Você está na página 1de 2

Procuradoria Jurídica

1
DESPACHO 031/2018 - PROJUR

Universidade Estadual do Paraná-UNESPAR/Procuradoria Jurídica

Assunto: Acúmulo de Carga e Carga Horária Semanal


Interessado(s): Sra. Maria Perpétua Abib Antero – Diretora de Recursos Humanos

Trata-se de consulta da Sra. Maria Perpétua Abib Antero – Diretora de Recursos


Humanos da UNESPAR, por e-mail, em 11/05/2018, a essa PROJUR, sobre acúmulo
de Cargo e Carga Horária Semanal. Em especial, solicita orientações sobre a
legalidade de “um professor que possui um cargo de 25 horas e quer assumir um
contrato de 40 horas, alegando que possui compatibilidade de horários”.

Por primeiro, a acumulação de cargos públicos, como regra geral, está vedada, e
mesmo tempo excepcionada, numerus clausus, pela Constituição da Republica
Federativa do Brasil, da seguinte forma, verbis:

Art. 37. [...]


XVI - é vedada a acumulação remunerada de cargos públicos, exceto,
quando houver compatibilidade de horários, observado em qualquer caso o
disposto no inciso XI: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de
1998)
a) a de dois cargos de professor; (Redação dada pela Emenda
Constitucional nº 19, de 1998)
b) a de um cargo de professor com outro técnico ou científico; (Redação
dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
c) a de dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com
profissões regulamentadas; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº
34, de 2001). (Destacamos)

No preceito constitucional em destaque, em relação às alíneas a e b, fica claro que a


cumulação é permitida aos professores no caso de dois cargos de professor ou de um
cargo de professor com outro cargo de técnico ou científico. A vedação refere-se a
cargos públicos, ou seja, em nada se manifestando quanto ao acúmulo de um cargo
público com outro(s), na esfera privada, vale destacar.

Ressalve-se, porém, no caso do Regime de Tempo Integral e Dedicação Exclusiva


(TIDE), em que somente será aplicado ao professor em regime de trabalho 40 horas
semanais, com projetos de pesquisa e/ou extensão, o profissional também estará
impedido de manter vínculo empregatício no setor privado, além outras restrições
trazidas pelas alíneas do inciso VI do § 3° do Artigo 3° da Lei 11.713, de 7 de maio de
1997 e suas alterações. Restrições estas que podem ser complementadas pelas
Procuradoria Jurídica

normas internas de cada IES. 2

Destarte, em todas as esferas da Administração Pública (municipal, estadual e federal),


tal é a regra para a vedação da acumulação de cargos públicos e suas exceções, no
caso dos professores, contempladas nas alíneas a e b, do inciso XVI, do artigo 37 da
Constituição.

Mesmo sendo desgastante, vale complementar, pode ocorrer que um professor


assuma dois cargos de professor com quarenta horas semanais cada um, para duas
instituições distintas da Administração ou mesmo sendo uma delas particular, desde
que não esteja em regime de TIDE, conforme já exposto, havendo compatibilidade de
horários.

Entende-se que à acumulação de cargos públicos excepcionada na Carta Maior, os


horários devem ser compatíveis, com remuneração que não extrapole o teto
mencionado no inciso XI do Artigo 37da Constituição. Uma vez compatíveis os
horários, no caso em consulta, seria inconstitucional proibir que um professor que
possui um cargo de 25 horas e quer assumir um contrato de 40 horas, não o faça.
Nesse sentido são as decisões dos tribunais, verbis:

REMESSA OFICIAL.MANDADO DE SEGURANÇA. ACUMULAÇÃO DE


CARGOS PÚBLICOS. PROFISSIONAL DE SAÚDE. COMPATIBILIDADE DE
HORÁRIOS. JORNADA DE TRABALHO SUPERIOR A 60 (SESSENTA)
HORAS SEMANAIS. POSSIBILIDADESENTENÇA CONFIRMADA. 1)É
permitida a acumulação de dois cargos privativos de profissionais de saúde,
auxiliar de enfermagem, desde que haja compatibilidade de horários, sem
limitação de carga horária, nos termos do artigo 37 , inciso XVI , alínea “ c”
da Constituição Federal . 2) Não há previsão legal que trate da carga
horária máxima a ser cumprida semanalmente, ou que limite a jornada
semanal de trabalho em 60 (sessenta) horas, devendo apenas ser
cumprida a determinação constitucional de compatibilidade de horários.
3) A limitação de carga horária contida na decisão 2.975/08 do TCU para
acumulação de cargos é apenas recomendação, não possuindo caráter
normativo. 4) Remessa recebida. Sentença confirmada.
TJ-DF - Remessa de Oficio RMO 20120110335913 DF 0002221-
13.2012.8.07.0018 (TJ-DF). Data de publicação: 28/11/2014. (Destacamos).

SMJ. Segue a informação.

Paranavaí, em 14 de Maio de 2018.

Paulo Sérgio Gonçalves


Procurador Jurídico