Você está na página 1de 3

EEEFM “Professora Filomena Quitiba” − A Holding – associação de várias empresas a uma grande

Série: 3º ano – Ensino Médio empresa que centraliza e controla as suas associadas e
Assunto: Imperialismo detém maior parte das suas ações.
Professor: Dayvid Machado Fernandes – História. − O Truste – origina-se da fusão de várias empresas em
uma única – Essa empresa passava a controlar desde a
INDUSTRIALIZAÇÃO E IMPERIALISMO obtenção da matéria-prima até a comercialização do
→ A Europa do século XIX produto final – passa a regular a oferta e dar os presos
− Revolução Industrial – segunda metade do século XVIII = finais.
ocorreram grandes mudanças. − Cartel – resulta de acordos entre empresas
• Aumento extraordinário da população mundial. independentes do mesmo ramo que, para evitar os
• Modernização da agricultura. desgastes da concorrência, dividem o mercado entre si e
• Queda dos índices da mortalidade infantil. fixam preços comuns.
• Avanço da medicina. • Neste processo foi comum os bancos passarem a
• Êxodo rural = urbanização = problemas urbanos. controlar muitas empresas de outro ramo, ganhando com
• Exploração do trabalhador – obediência cega ao relógio. isso grande poder e influenciando decisões e seus governos
└ Grã-Bretanha – 1834 – Lei dos pobres. = Capitalismo financeiro ou monopolista.
− Reação = Associações, sindicatos e greves. → O Imperialismo
→ Aceleração industrial – século XIX – Segunda Revolução − A partir de 1870, as potencias europeias intensificaram a
Industrial. busca por mercados consumidores para os seus
− Extraordinário crescimento dos mercados consumidores. manufaturados e áreas produtoras de matérias-primas para
− Acúmulo de capitais – Primeira Revolução Industrial. suas industrias.
− Característica – estreita relação entre ciência e tecnologia − Buscavam oportunidade de investimento para os seus
• Invenção do aço – 1856 – Henry Bressemer (inglês). capitais e colônias para acomodar parte de seu excedente
• Invenção do gerador – transforma a energia mecânica em populacional.
energia elétrica – 1831 – Inglês Michael Faraday. − Lançaram-se em uma disputa acirrada pela Ásia, África e
└ Lâmpada elétrica – 1881 – Thomas Alva Edison. Oceania = Imperialismo ou Neocolonialismo.
└ Substituição dos cavalos por locomotivas – crescimento − Os pensadores europeus formularam uma teoria
da malha ferroviária. chamada Darwinismo Social.
└ Uso do barco a vapor – transporte de pessoas e • A raça humana, assim como as espécies, também passam
mercadorias. por uma longa evolução, durante a qual ocorre uma seleção
└ O aproveitamento do petróleo e seus subprodutos – natural e só as mais aptas sobrevivem.
gasolina e o diesel no motor de explosão. └ Na luta pela vida só as “raças superiores” triunfam.
→ Taylorismo, Fordismo e produtividade − Os racistas daquela época acreditavam em duas ideias
− O norte-americano Frederick W. Taylor (1865-1915) equivocadas.
propôs “a administração científica do trabalho” – Teoria • Existem raças humanas
segundo a qual a produção podia ser medida • “Raça branca” é superior a “Raça negra”, “raça amarela” e
cientificamente. aos mestiços.
└ Controle dos movimentos do trabalhador, fazendo-o − Teorias que justificam a dominação imperialista
evitar gestos desnecessários e impondo um ritmo e uma − Com base nesse e em outras teorias racistas, os europeus
quantidade a ser produzida por dia. brancos assumiram a tarefa de levar a civilização, isto é, o
• A partir de 1913, o empresário Henry Ford aplicou o progresso e os “bons costumes” àqueles povos que
Taylorismo na fábrica de automóveis Ford Motor Company, consideravam incivilizados e racialmente inferiores.
e inovou introduzindo esteiras rolantes. • Defendiam que tinham uma missão civilizadora.
└ A adoção do sistema taylorista-fordista fez crescer a → África: Dominação e resistência
produtividade e o lucro das empresas; para os operários, no − Entre os séculos XV e XVIII os europeus se restringiram a
entanto, significou aumento do trabalho repetitivo. uma estreita faixa de terra no litoral da África. A partir do
→ Concentração de capitais século XIX, passaram a penetrar o interior do território
− A partir de 1870 a industrialização foi acompanhada por africano e a submeter os povos.
intensa concentração de capitais. − A resistência africana
• A fim de monopolizar a produção e a distribuição de um • O contato com os nativos foi pautado pelo escambo e
ou mais produtos os grandes capitalistas comprovam as pelo comércio de escravos. Na segunda metade do século
empresas dos concorrentes ou levava a falência. XIX, os europeus não queriam mais apenas fazer trocas,
└ Isso deu origem a empresas gigantes ou associações de mas dominar o território.
empresas: as Holdings, os trustes e os carteis.
