Você está na página 1de 10

Gerais - SIGTAP https://wiki.saude.gov.br/sigtap/index.

php/Gerais

Gerais
De SIGTAP

Atributos Gerais são características estruturais para composição do procedimento. São eles:

Índice
1 Código
2 Nome
3 Descrição
4 Portaria /Vigência
5 Código de Origem
6 Modalidade de Atendimento
7 Complexidade
8 Classificação Brasileira de Ocupações
9 Instrumento de Registro
10 Média de Permanência
11 Quantidade de Pontos
12 Quantidade Máxima
13 Valor
14 Serviço/Classificação
15 Tipo de Leito
16 Idade
17 Sexo
18 CID Principal
19 CID Secundário
20 Tipo de Financiamento
21 Incremento
22 Regra Condicionada

Código

É o identificador numérico com 10 (dez) dígitos, constituído a partir da estrutura da tabela de procedimentos (grupo, subgrupo e forma
de organização). Obedece ao seguinte formato: GR.SB.FO.PPP.D, onde: GR: Grupo a que pertence o procedimento; SB: Subgrupo do
procedimento no grupo onde está inserido o procedimento; FO: Forma de Organização do procedimento no Subgrupo onde está inserido
o procedimento; PPP: O número de ordem seqüencial do procedimento inserido na Forma de Organização a qual pertence; D: Dígito
verificador- valida o código do procedimento (calculado pelo Módulo 11).

Nome

É a denominação do procedimento.

Descrição

É a definição ou o detalhamento do procedimento quanto às suas características e orientações de uso.

Portaria /Vigência

Portaria é o ato normativo que institui/altera/exclui os procedimentos na tabela SUS. Vigência - identifica a competência/mês de
validade inicial e final do procedimento.

Código de Origem

Identifica os códigos que originam novos procedimentos da tabela SIGTAP. Origem SIA e SIH - procedimentos que deram origem aos
procedimentos da Tabela Unificada, instituída em janeiro/2008. Origem SIGTAP - códigos de procedimentos de 10 dígitos que originam

1 of 10 15/07/2019 17:23
Gerais - SIGTAP https://wiki.saude.gov.br/sigtap/index.php/Gerais

novos procedimentos na tabela do SIGTAP.

Modalidade de Atendimento

Especifica o regime de atendimento onde o procedimento pode ser realizado.

Complexidade

Identifica o nível de atenção à saúde no qual é possível a realização do procedimento. Em cada nível estão ações e serviços cuja prática
clínica demande disponibilidade de profissionais especializados e recursos tecnológicos de apoio diagnóstico e terapêutico, organizadas
em redes regionalizadas, com base nos dados epidemiológicos, métodos e técnicas, exigência de alta tecnologia e/ou alto custo, para
atender aos problemas e agravos de saúde da população.

Classificação Brasileira de Ocupações

Corresponde aos códigos da classificação das ocupações do mercado de trabalho, especificando os profissionais de saúde, que poderão
realizar o procedimento.

Instrumento de Registro

Identifica o instrumento de captação de dados dos atendimentos: Existem os seguintes instrumentos de registro:

Boletim de Produção Ambulatorial Consolidado (BPA-C) é o instrumento que permite o registro do procedimento de forma
agregada, e que dispensa o processo de autorização;

Boletim de Produção Ambulatorial Individualizado (BPA-I) é o instrumento que permite o registro do procedimento de forma
individualizada, com identificação do usuário, bem como sua procedência, idade, sexo, CID. A exigência de autorização dos
procedimentos com registro em BPA-I, fica a critério do g e s t o r.

Autorização de Procedimento Ambulatorial - APAC (proc. principal) - instrumento que permite o registro do procedimento de
forma individualizada, que necessita de autorização prévia, e que gera a emissão de APAC . A APAC é utilizada para tratamento
contínuo e/ou que tenham a associação de procedimentos principais e secundários e os que integram políticas específicas do
Ministério da Saúde. Autorização de Procedimento Ambulatorial -

APAC (proc. secundário) - instrumento de registro de procedimento que não necessita de autorização prévia e que sua inserção na
APAC depende do procedimento principal, com o qual deve ser compatível.

