Você está na página 1de 4

PROPOSTA DE TRABALHO PARA GRUPO DE ESTUDO EM

AVALIAÇÃO EDUCACIONAL

Professor Orientador: Janssen Felipe da Silva

1.JUSTIFICATIVA
Com a implementação dos ciclos nas redes públicas de educação faz-se necessário
pesquisar seus efeitos na qualidade da aprendizagem e da ensinagem, saber que mudanças
têm provocado, que necessidades pedagógicas e estruturais fazem emergir. Essa nova
organização curricular constitui-se em um desafio presente e urgente de ser compreendido
para melhor ser vivenciado, haja vista que os nossos aprendentes já estão à mercê de seus
efeitos, sejam positivos ou/e negativos.

2.OBJETIVO GERAL
Constituir um grupo de estudo com vista à pesquisa em Avaliação Educacional do
ensino aprendizagem em ciclos de aprendizagens.

3.OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Aprofundar o estudo sobre as novas configurações epistemológicas do conhecimento e
suas implicações sobre a compreensão da aprendizagem, da ensinagem e da prática
avaliativa;
 analisar os impactos político-pedagógicos da implementação dos ciclos nas práticas
educativas nas escolas, em particular, nos processos avaliativos;
 identificar as demandas de formação continuada para uma prática pedagógica exigida
nos ciclos;
 contribuir para a discussão teórico-prática dos ciclos enquanto espaços de formação
humana e de aprendizagens significativas e sociais;
 investigar as novas exigências teóricas e práticas sobre os processos avaliativos nos
ciclos.
2

4.METODOLOGIA
O trabalho desenvolver-se-á através de três fases:
1. estudo teórico sobre as temáticas preliminares de análise:
a. crise e emergências paradigmática (Boaventura de Sousa Santos e Edgar
Morin);
b. prática pedagógica (Tardif e Gauthier);
c. ciclos de formação e aprendizagem (vários autores);
d. avaliação educacional (vários autores).
2. pesquisa empírica na rede municipal de educação;
3. construção de monografias e artigos em torno das pesquisas realizadas.
A dinâmica de trabalho será de encontros semanas de três de horas, tendo como
conteúdo seminários temáticos desenvolvidos pelos membros do grupo de estudo sob
orientação do seu orientador.
Está sendo prevista uma duração de oito meses (agosto de 2004 a abril de 2005).

BIBLIOGRAFIA

ANDRÉ, Marli & DARSIE, Marta Maria Pontin. Novas práticas de avaliação e a escrita do
diário: atendimento às diferenças. In.: ANDRÉ, Marli (Org.). Pedagogia das diferenças na
sala de aula. 3ª ed. Campinas (SP) : Papirus, 1999.

ARROYO, Miguel G. Ofício de mestre: imagens e auto-imagens. Petrópolis : Vozes, 2000.

BALLESTER, Margarita [es al.]. Avaliação como apoio à aprendizagem. [Evaluación


como ayuda al aprendizaje]. Tradução Valério Campos Porto Alegre : Artmed Editora,
2003.

ESTEBAN, Maria Teresa. A Avaliação no cotidiano escolar. In.: ESTEBAN, Maria Teresa
(Org.). Avaliação: uma prática em busca de novos sentidos. 3ª ed. Rio de Janeiro : DP&A,
2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 16ª ed.
Rio de Janeiro : Paz e Terra, 2000.

GAUTHIER, Clermont et al. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas


sobre o saber docente. [ Pour une théorie de la pédagogie: recherces contemporaines
3

sur le savoir des enseignants] Tradução Francisco Pereira. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, 1999
(Coleção Fronteiras da Educação).

GUILHERME, Claudia Cristina Fiorio & REALI, Aline Maria de Medeiros


Rodrigues. O Processo de avaliação no ciclo básico: concepções, práticas e
dificuldades. In.: MIZUKAMI, Mátria da Graça Nicoletti & REALI, Aline Maria de
Medeiros Rodrigues (Orgs). Aprendizagem profissional da docência: saberes, contextos
e práticas. São Carlos : EdUFSCar, 2002.

