigo, que te he como tua alma,
ty para sempre, quando fizeres o bom te dizendo em segredo: vamos, e sir­
e o recto ’nos olhos de Jehovah teu vamos a outros Deuses, que naõ con­
Deus. heceste, nem tu nem teus paes.
29 Quando Jehovah teu Deus 7 Dos Deuses dos povos, que es-
'desarraigar as gentes de diante de tua taõ a o redor de vos, perto ou longe
face, a que vás a possuilas por heran­ de ty, desdo hum cabo da terra até
ça; e as possuires por herança, e ha­ o outro.
bitares em sua terra: 8 Naõ consentirás com elle, nem
30 Guarda te de que te naõ enlaçes o ouvirás ; nem teu olho lhe perdo­
após ellas, despois que forem destru- ará, nem te apiadarás, nem o escon­
idas diante de ty ; e de que naõ per­ derás.
guntes acerca de seus Deuses, dizen­ 9 Mas matando o matarás; tua
do : como estas gentes servíraõ a se­ maõ será a primeira contra elle, pera
us Deuses, assi também farei eu. o matar ; e despois a maõ de todo o
31 Assi naõ farás a Jehovah teu povo.
Deus: porque tudo que he abomina- 10 E com pedras o apedrejarás,
çaõ a Jehovah, o que aborrece, fi- até que morra; pois te procurou em­
DEUTERONOMIO. Cap. XIII. XIV. 199
puxar deJehovah teu Deus, que te 5 O cervo, e o corço, e o bufàro,
tirou da terra de Egypto, da casa da e o cabraõ montez, e o teixugo, e o
servidão. boy silvestre, e a gama.
11 Para qué todo Israel o ouça, e 6 Todo animal que tem unhas fen­
tema; e naõ prosiga a fazer segundo didas, e divide a fenda das unhas em
esta cousa má em meyo de ty. duas, que remóe entre os animaes, a-
12 Quando ouvires dizer de alguã quillo comereis.
de tuas cidades, que Jehovah teu 7 Porem estes naõ comereis, dos
Deus te dá, pera ali habitar : que sómente remoem, ou que tem a
13 Varoens filhos de Belial sahíraõ unha fendida : o camelo, e a lebre, e
do meyo de ty, que incitáraõ a os o coelho; porque remóem, mas naõ
moradores de sua cidade, dizendo : tem a unha fendida: immundos vos
vamos e sirvamos a outros Deuses, seràõ.
que naõ conhecestes: 8 Nem o porco, porque tem unha,
14 Entaõ inquirirás, e informarte- fendida, mas nao remóe : immundo
has, e com diligencia perguntarás ; e vos será: naõ comereis da carne des­
eis que este negocio verdade sendo e tes, e naõ tocareis em seu corpo
certo, que se fez liuã tal abominaçaõ morto.
em meyo de ty: 9 Isto comereis de tudo que ha nas
15 Entaõ ferindo a fio da espada agoas: tudo que tem barbatanas e
ferirás a os moradores d’aquella ci­ escamas, comereis.
dade, destruindo a fio da espada a 10 Mas tudo que naõ tiver barba­
ella, e a tudo que ouver nella, até a tanas nem escamas, naõ comereis :
os animaes. immundo vos será.
16 E ajuntarás todo seu despojo 11 Toda ave limpa comereis.
no meyo de sua praça; e a cidade e 12 Porem estas saõ as de que naõ
todo seu despojo queimarás total­ comereis: a aguia, e o açor, e o es­
mente para Jehovah teu Deus, e merilhão.
será perpetuo montaõ, nunca mais se 13 E o abutre, e a pega, e o mi-
edificará. lhano segundo sua especie.
17 Também nada se pegará a tua 14 E todo corvo segundo sua es­
maõ do anathema, para que Jehovah pecie.
se aparte do ardor de sua ira, e te 15 E o abestruz, e o mocho, e o
faça misericórdia, e tenha piedade de cuco, e o gaviaõ segundo sua especie.
ty, e te multiplique, como jurou a 16 E o bufo, e a curuja, e a
teus paes. gralha.
