Você está na página 1de 2

Laboratório de Física Moderna – CF357

Professor: José Varalda


Alunos: Anderson de Lima Niz, Carolina Machado Terzi e Leonardo Pegoraro

INTRODUÇÃO AO EXPERIMENTO – A lei de Stefan-Boltzmann

Na Física, o corpo negro é definido como um meio ou substância que


absorve toda a energia incidente sobre ele. Nesse modelo, a radiação absorvida
por esse corpo compreende todas as frequências partindo-se do princípio de que
este seja formado por osciladores eletromagnéticos capazes de vibrar em uma
ampla gama de frequências. Além desse princípio é necessário reconhecer que
qualquer corpo acima de 0 K emite radiação eletromagnética; o experimento
consiste em medir a constante de Stefan-Boltzmann por meio de um cubo de
Leslie e um sensor térmico de radiação. No experimento, um filamento metálico
é aquecido e fornece ao termodetector uma diferença de potencial cada vez
maior com o aumento de temperatura medida.
O cubo de Leslie é um equipamento usado para ilustrar a variação da
energia que irradia de diferentes superfícies. Como diferentes materiais
possuem emissividades diferentes, instalando-se um termodetector a uma
distância constante de cada uma das faces observa-se que a radiação emitida
por elas varia. Aproximando essas superfícies como um corpo negro, é possível
calcular a constante de Stefan-Boltzmann através da Lei de Stefan-Boltzmann:

𝐸 = 𝜎𝑇 4

Onde E é a radiância total integrada, 𝜎 é a constante de Stefan-Boltzmann


(5,67 x 10-8 W /m2 K4) e T é a temperatura do material em Kelvin.

No entanto, como nas condições de trabalho, a temperatura do ambiente


influencia na radiação medida pelo sensor, essa não pode ser desprezada, o que
acaba modificando a expressão para:

𝐸 = 𝑠(𝑇14 − 𝑇24 ) = V i = P

Onde T1 é a temperatura do corpo, T2 é a temperatura do ambiente e s é


uma constante que depende do ambiente e do corpo: 𝑠 = 𝜎 𝜀 𝐴; 𝜎 = constante
de Stefan-Boltzmann, ε = emissividade (0< ε < 1) e A = área do corpo (área do
cubo de Leslie). A emissividade de um material (ε) diz respeito à capacidade de
emissão de energia por radiação da sua superfície. É uma quantidade
adimensional que assume o valor entre 0 e 1; para uma superfície perfeitamente
refletora, ε = 0 e para uma perfeitamente absorvedora ε = 1.
No experimento a ser realizado, será considerado como 1 a emissividade
da superfície preta do cubo de Leslie e dessa forma será calculado o valor da
constante de Stefan-Boltzmann por meio de um gráfico de V (V) contra T4 –
T4ambiente (K) para diferentes superfícies. Os comportamentos esperados são de
retas cujos coeficientes angulares representam o valor da constante de
Boltzmann.

Você também pode gostar