Autorização de Internação Hospitalar - AIH (proc. principal) - instrumento que permite o registro de procedimentos, que necessita
de autorização e gera a emissão de AIH;

Autorização de Internação Hospitalar - AIH (proc. especial) - instrumento que permite o registro do procedimento que necessita
de autorização, porém não gera AIH.

Autorização de Internação Hospitalar - AIH (proc. secundário) - instrumento de registro de procedimentos que não precisam de
autorização e não geram uma AIH.
Registro das Ações Ambulatoriais de Saúde - RAAS - instrumento de registro de procedimentos que foi instituído pela PT GM
276 de 30 de março de 2012 (http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/sas/2012/prt0276_30_03_2012.html), com objetivo de
incluir as necessidades relacionadas ao monitoramento das ações e serviços de saúde conformados em redes de atenção à saúde.
Esse instrumento possui em duas modalidades que são:

RAAS ( Atenção Domiciliar) - instrumento utilizado para registrar as ações na Atenção Domiciliar. Este instrumento foi instituído pela
PT GM 276 de 30 de março de 2012 e foi descontinuado pela PT GM1653 de 2 de outubro de 2015. (http://bvsms.saude.gov.br
/bvs/saudelegis/gm/2015/prt1653_02_10_2015.html)

RAAS (Atenção Psicossocial) - instrumento utilizado para registrar as ações de Atenção Psicossocial. Este instrumento foi instituído
pela PT SAS 854 de 22 de outubro de 2012 (http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/sas/2012/prt0854_22_08_2012.html).

Média de Permanência

É a quantidade média de dias de internação prevista para o procedimento. É definida com base na prática clínica vigente e na média
histórica da produção. Existe apenas para procedimentos principais na modalidade hospitalar.

2 of 10 15/07/2019 17:23
Gerais - SIGTAP https://wiki.saude.gov.br/sigtap/index.php/Gerais

Quantidade de Pontos

É uma pontuação definida para o componente "Serviços Profissionais" (SP) para os procedimentos principais e especiais realizados na
assistência hospitalar. Visa subsidiar o cálculo do valor a ser rateado entre a equipe médica/cirurgião dentista envolvidos na realização
do procedimento.

Quantidade Máxima

É o limite máximo permitido por procedimento para realização do tratamento/atendimento. Nos procedimentos com permanência por
dia, ou seja, sem média de permanência, a quantidade máxima informada define o quantitativo máximo de dias de internação numa
mesma AIH. No caso de Órteses, Próteses e Materiais Especiais, a quantidade máxima dependerá da sua compatibilidade com o
procedimento principal ou especial

Valor

É o valor de referência nacional definido pelo Ministério da Saúde para remuneração do procedimento.

O valor da internação hospitalar compreende:

a) Serviços Hospitalares (SH) - corresponde à fração do valor relacionado a custos hospitalares: diárias, taxas de salas, alimentação,
higiene, pessoal de apoio ao paciente no leito, materiais, medicamentos e Serviços Auxiliares de Diagnose e Terapia - SADT (exceto
medicamentos especiais e SADT especiais), e;

b) Serviço Profissional (SP) - corresponde à fração dos atos profissionais (médicos, cirurgiões dentistas).

Quando o proc. tem o atributo "Inclui Anestesia", nesta fração está inclusa a ação do anestesista. No caso do procedimento "Parto
Normal sem Distócia", realizado por enfermeiro obstetra, está incluído no SP o valor correspondente a sua atuação. O valor do
atendimento ambulatorial compreende: O componente (SA), que inclui taxa de permanência ambulatorial, serviços profissionais,
materiais, medicamentos, exceto os do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica

Serviço/Classificação

Identifica os serviços especializados, que o estabelecimento de saúde precisa dispor para realização de um procedimento. Quando um
procedimento tem a exigência de serviço/classificação, isto significa que somente poderá ser realizado num estabelecimento de saúde
que disponha desse serviço/classificação cadastrado no SCNES

Habilitação

Refere-se à Tabela de Habilitações instituída pelo MS e que é utilizada no SCNES. Estas habilitações significam que o estabelecimento
de saúde reúne condições técnicas operacionais para a prestação de determinado tipo de assistência. As habilitações são concedidas aos
estabelecimentos de saúde através de portarias do MS ou em alguns casos, de forma descentralizada, através de portarias dos próprios
gestores estaduais ou municipais responsáveis por sua gestão. Quando um procedimento tem a identificação de uma habilitação isto
significa que somente poderá ser realizado num estabelecimento de saúde que disponha de tal habilitação cadastrada no SCNES.