KRUP, Andréa. Ciclos de formação: uma proposta transformadora. Porto Alegre :


Editora Mediação, 2001.

MOLL, Jaqueline (Org.). Ciclos na escola, tempos na vida: criando possibilidades.


Porto Alegre : Artmed Editora, 2004.

MÉNDEZ, Juan Manuel Álvarez. Avaliar para conhecer, examinar para excluir. Tradução
de Magda Schwarzhaupt Chaves. Porto Alegre : Artmed Editora, 2002.

MOREIRA, Antonio Flávio Barbosa. Currículo, diferença cultural e diálogo. In.: Revista
Educação e Sociedade: revista quadrimestral de ciência da educação/centro de Estudos
Educação e Sociedade (Cedes) n. 79, agosto, 2002. Campinas. p. 15-38.

MOREIRA, Marco Antonio. Aprendizagem significativa. Brasília : Editora Universidade de


Brasília, 1999.

MORIN, Edgar. Ciência com consciência. 4ª ed. Rio de Janeiro : Bertrand Brasil, 2000.

PERRENOUD, Philippe. Os Ciclos de aprendizagem: um caminho para combater o


fracasso escolar. [Les Ciclos d’apprentissage]. Tradução de Patrícia Chittone Ramos
Reuillard. Porto Alegre : ArtMed, 2004.

_____.Pedagogia diferenciada: das intenções à ação. [Pédagogie différenciée: des


intentions à l’action] Tradução Patrícia Chittone Ramos.[L’évaluation des élèves: de la
fabrication de l’excellence à la régulation des apprentissages entre deux logiques] Tradução
Patrícia Chittone Ramos. Porto Alegre : ArtMed, 2000.

_____.Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens: entre duas lógicas. Porto


Alegre : ArtMed, 1999.
4

POZO, Juan Ignácio. Aprendizes e mestres: a nova cultura da aprendizagem. [aprendices y


maestros: la nueva cultura Del aprendizaje] Tradução de Ernani F. Rosa. 4ª ed. Porto Alegre
: ArtMed, 2002.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A Crítica da razão indolente: contra o desperdício da


experiência. São Paulo : Cortez, 2000.

______. Um Discurso sobre as ciências. 11ª ed. Porto : Afrontamento, 1999.

SILVA, Janssen Felipe da. Avaliação na perspectiva formativa-reguladora: pressupostos


teóricos e práticos. Porto Alegre : Editora Mediação, 2004.

______.Avaliação do ensino e da aprendizagem numa perspectiva formativa reguladora. In:


SILVA, Janssen Felipe da; HOFFMANN, Jussara & ESTEBAN, Maria Teresa (Org).
Práticas avaliativas e aprendizagens significativas: em diferentes áreas do currículo. Porto
Alegre : Mediação, 2003.

______. Avaliar ...O quê? Quem? Como? Quando? In.: Revista TV Escola. Brasília, MEC,
outubro/novembro, 2002.

______. Políticas de formação para professores: aproximações e distanciamentos políticos


e epistemológicos. Recife : Universidade Federal de Pernambuco : Centro de Educação,
2001. (Dissertação de mestrado).

SILVA, Tomaz Tadeu da & GENTILI, Pablo (Orgs.). Escola S.A : quem ganha e quem
perde no mercado educacional do neoliberalismo. Brasília: CNTE, 1996

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ : Vozes,


2002.

ZABALA, Antoni. Enfoque globalizador e pensamento complexo: uma proposta para o


currículo escolar. Porto Alegre : ArtMed, 2002.

______.A Avaliação. In: ZABALA, Antoni. A Prática educativa: como ensinar. Porto
Alegre : ArtMed, 1998.

Você também pode gostar