Você está na página 1de 4

1

Carta Revelação
© 1998 – 2010 WingMakers LLC
www.WingMakers.com
http://www.wingmakers.org.mx/
https://sites.google.com/site/wingmakersbrasil/

Quatro anos atrás tive uma experiência incomparável. Conheci uma pessoa que vim a
considerar como um messias moderno. Sei que isso pode parecer uma declaração muito
estranha, mas se você me conhecesse, saberia que eu não sou de fazer comentários
estrondosos desse tipo. Infelizmente, não tenho outra escolha a não ser que sejam
indulgentes comigo e que me dêem um voto de confiança.

Meu nome é Sarah De Rosnay, e a pessoa a quem me refiro é um homem jovem que mora
em Nova York e que, literalmente, leva uma vida simples e ninguém suspeita da
profundidade de sua missão. Até mesmo os membros de sua família desconhecem o que ele
está realizando. Por razões não muito claras para mim, fui escolhida por essa pessoa para
ser algo como uma aprendiz ou discípula.

Você já pensou o que um messias moderno faria se ele ou ela unisse a raça humana nos
tempos atuais? Vamos assumir que um messias - nesta definição - transcenda o título de um
professor espiritual, e em vez disso exerça um papel de ativar gerações de novos
pensadores para eliminar a escravidão a crenças e convicções milenares que já não ajudam
a humanidade.

O que aconteceria, se essa tal pessoa estivesse um passo a frente neste século e anunciasse
uma reestruturação de nossos sistemas de crenças atuais? O que ele/ela faria de diferente de
Jesus, por exemplo? Curar talvez não fosse seu principal papel em sua missão.
Cumprir uma profecia talvez não importasse. Ter visibilidade e ser uma personalidade
pública talvez fosse desnecessário ou até mesmo um obstáculo. Provavelmente o sacrifício
pessoal seria evitado. Talvez um messias moderno empregasse nossas mais modernas
tecnologias em sua missão.

Se você fosse como eu, faria as mesmas duas perguntas: por que um messias moderno
escolheria o anonimato para divulgar sua mensagem? E por que um messias ou um avatar
espiritual criaria algo como a Primeira Fonte que parece ser uma história fictícia, em vez de
escrever um texto espiritual definitivo?

Para responder a primeira pergunta, esta pessoa, a quem vou chamar de James de agora em
diante, não está interessada em começar uma nova religião e nem mesmo se afiliar a
alguma religião já existente.
Ele está totalmente focado em desenvolver o conteúdo dos discos da Primeira Fonte, e
deseja manter uma personalidade não identificada para que seu objetivo seja alcançado.
2

Para responder a segunda pergunta, James criou uma mitologia para produzir uma
experiência de imersão que um grande público pode relacionar - principalmente pessoas
selecionadas dentro das próximas três gerações.
Embora não tenha nenhuma dúvida que James já escreveu o texto espiritual definitivo, ele
está bem ciente que mais coisas serão exigidas para atrair as novas gerações para as quais
veio servir.

Parte deste trabalho está em forma de música e arte, parte em história contada, e outra parte
ainda está por vir. Esta revelação está sendo passada como nunca foi feito antes com outros
ensinamentos e seu objetivo é estimular novos pensadores líderes nos campos de
cosmologia, arte e metafísica.

James produziu todos os materiais que você vai encontrar neste disco (CD dos
Wingmakers) e naqueles que ainda estão por vir. É uma história criada e escrita por este
professor para transmitir uma nova mitologia para nossa cultura. Seu objetivo é ativar uma
consciência do mais alto padrão e ajudar essa consciência a estabelecer uma conexão mais
forte com a Primeira Fonte, em vista das pressões que estão por vir, por conta de uma
ordem social confusa e cada vez mais limitada.

James me pediu que o apresentasse e também os fatos por trás da mitologia dos
WingMakers. É importante entender que tudo nesta história está baseado em realidade.
Porém, a história, no seu todo, não é real. O real é que um professor veio para este planeta,
neste tempo, transmitir uma história multi-dimensional, multimídia que agirá como um
catalisador.

Esta história ativa insights que são sutis e poderosos ao mesmo tempo. Se você for tocado,
se você vibrar com esta informação, você entenderá assim como entendi. Você sentirá a
estrutura maravilhosa desta história e a receberá dentro do seu coração e de sua mente, e
permitirá que cresça e modifique sua consciência para um ponto novo de integração.

Tenho tido uma oportunidade rara de ser uma discípula de James e uma testemunha de sua
missão. Eu tenho visto como ele trabalha por trás das cenas, e como tem devotado toda sua
energia nesta missão com total certeza de seu propósito.