Tipo de Leito

É o tipo de leito indicado para a realização do procedimento. Quando um procedimento tem a exigência de um determinado tipo de
leito, significa que somente poderá ser realizado num estabelecimento de saúde que disponha de tal leito cadastrado no SCNES.

Idade

Idade Mínima: define em anos completos, a idade mínima permitida para a realização do procedimento especificado, exceto no caso de
menores de um ano a idade é definida em dias e meses.

Idade Máxima: define em anos completos, a idade máxima permitida para a realização do procedimento especificado, exceto no caso de
menores de um ano a idade é definida em dias e meses.

A idade varia em anos de vida de 00 anos a 130 anos.

Sexo

3 of 10 15/07/2019 17:23
Gerais - SIGTAP https://wiki.saude.gov.br/sigtap/index.php/Gerais

É o gênero do usuário que possibilita que o mesmo seja submetido à realização do procedimento. A seleção "Não se aplica" significa
que o procedimento não tem vinculação com o gênero do usuário.

CID Principal

É o código da Classificação Internacional de Doenças que identifica a patologia/lesão que motivou especificamente o atendimento
ambulatorial ou internação do paciente. Utiliza o código da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas
Relacionados à Saúde - CID 10.

CID Secundário

É o código da Classificação Internacional de Doenças que identifica a patologia que iniciou a cadeia de acontecimentos que conduziram
diretamente a doença/lesão de base ou que foram desencadeados durante a internação. Utiliza o código da Classificação Estatística
Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde - CID 10.

Tipo de Financiamento

É o tipo de financiamento do procedimento em coerência aos blocos de financiamento definidos no Pacto de Gestão. São tipos de
financiamento:

01 Piso de Atenção Básica (PAB),

02 Assistência de Média e Alta Complexidade (MAC),

04 Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (FAEC),

05 Incentivo MAC,

06 Assistência Farmacêutica,

07 Vigilância em Saúde.

08 Gestão do SUS

O tipo de financiamento 04 Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (FAEC) tem uma tabela derivada chamada Subtipo de
Financiamento. A Tabela a seguir apresenta os subtipos de financiamento existentes no SIGTAP identificados por código, nome,
vigência inicial, vigência final, portaria/documento que inclui e portaria/documento que encerra o uso do subtipo de financiamento.

4 of 10 15/07/2019 17:23
Gerais - SIGTAP https://wiki.saude.gov.br/sigtap/index.php/Gerais

VIGÊNCIA VIGÊNCIA PORTARIA/DOCUMENTO PORTARIA/DOCUMENTO


CÓDIGO NOME
INICIAL FINAL QUE INCLUI QUE ENCERRA
Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040001 Coleta de material jan/08 nov/08
06/11/2007 27/11/2008
jan/08 a
Portaria GM/MS 2867 de
Diagnóstico em laboratório nov/08 e Portaria GM/MS 2848 de
040002 jan/08 27/11/2008 e Portaria GM/MS
clínico jan/2013 até 06/11/2007
3011 de 10/11/2017
nov/2017
Coleta/exame anátomo- Portaria GM/MS 2848 de Portaria SAS/MS 312 de
040003 jan/08 nov/08
patológico colo uterino 06/11/2007 11/06/2008
Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040004 Diagnóstico em neurologia jan/08 out/08
06/11/2007 27/11/2008
Diagnóstico em
Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040005 otorrinolaringologia/ jan/08 nov/08
06/11/2007 27/11/2008
fonoaudiologia
Diagnóstico em Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040006 jan/08 out/08
psicologia/psiquiatria 06/11/2007 27/11/2008
Consultas médicas/outros Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 3011 de
040007 jan/08 nov/17
profissionais de nível superior 06/11/2007 10/11/2017
Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040008 Atenção domiciliar jan/08 nov/08
06/11/2007 27/11/2008
Atendimento/acompanhamento
em reabilitação física, mental, Portaria GM/MS 2848 de
040009 jan/08
visual, auditiva e múltiplas 06/11/2007
deficiências
Atendimento/acompanhamento Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040010 jan/08 nov/08
psicossocial 06/11/2007 27/11/2008
Atendimento/acompanhamento Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040011 jan/08 nov/08
em saúde do idoso 06/11/2007 27/11/2008
Atendimento/acompanhamento Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040012 jan/08 nov/08
de queimados 06/11/2007 27/11/2008
Atendimento/acompanhamento
de diagnóstico de doenças Portaria GM/MS 2848 de
040013 jan/08
endocrinas/metabólicas e 06/11/2007
nutricionais
jan/08 a
Tratamento de doenças do
nov/08 e Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 3011 de
040014 sistema nervoso central e jan/08
mai/11 até 06/11/2007 10/11/2017
periférico
nov/17
Tratamento de doenças do Portaria GM/MS 3011 de Portaria GM/MS 3011 de
040015 jan/08 nov/17
aparelho da visão 10/11/2017 10/11/2017
Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 3011 de
040016 Tratamento em oncologia jan/08 nov/17
06/11/2007 10/11/2017
Portaria GM/MS 2848 de
040017 Nefrologia jan/08
06/11/2007
Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 3011 de
040018 Tratamentos odontológicos jan/08 nov/17
06/11/2007 10/11/2017
Cirurgia do sistema nervoso Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040019 jan/08 out/08
central e periférico 06/11/2007 27/11/2008
Cirurgias de ouvido, nariz e Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040020 jan/08 out/08
garganta 06/11/2007 27/11/2008
Deformidade labio-palatal e Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040021 jan/08 nov/08
crânio-facial 06/11/2007 27/11/2008

