Você está na página 1de 8

Indice

Introdução..............................................................................................................1

1.Monopolio..........................................................................................................2

1.1 Conceito.......................................................................................................2

1.2 Características do Monopólio....................................................................2

2-Vantagens e desvantagens do monopolio .........................................................3

2.1 Desvantagens..........................................................................................3

2.2- vantagens...............................................................................................3

3-Regulação de Monopólio....................................................................................4

4-Discriminação de Preços....................................................................................4
5-O equilíbrio.........................................................................................................5
6-Maximização do lucro........................................................................................5
7- Tipos de monopolio...........................................................................................6

8-conclusão.............................................................................................................7
Introdução

No presente trabalho nos grupo iremos falar sobre o monopolio, que e uma forma
de mercado onde existe apenas uma única empresa detentora de toda a capacidade
de oferta no mercado, podendo, em face disso, fixar os preços que vende. Os
monopolios têm existido ao lngo da historia da humandade, na antiguidade e
durante a idade media, era comum que houvesse carência extrema de alguns
produtos que afectavam quase toda a população quando tais recusssos eram
excassos dificilmente vão existir produtores daqueles produtos, logo, da-se espaço
para surgimentom de monopolios.

Objectivos

Geral

 Compreeder o conceito de Monopolio;

Específico

 Compreessão do funcionamento do mercado monopolista;


 Caraterização do mercado de monopolio;
 Explicar a maximização dos lucros no monopolio
 Demostrar a situação de equilibrio

Metodologia

Com o objectivo de entender os objectivos deste trabalho, foi feita uma pesquisa
em livros e artigos que abordam assuntos relacionados ao tema proposto. Após a
leitura minuciosa com vista a seleccionar as ideias chaves, procedeu a analise
qualitativa dos dados com objectivo fundamental de abordar o tema em causa.

1
1.Monopolio

1.1 Conceito

Monopolio surge do grego “MONO”que significa ‘’um’’, “POLEIN”-“Vender” é


um tipo de mercado na qual há um único vendedor ou produtor ofereçe um serviço
ou bem requerido pela demanda para cobrir as necessidades do dito sector. Para
total eficacia do monopolio não deve existir qualquer tipo de produto alternativo
ou substituto para o serviço, ou o bem que o monopolista oferece e, não deve haver
a menor ameaça de um outro concorrente. Isto permite ao monopolista o controlo
de preço, assim, o preço deixa de ser um dado do mercado, ou seja, não possui uma
curva da procura horizontal, ao longo da qual pode se vender uma produção tão
grande ou tão reduzida quando desejar (de acordo com os custos marginais. Deste
modo, um monopolio enfrenta uma curva da procura com inclinação negativa, no
caso moçambicano, pode ser encontrado no sector da produção de energia eléctrica
e dos cimentos, etc.

1.2 Características do Monopólio:

• Existe uma única empresa do lado da oferta;


• Existem muitos compradores de pequena dimensão;
• Não existem substitutos próximos;
• Existe informação perfeita (os consumidores estão
perfeitamente informados sobre o preço e as
características do produto do monopolista);
• Existem barreiras à entrada de natureza estrutural
(legal) e de natureza estratégica que impedem a entrada
de rivais.

2
2-Vantagens e desvantagens do monopolio

2.1 Desvantagens

• desincentivo ao progresso tecnológico pelo facto do monopolista se acomodar à


posição dominante;
• a acomodação à posição dominante pode também gerar ineficiências no sentido
em que não há a preocupação de se produzir ao menor custo possível; a
concorrência incentiva as empresas a produzirem ao menor custo;
• comportamento rent-seeking: a procura de adquirir ou manter situações de
monopólio para conseguir rendas elevadas implica gastos em recursos para manter
a posição dominante e não para produzir bens e serviços.
2.2- vantagens:
• a possibilidade de obter lucros de monopólio, pelo menos durante algum tempo,
pode ser um incentivo para a inovação (patentes: protecção legal para uso
exclusivo do produto que a empresa desenvolveu);
• se existirem economias de escala até volumes de produção elevados, pode ser a
única solução para o fornecimento do produto (monopólio natural: custos unitários
decrescentes até ao nível de produção que satisfaça a procura).

