Você está na página 1de 3

Dos Santos, José Sérgio.

Desconstruindo o projeto estrutural de edifícios :


concreto armado e protendido. São Paulo: Oficina de textos, 2017, 120
páginas.

RESENHA
RAQUEL SALES AMORIM
O livro descontruindo o projeto estrutural de edifícios: concreto armado e
protendido, sabe mesmo como prender a atenção de seus leitores.
O livro ele nos passa de forma clara aos profissionais o seu objetivo, com
linguagens de fácil entendimento com relação a execução da estrutura e leitura
do projeto do mesmo.
Uma parte do livro a qual achei muito interessante, ela se encontra no
capítulo 1, onde fala que na concepção estrutural é onde parte dos grandes
profissionais se sobressaem, pois é onde os profissionais utilizam da
concepção, criatividade e conhecimento sobre o comportamento dos materiais
irão resultar em uma estrutura mais adequada. O autor cita: “ Um mesmo
projeto arquitetônico entregue a dez engenheiros diferentes resultará em dez
soluções diferentes. Haverá a solução que gastará menos materiais, a de mais
fácil execução e a que conduzirá a obra mais barata.”
Acompanhando o livro observamos que ele nos passa de forma prática,
as equações empregadas no cotidiano do engenheiro estrutural.
No decorrer dos capítulos observamos que a mesma sequência de
execução de obra, é a mesma sequencia a qual começa os capítulos do livro.
No livro encontramos os capítulos de locação de pilares, detalhamento
das fundações, cintamento, escadas, pilares, fôrma, armadura de laje,
armadura de viga, protensão, caixa d´agua, quantitativos e índices. No qual no
capitulo de locação de pilares temos planta de locação, a qual se da inicio a
execução da estrutura. Onde um dos elementos mais importante dessa
prancha é o ponto inicial da locação, pois é a partir dele que serão locados os
baricentros ( é um ponto onde pode ser considerada a aplicação da força de
gravidade) dos pilares da edificação, sendo que ao lado de cada titulo do pilar
encontra-se as dimensões que ele possui.
Após a marcação dos baricentros dos pilares, iniciamos a execução das
fundações, mais para a fundação ser realizada é necessário ter conhecimento
do solo através do SPT ou ensaio de penetração padrão. Essas fundações são
divididas entre diretas (ou rasas) que seriam basicamente as sapatas e
fundações indiretas ( ou profundas), na qual temos as estacas e os blocos de
coroamento, no livro apresenta os devidos dimensionamentos e diferenças nas
fundações.
Nos cintamentos nos edifícios cumpre as seguintes funções: travar os
blocos de coroamento de estacas, travar pilares cujo comprimento de
flambagem é muito grande, delimitar o poço do elevador e a saída da escada.
Temos também as escadas, considerada entre os engenheiros um dos
cálculos mais complicados de uma edificação, por ela interligar diversos
andares, é preciso que o detalhamento seja realizado por meio de plantas e
cortes. Os elementos principais da escada são: piso, espelho, largura, patamar
e altura.
Nosso próximo passo seria os pilares, essa estrutura ela sustenta o
pavimento e levam as cargas atuantes para as fundações. Os pilares eles tem
como ponto de partida a fundação e terminam no lance que sustenta o último
teto, no decorrer do capítulo encontramos como é realizado o seu detalha-
mento.
As formas elas tem uma planta especifica para sua execução. A
confecção pode ser realizada com madeiras, plásticos ou aço, na qual são
posicionados armaduras para que posteriormente seja despejado o concreto.
Armadura de laje é uma malha constituída de barras de aço
posicionadas no interior da laje de concreto armado. Essas armaduras elas
podem ser positivas ou negativas, onde as armaduras positivas ficam
localizadas na parte inferior e as negativas na parte superior.
No interior de uma viga de concreto armado ou protendido encontramos
as armaduras de vigas que tem como objetivo absorver os esforços de tração e
de cisalhamento, que se manifestam com a aplicação de um carregamento.
E para finalizarmos nosso projeto faz-se necessário entregar ao cliente
os quantitativos e índices da estrutura projetada, onde incluem volume do
concreto, peso da armadura e área da forma.
Composto por doze capítulos o livro é muito rico e abrangente sobre um
tema muito comum para nós como engenheiros, o cálculo seno abordado sob
uma ótica inovadora.

Você também pode gostar