5 of 10 15/07/2019 17:23
Gerais - SIGTAP https://wiki.saude.gov.br/sigtap/index.php/Gerais

Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de


040022 Cirurgia do aparelho da visão jan/08 out/08
06/11/2007 27/11/2008
Cirurgia do aparelho Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 3011 de
040023 jan/08 nov/17
circulatório 06/11/2007 10/11/2017
Cirurgia do aparelho digestivo,
orgãos anexos e parede Portaria GM/MS 2848 de
040024 jan/08
abdominal(inclui pré e pós 06/11/2007
operatório)
Cirurgia do aparelho Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040025 jan/08 nov/08
geniturinário 06/11/2007 27/11/2008
Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040026 Tratamento de queimados jan/08 nov/08
06/11/2007 27/11/2008
Cirurgia reparadora para Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040027 jan/08 nov/08
lipodistrofia 06/11/2007 27/11/2008
Outras cirurgias Portaria GM/MS 2848 de
040028 jan/08
plásticas/reparadoras 06/11/2007
Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 3011 de
040029 Cirurgia orofacial jan/08 nov/17
06/11/2007 10/11/2017
Portaria GM/MS 2848 de
040030 Sequenciais jan/08
06/11/2007
Transplantes de orgãos, tecidos Portaria GM/MS 2848 de
040032 jan/08
e células 06/11/2007
Portaria GM/MS 2848 de
040033 Medicamentos para transplante jan/08
06/11/2007
Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 3011 de
040035 OPM em odontologia jan/08 nov/17
06/11/2007 10/11/2017
Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040036 OPM em queimados jan/08 out/08
06/11/2007 27/11/2008
Portaria GM/MS 2848 de
040038 OPM para transplantes jan/08
06/11/2007
Incentivos ao pré-natal e Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040039 jan/08 out/08
nascimento 06/11/2007 27/11/2008
Incentivo ao registro cívil de Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040040 jan/08 out/08
nascimento 06/11/2007 27/11/2008
Central Nacional de Regulação
Portaria GM/MS 2848 de
040041 de Alta Complexidade jan/08 jan/08
06/11/2007
(CNRAC)
Reguladores de Atividade
Portaria GM/MS 2848 de Portaria GM/MS 2867 de
040042 hormonal - Inibidores de jan/08 out/08
06/11/2007 27/11/2008
prolactina
Política Nacional de Cirurgias Portaria GM/MS 2848 de
040043 jan/08 jan/08
Eletivas 06/11/2007
Redesignação e Portaria GM/MS 2848 de
040044 jan/08
Acompanhamento 06/11/2007
Portaria SAS/MS 143 de Portaria SAS/MS 435 de
040045 Projeto Olhar Brasil mai/09 ago/10
14/05/2009 10/09/2010
Portaria GM/MS 1183 de Portaria SAS/MS 1253 de
040046 Mamografia para Rastreamento jul/09 dez/13
03/06/2009 12/11/2013
Portaria SAS/MS 435 de Portaria SAS/MS 1660 de
040047 Projeto Olhar Brasil - Consulta set/10 dez/16
10/09/2010 17/11/2016
Portaria SAS/MS 435 de Portaria SAS/MS 1660 de
040048 Projeto Olhar Brasil - Óculos set/10 dez/16
10/09/2010 17/11/2016