18 Quando ouvires a voz de Je­ 17 E o cisne, e o pelicaõ, e o cor­
hovah teu Deus, pera guardar todos vo marinho.
seus mandamentos, que hoje te man­ 18 E a cegonha, e a garça segun­
do ; pera fazer o recto 'nos olhos de do sua especie; e a poupa, e o mur-
Jehovah teu Deus. cego.
19 Também todo reptil que avoa,
CAPITULO XIV. vos será immundo: naõ se comerá.
ILHOS sois de Jehovah vosso 20 Toda ave limpa comereis.
Deus : naõ vos sarjareis, nem po­ 21 NaÕ comereis nenhum animal
reis calva entre vossos olhos por al­ morto ; a o estrangeiro, que está den­
gum morto. tro de tuas portas, o darás a comer ;
2 Porque es povo sancto a Jeho­ ou o vende a o estranho: porquanto
vah teu Deus: e Jehovah te esco- es povo sancto a Jehovah teu Deus:
Iheo de todos os povos, que ha sobre naõ cozerás o cabrito com o leite de
a face da terra, pera lhe ser povo sua maê.
proprio. 22 Dizimando dizimarás toda a
3 Nenhuã abominaçaõ comereis. renda de tua semente, que cada anno
4 Estes saõ os animaes que come­ procede do campo.
reis ; o boy, o gado miúdo das ove­ 23 E perante a face de Jehovah
lhas, e o gado miúdo das cabras. teu Deus, no lugar que escolher pera
200 DEUTERONOMIO. Cap. XIV. XV.
ali fazer habitar seu nome, comereis de Jehovah teu Deus ; pera ter cui­
os dizimos de teu graõ, de teu mosto, dado de fazer todos estes mandamen­
e de teu azeite, e os primogénitos de tos, que hoje te mando.
tuas vacas, e de tuas ovelhas; para- 6 Porque Jehovah teu Deus te
que aprendas temer aJBHovAH teu abençoará, como te tem dito: assi em­
Deus todos os dias. prestarás a muytas gentes, mas naõ
24 E quando o caminho te for taõ tomarás emprestado ; e dominarás so­
comprido, que os naõ possas levar, bre muytas gentes; mas ella naõ do-
por longe estar de ty o lugar, que es­ minaráõ sobre ty.
colher Jehovaii teu Deus, pera ali 7 Quando entre ty ouver algum po­
pôr seu nome, quando Jehovaii teu bre de teus irmaõs, em alguã de tuas
Deus te tiver bendito ; portas, em tua terra, que Jehovah
2.5 Entaõ os vende, e ata o dinhei­ teu Deus te dá ; naõ endurecerás teu
ro em tua maõ, e vae a o lugar, que coraçaõ, nem fecharás tua maõ a teu
escolher Jehovah teu Deus. irmaõ, que for pobre.
26 E aquelle dinheiro darás por 8 Antes abrindo lhe abrirás tua
tudo que deseja tua alma, por vacas, maõ, e emprestando lhe emprestarás
e por ovelhas, e por vinho, e por ci­ o que lhe falta, quanto basta por sua
dra, e por tudo que pedir tua alma falta.
de ty ; o come ali perante a face de 9 Guarda te de que naõ aja palavra
Jehovah teu Deus, e te alegra, tue de Belial em teu coraçaõ, dizendo :
tua casa. chegando se vae o sétimo ânno, o anno
27 Porem naõ desempararás a o da remissaõ : e que teu olho seja ma-
Le vita, que está dentro de tuas por­ lino para com teu irmqÕ pobre, e lhe
tas : pois naõ tem parte nem herança dés nenhuã cousa; e clame contra ty
comtigo. a.Jehovah, e pecado aja em ty.
