Você está na página 1de 15

Centro Paula Souza - ETE Lauro Gomes

Marcelo Santos Paulino

Eletrônica turma 4º P nº17

Sistemas de Monitoramento via Satélite

Parte II

São Bernardo do Campo, SP

2018
O QUE OBJETIVOU INICIALMENTE O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA GPS?

GPS é um sistema de posicionamento global via satélite, que teve seu projeto
iniciado em 1973 pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos, atendendo aos
seguintes propósitos militares:

- Determinação da posição exata de aeronaves e navios sobre qualquer


circunstância de tempo;
- Direcionamento de mísseis balísticos;
- Localização de tropas terrestres em movimento, dentre outros.

Os projetistas do GPS também planejaram o sistema para uso civil, porém com
precisão menor do que para as operações militares.

O Que Compõe o Sistema GPS?

O sistema é composto por 3 partes ou segmentos:

- Segmento Espacial;
- Segmento de Controle;
- Segmento do Usuário.
SEGMENTO ESPACIAL

Composto por satélites GPS, também conhecidos como SV(Space Vehicles –


veículos espaciais).

- Formado por uma constelação de 24 satélites titulares e 7 reservas.


- Não geostáticos (movimentam-se redor da Terra).
- 6 órbitas diferentes.
- 4 satélites p/órbita.
- Perfazem a órbita a cada 12 horas (2 vezes ao dia).
- Altitude de 20.200 Km.

Constelação de satélites GPS:

24 satélites na altitude de 20.200 Km.

Quem fabricou os satélites GPS?

Os satélites GPS foram fabricados pela Rockwell International, General Electric


Astrospace e outras grandes empresas do ramo.
CADA SATÉLITE GPS POSSUI:

- Painéis solares para fornecimento de energia.

- Relógio Atômico (trabalha sem energia atômica, usa a precisão das oscilações
atômicas do Rubídio e Césio).

- Equipamentos de computação e comunicação.

- Baterias recarregáveis para os períodos de eclipse.

Transmissão e potência dos sinais e antenas receptoras

- Os sinais de rádio emitidos pelos satélites são de alta frequência (UHF),


modulados e enviados na velocidade da luz através de
2 ondas portadoras senoidais:
- L1 à 1.575,42 MHz (comprimento 19 cm) e L2 à 1.227,60 MHz (comprimento 24
cm), geradas pelo relógio do satélite.
- Os receptores militares (mais precisos: 1 a 5 m) captam as ondas L1e L2, enquanto
os receptores civis (5 a 15 m) só captam a onda L1.
- A potência de transmissão dos sinais é de apenas 50 Watts.
- Esses sinais de baixa potência que são emitidos a cada milissegundo e
portam poucas informações, são captados continuamente pelos receptores GPS.
- Os sinais dos satélites são captados pelos receptores GPS, através de
antenas do tamanho de um batom.

Conteúdo informacional dos sinais gerados pelos satélites:

Os sinais transmitidos pelos satélites contêm:

- “Código de Identidade” do satélite;


- Dados de statusdo sistema;
- Hora-padrão com precisão de relógio atômico;
- Dados do "efemérides".

Os dados do "efemérides" informam ao microprocessador do receptor GPS,


parâmetros orbitais e onde procurar cada satélite a qualquer momento do dia.
SEGMENTO DE CONTROLE:

Todos os 24 satélites são controlados pelo Segmento de Controle (estações de


monitoramento) em terra.

As estações terrestres, sob o controle do DOD, têm o objetivo de monitorar, corrigir e


garantir o perfeito funcionamento do sistema GPS, podendo inclusive, modificar
parâmetros orbitais.

imagem: vaztolentino.com.br

Os locais onde estão instaladas as estações de monitoramento são os seguintes:

- Colorado(EUA - Estação Master).


- Ilha de Ascención (Atlântico Sul).
- Diego Garcia (Oceano Índico).
- Kwajalien (Oceano Pacífico).
- Cabo Kennedy (Florida - EUA).
- Hawaii (EUA - Oceano Pacífico).
As posições geográficas das estações de monitoramento foram estrategicamente
escolhidas visando oferecer um acompanhamento constante de cada satélite do
sistema GPS.
SEGMENTO DO USUÁRIO

imagem:garmin.com

Este segmento é formado pela comunidade de usuários e pelos receptores GPS (GPS
receivers) que podem variar de tamanho, modelo, fabricante e qualidade.

O receptor GPS é um equipamento que converte sinais de rádio vindos dos satélites
para determinar a posição geográfica (latitude, longitude e altitude) de um ponto
no globo terrestre, orientando qualquer tipo de navegação.

A maioria dos receptores GPS pode rastrear até 12 satélites ao mesmo tempo.

As informações fornecidas pelo receptor GPS são as seguintes:

- Posição tridimensional de um ponto (latitude, longitude e altitude- coordenadas


geográficas), através de um processo matemático conhecido como “triangulação".

