Você está na página 1de 5
QUESTÕES – PROCESSO PENAL VII 1- Com relação às testemunhas, assinale a alternativa INCORRETA nos

QUESTÕES PROCESSO PENAL VII

1- Com relação às testemunhas, assinale a alternativa INCORRETA nos termos do CPP.

a) O juiz, quando julgar necessário, poderá ouvir outras testemunhas, além das indicadas pelas

partes.

b) A testemunha fará, sob palavra de honra, a promessa de dizer a verdade do que souber e Ihe

for perguntado.

c) Ocorrendo dúvida sobre a identidade da testemunha, o juiz procederá à verificação pelos meios ao seu alcance, não podendo tomar-lhe o depoimento.

d) O depoimento da testemunha será prestado oralmente, não sendo permitido à testemunha

trazê-lo por escrito.

e) As perguntas serão formuladas pelas partes diretamente à testemunha, não admitindo o juiz

aquelas que puderem induzir a resposta, não tiverem relação com a causa ou importarem na

repetição de outra já respondida.

2- Ainda com relação às testemunhas, assinale a alternativa CORRETA.

a) A testemunha que morar fora da jurisdição do juiz será inquirida pelo juiz do lugar de sua

residência, expedindo-se, para esse fim, carta precatória, com prazo não superior a trinta dias, dispensada a intimação das partes.

b) Presidente e o Vice-Presidente da República, os senadores e deputados federais, os ministros

de Estado, os governadores de Estados e Territórios, os secretários de Estado, os prefeitos do Distrito Federal e dos Municípios, os deputados às Assembleias Legislativas Estaduais, os membros do Poder Judiciário, os ministros e juízes dos Tribunais de Contas da União, dos Estados, do

Distrito Federal, bem como os do Tribunal Marítimo serão inquiridos em local, dia e hora previamente ajustados entre eles e o juiz.

c) A oitiva de testemunha que morar fora da jurisdição do juiz deverá ser realizada por meio de

videoconferência ou outro recurso tecnológico de transmissão de sons e imagens em tempo real,

permitida a presença do defensor em audiência exclusivamente designada para este fim, não podendo ser realizada durante a realização da audiência de instrução e julgamento.

d) As cartas rogatórias serão expedidas sempre que o acusado ou as testemunhas residirem em

outro país, desnecessária a demonstração de sua imprescindibilidade, arcando a parte requerente

com os custos de envio.

Facebook: CP IURIS Instagram: @cpiuris Email: contato@cpiuris.com.br www.cpiuris.com.br
Facebook: CP IURIS
Instagram: @cpiuris
Email: contato@cpiuris.com.br
www.cpiuris.com.br
e) Ao funcionário público, devidamente intimado que deixar de comparecer, sem motivo justificado não poderá

e) Ao funcionário público, devidamente intimado que deixar de comparecer, sem motivo justificado não poderá ser determinada a condução coercitiva, devendo a expedição de novo mandado ser imediatamente comunicada ao chefe da repartição em que servir, com indicação do dia e da hora marcados

3 - Analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa CORRETA.

I A violação da determinação legal de que as perguntas deverão ser formuladas diretamente à testemunha gera nulidade absoluta, não necessitando, portanto, da comprovação dos prejuízos para que seja reconhecida a invalidade do ato judicial.

II A ausência de lacre em todos os documentos e bens apreendidos em busca e apreensão determinada judicialmente, que ocorreu em razão da grande quantidade de material apreendido, não torna automaticamente ilegítima a prova obtida.

III A inobservância das formalidades legais para o reconhecimento pessoal do acusado não

enseja nulidade, por não se tratar de exigência, mas apenas recomendação, sendo válido o ato

quando realizado de forma diversa da prevista em lei.

a)

Todas estão corretas.

b)

Apenas I e II estão corretas.

c)

Apenas I e III estão corretas.

d)

Apenas II e III estão corretas.

e)

Todas estão incorretas

4-

Analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa CORRETA.

I As declarações dos policiais militares responsáveis pela efetivação da prisão em flagrante constituem meio válido de prova para condenação, sobretudo quando colhidas no âmbito do devido processo legal e sob o crivo do contraditório, podendo a defesa demonstrar, no caso concreto, que as testemunhas não gozam de imparcialidade, sendo, contudo, ônus seu essa prova.

II Não há violação do sigilo de correspondência eletrônica se o magistrado autoriza a busca e apreensão e perícia de computador e nele estão armazenados os e-mails do investigado que, então, são lidos e examinados, uma vez que a proteção constitucional é da 'comunicação de dados' e não dos 'dados em si mesmos', ainda quando armazenados em computador.