28 A o cabo de tres annos tirarás 10 Dando lhe darás, e teu coraçaõ
todos os dizimos de tua renda no mes­ naõ seja malino, quando lhe deres:
mo atino; e os recolherás em tuas pois por esta causa te abençoará Je­
portas. hovah teu Deus em toda tua obra, e
29 Entaõ virá o Levita (pois nem em tudo no que poseres tua maõ.
parte nem herança tem comtigo) eo 11 Pois nunca cessará o pobre do
estrangeiro, e o orfaõ, e a viuva, que meyo da terra: polo que te mando, di­
estaÕ dentro de tuas portas, e come- zendo : abrindo abriras tua maõ a teu
ráõ, e fartarsehaõ: para que Jeho­ irmaõ, a teu affligido, e a teu pobre
vah teu Deus te abençoe em toda o- em tua terra.
bra de tuas maõs, que fizeres. 12 Quando teu irmaõ Hebreo ou
Hebrea se vender a ty, seis annos te
CAPITULO XV. servirá : mas a o sétimo anno o despe­
O cabo dos sete annos farás re­ dirás forro de ty.
missão. 13 E quando o despedires de ty for­
2 Este pois he o modo da remis­ ro, o naõ despedirás vazio. '
são; que todo acreder, que empres­ 14 Carregando o carregarás de teu
tou a seu proximo, o quite: naõ ar­ rebanho, e de tua eira, e de teu la­
recadará dividas de seu proximo ou gar: no que Jehovah teu Deus te ti­
de seu irmaõ: pois a remissaõ de Je­ ver abençoado, lhe darás.
hovah he apregoada. 15 E lembrartelias que foste servo
3 Do estranho arrecadarás ; mas o na terra de Egypt.o, e que Jehovah
que tiveres em poder de teu irmaõ, teu Deus te resgatou : polo que isto
tua maõ quitará : te mando hoje.
4 Sómente para que entre ty maõ 16 Porem será que, dizendo elle a
aja mendigo: pois Jehovah aben­ ty: naõ sahirei de comtigo : porquan­
çoando te abençoará na terra, que to ama a ty e a túa casa, por bem lhe
Jehovah teu Deus te dará por he­ ir comtigo:
rança, pera possuila em herança. 17 Entaõ tomarás buã sovela, e fu­
5 Se sómente ouvindo ouvires’ a voz rarás em sua orelha e na porta, e teu
DEUTERONOMIO. Cap. XV. XVI. 201
servo será para sempre: e também assi tarde, a o pôr do sol, a o tempo de­
farás a tua serva. terminado de tua sahida de Egypto.
18 Naõ seja cousa dura em teus o- 7 Entaõ a cozerás, e comerás no
lhos, quando o despedires forro de ty; lugar queescolher Jehovah teu Deus:
pois seis annos te servio em dobro de despois te tornarás pola manhaã, e
salario do jornaleiro: assi Jeiíovah irás a tuas tendas.
teu Deus te abençoará em tudo que 8 Seis dias comerás ázimos, e a o
fizeres. sétimo dia he solenidade a Jehovah
19 Todo primogénito que nacer en­ teu Deus: nenhuã obra farás.
tre tuas vacas e entre tuas ovelhas, o 9 Sete semanas te contarás : desde
macho sanctificarás a Jehovah teu que a fouce começar na seara, come­
Deus : com o primogénito de teu boy çarás a contar as sete semanas.
naõ trabalharás, nem trosquiarás o 10 Despois celebrarás a festa das
primogénito de tuas ovelhas. semanas a Jehovah teu Deus; o que
20 Perante a face de Jehovah teu deres, será tributo voluntário de tua
Deus os comerás de anno em anno, maõ : segundo Jehovah teu Deus te
no lugar que Jehovah escolher, tu e tiver abençoado.
tua casa. 11 E te alegrarás perante a face de
21 Porem avendo nelle alguã falta, Jehovah teu Deus, tu e teu filho, e
manco ou cego, ou qualquer roim fal­ tua filha, e teu servo, e tua serva, e o
ta ; o naõ sacrificarás a Jehovah teu Levita, que está dentro de tuas portas^
Deus. e o estrangeiro, e o orfaõ, e a viuva,
22 Em tuas portas o comerás : o que estaõ em meyo de ty, no lugar
immundo e o limpo juntamente, como que escolher Jeiíovah teu Deus, pera
de hum corço, ou de lium cervo. ali fazer habitar seu nome.
23 Sómente seu sangue naõ come­ 12 E lembrartehas, que foste servo
rás : sobre a terra o derramarás como em Egypto : e guardarás estes esta­
agoa. tutos, e os farás.
