Você está na página 1de 4

Tribunal

PJe - Processo Judicial Eletrônico

27/02/2019

Número: 8002382-82.2018.8.05.0000
Classe: AGRAVO DE INSTRUMENTO
Órgão julgador colegiado: Quinta Câmara Cível
Órgão julgador: Des. Raimundo Sérgio Sales Cafezeiro
Última distribuição : 19/02/2018
Valor da causa: R$ 100,00
Processo referência: 0507185-87.2018.8.05.0001
Assuntos: Antecipação de Tutela / Tutela Específica
Segredo de justiça? NÃO
Justiça gratuita? SIM
Pedido de liminar ou antecipação de tutela? SIM
Partes Procurador/Terceiro vinculado
MATEUS NOGUEIRA DA SILVA (AGRAVANTE) MATEUS NOGUEIRA DA SILVA (ADVOGADO)
DEPARTAMENTO DE INFRA-ESTRUTURA DE
TRANSPORTES DA BAHIA - DERBA (AGRAVADO)
CONCESSIONARIA LITORAL NORTE S/A - CLN FLAVIA PRESGRAVE BRUZDZENSKY (ADVOGADO)
(AGRAVADO)
Documentos
Id. Data da Documento Tipo
Assinatura
28750 27/02/2019 11:58 Decisão Decisão
98
PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA

Quinta Câmara Cível

Processo: AGRAVO DE INSTRUMENTO n. 8002382-82.2018.8.05.0000


Órgão Julgador: Quinta Câmara Cível
AGRAVANTE: MATEUS NOGUEIRA DA SILVA
Advogado(s): MATEUS NOGUEIRA DA SILVA (OAB:3656800A/RS)
AGRAVADO: DEPARTAMENTO DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES DA BAHIA -
DERBA e outros
Advogado(s): FLAVIA PRESGRAVE BRUZDZENSKY (OAB:1498300A/BA)

DECISÃO

Vistos, etc.

Formulou o Agravante pedido no evento de ID 2870680, informando que a decisão de ID 2866223,


quando consignou erroneamente que a terça-feira de carnaval ocorrerá em 05/02/2019, quando em
verdade será em 05/03/2019.

Constatando a efetiva existência de erro material no julgado, corrijo o equívoco, tornando sem efeito a
decisão de ID 2866223 e declarando o ato decisório da seguinte forma:

“Vistos, etc.

Formulou o Agravante, no evento de ID 2861740, pedido de ampliação dos efeitos da liminar concedida
sob ID 709896, para determinar que a parte Agravada abstenha-se de cobrar tarifa de pedágio majorada
no dia 05/03/2019.

Num. 2875098 - Pág. 1


Analisando os autos, observo que em oportunidade anterior o Juiz Plantonista que examinou a questão
proferiu decisão monocrática nos seguintes termos (ID 708933):

“Afinal, concedo a TUTELA DE URGÊNCIA, para determinar à segunda Requerida, que se


abstenha de aplicar tarifa majorada de feriado no dia 13/02/2018 (Terça-feira), aplicando a
tarifa de dia útil. Caso haja descumprimento por parte das Agravadas comino uma pena
pecuniária diária de R$ 50.000.00 (Cinquenta mil reais) em caso de descumprimento.”

Posteriormente a decisão veio a ser modificada, pelo julgado de ID 709896, quando o Juiz Substituto
proferiu as seguintes declarações:

“Aos pedidos formulados decido que, a parte agravante arque com supostos prejuízos financeiro, que
porventura suportar a concessionária, caso venha a ser julgado improcedente esta decisão, a fim de
obstaculizar as graves consequências advindas da medida concedida.

Certo também que a caução do § 1º do Artigo 300 é uma faculdade ao Juiz e não um dever.

Quanto à multa diária arbitrada, revejo, no sentido de reduzir à metade, qual seja, 250.000,00 (duzentos e
cinquenta mil).”

Pois bem, vieram os autos novamente conclusos, com requerimento de extensão dos efeitos da decisão
anteriormente proferida também para a terça-feira de carnaval do ano corrente, prevista para o dia
05/03/2019.

Sobre o tema, tenho a esclarecer que debrucei-me sobre a legislação que regula os feriados do Município
de Camaçari e verifiquei que a terça-feira de carnaval não é feriado local, havendo, porém, ponto
facultativo em determinadas repartições públicas.

O contrato de concessão da Concessionária Litoral Norte efetivamente contém cláusulas que preveem a
cobrança diferenciada de tarifa em feriados, sábados e domingos.

Convém ressaltar, todavia, que no presente caso não se trata de dia definido pelo Município de Camaçari
como feriado, também recaindo numa terça-feira e não em final de semana.

Mostra-se, portanto, inviável a exigência de tarifa de forma majorada na terça-feira de carnaval, por não
enquadrar-se em quaisquer das hipóteses de cobrança diferenciada permitidas pelo Contrato de
Concessão.

Opto, neste momento, por DEFERIR o pedido formulado no evento de ID 2861740, para ampliar os
efeitos da liminar anteriormente concedida nestes autos, para o fim de proibir a cobrança de tarifa de
pedágio majorada no dia 05/03/2019.

Para a hipótese de desobediência a esta ordem judicial, comino multa fixa no valor de R$ 50.000,00
(cinquenta mil reais).

Num. 2875098 - Pág. 2


Oficie-se o Juízo Singular, dando-lhe conhecimento sobre o teor desta decisão, para conhecimento,
adoção das providências necessárias e encaminhamento das informações de praxe.

Intimem-se as partes Agravadas, para conhecimento e cumprimento.

Publique-se. Intimem-se.

Confiro à presente força e efeito de Mandado, caso necessário.”

Promova a Secretaria a exclusão da decisão de ID 2866223 da movimentação processual.

Dê-se publicidade a esta Decisão.

Notifiquem-se os Agravados, por Oficial de Justiça.

Des. RAIMUNDO SÉRGIO SALES CAFEZEIRO

Relator

SC02

Num. 2875098 - Pág. 3