Você está na página 1de 5

Professor Janssen Felipe da Silva

E-mail:janfe@ig.com.br – janssen.felipe@terra.com.br
Celular: 91338918 (7:00 as 23:00 horas)
Telefone/fax: 34877629 (7:00 as 20:00 horas)

PROPOSTA DE TRABALHO PARA PESQUISA EM AVALIAÇÃO


EDUCACIONAL

O objetivo desta proposta é dar as orientações iniciais de estudo para constituir


um grupo de trabalho que investigue a prática da avaliação do ensino e da aprendizagem
nos ciclos de formação do ensino fundamental na rede pública de educação na
intencionalidade de produções acadêmicas (monografia e artigos). Tais produções
visarão fomentar questões que alimentem reflexões acerca da problemática do processo
avaliativo, principalmente no que diz respeito às concepções emergentes na literatura
acadêmica em confronto com as práticas vivenciadas nos cotidianos escolares
investigados.
Não é pretensão desse grupo de trabalho apontar soluções, mas contribuir para
uma compreensão mais sistemática de alguns problemas que habitam a prática da
avaliação educacional do ensino e da aprendizagem. Em outras palavras, um grupo de
pesquisa que objetiva colaborar para a discussão dos(as) professores(as) sobre suas
práticas, ajudando-os(as), e a nós também, a melhor compreender o fazer pedagógico,
em particular, o avaliativo a luz das teorias educacionais nos contextos dos ciclos de
formação.
Para tanto é fundamental, ao nosso ver, uma aproximação com a literatura
acadêmica que trata:
1. da metodologia da pesquisa em educação;
2. da crise do paradigma epistemológico dominante e da emergência de
novos paradigmas e suas implicações no campo educacional;
3. e da discussão teórica sobre as abordagens da avaliação educacional do
ensino e da aprendizagem inserida no debate acerca das novas
perspectivas da organização do fazer docente e do sistema educacional.
Baseado nesse movimento de aproximação com a literatura acadêmica e com o
objeto de pesquisa estamos propondo a seguinte uma metodologia de trabalho:
2

1º passo: leitura exploratória e fichamento acerca das novas configurações


epistemológicas e suas implicações na organização da educação e apresentação de
seminários temáticos;
2º passo:leitura reflexiva sobre a metodologia da pesquisa e construção de um projeto
de pesquisa e apresentação de seminários;
3º passo:seminários para apresentação do marco teórico-metodológico da pesquisa;
4º passo:aproximação do campo de pesquisa e coleta dos dados;
5º passo:tratamento dos dados coletados e sua apresentação em seminário de
sistematização;
6º passo: releitura dos dados e construção das suas análises;
7º passo: apresentação através de seminário da primeira versão das monografias;
8º passo: escrita dos artigos.
A metodologia de orientação dar-se-á de duas formas: presenciais e virtuais. As
presenciais se desenvolverão em encontros semanas de 3 horas. As virtuais se efetivarão
através de E-mail onde os orientandos enviarão suas produções nos intervalos dos
encontros semanas para serem apreciadas pelo orientador e devolvidas com as
observações necessárias.
É importante que os orientandos para iniciar sua aproximação com a literatura
acadêmica comece por ler uma monografia para ir se familiarizando com sua estrutura,
seu formato acadêmico. Uma outra preocupação deve ser com uma metodologia de
estudo, em especial, com uma disciplina de leitura e seu registro reflexivo. As leituras
realizadas precisam sempre estar em função do objeto da investigação, dos objetivos da
pesquisa, da preocupação de se instrumentalizar melhor teoricamente para se aproximar
do campo investigado.
Todo trabalho entregue deverá antes passar por uma rigorosa correção de
português. O exercício da escrita exige dedicação, empenho e bastante leitura e debate.
A escrita dos trabalhos deve respeitar os critérios de autoria, de coerência, de coesão e
de fundamentação teórica. Os textos precisam ter uma estrutura lógica que expresse a
idéia do autor, no caso, os(as) alunos(as) dessa especialização.