13 A festa das cabanas guardarás
CAPITULO XVI. sete dias, quando colheres de tua eira,
UARDA o mes de Abib, e cele­ e de teu lagar.
bra Pascoaa Jehovah teu Deus: 14 E em tua festa te alegrarás, tu
porque no mes de Abib Jehovah teu e teu filho, e tua filha, e teu servo, e
Deus te tirou de Egypto de noite. tua serva, e o Levita, e o estrangeiro,
2 Entaõ sacrificarás a Pascoa a Je­ e o orfaõ, e a viuva, que esta i dentro
hovah teu Deus, ovelhas e vacas, no de tuas portas.
-lugar que Jehovah escolher, pera ali 15 Sete dias celebrarás a festa a
fazer habitar seu nome. Jehovah teu Deus, no lugar que Je­
3 Nella naõ comerás levado : sete hovah escolher: porque Jehovaii
dias nella comerás ázimos, paõ de af- teu Deus te ha de abençoar em to­
fliçaõ (porquanto apresuradamente da tua colheita, e em toda obra de
sahiste da terra de Egypto) paraque tuas maõs; poloque te alegrarás certa­
te lembres do dia de tua sabida da mente.
terra de Egypto, todos os dias de tua 16 Tres vezes no anno todo macho
vida. entre ty aparecerá perante a face de
4 Levado naõ aparecerá com tigo Jehovah teu Deus, no lugar que es­
por sete dias em todos teus termos : colher; na festa dos ázimos, e na festa
também da carne que matares a tarde das semanas, e na festa das cabanas :
a o primeiro dia, nada ficará até a porem naõ aparecerá vazio perante a
manhaã. face de Jehovah.
5 Naõ poderás sacrificar a Pascoa 17 Cadaqual conforme a o dom de
em nenhuã de tuas portas, que te dá sua maõ, conforme á bençaõ de Je­
Jehovah teu Deus. hovah teu Deus, que te tiver dado.
6 Senaõ no lugar que escolher Je­ 18 Juizes e Officiaes te porás em
hovah teu Deus, pera fazer habitar todas tuas portas, que Jehovah teu
seu nome, ali sacrificarás a Pascoa a Deus te dará entre tuas tribus; para-
202 DEUTERONOMIO. Cap. XVI. XVII.
que julguem a o povo com juízo de 9 E virás a os sacerdotes Levitas,
justiça. e a o Juiz, que ouver 'naquelles dias;
19 Naõ torcerás a o juizo, naõ a- e inquirirás, e te denunciaráõ a palavra
tentarás para o rosto, nem tomarás do direito.
peita; porquanto a peita céga os o- 10 E farás conforme ao mandado
lhos dos sábios, e perverte as palavras da palavra, que te denunciaráõ do lu­
dos justos. gar que escolher Jehovah ; e terás
20 A justiça, a justiça, seguirás; cuidado de fazer conforme a tudo que
paraque vivas, e em herança possuas te ensinarem.
a terra, que te dará Jehovah teu 11 Conforme a o mandado da Ley
Deus. que te ensinarem, e conforme a o juizo
21 NaÕ te plantarás nenhum bosque que te disserem, farás: da palavra que
de arvores junto a o altar de Jeiio- te denunciarem, te naõ desviarás, nem
vah teu Deus, que fizeres para ty. á maõ direita, nem á esquerda.
22 Nem ne levantarás estatua, a 12 O varaõpois que fizer soberba­
qual aborrece Jehovah teu Deus. mente, naõ dando ouvidos a o sacer­
dote que está, pera ali servir a Jeho­
CAPITULO XVII. vah teu Deus, nem a o Juiz: o tal va-
AÕ sacrificarás a Jehovah teu raõ morrerá; e tirarás o mal de Israel:
Deus boy ou gado miudo, era 13 Para que todo o povo o ouça,
que aja falta, ou alguã má cousa ; pois e tema ; e nunca mais se ensoberbeça.