6 of 10 15/07/2019 17:23
Gerais - SIGTAP https://wiki.saude.gov.br/sigtap/index.php/Gerais

Implementar Cirg. CV Portaria SAS/MS 1197 de


040049 ago/17
Pediátrica 11/07/2017
Cirurgias Eletivas -
040050 out/11 out/11 não existe
Componente I
Cirurgias Eletivas -
040051 out/11 out/11 não existe
Componente II
Cirurgias Eletivas -
040052 out/11 out/11 não existe
Componente III
Portaria GM/MS 196 de Portaria GM/MS 2580 de
040053 Prótese Mamária - Exames fev/12 dez/16
06/02/2012 30/11/2016
Portaria GM/MS 196 de Portaria GM/MS 3011 de
040054 Prótese Mamária - Cirurgia fev/12 nov/17
06/02/2012 10/11/2017
Transplante - Portaria GM/MS 844 de
040055 jan/13
Histocompatibilidade 02/05/2012
Portaria SAS/MS 1434 de Portaria GM/MS 3011 de
040056 Triagem Neonatal jan/13 nov/17
19/12/2012 10/11/2017
Controle de qualidade do
Portaria GM/MS 1504 de Portaria GM/MS 15 de
040057 exame citopatológico do colo out/13 dez/17
23/07/2013 03/01/2018
de útero
Portaria GM/MS 961 de Portaria GM/MS 3011 de
040058 Exames do Leite Materno mai/13 nov/17
22/05/2013 10/11/2017
Atenção as Pessoas em Portaria GM/MS 2415 de Portaria GM/MS 3011 de
040059 dez/14 nov/17
Situação de Violência Sexual 07/11/2014 10/11/2017
Portaria GM/MS 2265 de Portaria GM/MS 3011 de
040060 Sangue e Hemoderivados nov/14 nov/17
16/10/2014 10/11/2017
Mamografia para rastreamento
040061 jan/14 jan/14 não existe
em faixa etária recomendada
Portaria GM/MS 199 de
040062 Doenças Raras mar/14
30/01/2014
Memorando 212/2014 de
040063 Cadeiras de Rodas jun/14
23/05/2014
Sistema de Frequencia Memorando 212/2014 de Portaria GM/MS 3011 de
040064 jun/14 nov/17
Modulada Pessoal-FM 23/05/2014 10/11/2017
Portaria GM/MS 2777 de
040065 Medicamentos em Urgência jan/15
18/12/2014
Cirurgias Eletivas -
040066 ago/15 ago/15 não existe
Componente Único
Atenção Especializada em Nota Tecnica 07/2016 de
040067 jul/16
Saúde Auditiva 25/06/2016
Terapias Especializadas em Portaria GM/MS 709 de
040068 mar/17
Angiologia 09/03/2017
Portaria GM/MS 4225 de
040069 Tratamento de Doença Macular jan/19
26/12/2018

Incremento

É um percentual que é acrescido ao valor do procedimento e está vinculado diretamente a uma habilitação do estabelecimento.

Regra Condicionada

É uma regra que será aplicada ao procedimento para registro e/ou processamento e/ou financiamento no Sistema de Informações
Hospitalar (SIH/SUS) e no Sistema de Informação Ambulatorial (SIA/SUS).

7 of 10 15/07/2019 17:23
Gerais - SIGTAP https://wiki.saude.gov.br/sigtap/index.php/Gerais

As regras condicionadas presentes no SIGTAP estão na tabela a seguir com código/nome, descrição e vigências inicial e final e
portaria/documento relacionado à inclusão/encerramento.