• Um exemplo de resistência foi do Império Zulu, que no (atual Zimbábue) – o nome é uma homenagem ao
final da guerra contra os bôeres, que durou anos, acabaram empresário, político e empreendedor Inglês Cecil Rhodes.
derrotados, principalmente devido à superioridade → Outros europeus na África
tecnológica e bélica do inimigo. – Portugal
• Impressionados com as estratégias do comandante zulu, • Manteve maior parte dos territórios conquistados nos
os vencedores o apelidaram de “Napoleão Negro”. séculos XV e XVI – como Guiné, Angola, Moçambique, São
− Franceses na África Tomé e principalmente as ilhas de Cabo Verde.
• Conquistaram a Argélia em 1830 e instalaram um – A Alemanha
protetorado obrigando os governantes a praticarem a sua • Dominou a África do sudoeste Alemão e a África Oriental
política. Alemã.
• Assumiram o governo, tomaram as terras dos nativos e os • Conservou uma parte de Marrocos, o Marrocos espanhol.
obrigaram a trabalhar nas culturas de oliveiras, vinho, – Os europeus promoveram a Conferência de Berlim (1885)
frutas e legumes para a exportação. – na qual estabeleceram as regras da partilha da África.
• Prometiam integrá-los a “civilização”, mas os impediram • Comunicam a sua ocupação.
que tivessem acesso a direitos básicos, como a instrução • Asseguram a existência de uma autoridade capaz de se
primária. impor no território ocupado.
− Belgas no Congo • Livre navegação e o livre comércio na bacias dos rios
• O rei Leopoldo II, da Bélgica apossou-se em 1884, do Congo e Níger.
Congo e conseguiu que outras nações europeias – Os europeus redesenharam o mapa africano segundo os
reconhecessem esse país africano com uma propriedade seus próprios interesses, não levando em conta as
particular sua. diferenças entre os próprios africanos – o que resultou em
• Dividiu o Congo em unidades, nomeou militares belgas rivalidades e conflitos.
para administrá-lo. → A partilha da Ásia
└ Encarregou-os de forçar os congoleses a trabalhar na – Ingleses na Índia
extração de marfim e borracha. • Foram se impondo desde o século XVII.
• Por meio da intimidação e da propaganda conseguiu • Por volta de 1750 – apoderaram-se de quase todo o
manter o silêncio. território hindu.
└ Em 1903, um diário escrito pelo missionário da igreja └ A Índia foi transformada num protetorado inglês.
batista A. E. Scrivener revelou-as ao mundo. • Passaram a vender seus tecidos na Índia a preços mais
• Para abafar o escândalo, o governo belga retirou de baixos e aumentaram os impostos sobre os tecidos
Leopoldo II o direito sobre o Congo e substituiu os indianos, forçando a alta dos seus preços.
administradores locais. └ Levaram os produtores de tecido indianos a falência.
└ Isso não foi suficiente para restabelecer a paz social ou └ De grande importadora para compradora dos tecidos
apagar da memória os horrores da dominação belga no ingleses.
Congo. • Os trabalhadores trabalhavam mais tempo e viviam
− Ingleses na África endividados por causa dos altos impostos.
• Na década de 1880, os ingleses estabeleceram um • Também eram assolados pela constante escassez de
protetorado no Egito, que se encontrava endividado por alimentos.
conta dos empréstimos tomados para a construção do └ Século XIX – Foi atingida por seis crises de fome –
Canal de Suez (1869). mataram cerca de 15 milhões de hindus.
└ Como o Sudão estava sob o domínio egípcio, também – A revolta dos Sipaios.
passou a ser um protetorado inglês. • Os abusos das autoridades inglesas, o empobrecimento
• Os ingleses adotaram principalmente a administração dos hindus e o racismo inglês, provocaram a explosão da
indireta. revolta dos Sipaios – iniciada em maio de 1857.
└ Os antigos chefes locais eram mantidos no poder e • A superioridade bélica dos ingleses, acabou prevalecendo.
transformados em colaboradores ingleses. • O governo inglês dissolveu, então, a companhia Inglesa
• Habitantes muçulmanos do Sudão, chamados de dervixes, das Índias Orientais e nomeou um vice-rei para governar o
resistiram ao imperialismo inglês – A luta era vista por eles país.
como “guerra santa” – mas empregavam os mais modernos • A Índia enviava milhões de libras para a Inglaterra todos
armamentos da época. os anos.
└ Foram vencidos pelos ingleses na Batalha de Omdurman – Ingleses na China.
(1898). • Civilização antiga, cultura material e espiritual variada –
• Além do Egito e do Sudão, a Inglaterra se apossou de sempre atraiu os europeus.