Quando encontrei James pela primeira vez, havia uma pequena dúvida em minha mente que
ele estava destinado para algo extraordinário. Na época de nosso encontro inicial, eu
trabalhava no mundo das artes, e um colega falou me sobre um amigo que pintava quadros
estranhos sobre o reino espiritual, e como estas pinturas literalmente tinham feito que saísse
do corpo quando as olhava.

Intrigada, organizei uma reunião através de meu colega, e foram mostrados trabalhos que
só poderiam ser descritos como se fossem de "outro mundo" e eram vivamente originais
em sua linguagem visual. Eram pinturas que pareciam conectar um novo estado da
consciência universal, e foram produzidos com tal maestria que imediatamente me
apaixonei por eles.
3

Quando falei sobre sua experiência como artista, ele me garantiu que não era um artista,
mas sim um "criador de mitos". Disse a ele que teria um grande futuro, e que o ajudaria a
entrar no mundo das artes como sua representante, mas recusou minha oferta de forma
eloqüente.

Saí frustrada da reunião, pois achava que não veria esse homem novamente, e que ele
estava desperdiçando seu talento como um criador de mitos (seja lá o que for o que isso
queria dizer). Passou-se uma semana e eu não conseguia tirá-lo da cabeça, assim como suas
pinturas, então liguei para ele e marquei outra reunião.

Eu tinha tido alguns sonhos estranhos na noite anterior ao nosso encontro – o tipo de sonho
que adere em sua mente, mas permanece evasivo. Tudo que sei é que o encontrei tendo uma
nova perspectiva sobre ele. Alguma coisa despertou dentro de mim - já não o estava
encontrando para convencê-lo de ser a representante de suas pinturas para meus clientes.
Havia qualquer outra coisa que eu imaginava poder ajudá-lo.

Foi durante esta segunda reunião que revelou sua visão para seu trabalho, o qual ele
chamou de Primeira Fonte. Falou de forma tão natural que tudo parecia um grande déjà vu.
Ele nunca mencionou qualquer coisa sobre si como sendo um professor espiritual, muito
menos um messias para as próximas três gerações da humanidade. Simplesmente me
convidou para ler alguns de seus "Mitos" e que fizesse isso confidencialmente, pois estava
mostrando trabalhos que ninguém jamais tinha lido ou visto.

Sem entrar em detalhes, eu tinha alguma experiência em alguns ensinamentos esotéricos.


Tinha lido livros de Alice Bailey, Ramtha e muitos outros mestres chamados de ascensos,
mas estes textos eram diferentes, ou pelo menos me tocaram de forma diferente. Assim que
comecei a perceber como arte, poesia, música, filosofia e história estavam todos integrados,
comecei a entender como ele estava criando de todo esse material, uma mitologia complexa
e de múltiplos níveis.

Nem uma vez se referiu a si como alguém especial e nunca sugeriu que fosse um messias
ou um mestre. Simplesmente precisava de mim para divulgar esse trabalho, assim como já
tinha feito para muitos outros artistas visuais.

Passados quatro anos, tenho sido cada vez mais testemunha do estranho fenômeno que
cerca seu trabalho, e às vezes me abalo com o fato de que sou a única pessoa viva que, pelo
menos conscientemente, entende por que ele está aqui e a importância de sua missão. James
tem dito que não será conhecido nesta encarnação. Ele não terá uma personalidade
permanente. Nem mesmo seu nome real será conhecido. Quando as pessoas pensam que o
acharam, isso parecerá uma miragem. Ele tem cuidadosamente construído suas mensagens
na incerteza, e para mim, isto era o elemento mais irritante de sua missão.
.
Eu lhe perguntei várias vezes porque escolhera divulgar seus ensinamentos como um mito
em vez de um texto declarativo, não ficção. Sua resposta era sempre a mesma: " Quando as
pessoas tentam agarrar a verdade, a verdade muitas vezes escapa. Mas quando são atraídas
por uma história, a verdade pode agarrá-las".
4

Não sei como interpretar essa declaração, mas compartilho isso para que você, quem sabe,
possa entender melhor o contexto dos WingMakers e seu enigmático criador.
Embora você possa discordar de mim que James seja um messias moderno, acredito que se
você tivesse visto aquilo que vi nesses últimos quatro anos, você entenderia porque digo
isso. Eu sei que o termo messias está reservado para um tipo especial de professores
espirituais que são os salvadores de pessoas, mas acredito que é exatamente isso que ele
veio fazer para nossas próximas gerações.

O Projeto WingMakers se refere freqüentemente a James como um "trabalho autorizado".


Acredito de todo coração que foi autorizado pela Primeira Fonte. É uma religião nova?
Não, é uma mitologia nova, e seu criador quis que fosse dessa forma para ter certeza que
não se tornasse uma nova religião - agora ou no futuro. É para ser um catalisador para o
indivíduo, não uma estrutura de apoio para grupos de pessoas que tem a mesma opinião.

Sinceramente,

Sarah De Rosnay

Dezembro de 2000.