8 of 10 15/07/2019 17:23
Gerais - SIGTAP https://wiki.saude.gov.br/sigtap/index.php/Gerais

PORTARIA/DOCUMENTO
RELACIONADO A
VIGÊNCIA INCLUSÃO/
CÓDIGO/ NOME DESCRIÇÃO
INICIAL/FINAL
ENCERRAMENTO

Atendimento odontológico à pessoa com deficiência


(PCD) realizado em centro de especialidades
001 Condiciona registro odontológicas (CEO) habilitados (0403,0404 ou
Inicial 11/2012 Portaria SAS 911 de 29/08/2012
em BPA-I (CEO e PCD) 0405) deverá ser registrado em BPA-I com
preenchimento do campo serviço 114 classificação
007
Procedimento oftalmológico quando realizado em
002 Condiciona o tipo estabelecimento habilitado em projeto olhar brasil Inicial 01/2013 Portaria SAS 1229 de 20/12/2012
de financiamento por (05.05) e apresentado exclusivamente nos serviços
FAEC (POB) 131/006 ou 131/007, o tipo de financiamento será Final 07/2017 Portaria SAS1660 de 17/11/2016
FAEC e aplica-se incremento
Caso haja duplicidade de AIH na mesma
competência de processamento no SIHD e um dos
003 Condiciona a
procedimentos principais for o de código
rejeição da AIH - Inicial 01/2013 Portaria GM 2947 de 24/12/2012
0415020050 procedimentos sequenciais em
oncologia
oncologia, a AIH com data de alta mais recente será
a única aprovada.
Quando os procedimentos de códigos
(02.09.01.003-7, 02.05.02.004-6, 02.05.01.003-2,
02.05.01.004-0 e 02.11.08.005-5) forem registrados
004 Condiciona
com os CID e66.0, e66.2, e66.8 e e66.9, na
incremento por CID Inicial 04/2013 Portaria GM 425 de 19/03/2013
modalidade ambulatorial e o estabelecimento de
exclusivos
saúde possuir habilitação 02.03, o tipo de
financiamento passa a ser FAEC com o subtipo de
financiamento 0024
Procedimento 02.04.03.018-8 mamografia bilateral Inicial 12/2013 Portaria SAS 1253 de 12/11/2013
005 Financiamento por
para rastreamento quando realizado em pessoa com
faixa etária -
idade compreendida entre 50 a 69 anos, o tipo de
mamografia Final 12/2017 Portaria GM 15 de 03/01/2018
financiamento será FAEC.
Caso haja duplicidade de AIH na mesma
competência de processamento no SIHD e um dos
006 Condiciona a
procedimentos principais for o de código
rejeição da AIH- Inicial 02/2014 Portaria SAS 10 de 06/01/2014
04.15.02.006-9 procedimentos sequenciais em
ortopedia
ortopedia ou quaisquer outros iniciados por 0408,
caberá ao gestor aprovar apenas uma destas AIH.
Caso haja duplicidade de AIH na mesma
competência de processamento no SIHD e um dos
007 Condiciona a procedimentos principais for o de código
rejeição da AIH - 04.15.02.007-7 procedimentos sequenciais em Inicial 02/2014 Portaria SAS 09 de 06/01/2014
neurocirurgia neurocirurgia ou quaisquer outros iniciados por
0403, caberá ao gestor aprovar apenas uma destas
AIH.
008 Condiciona a ter o Procedimento sem valor quando apresentado como
Inicial 03/2014 Portaria GM199 de 30/01/2014
valor zerado. APAC Secundário - valor zerado
009 Condiciona aos
Os procedimentos principais vinculados a esta regra
procedimentos
terão seus procedimentos secundários com valor Inicial 04/2014 Portaria GM 389 de 13/03/2014
secundários a terem o
zerado.
valor zerado
0010 Condiciona O procedimento 02.03.01.008-6, realizado em
financiamento FAEC pessoa com idade compreendida entre 25 a 64 anos Informe CGSI 09/2014 de
Inicial 09/2014
pela faixa etária e pela e quando realizado em estabelecimento de saúde 08/09/2014

9 of 10 15/07/2019 17:23
Gerais - SIGTAP https://wiki.saude.gov.br/sigtap/index.php/Gerais

habilitado (32.02 e 32.03), terá o tipo de


habilitação do
financiamento FAEC e sub-tipo de financiamento Final 01/2019 Portaria GM 15 de 03/01/2018
estabelecimento
040057.

Disponível em "https://wiki.saude.gov.br/sigtap/index.php?title=Gerais&oldid=329"

Esta página foi modificada pela última vez à(s) 18h21min de 18 de abril de 2019.

10 of 10 15/07/2019 17:23

Você também pode gostar