Uganda, da África Oriental (atual Quênia) e da Rodésia
• Desde o século XVI, os europeus compravam da China • Por um decreto de 1634 – proibiram os japoneses de
seda, chá, porcelanas, mas como os chineses não se receberem portugueses ou espanhóis e manterem contato
interessavam por artigos europeus, o comércio da China com o exterior.
era sempre favorável a ela. └ Pena de morte.
• Por volta de 1820 – os europeus introduziram o ópio no • A chegada de navios estrangeiros devia ser informada a
comércio chinês – o que os deixou dependentes. EDO (antigo nome de Tóquio) – sede do shogunato.
└ O ópio trouxe muitos prejuízos e a rainha Vitória manteve – Esse isolamento chamado Sakoku durou mais de dois
o silêncio mediante os lucros ingleses. séculos – até que em 1854, a marinha norte-americana
• Revoltados decidiram, então, lançar ao mar 1400 forçou o Japão a abrir os seus portos.
toneladas de ópio que estavam em navios ingleses • Logo depois foi obrigado a abrir os seus portos também a
estacionados no porto inglês de catão. Inglaterra, França, Rússia e Holanda.
• Alegando prejuízos a propriedade privada, a Inglaterra – Isso enfraqueceu o shogunato e fortaleceu seus
iniciou a Primeira Guerra do Ópio – 1839-1842 – após opositores, que promoveram uma revolta, derrubaram o
vencer, obrigaram os chineses a assinar o Tratado de shogum e entregaram o poder a um jovem imperador
Nanquim. chamado Mutsuhito.
└ A abertura de cinco portos da China para o livre comércio – Em 1868 – anunciou uma política de modernização –
inglês. absorver a tecnologia ocidental, sem abrir mão da cultura
└ Pagamento de uma indenização de 21 milhões de dólares. tradicional japonesa = Era Meiji (luzes).
└ Controle de Hong Kong. • Os japonese apropriaram-se do conhecimento técnico
└ O direito dos britânicos, serem julgados por suas próprias ocidental e o aplicaram em múltiplas empresas estatais e
leis, caso cometessem crimes em território chinês. particulares e a fabricação de armas e navios.
• Depois dos ingleses, os norte-americanos, os franceses e └ Sob o lema: Fokoku kyohei = “um país rico, um exército
os russos – também obtiveram por meio da intimidação, forte”.
acordos que abriram os portos da China para o seu – O Japão iniciou a arrancada modernizadora.
comércio. • Aboliu as obrigações que passavam sobre os camponeses.
→ O caso do Japão • Revolucionou a educação.
– O Japão permaneceu isolado do Ocidente até a década de └ Milhares de prédios escolares.
1540 – quando os primeiros navegadores portugueses └ Ensino fundamental obrigatório.
chegaram a Kyushu. └ Melhoramento do ensino médio e universitário.
• Acompanhados por jesuítas – propagaram fortemente o • Instituiu o Iene como moeda padrão.
cristianismo – por volta de 1600 já existiam 300 mil • Construiu uma extensa malha ferroviária.
japoneses cristãos. • Desenvolveu a imprensa e o telégrafo.
– Essa cristianização e a forte penetração da cultura • Equipou e profissionalizou o exército e a marinha.
europeia no Japão provocaram uma forte reação do – O governo de Mutsuhito investiu também em grandes
governo local – O Shogunato. complexos industriais e depois transferiu a iniciativa
• Shogum – chefe de governo e comandante militar – privada.
possui o poder de fato. • Nasciam grandes conglomerados econômicos – Zaibatsu.
• Imperador – mesmo sendo um figura sagrada, era um – No último quartel do século XIX – lançou-se à corrida
prisioneiro em seu palácio. imperialista.
• Daimios – eram grandes proprietários de terras que – Em 1894 – o Japão provocou e venceu uma guerra contra
apoiavam o shogum. a China.
• Samurais – guerreiros profissionais que colocavam as suas • Pelo tratado de paz – obrigou a China a lhe pagar uma
espadas a serviço dos daimios. indenização alta – a reconhecer a independência da Coréia
– Entre os séculos XII e XIX, o shogunato foi controlado por e ceder-lhe a ilha de Formosa – também conhecida como
quatro famílias poderosas: Taiwan.
• Minamoto (1192-1225) • Atacaram Port Arthur – fortaleza controlada pelos russos
• Fujiwara (1225-1338) na China = origem a Guerra Russo-Japonesa (1904).
• Ashikaga (1338-1603) └ Após esmagar a forças russas, o Japão impôs um acordo
• Tokugawa (1603-1868) pelo qual obtinha Port Arthur e transformava a região
– A partir de 1622, os Tokugawa moveram dura chinesa da Manchúria em um protetorado japonês.
perseguição ao cristianismo. └ Cinco anos depois, o Japão anexou-a à Coréia.
• Executaram milhares de cristãos japoneses.