ELEMENTOS ESTRUTURANTES DO PROJETO E


DA MONOGRAFIA
3

 Capa
 Sumário
 Resumo: contêm de forma sintética a problemática, a intencionalidade, as
categorias analíticas, a metodologia e algumas conclusões.
 Justificativa:
o pessoal: o que motivou o pesquisador a escolher o tema de pesquisa;
o social: a relevância social do tema investigado;
 Apresentação do trabalho:
o apresentação dos objetivos: o que se quer pesquisar, a intencionalidade
da monografia;
o descrição das partes que compõem o projeto e a monografia;
o leituras:
 SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho
científico. 21ª ed. ver. e ampl. São Paulo : Cortez, 2000.
 Introdução:
o contextualização da temática: inserir a pesquisa no atual cenário político-
pedagógico local, regional e mundial;
o Leituras:
 RICO, Elizabeth Melo (Org.). Avaliação de políticas sociais:
uma questão em debate. São Paulo : Cortez : Instituto de Estudos
Especiais, 2001.
 SOUSA. Sandra M. Zákia L. . Possíveis impactos da avaliação
externa no currículo. In.: ROSA. Dalva E. Gonçalves & SOUZA,
Vanilton Camilo (org.) Políticas organizativas e curriculares,
educação inclusiva e formação de professores. Rio de Janeiro:
DP&A, 2002.
 MORIN, Edgar. Ciência com consciência. 4ª ed. Rio de Janeiro :
Bertrand Brasil, 2000.
 Aporte teórico:
4

o apresentação e discussão acerca das categorias teóricas escolhidas e dos


conceitos básicos a serem trabalhados: concepção de conhecimento,
currículo, educação, função social da escola, ensino, aprendizagem,
avaliação do ensino e da aprendizagem.
o Leituras:
 ESTEBAN, Maria Teresa. A Avaliação no cotidiano escolar. In.:
ESTEBAN, Maria Teresa (org.). Avaliação: uma prática em busca
de novos sentidos. 3ª ed. Rio de Janeiro : DP&A, 2001
 ÁLVAREZ MÉNDEZ, Juan Manuel. Avaliar para conhecer,
examinar para excluir. Tradução de Magda Schwarzhaupt
Chaves. Porto Alegre : Artmed Editora, 2002
 GUILHERME, Claudia Cristina Fiorio & REALI, Aline Maria de
Medeiros Rodrigues. O Processo de avaliação no ciclo básico:
concepções, práticas e dificuldades. In.: MIZUKAMI, Mátria da
Graça Nicoletti & REALI, Aline Maria de Medeiros Rodrigues
(Orgs). Aprendizagem profissional da docência: saberes,
contextos e práticas. São Carlos : EdUFSCar, 2002.
 KRUP, Andréa. Ciclos de formação: uma proposta
transformadora. Porto Alegre : Editora Mediação, 2001.
 MOLL, Jaqueline (Org.). Ciclos na escola, tempos na vida:
criando possibilidades. Porto Alegre : Artmed Editora, 2004.
 PERRENOUD, Philippe. Os Ciclos de aprendizagem: um
caminho para combater o fracasso escolar. [Les Ciclos
d’apprentissage]. Tradução de Patrícia Chittone Ramos Reuillard.
Porto Alegre : ArtMed, 2004.
 _____.Pedagogia diferenciada: das intenções à ação. [Pédagogie
différenciée: des intentions à l’action] Tradução Patrícia Chittone
Ramos.[L’évaluation des élèves: de la fabrication de l’excellence
à la régulation des apprentissages entre deux logiques] Tradução
Patrícia Chittone Ramos. Porto Alegre : ArtMed, 2000.
 SILVA, Janssen Felipe da. Avaliação na perspectiva formativa-
reguladora: pressupostos teóricos e práticos. Porto Alegre :
Editora Mediação, 2004.
5

 ______. Avaliação do ensino e da aprendizagem numa


perspectiva formativa-reguladora. In.: Silva, Janssen Felipe da;
HOFFMANN, Jussara; ESTEBAN, Teresa (Orgs.). Práticas
avaliativas e aprendizagens significativas: em diferentes áreas do
currículo. Porto Alegre : Editora Mediação, 2003.
 Metodologia: apresentar a abordagem a ser adotada, sua implementação e um
cronograma das atividades de pesquisa;
o Leituras:
 MINAYO, MARIA Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social:
teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ : Vozes, 1994.
 SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho
científico. 21ª ed. ver. e ampl. São Paulo : Cortez, 2000.
 Referência bibliográfica:
o Livros utilizados na construção do projeto e da monografia.