Você está na página 1de 3

5.2. - A NATUREZA DOS ANJOS.

5.2.a.- NÃO SÃO SERES HUMANOS


GLORIFICADOS6 (Hb.12:22,23):

 SÃO SERES ESPIRITUAIS –Incorpóreos ( Hb.1:14 ). Não tem


corpo físico, mas podem assumir forma corpórea ( Gn.18:19 ).
(Sl.104:4; Hb 1:7; Ef.6:2; Mt.8:16; 12:45; Lc.7:21; Apc.16:14 ).
 SÃO IMORTAIS –Os anjos não estão sujeitos à dissolução: nunca
morrem. A imortalidade dos anjos se deriva de Deus e depende de Sua
vontade. Os anjos são isentos da morte, porque assim Deus os fez.
( Lc.20:35,36 ).
 ** NÃO SE REPRODUZEM CONFORME SUA ESPÉCIE –As
escrituras em parte alguma ensina que os anjos são seres assexuados.
Inferências encontramos referindo-se aos anjos, com o uso de pronomes
do gênero masculino ( Dn.8:16,17; Lc.1:12,29,30; Apc.12:7; 20:1;
22:8,9 ). Mas, não obstante, o casamento, a reprodução, não é da ordem
ou do plano de Deus.
 SÃO PODEROSOS –Dotados de poder sobre-humano ( Sl.103:20; II
Pd.2:11 ). São uma classe de seres criados superiores aos homens
( Sl.8:5; Hb.2:10 ). Contudo, esse poder tem seus limites estabelecidos,
não são Onipotentes ( II Ts.1:7; II Sm.24:16,17 ). Veja demonstração
de poder dos anjos – ( At.5:19; 12:7,23; Mt.28:2 ).

Obs: Quão capazes, portanto, são os anjos bons para ministrar ao


homem; e quão desesperadora pode ser a oposição dos principados, os
dominadores deste mundo tenebroso! Confiemos, portanto, na força do
poder do Senhor e de seus ministros, Amém!

 SÃO SERES VELOZES –( Mt.26:53 ) O pensamento que deve ser


destacado, é que os anjos, cuja residência, supostamente era nos céus,
podiam instantaneamente aparecer em defesa de seu Senhor. Como
essas legiões de anjos poderiam passar, com tal rapidez, do céu até o
triste Getsêmani, ultrapassa nosso entendimento. Sabemos apenas que a
possibilidade do fenômeno indica uma atividade e rapidez
verdadeiramente maravilhosa.
 SÃO SERES PESSOAIS.

o Inteligência – Dn.10:14
o Emoções – Jó 38:7
o Vontade – Is.14:13,14
o Não são Oniscientes – Mt.24:36
o Não são Onipresentes – Dn.9:21-23
o Não são Onipotentes – Dn.10:13
 SÃO PERFEITOS E SEM FALHA – ( Gn.1:31 )

o Parte dos anjos tornaram-se rebeldes e caídos – ( Jd.6; II
Pd.2:4 )
o O restante permaneceu obediente – ( Mt.25:31; Sl.99:7 )
 SÃO SERES GLORIOSOS – ( Lc.9:26 )

o Os anjos são dotados de dignidade e glória sobre-humanos.

** Trechos Principais para considerar: Gn.6:1-4; I Pd.3:18-20; II Pd.2:4


e Judas 6.

Os anjos são chamados "Filhos de Deus" no Velho Testamento nas


referências de Jó 1:6; 2:1; 38:7 e também em Gn.6:2,4. Deve ser observado,
porém, que, apesar de serem assim chamados, os homens também o foram
( Lc.3:38; Jo.1:12; I Jo.5:1-2 ). A palavra original é "Benai-
Elohim"= Filhos de Deus. Por causa do texto de Gn.6:2,4, há polêmica sobre
quem foram "OS FILHOS DE DEUS"??

Que os filhos de Deus se refere aos anjos, neste texto de Gn.6, é a posição
tomada por Josefo, Filo Judeus e os autores do Livro de Enoque e
do Testamento dos Doze Patriarcas; era a posição geralmente aceita pelos
judeus eruditos dos primeiros séculos da era cristã. A impressão que geraram
"gigantes" foi da Septuaginta (LXX), que também traduziu todos os
manuscritos, substituindo "Filhos de Deus" por "anjos de Deus" em Gn.6; Jó
1:6 e 2:1, e por "meus anjos" em Jó 38:7.

OBS:

Gn.6:4- "...Estes eram os valentes que houve na antigüidade, os homens de


fama". Filhos do relacionamento entre "os filhos de Deus" com as "filhas dos
homens". Esta é a definição original dos textos da palavra de Deus e não
"NEFILINS", que encontramos em alguns textos traduzido e não confiáveis,
conforme The Theological Workbook of the Old Testament, por Harris,
Archer e Waltke. Estes homens gerados eram perversos e dominaram a terra,
razão pela qual, Deus viu que havia grande maldade sobre a terra vs 5 e 6.
Argumentos
Teoria de que os "filhos de Deus" eram anjos:

1. As referências de Jó 1:6; 2:1; 38:7.


2. A relação anormal, produziu gigantes impiedosos.
3. Anjos podem aparecer como homens Gn.19:1,5; ou em homens,
Mc.1:23-26/ Mc.5:13 ( O Dr. Henry Morris diz: Os filhos de Deus e as
filhas dos homens são homens e mulheres, mas foram possessos por
demônios.
4. Em Mt.22:30, o Senhor estava apenas explicando que os anjos não se
reproduzem como os humanos. Não há prova que os anjos não tem
sexo. Nos originais, a palavra anjos, sempre é no gênero masculino.
Alguém explico que os anjos não se reproduz porque não existe
"anjas".
5. As referências associadas com judas 6; I Pd.3:18-20; II Pd.2:4-6.
6. Esta teoria foi assegurada por historiadores como Josefo e Plínio.
7. Os livros apócrifos ( 3 deles ), assegura esta posição.
8. É considerado que houve duas quedas dos anjos, uma quando Satanás
liderou a rebelião, antes da queda do homem e outra em Gn.6.(Teor.
Defendida por Clarence Larkin)

Teoria de que os "filhos de Deus" não eram os anjos e sim os descendentes de


Sete.

1. Se anjos de fato se relacionam sexualmente com mulheres, este é um


prodígio espetacular da história que viola as normas da natureza, e não
há nada na bíblia que diga que anjos tem poderes sexuais.
2. Em Gn.6, encontramos em seu contexto a seqüência do termo
"homem", vs 1,2,3.
3. A distinção entre os "filhos de Deus" e Satanás nos textos de Jó 1:6; 2:1
de modo que, claramente entendemos que o título "filhos de Deus" não
se refere aos anjos caídos.
4. Se esta relação entre anjos e mulheres gerou os "Nefilins-gigantes",
como se explica a presença destes, antes deste ato, e depois do dilúvio
em Nm.13:33.
5. A linguagem de Gn.6:2 é normal para expressar relação entre humanos.
6. Os textos do novo testamento não provam que são anjos:
 I Pd.3:18-20- não diz nada sobre estes "espíritos em prisão", sendo
anjos. Pelo contrário, o contexto indica homens, cap.4:6.
 II Pd.2:4 e Judas 6,7- são referências de anjos, mas não provam que
eram envolvidos em Gn.6.
1. Os livros apócrifos, provavelmente foram produzidos pelos essênios, os
quais adotaram a interpretação angélica. Josefo trabalhou com este
grupo.