he abominaçaõ a Jehovah teu Deus. 14 Quando entrares na terra, que
2 Quando em meyo de ty, em al­ te dá Jehovah teu Deus, e a possuí­
guã de tuas portas, que te dá Jeho­ res em herança, e 'nella habitares, e
vah teu Deus, se achar algum homem disseres : sobre my porei rey, como
ou mulher, que fizer mal ’nos olhos todas as gentes, que estaõ a o redor
de Jehovah teu Deus, traspassando de my :
seu concerto: 15 Pondo porás por rey sobre ty
3 Que for-se, e servir a outros De­ a aquelle que escolher Jehovah teu
uses, e se encurvar a elles, ou a o sol, Deus; do meyo de teus irmaõs porás
ou á lua, ou a todo o exercito do ceo; rey sobre ty; naõ poderás pôr varaõ
o que eu naõ mandei: estranho sobre ty, que naõ seja de teus
i E te for denunciado, e o ouvires; irmaõs.
entaõ bem o inquirirás: e eis que ver­ 16 Porem naõ multiplicará cavallos
dade he e certo, que se fez tal abomi­ para si, nem fará tornar o povo a E-
naçaõ em Israel; gypto, pera multiplicar cavallos : pois
5 Entaõ tirarás a o homem ou a Jehovah vos tem dito : nunca mais
mulher, que fez este malefício, a tuas tornareis por este caminho.
portas, a o tal homem digo ou mulher : 17 Taõ pouco para si multiplicará
■e os apedrejarás com pedras, até que mulheres, para que seu coraçaõ se
morraõ. naõ desvie: nem prata, nem ouro mul­
6 Por boca de duas testimunhas ou tiplicará muyto para si.
tres testimunhas será matado o que 18 Será também, que quando se as­
ouver de morrer: por boca de huã só sentar sobre o throno de seu reyno,
testimunha naõ morrerá. entaõ escreverá para si hum traslado
7 A maõ das testimunhas será pri­ desta ley em hum livro, do que está
meiro contra elle, pera matálo ; e de- perante a face dos sacerdotes Levitas.
spois a maõ de todo o povo : assi ti­ 19 E o terá com sigo, e nelle lerá
rarás oTnal do meyo de ty. todos os dias de sua vida: para que
8 Quando alguã cousa te for encu- aprenda temera Jehovah seu Deus,
berta em juizo, entre sangue e sangue, pera guardar todas as palavras desta
entre demanda e demanda ; entre fe­ ley, e estes estatutos, pera fazélos.
rida e ferida, em negocios de pendên­ 20 Paraque seu coraçaõ se naõ le­
cias em tuas portas : entaõ te levan­ vante sobre seus irmaõs ; e se aparte
taras, e subirás a o lugar, que escolher do mandamento, nem á maõ direita,
Jehovah teu Deus: nem á esquerda: para que prolongue
DEUTERONOMIO. Cap. XVII. XVIII. XIX. 203
os dias em seu reyno, elle e seus fi­ 14 Porque estas gentes, que has de
lhos no meyo de Israel. herdar, ouvem a os pronosticadores,
e a os adevinhadores : porem a ty Je­
CAPITULO XVIII. hovah teu Deus naõ permitio tal
S sacerdotes Levitas, toda a tribu cousa.
de Levi, naõ teráõ parte nem 15 Jehovah teu Deus te desper­
herança em Israel: das offertas acen­ tará hum Propheta do meyo de ty,
didas de Jehovah e de sua herança de teus irmaõs, como eu ; a elle ou­
comeráõ. vireis.
2 Poloque nao terá herança em 16 Conforme a tudo que pediste a
meyo de seus irmaõs: Jehovah he Jehovah teu Deus em Horeb, no dia
sua herança, como lhe tem dito. do ajuntamento, dizendo: naõ mais
3 Este pois será o direito dos sacer­ ouvirei a voz de Jehovah meu Deus,
dotes, do povo, dos que sacrificarem nem mais verei este grande fogo, para-
sacrifício, seja boy, ou gado miúdo, que naõ morra.
que dará a o sacerdote ; a espadoa, e 17 Entaõ Jehovah me disse: bem
as queixadas, e o bucho. está o que disseraõ.
4 As primícias de teu graõ, de teu 18 Despertarei lhes hum Propheta
mosto, e de teu azeite; e as primí­ do meyo de seus irmaõs, como tu;'e
cias da trosquia de tuas ovelhas lhe porei minhas palavras em sua boca,
darás. e elle lhes fallará tudo que eu lhe
5 Porque Jehovah teu Deus o es- mandar.
colheo de todas tuas tribus, para que 19 E será que, qualquer que naõ
assista a servir em nome de Jehovah, ouvir minhas palavras, que elle fallar
elle e seus filhos, todos os dias. em meu nome, eu o requererei delle.