III Em regra, a apreensão de documentos no interior de veículo automotor constitui uma

espécie de "busca pessoal" e, portanto, não necessita de autorização judicial quando houver fundada suspeita de que em seu interior estão escondidos elementos necessários à elucidação dos fatos investigados.

a) Todas estão corretas.

b) Apenas I e II estão corretas.

c) Apenas I e III estão corretas.

d) Apenas II e III estão corretas.

e) Todas estão incorretas

5- Assinale a alternativa INCORRETA de acordo com as disposições do CPP. a) Se várias

5- Assinale a alternativa INCORRETA de acordo com as disposições do CPP.

a) Se várias forem as pessoas chamadas a efetuar o reconhecimento de pessoa ou de objeto, cada

uma fará a prova em separado, evitando-se qualquer comunicação entre elas.

b) A acareação será admitida entre acusados, entre acusado e testemunha, entre testemunhas,

entre acusado ou testemunha e a pessoa ofendida, e entre as pessoas ofendidas, sempre que

divergirem, em suas declarações, sobre fatos ou circunstâncias relevantes.

c) Se o juiz tiver notícia da existência de documento relativo a ponto relevante da acusação ou da

defesa, providenciará, independentemente de requerimento de qualquer das partes, para sua juntada aos autos, se possível.

d) Considera-se indício a circunstância conhecida e provada, que, tendo relação com o fato,

autorize, por indução, concluir-se a existência de outra ou outras circunstâncias.

e) Os documentos originais, juntos a processo findo, quando não exista motivo relevante que

justifique a sua conservação nos autos, deverão ser entregues à parte que os produziu, ficando

traslado nos autos.

6- Assinale a alternativa INCORRETA com relação ao assistente de acusação.

a) O

concessiva de habeas-corpus.

b) Se o assistente já estava habilitado nos autos, o prazo para interpor apelação será de cinco dias.

c) O assistente do Ministério Público pode recorrer, inclusive extraordinariamente, na ação penal,

nos casos dos arts. 584, §1º e 598 do Código de Processo Penal.

decisão

assistente

do

Ministério

Público

não

pode

recorrer,

extraordinariamente,

de

d) Será de dez dias o prazo para interpor apelação, caso o assistente de acusação não esteja

previamente habilitado no processo.

e) O prazo para o assistente recorrer, supletivamente, começa a correr imediatamente após o

transcurso do prazo do Ministério Público.

7- Analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa CORRETA.

I É possível a intervenção dos pais como assistentes da acusação na hipótese em que o seu filho tenha sido morto, mas, em razão do reconhecimento de legítima defesa, a denúncia tenha imputado ao réu apenas o crime de porte ilegal de arma de fogo.

II O assistente de acusação possui legitimidade para interpor recurso de apelação, em caráter supletivo, nos termos do art. 598 do CPP, salvo quando o Ministério Público tenha requerido a absolvição do réu.

III A seguradora não tem direito líquido e certo de figurar como assistente do Ministério Público em ação penal na qual o beneficiário do seguro de vida é acusado de ter praticado o homicídio do segurado, uma vez que o art. 268 prevê quem poderá intervir como assistente de acusação e neste rol não se inclui a seguradora.

a) Todas estão corretas.

b) Apenas I e II estão corretas. c) Apenas I e III estão corretas. d)

b)

Apenas I e II estão corretas.

c)

Apenas I e III estão corretas.

d)

Apenas II e III estão corretas.

e)

Todas estão incorretas

8-

Analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa CORRETA.

I Quando a Defensoria Pública atuar como representante do assistente de acusação, é dispensável a juntada de procuração com poderes especiais.

II A participação da Defensoria Pública como representante do assistente de acusação não

pode ser negada sob o argumento de que a vítima ou seus sucessores não são hipossuficientes, pois compete à própria Defensoria o direito de apurar o estado de carência de seus assistidos.

III Há nulidade processual na hipótese em que o assistente de acusação, por não ter arrazoado

recurso interposto pelo MP após ter sido intimado para tanto, deixe de ser intimado quanto aos

atos processuais subsequentes.

a)

Todas estão corretas.

b)

Apenas I e II estão corretas.

c)

Apenas I e III estão corretas.

d)

Apenas II e III estão corretas.

e)

Todas estão incorretas

9-

Assinale a alternativa INCORRETA de acordo com as disposições do CPP.

a)

Em todos os termos da ação pública, poderá intervir, como assistente do Ministério Público, o

ofendido ou seu representante legal; em caso de morte do ofendido ou quando declarado ausente

por decisão judicial, apenas o cônjuge, o ascendente ou descendente.

b) O defensor não poderá abandonar o processo senão por motivo imperioso, comunicado

previamente o juiz, sob pena de multa de dez a cem salários mínimos, sem prejuízo das demais

sanções cabíveis

c) O assistente será admitido enquanto não passar em julgado a sentença e receberá a causa no

estado em que se achar.

d) Quando a própria autoridade policial ou judiciária não a realizar pessoalmente, a busca

domiciliar deverá ser precedida da expedição de mandado.

e) O corréu no mesmo processo não poderá intervir como assistente do Ministério Público.

10- Assinale a alternativa em que não consta hipótese de suspeição do juiz.

a) Quando e ele, seu cônjuge, ascendente ou descendente, estiver respondendo a processo por

fato análogo, sobre cujo caráter criminoso haja controvérsia.

b) Quando for amigo íntimo ou inimigo capital de qualquer das partes.

c) Quando ele próprio ou seu cônjuge ou parente, consanguíneo ou afim em linha reta ou colateral

até o terceiro grau, inclusive, for parte ou diretamente interessado no feito.

d) Quando ele, seu cônjuge, ou parente, consanguíneo, ou afim, até o terceiro grau, inclusive,

d) Quando ele, seu cônjuge, ou parente, consanguíneo, ou afim, até o terceiro grau, inclusive, sustentar demanda ou responder a processo que tenha de ser julgado por qualquer das partes;

e) Quando for sócio, acionista ou administrador de sociedade interessada no processo.