Você está na página 1de 2

Resposta da atividade avaliativa – Tratamento excepcional

Disciplina: Direito Processual Civil III

Docente: Ana Caroliny da Silva Costa

Discente: Genaldo Ferreira Gomes (201514859)

Questão 1- a) O recurso de agravo interno cabe contra as decisões do relator, do agravo. Um


dos requisitos é que os advogados tem que ter cutela com os argumentos propostos para que
o recurso não tenha repetição da redação do processo, o fato citado pode gerar manifestante
inadmissível. Se o recurso de agravo interno for declarado como manifestante inadmissível ou
improcedente, a mesa composta pelo colegiado pode condenar o agravante a pagar multa ao
agravado, ônus este que tem fixado em 1 a 5% do valor atualizado do processo.

Questão 1- b) O Supremo Tribunal de Justiça, no dia 5/12/2018 estendeu-se a versão do artigo


1.015 do CPC/15 no que tange o agravo de instrumento contra decisões não previstas segundo
a decisão é possível a interposição se for em caráter de urgência do derivado da ineficácia do
julgamento no que se refere o recurso de apelação.

Questão 2.1) Os recursos especiais e extraordinário tem que serem apresentados em pedidos
diferentes para o presidente do tribunal de origem, apresentando: os fatos e as razões que
levam a pedir recurso, a elucidação que comprove o pedido de recurso e apresentar as
justificativas plausíveis para elucidar o pedido de modificação ou de cancelamento da decisão
anterior ao recurso.

Questão 2.2) Sim. E tais recursos tem que ser apresentados em pedidos distintos para o
presidente ou vice do tribunal.

Questão 2.3) O recurso da fungibilidade trata-se da chance de aceitação de um recurso já


intermediado por outro, isto ocorre quando há dúvidas na decisão. O Novo Código Penal Civil
prega a resolução da interposição errada de um recurso especial, em oposição do recurso
extraordinário, sendo que a finalidade do recurso não é desfazer da falha da parte quanto a
interposição do recurso extraordinário quando também s tem a necessidade do recurso
especial.

Questão 3-a) O incidente de assunção de competência trata-se de princípios jurídicos e


inovadores. Os pressupostos que adequam a assunção de competência são: processo em
etapa de julgamento e que a discrepância não deva ser entre juízes e tribunais, e sim entre
órgãos do próprio tribunal.

Questão 3-b) O incidente de assunção só é previsto quando não há repetição em inúmeros


processos.

Questão 3-c) De acordo com o Novo Código Penal Civil dispõe Ministério Público e a
Defensoria Pública , como os legitimados a solicitar incidente de assunção de competência.

Questão 3-d) De acordo com o Código Penal Civil, os tribunais tem que atender
preferencialmente a ordem cronológica para instaurar a sentença. A modificação só se deu ao
fato para que se sanassem as vantagens, para tal é elaborada uma lista e a mesma deve
respeitar a ordem cronológica da mesma.

Questão 4) Incidente de arguição de inconstitucionalidade trata-se do método usado que as


pessoas ou entidades podem contrapor aos atos que discrepem o estabelecido na Carta
Magna. As dispensas de instauração do incidente de arguição de inconstitucionalidade é
ocorrida quando já se tem resposta do plenário do Supremo Tribunal