6 E quando vier hum Levita de al- 20 Porem o propheta que presumir
guã de tuas portas, de todo Israel, soberbamente, de fallar alguã palavra
aonde habitar; e vier com todo o de­ em meu nome, que eu lhe naõ tenho
sejo de sua alma a o lugar que Je­ mandado fallar; ou o que fallar em
hovah oscolheo : nome de outros Deuses, o tal pro­
7 E servir em nome de Jehovah pheta morrerá.
seu Deus, como também todos seus 21 E se disseres em teu coraçaõ:
irmaõs os Levitas, que assistem ali como conheceremos a palavra que
perante a face de Jehovah : Jehovah naõ fallou?
8 Igual porçaõ comeráõ, alem de 22 Quando o tal propheta fallar em
suas vendas entre as familias dos paes. nome de Jehovah, e tal palavra se
9 Quando entrares na terra, que naõ cumprir, nem vier; esta he palavra
Jehovah teu Deus te dér; naõ apren­ que Jehovah naõ fallou: com sober­
derás conforme ás abominaçoês d’a- ba a fallou o tal propheta: naõ tenhas
quellas gentes. temor delle.
10 Entre ty se naõ achará, quem
faça passar pelo fogo seu filho, ou sua CAPITULO XIX.
filha; nem adevinhador de adevinha- UANDO Jehovah teu Deus de­
çoês, nem pronosticador, nem agou­ sarraigar as gentes, cuja terra te
reiro, nem feiticeiro. dará Jehovah teu Deus, e tu as pos­
11 Nem encantador de encanta­ suíres em herança, e morares em suas
mentos, nem quem pergunte a hum cidades, e em suas casas:
espirito adevinhante, nem magico, nem 2 Tres cidades te separarás em
que pergunte a os mortos. meyo de tua terra, que te dará Jeho­
12 Pois todo aquelle que faz tal vah teu Deus, pera a possuir em he­
cousa, he abomincaõ a Jehovah ; e rança.
por estas abominaçoês Jehovah teu 3 Adereçartehas o caminho ; e o
Deus as lança fora de diante de tua termo de tua terra, que te fará herdar
face. Jehovah teu Deus, partirás em tres:
13 Sincero serás com Jehovah teu e isto será, paraque todo homicida se
Deus. acolha ali.
204 DEUTERONOMIO. Cap. XIX. XX.
4 E este seja o negocio do homi­ de duas testimunhas, ou em boca de
cida, que se acolher ali, para que viva: tres testimunhas consistirá o negocio.
aquelle que por erro ferir a seu proxi­ 16 Quando se levantar testimunha
mo, a quem naõ aborrecia d’ontem de malícia contra alguém, pera testi­
nem de ant’ontem : ficar contra elle acerca de desvio.
5 Como aquelle, que foi se com seu 17 Entaõ aquelles dous varoens,
proximo a o bosque, a cortar lenha; que tiverem a demanda, se apresen­
e pondo força em sua maõ com o ma­ tarão perante a face de Jehovah:
chado a cortar lenha, o ferro salta do perante a face dos sacerdotes, e dos
cabo, e toca a seu proximo, e morre ; juizes, que ouver 'naquelles dias.
o tal se acolherá a huá destas cidades, 18 E os juizes bem inquirirão; e
e viverá: eis que a testimunha he testimunha
6 Paraque o vingador do sangue falsa, que testificou falsidade contra
naõ vá após o homicida, quando se es­ seu irmaõ:
quentar seu coraçaõ, e o alcançar, por 19 Farlheheis como cuidou fazer a
comprido ser o caminho, e lhe tire a seu irmaõ : assi tirarás o mal do meyo
vida; porque naõ he culpado de morte, de ty.
pois o naõ aborrecia nem d’ ontem, 20 Paraque os que ficarem, o ou-
nem de ant’ontem. çaõ e temaõ ; e nunca mais tornem a
7 Polo que te mando, dizendo: tres fazer tal malefício em meyo de ty.
cidades te separarás. 21 Teu oilio naõ perdoará: vida
8 E se Jehovah teu Deus dilatar por vida, olho por olho, dente por
teu termo, como jurou a teus paes, e dente, maõ por niaõ, pé por pé.
te der toda a terra, que disse daria a
teus paes. CAPITULO XX.