Com 3 satélites tem-se apenas o posicionamento bidimensional (x,y) e com 4


satélites ou mais consegue-se o posicionamento tridimensional (x,y,z).

Atualmente o erro de posicionamento dos aparelhos civis em boas condições de


recepção varia de 5 a 15 metros (ou até menos).
imagem: vaztolentino.com.br

As informações básicas fornecidas pelo processador do receptor GPS são as


seguintes:

- Velocidade de deslocamento;
- Velocidade média desde o início do deslocamento;
- Velocidade máxima desde o início do deslocamento;
- Angulo de proacom o Norte de Referência;
- Rumopara chegar até o destino (“Seta Direcional”);
- Angulo da direção correta para o ponto alvo em relação ao norte de referência
(azimute);
- Hora e datacom precisão de relógio atômico;
- h/m/s do nascimento do solno ponto onde se está;
- h/m/s do pôr do sol no ponto onde se está;
- Tempo de viagem desde o início do deslocamento;
- Distância percorridadesde o início do deslocamento;
- Tempo estimadopara chegara um destino;
Quando em deslocamento, o aparelho receptor GPS reposiciona-se a cada instante,
criando uma seqüência de posições ou waypoints, permitindo assim, a
navegação em tempo real, além da” plotagem" da trilha percorrida (tracklog)
em sua memória e a definição da direção de deslocamento.

Base map:

Os receptores GPS mais avançados possuem um recurso chamado Base Map, que
são mapas armazenados na memória do receptor GPS para facilitar a navegação.

Com a existência de mapas internos ao receptor, o usuário pode saber com grande
certeza onde exatamente se encontra, pois são providos de ruas, estradas, ferrovias,
aeroportos, cidades, rios, oceanos, etc.

Receptores GPS com Base-Map.| imagem: garmin.com

Tela de visualização de captura de sinais de satélites:

Normalmente a “tela de visualização de captura de sinais de satélites” presente nos


receptores GPS, informa o seguinte:
imagem: vaztolentino.com.br
A arquitetura de hardware dos receptores GPS:
TRILATERAÇÃO

O método da trilateração baseia-se na medição de distâncias. Comecemos por


estudar o método matemático a duas dimensões.

Suponhamos que o receptor de GPS está situado num ponto C e que recebe sinal
proveniente de três satélites, 1, 2 e 3.

Quando o receptor de GPS em C recebe o sinal proveniente do satélite 1, calcula a


distância do satélite 1 a C, criando uma circunferência de raio r1.

GPS - Trilateração

No entanto, não é suficiente para localizar o ponto C!

Suponhamos um outro emissor - o satélite 2. Depois de receber o sinal proveniente


deste satélite, o receptor em C, calcula a distância entre estes dois pontos, obtendo
r2. Como as duas circunferências se intersectam em dois pontos, o utilizador do GPS
pode estar num desses pontos, no entanto, não sabe em qual deles!

Vamos então incluir um terceiro emissor, o satélite 3. Depois de receber o sinal


proveniente deste satélite, o receptor em C, calcula a distância entre os dois pontos,
obtendo r3. Esta distância permite concluir que o utilizador está sobre a circunferência
de raio r3.

No caso da trilateração do GPS, ou seja, processo que faz uso do conhecimento das
distâncias de cada satélite, cuja posição é conhecida a cada instante, a figura
geométrica a ser usada não pode ser a circunferência, por se incluir um quarto satélite.
Temos que estudar a situação a três dimensões e, assim, considerar uma esfera, para
o receptor de GPS poder dar resultados a três dimensões (Latitude, Longitude e
Altitude).

Trilateração 3D

Assim, o ponto C fica localizado, no mínimo, com o auxílio de 4 satélites!


CONCLUSÃO

Com uma constelação de 24 satélites e 7 reservas o sistema GPS foi criado


inicialmente com o propósito militar e posteriormente disponibilizado para uso civil com
limitações de precisão.

O sistema é composto por 3 segmentos: espacial, controle e usuário. O segmento


espacial é formado pelos satélites que são responsáveis pela transmissão do sinal
para os aparelhos GPS (ondas L1 e L2), já o segmento de controle é composto por
estações de monitoramento que estão localizadas em terra em posições estratégicas
no globo e por fim o segmento do usuário que é composto pelo aparelho GPS e
interface que permite ao usuário saber dados como: latitude, longitude, altitude e
tempo.

Com o método de trilateração é possível fazer com que os sinais emitidos pelos
satélites e recebidos pelos aparelhos com sistema GPS sejam traduzidos e usados
para saber a localização do aparelho. Para isso são necessários no mínimo 4 satélites
pois se trata de uma trilateração em 3 dimensões. Com esse sistema é possível
localizações precisas.

BIBLIOGRAFIA

http://www.sdtp.org.br/

http://astro.unl.edu/

http://garmin.com

http://vaztolentino.com.br