3-Regulação de Monopólio

A regulação económica é o processo pelo qual o governo intervém no mercado


com o objectivo de aumentar o bem estar (o que geralmente é conseguido com a
redução do preço e aumento da quantidade transaccionada). Na definição da
política de regulação, é necessário assegurar que a empresa regulada não saia do
mercado.

3
 A regulação económica geralmente incide sobre:
• preços;
• entrada de empresas no mercado;
• qualidade dos bens.
 Alguns dos instrumentos de regulação mais utilizados são:
• a definição de preços máximos (price caps);
• a fixação do preço no valor do custo médio de produção (cost-of-service) ou do
custo marginal (solução concorrencial).

4-Discriminação de Preços
A prática de cobrar a consumidores diferentes preços diferentes pelo mesmo
produto designa-se de discriminação de preços. A empresa observa determinadas
características dos consumidores que funcionam como um indicador da
disponibilidade para pagar. Consegue identificar diferentes grupos de
consumidores, com elasticidades preço da procura diferentes e cobrar-lhes preços
diferentes.
Exemplos: FIPAG; bilhetes de teatro mais baratos para jovens e idosos.
As condições necessárias para que a discriminação de preços seja proveitosa para o
monopolista são:
• a empresa tem que ser capaz de identificar os diferentes consumidores;
• os mercados devem ser separados, isto é, os consumidores não podem ter a
possibilidade de arbitrar (os consumidores aos quais o produto é vendido a um
preço mais baixo não podem ter a possibilidade de vender aos outros) e os
consumidores devem ser incapazes de se deslocarem para o mercado em que o
preço é mais baixo.

4
5-O equilíbrio
Em monopólio, existe apenas um produtor que tem poder de mercado pois domina
totalmente o lado da oferta, não tendo qualquer concorrente. Logo, o monopolista
fixa o preço de mercado (price-maker) ou a quantidade.
No entanto, esse poder de mercado é limitado, dado que o monopolista está sujeito
à curva da procura. Significa então que a função procura que o monopolista
enfrenta corresponde à função procura de mercado. Dado que a função procura é
negativamente inclinada, então o monopolista enfrenta uma relação inversa entre o
preço e a quantidade: quanto mais elevado for o preço, menor a quantidade que os
consumidores estão dispostos a adquirir (e vice-versa)
Microeconomia II – LGE108
6-Maximização do lucro
O equilíbrio corresponde à situação em que o monopolista maximiza o lucro:
Max Q LT = RT – CT
Rmg = Cmg
Significa então que o lucro do monopolista é maximizado quando o benefício
obtido com a venda da última unidade produzida iguala o custo de produzir essa
unidade adicional. Para volumes de produção superiores ao volume de produção de
equilíbrio,Cmg>Rmg, onde a produção de uma unidade adicional faz reduzir o
lucro, pelo que deve se reduzir a produção; para volumes de produção inferiores ao
volume de produção de equilíbrio, Cmg<Rmg deve produzir-se mais pois o lucro
aumenta.

5
7-Tipos de monopolio

 Monopolio puro

 Monopolio perfeito

 Concorrencia monopolista

Monopolio puro referi se ao caso no qual existe apenas uma empresa vendendo a
mercadoria, não substituito proximo para a mercadoria e a entrada na indústria é
muito difícil ou impossivel. Se alêm disto supusermos que o monopolio tem um
conhecimento perfeito dos preços e custos presentes e futuros teremos um
monopolio perfeito.

Concorrência monopolista

É a organização de mercado em que há muitas empresas vendendo mercadorias


intimamente relacionadas, mas não identicas. Exemplo (diferentes marcas de
carros disponiveis no mercado). Devido a esta diferenciação de produto, o
vendedor tem um certo grau de controle sobre o bpreço que cobra e deste modo,
enfrenta uma curva de demanda com inclicao negativa. Todavia a existencia de
muitos substitutos proximos limita severamente seu poder de monopolio e resulta
em uma curva de demanda altamente elastica.

6
Conclusão

Analisando o monopolio nas suas diferentes fases, não é difícil concluir que existe,
por parte das empresas que funcionam de acordo com essa forma de mercado, um
consideravel grau de controle sobre os preços. Mas também não pode monopolista
pode estabelecer o preço que quiser, pois deve levar em conta a curva da procura
para o seu produto. O monopolista não obtém sempre lucros pode, no curto prazo,
obter prejuízos, desde que não sejam superiores aos custos fixos.