9 (Quando guardares todos estes UANDO sahires á peleja contra
mandamentos, que hoje te mando, Q teus inimigos, e vires cavallos e
pera fazélos, amando a Jehovah teu carros, e povo mayor em numero que
Deus, e andando em seus caminhos to­ tu; deiles naõ terás temor: pois Je­
dos os dias : entaõ acrecentarás outras hovah teu Deus, que te tirou da
tres cidades a estas tres. terra de Egypto, está comtigo.
10 Paraque o sangue innocente se 2 E sera que, quando vos ache­
naõ derrame em meyo de tua terra, gardes á peleja, o sacerdote se adi­
que Jehovah teu Deus te dá por he­ antará, e fallará a o povo.
rança: e sangue aja sobre ty. 3 E dirlheha: ouve Israel, hoje
11 Mas avendo alguém, que abor­ vos achegais á peleja contra vossos
rece a seu proximo, e lhe arma ciladas, inimigos: vosso coraçaõ se naõ a-
e se levanta contra elle, e o fere na mollente; naõ temais nem tremais,
vida que morra; e se acolhe á alguã nem vos atemorizeis perante sua face.
destas cidades. 4 Pois Jehovah vosso Deus he o
12 Entaõ os Anciaõs de sua cidade que vai com vosco, a pelejar contra
mandaráõ, e d’ali o tiraráõ; e o en­ vossos inimigos, pera salvar vos.
tregarão em maõ do vingador do san­ 5 Entaõ os Olficiaes fallaráõ a o
gue, paraque morra. povo, dizendo: qual he o varaõ, que
13 Teu olho lhe naõ perdoará ; an­ edificou casa nova, e ainda a naõ con­
tes tirarás o sangue innocente de Is­ sagrou ; vá e se torne a sua casa, pa­
rael, paraque bem te vá. raque por ventura naõ morra na pe­
14 Naõ arranques o termo de teu leja. e outro alguém a consagre.
proximo, que limitáraõ os antigos em 6. E qual he o varaõ que plantou
tua herança, que herdarás na terra, huã vinha, e ainda naõ logrou fruito
que te dá Jehovah teu Deus, pera a delia; vá e se torne a sua casa, pa­
possuir em herança. raque por ventura naõ morra na pe­
15 Hua só testimunha contra nin­ leja, e outro alguém a logre.
guém se levantará por qualquer ini­ 7 E qual he o varaõ que está des­
quidade, ou por qualquer pecado, de posado cum alguã mulher, e ainda a
todo pecado que pecasse : em boca naõ recebeo; vá e se torne a sua ca­
DEUTERONOMIO. Cap. XX. XXI. 205
sa, para que por ventura naõ morra 20 Mas o arvoredo que souberes,
na peleja, e outro algum varaõ a re­ que naõ he arvoredo de comer, des­
ceba. truirás e cortarás : e contra a cidade
8 E proseguiràõ os Officiaes em que guerrear contra ty, edificarás
fallar a o povo, dizendo: qual he o tranqueiras, até que seja derribada.
varaõ tímido, e fraco de coraçaõ ; vá
e se torne a sua casa, para que o co­ CAPITULO XXI.
raçaõ de seus irmaõs se naõ derreta UANDO na terra que te der Je­
como seu coraçaõ. Q hovah teu Deus pera herdála, se
9 E sera que, quando os Officiaes achar algum matado, cabido no cam­
acabarem de fallar a o povo, entaõ po, naõ se sabendo quem o matou :
ordenaráõ a os Majoraes dos exerci- 2 Entaõ sahiráõ teus Anciaõs e
tos nas dianteiras do povo. teus Juizes, emediràõ até ás cidades,
10 Quando te achegares a alguã que estiverem do redor do matado.
cidade a combatéla ; lhe apregoarás 3 E na cidade mais chegada a o
a paz. matado, os Anciaõs da mesma cida­